reehn btus ERRO. Ao ligar e se deparar com o erro E4, devem ser feitos os testes abaixo indicados antes de trocar a placa da evaporadora:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "reehn 30.000 btus ERRO. Ao ligar e se deparar com o erro E4, devem ser feitos os testes abaixo indicados antes de trocar a placa da evaporadora:"

Transcrição

1 ERRO E-4 O erro ocorre quando o sensor de imersão da serpentina da evaporadora informa à placa principal da própria evaporadora que a serpentina está numa temperatura anormal (ou muito fria ou muito quente ou em temperatura ambiente, mesmo com o relê do compressor acionado). Isso pode ocorrer quando o pressostato de alta ou baixa estão abertos, quando o capilar está obstruído, quando o protetor térmico da linha de descarga do compressor abre, quando a serpentina tanto da evaporadora quando da condensadora estão sujas, quando algum capacitor está ruim dificultando o movimento normal do motor ou quando o motor está avariado. Como visto, esse erro pode ter várias causas que a troca da placa não resolve. Sempre que for fazer o teste, desligue o disjuntor e ligue para limpar a memória da placa eletrônica. Ao ligar e se deparar com o erro E4, devem ser feitos os testes abaixo indicados antes de trocar a placa da evaporadora: 1 Verificar a tensão de alimentação para ver se a mesma está dentro da nominal. 2 Verificar com o manômetro se há gás na máquina. 3 - Estando a máquina com gás e a tensão estando correta, ligar o equipamento no modo refrigeração e observar na unidade condensadora a condição dos LED s indicadores. Ao energizar a unidade, o LED 1 verde da placa da condensadora deve acender e o display da evaporadora deverá mostrar a temperatura ambiente. Se não acender o LED 1 da placa da condensadora, verificar se a unidade está alimentada corretamente e se o transformador está com os enrolamentos em condições normais. Veja aqui como testar. Verifique sempre o superaquecimento da unidade conforme o boletim presente no site da Rheem. Clique aqui para acessar o boletim de super aquecimento. Coloque no controle remoto uma temperatura que permita a partida do compressor. Quando isso ocorrer. O LED 2 vermelho deverá acender e o compressor deverá partir. Verifique nesse momento e até onde for possível a corrente e as pressões de funcionamento, verificando também se o LED 3 vermelho irá piscar. O número de piscadas irá dizer qual componente está com problema.

2 LED 02 piscando três (3) vezes Indicado que o pressostato de alta ou o protetor térmico do tubo de descarga do compressor ou o contato normalmente fechado do relê térmico pode estar aberto. Veja aqui quais são. Protetor térmico na descarga do compressor. O contato é normalmente fechado, devendo abrir somente quando a temperatura aumenta de maneira excessiva. O teste deve ser feito com o multímetro. Ele estará operando normalmente quando a resistência for zero (0). Pressostato de alta pressão. Esse componente está presente para evitar que a pressão interna do condensador passe de 3,2 MPa ou 464 Psi. Nessa pressão o pressostato abre e só volta a fechar quando a pressão estiver em 2.6 MPa ou 377 Psi. O teste deve ser feito na escala de resistência. O pressostato operando em condições normais deve ter resistência zero (0).

3 LED 02 piscando quatro (4) vezes Indicando que o pressostato de baixa está aberto. Pressostato de baixa pressão. Esse componente está presente para evitar que a pressão interna do condensador fique abaixo de 0.05 MPa ou 7 Psi. Nessa pressão o pressostato abre e só volta a fechar quando a pressão estiver em 0.15 MPa ou 21Psi. O teste deve ser feito na escala de resistência. O pressostato operando em condições normais deve ter resistência zero (0). LED 02 piscando cinco (5) vezes Indicando que o sensor CN4 está avariado, detectou algum congelamento na unidade condensadora no modo quente ou que está faltando na placa. Nesse último caso, coloque um de 5K no lugar. Veja aqui a posição do mesmo.

4 LED 02 piscando nove (9) vezes Indicando que as fases de entrada estão invertidas ou que a placa identificou a falta de alguma fase. Verificar se houve alguma troca de disjuntor ou troca de transformador externo, gerando a troca das fases na entrada do equipamento que é detectada pela placa da condensadora. Ao perceber que as fases estão invertidas, o compressor não parte e aparece erro E4. Se possuir um fasímetro verifique o alinhamento das fases na entrada dos bornes de conexão. Caso não possua, faça trocas alternadas de duas fases na entrada da borneira ou no disjuntor até estarem alinhadas novamente. Faça isso com a alimentação desligada. Estando as fases alinhadas, o problema pode ser na placa da condensadora. Obs. Quando ocorrer a abertura de algum componente e isso fazer com que o compressor desligue, ao voltar o sistema à condição normal de uso, os erros desaparecem. É indicado que alguém verifique a condição da evaporadora informando quando o erro ocorrer e outra pessoa fique verificando os possíveis erros na placa da condensadora. 4 Se o erro E4 ocorrer e a condição de funcionamento da placa da condensadora está em funcionamento normal (LED 1 aceso, LED 2 aceso e LED 3 apagado), é hora de verificar o status da evaporadora. Verifique o sensor de imersão da evaporadora do conector CN21. Consulte a tabela de sensor de 5K para ver se o mesmo está calibrado. Clique aqui para acessar o boletim de teste do sensor. Lembrando que o mesmo deve ser retirado da serpentina e medido na temperatura ambiente. Se estiver descalibrado, faça a substituição do mesmo por outro de 5K. Coloque-o novamente na serpentina ou no tubo de retorno do gás (linha fria) e ligue o equipamento, refazendo os testes. Obs. Ao trocar a posição dos sensores CN20 e CN21, a temperatura informada no display deverá ser a da serpentina. Se aparecer 50 C é sinal que o sensor está avariado. CN20 Sensor de temperatura. CN21 Sensor de imersão ou degelo. CNH Não utilizado.

5 Posição alternativa para colocar o sensor de imersão. Travar com abraçadeira plástica e cobrir novamente com o isolante. Se o defeito persistir, faça a troca da placa eletrônica da evaporadora. OBS. Com o sensor de imersão da evaporadora aberto (resistência muito alta), aparecerá no display da evaporadora o código de erro E3. Troque o sensor por outro de 5K. O sensor de temperatura da evaporadora CN20 acusará o erro E2. Em geral, quando ele está ruim, a temperatura informada no display fica em valores anormais. Com o sensor aberto, o display marcará 0 C

ERRO. Ao ligar e se deparar com o erro E4, devem ser feitos os testes abaixo indicados antes de trocar a placa da evaporadora:

ERRO. Ao ligar e se deparar com o erro E4, devem ser feitos os testes abaixo indicados antes de trocar a placa da evaporadora: ERRO E-4 O erro ocorre quando o sensor de imersão da serpentina da evaporadora informa à placa principal da própria evaporadora que a serpentina está numa temperatura anormal (ou muito fria ou muito quente

Leia mais

Código de erro do Ar Condicionado Consul Inverter.

Código de erro do Ar Condicionado Consul Inverter. Código de erro do Ar Condicionado Consul Inverter. 3. DIAGNÓSTICO 3.1. Procedimento de Reset do produto (Reiniciar) Antes de iniciar qualquer diagnóstico, deve-se seguir três ações: a) Fazer o reset do

Leia mais

Este boletim tem por finalidade apresentar uma análise de defeitos comuns do VF50F/E.

Este boletim tem por finalidade apresentar uma análise de defeitos comuns do VF50F/E. Este boletim tem por finalidade apresentar uma análise de defeitos comuns do VF50F/E. Introdução Os equipamentos VF50F/E são conhecidos pela complexidade de seus esquemas elétricos, isso se deve ao fato

Leia mais

MANUAL DE SERVIÇO. Condicionadores de Ar Split High-Wall. Modelos LX-HX

MANUAL DE SERVIÇO. Condicionadores de Ar Split High-Wall. Modelos LX-HX Condicionadores de Ar Split High-Wall Modelos LX-HX Prezado Assistente Técnico, Este documento foi desenvolvido com o objetivo de proporcionar a você, o maior número de informações possíveis, buscando

Leia mais

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo.

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo. BOLETIM DE GARANTIA (N o 05 / 2013) Código de erro do Cassete e Piso-Teto No. TIPO DESCRIÇÃO Flash Blink Código Nota 1 Falha 2 Falha 3 Falha 4 Falha 5 Falha 6 Falha Placa acusa erro no sensor de temperatura

Leia mais

Presente em seus projetos.

Presente em seus projetos. Manual de configuração do módulo de relê receptor RF de 1 canal para tensões de 12V, 127V e 220V Objetivos: Explicar como configurar os modos de funcionamento, cadastrar controles e apagar os controles

Leia mais

Todo gás que inicia em R é mistura, não é gás, é líquido, tem que usar a garrafa de cabeça para baixo.

Todo gás que inicia em R é mistura, não é gás, é líquido, tem que usar a garrafa de cabeça para baixo. 1 HP equivale aproximadamente a 12.000 BTU 1 BTU = 1TR ( Tonelada de Refrigeração) Fases: R= Rotação S= Saída T= Trabalho VA 1 VA equivale a aproximadamente 0,7 Watts HPY= Refrigerante R-600 R-290 1234y

Leia mais

USO DO APARELHO DE TESTE DE EQUIPAMENTO AUXILIAR DE IP

USO DO APARELHO DE TESTE DE EQUIPAMENTO AUXILIAR DE IP 1/5 1. Objetivo Estabelecer procedimentos para testes de reator, ignitor e polaridade com o aparelho de teste de equipamento auxiliar de IP, para execução de trabalhos de construção e manutenção em iluminação

Leia mais

LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 267 - TELEFONE: 6823-8800 Revisado em 24/10/2006 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 www.linear-hcs.com.

LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 267 - TELEFONE: 6823-8800 Revisado em 24/10/2006 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 www.linear-hcs.com. LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 267 - TELEFONE: 6823-8800 Revisado em 24/10/2006 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 www.linear-hcs.com.br CENTRAL ELETRÔNICA MONOFÁSICA DE CONTROLE DE PORTÃO rev8 CARACTERÍSTICAS

Leia mais

Exercícios de Programação CLP

Exercícios de Programação CLP Exercícios de Programação CLP 1 - Monte um esquema para acionar um contator, utilizando uma chave liga/desliga (knob) de duas posições. 2 - Monte um esquema para acionar um contator, utilizando push-bottoms,

Leia mais

TELE - VENDAS: (0xx41) FAX GRÁTIS:

TELE - VENDAS: (0xx41) FAX GRÁTIS: TELE - ENDAS: (0xx41) 2102-1100 - FAX GRÁTIS: 0800-704 2080 PROA DE LÂMPADAS Testando a Lâmpada Com a lâmpada fora do soquete, encoste uma ponta de prova no encaixe e a outra ponta no pólo como é mostrado

Leia mais

ANEXO-II FREQÜÊNCIA DE MANUTENÇÃO

ANEXO-II FREQÜÊNCIA DE MANUTENÇÃO ANEXO-II FREQÜÊNCIA DE MANUTENÇÃO EQUIPAMENTO: CHILLER MODELO: RCU0303AS2A5P HITACHI AR CONDICIONADO DO BRASIL LTDA. Circuito de refrigerante Compressor Ventiladores do equipamento Serpentina do condensador

Leia mais

APLICATIVOS VW. DIGIFANT Mi

APLICATIVOS VW. DIGIFANT Mi Página 1 de 16 CAPITULO 70 APLICATIVOS VW DIGIFANT Mi GOLF GL/GLX 2.0 - Mi. COMO FUNCIONA O SISTEMA DIGIFANT Mi GOLF 2.0 Este sistema de injeção é digital multiponto ou seja com quatro válvulas injetoras

Leia mais

1 - hot acoplado.pdf 1 14/09/11 04:05 C M Y CM MY CY CMY K Acoplados Sistemas

1 - hot acoplado.pdf 1 14/09/11 04:05 C M Y CM MY CY CMY K Acoplados Sistemas Sistemas Acoplados Sistema de Aquecimento O aquecedor solar termodinâmico SOLAR FLEX é responsável por captar a energia em todas as situações climáticas, transformá-la em energia térmica e juntamente com

Leia mais

1 - hot acoplado.pdf 1 14/09/11 04:05 C M Y CM MY CY CMY K Acoplados Sistemas

1 - hot acoplado.pdf 1 14/09/11 04:05 C M Y CM MY CY CMY K Acoplados Sistemas Sistemas Acoplados Sistema de Aquecimento HOT ACOPLADO O HOT ACOPLADO é um equipamento destinado a produção de água quente para uso sanitário até 50.C garantindo conforto e aquecimento durante o ano todo

Leia mais

CATÁLOGO TÉCNICO DE PRODUTO

CATÁLOGO TÉCNICO DE PRODUTO Equipamento de teste de pressão da bomba de combustível de veículos com injeção eletrônica O TVP s são equipamento para teste de pressão da bomba elétrica de combustível dos veículos com injeção eletrônica,

Leia mais

Manual de Utilização YA XUN 858D

Manual de Utilização YA XUN 858D Manual de Utilização YA XUN 858D Cabo Ferro Solda Cabo Ar Quente Estação 858 Suporte Ferro Solda Especificações da Estação Ar Quente: 1. Entrada de Alimentação: AC 220V/60Hz. 2. Consumo de Corrente Máximo

Leia mais

Índice. Introdução 03. Cuidados ao manusear o equipamento 05. Acessórios Inclusos 06. Definições do equipamento 07

Índice. Introdução 03. Cuidados ao manusear o equipamento 05. Acessórios Inclusos 06. Definições do equipamento 07 Manual 1 Índice. Introdução 03 Cuidados ao manusear o equipamento 05 Acessórios Inclusos 06 Definições do equipamento 07 Conectando o Pin Out 11 Fazendo medições 13 Testando com injetores e bobinas reais

Leia mais

CONFORTO TÉRMICO. A importância das boas práticas em instalação e manutenção para o funcionamento ideal dos condicionadores de ar PÁGINAS 9, 10 E 11

CONFORTO TÉRMICO. A importância das boas práticas em instalação e manutenção para o funcionamento ideal dos condicionadores de ar PÁGINAS 9, 10 E 11 CONFORTO TÉRMICO A importância das boas práticas em instalação e manutenção para o funcionamento ideal dos condicionadores de ar PÁGINAS 9, 10 E 11 FIC FRIO 1 2 OUT NOV DEZ 2015 FIC FRIO 3 4 OUT NOV DEZ

Leia mais

RECEPTORA MULTIFUNCIONAL 1. APRESENTAÇÃO DA RECEPTORA

RECEPTORA MULTIFUNCIONAL 1. APRESENTAÇÃO DA RECEPTORA RECEPTORA MULTIFUNCIONAL. APRESENTAÇÃO DA RECEPTORA Fig. 0 . APRESENTAÇÃO DA PLACA PROG Chave para programação de controles remotos, sensores sem fio e condições de funcionamento. Led Saída de nível para

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO E INSTALADOR

MANUAL DO USUÁRIO E INSTALADOR Cell A melhor maneira de abrir o seu portão MANUAL DO USUÁRIO E INSTALADOR Ver. 2.01 Apresentação O acionador de cargas Cell Sésamo é um solução prática e eficaz para acionamento de dispositivos à distância.

Leia mais

TEMPORIZADOR MICROCONTROLADO PARA BACKLIGHT DO RÁDIO TURNIGY 9X

TEMPORIZADOR MICROCONTROLADO PARA BACKLIGHT DO RÁDIO TURNIGY 9X TEMPORIZADOR MICROCONTROLADO PARA BACKLIGHT DO RÁDIO TURNIGY 9X Por: José Carlos Santa Cruz Engenheiro de Computação - dezembro de 2016 cientistaespacial@gmail.com A fim de evitar o consumo excessivo de

Leia mais

1. Objetivo Tem por finalidade estabelecer os procedimentos para a utilização do aparelho de detector de tensão ao contato e por aproximação.

1. Objetivo Tem por finalidade estabelecer os procedimentos para a utilização do aparelho de detector de tensão ao contato e por aproximação. 1/5 1. Objetivo Tem por finalidade estabelecer os procedimentos para a utilização do aparelho de detector de tensão ao contato e por aproximação. 2. Aplicação Distribuição. 3. Documentos de referência

Leia mais

Versão Mutirão, Rev. 0

Versão Mutirão, Rev. 0 Página 1 de 1 Manual Montagem PA Ararinha 4b Versão Mutirão, Rev. 0 Foto PA protótipo Página 2 de 2 Siga corretamente as instruções e encontrando alguma coisa diferente do informado no manual, não prossiga

Leia mais

CONTROLADOR DE FATOR DE POTÊNCIA COISARADA CFPC-12

CONTROLADOR DE FATOR DE POTÊNCIA COISARADA CFPC-12 CONTROLADOR DE FATOR DE POTÊNCIA COISARADA CFPC-12 1. Funções e Características - Interface totalmente em português. - Possui um eficaz sistema de medição de fator de potência da onda fundamental, o que

Leia mais

Acessórios elétricos do sistema de refrigeração PROFESSOR: FAGNER FERRAZ

Acessórios elétricos do sistema de refrigeração PROFESSOR: FAGNER FERRAZ Acessórios elétricos do sistema de refrigeração PROFESSOR: FAGNER FERRAZ 1 2 TERMOSTATOS 3 Termostatos É um componente que tem a função de controlar a temperatura de um ambiente fechado (Refrigerador,

Leia mais

Medidor Trifásico SDM630D

Medidor Trifásico SDM630D Medidor Trifásico SDM630D MANUAL DO USUÁRIO Conteúdo 1 INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA... 3 1.1 PESSOAL QUALIFICADO... 3 1.2 FINALIDADE... 4 1.3 MANUSEIO... 4 2 INTRODUÇÃO... 5 2.1 ESPEFICICAÇÕES... 5 3 DIMENSÕES...

Leia mais

ESQUENTADOR DE TIRAGEM FORÇADA

ESQUENTADOR DE TIRAGEM FORÇADA ESQUENTADOR DE TIRAGEM FORÇADA WR-WRD KME Manual para Serviços Técnicos ATENÇÃO: Este manual destina-se aos responsáveis pela formação, aos técnicos e instaladores do mercado onde o aparelho será introduzido.

Leia mais

Dispositivo para Teste de Iluminação Pública REATEST. P34 Manual do Usuário

Dispositivo para Teste de Iluminação Pública REATEST. P34 Manual do Usuário Dispositivo para Teste de Iluminação Pública REATEST P34 Manual do Usuário Primata Tecnologia Eletrônica Curitiba - Paraná Brasil Novembro / 2013 ADVERTÊNCIA A reprodução de qualquer parte deste texto,

Leia mais

BTC 022A Equipamento Cubo Mágico

BTC 022A Equipamento Cubo Mágico BTC 022A-01-15 Equipamento Cubo Mágico Este boletim tem como finalidade informar aos STA s sobre o equipamento Cubo Mágico da Skol, e suas particularidades para auxílio durante um eventual atendimento.

Leia mais

REF.: HOSHIZAKI SÉRIE KM - CICLO DE OPERAÇÃO

REF.: HOSHIZAKI SÉRIE KM - CICLO DE OPERAÇÃO REF.: HOSHIZAKI SÉRIE KM - CICLO DE OPERAÇÃO TODAS AS HOSHIZAKI MODELOS KM... TÊM O SEGUINTE CICLO DE OPERAÇÃO: 1. Enchimento Inicial do Tanque (Ciclo de 1 Minuto) - de 1 em 1 minuto Ao ser ligada, a máquina

Leia mais

INÍCIO Instruções para a Aplicação

INÍCIO Instruções para a Aplicação INÍCIO Instruções para a Aplicação As advertências devem ser seguidas cuidadosamente para evitar lesões corporais DESEMBALANDO 1 Remover as lâmpadas da embalagem cuidadosamente 1. A máquina deve ser utilizada

Leia mais

ANEXO II PLANO DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA

ANEXO II PLANO DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA CHILLER 001 1 Limpeza geral da CAG. Incluindo compressores. Mensal 2 Eliminar ruídos e vibrações anormais ou programar corretiva. Mensal 3 Verificar / completar nível de óleo Mensal 4 Registra pressões

Leia mais

BTP 012A VN Controladores Eletrônicos

BTP 012A VN Controladores Eletrônicos BTP 012A-02-11 VN Controladores Eletrônicos Este boletim tem como objetivo apresentar os controladores eletrônicos e componentes utilizados nos equipamentos cervejeiros da linha VN Metalfrio. Informações

Leia mais

COMANDO DE SOLDA PONTO

COMANDO DE SOLDA PONTO COMANDO DE SOLDA PONTO DEN 24M 24N-C I. CARACTERÍSTICAS DO COMANDO DEN-24M/24NC O comando micro-controlado DEN-24M/24NC tem como principais características o tamanho reduzido e sua grande versatilidade,

Leia mais

CENTRAL DE ALARME AS-322 SINAL

CENTRAL DE ALARME AS-322 SINAL PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS CENTRAL DE ALARME AS SINAL Central de alarme de zonas, sendo que a zona é mista e a zona somente sem fio; Tempo de entrada e saída programável para a zona; Tempo de sirene de

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO ETIQUETADORA TÉRMICA RAMUZA (ETR)

MANUAL DO USUÁRIO ETIQUETADORA TÉRMICA RAMUZA (ETR) MANUAL DO USUÁRIO ETIQUETADORA TÉRMICA RAMUZA (ETR) RV 05 18/01/2016 INTRODUÇÃO Obrigado por escolher a Ramuza! Este equipamento possui o melhor custo benefício e é fabricado de acordo com os padrões de

Leia mais

Acessórios elétricos do sistema de refrigeração

Acessórios elétricos do sistema de refrigeração Acessórios elétricos do sistema de refrigeração PROFESSOR: FÁBIO FERRAZ 1 2 Termostatos É um componente que tem a função de controlar a temperatura de um ambiente fechado (Refrigerador, Sala, Quarto, etc.)

Leia mais

K&M Carregadores de Baterias

K&M Carregadores de Baterias Sumário 1.0 - CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS....2 2.0 - INFORMAÇÕES IMPORTANTES.... 2 3.0- INSTALAÇÃO.... 2 3.1- Local.... 3 3.2 - Tomadas de rede.... 3 3.3 4.0 - Conectores....3 - FUNCIONAMENTO.... 3 4.1- Característica

Leia mais

Simulador de sonda lambda inteligente

Simulador de sonda lambda inteligente t65 Simulador de sonda lambda inteligente APRESENTAÇÃO E CARACTERÍSTICAS O Simulador de sonda lambda inteligente T65 é um módulo eletrônico desenvolvido para efetuar a simulação do sinal do sensor de sonda

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERRÔMETRO MODELO TR-4120

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERRÔMETRO MODELO TR-4120 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERRÔMETRO MODELO TR-4120 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE Pág. 1. Introdução...02 2. Regras de segurança...02 3.

Leia mais

Breve apresentação: Características básicas: Clube CNC

Breve apresentação: Características básicas: Clube CNC Breve apresentação: Este driver é um aperfeiçoamento do já conhecido Driver Apoena1. Possui todas as características do Driver Apoena1 com algumas inovações a mais: Ele possui um microcontrolador supervisionando

Leia mais

PEA LABORATÓRIO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EXPERIÊNCIA - DISPOSITIVOS DE COMANDO RELATÓRIO

PEA LABORATÓRIO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EXPERIÊNCIA - DISPOSITIVOS DE COMANDO RELATÓRIO PEA 2401 - LABORATÓRIO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EXPERIÊNCIA - DISPOSITIVOS DE COMANDO RELATÓRIO NOTA Grupo:......... Professor:...Data:... Objetivo:......... 1 - ROTEIRO 1.1 - Análise das características

Leia mais

Detector de Sequência de Fase e Rotação de Motores

Detector de Sequência de Fase e Rotação de Motores Manual do Usuário Detector de Sequência de Fase e Rotação de Motores Modelo 480403 Introdução Parabéns por adquirir nosso Detector de Sequência de Fase e Rotação de Motores Extech Modelo 480403. Este instrumento

Leia mais

Ensaio 6: Característica de Tensão-Carga de Geradores CC: Excitação Independente, Shunt Auto- Excitado e Série

Ensaio 6: Característica de Tensão-Carga de Geradores CC: Excitação Independente, Shunt Auto- Excitado e Série Ensaio 6: Característica de Tensão-Carga de Geradores CC: Excitação Independente, Shunt uto- Excitado e Série 1. Objetivos Os objetivos desse ensaio são: a) Construir a curva característica de tensão-carga

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO GERADOR OZONIC C-200

MANUAL DE OPERAÇÃO GERADOR OZONIC C-200 MANUAL DE OPERAÇÃO GERADOR OZONIC C-200 Este manual sempre deve ser lido para que se procedam as operações, por uma pessoa e uma segunda pessoa, fazendo as operações a cada etapa. 1 Índice Página 1 Instalação

Leia mais

Manual de Instrucoes. Balcao Hora do Lanche. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio

Manual de Instrucoes. Balcao Hora do Lanche. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Manual de Instrucoes Balcao Hora do Lanche o futuro chegou a cozinha refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Obrigado por ter adquirido Equipamentos ELVI É com satisfação que entregamos

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Módulo Transformador para Iluminação de Emergência, até 2 Lâmpadas, Autonomia 1,5 h. Código AFILSI-NICAD Equipamento com a função de transformar uma ou mais luminárias fluorescentes comuns, instalada em

Leia mais

bambozzi Manual de Instruções Fonte Inversora INVERT WMI-140ED +55 (16) 3383

bambozzi Manual de Instruções Fonte Inversora INVERT WMI-140ED +55 (16) 3383 bambozzi A SSISTÊNCIAS T ÊCNICAS AUTORIZADAS acesse: www.bambozzi.com.br/assistencias.html ou ligue: +55 (16) 3383 3818 Manual de Instruções BAMBOZZI SOLDAS LTDA. Rua Bambozzi, 522 Centro CEP 15990-668

Leia mais

Parte 3 Montagem Final e Ajustes

Parte 3 Montagem Final e Ajustes 1/ 11 PY2MG Manual Montagem Maritaca Parte 3 Montagem Final e Ajustes 2/ 11 PY2MG 1- Escolha o gabinete que vai alojar o transceptor. Caso queira, oriente-se pela foto abaixo em que informamos os controles

Leia mais

Departamento Técnico: (011) (011)

Departamento Técnico: (011) (011) ELETRONIC FUEL INJECTOR CONTROLLER Este produto tem como função controlar bico(s) injetor(es) suplementares a fim de suprir a falta de combustível em motores com sobre-alimentadores de ar instalados (turbo

Leia mais

CONTROLE DE CENTRAGEM DE IMPRESSÃO CCI-01

CONTROLE DE CENTRAGEM DE IMPRESSÃO CCI-01 CONTROLE DE CENTRAGEM DE IMPRESSÃO CCI-01 www.maxwellbohr.com.br (43) 3028-9255 LONDRINA PR 1 - Introdução O Controlador de Centragem de Impressão, CCI, é um equipamento utilizado para controlar a centragem

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES Usuário Versão 1.1 BEBEDOUROS TROPICAL. Bebedouros Tropical Produtos com Certificação Inmetro

MANUAL DE INSTRUÇÕES Usuário Versão 1.1 BEBEDOUROS TROPICAL. Bebedouros Tropical  Produtos com Certificação Inmetro MANUAL DE INSTRUÇÕES Usuário Versão 1.1 Bebedouros Tropical www.bebedourostropical.com.br BEBEDOUROS TROPICAL LEIA E SIGA TODAS AS REGRAS DE SEGURANÇA E INSTRUÇÕES OPERACIONAIS ANTES DE USAR. sac@bebedourostropical.com.br

Leia mais

Inversor Trifásico 1CV e 2CV

Inversor Trifásico 1CV e 2CV Inversor Trifásico 1CV e 2CV Página 1 de 10 Esta linha de inversores de frequência da Neotec tende a unir a versatilidade do seu firmware com o desempenho a um baixo custo. Com isso pode ser inserido em

Leia mais

FONTE NOBREAK FULL POWER 260W

FONTE NOBREAK FULL POWER 260W MANUAL DE INSTRUÇÕES FONTE NOBREAK FULL POWER 260W DESCRIÇÃO A Full Power 260W é uma fonte Nobreak de alta potência, ideal para equipamentos de consumo elevado e cuja fonte de energia precisa ser ininterrupta.

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO PARA MESA DE PASSADORIA THEOBOARD 03 CONFORME NORMAS DA NR-12

MANUAL DE INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO PARA MESA DE PASSADORIA THEOBOARD 03 CONFORME NORMAS DA NR-12 MANUAL DE INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO PARA MESA DE PASSADORIA THEOBOARD 03 CONFORME NORMAS DA NR-12 SINAIS DE ATENÇÃO! Atenção! Alta Voltagem 230/240V Atenção! Superfície quente! Vapor quente ou líquido. Atenção!

Leia mais

EXPERIMENTO 3: CIRCUITOS DE CORRENTE CONTÍNUA

EXPERIMENTO 3: CIRCUITOS DE CORRENTE CONTÍNUA EXPERIMENTO 3: CIRCUITOS DE CORRENTE CONTÍNUA 3.1 OBJETIVOS Verificar experimentalmente as Leis de Kirchhoff 3.2 INTRODUÇÃO Para a resolução de um circuito de corrente contínua (cc), com várias malhas,

Leia mais

Bombas de Calor. Manual do Proprietário. Instalação e Manutenção LT35 / LT50 / LT70 / LT90 LT25 LT110 / LT130

Bombas de Calor. Manual do Proprietário. Instalação e Manutenção LT35 / LT50 / LT70 / LT90 LT25 LT110 / LT130 Bombas de Calor LT35 / LT50 / LT70 / LT90 LT5 LT0 / LT30 LIGHT TECH LTDA. Rua Maestro Callia, 77 040-00 Vila Mariana, São Paulo - SP Fone / Fax (0xx) 557-554 www.lighttech.com.br Instalação e Manutenção

Leia mais

SISTEMAS DE CONFORTO E CONVENIÊNCIA (Telecomandos/ acionadores de alarme)

SISTEMAS DE CONFORTO E CONVENIÊNCIA (Telecomandos/ acionadores de alarme) Fiat Palio, Marea, Tempra, Tipo Procedimento para programação de transmissor de entrada por controle remoto Com este sistema de programação, todos os códigos dos telecomandos; sem limite de quantidade,

Leia mais

FORNO ELÉTRICO VCC-8028

FORNO ELÉTRICO VCC-8028 Manual de Instruções FORNO ELÉTRICO VCC-8028 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO Leia atentamente as informações contidas neste manual antes de usar o aparelho. INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA: 1. Antes de utilizar o

Leia mais

Diagnósticos Cambio dualogic 1.8/1.9 flex

Diagnósticos Cambio dualogic 1.8/1.9 flex Câmbio Dualogic Diagnósticos 21-001- Câmbio Dualogic 1.8 / 1.9 Flex INCONVENIENTE: Veículo em trânsito demora a desacoplar a embreagem. DIAGNOSE: 1) - Verificar se o interruptor de freio esta queimado

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES TRANSFORMADOR A SECO ÍNDICE DESCRIÇÃO PÁGINA 1 Instruções para a instalação.................................... 02 2 Instruções para a manutenção..................................

Leia mais

Manutenção de Computadores. Aula básica e prática

Manutenção de Computadores. Aula básica e prática Manutenção de Computadores Aula básica e prática Gabinete Alguns cuidados a serem tomados Devemos ter cuidado com alguns tópicos importantes antes de abrir o gabinete do computador. Desligue o computador

Leia mais

CPM800S. Manual do Usuário

CPM800S. Manual do Usuário CPM800S Manual do Usuário R Descrição Geral O CPM800S é um contador e totalizador microprocessado especialmente desenvolvido para máquinas de corte e solda. Possui algumas funções especiais como trabalho,

Leia mais

Testador de Circuitos Integrados

Testador de Circuitos Integrados Testador de Circuitos Integrados IC Tester VTrucco 2015 Victor Trucco 2015 http://www.victortrucco.com CARACTERÍSTICAS IC Tester VTrucco 2015 6 7 2 1 3 1 - Display de LCD 2 - Soquete Z.I.F. 3 - LED 4

Leia mais

Barreira óptica de segurança-categoria 4 G4

Barreira óptica de segurança-categoria 4 G4 Barreira óptica de segurança-categoria 4 G4 Descrição As Barreiras ópticas de segurança-*cortinas de luz* são equipamentos óptico-eletrônicos utilizados para segurança em máquinas e equipamentos onde o

Leia mais

2.ª Prática Controle (PID) do Nível da Caldeira (Tanque 02) da Planta de Instrumentação Industrial e Controle de Processos da De Lorenzo

2.ª Prática Controle (PID) do Nível da Caldeira (Tanque 02) da Planta de Instrumentação Industrial e Controle de Processos da De Lorenzo 1 2.ª Prática Controle (PID) do Nível da Caldeira (Tanque 02) da Planta de Instrumentação Industrial e Controle de Processos da De Lorenzo OBJETIVO: 1. Fazer o controle (PID) de um determinado nível na

Leia mais

Manual Montagem RX/TX Ararinha 4b Parte 1 PY2MG Versão Mutirão Rev. 0

Manual Montagem RX/TX Ararinha 4b Parte 1 PY2MG Versão Mutirão Rev. 0 Manual Montagem RX/TX Ararinha 4b Parte 1 PY2MG Versão Mutirão Rev. 0 1 Siga corretamente as instruções e encontrando alguma coisa diferente do informado no manual, não prossiga a montagem, procure primeiro

Leia mais

O motor de Stirling: um motor térmico a ar quente

O motor de Stirling: um motor térmico a ar quente O motor de Stirling: um motor térmico a ar quente TEORIA O motor de Stirling (Fig. 1) é um motor térmico a ar quente, com a qual vamos investigar experimentalmente o ciclo de Stirling (diagrama pv), e

Leia mais

[Manual do Usuário] é bem durável e resistente é multi-uso é super simples de usar fácil de programar usa peças importadas ele não enferruja!

[Manual do Usuário] é bem durável e resistente é multi-uso é super simples de usar fácil de programar usa peças importadas ele não enferruja! >> destaques ECONOTIMER: é bem durável e resistente é multi-uso é super simples de usar fácil de programar usa peças importadas ele não enferruja! [Manual do Usuário] I NDEX. Introdução... 01. Aplicações...

Leia mais

CASSETE PISO TETO SOFISTICAÇÃO EM QUALIDADE E HARMONIA COM SEU AMBIENTE. AR CONDICIONADO. O novo grau de conforto. LINHA SPLIT

CASSETE PISO TETO SOFISTICAÇÃO EM QUALIDADE E HARMONIA COM SEU AMBIENTE. AR CONDICIONADO. O novo grau de conforto. LINHA SPLIT TO EN M A Ç N LA CASSETE PISO TETO SOFISTICAÇÃO EM HARMONIA COM SEU AMBIENTE. QUALIDADE E AR CONDICIONADO LINHA SPLIT 00485mn01.indd 1 O novo grau de conforto. 13/02/2015 14:20:24 Cassete Apresentação

Leia mais

NORMAS TÉCNICAS E FATORES DE DIMENSIONAMENTO

NORMAS TÉCNICAS E FATORES DE DIMENSIONAMENTO PROGRAMA DE EFICIENTIZAÇÃO INDUSTRIAL NORMAS TÉCNICAS E FATORES DE DIMENSIONAMENTO Prof. TOMAZ NUNES DEE - UFC NORMAS NBR 7094 - Máquinas Elétricas Girantes - Motores de Indução - Especificação. NBR 5031

Leia mais

Gps Datalogger. Guia do usuário

Gps Datalogger. Guia do usuário Gps Datalogger Guia do usuário 1 1 Descrição do produto Cabo para descarga de dados no computador e recarga de bateria Tecla ON : Liga ou desliga Tecla PI : Registro de pontos de interesse Tecla TX : Inativa

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEDIDOR DE MONÓXIDO DE CARBONO MODELO DG-5050

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEDIDOR DE MONÓXIDO DE CARBONO MODELO DG-5050 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEDIDOR DE MONÓXIDO DE CARBONO MODELO DG-5050 setembro de 2012 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...

Leia mais

ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Departamento de Engenharia Mecatrônica e de Sistemas Mecânicos FAMILIARIZAÇÃO COM A BANCADA

ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Departamento de Engenharia Mecatrônica e de Sistemas Mecânicos FAMILIARIZAÇÃO COM A BANCADA ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Departamento de Engenharia Mecatrônica e de Sistemas Mecânicos EXPERIÊNCIA 3 PMR 2481 Sistemas Fluidomecânicos 2 o Semestre 2015 ELETROPNEUMÁTICA O objetivo

Leia mais

LAB4 Introdução aos Controladores Lógicos Programáveis

LAB4 Introdução aos Controladores Lógicos Programáveis LAB4 Introdução aos Controladores Lógicos Programáveis 4.1 Introdução Os Controladores Lógicos Programáveis (CLPs) são dispositivos digitais, muito utilizados na indústria, capazes de armazenar instruções

Leia mais

DESCRIÇÃO E TESTE DOS PRINCIPAIS COMPONENTES

DESCRIÇÃO E TESTE DOS PRINCIPAIS COMPONENTES DESCRIÇÃO E TESTE DOS PRINCIPAIS COMPONENTES 1 Dispositivo de Segurança da Tampa O dispositivo de segurança da tampa é um dispositivo eletromecânico, do tipo normalmente aberto, que tem as seguintes características:

Leia mais

Springer - Carrier. Índice

Springer - Carrier. Índice Índice Página 1 - Diagnóstico de Defeitos em um Sistema de Refrigeração... 8 1.1 - Falha: Compressor faz ruído, tenta partir, porém não parte... 8 1.2 - Falha: Compressor funciona, porém não comprime...

Leia mais

COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO Certificação de Competências

COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO Certificação de Competências COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO Certificação de Competências CARGO AGENTE DE MANUTENÇÃO DE VEÍCULOS Área de Concentração: Elétrica de Autos 1. O movimento ordenado de elétrons livres em um condutor

Leia mais

BTR 086B VF50R Termostato Eletrônico Fim de Degelo

BTR 086B VF50R Termostato Eletrônico Fim de Degelo BTR 086B-04-10 VF50R Termostato Eletrônico Fim de Degelo Este boletim tem como finalidade informar à rede de STAs sobre o novo termostato de fim de degelo Coel desenvolvido para aplicação no freezer vertical

Leia mais

Manutenção Rápida DIGIPLUS A7.

Manutenção Rápida DIGIPLUS A7. Manutenção Rápida DIGIPLUS A7. Este manual resumido tem informações sobre os problemas mais comuns que podem ocorrer. Como base para auxílio nas soluções dos problemas, inicialmente é apresentado a opção

Leia mais

GUIA RÁPIDO PARA INSTALAÇÃO DO CURUMIM

GUIA RÁPIDO PARA INSTALAÇÃO DO CURUMIM GUIA RÁPIDO PARA INSTALAÇÃO DO CURUMIM Para poder utilizar o Curumim pela primeira vez, é necessário ter instalado no computador os seguintes arquivos: 1. Java JRE - máquina virtual java 2. Driver do Rádio

Leia mais

CAPÍTULO 16. A unidade central opera no modo emergência quando um sensor falha, assim o motorista conseguirá levar o carro até a oficina.

CAPÍTULO 16. A unidade central opera no modo emergência quando um sensor falha, assim o motorista conseguirá levar o carro até a oficina. 1 of 32 21/07/2014 19:28 CAPÍTULO 16 AUDI A4 1.6 ADP 1995 em diante COMO FUNCIONA ESTE SISTEMA Este sistema é Mutliponto sequencial, com 4 válvulas injetoras que possui autodiagnose ou seja que caso tenha

Leia mais

Sumário. Dados Técnicos Desembalar o equipamento Abastecimento Montagem da escova Ligar a Remover System IC2...

Sumário. Dados Técnicos Desembalar o equipamento Abastecimento Montagem da escova Ligar a Remover System IC2... Sumário Dados Técnicos... 5 1 Desembalar o equipamento... 6 2 Abastecimento... 6 3 Montagem da escova... 7 4 Ligar a Remover System IC2... 7 5 Funcionamento com vapor e produto químico... 8 6 Funcionamento

Leia mais

FIPM. Fuel Injector Pulse Modulator. Manual do usuário V1.2 SOLUCIONANDO PROBLEMAS. O led 05 do FIPM não se acende.

FIPM. Fuel Injector Pulse Modulator. Manual do usuário V1.2 SOLUCIONANDO PROBLEMAS. O led 05 do FIPM não se acende. SOLUCIONANDO PROBLEMAS O led 05 do FIPM não se acende. Positivo (fio vermelho), positivo ignição (fio laranja), negativo (fio preto) não estão corretamente ligados. Os leds 04 e 05 piscam juntos e o FIPM

Leia mais

PAINEL SENHA E GUICHÊ 5/10 CM (2 BANDAS COM VÍNCULO) MANUAL DE OPERAÇÕES

PAINEL SENHA E GUICHÊ 5/10 CM (2 BANDAS COM VÍNCULO) MANUAL DE OPERAÇÕES PAINEL SENHA E GUICHÊ 5/10 CM (2 BANDAS COM VÍNCULO) MANUAL DE OPERAÇÕES DESCRIÇÃO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Painel indicador de senha e guichê ou caixa disponível. Painel operado através de Acionador de

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO (VT01 / VT09)

MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO (VT01 / VT09) MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO (VT01 / VT09) Pagina 1 / 5 1.0) VOLTÍMETRO - RACETRONIX A principal função do Voltímetro é indicar o valor da tensão (em volts) do sistema elétrico do veículo. O Voltímetro

Leia mais

Aerosphere 350. Catálogo de Peças de Reposição

Aerosphere 350. Catálogo de Peças de Reposição Aerosphere 350 Catálogo de Peças de Reposição Edição: AGOSTO 2013 Código: 000-00000-000 Aerosphere 350 Índice 1. Módulo Evaporador 4 2. Módulo Condensador 6 3. Compressor Bitzer 4NFCY 8 4. Compressor Bock

Leia mais

Indicador digital microprocessado 3 dígitos programável

Indicador digital microprocessado 3 dígitos programável Indicador digital microprocessado dígitos programável Manual do usuário DP0101- DP001- DP001 Rev.01-07/15 Indicador digital dígitos programável Manual do usuário Modelo: DP0101 1-Sumário 1-Sumário... -Apresentação...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES LUMINÁRIAS DE EMERGÊNCIA LED

MANUAL DE INSTRUÇÕES LUMINÁRIAS DE EMERGÊNCIA LED MANUAL DE INSTRUÇÕES LUMINÁRIAS DE EMERGÊNCIA LED * Estas luminárias apenas ser montados em superfícies não-combustíveis (gesso, concreto, peças de metal, etc.), de modo que: "EM NENHUMA CIRCUNSTÂNCIA

Leia mais

Manual de instruções

Manual de instruções Manual de instruções Carregador de Bateria Monofásico Versão: 4 Sumario 1. Descrição---------------------------------------------------------------------- 3 1.1 Composição Básica----------------------------------------------

Leia mais

Equipamento de Teste de Circuito de Baixa e Jumpers

Equipamento de Teste de Circuito de Baixa e Jumpers Equipamento de Teste de Circuito de Baixa e Jumpers Versão 2.1 Equipamento de Teste de Circuito de Baixa e Jumpers Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste documento deve ser reproduzida sem a

Leia mais

CC 350. Catálogo de Peças de Reposição

CC 350. Catálogo de Peças de Reposição CC 350 Catálogo de Peças de Reposição Edição: FEVEREIRO 2012 Código: 000-00000-000 CC 350 Índice 1. Módulo Evaporador 4 2. Módulo Condensador 6 3. Compressor 8 4. Base do Compressor e Alternador 10 5.

Leia mais

Manual do usuário Receptor Wirelles - LVRC

Manual do usuário Receptor Wirelles - LVRC Parabéns! Manual do usuário Receptor Wirelles - LVRC Você acaba de adquirir um produto com a mais alta tecnologia e qualidade Luxvision. Leia cuidadosamente as informações para o uso correto do produto.

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO INDICADOR DE FALHAS COM SINALIZADOR EXTERNO MODELO IDBR-02

MANUAL DO USUÁRIO INDICADOR DE FALHAS COM SINALIZADOR EXTERNO MODELO IDBR-02 MANUAL DO USUÁRIO INDICADOR DE FALHAS COM SINALIZADOR EXTERNO MODELO IDBR-02 JANEIRO DE 2016 SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3 2. INFORMAÇÃO TÉCNICA... 3 3. DEFINIÇÃO... 3 4. ESTRUTURA DO PRODUTO... 3 5. INTERLIGAÇÃO

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES ESPECIFICAÇÕES

ESPECIFICAÇÕES ESPECIFICAÇÕES ESPECIFICAÇÕES DS-1: Distortion Nível Nominal de Entrada...-20 dbm Impedância de Entrada...470 k ohm Nível Nominal de Saída...-20 dbm Impedância de Saída...1 k ohm Nível Equivalente de Ruído de Entrada...-122

Leia mais

BTP 001B Peças de Reposição ARV-570 Hussmann

BTP 001B Peças de Reposição ARV-570 Hussmann BTP 001B-03-09 Peças de Reposição ARV-570 Hussmann Este boletim tem a finalidade de informar através de imagem, código, descrição e aplicação, todas as peças de reposição dos equipamentos ARV-570 da marca

Leia mais

AGITADOR 3D Modelos TW3/TW3T. FinePCR. Manual de Operação

AGITADOR 3D Modelos TW3/TW3T. FinePCR. Manual de Operação AGITADOR 3D Modelos TW3/TW3T FinePCR Manual de Operação ÍNDICE 1. Informações Gerais 2 1.1. Aviso Importante 2 1.2. Informações e Contatos do Distribuidor 2 1.3. Informações e Contatos do Fabricante 2

Leia mais

*** APENAS PARA CIRCULAÇÃO INTERNA *** TÍTULO: HABILITAÇÃO MODBUS (TCP/IP) VIA CSNETWEB

*** APENAS PARA CIRCULAÇÃO INTERNA *** TÍTULO: HABILITAÇÃO MODBUS (TCP/IP) VIA CSNETWEB Página 01/07 *** APENAS PARA CIRCULAÇÃO INTERNA *** TÍTULO: HABILITAÇÃO MODBUS (TCP/IP) VIA CSNETWEB SUMÁRIO: Este tem como objetivo exemplificar a aplicação de um CSNETWEB sendo utilizado como Gateway

Leia mais

INVERSOR DE EMERGÊNCIA SLIM

INVERSOR DE EMERGÊNCIA SLIM INVERSOR DE EMERGÊNCIA SLIM O Inversor de Emergência SLIM trata-se de um dispositivo que deve ser acoplado juntamente com um reator, transformando as luminárias fluorescentes em sistemas de iluminação

Leia mais