PROF. NETO CARTOGRAFIA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROF. NETO CARTOGRAFIA"

Transcrição

1 PROF. NETO CARTOGRAFIA

2 Norte ou setentrional ou boreal ou das terras A Rosa dos Ventos ou Rosa dos Rumos Sul ou meridional ou austral ou das águas.

3

4 LINHAS IMAGINÁRIAS Objetivo das Linhas Imaginárias: Tem como função dar a localização exata de qualquer ponto no globo terrestre O PLANETA TERRA O Planeta Terra tem aproximadamente km² forma = geóide massa = 6,4 sextrilhões de toneladas

5 COORDENADAS GEOGRÁFICAS São linhas imaginárias traçadas sobre os mapas, essenciais para a localização de um ponto na superfície terrestre. Essa localização é o resultado do encontro de um paralelo e sua respectiva latitude (o afastamento, medido em graus, do paralelo em relação ao Equador) e de um meridiano e sua respectiva longitude (o afastamento, medido em graus, do meridiano em relação ao meridiano principal ou de Greenwich).

6 Coordenadas Geográficas Paralelos Latitude de 0 a 90 N ou S Meridianos Longitude de 0 a 180 L (E) ou O (W)

7 Coordenadas Geográficas

8 Prática Analise a figura abaixo e assinale a opção que corresponde, respectivamente, às coordenadas geográficas dos pontos X e Z. X a) 60 o de Latitude Sul 15 o de Longitude Oeste b) 15 o de Latitude Norte 60 o de Longitude Leste c) 60 o de Latitude Norte 15 o de Longitude Leste d) 15 o de Latitude Sul 60 o de Longitude Oeste Z 30 o de Latitude Sul 90 o de Longitude Leste 90 o de Latitude Norte 30 o de Longitude Oeste 30 o de Latitude Norte 90 o de Longitude Oeste 90 o de Latitude Sul 30 o de Longitude Leste

9 ELEMENTOS PRINCIPAIS DE UM MAPA Todo bom mapa deve conter quatro elementos principais: título, escala, coordenadas geográficas e legenda. Esses elementos asseguram a leitura e a interpretação precisas das informações nele contidas.

10 Projeções cartográficas Os sistemas de projeções cartográficas foram desenvolvidos para dar uma solução ao problema da transferência de uma imagem da superfície curva da esfera terrestre para um plano da carta, o que sempre vai acarretar deformações.

11 Projeção cônica Os meridianos convergem para os pólos e os paralelos são arcos concêntricos situados à igual distância uns dos outros. São utilizados para mapas de países de latitudes médias.

12 Projeções cartográficas Projeção Azimutal Eqüidistante Polar Projeção eqüidistante que tem os pólos em sua porção central. As maiores deformações estão em suas áreas periféricas.

13 Peters ou Mercator? Projeção Cilíndrica Equivalente de Peters - Data de Sua base é cilíndrica equivalente e determina uma distribuição dos paralelos com intervalos decrescentes desde o Equador até os pólos. Projeções de Mercator ou Cilíndrica Equatorial - Os meridianos e os paralelos são linhas retas que se cortam em ângulos retos. - Correspondem a um tipo cilíndrico pouco modificado, onde as regiões polares aparecem muito exageradas.

14 ESCALA Indica a proporção entre o objeto real e sua representação cartográfica, ou seja, quantas vezes o tamanho real teve de ser reduzido para poder ser representado;

15 OS TIPOS DE ESCALA Categoria Escala Finalidade do mapa Grande 1:50 / 1:100 1:500 a 1: Média 1: a 1: Plantas arquitetônicas e de engenharia. Plantas urbanas, projetos de engenharia. Mapas topográficos. Pequena acima de 1: Atlas geográficos e globos.

16 ESCALA NÚMERICA Ela vem indicada por números, por exemplo: 1: (lê-se um por cinqüenta mil), cada centímetro no mapa, equivale a cm ou 500m na realidade. Quanto menor for o denominador (no exemplo ), maior será a escala, portanto mais detalhes poderão ser representados. Assim, a escala 1: é maior que a escala 1:

17 ESCALA GRÁFICA A escala gráfica aparece sob a forma de uma reta dividida em várias partes, cada uma delas com uma graduação de distâncias. A sua utilidade é a mesma da escala numérica KM Essa escala gráfica indica que 1 centímetro no papel corresponde a 20 quilômetros na superfície representada.

18 ESCALAS Gráfica Representado por um gráfico Numérica Representado por um número

19 ESCALAS Escala é a relação entre a medida de um objeto ou lugar representado no papel e sua medida real, onde a razão ou relação de semelhança é a seguinte: E = d D D = um comprimento tomado no terreno, que denominarse-á distância real natural. d = um comprimento homólogo no desenho, denominado distância prática ou gráfica. As escalas mais utilizadas são: Numérica: Gráfica:

20 ESCALAS Observe o mapa ao lado: Ele mostra que a cada 1 centímetro no mapa a realidade corresponde a 50 mil centímetros ou 500 metros (REAL/CAMPO).

21 ESCALAS Comparando os mapas A e B, observamos que há maior riqueza de detalhes no mapa B e sua escala é duas vezes maior do que no mapa A. Observe, então, que quanto menor for o denominador da escala, maior ela será e mais detalhes ela nos dará.

22 RESOLUÇÃO EXERCÍCIOS: SP...RJ 4 cm (menor distância citada, no papel - REPRESENTAÇÃO); 400 km (distância real, no campo, em linha reta); MAPA REALIDADE (CAMPO) X TRANSFORMAR X = cm = 1: LEMBRANDO : 1 km = m = cm = mm

23 RESOLUÇÃO EXERCÍCIOS: SÃO FRANCISCO...NOVA IORQUE km (distância real, no campo, em linha reta); 105 mm (menor distância citada, no papel - REPRESENTAÇÃO); MAPA REALIDADE (CAMPO) 105 mm km 1 X TRANSFORMAR km para mm X = mm = 1: LEMBRANDO : 1 km = m = cm = mm

24 Quilômetro km Hectômetro hm Decâmetro dam Metro m Decímetro dm Centímetro cm Milímetro mm

25 FUSOS HORÁRIOS

26 FUSO HORÁRIO Relembrando: A Terra é dividida por linhas imaginárias chamadas de paralelos e meridianos. Latitude: é a distância entre os paralelos (em graus). Longitude: é a distância entre os meridianos (em graus). Fusos Horários: foi criado no século 19 visando a padronização dos horários em cada ponto do planeta. Isto beneficiou as trocas comerciais e o transporte entre os países.

27 FUSOS HORÁRIOS A Hora no Mundo Como o dia têm vinte e quatro horas, podemos dizer que é igual a 360. Vejamos: 360 = 24 horas = 24 fusos horários. 360 = 24 horas = 24 fusos horários = 360 longitudes. 360 dividido por 24 horas = 15 uma hora é igual a 15 graus para leste aumentamos uma hora a cada 15 para oeste diminuímos uma hora a cada 15 Obs.: para o norte e o sul a hora não será alterada

28 FUSO HORÁRIO Como é a divisão em Fusos Horários? Dividimos a circunferência da Terra (360 o ) pela duração do dia (24h). Assim, temos que: 360 o /24h = 15 o / h. Ou seja, a cada 15 o, partindo do Meridiano de Greenwich (ponto inicial - 0 o ), aumenta-se 1h (no sentido leste) e diminui-se 1h (no sentido oeste)

29 FUSOS HORÁRIOS Diminuir 1 hora Aumentar 1 hora Fonte:

30 Fusos horários Dividindo os 360º da circunferência terrestre por 24, temos 15º, que é a medida de cada fuso horário. Cada fuso é delimitado por dois meridianos e todas as localidades situadas no seu interior têm a mesma hora, que é chamada de hora legal. O Brasil, devido à sua extensão no sentido leste-oeste, apresenta quatro fusos horários diferentes.

31 Linha Internacional de Datas No final do século passado, definiuse internacionalmente uma linha de mudança de data que acompanha, mas não coincide rigorosamente com o meridiano de 180º, que é oposto ao meridiano de Greenwich. Quando se chega à linha internacional de data muda-se a data ou o "calendário" e não o relógio, portanto quem a atravessa de leste para oeste ( Sibéria para o Alasca, por exemplo) volta de hoje para ontem, e quem atravessa de oeste para leste (Alasca para Sibéria) adianta um dia, mas sem mexer nas horas.

32 FUSOS HORÁRIOS DO BRASIL

33

34 CÁLCULO DA HORA EM UM LUGAR CONHECENDO-SE A HORA EM OUTRO 1º Passo: Determinar a distância em graus entre os pontos. REGRA: a) Pontos no mesmo Hemisfério = SUBTRAIR L L ou O O b) Pontos em Hemisférios diferentes = SOMAR L + O 2º Passo: Achar a diferença em horas entre os pontos. Regra: Como 1 fuso horário = 15º de Longitude, é só dividir o valor encontrado no 1º passo por 15. Distância em Graus dividido por 15 = nº de horas.

35 3 Passo: somar ou diminuir a diferença. REGRA: À DIREITA = SOMA A DIFERENÇA À ESQUERDA = DIMINUI A DIFERENÇA DICA: Se o valor encontrado for superior a 24, diminui 24 do restante encontrado e terá o horário do DIA SEGUINTE. Se o valor encontrado for negativo, some 24 ao restante encontrado e terá o horário do dia anterior Obs.: não esqueça: se houver resto na divisão, devemos multiplicar esse resto por 4 (quatro), para transformar em minutos, porque a cada quatro minutos a Terra gira 1 em torno de seu eixo.

36 Exemplos: Long 60ºW...3:00h Long 60ºL.? a)12:00h Calculando: 60+30=90 15=4+3=7 b)14:00h do dia anterior c)10:00h d)05:00h e)07:00h (resposta correta ) Quando em Roma, com Long 15ºL, são 12 h, que horas serão em Lisboa, com Long 9ºW a)10:36 Calculando: 15+9=24 15=1:36 b)11:36 12:00-1:36=10:24 c)12:36 note que nessa divisão sobrou resto d)9:36 multiplique por 4 e terá os minutos e)10:24 (resposta correta)

37 DESAFIO 1º) Long C 180 W...01 hora Long D 0...? a) 10:36 b) 11:36 c) 12:36 d) 9:36 e) 13:00 2º) Long A 15 W...23:00h Long B 10 L.? a)12:00h b) 14:00h do dia anterior c) 10:00h d) 05:00h e) 24:40 3º) Long E 123 L...? Long F hora e 52 minutos a)18 h, 30 min, 45 seg b) 14 h, 30 min, 45 seg c) 15 h, 30 min, 45 seg d) 12 h, 30 min, 45 seg e) 10:12 4º) Um eclipse do Sol foi observado às 12 h GMT. A noticia foi divulgada na mesma hora por uma emissora local. Um ponto situado a 75º de longitude Leste tomou conhecimento dessa informação: a)às 11 horas; b) à mesma hora; c) duas horas antes; d) às nove horas; e) 17:00

38 Sensoriamento remoto Um sistema sensor pode ser definido como qualquer equipamento capaz de transformar alguma forma de energia em um sinal passível de ser convertido em informação sobre o ambiente. No caso específico do Sensoriamento Remoto, a energia utilizada é a radiação eletromagnética.

39 Foto de satélite Observe uma fotografia tirada por um satélite:

40 Alguns pontos do terreno, dentro da zona de recobrimento, são fotografados várias vezes em ambas as faixas. Aerofotogrametria ou fotografia aérea É a representação do terreno através de fotografias aéreas, as quais são expostas sucessivamente, ao longo de uma direção de vôo. Essa sucessão é feita em intervalo de tempo tal que, entre duas fotografias, haja uma superposição longitudinal formando uma faixa.

41 Aerofotogrametria ou fotografia aérea Analisando a fotografia aérea, podemos observar que: - apresenta, em sua porção setentrional, uso do solo predominantemente urbano, onde se observam arruamentos e edificações. - abriga maior população e maior diversidade de atividades humanas em sua porção nordeste, onde se verifica o adensamento da malha urbana. - é revestida, em sua porção central, por cobertura vegetal relativamente homogênea, haja vista variação reduzida de texturas e tonalidades.

42 Curva de Nível É o método utilizado para representar o relevo terrestre, que permite ao usuário, ter um valor aproximado da altitude em qualquer parte do mapa.

43 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS : As curvas de nível tendem a ser quase que paralelas entre si; Todos os pontos de uma curva de nível se encontram na mesma elevação; Cada curva de nível fecha-se sempre sobre si mesma; As curvas de nível nunca se cruzam, podendo se tocar em saltos d'água ou despenhadeiros; Em regra geral, as curvas de nível cruzam os cursos d'água em forma de "V", com o vértice apontando para a nascente;

44 Perfil topográfico de uma área da cidade do Rio de Janeiro - As linhas traçadas no mapa são chamadas isoípsas, sendo que quanto mais próximas estiverem, mais abrupto se apresenta o relevo. - Entre as duas elevações existentes, na direção leste-oeste, encontra-se uma depressão relativa. Curva de Nível

CARTOGRAFIA GEOGRÁFICA Profº Gustavo Silva de Souza

CARTOGRAFIA GEOGRÁFICA Profº Gustavo Silva de Souza CARTOGRAFIA GEOGRÁFICA Profº Gustavo Silva de Souza ORIENTAÇÃO E LOCALIZAÇÃO NO ESPAÇO GEOGRÁFICO REPRESENTAÇÕES DO ESPAÇO TERRESTRE GLOBO TERRESTRE MAPA PRINCIPAIS ELEMENTOS DO MAPA TÍTULO ORIENTAÇÃO

Leia mais

CARTOGRAFIA LINHA DE APOIO

CARTOGRAFIA LINHA DE APOIO COMEÇO DE CONVERSA PROF. Wagner Atallah CARTOGRAFIA LINHA DE APOIO Chegar a um lugar desconhecido utilizando um mapa requer uma série de conhecimentos que só são adquiridos num processo de alfabetização

Leia mais

INTRODUÇÃO À CARTOGRAFIA. Prof. Rogério da Mata

INTRODUÇÃO À CARTOGRAFIA. Prof. Rogério da Mata INTRODUÇÃO À CARTOGRAFIA A importância dos pontos de referência Pontos Cardeais: são pontos principais utilizados como padrão de localização ou pontos de referência. Através deles é possível localizar

Leia mais

CARTOGRAFIA GEOGRÁFICA Prof ª Gustavo Silva de Souza

CARTOGRAFIA GEOGRÁFICA Prof ª Gustavo Silva de Souza CARTOGRAFIA GEOGRÁFICA Prof ª Gustavo Silva de Souza CONCEITO A cartografia é a ciência da representação gráfica da superfície terrestre, tendo como produto final o mapa. Ou seja, é a ciência que trata

Leia mais

Conceitos Básicos mapa

Conceitos Básicos mapa Cartografia Conceitos Básicos Entende-se por mapa a representação gráfica convencional, geralmente plana e em pequena escala, de áreas relativamente extensas, como acontece nos mapas dos atlas. Para tal,

Leia mais

Colégio Militar de Brasília - CMB

Colégio Militar de Brasília - CMB Colégio Militar de Brasília - CMB Ciências Humanas e suas Tecnologias Geografia Professor Vinícius Vanir Venturini professor.venturini@gmail.com Orientação, Rosa dos Ventos 4319 km Boreal Setentrional

Leia mais

Cartografia CAIO CARDOZO GEOGRAFIA EM

Cartografia CAIO CARDOZO GEOGRAFIA EM Cartografia CAIO CARDOZO GEOGRAFIA EM Noções básicas Mapa História da Cartografia Elementos do Mapa Hemisférios Rosa dos ventos Coordenadas Geográficas Paralelos e Meridianos Latitude e Longitude Movimentos

Leia mais

PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS

PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS O QUE SÃO AS PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS? Os sistemas de projeções constituem-se de uma fórmula matemática que transforma as coordenadas geográficas, a partir de uma superfície esférica,

Leia mais

A REPRESENTAÇÃO DO ESPAÇO. A Geografia Levada a Sério

A REPRESENTAÇÃO DO ESPAÇO.  A Geografia Levada a Sério 1 Mapa É a representação dos elementos de um determinado espaço na superfície plana, tornando-se um importante instrumento de orientação e de localização; O mapa de Ga-Sur é o mapa mais antigo que se tem

Leia mais

O local de cruzamento de um meridiano e de um paralelo é chamado de intersecção, é a coordenada.

O local de cruzamento de um meridiano e de um paralelo é chamado de intersecção, é a coordenada. O local de cruzamento de um meridiano e de um paralelo é chamado de intersecção, é a coordenada. Na antiguidade os navegadores precisavam dominar bem a cartografia. Abaixo temos algumas notações: Considerando

Leia mais

GEOGRAFIA. Prof. Daniel San.

GEOGRAFIA. Prof. Daniel San. GEOGRAFIA Prof. Daniel San daniel.san@lasalle.edu.br PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS, pág. 19 a 30 Técnicas destinadas a representar o globo que tem três dimensões em apenas duas (3D em 2D). Consiste num conjunto

Leia mais

REPRESENTAÇÕES GRÁFICAS E CARTOGRÁFICAS

REPRESENTAÇÕES GRÁFICAS E CARTOGRÁFICAS REPRESENTAÇÕES GRÁFICAS E CARTOGRÁFICAS 1 CONHECENDO A CARTOGRAFIA E OS MAPAS 2 CARTOGRAFIA SEGUNDO A ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT), CARTOGRAFIA É DEFINIDA COMO: "A ARTE DO LEVANTAMENTO,

Leia mais

LISTA EXERCÍCIOS 11 CARTOGRAFIA 2

LISTA EXERCÍCIOS 11 CARTOGRAFIA 2 LISTA EXERCÍCIOS 11 CARTOGRAFIA 2 1) Criada em 1884, essa linha imaginária foi fruto de uma convenção para designar a hora inicial, o ponto a partir do qual se medem os fusos horários e as coordenadas

Leia mais

Coordenadas Geográficas

Coordenadas Geográficas Coordenadas Geográficas Coordenadas Geográficas É a posição exata no globo terrestre Intersecção entre latitude e longitude Paralelos Linhas paralelas a Linha do Equador Trópico de Capricórnio Hemisfério

Leia mais

CARTOGRAFIA CURSINHO TRIU- MARÇO 2016

CARTOGRAFIA CURSINHO TRIU- MARÇO 2016 CARTOGRAFIA CURSINHO TRIU- MARÇO 2016 NAVEGAR É PRECISO 2500 A.C. uma das primeiras representações de mapa, produzido na região da mesopotâmia. NAVEGAR É PRECISO Mapa do Salmo (1260) e Mappe-Monde (1707),

Leia mais

CARTOGRAFIA: ELEMENTOS E TÉCNICAS MÓDULO 01 GEOGRAFIA 01

CARTOGRAFIA: ELEMENTOS E TÉCNICAS MÓDULO 01 GEOGRAFIA 01 CARTOGRAFIA: ELEMENTOS E TÉCNICAS MÓDULO 01 GEOGRAFIA 01 Cartografia ciência responsável pela elaboração de representações da superfície da Terra. Com a ajuda da matemática, evoluiu e aprimorou mapas e

Leia mais

Cartografia GEOGRAFIA DAVI PAULINO

Cartografia GEOGRAFIA DAVI PAULINO Cartografia GEOGRAFIA DAVI PAULINO Curvas de Nível Mapas temáticos Representação de fenômenos e suas diversidades: Qualitativas: Representa os diferentes elementos cartográficos Ex: Rios, cidades, industrias,

Leia mais

Paulo Tumasz Junior. Cartografia Geral

Paulo Tumasz Junior. Cartografia Geral Paulo Tumasz Junior Cartografia Geral APRESENTAÇÕES Slides - A cartografia é a ciência da representação gráfica da superfície terrestre, tendo como produto final o mapa, ciência que trata da concepção,

Leia mais

A planta possui linhas horizontais (letras) e verticais (números) que facilitam a localização de ruas, praças e logradouros.

A planta possui linhas horizontais (letras) e verticais (números) que facilitam a localização de ruas, praças e logradouros. A planta possui linhas horizontais (letras) e verticais (números) que facilitam a localização de ruas, praças e logradouros. Qualquer região da superfície terrestre pode ser dividida por linhas horizontais

Leia mais

As projeções cartográficas são formas ou técnicas de representar a superfície terrestre em mapas.

As projeções cartográficas são formas ou técnicas de representar a superfície terrestre em mapas. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS As projeções cartográficas são formas ou técnicas de representar a superfície terrestre em mapas. Diz respeito às técnicas de representação da superfície

Leia mais

GEOGRAFIA VESTIBULAR

GEOGRAFIA VESTIBULAR GEOGRAFIA VESTIBULAR MOVIMENTOS DA TERRA TRANSLAÇÃO As estações do ano, resultantes das diferentes posições que a terra ocupa durante o movimento de translação ; A desigual duração dos dias e das noites

Leia mais

UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 1.1 NOÇÕES DE CARTOGRAFIA

UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 1.1 NOÇÕES DE CARTOGRAFIA UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 1.1 NOÇÕES DE CARTOGRAFIA (Copyright 1991-2006 SPRING - DPI/INPE) 1 (Para uso no SPRING) 1 - Sistemas de Coordenadas Um objeto geográfico qualquer, como uma cidade, a foz

Leia mais

Geografia Prof. Davi Cartografia

Geografia Prof. Davi Cartografia Geografia Prof. Davi Cartografia EXERCÍCIOS 4. (Fuvest 2012) Observe os seguintes mapas do Brasil: 1. (UNIFEI) Em um mapa no qual a escala é de 1: 100 000, a distância em linha reta entre duas cidades

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS SOBRE CARTOGRAFIA GERAL. 1) Sobre o sistema de coordenadas de localização, julgue os itens a seguir:

LISTA DE EXERCÍCIOS SOBRE CARTOGRAFIA GERAL. 1) Sobre o sistema de coordenadas de localização, julgue os itens a seguir: LISTA DE EXERCÍCIOS SOBRE CARTOGRAFIA GERAL 1) Sobre o sistema de coordenadas de localização, julgue os itens a seguir: I. ( ) A Linha do Equador não exerce função sobre os sistemas de localização, sendo

Leia mais

Fundamentos de Cartografia A Rede Geográfica

Fundamentos de Cartografia A Rede Geográfica UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS Disciplina: Leitura e Interpretação de Cartas Fundamentos de Cartografia A Rede Geográfica Prof. Dr.

Leia mais

PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Os sistemas de projeções cartográficas foram desenvolvidos para dar uma solução ao problema da transferência de uma imagem da

PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Os sistemas de projeções cartográficas foram desenvolvidos para dar uma solução ao problema da transferência de uma imagem da PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Os sistemas de projeções cartográficas foram desenvolvidos para dar uma solução ao problema da transferência de uma imagem da superfície curva da esfera terrestre para um plano

Leia mais

O QUE É CARTOGRAFIA? É A TÉCNICA DE FAZER MAPAS. MAPA NÃO É MERO DESENHO E SIM UM CONJUNTO DE MOTIVO: NECESSIDADE DO HOMEM SE LOCALIZAR.

O QUE É CARTOGRAFIA? É A TÉCNICA DE FAZER MAPAS. MAPA NÃO É MERO DESENHO E SIM UM CONJUNTO DE MOTIVO: NECESSIDADE DO HOMEM SE LOCALIZAR. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS (CARTOGRAFIA) O QUE É CARTOGRAFIA? É A TÉCNICA DE FAZER MAPAS. MAPA NÃO É MERO DESENHO E SIM UM CONJUNTO DE INFORMAÇÕES VISUAIS. MOTIVO: NECESSIDADE DO HOMEM SE LOCALIZAR. GA-SUR

Leia mais

NOÇÕES DE CARTOGRAFIA

NOÇÕES DE CARTOGRAFIA NOÇÕES DE CARTOGRAFIA 1. Localização e Orientação Localizar-se e orientar-se no espaço geográfico foi uma das preocupações iniciais do ser humano, devido a várias necessidades: encontrar recursos naturais

Leia mais

Professores: Jaime, Clodoaldo

Professores: Jaime, Clodoaldo Professores: Jaime, Clodoaldo Ciência que abrange os fenômenos humanos e naturais, como condições ambientais(clima, vegetação, relevo, hidrografia) e as relações humanas Ela descreve e interpreta de maneira

Leia mais

PROJEÇÕES. Prof. Dr. Elódio Sebem Curso Superior de Tecnologia em Geoprocessamento Colégio Politécnico - Universidade Federal de Santa Maria

PROJEÇÕES. Prof. Dr. Elódio Sebem Curso Superior de Tecnologia em Geoprocessamento Colégio Politécnico - Universidade Federal de Santa Maria PROJEÇÕES Prof. Dr. Elódio Sebem Curso Superior de Tecnologia em Geoprocessamento Colégio Politécnico - Universidade Federal de Santa Maria Todos os mapas são representações aproximadas da superfície terrestre.

Leia mais

Que formas conheces de representação da Terra?

Que formas conheces de representação da Terra? Que formas conheces de representação da Terra? Desde sempre o Homem sentiu necessidade de representar os lugares que ia conhecendo e tudo aquilo que contribuía para a sua sobrevivência. Dessa necessidade

Leia mais

Disciplina: Cartografia Profa. Dra. MARIA ISABEL CASTREGHINI DE FREITAS Aluno: 2) Qual a diferença entre projeções verdadeiras e redes convencionais?

Disciplina: Cartografia Profa. Dra. MARIA ISABEL CASTREGHINI DE FREITAS Aluno: 2) Qual a diferença entre projeções verdadeiras e redes convencionais? Câmpus de Rio Claro/SP Disciplina: Cartografia Profa. Dra. MARIA ISABEL CASTREGHINI DE FREITAS Aluno: PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS 1) O que você entende sobre projeção cartográfica? 2) Qual a diferença entre

Leia mais

CARTOGRAFIA. (do grego chartis = mapa e graphein = escrita) é a ciência que trata da concepção, produção, difusão, utilização e estudo dos mapas.

CARTOGRAFIA. (do grego chartis = mapa e graphein = escrita) é a ciência que trata da concepção, produção, difusão, utilização e estudo dos mapas. CARTOGRAFIA (do grego chartis = mapa e graphein = escrita) é a ciência que trata da concepção, produção, difusão, utilização e estudo dos mapas. ELEMENTOS DE UM MAPA. Escala: é a proporção entre o tamanho

Leia mais

Coordenadas Geográficas

Coordenadas Geográficas GEOGRAFIA SÉRIE: 1º ano Coordenadas Geográficas Profº Luiz Gustavo Silveira Unidade I A linguagem geográfica e a leitura no mundo Livro: parte I Capítulo 4 Nós estamos aqui Tópicos do capítulo Terra no

Leia mais

Interbits SuperPro Web

Interbits SuperPro Web 1. (Ufrn 2013) Um estudante australiano, ao realizar pesquisas sobre o Brasil, considerou importante saber a localização exata de sua capital, a cidade de Brasília. Para isso, consultou o mapa a seguir:

Leia mais

PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS

PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Uma projeção cartográfica consiste num conjunto de linhas (paralelos e meridianos), que formam uma rede, sobre a qual são representados os elementos do mapa. Todos os mapas e/ou cartas são representações

Leia mais

EXERCICIOS DE CARTOGRAFIA

EXERCICIOS DE CARTOGRAFIA 1. (PUC-RS) Com base no mapa abaixo: EXERCICIOS DE CARTOGRAFIA Se um viajante se dirigir de Brasília a Teresina, passando por Palmas, e retornando à primeira, fazendo o mesmo caminho, terá como direção

Leia mais

Prof. Rodolfo Visentin 1

Prof. Rodolfo Visentin 1 EXERCÍCIOS GEOGRAFIA - Noções básicas de Cartografia (orientação: pontos cardeais; localização: coordenadas geográficas, latitude, longitude e altitude; representação: leitura, escala, legendas e convenções)

Leia mais

REPRESENTAÇÃO CARTOGRÁFICA

REPRESENTAÇÃO CARTOGRÁFICA REPRESENTAÇÃO CARTOGRÁFICA PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS DEFINIÇÃO... Projeção cartográfica corresponde à representação de uma superfície esférica num plano. CLASSIFICAÇÃO QUANTO AO MÉTODO PROJEÇÃO CILÍNDRICA

Leia mais

PROJEÇÃO AZIMUTAL POLAR OU PLANA

PROJEÇÃO AZIMUTAL POLAR OU PLANA PROJEÇÃO AZIMUTAL POLAR OU PLANA Projeção que tem o polo em sua porção central. As maiores deformações estão em suas áreas periféricas. É uma projeção equidistante. (Sistema Equidistante: conserva as

Leia mais

ESCALAS. Uma carta ou mapa, só estará completa se trouxer seus elementos devidamente representados. Esta representação gera dois problemas:

ESCALAS. Uma carta ou mapa, só estará completa se trouxer seus elementos devidamente representados. Esta representação gera dois problemas: ESCALAS Uma carta ou mapa, só estará completa se trouxer seus elementos devidamente representados. Esta representação gera dois problemas: 1. A necessidade de reduzir as proporções dos acidentes à representar,

Leia mais

Apostila de Geografia 10 Cartografia

Apostila de Geografia 10 Cartografia Apostila de Geografia 10 Cartografia 1.0 Definições Cartografia Ciência que estuda a representação total ou parcial da Terra. Produto final: mapas ou globos terrestres. Mapas Superfícies planas onde a

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Área de Ciências Humanas Disciplina: Geografia Série: 6 a - Ensino Fundamental Professora: Cristiane Mattar Geografia Atividades para Estudos Autônomos Data: 25 / 4 / 2016 Aluno(a):

Leia mais

PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS. Prof. Marize

PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS. Prof. Marize PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Prof. Marize PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Os sistemas de projeções constituem-se de uma fórmula matemática que transforma as coordenadas geográficas, a partir de uma superfície esférica

Leia mais

COLÉGIO 7 DE SETEMBRO DISICIPLINA DE GEOGRAFIA PROF. RONALDO LOURENÇO 1º ANO CAPÍTULO 01 PLANETA TERRA: COORDENADAS, MOVIMENTOS E FUSOS HORÁRIOS

COLÉGIO 7 DE SETEMBRO DISICIPLINA DE GEOGRAFIA PROF. RONALDO LOURENÇO 1º ANO CAPÍTULO 01 PLANETA TERRA: COORDENADAS, MOVIMENTOS E FUSOS HORÁRIOS COLÉGIO 7 DE SETEMBRO DISICIPLINA DE GEOGRAFIA PROF. RONALDO LOURENÇO 1º ANO CAPÍTULO 01 PLANETA TERRA: COORDENADAS, MOVIMENTOS E FUSOS HORÁRIOS IMPORTÂNCIA O homem não existe sem a geografia O princípio

Leia mais

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP LABTOP Topografia 1. Coordenadas Aula 1

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP LABTOP Topografia 1. Coordenadas Aula 1 UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP LABTOP Topografia 1 Coordenadas Aula 1 Recife, 2014 Sistema de Coordenadas Um dos principais objetivos da Topografia é a determinação

Leia mais

Geografia para Técnico do IBGE Aula Demonstrativa Gratuita. Professor Leandro Signori

Geografia para Técnico do IBGE Aula Demonstrativa Gratuita. Professor Leandro Signori Geografia para Técnico do IBGE Aula Demonstrativa Gratuita Professor Leandro Signori Conteúdos constantes no edital Noções básicas de cartografia: Orientação: pontos cardeais; Localização: coordenadas

Leia mais

Cartografia e Orientação

Cartografia e Orientação Cartografia e Orientação 1. (FUVEST) Observe estes mapas: a) Identifique duas diferenças significativas entre os mapas, quanto à forma de representação cartográfica. b) Qual era o principal objetivo de

Leia mais

Representações da superfície terrestre

Representações da superfície terrestre Representações da superfície terrestre Representações da superfície terrestre Formas de representação Formas de representação Mapas mentais Representações da imagem mental que cada um adquire de uma determinada

Leia mais

GEOGRAFIA SÉRIE: 1º ano CARTOGRAFIA PARTE 1 Profº Luiz Gustavo Silveira

GEOGRAFIA SÉRIE: 1º ano CARTOGRAFIA PARTE 1 Profº Luiz Gustavo Silveira GEOGRAFIA SÉRIE: 1º ano CARTOGRAFIA PARTE 1 Profº Luiz Gustavo Silveira GEOGRAFIA FÍSICA CARTOGRAFIA PARTE 1 REPRESENTAÇÕES CARTOGRÁFICAS Tipos de representações cartográficas: por desenhos ou por imagens.

Leia mais

2.1. Como representar figuras tridimensionais em um plano sem que

2.1. Como representar figuras tridimensionais em um plano sem que Projeções Cartográficas A arte na construção de mapas 2. Projeções cartográficas 2.1. Como representar figuras tridimensionais em um plano sem que ocorra deformidades? 2.2 O que são e para que foram desenvolvidos

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÕES GEORREFERENCIADAS EXA 519. Prof. Dr. Ardemirio de Barros Silva

SISTEMA DE INFORMAÇÕES GEORREFERENCIADAS EXA 519. Prof. Dr. Ardemirio de Barros Silva SISTEMA DE INFORMAÇÕES GEORREFERENCIADAS EXA 519 Prof. Dr. Ardemirio de Barros Silva abarros@uefs.br barros@ige.unicamp.br A CARTOGRAFIA É CONSIDERADA COMO A CIÊNCIA E A ARTE DE EXPRESSAR, POR MEIO DE

Leia mais

Projeções Cartográficas. Profa. Dra. Rúbia Gomes Morato Prof. Dr. Reinaldo Paul Pérez Machado

Projeções Cartográficas. Profa. Dra. Rúbia Gomes Morato Prof. Dr. Reinaldo Paul Pérez Machado Projeções Cartográficas Profa. Dra. Rúbia Gomes Morato Prof. Dr. Reinaldo Paul Pérez Machado O que são projeções cartográficas? Podemos definir um projeção como sendo um sistema plano de meridianos e paralelos,

Leia mais

Sistemas de Coordenadas

Sistemas de Coordenadas Projeção cartográfica Quanto as propriedades espaciais Conformes os ângulos são mantidos idênticos (na esfera e no plano) e as áreas são deformadas. Sistemas de Coordenadas Equivalentes quando as áreas

Leia mais

GEOPROCESSAMENTO APLICADO À AGRONOMIA AULA 2

GEOPROCESSAMENTO APLICADO À AGRONOMIA AULA 2 GEOPROCESSAMENTO APLICADO À AGRONOMIA AULA 2 1. IDENTIFICAÇÃO Disciplina: Geoprocessamento Aplicado Semestre: 5º Créditos: 2.0.2.0 Carga Horária: 60h Período Letivo: 2015/1 Docente Responsável: Vinicius

Leia mais

Escala. Instrumento utilizado para determinar a distância entre dois pontos. Prof. Wilton Oliveira

Escala. Instrumento utilizado para determinar a distância entre dois pontos. Prof. Wilton Oliveira Escala Instrumento utilizado para determinar a distância entre dois pontos. Representa as relações das dimensões apresentadas em um mapa, no contexto dos valores reais do terreno e sua representatividade.

Leia mais

TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRENTE 2A AULA 4 Cartografia e Escala. Profº André Tomasini

TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRENTE 2A AULA 4 Cartografia e Escala. Profº André Tomasini TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRENTE 2A AULA 4 Cartografia e Escala. Profº André Tomasini Projeções Cartográficas Foram criadas pela necessidade de representar uma figura esférica em um plano, tentando respeitar

Leia mais

1) Em se tratando de questões de natureza cartográfica, assinale o correto.

1) Em se tratando de questões de natureza cartográfica, assinale o correto. 1) Em se tratando de questões de natureza cartográfica, assinale o correto. a) A realização de mapeamentos temáticos muito detalhados requer a utilização de produtos de sensoriamento remoto de alta resolução

Leia mais

PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS

PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS 1. Introdução São utilizadas para desenhar sobre uma esfera um sistema de paralelos e meridianos. Sempre há deformações. O que é melhor: Mapas planos ou globos? Sua representação

Leia mais

Cartografia Projeções Cartográficas Mais Usadas e Sistema UTM

Cartografia Projeções Cartográficas Mais Usadas e Sistema UTM Cartografia Projeções Cartográficas Mais Usadas e Sistema UTM Prof. João Fernando Custodio da Silva Departamento de Cartografia www2.fct.unesp.br/docentes/carto/joaofernando Introdução Existem muitas e

Leia mais

Orientação e escala. Cartografia Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia

Orientação e escala. Cartografia Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia Orientação e escala Cartografia Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia Conceituação Orientação é uma ação de determinar o lugar onde se encontra a direção dos pontos cardeais e colaterais. O primeiro passo para

Leia mais

FUNDAMENTOS DE PROJEÇÃO CARTOGRÁFICA

FUNDAMENTOS DE PROJEÇÃO CARTOGRÁFICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CURSO DE ENGENHARIA DE AGRIMENSURA FUNDAMENTOS DE PROJEÇÃO CARTOGRÁFICA Professor: Leonard Niero da Silveira leonardsilveira@unipampa.edu.br As projeções cartográficas nasceram

Leia mais

SIMULADO DE GEOGRAFIA CURSINHO UECEVEST (ORIENTAÇÃO, FUSOS HORÁRIOS E CARTOGRAFIA) PROFESSOR RAONI VICTOR./DATA: 29/08/15

SIMULADO DE GEOGRAFIA CURSINHO UECEVEST (ORIENTAÇÃO, FUSOS HORÁRIOS E CARTOGRAFIA) PROFESSOR RAONI VICTOR./DATA: 29/08/15 SIMULADO DE GEOGRAFIA CURSINHO UECEVEST (ORIENTAÇÃO, FUSOS HORÁRIOS E CARTOGRAFIA) PROFESSOR RAONI VICTOR./DATA: 29/08/15 1. A distribuição de energia solar, ou insolação, depende dos movimentos de rotação

Leia mais

Cartografia: projeções cartograficas

Cartografia: projeções cartograficas Cartografia: projeções cartograficas Projeção cartográfica é a representação de uma superfície esférica num plano (o mapa) ou, ainda, um sistema plano de paralelos e meridianos sobre os quais pode-se desenhar

Leia mais

Coordenadas geográficas. Porto Alegre 2015

Coordenadas geográficas. Porto Alegre 2015 Coordenadas geográficas Porto Alegre 2015 Localização no espaço geográfico O conceito mais apropriado de orientação é direção. Usamos em nosso dia-a-dia uma localização básica fundamentada em Direita,

Leia mais

Projeções Cartográficas. Como representar figuras tridimensionais em um plano sem que ocorra deformidades?

Projeções Cartográficas. Como representar figuras tridimensionais em um plano sem que ocorra deformidades? Projeções Cartográficas Como representar figuras tridimensionais em um plano sem que ocorra deformidades? É possível eliminar as deformidades em um mapa ao representar áreas da Terra? O que são e para

Leia mais

Projeções Cartográficas

Projeções Cartográficas CARTOGRAFIA Projeções Cartográficas Uma projeção cartográfica nada mais é do que o resultado de um conjunto de operações que permite representar no plano, por meio de paralelos e meridianos, os fenômenos

Leia mais

Orientação, Coordenadas Geográficas Projeção UTM Universal transversa de Mercator

Orientação, Coordenadas Geográficas Projeção UTM Universal transversa de Mercator Prof. Dra. Mariana Soares Domingues Orientação, Coordenadas Geográficas Projeção UTM Universal transversa de Mercator ACH1056 Fundamentos de Cartografia O verbo orientar está relacionado com a busca do

Leia mais

Sistema de Informação Geográfica

Sistema de Informação Geográfica Sistema de Informação Geográfica Curso de Sistemas de Informação Karla Donato Fook karladf@ifma.edu.br DESU / DComp 2017 Fundamentos de Cartografia para o Geoprocessamento 2 1 Geoprocessamento Área do

Leia mais

TOPOGRAFIA MEDIDAS E REFERÊNCIAS: FORMA DA TERRA

TOPOGRAFIA MEDIDAS E REFERÊNCIAS: FORMA DA TERRA TOPOGRAFIA MEDIDAS E REFERÊNCIAS: FORMA DA TERRA Prof. Dr. Daniel Caetano 2016-2 Objetivos Conhecer as formas de representar a Terra Conhecer algumas das referências e medidas usadas na topografia Conhecer

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO Educação do jeito que deve ser 2ª PROVA PARCIAL DE GEOGRAFIA

COLÉGIO XIX DE MARÇO Educação do jeito que deve ser 2ª PROVA PARCIAL DE GEOGRAFIA 2016 2ª PROVA PARCIAL DE GEOGRAFIA Aluno(a): Nº Ano: 6º Turma: Data: 23/06/16 Nota: Professor(a): Élida e Edvaldo Valor da Prova: 40 Pontos Orientações gerais: 1) Número de questões desta prova: 15 2)

Leia mais

PRINCÍPIOS DE CARTOGRAFÍA BÁSICA

PRINCÍPIOS DE CARTOGRAFÍA BÁSICA PRINCÍPIOS DE CARTOGRAFÍA BÁSICA VOLUME No. 1 (Capitulos 1 a 7) da Série PRINCÍPIOS DE CARTOGRAFÍA Editor Coordenador: Paul S. Anderson Incluindo Capítulos Traduzidos do Livro Maps, Distortion and Meaning

Leia mais

Professora: Rilvania Flôr.

Professora: Rilvania Flôr. Professora: Rilvania Flôr. Cartografia é a ciência de preparar cartas, mapas e planos para os mais variados fins, com diversos níveis de complexidade e informação, baseados em elementos científicos, técnicos

Leia mais

GABARITO - Lista de exercícios complementares 3 - CARTOGRAFIA

GABARITO - Lista de exercícios complementares 3 - CARTOGRAFIA GABARITO - Lista de exercícios complementares 3 - CARTOGRAFIA 1ºEM GEOGRAFIA FÍSICA LUIZ GUSTAVO PROFÃO 2º Bimestre Utilize o material de apoio, disponível no site, para fazer esses exercícios. Observação:

Leia mais

11/11/2013. Professor

11/11/2013. Professor UniSALESIANO Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium Curso de Engenharia Civil Disciplina: Topografia II Introdução à Geodésia Prof. Dr. André Luís Gamino Professor Definição: - Geodésia é a ciência

Leia mais

Modelos astronômicos

Modelos astronômicos Astronomia Modelos astronômicos Durante muitos séculos a ideia de que a Terra era o centro do universo foi aceita, esta teoria se baseava no movimento aparente do Sol. Esta teoria se chama Geocentrismo

Leia mais

Sistemas de Coordenadas

Sistemas de Coordenadas Sistemas de Coordenadas Um objeto geográfico qualquer, como uma cidade, a foz de um rio, ou o pico de uma montanha, somente poderá ser localizado se for possível descrevê-lo em relação a outros objetos

Leia mais

COLÉGIO MONJOLO QUIZ N / 1 BIMESTRE SILVANA GEOGRAFIA

COLÉGIO MONJOLO QUIZ N / 1 BIMESTRE SILVANA GEOGRAFIA COLÉGIO MONJOLO QUIZ N 01 2017 / 1 BIMESTRE SILVANA GEOGRAFIA Data da entrega: 28/04/2017. Aluno(a): 6º Ano 1-1-De acordo com desenho acima, Escreva qual é o Paralelo? e qual é o Meridiano? 2- Com base

Leia mais

NAVEGAÇÃO AÉREA MÓDULO 1

NAVEGAÇÃO AÉREA MÓDULO 1 NAVEGAÇÃO AÉREA MÓDULO 1 Professor: Fernando Procópio dos Santos www.aerocurso.com MÓDULO 01 Aula 02 - Sistema de Coordenadas - Latitude e Longitude - Escalas / Projeções / Mapas e Cartas Professor: Fernando

Leia mais

TOPOGRAFIA E ELEMENTOS DA GEODÉSIA AULA 1

TOPOGRAFIA E ELEMENTOS DA GEODÉSIA AULA 1 E ELEMENTOS DA GEODÉSIA AULA 1 IDENTIFICAÇÃO Disciplina: Topografia Semestre: 3º Créditos: 2.0.0.2.0 Carga Horária: 60 h Período Letivo: 2015/2 Docente Responsável: VINICIUS MELO NOGUEIRA SILVA Contato:

Leia mais

Características Básicas dos Mapas

Características Básicas dos Mapas Características Básicas dos Mapas Localização e Atributos Localização: dada por suas posições no espaço (coordenadas) bidimensional ou tridimensional. Atributos: qualidades ou magnitudes, ou variável temática,

Leia mais

GEOPROCESSAMENTO E MAPAS PROFESSOR CLAUDIO FRANCISCO GALDINO GEOGRAFIA

GEOPROCESSAMENTO E MAPAS PROFESSOR CLAUDIO FRANCISCO GALDINO GEOGRAFIA GEOPROCESSAMENTO E MAPAS PROFESSOR CLAUDIO FRANCISCO GALDINO GEOGRAFIA Representação Cartográficas É a representação da superfície terrestre por meio de mapas O Geoprocessamento permite analisar esses

Leia mais

Projeções Cartográficas. Profa. Ligia

Projeções Cartográficas. Profa. Ligia Projeções Cartográficas Profa. Ligia Introdução Como representar uma superfície curva em um plano? Projeção: estabelecimento de um método, segundo o qual, a cada ponto da superfície da Terra corresponda

Leia mais

Mapeamento do uso do solo

Mapeamento do uso do solo Multidisciplinar Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais Allan Arnesen Frederico T. Genofre Marcelo Pedroso Curtarelli CAPÍTULO 1 Conceitos básicos de cartografia e SIG 1. Introdução

Leia mais

html. Acesso em: 1 jun [Adaptado] Marque V para as afirmações verdadeiras e F para as afirmações falsas.

html. Acesso em: 1 jun [Adaptado] Marque V para as afirmações verdadeiras e F para as afirmações falsas. EXERCÍCIOS DE CARTOGRAFIA (GABARITO NO FINAL) 1. A escala é um dos atributos fundamentais de um mapa, pois estabelece a correspondência entre as distâncias representadas e as distâncias reais da superfície

Leia mais

GPS REPRESENTAÇÃO DA TERRA

GPS REPRESENTAÇÃO DA TERRA GPS REPRESENTAÇÃO DA TERRA Macedo, M.Sc. Poli, Brasil.. 2014 2/24 Qual a Forma da Durante muito tempo adotou-se a com a forma plana, onde em qualquer momento se chegaria ao fim do oceano, em um grande

Leia mais

Geografia Capítulo 2. Cartografia. Introdução

Geografia Capítulo 2. Cartografia. Introdução Geografia Capítulo 2 Cartografia Introdução Cartografia é a ciência voltada para o estudo da construção e interpretação de mapas. Nesta ciência estuda-se como representar uma área geográfica em uma superfície

Leia mais

TOPOGRAFIA MEDIDAS E REFERÊNCIAS: FORMA DA TERRA

TOPOGRAFIA MEDIDAS E REFERÊNCIAS: FORMA DA TERRA TOPOGRAFIA MEDIDAS E REFERÊNCIAS: FORMA DA TERRA Prof. Dr. Daniel Caetano 2014-1 Objetivos Conhecer as formas de representar a Terra Conhecer os erros envolvidos Conhecer algumas das referências usadas

Leia mais

A GEOMETRIA DO GLOBO TERRESTRE

A GEOMETRIA DO GLOBO TERRESTRE Sumário A GEOMETRIA DO GLOBO TERRESTRE Grupo de Pesquisa em Matemática para o Ensino Médio GPMatEM Prof Luciana Martino: lulismartino@gmail.com Prof Marcos: profmarcosjose@gmail.com Prof Maria Helena:

Leia mais

Ensino Médio TESTES ALFA TODAS GEOGRAFIA. 3. Em São Francisco, 120 W de GMT são 15:00h. Portanto, em São Paulo, 45 W de GMT, serão:

Ensino Médio TESTES ALFA TODAS GEOGRAFIA. 3. Em São Francisco, 120 W de GMT são 15:00h. Portanto, em São Paulo, 45 W de GMT, serão: Nome: Classe: Nº de Matrícula: Ensino Médio Disciplina: GEOGRAFIA Série: 1ª Bimestre: 1º Data: 15/03/2008 Prova: PE Área: TODAS Versão: ALFA TESTES 1. "Acontece quando a face visível da Lua não recebe

Leia mais

TOPOGRAFIA MEDIDAS E REFERÊNCIAS: FORMA DA TERRA

TOPOGRAFIA MEDIDAS E REFERÊNCIAS: FORMA DA TERRA TOPOGRAFIA MEDIDAS E REFERÊNCIAS: FORMA DA TERRA Prof. Dr. Daniel Caetano 2013-2 Objetivos Conhecer as formas de representar a Terra Conhecer os erros envolvidos Conhecer algumas das referências usadas

Leia mais

ATIVIDADES 8º ANO. MAGNOLI, Demétrio. Geografia para o Ensino Médio. 5ª ed. São Paulo: Atual, p.16.

ATIVIDADES 8º ANO. MAGNOLI, Demétrio. Geografia para o Ensino Médio. 5ª ed. São Paulo: Atual, p.16. 1) Leia o texto e assinale a alternativa correta: ATIVIDADES 8º ANO MAGNOLI, Demétrio. Geografia para o Ensino Médio. 5ª ed. São Paulo: Atual, 2008. p.16. Sobre a Projeção de Mercator, podemos afirmar

Leia mais

Geografia. Comunicação por Meio dos Mapas. Professor Luciano Teixeira.

Geografia. Comunicação por Meio dos Mapas. Professor Luciano Teixeira. Geografia Comunicação por Meio dos Mapas Professor Luciano Teixeira www.acasadoconcurseiro.com.br Geografia CARTOGRAFIA A Cartografia é um instrumento básico para a análise do espaço. Há muitos anos,

Leia mais

Hora Legal e Fuso Horário

Hora Legal e Fuso Horário Hora Legal e Fuso Horário { Colégio Salesiano São José Geografia - 8º ano FUSO HORÁRIO Relembrando: A Terra é dividida por linhas imaginárias chamadas de paralelos e meridianos. Latitude: é a distância

Leia mais

1. Introdução à Topografia

1. Introdução à Topografia Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas IFAM Campus Itacoatiara 1. Introdução à Topografia Professora Iane Barroncas Gomes Engenheira Florestal, M.Sc. Topografia é a ciência que

Leia mais

M A P A S G E O G R A F I A. Noções de Cartografia para estudantes do 6º Ano. Prof. José Gusmão Rodrigues

M A P A S G E O G R A F I A. Noções de Cartografia para estudantes do 6º Ano. Prof. José Gusmão Rodrigues M A P A S Noções de Cartografia para estudantes do 6º Ano G E O G R A F I A Prof. José Gusmão Rodrigues Clique com o mouse sobre o título desejado ou vá clicando enter para ver a apresentação completa

Leia mais

FORMA DA TERRA E SISTEMAS DE REFERÊNCIA

FORMA DA TERRA E SISTEMAS DE REFERÊNCIA FORMA DA TERRA E SISTEMAS DE REFERÊNCIA Prof. Luciene Delazari Grupo de Pesquisa em Cartografia e SIG da UFPR SIG aplicado ao Meio Ambiente 2011 Por que é preciso ter conhecimento a respeito de cartografia

Leia mais

Representação Cartográfica. Instituto Federal Santa Catarina Câmpus Joinville Unidade Curricular Geografia Professor Mauricio Ruiz Camara

Representação Cartográfica. Instituto Federal Santa Catarina Câmpus Joinville Unidade Curricular Geografia Professor Mauricio Ruiz Camara Representação Cartográfica Instituto Federal Santa Catarina Câmpus Joinville Unidade Curricular Geografia Professor Mauricio Ruiz Camara A representação de fenômenos sobre a Terra pode ser feita por várias

Leia mais

COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO

COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO PROFESSOR: DIVERSOS ALUNO(a) GABARITO: AV. PARCIAL 1ª ETAPA DISCIPLINA: FIS./GEO. COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO 53 ANOS DE HISTÓRIA ENSINO E DISCIPLINA Rua Frei Vidal, 1621 São João do Tauape/ Fone/Fax:

Leia mais

CARTOGRAFIA. Ciência e Arte. Constante avanço 4/3/2010 CARTOGRAFIA. Introdução e Sistema de Referência Locacional

CARTOGRAFIA. Ciência e Arte. Constante avanço 4/3/2010 CARTOGRAFIA. Introdução e Sistema de Referência Locacional CARTOGRAFIA CARTOGRAFIA Introdução e Sistema de Referência Locacional Prof. Ms. Mário Ramalho FATEC - JD Conjunto de estudos e operações científicas, artísticas e técnicas, baseado nos resultados de observações

Leia mais