RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO CONTEXTUALIZAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO CONTEXTUALIZAÇÃO"

Transcrição

1 Informações gerais da avaliação: Protocolo: Código MEC: Código da Avaliação: Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Intrumento: 48 Instrumento de Avaliação para Fins de Autorização de Curso de Direito Tipo de Avaliação: Avaliação de Regulação Nome/Sigla da IES: FACULDADE MAUÁ DE BRASÍLIA MAUADF Endereço da IES: campus EPTG CA Vicente Pires, 54 Taguatinga. Brasília DF. CEP: Curso(s) / Habilitação(ões) sendo avaliado(s): DIREITO Informações da comissão: N de Avaliadores: 2 Data de Formação: 01/12/ :57:06 Período de Visita: 1/12/2009 a 16/12/2009 Situação: Visita Concluída Avaliadores "ad hoc": (Jorge Adolfo Silva) > coordenador(a) da comissão (Clovis Demarchi) Instituição: CONTEXTUALIZAÇÃO O Instituto Mauá de Pesquisa e Educação, com CNPJ n.º / , localizado junto ao C. A. Vicente Pires, n. 54, Bairro Taguatinga Norte, CEP , Brasília DF, com endereço eletrônico: possui atos constitutivos registrados na Junta Comercial do Distrito Federal, sob número NIRC O Instituto é o mantenedor da Faculdade Mauá de Brasília MAUADF. A mantida está localizada no mesmo endereço da mantenedora. A Faculdade Mauá de Brasília foi credenciada pela Portaria MEC 2.88, de 05 de julho de 2005, publicada no D.O.U. em 07 de julho de 2005, p.128. O Distrito Federal em geral e Brasília, em particular, despontam como pólo turístico regional, nacional e internacional o que pressupõe o incremento do desenvolvimento econômico e social da Região. A economia do Distrito Federal apresenta dois segmentos muito bem definidos: o setor público, propriamente dito, e segmentos de serviço que o cercam, como as indústrias hoteleira, de diversões, do turismo, da moda, da produção de bens de consumo e outras similares. O Distrito Federal apresenta hoje o melhor padrão de ensino público do Brasil e mantém o mesmo nível dos grandes centros polarizadores, Rio de Janeiro e São Paulo, quando o foco é o ensino privado. Brasília é uma metrópole com mais de dois milhões de habitantes, onde a busca da formação em nível superior constitui aspiração da população dos diferentes níveis sócio econômicos, não somente da que é proveniente das classes alta e média. Conforme o PDI, a Missão da Faculdade Mauá de Brasília é produzir e disseminar conhecimentos humanísticos, científicos e tecnológicos, que possibilitem ao indivíduo amplo domínio de competências intelectuais e operativas, como instrumentos de conquista da cidadania pelo trabalho. De acordo com o PDI, tem entre os seus objetivos: a) estimular a criação cultural e o desenvolvimento do espírito científico 1/7

2 e do pensamento reflexivo; b) formar profissionais, nas diferentes áreas de conhecimento, aptos para a inserção em setores profissionais e para a participação no desenvolvimento da sociedade brasileira; c) incentivar o trabalho de pesquisa e investigação científica, visando o desenvolvimento da ciência e da tecnologia e da criação e difusão da cultura e, desse modo, desenvolver o entendimento do homem no meio em que vive; d) promover a divulgação de conhecimentos culturais científicos e técnicos que constituem patrimônio da humanidade e comunicar o saber através do ensino, de publicações e de outras formas de comunicação; e) estimular o conhecimento dos problemas do mundo presente, em particular os nacionais e regionais, prestar serviços especializados à comunidade e estabelecer com ela uma relação de reciprocidade. A IES possui 0 (três) cursos autorizados, sendo eles: Administração, Portaria 289, de 05 de julho de 2005, publicada no DOU 12, de 07 de julho de 2005, p. 129, Artes Visuais, Portaria 615 de 1 de setembro de 2006, publicada no DOU 178, de 15 de setembro de 2006, p.26 e Letras, Portaria 614, de 1 de setembro de 2006, publicada no DOU 178, de 15 de setembro de 2006, p.26. Destes cursos, somente o de Administração está reconhecido, conforme Portaria 287, de 06 de março de 2009, publicada no DOU de 09 de março de 2009, p. 17. A IES ocupa um terreno com área de (cinquenta mil) m2., sendo (oito mil e quinhentos) m2 de área construída, conta com 17 salas de aula. Possui 22 (vinte e dois) professores e 19 (dezenove) funcionários técnico administrativos. Possui atualmente 29 (trezentos e vinte e nove) alunos matriculados, uma biblioteca com 98 títulos, 14 periódicos e mais de exemplares. Em 2006 foi criada a CPA nos termos da legislação do SINAES. A IES conta com parcerias firmadas com mais de 100 (cem) empresas e instituições governamentais. As parcerias têm por finalidade a promoção de estágios curriculares, bem como descontos nas mensalidades dos alunos. Curso: O curso visando autorização é o de Direito Bacharelado. O endereço do curso a ser ofertado pela Faculdade Mauá é: C. A. Vicente Pires, n. 54, Bairro Taguatinga Norte, CEP , Brasília DF, com endereço eletrônico: O curso será ofertado na modalidade presencial. A carga horária total do curso é de 910 horas (relógio), sendo 40 horas de disciplinas obrigatórias, 280 horas de estágio supervisionado obrigatório e 200 horas de atividades complementares. O tempo mínimo de integralização da carga horária é de cinco anos (10 semestres) e o tempo máximo é de oito anos (16 semestres). A solicitação é de 100 (cem) vagas semestrais, totalizando 200 (duzentas) vagas anuais. Os turnos propostos para a oferta são o matutino e o noturno, com número igual de vagas, ou seja 50 a cada semestre, totalizando 100 por ano em cada turno. As disciplinas teóricas estão previstas com no máximo 50 (cinquenta) alunos e as disciplinas práticas possuem a previsão de no máximo 25 (vinte e cinco) alunos. Síntese da ação preliminar à avaliação: SÍNTESE DA AÇÃO PRELIMINAR À AVALIAÇÃO A Faculdade Mauá de Brasília apresenta no PPC que seu curso de Direito é vocacionado para a formação de profissionais dotados de alto perfil de empregabilidade, com fundamentos em um quotidiano construído coletivamente pelos professores, alunos e pessoal técnico administrativo, com apoio da mantenedora. Procurando atender a esta vocação, observa se que IES buscou atender ao disposto na Resolução 009/2004 do CNE/MEC. O curso apresenta uma vertente para a Vitimologia e seus reflexos aos diversos ramos do Direito. Observa se na Matriz Curricular que as disciplinas propedêuticas encontram se diluídas (espalhadas) no decorrer do curso, diferente da maioria das matrizes curriculares que procuram intensificar estas disciplinas nos primeiros períodos. A proposta do Curso apresenta uma séria preocupação com a questão prática. Teoria na Prática e Prática na Teoria, apresentando atividades e contatos com a prática do operador jurídico já no primeiro período. Quanto à formação do profissional, observa se que do total de 12 (doze) docentes apresentados, 07 (sete) possuem graduação em Direito e apresentam experiência prática profissional, o que poderá contribuir na formação profissional com sólida formação teórica, habilidades interpessoais e extremamente sensível ao ambiente econômico e social. Entende se, como resultado das entrevistas e dos documentos apresentados "in loco", que o corpo administrativo e docente está bem integrado aos objetivos institucionais para o oferecimento do curso de Direito. Nome do Docente Titulação Regime Trabalho DOCENTES Vínculo Empregatício ANTONIO FERREIRA LIMA Mestrado Integral CLT 0 Mês(es) Tempo de vínculo initerrupto do docente com o curso Antônio Frota Neves Mestrado Parcial CLT 2/7

3 Antônio Frota Neves Mestrado Parcial CLT ARIANA TIMBÓ MOTA Doutorado Integral CLT GILMARA CAMPOS MELO Especialização Integral CLT JULIO CESAR BENEDITO Doutorado Integral CLT MÁRCIO PEREIRA DIAS Mestrado Parcial CLT RUBEM JOSÉ BOFF Doutorado Integral CLT SAINT CLAIR CARDOSO DE ARAÚJO SERGIO ROBERTO PORTO DE ALMEIDA Mestrado Horista CLT Doutorado Integral CLT Dimensão 1: Organização Didático Pedagógica CATEGORIAS AVALIADAS 1.1. Projeto do curso: aspectos gerais Observando que, conforme PPC, o objetivo geral do curso é o de formar profissionais dotados do perfil compatível com o estabelecido pelas Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de Direito, dotando os do nível máximo de empregabilidade, seja no que tange às carreiras típicas do Direito ou ao exercício da militância advocatícia. Faz parte deste mister o desenvolvimento da capacidade para produzir conhecimento, para realimentar o ciclo de evolução teórico prática da ciência jurídica", bem como, analisando os diversos objetivos específicos propostos para o curso, avalia se que os mesmos se apresentam suficientemente definidos, indicando os compromissos institucionais em relação ao ensino, à pesquisa e à extensão, ao perfil do egresso e às diretrizes curriculares nacionais. Em relação ao número de vagas proposto, observando a dimensão do corpo docente bem como as condições de infraestrutura, avalia se que o número solicitado, ou seja, 50 (cinquenta) vagas no período matutino e 50 (cinquenta) no período noturno, totalizando 100 (cem) vagas semestrais e 200 (duzentas) anuais, apresenta se de forma adequada Objetivos do curso Número de Vagas 1.2. Projeto do curso: formação A distribuição das unidades curriculares se apresenta suficientemente coerente com o perfil do egresso. Os docentes apresentam se com formação pertinente a cada atividade. A carga horária encontra se suficientemente dimensionada ao proposto na matriz curricular, contemplando todas as atividades do curso. Os conteúdos curriculares se apresentam suficientemente relevantes, atualizados e coerentes com os objetivos do curso e com o perfil do egresso. A metodologia definida atende adequadamente ao proposto. Avalia se que atende de forma adequada a um processo de interdisciplinaridade, de desenvolvimento do espírito científico e na busca da formação de um sujeito autônomo e cidadão. Há uma grande preocupação, conforme PPC, de trabalhar a questão prática da atividade jurídica. "Teoria na prática e prática na teoria". O PPC define um programa sistemático de atendimento extra classe ao discente. A IES possui um Núcleo de Atendimento ao Discente. O atendimento neste núcleo é realizado por profissional que possui espaço físico próprio bem como carga horária definida. A IES já possui também um sistema de nivelamento e oferta em regime especial de conteúdos necessários à formação profissional. Este nivelamento possui professor designado com carga horária específica Matriz curricular Conteúdos curriculares Metodologia Atendimento ao discente CONSIDERAÇÕES SOBRE A DIMENSÃO 1 Conforme PPC, avalia se que os objetivos se apresentam adequadamente definidos, indicando os compromissos institucionais em relação ao ensino, à extensão, bem como ao perfil do egresso e às diretrizes curriculares nacionais. Destaca se, conforme PPC, o alcance dos objetivos quanto à dimensão institucional; social; política e geográfica, bem como apresenta a relação dos objetivos com o perfil do egresso e com as diretrizes curriculares estabelecidas pela resolução CNE/CES 009/2004. Em relação ao número de vagas proposto e observando a dimensão do corpo docente, bem como as condições de infraestrutura, avalia se que o número solicitado, ou seja, 50 (cinquenta) vagas no período matutino e 50 (cinquenta) no período noturno, totalizando 100 (cem) vagas semestrais e 200 (duzentas) anuais, apresenta se de forma adequada. A distribuição das unidades curriculares se apresenta suficientemente coerente com o perfil do egresso. Os docentes apresentam se com formação pertinente a cada atividade. A carga horária encontra se suficientemente dimensionada ao proposto na matriz curricular, contemplando todas as atividades do curso. Os conteúdos curriculares apresentam se suficientemente relevantes, atualizados e coerentes com os objetivos do curso e com o perfil do egresso. A metodologia definida atende adequadamente ao proposto. Avalia se que atende de forma adequada a um processo de interdisciplinaridade, de desenvolvimento do espírito científico e na busca da formação de um sujeito autônomo e cidadão. A /7

4 atividade prática no desenvolvimento do curso é uma preocupação que está estampada tanto no PPC como pela distribuição das disciplinas na Matriz Curricular. O PPC define um programa sistemático de atendimento extra classe ao discente. A IES possui um Núcleo de Atendimento ao Discente. O atendimento neste núcleo é realizado por profissional que possui espaço físico próprio bem como carga horária definida. A IES já possui também um sistema de nivelamento e oferta em regime especial de conteúdos necessários à formação profissional. Este nivelamento possui professor designado e com carga horária específica. Dimensão 2: Corpo docente Conceito da Dimensão Administração acadêmica 2 O NDE é composto pela coordenadora do curso e por 25% dos docentes previstos para os dois primeiros anos, com contrato de trabalho já firmado com a IES, participação insuficiente na elaboração do Projeto Pedagógico do Curso. Cinquenta por cento (50%) do NDE possui titulação acadêmica obtida em programas de pós graduação stricto sensu e, destes, 50% são doutores. Vinte e cinco por cento (25%) (um docente) do NDE possui graduação em direito. A coordenadora possui graduação e mestrado em direito. O título de doutorado, apresentado pela coordenadora, não foi considerado por não estar com validação no Brasil. O título foi obtido junto a Universidad del Museo Social Argentino. A Coordenadora possui experiência de magistério superior e de gestão acadêmica. Conforme pôde ser deduzido da reunião com os professores e o NDE, apesar do grupo não ter participado, efetivamente, na elaboração do projeto, há claro comprometimento e responsabilidade com a implantação do Curso Composição do NDE (Núcleo docente estruturante) Titulação do NDE Formação acadêmica NDE Titulação e formação do coordenador do curso Formação acadêmica e profissional dos docentes 4 O corpo docente previsto para os dois primeiros anos do curso é formado por 12 (doze) docentes. Dos quais, 07 (sete) são bacharéis em Direito. Do corpo docente apresentado, 11(onze) docentes, ou seja, 91,67% possuem titulação obtida em programas de pósgraduação stricto sensu, e, destes, 4 (quatro) são doutores. Se considerado o índice de 60%, equivalente a oito (8) docentes, e o quantum de quatro (4) com titulação de doutor, verifica se que dos oito (8), cinquenta por cento quatro (4), portanto têm doutorado. Entre os doze (12) docentes indicados para os dois primeiros anos do curso, oito (8) têm previsão de contratação em regime de tempo parcial ou integral e, destes, seis (6) ou 75%, de tempo integral. Setenta e cinco por cento (75%) dos docentes previstos para os dois (2) primeiros anos do curso têm mais de quatro (4) anos de experiência acadêmica no ensino superior. Os doze docentes têm, em média, 6,75 anos de experiência acadêmica no ensino superior. Todos os docentes possuem experiência profissional na área, além da atividade docente Titulação do corpo docente Regime de trabalho do corpo docente Tempo de experiência de magistério superior ou experiência profissional do corpo docente Condições de trabalho O total de vagas para os três primeiros anos é de 600 e o número de docentes equivalentes a tempo integral é de 8,9. Portanto, a relação vagas/docente equivalente a tempo integral, previstos para os primeiros anos do curso, é de 67/1 (67,42/1). O projeto do curso prevê o desenvolvimento de pesquisa, com participação de estudantes (iniciação científica) e os docentes previstos para os três () primeiros anos do curso têm em média, nos últimos três () anos,duas (2) produções por docente. A previsão de alunos por turma em disciplina teórica é de 50/1. O número de disciplinas previstas para os dois (2) primeiros anos de curso é de 28 disciplinas e o número de docentes, doze (12). Portanto, o número médio de disciplinas por docente, nos dois primeiros anos de curso é de 2, Número de alunos por docente equivalente a tempo integral no curso Pesquisa e produção científica Número de alunos por turma em disciplina teórica Número médio de disciplinas por docente 5 CONSIDERAÇÕES SOBRE A DIMENSÃO 2 O NDE é composto pela coordenadora do curso e por 25% dos docentes previstos para os dois primeiros anos, com contrato de trabalho já firmado com a IES, mas com participação insuficiente na elaboração do Projeto Pedagógico do Curso. Constaou se, durante as reuniões, uma clara responsabilidade com a implantação do mesmo. Cinquenta por cento (50%) do NDE possui titulação acadêmica obtida em programas de pós graduação stricto sensu e, destes, 50% são doutores. Para a substituição de duas (2) professoras que solicitaram desvinculação do projeto, foram incluídos na proposta: 1. Ana Maria Benavides Kotlinski, CPF , Bacharel em Direito e Mestre. Apresentou título de Doutora (ainda não validado no Brasil, por isso não foi considerado na análise), tempo integral, contrato trabalho, disciplinas a lecionar: Direito 4/7

5 validado no Brasil, por isso não foi considerado na análise), tempo integral, contrato trabalho, disciplinas a lecionar: Direito Processual I e Direitos Difusos I. Esta docente também assumirá a Coordenação do Curso; 2. Elias Carlos Seleme Dora, CPF , Bacharel e Mestre em Direito, horista, contrato trabalho, disciplinas a lecionar: Teoria da Constituição, Direito Processual Civil II e III; e. José Miranda de Siqueira, , Bacharel e Mestre em Direito, horista, contrato trabalho, disciplinas a lecionar: Teoria Geral do Direito Civil I e II e Direito ConstitucionalI. Vinte e cinco por cento (25%) (um docente) do NDE possui graduação em direito. A coordenadora tem experiência de magistério superior e de gestão acadêmica. Do total de docentes, 07 (sete) são bachareis em Direito, 11 (onze), ou seja, 91,67% possuem titulação obtida em programas de pós graduação stricto sensu, e, destes, 4 (quatro) são doutores. Se considerado o índice de 60%, equivalente a oito (8) docentes, e o quantum de quatro (4) com titulação de doutor, verifica se que dos oito (8), cinquenta por cento quatro (4), portanto têm doutorado. Entre os doze (12) docentes indicados para os dois primeiros anos do curso, oito (8) têm previsão de contratação em regime de tempo parcial ou integral e, destes, seis (6) ou 75% de tempo integral. Setenta e cinco por cento (75%) dos docentes previstos para os dois (2) primeiros anos do curso têm mais de quatro (4) anos de experiência acadêmica no ensino superior. Os doze docentes têm, em média, 6,75 anos de experiência acadêmica no ensino superior. Todos os docentes possuem experiência profissional na área, além da atividade docente. O total de vagas para os três primeiros anos é de 600 e o número de docentes equivalentes a tempo integral é de 8,9. Portanto, a relação vagas/docente equivalente a tempo integral, previstos para os primeiros anos do curso, é de 67/1 (67,42/1). O projeto do curso prevê o desenvolvimento de pesquisa, com participação de estudantes (iniciação científica) e os docentes previstos para os três () primeiros anos do curso têm em média, nos últimos três () anos, duas (2) produções por docente. A previsão de alunos por turma em disciplina teórica é de 50/1. O número de disciplinas previstas para os dois (2) primeiros anos de curso é de 28 disciplinas e o número de docentes, doze (12). Portanto, o número médio de disciplinas por docente, nos dois primeiros anos de curso é de 2,. Dimensão : Instalações Físicas Conceito da Dimensão 2.1. Instalações gerais 4 Quanto às instalações físicas observa se que a IES disponibiliza as instalações para os docentes (sala de professores e de reuniões) com equipamentos que atendem suficientemente as finalidades. Os requisitos de dimensão, limpeza, iluminação, acústica, ventilação, conservação e comodidade estão suficientemente atendidos. A IES disponibiliza gabinete de trabalho ao Coordenador, bem como aos integrantes do NDE, segundo a finalidade. As salas de aula, previstas para o curso de Direito atendem adequadamente aos requisitos de dimensão, limpeza, iluminação, acústica, ventilação, conservação e comodidade para o número de vagas solicitado. A IES possui um total de 17 salas de aula. Possui laboratório de informática com livre acesso aos alunos, totalizando 40 (quarenta) computadores. Observando o número de alunos matriculados na IES, somadas as vagas solicitadas, o acesso a internet banda larga atende plenamente a proporção de um terminal para até 20 alunos Sala de professores e sala de reuniões.1.2. Gabinetes de trabalho para professores.1.. Salas de aula Acesso dos alunos a equipamentos de informática 5.2. Biblioteca A bibliotecária responsável pelas atividades é Maria Juvani Lima Borges, com registro nº junto ao Conselho de Biblioteconomia. A biblioteca está numa área de 200m2, com espaço para estudo em grupo e estudo individualizado, bem como uma área comum de estudo. O acesso a internet está disponibilizado por meio de computadores da própria IES, assim como o aluno possui espaço para acesso por wireless. O acadêmico possui acesso direto às estantes onde se encontram os livros. Há computadores para controle e acesso às informações sobre o acervo. O acervo atende aos programas das disciplinas dos dois primeiros anos do curso, em quantidade suficiente, na proporção de um exemplar para mais de 8 (oito) alunos até 10 (dez) alunos previstos para cada turma, referentes aos títulos indicados na bibliografia básica. Para a bibliografia básica a IES indicou (três) bibliografias. Todas as obras indicadas possuem no mínimo 10 (dez) exemplares. As obras encontram se atualizadas e tombadas junto ao patrimônio da IES. A IES apresentou, também, as notas fiscais de aquisição do acervo. Quanto as indicações de bibliografia complementar, o acervo atende adequadamente ao referido nos programas das disciplinas. Observa se que, além da bibliografia indicada como básica e complementar, encontra se na biblioteca um bom número de obras jurídicas e com boa quantidade para consulta diversa dos acadêmicos. Quanto às assinaturas de periódicos especializados, indexados e correntes, sob a forma impressa ou informatizada, 5/7

6 atendendo a disponibilidade em relação aos últimos três anos, apresenta se num total que está na faixa de 10 (dez) a 14 (quatorze) títulos de doutrina jurídica, distribuídos entre as principais áreas do direito Livros da bibliografia básica Livros da bibliografia complementar Periódicos especializados.. Instalações e laboratórios específicos A IES apresentou regulamento próprio (Núcleo de Prática Jurídica e Atividades Complementares) para as atividades que serão desenvolvidas. Conforme se verifica nos regulamentos, estão previstos o desenvolvimento de atividades e de procedimentos de cunho eminentemente práticos, de forma a possibilitar aos alunos a aplicação dos conhecimentos já obtidos na solução de casos reais, assim como o desenvolvimento de práticas jurídicas simuladas e de visitas orientadas. Observa se que o apresentado demonstra uma perspectiva de atendimento suficiente às demandas do curso. Está prevista, conforme Regulamento do NPJ, a implantação de atividades de arbitragem, negociação, conciliação e mediação, além da possibilidade de atividades jurídicas reais, com perspectiva de suficiente atendimento às necessidades. O espaço específico para a instalação do NPJ está em fase de acabamento. Este espaço possui área de 120 m Núcleo de Prática Jurídica: atividades básicas..2. Núcleo de Prática Jurídica: atividades de arbitragem, negociação e mediação CONSIDERAÇÕES SOBRE A DIMENSÃO A IES ocupa um terreno alugado com área de (cinquenta mil) m2., sendo (oito mil e quinhentos) m2 de área construída. O locador é Geraldo Eustáquio Leão, comerciante, CI SSP DF. O contrato de locação encontra se registrado junto ao 5º Ofício de Notas do Distrito Federal. A construção é composta por dois blocos. A IES conta com 17 salas de aula construídas em bom padrão, em tamanhos variáveis, equipadas com quadro branco, sistema de ventilação, bancadas e cadeiras almofadadas. Há espaço específico para abrigar Coordenação e o NDE em suas necessidades de reunião e atendimento discente, com área aproximada de 40m2. A IES disponibiliza as instalações para os docentes (sala de professores e de reuniões) com computadores, mesa de reuniões e escaninhos. Equipamentos que atendem suficientemente as finalidades. Os requisitos de dimensão, limpeza, iluminação, acústica, ventilação, conservação e comodidade estão suficientemente atendidos. A IES disponibiliza gabinete de trabalho ao Coordenador, bem como aos integrantes do NDE, segundo a finalidade. As salas de aula, previstas para o curso de Direito atendem adequadamente aos requisitos de dimensão, limpeza, iluminação, acústica, ventilação, conservação e comodidade para o número de vagas solicitado. A IES possui laboratório de informática com livre acesso aos alunos. A biblioteca ocupa uma área de 200m2. O espaço específico para a instalação do NPJ está em fase de acabamento. Possui área de 120 m2. REQUISITOS LEGAIS Conceito da Dimensão 4.1. Coerência dos conteúdos curriculares com as Diretrizes Curriculares Nacionais DCN (Parecer CNE/CES 211/2004 e Resolução CNE/CES 09/2004) O currículo apresenta plena coerência com as Diretrizes Curriculares Nacionais? 4.2. Estágio supervisionado (Resolução CNE/CES 09/2004) Sim Está prevista, na matriz curricular e com carga horária adequada, a oferta de estágio supervisionado, com seu respectivo regulamento? 4.. Disciplina optativa de Libras Sim O PPC prevê disciplina optativa de Libras na estrutura curricular do curso? 4.4. Carga horária mínima e tempo mínimo de integralização (Parecer CNE/CES 08/2007 e Resolução CNE/CES 02/2007) O curso prevê carga horária igual ou superior a.700 horas (horas relógio) e tempo mínimo de integralização de 5 anos? [Nos casos em que o curso for ofertado em tempo integral, o Parecer n. 8 do CNE admite tempo de integralização menor do que 5 anos.] 4.5. Condições de acesso para portadores de necessidades especiais (Dec /2004, a vigorar a partir de 2009) A instituição apresenta condições de acesso para portadores de necessidades especiais? 6/7 Sim Sim Sim

7 4.6. Trabalho de Conclusão de Curso (Parecer CNE/CES 211/2004 e Resolução CNE/CES 09/2004) Sim Há previsão de Trabalho de Conclusão de Curso, desenvolvido individualmente, com conteúdo fixado e regulamentação contendo critérios, procedimentos e mecanismos de avaliação e diretrizes técnicas relacionadas à sua elaboração? 4.7. NDE (Núcleo Docente Estruturante) Portaria MEC nº 147/2007 Não O Curso possui NDE (Núcleo Docente Estruturante) responsável pela formulação do projeto pedagógico do curso, sua implementação e desenvolvimento, com titulação em nível de pós graduação stricto sensu, contrato de trabalho que assegure preferencialmente dedicação plena ao curso e experiência docente? O PPC atende as exigênciasda Resolução CNE/CES 09/2004. Os conteúdos curriculares são coerentes com as Diretrizes Curriculares nacionais. O PPC apresenta Estágio Supervisionado a partir do sétimo período com um total de 280 horas. Está presente o regulamento para as atividades, bem como a forma de realização das mesmas. Os cursos de Licenciatura ofertados pela IES possuem a Disciplina de LIBRAS como obrigatória. Nos cursos de Bacharelado esta Disciplina é apresentada como optativa. É o caso para o Curso de Direito, onde na Matriz Curricular é apresentada como Educação Inclusiva 2 Libras, com carga horária de 60 horas. O curso está previsto com 910 horas (relógio), tendo 5 (cinco) anos como tempo mínimo para a integralização e 8 (oito) anos como tempo máximo para a integralização. A IES atende aos requisitos de acessibilidade. Possui rampa para acesso aos espaços do primeiro piso e elevador para acessar o segundo piso. Os banheiros estão plenamente adequados. A IES possui regulamento próprio, destacando forma de realização, avaliação e apresentação do TCC. Na Matriz Curricular está configurado com as disciplinas de Pesquisa Jurídica no 1º (primeiro) e 8º (oitavo) períodos e no 9º (nono) e 10º (décimo) períodos com a Disciplina de Trabalho de Conclusão de Curso 1 e 2, respectivamente. O curso apresenta um NDE, mas que NÃO foi o responsável pela formulação do PPC analisado pela Comissão, conforme pôde ser observado na reunião com os docentes. Os atuais membros do NDE comprometem se com a implantação e desenvolvimento do curso. Os atuais membros do NDE possuem titulação em nível de pósgraduação "stricto sensu" e todos possuem vínculo empregatício com a IES. DISPOSIÇÕES LEGAIS Considerações finais da comissão de avaliadores e Conceito final da Avaliação: CONSIDERAÇÕES FINAIS DA COMISSÃO DE AVALIADORES Esta comissão, formada pelos professores Jorge Adolfo Silva e Clovis Demarchi, tendo realizado as considerações sobre cada uma das três dimensões avaliadas e sobre os requisitos legais, todas integrantes deste relatório e, considerando também os referenciais de qualidade dispostos na legislação vigente (diretrizes da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior e este instrumento) atribuiu os seguintes conceitos por Dimensão: DIMENSÃO CONCEITO Dimensão 1: conceito ; Dimensão 2: conceito ; e Dimensão : conceito. Portanto, a proposta do Curso de Bacharelado em Direito da Faculdade Mauá de Brasília, apresenta um perfil SATISFATÓRIO (conceito final ) de qualidade. CONCEITO FINAL 7/7

D I R E I T O SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES AUTORIZAÇÃO

D I R E I T O SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES AUTORIZAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Superior Sesu Departamento de Supervisão da Educação Superior - Desup Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior- Conaes Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação em Direito (presencial e a distância)

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação em Direito (presencial e a distância) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010

MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010 MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010 Aprova o instrumento de avaliação para reconhecimento de Cursos Pedagogia, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior CONAES Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Diretoria de Avaliação da Educação Superior

Leia mais

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO Portaria nº 808, de 8 de junho de 00. Aprova o instrumento de avaliação para reconhecimento de Cursos Pedagogia, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES. O MINISTRO DE

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Diretoria de Avaliação da Educação Superior - DAES SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação Bacharelados, Licenciaturas e Cursos Superiores de Tecnologia (presencial e a distância)

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação Bacharelados, Licenciaturas e Cursos Superiores de Tecnologia (presencial e a distância) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO: BACHARELADO E LICENCIATURA

AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO: BACHARELADO E LICENCIATURA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior - CONAES Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Diretoria de Avaliação da Educação

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 200710563 Código MEC: 225082 Código da Avaliação: 60025 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status: Validada pela Comissão RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO. 136 - Instrumento de avaliação de reconhecimento dos cursos de graduação - Bacharelados e licenciatura CONTEXTUALIZAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO. 136 - Instrumento de avaliação de reconhecimento dos cursos de graduação - Bacharelados e licenciatura CONTEXTUALIZAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20080705 Código MEC: 331983 Código da Avaliação: 80556 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada Instrumento: RELATÓRIO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Superior Sesu Departamento de Supervisão da Educação Superior - Desup Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos Superiores de Pedagogia

Instrumento de Avaliação de Cursos Superiores de Pedagogia MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior -

Leia mais

Reconhecimento de Curso. Curso. 147 - Instrumento de avaliação de reconhecimento dos cursos de graduação - Bacharelados e licenciatura.

Reconhecimento de Curso. Curso. 147 - Instrumento de avaliação de reconhecimento dos cursos de graduação - Bacharelados e licenciatura. RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201001872 Código MEC: 353375 Código da Avaliação: Ato Regulatório: Categoria Módulo: Status: Intrumento: Tipo de Avaliação: Nome/Sigla

Leia mais

4 Quando o número de vagas proposto corresponde adequadamente à dimensão do corpo

4 Quando o número de vagas proposto corresponde adequadamente à dimensão do corpo MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Regulação e Supervisão da Educação Superior - Desup Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação em Medicina

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação em Medicina MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20135830 Código MEC: 89030 Código da Avaliação: 10993 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Instrumento:

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 24/8/2009, Seção 1, Pág. 16. Portaria n 816, publicada no D.O.U. de 24/8/2009, Seção 1, Pág. 16. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

Ministério da Educação

Ministério da Educação Página 1 de 25 Ministério da Educação Nº 1229 - Segunda feira, 21 de junho de 2010 Gabinete do Ministro - Portaria nº 807, de 18 de junho de 2010 Gabinete do Ministro - Portaria nº 808, de 18 de junho

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância - Dresead Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201408961 Código MEC: 986009 Código da Avaliação: 117981 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Instrumento:

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 16/07/201 e MEC IES Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20133600 Código MEC: 889381 Código da Avaliação: 10934 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada RELATÓRIO

Leia mais

168-Instrumento de Autorização de Cursos de Graduação: Bacharelado ou Licenciatura

168-Instrumento de Autorização de Cursos de Graduação: Bacharelado ou Licenciatura Página 1 de 9 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20100109 Código MEC: 37883 Código da Avaliação: 89802 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada

Leia mais

Direito. 592 Nível (Bacharelado, Turno. Carga Horária Licenciatura) Bacharelado Noturno 3774 Horas 201111874 24-08-2011

Direito. 592 Nível (Bacharelado, Turno. Carga Horária Licenciatura) Bacharelado Noturno 3774 Horas 201111874 24-08-2011 Curso Direito Código INEP Código UFLA 592 Nível (Bacharelado, Turno Carga Horária Licenciatura) Bacharelado Noturno 3774 Horas Processo e-mec- Tipo Autorização Número Data 201111874 24-08-2011 Despacho

Leia mais

NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO

NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO PROVÍNCIA LA SALLE BRASIL - CHILE APRESENTAÇÃO O Setor de Educação Superior da Província

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Instituto Doctum de Educação e Tecnologia Ltda. UF: MG ASSUNTO: Credenciamento da Faculdade de Ciências Gerenciais

Leia mais

CETEC EDUCACIONAL S.A. Mantenedora FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - ETEP. Mantida

CETEC EDUCACIONAL S.A. Mantenedora FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - ETEP. Mantida CETEC EDUCACIONAL S.A Mantenedora FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - ETEP Mantida PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SÃO JOSÉ DOS CAMPOS 1 SUMÁRIO

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior - Conaes Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - Inep SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 28/3/2011, Seção 1, Pág. 20. Portaria n 306, publicada no D.O.U. de 28/3/2011, Seção 1, Pág. 20. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

CHECK-LIST PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO

CHECK-LIST PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO CHECK-LIST PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO Com a finalidade de otimizar o processo de elaboração e avaliação dos Projetos Pedagógicos do Cursos (PPC), sugere-se que os itens a seguir sejam

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior Daes Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação UF: DF Superior. ASSUNTO: Instrumentos de avaliação para credenciamento

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

http://emec.mec.gov.br/modulos/visao_comum/php/avaliacao/comum_avaliacao_relatorio.php?7691a1...

http://emec.mec.gov.br/modulos/visao_comum/php/avaliacao/comum_avaliacao_relatorio.php?7691a1... e-mec - IES Página 1 de 6 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201013090 Código MEC: 398896 Código da Avaliação: 88139 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo:

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 28/7/2009, Seção 1, Pág. 53. Portaria n 760, publicada no D.O.U. de 28/7/2009, Seção 1, Pág. 53. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201011870 Código MEC: 393597 Código da Avaliação: 87647 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 18/9/2009, Seção 1, Pág. 47. Portaria n 890, publicada no D.O.U. de 18/9/2009, Seção 1, Pág. 47. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES CREDENCIAMENTO DE PÓLO DE APOIO PRESENCIAL PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES CREDENCIAMENTO DE PÓLO DE APOIO PRESENCIAL PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância - Dresead Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

Leia mais

INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO

INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (CONAES) Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) Diretoria de Avaliação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 18/9/2009, Seção 1, Pág. 47. Portaria n 886, publicada no D.O.U. de 18/9/2009, Seção 1, Pág. 46. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 28/5/2012, Seção 1, Pág. 23. Portaria n 686, publicada no D.O.U. de 28/5/2012, Seção 1, Pág. 23. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Página 1 de 12 Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20111587 Código MEC: 64482 Código da Avaliação: 9581 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada Instrumento:

Leia mais

Instrumento de Avaliação para Renovação de Reconhecimento de Cursos de Graduação

Instrumento de Avaliação para Renovação de Reconhecimento de Cursos de Graduação MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior - Conaes Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - Inep SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

46098 - Campus Caçapava do Sul 2 - Av. Pedro Anunciação, S/N Vila Batista. Caçapava do Sul - RS. CEP:96570-000

46098 - Campus Caçapava do Sul 2 - Av. Pedro Anunciação, S/N Vila Batista. Caçapava do Sul - RS. CEP:96570-000 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 200908512 Código MEC: 335511 Código da Avaliação: Ato Regulatório: Categoria Módulo: Status: Intrumento: Tipo de Avaliação: 82844 Reconhecimento

Leia mais

Na verdade, esta Resolução 02/2010 não altera a Resolução 06/2006 revoga-a.

Na verdade, esta Resolução 02/2010 não altera a Resolução 06/2006 revoga-a. SIC nº 20/2010* Belo Horizonte, 22 de junho de 2010. 1. ARQUITETURA E URBANISMO. DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS. ALTERAÇÃO. RESOLIUÇÃO Nº 2, DE 17 DE JUNHO DE 2010. CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR. CONSELHO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 3/6/2009, Seção 1, Pág. 12. Portaria n 488, publicada no D.O.U. de 3/6/2009, Seção 1, Pág. 12. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE

Leia mais

Texto orientador para a audiência pública sobre o marco regulatório dos Cursos de Pós-graduação Lato Sensu Especialização

Texto orientador para a audiência pública sobre o marco regulatório dos Cursos de Pós-graduação Lato Sensu Especialização CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO Texto orientador para a audiência pública sobre o marco regulatório dos Cursos de Pós-graduação Lato Sensu Especialização Comissão da Câmara de Educação Superior Erasto Fortes

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 28/11/2005 (*) Portaria/MEC nº 4.043, publicada no Diário Oficial da União de 28/11/2005 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO

Leia mais

NORMAS PARA CRIAÇÃO DE CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO E DE GRADUAÇÃO NO ÂMBITO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO

NORMAS PARA CRIAÇÃO DE CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO E DE GRADUAÇÃO NO ÂMBITO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO NORMAS PARA CRIAÇÃO DE CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO E DE GRADUAÇÃO NO ÂMBITO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO Dispõe sobre Normas para criação de cursos Técnicos de Nível

Leia mais

Ofício circular MEC/INEP/DAES/CONAES 067 (09/07/2010) Magda Patrícia Caldeira Arantes

Ofício circular MEC/INEP/DAES/CONAES 067 (09/07/2010) Magda Patrícia Caldeira Arantes Ofício circular MEC/INEP/DAES/CONAES 067 (09/07/2010) Magda Patrícia Caldeira Arantes a) Avaliação Institucional Externa b) Avaliação de Cursos de Graduação - Licenciatura e Bacharelado, para fins de Reconhecimento;

Leia mais

186-Instrumento de Avaliação para Fins de Reconhecimento de Cursos Superiores de Tecnologia. Intrumento: Tipo de Avaliação: Nome/Sigla da IES:

186-Instrumento de Avaliação para Fins de Reconhecimento de Cursos Superiores de Tecnologia. Intrumento: Tipo de Avaliação: Nome/Sigla da IES: 1 de 9 14/10/2011 14:59 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201007985 Código MEC: 367158 Código da Avaliação: 85761 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo:

Leia mais

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 200812888 Código MEC: 60550 Código da Avaliação: 9902 Ato Regulatório: Categoria Módulo: Curso Reconhecimento de Curso EAD Status: Finalizada

Leia mais

Instrumento de Avaliação para Renovação de Reconhecimento de Cursos de Graduação

Instrumento de Avaliação para Renovação de Reconhecimento de Cursos de Graduação MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior - Conaes Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - Inep SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

MEC. INEP. INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO. REVISÃO - III

MEC. INEP. INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO. REVISÃO - III SIC 38/10* Belo Horizonte, 3 de dezembro de 2010. MEC. INEP. INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO. REVISÃO - III O MEC publicou a Portaria nº 1326, de 18/11/2010 (ver íntegra do texto abaixo). É preciso ser mágico

Leia mais

Instrumento de Avaliação. Formulário Eletrônico do INEP

Instrumento de Avaliação. Formulário Eletrônico do INEP Instrumento de Avaliação O Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação é a ferramenta de avaliação utilizada pelos avaliadores nas modalidades presencial e a distância. Sua utilização é associada a

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO ELABORAÇÃO DO PPC INTRODUÇÃO O Projeto Pedagógico de Curso (PPC) deve orientar a ação educativa, filosófica e epistemológica do mesmo, explicitando fundamentos políticos,

Leia mais

Reconhecimento / Renovação dos cursos de Graduação: Orientações Gerais

Reconhecimento / Renovação dos cursos de Graduação: Orientações Gerais INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL DIRETORIA DE INFORMAÇÕES INSTITUCIONAIS Reconhecimento / Renovação dos cursos de Graduação: Orientações Gerais 2013

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. INTERESSADA: Sociedade de Educação, Cultura e Tecnologia São Fidélis S/S UF: RJ

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. INTERESSADA: Sociedade de Educação, Cultura e Tecnologia São Fidélis S/S UF: RJ PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 7/4/2011, Seção 1, Pág.13. Portaria n 344, publicada no D.O.U. de 7/4/2011, Seção 1, Pág.10. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 17/11/2008 (*) Portaria/MEC nº 1.394, publicada no Diário Oficial da União de 17/11/2008 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO

Leia mais

MODELO. Professor, UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Preenchimento do FORMULÁRIO ELETRÔNICO de avaliação

MODELO. Professor, UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Preenchimento do FORMULÁRIO ELETRÔNICO de avaliação Professor, Apresentamos um modelo do Formulário Eletrônico a ser preenchido pelo coordenador do curso durante o processo de autorização ou reconhecimento de cursos. Colocamos na última coluna sugestão

Leia mais

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX RELATÓRIO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO DE DIREITO - CAMPUS VN PERÍODO 2014 1 INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20115318 Código MEC: 978796 Código da Avaliação: 117805 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada Instrumento: RELATÓRIO

Leia mais

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 200812887 Código MEC: 6059 Código da Avaliação: 9901 Ato Regulatório: Categoria Módulo: Curso Reconhecimento de Curso EAD Status: Finalizada

Leia mais

Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES/INEP Coordenação-Geral de Avaliação de Cursos de Graduação e IES

Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES/INEP Coordenação-Geral de Avaliação de Cursos de Graduação e IES Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES/INEP Coordenação-Geral de Avaliação de Cursos de Graduação e IES EDUCAÇÃO SUPERIOR BRASILEIRA ALGUNS INDICADORES¹ 2.314 IES 245 públicas (10,6%) e 2.069

Leia mais

Estrutura para elaboração do PDI

Estrutura para elaboração do PDI Estrutura para elaboração do PDI NOTA 1 - Orientações para elaboração do Plano de Desenvolvimento Institucional PDI O Plano de Desenvolvimento Institucional PDI consiste num documento em que se definem

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 16/5/2011, Seção 1, Pág.17. Portaria n 573, publicada no D.O.U. de 16/5/2011, Seção 1, Pág.14. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

Texto orientador para a audiência pública sobre o marco regulatório dos Cursos de Pós-graduação Lato Sensu Especialização

Texto orientador para a audiência pública sobre o marco regulatório dos Cursos de Pós-graduação Lato Sensu Especialização CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO Texto orientador para a audiência pública sobre o marco regulatório dos Cursos de Pós-graduação Lato Sensu Especialização Comissão da Câmara de Educação Superior Erasto Fortes

Leia mais

MUITO AQUÉM do que expressa o referencial mínimo de qualidade. 2 Quando os indicadores da dimensão avaliada configuram um quadro

MUITO AQUÉM do que expressa o referencial mínimo de qualidade. 2 Quando os indicadores da dimensão avaliada configuram um quadro 1 O INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO, aprovado pelo INEP em 2008 e utilizado no processo de avaliação dos Cursos, presenciais e EaD, instituiu o Referencial Mínimo de Qualidade para cada

Leia mais

Documento orientador de um curso que traduz as políticas acadêmicas institucionais

Documento orientador de um curso que traduz as políticas acadêmicas institucionais Documento orientador de um curso que traduz as políticas acadêmicas institucionais Construção coletiva a partir das experiências, coordenada pelo Colegiado do Curso de Graduação (art. 34 do Regimento Geral

Leia mais

12 (doze) meses. 12 (doze) meses. 12 (doze) meses. 12 (doze) meses

12 (doze) meses. 12 (doze) meses. 12 (doze) meses. 12 (doze) meses FACULDADE EDITORA NACIONAL (FAENAC) 3.1.1.1. Organização Didático-Pedagógica previsão de alunos por turma em disciplina teórica de, no máximo, 80. relação aluno por docente, no máximo, de 30/1, considerando

Leia mais

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX RELATÓRIO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO INTEGRAL CAMPUS PL PERÍODO 2014 1 INSTITUTO METODISTA

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO. Instrumento: 164-Instrumento de avaliação de renovação de reconhecimento dos cursos de graduação

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO. Instrumento: 164-Instrumento de avaliação de renovação de reconhecimento dos cursos de graduação Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201007860 Código MEC: 41788 Código da Avaliação: 8890 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Ato Regulatório: Renovação de Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status:

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADA: Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e UF: SP Financeiras (FIPECAFI) ASSUNTO: Credenciamento da

Leia mais

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201200424 Código MEC: 6460 Código da Avaliação: 9979 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 2/08/201 e MEC IES Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201119 Código MEC: 963316 Código da Avaliação: 11608 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada Instrumento:

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20102215 Código MEC: 820462 Código da Avaliação: 10452 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada Instrumento: RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Centro Superior de Tecnologia TECBrasil Ltda. UF: RS ASSUNTO: Credenciamento da Faculdade de Tecnologia TECBrasil,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO (*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 04/12/2007. (*) Portaria / MEC n 1.151, publicada no Diário Oficial da União de 04/12/2007. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

CONTEXTUALIZAÇÃO Instituição: 1. Nome da mantenedora: Pia Sociedade de São Paulo

CONTEXTUALIZAÇÃO Instituição: 1. Nome da mantenedora: Pia Sociedade de São Paulo 1 de 16 17/03/2014 18:1 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20132709 Código MEC: 86239 Código da Avaliação: 106602 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status:

Leia mais

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014 A CPA (Comissão Própria De Avaliação) apresentou ao MEC, em março de 2015, o relatório da avaliação realizada no ano de 2014. A avaliação institucional, realizada anualmente, aborda as dimensões definidas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 0/5/2012, Seção 1, Pág.. Portaria n 712, publicada no D.O.U. de 0/5/2012, Seção 1, Pág. 2. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 26/5/2011, Seção 1, Pág. 19. Portaria n 660, publicada no D.O.U. de 26/5/2011, Seção 1, Pág. 17. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX RELATÓRIO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - LICENCIATURA CAMPUS PL PERÍODO 2014 1 INSTITUTO METODISTA

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADA: Associação Escola Superior de Propaganda e Marketing UF: SP ASSUNTO: Recredenciamento da Escola Superior de Propaganda

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO INTRODUÇÃO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO (PPC) Articulação com o Plano de Desenvolvimento Institucional PDI Projeto Político Pedagógico Indissociabilidade entre ensino, pesquisa

Leia mais

Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Diretoria de Avaliação da Educação Superior CAPACITAÇÃO DOS AVALIADORES NO NOVO INSTRUMENTO AVALIAÇÃO DOS CURSOS

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADA: Associação de Ensino Superior de Ibaiti UF: PR ASSUNTO: Recredenciamento da Faculdade de Educação, Administração

Leia mais

PORTARIA Nº 300, DE 30 DE JANEIRO DE 2006.

PORTARIA Nº 300, DE 30 DE JANEIRO DE 2006. PORTARIA Nº 300, DE 30 DE JANEIRO DE 2006. Aprova, em extrato, o Instrumento de Avaliação Externa de Instituições de Educação Superior do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior SINAES O MINISTRO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO COORDENADORIA DE REGULAÇÃO E ACOMPANHAMENTO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO COORDENADORIA DE REGULAÇÃO E ACOMPANHAMENTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO COORDENADORIA DE REGULAÇÃO E ACOMPANHAMENTO NÚCLEO DE ACOMPANHAMENTO E APOIO AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO ORIENTAÇÕES GERAIS PARA

Leia mais

Reconhecimento de Curso EAD. Curso. Finalizada 188-Instrumento de reconhecimento de cursos de graduação: bacharelado e licenciatura EAD.

Reconhecimento de Curso EAD. Curso. Finalizada 188-Instrumento de reconhecimento de cursos de graduação: bacharelado e licenciatura EAD. RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20081148 Código MEC: 41201 Código da Avaliação: Ato Regulatório: Categoria Módulo: Status: Intrumento: Tipo de Avaliação: Nome/Sigla da

Leia mais

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 200812886 Código MEC: 63058 Código da Avaliação: 9900 Ato Regulatório: Categoria Módulo: Curso Reconhecimento de Curso EAD Status: Finalizada

Leia mais

197 Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância Autorização de Curso

197 Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância Autorização de Curso RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201401067 Código MEC: 94829 Código da Avaliação: 114967 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada Instrumento:

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 14/4/2011, Seção 1, Pág.40. Portaria n 411, publicada no D.O.U. de 14/4/2011, Seção 1, Pág.39. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE

Leia mais

Indicadores e Padrões de Qualidade para Cursos de Graduação em Fonoaudiologia (Revisado em 11-11-99)

Indicadores e Padrões de Qualidade para Cursos de Graduação em Fonoaudiologia (Revisado em 11-11-99) DEPARTAMENTO DE POLÍTICAS DO ENSINO SUPERIOR COORDENAÇÃO DAS COMISSÕES DE ESPECIALISTAS ENSINO Comissão de especialistas de Fonoaudiologia-CEEFONO Indicadores e Padrões de Qualidade para Cursos de Graduação

Leia mais