Sistemas de Detecção e Alarme Central de Alarme Multi-Loop

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistemas de Detecção e Alarme Central de Alarme Multi-Loop"

Transcrição

1 Sistemas de Detecção e Alarme Central de Alarme Multi-Loop Características Gerais Painel Inteligente de Detecção, Alarme e Supressão Lógica de Inteligência Distribuída Interligação de até 255 Dispositivos Inteligentes em um Único Sistema Informações Analógicas de Detectores de Fumaça e Calor SmartOne Display Alfanumérico de 80 Caracteres Registro Histórico para Armazenamento de Mais de 1000 Eventos Totalmente Programável em Campo Programa para Configuração do sistema Baseado em Windows Módulos de Saída Opcionais Sonoros / Visuais, Disparo de Agente Supressor, Relés de Controle Software Protegido Por Senhas Função Walk Test Recurso FailSoft Verificação de Alarme Aprovado pela FM e Listado UL

2 Descrição Geral O FN-2000 é um sistema microprocessado de detecção, alarme e supressão de incêndios, projetado para utilizar a exclusiva linha de detectores inteligentes e dispositivos de campo série SmartOne. O sistema FN-2000 opera dentro de uma arquitetura exclusiva de " Inteligência Distribuída " que, como o nome sugere, descentraliza a capacidade de processamento por todos os componentes do sistema. Esta arquitetura " inteligente " - onde cada elemento possui microprocessador, memória e software - oferece grandes melhorias em precisão e confiabilidade quando comparada a outras arquiteturas de sistemas de alarme de incêndio. O FN-2000 trabalha com o protocolo BIP - Broadcast Indexing Protocol, para comunicação com os dispositivos do loop. Por se tratar de um protocolo de comunicação digital, o sistema garante uma alta imunidade a interferências eletro-magnéticas ( EMI ) e de rádio-frequência ( RFI ). Graças a esta característica, até 255 dispositivos inteligentes de campo SmartOne podem ser conectados a um único loop, interligados fisicamente ao painel através de um par de fios. O loop possui um controlador, o módulo RX / TX, responsável pela comunicação entre o painel de controle e os dispositivos de campo. O protocolo BIP é tão robusto e imune a ruídos que, na maioria das aplicações envolvendo atualização de sistemas já existentes e implantados, a fiação original pode ser reutilizada, o que reduz os custos de instalação. No FN-2000 todos os dispositivos de entrada / saída endereçáveis podem estar, simultaneamente, em alarme e em operação. Isto significa que um evento de incêndio, mesmo envolvendo um grande número de detectores, pode ser visualizado e registrado pelo sistema. Um recurso redundante, FailSoft, permite que os dispositivos de campo reportem um alarme, mesmo na ocorrência de falha em um dos microprocessadores do sistema. Em condição de alarme, o dispositivo detecta a perda de comunicação e / ou falha no sistema principal revertendo para o modo de operação FailSoft. A partir deste momento, os dispositivos inteligentes SmartOne alteram a forma de sinalização do tipo endereçável para o tipo zona. Um conjunto de circuitos redundantes no painel, independente da operação do microprocessador, reportará um alarme de zona para cada loop de comunicação. Desta forma, a capacidade de emissão de alarmes é mantida, sem exigências dispendiosas de redundância no sistema. O FN-2000 é totalmente programável em campo. O FCS - FN-2000 Configuration Software é um programa baseado em Windows que permite ao instalador transmitir / receber configurações, fazer interface com menus e testar o sistema, a partir de um computador laptop ou equivalente.

3 Os dispositivos de entrada / saída são programados em campo utilizando a lógica EOC - Event Output Control, uma linguagem de programação simples. Com esta linguagem, qualquer evento de entrada independente ou combinação de eventos de entrada, podem ser relacionados a uma ou a diversas saídas. Um detector de fumaça específico, por exemplo, pode ser programado para operar um relé ou ativar sinalizadores sonoros em uma área específica. Grupos de detectores ou outros dispositivos podem também ser ligados a uma saída específica. Um outro recurso disponível no software do FN-2000 permite que o instalador utilize o programa RTC - Real Time Control, para operar relés de controle ou ajustar a sensibilidade dos detectores, com base na hora do dia e no dia da semana, permitindo ainda uma programação especial para horários noturnos, finais de semana ou feriados. Um circuito de memória não-volátil disponibiliza um relatório de eventos por data e hora. Este registro histórico é mantido, mesmo em cada caso de perda da tensão de alimentação externa CA e do conjunto de baterias. Mesmo o sistema estando danificado e inoperante, o circuito que contém o registro histórico de eventos pode ser removido e examinado em outro sistema, contanto que ele ainda esteja intacto. A partir de menus do sistema, o operador pode verificar e / ou imprimir mais de mil dos mais recentes eventos, independentemente de sua ordem cronológica ou da localização no arquivo, a fim de reconstituir os eventos que levaram a um incêndio ou a um alarme falso. Os detectores de fumaça SmartOne possuem um recurso exclusivo, conhecido como Compensação de Desvio ( DRIFT ). Como os detectores tendem a " desviar " a sua sensibilidade para níveis mais elevados, devido ao acúmulo de sujeira na câmara de detecção, eles podem, eventualmente, acionar um alarme falso. Por isso, preventivamente, o responsável pelo sistema deve providenciar, regularmente, a limpeza dos detectores - um procedimento dispendioso e que consome tempo. O sistema FN-2000, virtualmente elimina este problema com os seus Detectores Inteligentes série SmartOne. Cada detector analisa e ajusta continuamente a sua sensibilidade, utilizando um algoritmo matemático préarmazenado em sua memória. Ele pode distinguir entre o que é acúmulo de sujeira e a condição real de um incêndio. Portanto, o nível Painel SL de sensibilidade do detector de fumaça SmartOne permanece constante por um longo tempo. Quando o acúmulo de sujeira na câmara de detecção atinge um nível em que o detector não pode mais compensar, um sinal é enviado ao painel, informando da necessidade de manutenção. Com isso, cada detector passa por manutenção apenas quando realmente precisa, reduzindo-se assim os custos operacionais decorrentes de manutenções mais freqüentes.

4 Descrição dos Módulos do Sistema O sistema FN-2000 é constituído de vários subconjuntos principais : o Módulo Central de Controle, o Cartão de Laço Receptor / Transmissor ( RX / TX ), o Cartão Fonte de Alimentação e o Gabinete. Além destes módulos básicos, outros podem ser acoplados : Módulos de Saída ( sinalização sonora, disparo de agente supressor e saída a relés ) e Placas Mãe de entrada / saída ( I / O ) para conectar um maior número de módulos. A adição desses módulos aumenta a funcionalidade,flexibilidade e capacidade do sistema. O Cartão de Laço Receptor / Transmissor ( RX / TX ) funciona como um controlador do loop. É a interface entre os dispositivos de campo e o Módulo Central de Controle ( CCM ). Ele recebe as informações de alteração de status dos dispositivos de campo e reporta essas alterações ao CCM. Cada RX / TX é capaz de estabelecer comunicação com até 255 dispositivos SmartOne. O meio físico utilizado para ligar o módulo RX / TX aos dispositivos de campo é um par de fios, não havendo necessidade de qualquer cabo especial. O cartão de laço RX / TX aceita ligações " estilos 4, 6 e 7 " da NFPA. Ligações " estilo 4 " permitem ilimitadas derivações em " T ", considerando uma distância máxima de 3000 m entre os módulos e os dispositivos de campo; as " estilo 6 " exigem um laço de retorno para cada lado da fiação do laço; as " estilo 7 " requerem a utilização de isoladores de laço. Estes isoladores estão disponíveis em três versões diferentes : montagem conjugada independente; montagem na base do detector 6SB e montagem no cartão RX /TX, para permitirem uma maior flexibilidade na instalação. O Módulo Central de Controle ( CCM ) é o coração do sistema e contém a Unidade Principal e Central de Processamento, a Memória Não-Volátil Programável, um Relógio em Tempo Real, Temporizador Watchdog, Portas Seriais RS-232C e um Circuito de Controle e Display. O CCM recebe dados do cartão RX / TX, processa-os com base em instruções pré-programadas e transmite as informações ao display frontal do painel e comandos para os dispositivos de campo através dos módulos de I / O. O display alfanumérico de 80 caracteres indica o status dos dispositivos de campo e dos demais componentes do sistema. Para uma fácil utilização, existem algumas teclas específicas no frontal : teclas para o reconhecimento e silenciamento de alarmes ( ACKLDGE e SILENCE ), para a visualização de alarmes distintos e outros problemas no sistema ( SCROLL ), tecla para sonorizar todas as saídas de alarme programadas ( DRILL ) e para reinicializar o sistema ( RESET ). Duas Portas Seriais RS-232C estão disponíveis para a monitoração e indicação de informações remotamente. O acesso e controle do sistema podem ser feitos utilizando-se um computador e um software específico, o PCS. Um recurso de proteção multi-nível de senha protege o sistema contra o acesso não autorizado. Cartão Fonte de Alimentação - é projetado para distribuir alimentação de 24 Vcc aos módulos do sistema FN Um módulo básico fornece 4 24 Vcc; sua capacidade pode ser expandida para 8 24 Vcc, com a adição de um módulo auxiliar. O FN-2000 pode suportar até 8 módulos de fonte de alimentação, totalizando Vcc. O CCM é informado sobre o status do Cartão Fonte de Alimentação, através do barramento de I / O.

5 A alimentação de entrada CA é monitorada por um circuito que a transfere para um conjunto de baterias, quando a mesma é perdida, a fim de manter o sistema operante. A autonomia de alimentação de 24, 60 ou 90 horas é fornecida por um conjunto de baterias seladas de chumbo ácido, que podem ser alojadas no gabinete principal ou em um gabinete de bateria opcional. No Cartão de Fonte de Alimentação existe um circuito carregador, que mantém essas baterias sempre carregadas. Ele supervisiona a conexão do conjunto de baterias e em caso de desconexão, o sistema emitirá um sinal de falha. O Cartão Fonte de Alimentação possui ainda duas saídas auxiliares de 24 Vcc. Elas podem ser programadas para uma operação restaurável ou não-restaurável. Um contato de relé " tipo C " é fornecido para indicar, remotamente, falha de alimentação do sistema. Placa Mãe de I / O - é uma placa que pode aceitar até 8 módulos de I / O. Ela é utilizada quando os módulos de saída são instalados. Ela distribui a alimentação de 24 Vcc e o barramento de comunicação aos módulos de I / O. Os Módulos de Saída são projetados para controlar dispositivos auxiliares a partir do Painel Central de Controle. Eles são conectados à Placa Mãe de I / O no gabinete. Até 16 módulos de saída podem ser instalados em um sistema. Há diferentes tipos de módulos: Cartão de Saída de Sinal Sonoro - oferece 4 ou 2 saídas de sinal de polaridade reversa estilos " Y " ou " Z ", respectivamente, Esses circuitos são supervisionados para a verificação de condições de circuito aberto ou de curto. Cada saída possui tensão limitada, sem necessidade de utilização de fusíveis. Cada circuito de sinal pode ser programado para operar em um dos seguintes modos: contínuo, 60 BPM (Batidas Por Minuto), 120 BPM ou ANSI-CODE 3. Cartão de Disparo de Agente - é projetado para acionar vários tipos de sistemas de supressão, incluindo FM-200, FE-13, CO2, Pó Químico, sistemas de sprinkler, de dilúvio e de pré-ação. O cartão apresenta um circuito de disparo supervisionado, programável independentemente, para operar solenóides do sistema de supressão e três circuitos de saída de sinal, também individualmente programáveis. Cada circuito de saída de sinal é capaz de fornecer 2 24 Vcc. Módulo Endereçável de Saída - é projetado para oferecer ao sistema quatro relés com um contato reversível " tipo C ", cada um individualmente programável. Os contatos dos relés são de 2 24 Vcc ou 120 Vca. O relé é utilizado para controlar funções específicas, tais como interrupção do sistema de ar condicionado e / ou de energia elétrica durante condições de incêndio. O Gabinete do Painel Central de Controle é NEMA 1, projetado para ser montado sobre uma superfície ou, opcionalmente, semi-embutido. Ele acomoda todos os módulos do sistema, além de um conjunto de baterias para uma autonomia de 24 horas. Existe a possibilidade de expansão do sistema, adicionando-se Módulos de I / O e de Fonte de Alimentação, dependendo do número de dispositivos ligados ao sistema. Um gabinete opcional, de expansão, permite a instalação desses módulos, aumentando a capacidade de módulos de I / O para 16 e a capacidade de alimentação do sistema para até Vcc. Existe ainda um terceiro tipo de gabinete, para baterias, caso o espaço destinado a elas no painel central seja utilizado para inserção de um módulo de fonte de alimentação auxiliar.

6 Painel FN (com a porta removida) 1 Módulo Central de Controle 2 Módulo Fonte de Alimentação 3 Módulo RX/TX 4 Espaço para Bateria (acomoda até duas baterias de 33 Ah) Dispositivos Inteligentes Distribuídos FN-2000 é um sistema inteligente de detecção, alarme e supressão de incêndio, cuja inteligência é distribuída pelos dispositivos de campo que possuem capacidade de tomar decisões e de armazenar informações. A supervisão interna, verificação de alarme, status e teste de alarmes são realizados dentro dos próprios dispositivos. Os dispositivos de campo podem transmitir vários dados analógicos em um formato digital, tais como o nível percentual de obscurecimento de fumaça, a temperatura, o nível de tensão de alimentação dos dispositivos internos e o nível de tensão do canal de comunicação. Existem seis tipos de dispositivos de campo inteligentes: detectores Fotoelétrico, Por Ionização e Térmico; Entrada de Contato Endereçável; Saída a Relé Endereçável e Saída de Sinal Endereçável..

7 Linguagem de Programação O Sistema FN-2000 incorpora uma linguagem de programação que é exclusiva, fácil de ser entendida e de ser utilizada. As linguagens EOC e RTC são muito versáteis e podem facilmente acomodar qualquer lógica de alarme de incêndio. As configurações podem ser geradas e modificadas no programa PCS, e enviadas ao Painel Central de Controle FN A programação é protegida por senhas. O software é acessado por uma árvore de menus de fácil acompanhamento, que direciona o programador ou operador. O Menu Principal do FN-2000 possui quatro categorias: 1 : ISOLATE 2 : LIST 3 : SET 4 : TEST Para acessar uma dessas categorias, o operador simplesmente seleciona 1, 2, 3 ou 4 e pressiona RETURN, utilizando o teclado. A categoria acessada é então melhor definida, direcionando o operador através do software, de funções gerais à específicas. O recurso de proteção de senha limita o acesso apenas ao pessoal autorizado. A categoria ISOLATE permite ao operador isolar dispositivos de campo e módulos de saída. O isolamento de qualquer dispositivo coloca imediatamente o display do sistema em condição de defeito, iniciando um alarme sonoro e uma impressão com a hora, a data e o dispositivo isolado. Este recurso é utilizado durante um teste do sistema. A categoria LIST permite que o operador relacione vários parâmetros do sistema em tempo real e sob condições normais de trabalho. As listagens são exibidas e impressas com hora e data. A categoria SET permite ao operador programar vários parâmetros do sistema. A categoria TEST permite ao operador testar vários componentes do sistema. As opções de teste são : Teste de Alarme de Detectores, Teste de Baterias, Walk Test e Teste de Simulação de Alarme. O recurso de Teste de Alarme de Detectores faz com que, dado o comando, um detector seja testado e os resultados sejam exibidos no Painel Central de Controle. Ele simula presença de fumaça na câmara sensora do detector e verifica se uma resposta é recebida do dispositivo. A função de Teste de Baterias testa a tensão nos terminais do conjunto de baterias do sistema, sob uma carga real, para verificar a sua capacidade. A função Walk Test permite que uma pessoa da manutenção selecione os detectores a serem testados e então, através de comandos no próprio Painel Central FN-2000, passeie virtualmente pelas instalações, ativando cada um deles e recebendo respostas de verificação dos testes. A utilização deste recurso reduz os custos de manutenção, permitindo que uma única pessoa teste todo o sistema.

8 O Teste de Simulação de Alarme permite que o instalador simule a ativação de uma entrada e verifique a ocorrência da saída programada. Esta função é especificamente projetada para utilização durante o comissionamento, permitindo que uma única pessoa execute todos os testes de start-up do sistema. Dimensões do Painel: 470 x 720 x 140 mm. Referência para Pedidos Central de Alarme FN-2000 Multi-Loop

Manual de instalação e operação

Manual de instalação e operação Manual de instalação e operação Central de alarme de incêndio endereçável INC 2000 Central de alarme de incêndio INC 2000 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Engesul.

Leia mais

SOLUTION. Painel Convencional de Alarme de Incêndio. SOLUTION - Sistema de Detecção e Alarme de Incêndio. Revisão 1.1 Maio de 2006

SOLUTION. Painel Convencional de Alarme de Incêndio. SOLUTION - Sistema de Detecção e Alarme de Incêndio. Revisão 1.1 Maio de 2006 SOLUTION Painel Convencional de Alarme de Incêndio TABELA DE CONTEÚDO Capitulo 1: Descrição do Produto... 2 1.1: Características...2 1.2: Especificações...2 Capitulo 2: Lógica de Detecção e Alarme de Incêndios...

Leia mais

CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101. Versão 1.03, Agosto 2006 ERP:30303964

CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101. Versão 1.03, Agosto 2006 ERP:30303964 1 CENTRALNGSG101.DOC CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101 Manual de Instalação e de Operação INDICE 1. Generalidades 2. Especificações técnicas 3. Estrutura e configuração 3.1 Aspecto exterior

Leia mais

CLIMATIZAÇÃO. Relação de Entradas e Saídas

CLIMATIZAÇÃO. Relação de Entradas e Saídas CLIMATIZAÇÃO O exemplo apresentado aqui controla um sistema que envolve bombas, torres, chillers e fan-coils para climatização ambiente para conforto térmico. Pode-se montar controles para sistemas dos

Leia mais

CURSO OPERACIONAL TOPOLOGIA SISTEMA SIGMA 485-E

CURSO OPERACIONAL TOPOLOGIA SISTEMA SIGMA 485-E SIGMA Sistema Integrado de Combate a Incêndio CURSO OPERACIONAL TOPOLOGIA SISTEMA SIGMA 485-E CABO BLINDADO (SHIELD) 4 VIAS 2X2,50 MM + 2X0,75 MM IHM Possibilidade de até 95 loops. LOOP LOOP LOOP CABO

Leia mais

Sistema de Monitoramento e Supervisão de Vibração HYMV05

Sistema de Monitoramento e Supervisão de Vibração HYMV05 Sistema de Monitoramento e Supervisão de Vibração Revisão 1 Mai2005 O é um sistema inteligente de Monitoramento, Aquisição de Dados e Supervisão Local para utilização com os softwares da linha Dynamic.

Leia mais

CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO MULTIPLEX Série AIM48 (Final)

CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO MULTIPLEX Série AIM48 (Final) 1 - INTRODUÇÃO: CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO MULTIPLEX Série AIM48 (Final) Trata-se de uma sistema de alarme de incêndio para utilização onde há somente acionadores manuais e sirenes convencionais, não

Leia mais

MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL E DO SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO

MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL E DO SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL E DO SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO A EQUIPEL assegura ao proprietário deste aparelho garantia de 01 ano contra qualquer defeito de peça ou de fabricação desde que,

Leia mais

ANEXO I PROJETO EXECUTIVO. Ref: Intimação CONTRU processo nº 2004.0165.823-2 www.prefeitura.sp.gov.br/processos

ANEXO I PROJETO EXECUTIVO. Ref: Intimação CONTRU processo nº 2004.0165.823-2 www.prefeitura.sp.gov.br/processos ANEXO I PROJETO EXECUTIVO Ref: Intimação CONTRU processo nº 2004.0165.823-2 www.prefeitura.sp.gov.br/processos Ass: Escopo para Contratação de Empresa Qualificada. Tipo da contratação: Obra de Engenharia.

Leia mais

Sistemas de Detecção e Alarme Detector de Fumaça de Alta Sensibilidade (HSSD)

Sistemas de Detecção e Alarme Detector de Fumaça de Alta Sensibilidade (HSSD) Sistemas de Detecção e Alarme Detector de Fumaça de Alta Sensibilidade (HSSD) Detector AnaLASER II com Display Opcional Detector AnaLASER II Características Detector de Fumaça por Amostragem de Ar para

Leia mais

Manual do usuário. Central de alarme de incêndio Slim

Manual do usuário. Central de alarme de incêndio Slim Manual do usuário Central de alarme de incêndio Slim Central de alarme de incêndio Slim Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Engesul. Este manual é válido apenas para

Leia mais

CZM-1 P5006. Módulo de Remoto de Laço Convencional ESPECIFICAÇÕES DE ARQUITETURA E ENGENHARIA NÚMERO DE CATÁL

CZM-1 P5006. Módulo de Remoto de Laço Convencional ESPECIFICAÇÕES DE ARQUITETURA E ENGENHARIA NÚMERO DE CATÁL CZM-1 Módulo de Remoto de Laço Convencional ESPECIFICAÇÕES DE ARQUITETURA E ENGENHARIA Permite Zoneamento Convencional Distribuído Um Circuito Convencional de Dispositivos de Inicialização Conecta aos

Leia mais

Painel de Controle Linha DXc

Painel de Controle Linha DXc Painel de Controle Linha DXc Sistema Endereçável Analógico DX Connexion- 2 ou 4 Laços O painel Morley-IASDX Connexionfoi concebido para ser usado na proteção de projetos da área de construção civil, associando

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES PARA ENGENHEIROS E ARQUITETOS

ESPECIFICAÇÕES PARA ENGENHEIROS E ARQUITETOS Cymphany ACU2 Controlador Inteligente de Rede Cerberus Division ESPECIFICAÇÕES PARA ENGENHEIROS E ARQUITETOS Oito Leitoras de Cartões, Duas Portas de Multiconexão Lógica RS-485 com Quatro Leitoras Cada

Leia mais

Sistema de Alarme de Incêndio Endereçável

Sistema de Alarme de Incêndio Endereçável Sistema de Alarme de Incêndio Endereçável Certificação EN54-2/4 Até 4 laços 250 endereços por laço 40 símbolos para identificar dispositivos 96 zonas- cada zona com 40 símbolos para identificar dispositivos

Leia mais

!"#$%"&'("%)*&+$%,#-.") /-.%"0%".+11'(")!23456*)

!#$%&'(%)*&+$%,#-.) /-.%0%.+11'()!23456*) !"#$%"&'("%)*&+$%,#-.") /-.%"0%".+11'(")!23456*) Apresentação Dados técnicos Interface Homem-Máquina Descrição Funcional Apêndices 1 Apresentação O Controlador CDL035E foi especialmente projetado para

Leia mais

Aplicações: Em sistemas de prevenção de incêndio. Dispositivo destinado a transmitir sinais sonoros e sinais visuais.

Aplicações: Em sistemas de prevenção de incêndio. Dispositivo destinado a transmitir sinais sonoros e sinais visuais. SIRENE Aplicações: Dispositivo destinado a transmitir sinais sonoros e sinais visuais. SIRENE AUDIOVISUAL modelo: SRL-01 SIRENE AUDIOVISUAL modelo:srp-01 / SRV-01 Acionadores: Acionado automáticamente

Leia mais

!"#$%"&'("%)*&+$%,#-.") /-.%"0%".+11'(")!23456)75)

!#$%&'(%)*&+$%,#-.) /-.%0%.+11'()!23456)75) !"#$%"&'("%)*&+$%,#-.") /-.%"0%".+11'(")!23456)75) Apresentação Dados técnicos Interface Homem-Máquina Descrição Funcional Apêndices 1 Apresentação O Controlador CDL035 S3 foi especialmente projetado para

Leia mais

2.5. Placas eletrônicas da central

2.5. Placas eletrônicas da central 2.5. Placas eletrônicas da central Placa eletrônica de laço Piezo Placa de laço Na placa eletrônica de laço podem ser ligados quatro laços de detecção, compostos por detectores de fumaça, detectores termovelocimétricos

Leia mais

MANUAL DO PRODUTO. Central de Alarme de Incêndio WALMONOF CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO CONVENCIONAL STANDARD MICROPROCESSADA MODELOS

MANUAL DO PRODUTO. Central de Alarme de Incêndio WALMONOF CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO CONVENCIONAL STANDARD MICROPROCESSADA MODELOS Central de Alarme de Incêndio WALMONOF CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO CONVENCIONAL STANDARD MICROPROCESSADA MODELOS CMALCD 16/24 B 1 ÍNDICE FICHA TÉCNICA 3 FUNÇÕES DA PLACA 4 INSTALAÇÃO DA CENTRAL 5 ESQUEMA

Leia mais

CONTROLADOR CONDAR MP3000.

CONTROLADOR CONDAR MP3000. CONTROLADOR CONDAR MP3000. O equipamento CONDAR MP3000 é um Controlador Eletrônico Microprocessado desenvolvido especificamente para automação de até três Condicionadores de Ar instalados em um mesmo ambiente

Leia mais

!"#$%"&'("%)*&+$%,#-.") /-.%"0%".+11'(")!234562)

!#$%&'(%)*&+$%,#-.) /-.%0%.+11'()!234562) !"#$%"&'("%)*&+$%,#-.") /-.%"0%".+11'(")!234562) Apresentação Dados técnicos Interface Homem-Máquina Descrição Funcional Apêndices 1 Apresentação O Controlador CDL035D foi especialmente projetado para

Leia mais

PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA DE CAÇADOR - SC MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA DE CAÇADOR - SC MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA DE CAÇADOR - SC MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PROJETO: SDAI Modelo: 3.000 m2 SETEMBRO 2011 SUMARIO 1. GENERALIDADES... 03 2. DOCUMENTOS APLICAVEIS... 05 3.

Leia mais

TECNOLOGIA EM SEGURANÇA SOLUÇÕES EM ELETRÔNICA

TECNOLOGIA EM SEGURANÇA SOLUÇÕES EM ELETRÔNICA TECNOLOGIA EM SEGURANÇA SOLUÇÕES EM ELETRÔNICA 3. CARACTERÍSTICAS 3.1 Central de alarme microprocessada com 4 setores expansível para 8 ou 12 setores; 3.2 Acompanha dois transmissores (mod. TSN); 3.3 Acionamento

Leia mais

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides 1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides CONTROLE DE FLUSHING AUTOMÁTICO LCF 12 Modo Periódico e Horário www.lubing.com.br (19) 3583-6929 DESCALVADO SP 1. Instalação O equipamento deve

Leia mais

DESCRIÇÃO DO FUNCIONAMENTO Basicamente o ANTRON II-s recebe sinais provenientes da atuação de contatos elétricos externos, associados a equipamentos

DESCRIÇÃO DO FUNCIONAMENTO Basicamente o ANTRON II-s recebe sinais provenientes da atuação de contatos elétricos externos, associados a equipamentos DESCRIÇÃO DO FUNCIONAMENTO Basicamente o ANTRON II-s recebe sinais provenientes da atuação de contatos elétricos externos, associados a equipamentos ou sistemas que se queiram supervisionar, via contatos

Leia mais

SISTEMAS PREDIAIS II. Segurança contra Incêndio - Detecção e Alarme

SISTEMAS PREDIAIS II. Segurança contra Incêndio - Detecção e Alarme PCC-2466 SISTEMAS PREDIAIS II Segurança contra Incêndio - Detecção e Alarme Sistema de Detecção e Alarme de Incêndio Definição da Norma NBR 9441/98 Sistema constituído pelo conjunto de elementos planejadamente

Leia mais

PRODUTOS SERIADOS. ME30 infobox

PRODUTOS SERIADOS. ME30 infobox PRODUTOS SERIADOS ME30 infobox SISTEMA DE PROCESSAMENTO DE SINAIS Adquirir, processar e visualizar de 8 a 40 alarmes ou indicadores de estado Funções de alarme configuráveis Anunciadores com possibilidade

Leia mais

FireFinder XLS. Respostas de infraestrutura. Ajuda os bombeiros a combaterem incêndios. Ajuda a proteger seu futuro.

FireFinder XLS. Respostas de infraestrutura. Ajuda os bombeiros a combaterem incêndios. Ajuda a proteger seu futuro. Fire Safety Division Siemens Building Technologies, Inc. 8 Fernwood Road Florham Park, New Jersey 07932 EUA 973-593-2600 FireFinder XLS Ajuda os bombeiros a combaterem incêndios. Ajuda a proteger seu futuro.

Leia mais

Building Technologies

Building Technologies Building Technologies Detecção de Incêndio Catálogo de Produtos BC80 Índice Página 1. Central de Detecção e Alarme de Incêndio Série BC8001... 4 BC8001/e Central de Detecção e Alarme de Incêndio BC8001

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES Indicador Microprocessado - IT-IND-2S-LC INFORMAÇÕES DO PRODUTO. Versão: 1.xx / Rev. 03

MANUAL DE INSTRUÇÕES Indicador Microprocessado - IT-IND-2S-LC INFORMAÇÕES DO PRODUTO. Versão: 1.xx / Rev. 03 1 Introdução: Os indicadores possuem uma entrada analógica configurável por software, que permite a conexão de diverstos tipos de sensores de temperatura e outras grandezas elétricas sem a necessidade

Leia mais

Detetores Analógicos

Detetores Analógicos Detetores Analógicos Certificado de qualidade Nº. 010 ISO 9001 Integridade do sistema confirmada Continuamente para operação segura Pré-alarme e verificação de níveis de alarme ajuda a reduzir falsos alarmes

Leia mais

- ohmega@ohmeganet.com.br 18 SETORES MOD. CID 1806. Centrais convencionais para alarme de incêndio, com 18 ou 30 setores supervisionados.

- ohmega@ohmeganet.com.br 18 SETORES MOD. CID 1806. Centrais convencionais para alarme de incêndio, com 18 ou 30 setores supervisionados. 18 SETORES MOD. CID 1806 30 SETORES MOD. CID 3006 Centrais convencionais para alarme de incêndio, com 18 ou 30 setores supervisionados. Instruções de Funcionamento: A central OHMEGA possui dois modos principais

Leia mais

Micro Controladores Programáveis

Micro Controladores Programáveis Micro Controladores Programáveis Transformando energia em soluções Os Micro Controladores Programáveis linha Clic WEG, caracterizam-se pelo seu tamanho compacto, fácil programação e excelente custo-benefício.

Leia mais

Manual de Operação REV 2.2 MMD1 Virtual Sistema Inteligente (VSI) VERSÃO 2.7 OPERAÇÃO

Manual de Operação REV 2.2 MMD1 Virtual Sistema Inteligente (VSI) VERSÃO 2.7 OPERAÇÃO Manual de Operação REV 2.2 MMD1 Virtual Sistema Inteligente (VSI) VERSÃO 2.7 OPERAÇÃO Parabéns! Você acaba de adquirir um produto de alta confiabilidade, projetado e construído dentro dos mais rígidos

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO

MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO DX Connexion Página 1 1 DEFINIÇÕES Esse documento tem por objetivo estabelecer as especificações técnicas, condições, padrões e critérios

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES 301.050 APUS CD-432. modelo: CD-432 CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO 482.50.001

MANUAL DE INSTRUÇÕES 301.050 APUS CD-432. modelo: CD-432 CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO 482.50.001 MANUAL DE INSTRUÇÕES CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO APUS CD-432 301.050 modelo: CD-432 REV. 01 Índice Apresentação 4 Descrição 5 Aplicação 5 Especificação Técnica 5 Painel Frontal 6 Dimensional 7 Dimensional

Leia mais

LINHA DOUBLE WAY MONOFÁSICA

LINHA DOUBLE WAY MONOFÁSICA 42BEspecificação Técnica LINHA DOUBLE WAY MONOFÁSICA 3 / 6 / 8 / 10 / 12 / 15 / 20 kva 38BEngetron Engenharia Eletrônica Ind. e Com. Ltda Atendimento ao consumidor: (31) 3359-5800 Web: Hwww.engetron.com.br

Leia mais

BLOCKGAS. Sistema de Monitoração e Alarme de vazamento de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás SB330.

BLOCKGAS. Sistema de Monitoração e Alarme de vazamento de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás. É composto por um circuito inteligente (microcontrolado) que recebe o sinal gerado por um sensor eletrônico de gás, processa sua calibração

Leia mais

DIRETORIA DE OPERAÇÃO - DO

DIRETORIA DE OPERAÇÃO - DO ANEXO II ESPECIFICAÇÕES PARA UCD / CONCENTRADOR DE DADOS A2. Unidade Controle Digital Remota / Concentrador de Dados 2.1. Introdução Esta seção tem a finalidade de especificar tecnicamente a Unidade de

Leia mais

Safira l-125. Manual do usuário

Safira l-125. Manual do usuário Safira l-125 Manual do usuário ÍNDICE Capitulo 1: Descrição do Produto... 3 1.1 Características... 4 1.2 Especificações... 5 1.3 Controles e Indicadores... 6 1.4 Componentes... 8 Capitulo 2: Instalação

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE PELOTAS S.A.F.- DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS E PATRIMÔNIO 1/5 ANEXO I

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE PELOTAS S.A.F.- DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS E PATRIMÔNIO 1/5 ANEXO I S.A.F.- DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS E PATRIMÔNIO 1/5 ANEXO I MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO CENTRAIS DE ALARMES O presente memorial tem por objetivo descrever as instalações do sistema de proteção

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Central de Detecção e Alarme Contra Incêndio V260 Imagem Central V260 36 Laços Manual de Instalação Leia atentamente o manual antes do manuseio do equipamento ÍNDICE 1 COMANDOS E SINALIZAÇÕES DA CENTRAL

Leia mais

FPA-1000 Painéis de Incêndio Endereçáveis Analógicos

FPA-1000 Painéis de Incêndio Endereçáveis Analógicos Sistemas de Alarmes de Incêndio FPA-000 Painéis de Incêndio Endereçáveis Analógicos FPA-000 Painéis de Incêndio Endereçáveis Analógicos www.bosch-sul.com.br u Suporte de até 508 pontos em dois loops endereçáveis

Leia mais

DIRETORIA DE OPERAÇÃO - DO

DIRETORIA DE OPERAÇÃO - DO ANEXO VI ESPECIFICAÇÃO DISPOSITIVOS ELETRÔNICOS INTELIGENTES A6. Dispositivos Eletrônicos Inteligentes IED s (Relés Microprocessados) A6.1 Introdução Esta especificação técnica tem como objetivo estabelecer

Leia mais

!"#$%"&'("%)*&+$%,#-.") /-.%"0%".+11'(")!23456) 7)

!#$%&'(%)*&+$%,#-.) /-.%0%.+11'()!23456) 7) !"#$%"&'("%)*&+$%,#-.") /-.%"0%".+11'(")!23456) 7) Apresentação Dados técnicos Interface Homem-Máquina Descrição Funcional Apêndices 1 Apresentação O Controlador CDL035Q foi especialmente projetado para

Leia mais

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados Solução Completa em Automação FieldLogger Registro e Aquisição de Dados Ethernet & USB Até 16GB de memória Conversor A/D 24 bits Até 1000 amostras por segundo Apresentação FieldLogger O FieldLogger é um

Leia mais

CHANDER FIRE DO BRASIL. equipamentos de segurança

CHANDER FIRE DO BRASIL. equipamentos de segurança CHANDER FIRE DO BRASIL equipamentos de segurança www.chanderfiredobrasil.com.br SISTEMA ENDEREÇÁVEL CENTRAL ENDEREÇÁVEL DE 250 ENDEREÇOS Especificações Técnicas: - Alimentação primária: 110V ou 220V AC

Leia mais

Controlador de Segurança para chamas de Gás

Controlador de Segurança para chamas de Gás Controlador de Segurança para chamas de Gás Para queimadores de gás atmosféricos de 2 estágios: Detecção de chamas: - Sonda de Ionização - Detector de Infra-vermelho IRD 1020 - Sensor de chamas Ultravioleta

Leia mais

Relé de proteção do diferencial 865

Relé de proteção do diferencial 865 Relé de proteção do diferencial 865 Para a proteção do diferencial de motores, transformadores e geradores Boletim 865, Série A Guia de especificações Sumário Página de descrição da seção 1.0 Características

Leia mais

ANEXO A ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DOS RETIFICADORES DO SISTEMA DE ALIMENTAÇÃO EM TENSÃO CONTÍNUA.

ANEXO A ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DOS RETIFICADORES DO SISTEMA DE ALIMENTAÇÃO EM TENSÃO CONTÍNUA. DEPARTAMENTO DE OPERAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO - DOP ANEXO A ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DOS RETIFICADORES DO SISTEMA DE ALIMENTAÇÃO EM TENSÃO CONTÍNUA. 1. INTRODUÇÃO Esta especificação técnica tem como objetivo estabelecer

Leia mais

SISTEMAS INTELIGENTES DE CONTROLE DE ALARME DE INCÊNDIO

SISTEMAS INTELIGENTES DE CONTROLE DE ALARME DE INCÊNDIO SISTEMAS INTELIGENTES DE CONTROLE DE ALARME DE INCÊNDIO NÃO É SEU PAINEL PADRÃO DE ALARME DE INCÊNDIO FLEXIBILIDADE, VELOCIDADE, INTELIGÊNCIA - CyberCat - O sistema digital de comunicação bi-direcional

Leia mais

DECIBEL Indústria e Comércio Ltda RELÉ DE SEGURANÇA D 195 MANUAL DO USUÁRIO. www.decibel.com.br

DECIBEL Indústria e Comércio Ltda RELÉ DE SEGURANÇA D 195 MANUAL DO USUÁRIO. www.decibel.com.br DECIBEL Indústria e Comércio Ltda RELÉ DE SEGURANÇA D 195 MANUAL DO USUÁRIO www.decibel.com.br ATENÇÃO É de fundamental importância a leitura completa deste manual antes de ser iniciada qualquer atividade

Leia mais

Soluções de proteção do motor. Protegendo seus investimentos

Soluções de proteção do motor. Protegendo seus investimentos Soluções de proteção do motor Protegendo seus investimentos Soluções de proteção do motor A linha de dispositivos de proteção de motores da Allen-Bradley abrange equipamentos de proteção simples para fins

Leia mais

PowerSpy Sistema de Monitoramento de Painéis de Distribuição

PowerSpy Sistema de Monitoramento de Painéis de Distribuição PowerSpy Sistema de Monitoramento de Painéis de Distribuição Uma solução completa para a medição e monitoramento de um vasto conjunto de grandezas elétricas, com indicações de valores individuais para

Leia mais

100% electricidade. Relés de controle automático para grupo gerador

100% electricidade. Relés de controle automático para grupo gerador 100% electricidade Relés de controle automático para grupo gerador RGAM 10 Relé controle automático para g l Entradas VCA : concessionária L1-L2/N-L3, gerador L1-L2/N l 4 entradas digitais, 5 relés saída.

Leia mais

Catálogo de Produtos - Gestão Gráfica

Catálogo de Produtos - Gestão Gráfica Catálogo de Produtos - Gestão Gráfica Flexibilidade, confiabilidade e segurança na detecção de incêndios. Sistemas Endereçáveis Analógicos Módulos e Cartões de Comunicação Dispositivo de Análise de Laço

Leia mais

Controlador Eletrônico Microprocessado CDL006D

Controlador Eletrônico Microprocessado CDL006D Controlador Eletrônico Microprocessado CDL006D Apresentação Conjunto básico Dados técnicos Interface homem-máquina Apêndices 1 Apresentação Trata-se de um controlador especialmente projetado para o controle

Leia mais

Entrada e Saída. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Entrada e Saída. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Entrada e Saída Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário Introdução; Dispositivos Externos; E/S Programada; E/S Dirigida por Interrupção; Acesso Direto à Memória; Bibliografia. Prof. Leonardo Barreto Campos

Leia mais

Controlador de Bombas modelo ABS PC 441 Monitoramento e/ou Controle de Bombas e Estações de Bombeamento

Controlador de Bombas modelo ABS PC 441 Monitoramento e/ou Controle de Bombas e Estações de Bombeamento Controlador de Bombas modelo ABS PC 441 Monitoramento e/ou Controle de Bombas e Estações de Bombeamento 2 Uma Única Solução para Monitoramento e Controle Há várias formas de melhorar a eficiência e a confiabilidade

Leia mais

Estes módulos estão disponível para: DST4602, GCXXX DST4601PX

Estes módulos estão disponível para: DST4602, GCXXX DST4601PX DITHERM, DIGRIN, DIVIT são módulos eletrônicos microprocessados que permitem expandir as entradas analógicas de vários controladores SICES para grupos geradores. Mais concretamente: O módulo DITHERM permite

Leia mais

CAE 80. Manual de Instruções. Revisão 4

CAE 80. Manual de Instruções. Revisão 4 CAE 80 Manual de Instruções Revisão 4 1. INTRODUÇÃO. Parabéns pela aquisição da central endereçável da ILUMAC, modelo CAE80, este equipamento será uma excelente ferramenta na proteção e prevenção contra

Leia mais

ANSI - 23 26 45 49 49I 62 74 77 94

ANSI - 23 26 45 49 49I 62 74 77 94 ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/7 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MASTERTEMP foi desenvolvido para monitorar a temperatura de óleo e enrolamento, comandar a ventilação e proteger transformadores

Leia mais

CR20C. Manual do Usuário

CR20C. Manual do Usuário CR20C Manual do Usuário Descrição Geral Controlador para ar condicionado CR20C O CR20C é um controlador digital microprocessado de baixo custo e de fácil programação e instalação. O seu avançado software

Leia mais

CONTROLADOR DE TEMPERATURA TRES-S TS MANUAL DE INSTRUÇÕES TS01-TS03-TS05-TS08-TS12

CONTROLADOR DE TEMPERATURA TRES-S TS MANUAL DE INSTRUÇÕES TS01-TS03-TS05-TS08-TS12 CONTROLADOR DE TEMPERATURA TRES-S TS MANUAL DE INSTRUÇÕES TS01-TS03-TS05-TS08-TS12 INSTALAÇÃO DO CONTROLADOR DE TEMPERATURA Atenção: A Montagem e manutenção devem ser realizadas apenas por profissionais

Leia mais

Central Analógica Endereçável GST200 - Manual do utilizador - MANUAL DO UTILIZADOR

Central Analógica Endereçável GST200 - Manual do utilizador - MANUAL DO UTILIZADOR MANUAL DO UTILIZADOR 1 Índice Índice... 2 1. GST200 Estrutura e configuração do painel de controlo... 3 1.1.Descrição da estrutura interna e configuração típica... 3 1.2. Estrutura do painel frontal da

Leia mais

UNITROL 1000 Regulador compacto de tensão para máquinas síncronas menores UNITROL 1000-15 e UNITROL 1000-40

UNITROL 1000 Regulador compacto de tensão para máquinas síncronas menores UNITROL 1000-15 e UNITROL 1000-40 UNITROL 1000 Regulador compacto de tensão para máquinas síncronas menores UNITROL 1000-15 e UNITROL 1000-40 Copyright 2000 Photodisc, Inc. 5812-01 A ampla gama de aplicações do UNITROL 1000-15 O UNITROL

Leia mais

UPS Liebert GXT3 de 6kVA e 10kVA Sistemas UPS Compactos para Aplicações em Racks de Alta Densidade

UPS Liebert GXT3 de 6kVA e 10kVA Sistemas UPS Compactos para Aplicações em Racks de Alta Densidade UPS Liebert GXT3 de 6kVA e 10kVA Sistemas UPS Compactos para Aplicações em Racks de Alta Densidade Energia CA Para a Continuidade da Operação Crítica Liebert GXT3, UPS de 6kVA e 10kVA: Muita Proteção,

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES PARA INSTALAÇÕES DE ALARME

ESPECIFICAÇÕES PARA INSTALAÇÕES DE ALARME ESPECIFICAÇÕES PARA INSTALAÇÕES DE ALARME ESPECIFICAÇÕES PARA INSTALAÇÕES DE ALARME - ARQUIVO 828 -M-AL1.doc Pagina 1 1. GENERALIDADES - Os serviços obedecerão as presentes especificações, a relação de

Leia mais

Central de Alarme de Incêndio AF-18 18 Setores - versão 12V-24V. Central. Fonte de Alimentação. 1. Apresentação 1/12

Central de Alarme de Incêndio AF-18 18 Setores - versão 12V-24V. Central. Fonte de Alimentação. 1. Apresentação 1/12 Central de Alarme de Incêndio AF-18 18 Setores - versão 12V-24V 1. Apresentação Parabéns, você acaba de adquirir mais um produto desenvolvido pela CS Comunicação e Segurança: Central de Alarme de Incêndio

Leia mais

4. Controlador Lógico Programável

4. Controlador Lógico Programável 4. Controlador Lógico Programável INTRODUÇÃO O Controlador Lógico Programável, ou simplesmente PLC (Programmiable Logic Controller), pode ser definido como um dispositivo de estado sólido - um Computador

Leia mais

Manual de Instruções Central de Alarme de Incêndio Convencional.

Manual de Instruções Central de Alarme de Incêndio Convencional. Manual de Instruções Central de Alarme de Incêndio Convencional. ICS 24 INTRODUÇÃO. Parabéns pela aquisição da central convencional digital da ILUMAC, modelo ICS 24, este equipamento será uma excelente

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas...9 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 Moto é um rastreador exclusivo para Motos desenvolvido com os mais rígidos

Leia mais

Painéis de controle de incêndio

Painéis de controle de incêndio Painéis de controle de incêndio UL, ULC, CSFM Listado; FM Aprovado; Aceitação MEA (NYC)* Detecção de Fogo Endereçável e Controle Transponders MINIPLEX Características Os transponders 4100ES Series permitem

Leia mais

HM203 (Protocolo ModBus) INDICADOR / CONTROLADOR

HM203 (Protocolo ModBus) INDICADOR / CONTROLADOR 1/19 HM203 (Protocolo ModBus) INDICADOR / CONTROLADOR Introdução O HM203 é um indicador/controlador que recebe um sinal de 4 a 20 ma, tem uma saída analógica 4 a 20 ma, 4 saídas de relé, e pode ter uma

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE PROGRAMAÇÃO CENTRAL INTELBRÁS

GUIA RÁPIDO DE PROGRAMAÇÃO CENTRAL INTELBRÁS Especificações técnicas GUIA RÁPIDO DE PROGRAMAÇÃO CENTRAL INTELBRÁS Características Alimentação AC 90 a 265 V Suporte a 2 chips (cartões SIM) de celular (somente AMT 2018 EG). Alimentação DC Bateria de

Leia mais

Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes

Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes Descrição do Produto As UCPs PO3x47 são destinadas a supervisão e controle de processos. Devido a sua arquitetura, é possível obter-se um alto desempenho em relação a série anterior de UCPs PO3x42. Com

Leia mais

CHANDER FIRE DO BRASIL. Equipamentos de Segurança

CHANDER FIRE DO BRASIL. Equipamentos de Segurança CHANDER FIRE DO BRASIL Equipamentos de Segurança SISTEMA ENDEREÇÁVEL: Central Endereçável Especificações Técnicas: - CENTRAL ENDEREÇÁVEL DE 250 ENDEREÇOS - Alimentação primária: 110V ou 220V AC - 60Hz

Leia mais

Simples. V-Series Sistemas Inteligentes de Segurança V I G I L A N T B R A N D F I R E & L I F E S A F E T Y F R O M E D W A R D S.

Simples. V-Series Sistemas Inteligentes de Segurança V I G I L A N T B R A N D F I R E & L I F E S A F E T Y F R O M E D W A R D S. Simples. V-Series Sistemas Inteligentes de Segurança S e e V I G I L A N T B R A N D F I R E & L I F E S A F E T Y F R O M E D W A R D S w h a t ' s p o s s i b l e n o w... Simplicidade e Elegância Configuração

Leia mais

DESCRIÇÕES GERAIS SL A X 4 - MT

DESCRIÇÕES GERAIS SL A X 4 - MT DESCRIÇÕES GERAIS SL A X 4 - MT Sua central de alarme SL AX4 - MT, é microcontrolada, com quatro setores independentes, com fios ou sem fios (dependendo dos opcionais instalados), com opções monitoráveis

Leia mais

Catálogo Telecom. information technology solutions

Catálogo Telecom. information technology solutions Catálogo Telecom information technology solutions information technology solutions information technology solutions Catálogo de Produtos Flexibilidade, confiabilidade e segurança na detecção de incêndios.

Leia mais

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Contador Digital Microprocessado K204. Versão 1.XX / Rev.

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Contador Digital Microprocessado K204. Versão 1.XX / Rev. Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais Manual de Instruções Contador Digital Microprocessado K204 Versão 1.XX / Rev. 1 Índice Item Página 1. Introdução...02 2. Características...02

Leia mais

Monitor de Temperatura M96

Monitor de Temperatura M96 ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura M96 foi desenvolvido para supervisionar até 8 (oito) canais de temperatura simultaneamente, ele é utilizado para proteger

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Sensor / Detector de Chama Convencional Tipo Ultravioleta Código: AFC9104. O detector de chama AFC9104 é um equipamento que deve ser instalado no teto ou na parede das edificações e tem como função enviar

Leia mais

Automação Industrial Parte 2

Automação Industrial Parte 2 Automação Industrial Parte 2 Prof. Ms. Getúlio Teruo Tateoki http://www.getulio.eng.br/meusalunos/autind.html Perspectiva Histórica Os primeiros sistemas de controle foram desenvolvidos durante a Revolução

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS. Sistemas de Alarme de Incêndio Wireless SISTEMAS DE SEGURANÇA

CATÁLOGO DE PRODUTOS. Sistemas de Alarme de Incêndio Wireless SISTEMAS DE SEGURANÇA CATÁLOGO DE PRODUTOS Sistemas de Alarme de Incêndio Wireless SISTEMAS DE SEGURANÇA 2 Deltafire Ltda. R. Pinheiro Machado, 3271 Caxias do Sul, RS Tel. 54 3204-4000 CEP 95020-172 www.deltafire.com.br Central

Leia mais

Relés de Proteção Térmica Simotemp

Relés de Proteção Térmica Simotemp Relés de Proteção Térmica Simotemp Confiabilidade e precisão para controle e proteção de transformadores Answers for energy. A temperatura é o principal fator de envelhecimento do transformador Os relés

Leia mais

Central de Alarme Intelbras Modelo AMT 2010/2018

Central de Alarme Intelbras Modelo AMT 2010/2018 MANUAL DO USUÁRIO Central de Alarme Intelbras Modelo AMT 2010/2018 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e a segurança Intelbras. A central de alarme AMT 2010/2018 é compacta e de

Leia mais

Alessandro F. Cunha O que são sistemas embarcados?

Alessandro F. Cunha O que são sistemas embarcados? Alessandro F. Cunha O que são sistemas embarcados? 1. Introdução Alguma vez você já se deu conta que o microondas de sua casa tem uma capacidade computacional maior do que tinha o projeto Apolo, que levou

Leia mais

Painel de Incêndio Compacto FPA-1000-UL

Painel de Incêndio Compacto FPA-1000-UL Sistemas de Alarme de Incêndio FPA-1000-UL Painel de Incêndio Compacto Painel de Incêndio Compacto FPA-1000-UL Inclui um Circuito de Linha de Sinalização, configurável que suporta 2 circuitos Classe B

Leia mais

CAE-R. Manual de Instruções. Revisão 2

CAE-R. Manual de Instruções. Revisão 2 CAE-R Manual de Instruções Revisão 2 1. INTRODUÇÃO. Parabéns pela aquisição da central endereçável da ILUMAC, linha CAE-R, este equipamento será uma excelente ferramenta na proteção e prevenção contra

Leia mais

1. Descrição do Produto

1. Descrição do Produto 1. Descrição do Produto Os repetidores óticos FOCOS/PROFIBUS AL-2431 e AL-2432 destinam-se a interligação de quaisquer dispositivos PROFIBUS, assegurando altíssima imunidade a ruídos através do uso de

Leia mais

Relé de Proteção do Motor RPM ANSI 37/49/50/77/86/94 CATÁLOGO. ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5

Relé de Proteção do Motor RPM ANSI 37/49/50/77/86/94 CATÁLOGO. ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 CATÁLOGO ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Relé de Proteção de Motores RPM foi desenvolvido para supervisionar até 2 (dois) grupos ventiladores/motores simultaneamente, é utilizado

Leia mais

AVAL3500. Porta Giratória AVAL3500. 48 3254 8800 I www.mineoro.com.br

AVAL3500. Porta Giratória AVAL3500. 48 3254 8800 I www.mineoro.com.br AVAL3500 Imagem meramente ilustrativa. Porta Giratória AVAL3500 A Porta de Giratória Mineoro modelo AVAL3500 é o modelo mais utilizado em instituições financeiras em todo Brasil. Constitui a mais avançada

Leia mais

Monitor de Temperatura MONITEMP

Monitor de Temperatura MONITEMP ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MoniTemp foi desenvolvido para supervisionar até 3 (três) canais de temperatura simultaneamente, ele é utilizado para proteger

Leia mais

Fundamentos de Automação. Controladores

Fundamentos de Automação. Controladores Ministério da educação - MEC Secretaria de Educação Profissional e Técnica SETEC Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Rio Grande Fundamentos de Automação Controladores

Leia mais

Inclinômetro DMG2I. Guia de configuração e aplicação. Metrolog Controles de Medição Ltda. Metrolog Inclinômetro DMG2I

Inclinômetro DMG2I. Guia de configuração e aplicação. Metrolog Controles de Medição Ltda. Metrolog Inclinômetro DMG2I Metrolog Controles de Medição Ltda Instrumentos de medição para controle dimensional Rua Sete de Setembro, 2671 - Centro - 13560-181 - São Carlos - SP Fone: (16) 3371-0112 - Fax: (16) 3372-7800 - www.metrolog.net

Leia mais

CENTRAIS DE ALARME DE INCÊNDIO / DETECÇÃ

CENTRAIS DE ALARME DE INCÊNDIO / DETECÇÃ CENTRAIS DE ALARME DE INCÊNDIO / DETECÇÃ CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO ENDEREÇÁVEL O desenvolvimento da central de alarme de incêndio endereçável RM 250 foi focado na simplicidade de operação, tendo em

Leia mais

MANUAL DE PROGRAMAÇÃO CENTRAL MC - 4

MANUAL DE PROGRAMAÇÃO CENTRAL MC - 4 Central de Alarme MC-4 1. Apresentação 3 2. Características 3 3. Conhecendo a Central de Alarme MC-4 4 4. Instalação 4 4.1 Especificações Técnicas 4 4.2 Especificação da Fiação 5 4.3 Escolha dos Sensores

Leia mais