Baviera: Seu parceiro no centro da Europa. Bayerisches Staatsministerium für Wirtschaft, Infrastruktur, Verkehr und Technologie

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Baviera: Seu parceiro no centro da Europa. Bayerisches Staatsministerium für Wirtschaft, Infrastruktur, Verkehr und Technologie"

Transcrição

1 Baviera: Seu parceiro no centro da Europa Bayerisches Staatsministerium für Wirtschaft, Infrastruktur, Verkehr und Technologie

2 A Baviera no mundo

3 A Baviera no mundo

4 Baviera: No centro da Europa Plataforma de comércio no intercâmbio leste-oeste e norte-sul Localização privilegiada para a exploração do mercado europeu: > 500 milhões de consumidores Munique

5 Baviera: No centro da Europa Conexão direta para mais de 30 metrópoles numa distância aérea de no máximo 3 horas Helsinki Oslo Stockholm Sankt Petersburg Riga Moskau Kopenhagen Vilnius Dublin Hamburg Manchester Berlin Amsterdam Warschau London Brüssel Frankfurt Prag 3h 2h Paris 1h Munique Bratislava Wien Zürich Budapest Genf Ljubljana Zagreb Lyon Mailand Belgrad Bukarest Sarajevo Nizza Marseille Rom Sofia Kiev Lissabon Madrid Barcelona Valencia Neapel Palermo Tirana Thessaloniki Athen Istanbul Ankara

6 Baviera: Maior estado da Alemanha Área km 2 (1º lugar na Alemanha) População 12,5 milhões de habitantes Hamburg (9º lugar dentro da UE) Hannover Berlin PIB (2009) 430 bilhões de euros (8º lugar dentro da UE) Düsseldorf Erfurt Dresden Frankfurt Stuttgart Munique

7 Baviera: Bem conectada Bayerisches Staatsministerium für Wirtschaft, Infrastruktur, Verkehr und Technologie

8 Baviera: Bem conectada Acima de km de estradas Via fluvial Rhein-Main-Donau: > Conexão com o Mar do Norte e com o Mar Negro Excelente rede ferroviária > Acima de km

9 Baviera: Bem conectada Aeroportos internacionais: Munique Nuremberg 24 pequenos aeroportos especiais / locais de pouso > Pousos e decolagens > Acima de 250 destinos aéreos > Acima de 130 cias. aéreas

10 Baviera: Bem conectada Aeroporto Internacional de Munique: mundialmente conectado > 83 Companhias aéreas com mais de 240 destinos > Acima de 34,5 milhões de passageiros (2008): Nº 1 Total de passageiros em vôos nacionais Nº 2 Total de passageiros (7º lugar na Europa) Nº 1 Aumento de passageiros (2º lugar na Europa) > Acima de pousos e decolagens (2008) Nº 1 Total de conexões aéreas na Europa (2º lugar na Europa) Nº 1 Capacidade de pistas de pouso (3º lugar na Europa)

11 Baviera: Bem coenctada Aeroporto Internacional de Munique: mundialmente conectado Toronto Boston Chicago San Francisco New York Charlotte Philadelphia Washington Los Angeles Atlanta Varadero Puerto Plata Cancun La Romana Punta Cana Sal Boa Vista MUNIQUE Jekaterinburg Tjumen Doha Delhi Riad Dubai Abu Dhabi Jeddah Mumbai Male Mombasa Shenyang Peking Seoul Busan Tokio Shanghai Hongkong Bangkok Phuket Singapur São Paulo Conexão diária Mauritius Windhuk Johannesburg Kapstadt Fonte: Aeroporto de Munique (24 de outubro de 2008); semana típica 26 de j aneiro 1 de fevereiro de 2009; inverno 2008/09

12 Baviera: Forte e bem sucedida Bayerisches Staatsministerium für Wirtschaft, Infrastruktur, Verkehr und Technologie

13 Baviera: Forte e bem sucedida A Baviera faz parte de uma das mais dinâmicas regiões do mundo Estabilidade Índice de desemprego: 4,8 % (2009) Dinamismo Aberturas de empresas (2009) Poder aquisitvo PIB per capita: (2009) Poder econômico PIB: 430 bilhões (2009) Crescimento 31,9 % (PIB ) Inovação Notificações de patentes (2009)* Competitividade Volume de exportação: 123,9 bilhões (2009) * (27,5 % do total das notificações alemãs)

14 Baviera: Forte e bem sucedida Baviera O estado mais atraente da Alemanha ,3 50,5 51,3 51,4 55,5 59,2 62,0 64,0 65, Saarland Nordrhein- Westfalen Schleswig- Holstein Niedersachsen Rheinland-Pfalz Hessen Hamburgo Baden- Württemberg Baviera "Ranking de dinamismo da Baviera: no topo, em têrmos de desempenho econômico - nenhum outro estado está melhor situado do que a Baviera" Jornal alemão "Wirtschafts Woche"

15 Baviera: Forte e bem sucedida Baviera: procurada mundialmente - cada 2º euro provém das exportações [ Mrd. ] , , ,3 129,9 109, ,4 87, ,4 65, ,2 28,9 29,7 22,9 25,4 25,8 16,7 18,6 11,8 11,7 8,0 7,5 10,1 1,5 7,8 11, Superávit Importação Exportação 14, Quelle: Stmwivt Bayern Frühjahr 2010

16 Baviera: Forte e bem sucedida Principais produtos de exportação da Baviera (2008) Automóveis Máquinas 29,1 Eletrotécnica 17,2 Química/Farmacêutica 12,9 Alimentação Produtos de metal/ferro 6,6 7,5 Papéis/Impressos Têxteis Madeira/Móveis 3,3 2,3 2, [ bilhões ]

17 Baviera: Forte e bem sucedida Comércio exterior bávaro por regiões (2008) [ Bilhões ] Exportação 40 Importação 20 0 UE 7 11 Europa exclusive UE África 1 Oriente Próximo e Médio ,5 Ásia-Pacífico EUA/Canadá América Lat.

18 Baviera: Forte e bem sucedida Principais parceiros comerciais da Baviera (2008) Áustria EUA Itália China França Reino Unido RepúblicaCzech. Tcheca Republic Rússia Países BaixosNetherlands Hungria 1 Austria 2 USA 3 Italy 4 China 5 France 6 UK 7 8 Russia 9 10 Hungary 9,7 10,9 10,8 13,8 15,4 19,6 18,7 22,3 24,1 27,7 Espanha Spain 11 9, [ Bilh. ]

19 Baviera: Bem acompanhada Bayerisches Staatsministerium für Wirtschaft, Infrastruktur, Verkehr und Technologie

20 Baviera: Bem acompanhada 8 das 30 empresas listadas no índice acionário alemão DAX encontram-se na Baviera

21 Baviera: Bem acompanhada A Baviera mantém uma grande quantidade de pequenas e médias empresas 5 % 40 % 50 % 60 % 50 % 95 % Faturamento Empregados Empresas Empresas com mais de 500 empregados Empresas com menos de 500 empregados

22 Baviera: Bem acompanhada Indústria forte, serviços eficientes Empresas de ofícios 31% Agricultura e Silvicultura 1% 16,5% Comércio, Hotelaria e Transportes 20,5% 31% Prestadores de Serviços públ./priv. Serviços empresariais

23 Baviera: Bem acompanhada Presença de líderes de mercado nos setores de alta tecnologia > Automotivo > Construção de máquinas > Técnicas de eletricidade > Construção aeronáutica e aeroespacial

24 Baviera: Bem acompanhada Prestadores de serviços eficientes > Comércio > Transporte > Turismo > Serviços financeiros > Serviços empresariais > Serviços de informática e comunicação > Mídia

25 Baviera: Bem acompanhada Feiras internacionais em Munique e em Nuremberg (entre outras): > Analytica > BAU > Discuss & Discover > electronica > intersolar > ispo > transport logistic > > BioFach > CRM-Expo > embedded world > POWTECH > PCIM > SENSOR+TEST > TechnoPharm >

26 Baviera: Bem acompanhada Maior poder aquisitivo da Alemanha > Poder aquisitivo por habitante: Baviera Hessen Baden-Württemberg Nordrhein-Westfalen Rheinland-Pfalz Alemanha [ Fonte: GfK Kaufkraft 2008 ]

27 Baviera: Inovação e Qualidade Bayerisches Staatsministerium für Wirtschaft, Infrastruktur, Verkehr und Technologie

28 Baviera: Inovação e Qualidade Alta qualificação da mão-de-obra Extraordinária formação escolar Formação profissional dual Excelentes universidades Melhor formação complementar

29 Baviera: Inovação e Qualidade Avaliação PISA-2006: A Baviera entre os 4 melhores do mundo Finlândia 563 Canadá 534 Baviera 533 Japão 531 Nova Zelândia 530 Alemanha [ Valores médios em pontos ] [ Gráfico próprio referente aos resultados da segunda comparação entre os países do estudo PISA-2006, Instituto Leibniz]

30 Baviera: Inovação e Qualidade Baviera: Região de pesquisa U U F 11 Universidades 2 Universidades de excelência: LMU e TU 17 Escolas de ensino superior F U F FG F F U U U F FG FG F F M 11 Institutos Max-Planck U F U F F H FG 3 Institutos da Sociedade Helmholtz 10 Institutos da Sociedade Fraunhofer F F F U H M M M H H M U U FG M M F U F M M M M M FG FG FG F U 9 Conglomerações de pesquisa

31 Baviera: Inovação e Qualidade 19 Clusters: forte através da formação de redes Mobilidade > Automotivo > Tecnologia ferroviária > Logística > Aeronáutica e aeroespacial > Navegação por satélite Desenv. de materiais > Novos materiais > Química > Nanotecnologia Ser humano/meio ambiente > Biotecnologia > Medicina > Energia > Tecnologia ambiental > Floresta e madeira > Alimentação Tecnologia da informação e eletrônica > Informática e comunicação > Sensores/tecnologia eletrônica de ponta > Mecatrônica e automação Serviços e Mídias > Serviços financeiros > Mídia

32 Baviera: Inovação e Qualidade Iniciativa Cluster: forte através da formação de redes Tecnologia da informação e eletrônica Serviços e mídia Mobilidade CLUSTER Transferência de conhecimento Networking Dinamismo maior de inovação/desenv. Desenvolvimento de materiais Ser humano e meio ambiente Interligação dos potenciais na economia e na ciência Cooperação ligada à valor agregado Implantação e fortalecimento de plataformas de Clusters Meios: eventos, páginas na internet, newsletter etc.

33 Baviera: Inovação e Qualidade

34 Baviera: Parceira da indústria Bayerisches Staatsministerium für Wirtschaft, Infrastruktur, Verkehr und Technologie

35 Baviera: Parceira da indústria Invest in Bavaria: Serviços sob medida para investidores Estabelecimento de firmas Informação Procura de locais Contatos Informações mercadológicas Informações sobre setores Sugestões de localização Visitas locais Ampliação de firmas Contatos com parceiros Contatos via networking Serviço completo para você: abrangente individual confidencial gratuito

36 Baviera: Parceira da indústria Invest in Bavaria: Intermedição de Contatos Representantes estatais do exterior Representações bávaras no mundo Prestador de serviços privados Instituições públicas Instituições financeiras Clusters e redes de tecnologia Câmaras de indústria e associações comerciais Institutos de pesquisa, conglomerações de pesquisa

37 Baviera: Parceira da Indústria Ao redor do mundo: 22 representações bávaras Moscou São Francisco Quebec Nova Iorque Praga Budapeste Tel Aviv Viena Warschau Zagreb Kiev Bucarest Sofia Istanbul Qingdao Tokio Abu Dhabi Cidade do México Bangalore Ho-Chi-Minh São Paulo Johannesburg

38 Baviera: Parceira da indústria Programas de apoio ao comércio exterior da Baviera > Participação em feiras no exterior > Viagens empresariais > Viagens e visitas de delegações > Bayern - Fit for Partnership > Go International > Ajuda de financiamento através do banco bávaro de fomento LfA

39 Baviera: Trabalhar, onde outros passam férias Bayerisches Staatsministerium für Wirtschaft, Infrastruktur, Verkehr und Technologie

40 Baviera: Trabalhar, onde outros passam férias O estado mais procurado na Alemanha para passar as férias Alta qualidade do lazer Paisagens atrativas, patrimônio cultural preservado Alto grau de segurança

41 Baviera: Trabalhar, onde outros passam férias Alto grau de segurança Baviera Baden-Württemberg Hessen Rheinland-Pfalz Niedersachsen Alemanha [Fonte: Chancelaria bávara, delitos por habitantes, 2008]

42 Contatos Contato no Brasil Martin Langewellpott Representante do Estado da Baviera no Brasil Representação do Estado da Baviera no Brasil R. Verbo Divino, º andar São Paulo - SP Tel.: Fax: Contato na Baviera Invest in Bavaria Dr. Johann Niggl Ministério de Economia, Infraestrutura, Transporte e Tecnologia do Estado da Baviera Prinzregentenstr Munique Tel.: Fax:

43 Nos vemos na Baviera! Bayerisches Staatsministerium für Wirtschaft, Infrastruktur, Verkehr und Technologie

Baviera: Seu parceiro no centro da Europa. Bayerisches Staatsministerium für Wirtschaft, Infrastruktur, Verkehr und Technologie

Baviera: Seu parceiro no centro da Europa. Bayerisches Staatsministerium für Wirtschaft, Infrastruktur, Verkehr und Technologie Baviera: Seu parceiro no centro da Europa Bayerisches Staatsministerium für Wirtschaft, Infrastruktur, Verkehr und Technologie A Baviera no mundo A Baviera no mundo Baviera: No centro da Europa Plataforma

Leia mais

Baviera: Seu parceiro no centro da Europa. Bayerisches Staatsministerium für Wirtschaft, Infrastruktur, Verkehr und Technologie

Baviera: Seu parceiro no centro da Europa. Bayerisches Staatsministerium für Wirtschaft, Infrastruktur, Verkehr und Technologie Baviera: Seu parceiro no centro da Europa Bayerisches Staatsministerium für Wirtschaft, Infrastruktur, Verkehr und Technologie A Baviera no mundo Ao redor do mundo: 23 representações bávaras Bayerisches

Leia mais

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2014 BRASIL

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2014 BRASIL Global leader in hospitality consulting Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2014 BRASIL % DE RESPOSTAS POR REGIÃO INTRODUÇÃO Américas 19% Ásia 31% A pesquisa global de opinião sobre o mercado

Leia mais

Alemanha. Mercado em Ficha. 1º mercado emissor de turistas a nível mundial, com 73,8 milhões de turistas e 9,6% de quota em 2010

Alemanha. Mercado em Ficha. 1º mercado emissor de turistas a nível mundial, com 73,8 milhões de turistas e 9,6% de quota em 2010 Bremen 41.911,8 PIB per Capita (2º) Niedersachsen 8,0 M hab (4º) Nordrhein- Westfalen 18,0 M hab (1º) Baden-Württemberg 10,8 M hab (3º) 33.889,9 PIB per Capita (5º) Fonte: CIA - The World Factbook Hamburg

Leia mais

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2015 BRASIL

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2015 BRASIL Global leader in hospitality consulting Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2015 BRASIL INTRODUÇÃO Europe 43% % DE RESPOSTAS POR REGIÃO Americas 9% Asia 48% A pesquisa global de opinião sobre

Leia mais

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 2 Semestre 2013 BRASIL

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 2 Semestre 2013 BRASIL Global leader in hospitality consulting Global Hotel Market Sentiment Survey 2 Semestre 2013 BRASIL 50 40 30 20 10 0-10 -20-30 -40-50 Fev 2009 Jul 2009 SENTIMENT NÍVEL GLOBAL Jan 2010 % DE RESPOSTAS POR

Leia mais

SAXÔNIA! Região de negócios

SAXÔNIA! Região de negócios Região de negócios Viagem de Empresários do Setor de Energias Renováveis e Engenharia Mecânica São Paulo, Londrina e Porto Alegre - Brasil De 05 de Maio até 2 de Maio de 202 Mario Kristen < Imagem: Fraunhofer

Leia mais

Horton International Brasil Al. dos Maracatins, 992-A 11º andar, conj. 111 e 112 04089-001 São Paulo SP Tel: (+55 11) 5533-0322 www.horton.com.

Horton International Brasil Al. dos Maracatins, 992-A 11º andar, conj. 111 e 112 04089-001 São Paulo SP Tel: (+55 11) 5533-0322 www.horton.com. HORTON INTERNATIONAL EXECUTIVE SEARCH MANAGEMENT CONSULTANTS Horton International Brasil Al. dos Maracatins, 992-A 11º andar, conj. 111 e 112 04089-001 São Paulo SP Tel: (+55 11) 5533-0322 www.horton.com.br

Leia mais

ESPANHA Porta de acessoà Europa para as multinacionais brasileiras

ESPANHA Porta de acessoà Europa para as multinacionais brasileiras ESPANHA Porta de acessoà Europa para as multinacionais brasileiras Existem muitas empresas e investimentos espanhóis no Brasil. É a hora de ter investimentos brasileiros na Espanha Presidente Lula da Silva,

Leia mais

Competências para Carreiras de Sucesso

Competências para Carreiras de Sucesso Competências para Carreiras de Sucesso Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa 26 de Setembro de 2007 Apresentado por: Luís Alves Monteiro - Managing Partner Setembro 2007 Página 1 Uma Carreira

Leia mais

SAXÔNIA! Região de negócios

SAXÔNIA! Região de negócios Região de negócios Imagem: Fraunhofer IPMS < 00nm > Imagem: GLOBALFOUNDRIES Imagem: Novaled Wirtschaftsförderung Sachsen GmbH (Agência Saxã de Fomento a Investimentos) Saxônia região de negócios no centro

Leia mais

Egon Zehnder International. As TIC para a Empregabilidade e Inovação

Egon Zehnder International. As TIC para a Empregabilidade e Inovação Egon Zehnder International As TIC para a Empregabilidade e Inovação Luísa Campos Lopes Lisboa, 16 de Janeiro de 2013 Egon Zehnder International uma Firma global A Egon Zehnder International tem 65 escritórios

Leia mais

Tão empolgante quanto suas ideias de negócios

Tão empolgante quanto suas ideias de negócios Tão empolgante quanto suas ideias de negócios Fatos e números Vantagens de relance s internacionais e nacionais Localização geográfica centralizada Serviços e pessoas de contato Bem-vindo no cantão de

Leia mais

ESPANHA Porta de acesso à Europa para as multinacionais brasileiras

ESPANHA Porta de acesso à Europa para as multinacionais brasileiras ESPANHA Porta de acesso à Europa para as multinacionais brasileiras ESPANHA: UM PAÍS QUE SAE DA CRISE 2,00% 1,50% Evolução do PIB espanhol 1,70% 1,00% 1% 0,50% 0,00% -0,50% -0,20% 0,10% 2010 2011 2012

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2013

Anuário Estatístico de Turismo - 2013 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2013 Volume 40 Ano base 2012 Guia de leitura Guia de leitura O Guia de Leitura tem o propósito de orientar

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2012

Anuário Estatístico de Turismo - 2012 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2012 Volume 39 Ano base 2011 Sumário I Turismo receptivo 1. Chegadas de turistas ao Brasil - 2010-2011

Leia mais

ROTAS AÉREAS PARA O PORTO. Verão 2011. Principais oportunidades para hoteleiros e prestadores de serviços de turismo. Março

ROTAS AÉREAS PARA O PORTO. Verão 2011. Principais oportunidades para hoteleiros e prestadores de serviços de turismo. Março ROTAS AÉREAS PARA O PORTO Verão 2011 Principais oportunidades para hoteleiros e prestadores de serviços de turismo Março Sumário Oportunidades Reino Unido Londres Alemanha Centro-Oeste e Sul Espanha Madrid

Leia mais

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA Inovação é o que distingue um líder de um seguidor. Steven Paul Jobs Grandes ideias mudam o mundo. Missão

Leia mais

Portugal: Destino Competitivo?

Portugal: Destino Competitivo? Turismo O Valor Acrescentado da Distribuição Portugal: Destino Competitivo? Luís Patrão Turismo de Portugal, ip Em 2006 Podemos atingir 7.000 milhões de euros de receitas turísticas Teremos perto de 37,5

Leia mais

ROTAS AÉREAS PARA A MADEIRA. Verão 2010. Junho

ROTAS AÉREAS PARA A MADEIRA. Verão 2010. Junho ROTAS AÉREAS PARA A MADEIRA Verão 2010 Junho Sumário Oportunidades Reino Unido Londres e Manchester Alemanha Centro-Oeste e Sul Áustria Viena França Paris e Oeste Aspectos Gerais Alguns Indicadores Económicos

Leia mais

PROFILE. langleyholdings.com

PROFILE. langleyholdings.com PROFILE 2013 langleyholdings.com Conteúdo Seção 1 Perfil do Grupo Grupo... 3 Manroland Sheetfed... 4 Piller... 7 Claudius Peters... 8 ARO... 11 Outros Negócios... 12 Locais Globais... 14 Seção 2 Balanço

Leia mais

Náutica. Desenvolvimento Económico e Cultura Marítima. Lisboa, 8 de Fevereiro de 2012

Náutica. Desenvolvimento Económico e Cultura Marítima. Lisboa, 8 de Fevereiro de 2012 Náutica Desenvolvimento Económico e Cultura Marítima Lisboa, 8 de Fevereiro de 2012 Aicep Portugal Global é uma agência pública de natureza empresarial, cuja missão é: Atrair investimento estrangeiro para

Leia mais

Indústria Automobilística: O Desafio da Competitividade Internacional

Indústria Automobilística: O Desafio da Competitividade Internacional Encontro Econômico Brasil-Alemanha Indústria Automobilística: O Desafio da Competitividade Internacional Jackson Schneider Presidente Anfavea Blumenau, 19 de novembro de 2007 1 Conteúdo 2 1. Representatividade

Leia mais

ESPANHA 5º Seminário de Capacitação em Atração de Investimentos Recife. 2-4 abril 2014 Conselheiro Econômico e Comercial em Brasilia: Fernando Salazar

ESPANHA 5º Seminário de Capacitação em Atração de Investimentos Recife. 2-4 abril 2014 Conselheiro Econômico e Comercial em Brasilia: Fernando Salazar ESPANHA 5º Seminário de Capacitação em Atração de Investimentos Recife. 2-4 abril 2014 Conselheiro Econômico e Comercial em Brasilia: Fernando Salazar ICEX-INVEST IN SPAIN Icex-Invest in Spain pertence

Leia mais

UNIÃO EUROPEIA Comércio Exterior Intercâmbio comercial com o Brasil

UNIÃO EUROPEIA Comércio Exterior Intercâmbio comercial com o Brasil Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC UNIÃO EUROPEIA Comércio Exterior Intercâmbio comercial com o Brasil

Leia mais

GLOBAL GROUND TRANSPORTATION. Conheça-nos

GLOBAL GROUND TRANSPORTATION. Conheça-nos GLOBAL GROUND TRANSPORTATION Conheça-nos O que é DotTransfers? DotTransfers é uma plataforma inovadora que permite planejar, recrutar e gerenciar todos os serviços de terra ao redor do mundo, com alguns

Leia mais

Missão Empresarial EUA Flórida. 21 a 26 de Março 2015

Missão Empresarial EUA Flórida. 21 a 26 de Março 2015 Missão Empresarial EUA Flórida 21 a 26 de Março 2015 Apoiamos empresas a ter sucesso nos mercados internacionais Sobre nós Na Market Access prestamos serviços de apoio à exportação e internacionalização.

Leia mais

Alentejo no horizonte 2020 Desafios e Oportunidades

Alentejo no horizonte 2020 Desafios e Oportunidades Alentejo no horizonte 2020 Desafios e Oportunidades Vendas Novas - 02 de julho de 2013 aicep Portugal Global é uma agência pública de natureza empresarial, cuja missão é: Atrair investimento estrangeiro

Leia mais

certo? Descubra o valor real de sua remuneração total

certo? Descubra o valor real de sua remuneração total Você tem o equilibrio certo? Descubra o valor real de sua remuneração total O Reward Pinpoint irá ajudá-lo a maximizar a efetividade de seu programa de remuneração, propiciando um quadro global completo

Leia mais

ROTAS AÉREAS PARA LISBOA. Verão 2011. Principais oportunidades para hoteleiros e prestadores de serviços de turismo. Março

ROTAS AÉREAS PARA LISBOA. Verão 2011. Principais oportunidades para hoteleiros e prestadores de serviços de turismo. Março ROTAS AÉREAS PARA LISBOA Verão 2011 Principais oportunidades para hoteleiros e prestadores de serviços de turismo Março Sumário Oportunidades Reino Unido Londres Alemanha Centro-Oeste Espanha Madrid e

Leia mais

PAÍSES BAIXOS Comércio Exterior

PAÍSES BAIXOS Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC PAÍSES BAIXOS Comércio Exterior Outubro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

POLÓNIA Relações bilaterais Polónia - Portugal

POLÓNIA Relações bilaterais Polónia - Portugal POLÓNIA Relações bilaterais Polónia - Portugal Visita da missão de PPP do Ministério da Economia da Polónia a Portugal Bogdan Zagrobelny Primeiro Conselheiro EMBAIXADA DA POLÓNIA DEPARTAMENTO DE PROMOÇÃO

Leia mais

MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO

MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO Ambiente de Inovação em Saúde EVENTO BRITCHAM LUIZ ARNALDO SZUTAN Diretor do Curso de Medicina Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo SOCIEDADES CONHECIMENTO

Leia mais

RELAÇÃO DOS FESTIVAIS INTERNACIONAIS POR CATEGORIA

RELAÇÃO DOS FESTIVAIS INTERNACIONAIS POR CATEGORIA PROGRAMA DE APOIO À PARTICIPAÇÃO DE FILMES BRASILEIROS EM FESTIVAIS INTERNACIONAIS EM 2007 RELAÇÃO DOS FESTIVAIS INTERNACIONAIS POR CATEGORIA Apoio A Concessão de cópia legendada, envio de cópia e passagem

Leia mais

A infraestrutura de transporte ferroviário como fator de desenvolvimento Marcus Quintella, D.Sc.

A infraestrutura de transporte ferroviário como fator de desenvolvimento Marcus Quintella, D.Sc. A infraestrutura de transporte ferroviário como fator de desenvolvimento Marcus Quintella, D.Sc. Consultor em transportes da FGV Projetos Professor e Coordenador Acadêmico da FGV Management Marcus.Quintella@fgv.br

Leia mais

PORTUGAL Comércio Exterior

PORTUGAL Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC PORTUGAL Comércio Exterior Abril de 2015 Principais Indicadores

Leia mais

ESPANHA DADOS BÁSICOS E PRINCIPAIS INDICADORES ECONÔMICO-COMERCIAIS

ESPANHA DADOS BÁSICOS E PRINCIPAIS INDICADORES ECONÔMICO-COMERCIAIS Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC DADOS BÁSICOS E PRINCIPAIS INDICADORES ECONÔMICO-COMERCIAIS ESPANHA

Leia mais

RELATÓRIO DE MISSÃO INTERNACIONAL À ALEMANHA

RELATÓRIO DE MISSÃO INTERNACIONAL À ALEMANHA RELATÓRIO DE MISSÃO INTERNACIONAL À ALEMANHA Participantes: Dr. Roberto Simões, presidente do CDN (Conselho Deliberativo Nacional) e Dr. Carlos Alberto dos Santos, Diretor Técnico do Sebrae Nacional. Objetivo:

Leia mais

10 razões para investir na França

10 razões para investir na França 10 razões para investir na França Outubro de 2013 www.investinfrance.org /pt - www.sayouitofrance-innovation.com/pt 1. Uma potência econômica mundial A França : 2 a potência econômica da União Europeia.

Leia mais

Análise dos processos de Visto de Trabalho

Análise dos processos de Visto de Trabalho Análise dos processos de Visto de Trabalho O Brasil avançou significativamente nos últimos anos 1999 10 anos 2009 PIB / capita: +140% IED: + 70% Classe média: +30 milhões 2 Fontes: UNCTADStat, IPEA E se

Leia mais

LONDRES VOLTA A SER A LOCALIZAÇÃO DE ESCRITÓRIOS MAIS CARA DO MUNDO Londres ultrapassa Hong Kong e reposiciona-se na primeira posição do ranking

LONDRES VOLTA A SER A LOCALIZAÇÃO DE ESCRITÓRIOS MAIS CARA DO MUNDO Londres ultrapassa Hong Kong e reposiciona-se na primeira posição do ranking PRESS RELEASE Press Office Filipa Mota Carmo Telefone Direto: +351 213 219 548 Email: filipa.carmo@eur.cushwake.com Lisboa, 19 de Fevereiro 2013 LONDRES VOLTA A SER A LOCALIZAÇÃO DE ESCRITÓRIOS MAIS CARA

Leia mais

Area (km 2 ): 31.604,9 Hab/Km 2 : 23,7 População (Nº): 749.055 (2010)

Area (km 2 ): 31.604,9 Hab/Km 2 : 23,7 População (Nº): 749.055 (2010) As Regiões de - Região O Território Porquê? Com a maior área territorial de Continental 31.605,2 km2 (1/3 do território nacional) a região do apresenta 179 km de perímetro de linha de costa e 432 km de

Leia mais

Bolsas de Valores. (Nível I) (Nível II) Deutsche Börse (Indices & ETFs) 1 5,5 EUR Apenas nível I. New York Stock Exchange 1 50 USD Apenas nível I

Bolsas de Valores. (Nível I) (Nível II) Deutsche Börse (Indices & ETFs) 1 5,5 EUR Apenas nível I. New York Stock Exchange 1 50 USD Apenas nível I Espanha BME Spanish Exchanges 4,5 23 14,5 47 EUR Deutsche Börse (XETRA) 15 56 20 68 EUR Deutsche Börse (XETRA Stars) 15 56 20 68 EUR Deutsche Börse (Indices & ETFs) 1 5,5 EUR Apenas nível I Deutsche Borse

Leia mais

Sistema Dual Técnico de Formação Profissional

Sistema Dual Técnico de Formação Profissional + Iniciativa: Sistema Dual Técnico de Formação Profissional O Ensino Dual Técnico de Formação Profissional existe na Alemanha desde o século XIX, e tem como objetivo a formação de jovens de forma bem sucedida.

Leia mais

Como a JETRO poderá apoiar os exportadores brasileiros

Como a JETRO poderá apoiar os exportadores brasileiros Como a JETRO poderá apoiar os exportadores brasileiros Teiji Sakurai Realização :, SÃO PAULO O que é a JETRO? Órgão oficial de comércio exterior do Japão 1951 Osaka Oficialmente JETRO em 1958 76 escritórios

Leia mais

O ECOSSISTEMA DA INDÚSTRIA SUÍÇA UMA PLATAFORMA DE NEGOCIOS

O ECOSSISTEMA DA INDÚSTRIA SUÍÇA UMA PLATAFORMA DE NEGOCIOS O ECOSSISTEMA DA INDÚSTRIA SUÍÇA UMA PLATAFORMA DE NEGOCIOS O que você sabe sobre a Suíça? Roger Federer Chocolates Relógios de luxo 2 O que você também deve saber Hotspot para Pesquisa e Desenvolvimento

Leia mais

A Competitividade dos Portos Portugueses O Turismo e o Sector dos Cruzeiros

A Competitividade dos Portos Portugueses O Turismo e o Sector dos Cruzeiros O Turismo e o Sector dos Cruzeiros Agenda 1. Portugal e o Mar 2. Os Cruzeiros no PENT 3. O Turismo na Economia Portuguesa 4. O Segmento de Cruzeiros Turísticos 5. Cruzeiros Turísticos em Portugal Terminais

Leia mais

22/08/12 A CIDADE É O PRINCIPAL LUGAR DE REALIZAÇÃO DA ARQUITETURA ARQUITETURA CIDADE ARQUITETURA CIDADE ARQUITETURA CIDADE PUC GOIÁS PROJETO 1

22/08/12 A CIDADE É O PRINCIPAL LUGAR DE REALIZAÇÃO DA ARQUITETURA ARQUITETURA CIDADE ARQUITETURA CIDADE ARQUITETURA CIDADE PUC GOIÁS PROJETO 1 PUC GOIÁS PROJETO 1 Dragonfly A CIDADE É O PRINCIPAL LUGAR DE REALIZAÇÃO DA ARQUITETURA Paris - França 1 A CIDADE É O PRINCIPAL LUGAR DE REALIZAÇÃO DA ARQUITETURA PLANEJAMENTO URBANO DESENHO URBANO PROJETOS

Leia mais

Desafios da Internacionalização O papel da AICEP. APAT 10 de Outubro, 2015

Desafios da Internacionalização O papel da AICEP. APAT 10 de Outubro, 2015 Desafios da Internacionalização O papel da AICEP APAT 10 de Outubro, 2015 Internacionalização - Desafios Diversificar Mercados Alargar a Base Exportadora 38º PORTUGAL TEM MELHORADO A SUA COMPETITIVIDADE

Leia mais

A Indústria Portuguesa de Moldes

A Indústria Portuguesa de Moldes A Indústria Portuguesa de Moldes A Indústria Portuguesa de Moldes tem vindo a crescer e a consolidar a sua notoriedade no mercado internacional, impulsionada, quer pela procura externa, quer por uma competitiva

Leia mais

Mercados informação de negócios

Mercados informação de negócios Mercados informação de negócios Rússia Oportunidades e Dificuldades do Mercado Março 2012 Índice 1. Oportunidades 3 1.1 Comércio 3 1.2 Investimento de Portugal na Rússia 4 1.3 Investimento da Rússia em

Leia mais

Bahamas Comércio Exterior

Bahamas Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC Bahamas Comércio Exterior Novembro de 215 Tabela 1 Principais Indicadores

Leia mais

A importância da internacionalização no desenvolvimento de base tecnológica e industrial de defesa nacional

A importância da internacionalização no desenvolvimento de base tecnológica e industrial de defesa nacional A importância da internacionalização no desenvolvimento de base tecnológica e industrial de defesa nacional Lisboa, 25 de Janeiro de 2013 A crescente influência dos Estados nas economias emergentes. A

Leia mais

www.pwc.pt Room for growth European cities hotel forecast 2015 e 2016 César Gonçalves Susana Benjamim 6 maio 2015

www.pwc.pt Room for growth European cities hotel forecast 2015 e 2016 César Gonçalves Susana Benjamim 6 maio 2015 www.pwc.pt Room for growth European cities hotel forecast 2015 e 2016 César Gonçalves Susana Benjamim 6 maio 2015 Agenda Enquadramento 1. 2. Outlook 2015/2016 3. 4. 5. 6. Slide 2 Enquadramento 1º 2º 3ª

Leia mais

Análise de Mercados Potenciais APRO Filmes Publicitários 2010/2011

Análise de Mercados Potenciais APRO Filmes Publicitários 2010/2011 Análise de Mercados Potenciais APRO Filmes Publicitários 2010/2011 Elaborado pela: Unidade de Inteligência Comercial - ic@apexbrasil.com.br Apex-Brasil Tel: +55 61 3426.0202 Fax: +55 61 3426.0263 www.apexbrasil.com.br

Leia mais

Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro

Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro - 2º Congresso Florestal do Tocantins - André Luiz Campos de Andrade, Me. Gerente Executivo de Economia e Mercados do Serviço Florestal

Leia mais

Cidades: O Que Fazer? Competitividade e Desenvolvimento Sustentável no Brasil Senado Federal Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20 e do

Cidades: O Que Fazer? Competitividade e Desenvolvimento Sustentável no Brasil Senado Federal Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20 e do Cidades: O Que Fazer? Competitividade e Desenvolvimento Sustentável no Brasil Senado Federal Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20 e do regime internacional sobre mudanças climáticas Brasília,

Leia mais

PORTARIA Nº 174, de 06 de DEZEMBRO de 2012

PORTARIA Nº 174, de 06 de DEZEMBRO de 2012 PORTARIA Nº 174, de 06 de DEZEMBRO de 2012 Dispõe sobre o pagamento de bolsas e auxílios e a instituição do Adicional Localidade no âmbito dos programas e ações de fomento geridos pela Diretoria de Relações

Leia mais

ARGENTINA Comércio Exterior

ARGENTINA Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC ARGENTINA Comércio Exterior Agosto de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios A importância da economia paulista transcende as fronteiras brasileiras. O Estado é uma das regiões mais desenvolvidas de toda a América

Leia mais

FÓRUM ESTADÃO BRASIL COMPETITIVO COMÉRCIO EXTERIOR

FÓRUM ESTADÃO BRASIL COMPETITIVO COMÉRCIO EXTERIOR FÓRUM ESTADÃO BRASIL COMPETITIVO COMÉRCIO EXTERIOR PAINEL 1 COMO AUMENTAR A PARTICIPAÇÃO DO PAÍS NO COMÉRCIO INTERNACIONAL E A COMPETITIVIDADE DOS PRODUTOS BRASILEIROS JOSÉ AUGUSTO DE CASTRO São Paulo,

Leia mais

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS www.prochile.gob.cl O Chile surpreende pela sua variada geografia. Suas montanhas, vales, desertos, florestas e milhares de quilômetros de costa, o beneficiam

Leia mais

Porque é que o Turismo. é essencial para a Economia Portuguesa?

Porque é que o Turismo. é essencial para a Economia Portuguesa? Porque é que o Turismo é essencial para a Economia Portuguesa? 14 milhões de hóspedes Vindos do Reino Unido, Alemanha, Espanha, França, Brasil, EUA Num leque de países que alarga ano após ano. 9,2 % do

Leia mais

Setor de Incorporadoras no Brasil. Junho, 2012

Setor de Incorporadoras no Brasil. Junho, 2012 Setor de Incorporadoras no Brasil Junho, 2012 Agenda Mercado Imobiliário Brasileiro - 2011 Desempenho das Incorporadoras Listadas Fundamentos do Setor 2 Mercado Imobiliário Brasileiro - 2011 VGV Lançado

Leia mais

APRESENTAÇÃO. 1 Sobre a INFRAMERICA 2 Aeroporto de Brasília 3 Obras emergenciais 4 Obras de ampliação

APRESENTAÇÃO. 1 Sobre a INFRAMERICA 2 Aeroporto de Brasília 3 Obras emergenciais 4 Obras de ampliação APRESENTAÇÃO 1 Sobre a INFRAMERICA 2 Aeroporto de Brasília 3 Obras emergenciais 4 Obras de ampliação Sobre a INFRAMERICA Quem somos Engevix Infravix (50%) Corporácion América (50%) Inframérica (51%) Infraero

Leia mais

Bem-vindo a bordo da Etihad Airways

Bem-vindo a bordo da Etihad Airways Bem-vindo a bordo da Etihad Airways Volte a desfrutar a magia das viagens aéreas Como uma empresa recémchegada e cheia de energia para inovar, apresentamos um ponto de vista diferente: um novo olhar para

Leia mais

Conferência Alemanha Europeia / Europa Alemã. 26 de novembro de 2014

Conferência Alemanha Europeia / Europa Alemã. 26 de novembro de 2014 Conferência Alemanha Europeia / Europa Alemã 26 de novembro de 2014 1. Empresas Alemãs em Portugal 2. Investimento Direto Alemão em Portugal 3. Exportação / Importação 1. Empresas Alemãs em Portugal Perspetiva

Leia mais

Oferecer oportunidade de estudo e estágio a discentes brasileiros em universidades de excelência;

Oferecer oportunidade de estudo e estágio a discentes brasileiros em universidades de excelência; UM PROGRAMA ESPECIAL DE MOBILIDADE INTERNACIONAL EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA e INOVAÇÃO Objetivos do Programa Oferecer oportunidade de estudo e estágio a discentes brasileiros em universidades de excelência;

Leia mais

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia Descrição do Sistema de Franquia Franquia é um sistema de distribuição de produtos, tecnologia e/ou serviços. Neste sistema uma empresa detentora de know-how de produção e/ou distribuição de certo produto

Leia mais

Viena Uma cidade onde pode desfrutar o sucesso Seminário no Brasil BRASÍLIA 26.10.2015 SÃO PAULO 27.10. 2015 BELO HORIZONTE 29.10.2015 RIO DE JANEIRO

Viena Uma cidade onde pode desfrutar o sucesso Seminário no Brasil BRASÍLIA 26.10.2015 SÃO PAULO 27.10. 2015 BELO HORIZONTE 29.10.2015 RIO DE JANEIRO Viena Uma cidade onde pode desfrutar o sucesso Seminário no Brasil BRASÍLIA 26.10.2015 SÃO PAULO 27.10. 2015 BELO HORIZONTE 29.10.2015 RIO DE JANEIRO 30.10.2015 Isto é o que talvez já saiba sobre Viena

Leia mais

Internacionalização da Economia Portuguesa e a Transformação da Indústria Portuguesa. Coimbra, 19 de Novembro de 2010

Internacionalização da Economia Portuguesa e a Transformação da Indústria Portuguesa. Coimbra, 19 de Novembro de 2010 Internacionalização da Economia Portuguesa e a Transformação da Indústria Portuguesa Coimbra, 19 de Novembro de 2010 Enquadramento Enquadramento A importância da Internacionalização na vertente das exportações

Leia mais

Peso da Região de Lisboa no País Peso da Cidade de Lisboa no País 29%

Peso da Região de Lisboa no País Peso da Cidade de Lisboa no País 29% www.cm-lisboa.pt Peso da Região de Lisboa no País Peso da Cidade de Lisboa no País 3% 0,1% 27% 5% 29% 9% Área População Empresas não financeiras 36% 30% 38% 16% 21% 31% Pessoal ao serviço nas empresas

Leia mais

crítico reter profissionais? Por que está tão

crítico reter profissionais? Por que está tão Por que está tão crítico reter profissionais? Retenção é um tema recorrente nas empresas. Como a maioria dos assuntos relacionados à gestão de pessoas, não existe uma fórmula mágica. Estudo conduzido pelo

Leia mais

Comércio (Países Centrais e Periféricos)

Comércio (Países Centrais e Periféricos) Comércio (Países Centrais e Periféricos) Considera-se a atividade comercial, uma atividade de alto grau de importância para o desenvolver de uma nação, isso se dá pela desigualdade entre o nível de desenvolvimento

Leia mais

PARA O SEU FUTURO O PONTAPÉ INICIAL PARA A CARREIRA DE JOVENS TALENTOS NA SUA EMPRESA. Iniciativa e promoção

PARA O SEU FUTURO O PONTAPÉ INICIAL PARA A CARREIRA DE JOVENS TALENTOS NA SUA EMPRESA. Iniciativa e promoção GOL PARA O SEU FUTURO O PONTAPÉ INICIAL PARA A CARREIRA DE JOVENS TALENTOS NA SUA EMPRESA Iniciativa e promoção Governo do Estado da Baviera Bayerische Staatsregierung Centros de Formação Profissional

Leia mais

Estratégia de Especialização Inteligente para a Região de Lisboa

Estratégia de Especialização Inteligente para a Região de Lisboa Diagnóstico do Sistema de Investigação e Inovação: Desafios, forças e fraquezas rumo a 2020 FCT - A articulação das estratégias regionais e nacional - Estratégia de Especialização Inteligente para a Região

Leia mais

O País que Queremos Ser Os fatores de competitividade e o Plano Brasil Maior

O País que Queremos Ser Os fatores de competitividade e o Plano Brasil Maior O País que Queremos Ser Os fatores de competitividade e o Plano Brasil Maior Alessandro Golombiewski Teixeira Secretário-Executivo São Paulo, agosto de 2012 Introdução 1 Contexto Econômico Internacional;

Leia mais

Crescimento Econômico. Professor Afonso Henriques Borges Ferreira

Crescimento Econômico. Professor Afonso Henriques Borges Ferreira Crescimento Econômico Professor Afonso Henriques Borges Ferreira PIB do Brasil 1947 / 2006 R$ de 1980 PIB do Brasil tendência linear Y t = Y 0 e rt ln Y t = ln Y 0 + rt 3 2 1 0-1 50 55 60 65 70 75 80 85

Leia mais

www.aprendereuropa.pt / www.eurocid.pt União Europeia Estados-Membros: 28 População: 507 milhões de habitantes Superfície: + de 4 milhões km2

www.aprendereuropa.pt / www.eurocid.pt União Europeia Estados-Membros: 28 População: 507 milhões de habitantes Superfície: + de 4 milhões km2 União Europeia Estados-Membros: 28 População: 507 milhões de habitantes Superfície: + de 4 milhões km2 Bélgica (Belgique) Capital: Bruxelas (Bruxelles Brussel) População: 11.094,8 milhões de habitantes*

Leia mais

17ª TRANSPOSUL FEIRA E CONGRESSO DE TRANSPORTE E LOGÍSTICA

17ª TRANSPOSUL FEIRA E CONGRESSO DE TRANSPORTE E LOGÍSTICA 17ª TRANSPOSUL FEIRA E CONGRESSO DE TRANSPORTE E LOGÍSTICA PALESTRA FALTA DE COMPETITIVIDADE DO BRASIL FRENTE AO MERCADO EXTERNO JOSÉ AUGUSTO DE CASTRO Porto Alegre, 24 de JUNHO de 2015 2 - TEORIAS No

Leia mais

Inovação no Brasil nos próximos dez anos

Inovação no Brasil nos próximos dez anos Inovação no Brasil nos próximos dez anos XX Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas XVIII Workshop ANPROTEC Rodrigo Teixeira 22 de setembro de 2010 30/9/2010 1 1 Inovação e

Leia mais

Serviços da AICEP no apoio à internacionalização de empresas QUIDGEST Dia do Parceiro 2011. Lisboa, 2 de Junho de 2011

Serviços da AICEP no apoio à internacionalização de empresas QUIDGEST Dia do Parceiro 2011. Lisboa, 2 de Junho de 2011 Serviços da AICEP no apoio à internacionalização de empresas QUIDGEST Dia do Parceiro 2011 Lisboa, 2 de Junho de 2011 1. A aicep Portugal Global 2. Rede Nacional e Lojas da Exportação 3. Rede Externa 4.

Leia mais

Os Desafios do Estado na implementação dos Parques Tecnológicos

Os Desafios do Estado na implementação dos Parques Tecnológicos Os Desafios do Estado na implementação dos Parques Tecnológicos Marcos Cintra Subsecretário de Ciência e Tecnologia Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia Outubro/2013 Brasil 7ª

Leia mais

Conjuntura do Comércio Exterior - Crise Mundial

Conjuntura do Comércio Exterior - Crise Mundial BANCO DO BRASIL S/A Gerência Regional de Apoio ao Comércio Exterior Belo Horizonte MG Conjuntura do Comércio Exterior - Crise Mundial América do Norte Miami Nova Iorque Chicago Los Angeles Washington México

Leia mais

A SUA EMPRESA PRETENDE EXPORTAR? - CONHEÇA O ESSENCIAL E GARANTA O SUCESSO DA ABORDAGEM AO MERCADO EXTERNO

A SUA EMPRESA PRETENDE EXPORTAR? - CONHEÇA O ESSENCIAL E GARANTA O SUCESSO DA ABORDAGEM AO MERCADO EXTERNO A SUA EMPRESA PRETENDE EXPORTAR? - CONHEÇA O ESSENCIAL E GARANTA O SUCESSO DA ABORDAGEM AO MERCADO EXTERNO PARTE 03 - MERCADOS PRIORITÁRIOS Introdução Nas últimas semanas dedicamos a nossa atenção ao

Leia mais

A única empresa operando, de forma integrada com foco em planejamento e inovação, a mídia do aeroporto mais movimentado da América Latina, o GRU

A única empresa operando, de forma integrada com foco em planejamento e inovação, a mídia do aeroporto mais movimentado da América Latina, o GRU MAIO 2015 A única empresa operando, de forma integrada com foco em planejamento e inovação, a mídia do aeroporto mais movimentado da América Latina, o GRU Airport. Fluxo de Passageiros 2014 Doméstico e

Leia mais

OS NÚMEROS DA CRISE CAPÍTULO I

OS NÚMEROS DA CRISE CAPÍTULO I CAPÍTULO I OS NÚMEROS DA CRISE A crise de 1929 consistiu, acima de tudo, numa queda generalizada da produção em quase todo o mundo industrializado (com exceção da URSS e do Japão). Convém primeiro entendê-la

Leia mais

UNWTO. World Tourism Barometer January August 2015. Análise e resultados estatísticos Turismo Mundial

UNWTO. World Tourism Barometer January August 2015. Análise e resultados estatísticos Turismo Mundial UNWTO World Tourism Barometer January August 2015 Análise e resultados estatísticos Turismo Mundial ÍNDICE Chegada de Turistas Internacionais ao Mundo e às Macro-regiões TOP 50 Chegadas de Turistas por

Leia mais

Uma das maiores áreas territoriais de Portugal, com uma fronteira terrestre internacional de 568 km e um perímetro da linha de costa de 142 km

Uma das maiores áreas territoriais de Portugal, com uma fronteira terrestre internacional de 568 km e um perímetro da linha de costa de 142 km As Regiões de - Região O Território Porquê o? Uma das maiores áreas territoriais de, com uma fronteira terrestre internacional de 568 km e um perímetro da linha de costa de 142 km Area (km 2 ): 21.286

Leia mais

Fevereiro Março Abril Maio Junho. Local: Alemanha Local: Estados Unidos Local: Rússia Local: São Paulo Local: Polônia e Alemanha

Fevereiro Março Abril Maio Junho. Local: Alemanha Local: Estados Unidos Local: Rússia Local: São Paulo Local: Polônia e Alemanha Fevereiro Março Abril Maio Junho AçÕes 2015 Feira Fruit Logistica* SXSW* Fórum de Eficiência Energética APAS 2015 Europa Alemanha Rússia São Paulo Polônia e Alemanha Dias: 4 a 6 FI Dias: 13 a 17 ME Dias:

Leia mais

'DWD 7HPD $FRQWHFLPHQWR

'DWD 7HPD $FRQWHFLPHQWR 'DWD 7HPD $FRQWHFLPHQWR 22/01 Economia 25/01 Comércio Internacional 26/01 Taxas de Juro 29/01 Economia 31/01 Desemprego 31/01 Investimento Banco de Portugal divulgou Boletim Estatístico Janeiro 2007 http://epp.eurostat.ec.europa.eu/pls/portal/docs/page/pgp_prd_cat_prerel/pge_cat_prerel_year_2007/pge_

Leia mais

HAITI Comércio Exterior

HAITI Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC HAITI Comércio Exterior Outubro de 2015 Tabela 1 Principais Indicadores

Leia mais

OBJETO DA AUDIÊNCIA AVISO DE AUDIÊNCIA PÚBLICA CONCESSÃO ONEROSA DE MOBILIÁRIO URBANO

OBJETO DA AUDIÊNCIA AVISO DE AUDIÊNCIA PÚBLICA CONCESSÃO ONEROSA DE MOBILIÁRIO URBANO 13/01/12 OBJETO DA AUDIÊNCIA AVISO DE AUDIÊNCIA PÚBLICA CONCESSÃO ONEROSA DE MOBILIÁRIO URBANO A SÃO PAULO OBRAS SPObras faz saber que nos termos do Art. 39 da Lei Nº 8.666/93 e demais legislações aplicáveis

Leia mais

Sede Nacional Sede N a N ci c o i nal l - SP

Sede Nacional Sede N a N ci c o i nal l - SP Brasil: Potência ou Colônia? Uma reflexão necessária... Sede Nacional Sede Nacional -SP Fundação: 1937- origem em um sindicato têxtil; Possui 1.500 empresas associadas e representa 4,5 mil empresas; O

Leia mais

IV ENAServ - Encontro Nacional de Comércio Exterior de Serviços. São Paulo, 25 de junho de 2013

IV ENAServ - Encontro Nacional de Comércio Exterior de Serviços. São Paulo, 25 de junho de 2013 2013 IV ENAServ - Encontro Nacional de Comércio Exterior de Serviços São Paulo, 25 de junho de 2013 BALANÇA BRASILEIRA DE COMÉRCIO EXTERIOR DE SERVIÇOS* - US$ Bilhões 2011 2012 Δ% 2012/2011 Exportações

Leia mais

Chile um sócio a longo prazo. Pedro Asenjo Comitê de Investimentos Estrangeiros

Chile um sócio a longo prazo. Pedro Asenjo Comitê de Investimentos Estrangeiros Chile um sócio a longo prazo Pedro Asenjo Comitê de Investimentos Estrangeiros Um sócio a longo prazo Nova política de atração de IED Temas Um ambiente de negócios maduro País de oportunidades Investimento

Leia mais

Educação, Ciência e Tecnologia e Desenvolvimento FERNANDA DE NEGRI MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR

Educação, Ciência e Tecnologia e Desenvolvimento FERNANDA DE NEGRI MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR Educação, Ciência e Tecnologia e Desenvolvimento FERNANDA DE NEGRI MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NO BRASIL INDÚSTRIA DIVERSIFICADA... outros; 18,8% Alimentos

Leia mais

Começar Global e Internacionalização

Começar Global e Internacionalização Começar Global e Internacionalização Artur Alves Pereira Assessor do Conselho de Administração, AICEP Portugal Global Fevereiro 06, 2014 1 A aicep Portugal Global Missão. A aicep Portugal Global é uma

Leia mais

Mercado em Foco: Chile

Mercado em Foco: Chile Mercado em Foco: Chile EXPOMIN, 2014 Breve estudo com informações sobre as perspectivas de negócios da economia do Chile. Apresentamos também uma análise do comércio exterior de máquinas e equipamentos

Leia mais