Responsabilidade Civil Responsabilidade Civil Geral

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Responsabilidade Civil Responsabilidade Civil Geral"

Transcrição

1 Respnsabilidade Civil Respnsabilidade Civil Geral Infrmações Pré-Cntratuais Seguradr AIG Eurpe Limited Sucursal em Prtugal, entidade legalmente autrizada a exercer a atividade Seguradra e que, mediante pagament d prémi, emite a apólice e a subscreve juntamente cm Tmadr d Segur. Âmbit d Risc O segur de Respnsabilidade Civil tem pr bject a transferência da respnsabilidade legalmente imputável a Segurad, dentr ds terms e até as limites cntratads, pel pagament das indemnizações que, a abrig da lei civil, sejam exigíveis a Segurad, em cnsequência de dans decrrentes de lesões crprais e/u materiais causads acidentalmente a terceirs resultantes d exercíci da sua atividade cmercial u industrial, u decrrentes de prduts pr si clcads n mercad, que nã apresentem as cndições de segurança cm que legitimamente se pderia cntar. Riscs que pdem ser cberts O segurad pde subscrever esta mdalidade de segur para transferir parte imprtante das suas respnsabilidades decrrentes: e/u Das suas perações e instalações; Ds seus prduts e/u trabalhs prestads. Cm cberturas adicinais / cmplementares, passiveis de ser cntratadas destacams ainda: A cbertura abrange (ns terms descrits infra sb a títul Mntante máxim d capital em cada períd de vigência d cntrat e Respnsabilidade máxima d seguradr) s respetivs custs de defesa a que haja lugar, até esgtad limite de indemnizaçã da apólice. Exclusões aplicáveis a tds s riscs cberts Em cas algum cmpreende a respnsabilidade pr dans: a) Decrrentes de ats u missões dlsas u que cnstituam vilaçã cnsciente de nrmas legais u regulamentares pel Segurad u pelas pessas pr quem este seja civilmente respnsável. b) Decrrentes de ats u missões praticads, pel Segurad u pelas pessas pr quem este seja civilmente respnsável, em estad de insanidade mental, de alclism, narcótics u sb efeit de substâncias tóxicas nã prescritas clinicamente. c) Decrrentes da utilizaçã u cnduçã de quaisquer veículs terrestres sujeits a segur brigatóri de respnsabilidade civil, aernaves e embarcações. 1

2 d) Causads a própri Segurad, seus ascendentes, descendentes, cônjuges e afins, bem cm a quaisquer familiares que cm ele residam u que dele dependam ecnmicamente, e ainda s causads às pessas cuja respnsabilidade civil se encntre igualmente cberta pr esta apólice. e) Causads as sócis, gerentes e legais representantes da pessa cletiva cuja respnsabilidade se garanta. f) Causads as empregads, assalariads u mandatáris d Segurad, quand em serviç deste que enquadráveis pela legislaçã de acidentes de trabalh. g) Originads pr mtivs de frça mair nmeadamente s assciads a tremres de terra e utrs fenómens da natureza. h) Decrrentes, direta u indiretamente, de explsã, libertaçã de calr e de radiações prvenientes de cisã de átms, transmutaçã de núcles atómics u radiatividade e ainda s decrrentes de radiações prvcadas pela aceleraçã artificial de partículas, bem cm s resultantes de expsiçã a camps magnétics. i) Devids a ats de guerra, guerra civil, invasã, hstilidades, rebeliã insurreiçã, pder militar usurpad u tentativas de usurpaçã d pder, terrrism, sabtagem, assalts e distúrbis labrais tais cm assalts, greves tumults e lck uts. j) Decrrentes de reclamações resultantes u baseadas direta u indirecamente na aplicaçã de fianças, taxas, multas u cimas, impstas pr autridade cmpetente, bem cm de utras penalidades de natureza sancinatória u fiscal e pr indemnizações fixadas a títul punitiv (punitive damages), de dans exemplares (exemplary damages) u utras reclamações de natureza semelhante. k) A respnsabilidade criminal, cntra-rdenacinal u disciplinar. l) Decrrentes de reclamações relacinadas cm mf tóxic u qualquer utr fung e ainda qualquer reclamaçã relacinada u derivada da Silicsis e/u amiant. m) Decrrentes de reclamações relacinadas direta u indiretamente cm fabric, extraçã, distribuiçã, prduçã, testes, reparaçã, remçã, armazenagem, clcaçã venda, us u expsiçã a amiant u prduts cntent amiant quer tenha u nã havid utra causa que tenha cntribuíd, cncrrentemente, para a prduçã d dan, u seja cnsequencial a um dan; n) Decrrentes d us ds seguintes prduts e/u substâncias e /u prduts cntend tais substâncias, independentemente da designaçã genérica, cmercial, marca, química u marca registada: Tintas cntend chumb; MTBE, Metil-Tert-Butil-Etér; Dixinas; Furans; PCB, Bifenils Pliclrads; TBC Trifenils Pliclrads; ) Emergentes de qualquer reclamaçã que envlva pessas, entidades u rganizações sujeitas a sanções cmerciais e/u ecnómicas impstas pelas Nações Unidas, Uniã Eurpeia, e/u Estads Unids da América; p) Tds e quaisquer dans causads à bidiversidade u quaisquer habitats e espécies, bem cm quaisquer despesas efetuadas para prevenir tais dans, designadamente s prevists n dispst n Decret-Lei n.º 147/2008, de 29 de Julh. Declaraçã Inicial d risc O segurad está brigad, antes da celebraçã d cntrat, a declarar cm exatidã tdas as circunstâncias que cnheça e razavelmente deva ter pr significativas para a apreciaçã d risc pel seguradr. Em cas de incumpriment dls desta dispsiçã cntrat é anulável ns terms e cm as cnsequências previstas na lei. Em cas de incumpriment negligente d dispst nesta cláusula a Seguradra pde ptar pela cessaçã u pela alteraçã d cntrat, igualmente ns terms e cm as cnsequências previstas na lei. 2

3 Valr ttal d prémi u métd de cálcul Os prémis cmerciais indicads na prpsta, acrescem n mntante crrespndente a 9% referente a impst de sel. O cálcul d prémi depende de váris fatres assciads a risc, nmeadamente a atividade da empresa, âmbit gegráfic, vlume de faturaçã, cntrle de qualidade ds prduts, as cberturas cntratadas, capital de segur e franquias cntratadas entre utrs. N cas de se tratar de um prémi cmercial mínim em depósit, sujeit à aplicaçã de uma taxa de acert para efeits de cálcul d prémi definitiv para períd Segur, perar-se-á da seguinte frma: N final de cada anuidade, Segurad transmitirá ns 30 (trinta) dias seguintes a term da anuidade d Segur, à Seguradra, s elements exats necessáris para apurament definitiv d prémi mediante a aplicaçã da taxa antes mencinada. Quand da aplicaçã desta taxa resultar um valr inferir u igual a prémi cmercial mínim dcumentad, este será pis prémi definitiv para períd em questã. Sempre que valr resultante da peraçã antes mencinada fr superir a prémi cmercial mínim, a Seguradra prcederá à cbrança da respectiva diferença. Também a este prémi é aplicável acréscim n mntante crrespndente a 9% referente a impst de sel. Mntante máxim d capital em cada períd de vigência d cntrat O mntante máxim a indemnizar pr períd Segur será cntratad, nã havend repsiçã autmática de limite de indemnizaçã após a verificaçã de um sinistr que cnsuma parte d mntante dispnível para a anuidade em curs. Este mntante de capital segur é esclhid pel cliente até um máxim de , cnfrme as necessidades d cliente e sujeits à analise d risc e aceitaçã pr parte da AIG. 1. N cas de cexistirem váris lesads pel mesm sinistr e mntante ds dans exceder capital segur, a respnsabilidade da Seguradra, para cada um deles, reduzir-se-á prprcinalmente em relaçã a mntante ds dans sfrids, até à cncrrência desse capital. 2. Se de ba-fé e pr descnheciment da existência de utras pretensões, a Seguradra liquidar a um lesad uma indemnizaçã de valr superir à que lhe cmpetiria, ns terms d númer anterir apenas fica brigada para cm s demais lesads até à cncrrência deste mesm valr. Respnsabilidade máxima d seguradr A respnsabilidade da Seguradra é sempre limitada à imprtância máxima fixada nas Cndições Particulares da apólice, aplicand-se, cnfrme que se encntrar previst nessas Cndições, s seguintes critéris: Valr pr Períd Segur - mntante máxim pel qual seguradr respnde, em cada períd de vigência d segur seja qual fr númer de sinistrs e de lesads; Valr pr Sinistr - mntante máxim pel qual a Seguradra respnde pr reclamações decrrentes de um mesm sinistr, seja qual fr númer de lesads; Valr Pr Lesad - mntante máxim pel qual seguradr respnde, num mesm sinistr, pr cada um ds lesads, sem prejuíz d dispst quant à insuficiência de capital. Salv cnvençã em cntrári: Quand a indemnizaçã atribuída as lesads fr igual u exceder capital segur, a seguradra nã respnderá pelas despesas judiciais; Quand a indemnizaçã atribuída as lesads fr inferir a valr segur, a seguradra respnderá também pelas mesmas despesas até a limite d capital segur; O segurad briga-se a reemblsar a seguradra pelas despesas judiciais pr estas despendidas, desde que, juntamente cm a indemnizaçã atribuída, excedam a imprtância máxima fixada nas cndições particulares da apólice. A Seguradra respnde pr hnráris de advgads e slicitadres desde que tenham sid pr ela esclhids. Quand a indemnizaçã devida a lesad cnsistir numa renda, a Seguradra afetará à cnstituiçã da respetiva prvisã matemática a parte dispnível d capital segur, de acrd cm as bases técnicas ficialmente estabelecidas para a efeit. A Seguradra nã pde garantir e cnsequentemente nã garante a respnsabilidade criminal, pel que nunca pderá ser brigada a pagar custas u quaisquer utras despesas prvenientes de prcediment criminal, nem fianças, multas u utrs encargs u penalidades de idêntica natureza. 3

4 Duraçã, Renvaçã, Denúncia e livre resluçã d cntrat 1. O presente cntrat durará períd de temp cnsignad nas Cndições Particulares. 2. Quand tenha sid celebrad pr um períd fix e determinad cntrat cnsidera-se sempre terminad às 24 (vinte e quatr) hras d últim dia, sem dependência, para tant, de qualquer avis u ntificaçã. 3. Quand tenha sid celebrad pr um an a cntinuar pels seguintes só termina quand alguma das partes avise a utra parte, pr carta registada da sua denúncia, 30 (trinta) dias antes d seu venciment anual. Na falta deste avis cnsiderar-se-á cntrat sucessiva e autmaticamente renvad, pr períd anual e nas mesmas cndições. 4. Cnsidera-se cm um únic cntrat aquele que seja bject de prrrgaçã. O presente cntrat de segur pde ser reduzid u cessar, ns terms gerais prevists na lei prtuguesa, designadamente, n cas de cessaçã pr caducidade, revgaçã, denúncia e resluçã. A resluçã pde perar, pr qualquer das partes independentemente da crrência de sinistr, a td temp, crrend justa causa, ns terms gerais. Regime de transmissã d cntrat segur Salv cnvençã em cntrári, n cas de transmissã da prpriedade d bem/atividade/instalações bject d segur u d interesse d segurad n mesm, a brigaçã d seguradr para cm nv prprietári u interessad depende da sua ntificaçã pel tmadr d segur, pel segurad u pels seus legais representantes, e da aceitaçã pr parte da Seguradra, sempre sem prejuíz d regime legal d agravament d risc. Lei aplicável e fr O cntrat de segur rege-se pela Lei Prtuguesa. Tdas as divergências que pssam surgir em relaçã à aplicaçã deste cntrat pdem ser reslvidas pr mei de arbitragem, ns terms da lei em vigr. O fr cmpetente para dirimir s litígis emergentes deste cntrat é fixad nas nrmas de prcess civil. 4

5 Cntacts Avenida da Liberdade, 131-3ª Lisba Prtugal Tel.: Fax.: American Internatinal Grup, Inc. (AIG) é uma rganizaçã líder mundial em segurs que presta serviçs a clientes em mais de 100 países e jurisdições. As Empresas que integram Grup AIG servem clientes industriais, institucinais e individuais, através de uma das mais extensas redes mundiais da indústria seguradra. Adicinalmente, as empresas d Grup AIG sã líderes em Segurs de Vida e Gestã de Funds de Pensões ns Estads Unids. As acções da AIG estã ctadas na blsa de Valres de Nva Irque e Tóqui. Infrmações adicinais sbre a AIG dispníveis em Yutube LinkedIn A AIG é a designaçã cmercial para as perações glbais de segurs de Vida e Gestã de funds de pensões da American Internatinal Grup, Inc. Para infrmações adicinais, pr favr visite nss site Tds s prduts e serviçs sã subscrits e frnecids pr subsidiárias e filiais d American Internatinal Grup, Inc. Alguns prduts e serviçs pdem nã estar dispníveis em tds s países, a cbertura está sujeita as terms d cntrat de cada apólice n seu idima riginal. Alguns prduts e serviçs adicinais sem cbertura de segur pdem ser frnecids pr parceirs externs. Os segurs pdem ser distribuíds através de entidades afiliadas u nã afiliadas. Na Eurpa, frnecedr principal de segurs é a AIG Eurpe Limited. 5

Transportes Multimodal Responsabilidade Civil Marítima

Transportes Multimodal Responsabilidade Civil Marítima Transprtes Multimdal Respnsabilidade Civil Marítima Infrmações Pré- Cntratuais Seguradr AIG Eurpe Limited Sucursal em Prtugal, entidade legalmente autrizada a exercer a atividade Seguradra e que, mediante

Leia mais

Responsabilidade Civil Gestão de Crise

Responsabilidade Civil Gestão de Crise Respnsabilidade Civil Gestã de Crise Infrmações Pré-Cntratuais Seguradr AIG Eurpe Limited Sucursal em Prtugal, entidade legalmente autrizada a exercer a atividade Seguradra e que, mediante pagament d prémi,

Leia mais

Direitos e Obrigações no âmbito dos Acidentes Profissionais e Doenças Profissionais

Direitos e Obrigações no âmbito dos Acidentes Profissionais e Doenças Profissionais Cmunicaçã Direits e Obrigações n âmbit ds Acidentes Prfissinais e Denças Prfissinais Direits e Obrigações n âmbit ds Acidentes Prfissinais e Denças Prfissinais (Lei nº 98/2009 de 4 de Setembr) 1- QUEM

Leia mais

Aviação. As coberturas encontram-se de acordo com as Cláusulas AVN de Londres (International Underwriting Association) nas suas várias versões.

Aviação. As coberturas encontram-se de acordo com as Cláusulas AVN de Londres (International Underwriting Association) nas suas várias versões. Aviação Aviação Geral Responsabilidade Aviação Responsabilidade de Operadores/ Prestadores de Serviços/ Reparação e Manutenção Informações Pré- Contratuais Segurador AIG Europe Limited Sucursal em Portugal,

Leia mais

Riscos Energéticos e de Engenharia Obras e Montagens

Riscos Energéticos e de Engenharia Obras e Montagens Riscos Energéticos e de Engenharia Obras e Montagens Informações Pré Contratuais Segurador AIG Europe Limited Sucursal em Portugal, entidade legalmente autorizada a exercer a atividade Seguradora e que,

Leia mais

Responsabilidade Ambiental EnviroPro

Responsabilidade Ambiental EnviroPro Responsabilidade Ambiental EnviroPro Informações Pré- Contratuais Segurador AIG Europe Limited Sucursal em Portugal, entidade legalmente autorizada a exercer a atividade Seguradora e que, mediante o pagamento

Leia mais

CAE Rev_3: 47990 VENDAS AUTOMÁTICAS (VENDING)

CAE Rev_3: 47990 VENDAS AUTOMÁTICAS (VENDING) O cnteúd infrmativ dispnibilizad pela presente ficha nã substitui FUNCHAL CAE Rev_3: 47990 VENDAS AUTOMÁTICAS (VENDING) ÂMBITO A atividade de venda autmática deve bedecer à legislaçã aplicável à venda

Leia mais

Software Development Kit (SDK) do Microsoft Kinect para Windows

Software Development Kit (SDK) do Microsoft Kinect para Windows Sftware Develpment Kit (SDK) d Micrsft Kinect para Windws Os presentes terms de licenciament cnstituem um cntrat entre a Micrsft Crpratin (u dependend d país em que reside uma das respetivas empresas afiliadas)

Leia mais

NOTA DE INFORMAÇÃO PRÉVIA VICTORIA CARTÃO DE SAÚDE

NOTA DE INFORMAÇÃO PRÉVIA VICTORIA CARTÃO DE SAÚDE QUAL A IMPORTÂNCIA DE TER UM CARTÃO DE Vivems temps de incerteza e austeridade financeira, que tem frçad Serviç Nacinal de Saúde a reduzir substancialmente as cmparticipações cm despesas de saúde e a aumentar

Leia mais

Sua Empresa Tem Um Contrato Com Uma Grande Empresa QUE Exige Uma Garantia, Caução ou Fiança? Garantia do Executante Construtor (PERFORMANCE BOND)

Sua Empresa Tem Um Contrato Com Uma Grande Empresa QUE Exige Uma Garantia, Caução ou Fiança? Garantia do Executante Construtor (PERFORMANCE BOND) Segur Garantia O que é Segur Garantia? Sua Empresa Participa de Cncrrência Pública? Sua Empresa Tem Um Cntrat Cm Uma Grande Empresa QUE Exige Uma Garantia, Cauçã u Fiança? Partes Intervenientes Garantia

Leia mais

PROTOCOLO FINANCEIRO E DE COOPERAÇÃO

PROTOCOLO FINANCEIRO E DE COOPERAÇÃO PROTOCOLO FINANCEIRO E DE COOPERAÇÃO MUNICÍPIO DE PAREDES DE COURA Fund Lcal n Cncelh de Paredes de Cura PROTOCOLO FINANCEIRO E DE COOPERAÇÃO Entre: O Municípi de Paredes de Cura, pessa clectiva nº 506

Leia mais

Excluídas as seguintes definições:

Excluídas as seguintes definições: Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações Entre PM AM.08 APLICAÇÃO DE PENALIDADE POR INSUFICIÊNCIA DE CONTRATAÇÃO E PENALIDADE POR INSUFICIÊNCIA DE LASTRO DE VENDA & PdC AM.10 MONITORAMENTO DE INFRAÇÃO

Leia mais

Prospeto Informativo Montepio Consumer Brands - Maio 2015 Produto Financeiro Complexo

Prospeto Informativo Montepio Consumer Brands - Maio 2015 Produto Financeiro Complexo Prspet Infrmativ Mntepi Cnsumer Brands - Mai 2015 Prdut Financeir Cmplex Designaçã Mntepi Cnsumer Brands - Mai 2015 Classificaçã Prdut Financeir Cmplex Depósit Indexad O depósit Mntepi Cnsumer Brands -

Leia mais

INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR

INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR A pertinência e valr demnstrad das valências d Cartã de Saúde Cfre, em razã d flux de adesões e pedids de esclareciment, trnam essencial dar evidência e respsta a algumas situações

Leia mais

^i * aesíqn e=> ~omunícc3ç:c30

^i * aesíqn e=> ~omunícc3ç:c30 ^i * aesíqn e=> ~munícc3ç:c30 CONTRATO DE LICENÇA DE USO DO SISTEMA - SUBMIT CMS Web Site da Prefeitura de Frei Martinh - Paraíba 1. IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTE Prefeitura Municipal de Frei Martinh

Leia mais

SDK (Software Development Kit) do Microsoft Kinect para Windows

SDK (Software Development Kit) do Microsoft Kinect para Windows SDK (Sftware Develpment Kit) d Micrsft Kinect para Windws Os presentes terms de licença cnstituem um acrd entre a Micrsft Crpratin (u, dependend d lcal n qual vcê esteja dmiciliad, uma de suas afiliadas)

Leia mais

INFORMAÇÃO GAI. Apoios às empresas pela contratação de trabalhadores

INFORMAÇÃO GAI. Apoios às empresas pela contratação de trabalhadores INFORMAÇÃO GAI Apis às empresas pela cntrataçã de trabalhadres N âmbit das plíticas de empreg, Gvern tem vind a criar algumas medidas de api às empresas pela cntrataçã de trabalhadres, n entant tem-se

Leia mais

Procedimentos para aceitação de materiais e equipamentos fornecidos à EDP Distribuição

Procedimentos para aceitação de materiais e equipamentos fornecidos à EDP Distribuição Julh 2010 Prcediments para aceitaçã de materiais e equipaments frnecids à EDP Distribuiçã DGF/Departament Gestã de Materiais e Equipaments Prcediments para aceitaçã de materiais e equipaments frnecids

Leia mais

Termo de Adesão ao Programa de Afiliados DATTE

Termo de Adesão ao Programa de Afiliados DATTE Term de Adesã a Prgrama de Afiliads DATTE CONSIDERANDO que este Term de Afiliads cntém as regras que se aplicam à participaçã de Pessas Físicas e Jurídicas n Prgrama de Afiliads DATTE, dravante chamad

Leia mais

MANUAL DO PRODUTO GERGERAISISTÊNCI SEGURO APP INVEST

MANUAL DO PRODUTO GERGERAISISTÊNCI SEGURO APP INVEST MANUAL DO PRODUTO GERGERAISISTÊNCI SEGURO APP INVEST A MANUAL DO PRODUTO SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DE PASSAGEIROS E/OU TRIPULANTE (APP) INVEST O presente Manual d Prdut cntém: SEGURO APP INVEST 1. VANTAGENS

Leia mais

Orientações e Recomendações Orientações relativas à informação periódica a apresentar à ESMA pelas Agências de notação de risco

Orientações e Recomendações Orientações relativas à informação periódica a apresentar à ESMA pelas Agências de notação de risco Orientações e Recmendações Orientações relativas à infrmaçã periódica a apresentar à ESMA pelas Agências de ntaçã de risc 23/06/15 ESMA/2015/609 Índice 1 Âmbit de aplicaçã... 3 2 Definições... 3 3 Objetiv

Leia mais

GUIA DOS CARTÕES DE CREDITO BUSINESS / BUSINESS TRADE / BUSINESS GOLD

GUIA DOS CARTÕES DE CREDITO BUSINESS / BUSINESS TRADE / BUSINESS GOLD GUIA DOS CARTÕES DE CREDITO BUSINESS / BUSINESS TRADE / BUSINESS GOLD Índice Identificaçã e Utilizaçã Infrmações Úteis Segurs Assciads Serviçs Assciads Telefnes úteis Cuidads a ter cm seu cartã Identificaçã

Leia mais

Plano Promocional de Fornecimento de Infra-estrutura de Acesso a Serviços Internet de Banda Estreita Dial Provider 1

Plano Promocional de Fornecimento de Infra-estrutura de Acesso a Serviços Internet de Banda Estreita Dial Provider 1 Sã Paul, 26 de dezembr de 2005 Plan Prmcinal de Frneciment de Infra-estrutura de Acess a Serviçs Internet de Banda Estreita Dial Prvider 1 Telecmunicações de Sã Paul S.A - TELESP. ( Telesp ), tend em vista

Leia mais

Agenda: 2015 Sage Software, Inc. All rights reserved. 2/1/2016 3 2015 Sage Software, Inc. All rights reserved. 2/1/2016 5

Agenda: 2015 Sage Software, Inc. All rights reserved. 2/1/2016 3 2015 Sage Software, Inc. All rights reserved. 2/1/2016 5 Agenda: Event Sage AEBB Legislaçã inventári permanente (reduçã ds limites) Cnfigurações inventári permanente (ligaçã à CTB) O inventári a 31 de dezembr (imprtância d cntrl stcks, sage inventáris cntagem

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO MINISTRADOS NO IPP NO ENSINO SUPERIOR NOS CURSOS

REGULAMENTO CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO MINISTRADOS NO IPP NO ENSINO SUPERIOR NOS CURSOS REGULAMENTO CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR NOS CURSOS MINISTRADOS NO IPP JULHO 2010 ÍNDICE CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS Object... 3 Âmbit bjectiv... 3 Âmbit subjectiv...

Leia mais

TEXTOS COMPLEMENTARES 1 DESTACAMENTO DE TRABALHADORES

TEXTOS COMPLEMENTARES 1 DESTACAMENTO DE TRABALHADORES TEXTOS COMPLEMENTARES 1 DESTACAMENTO DE TRABALHADORES 2.7. Destacament de Trabalhadres Frma e cnteúd de cntrat cm trabalhadr estrangeir u apátrida N art.º 5 d CT (Capítul II - Lei 7/2009 de 12/02) cntrat

Leia mais

WWW.CARREIRAFISCAL.COM.BR ESTABELECIMENTO EMPRESARIAL (Ponto 5) Prof. João Glicério de Oliveira Filho

WWW.CARREIRAFISCAL.COM.BR ESTABELECIMENTO EMPRESARIAL (Ponto 5) Prof. João Glicério de Oliveira Filho ESTABELECIMENTO EMPRESARIAL (Pnt 5) Prf. Jã Glicéri de Oliveira Filh I. Nções gerais - Máquina de trabalh d empresári - França - Fund de cmérci - Itália - Azienda - Navarrini - "Cmplex de frças ecnômicas

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E DE ÉTICA POLÍTICA SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO

CÓDIGO DE CONDUTA E DE ÉTICA POLÍTICA SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO CÓDIGO DE CONDUTA E DE ÉTICA POLÍTICA SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO POLÍTICA SOBRE PRESENTESE ENTRETENIMENTO Oferecer u receber presentes cmerciais e entreteniment é frequentemente uma frma aprpriada

Leia mais

Anexo 03 Recomendação nº 3: estatuto padrão, estatuto fundamental e contrato social

Anexo 03 Recomendação nº 3: estatuto padrão, estatuto fundamental e contrato social Anex 03 Recmendaçã nº 3: estatut padrã, estatut fundamental e cntrat scial 1. Resum 01 Atualmente, Estatut da Crpraçã da Internet para a atribuiçã de nmes e númers (ICANN) tem um mecanism únic para alterações.

Leia mais

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO UC_REQ-MK_ACF-001 27/01/2015 00 1 / 12 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 Objetiv... 2 Públic Alv... 2 Escp... 2 Referências... 2 DESCRIÇÃO GERAL DO PRODUTO... 2 Características d Usuári... 2 Limites, Supsições e

Leia mais

2. Condições a Observar pelas Empresas Beneficiárias. Síntese dos termos e condições gerais da Linha de Crédito PME Crescimento. Condições genéricas:

2. Condições a Observar pelas Empresas Beneficiárias. Síntese dos termos e condições gerais da Linha de Crédito PME Crescimento. Condições genéricas: 2. Cndições a Observar pelas Empresas Beneficiárias Síntese ds terms e cndições gerais da Linha de Crédit PME Cresciment ( presente dcument identifica as principais características da Linha de Crédit PME

Leia mais

Cm Criar Seu Própri Empreg em Apenas 5 Passs 1 1º Pass: A IDEIA 2º Pass: O CONTACTO COM VÁRIAS INSTITUIÇÕES E ENTIDADES 3º Pass: PLANO DE NEGÓCIOS 4º Pass: CRIAÇÃO DA EMPRESA E INÍCIO DE ACTIVIDADE 5º

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - RFQ

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - RFQ SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - RFQ Ref.: 0084/24 (Favr referir-se a este númer em tdas as crrespndências) Esta empresa está cnvidada a apresentar prpsta à UNESCO de Elabraçã de Prgrama Editrial para Institut

Leia mais

MANUAL DO CORRETOR. Invest Seguro RCO. Versão 09.13.01 1/15

MANUAL DO CORRETOR. Invest Seguro RCO. Versão 09.13.01 1/15 MANUAL DO CORRETOR Invest Segur RCO Versã 09.13.01 1/15 1. OBJETIVO Estabelecer as características e cndições d Segur Respnsabilidade Civil Ônibus - RCO e s critéris para sua subscriçã, ns rams 623 e 628.

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE LAMEGO EDITAL

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE LAMEGO EDITAL EDITAL CANDIDATURA AOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS (CTeSP) 2015 CONDIÇÕES DE ACESSO 1. Pdem candidatar-se a acess de um Curs Técnic Superir Prfissinal (CTeSP) da ESTGL tds s que estiverem

Leia mais

Manual do DEC Domicílio Eletrônico do Contribuinte

Manual do DEC Domicílio Eletrônico do Contribuinte GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA Crdenadria da Administraçã Tributária Diretria Executiva da Administraçã Tributária Manual d DEC Dmicíli Eletrônic d Cntribuinte Manual DEC (dezembr

Leia mais

Aliança Estratégica com a Delta Dezembro, 2011. Uma Consistente História de Investimento

Aliança Estratégica com a Delta Dezembro, 2011. Uma Consistente História de Investimento Aliança Estratégica cm a Delta Dezembr, 2011 Uma Cnsistente História de Investiment 1 Agenda Resum da Operaçã 1 Benefícis da Operaçã 2 2 Disclaimer O material a seguir é uma apresentaçã cnfidencial cntend

Leia mais

MANUAL DO PRODUTO SEGURO DE VIDA INVEST GLOBAL

MANUAL DO PRODUTO SEGURO DE VIDA INVEST GLOBAL MANUAL DO PRODUTO SEGURO DE VIDA INVEST GLOBAL MANUAL DO PRODUTO SEGURO DE VIDA EM GRUPO INVEST GLOBAL O presente Manual d Prdut cntém: SEGURO DE VIDA EM GRUPO - INVEST GLOBAL 1. VANTAGENS DO PRODUTO...

Leia mais

Relatório de Gerenciamento de Riscos

Relatório de Gerenciamento de Riscos Relatóri de Gerenciament de Riscs 2º Semestre de 2014 1 Sumári 1. Intrduçã... 3 2. Gerenciament de Riscs... 3 3. Risc de Crédit... 4 3.1. Definiçã... 4 3.2. Gerenciament... 4 3.3. Limites de expsiçã à

Leia mais

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment de Mercad para Prcediment de Cmercializaçã. Inserid

Leia mais

PADRÃO DE RESPOSTA. Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas A I PROVA 3 FINANÇAS PÚBLICAS

PADRÃO DE RESPOSTA. Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas A I PROVA 3 FINANÇAS PÚBLICAS Questã n 1 Cnheciments Específics O text dissertativ deve cmtemplar e desenvlver s aspects apresentads abaix. O papel d PPA é de instrument de planejament de médi/lng praz que visa à cntinuidade ds bjetivs

Leia mais

O que a Lei diz sobre seguros de condomínios

O que a Lei diz sobre seguros de condomínios O que a Lei diz sbre segurs de cndmínis Segurs cndminiais, segund Códig Civil Códig Civil, Art. 1.346. "É brigatóri segur de tda a edificaçã cntra risc de incêndi u destruiçã, ttal u parcial." Este artig

Leia mais

NORMAS REGULAMENTARES DA VENDA

NORMAS REGULAMENTARES DA VENDA UNICÍPIO DE VILA NOVA DE POIARES Câmara unicipal VENDA E HASTA PÚBLICA DU LOTE DE CHOUPOS E LOUREDO HASTA PÚBLICA N2 3/2015 NORAS REGULAENTARES DA VENDA 1. ENTIDADE ADJUDICANTE unicípi de Vila Nva de Piares,

Leia mais

Entre: é celebrado o presente Protocolo relativo à venda de títulos de transporte que se rege pelo disposto nas cláusulas seguintes:

Entre: é celebrado o presente Protocolo relativo à venda de títulos de transporte que se rege pelo disposto nas cláusulas seguintes: 7, / PROTOCOLO CELEBRADO ENTRE ( A CP - COMBOIOS DE PORTUGAL, E.P.E., E A UNIVERSIDADE DO PORTO PARA FORNECIMENTO DE TRANSPORTE NA REDE NACIONAL FERROVIÁRIA. Entre: 1.0 CP COMBOIOS DE PORTUGAL, E.P.E.,

Leia mais

Relatório de Gerenciamento de Riscos

Relatório de Gerenciamento de Riscos Relatóri de Gerenciament de Riscs 2º Semestre de 2015 1 Sumári 1. Intrduçã... 3 2. Gerenciament de Riscs... 3 2.1. Organgrama... 4 3. Risc de Crédit... 4 3.1. Definiçã... 4 3.2. Gerenciament... 4 3.3.

Leia mais

IARC Oferta de Infra-estruturas aptas ao Alojamento de Redes de Comunicações Eletrónicas

IARC Oferta de Infra-estruturas aptas ao Alojamento de Redes de Comunicações Eletrónicas IARC Oferta de Infra-estruturas aptas a Aljament de Redes de Cmunicações Eletrónicas Versã 1.1 08 de Julh de 2015 Índice 1. Intrduçã 3 2. Objet e Âmbit 3 3. Obrigações e respnsabilidades ds Clientes 3

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÕES ON-LINE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÕES ON-LINE MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÕES ON-LINE N prcess de renvaçã de matrículas para an lectiv 2010/2011, e na sequência d plan de melhria cntínua ds serviçs a dispnibilizar as aluns, IPVC ferece, pela

Leia mais

Passo 1: Definição do tipo de crédito

Passo 1: Definição do tipo de crédito Manual Cm avaliar risc de crédit de um cliente Índice Intrduçã O que é risc de crédit? Pass 1: Definiçã d tip de crédit Pass 2: Cm elabrar uma ficha de crédit Pass 3: Métds para avaliar risc de crédit

Leia mais

GESTÃO DOS RISCOS NA INTERNACIONALIZAÇÃO MÓDULO TEMÁTICO 25 DE JUNHO E 26 DE JUNHO AICEP

GESTÃO DOS RISCOS NA INTERNACIONALIZAÇÃO MÓDULO TEMÁTICO 25 DE JUNHO E 26 DE JUNHO AICEP Os Principais Riscs Da Internacinalizaçã GESTÃO DOS RISCOS NA INTERNACIONALIZAÇÃO MÓDULO TEMÁTICO 25 DE JUNHO E 26 DE JUNHO AICEP Intrduçã Prcura de nvs munds (mercads) Cm gerir risc das perações internacinais

Leia mais

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000 ISO 9001:2008 alterações à versã de 2000 Já passaram quase it ans desde que a versã da ISO 9001 d an 2000 fi publicada, que cnduziu à necessidade de uma grande mudança para muitas rganizações, incluind

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS OESTECIM A MINHA EMPRESA

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS OESTECIM A MINHA EMPRESA 1. Intrduçã e Objetivs a) O Cncurs de Ideias OESTECIM a minha empresa pretende ptenciar apareciment de prjets invadres na regiã d Oeste sempre numa perspetiva de desenvlviment ecnómic e scial. b) O Cncurs

Leia mais

Resultados Consolidados 1º Trimestre de 2015

Resultados Consolidados 1º Trimestre de 2015 SAG GEST Sluções Autmóvel Glbais, SGPS, SA Sciedade Aberta Estrada de Alfragide, nº 67, Amadra Capital Scial: 169.764.398 Eurs Matriculada na Cnservatória d Regist Cmercial da Amadra sb númer únic de matrícula

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE. Técnicos de Instalação e Manutenção de Edifícios e Sistemas. (TIMs)

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE. Técnicos de Instalação e Manutenção de Edifícios e Sistemas. (TIMs) MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE Técnics de Instalaçã e Manutençã de Edifícis e Sistemas (TIMs) NO SISTEMA INFORMÁTICO DO SISTEMA NACIONAL DE CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA NOS EDIFÍCIOS (SCE) 17/07/2014

Leia mais

TERMOS DE LICENÇA PARA SOFTWARE DA MICROSOFT MICROSOFT DYNAMICS AX 2012 R2

TERMOS DE LICENÇA PARA SOFTWARE DA MICROSOFT MICROSOFT DYNAMICS AX 2012 R2 TERMOS DE LICENÇA PARA SOFTWARE DA MICROSOFT MICROSOFT DYNAMICS AX 2012 R2 Estes terms de licença representam um cntrat ( cntrat ) entre a Micrsft Crpratin (u, dependend d seu lcal de dmicíli, uma de suas

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DO PORTO

FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DO PORTO FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DO PORTO C e n t r d e I n f r m á t i c a NORMAS DE UTILIZAÇÃO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA A FMUP dispõe de salas e labratóris de infrmática gerids pel Centr

Leia mais

Software Utilizado pela Contabilidade: Datasul EMS 505. itens a serem inventariados com o seu correspondente registro contábil;

Software Utilizado pela Contabilidade: Datasul EMS 505. itens a serem inventariados com o seu correspondente registro contábil; TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS ESPECIALIZADOS DE ANÁLISE DA REDUÇÃO AO VALOR RECUPERÁVEL DE ATIVO PARA CÁLCULOS DO VALOR DO IMPAIRMENT E VIDA ÚTIL RESIDUAL, EM CONFORMIDADE COM O DISPOSTO

Leia mais

Manual de Procedimentos do Correspondente no País

Manual de Procedimentos do Correspondente no País Manual de Prcediments d Crrespndente n País Manual de Prcediments d Crrespndente n País A BV Financeira elabru este manual para rientar e esclarecer seus parceirs cmerciais, de frma simples e bjetiva,

Leia mais

Processo/Instruções de Pagamento para Aplicação no Programa de Sustentabilidade de Pequenas Empresas

Processo/Instruções de Pagamento para Aplicação no Programa de Sustentabilidade de Pequenas Empresas Prcess/Instruções de Pagament para Aplicaçã n Prgrama de Sustentabilidade de Pequenas Empresas Requisits de Elegibilidade 1. A empresa deve estar lcalizada em znas de cnstruçã activa na Alum Rck Avenue

Leia mais

Lista de verificação do conteúdo do Plano de Emergência Interno

Lista de verificação do conteúdo do Plano de Emergência Interno Intrduçã Lista de verificaçã d cnteúd d Plan de Emergência Intern (artig 18.º d Decret-Lei n.º 254/2007, de 12 de julh) O Decret-Lei n.º 254/2007, de 12 de julh, estabelece regime de prevençã de acidentes

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL Cntratante: O CONSELHO REGIONAL DE SERVIÇO SOCIAL - 12º REGIÃO, pessa jurídica de direit públic cnstituída sb a frma de autarquia fiscalizadra,

Leia mais

PROCESSO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE DO GRUPO HISPASAT

PROCESSO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE DO GRUPO HISPASAT PROCESSO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE DO GRUPO HISPASAT GRUPO HISPASAT Mai de 2014 PRIVADO PRIVADO E CONFIDENCIAL E Dcument Dcument prpriedade prpriedade HISPASAT,S.A. da 1 Prcess de atendiment a cliente

Leia mais

Resultados Consolidados 1º Semestre de 2015

Resultados Consolidados 1º Semestre de 2015 SAG GEST Sluções Autmóvel Glbais, SGPS, SA Sciedade Aberta Estrada de Alfragide, nº 67, Amadra Capital Scial: 169.764.398 Eurs sb númer únic de matrícula e de pessa clectiva 503 219 886 COMUNICADO Resultads

Leia mais

Informações Importantes 2015

Informações Importantes 2015 Infrmações Imprtantes 2015 CURSOS EXTRACURRICULARES N intuit de prprcinar uma frmaçã cmpleta para alun, Clégi Vértice ferece curss extracurriculares, que acntecem lg após as aulas regulares, tant n períd

Leia mais

INDICE DE PREÇOS TURISTICO. Desenvolvido no quadro do Programa Comum de Estatística CPLP com o apoio técnico do INE de Portugal

INDICE DE PREÇOS TURISTICO. Desenvolvido no quadro do Programa Comum de Estatística CPLP com o apoio técnico do INE de Portugal INDICE DE PREÇOS TURISTICO Desenvlvid n quadr d Prgrama Cmum de Estatística CPLP cm api técnic d INE de Prtugal Estrutura da Apresentaçã INTRODUÇÃO. METODOLOGIA. FORMA DE CÁLCULO. PROCESSO DE TRATAMENTO.

Leia mais

Alteração à Linha de Crédito para apoio às Empresas de Produção, Transformação e Comercialização de Produtos Agrícolas, Pecuários e Florestais

Alteração à Linha de Crédito para apoio às Empresas de Produção, Transformação e Comercialização de Produtos Agrícolas, Pecuários e Florestais Inf - Estruturas Infrmaçã Mensal d Sectr Linha de Crédit PME 2009 Alteraçã à Linha de Crédit para api às Empresas de Prduçã, Transfrmaçã e Cmercializaçã de Prduts Agríclas, Pecuáris e Flrestais A Linha

Leia mais

CARTILHA PARA ORIENTAÇÃO ACERCA DAS OBRIGAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS PARA O PERÍODO ELEITORAL

CARTILHA PARA ORIENTAÇÃO ACERCA DAS OBRIGAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS PARA O PERÍODO ELEITORAL MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL SECRETARIA DA RECEITA PREVIDENCIÁRIA - SRP DEPARTAMENTO DE FISCALIZAÇÃO - DEFIS CARTILHA PARA ORIENTAÇÃO ACERCA DAS OBRIGAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS PARA O PERÍODO ELEITORAL

Leia mais

Sua hora chegou. Faça a sua jogada. REGULAMENTO. Prêmio de Empreendedorismo James McGuire 2016

Sua hora chegou. Faça a sua jogada. REGULAMENTO. Prêmio de Empreendedorismo James McGuire 2016 Sua hra chegu. Faça a sua jgada. REGULAMENTO Prêmi de Empreendedrism James McGuire 2016 Salvadr, nvembr de 2015. REGULAMENTO Prêmi de Empreendedrism James McGuire 2016 é uma cmpetiçã interna da Laureate

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO. Brasília/DF neste ato legalmente representado por sua Ordenadora de Despesas, Senhora SÔNIA

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO. Brasília/DF neste ato legalmente representado por sua Ordenadora de Despesas, Senhora SÔNIA TERMO DE CONTRATO CNMP N. 003 / 2010 PutlIced tle 30 CI II d OS. / 0 21/4900 J,(108,Lt.tt_ CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS QUE ENTRE SI CELEBRAM O CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO E A PESSOA JURÍDICA

Leia mais

Vensis Manutenção. Rua Américo Vespúcio, 71 Porto Alegre / RS (51) 3012-4444 comercial@vensis.com.br www.vensis.com.br

Vensis Manutenção. Rua Américo Vespúcio, 71 Porto Alegre / RS (51) 3012-4444 comercial@vensis.com.br www.vensis.com.br Vensis Manutençã Vensis Manutençã É módul que permite gerenciament da manutençã de máquinas e equipaments. Prgramaçã de manutenções preventivas u registr de manutenções crretivas pdem ser feits de frma

Leia mais

Política de Identificação de Clientes

Política de Identificação de Clientes Plítica de Identificaçã de Clientes Índice 1. ENQUADRAMENTO... 2 2. OBJETIVO E ÂMBITO DE APLICAÇÃO... 2 3. VERIFICAÇÃO DA IDENTIDADE... 3 3.1. Princípis básics... 3 3.2. Elements a bter... 3 4. ENTIDADES...

Leia mais

Artigo 12 Como montar um Lava Jato

Artigo 12 Como montar um Lava Jato Artig 12 Cm mntar um Lava Jat Antigamente era cmum bservar as pessas, n final de semana, cm seus carrs, bucha e sabã nas mãs. Apesar de ainda haver pessas que preferem fazer serviç suj szinhas, s lava

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO E ANEXOS

EDITAL DE LICITAÇÃO E ANEXOS CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL N PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA (PPP) NA MODALIDADE DE CONCESSÃO ADMINISTRATIVA PARA MODERNIZAÇÃO, OTIMIZAÇÃO, EXPANSÃO, MANUTENÇÃO DA INFRAESTRUTURA E CONTROLE EM TEMPO REAL DA REDE

Leia mais

NORMATIVA ADMINISTRATIVA

NORMATIVA ADMINISTRATIVA Assunt: DIRETRIZES PARA COMPRA E APROVEITAMENTO DE Data de Emissã: Data de Revisã: De: 18/12/2013 Assunts Estratégics Tdas as áreas d 1. OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO Estabelecer regras e parâmetrs que

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Escrituração Contábil Digital ECD

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Escrituração Contábil Digital ECD Parecer Cnsultria Tributária Segments Escrituraçã Cntábil Digital ECD 23/12/2013 Parecer Cnsultria Tributária Segments Títul d dcument Sumári Sumári... 2 1. Questã... 3 2. Nrmas Apresentadas Pel Cliente...

Leia mais

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento Inscriçã d Candidat a Prcess de Credenciament O link de inscriçã permitirá que candidat registre suas infrmações para participar d Prcess de Credenciament, cnfrme Edital. Após tmar ciência de td cnteúd

Leia mais

Requisitos técnicos de alto nível da URS para registros e registradores

Requisitos técnicos de alto nível da URS para registros e registradores Requisits técnics de alt nível da URS para registrs e registradres 17 de utubr de 2013 Os seguintes requisits técnics devem ser seguids pels peradres de registr e registradres para manter a cnfrmidade

Leia mais

Requerimentos de Energia Temporária: Requerimentos Mandatórios:

Requerimentos de Energia Temporária: Requerimentos Mandatórios: Requeriments de Energia Temprária: Requeriments Mandatóris: Adtar s requeriments mínims definids n Códig Básic da Iniciativa Ética Cmercial (IEC) / Ethical Trading Initative (ETI): O empreg deverá ser

Leia mais

5. PLANEJAMENTO E ORGANIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO:

5. PLANEJAMENTO E ORGANIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO: 5. PLANEJAMENTO E ORGANIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO: 5.1 INTRODUÇÃO A rganizaçã da manutençã era cnceituada, até há puc temp, cm planejament e administraçã ds recurss para a adequaçã à carga de trabalh esperada.

Leia mais

Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Brotas

Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Brotas PROCESSO LICITATÓRIO Nº015/2015 CONVITE Nº010/2015 TIPO: MENOR PREÇO GLOBAL Brtas, 09 de fevereir de 2015. PREZADOS SENHORES O SAAEB SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO DE BROTAS cnvida V. Sas, a participar

Leia mais

PROCESSO EXTERNO DE CERTIFICAÇÃO

PROCESSO EXTERNO DE CERTIFICAÇÃO 1 de 7 1. OBJETIVO Este prcediment estabelece prcess para cncessã, manutençã, exclusã e extensã da certificaçã de sistema de segurança cnfrme ABNT NBR 15540. 2. DOCUMENTOS COMPLEMENTARES - ABNT NBR 15540:2013:

Leia mais

H. Problemas/outras situações na ligação com a Segurança Social;

H. Problemas/outras situações na ligação com a Segurança Social; Mdel de Cmunicaçã Certificads de Incapacidade Temprária Âmbit d Dcument O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e clientes n âmbit ds CIT Certificads de Incapacidade Temprária.

Leia mais

Ficha Cadastro Pessoa Física

Ficha Cadastro Pessoa Física Ficha Cadastr Pessa Física Grau de sigil #00 Em se tratand de mais de um titular, preencher uma ficha para cada um. Cas necessári, utilize utra ficha para cmpletar s dads. Dads da Cnta na CAIXA Cód. agência

Leia mais

De acordo com os dados publicamente divulgados no novo IRS mais de 1 milhão de famílias com filhos beneficiam de uma redução do imposto a pagar.

De acordo com os dados publicamente divulgados no novo IRS mais de 1 milhão de famílias com filhos beneficiam de uma redução do imposto a pagar. A presente nta pretende ajudar as famílias a preparem a apresentaçã d seu IRS, cumprind as suas brigações fiscais aprpriadamente e rentabilizand as deduções previstas. N entender da APFN esta refrma cnstitui

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020 Prgrama de Desenvlviment Rural d Cntinente para 2014-2020 Medida 7 AGRICULTURA e RECURSOS NATURAIS Açã 7.1 AGRICULTURA BIOLÓGICA Enquadrament Regulamentar Artig 29º - Agricultura bilógica d Regulament

Leia mais

DÚVIDAS SOBRE OS BENEFÍCIOS ATRIBUÍDOS AOS ANTIGOS COMBATENTES?

DÚVIDAS SOBRE OS BENEFÍCIOS ATRIBUÍDOS AOS ANTIGOS COMBATENTES? DÚVIDAS SOBRE OS BENEFÍCIOS ATRIBUÍDOS AOS ANTIGOS COMBATENTES? ÂMBITO PESSOAL O regime jurídic d serviç militar prestad em cndições especiais de dificuldade u perig, aprvad pela Lei n.º 9/2002, de 11

Leia mais

EIXO 3 CONECTIVIDADE E ARTICULAÇÃO TERRITORIAL AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO N.º 2

EIXO 3 CONECTIVIDADE E ARTICULAÇÃO TERRITORIAL AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO N.º 2 EIXO 3 CONECTIVIDADE E ARTICULAÇÃO TERRITORIAL REGULAMENTO ESPECÍFICO: EQUIPAMENTOS PARA A COESÃO LOCAL AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO N.º 2 Ns terms d regulament específic Equipaments para a Cesã Lcal,

Leia mais

PROGRAMA DESENVOLVIMENTO RURAL CONTINENTE 2014-2020. DESCRIÇÃO DA AÇÃO Versão: 1 Data: 28/10/2013

PROGRAMA DESENVOLVIMENTO RURAL CONTINENTE 2014-2020. DESCRIÇÃO DA AÇÃO Versão: 1 Data: 28/10/2013 PROGRAMA DESENVOLVIMENTO RURAL CONTINENTE 2014-2020 DESCRIÇÃO DA AÇÃO Versã: 1 Data: 28/10/2013 M5. ORGANIZAÇÃO DA PRODUÇÃO AÇÃO 5.1. CRIAÇÃO DE AGRUPAMENTOS E ORGANIZAÇÃO DE PRODUTORES NOTA INTRODUTÓRIA

Leia mais

Copyright 1999-2006 GrupoPIE Portugal, S.A. Manual Utilizador

Copyright 1999-2006 GrupoPIE Portugal, S.A. Manual Utilizador Reprts Relatóris à sua Medida Reprts Cpyright 1999-2006 GrupPIE Prtugal, S.A. Reprts 1. WinREST Reprts...5 1.1. Licença...6 1.2. Linguagem...7 1.3. Lgin...7 1.4. Página Web...8 2. Empresas...9 2.1. Cm

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA Manual de Us (Para Detentres de Bens) Infrmações adicinais n Prtal da Crdenaçã de Patrimôni: www.cpa.unir.br 2013 Cnteúd O que papel Detentr de Bem pde fazer?... 2 Objetiv...

Leia mais

WORKSHOP 1 Critérios ambientais e sociais na contratação: Como fazer?

WORKSHOP 1 Critérios ambientais e sociais na contratação: Como fazer? WORKSHOP 1 Critéris ambientais e sciais na cntrataçã: Cm fazer? Paula Trindade Investigadra LNEG Crdenadra Building SPP Helena Esteván EcInstitut Tratad da Uniã Eurpeia Princípis: Livre mviment de bens

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS FAFIT

REGULAMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS FAFIT O significad das cisas nã está nas cisas em si, mas sim em nssa atitude em relaçã a elas. (Antine de Saint-Exupéry, 1943) CURSOS bacharelads: Administraçã Geral Ciências Cntábeis Direit Educaçã Física

Leia mais

ANEXO CONDIÇÕES OU RESTRIÇÕES RESPEITANTES À UTILIZAÇÃO SEGURA E EFICAZ DO MEDICAMENTO A SEREM IMPLEMENTADAS PELOS ESTADOS-MEMBROS

ANEXO CONDIÇÕES OU RESTRIÇÕES RESPEITANTES À UTILIZAÇÃO SEGURA E EFICAZ DO MEDICAMENTO A SEREM IMPLEMENTADAS PELOS ESTADOS-MEMBROS ANEXO CONDIÇÕES OU RESTRIÇÕES RESPEITANTES À UTILIZAÇÃO SEGURA E EFICAZ DO MEDICAMENTO A SEREM IMPLEMENTADAS PELOS ESTADOS-MEMBROS 1 Os Estads-Membrs devem garantir que tdas as cndições u restrições relativas

Leia mais

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações SAZONALIZAÇÃO DE CONTRATO INICIAL E DE ENERGIA ASSEGURADA PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment de Mercad para

Leia mais

RELATOR: Senador EUNÍCIO OLIVEIRA

RELATOR: Senador EUNÍCIO OLIVEIRA De Plenári, err1 substituiçã à COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, sbre Prjet de Lei da Câmara 209, de 2015, de autria d Deputad Aeltn Freitas, que altera a Lei n 8.906, de 4 de julh de 1994

Leia mais

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações SAZONALIZAÇAO DE CONTRATO DE LEILÃO DE VENDA EDITAL DE LEILÃO Nº 001 / 2002 - MAE PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment

Leia mais

Esta ficha de produto é meramente indicativa e não dispensa a consulta das Condições Gerais/Especiais do Contrato e Informações Pré-Contratuais.

Esta ficha de produto é meramente indicativa e não dispensa a consulta das Condições Gerais/Especiais do Contrato e Informações Pré-Contratuais. 1 FICHA DE PRODUTO Prdut Saúde O N SAÚDE START e N SAÚDE TOP sã dis Segurs de Saúde da N Segurs, que se materializam através de um Cartã de Saúde, que permite acess diret à rede Essencial de Prestadres

Leia mais

Ficha Cadastro Pessoa Física

Ficha Cadastro Pessoa Física Ficha Cadastr Pessa Física Grau de sigil #00 Em se tratand de mais de um titular, preencher uma ficha para cada um. Cas necessári, utilize utra ficha para cmpletar s dads. ads da Cnta na CAIXA Cód. agência

Leia mais

Acidentes Pessoais Seguro de Retribuição Profissional

Acidentes Pessoais Seguro de Retribuição Profissional Acidentes Pessoais Seguro de Retribuição Profissional Informações Pré- Contratuais Segurador AIG Europe Limited Sucursal em Portugal, entidade legalmente autorizada a exercer a atividade Seguradora e que,

Leia mais

MANUAL dos LABORATÓRIOS De INFORMÁTICA

MANUAL dos LABORATÓRIOS De INFORMÁTICA MANUAL ds LABORATÓRIOS De INFORMÁTICA Objetiv 1. Oferecer as aluns a infra-estrutura e suprte necessári à execuçã de tarefas práticas, slicitadas pels prfessres, bservand s prazs estabelecids. 2. Oferecer

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020 Prgrama de Desenvlviment Rural d Cntinente para 2014-2020 Medida 7 AGRICULTURA e RECURSOS NATURAIS Açã 7.2 PRODUÇÃO INTEGRADA Enquadrament Regulamentar Artig 28.º Agrambiente e clima d Regulament (UE)

Leia mais