Aulas 12 e 13 - Ligações Químicas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aulas 12 e 13 - Ligações Químicas"

Transcrição

1 Aulas 12 e 13 - Ligações Químicas Em nossas aulas anteriores verificamos que os elementos químicos da tabela periódica podem existir na natureza tanto sozinhos como combinados. Essas combinações que os elementos podem fazer entre si chamamos de ligações químicas. LIGAÇÕES QUÍMICAS Sabemos que as substâncias são formadas através de combinações entre elementos químicos e para compreendermos corretamente esses novo conteúdo iremos classificar algumas substâncias de acordo com a sua condutividade elétrica. Nota: condutividade elétrica é a capacidade de conduzir a corrente elétrica. Observe na tabela 1 algumas características de algumas substâncias. Tabela 1 - Substâncias diferentes suas propriedades Substância Ponto de Fusão (ºC) Conduz corrente no estado sólido? Cloreto de Lítio 614 Não Sim Cloreto de Cálcio 782 Não Sim Cloreto de Sódio 801 Não Sim Brometo de Potássio 1003 Não Sim Óxido de Alumínio 2015 Não Sim Óxido de Magnésio 2800 Não Sim Álcool Etílico -117 Não Não Cloro -101 Não Não Água 0 Não Não Naftalina 80 Não Não Iodo 114 Não Não Glicose 142 Não Não Alumínio 660 Sim Sim Prata 962 Sim Sim Ouro 1064 Sim Sim Cobre 1535 Sim Sim Platina 1772 Sim Sim Conduz corrente no estado líquido?

2 Observando a tabela 1 verificamos que as substâncias se agrupam em três grupos com comportamentos distintos. Podemos, portanto, classificalas em grupos: Primeiro Grupo Cloreto de Lítio, Cloreto de Cálcio, Cloreto de Sódio, Brometo de potássio, óxido de alumínio e óxido de magnésio. Tais substâncias conduzem a corrente elétrica no estado líquido mas não no estado sólido. Segundo Grupo Álcool etílico, cloro, água, naftalina, iodo e glicose. Essas substâncias não conduzem eletricidade no estado líquido e nem no sólido. Elas também se destacam por apresentar pontos de fusão mais baixos que as demais da tabela. Terceiro Grupo Alumínio, Prata, ouro, cobre, ferro e platina. Quanto ao PF, essas substâncias são razoavelmente comparáveis ao primeiro grupo. Entretanto, conduzem eletricidade tanto no estado líquido quanto o sólido. Ao longo dessa leitura você deve compreender as diferenças e semelhanças observadas nas características dos diferentes grupos de substâncias. O MODELO DO OCTETO Desde o século XIX os cientistas sabem que os átomos da maioria dos elementos químicos não apresentam existência isolada. Assim, por exemplo, átomos de oxigênio podem ser encontrados combinados com outros iguais a ele (O2, O3) ou com átomos de outros elementos, formando diferentes substâncias (CO, CO2, H2O, SO2, SO3, etc). Os átomos de oxigênio (O), portanto, não possuem existência isolada. Com isso, verificou-se que apenas os Gases Nobres (He, Ne, Ar, Kr, Xe, Rn), nas condições ambientes, apresentam átomos estáveis isolados, isto é, não unidos a outros átomos. Assim, para entender como funcionam as ligações entre os átomos, comecemos analisando a eletrosfera dos gases nobres (tabela 2), já que eles parecem ser a chave para compreender essa questão. Tabela 2 - Distribuição dos elétrons nas camadas dos gases nobres Gás Nobre K L M N O P Hélio 2 Neônio 2 8 Argônio Criptônio Xenônio Radônio

3 Ao contrário de todos os outros elementos, os gases nobres apresentam a última camada contendo 8 elétrons, com exceção do hélio na qual a última camada só comporta 2. Tudo indica, portanto, que possuir uma eletrosfera igual à de um gás nobre faz com que o átomo fique estável. Com raciocínio semelhante a esse, William Kossel e Gilbert Newton Lewis propuseram, independentemente, no ano de 1916, uma teoria para explicar a ligação entre os átomos, que ficou conhecida como modelo do octeto de elétrons (ou, simplesmente, regra do octeto). De acordo com esse modelo: Um átomo estará estável quando sua última camada possuir 8 elétrons (ou 2, caso se trate da camada K). Os átomos não estáveis se unem uns aos outros a fim de adquirir essa configuração de estabilidade. Com isso, temos essencialmente 3 tipos de ligações: Ligações Iônicas Ligações Covalentes ou Moleculares Ligações Metálicas Para que você compreenda cada um desses com clareza, explicaremos essas separadamente. Ligações Iônicas. São aquelas substâncias formadas por ligações entre metais e ametais. Por exemplo, as substâncias do primeiro grupo apresentadas na tabela 1. Veja essas novamente na tabela 3. Tabela 3 - Algumas substâncias iônicas e suas propriedades Substância Ponto de Fusão (ºC) Conduz corrente no estado sólido? líquido? Cloreto de Lítio 614 Não Sim Cloreto de Cálcio 782 Não Sim Cloreto de Sódio 801 Não Sim Brometo de 1003 Não Sim Potássio Óxido de Alumínio 2015 Não Sim Óxido de 2800 Não Sim Magnésio Conduz corrente no estado As substâncias iônicas apresentam elevados pontos de fusão e de ebulição, conduzem corrente elétrica no estado líquido, mas não no estado sólido.

4 Como você pode perceber, todos os compostos que aparecem na tabela 3 apresentam em sua composição um metal (Na, K, Ca, Mg, Al, etc) e um ametal (F, Cl, Br, O, etc.). Isso conduziu os químicos a tentarem associar tal fato às propriedades desses compostos. Em nossas aulas passadas, verificamos que os elétrons da última camada dos metais estão pouco presos ao átomo, podendo ser perdidos com facilidade. Desse modo, metais formam cátions com facilidade. Por sua vez os ametais possuem os elétrons de sua última camada bem presos no átomo e apresentam alta eletroafinidade, tendo assim tendências altas para receber elétrons e formarem ânions. Considerando essas propriedades, ametais e metais podem se ligar entre si, ocorrendo a ligação de acordo com o exemplo com o NaCl abaixo. Os elementos sódio (Z=11) e cloro (Z=17) possuem as seguintes distribuições eletrônicas: 11Na 1s 2 2s 2 2p 6 3s 1 K - 2 L 8 M Cl 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 5 K - 2 L 8 M - 7 Aplicando a regra do octeto nesses compostos, verificamos que nenhum deles é estável em seus estados fundamentais, visto que o sódio possui apenas 1 elétron em sua camada de valência e o cloro possui 7 elétrons em sua camada de valência. Entretanto, se houver uma transferência de 1 elétron do sódio para o sódio teremos: 11Na + 1s 2 2s 2 2p 6 3s 0 K - 2 L 8 M-0 17Cl 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 K - 2 L 8 M - 8 Ou conforme a figura 1 abaixo: Desse modo, verificamos que ambos os compostos adquirem 8 elétrons na sua última camada, ficando assim estáveis.

5 Os íons Na + e Cl - possuem cargas elétricas opostas, portanto atraem mutuamente. Essa atração mantém os íons unidos, formando uma substância muito conhecida, o sal de cozinha, representado pela fórmula NaCl. Tal união é chamada de ligação iônica ou ligação eletrovalente. Se conseguíssemos ampliar um daqueles cristais de sal presentes num saleiro, veríamos um amontoado de cátions Na+ e ânions Cl-, conhecido como retículo cristalino iônico. Veja que apesar de representarmos o composto como NaCl, isso não indica que há apenas um íon ao lado do outro, mas sim a formação de uma rede onde os íons se distribuem, ficando os íons atraídos entre si, conforme a figura ao lado. O sal de cozinha é apenas um exemplo de composto iônico. De modo geral, sempre que um elemento, que necessite doar elétrons para se estabilizar, se unir a outro, que necessite recebe-los, a união se dará por ligação iônica. Exemplo: KI Iodeto de Potássio, formado por um cátion K + e um ânion I - ; CaO Óxido de Cálcio (o famoso cal virgem ), formado pelo cátion Ca 2+ e um ânion O 2- ; Al2O3 Óxido de Alumínio, formado pelos cátions Al 3+ e ânions O 2- Elétrons não são criados e nem destruídos. Assim, como você pode notar, o total de elétrons doados deve ser igual ao total recebido. Em outras palavras, a carga total positiva no composto formado deverá ser igual a negativa, o que o tornará eletricamente neutro como um todo. Todo composto iônico apresenta íons fortemente ligados devido a atração entre cargas elétricas de sinais opostos dos cátions e ânions presentes no retículo cristalino. Dessa forma: Todo composto iônico é sólido, quando puro nas condições ambientes de pressão e temperatura.

6 Como exemplo dessa força de atração e dos sólidos formados temos a fluorita, mineral formado principalmente de CaF2, o Rubi e as Safiras, que correspondem principalmente de moléculas de óxido de alumínio (Al2O3) com alguns impurezas em seu interior, como íons de Cromo para o Rubi e Ferro para a safira com coloração azul, entre outros. Figura 1- Safira e Rubi Figura 2 - Mineral fluorita Em função dessa força das ligações iônicas verificamos também que substâncias iônicas possuem elevados pontos de fusão, sendo necessária altas taxas de energia para solubilizar essas substâncias. explicada? E a condutividade elétrica verificada na tabela 1? Como pode ser A condutividade elétrica é a capacidade que algumas superfícies ou substâncias tem de conduzir elétrons, ou seja, elétrons passarem sobre a superfície desse sem ficarem retidos na eletrosfera do átomo da superfície ou da substância, percorrendo esse fluxo de elétrons o caminho entre os átomos, resultando em uma carga móvel. Nas substâncias iônicas, quando no estado sólido, as cargas positivas e negativas estão fortemente ligadas entre si. Desse modo, não há formação de carga móvel não conduzindo eletricidade. Entretanto, quando essas substâncias são solubilizadas em água, ocorre a solvatação dos íons pelas moléculas de água, gerando a carga nos íons formados. Essa carga torna possível a condução de eletricidade, visto que os elétrons poderão transitar pela eletrosfera dos íons. Quando fundidas, substâncias iônicas também conduzem eletricidade em função da mudança no retículo cristalino dessa substância, sendo gerada a carga móvel e ocorrendo a condução.

7 LIGAÇÕES COVALENTES No início desse capítulo mostramos, na tabela 1, exemplos de substâncias que classificamos, na ocasião, como pertencendo a um segundo grupo. Observando essas substâncias (Álcool etílico CH3CH2OH; Cloro Cl2; Água H2O; Naftalina C10H8; Iodo I2 e glicose, C6H12O6) verificamos que todas são formadas por ametais. Com isso, podemos afirmar: Substâncias formadas pela união de átomos de ametais (incluindo o H) apresentam baixos pontos de fusão e ebulição e não conduzem a corrente elétrica quando puras nos estados líquidos ou sólidos*. A ligação entre átomos de ametais não pode ser iônica, pois como verificamos, ametais precisam de elétrons para completar o octeto. Assim, entre átomos de ametais, a ligação química ocorre de outro modo, chamado de ligação covalente! Considere um átomo de cloro. Ele não é estável isoladamente, pois possui 7 elétrons na camada de valência. Para se estabilizar, vimos que ele deve, ao participar de uma ligação iônica, receber mais 1 elétron. Há, entretanto, outro modo de esse átomo atingir a estabilidade. Ele pode compartilhar um elétron com outro átomo que também fara o mesmo. Dessa maneira, cada átomo passará a ter o usufruto comum do par de elétrons compartilhado, ficando assim com o octeto completo. O resultado é uma molécula de cloro,formada por dois átomos desse elemento. Fórmula Eletrônica Fórmula Estrutural Fórmula Molecular Esse compartilhamento de elétrons que leva a formação de moléculas é chamado de ligação covalente.

8 Observe a molécula de etanol, mais complexa que a do cloro: Note que os elementos que compõe essa molécula são o Carbono (C), o Oxigênio (O) e o Hidrogênio (H), sendo esses ametais. Em função desse fato não há diferença significativa na eletronegatividade desse elementos para formar uma ligação iônica, formando eles entre si apenas ligações covalentes. Veja, por exemplo, a ligação entre um átomo de hidrogênio e um de carbono, representada abaixo. O Carbono, um elemento da família 4A, possui 4 elétrons em sua camada de valência. Já o Hidrogênio possui apenas 1. Para ficarem estáveis, de acordo com a teoria do octeto, o hidrogênio deve receber 1 elétron e o carbono 4 elétrons. Em função dessa busca por estabilidade, esses dois elementos compartilham os elétrons de sua camada de valência. Note que o hidrogênio precisa de apenas um elétron para a estabilidade, compartilhando apenas um elétron com o carbono, conforme visto na figura acima. Entretanto, para o carbono atingir a estabilidade ele necessita realizar mais ligações, visto que mesmo compartilhando um elétron com o hidrogênio esse ainda permanece com 5 elétrons. Por isso, o carbono se liga aos demais elementos presentes na molécula de etanol. Para compreender melhor, monte em seu caderno o esquema das ligações covalentes que existem na molécula de etanol. Propriedades das substancias covalentes

9 As substâncias formadas com ligações covalentes podem ser encontradas nos três estados físicos na natureza (sólido, líquido e gasoso). Entretanto, seus pontos de ebulição e fusão são muito mais baixos quando comparados com os das substâncias iônicas. E quando puras essas substâncias NÃO conduzem eletricidade. LIGAÇÕES METÁLICAS As ligações metálicas são características de substâncias formadas exclusivamente por átomos de metais. Esse tipo de ligação explica algumas propriedades apresentadas pelos metais que são diferentes das observadas em substâncias formadas por ligações iônicas ou covalentes. Os metais, em sua maioria, podem ser encontrados no estado sólido à temperatura ambiente (25 C) e apresentam cor acinzentada e brilho característico. Assim como nas substâncias iônicas verificamos a formação de um retículo cristalino, onde não há moléculas propriamente formadas, mas sim átomos muito próximos e sobrepostos aos outros. Nesse caso, representamos o retículo cristalino do metal apenas com o símbolo do elemento que o compõe, como Fe para o ferro, Au para o ouro, entre outros. Veja os exemplos nas figuras abaixo. Mercúrio Hg (O único metal líquido Cobre - Cu Ouro - Au a temperatura ambiente) Experiências com raios X levam a crer que os átomos dos metais se organizam em uma estrutura na qual os cátions ficam agrupados fixos com um mar de elétrons localizados em torno dos cátions. Esses elétrons são provenientes da camada de valência e não são atraídos por nenhum núcleo em

10 particular, por isso os chamamos de deslocalizados. Para compreender melhor, veja a figura abaixo: Os elétrons, representados pelo símbolo negativo (-), tem a liberdade de se moverem por toda a extensão do retículo cristalino, sendo esses responsáveis por algumas propriedades dos metais, como: Condutibilidade; Elevados PF e PE. Maleabilidade* (capacidade de serem moldados em lâminas e chapas muito finas); Ductibilidade* (capacidade de serem moldados fios); *Essas propriedades podem ser explicadas pela sobreposição dos núcleos positivos na formação do retículo cristalino. Aplicandose uma pressão sobre uma determinada região do metal, os átomos dessa irão escorregar sobre os outros. Com esse deslizamento podem se formar as lâminas ou fios desejados. Observando essas propriedades podemos compreender como e por que os metais são tão utilizados para formarem fios elétricos, recipientes que suportem aquecimento como panelas e outros frascos, bem como as suas diversas outras aplicações, sejam na forma de ligas (combinando dois ou mais metais) ou com um único elemento químico. Ficou com alguma dúvida? Mande um para a profª em Referências Bons estudos! SALVADOR, E.; USBERCO, J.; Conecte Química - 1º Ano - Ensino Médio. Ed. Saraiva PERUZZO, F.M.; DO CANTO, E.L.; Química na Abordagem do Cotidiano - Volume 1. Ed. Moderna, 2010.

Aula 16 Ligação Iônica

Aula 16 Ligação Iônica Aula 16 Ligação Iônica Em nossas aulas anteriores verificamos que os elementos químicos da tabela periódica podem existir na natureza tanto sozinhos como combinados. Essas combinações que os elementos

Leia mais

Aula 17 Ligações covalentes e metálicas

Aula 17 Ligações covalentes e metálicas Aula 17 Ligações covalentes e metálicas Em nossa aula passada falamos de ligações iônicas, aquelas que ocorrem entre átomos com grandes diferenças de eletronegatividade. Entretanto, essa não é a única

Leia mais

Disciplina: Química Professor: Rubens Barreto. III Unidade

Disciplina: Química Professor: Rubens Barreto. III Unidade Disciplina: Química Professor: Rubens Barreto III Unidade Ligações Químicas Ligações iônicas Tipos de Ligações Ligações covalentes Ligações metálicas Os gases nobres e a regra do octeto Todas as substâncias

Leia mais

CIÊNCIAS DA NATUREZA - QUÍMICA. Ligações Químicas

CIÊNCIAS DA NATUREZA - QUÍMICA. Ligações Químicas CIÊNCIAS DA NATUREZA - QUÍMICA Prof. Adriana Strelow 1º Ano - 2016 Ligações Químicas Na natureza, dificilmente os átomos ficam sozinhos. Eles tendem a se unir uns aos outros para formarem novas substâncias.

Leia mais

QUÍMICA. LIGAÇÕES QUÍMICAS Prof Francisco Sallas

QUÍMICA. LIGAÇÕES QUÍMICAS Prof Francisco Sallas QUÍMICA LIGAÇÕES QUÍMICAS Prof Francisco Sallas chicosallas@hotmail.com Porque os átomos se ligam? A grande variedade de materiais que conhecemos, são formados pela combinação de átomos de elementos químicos.

Leia mais

Ligação iônica = transfere elétrons (um doa outro recebe) 1, 2, 3 e - c.v. 5, 6, 7 e - c.v. Doar e - Receber e - Íon+ Íon - Cl - : NaCl.

Ligação iônica = transfere elétrons (um doa outro recebe) 1, 2, 3 e - c.v. 5, 6, 7 e - c.v. Doar e - Receber e - Íon+ Íon - Cl - : NaCl. LIGAÇÕES QUÍMICAS Os gases nobres aparecem isolados na natureza, ou seja, são estáveis na forma atômica. Isso ocorre em razão de possuírem 8 elétrons na última camada (exceção do hélio, que possui 2 elétrons

Leia mais

CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS - QUÍMICA Profª Márcia Ribeiro

CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS - QUÍMICA Profª Márcia Ribeiro CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS - QUÍMICA Profª Márcia Ribeiro NOME: Nº TURMA: DATA: LIGAÇÕES QUÍMICAS Os átomos raramente ficam isolados na natureza, pois tendem a se unir uns aos outros, formando

Leia mais

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 3 ÁTOMOS E LIGAÇÕES QUÍMICAS

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 3 ÁTOMOS E LIGAÇÕES QUÍMICAS Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! Use canetas coloridas ou escreva palavras destacadas, para facilitar na hora de estudar. E capriche! Não se esqueça

Leia mais

O ÁTOMO pág. 66. Átomo: do grego, indivisível.

O ÁTOMO pág. 66. Átomo: do grego, indivisível. O ÁTOMO pág. 66 Átomo: do grego, indivisível. Núcleo: Prótons + Nêutrons Eletrosfera: Elétrons Número atômico (Z): nº de prótons no núcleo Número de massa (A): nº de prótons + nêutrons Prótons: carga positiva

Leia mais

Ligação Química Parte 1

Ligação Química Parte 1 Ligação Química Parte 1 Poucos elementos são encontrados no estado atômico na natureza, os outros são encontrados como compostos, ligados a outros átomos. Os únicos elementos encontrados na forma atômica

Leia mais

QUÍMICA, 9º Ano do Ensino Fundamental LIGAÇÕES QUÍMICAS. Ligações Químicas

QUÍMICA, 9º Ano do Ensino Fundamental LIGAÇÕES QUÍMICAS. Ligações Químicas QUÍMICA, 9º Ano do Ensino Fundamental LIGAÇÕES QUÍMICAS Ligações Químicas Em que consiste a ligação entre dois átomos? Por que o diamante é duro e o sal não, se ambos são cristais? Eles possuem ligações

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DOS GASES NOBRES ÁTOMOS ESTÁVEIS E ISOLADOS

CONFIGURAÇÃO DOS GASES NOBRES ÁTOMOS ESTÁVEIS E ISOLADOS CONFIGURAÇÃO DOS GASES NOBRES ÁTOMOS ESTÁVEIS E ISOLADOS CONCEITO DE LIGAÇÃO IÔNICA UNIÃO ENTRE ÁTOMOS METÁLICOS E AMETÁLICOS OXIDAÇÃO ESTABILIZAÇÃO DO METAL REDUÇÃO ESTABILIZAÇÃO DO AMETAL LIGAÇÃO IÔNICA

Leia mais

Ligações Químicas. No hidrônio, quantos pares de elétrons pertencem, no total, tanto ao hidrogênio quanto ao oxigênio? a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 6

Ligações Químicas. No hidrônio, quantos pares de elétrons pertencem, no total, tanto ao hidrogênio quanto ao oxigênio? a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 6 Aluno(a): Prof.: Éderson Ligações Químicas Questão 1) Abaixo temos as fórmulas de Lewis para átomos de cinco elementos químicos. Fórmulas eletrônicas de Lewis para alguns elementos Podemos afirmar que

Leia mais

LIGAÇÕES QUÍMICAS. Prof. Marcel Piovezan. Curso Superior de Tecnologia em Processos Químicos

LIGAÇÕES QUÍMICAS. Prof. Marcel Piovezan. Curso Superior de Tecnologia em Processos Químicos MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS LAGES LIGAÇÕES QUÍMICAS Prof. Marcel Piovezan marcel.piovezan@ifsc.edu.br

Leia mais

Ligações Químicas elementos químicos átomos moléculas

Ligações Químicas elementos químicos átomos moléculas Ligações Químicas Ligações Químicas Os diferentes elementos químicos combinam-se de várias maneiras formando uma grande variedade de substâncias, por meio das ligações químicas. Através das ligações químicas

Leia mais

CONCEITOS FUNDAMENTAIS SOBRE LIGAÇÃO QUÍMICA. Prof a. Dr a. Luciana M. Saran

CONCEITOS FUNDAMENTAIS SOBRE LIGAÇÃO QUÍMICA. Prof a. Dr a. Luciana M. Saran CONCEITOS FUNDAMENTAIS SOBRE LIGAÇÃO QUÍMICA Prof a. Dr a. Luciana M. Saran 1 1. INTRODUÇÃO Ligações Químicas Interatômicas - Forças de interação entre os átomos. - São responsáveis pela formação de moléculas,

Leia mais

AS LIGAÇÕES QUÍMICAS

AS LIGAÇÕES QUÍMICAS AS LIGAÇÕES QUÍMICAS O QUE SÃO AS LIGAÇÕES QUÍMICAS? São as ligações que se estabelecem entre a união de dois ou mais átomos. Existem três tipos de ligações químicas: A ligação covalente (partilha de elétrons)

Leia mais

As ligações químicas classificam-se em:

As ligações químicas classificam-se em: ÁGUA AMÔNIA As ligações químicas classificam-se em: Ligações Intramoleculares: - ocorrem entre os átomos para formar moléculas ; - responsáveis pelas propriedades químicas dos compostos; - são elas: iônica,

Leia mais

LIGAÇÕES QUÍMICAS. Ocorre entre elétrons da CAMADA DE VALÊNCIA Portanto não ocorrem mudanças no núcleo dos átomos. Não altera a massa dos átomos.

LIGAÇÕES QUÍMICAS. Ocorre entre elétrons da CAMADA DE VALÊNCIA Portanto não ocorrem mudanças no núcleo dos átomos. Não altera a massa dos átomos. LIGAÇÕES QUÍMICAS 1 Ocorre entre elétrons da CAMADA DE VALÊNCIA Portanto não ocorrem mudanças no núcleo dos átomos. Não altera a massa dos átomos. Os átomos se ligam uns aos outros com a finalidade de

Leia mais

LIGAÇÕES QUÍMICAS Parte 2

LIGAÇÕES QUÍMICAS Parte 2 Disciplina: Química Prof.: Guilherme Turma: IU 08/06/2017 Tema da aula: Ligação covalente Relembrando a ligação iônica LIGAÇÕES QUÍMICAS Parte 2 - A ligação iônica ocorre entre íons positivos (os cátions)

Leia mais

Estabilidade dos Átomos

Estabilidade dos Átomos Ligações Químicas Estabilidade dos Átomos Os gases nobres são os únicos encontrados na natureza na forma monoatômica, ou seja, não se ligam se, apresentam na forma de átomos. Os gases nobres, com exceção

Leia mais

05 - (UEL PR/1994) Localize na tabela periódica o elemento químico de número atômico 20 e escolha a(s)

05 - (UEL PR/1994) Localize na tabela periódica o elemento químico de número atômico 20 e escolha a(s) 01 - (UEM PR/2012) Assinale o que for correto. (01) Dentro de uma família na tabela periódica, todos os elementos químicos têm temperatura de fusão aumentada com o aumento do número atômico. (02) Qualquer

Leia mais

Qui. Semana. Allan Rodrigues Xandão (Gabriel Pereira)

Qui. Semana. Allan Rodrigues Xandão (Gabriel Pereira) Semana 5 Allan Rodrigues Xandão (Gabriel Pereira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA

Leia mais

Aulão de Química. Química Geral Professor: Eduardo Ulisses

Aulão de Química. Química Geral Professor: Eduardo Ulisses Aulão de Química Química Geral Professor: Eduardo Ulisses Substâncias e Misturas Substância é qualquer parte da matéria que possui propriedades constantes. As substâncias podem ser classificadas como sendo

Leia mais

9) Um certo elemento tem número atômico igual a 37. Qual a carga mais provável do seu íon? a) 1. c) +1. e) +3. b) 2. d) +2.

9) Um certo elemento tem número atômico igual a 37. Qual a carga mais provável do seu íon? a) 1. c) +1. e) +3. b) 2. d) +2. Atividade de química Escola: Aluno(a): Série/turma: Nº Nota: Professor: Abedias Disciplina: Química Data: Conteúdo: Propriedade da Tabela Periódica e ligações químicas 1(ACAFE) O grupo de átomos que é

Leia mais

DATA: Nº de ordem GRAU: PROVA: TURMA MATRÍCULA: Estudo Independente

DATA: Nº de ordem GRAU: PROVA: TURMA MATRÍCULA: Estudo Independente FOLHA DE QUESTÕES CURSO: ASS.: Engenharia de Produção DISCIPLINA: NOME: Química Geral DATA: Nº de ordem GRAU: PROVA: TURMA MATRÍCULA: Estudo Independente 5PRD31A 01) O grupo de átomos que é encontrado

Leia mais

Resoluções TESTANDO SEUS CONHECIMENTOS. Capítulo 9 QUÍMICA. Ligações químicas. Agora é com você Pág. 58. Agora é com você Pág. 61

Resoluções TESTANDO SEUS CONHECIMENTOS. Capítulo 9 QUÍMICA. Ligações químicas. Agora é com você Pág. 58. Agora é com você Pág. 61 Resoluções Capítulo 9 Ligações químicas Agora é com você Pág. 58 01 X: 6s X + 5 Y = 4s 4p Y 1 + 1 1 [ X ][ Y ][ Y ] XY Agora é com você Pág. 61 01 a) Por meio da distribuição eletrônica dos átomos que

Leia mais

Ligações Interatômicas: IÔNICA = metal + não-metal COVALENTE = não-metais METÁLICA = metais

Ligações Interatômicas: IÔNICA = metal + não-metal COVALENTE = não-metais METÁLICA = metais Ligações Químicas Ligações Interatômicas: IÔNICA = metal + não-metal COVALENTE = não-metais METÁLICA = metais Ligação iônica Transferência de elétrons de um átomo para outro Íons de cargas opostas Forças

Leia mais

Ligações Químicas. Prof. : Drielle Caroline. Fonte: Química no cotidiano volume 1

Ligações Químicas. Prof. : Drielle Caroline. Fonte: Química no cotidiano volume 1 Ligações Químicas Prof. : Drielle Caroline Se átomos de um mesmo elemento ou de elementos diferentes não tivessem a capacidade de se combinarem uns com os outros, certamente não encontraríamos na natureza

Leia mais

CADERNO DE ESTUDOS DIVERTIMENTOS EXTRAS N.6 LIGAÇÕES QUÍMICAS

CADERNO DE ESTUDOS DIVERTIMENTOS EXTRAS N.6 LIGAÇÕES QUÍMICAS CIÊNCIAS FÍSICAS E BIOLÓGICAS FUNDAMENTAL NII NOME: TURMA: DATA: "Os progressos da ciência obedecem à lei da repulsão: para dar um passo em frente, é preciso começar por derrubar o domínio do erro e das

Leia mais

Atividade extra. Questão 1 Cecierj Questão 2 Adaptado de UFRJ. Ciências da Natureza e suas Tecnologias Química

Atividade extra. Questão 1 Cecierj Questão 2 Adaptado de UFRJ. Ciências da Natureza e suas Tecnologias Química Atividade extra Questão 1 Cecierj - 2013 Veja a seguir as distribuições eletrônicas para o magnésio e o oxigênio: Mg: K = 2 L = 8 M = 2 12 O: K = 2 L = 6 8 Explique como o composto MgO é formado e indique

Leia mais

Ligações Interatômicas: IÔNICA = metal + não-metal COVALENTE = não-metais METÁLICA = metais

Ligações Interatômicas: IÔNICA = metal + não-metal COVALENTE = não-metais METÁLICA = metais Ligações Químicas Ligações Interatômicas: IÔNICA = metal + não-metal COVALENTE = não-metais METÁLICA = metais Ligação iônica Transferência de elétrons de um átomo para outro Íons de cargas opostas Forças

Leia mais

QUI109 QUÍMICA GERAL (Ciências Biológicas) 7ª aula /

QUI109 QUÍMICA GERAL (Ciências Biológicas) 7ª aula / QUI109 QUÍMICA GERAL (Ciências Biológicas) 7ª aula / 2016-2 Prof. Mauricio X. Coutrim (disponível em: http://professor.ufop.br/mcoutrim) LIGAÇÃO QUÍMICA É A FORÇA QUE MANTÉM ÁTOMOS E/OU ÍONS UNIDOS NAS

Leia mais

Ligações Químicas Parte 1

Ligações Químicas Parte 1 Disciplina: Química Prof.: Guilherme Turma: TR 29/ 04/2016 Tema da aula/lista de exercício: Aulas 10 e 11 Ligações Químicas Ligações Químicas Parte 1 - Na aula anterior (Propriedades Periódicas e Aperiódicas),

Leia mais

[A] Incorreta. O amálgama é uma liga metálica, ou seja, uma mistura homogênea, em que o principal componente é o mercúrio. [Xe] 6s 4f 5d.

[A] Incorreta. O amálgama é uma liga metálica, ou seja, uma mistura homogênea, em que o principal componente é o mercúrio. [Xe] 6s 4f 5d. Gabarito: Resposta da questão 1: A representação do elemento químico do átomo da espécie responsável pela coloração pertence à família dos metais alcalinos-terrosos da tabela periódica, ou seja, família

Leia mais

CONCEITO DE LIGAÇÃO IÔNICA UNIÃO ENTRE ÁTOMOS METÁLICOS E AMETÁLICOS

CONCEITO DE LIGAÇÃO IÔNICA UNIÃO ENTRE ÁTOMOS METÁLICOS E AMETÁLICOS CONCEITO DE LIGAÇÃO IÔNICA UNIÃO ENTRE ÁTOMOS METÁLICOS E AMETÁLICOS ELETRONEGATIVIDADE CARÁTER AMETÁLICO CONFIGURAÇÃO DOS GASES NOBRES ÁTOMOS ESTÁVEIS E ISOLADOS OXIDAÇÃO ESTABILIZAÇÃO DO METAL REDUÇÃO

Leia mais

Aula 09 19/mai Marcelo..continuação da aula 08 (12/mai) CONTEÚDO EXTRA SOBRE LIGAÇÃO IÔNICA Escrevendo a fórmula de um composto iônico: http://www.brasilescola.com/quimica/formulas-para-representar-as-ligacoesionicas.htm

Leia mais

Químicas. Profa. Ms. Loraine Cristina do Valle Jacobs DAQBI.

Químicas. Profa. Ms. Loraine Cristina do Valle Jacobs DAQBI. Ligações Químicas Profa. Ms. Loraine Cristina do Valle Jacobs DAQBI lorainejacobs@utfpr.edu.br http://paginapessoal.utfpr.edu.br/lorainejacobs LIGAÇÕES IÔNICAS LIGAÇÕES IÔNICAS IMPORTANTE : alguns metais,

Leia mais

Ligação Química Parte- 2

Ligação Química Parte- 2 Ligação Química Parte- 2 Ligação covalente : Baseia-se no compartilhamento de elétrons pelos átomos Tipo de ligação que ocorre entre dois átomos com tendência a receber elétrons Alta E.I. Alta A.E. http://www.twig-abrileducacao.com.br/films/ligacao-covalente-7368/

Leia mais

Colégio São Paulo-Teresópolis/RJ. Projeto Sabadão. Química. Raquel Berco

Colégio São Paulo-Teresópolis/RJ. Projeto Sabadão. Química. Raquel Berco Colégio São Paulo-Teresópolis/RJ Projeto Sabadão Química Raquel Berco Ligações químicas: são constituídas de elétrons. Devemos respeitar a regra do octeto. Regra do Octeto : todo elemento tende a se estabilizar

Leia mais

Ligações Químicas Por que os átomos formam ligações químicas? Distância de equilíbrio Comprimento da ligação H-H r o = 74 pm distância internuclear Uma ligação química entre dois átomos é formada se

Leia mais

Ligação Iônica. Ligação Metálica. Ligações Química. Ligação Covalente. Polaridade. Geometria. Ligações Intermoleculares

Ligação Iônica. Ligação Metálica. Ligações Química. Ligação Covalente. Polaridade. Geometria. Ligações Intermoleculares Ligação Iônica Ligação Metálica Ligações Química Ligação Covalente Polaridade Geometria Ligações Intermoleculares Teoria do octeto Os átomos se estabilizam com 8 elétrons na última camada. (Porém existem

Leia mais

Ligações Químicas. Iônicas. Metálicas. Covalentes. Átomo: constituinte da menor parte de qualquer matéria;

Ligações Químicas. Iônicas. Metálicas. Covalentes. Átomo: constituinte da menor parte de qualquer matéria; Ligações Químicas Átomo: constituinte da menor parte de qualquer matéria; -capacidade de se combinarem uns com os outros, lhes permite a formação de uma grande variedade de substâncias; Ligações Químicas

Leia mais

Por muito tempo acreditou-se que a estabilidade dos gases nobres se dava pelo fato de, à exceção do He, todos terem 8 elétrons na sua última camada.

Por muito tempo acreditou-se que a estabilidade dos gases nobres se dava pelo fato de, à exceção do He, todos terem 8 elétrons na sua última camada. Ligação química Atualmente, conhecemos cerca de 115 elementos químicos. Mas ao olharmos ao nosso redor vemos uma grande variedade de compostos (diferindo em sua cor e forma), muitas vezes formados pelo

Leia mais

Estrutura atômica e ligação interatômica. Profa. Daniela Becker

Estrutura atômica e ligação interatômica. Profa. Daniela Becker Estrutura atômica e ligação interatômica Profa. Daniela Becker Referências Callister Jr., W. D. Ciência e engenharia de materiais: Uma introdução. LTC, 5ed., cap 2, 2002. Shackelford, J.F. Ciências dos

Leia mais

AULA DE RECUPERAÇÃO PROF. NEIF NAGIB

AULA DE RECUPERAÇÃO PROF. NEIF NAGIB AULA DE RECUPERAÇÃO PROF. NEIF NAGIB CONCEITOS SOBRE O ÁTOMO Número Atômico (Z): quantidades de prótons. Z = p = e Número de Massa (A): a soma das partículas que constitui o átomo. A = Z + N REPRESENTAÇÃO

Leia mais

Ligações Químicas Prof. Jackson Alves

Ligações Químicas Prof. Jackson Alves Ligações Químicas Prof. Jackson Alves www.quimusicando.zz.vc INTRODUÇÃO De que maneira os átomos se combinam para formar moléculas, e por que os átomos formam ligações? Só se formará uma molécula quando

Leia mais

RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS AULA 13 TURMA INTENSIVA

RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS AULA 13 TURMA INTENSIVA RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS AULA 13 TURMA INTENSIVA 01. Item B I Correto. A energia para quebrar a ligação H F (568 kj/mol) é a maior da tabela. Isto torna mais difícil a sua quebra, portanto ionizando

Leia mais

Metais e ametais. Aula 5 - Ligações Químicas. Química - profª SIMONE MORGADO

Metais e ametais. Aula 5 - Ligações Químicas. Química - profª SIMONE MORGADO Química - profª SIMONE MORGADO Aula 5 - Ligações Químicas Os elementos químicos na natureza são encontrados ligados, portanto, a ligação química traz para os elementos maior estabilidade. Na natureza os

Leia mais

1ª Série - Ligação Iônica

1ª Série - Ligação Iônica GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL REPÚBLICA 1ª Série - Ligação Iônica 1. No Laboratório de Química,

Leia mais

Estruturas eletrônicas de Lewis

Estruturas eletrônicas de Lewis Estruturas eletrônicas de Lewis Modelo para ligação covalente Prof. Bruno Gabriel Conceitos fundamentais Os cientistas G. N. Lewis e I. Langmuir, em 1916-1920, apresentaram dois tipos principais de ligação

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Paraná Setor Palotina

Ministério da Educação Universidade Federal do Paraná Setor Palotina Ministério da Educação Universidade Federal do Paraná Setor Palotina Aula 7 Ligação Iônica Prof. Isac G. Rosset Prof. Isac G. Rosset - UFPR - Palotina - Ciências Exatas 13 1 Ligações fortes: Ligações fracas:

Leia mais

AULA 03 - LIGAÇÃO QUÍMICA

AULA 03 - LIGAÇÃO QUÍMICA 1. INTRODUÇÃO FACULDADE ASSIS GURGACZ - FAG AULA 03 - LIGAÇÃO QUÍMICA É impossível se pensar em átomos como os constituintes básicos da matéria sem se pensar em ligações químicas. Afinal, como podemos

Leia mais

Ligações Químicas Parte - 3

Ligações Químicas Parte - 3 Ligações Químicas Parte - 3 Lewis: modelo para combinação dos átomos e formação das moléculas Ligação covalente : Baseia-se no compartilhamento de elétrons pelos átomos 1H : 1s 1 1H : 1s 1 1H : 1s 2 1H

Leia mais

12 GAB. 1 1 o DIA PASES 1 a ETAPA TRIÊNIO QUÍMICA QUESTÕES DE 21 A 30

12 GAB. 1 1 o DIA PASES 1 a ETAPA TRIÊNIO QUÍMICA QUESTÕES DE 21 A 30 12 GAB. 1 1 o DIA PASES 1 a ETAPA TRIÊNIO 2005-2007 QUÍMICA QUESTÕES DE 21 A 30 21. A hemoglobina das células vermelhas do sangue contém o complexo de ferro com uma porfirina. Sabendo que um indivíduo

Leia mais

ELEMENTOS QUÍMICOS E SUA CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA

ELEMENTOS QUÍMICOS E SUA CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR SARGENTO NADER ALVES DOS SANTOS SÉRIE/ANO: 9º TURMA(S):

Leia mais

RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS AULA 02 TURMA FMJ

RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS AULA 02 TURMA FMJ RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS AULA 02 TURMA FMJ 03. Item C O equador da figura mostrada pode ser representado como abaixo. 01. Item B I Correto. A energia para quebrar a ligação H F (568 kj/mol) é

Leia mais

Assunto: Ligações Químicas. 1) O grupo de átomos que é encontrado na forma monoatômica pelo fato de serem estáveis é:

Assunto: Ligações Químicas. 1) O grupo de átomos que é encontrado na forma monoatômica pelo fato de serem estáveis é: Aluno: Série: 1º ano Assunto: Ligações Químicas 1) O grupo de átomos que é encontrado na forma monoatômica pelo fato de serem estáveis é: a) Halogênios b) Calcogênios c) Metais Alcalinos Terrosos d) Metais

Leia mais

Ligação Covalente: compartilhamento de elétrons entre os átomos.

Ligação Covalente: compartilhamento de elétrons entre os átomos. Aula 12 28/abr Marcelo Ligação Covalente: compartilhamento de elétrons entre os átomos. Formação de compostos moleculares Ocorre entre átomos de não-metais (baixa diferença de eletronegatividade) http://www.desconversa.com.br/quimica/tag/ligacao-covalente/

Leia mais

CIÊNCIAS DA NATUREZA - QUÍMICA Prof. Adriana Strelow 1º Ano

CIÊNCIAS DA NATUREZA - QUÍMICA Prof. Adriana Strelow 1º Ano CIÊNCIAS DA NATUREZA - QUÍMICA Prof. Adriana Strelow 1º Ano - 2016 TABELA PERIÓDICA ATUAL: Os elementos estão ordenados em ordem crescente de número atômico. O critério utilizado para classificar os elementos

Leia mais

Química Fascículo 02 Elisabeth Pontes Araújo Elizabeth Loureiro Zink José Ricardo Lemes de Almeida

Química Fascículo 02 Elisabeth Pontes Araújo Elizabeth Loureiro Zink José Ricardo Lemes de Almeida Química Fascículo 02 Elisabeth Pontes Araújo Elizabeth Loureiro Zink José Ricardo Lemes de Almeida Índice Ligação Covalente...1 Ligação Iônica...3 Teoria de Lewis...5 Ligações Intermoleculares...6 Exercícios...7

Leia mais

1. (Unimontes 2014) O caráter iônico de determinadas substâncias, em função da diferença de eletronegatividade, está apresentado a seguir.

1. (Unimontes 2014) O caráter iônico de determinadas substâncias, em função da diferença de eletronegatividade, está apresentado a seguir. 1. (Unimontes 014) O caráter iônico de determinadas substâncias, em função da diferença de eletronegatividade, está apresentado a seguir. Em análise do gráfico, a alternativa CORRETA é: a) O iodeto de

Leia mais

TABELA PERIÓDICA. Observamos que ele possui 7 elétrons na última camada, então, se encontra na família 17 ou 7A da classificação periódica.

TABELA PERIÓDICA. Observamos que ele possui 7 elétrons na última camada, então, se encontra na família 17 ou 7A da classificação periódica. TABELA PERIÓDICA 1- Introdução No nosso dia-a-dia o ato de classificar as coisas é algo corriqueiro. Em um faqueiro colocamos em um mesmo espaço as facas, em outro os garfos, etc. Agrupar coisas semelhantes

Leia mais

Ligações Químicas. Profº Jaison Mattei

Ligações Químicas. Profº Jaison Mattei Ligações Químicas Profº Jaison Mattei LIGAÇÃO IÔNICA Ocorre geralmente entre METAIS e AMETAIS com de eletronegatividade > 1,7. Não Esqueça!!! Eletropositivos Metais: Ametais: Perdem elétrons Viram Cátions(+)

Leia mais

Colégio Pedro II Campus São Cristóvão II Disciplina: Ciências 2º Trimestre/ 9º ano TABELA PERIÓDICA

Colégio Pedro II Campus São Cristóvão II Disciplina: Ciências 2º Trimestre/ 9º ano TABELA PERIÓDICA Colégio Pedro II Campus São Cristóvão II Disciplina: Ciências 2º Trimestre/ 9º ano TABELA PERIÓDICA Agosto/2017 OS ELEMENTOS QUÍMICOS Podemos definir um elemento químico como sendo o conjunto de átomos

Leia mais

RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS AULA 10 TURMA ANUAL

RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS AULA 10 TURMA ANUAL RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS AULA 10 TURMA ANUAL 01. Item B I Correto. A energia para quebrar a ligação H F (568 kj/mol) é a maior da tabela. Isto torna mais difícil a sua quebra, portanto ionizando

Leia mais

Os elementos que têm 5 elétrons de valência, ou seja, pertencem à família VA, são P e As, portanto está correto o item D.

Os elementos que têm 5 elétrons de valência, ou seja, pertencem à família VA, são P e As, portanto está correto o item D. 01 Os elementos que têm 5 elétrons de valência, ou seja, pertencem à família VA, são P e As, portanto está correto o item D. 02 A energia de ionização cresce para direita da tabela periódica, portanto

Leia mais

Ligação Covalente: compartilhamento de elétrons entre os átomos.

Ligação Covalente: compartilhamento de elétrons entre os átomos. Aula 14 10/jun Marcelo Ligação Covalente: compartilhamento de elétrons entre os átomos. Formação de compostos moleculares Ocorre entre átomos de não-metais (baixa diferença de eletronegatividade) Acima,

Leia mais

Cursinho Pré-Vestibular Popular TRIU Disciplina: Química Professor: Giorgio Antoniolli Turma(s): T/R LIGAÇÕES COVALENTE E METÁLICA LIGAÇÃO COVALENTE

Cursinho Pré-Vestibular Popular TRIU Disciplina: Química Professor: Giorgio Antoniolli Turma(s): T/R LIGAÇÕES COVALENTE E METÁLICA LIGAÇÃO COVALENTE Cursinho Pré-Vestibular Popular TRIU Disciplina: Química Professor: Giorgio Antoniolli Turma(s): T/R LIGAÇÕES COVALENTE E METÁLICA LIGAÇÃO COVALENTE (a) consiste no compartilhamento de um ou mais elétrons

Leia mais

01) (UFRGS-RS) Um elemento X que apresenta distribuição eletrônica em níveis de energia K = 2, L = 8, M = 8, N = 2, forma com:

01) (UFRGS-RS) Um elemento X que apresenta distribuição eletrônica em níveis de energia K = 2, L = 8, M = 8, N = 2, forma com: 01) (UFRGS-RS) Um elemento X que apresenta distribuição eletrônica em níveis de energia K = 2, L = 8, M = 8, N = 2, forma com: a) um halogênio Y um composto molecular XY. b) um calcogênio Z um composto

Leia mais

Exercícios Sobre LigaÇões iônicas

Exercícios Sobre LigaÇões iônicas Exercícios Sobre LigaÇões iônicas Dados: 01. (Ufrj - adaptado) A caiação é um processo tradicionalmente utilizado na pintura de casas. Uma das maneiras de se preparar o pigmento consiste em misturar cal

Leia mais

ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS QUESTÕES É OBRIGATÓRIO

ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS QUESTÕES É OBRIGATÓRIO IX Olimpíada Capixaba de Química 2011 Prova do Grupo I 1 a série do ensino médio Fase 02 Aluno: Idade: Instituição de Ensino: Coordenador da Instituição de Ensino: ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS

Leia mais

Aula 15 Relações de Massa

Aula 15 Relações de Massa Aula 15 Relações de Massa Na Química, é muito importante, saber antecipadamente as quantidades de reagentes que devemos usar para obter as quantidades de produtos desejadas. Entretanto, essas previsões

Leia mais

Qui. Semana. Allan Rodrigues Gabriel Pereira (Renan Micha)

Qui. Semana. Allan Rodrigues Gabriel Pereira (Renan Micha) Semana 4 Allan Rodrigues Gabriel Pereira (Renan Micha) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

Leia mais

ATIVIDADE COMPLEMENTAR DE QUÍMICA - 1 ANO-HERSCHELL-CB2014. periódicas e aperiódicas. AP. propriedade aperiódica. Propriedades periódicas

ATIVIDADE COMPLEMENTAR DE QUÍMICA - 1 ANO-HERSCHELL-CB2014. periódicas e aperiódicas. AP. propriedade aperiódica. Propriedades periódicas ATIVIDADE COMPLEMENTAR DE QUÍMICA - 1 ANO-HERSCHELL-CB014 P. AP. periódicas e aperiódicas A Tabela pode ser utilizada para relacionar as propriedades dos elementos com suas estruturas atômicas, podendo

Leia mais

A Ligação Iônica ou Eletrovalente

A Ligação Iônica ou Eletrovalente A Ligação Iônica ou Eletrovalente Formação de pares iônicos As substâncias sólidas podem ser formadas por átomos, moléculas, macromoléculas, ou seja, por partículas eletricamente neutras ou por íons dispostos

Leia mais

PROPRIEDADES E COMPOSIÇÃO DA MATÉRIA Aula 1

PROPRIEDADES E COMPOSIÇÃO DA MATÉRIA Aula 1 PROPRIEDADES E COMPOSIÇÃO DA MATÉRIA Aula 1 Matéria: é qualquer coisa que tem massa e ocupa espaço. Átomo: é a menor partícula possível de um elemento químico. É formado por núcleo e eletrosfera. É constituído

Leia mais

SÉRIE: 1 Ano. ALUNO (a): NOTA: LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO SEMESTRAL

SÉRIE: 1 Ano. ALUNO (a): NOTA: LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO SEMESTRAL GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: Taynara Oliveira DISCIPLINA: Química SÉRIE: 1 Ano ALUNO (a): NOTA: No Anhanguera você é + Enem LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO SEMESTRAL 01. X é isótopo de 20 41 Ca e isótono

Leia mais

Aula 10 26/mai Marcelo Ligação iônica versus ligação covalente Veja as ligações esquematizadas abaixo, cada qual acompanhada do respectivo valor de diferença (Δ, delta) entre as eletronegatividades de

Leia mais

O ALUNO DEVERÁ VIR PARA A AULA DE RECUPERAÇÃO COM A LISTA PRONTA PARA TIRAR DÚVIDAS.

O ALUNO DEVERÁ VIR PARA A AULA DE RECUPERAÇÃO COM A LISTA PRONTA PARA TIRAR DÚVIDAS. Lista de exercícios para a prova de recuperação final 1º ano EM Conteúdo. O ALUNO DEVERÁ VIR PARA A AULA DE RECUPERAÇÃO COM A LISTA PRONTA PARA TIRAR DÚVIDAS. - Misturas e substâncias - Tabela e propriedades

Leia mais

Ligações Químicas Foz do Iguaçu, 2017

Ligações Químicas Foz do Iguaçu, 2017 Ligações Químicas Foz do Iguaçu, 2017 Ligação Química As forças que mantêm os átomos unidos são fundamentalmente de natureza elétrica e são responsáveis por ligações químicas Os átomos, ao se unirem, procuram

Leia mais

Ligação iônica e suas propriedades

Ligação iônica e suas propriedades Ligação iônica e suas propriedades Química Geral Prof. Edson Nossol Uberlândia, 17/03/2016 Ligação química: é a força atrativa que mantém dois ou mais átomos unidos. c Cl = 3,0 c Br = 2,8 Ligação covalente:

Leia mais

A Tabela Periódica pode ser um guia para a ordem na qual os orbitais são preenchidos...

A Tabela Periódica pode ser um guia para a ordem na qual os orbitais são preenchidos... Aula 02 - Tabela Periódica TABELA PERIÓDICA e Lothar Meyer A Tabela Periódica pode ser um guia para a ordem na qual os orbitais são preenchidos... Pode-se escrever a distribuição eletrônica de um elemento

Leia mais

LIGAÇÕES INTERATÔMICAS X LIGAÇÕES INTERMOLECULARES

LIGAÇÕES INTERATÔMICAS X LIGAÇÕES INTERMOLECULARES Prof. Edson Cruz LIGAÇÕES INTERATÔMICAS X LIGAÇÕES INTERMOLECULARES Já estudamos que qualquer tipo de matéria é formado por átomos. Vimos também que cada agrupamento de átomos, combinados em uma determinada

Leia mais

RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS AULA 07 TURMA ANUAL

RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS AULA 07 TURMA ANUAL RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS AULA 07 TURMA ANUAL 01. Item D Os elementos que têm 5 elétrons de valência, ou seja, pertencem à família VA, são P e As, portanto está correto o item D. 02. Item B A energia

Leia mais

Ligação iônica e suas propriedades

Ligação iônica e suas propriedades Ligação iônica e suas propriedades Química Geral Prof. Edson Nossol Uberlândia, 26/05/2017 Ligação química: é a força atrativa que mantém dois ou mais átomos unidos. c Cl = 3,0 c Br = 2,8 Ligação covalente:

Leia mais

Ligações Atômicas e Bandas de Energia. Livro Texto - Capítulo 2

Ligações Atômicas e Bandas de Energia. Livro Texto - Capítulo 2 40 Ligações Atômicas e Bandas de Energia Livro Texto - Capítulo 2 Ligação Atômica 41 Porque estudar a estrutura atômica? As propriedades macroscópicas dos materiais dependem essencialmente do tipo de ligação

Leia mais

Teoria da ligação de valência

Teoria da ligação de valência Teoria da ligação de valência Prof. Leandro Zatta Prof. Leandro Zatta 1 Prof. Leandro Zatta 2 RPENV Maneira simples Lewis Quântica Orbitais atômicos TLV Prof. Leandro Zatta 3 Teoria de ligação de valência

Leia mais

Aula 12- Íons, níveis e subníveis eletrônicos e a distribuição eletrônica

Aula 12- Íons, níveis e subníveis eletrônicos e a distribuição eletrônica Aula 12- Íons, níveis e subníveis eletrônicos e a distribuição eletrônica Nas nossas aulas passadas nós vimos que cada elemento químico é caracterizado pelo seu número atômico (Z). Vimos também que um

Leia mais

2005 by Pearson Education. Capítulo 02

2005 by Pearson Education. Capítulo 02 Moléculas e compostos moleculares Moléculas e fórmulas químicas Moléculas são reuniões de dois ou mais átomos ligados entre si. Cada molécula tem uma fórmula química. A fórmula química indica quais átomos

Leia mais

02- Quais das propriedades a seguir são as mais indicadas para verificar se é pura uma certa amostra sólida de uma substância conhecida?

02- Quais das propriedades a seguir são as mais indicadas para verificar se é pura uma certa amostra sólida de uma substância conhecida? PROFESSOR: EQUIPE DE QUÍMICA BANCO DE QUESTÕES - QUÍMICA - 9º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= 01- Massa, extensão

Leia mais

Figura 1 Retículo cristalino formado por íons Fonte: Mariamarmar/Shutterstock.com

Figura 1 Retículo cristalino formado por íons Fonte: Mariamarmar/Shutterstock.com Íons e compostos iônicos Figura 1 Retículo cristalino formado por íons Fonte: Mariamarmar/Shutterstock.com CONTEÚDOS Íons Compostos iônicos Representação AMPLIANDO SEUS CONHECIMENTOS Os átomos são partículas

Leia mais

2) Um átomo T apresenta menos 2 prótons que um átomo Q. Com base nessa informação, assinale a opção falsa.

2) Um átomo T apresenta menos 2 prótons que um átomo Q. Com base nessa informação, assinale a opção falsa. 1) Um átomo, cujo número atômico é 18, está classificado na Tabela Periódica como: a) metal alcalino b) metal alcalinoterroso c) metal terroso d) ametal e) gás nobre 2) Um átomo T apresenta menos 2 prótons

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS : LIGAÇÕES QUÍMICAS, GEOMETRIA MOLECULAR, POLARIDADE E INTERAÇÕES INTERMOLECULARES

LISTA DE EXERCÍCIOS : LIGAÇÕES QUÍMICAS, GEOMETRIA MOLECULAR, POLARIDADE E INTERAÇÕES INTERMOLECULARES LISTA DE EXERCÍCIOS - 1.7 : LIGAÇÕES QUÍMICAS, GEOMETRIA MOLECULAR, POLARIDADE E INTERAÇÕES INTERMOLECULARES 1 - (Fac.Coc-SP) Dois elementos químicos, X e Y, apresentam os seguintes subníveis energéticos,

Leia mais

Qui. Semana. Allan Rodrigues Gabriel Pereira (Victor Pontes)

Qui. Semana. Allan Rodrigues Gabriel Pereira (Victor Pontes) Semana 4 Allan Rodrigues Gabriel Pereira (Victor Pontes) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

Leia mais

FÍSICO QUÍMICA AULA 5 - ELETRÓLISE

FÍSICO QUÍMICA AULA 5 - ELETRÓLISE FÍSICO QUÍMICA AULA 5 - ELETRÓLISE Em nossas aulas anteriores aprendemos como reações de óxidoredução podem ser utilizadas para se obter energia. Nas pilhas ocorrem reações químicas capazes de produzir

Leia mais

Aumento do número de níveis eletrónicos, n, nas orbitais de valência

Aumento do número de níveis eletrónicos, n, nas orbitais de valência Causas da variação das propriedades periódicas dos elementos Aumento do número de níveis eletrónicos, n, nas orbitais de valência Eletrões de valência menos energéticos mais próximos do núcleo n aumenta

Leia mais

Revisão de Ligações Químicas

Revisão de Ligações Químicas Revisão de Ligações s 1. Explique o que é Eletronegatividade. Material de Apoio para Monitoria 2. Explique a Teoria do Octeto. 3. Como funcionam as ligações iônicas? 4. O que são compostos iônicos? Cite

Leia mais

Aula 12-27_05_2013. Continuação: CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA DOS ELEMENTOS QUÍMICOS

Aula 12-27_05_2013. Continuação: CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA DOS ELEMENTOS QUÍMICOS 1 Aula 12-27_05_2013 Continuação: CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA DOS ELEMENTOS QUÍMICOS Prof a. Luciana Assis Terra NOMES ESPECIAIS PARA AS FAMÍLIAS 1A: Família dos metais alcalinos. Li, Na, K, Rb, Cs e Fr. 2A:

Leia mais

1º Questão: Escreva a distribuição eletrônica dos elementos abaixo e determine o número de valência de cada elemento: a) Fe (26):.

1º Questão: Escreva a distribuição eletrônica dos elementos abaixo e determine o número de valência de cada elemento: a) Fe (26):. FOLHA DE EXERCÍCIOS CURSO: Otimizado ASS.: Exercícios de Conteúdo DISCIPLINA: Fundamentos de Química e Bioquímica NOME: TURMA: 1SAU 1º Questão: Escreva a distribuição eletrônica dos elementos abaixo e

Leia mais