O desastre com gás tóxico em Bhopal A luta pelos direitos e pela justiça Como é que as substâncias tóxicas entram nos nossos corpos...

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O desastre com gás tóxico em Bhopal... 36 A luta pelos direitos e pela justiça... 37 Como é que as substâncias tóxicas entram nos nossos corpos..."

Transcrição

1 O desastre com gás tóxico em Bhopal A luta pelos direitos e pela justiça Como é que as substâncias tóxicas entram nos nossos corpos Uma clínica concebida para proteger o ambiente Trabalhar para a mudança Risco aceitável? Para quem?

2 Cada pessoa de cada comunidade tem direito à saúde e a um ambiente seguro e saudável. Infelizmente, é frequente estes direitos não serem respeitados. Muitas pessoas sofrem de graves problemas de saúde causados pela falta de recursos básicos e pelo excesso de substâncias prejudiciais. A maior parte das pessoas vulneráveis são aquelas que têm um estatuto baixo por causa da raça, etnia, religião, género, classe, casta, pobreza ou por outras razões. Habitualmente estas são as primeiras a sofrer e as que mais sofrem. A luta das comunidades cujos direitos não são muito respeitados pelos que estão no poder e que procuram viver num ambiente saudável, seguro, produtivo e agradável chama-se por vezes luta pela justiça ambiental. Há muitas histórias de todo o mundo sobre comunidades que sofrem injustamente devido a desastres de saúde ambiental, bem como histórias que podem ser contadas sobre pessoas que protegem e defendem o seu direito à saúde e à justiça ambiental após estes desastres. Este capítulo conta-nos uma dessas histórias.

3 Na noite de 3 de Dezembro de 1984, na cidade de Bhopal, na Índia, aconteceu um desastre terrível. Uma fábrica de pesticidas, localizada num bairro pobre e cheio de casas em Bhopal, deixou escapar muitas toneladas de gás venenoso para o ar. O sistema de alarme da fábrica foi desligado e outros sistemas de segurança não funcionaram e, por isso, a comunidade não ouviu nenhum tipo de alarme. Uma sobrevivente, Aziza Sultan, lembra-se: Acordei de noite com o som do meu bebé a tossir muito. O quarto estava cheio de uma nuvem branca. Ouvi as pessoas a gritarem Corram! Corram! Então, comecei a tossir de cada vez que respirava, como se estivesse a respirar no fogo. Outra sobrevivente, Champa Devi Shukla, lembra-se: As pessoas levantaram-se e correram com as roupas que tinham no corpo, mesmo que não estivessem a usar nada. Eles só estavam preocupados em salvar as suas vidas e as vidas dos que amavam, por isso só correram. Parecia que alguém tinha enchido o meu corpo com pimentas vermelhas, os meus olhos tinham lágrimas a correr, o meu nariz escorria água e tinha espuma na boca. O gás venenoso matou muitas pessoas nessa noite. Depois de 3 dias, pessoas tinham morrido. Mas isto não foi o fim do desastre. Na realidade, foi apenas o princípio. Ao longo dos 20 anos seguintes, mais de pessoas morreram com o veneno que permaneceu nos seus corpos. Muitas outras desenvolveram doenças terríveis, que incluíam dores e dificuldade em respirar, tosse constante, febre, perda de sensação nos braços e pernas, fraqueza, medo, depressão e. Os filhos e os netos dos sobreviventes sofreram graves, incluindo membros atrofiados, crescimento lento e muitos problemas diferentes nos sistemas de reprodução e sistema nervoso. Mais de pessoas foram prejudicadas pelo gás venenoso libertado nessa noite em Bhopal.

4 A LU TA PELOS D IR EI TOS E PEL A J US T I Ç A A luta pelos direitos e pela justiça Até hoje, o local da fuga de gás tóxico nunca foi limpo e a fábrica abandonada permanece como uma lembrança mortífera do desastre. Montes de produtos tóxicos ainda estão ali, a céu aberto, e a água do subsolo por baixo da cidade ainda está envenenada. Muitas pessoas nunca receberam o tratamento médico de que precisavam para os seus problemas de saúde. Por estas razões, as pessoas de Bhopal não pensam no desastre como uma coisa que aconteceu apenas no passado. Elas veem-no como um desastre contínuo que têm de encarar todos os dias. A fábrica de pesticidas pertencia a uma empresa multinacional (uma grande empresa que trabalha em muitos países) chamada Union Carbide. Os sobreviventes sabiam que não estava certo que as suas vidas tivessem sido tão prejudicadas pelo desastre. As pessoas afectadas não tinham dinheiro para tratarem as suas doenças ou para cuidarem dos seus familiares que já não conseguiam trabalhar. Eles queriam que a empresa assumisse a responsabilidade. Mas a Union Carbide disse que o desastre tinha sido causado por um trabalhador na fábrica e recusou-se a assumir qualquer responsabilidade mesmo sabendo que tinha sido o seu desenho da fábrica a causa do desastre. Tal como outras pessoas que lutam pelos direitos e pela justiça, as pessoas afectadas pelo desastre de Bhopal sabiam que a sua pobreza não piorava apenas os seus problemas ela era, em grande parte e em primeiro lugar, a razão de o desastre ter acontecido. Justiça para Bhopal Bhopal nunca mais! Não aos desastres químicos! 37

5 O desastre de Bhopal foi, e é, um acontecimento horrível que nunca deveria ter acontecido. Mas, por mais horrível que seja, não é surpreendente. A actividade Mas porquê? pode ajudar a compreender as causas profundas do desastre de Bhopal. Por que é que tantas pessoas foram prejudicadas pelo desastre de Bhopal? Porque a fábrica era numa zona pobre da cidade que tinha muitas casas. Mas por que é que a fábrica era aí? Porque a empresa e o governo não estavam preocupados com a segurança das pessoas pobres. Em todo o mundo, as empresas constroem as suas fábricas poluentes, lixeiras tóxicas e outros projectos industriais perigosos entre as pessoas que são mais oprimidas pela pobreza e por um estatuto baixo. Desta maneira, os países pobres e as comunidades transformam-se em lixeiras para as indústrias, produtos e poluição tóxica. É por isso que proteger a saúde ambiental não é apenas uma questão de cada um de nós mudar os produtos que usa e a forma como os deitamos fora, mas é uma questão de todos nós desafiarmos a maneira como os poderosos abusam do seu poder e como os mais vulneráveis de entre nós têm de sofrer danos à sua saúde. Mas por que é que uma empresa americana estava a fazer pesticidas na Índia? Porque aí podiam ter mais lucros. Mas por que é que aí podem ter mais lucros? Porque podem pagar menos aos trabalhadores e ignorar a saúde e a segurança dos trabalhadores e das pessoas à sua volta. Mas por que é que o governo americano e indiano os deixam escapar sem castigo?

6 Os sobreviventes da fuga de gás de Bhopal trabalharam juntos para chamar a atenção para o seu sofrimento e para obrigarem a empresa a assumir a responsabilidade. Organizaram greves de fome e recusaram-se a comer até serem ouvidos. Marcharam sem comida ou água durante 750 quilómetros até à capital estadual. Além disso, marcharam até à capital nacional para exigir justiça. As mulheres montaram uma tenda em frente do escritório do principal ministro de estado. Acamparam ali durante 3 meses. Todos os dias, de manhã à noite, gritaram as suas exigências. Nunca mais! Vários anos depois do desastre, um tribunal ordenou à Union Carbide que pagasse $470 milhões de dólares ao governo indiano. Foi uma vitória importante, mas não foi suficiente. A maior parte do dinheiro nunca chegou aos sobreviventes. Pouco tempo depois, a Union Carbide foi vendida a outra empresa multinacional chamada Dow Chemical. A Dow Chemical também se recusou a assumir a responsabilidade ou a ajudar as pessoas afectadas a obterem tratamento. Nem o governo da Índia, onde o desastre aconteceu, nem o governo dos Estados Unidos, onde eram as sedes das duas empresas, estavam dispostos a levar aos tribunais as pessoas de topo das empresas responsáveis pelo desastre. Os sobreviventes organizaram uma campanha internacional para continuarem a sua luta por justiça. Conseguiram apoio entre estudantes, grupos ambientalistas e organizações de direitos humanos. Com o apoio de pessoas de todo o mundo, os sobreviventes de Bhopal apresentaram as suas exigências de justiça na sede da Union Carbide e da Dow Chemical Company e aos Governos Americano e Indiano. Os sobreviventes inspiraram outros a fazerem greves de fome e a tomarem medidas para chamar a atenção para o seu sofrimento. E, através de tudo isso, apoiaram as suas famílias, organizaram os seus próprios cuidados de saúde (ver página 345), apoiaram vítimas de outros desastres tóxicos e sobreviveram. O grito da campanha por justiça em Bhopal é Bhopal nunca mais! O seu objectivo é impedir desastres ambientais semelhantes no futuro. Ao tornar a sua luta numa luta internacional, eles deram importantes lições às pessoas de todo o mundo sobre os efeitos a longo prazo da exposição aos produtos tóxicos. Os sobreviventes de Bhopal mostraram que os acidentes industriais podem acontecer em qualquer momento e que os pobres são sempre os mais afectados. A sua luta pelos direitos e pela justiça tornou-se num modelo para os organizadores comunitários em todo o lado.

7 Limpeza Quanto mais tempo alguém ficar exposto a (em contacto directo com) um produto químico tóxico, mais danos isso pode causar. Em Bhopal, pessoas ficaram expostas ao mesmo tempo, respirando o gás e absorvendo-o através da pele. Este foi o desastre imediato. Porque as substâncias tóxicas provocadas pelo desastre químico não foram limpas e os produtos químicos se espalharam grandemente através das áreas em volta da fábrica, o veneno entrou no solo e na água do subsolo por baixo da cidade. Agora, muitos anos mais tarde, as pessoas ainda estão a beber água que tem veneno. Esta é a parte do desastre que ainda continua. Seja uma exposição tóxica de grande escala, como a que aconteceu em Bhopal, ou uma exposição a produtos tóxicos nas tintas, solventes ou outros produtos normais, a primeira coisa a fazer é afastarmo-nos dos produtos químicos ou afastá-los de nós, para não ficarmos expostos por mais tempo. Depois disso, devemos trabalhar para impedir futuras exposições (para mais informação sobre problemas de saúde com produtos químicos tóxicos, ver Capítulo 16). As pessoas em Bhopal estão a lutar por uma maior justiça ambiental. Ao mesmo tempo, estão a trabalhar para se curarem do desastre. Os sobreviventes e outros voluntários criaram a Clínica Sambhavna para prestarem cuidados de saúde a toda a comunidade, independentemente da capacidade de pagar ou das diferenças religiosas ou de casta. Sambhavna significa possibilidade em sânscrito e nas línguas hindi.

8 A Clínica Sambhavna é um modelo de saúde ambiental. Foi construída e funciona tão segura e sustentadamente quanto possível. Por exemplo: Só se usa água quente e sabão para limpar a clínica, de modo a garantir que ninguém se magoa com produtos de limpeza tóxicos. Os trabalhadores da clínica criaram uma horta para cultivarem medicamentos à base de plantas. Não se usam quaisquer produtos químicos na horta. As pessoas tratadas na clínica trabalham na horta e colhem as suas próprias ervas para tratamento. Quando são necessários novos edifícios na clínica, só se usam materiais de construção não tóxicos. Os edifícios usam materiais locais e estão desenhados para deixar passar a luz natural e o ar. A água da chuva é recolhida dos telhados durante a época das chuvas e armazenada em tanques no subsolo, fornecendo água para a época seca. Depois de a água ser usada para lavagens, é enviada por tubos até um lago e depois irriga os campos e a horta. A electricidade é produzida por, que causam muito pouca poluição. A Clínica Sambhavna mostra que conseguir saúde para todos não significa tratar apenas os doentes, mas sim impedir o aparecimento da doença em primeiro lugar. O seu exemplo na redução de danos causados por produtos tóxicos pode ser seguido em escolas, negócios, departamentos governamentais e nas nossas casas. Mas, mesmo que mudemos as nossas casas e instituições para as tornarmos mais saudáveis e mais sustentáveis, todos nós, especialmente os mais vulneráveis, ainda estamos em risco, enquanto as indústrias continuarem a produzir e usar substâncias tóxicas (para aprender mais sobre a Clínica Sambhavna, ver página 345).

9 Ao organizarem a sua comunidade para lutarem por saúde e bem-estar a longo prazo, os sobreviventes de Bhopal inspiraram pessoas em todo o mundo a agirem pelos seus direitos e pela justiça ambiental. Estes princípios de organização para reduzir os danos provocados por produtos químicos tóxicos provaram ser úteis:. Use produtos químicos de limpeza não tóxicos em casa, nas instituições comunitárias ou no local de trabalho (ver páginas 372 a 374). Não use pesticidas ou fertilizantes químicos na horta, coma alimentos cultivados sem produtos químicos e lave as frutas e legumes com cuidado antes de os comer (ver Capítulo 14). Como é provável que estejamos expostos a produtos tóxicos nas nossas comunidades, temos que pressionar os governos para que deixem de autorizar as empresas a exporem as pessoas, sobretudo os mais vulneráveis.. Use medidas diferentes para prevenir os desastres tóxicos, incluindo greves de fome, reuniões e marchas, bem como o teatro popular, os meios de comunicação, a internet e outros métodos de comunicação para educar as pessoas. Se uma fábrica está a poluir, procure outras formas de os trabalhadores ganharem a sua vida, porque as pessoas precisam de empregos e de rendimento.. Embora seja muito difícil consegui-lo, exigir que uma empresa limpe o lixo tóxico é uma parte importante de qualquer luta pelos direitos ambientais. As pessoas concordam, mesmo que as empresas não concordem, que as empresas devem assumir responsabilidade para impedir os danos e reparar aqueles que possam causar. Quando as pessoas forçam as empresas a pagar pelos danos que causam, é mais provável que no futuro estas melhorem a sua segurança. Se os nossos governos nos protegessem e protegessem o nosso ambiente da mesma maneira que eu protejo a minha família, todos seríamos muito mais saudáveis. Infelizmente, a maior parte dos governos protege os lucros das empresas antes de proteger as pessoas. Isto promove a injustiça ambiental e leva a desastres quando as empresas veem a segurança como um custo evitável e não como uma responsabilidade. Os governos devem mudar as suas prioridades para protegerem todas as pessoas, sobretudo as mais vulneráveis. A fábrica da Union Carbide em Bhopal fazia pesticidas para controlar as pragas nas culturas. Mas há melhores maneiras de controlar as pragas do que usar estes produtos químicos. Na realidade, há maneiras menos danosas e mais sustentáveis de fazer quase tudo. Por que será que podemos ser envenenados pela indústria, mas não podemos decidir como é que as coisas devem ser feitas?

10 É frequente as indústrias e os governos justificarem o risco de danos ambientais, até mesmo de desastres como o de Bhopal, dizendo que uma certa quantidade de risco é aceitável como o custo do desenvolvimento. Isto significa habitualmente que os mais vulneráveis entre nós são sacrificados para que o negócio continue a ter lucro como sempre. Para a maior parte de nós, isso não é aceitável. A procura do lucro não é justificação para causar tanto mal e violar os direitos humanos das pessoas, como o direito à saúde e a um ambiente saudável. Se a empresa Union Carbide ou o governo indiano tivessem sido orientados pelo princípio da precaução (ver página 32), talvez o desastre tóxico de Bhopal não tivesse acontecido. As medidas de segurança podem reduzir os danos. Mas, mesmo quando são tomadas medidas de segurança, há sempre algum risco nas fábricas industriais. Se os riscos não podem ser evitados, então eles deveriam, pelo menos, ser partilhados em partes iguais de modo a não afectar apenas as pessoas e as comunidades mais pobres. A longo prazo, para ser tão seguras quanto possível, as indústrias devem ser organizadas de maneira a valorizarem a segurança e a sustentabilidade, mais do que os lucros elevados. Para o conseguir, devemos exigir que as empresas desenvolvam formas mais seguras e mais justas de fazer as coisas, e que os governos as responsabilizem, criando e fazendo cumprir leis que protejam a saúde e o ambiente. Uma maneira de promover a justiça ambiental para todos é exigir que os nossos líderes e os que estão no poder tomem decisões orientadas pelo princípio da precaução.

Desigualdades: causa e efeito dos problemas de saúde ambiental... 22 O controlo das empresas é mau para a nossa saúde... 24 Criar instituições

Desigualdades: causa e efeito dos problemas de saúde ambiental... 22 O controlo das empresas é mau para a nossa saúde... 24 Criar instituições Desigualdades: causa e efeito dos problemas de saúde ambiental......... 22 O controlo das empresas é mau para a nossa saúde...................... 24 Criar instituições comunitárias...........................................

Leia mais

::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente?

::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente? O Meio Ambiente ::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente? Seu João: Não sei não! Mas quero que você me diga direitinho pra eu aprender e ensinar todo mundo lá no povoado onde eu moro. : Seu João,

Leia mais

Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país

Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país Índia Você sabia que... Todos devemos ajudar as pessoas que não são capazes de prover por si à alimentação adequada. Os cidadãos podem considerar as autoridades responsáveis por aquilo que fazem ou não,

Leia mais

MÓDULO VIII ACIDENTES COM PRODUTOS FITOFARMACÊUTICOS

MÓDULO VIII ACIDENTES COM PRODUTOS FITOFARMACÊUTICOS Acidentes com Programa de formação sobre a aplicação de MÓDULO VIII ACIDENTES COM PRODUTOS FITOFARMACÊUTICOS Acidentes com Os são seguros se forem utilizados com cuidado, de acordo com todas as indicações

Leia mais

Conselho da Europa Plano de Acção para a Deficiência 2006-2015

Conselho da Europa Plano de Acção para a Deficiência 2006-2015 Conselho da Europa Plano de Acção para a Deficiência 2006-2015 Versão Linguagem Fácil Conselho da Europa Plano de Acção para a Deficiência 2006-2015 Versão Linguagem Fácil Página 1 de 60 Plano de Acção

Leia mais

Nós, da GWA, estamos contentes por esta cartilha ter chegado às suas mãos. Por meio dela, conversaremos com você sobre assuntos muito importantes e

Nós, da GWA, estamos contentes por esta cartilha ter chegado às suas mãos. Por meio dela, conversaremos com você sobre assuntos muito importantes e 1 Nós, da GWA, estamos contentes por esta cartilha ter chegado às suas mãos. Por meio dela, conversaremos com você sobre assuntos muito importantes e muito atuais. Em primeiro lugar, gostaríamos de dizer

Leia mais

Estudo de Impacto Ambiental

Estudo de Impacto Ambiental Leis Os direitos humanos, e às vezes os direitos ambientais (o direito a ter um ambiente seguro e saudável), são protegidos pelas leis de muitos países. Este livro inclui muitas histórias sobre como é

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país

Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país Brasil Você sabia que... A pobreza e a desigualdade causam a fome e a malnutrição. Os alimentos e outros bens e serviços básicos que afetam a segurança dos alimentos, a saúde e a nutrição água potável,

Leia mais

Informações aos Pais sobre a Gripe nas Creches

Informações aos Pais sobre a Gripe nas Creches The Commonwealth of Massachusetts Executive Office of Health and Human Services Department of Public Health Informações aos Pais sobre a Gripe nas Creches 18 de setembro, 2009 A gripe H1N1 (suína) voltará

Leia mais

O que fazemos em Moçambique

O que fazemos em Moçambique 2008/09 O que fazemos em Moçambique Estamos a ajudar 79.850 crianças afectadas pelas inundações Estamos a proporcionar kits para a escola a 1.000 órfãos e crianças vulneráveis Registámos 1.745 crianças

Leia mais

NOME Serviço de Voluntariado Europeu (SVE)

NOME Serviço de Voluntariado Europeu (SVE) PROGRAMA DE VOLUNTARIADO Nº 0004 NOME Serviço de Voluntariado Europeu (SVE) EMAIL WEBSITE www.sve.pt O QUE É O Serviço de voluntariado Europeu (SVE) é um programa da Youth in Action que pretende estimular

Leia mais

FICHA DE DADOS DE SEGURANÇA

FICHA DE DADOS DE SEGURANÇA FICHA DE DADOS DE SEGURANÇA PROMI FERTIL Especial Hortícolas 18-8-6 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Data de emissão: 13 / 03 / 08 Nome do produto: Promi-Fertil Especial Hortícolas 18-8-6 Uso do

Leia mais

Passos para se proteger do Ébola enquanto aguarda por assistência Documento para a Guiné-Bissau

Passos para se proteger do Ébola enquanto aguarda por assistência Documento para a Guiné-Bissau Passos para se proteger do Ébola enquanto aguarda por assistência Documento para a Guiné-Bissau 1 Lembre-se de três coisas Não tocar Isole a pessoa doente Ligue para a linha de apoio 2 Se pensa que alguém

Leia mais

Doenças Respiratórias O QUE SÃO E COMO AS PREVENIR?

Doenças Respiratórias O QUE SÃO E COMO AS PREVENIR? Doenças Respiratórias O QUE SÃO E COMO AS PREVENIR? O NÚMERO DE PESSOAS AFETADAS POR DOENÇAS RESPIRATÓRIAS EVITÁVEIS NÃO PÁRA DE AUMENTAR. AS CRIANÇAS E OS MAIS VELHOS SÃO OS MAIS ATINGIDOS. SÃO DOENÇAS

Leia mais

Mobilizar para a saúde ambiental... 12 A mudança leva tempo... 13 Actividades para aprender e mobilizar... 14 As mulheres precisam de uma voz...

Mobilizar para a saúde ambiental... 12 A mudança leva tempo... 13 Actividades para aprender e mobilizar... 14 As mulheres precisam de uma voz... Mobilizar para a saúde ambiental........................... 12 A mudança leva tempo................................... 13 Actividades para aprender e mobilizar........................ 14 As mulheres precisam

Leia mais

Segurança e Higiene no Trabalho. Volume VI Riscos Químicos Parte 1. Guia Técnico. um Guia Técnico de O Portal da Construção

Segurança e Higiene no Trabalho. Volume VI Riscos Químicos Parte 1. Guia Técnico. um Guia Técnico de O Portal da Construção Guia Técnico Segurança e Higiene no Trabalho Volume VI Riscos Químicos Parte 1 um Guia Técnico de Março de 2008 Copyright, todos os direitos reservados. Este Guia Técnico não pode ser reproduzido ou distribuído

Leia mais

150923-BMS15SET05-livreto_v2 APROV.indd 1

150923-BMS15SET05-livreto_v2 APROV.indd 1 150923-BMS15SET05-livreto_v2 APROV.indd 1 23/09/2015 10:29:04 150923-BMS15SET05-livreto_v2 APROV.indd 2 23/09/2015 10:29:04 Talvez você já conheça algumas opções terapêuticas disponíveis contra o câncer,

Leia mais

Acostumando-se com os Milagres

Acostumando-se com os Milagres Acostumando-se com os Milagres Ap. Ozenir Correia 1. VOCÊ NÃO PERCEBE O TAMANHO DO MILAGRE. Enxame de moscas Naquele dia, separarei a terra de Gósen, em que habita o meu povo, para que nela não haja enxames

Leia mais

Podem ser portadores e formar uma rede de transmissão. Não, porque contêm químicos e está clorada.

Podem ser portadores e formar uma rede de transmissão. Não, porque contêm químicos e está clorada. Influenza A H1N1 /GRIPE SUÍNA PERGUNTAS E RESPOSTAS: PERGUNTA 1. Quanto tempo o vírus da gripe suína permanece vivo numa maçaneta ou superfície lisa? 2. O álcool em gel é útil para limpar as mãos? 3. Qual

Leia mais

Titulo - VENENO. Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas).

Titulo - VENENO. Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas). Titulo - VENENO Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas). Corta para dentro de um apartamento (O apartamento é bem mobiliado. Estofados

Leia mais

SABE, ESSA É A MINHA FAMÍLIA. É isso mesmo! A gente nem pensa nisso, não é? Mas vamos ver como acontece. Venha comigo.

SABE, ESSA É A MINHA FAMÍLIA. É isso mesmo! A gente nem pensa nisso, não é? Mas vamos ver como acontece. Venha comigo. Apoio: A Constituição Federal do Brasil diz que: É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à

Leia mais

Mulheres grávidas ou a amamentar*

Mulheres grávidas ou a amamentar* Doença pelo novo vírus da gripe A(H1N1) Fase Pandémica 6 OMS Mulheres grávidas ou a amamentar* Destaques: A análise dos casos ocorridos, a nível global, confirma que as grávidas constituem um grupo de

Leia mais

As trabalham directamente com as questões de saúde ambiental e podem disponibilizar formação, materiais e outros tipos de apoio.

As trabalham directamente com as questões de saúde ambiental e podem disponibilizar formação, materiais e outros tipos de apoio. Apresentamos aqui uma selecção de organizações, materiais impressos e recursos da internet que podem fornecer alguma informação útil sobre saúde ambiental. Listámos as organizações e os materiais que são

Leia mais

FUGA de Beatriz Berbert

FUGA de Beatriz Berbert FUGA de Beatriz Berbert Copyright Beatriz Berbert Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 FUGA FADE IN: CENA 1 PISCINA DO CONDOMÍNIO ENTARDECER Menina caminha sobre a borda

Leia mais

Draguim, Badão e companhia - Guia de leitura - Livro 1 Dragões, Duendes e Outros Bichos

Draguim, Badão e companhia - Guia de leitura - Livro 1 Dragões, Duendes e Outros Bichos Draguim, Badão e companhia - Guia de leitura - Livro 1 Dragões, Duendes e Outros Bichos Apresentação da obra Sempre me disseram que os dragões eram todos maus e que devíamos fugir deles a sete pés. Mas,

Leia mais

a LRQA Desenvolvimento Sustentável

a LRQA Desenvolvimento Sustentável ISO 14001:2004 e Responsabilidade Ambiental Engº Vítor Gonçalves CONFERÊNCIA RESPONSABILIDADE AMBIENTAL Eficiência e Eficácia na redução de Riscos Ambientais Lisboa, 15 de Maio de 2007 ISO 14001:2004 e

Leia mais

Jordânia. Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país. Leia a minha história e descubra... Por que é que todos precisamos de água potável para

Jordânia. Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país. Leia a minha história e descubra... Por que é que todos precisamos de água potável para Jordânia Você sabia que... A água potável e segura é necessária para que se possa assegurar e proteger a vida e a saúde de toda a gente, num modo justo e igualitário. Alguns fatos sobre o meu país No Reino

Leia mais

SISTEMA BACIA DE CONTENÇÃO (BACON) RHODIA POLIAMIDA E ESPECIALIDADES USINA QUÍMICA DE PAULÍNIA - NOV/07

SISTEMA BACIA DE CONTENÇÃO (BACON) RHODIA POLIAMIDA E ESPECIALIDADES USINA QUÍMICA DE PAULÍNIA - NOV/07 SISTEMA BACIA DE CONTENÇÃO (BACON) RHODIA POLIAMIDA E ESPECIALIDADES USINA QUÍMICA DE PAULÍNIA - NOV/07 1 SISTEMA BACON: OBJETIVO O BACON (BAcia de CONtenção) é um Sistema de Proteção para o Rio Atibaia

Leia mais

cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA

cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 2 TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI* *Artigo 5º da Constituição Brasileira

Leia mais

Guia para o tratamento com Lucentis (ranibizumab)

Guia para o tratamento com Lucentis (ranibizumab) Guia para o tratamento com Lucentis (ranibizumab) Para a perda de visão devida a neovascularização coroideia (NVC) secundária a miopia patológica Informação importante para o doente Secção 1 Sobre o Lucentis

Leia mais

Fibrose Pulmonar Idiopática (FPI)

Fibrose Pulmonar Idiopática (FPI) Fibrose Pulmonar Idiopática (FPI) Esse livro tem o apoio de: Caros pacientes, familiares e cuidadores, Informação espaço para outras informações/link do site e pode ser adaptado ao país em que vai ser

Leia mais

Eu sempre ouço dizer. Que as cores da pele são diferentes. Outros negros e amarelos. Há outras cores na pele dessa gente

Eu sempre ouço dizer. Que as cores da pele são diferentes. Outros negros e amarelos. Há outras cores na pele dessa gente De todas as cores Eu sempre ouço dizer Que as cores da pele são diferentes Que uns são brancos Outros negros e amarelos Mas na verdade Há outras cores na pele dessa gente Tem gente que fica branca de susto

Leia mais

Ta u. luta contra a malária SAMPLE ONLY: NOT FOR DISTRIBUTION. com comprimidos de artemeter/lumefantrina (AL)

Ta u. luta contra a malária SAMPLE ONLY: NOT FOR DISTRIBUTION. com comprimidos de artemeter/lumefantrina (AL) t Ta u luta contra a malária com comprimidos de artemeter/lumefantrina (AL) 2 A Tatu adora brincar com o irmão Juma todos os dias ao voltar da escola. Uma noite, enquanto a Tatu dormia, foi picada por

Leia mais

BOAS PRÁTICAS. Fonte: Manual Boas Práticas Agrícolas para a Agricultura Familiar http://rlc.fao.org/es/agricultura/bpa

BOAS PRÁTICAS. Fonte: Manual Boas Práticas Agrícolas para a Agricultura Familiar http://rlc.fao.org/es/agricultura/bpa BOAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS Fonte: Manual Boas Práticas Agrícolas para a Agricultura Familiar http://rlc.fao.org/es/agricultura/bpa O QUE SÃO AS BOAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS (BPA)? Os consumidores estão cada vez

Leia mais

Escola Secundária da Maia Técnico de Manutenção industrial de Electromecânica

Escola Secundária da Maia Técnico de Manutenção industrial de Electromecânica Escola Secundária da Maia Técnico de Manutenção industrial de Electromecânica Introdução Ao longo deste trabalho, vamos falar de um gravíssimo problema ambiental, A NIVEL MUNDIAL! que poucos ou quase ninguém

Leia mais

FICHA DE DADOS DE SEGURANÇA

FICHA DE DADOS DE SEGURANÇA FICHA DE DADOS DE SEGURANÇA PROMI-FERTIL 20-20-20 + 0,5 MgO + Micros 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Data de emissão: 13 / 03 / 08 Nome do produto: Uso do produto: PROMI-FERTIL 20-20-20+ 0,5 MgO

Leia mais

DEMOLIÇÕES E REALOJAMENTO

DEMOLIÇÕES E REALOJAMENTO DEMOLIÇÕES E REALOJAMENTO INSTITUTO PARA A CIDADANIA Perfil do Núcleo de Direitos Humanos da Matala O Núcleo de Direitos Humanos da Matala (NDHM), é uma associação de âmbito local, sem fins lucrativos,

Leia mais

Combate as alterações climáticas. Reduz a tua pegada e muda o mundo!!

Combate as alterações climáticas. Reduz a tua pegada e muda o mundo!! Combate as alterações climáticas Reduz a tua pegada e muda o mundo!! O dióxido de carbono é um gás naturalmente presente na atmosfera. À medida que crescem, as plantas absorvem dióxido de carbono, que

Leia mais

FICHA DE DADOS DE SEGURANÇA

FICHA DE DADOS DE SEGURANÇA FICHA DE DADOS DE SEGURANÇA PROMINOL P 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Data de emissão: 13 / 03 / 08 Nome do produto: Uso do produto: PROMINOL P Adubo Empresa responsável pela comercialização:

Leia mais

FICHA DE DADOS DE SEGURANÇA

FICHA DE DADOS DE SEGURANÇA Produto: NITROQUISA 20,5 Pág. 1 de 6 1. Designação de substância/preparação e empresa NITROQUISA 20,5 Adubo granulado Empresa: Agroquisa Agroquímicos, S.A. Rua dos Navegantes, 48-53 1200-732 LISBOA Tel:

Leia mais

ROBERT BOSCH LIMITADA

ROBERT BOSCH LIMITADA F0LHA...: 1 de 5 1 _ Identificação do Produto e Fabricante Nome do Produto: Acumulador elétrico de energia Nome do Fabricante sob licença da Robert Bosch Ltda.: Enertec do Brasil Ltda. Endereço: Av. Independência,

Leia mais

INDUFIX FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ 014 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA

INDUFIX FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ 014 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA FISPQ 014 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Indufix Código interno: 2000 Empresa: Indutil Indústria de Tintas Ltda. e-mail: indutil@indutil.com.br

Leia mais

Relatório de Conclusão do CAO Mediador

Relatório de Conclusão do CAO Mediador Relatório de Conclusão do CAO Mediador Este relatório é um resumo do processo do CAO, sobre a queixa submetida por uma coligação de ONGs locais e nacionais, e comunidades afetadas, relacionada com o processo

Leia mais

Como utilizar este caderno

Como utilizar este caderno INTRODUÇÃO O objetivo deste livreto é de ajudar os grupos da Pastoral de Jovens do Meio Popular da cidade e do campo a definir a sua identidade. A consciência de classe, ou seja, a consciência de "quem

Leia mais

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Universidade Nova de Lisboa

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Universidade Nova de Lisboa Este questionário contém perguntas sobre as tuas experiências e tipo de aprendizagem na disciplina de Ciências Naturais. Não há respostas correctas nem erradas, apenas as que correspondem à forma como

Leia mais

Meio Ambiente PROJETOS CULTURAIS. 4 0 a O - fu dame tal. Cuidar da vida também é coisa de criança. Justificativa

Meio Ambiente PROJETOS CULTURAIS. 4 0 a O - fu dame tal. Cuidar da vida também é coisa de criança. Justificativa Meio Ambiente 4 0 a O - fu dame tal Cuidar da vida também é coisa de criança Justificativa PROJETOS CULTURAIS Na idade escolar, as crianças estão conhecendo o mundo (Freire, 1992), sentindo, observando,

Leia mais

O que esperar quando é colocado em quarentena CS255151B

O que esperar quando é colocado em quarentena CS255151B O que esperar quando é colocado em quarentena O que esperar quando é colocado em quarentena 1 A quarentena ajuda-nos a travar a transmissão do Ébola. Sabemos que pode ser difícil, mas é necessário para

Leia mais

O que é a adaptação às mudanças climáticas?

O que é a adaptação às mudanças climáticas? Síntese da CARE Internacional sobre Mudanças Climáticas O que é a adaptação às mudanças climáticas? As mudanças climáticas colocam uma ameaça sem precedentes a pessoas vivendo nos países em desenvolvimento

Leia mais

AJUDA DE MÃE. APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional da Região de Lisboa e Vale do Tejo (PORLVT)

AJUDA DE MÃE. APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional da Região de Lisboa e Vale do Tejo (PORLVT) AJUDA DE MÃE APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional da Região de Lisboa e Vale do Tejo (PORLVT) Objectivos: Informar, apoiar, encaminhar e acolher a mulher grávida. Ajudar cada

Leia mais

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos!

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! Documento final aprovado por adolescentes dos Estados do Amazonas, da Bahia, do Ceará, do Mato Grosso,

Leia mais

Desenvolvimento sustentável: o que é e como alcançar? 1. Marina Silva 2

Desenvolvimento sustentável: o que é e como alcançar? 1. Marina Silva 2 Desenvolvimento sustentável: o que é e como alcançar? 1 Boa tarde a todos e a todas! Marina Silva 2 Quero dizer que é motivo de muita satisfação participar de eventos como esse porque estamos aqui para

Leia mais

Dia Mundial da Saúde Mental - 10 de Outubro

Dia Mundial da Saúde Mental - 10 de Outubro Não Há Saúde Sem Saúde Mental Dia Mundial da Saúde Mental - 10 de Outubro 1 a 17 de Outubro de 2010 Exposição promovida pelo Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental O QUE É A SAÚDE MENTAL? É sentir-nos

Leia mais

Como funcionam as bacias hidrográficas... 156 O ciclo da água... 156 Como é que as bacias hidrográficas protegem a água e o solo...

Como funcionam as bacias hidrográficas... 156 O ciclo da água... 156 Como é que as bacias hidrográficas protegem a água e o solo... Como funcionam as bacias hidrográficas............................... 156 O ciclo da água.......................................................... 156 Como é que as bacias hidrográficas protegem a água

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUIÍMICO ( FISPQ )

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUIÍMICO ( FISPQ ) 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Anti Ruído Tradicional Aplicação: Reparação e emborrachamento de veículos. Fornecedor: Nome: Mastiflex Indústria e Comércio Ltda Endereço : Rua

Leia mais

AULA 9. Ação pelo Ambiente

AULA 9. Ação pelo Ambiente AULA 9 Ação pelo Ambiente Roberto e o seu grupo do meio ambiente estão se preparando para a Grande Reunião que irá tratar dos problemas ambientais do planeta. Ele pede ajuda à Sofia para bolar um plano

Leia mais

UM LÍDER DO TEMPLO VISITA JESUS

UM LÍDER DO TEMPLO VISITA JESUS Bíblia para crianças apresenta UM LÍDER DO TEMPLO VISITA JESUS Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Byron Unger; Lazarus Adaptado por: M. Maillot; Sarah S. Traduzido por: Berenyce Brandão Produzido

Leia mais

Secretaria Regional da Saúde. Gripe A (H1N1) Informação para as Escolas, Colégios e ATL s

Secretaria Regional da Saúde. Gripe A (H1N1) Informação para as Escolas, Colégios e ATL s Secretaria Regional da Saúde Gripe A (H1N1) Informação para as Escolas, Colégios e ATL s Na sequência dos comunicados emitidos pela Direcção Regional da Saúde e atendendo à informação oficial disponível,

Leia mais

Nova revolução para pequenas empresas. O nascimento de uma nova estratégia de negócios

Nova revolução para pequenas empresas. O nascimento de uma nova estratégia de negócios O DADO DAS EMPRESAS Nova revolução para pequenas empresas O trabalho é uma parte necessária e importante em nossas vidas. Ele pode ser o caminho para que cada trabalhador consiga atingir seu potencial

Leia mais

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Conhece os teus Direitos A caminho da tua Casa de Acolhimento Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Dados Pessoais Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - Telefone: Telemóvel: E

Leia mais

QUALIDADE DO AR INTERIOR

QUALIDADE DO AR INTERIOR QUALIDADE DO AR INTERIOR POR DIA OS NOSSOS PULMÕES FILTRAM CERCA DE 13. 000 LITROS DE AR! A POLUIÇÃO EM AMBIENTES FECHADOS É UMA DAS PRINCIPAIS CAUSAS DE DOENÇAS RESPIRATÓRIAS A maior parte das nossas

Leia mais

A MULHER E O MANUSEIO DA ÁGUA A MULHER E O USO DA ÁGUA

A MULHER E O MANUSEIO DA ÁGUA A MULHER E O USO DA ÁGUA A MULHER E O USO DA ÁGUA A sociedade define as atividades que os seres humanos devem fazer a partir do seu sexo. Aos homens são destinadas aquelas consideradas produtivas, ou seja, que servem para ganhar

Leia mais

PUBLICAÇÕES: TECNOMETAL n.º 149 (Novembro/Dezembro de 2003) KÉRAMICA n.º 264 (Janeiro/Fevereiro de 2004)

PUBLICAÇÕES: TECNOMETAL n.º 149 (Novembro/Dezembro de 2003) KÉRAMICA n.º 264 (Janeiro/Fevereiro de 2004) TÍTULO: Atmosferas explosivas risco de explosão AUTORIA: Paula Mendes PUBLICAÇÕES: TECNOMETAL n.º 149 (Novembro/Dezembro de 2003) KÉRAMICA n.º 264 (Janeiro/Fevereiro de 2004) INTRODUÇÃO A protecção contra

Leia mais

ESCOLA SEMIPROFISSIONALIZANTE GRALHA AZUL DE SÃO JOÃO- PARANÁ O MEU JEITO DE MUDAR O MUNDO

ESCOLA SEMIPROFISSIONALIZANTE GRALHA AZUL DE SÃO JOÃO- PARANÁ O MEU JEITO DE MUDAR O MUNDO ESCOLA SEMIPROFISSIONALIZANTE GRALHA AZUL DE SÃO JOÃO- Vemos que o mundo está sofrendo e as pessoas e nós poluímos o Planeta Terra e nós temos que ajudar e não poluir os rios os lagos as ruas e as encostas

Leia mais

As fotos a seguir são tristemente verdadeiras...

As fotos a seguir são tristemente verdadeiras... As fotos a seguir são tristemente verdadeiras... Quem é responsável por enfrentar esta situação? Prefeitura? Entidades de defesa do ambiente?? Governo? Meios de comunicação? Cientistas? Organizações

Leia mais

Regras Básicas de Segurança Em Laboratórios de Química

Regras Básicas de Segurança Em Laboratórios de Química Regras Básicas de Segurança Em Laboratórios de Química O que deve ser sempre lembrado é que: A segurança depende de cada um. É importante que o pessoal se habitue a trabalhar com segurança fazendo com

Leia mais

ARMAZENAGEM DE PRODUTOS QUÍMICOS

ARMAZENAGEM DE PRODUTOS QUÍMICOS ARMAZENAGEM DE PRODUTOS QUÍMICOS 2011 Índice 1. Sinalização... 3 2. Organização do Armazém... 3 3. Estabelecer um esquema de armazenamento para:... 4 4. Manter em local visível... 6 5. Deveres do Responsável

Leia mais

João e o pé de feijão ESCOLOVAR

João e o pé de feijão ESCOLOVAR João e o pé de feijão ESCOLOVAR Era uma vez um rapaz chamado João que vivia com a sua mãe numa casa muito modesta. A mãe era desempregada e só tinha uma pequena horta onde cultivava todo o tipo de legumes.

Leia mais

O QUE SE SABE SOBRE A MIOPATIA?

O QUE SE SABE SOBRE A MIOPATIA? 1 TODO O MUNDO É DIFERENTE, NINGUÉM É PERFEITO Toda a gente é diferente; ninguém é perfeito. Se olhares á tua volta, verás crianças que têm problemas nos olhos e que usam óculos; outras, que ouvem mal;

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Montelucaste Generis 10 mg Comprimidos Montelucaste de sódio Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento -Conserve este folheto. Pode

Leia mais

Ficha de Segurança. 1. Identificação da preparação e da companhia

Ficha de Segurança. 1. Identificação da preparação e da companhia 1. Identificação da preparação e da companhia Nome do Produto/Preparação Código do produto Uso específico Ver Ficha Técnica do Produto. Métodos de aplicação Ver Ficha Técnica do Produto. Nome da Empresa

Leia mais

O líder convida um membro para ler em voz alta o objetivo da sessão:

O líder convida um membro para ler em voz alta o objetivo da sessão: SESSÃO 3 'Eis a tua mãe' Ambiente Em uma mesa pequena, coloque uma Bíblia, abriu para a passagem do Evangelho leia nesta sessão. Também coloca na mesa uma pequena estátua ou uma imagem de Maria e uma vela

Leia mais

FICHA DE DADOS DE SEGURANÇA

FICHA DE DADOS DE SEGURANÇA FICHA DE DADOS DE SEGURANÇA (REGULAMENTO (CE) n 1907/2006 - REACH) Data : 11/05/2015 Página 1/6 FICHA DE DADOS DE SEGURANÇA (Regulamento REACH (CE) nº 1907/2006 - nº 453/2010) SECÇÃO 1: IDENTIFICAÇÃO DA

Leia mais

By Dr. Silvia Hartmann

By Dr. Silvia Hartmann The Emo trance Primer Portuguese By Dr. Silvia Hartmann Dra. Silvia Hartmann escreve: À medida em que nós estamos realizando novas e excitantes pesquisas; estudando aplicações especializadas e partindo

Leia mais

Escola Secundária/3 Morgado Mateus

Escola Secundária/3 Morgado Mateus Escola Secundária/3 Morgado Mateus Disciplina de Geografia A Poluição nas grandes cidades Diogo nº 9 9ºA Filipe nº 13 9ºA Francisco nº 14 9ºA Professora: Maria Otília Duarte Ano lectivo de 2007/2008 Introdução

Leia mais

Produçaõ de peixes. Adaptado de: "Better Farming Series 27 - FreshWater Fish Farming: How to Begin" (FAO, 1979)

Produçaõ de peixes. Adaptado de: Better Farming Series 27 - FreshWater Fish Farming: How to Begin (FAO, 1979) Produçaõ de peixes Adaptado de: "Better Farming Series 27 - FreshWater Fish Farming: How to Begin" (FAO, 1979) Onde pôr seu tanque de peixes 1. Você tem que escolher um lugar bom para sua tanque. 2. Lembra

Leia mais

Ficha de Segurança. 1. Identificação da preparação e da companhia

Ficha de Segurança. 1. Identificação da preparação e da companhia 1. Identificação da preparação e da companhia Nome do Produto/Preparação Código do produto Uso específico Ver a Ficha Técnica do Produto Só para uso profissional Métodos de aplicação Ver a Ficha Técnica

Leia mais

detecção do cancro do cólon

detecção do cancro do cólon Um guia sobre a detecção do cancro do cólon Por que motivo devo fazer o exame de rastreio?...because...porque I have todos a eles lot dependem of cooking to do. de mim....because...porque I have as minhas

Leia mais

Filosofia da Ação. Disciplina filosófica na qual se reflete sobre a ação humana. Tem como objetivo a análise e compreensão do agir humano.

Filosofia da Ação. Disciplina filosófica na qual se reflete sobre a ação humana. Tem como objetivo a análise e compreensão do agir humano. Filosofia da Ação Disciplina filosófica na qual se reflete sobre a ação humana. Tem como objetivo a análise e compreensão do agir humano. Exemplos de problemas tratados: O que são ações? É o livre-arbítrio

Leia mais

Apostila de Fundamentos. Arrependimento. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados...

Apostila de Fundamentos. Arrependimento. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados... Apostila de Fundamentos Arrependimento Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados... (Atos 3:19) A r r e p e n d i m e n t o P á g i n a 2 Arrependimento É muito importante

Leia mais

climáticas? Como a África pode adaptar-se às mudanças GREEN WORLD RECYCLING - SÉRIE DE INFO GAIA - No. 1

climáticas? Como a África pode adaptar-se às mudanças GREEN WORLD RECYCLING - SÉRIE DE INFO GAIA - No. 1 Como a África pode adaptar-se às mudanças climáticas? Os Clubes de Agricultores de HPP alcançam dezenas de milhares ensinando sobre práticas agrícolas sustentáveis e rentáveis e de como se adaptar a uma

Leia mais

Campanha de prevenção do cancro da pele

Campanha de prevenção do cancro da pele Campanha de prevenção do cancro da pele Use o protetor solar adequado. Proteja-se com chapéu e óculos de sol. Evite a exposição solar entre as 11:00 e as 17:00. www.cm-loures.pt facebook.com/municipiodeloures

Leia mais

GESTOS QUE SALVAM Departamento de Formação em Emergência Médica janeiro de 2014

GESTOS QUE SALVAM Departamento de Formação em Emergência Médica janeiro de 2014 GESTOS QUE SALVAM Departamento de Formação em Emergência Médica janeiro de 2014 Gestos que Salvam O que fazer? EM CASO DE EMERGÊNCIA O QUE FAZER Número Europeu de Emergência LIGAR PARA O NÚMERO EUROPEU

Leia mais

OS 10 MAIORES DESASTRES AMBIENTAIS

OS 10 MAIORES DESASTRES AMBIENTAIS OS 10 MAIORES DESASTRES AMBIENTAIS 10 Three Mile Island Conhecido como Pesadelo Nuclear o desastre ocorreu em 9 de abril de 1979. O reator da usina nuclear Three Mile Island na Pensilvânia passou por uma

Leia mais

AULA 2 A CONTABILIDADE E O MEIO AMBIENTE. Professor: ALAN Coordenador: Prof. LAÉRCIO

AULA 2 A CONTABILIDADE E O MEIO AMBIENTE. Professor: ALAN Coordenador: Prof. LAÉRCIO Professor: ALAN Coordenador: Prof. LAÉRCIO 1 2 1. Conceituar a Contabilidade Ambiental; 2. Definir Meio Ambiente 3. Citar as finalidades da Contabilidade Ambiental; 4. Conhecer a evolução histórica; 3

Leia mais

Nós, da GWA, estamos contentes por esta cartilha ter chegado às suas mãos. Por meio dela, conversaremos com você sobre assuntos muito importantes e

Nós, da GWA, estamos contentes por esta cartilha ter chegado às suas mãos. Por meio dela, conversaremos com você sobre assuntos muito importantes e ,, 2, Nós, da GWA, estamos contentes por esta cartilha ter chegado às suas mãos. Por meio dela, conversaremos com você sobre assuntos muito importantes e muito atuais. Em primeiro lugar, gostaríamos de

Leia mais

Actualizado em 21-09-2009* Doença pelo novo vírus da gripe pandémica (H1N1) 2009 Mulheres grávidas ou a amamentar

Actualizado em 21-09-2009* Doença pelo novo vírus da gripe pandémica (H1N1) 2009 Mulheres grávidas ou a amamentar Doença pelo novo vírus da gripe pandémica (H1N1) 2009 Mulheres grávidas ou a amamentar Destaques A análise dos casos ocorridos, a nível global, confirma que as grávidas constituem um grupo de risco, pelo

Leia mais

mundo. A gente não é contra branco. Somos aliados, queremos um mundo melhor para todo mundo. A gente está sentindo muito aqui.

mundo. A gente não é contra branco. Somos aliados, queremos um mundo melhor para todo mundo. A gente está sentindo muito aqui. Em 22 de maio de 2014 eu, Rebeca Campos Ferreira, Perita em Antropologia do Ministério Público Federal, estive na Penitenciária de Médio Porte Pandinha, em Porto Velho RO, com os indígenas Gilson Tenharim,

Leia mais

DEFESA DEFESA CIVIL CIVIL

DEFESA DEFESA CIVIL CIVIL DEFESA CIVIL Dicas de Segurança Governo do Estado do Rio Grande do Sul Gabinete de Governo - Casa Militar Prefeitura Municipal de Balneário Pinhal Coordenadoria Estadual de Defesa Civil Coordenadoria Municipal

Leia mais

Preparando meu filho para a liberdade

Preparando meu filho para a liberdade Preparando meu filho para a liberdade Marcos Rezende Fonte: www.insistimento.com.br Você parou para observar o que está passando na televisão quando o seu filho a está assistindo? Ou já parou para refletir

Leia mais

EXTRUTOP FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ 017 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA

EXTRUTOP FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ 017 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA FISPQ 017 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Extrutop Código interno: AGM215 e AGM216 Empresa: Indutil Indústria de Tintas Ltda. e-mail: indutil@indutil.com.br

Leia mais

Agir contra a Gripe A

Agir contra a Gripe A Agir contra a Gripe A O papel dos estabelecimentos de educação e ensino Maria Neto Responsável pela área funcional da Promoção e Protecção da Saúde Responsável pelo Programa Nacional de Saúde Escolar na

Leia mais

6. O que indica este sinal? a) um perigo possível b) uma via de evacuação c) material de combate ao fogo d) direcção das casas de banho

6. O que indica este sinal? a) um perigo possível b) uma via de evacuação c) material de combate ao fogo d) direcção das casas de banho 1. Uma autorização de trabalho é um documento: a) que tem de promover a concertação entre todos os que tenham a ver com o trabalho. b) em que vêm estipuladas as condições relativas à maneira de trabalhar

Leia mais

2ª SEMANA NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA MARÇO

2ª SEMANA NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA MARÇO Design & Saúde Financeira para maiores de 50 anos Vera Damazio Laboratório Design Memória Emoção :) labmemo (: O que Design tem a ver com Saúde Financeira para maiores de 50 anos? E o que faz um Laboratório

Leia mais

R I T A FERRO RODRIGUES

R I T A FERRO RODRIGUES E N T R E V I S T A A R I T A FERRO RODRIGUES O talento e a vontade de surpreender em cada projecto deixou-me confiante no meu sexto sentido, que viu nela uma das pivôs mais simpáticas da SIC NOTÍCIAS.

Leia mais

INFORMAÇÃO IMPORTANTE SOBRE A GRIPE SUÍNA

INFORMAÇÃO IMPORTANTE SOBRE A GRIPE SUÍNA INFORMAÇÃO IMPORTANTE SOBRE A GRIPE SUÍNA Este folheto contém informação importante para o ajudar a si e à sua família Guarde-o Bem Contactos Úteis Para se manter informado acerca da gripe suína telefone

Leia mais

Informação e Recomendações para Escolas. Segundo a Direcção-Geral de Saúde Ano lectivo 2009/2010

Informação e Recomendações para Escolas. Segundo a Direcção-Geral de Saúde Ano lectivo 2009/2010 Informação e Recomendações para Escolas Segundo a Direcção-Geral de Saúde Ano lectivo 2009/2010 O vírus da Gripe A(H1N1) é um novo subtipo de vírus que afecta os seres humanos. Este novo subtipo, contém

Leia mais

O Menino dos Pães. João 6:9. Natanael Pedro Castoldi

O Menino dos Pães. João 6:9. Natanael Pedro Castoldi O Menino dos Pães João 6:9 Natanael Pedro Castoldi Contexto: - Imperador Tibério (14-37 d.c.) e Pôncio Pilatos. - Pobreza e doença na Galileia. Pagamento de impostos. - Presença e abuso das legiões romanas.

Leia mais

ANEXO I: QUESTIONÁRIO DO INQUÉRITO

ANEXO I: QUESTIONÁRIO DO INQUÉRITO ANEXO I: QUESTIONÁRIO DO INQUÉRITO 1. Inquérito 1.1 Número de Questionário 1.2 Nome do entrevistador 1.3 Data da entrevista dd/mm/yyyy 1.4 Local da entrevisa 1.5 Lugar da entrevista 1 = lugar público 2

Leia mais