expert PDF Trial SPED - Contábil e Fiscal Agosto 2014 Elaborado por: Ademir Macedo de Oliveira

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "expert PDF Trial SPED - Contábil e Fiscal Agosto 2014 Elaborado por: Ademir Macedo de Oliveira"

Transcrição

1 Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) ramal 1529 (núcleo de relacionamento) web: Rua Rosa e Silva, 60 Higienópolis São Paulo SP Presidente: Claudio Avelino Mac-Knight Filippi Gestão Palestra SPED - Contábil e Fiscal Elaborado por: Ademir Macedo de Oliveira A reprodução total ou parcial, bem como a reprodução de apostilas a partir desta obra intelectual, de qualquer forma ou por qualquer meio eletrônico ou mecânico, inclusive através de processos xerográficos, de fotocópias e de gravação, somente poderá ocorrer com a permissão expressa do seu Autor (Lei n. 9610) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS: É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DESTA APOSTILA, DE QUALQUER FORMA OU POR QUALQUER MEIO. CÓDIGO PENAL BRASILEIRO ARTIGO 184. Agosto 2014 O conteúdo desta apostila é de inteira responsabilidade do autor (a).

2 1 2 3 Conceito Livros Abrangidos 4 5 Certificação Digital 6 Obrigatoriedade 1

3 7 8 Guarda do arquivo digital 9 Outras Obrigações Acessórias Orientações Gerais 12 Duvidas frequentes 2

4 INTRODUÇÃO: Decreto: 6.022/2007, com alterações do Decreto nº 7.979, de 8 de abril de 2013 Resolução CFC no 1.299/2010: Aprova o Comunicado Técnico CT 04 que define as formalidades da escrituração contábil em forma digital para fins de atendimento ao Sistema Público de Escrituração Digital (SPED). Instrução Normativa RFB: 1420/2013, revogou a Instrução Normativa: 787/2007 CONCEITO: É a substituição da escrituração em papel pela Escrituração Contábil Digital - ECD, também chamada de SPED-Contábil. A Escrituração Contábil Digital (ECD) é parte integrante do projeto SPED e tem por objetivo a escrituração no formato digital, que corresponda na íntegra a obrigação acessória, dos seguintes livros: 3

5 LIVROS ABRANGIDOS: 1) Livro Diário e seus auxiliares 2) Livro Razão e seus auxiliares 3) Balancetes, Balanços e lançamentos comprobatórios neles transcritos. ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES: A escrituração contábil e a emissão de livros, relatórios, peças, análises, mapas, demonstrativos e demonstrações contábeis são de atribuição e responsabilidade exclusiva de profissional legalmente habilitado com registro ativo em Conselho Regional de Contabilidade e devem conter certificado e assinatura digital da Entidade e do Profissional de Contabilidade. 4

6 DISPOSIÇÕES da Instrução Normativa RFB nº 1.420, de 19 de dezembro de 2013 Ficam obrigadas a adotar a ECD, nos termos do art. 2º do Decreto nº 6.022, de 2007, em relação aos fatos contábeis ocorridos a partir de 1º de janeiro de 2014: I - as Pessoas Jurídicas sujeitas à tributação do Imposto sobre a Renda com base no Lucro Real; II - as Pessoas Jurídicas tributadas com base no Lucro Presumido, que distribuírem, a título de lucros, sem incidência do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (IRRF), parcela dos lucros ou dividendos superior ao valor da base de cálculo do Imposto, diminuída de todos os impostos e contribuições a que estiver sujeita; e III - as Pessoas Jurídicas Imunes e Isentas. COMPARTILHAMENTO DAS INFORMAÇÕES OU USUÁRIOS DO SPED I. As administrações tributárias dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, mediante convênio celebrado com a Secretaria da Receita Federal. II Os órgãos e as entidades da administração pública federal direta e indireta que tenham atribuição legal de regulação, normatização, controle e fiscalização dos Empresários e das Pessoas Jurídicas, inclusive Imunes ou Isentas. DECRETO 6022/2007, artigo 3º. 5

7 ORGÃOS MEMBROS USUÁRIOS DO SPED ACESSO Banco Central do Brasil Comissão de Valores Mobiliários (CVM) SIM SIM Conselho Federal de Contabilidade (CFC) ¹ Depto. de Registro Empresarial e Integração (DREI) ¹ Secretaria da Receita Federal (RFB) SIM Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) Secretarias de Estado da Fazenda ² Secretaria de Finanças das Capitais ² 1- Estes membros não têm acesso aos Livros Digitais por intermédio do Sped. 2- Dependem da assinatura de convênio para acesso aos Livros Digitais SIM SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DISTRITO FEDERAL ESTADOS MUNICÍPIOS Sped Fiscal Previsão Sped ISSQN 6

8 Fonte: Receita Federal do Brasil HISTÓRICO DE OBRIGATORIEDADE: REGRAS OBSERVÁVEIS Fatos contábeis a partir de 1º Instrução Normativa 1420/2013 Fatos contábeis ocorridos até Fatos contábeis a partir de 1º Fatos contábeis a partir de 1º Adoção da ECD, nos termos do art. 2º do Decreto nº 6.022/2007. Todas as Sociedades Empresárias tributadas pelo Lucro Real As Sociedades Empresárias sujeitas a acompanhamento econômicotributário diferenciado. 7

9 PENALIDADES COM RELAÇÃO AO DESCUMPRIMENTO DE APRESENTAÇÃO: Base Legal: Lei nº , de 24 de outubro de 2013 R$ 500,00 (quinhentos reais) por mês calendário ou fração R$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais) por mês-calendário ou fração R$ 500,00 (quinhentos reais) por mês calendário Obrigação Acessória cumprida com informações inexatas, incompletas ou omitidas Pessoas Jurídicas que estiverem em início de atividade ou que sejam Imunes ou Isentas ou que, na última declaração apresentada, tenham apurado Lucro Presumido ou pelo Simples Nacional. Relativamente às demais Pessoas Jurídicas PENALIDADES COM RELAÇÃO AO DESCUMPRIMENTO DE APRESENTAÇÃO: Base Legal: Lei nº , de 24 de outubro de 2013 Pelo não cumprimento à intimação da Secretaria da Receita Federal do Brasil para cumprir obrigação acessória ou para prestar esclarecimentos nos prazos estipulados. 3% (três por cento), não inferior a R$ 100,00 (cem reais), do valor das transações comerciais ou das operações financeiras, próprias da Pessoa Jurídica ou de terceiros em relação aos quais seja responsável tributário, no caso de informação omitida, inexata ou incompleta 8

10 FLUXO DE ESPECIFICAÇÕES DA OBRIGAÇÃO ACESSÓRIA: 1-Selecão do arquivo a ser gerado 6-Preenchimento do Requerimento de Autenticação no PVA. 7-Transmissão da Escrituração através do Receitanet Geração do arquivo digital, no formato especificado 3-Validação do arquivo no PVA. Programa Validador e Assinador EXEMPLO DE ARQUIVOS G 5-Pagamento da DARE- (SP) -Código: Assinatura digital, utilizando certificado de segurança mínima tipo A3 do responsável e contabilista 8- Captura poderá ser feita através do Receitanet-BX Recurso não muito utilizado Diário Geral R A Z Livro com Escrituração Resumida Livro Diário Auxiliar Razão Auxiliar B Livros de Balancetes Diários e Balanços Nota: A partir da versão 3.X e atualizações posteriores também será possível o preenchimento da ECD no próprio PVA do Sped Contábil, em virtude da funcionalidade de edição de campos. 9

11 BLOCOS IMPORTAÇÃO 10

12 ASSINATURA SELEÇÃO DO ASSINANTE 11

13 REQUERIMENTO DE AUTENTICAÇÃO REQUERIMENTO DE AUTENTICAÇÃO 12

14 TRANSMISSÃO CONSULTA DA SITUAÇÃO DO ARQUIVO TRANSMITIDO 13

15 PRODUÇÃO DE RELATÓRIOS SITUAÇÕES DE ANÁLISE A análise, pela Junta Comercial, pode gerar 03( três) situações: 1. Autenticação do livro 2. Indeferimento 3. Sob exigência Observações: O arquivo não poderá exceder o tamanho de 1 GB. Caso contrário, será necessário gerar arquivos fracionados, equivalentes às movimentações mensais da empresa. Não é necessário realizar novo pagamento de DARE se a exigência for cumprida no período de 30 dias. É possível segregar períodos no exercício para mais de um profissional de contabilidade. 14

16 EMPRESA SEM NIRE REGISTROS DA CONSTITUIÇÃO DA EMPRESA Numero de Inscrição do Registro Empresarial Junta Comercial do Estado CNPJ-Cadastro Nacional das Pessoas Jurídicas Auto de Licença ou Alvará de Funcionamento IE Inscrição Estadual Empresas sem NIRE Campo 13 Indicador de Existência de NIRE: 0 (Empresa não possui NIRE) Receita Federal do Brasil Previdência Social Prefeitura do Município e outros Órgãos Secretaria de Estado dos Negócios da Fazenda Cartório de Registro de Pessoas Jurídicas Não são registrados nas Juntas Comercias, mas são transmitidos via Sped a partir do ano-calendário DESENVOLVIMENTO OPERACIONAL DA ESCRITURAÇÃO É disponibilizado, somente o leiaute de que trata a Instrução Normativa RFB nº 1.420/2013. O desenvolvimento e o custo de geração são por conta do contribuinte, a partir da utilização de sistema das informações, adquirido. (Instrução Normativa RFB nº 1.420/2013) 15

17 COMPROVAÇÃO DOCUMENTAL NOS CASOS DE LICITAÇÕES DO BALANÇO PATRIMONIAL E DEMOSNTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO Para os casos de comprovação, as assinaturas do Sped Contábil aparecem no registro J930 (Termo de Encerramento), que pode ser visualizado e impresso no próprio PVA do Sped Contábil). O Balanço Patrimonial e a DRE são obrigatórios somente no mês do encerramento do exercício. Não deve informar o registro J005 nos meses em que o balanço patrimonial e a DRE não serão informados. O preenchimento do registro J005 obriga o preenchimento dos registros J100 (balanço patrimonial) e J150 (DRE). Aplica-se nos casos em que a transmissão dos arquivos são mensais, o que é permitido. GUARDA DO ARQUIVO DIGITAL Pelo Contribuinte: As mesmas regras já previstas na Legislação, que trata da prescrição do crédito tributário. Artigo 174 do Código Tributário Nacional Medida Provisória nº , de 24 de agosto de

18 GUARDA DO ARQUIVO DIGITAL O ambiente nacional do SPED, manterá o registro dos eventos de acesso, pelo prazo de 6 (seis) anos, contendo, no mínimo: Identificação do usuário. Autoridade certificadora emissora do certificado digital; Número de série do certificado digital; Data e a hora da operação Tipo da operação realizada EXIGENCIA DO FISCO DE FORMA REGIONALIZADA O Coordenador-Geral do Sistema de Fiscalização ou os titulares das projeções regionais ou sub-regionais, mediante intimação escrita, poderão exigir a apresentação de outros arquivos magnéticos que contenham registros de fatos ou atos compreendidos no período citado na intimação, cujo termo inicial não poderá ser anterior à data da ciência da pessoa jurídica. MP. nº /2001, art

19 ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL (ECF) CENÁRIO ATÉ 2013 NEUTRALIDADE FISCAL Instrução Normativa No de As alterações introduzidas pelas Leis: 11638/2007 e 11941/2009 que modificarem o critério de reconhecimento de receitas, custos e despesas computadas na apuração do lucro líquido do exercício, antes definidos no artigo 191 da Lei nº 6.404/1976 não surtirão efeitos para fins de apuração do lucro real e da base de cálculo da CSLL. da pessoa jurídica sujeita ao RTT, (Regime Transitório de Tributação) devendo ser considerados, para efeitos fiscais, os métodos e critérios contábeis vigentes em RECEITAS CUSTOS DESPESAS CONTAS DE RESULTADOS 18

20 CENÁRIO A PARTIR DE 2014 A ECF-Escrituração Contábil Fiscal é a Escrituração no formato digital com rastreabilidade das informações contábeis e fiscais para apuração do IRPJ. (Imposto de Renda) e CSLL. (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido) para as pessoas jurídicas sujeitas à apuração do Imposto sobre a Renda pelo Regime do Lucro Real, Lucro Presumido ou Lucro Arbitrado, e também para as Pessoas Jurídicas imunes e isentas, a partir do anocalendário de 2014, com prazo de apresentação, previsto para Julho de OBRIGATORIEDADE Todas as Pessoas Jurídicas, inclusive as equiparadas, deverão apresentar a Escrituração Contábil Fiscal (ECF) de forma centralizada pela matriz. 19

21 PESSOAS JURÍDICAS DESOBRIGADAS I.As Pessoas Jurídicas optantes pelo Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Simples Nacional), de que trata a Lei Complementar 123 de II.Órgãos Públicos, Autarquias e Fundações públicas III.As Pessoas Jurídicas Inativas que não tenham efetuado no ano-calendário: Atividade Operacional Atividades classificadas como Outras Receitas Atividade Patrimonial ou Financeira Aplicação no mercado financeiro ou de capitais ITENS IMPORTANTES A OBSERVAR 1 Plano de contas contábil e saldos das contas, para pessoas jurídicas obrigadas a entregar a Escrituração Contábil Digital (ECD) relativa ao mesmo período da E.C.F. (Escrituração Contábil Fiscal). 2 Detalhamento: Dos ajustes necessários, a partir do lucro líquido contábil de valores que comporão a base de cálculo para o Lucro Real. 20

22 ITENS IMPORTANTES A OBSERVAR 3 Registros de controle de todos os valores a excluir, adicionar ou compensar em exercícios subsequentes, inclusive prejuízo fiscal e base de cálculo negativa da CSLL. 4 Registros, lançamentos e ajustes que forem necessários para a observância de preceitos da lei tributária relativos à determinação do lucro real, quando não devam, por sua natureza exclusivamente fiscal, constar da escrituração comercial, ou sejam diferentes dos lançamentos da escrituração. ITENS IMPORTANTES A OBSERVAR 5 Revisão dos conceitos e critérios do plano de contas e centros de custos. 6 Mapeamento das fichas da DIPJ geradas atualmente versus impacto da ECF. 7 A Pessoa Jurídica deverá informar, na ECF, todas as operações que influenciem na composição da base de cálculo e os tributos apurados. 8 Auditar preventivamente o conteúdo das informações para envio ao Fisco ( compliance). 21

23 DIRETRIZ PARA CUMPRIMENTO DA OBRIGAÇÃO Por meio do Manual de Orientação, aprovado pelo Ato Declaratório Executivo 98 de é possível verificar: ITEM DESCRIÇÃO 01 Informações de leiaute do arquivo de importação 02 Regras de validação aplicáveis aos campos, registros e arquivos 03 Tabelas de códigos utilizadas e regras de retificação da Escrituração Contábil Fiscal. PRAZOS E PENALIDADES A ECF (Escrituração Contábil Fiscal), será transmitida ao Sistema Público de Escrituração Digital até o ultimo dia útil do mês de julho do ano seguinte ao ano calendário, por meio de certificado digital válido. Penalidades: As multas são escalonadas, com o valor mínimo de 500,00 (quinhentos reais). 22

24 O QUE MUDA A PARTIR DE 2014 As pessoas jurídicas ficam dispensadas, em relação aos fatos ocorridos a partir de Janeiro de 2014: 1. Escrituração do Livro de Apuração do Lucro Real (Lalur). 2. Apresentação da Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ). REFERENCIAS LEGAIS Lei /2014 Decreto 7.979/2013 Instrução Normativa RFB: 1.420/2013 Instrução Normativa RFB /2013 Ato Declaratório Executivo da Coordenação Geral de Fiscalização 98/2013 Lei /2013 Resolução CFC no 1.299/2010 Decreto 6.022/2007 Medida Provisória /2001 Lei 5.172/1996 Denominado Código Tributário Nacional 23

25 24

expert PDF Trial SPED - Escrituração Contábil Digital Elaborado por: Ademir Macedo de Oliveira

expert PDF Trial SPED - Escrituração Contábil Digital Elaborado por: Ademir Macedo de Oliveira Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400 - ramal 1529 (núcleo de relacionamento) Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva, 60 Higienópolis

Leia mais

ECF (Escrituração Contábil Fiscal)

ECF (Escrituração Contábil Fiscal) ECF (Escrituração Contábil Fiscal) ECD (Escrituração Contábil Digital) Regras Novas 2014 Maria Ilene Imlau Winter Informações Gerais Obrigatoriedade (inclusive Lucro Presumido, Imunes e Isentas) Obrigações

Leia mais

Escrituração Contábil Digital X Escrituração Contábil Fiscal DIPJ E LALUR

Escrituração Contábil Digital X Escrituração Contábil Fiscal DIPJ E LALUR Escrituração Contábil Digital X Escrituração Contábil Fiscal DIPJ E LALUR O ano corrente promete muitas novidades na área de atuação da contabilidade, umas que vêm incrementar o trabalho dos profissionais,

Leia mais

Maio/2017. MAPA ETÉCNICO FISCAL - facebook/mapaetecnicofiscal

Maio/2017. MAPA ETÉCNICO FISCAL  - facebook/mapaetecnicofiscal Maio/2017 Lei 11.638 28/12/07 CPC Lei 11.941 28/05/09 RTT IN RFB IN RFB LEI IN RFB 1.397 1.422 12.973 1.700 17/09/13 20/12/13 14/05/14 14/03/17 RTT ECF FIM RTT Lei 12.973/15 A Escrituração Contábil Fiscal

Leia mais

ANO XXIII ª SEMANA DE JUNHO DE 2012 BOLETIM INFORMARE Nº 23/2012 ASSUNTOS CONTÁBEIS IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA

ANO XXIII ª SEMANA DE JUNHO DE 2012 BOLETIM INFORMARE Nº 23/2012 ASSUNTOS CONTÁBEIS IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA ANO XXIII - 2012-1ª SEMANA DE JUNHO DE 2012 BOLETIM INFORMARE Nº 23/2012 ASSUNTOS CONTÁBEIS ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL DIGITAL - ECD - NORMAS GERAIS Introdução - Obrigatoriedade de Adoção da ECD - Sociedades

Leia mais

Emenda Constitucional nº. 42 (19/03/2003)

Emenda Constitucional nº. 42 (19/03/2003) EVOLUÇÃO Emenda Constitucional nº. 42 (19/03/2003) Art. 37 da Constituição Federal... XXII as administrações tributárias da União dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios,... e autuarão de forma

Leia mais

PAUTA DA ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL (ECF)

PAUTA DA ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL (ECF) PAUTA DA ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL (ECF) O que é ECF? Escrituração Contábil Fiscal - (ECF) é uma obrigação imposta às Pessoas Jurídicas estabelecidas no Brasil exigidas pela RFB que substituiu a Declaração

Leia mais

Em termos práticos, no Programa Validador e Assinador da entrada de dados do FCONT, devem ser informados os lançamentos que:

Em termos práticos, no Programa Validador e Assinador da entrada de dados do FCONT, devem ser informados os lançamentos que: FCONT Calendário 2010 1 Introdução Conforme disciplina da Instrução Normativa RFB nº 949/09, O FCONT é uma escrituração das contas patrimoniais e de resultado, em partidas dobradas, que considera os métodos

Leia mais

Palestra. Escrituração Contábil Digital - ECD. Maio/2016. Elaborado por: JANEIRO/

Palestra. Escrituração Contábil Digital - ECD. Maio/2016. Elaborado por: JANEIRO/ Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400 opções 2 ou 3 (núcleo de relacionamento) Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva, 60 Higienópolis

Leia mais

Escrituração Contábil Fiscal Destaques MP 627/03

Escrituração Contábil Fiscal Destaques MP 627/03 www.pwc.com Câmara Técnica de Contabilidade e Finanças - Aesbe Escrituração Contábil Fiscal Destaques MP 627/03 Maio de 2014 Índice ECF Escrituração Contábil Fiscal Sugestão de mudança Alguns comentários

Leia mais

Legislação e regras da ECF

Legislação e regras da ECF ECF Legislação e regras da ECF Definição ECF Escrituração Contábil Fiscal (novo nome da EFD-IRPJ) de acordo com o disposto na Instrução Normativa RFB nº 1.422, de 19 de dezembro de 2013 DOU 20.12.2013.

Leia mais

CÂMARA JAPONESA. Escrituração Contábil Fiscal (ECF IRPJ) Ricardo Bonfá Novembro 2014

CÂMARA JAPONESA. Escrituração Contábil Fiscal (ECF IRPJ) Ricardo Bonfá Novembro 2014 CÂMARA JAPONESA Escrituração Contábil Fiscal (ECF IRPJ) Ricardo Bonfá rjesus@kpmg.com.br Novembro 2014 Conteúdo Conteúdo O que é a ECF? 4 Fontes de informação 8 Desafios 9 Penalidades 11 2 O que é a ECF?

Leia mais

FCONT- Controle Fiscal Contábil de Escrituração. Controladoria 2 CTB/ATF Novembro de 2009

FCONT- Controle Fiscal Contábil de Escrituração. Controladoria 2 CTB/ATF Novembro de 2009 1 FCONT- Controle Fiscal Contábil de Escrituração Controladoria 2 CTB/ATF Novembro de 2009 2 FCONT- Controle Fiscal Contábil de Transição ÍNDICE I) Regime Tributário de Transição - RTT II) FCONT Controle

Leia mais

FCONT - CONTROLE FISCAL CONTÁBIL DE TRANSIÇÃO

FCONT - CONTROLE FISCAL CONTÁBIL DE TRANSIÇÃO 0t 1 FCONT - CONTROLE FISCAL CONTÁBIL DE TRANSIÇÃO Rua Dom Aguirre, 576. BL II 2º andar Jd. Marajoara CEP: 04671390 - São Paulo SP www.sondaprocwork.com.br 2 Segue informações sobre legislação e serviços

Leia mais

Escrituração Contábil Fiscal (ECF)

Escrituração Contábil Fiscal (ECF) Escrituração Contábil Fiscal (ECF) Introdução A Escrituração Contábil Fiscal (ECF) substitui a Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ), a partir do ano-calendário 2014, com

Leia mais

11941 Adequação Microsiga FCONT Livro Digital Fiscal Contábil de Transição

11941 Adequação Microsiga FCONT Livro Digital Fiscal Contábil de Transição 11941 Adequação Microsiga FCONT Livro Digital Fiscal Contábil de Transição Ambiente : Controladoria Data da publicação : 03/11/2009 Países : Brasil A TOTVS S.A., na condição de desenvolvedora e provedora

Leia mais

ANO XXV ª SEMANA DE MAIO DE 2014 BOLETIM INFORMARE Nº 18/2014

ANO XXV ª SEMANA DE MAIO DE 2014 BOLETIM INFORMARE Nº 18/2014 ANO XXV - 2014-1ª SEMANA DE MAIO DE 2014 BOLETIM INFORMARE Nº 18/2014 IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA DIPJ 2014 - PESSOAS JURÍDICAS E EQUIPARADAS - DISPOSIÇÕES GERAIS... Pág. 276 SIMPLES NACIONAL DASN-SIMEI

Leia mais

SPED Contábil na Prática Escrituração Contábil Digital

SPED Contábil na Prática Escrituração Contábil Digital SPED Contábil na Prática Escrituração Contábil Digital Fortaleza-CE Prof. Marcos Lima Marcos Lima e Prof. Marcos Lima Marcos Lima Contador (graduado pela UECE) Especialista em Auditoria (UNIFOR) Mestrando

Leia mais

Painel Escrituração Contábil Fiscal 2015 (Ano-Calendário 2014) Junho de 2015

Painel Escrituração Contábil Fiscal 2015 (Ano-Calendário 2014) Junho de 2015 Painel Escrituração Contábil Fiscal 2015 (Ano-Calendário 2014) Junho de 2015 Agenda 1 Quem está com você hoje 2 Informações Gerais sobre a ECF 3 Escrituração Contábil Fiscal (ECF) Blocos e Registros 1

Leia mais

Manual de geração do Arquivo para o Sped ECF Escrituração Contábil Fiscal. Introdução

Manual de geração do Arquivo para o Sped ECF Escrituração Contábil Fiscal. Introdução Manual de geração do Arquivo para o Sped ECF Escrituração Contábil Fiscal Introdução A Escrituração Contábil Fiscal (ECF) substitui a Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ),

Leia mais

Terceiro Setor. Apresentação da ECF

Terceiro Setor. Apresentação da ECF Terceiro Setor e Apresentação da ECF 1 PALESTRANTES Marcone Hahan de Souza, contador, mestre em Economia, com ênfase em Controladoria, professor universitário e membro da Comissão de Estudos do Terceiro

Leia mais

Quarta do Conhecimento ECF Alterações para 2017 e Pontos de Atenção no Preenchimento Marcia Ramos

Quarta do Conhecimento ECF Alterações para 2017 e Pontos de Atenção no Preenchimento Marcia Ramos Quarta do Conhecimento ECF Alterações para 2017 e Pontos de Atenção no Preenchimento Marcia Ramos Obrigatoriedade Todas as pessoas jurídicas, exceto optantes pelo SIMPLES NACIONAL, orgãos públicos e pessoas

Leia mais

Márcio Tonelli ECD e ECF LIÇÕES DE 2015 EXPECTATIVAS PARA 2016

Márcio Tonelli ECD e ECF LIÇÕES DE 2015 EXPECTATIVAS PARA 2016 Márcio Tonelli tt.consultoria.sped@gmail.com ECD e ECF LIÇÕES DE 2015 EXPECTATIVAS PARA 2016 NÚMEROS QUE IMPRESSIONAM Quantidade de versões de produção: Com alteração do número da versão: 13 Sem alteração

Leia mais

Palestra: SPED ECF- Escrita Contábil Fiscal Regulamentada pela:

Palestra: SPED ECF- Escrita Contábil Fiscal Regulamentada pela: Página 1 Palestra: SPED ECF- Escrita Contábil Fiscal Regulamentada pela: Instrução Normativa RECEITA FEDERAL DO BRASIL - RFB nº 1.353 de 30.04.2013 Instrução Normativa RECEITA FEDERAL DO BRASIL - RFB nº

Leia mais

Objetivos e Módulos do SPED. Dulcineia L. D. Santos

Objetivos e Módulos do SPED. Dulcineia L. D. Santos Objetivos e Módulos do SPED Dulcineia L. D. Santos Sistema Público de Escrituração Digital SPED Decreto n. 6.022, de 22/01/2007 Objetivos do SPED: unificar as atividades de recepção, validação, armazenamento

Leia mais

ECF Lucro Presumido Regras Gerais. 1. Instrução Normativa RFB nº 1.422/ Eventos Especiais Blocos do Arquivo...

ECF Lucro Presumido Regras Gerais. 1. Instrução Normativa RFB nº 1.422/ Eventos Especiais Blocos do Arquivo... ECF Lucro Presumido Regras Gerais 1. Instrução Normativa RFB nº 1.422/2013... 2 2. Eventos Especiais... 5 3. Blocos do Arquivo... 7 4. Importação da ECF e Recuperação da ECD... 8 5. Registros do Lucro

Leia mais

Diário Oficial da União Seção 1 - Nº 81, sexta-feira, 29 de abril de 2011 MINISTERIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL

Diário Oficial da União Seção 1 - Nº 81, sexta-feira, 29 de abril de 2011 MINISTERIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Diário Oficial da União Seção 1 - Nº 81, sexta-feira, 29 de abril de 2011 MINISTERIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1149 DE 28 DE ABRIL DE 2011 Aprova o programa

Leia mais

ANO XXV ª SEMANA DE OUTUBRO DE 2014 BOLETIM INFORMARE Nº 41/2014

ANO XXV ª SEMANA DE OUTUBRO DE 2014 BOLETIM INFORMARE Nº 41/2014 ANO XXV - 2014-2ª SEMANA DE OUTUBRO DE 2014 BOLETIM INFORMARE Nº 41/2014 IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA CONTROLE FISCAL CONTÁBIL DE TRANSIÇÃO (FCONT) - NORMAS GERAIS... Pág.573 REGIME TRIBUTÁRIO DE TRANSIÇÃO

Leia mais

SPED Um ano de grandes mudanças

SPED Um ano de grandes mudanças SPED 2016 - Um ano de grandes mudanças Palestra: ECD/ECF: UM PROJETO SOB PRESSÃO Vera Lúcia Gomes Abril 2016 1 Pauta Principais mudanças para 2016 Dados recuperados e não recuperados Demonstrações contábeis

Leia mais

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM COMUNICADO FDE / DRA Nº 001/2017 OBRIGAÇÕES FISCAIS E SOCIAIS DA APM 2 0 1 7 Página 1 de 9 O objetivo deste texto é informar aos dirigentes das Associações de Pais e Mestres APMs de Escolas Estaduais conveniadas

Leia mais

ECF Obrigatoriedade, prazo e multas

ECF Obrigatoriedade, prazo e multas ECF Obrigatoriedade, prazo e multas 4 de abril de 2016 Escrituração Contábil Fiscal (ECF) substitui a DIPJ desde 2015 A ECF referente ao ano-calendário 2015 deve ser entregue até 30 de junho de 2016. A

Leia mais

CIRCULAR Nº 13/2012. Ref.: SISCOSERV Informações de transações efetuadas por residentes no Brasil e no exterior. São Paulo, 12 de setembro de 2012.

CIRCULAR Nº 13/2012. Ref.: SISCOSERV Informações de transações efetuadas por residentes no Brasil e no exterior. São Paulo, 12 de setembro de 2012. São Paulo, 12 de setembro de 2012. CIRCULAR Nº 13/2012 Prezado Cliente, Ref.: SISCOSERV Informações de transações efetuadas por residentes no Brasil e no exterior A Lei nº 12.546/2011 instituiu a obrigação

Leia mais

Sped Contábil, o novo paradigma

Sped Contábil, o novo paradigma Painel Sped Contábil, o novo paradigma Maristela Girotto O Sistema Público de Escrituração Digital Sped Contábil foi lançado no dia 7 de maio, no auditório do Conselho Federal de Contabilidade. A solenidade

Leia mais

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM COMUNICADO FDE / DRA Nº 001/2016 OBRIGAÇÕES FISCAIS E SOCIAIS DA APM 2 0 1 6 Página 1 de 9 O objetivo deste texto é informar aos dirigentes das Associações de Pais e Mestres APMs de Escolas Estaduais conveniadas

Leia mais

expert PDF Trial DIRF Regras para Preenchimento Elaborado por: Ademir Macedo de Oliveira

expert PDF Trial DIRF Regras para Preenchimento Elaborado por: Ademir Macedo de Oliveira Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400 - ramal 1529 (núcleo de relacionamento) Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva, 60 Higienópolis

Leia mais

OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS NAS COOPERATIVAS. Nádia Emer Grasselli

OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS NAS COOPERATIVAS. Nádia Emer Grasselli OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS NAS COOPERATIVAS Nádia Emer Grasselli Conteúdo CRUZAMENTOS/OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS OBRIGAÇÃO TRIBUTÁRIA Denomina-se "obrigação tributária" o dever de fazer de um contribuinte, responsável

Leia mais

I ENCONTRO DAS ÁGUAS. 13 a 15 de maio de Campo Grande MS. Realização: SINTERCON. Painel : Gestão Financeira e Tributária

I ENCONTRO DAS ÁGUAS. 13 a 15 de maio de Campo Grande MS. Realização: SINTERCON. Painel : Gestão Financeira e Tributária I ENCONTRO DAS ÁGUAS 13 a 15 de maio de 2009 - Campo Grande MS Realização: SINTERCON Painel : Gestão Financeira e Tributária Título da Palestra: SPED - Sistema Público de Escrituração Digital Palestrante:

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 76 75 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 72 - Data 24 de maio de 2016 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS PRESTADORES DE SERVIÇOS DA FIFA. APRESENTAÇÃO

Leia mais

Cape contabilidade DCTF

Cape contabilidade DCTF DCTF (Fatos geradores ocorridos a partir de 2011) 1. O QUE DEVE SER DECLARADO Através da Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF), o contribuinte prestará informações relativas aos

Leia mais

SPED Um ano de grandes mudanças

SPED Um ano de grandes mudanças SPED 2016 - Um ano de grandes mudanças Palestra: ECD/ECF: Um projeto sob pressão Vera Lúcia Gomes Março 2016 1 Pauta Principais mudanças para 2016 Dados recuperados e não recuperados Demonstrações contábeis

Leia mais

Guia de Instruções ECF. Guia de Instruções ECF

Guia de Instruções ECF. Guia de Instruções ECF Guia de Instruções 1 Conteúdo Apresentação... 3 Instruções para... 4 1. Importação da e Recuperação da ECD... 4 2. Recuperação da ECD sem mapeamento para o Plano Referencial... 4 3. Recuperação da ECD

Leia mais

13/06/2016 SPED ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL NOVIDADES Prof. Fellipe Guerra Ceará, 10 de Junho de 2016.

13/06/2016 SPED ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL NOVIDADES Prof. Fellipe Guerra Ceará, 10 de Junho de 2016. SPED ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL NOVIDADES 2016 Prof. Fellipe Guerra Ceará, 10 de Junho de 2016. 1 2 3 1.218.088 CONTABILIDADE NO BRASIL Lei 6.404/1976 Lei 12.973/2014 Decreto Lei 1.598/1977 Lei 11.941/2009

Leia mais

Leiaute ECD x Sistema Office

Leiaute ECD x Sistema Office Leiaute ECD x Sistema Office Índice 1. BLOCO 0: ABERTURA DO ARQUIVO DIGITAL E IDENTIFICAÇÃO DO EMPRESÁRIO OU DA SOCIEDADE EMPRESÁRIA... 1 Registro 0000: Abertura do Arquivo Digital e Identificação do Empresário

Leia mais

SOFOLHA SOLUÇÕES CORPORATIVAS CONSULTORIA TRIBUTÁRIA. Projeto SPED x SFFISCAL Lucro Presumido

SOFOLHA SOLUÇÕES CORPORATIVAS CONSULTORIA TRIBUTÁRIA. Projeto SPED x SFFISCAL Lucro Presumido Projeto SPED x SFFISCAL Lucro Presumido Legislação Conforme instituído pela Instrução Normativa RFB nº 1.052, de 5 de julho de 2010, sujeitam à obrigatoriedade de geração de arquivo da Escrituração Fiscal

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ. Sped Contábil

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ. Sped Contábil Sped Contábil 1. Quais os livros abrangidos? Podem ser incluídos todos os livros da escrituração contábil, em suas diversas formas. O diário e o razão são, para o Sped Contábil, um livro digital único.

Leia mais

ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL ECF

ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL ECF Instrutor: Márcio Tonelli tt.consultoria.sped@gmail.com 2 Informações Fiscais - Processo Tradicional. DOCUMENTO ESCRITURAÇÃO DECLARAÇÃO INTERPRETAÇÃO DO DOCUMENTO S FISCO

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos Comparativo DIJP 2013 X DIPJ 2014

Orientações Consultoria de Segmentos Comparativo DIJP 2013 X DIPJ 2014 Comparativo DIJP 2013 X DIPJ 2014 26/05/2014 Título do documento Sumário 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 3.1 Alterações DIPJ 2014... 4 3.2 Comparativo

Leia mais

Prosoft Auditor Fiscal Versão 6.0

Prosoft Auditor Fiscal Versão 6.0 Prosoft Auditor Fiscal Versão 6.0 Nova Versão do Prosoft Auditor Fiscal Sabemos da importância que o usuário dá para recursos que sejam simples de utilizar e que permitam atingir os objetivos com comodidade

Leia mais

Entidades de Fiscalização do Exercício das Profissões Liberais CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE

Entidades de Fiscalização do Exercício das Profissões Liberais CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE Entidades de Fiscalização do Exercício das Profissões Liberais CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE Resolução CFC nº 1.020/05 Aprova a NBC T 2.8 Das Formalidades da Escrituração Contábil em Forma Eletrônica

Leia mais

LEI Nº /2014. Convergência Tributária Às Normas Internacionais de Contabilidade. Edson Pimentel

LEI Nº /2014. Convergência Tributária Às Normas Internacionais de Contabilidade. Edson Pimentel LEI Nº 12.973/2014 Convergência Tributária Às Normas Internacionais de Contabilidade Edson Pimentel 1 SUMÁRIO Contexto e Breve Histórico Distribuição de Dividendos e JCP Adoção Inicial Conceito de Receita

Leia mais

SPED - Sistema Público de Escrituração Digital - Bases..

SPED - Sistema Público de Escrituração Digital - Bases.. SPED - Sistema Público de Escrituração Digital - Bases.. A Emenda Constitucional nº 42/2003 introduziu o inciso XXII ao artigo 37 da Constituição Federal, que determina que as administrações tributárias

Leia mais

ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL DIGITAL

ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL DIGITAL CERTIFICAÇÃO DIGITAL Os livros Diário e Razão emitidos de forma eletrônica deverão ser assinados por no mínimo dois signatários: - pelo contabilista legalmente habilitado; - e pela(s) pessoa(s) física(s)

Leia mais

Instrução Normativa nº 1.397/13: normas a serem observadas pelas pessoas jurídicas sujeitas ao Regime Tributário de Transição.

Instrução Normativa nº 1.397/13: normas a serem observadas pelas pessoas jurídicas sujeitas ao Regime Tributário de Transição. Tributário Instrução Normativa nº 1.397/13: normas a serem observadas pelas pessoas jurídicas sujeitas ao Regime Tributário de Transição. Luciana I. Lira Aguiar * Foi publicada em 17 de setembro de 2013

Leia mais

Índice (selecione a pergunta para ser direcionado a resposta)

Índice (selecione a pergunta para ser direcionado a resposta) 1 Índice (selecione a pergunta para ser direcionado a resposta) 1. O que é a Escrituração Contábil Digital (ECD)?... 5 2. Quais as principais novidades da ECD para este ano de 2016?... 5 3. Quem são os

Leia mais

FCONT. Geração do Arquivo

FCONT. Geração do Arquivo 1 FCONT Geração do Arquivo 2 Sumário 1. Geração do arquivo FCONT:... 3 1.1. Blocos do arquivo de importação do FCONT:... 3 1.2. Descrição das informações referentes aos registros:... 3 1.3. Exemplo de

Leia mais

SPED Contábil - Versão 3.1.9

SPED Contábil - Versão 3.1.9 SPED Contábil - Versão 3.1.9 A Escrituração Contábil Digital (ECD) é parte integrante do projeto SPED e tem por objetivo a substituição da escrituração em papel pela escrituração transmitida via arquivo,

Leia mais

Escrituração Contábil Fiscal - ECF

Escrituração Contábil Fiscal - ECF EMPRESAS LUCRO REAL As empresas que são tributadas pelo Lucro Real, pagam o IRPJ e a CSLL com base no lucro obtido em sua contabilidade, ajustado de receitas e despesas que não devem ser consideradas,

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Escrituração Contábil Fiscal ECF Registros M300 e M350 e-lalur / e-lacs

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Escrituração Contábil Fiscal ECF Registros M300 e M350 e-lalur / e-lacs Escrituração Registros M300 e M350 e-lalur / e-lacs 05/05/2016 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Consequências

Leia mais

Cape contabilidade DIPJ

Cape contabilidade DIPJ DIPJ 1. PESSOAS JURÍDICAS OBRIGADAS À ENTREGA DA DIPJ Deverão apresentar a DIPJ, anualmente, de forma centralizada pela matriz: a) todas as pessoas jurídicas, inclusive as equiparadas; b) as entidades

Leia mais

Sumário. 1. Introdução... 2. 2. Instrução Normativa RFB nº 1.420/2013... 3. 3. Livros Abrangidos pelo Sped Contábil... 7

Sumário. 1. Introdução... 2. 2. Instrução Normativa RFB nº 1.420/2013... 3. 3. Livros Abrangidos pelo Sped Contábil... 7 Sumário 1. Introdução... 2 2. Instrução Normativa RFB nº 1.420/2013... 3 3. Livros Abrangidos pelo Sped Contábil... 7 4. Entidades imunes e isentas... 7 5. Regras de Convivência entre os Livros Abrangidos

Leia mais

EFD-Reinf 29/06/2016. Apresentação. I -O que é o EFD-Reinf

EFD-Reinf 29/06/2016. Apresentação. I -O que é o EFD-Reinf EFD-Reinf Escrituração Fiscal Digital das Retenções e Informações da Contribuição Previdenciária Substituída O que vem por ai??? Danilo Lollio Estaapresentaçãoé de propriedade da Wolters Kluwer Prosoft.

Leia mais

ANO XXVII ª SEMANA DE JUNHO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 26/2016

ANO XXVII ª SEMANA DE JUNHO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 26/2016 ANO XXVII - 2016-4ª SEMANA DE JUNHO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 26/2016 IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA DECLARAÇÃO SOBRE A OPÇÃO DE TRIBUTAÇÃO DE PLANOS PREVIDENCIÁRIOS DPREV 2016 INFORMAÇÕES GERAIS...

Leia mais

Demonstrações Contábeis, requerimentos e termos da ECD. Luiz Campos

Demonstrações Contábeis, requerimentos e termos da ECD. Luiz Campos Demonstrações Contábeis, requerimentos e termos da ECD Luiz Campos 1 Conteúdo Revisão Estrutura SPED Contábil e funcionalidades do sistema Autenticação e Substituição da ECD Termos de Abertura e Encerramento

Leia mais

FORTES FISCAL ECONTÁBIL ECF LUCRO PRESUMIDO

FORTES FISCAL ECONTÁBIL ECF LUCRO PRESUMIDO FORTES FISCAL ECONTÁBIL ECF LUCRO PRESUMIDO Esse manual tem o objetivo de demonstrar como será realizada a geração da ECF de uma empresa optante pelo Lucro presumido no Fortes Fiscal. O que é a ECF? A

Leia mais

expert PDF Trial ECF - Escrituração Contábil Fiscal do Imposto de Renda Setembro 2014 Elaborado por: Sérgio Roberto da Silva

expert PDF Trial ECF - Escrituração Contábil Fiscal do Imposto de Renda Setembro 2014 Elaborado por: Sérgio Roberto da Silva Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400 - ramal 1529 (núcleo de relacionamento) Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva, 60 Higienópolis

Leia mais

Instrução Normativa RFB nº 1.252, de 1º de março de 2012

Instrução Normativa RFB nº 1.252, de 1º de março de 2012 Instrução Normativa RFB nº 1.252, de 1º de março de 2012 DOU de 2.3.2012 Dispõe sobre a Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep, da Contribuição para o Financiamento da Seguridade

Leia mais

CONSIDERANDO que o Conselho Federal de Contabilidade mantém Acordo de Cooperação Técnica com a Secretaria Executiva do Ministério da Fazenda,

CONSIDERANDO que o Conselho Federal de Contabilidade mantém Acordo de Cooperação Técnica com a Secretaria Executiva do Ministério da Fazenda, RESOLUÇÃO CFC N.º 1.299/10 Aprova o Comunicado Técnico CT 04 que define as formalidades da escrituração contábil em forma digital para fins de atendimento ao Sistema Público de Escrituração Digital (SPED).

Leia mais

GERAÇÃO DA ECF NO ERP SOLUTION

GERAÇÃO DA ECF NO ERP SOLUTION Carine Lena 21/08/2015 008.016.028 1/14 GERAÇÃO DA ECF NO ERP SOLUTION Sumário 1. Plano de Contas referencial... 2 2. Geração do SPED ECF no ERP Solution... 6 3. Importação do arquivo no validador... 10

Leia mais

SPED. Cruzamento das Informações: CRUZAMENTOS: Aspectos conceituais 24/09/2009. Acompanhamento Diferenciado: DACON DIRF DIPJ DCOMP DCTF DARF

SPED. Cruzamento das Informações: CRUZAMENTOS: Aspectos conceituais 24/09/2009. Acompanhamento Diferenciado: DACON DIRF DIPJ DCOMP DCTF DARF Cruzamento das Informações: DACON DIRF SPED DCTF DIPJ DCOMP DARF Palestrante: Thamara Jardim CRUZAMENTOS: Aspectos conceituais Acompanhamento Diferenciado: Art. 2º O acompanhamento diferenciado deverá

Leia mais

expert PDF Trial DCTF - Atualização Setembro 2014 Elaborado por: Wagner Mendes O conteúdo desta apostila é de inteira responsabilidade do autor (a).

expert PDF Trial DCTF - Atualização Setembro 2014 Elaborado por: Wagner Mendes O conteúdo desta apostila é de inteira responsabilidade do autor (a). Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400 - ramal 1529 (núcleo de relacionamento) Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva, 60 Higienópolis

Leia mais

Blocos de composição da ECF

Blocos de composição da ECF Blocos de composição da ECF Bloco 0 - Abertura e Identificação Descrição do Bloco: Abre o arquivo, identifica a pessoa jurídica e referencia o período da ECF. Registro 0000: Abertura do Arquivo Digital

Leia mais

Angelo Márcio. Alinhando a Escrituração Contábil ao Sistema Público de Escrituração Digital

Angelo Márcio. Alinhando a Escrituração Contábil ao Sistema Público de Escrituração Digital Angelo Márcio Alinhando a Escrituração Contábil ao istema Público de Escrituração Digital Obrigatoriedade da Escrituração Contábil O empresário e a sociedade empresária são obrigados a seguir um sistema

Leia mais

CAPÍTULO 8 LIVROS CONTÁBEIS

CAPÍTULO 8 LIVROS CONTÁBEIS CONTABILIDADE GERAL Prof. Régio Ferreira 1 2 CAPÍTULO 8 LIVROS CONTÁBEIS OBJETIVOS: Ao final deste capítulo, o aluno terá condições de: Conhecer os livros obrigatórios exigidos pela legislação; Escriturar

Leia mais

PER/DCOMP - Práticas de Preenchimento - Atualização

PER/DCOMP - Práticas de Preenchimento - Atualização Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400 - ramal 1529 (núcleo de relacionamento) Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva, 60 Higienópolis

Leia mais

ADE COFIS 20/15 - ADE - Ato Declaratório Executivo COORDENADOR-GERAL DO SISTEMA DE FISCALIZAÇÃO - COFIS nº 20 de (D.O.U.:

ADE COFIS 20/15 - ADE - Ato Declaratório Executivo COORDENADOR-GERAL DO SISTEMA DE FISCALIZAÇÃO - COFIS nº 20 de (D.O.U.: BOLETIM INFORMATIVO Nº 08/2015 ANO XII (24 de março de 2015) 01. MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO LEIAUTE DA ECF ADE COFIS 20/15 - ADE - Ato Declaratório Executivo COORDENADOR-GERAL DO SISTEMA DE FISCALIZAÇÃO -

Leia mais

Lei nº /2014 REGULAMENTAÇÃO. Novembro de Instrução Normativa RFB nº 1.492/2014 e Instrução Normativa RFB nº 1.493/2014

Lei nº /2014 REGULAMENTAÇÃO. Novembro de Instrução Normativa RFB nº 1.492/2014 e Instrução Normativa RFB nº 1.493/2014 Lei nº 12.973/2014 REGULAMENTAÇÃO Instrução Normativa RFB nº 1.492/2014 e Instrução Normativa RFB nº 1.493/2014 Novembro de 2014 Agenda Objetivo Regime Tributário de Transição RTT Instrução Normativa RFB

Leia mais

ECF e ECD em 2016 Livros auxiliares e Subcontas

ECF e ECD em 2016 Livros auxiliares e Subcontas www.pwc.com.br ECF e ECD em 2016 Livros auxiliares e Subcontas Maio de 2016 Escrituração Contábil - ECD Alteração de prazos para entrega em 2016 Prazo para entrega em 2015 30 de junho de 2015 Artigo 5º

Leia mais

TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Jurídica DECLARAÇÃO DE INFORMAÇÕES ECONÔMICO-FISCAIS DA PESSOA JURÍDICA (DIPJ) LEI Nº /2009

TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Jurídica DECLARAÇÃO DE INFORMAÇÕES ECONÔMICO-FISCAIS DA PESSOA JURÍDICA (DIPJ) LEI Nº /2009 TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Jurídica DECLARAÇÃO DE INFORMAÇÕES ECONÔMICO-FISCAIS DA PESSOA JURÍDICA (DIPJ) LEI Nº 11.941/2009 Jorge Cézar Moreira Lanna Advogado Muitos contribuintes estão reivindicando

Leia mais

02/02/2017. Prof. Marcos Lima

02/02/2017. Prof. Marcos Lima Prof. Marcos Lima Contador, graduado pela Universidade Estadual do Ceará - UECE Especialista em Auditoria (UNIFOR) Consultor Tributário e Contábil Independente Diretor Executivo da Fortes Educação Professor

Leia mais

Sped ECF. Tutorial WinThor e Informações Gerais

Sped ECF. Tutorial WinThor e Informações Gerais Sped ECF Tutorial WinThor e Informações Gerais O que é? A ECF (Escrituração Contábil Fiscal) é uma obrigação anual das empresas, instituída pela Receita Federal do Brasil e trata-se da unificação de informações

Leia mais

TUTORIAL SPED ECF. Apresentação. Tabela de Alterações. Sumário. Apresentação Conhecendo o ECF (Escrituração Contábil Fiscal)...

TUTORIAL SPED ECF. Apresentação. Tabela de Alterações. Sumário. Apresentação Conhecendo o ECF (Escrituração Contábil Fiscal)... Sumário Apresentação... 1 1. Conhecendo o ECF (Escrituração Contábil Fiscal)... 2 2. Procedimentos iniciais... 4 3. Cadastrar Plano de Contas... 4 4. Atualizar tabelas... 6 5. Configuração de Exercício...

Leia mais

Palestra. SPED Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e Escrituração Fiscal Digital (EFD) Outubro Elaborado por: Gisleise Nogueira de Aguiar

Palestra. SPED Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e Escrituração Fiscal Digital (EFD) Outubro Elaborado por: Gisleise Nogueira de Aguiar Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

Controvérsias da Lei nº /2014: Moeda Funcional, JCP e Dividendos. Sergio André Rocha

Controvérsias da Lei nº /2014: Moeda Funcional, JCP e Dividendos. Sergio André Rocha 14/07/2017 Controvérsias da Lei nº 12.973/2014: Moeda Funcional, JCP e Dividendos Sergio André Rocha sergio.andre@sarocha.com.br www.sarocha.com.br Parte I Desoneração de Dividendos Pós IFRS 2 1. Fundamentos

Leia mais

O FIM DA DIPJ COM O ADVENTO DOS SPEDs ECD E ECF. Comissão de Estudos em Tecnologia da Informação do CRCRS

O FIM DA DIPJ COM O ADVENTO DOS SPEDs ECD E ECF. Comissão de Estudos em Tecnologia da Informação do CRCRS O FIM DA DIPJ COM O ADVENTO DOS SPEDs ECD E ECF Comissão de Estudos em Tecnologia da Informação do CRCRS 1 Ricardo Kerkhoff Analista de Sistemas UNISINOS Técnico em Contabilidade, Pós-graduado em Controladoria.

Leia mais

SPED ECD O que mudou e quais os impactos desta mudança nas rotinas contábeis? Renata Santana Santos Atualizado até 09/02/2017

SPED ECD O que mudou e quais os impactos desta mudança nas rotinas contábeis? Renata Santana Santos Atualizado até 09/02/2017 SPED ECD 2017 O que mudou e quais os impactos desta mudança nas rotinas contábeis? Quem sou eu? Tenho o orgulho e a satisfação de dedicar-me ao ensino, consultoria, auditoria e contabilidade. Sou contadora,

Leia mais

ECF DIPJ INCLUÍDA NO SPED

ECF DIPJ INCLUÍDA NO SPED ECF DIPJ INCLUÍDA NO SPED O que é ECF Escrituração Contábil Fiscal? Demonstra o cálculo do IRPJ e da CSLL Sucessora da DIPJ Faz parte do projeto SPED Instituída pela Instrução Normativa RFB 1.422/2013

Leia mais

Palestra. Outubro Elaborado por: Ademir Macedo de Oliveira. O conteúdo desta apostila é de inteira responsabilidade do autor (a).

Palestra. Outubro Elaborado por: Ademir Macedo de Oliveira. O conteúdo desta apostila é de inteira responsabilidade do autor (a). Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

Sérgio Roberto Especialista em Auditoria Eletrônica da Secretaria da Receita Federal ( 8 anos ) (IN68/86) Mestre em Ciências Contábeis pela FECAP-SP

Sérgio Roberto Especialista em Auditoria Eletrônica da Secretaria da Receita Federal ( 8 anos ) (IN68/86) Mestre em Ciências Contábeis pela FECAP-SP Sérgio Roberto Especialista em Auditoria Eletrônica da Secretaria da Receita Federal ( 8 anos ) (IN68/86) Mestre em Ciências Contábeis pela FECAP-SP E na Fiscalização eletrônica do INSS Professor de Gestão

Leia mais

Seminário. SPED: EFD - Contribuições. Outubro Elaborado por: José Sérgio Fernandes de Mattos

Seminário. SPED: EFD - Contribuições. Outubro Elaborado por: José Sérgio Fernandes de Mattos Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

GIA-ST GUIA NACIONAL DE INFORMAÇÃO E APURAÇÃO DO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA

GIA-ST GUIA NACIONAL DE INFORMAÇÃO E APURAÇÃO DO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA GIA-ST GUIA NACIONAL DE INFORMAÇÃO E APURAÇÃO DO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA INTRODUÇÃO A GIA-ST (Guia Nacional de Informação e Apuração do ICMS Substituição Tributária) é a declaração que contém as informações

Leia mais

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL LEGISLAÇÃO Diante da mais nova modernização das obrigações que o Brasil está passando, um dos mais importantes impostos do país não poderia ficar de fora. Com a publicação

Leia mais

Boletim de Implementação BC12145

Boletim de Implementação BC12145 BC12145 SPED ECF Escrituração Contábil Fiscal Sumário Apresentação... 3 Procedimentos... 4 Orientação para Parametrização da Escrituração Contábil Fiscal... 5 2 Apresentação Devido ao volume de trabalho

Leia mais

rios (a partir de 2008) Setembro 2009

rios (a partir de 2008) Setembro 2009 Inovação das Práticas Contábeis e Efeitos Tributários rios (a partir de 2008) Setembro 2009 LEI 11.941/2009 MP - Medida Provisória nº. 449 de 03.12.2008 Convertida na Lei nº 11.941, de 27.05.2009 Altera

Leia mais

A ECF Uma Panorâmica Contábil-Fiscal e Principais Aspectos no Ambiente do Sped. MARCO ROGÉRIO BORGES Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil

A ECF Uma Panorâmica Contábil-Fiscal e Principais Aspectos no Ambiente do Sped. MARCO ROGÉRIO BORGES Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil A ECF Uma Panorâmica Contábil-Fiscal e Principais Aspectos no Ambiente do Sped MARCO ROGÉRIO BORGES Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil Abordagem: - Uma visão da nova escrituração e declaração

Leia mais

Parecer PGFN 202/2013

Parecer PGFN 202/2013 Parecer PGFN 202/2013 Julho de 2013 Aspectos a serem abordados Contextualizando a discussão Entendimento do Parecer PGFN 202/2013 Entendimento divergente Impactos da aplicação do Parecer e pontos não enfrentados

Leia mais

INFORMATIVO NÚMERO 048 SETEMBRO DE Informativo Mensal. Página 1 de 14

INFORMATIVO NÚMERO 048 SETEMBRO DE Informativo Mensal. Página 1 de 14 NÚMERO 048 SETEMBRO DE 2015 INFORMATIVO Página 1 de 14 ÍNDICE 1.... 3 1.1 SPED ECF... 3 1.1.1 LALUR/LACS... 3 1.1.2 BLOCO K... 3 1.1.3 BLOCO M... 4 1.1.4 BLOCO N... 4 1.1.5 APURAÇÃO IRPJ/CSLL... 4 2. NOTAS

Leia mais

COMISSÃO DE ESTUDOS EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO A EVOLUÇÃO DO SPED

COMISSÃO DE ESTUDOS EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO A EVOLUÇÃO DO SPED COMISSÃO DE ESTUDOS EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO A EVOLUÇÃO DO SPED Desenvolvimento da Contabilidade... Vivemos em um mundo com cada vez mais informação. NOSSO MATERIAL TRABALHO... Onde guardamos as informações...

Leia mais

SPED CONTÁBIL ECD (Geração e transmissão)

SPED CONTÁBIL ECD (Geração e transmissão) SPED CONTÁBIL ECD (Geração e transmissão) Conteúdo: 1. Dados do responsável e contabilista 2. Emissão de balancete para conferência 3. Gerando arquivo ECD no sistema JOTEC 4. Utilizando o programa validador

Leia mais

SPED Escrituração Contábil Fiscal (ECF)

SPED Escrituração Contábil Fiscal (ECF) SPED Escrituração Contábil Fiscal (ECF) Este tutorial destina-se a empresas de Regime Lucro Real. A exportação para o SPED Escrituração Contábil Fiscal (ECF) no Sistema LedWin, deverá ser feita da seguinte

Leia mais

Escrituração Contábil Digital - ECD. Instrutor: Márcio Tonelli

Escrituração Contábil Digital - ECD. Instrutor: Márcio Tonelli Escrituração Contábil Digital - ECD Instrutor: Márcio Tonelli (tt.consultoria.sped@gmail.com) CONCEITO Sped Contábil Escrituração Contábil Digital ECD Escrituração Contábil em Forma Digital Livro Digital

Leia mais