DOM BOSCO PIRACICABA ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DOM BOSCO PIRACICABA ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS"

Transcrição

1 DOM BOSCO PIRACICABA ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS INTRODUÇÃO AO MERCADO DE CAPITAIS José Antonio de Souza Analista de Mercado de Capitais Gerência de Acompanhamento de Mercado-2 (GMA-2) Superintendência de Relações com o Mercado e Intermediários (SMI)

2

3 As opiniões e conclusões externadas nesta apresentação são de inteira responsabilidade do palestrante, não refletindo, necessariamente, o entendimento da Comissão de Valores Mobiliários.

4 Agenda O Mercado de Capitais Por quê Investir? Opções de investimento Como Investir Cuidados ao Investir A CVM

5 Intermediação Financeira Agentes Superavitários Agentes Deficitários Governo Famílias Empresas Governo Famílias Empresas

6 Intermediação Financeira Agentes Superavitários Agentes Deficitários

7 Intermediação Financeira Agentes Superavitários Agentes Deficitários

8 Mercado Financeiro Mercado Monetário Mercado de Crédito Mercado de Capitais Mercado de Câmbio

9 Principais Características Aplicação e captação direta de recursos Mercado de Capitais Investimentos de médio e longo prazo

10 Importância do Mercado de Capitais Captação de Recursos Desenvolvimento Econômico Investimentos Produtivos Geração de Emprego e Renda

11 Agenda O Mercado de Capitais Por quê Investir? Opções de investimento Como Investir Cuidados ao Investir A CVM

12 A nova realidade dos juros

13 Investimentos Tradicionais Não são Valores Mobiliários Poupança CDB Títulos Públicos

14 Agenda O Mercado de Capitais Por quê Investir? Opções de investimento Como Investir Cuidados ao Investir A CVM

15 Valores Mobiliários Ações S.A. Cotas de Fundos e Clubes Debêntures Cotas de Fundos Imobiliários

16 Ações Ação: a menor fração do capital social de uma empresa - Ordinárias / Preferenciais - Nominativas / Ao Portador $ Participação nos resultados Valorização das ações Participação em Assembleias Direito de Voto

17 Cotistas Fundos de Investimentos Benefícios: Retorno Fundo - Acesso a outras modalidades de investimentos - Gestão profissional - Diluição dos Custos - Liquidez - Diversificação Aplicações

18 Principais Classes de Fundos Curto Prazo Referenciados Renda Fixa Ações Multimercado Títulos Públicos/Privados Prazo máximo 375 dias a decorrer Vinculados a um Índice de Referência Fundos DI Títulos Públicos/Privados Taxa juros ou Índice de Preços Mínimo de 67% em ações Variação preço das ações Carteira Diversificada

19 Outros Fundos de Investimento Fundo Aberto Fundo Fechado FII - Fundos de Investimento Imobiliário ETF - Fundos de Índices

20 Agenda O Mercado de Capitais Por quê Investir? Opções de investimento Como Investir Cuidados ao Investir A CVM

21 OFERTA PÚBLICA Companhia Investidores

22 MERCADO SECUNDÁRIO Bolsa Investidor Investidor

23 NEGOCIAÇÃO EM BOLSA Bolsa de Valores Corretora Book de Ofertas Corretora Compra 21,60 21,56 21,45 21,42 20,80 Venda 21,65 21,68 21,71 21,72 22,15 Compra PETR4 21,50 Último Neg.: 21,62 21,60 Venda PETR4 21,60

24 CUSTÓDIA Central Depositária Agente de Agente de Custódia Custódia

25 Risco x Retorno

26 Agenda O Mercado de Capitais Por quê Investir? Opções de investimento Como Investir Cuidados ao Investir A CVM

27 Atenção Objetivo e Perfil Política de Investimento Riscos Custos Acompanhamento Assembleias e documentos

28 Cuidado! Promessa de lucros rápidos e/ou vultosos Fórmulas mágicas para ganhar na Bolsa Oferta feita por pessoas e/ou instituições não autorizadas pela CVM Informações e Ofertas via Internet Investimentos que você não entende como funcionam

29 Agenda O Mercado de Capitais Por quê Investir? Opções de investimento Como Investir Cuidados ao Investir A CVM

30 SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL SUBSISTEMA NORMATIVO SUBSISTEMA DE INTERMEDIAÇÃO CONSELHO MONETARIO NACIONAL INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS BANCÁRIAS BANCO CENTRAL (BACEN) INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS NÃO BANCÁRIAS COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS (CVM) SISTEMA BRASILEIRO DE POPANÇA E EMPRÉSTIMO (SBPE) INSTITUIÇÕES ESPECIAIS (BB, CAIXA, BNDES) INSTITUIÇÕES AUXILIÁRES

31

32

33 Principais Funções Normatização Autorização Registro CVM Informação Educação Fiscalização Punição

34

35 Publicações

36 Público Acadêmico Circuito Universitário Programa TOP

37 CVM Educacional nas Redes Sociais curta assista siga

38 Reclamações e Denúncias Fale com a CVM

39 Obrigado! JOSÉ ANTONIO DE SOUZA

40

Circuito Universitário Faculdade Sumaré 10 de março de 2015. Marcos Galileu Lorena Dutra Gerência de Análise de Negócios (GMN)

Circuito Universitário Faculdade Sumaré 10 de março de 2015. Marcos Galileu Lorena Dutra Gerência de Análise de Negócios (GMN) Circuito Universitário Faculdade Sumaré 10 de março de 2015 Marcos Galileu Lorena Dutra Gerência de Análise de Negócios (GMN) As opiniões e conclusões externadas nesta apresentação são de inteira responsabilidade

Leia mais

Poupança e investimento:

Poupança e investimento: Poupança e investimento: decisões que podem mudar a sua vida Júlio César Dahbar, CFP Comissão de Valores Mobiliários (CVM) 18/05/2016 Palestra na FACHO As opiniões e conclusões externadas nesta apresentação

Leia mais

O QUE É O MERCADO DE CAPITAIS

O QUE É O MERCADO DE CAPITAIS O QUE É O MERCADO DE CAPITAIS Leonardo Faccini As opiniões e conclusões externadas nesta apresentação são de inteira responsabilidade do palestrante, não refletindo, necessariamente, o entendimento da

Leia mais

O MERCADO DE CAPITAIS BRASILEIRO

O MERCADO DE CAPITAIS BRASILEIRO O MERCADO DE CAPITAIS BRASILEIRO Antônio Emygdio Circuito Universitário CVM 2ª Semana Nacional de Educação Financeira http://www.semanaenef.gov.br http://www.vidaedinheiro.gov.br Agenda 1. Mercado de Capitais

Leia mais

Poupança e Investimento

Poupança e Investimento Poupança e Investimento Davi Trindade Batista Analista de Mercado Financeiro - CVM As opiniões e conclusões externadas nesta apresentação são de inteira responsabilidade do palestrante, não refletindo,

Leia mais

PRINCIPAIS INTERMEDIÁRIOS FINANCEIROS

PRINCIPAIS INTERMEDIÁRIOS FINANCEIROS PRINCIPAIS INTERMEDIÁRIOS FINANCEIROS Introdução Sistema Financeiro Brasileiro Faz a intermediação e distribuição de recursos no mercado Advindos de poupança e destinados ao financiamento de investimentos

Leia mais

A CVM e o Mercado de Capitais no Brasil

A CVM e o Mercado de Capitais no Brasil A CVM e o Mercado de Capitais no Brasil Marcos Aurélio Florêncio da Silva Gerência de Acompanhamento de Empresas Superintendência de Relações com Empresas As opiniões e conclusões externadas nesta apresentação

Leia mais

IGEPP SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL BACEN JUNHO 2016 PROFESSOR: CÉSAR FRADE

IGEPP SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL BACEN JUNHO 2016 PROFESSOR: CÉSAR FRADE Questão 1 (Cesgranrio Analista BACEN 2010) O Conselho Monetário Nacional é a entidade superior do sistema financeiro nacional, NÃO sendo de sua competência a) estabelecer a meta de inflação. b) zelar pela

Leia mais

O MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL E A CVM

O MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL E A CVM O MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL E A CVM Faculdade Novo Milênio - 10/03/2015 Circuito Universitário CVM Frederico Shu Analista da Gerência de Acompanhamento de Empresas 4 Superintendência de Relações com

Leia mais

EXERCÍCIOS DE SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL

EXERCÍCIOS DE SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL EXERCÍCIOS DE SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL 1. (NCE) CVM/2008/Analista de Mercado de Capitais/Questão 37 O sistema financeiro brasileiro pode ser entendido como o conjunto de instrumentos, mecanismos e instituições

Leia mais

Como Funciona o Sistema Financeiro Nacional. José Reynaldo de Almeida Furlani Abril de 2007

Como Funciona o Sistema Financeiro Nacional. José Reynaldo de Almeida Furlani Abril de 2007 Como Funciona o Sistema Financeiro Nacional José Reynaldo de Almeida Furlani Abril de 2007 Segmentação do Mercado MERCADO MONETÁRIO MERCADO DE CRÉDITO MERCADO FINANCEIRO MERCADO DE CAPITAIS MERCADO CAMBIAL

Leia mais

Mercado de Capitais. Mercado financeiro. Professor: Msc. Roberto César

Mercado de Capitais. Mercado financeiro. Professor: Msc. Roberto César Mercado de Capitais Mercado financeiro Professor: Msc. Roberto César Tipos de Mercado Comissão de Valores Mobiliários, 2013, p.15 Mercado de Crédito É o segmento do mercado financeiro onde as instituições

Leia mais

Conheça os Fundos de Investimento Imobiliários (FIIS)

Conheça os Fundos de Investimento Imobiliários (FIIS) Conheça os Fundos de Investimento Imobiliários (FIIS) Os FIIS podem ser considerado uma forma diferente e inteligente de investir em imóveis. Os Fundos Imobiliário são formados por grupos de investidores

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Fundação Carmelitana Mário Palmério Curso de Bacharelado em Disciplina: Administração Financeira ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Prof. Me. Reiner Alves Botinha AGENDA AMBIENTE FINANCEIRO BRASILEIRO Slide 2 OPORTUNIDADES

Leia mais

Apresentador: Alexandre Hormain Barreto

Apresentador: Alexandre Hormain Barreto Iniciando na Bolsa de Valores Apresentador: Alexandre Hormain Barreto O Mercado de Ações Sistema Financeiro Conjunto de instituições dedicadas a manter um fluxo de recursos dos poupadores para o investimento

Leia mais

PRINCIPAIS PRODUTOS E PERFIL DO INVESTIDOR

PRINCIPAIS PRODUTOS E PERFIL DO INVESTIDOR PRINCIPAIS PRODUTOS E PERFIL DO INVESTIDOR CARACTERÍSTICAS DOS PRODUTOS DE RENDA FIXA OS PRINCIPAIS PRODUTOS DE RENDA FIXA PERFIL DE RISCO DO INVESTIDOR Quais são as diferenças básicas entre Renda Fixa

Leia mais

APRENDA A INVESTIR EM RENDA FIXA

APRENDA A INVESTIR EM RENDA FIXA APRENDA A INVESTIR EM RENDA FIXA Vinicio Almeida almeida.vinicio@gmail.com www.quantabr.com.br 2016 2 Vinicio Doutor em Administração pelo Coppead/UFRJ e Pós- Doutorado na UCLA Anderson School of Management

Leia mais

AULA 3. Disciplina: Mercado de Capitais Assunto: Introdução ao SFN. Contatos: Blog: keillalopes.wordpress.

AULA 3. Disciplina: Mercado de Capitais Assunto: Introdução ao SFN. Contatos:   Blog: keillalopes.wordpress. AULA 3 Disciplina: Mercado de Capitais Assunto: Introdução ao SFN Contatos: E-mail: keillalopes@ig.com.br Blog: keillalopes.wordpress.com Objetivos da aula: SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL Histórico ; Composição;

Leia mais

16/04/2017. Sistema Financeiro Nacional. Agenda da Aula - 5. Sistema Financeiro Nacional - SFN. Questões Norteadoras. Sistema Financeiro Nacional

16/04/2017. Sistema Financeiro Nacional. Agenda da Aula - 5. Sistema Financeiro Nacional - SFN. Questões Norteadoras. Sistema Financeiro Nacional Carlos R. Godoy 1 Mercado Financeiro I RCC 0407 Carlos R. Godoy 2 1. SFN Agenda da Aula - 5 2. Estrutura do SFN 3. CMN 4. BCB Sistema Financeiro Nacional - SFN Aula 5 5. CVM 6. BNDES 7. Bancos Comerciais

Leia mais

Teste de Proficiência

Teste de Proficiência Teste de Proficiência Curso: Tecnólogo em Gestão Financeira Turma: Gestão Financeira Nome: Data: 21/09/2017 RECOMENDAÇÕES 1. A resolução do teste deve ser a CANETA AZUL ou PRETA; 2. O teste é INDIVIDUAL

Leia mais

INSTITUTO EDUCACIONAL BM&FBOVESPA CERTIFICAÇÃO DOS PROFISSIONAIS PQO ROTEIRO DE ESTUDOS ÁREA DE BACKOFFICE

INSTITUTO EDUCACIONAL BM&FBOVESPA CERTIFICAÇÃO DOS PROFISSIONAIS PQO ROTEIRO DE ESTUDOS ÁREA DE BACKOFFICE INSTITUTO EDUCACIONAL BM&FBOVESPA CERTIFICAÇÃO DOS PROFISSIONAIS PQO ROTEIRO DE ESTUDOS ÁREA DE BACKOFFICE 1. Sistema Financeiro Nacional SFN 1.1. Definição e estrutura 1.2. Papel, função e classificação

Leia mais

Sistema Financeiro Nacional 3. Sistema Financeiro Nacional 3.1 Conceito 3.2 Subsistema de Supervisão 3.3 Subsistema Operativo 6/7/2006 2 3.1 - Conceito de Sistema Financeiro Conjunto de instituições financeiras

Leia mais

Como funciona o Sistema Financeiro Nacional. José Reynaldo de Almeida Furlani Junho de 2013

Como funciona o Sistema Financeiro Nacional. José Reynaldo de Almeida Furlani Junho de 2013 José Reynaldo de Almeida Furlani Junho de 2013 Segmentação do Mercado MERCADO MONETÁRIO MERCADO DE CRÉDITO MERCADO FINANCEIRO MERCADO DE CAPITAIS MERCADO CAMBIAL Conceito de Sistema Financeiro Conjunto

Leia mais

A CVM E O MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL

A CVM E O MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL A CVM E O MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL Leonardo B. Pupo Analista de Mercado de Capitais Gerência de Acompanhamento de Mercado 2 Superintendência de Acompanhamento de Mercado Agenda Intermediação Financeira

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: MERCADO DE CAPITAIS

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: MERCADO DE CAPITAIS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: MERCADO DE CAPITAIS Código: CTB 000 Pré-requisito: ------- Período Letivo: 2016.1 Professor:

Leia mais

1. SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL E PARTICIPANTES DO MERCADO

1. SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL E PARTICIPANTES DO MERCADO Conteúdo Programático 1. SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL E PARTICIPANTES DO MERCADO 1.1 Funções Básicas 1.1.1 Função dos intermediários financeiros e definição de intermediação financeira 1.2 Estrutura 1.2.1

Leia mais

Concurso Prof. Cid Roberto

Concurso Prof. Cid Roberto Prof. Cid Roberto Concurso 2013 Grupo Conhecimentos Bancários no Google http://goo.gl/gbkij O mercado de capitais é o conjunto de mercados, instituições e ativos que viabiliza a transferência de recursos

Leia mais

Produtos e Serviços Financeiros

Produtos e Serviços Financeiros 1 APRESENTAÇÃO DE APOIO Produtos e Serviços Financeiros 3º Encontro Pós-Graduação em Finanças, Investimentos e Banking 2 por Leandro Rassier Complementação + Aplicações práticas METODOLOGIA PARA COMPREENSÃO

Leia mais

Lâmina de Informações Essenciais do. Título Fundo de Investimento Multimercado Longo Prazo (Título FIM-LP) CNPJ/MF:

Lâmina de Informações Essenciais do. Título Fundo de Investimento Multimercado Longo Prazo (Título FIM-LP) CNPJ/MF: Lâmina de Informações Essenciais do Informações referentes à Janeiro de 2017 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o TÍTULO FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO - LONGO PRAZO (Título

Leia mais

Objetivo e Ambiente de Administração Financeira O Ambiente Operacional do Administrador Financeiro e o da Empresa

Objetivo e Ambiente de Administração Financeira O Ambiente Operacional do Administrador Financeiro e o da Empresa Objetivo e Ambiente de Administração Financeira O Ambiente Operacional do Administrador Financeiro e o da Empresa Ambiente Operacional Não importa qual será a constituição da empresa (pública ou privada,

Leia mais

Sumário. Prefácio, XV Introdução, 1

Sumário. Prefácio, XV Introdução, 1 Sumário Prefácio, XV Introdução, 1 Capítulo 1 Sistema Financeiro Nacional, 3 1.1 Funções básicas do Sistema Financeiro Nacional, 4 1.2 Principais participantes do mercado, 4 1.2.1 Introdução, 4 1.2.2 Órgãos

Leia mais

Ações. acionista.com.br. eu sou, e você?

Ações. acionista.com.br. eu sou, e você? 2017 Ações acionista.com.br eu sou, e você? 1 Ações Ações na Bolsa de Valores, são pedaços de uma empresa disponíveis para que qualquer investidor comprar. Quando uma empresa é aberta, ela sede diversas

Leia mais

Tecnologia em Gestão Financeira MERCADO DE CAPITAIS

Tecnologia em Gestão Financeira MERCADO DE CAPITAIS Tecnologia em Gestão Financeira MERCADO DE CAPITAIS Gustavo Molina Matsumoto Aula Inaugural 2014 Objetivos da aula 1) Apresentação do Docente. 2) Apresentação dos Alunos. 3) Apresentação da disciplina.

Leia mais

MINIGUIA DO MERCADO FINANCEIRO: GLOSSÁRIO DO INVESTIDOR

MINIGUIA DO MERCADO FINANCEIRO: GLOSSÁRIO DO INVESTIDOR MINIGUIA DO MERCADO FINANCEIRO: GLOSSÁRIO DO INVESTIDOR SUMÁRIO Introdução...3 Por que entender o vocabulário financeiro?...6 Quais são as principais siglas e palavras?...9 Conclusão... 23 Sobre a ATIVA

Leia mais

AULA 4 INTRODUÇÃO AO MERCADO DE CAPITAIS

AULA 4 INTRODUÇÃO AO MERCADO DE CAPITAIS AULA 4 INTRODUÇÃO AO MERCADO DE CAPITAIS Professora Mestre Keilla OBJETIVOS DA AULA: O Mercado Financeiro e sua composição Conceito de Mercado de Capitais Composição do Mercado de Capitais Histórico do

Leia mais

AULA 3 INTRODUÇÃO AO MERCADO DE CAPITAIS

AULA 3 INTRODUÇÃO AO MERCADO DE CAPITAIS AULA 3 INTRODUÇÃO AO MERCADO DE CAPITAIS Prof Ms Keilla Lopes Mestre em Administração pela UFBA Especialista em Gestão Empresarial pela UEFS Graduada em Administração pela UEFS Contatos: E-mail: keillalopes@ig.com.br

Leia mais

ECONOMIA. 11_Sistemas Econômicos_Bolsa de Valores. Técnico em Logística. Prof. Marcelo Pinotti Meaulo 1 SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL

ECONOMIA. 11_Sistemas Econômicos_Bolsa de Valores. Técnico em Logística. Prof. Marcelo Pinotti Meaulo 1 SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL ECONOMIA 1. SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL 2. BOLSA DE VALORES 3. BOLSA DE MERCADORIA E FUTUROS 4. MERCADO DE CAPITAIS 09/01/2017 1 SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL O SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL É COMPOSTO DE

Leia mais

Letra Financeira - LF

Letra Financeira - LF Renda Fixa Letra Financeira - LF Letra Financeira O produto A Letra Financeira (LF) é um título de renda fixa emitido por instituições financeiras com a finalidade de captar recursos de longo prazo. Tem

Leia mais

RENDA FIXA. acionista.com.br

RENDA FIXA. acionista.com.br RENDA FIXA acionista.com.br Fevereiro/2017 Renda Fixa São títulos que pagam, em períodos definidos, uma certa remuneração, que pode ser determinada no momento da aplicação ou no momento do resgate (no

Leia mais

Do endividamento à independência pessoal Formação de poupança e opções de investimento. Instituto Nacional de Tecnologia 11/março/2015

Do endividamento à independência pessoal Formação de poupança e opções de investimento. Instituto Nacional de Tecnologia 11/março/2015 Do endividamento à independência pessoal Formação de poupança e opções de investimento Instituto Nacional de Tecnologia 11/março/2015 As opiniões e conclusões externadas nesta apresentação são de inteira

Leia mais

1. Sistema Financeiro Nacional... 2

1. Sistema Financeiro Nacional... 2 1. Sistema Financeiro Nacional... 2 1.1. Funções Básicas... 2 1.1.1 Função dos Intermediários Financeiros e definição de Intermediação Financeira... 2 1.2. Estrutura... 3 1.2.1 Órgãos de Regulação, Auto-Regulação

Leia mais

O Mercado de Valores Mobiliários no Sistema Financeiro Angolano

O Mercado de Valores Mobiliários no Sistema Financeiro Angolano O Mercado de Valores Mobiliários no Sistema Financeiro Angolano Departamento de Comunicação e Educação Financeira 06/04/2017 O Mercado de Valores Mobiliários no Sistema Financeiro Apresentação da Agenda

Leia mais

Introdução: Mercado Financeiro

Introdução: Mercado Financeiro Introdução: Mercado Financeiro Prof. Nilton TÓPICOS Sistema Financeiro Nacional Ativos Financeiros Mercado de Ações 1 Sistema Financeiro Brasileiro Intervém e distribui recursos no mercado Advindos de

Leia mais

Renda Fixa. Nota Promissória. Renda Fixa

Renda Fixa. Nota Promissória. Renda Fixa Renda Fixa O produto A (NP), também conhecida como nota comercial ou commercial paper, é um título emitido por companhias com o objetivo de captar recursos, geralmente para financiar seu capital de giro.

Leia mais

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS 1. OBJETIVOS Estabelecer os critérios básicos para gestão e administração de Clubes de Investimento, abordando os seguintes tópicos: - Atuação; - Regulamento e Prospecto; - Ficha Cadastral e Habilitação

Leia mais

Curso de CPA 10 CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL ANBIMA SÉRIE 10. www.eadempresarial.net.br. www.eadempresarial.net.br - 18 3303-0383

Curso de CPA 10 CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL ANBIMA SÉRIE 10. www.eadempresarial.net.br. www.eadempresarial.net.br - 18 3303-0383 Curso de CPA 10 CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL ANBIMA SÉRIE 10 www.eadempresarial.net.br SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL Uma conceituação bastante abrangente de sistema financeiro poderia ser a de um conjunto de

Leia mais

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS 1. OBJETIVOS Estabelecer os critérios básicos para gestão e administração de Fundos de Investimento, abordando os seguintes tópicos: - Atuação; - Regulamento e Prospecto; - Ficha Cadastral e Habilitação

Leia mais

Mercado de Capitais. Sistema financeiro nacional. Professor: Msc. Roberto César

Mercado de Capitais. Sistema financeiro nacional. Professor: Msc. Roberto César Mercado de Capitais Sistema financeiro nacional Professor: Msc. Roberto César Sistema Financeiro Consumo Poupança Investimento Sistema Financeiro Nacional O Sistema Financeiro Nacional pode ser definido

Leia mais

TEMA 1. MERCADO FINANCEIRO E TRIBUTAÇÃO. Introdução Sistema Financeiro Nacional. Mercado de Crédito

TEMA 1. MERCADO FINANCEIRO E TRIBUTAÇÃO. Introdução Sistema Financeiro Nacional. Mercado de Crédito FEA-USP-EAC Curso de Graduação em Contabilidade Disciplina: EAC0562: Estudos Complementares V Tributação sobre Operações Financeiras TEMA 1. MERCADO FINANCEIRO E TRIBUTAÇÃO TEMA 1 Mercado Financeiro e

Leia mais

PRODUTOS BANCÁRIOS FUNDOS DE INVESTIMENTO: Taxas: - Administração: Calculada dia útil e deduzida da cota; - Performance: Quando supera um indicador

PRODUTOS BANCÁRIOS FUNDOS DE INVESTIMENTO: Taxas: - Administração: Calculada dia útil e deduzida da cota; - Performance: Quando supera um indicador PRODUTOS BANCÁRIOS FUNDOS DE INVESTIMENTO: Taxas: - Administração: Calculada dia útil e deduzida da cota; - Performance: Quando supera um indicador de referência (BENCH); DESPESAS (encargos do fundo):

Leia mais

CONTABILIDADE AVANÇADA. Prof. Angelo Barreto

CONTABILIDADE AVANÇADA. Prof. Angelo Barreto CONTABILIDADE AVANÇADA Prof. Angelo Barreto 1. O que você entende por contabilidade avançada? 2. O que esperam da Disciplina contabilidade avançada? 3. Vocês sabem o que são Títulos de Valores Mobiliários

Leia mais

Nota de Aula 1: Mercados Financeiros

Nota de Aula 1: Mercados Financeiros Fundação Getúlio Vargas / EPGE Economia Monetária e Financeira Prof. Marcos Antonio Silveira Bibliografia: Nota de Aula 1: Mercados Financeiros Mishkin, cap. 2 (5. edição traduzida) Bibliografia sugeridaparaocasobrasileiro:

Leia mais

EXERCÍCIOS. Exercício 1) Assinale a alternativa correta.

EXERCÍCIOS. Exercício 1) Assinale a alternativa correta. EXERCÍCIOS Exercício 1) Assinale a alternativa correta. I - O SFN viabiliza a intermediação entre poupança e investimento, possibilitando a eficiência do setor produtivo. II - Os poupadores são os agentes

Leia mais

FORMULÁRIO CONSOLIDADO Negociação de Administradores e Pessoas Ligadas Art. 11 Instrução CVM nº 358/2002

FORMULÁRIO CONSOLIDADO Negociação de Administradores e Pessoas Ligadas Art. 11 Instrução CVM nº 358/2002 Negociação de Administradores e Art. 11 Instrução CVM nº 358/2002 Denominação da Companhia: KLABIN S.A (X) Controladores ( ) Diretoria ( ) Conselho Fiscal ( ) Órgãos Técnicos ou Ações Ordinárias Nominativas

Leia mais

Estratégias de Fundos de Investimentos João Alberto Cabral 02/09/04

Estratégias de Fundos de Investimentos João Alberto Cabral 02/09/04 Estratégias de Fundos de Investimentos João Alberto Cabral 02/09/04 Agenda Fundos de Investimentos Em que Fundo devo investir? Tipos de Fundos Fundos de Renda Fixa Fundos Multimercados Opinião do Gestor

Leia mais

GOVERNANÇA CORPORATIVA

GOVERNANÇA CORPORATIVA GOVERNANÇA CORPORATIVA AULA 3 Prof. Wellington www.maestrocarreira.com.br 1 trabalhopwell@gmail.com 2 REVISÃO Quais são os princípios da GOVERNANÇA CORPORATIVA?...Explique com as suas palavras cada um

Leia mais

GERAL FATO FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ Nº / (Administrado pela Corretora Geral de Valores e Câmbio Ltda.

GERAL FATO FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ Nº / (Administrado pela Corretora Geral de Valores e Câmbio Ltda. CNPJ Nº 18.746.967/0001-82 CNPJ Nº 92.858.380/0001-18 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ENCERRADAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 1 Demonstrativo da composição e diversificação das aplicações em 31 de dezembro

Leia mais

FORMULÁRIO CONSOLIDADO Negociação de Administradores e Pessoas Ligadas Art. 11 Instrução CVM nº 358/2002

FORMULÁRIO CONSOLIDADO Negociação de Administradores e Pessoas Ligadas Art. 11 Instrução CVM nº 358/2002 Denominação da Companhia: KLABIN S.A (X) Controladores ( ) Diretoria ( ) Conselho Fiscal ( ) Órgãos Técnicos ou Ações Ordinárias Nominativas 1.256.519.098 67,9467 26,5470 Ações Preferenciais Nominativas

Leia mais

Como Investir com mais segurança

Como Investir com mais segurança Como Investir com mais segurança Luis Felipe Lobianco Chefe do Centro de Estudos em Mercado de Capitais Superintendência de Proteção e Orientação aos Investidores As opiniões e conclusões externadas nesta

Leia mais

Mercado Financeiro e de Capitais

Mercado Financeiro e de Capitais Mercado Financeiro e de Capitais Professor conteudista: Roberto Cruz Sumário Mercado Financeiro e de Capitais Unidade I 1 MERCADO FINANCEIRO E DE CAPITAIS...1 1.1 Conceitos básicos do mercado financeiro...1

Leia mais

Antes de investir, compare o fundo com outros da mesma classificação.

Antes de investir, compare o fundo com outros da mesma classificação. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O L2 EXCLUSIVE FUNDO DE INVESTIMENTOS MULTIMERCADO CNPJ: 13.659.375/0001-00 Informações referentes a Novembro de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações

Leia mais

Fundo de Investimento em Participações FIP

Fundo de Investimento em Participações FIP Renda Variável Fundo de Investimento em Participações FIP Fundo de Investimento em Participações O produto O Fundo de Investimento em Participações (FIP) é uma comunhão de recursos destinados à aplicação

Leia mais

ATENDIMENTO AO PÚBLICO

ATENDIMENTO AO PÚBLICO PROGR AMA DE ORIENTAÇÃO E DEFESA AO INVESTIDOR (PRODIN) ATENDIMENTO AO PÚBLICO BOLETIM SEMESTR AL: º SEMESTRE Comissão de Valores Mobiliários Superintendência de Proteção e Orientação aos Investidores

Leia mais

Cursos. Rua Fenelon Santos, 162, Salgado Filho, CEP: , Aracaju-SE - Tel.:

Cursos. Rua Fenelon Santos, 162, Salgado Filho, CEP: , Aracaju-SE - Tel.: Cursos Aprenda a investir o seu dinheiro Carga horária: 7 horas Conteúdo: INTRODUÇÃO, PLANEJAMENTO FINANCEIRO, CARTEIRA DE INVESTIMENTOS, PERFIL DO INVESTIDOR, MERCADO FINANCEIRO, CONHECENDO PRODUTOS DE

Leia mais

FUNÇÃO SOCIAL DOS BANCOS

FUNÇÃO SOCIAL DOS BANCOS FUNÇÃO SOCIAL DOS BANCOS PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ARRECADAÇÃO DE TRIBUTOS E PAGAMENTO DE BENEFÍCIOS SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL H I S T Ó R I C O ESTRUTURA ATUAL AUTORID. MONETÁRIAS AUTORID. DE APOIO INST.

Leia mais

Renda Variável e Renda Fixa. Depósito Exclusivo

Renda Variável e Renda Fixa. Depósito Exclusivo Dezembro 2015 O serviço refere-se ao processo de depósito de valores mobiliários (ativos) na Central Depositária da BM&FBOVESPA, sem que estejam admitidos à negociação em sua plataforma eletrônica. O oferece

Leia mais

Formação no Mercado Financeiro

Formação no Mercado Financeiro Formação no Mercado Financeiro Aula 02 Modelo institucional e organizacional da BM&FBOVESPA e a estrutura do mercado de capitais Sistema Financeiro O sistema financeiro é parte integrante e importante

Leia mais

Administração Financeira e Orçamentária I

Administração Financeira e Orçamentária I Administração Financeira e Orçamentária I Sistema Financeiro Brasileiro AFO 1 Conteúdo Instituições e Mercados Financeiros Principais Mercados Financeiros Sistema Financeiro Nacional Ações e Debêntures

Leia mais

III. Mercado Financeiro e de Capitais. Taxas de juros reais e expectativas de mercado

III. Mercado Financeiro e de Capitais. Taxas de juros reais e expectativas de mercado III Mercado Financeiro e de Capitais Taxas de juros reais e expectativas de mercado Os riscos de maior pressão inflacionária vigentes no início de concorreram para as decisões do Copom sobre a taxa básica

Leia mais

Conhecimentos Bancários

Conhecimentos Bancários Conhecimentos Bancários Operadores do Mercado de Valores Mobiliários Professor Lucas Silva www.acasadoconcurseiro.com.br Conhecimentos Bancários SOCIEDADES DISTRIBUIDORAS DE TÍTULOS DE VALORES MOBILIÁRIOS

Leia mais

AULA 5 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE AÇOES. Prof Mestre Keilla

AULA 5 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE AÇOES. Prof Mestre Keilla AULA 5 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE AÇOES Prof Mestre Keilla ATENÇÃO: MUITA COISA PARA COPIAR EM SALA!!! COMPLETANDO ALGUNS SLIDES Objetivo da aula: Importância do Mercado de Capitais para o Mercado Financeiro.

Leia mais

BANCO CENTRAL DO BRASIL

BANCO CENTRAL DO BRASIL BANCO CENTRAL DO BRASIL Órgãos Normativos - Conselho Monetário Nacional CMN - Conselho Nacional de Seguros Privados - Conselho de Gestão da Previdência Complementar - CGPC Entidades Supervisoras - Banco

Leia mais

1. (FGV/BESC/2004) A Lei de Reforma do Sistema Financeiro Nacional (4.595/64) criou: (A) o Comitê de Política Monetária e as bolsas de valores.

1. (FGV/BESC/2004) A Lei de Reforma do Sistema Financeiro Nacional (4.595/64) criou: (A) o Comitê de Política Monetária e as bolsas de valores. 1. (FGV/BESC/2004) A Lei de Reforma do Sistema Financeiro Nacional (4.595/64) criou: (A) o Comitê de Política Monetária e as bolsas de valores. (B) o Banco Central do Brasil e a Comissão de Valores Mobiliários.

Leia mais

10. (Cespe/Câmara dos Deputados/2014) O contrato de seguro assume que existem direitos e obrigações de ambas as partes. Deve

10. (Cespe/Câmara dos Deputados/2014) O contrato de seguro assume que existem direitos e obrigações de ambas as partes. Deve Conhecimentos Bancários Beto Fernandes 1. (Cesgranrio/Banco da Amazônia/2014) Atualmente, o Sistema Financeiro Nacional é composto por órgãos normativos, entidades supervisoras e por operadores. Um dos

Leia mais

SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL BRUNI BRUNI BRUNI BRUNI. Sistema Financeiro Nacional

SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL BRUNI BRUNI BRUNI BRUNI. Sistema Financeiro Nacional Capítulo Sistema Financeiro Nacional Bibliografia básica Todo o conteúdo dos slides deve ser acompanhado com o livro Mercados Financeiros, publicado pela Editora Atlas. Objetivos do capítulo Distinguir

Leia mais

GRADUAL MULTIESTRATÉGIA FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO (Administrado pela Gradual C.C.T.V.M. S/A)

GRADUAL MULTIESTRATÉGIA FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO (Administrado pela Gradual C.C.T.V.M. S/A) (Administrado pela Gradual C.C.T.V.M. S/A) NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PARA O EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010 E 2009 (Valores em R$ mil, exceto o valor unitário das cotas) 1.

Leia mais

Data da Elaboração: 10/11/2009. Vigência a partir de: 01/03/2017. Elaborado por: Certificação ANBIMA

Data da Elaboração: 10/11/2009. Vigência a partir de: 01/03/2017. Elaborado por: Certificação ANBIMA PROGRAMA DETALHADO da Certificação Profissional ANBIMA Série 10 (CPA-10) Controle: D.04.08.08 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão: 19/11/2015 Vigência a partir de: 01/03/2017 Elaborado por:

Leia mais

Antes de investir, compare o fundo com outros da mesma classificação.

Antes de investir, compare o fundo com outros da mesma classificação. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER SELECT ADVANCED RENDA FIXA REFERENCIADO DI FIC FI 26.507.128/0001-30 Informações referentes a Agosto de 2017 Esta lâmina contém um resumo das informações

Leia mais

Fevereiro Abril Junho Agosto Outubro Dezembro

Fevereiro Abril Junho Agosto Outubro Dezembro Como especular com contratos futuro do Índice Bovespa Além dos contratos futuros de dólar, outro contrato que costuma ser utilizado em operações de curto prazo é o contrato futuro de índice Bovespa. Assim

Leia mais

BB BNDES. Instituições Financeiras Bancárias. Instituições Financeiras. não Bancárias. Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo

BB BNDES. Instituições Financeiras Bancárias. Instituições Financeiras. não Bancárias. Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo Conselho Monetário Nacional - CMN Comissões consultivas Subsistema Normativo Banco Central do Brasil Comissão de valores mobiliários CVM Instituições Especiais Sistema financeiro brasileiro BB BNDES CEF

Leia mais

Data da Elaboração: 10/11/2009. Vigência a partir de: 01/03/2017. Elaborado por: Certificação ANBIMA

Data da Elaboração: 10/11/2009. Vigência a partir de: 01/03/2017. Elaborado por: Certificação ANBIMA PROGRAMA de ATUALIZAÇÃO da Certificação Profissional ANBIMA Série 10 (CPA-10) Controle: D.04.10.06 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão: 19/11/2015 Vigência a partir de: 01/03/2017 Elaborado

Leia mais

Como Investir com mais Segurança

Como Investir com mais Segurança Como Investir com mais Segurança Luis Felipe Lobianco Coordenador de Educação Financeira Encontro com Investidores - 12 de março de 2015 Rio de Janeiro As opiniões aqui expostas são de exclusiva responsabilidade

Leia mais

Estratégias para a elaboração da Política de Investimentos

Estratégias para a elaboração da Política de Investimentos Estratégias para a elaboração da Política de Investimentos 33º Encontro Regional APEPREM Marília - SP Política de Investimento Os RPPS possuem obrigação legal de elaborar anualmente sua política de investimentos;

Leia mais

Quadro 2.1 Sistema Financeiro Nacional (1/4) Órgãos de Regulação e Fiscalização. Categorias das. Instituições. Financeiras

Quadro 2.1 Sistema Financeiro Nacional (1/4) Órgãos de Regulação e Fiscalização. Categorias das. Instituições. Financeiras Capítulo 2 MERCDO FINNCEIRO RSILEIRO 2.1 2.1 Sistema financeiro nacional 2.2 Mercado financeiro 2.4 Sistema de pagamentos brasileiro Sistema dministração Financeira: uma abordagem prática (HOJI) Sistema

Leia mais

Claritas Hedge Fundo de Investimento Multimercado Longo Prazo (Administrado pela Hedging-Griffo Corretora de Valores S.A.) Demonstrações financeiras

Claritas Hedge Fundo de Investimento Multimercado Longo Prazo (Administrado pela Hedging-Griffo Corretora de Valores S.A.) Demonstrações financeiras Claritas Hedge Fundo de Investimento Multimercado Longo Prazo (Administrado pela Hedging-Griffo Corretora de Valores S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2006 e de 2005 e parecer dos auditores

Leia mais

Antes de investir, compare o fundo com outros da mesma classificação.

Antes de investir, compare o fundo com outros da mesma classificação. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC FI EMPRESAS RENDA FIXA REFERENCIADO DI 23.964.465/0001-68 Informações referentes a Dezembro de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS PESSOAIS

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS PESSOAIS 1. Objetivo A Política de Investimentos Pessoais da Kinea tem por objetivo proteger a Empresa e o Conglomerado Itaú Unibanco de riscos legais e de imagem decorrentes da eventual utilização de informações

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS DO FUNDO FRANKLIN CNPJ: / Informações referentes a setembro de 2016.

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS DO FUNDO FRANKLIN CNPJ: / Informações referentes a setembro de 2016. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS DO FUNDO FRANKLIN CNPJ: 00.089.915/0001-15 Informações referentes a setembro de 2016. Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o Amaril Franklin Fundo

Leia mais

POLÍTICA DE PAGAMENTO DE DIVIDENDOS E/OU JUROS SOBRE CAPITAL PRÓPRIO DO BANCO DO ESTADO DO PARÁ S.A

POLÍTICA DE PAGAMENTO DE DIVIDENDOS E/OU JUROS SOBRE CAPITAL PRÓPRIO DO BANCO DO ESTADO DO PARÁ S.A POLÍTICA DE PAGAMENTO DE DIVIDENDOS E/OU JUROS SOBRE CAPITAL PRÓPRIO DO BANCO DO ESTADO DO PARÁ S.A DICRI/NURIN JUNHO/2017 Política de Pagamento de Dividendos e/ou Juros Sobre Capital Próprio do Índice

Leia mais

b) Compra e venda de títulos públicos, controle de taxa de juros e dos depósitos compulsórios dos bancos.

b) Compra e venda de títulos públicos, controle de taxa de juros e dos depósitos compulsórios dos bancos. De quais ferramentas dispõe o Banco Central para fazer política monetária? a) Emissão de moeda, compra e venda de títulos públicos, controle de câmbio. b) Compra e venda de títulos públicos, controle de

Leia mais

CLUBE DE INVESTIMENTO PHI 0618 CNPJ (MF) Nº / (Administrado Planner Corretora de Valores S.A.)

CLUBE DE INVESTIMENTO PHI 0618 CNPJ (MF) Nº / (Administrado Planner Corretora de Valores S.A.) 1. CONTEXTO OPERACIONAL O CLUBE DE INVESTIMENTO PHI 0618 ( Clube ) constituído por número limitado de cotistas que tem por objetivo a aplicação de recursos financeiros próprios para a constituição, em

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O GRADUAL FUNDO DE INVESTIMENTO DE RENDA FIXA CNPJ Nº /

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O GRADUAL FUNDO DE INVESTIMENTO DE RENDA FIXA CNPJ Nº / LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O CNPJ: Nº 10.561.127/0001-33 Informações referentes à Setembro de 2014 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o GRADUAL FUNDO DE INVESTIMENTO

Leia mais

Demonstração dos Fluxos de Caixa - Método direto Período de 01 de janeiro a 30 de junho de 2016 (Em mulhares de Reais)

Demonstração dos Fluxos de Caixa - Método direto Período de 01 de janeiro a 30 de junho de 2016 (Em mulhares de Reais) Cibrasec Crédito Imobiliário - Fundo de Investimento Imobiliário CNPJ: 13.464.208/0001-03 (Administrado pela Oliveira Trust Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A) Demonstração dos Fluxos de

Leia mais

Conhecimentos Bancários

Conhecimentos Bancários Conhecimentos Bancários Ações Professor Lucas Silva www.acasadoconcurseiro.com.br Conhecimentos Bancários Aula XX AÇÕES MERCADO DE CAPITAIS O mercado de capitais é um sistema de distribuição de valores

Leia mais

FATOR VERITÀ FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII CNPJ: / Administrado pelo Banco Fator S.A. CNPJ:

FATOR VERITÀ FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII CNPJ: / Administrado pelo Banco Fator S.A. CNPJ: FATOR VERITÀ FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII CNPJ: 11.664.201/0001-00 Administrado pelo Banco Fator S.A. CNPJ: 33.644.196/0001-06 RELATÓRIO ANUAL 1º. e 2º. SEM. 2011 1. OBJETIVO E DESCRIÇÃO DO FUNDO

Leia mais

Conhecimentos Bancários

Conhecimentos Bancários Conhecimentos Bancários Operações de Underwriting Professor Lucas Silva www.acasadoconcurseiro.com.br Conhecimentos Bancários OPERAÇÕES DE UNDERWRITING AGENTES UNDERWRITER: Bancos de Investimento, Bancos

Leia mais

INVISTA NO. Tesouro Direto

INVISTA NO. Tesouro Direto INVISTA NO Tesouro Direto Introdução CAPÍTULO 1 OS TÍTULOS E SUAS CARACTERÍSTICAS O Tesouro Nacional criou o Tesouro Direto, programa oferecido em parceria com a B3, que permite ao investidor pessoa física

Leia mais

Renda Variável ETF Internacional. Renda Variável. ETF Internacional

Renda Variável ETF Internacional. Renda Variável. ETF Internacional Renda Variável Cotas de Fundo de Índice O produto O, também conhecido como Exchange Traded Fund (ETF), é um fundo de índice considerando investimento em renda variável. O produto representa uma comunhão

Leia mais