Integração entre Serviços e Benefícios. VI Seminário Estadual de Gestores e trabalhadores da Política de Assistência Social Santa Catariana/ 2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Integração entre Serviços e Benefícios. VI Seminário Estadual de Gestores e trabalhadores da Política de Assistência Social Santa Catariana/ 2015"

Transcrição

1 Integração entre Serviços e Benefícios VI Seminário Estadual de Gestores e trabalhadores da Política de Assistência Social Santa Catariana/ 2015

2 A desproteção e a vulnerabilidade são multidimensionais (material, relacional, histórica, econômica etc.); O campo de proteção social do SUAS se fundamenta na provisão de serviços e benefícios; Reafirmar benefícios como Direito Social (continuados e eventuais).

3 Benefícios A concessão do Benefício parte da proteção; O benefício deve vir acompanhado de acompanhamento familiar (raramente deve ser a única oferta); Definição de quais são os benefícios da política de assistência.

4 LOAS - Lei 12435/11 Art. 22. Entendem-se por benefícios eventuais as provisões suplementares e provisórias que integram organicamente as garantias do SUAS e são prestadas aos cidadãos e às famílias em virtude de nascimento, morte, situações de vulnerabilidade temporária e de calamidade pública. (Redação dada pela Lei nº , de 2011)

5 LOAS - Lei 12435/11 Art. 15. São responsabilidades dos Estados: I - destinar recursos financeiros aos Municípios, a título de participação no custeio do pagamento dos benefícios eventuais de que trata o art. 22, da LOAS, mediante critérios estabelecidos pelo Conselho Estadual de Assistência Social CEAS;

6 LOAS - Lei 12435/11 art. 22 (Cont.) II - cofinanciar, por meio de transferência regular e automática, na modalidade fundo a fundo os serviços, programas, projetos e benefícios eventuais e o aprimoramento da gestão, em âmbito regional e local; III - estimular e apoiar técnica e financeiramente as associações e consórcios municipais na prestação de serviços de assistência social;

7 LOAS - Lei /11 Art. 17. São responsabilidades dos Municípios: I - destinar recursos financeiros para custeio dos benefícios eventuais de que trata o art. 22, da LOAS, mediante critérios estabelecidos pelos Conselhos Municipais de Assistência Social CMAS.

8 Lei Artigo 6 C rede socioassistencial 3 Os CRAS e os CREAS são unidades públicas estatais instituídas no âmbito do Suas, que possuem interface com as demais políticas públicas e articulam, coordenam e ofertam os serviços, programas, projetos e benefícios da assistência social.

9 Serviços: Concretizam as seguranças (renda, convívio, acolhida e desenvolvimento de autonomia); Consubstanciam as proteções (básicas e especial);; Expressam a competência do SUAS; Têm estrutura burocrática; Sofrem com a precariedade; Dependem da qualificação profissional e das condições de trabalhos.

10 Serviços e Benefícios: a visão dos usuários

11 Agora quanto ao CRAS depois que surgiu lá na nossa vila, vou falar melhorou muita coisa, principalmente para aquelas pessoas que precisam, como eu dizia será que um dia vou precisar, hoje eu preciso da ajuda do CRAS pra tudo, tem gente que precisa lá dentro, eu penso assim, acima de tudo o que melhorou lá dentro só foi o CRAS pra ajudar, (...). (USUÁRIA/LIDERANÇA)

12 Depoimentos Eu aprendi e pude fazer bastante coisa, pude estudar, se não fosse essa bolsa nunca que eu ia ter coragem pra voltar a estudar, porque eu achava que era feio voltar a estudar, porque a gente tinha que aprender de pequeno. Agora, eu não gosto de faltar na aula. Antigamente, eu não participava de nada, não ia para escola, não tinha reunião, então coisa que eu não aprendi eu estou aprendendo, e coisa boa né. (S. B.)

13 Depoimentos As vezes eu ficava com dor de cabeça, eu ficava nervosa assim com as crianças, e depois que eu comecei a participar dessa reunião, e de outras, porque eu sou hipertensa, a gente participa dos grupos, eu para mim mudou muito, mudou tudo, eu tenho bastante alegria. (grupo focal João Turquino)

14 Depoimentos Para mim mudou mais pelo preconceito do povo, porque depois que eu comecei a participar das reuniões da bolsa, muitas pessoas que não sabiam que eu era soro positivo, descobriu, e hoje me vê de um modo diferente, já não me vê mais com aquele preconceito [...] Antes ficava sabendo pela boca dos outros e não através da minha boca [...] não passava perto de mim. Hoje eu encontro elas na rua [...] elas me dão uma palavra de conforto, um abraço, e a gente que tem essa doença precisa muito [...] Eu era uma pessoa enjeitada pela sociedade [...] mais pelo menos no meu bairro que eu moro é muitos poucos que ainda fazem desfeita. Então esse programa me ajudou muito nisso. Então, hoje eu sinto mais força, com mais vontade de viver, com mais vontade de lutar, e eu não me acho fraca não, e a cada dia que passa, emocionalmente eu me acho mais forte. (grupo focal João Turquino)

15 Depoimentos A gente antes era cada um por si, Deus por todos, aí depois que todo mês tava todo mundo junto, a gente foi fazendo amizade, mais conhecimento uma da outra. A gente parou de julgar uma a outra pela aparência e passou a conhecer a realidade de cada uma. Conhecer mesmo o sofrimento de cada uma. (grupo focal Santa Fé)

16 Depoimentos Tem muita mulher que não sabe seus direitos. Dentro de casa o marido humilha, judia, mais na reunião a gente discuti, conversa, e daí vai aprendendo que ela pode fazer isso, isso e isso, e que ela não nasceu grudada junto dele. Então, é tipo assim, a mulher fica mais independente, ela daí sabe reagir. (grupo focal Santa Fé)

17 Depoimentos [...] eu sempre fui fechada, não era muito de amizade, agora não, agora graças a Deus eu estou aqui, começou essas reuniões, eu conheço as pessoas. Essa aqui é minha vizinha predileta (risos). Depois que começou essas reuniões eu fiquei até assim mais perto dos meus filhos, eu converso mais com eles, dou mais carinho mesmo, e antes eu não fazia isso, tinha medo. Eu estou até melhor comigo mesmo também, eu sinto assim mais alegria. (grupo Franciscato).

18 Depoimentos Eu também acho legal a reunião porque antes disso a gente não tinha contato com ninguém, a gente não tinha como fazer um curso né. Então através disso, a gente aprende um monte de coisa. A gente fica assim, também mais saída, porque só ficar dentro de casa não faz bem, cuidando da casa, das crianças o tempo inteiro, vai indo que você fica com a cabeça meio assim, então, a gente saindo, indo na reunião distrai bastante. (grupo João Turquino)

19 Organização comunitária e o CRAS Melhorou muito para todos nós, porque nós podemos comprar coisas que antes não podíamos, comprar para os nossos filhos, desde remédio, roupas, alimentos etc. Aprendi a ler e escrever, meu filho está indo em atividade socioeducativa (POP).

20 Os homens vivem sós porque constroem paredes ao invés de pontes...

Olhando o Aluno Deficiente na EJA

Olhando o Aluno Deficiente na EJA Olhando o Aluno Deficiente na EJA ConhecendoJoice e Paula Lúcia Maria Santos Tinós ltinos@ffclrp.usp.br Apresentando Joice e Paula Prazer... Eu sou a Joice Eu sou a (...), tenho 18 anos, gosto bastante

Leia mais

TRANSCRIÇÃO PRÉVIA PROJETO PROFALA TRANSCRITOR(A): Késsia Araújo 65ª ENTREVISTA (J.D.T.S) Cabo Verde

TRANSCRIÇÃO PRÉVIA PROJETO PROFALA TRANSCRITOR(A): Késsia Araújo 65ª ENTREVISTA (J.D.T.S) Cabo Verde TRANSCRIÇÃO PRÉVIA PROJETO PROFALA TRANSCRITOR(A): Késsia Araújo 65ª ENTREVISTA (J.D.T.S) Cabo Verde PERGUNTAS METALINGUÍSTICAS Doc.: J. quais são as línguas que você fala " Inf.: eu " (+) inglês né falo

Leia mais

Entre o Suas e o Plano Brasil sem Miséria: Os Municípios Pactuando Caminhos Intersetoriais. 14º Encontro Nacional do Congemas

Entre o Suas e o Plano Brasil sem Miséria: Os Municípios Pactuando Caminhos Intersetoriais. 14º Encontro Nacional do Congemas Entre o Suas e o Plano Brasil sem Miséria: Os Municípios Pactuando Caminhos Intersetoriais 14º Encontro Nacional do Congemas Plano deve ser visto como uma marca que explicita o compromisso com a intrínseca

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Praticante Fabrício Local: Núcleo de Arte do Neblon Data: 26.11.2013 Horário: 14h30 Duração da entrevista: 20min COR PRETA

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Praticante Igor Local: Núcleo de Arte Nise da Silveira Data: 05 de dezembro de 2013 Horário: 15:05 Duração da entrevista:

Leia mais

Tânia Abrão. Coração de Mãe. Coração De Mãe

Tânia Abrão. Coração de Mãe. Coração De Mãe Coração de Mãe Coração De Mãe Página 1 Coração De Mãe 1º Edição Agosto de 2013 Página 2 Coração De Mãe 1º Edição È proibida à reprodução total ou parcial desta obra, por Qualquer meio e para qualquer fim

Leia mais

Suelen e Sua História

Suelen e Sua História Suelen e Sua História Nasci em Mogi da Cruzes, no maternidade Santa Casa de Misericórdia no dia 23 de outubro de 1992 às 18 horas. Quando eu tinha 3 anos de idade fui adotada pela tia da minha irmã, foi

Leia mais

Maria Luiza Braga (UFRJ)

Maria Luiza Braga (UFRJ) Entrevista Maria Luiza Braga (UFRJ) André Felipe Cunha Vieira Gostaria( de( começar( esta( entrevista( agradecendo( por( você( aceitar( nosso( convite(e(nos(receber(em(sua(casa.(ler(seu(currículo(lattes(é(um(exercício(de(

Leia mais

TIPIFICAÇÃO NACIONAL DOS SERVIÇOS SOCIOASSISTENCIAIS RESOLUÇÃO Nº 109, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2009

TIPIFICAÇÃO NACIONAL DOS SERVIÇOS SOCIOASSISTENCIAIS RESOLUÇÃO Nº 109, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2009 TIPIFICAÇÃO NACIONAL DOS SERVIÇOS SOCIOASSISTENCIAIS RESOLUÇÃO Nº 109, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2009 III - SERVIÇOS DE PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL DE ALTA COMPLEXIDADE: a) Serviço de Acolhimento Institucional,

Leia mais

IV JORNADA DE ESTUDOS EM SERVIÇO SOCIAL SERVIÇO SOCIAL NO CREAS: ENTREVISTA COM A ASSISTENTE SOCIAL DO CREAS

IV JORNADA DE ESTUDOS EM SERVIÇO SOCIAL SERVIÇO SOCIAL NO CREAS: ENTREVISTA COM A ASSISTENTE SOCIAL DO CREAS ISSN 2359-1277 SERVIÇO SOCIAL NO CREAS: ENTREVISTA COM A ASSISTENTE SOCIAL DO CREAS Brenda de Oliveira Dias, brendadiasoliveira3@gmail.com Débora dos Santos Marques, dmarx670@yahoo.com.br Gabriela Machado

Leia mais

A Política de Assistência Social Um novo desenho.

A Política de Assistência Social Um novo desenho. A Política de Assistência Social Um novo desenho. Profª. Eline Alcoforado Maranhão Sá Profª. Maria Aparecida Guimarães Skorupski Profª Regina Coeli Climaco Matos A Assistência Social como política de proteção

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DO SUAS AVANÇOS E DESAFIOS

IMPLEMENTAÇÃO DO SUAS AVANÇOS E DESAFIOS SECRETARIA DE ESTADO DO TRABALHO, EMPREGO E PROMOÇÃO SOCIAL Núcleo de Coordenação da Assistência Social IMPLEMENTAÇÃO DO SUAS AVANÇOS E DESAFIOS POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO VIII CONFERÊNCIA ESTADUAL DE

Leia mais

Emagrecer com saude. Quando eu estava gorda, veja pelas fotos estas são as melhores, as piores deletei.

Emagrecer com saude. Quando eu estava gorda, veja pelas fotos estas são as melhores, as piores deletei. Emagrecer com saude Quando eu estava gorda, veja pelas fotos estas são as melhores, as piores deletei. Bom parei de me pesar quando estava com 79.900 usava calças 48 já apertada demais que a maioria rasgou

Leia mais

Identificação. F03 Duração da entrevista 18:12 Data da entrevista Ano de nascimento (Idade) 1974 (36) Local de nascimento/residência

Identificação. F03 Duração da entrevista 18:12 Data da entrevista Ano de nascimento (Idade) 1974 (36) Local de nascimento/residência 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 Identificação F03 Duração da entrevista 18:12 Data da entrevista 4-5-2011 Ano de nascimento (Idade) 1974 (36) Local de

Leia mais

SÍNTESE DO PERFIL E DAS ATRIBUIÇÕES DOS COORDENADORES DAS UNIDADES SOCIOASSISTENCIAIS. Perfil e principais atribuições do Coordenador do CREAS

SÍNTESE DO PERFIL E DAS ATRIBUIÇÕES DOS COORDENADORES DAS UNIDADES SOCIOASSISTENCIAIS. Perfil e principais atribuições do Coordenador do CREAS SÍNTESE DO PERFIL E DAS ATRIBUIÇÕES DOS COORDENADORES DAS UNIDADES SOCIOASSISTENCIAIS Perfil e principais atribuições do Coordenador do CREAS Escolaridade de nível superior de acordo com a NOB/RH/2006

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Mini Curso Parte I As Forças que controlam a sua vida Página 2 de 6 Como te falei, essa é a primeira etapa do mini-curso Superando

Leia mais

Pesquisa. Setembro 2014

Pesquisa. Setembro 2014 Pesquisa Setembro 2014 Perfil Quem é o nosso time? 66% está conosco há mais de 1 ano 69% são casadas 68% tem Filhos, 42% desses adolescentes Média de Idade 32 anos (20 a 56) 93% são mulheres 61% cursando

Leia mais

Anexo 2.2- Entrevista G1.2

Anexo 2.2- Entrevista G1.2 Entrevistado: E1.2 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 53 anos Masculino Cabo-Verde 40 anos em Portugal: Escolaridade: 4ª classe Imigrações prévias : -- Língua materna: Outras línguas: Agregado

Leia mais

Sara Borges. Ilustrado por: João Horta

Sara Borges. Ilustrado por: João Horta Sara Borges Ilustrado por: João Horta Título: Dislexia Autor: Sara Borges Ilustração: João Horta 1º Edição: Novembro 2012 ISNB: 978-3-16-148410-0 Porto Editora Rua da Restauração, 365 4099-023 Porto Eu

Leia mais

LOAS (Lei Orgânica da Assistência Social) com foco na POPULAÇÃO IDOSA

LOAS (Lei Orgânica da Assistência Social) com foco na POPULAÇÃO IDOSA LOAS (Lei Orgânica da Assistência Social) com foco na POPULAÇÃO IDOSA Direitos Sociais 1988: Promulgação da Constituição Federal; A Assistência Social passou a integrar o Sistema de Seguridade Social,

Leia mais

Edição conforme o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa

Edição conforme o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa Edição conforme o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa Ilustração da Capa: Grace Kelli Pereira Projeto gráfico e editoração eletrônica: WOZi Revisão: Roque Aloisio Weschenfelder Todos os direitos desta

Leia mais

Dimensões. Institucionalização. Entrevistado

Dimensões. Institucionalização. Entrevistado Dimensões Institucionalização Entrevistado F 2 Imagem sobre a velhice Entristece-me muito chegar aqui e olhar para determinados idosos que estão aqui, venho cá três vezes por semana no mínimo e nunca vejo

Leia mais

ESTADO DO AMAZONAS MUNICÍPIO DE MANAQUIRI

ESTADO DO AMAZONAS MUNICÍPIO DE MANAQUIRI ESTADO DO AMAZONAS MUNICÍPIO DE MANAQUIRI SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO LEI MUNICIPAL N.º 553 DE 23 DE JUNHO DE 2015 Regula a Concessão de Benefícios Eventuais da Política da Assistência Social

Leia mais

Líderes em Gestão Escolar 2º seminário Currículo, padrões educacionais e legislação. Paula Louzano 06 de outubro de 2009

Líderes em Gestão Escolar 2º seminário Currículo, padrões educacionais e legislação. Paula Louzano 06 de outubro de 2009 Líderes em Gestão Escolar 2º seminário Currículo, padrões educacionais e legislação Paula Louzano 06 de outubro de 2009 Por que um seminário sobre currículo, padrões e lesgislação educacional? Demanda

Leia mais

Dicas incríveis para vender mais... muito mais

Dicas incríveis para vender mais... muito mais 5... Dicas incríveis para vender mais... muito mais O que você vai encontrar neste ebook o que você vai encontrar neste ebook aprenda como gerar 3 mil reais em vendas no Facebook sem gastar com anúncios

Leia mais

29/11/2009. Entrevista do Presidente da República

29/11/2009. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na chegada ao hotel Villa Itália Cascais-Portugal, 29 de novembro de 2009 Jornalista: (incompreensível) Presidente:

Leia mais

) ) .,. MEB- 50 ANOS ";.. QUANTO AFETO, QUANTA ALEGRIA RENOVADA EM CADA ENCONTRO... VIVA A VIDA! " MARIA ALICE ~ )

) ) .,. MEB- 50 ANOS ;.. QUANTO AFETO, QUANTA ALEGRIA RENOVADA EM CADA ENCONTRO... VIVA A VIDA!  MARIA ALICE ~ ) ) 1 ) ) ).,. I ) I MEB- 50 ANOS ";.. QUANTO AFETO, QUANTA ALEGRIA RENOVADA EM CADA ENCONTRO... VIVA A VIDA! " MARIA ALICE ) ) ~ ) ( ' A MUSICA DA CAMPANHA DAS ESCOLAS RADIOFONICAS LEVANTO JUNTO COM O SOL

Leia mais

COMO VOCÊ VIROU OUTRO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 22 de novembro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

COMO VOCÊ VIROU OUTRO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 22 de novembro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r COMO VOCÊ VIROU OUTRO Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 22 de novembro de 2016 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r COMO VOCÊ VIROU OUTRO O natural é você viver sendo você. Isso deveria ser sempre.

Leia mais

Escrito por Administrator Seg, 22 de Novembro de :55 - Última atualização Seg, 22 de Novembro de :09

Escrito por Administrator Seg, 22 de Novembro de :55 - Última atualização Seg, 22 de Novembro de :09 MISSÃO O Serviço Social tem como missão dar suporte psico-social e emocional ao colaborador e sua família. Neste sentido, realiza o estudo de casos, orientando e encaminhando aos recursos sociais da comunidade,

Leia mais

Coordenação de Proteção Social Básica

Coordenação de Proteção Social Básica - S E D S Coordenação de Proteção Social Básica Agosto 212 Coordenação Proteção Social Básica A coordenação e o controle das ações da Política Pública da Assistência Social relacionadas a proteção social

Leia mais

Ensaio sobre a Amizade

Ensaio sobre a Amizade Ensaio sobre a Amizade Post (0257) Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. A gente só conhece bem as coisas que cativou. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos,

Leia mais

PREVENIR REMEDIAR. O que você escolhe?

PREVENIR REMEDIAR. O que você escolhe? PREVENIR REMEDIAR OU O que você escolhe? Dicas para uma boa higiene higiene bucal! bucal! Escovação 01 Segure a escova em ângulo de 45 graus e escove com movimentos que vão da gengiva à ponta dos dentes.

Leia mais

É fato! Histórico de BONS RESULTADOS

É fato! Histórico de BONS RESULTADOS Para concretizar tudo o que vivenciamos em 2015, nada melhor que verificar a opinião das, jovens e familiares que participaram da Fundação Gol de Letra durante o ano!! Escutar é dar voz! A Gol de Letra

Leia mais

29/03/2006. Discurso do Presidente da República

29/03/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na visita às futuras instalações do campus da Universidade Federal do Estado de São Paulo Guarulhos-SP, 29 de março de 2006 Meus queridos e minhas queridas companheiras da

Leia mais

Paulo Fonseca: «o meu coração é 100% do Barreirense» Terça, 05 Março 2013

Paulo Fonseca: «o meu coração é 100% do Barreirense» Terça, 05 Março 2013 Paulo Fonseca: «o meu coração é 100% do Barreirense» Terça, 05 Março 2013 Paulo Fonseca não poupa elogios às condições de trabalho que encontrou no clube de Paços de Ferreira... FC Porto, Benfica ou Sporting,

Leia mais

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO. Organização Associação Mais Proximidade Melhor Vida

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO. Organização Associação Mais Proximidade Melhor Vida FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Organização Associação Mais Proximidade Melhor Vida Diretor(a) Maria de Lourdes Pereira Miguel Setor de Atividade Economia Social Número de Efetivos 6 NIF 513199136 Morada Rua do

Leia mais

Helena A Wada Watanabe 2012

Helena A Wada Watanabe 2012 Helena A Wada Watanabe 2012 Política * É uma atividade mediante a qual as pessoas fazem, preservam e corrigem as regras gerais sob as quais vivem. * É inseparável tanto do conflito como da cooperação (valores

Leia mais

Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de

Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de sair sozinho. E me chama de pirralho, o que me dá raiva.

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Alhandra, Sobralinho e São João dos Montes. BECRE Soeiro Pereira Gomes

Agrupamento de Escolas de Alhandra, Sobralinho e São João dos Montes. BECRE Soeiro Pereira Gomes Após teres lido a obra de António Mota, Pedro Alecrim, assinala com uma cruz X, de acordo com a referida obra, a opção correta em cada uma das seguintes afirmações. 1 Pedro e alguns colegas fazem parte

Leia mais

O Questionário RX. 1 - Você está acima do peso? E se está, sabe exatamente quantos quilos tem hoje?

O Questionário RX. 1 - Você está acima do peso? E se está, sabe exatamente quantos quilos tem hoje? O Questionário RX As respostas nesse questionário são apenas pra você, para o seu autoconhecimento. Isso vai servir pra você tomar consciência de várias coisas que precisam ser trabalhadas, muitas delas

Leia mais

QUANDO EU TINHA VOCÊ!

QUANDO EU TINHA VOCÊ! QUANDO EU TINHA VOCÊ! Local: Salvador(BA) Data: 02/02/1997 Estúdio:24/12/10 Estilo:Forró arrastapé Tom: C//(Dó sustenido) QUANDO EU TINHA VOCÊ A VIDA ERA TÃO BOA HOJE QUE TE PERDI VIVO COMO UM À TOA. VOCÊ

Leia mais

P/1 E qual a data do seu nascimento? Eu te ajudo. Já te ajudo. Dia 30 de março de 1984.

P/1 E qual a data do seu nascimento? Eu te ajudo. Já te ajudo. Dia 30 de março de 1984. museudapessoa.net P/1 Então, vamos lá. Eu queria que você me falasse seu nome completo. R Meu nome é Karen Fisher. P/1 E onde você nasceu, Karen? R Eu nasci aqui no Rio, Rio de Janeiro. P/1 Na cidade mesmo?

Leia mais

SUMÁRIO INTRODUÇÃO HISTÓRICO DO LEO QUEIXAS DOS PROFESSORES EM FIM UM OLHAR CONCLUSÃO... 13

SUMÁRIO INTRODUÇÃO HISTÓRICO DO LEO QUEIXAS DOS PROFESSORES EM FIM UM OLHAR CONCLUSÃO... 13 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 02 HISTÓRICO DO LEO... 04 QUEIXAS DOS PROFESSORES... 05 EM FIM UM OLHAR... 06 CONCLUSÃO... 13 INTRODUÇÃO O livro conta a história baseada na vida real de um aluno com dificuldades

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 73 Discurso na cerimónia de inauguração

Leia mais

Amigos além da internet

Amigos além da internet Amigos além da internet Colégio Marista João Paulo Eu e as redes sociais #embuscadealgumascurtidas Uma refelxação sobre a legitemação do eu através das redes sociais. Ana Beatriz e Giovanna Autoras: Ana

Leia mais

Anjo restaurador: o que você precisa restaurar?

Anjo restaurador: o que você precisa restaurar? Anjo restaurador: o que você precisa restaurar? Aprenda como falar com o seu anjo guardião e obter respostas. O que você precisa restaurar na sua vida? Uma situação financeira que estava melhor, um amor

Leia mais

APAE DE PARÁ DE MINAS PESQUISA DE SATISFAÇÃO RESUMO TÉCNICO

APAE DE PARÁ DE MINAS PESQUISA DE SATISFAÇÃO RESUMO TÉCNICO APAE DE PARÁ DE MINAS PESQUISA DE SATISFAÇÃO RESUMO TÉCNICO Novembro / 2015 1 1. APRESENTAÇÃO: A Pesquisa de Satisfação entre usuários e familiares é uma ação de monitoramento realizada pela atual Diretoria

Leia mais

24/06/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

24/06/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República Palavras do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na Escola Municipal de Rio Largo, durante encontro para tratar das providências sobre as enchentes Rio Largo - AL, 24 de junho de 2010 Bem,

Leia mais

PREFEITURA DE MONTES CLAROS SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL Centro de Referência de Assistência Social PLANO ANUAL DE AÇÃO 2015

PREFEITURA DE MONTES CLAROS SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL Centro de Referência de Assistência Social PLANO ANUAL DE AÇÃO 2015 CRAS: Maracanã COORDENADOR(A): Eliana de Araújo Vieira PREFEITURA DE MONTES CLAROS PLANO ANUAL DE AÇÃO 2015 QUADRO I Atividades de fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários: Objetivo Atividades

Leia mais

É Preciso Saber Viver

É Preciso Saber Viver É Preciso Saber Viver Quem espera que a vida Seja feita de ilusão Pode até ficar maluco Ou morrer na solidão É preciso ter cuidado Pra mais tarde não sofrer É preciso saber viver Toda pedra no caminho

Leia mais

Concurso Agentes Comunitários de Saúde 2 Etapa

Concurso Agentes Comunitários de Saúde 2 Etapa Concurso Agentes Comunitários de Saúde 2 Etapa MÓDULO 1 O que é saúde? Determinantes em saúde Histórico do SUS Princípios Básicos do SUS Quem usa o SUS? MÓDULO 2 Os serviços de Saúde Redes de atenção a

Leia mais

O SMURF REPORTER. Os smu em fo

O SMURF REPORTER. Os smu em fo O SMURF REPORTER Os smurfs em foco Os smurfs em foco Os smurfs em foco Os smu em fo Tradução de Alexandre Boide Roteiro: Luc Parthoens e Thierry Culliford Arte: Ludo Borecki a1 Cores: Nine Culliford e

Leia mais

Luzes dos Documentos Conciliares Para a Nova Evangelização

Luzes dos Documentos Conciliares Para a Nova Evangelização Luzes dos Documentos Conciliares Para a Nova Evangelização Prof. Denilson A. Rossi O que se entende por Nova Evangelização? Quais são as luzes dos documentos conciliares para a Nova Evangelização? Em que

Leia mais

aprendizes no Estado de São Paulo 1.296

aprendizes no Estado de São Paulo 1.296 CAMP SBC e COLMEIA RESULTADOS DA PESQUISA Aspectos Gerais Números de questionários respondidos e enviados por aprendizes no Estado de São Paulo 1.296 Foram compilados: 1.000 Abrangência do questionário

Leia mais

CRAS. Rua São Caetano 822 Jardim Alvorada - Fone Programa de Atenção Integral á família - PAIF

CRAS. Rua São Caetano 822 Jardim Alvorada - Fone Programa de Atenção Integral á família - PAIF CRAS O Centro de Referência da Assistência Social é uma unidade publica estatal que atende em áreas específicas com maior vulnerabilidade social. Oferece serviços destinados á família, dentre eles, o Programa

Leia mais

3º ANO PROF.ª DINANCI SILVA

3º ANO PROF.ª DINANCI SILVA 3º ANO PROF.ª DINANCI SILVA AULA 08 Conteúdo: Interpretação de texto e elementos coesivos. Habilidade: D06 - Inferir o assunto principal de um texto. D15 - Estabelecer relações entre partes de um texto,

Leia mais

EAA Editora ARARA AZUL Ltda Revista Virtual de Cultura Surda ENTREVISTA. Carilissa Dall Alba

EAA Editora ARARA AZUL Ltda Revista Virtual de Cultura Surda ENTREVISTA. Carilissa Dall Alba EAA Editora ARARA AZUL Ltda Revista Virtual de Cultura Surda IDENTIFICAÇÃO Nome: Cidade: Estado: País: Formação: Profissão: Local de Trabalho: Local de Estudo: Contatos: Santa Maria RS Brasil Mestrado

Leia mais

Associação Tenda Espírita Pai Joaquim D Angola e Vovó Cambina

Associação Tenda Espírita Pai Joaquim D Angola e Vovó Cambina Associação Tenda Espírita Pai Joaquim D Angola e Vovó Cambina Psicografias Julho de 2014 Sumário Rogério Santos Costa... 2 Michele Pereira da Silva... 3 Paulo Soares... 4 Djalma Ferreira... 5 Antenor da

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

ESTAVA NA ALTURA CERTA PARA AUMENTAR O PEITO

ESTAVA NA ALTURA CERTA PARA AUMENTAR O PEITO ESTAVA NA ALTURA CERTA PARA AUMENTAR O PEITO A manequim LÚCIA GARCIA submeteu-se a um aumento mamário e está encantada. A modelo revela ainda que está apaixonada pelo futebolista, BRUNO AGUIAR 2 Deus tirou-me

Leia mais

Conexão. 4 Etapas. que mudou a minha vida! Bruno J. Gimenes

Conexão. 4 Etapas. que mudou a minha vida! Bruno J. Gimenes A Conexão 4 Etapas de que mudou a minha vida! Bruno J. Gimenes Quem sou? Eu sou o Bruno J. Gimenes e neste material especial eu vou falar da Conexão de 4 Etapas que realmente transformou a minha vida e

Leia mais

Nº 35 C Domingo XXX do Tempo Comum

Nº 35 C Domingo XXX do Tempo Comum Nº 35 C Domingo XXX do Tempo Comum-27.10.13 Se eu for como o fariseu, rezo só a falar em mim: EU...EU...EU... Eu, Senhor, sou o melhor de todos. Eu não sou mentiroso, como os meus colegas. Eu digo bom-dia

Leia mais

BALANÇO DA OCUPAÇÃO DO TEMPO DURANTE A SEMANA DE PREENCHIMENTO DA GRELHA - 1º ANO

BALANÇO DA OCUPAÇÃO DO TEMPO DURANTE A SEMANA DE PREENCHIMENTO DA GRELHA - 1º ANO BALANÇO DA OCUPAÇÃO DO TEMPO DURANTE A SEMANA DE PREENCHIMENTO DA GRELHA - 1º ANO PROFESSORA Bom dia meninos, estão bons? TODOS Sim. PROFESSORA Então a primeira pergunta que eu vou fazer é se vocês gostam

Leia mais

Entre o Suas e o Plano Brasil sem Miséria: Os Municípios Pactuando Caminhos Intersetoriais. 14º Encontro Nacional do Congemas

Entre o Suas e o Plano Brasil sem Miséria: Os Municípios Pactuando Caminhos Intersetoriais. 14º Encontro Nacional do Congemas Entre o Suas e o Plano Brasil sem Miséria: Os Municípios Pactuando Caminhos Intersetoriais 14º Encontro Nacional do Congemas CRAS como unidade de gestão local do SUAS 14º Encontro Nacional do Congemas

Leia mais

Doutor Q.I. Ataca Novamente Matheus Porfirio

Doutor Q.I. Ataca Novamente Matheus Porfirio Doutor Q.I. Ataca Novamente Matheus Porfirio (Baseado no livro A Droga da Obediência) Editora Matheuslândia Depois do mistério da Droga da Obediência, os Karas já estavam prontos para uma nova aventura.

Leia mais

UM DIA DEPOIS DO AMANHÃ

UM DIA DEPOIS DO AMANHÃ UM DIA DEPOIS DO AMANHÃ Lembra-se de mim, professora? Hummm, deixe-me ver... Carmen... Não. Luiza. Nossa como você cresceu! É, professora, a gente é assim mesmo: ta sempre um pouco maior, ou mais envelhecida,

Leia mais

7 DICAS PARA CRIAR UM FILHO RESPONSÁVEL

7 DICAS PARA CRIAR UM FILHO RESPONSÁVEL 7 DICAS PARA CRIAR UM FILHO RESPONSÁVEL É preciso ensinar o filho a ter responsabilidade desde cedo: O quarto do seu filho é uma bagunça sem fim? Ele vive perdendo os materiais escolares ou quebrando seus

Leia mais

01. Responda às questões propostas. a) A família de Nilza Cunha é parecida com as famílias de hoje ou de antigamente? Por quê? 2

01. Responda às questões propostas. a) A família de Nilza Cunha é parecida com as famílias de hoje ou de antigamente? Por quê? 2 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 05 / 12 / 2012 UNIDADE: III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE HISTÓRIA 2.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

Anexo 2.8- Entrevista G2.3

Anexo 2.8- Entrevista G2.3 Entrevista G2.3 Entrevistado: E2.3 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência e 45 anos Masculino Ucrânia 14 anos m Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias: Ensino superior Polónia Língua materna:

Leia mais

Sem Cerimónia nem Papéis Um estudo sobre as Uniões de facto em Portugal. Ficha de Caracterização dos Entrevistados e Cônjuges Parte I

Sem Cerimónia nem Papéis Um estudo sobre as Uniões de facto em Portugal. Ficha de Caracterização dos Entrevistados e Cônjuges Parte I Sem Cerimónia nem Papéis Um estudo sobre as Uniões de facto em Portugal Ficha de Caracterização dos Entrevistados e Cônjuges Parte I Q1. Sexo M F Concelho de Residência / Distrito --------------- Q2. Situação

Leia mais

João Pedro Pinto Moreira 4º Ano EB1 Azenha Nova. A Pequena Diferença

João Pedro Pinto Moreira 4º Ano EB1 Azenha Nova. A Pequena Diferença João Pedro Pinto Moreira 4º Ano EB1 Azenha Nova A Pequena Diferença Era uma vez um menino chamado Afonso que nasceu no primeiro dia do ano de 2000. Era uma criança muito desejada por toda a família, era

Leia mais

Vigilância Social: Estudando os instrumentais a serem utilizados pelo PAIF/PAEFI

Vigilância Social: Estudando os instrumentais a serem utilizados pelo PAIF/PAEFI Plano Integrado de Capacitação de Recursos Humanos para a Área da Assistência Social Vigilância Social: Estudando os instrumentais a serem utilizados pelo PAIF/PAEFI FACILITADORA: INÊS DE MOURA TENÓRIO

Leia mais

Amor & Sociologia Cultural - Oswaldo Montenegro & Raul Seixas

Amor & Sociologia Cultural - Oswaldo Montenegro & Raul Seixas Page 1 of 6 Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Sociologia Cultural Educador: João Nascimento Borges Filho Amor & Sociologia

Leia mais

ANEXOS PUC-Rio - Certificação Digital Nº /CA

ANEXOS PUC-Rio - Certificação Digital Nº /CA ANEXOS 33+ ROTEIRO DAS PALESTRAS Situações determinantes do psiquismo humano: história mítica (situações anteriores à concepção e ao nascimento de uma criança), projeção do futuro da criança. primeiro

Leia mais

20 Dicas Eficazes Para Dirigir Sem Medo Que Você Pode Aplicar Ainda Hoje.

20 Dicas Eficazes Para Dirigir Sem Medo Que Você Pode Aplicar Ainda Hoje. 20 Dicas Eficazes Para Dirigir Sem Medo Que Você Pode Aplicar Ainda Hoje. Agradecimento Quero agradecer pelo seu interesse no meu ebook. Vamos juntos te levar até o seu objetivo. Uma Excelente Leitura!

Leia mais

M U L H E R E S D O B R A S I L

M U L H E R E S D O B R A S I L M U L H E R E S D O B R A S I L 2016 COMITÊ SOCIAL Vozes das Mulheres Palestras Andrea Chamma Cristina Schulman Inegociáveis Não advogamos em causa própria; Todo o trabalho deve ser coordenado nas ações

Leia mais

Mutual

Mutual Mutual 2013 http://astontasvaoaoceu.blogspot.com.br/ Em Lugares Santos Se no escuro andais não vais enxergar quem sois e o que podeis vos tornar. Se de joelhos estais e na luz viveis, onde o Espírito está

Leia mais

Conteúdo: - Emprego do Eu e Mim, Onde e Aonde, Há e A. LÍNGUA PORTUGUESA CONTEÚDO E HABILIDADES APRENDER A APRENDER 1 FORTALECENDO SABERES

Conteúdo: - Emprego do Eu e Mim, Onde e Aonde, Há e A. LÍNGUA PORTUGUESA CONTEÚDO E HABILIDADES APRENDER A APRENDER 1 FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA APRENDER 1 Conteúdo: - Emprego do Eu e Mim, Onde e Aonde, Há e A. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA APRENDER 1 Habilidades:

Leia mais

Ele ajudou-me muito, é um Santo, que Deus o tenha, a sua alma em eterno descanso.

Ele ajudou-me muito, é um Santo, que Deus o tenha, a sua alma em eterno descanso. ENTREVISTA C2: A entrevista começa com a pergunta: Como vão as coisas lá por casa. As coisas agora, vão melhor, porque estou no centro de dia, e lá sinto-me muito bem, mas passo a noite em casa da minha

Leia mais

Puxa Conversa. Guia do Marido Bom de Papo. Programa AMOR DE MARIDO

Puxa Conversa. Guia do Marido Bom de Papo. Programa AMOR DE MARIDO Puxa Conversa Guia do Marido Bom de Papo Programa AMOR DE MARIDO Olá amigo, é comum ouvir de nossas mulheres que nós, maridos, não gostamos muito de termos conversas íntimas com elas, de saber como foi

Leia mais

OFICINA DE MEMÓRIA: UMA ESTRATÉGIA DE QUALIDADE DE VIDA

OFICINA DE MEMÓRIA: UMA ESTRATÉGIA DE QUALIDADE DE VIDA OFICINA DE MEMÓRIA: UMA ESTRATÉGIA DE QUALIDADE DE VIDA Seção Judiciária do Estado de São Paulo OFICINA DE MEMÓRIA REALIZADA COM OS OFICIAIS DE JUSTIÇA AVALIADORES DA CEUNI Uma Estratégia de Qualidade

Leia mais

Sejam Bem-Vindos! Mary Kay Ash

Sejam Bem-Vindos! Mary Kay Ash Sejam Bem-Vindos! Vislumbrei uma companhia na qual qualquer mulher poderia ter tanto sucesso quanto desejasse. As portas estariam abertas às oportunidades para as mulheres que estiverem dispostas a pagar

Leia mais

COMO AUMENTAR AS VENDAS USANDO A INTERNET?!

COMO AUMENTAR AS VENDAS USANDO A INTERNET?! COMO AUMENTAR AS VENDAS USANDO A INTERNET?! COMO AUMENTAR AS VENDAS USANDO A INTERNET?! Avisos legais Redistribuição Você concorda que não irá copiar, redistribuir ou explorar comercialmente qualquer parte

Leia mais

1. OUÇAM A PRIMAVERA!

1. OUÇAM A PRIMAVERA! 1. OUÇAM A PRIMAVERA! Na Mata dos Medos há uma pequena clareira dominada por um pinheiro-manso 1 muito alto. É o largo do Pinheiro Grande. Um pássaro que por lá passarou pôs-se a cantar e acordou o Ouriço,

Leia mais

A LOIRA DO CEMITÉRIO. Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA

A LOIRA DO CEMITÉRIO. Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA A DO CEMITÉRIO Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA TODOS OS DIREITOS RESERVADOS RUA: ALAMEDA PEDRO II N 718 VENDA DA CRUZ SÃO GONÇALO E-MAIL: jfigueiredo759@gmail.com TEL: (21)92303033 EXT.PRAÇA.DIA Praça

Leia mais

PACTO DE APRIMORAMENTO DA GESTÃO ESTADUAL SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

PACTO DE APRIMORAMENTO DA GESTÃO ESTADUAL SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL PACTO DE APRIMORAMENTO DA GESTÃO ESTADUAL SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL A Gestão proposta pelo SUAS pauta-se no Pacto Federativo onde devem ser atribuídas e detalhadas as competências e responsabilidades

Leia mais

ESTRUTURA ORGANIZATIVA DA ISCMPSA

ESTRUTURA ORGANIZATIVA DA ISCMPSA ESTRUTURA ORGANIZATIVA DA ISCMPSA Este documento visa dar corpo á orgânica dos serviços da Santa Casa, ou seja, definir competências, hierarquias e formas de actuação. Como a Santa Casa da Póvoa de Santo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARAÇU

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARAÇU LEI Nº 841 DE 15 DE MARÇO DE 2016 Dispõe sobre alteração da Lei de Criação do Conselho Municipal de Assistência Social e institui o Fundo Municipal de Assistência Social, revoga as Leis nº 668/2005 e 737/2010

Leia mais

COM DEUS APRENDI A PERDER PARA GANHAR

COM DEUS APRENDI A PERDER PARA GANHAR COM DEUS APRENDI A PERDER PARA GANHAR Marcos 8:35 Na semana passada aprendemos um pouco mais sobre Salvação, que nada mais é que a própria pessoa de Jesus Cristo agindo em nosso interior, transformando

Leia mais

Uma pequena mágica Não seria ótimo se você pudesse ir para a cama,

Uma pequena mágica Não seria ótimo se você pudesse ir para a cama, CAPÍTULO UM Uma pequena mágica Não seria ótimo se você pudesse ir para a cama, aconchegar-se debaixo das suas cobertas, fechar os olhos e adormecer sem nenhuma agitação ou medo? Sem ouvir barulhos ou pensar

Leia mais

Treinamento sobre Progress Report.

Treinamento sobre Progress Report. Treinamento sobre Progress Report. Objetivo O foco aqui é trabalhar o desenvolvimento pessoal de cada aluno. O instrutor irá analisar cada um e pensar em suas dificuldades e barreiras de aprendizado e,

Leia mais

JOVENS DO CAMPO: Prof. Grolli, P R FAEM/Departamento de Fitotecnia/ Horticultura Ornamental

JOVENS DO CAMPO: Prof. Grolli, P R FAEM/Departamento de Fitotecnia/ Horticultura Ornamental JOVENS DO CAMPO: Prof. Grolli, P R FAEM/Departamento de Fitotecnia/ Horticultura Ornamental prgrolli@gmail.com P A R T I R OU F I C A R http://dfrural.wordpress.com/2011/07/21/mt-mda-e-sedraf-planejam-acoesem-conjunto-para-fortalecer-agricultura-familiar-em-mato-grosso/

Leia mais

Meu Guia. Pamella Padilha

Meu Guia. Pamella Padilha Meu Guia Pamella Padilha Meu Guia Sentir se confiante (postura na coluna) para falar, pensar, agir, olhar. Posso olhar e falar com qualquer pessoa, desde o mendigo até a pessoa mais linda do mundo, ter

Leia mais

Fundação Darcy Ribeiro

Fundação Darcy Ribeiro I Fundação Darcy Ribeiro ATUAÇÃO DOS EDUCADORES PONTOS ESSENCIAIS DA PROPOSTA Vídeo 05 Coordenação Nacional Formação Inicial e Continuada do Educador do ProJovem: o especialista, o pensador, o cidadão

Leia mais

Do Vácuo ao Encontro

Do Vácuo ao Encontro Do Vácuo ao Encontro INTRODUÇÃO Todos nós homens já passamos por situações constrangedoras de puxar conversa com uma bela mulher e não obtemos nada além de um Belo de um vácuo, eu mesmo já passei por isso.

Leia mais

FILHO 1: Ô mãe! Onde está o meu sapato? Onde está o meu sapato? Onde está o meu sapato?

FILHO 1: Ô mãe! Onde está o meu sapato? Onde está o meu sapato? Onde está o meu sapato? CENA I LOCUTOR: Apresentamos uma família qualquer, com mãe, pai, filhos, tia e avó. Todos morando em uma casa simples. A família com seus mais diversos membros deve ser uma semente plantada com atenção,

Leia mais

Não Fale com Estranhos

Não Fale com Estranhos Não Fale com Estranhos Texto por: Aline Santos Sanches PERSONAGENS Cachorro, Gato, Lobo, Professora, Coelho SINOPSE Cachorro e Gato são colegas de classe, mas Gato é arisco e resolve falar com um estranho.

Leia mais

Um belo dia de sol, Jessi caminhava feliz para sua escola.

Um belo dia de sol, Jessi caminhava feliz para sua escola. Jessy Um belo dia de sol, Jessi caminhava feliz para sua escola. Jessi era uma garota linda, tinha a pele escura como o chocolate, seus olhos eram pretos e brilhantes que pareciam duas lindas amoras, seu

Leia mais

Verticalização 'cerca' casas em bairros de São Paulo

Verticalização 'cerca' casas em bairros de São Paulo Verticalização 'cerca' casas em bairros de São Paulo Onda de empreendimentos imobiliários deixa moradores ilhados. Entre 2001 e 2010 foram lançados 3.420 edifícios residenciais na capital. Maria Aparecida

Leia mais

PLANEJANDO UMA VIAGEM DE SUCESSO SABRINA MAHLER

PLANEJANDO UMA VIAGEM DE SUCESSO SABRINA MAHLER PLANEJANDO UMA VIAGEM DE SUCESSO SABRINA MAHLER \ As viagens podem ter objetivos diversos, estilos variados e orçamentos infinitamente distintos..você pode ir sozinho, com amigos, com marido ou namorado,

Leia mais