REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENGENHARIA ELÉTRICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI TÍTULO I

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENGENHARIA ELÉTRICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI TÍTULO I"

Transcrição

1 REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENGENHARIA ELÉTRICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI TÍTULO I DAS CARACTERÍSTICAS DO PROGRAMA E SEUS OBJETIVOS Art. 1º - Este Regulamento complementa as disposições presentes no Regimento dos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu do Centro Universitário da FEI, atendidas as disposições da legislação vigente, do seu Estatuto e do seu Regimento. Art. 2º - As áreas de concentração principais do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Engenharia Elétrica são: Dispositivos Eletrônicos Integrados, Inteligência Artificial Aplicada a Automação e Processamento de Sinais. 1º - Cada uma destas áreas de concentração é composta por um conjunto de docentes com dedicação específica para o Programa de Pós-Graduação; 2º - Quaisquer modificações nas áreas de concentração do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Engenharia Elétrica deverão ser aprovadas pelo Conselho de Pós- Graduação. TÍTULO II DO INGRESSO NO PROGRAMA Art. 3 o - O ingresso dos alunos ao Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica será realizado anualmente, limitado ao número de vagas autorizado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Art. 4 o - O calendário de ingresso no Programa será disponibilizado anualmente pela Secretaria Geral, após aprovação pelo Conselho de Pós-Graduação. TÍTULO III DOS REQUISITOS PARA A OBTENÇÃO DO TÍTULO DE MESTRE EM ENGENHARIA ELÉTRICA Art. 5 o - O Curso de Mestrado demandará um total mínimo de 40 (quarenta) unidades de crédito, distribuídos entre 3 (três) atividades obrigatórias: disciplinas, aprovação pela Banca Examinadora do Exame de Qualificação e aprovação pela Banca Examinadora da Dissertação de Mestrado. 1

2 Art. 6 o - A distribuição dos créditos atribuídos a cada uma das atividades obrigatórias a que se refere o artigo 5, atendidas as disposições do Regimento dos Programas de Pós- Graduação Stricto Sensu do Centro Universitário da FEI, será: a) Pelo menos 24 (vinte e quatro) unidades de crédito correspondentes a disciplinas eletivas e optativas, mantendo a proporção de 1 (uma) unidade de crédito correspondendo a 12 (doze) horas-aula; b) 4 (quatro) unidades de crédito atribuídas à apresentação e aprovação do Exame de Qualificação pela Banca Examinadora; c) 12 unidades de crédito atribuídas à Defesa Pública e aprovação pela Banca Examinadora da Dissertação de Mestrado. Parágrafo Único A relação entre horas-aula e unidades de crédito será estabelecida exclusivamente para disciplinas. Art. 7º - O Curso de Mestrado em Engenharia Elétrica será desenvolvido em períodos quadrimestrais, de acordo com o calendário aprovado pelo Conselho de Pós-Graduação e divulgado pela Secretaria Geral. TÍTULO IV DOS REQUISITOS PARA A OBTENÇÃO DO TÍTULO DE DOUTOR EM ENGENHARIA ELÉTRICA Art. 8 o - O Curso de Doutorado demandará um total mínimo de 44 (quarenta e quatro) unidades de crédito, distribuídos entre 3 (três) atividades obrigatórias: disciplinas, aprovação pela Banca Examinadora do Exame de Qualificação e aprovação pela Banca Examinadora da Tese de Doutorado. Art. 9 o - A distribuição dos créditos atribuídos a cada uma das atividades obrigatórias a que se refere o artigo 8, atendidas as disposições do Regimento dos Programas de Pós- Graduação Stricto Sensu do Centro Universitário da FEI, será: a) Pelo menos 16 (dezesseis) unidades de crédito correspondentes a disciplinas eletivas e optativas, mantendo a proporção de 1 (uma) unidade de crédito correspondendo a 12 (doze) horas-aula; b) 4 (quatro) unidades de crédito atribuídas à apresentação e aprovação do Exame de Qualificação pela Banca Examinadora; c) 24 unidades de crédito atribuídas à Defesa Pública e aprovação pela Banca Examinadora da Tese de Doutorado. 2

3 Parágrafo Único - O Curso de Doutorado em Engenharia Elétrica será desenvolvido em períodos quadrimestrais, de acordo com o calendário divulgado pela Secretaria Geral e aprovado pelo Conselho de Pós-Graduação. TÍTULO V DOS CRÉDITOS EM DISCIPLINAS Art. 10 o - Para fins de contagem de créditos, as disciplinas cursadas nos Cursos de Mestrado e Doutorado deverão, obrigatoriamente, ser diferentes. Art. 11º - O aluno poderá obter o equivalente em unidades de crédito a até 2 (duas) disciplinas cursadas em outros Cursos congêneres da própria instituição ou de outra instituição, obedecida a regulamentação específica. Art. 12º - O aluno poderá obter o equivalente em unidades de crédito a até 1 (uma) disciplina referente à publicação de artigos em periódicos e/ou anais de conferências de reconhecida relevância científica na respectiva área de concentração do Curso. Parágrafo Único - A convalidação dos créditos a que se refere os artigos 11 e 12 será encaminhada pelo Coordenador do Programa para aprovação junto ao Conselho de Pós- Graduação somente para as disciplinas cursadas em outra instituição. Os créditos obtidos em disciplinas cursadas em outros cursos congêneres da própria instituição serão aprovados pelo Coordenador do Programa. TÍTULO VI DO EXAME DE PROFICIÊNCIA EM LÍNGUA ESTRANGEIRA Art. 13º - O aluno deverá realizar o exame de proficiência em língua estrangeira obrigatoriamente, o qual será realizado pelo orientador. 1º - O exame de proficiência para o aluno de mestrado consistirá na tradução e interpretação de um texto técnico da área de concentração do aluno. 2º - O exame de proficiência para o aluno de doutorado consistirá na redação e apresentação oral de um tema de pesquisa da área de concentração do aluno, selecionado pelo orientador. 3º - A comprovação de proficiência em língua estrangeira poderá ser feita mediante atestados emitidos por agências certificadoras, avaliada pelo orientador. Parágrafo Único - Os alunos de mestrado e doutorado deverão demonstrar proficiência em língua inglesa, salvo as exceções presentes no Regimento dos Programas de Pós- Graduação Stricto Sensu do Centro Universitário da FEI. 3

4 TÍTULO VII DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO Art. 14º - Por exame de qualificação entende-se a apresentação do projeto de pesquisa de dissertação ou tese para avaliação de uma banca examinadora, pela qual o candidato possa demonstrar sua habilitação para empreender as atividades exigidas e capacidade de conclusão do Curso. Art. 15º - O aluno somente poderá inscrever-se no exame de qualificação após ter sido aprovado em exame de proficiência em língua estrangeira e ter obtido todos os créditos em disciplinas. Art. 16º - O exame de qualificação deverá ser solicitado mediante formulário específico, assinado pelo orientador e pelo orientado, indicando a composição da Banca Examinadora e a data prevista para a sua realização. Parágrafo Único A composição da banca examinadora, inclusive os suplentes, deverá ser aprovada em reunião do Conselho de Pós-graduação. Art. 17º - O Exame de Qualificação de mestrado deverá ser realizado em data não inferior a 6 (seis) meses do término do prazo limite para a finalização do Curso e antes do início do quarto período letivo subsequente à totalização dos créditos em disciplinas. Art. 18º - O Exame de Qualificação de doutorado deverá ser realizado em data não superior a 24 (vinte e quatro) meses da data de ingresso no Curso. Art. 19º - A entrega dos volumes do trabalho de qualificação à Banca Examinadora será de responsabilidade do orientador. Art. 20º - A sessão do exame de qualificação é pública. Art. 21º - Será considerado aprovado o aluno que obtiver parecer favorável da maioria dos membros da banca examinadora. Parágrafo Único No exame de qualificação, o aluno será aprovado ou reprovado, não havendo atribuições de conceitos ou notas. Art. 22º O aluno reprovado poderá refazer o exame de qualificação uma única vez. Parágrafo Único O aluno terá prazo de 60 (sessenta) dias após a primeira realização para requerer novo exame de qualificação na Secretaria Geral. 4

5 TÍTULO VIII DO DEPÓSITO DA TESE DE DOUTORADO Art. 23º Para o depósito o aluno deverá comprovar a submissão ou publicação de pelo menos um artigo completo para periódico de reconhecida relevância científica na respectiva área de concentração do curso como resultado de sua tese de doutorado. TÍTULO IX DOS DIPLOMAS Art. 24º Ao aluno qualificado à concessão do título de Mestre, em conformidade com o disposto no Regimento dos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu do Centro Universitário da FEI e neste Regulamento, será oferecido diploma de Mestre em Engenharia Elétrica. Art. 25º Ao aluno qualificado à concessão do título de Doutor, em conformidade com o disposto no Regimento dos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu do Centro Universitário da FEI e neste Regulamento, será oferecido diploma de Doutor em Engenharia Elétrica. TÍTULO X DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 26º - Os casos omissos neste Regulamento serão resolvidos pelo Conselho de Pósgraduação, respeitados a legislação vigente, o Estatuto e o Regimento do Centro Universitário da FEI, além do Regimento da Pós-Graduação Stricto Sensu. Art. 27º - Este Regulamento entrará em vigor após sua aprovação pelo Conselho de Pós- Graduação, revogando-se todas as disposições contrárias. 5

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENGENHARIA ELÉTRICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI TÍTULO I

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENGENHARIA ELÉTRICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI TÍTULO I REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENGENHARIA ELÉTRICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI TÍTULO I DAS CARACTERÍSTICAS DO PROGRAMA E SEUS OBJETIVOS Art. 1º - Este Regulamento complementa

Leia mais

ANEXO 1 75ª Reunião do Conselho de Pós-Graduação Stricto Sensu

ANEXO 1 75ª Reunião do Conselho de Pós-Graduação Stricto Sensu REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ADMINISTRAÇÃO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI TÍTULO I DAS CARACTERÍSTICAS DO PROGRAMA E SEUS OBJETIVOS Art. 1º - Este Regulamento complementa as

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 65/2015 Altera o Regulamento do Programa de Pós- Graduação em Linguística, em nível

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul FACULDADE DE ODONTOLOGIA PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul FACULDADE DE ODONTOLOGIA PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul FACULDADE DE ODONTOLOGIA PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO Capítulo I Da Atribuição e Organização Geral Art. 1 - O Programa de Pós-Graduação em Odontologia,

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA FLORESTAL DA FCA/UNESP

REGULAMENTO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA FLORESTAL DA FCA/UNESP REGULAMENTO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA FLORESTAL DA FCA/UNESP Seção de Pós-Graduação 1 UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRONÔMICAS CÂMPUS DE BOTUCATU REGULAMENTO DO PROGRAMA

Leia mais

Faculdade de Biociências Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular. Regulamento

Faculdade de Biociências Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular. Regulamento Faculdade de Biociências Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular Capítulo I Da Atribuição e Organização Geral Regulamento Art. 1 - O Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA DA FCA/UNESP

REGULAMENTO PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA DA FCA/UNESP REGULAMENTO PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA DA FCA/UNESP Estabelecido pela Resolução UNESP n. 21, de 15-4-2013 (Publicado no DOE de 16/04/2013, Seção I, Pág. 39 e 40) Alterada pela Resolução UNESP

Leia mais

Faculdade de Medicina Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde Regulamento

Faculdade de Medicina Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde Regulamento Faculdade de Medicina Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde Regulamento Capítulo I Da Atribuição e Organização Geral Art. 1 - O Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO DOUTORADO EM ENGENHARIA QUÍMICA

REGULAMENTAÇÃO DO DOUTORADO EM ENGENHARIA QUÍMICA COPPE/UFRJ PROGRAMA DE ENGENHARIA QUÍMICA REGULAMENTAÇÃO DO DOUTORADO EM ENGENHARIA QUÍMICA O Doutorado em Engenharia Química exige, além do atendimento das condições dispostas na Regulamentação dos Cursos

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO DOUTORADO EM ENGENHARIA QUÍMICA

REGULAMENTAÇÃO DO DOUTORADO EM ENGENHARIA QUÍMICA COPPE/UFRJ PROGRAMA DE ENGENHARIA QUÍMICA REGULAMENTAÇÃO DO DOUTORADO EM ENGENHARIA QUÍMICA O Doutorado em Engenharia Química exige, além do atendimento das condições dispostas na Regulamentação dos Cursos

Leia mais

Regulamento. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Capítulo I Da Atribuição e Organização Geral

Regulamento. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Capítulo I Da Atribuição e Organização Geral Capítulo I Da Atribuição e Organização Geral Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Regulamento Art. 1 - O Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica (Geronbio), vinculado ao Instituto

Leia mais

UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESIGN

UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESIGN UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESIGN Campus I Joinville 2017 1 SUMÁRIO CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS... 03 CAPÍTULO II DA ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA...

Leia mais

RESOLUÇÃO UNESP Nº 35, DE 05 DE JUNHO DE 2013 Publicada no D.O.E. de 06/06/ Seção I, p. 148

RESOLUÇÃO UNESP Nº 35, DE 05 DE JUNHO DE 2013 Publicada no D.O.E. de 06/06/ Seção I, p. 148 RESOLUÇÃO UNESP Nº 35, DE 05 DE JUNHO DE 2013 Publicada no D.O.E. de 06/06/2013 - Seção I, p. 148 Aprova o Regulamento do Programa de Pós-graduação em Engenharia Mecânica, Cursos de Mestrado Acadêmico

Leia mais

Faculdade de Serviço Social Programa de Pós-Graduação em Serviço Social Regulamento

Faculdade de Serviço Social Programa de Pós-Graduação em Serviço Social Regulamento Faculdade de Serviço Social Programa de Pós-Graduação em Serviço Social Regulamento Capítulo I Da Atribuição e Organização Geral Art. 1 - O Programa de Pós-Graduação em Serviço Social (PPGSS), vinculado

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO DOUTORADO EM ENGENHARIA QUÍMICA

REGULAMENTAÇÃO DO DOUTORADO EM ENGENHARIA QUÍMICA COPPE/UFRJ PROGRAMA DE ENGENHARIA QUÍMICA REGULAMENTAÇÃO DO DOUTORADO EM ENGENHARIA QUÍMICA O Curso de Doutorado em Engenharia Química exige, além do atendimento das condições dispostas na Regulamentação

Leia mais

COMISSÃO DE ENSINO DA PÓS-GRADUAÇÃO EM UROLOGIA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM UROLOGIA

COMISSÃO DE ENSINO DA PÓS-GRADUAÇÃO EM UROLOGIA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM UROLOGIA COMISSÃO DE ENSINO DA PÓS-GRADUAÇÃO EM UROLOGIA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM UROLOGIA Visão: Sermos um grupo de excelência na formação de docentes e de pesquisadores, e na

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL Resolução UNESP nº 02, de 11 de janeiro de 2016 Aprova o Regulamento do Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil e Ambiental,

Leia mais

REGIMENTO DO CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO EM ENGENHARIA MECATRÔNICA

REGIMENTO DO CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO EM ENGENHARIA MECATRÔNICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE TECNOLOGIA MESTRADO EM ENGENHARIA MECATRÔNICA REGIMENTO DO CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO EM ENGENHARIA MECATRÔNICA Natal / abril de 2013 I DAS FINALIDADES

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA - FCT/UNESP CAMPUS DE PRESIDENTE PRUDENTE REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO (PPGE)

FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA - FCT/UNESP CAMPUS DE PRESIDENTE PRUDENTE REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO (PPGE) FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA - FCT/UNESP CAMPUS DE PRESIDENTE PRUDENTE REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO (PPGE) Resolução UNESP nº de / /2012 Aprova o Regulamento do Programa de

Leia mais

Resolução Unesp-18, de 10/2/2012 (publicada no Diário Oficial - Poder Executivo dia 11/02/ Caderno I fl. 43)

Resolução Unesp-18, de 10/2/2012 (publicada no Diário Oficial - Poder Executivo dia 11/02/ Caderno I fl. 43) Resolução Unesp-18, de 10/2/2012 (publicada no Diário Oficial - Poder Executivo dia 11/02/2012 - Caderno I fl. 43) alterada pela Resolução Unesp 90, de 21/12/2015 (publicada no Diário Oficial - Poder Executivo

Leia mais

Universidade Estadual Paulista REITORIA Resolução Unesp-31, de

Universidade Estadual Paulista REITORIA Resolução Unesp-31, de Universidade Estadual Paulista REITORIA Resolução Unesp-31, de 15-7-2011 2011,, alterada pela Resolução Unesp-52 de 02-06 06-2014 Aprova o Regulamento do Programa de Pós-graduação em Alimentos e Nutrição,

Leia mais

Art. 5 - Art Art. 10 Art. 6 - Art. 5 Art. 10 Art. 10 Art. 7 -

Art. 5 - Art Art. 10 Art. 6 - Art. 5 Art. 10 Art. 10 Art. 7 - FACULDADE DE ENGENHARIA/ INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS Programa de Pós-Graduação em Modelagem Computacional - PGMC TEL. (32)2102-3481 FAX(32) 2102-3401 EMAIL: ppg.modelagemcomputacional@ufjf.edu.br NORMAS

Leia mais

NORMAS ESPECÍFICAS DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PROJETOS EDUCACIONAIS DE CIÊNCIAS - PPGPE

NORMAS ESPECÍFICAS DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PROJETOS EDUCACIONAIS DE CIÊNCIAS - PPGPE NORMAS ESPECÍFICAS DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PROJETOS EDUCACIONAIS DE CIÊNCIAS - PPGPE I COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP- PPGPE) 1. A Comissão Coordenadora

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO

PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU ADMINISTRAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DO PROGRAMA

Leia mais

NORMAS E REGULAMENTOS DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS EESC-USP

NORMAS E REGULAMENTOS DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS EESC-USP NORMAS E REGULAMENTOS DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS EESC-USP I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP-Prod) A Comissão Coordenadora

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA INTERUNIDADES DE PÓS- GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO DA UNESP

REGULAMENTO DO PROGRAMA INTERUNIDADES DE PÓS- GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO DA UNESP REGULAMENTO DO PROGRAMA INTERUNIDADES DE PÓS- GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO DA UNESP Aprova o Regulamento do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação (PPGCC), Curso:Mestrado, interunidades,

Leia mais

Artigo 2º - Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação.

Artigo 2º - Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação. RESOLUÇÃO UNESP Nº 45, DE 23 DE MARÇO DE 2012. Aprova o Regulamento do Programa de Pós-graduação em Educação, Cursos de Mestrado Acadêmico e Doutorado, do Instituto de Biociências do Câmpus de Rio Claro.

Leia mais

MARILZA VIEIRA CUNHA RUDGE Vice-Reitora no exercício da Reitoria

MARILZA VIEIRA CUNHA RUDGE Vice-Reitora no exercício da Reitoria RESOLUÇÃO UNESP Nº 35, DE 11 DE ABRIL DE 2014 Publicada no D.O.E. de 12.04.14, Seção I, pág. 70 Aprova o Regulamento do Programa de Pósgraduação em Arquitetura e Urbanismo, Curso de Mestrado Acadêmico,

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Normas Específicas da Comissão Coordenadora do Programa (CCP) do (Mestrado e Doutorado) 25 de maio de 2009 I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP), DA PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DOS ALIMENTOS:

Leia mais

NORMAS DO PROGRAMA DE MESTRADO PROFISSIONAL DA FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

NORMAS DO PROGRAMA DE MESTRADO PROFISSIONAL DA FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO NORMAS DO PROGRAMA DE MESTRADO PROFISSIONAL DA FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO I II - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) 1 - A CCP será

Leia mais

ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Pós Graduação. Normas Específicas do Programa de PG em Engenharia Elétrica - PPGEE

ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Pós Graduação. Normas Específicas do Programa de PG em Engenharia Elétrica - PPGEE Normas Específicas do Programa de PG em Engenharia Elétrica - PPGEE I Composição da Comissão Coordenadora do Programa (PPGEE) A CCP é constituída por 6 (seis) membros docentes e seus respectivos suplentes,

Leia mais

Regimento do Curso de Mestrado Profissional em Ciência e Tecnologia de Alimentos. Da Natureza, Finalidades e Objetivos

Regimento do Curso de Mestrado Profissional em Ciência e Tecnologia de Alimentos. Da Natureza, Finalidades e Objetivos Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais Campus Rio Pomba Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Leia mais

Pneumologia - Normas Específicas

Pneumologia - Normas Específicas Pneumologia - Normas Específicas I COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) A CCP do Programa de Pós-graduação em Pneumologia será constituída pelo Coordenador do Programa e seu Suplente,

Leia mais

U N I V E R S I D A D E D E S Ã O P A U L O

U N I V E R S I D A D E D E S Ã O P A U L O NORMAS ESPECÍFICAS DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PROJETOS EDUCACIONAIS DE CIÊNCIAS - PPGPE I COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP- PPGPE) A Comissão Coordenadora

Leia mais

CIÊNCIAS EM GASTROENTEROLOGIA NORMAS ESPECÍFICAS

CIÊNCIAS EM GASTROENTEROLOGIA NORMAS ESPECÍFICAS CIÊNCIAS EM GASTROENTEROLOGIA NORMAS ESPECÍFICAS I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) A CCP do Programa de Pós-Graduação em Ciências em Gastroenterologia será constituída pelo Coordenador

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS Art. 1º - Este Regulamento visa normatizar as Atividades Complementares do Curso de História. Parágrafo único As Atividades Complementares

Leia mais

UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE MESTRADO EM

UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE MESTRADO EM UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE MESTRADO EM EDUCAÇÃO Campus I Joinville 2012 SUMÁRIO CAPÍTULO I... 3 DOS OBJETIVOS... 3 CAPÍTULO II... 3 DA ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA...

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 187 de 01/08/2016 CAS

RESOLUÇÃO N o 187 de 01/08/2016 CAS RESOLUÇÃO N o 187 de 01/08/2016 CAS Disciplina o procedimento da Universidade Positivo (UP) para Reconhecimento de Diplomas, de Mestrado e Doutorado, obtidos no exterior. O CONSELHO ACADÊMICO SUPERIOR

Leia mais

REGIMENTO DA PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI TÍTULO I DA PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU E SEUS OBJETIVOS

REGIMENTO DA PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI TÍTULO I DA PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU E SEUS OBJETIVOS REGIMENTO DA PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI TÍTULO I DA PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU E SEUS OBJETIVOS Art. 1º - Este Regimento estabelece os objetivos, a constituição, a competência

Leia mais

NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS

NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) A Comissão Coordenadora do Programa (CCP) será

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO DOUTORADO EM ENGENHARIA QUÍMICA

REGULAMENTAÇÃO DO DOUTORADO EM ENGENHARIA QUÍMICA COPPE/UFRJ PROGRAMA DE ENGENHARIA QUÍMICA REGULAMENTAÇÃO DO DOUTORADO EM ENGENHARIA QUÍMICA 1. Da Admissão: 1.1 - A admissão ao Doutorado em Engenharia Química exige, além da satisfação das condições dispostas

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CIRURGIA VETERINÁRIA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CIRURGIA VETERINÁRIA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CIRURGIA VETERINÁRIA Resolução UNESP nº 09 de 08/03/2013 Aprova o Regulamento do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Veterinária, Cursos: Mestrado Acadêmico e

Leia mais

MINUTA DO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANIMAIS SELVAGENS

MINUTA DO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANIMAIS SELVAGENS MINUTA DO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANIMAIS SELVAGENS Resolução UNESP nº de / /2015 Aprova o Regulamento do Programa de Pós-graduação em Animais Selvagens, Cursos de Mestrado Acadêmico

Leia mais

PROPOSTA DE MODELO DE REGULAMENTO PADRONIZADO

PROPOSTA DE MODELO DE REGULAMENTO PADRONIZADO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MEDICINA VETERINÁRIA PROPOSTA DE MODELO DE REGULAMENTO PADRONIZADO Resolução UNESP nº 32 de 24/05/2013 Aprova o Regulamento do Programa de Pós-graduação em Medicina

Leia mais

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DO SISTEMA TERRESTRE

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DO SISTEMA TERRESTRE REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DO SISTEMA TERRESTRE TÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO Art. 1 - O Curso de Doutorado em Ciência do Sistema Terrestre (PG-CST) do INPE tem como objetivo a formação de

Leia mais

Art. 1º - Estabelecer as normas para implementação de Cursos e Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu.

Art. 1º - Estabelecer as normas para implementação de Cursos e Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Av. Ville Roy, 5315 Bairro São Pedro 69.301-001 - Boa Vista/RR Fone (095)621-3108 Fax (095)621-3101 Resolução

Leia mais

ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química

ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química EDITAL 2016/03: PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO DE ALUNOS REGULARES DE MESTRADO E DOUTORADO NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA QUÍMICA ABRIL A JUNHO 2016 A Comissão Coordenadora do da Escola Politécnica

Leia mais

RESOLUÇÃO UNESP Nº 148, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2012 Publicada no D.O.E. de , Seção I, pág. 54. JULIO CEZAR DURIGAN Reitor

RESOLUÇÃO UNESP Nº 148, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2012 Publicada no D.O.E. de , Seção I, pág. 54. JULIO CEZAR DURIGAN Reitor RESOLUÇÃO UNESP Nº 148, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2012 Publicada no D.O.E. de 15.11.12, Seção I, pág. 54 Aprova o Regulamento do Programa de Pósgraduação em Televisão Digital: Informação e Conhecimento, Curso

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA Resolução UNESP nº 64 de 18/08/2016. TÍTULO I Do Programa Aprova o Regulamento do Programa de Pós-graduação em Biotecnologia, Cursos de MESTRADO

Leia mais

EDITAL Nº 114/ de setembro DE 2016 ANO º SEMESTRE LETIVO

EDITAL Nº 114/ de setembro DE 2016 ANO º SEMESTRE LETIVO EDITAL Nº 114/2016 08 de setembro DE 2016 EDITAL DO PROCESSO PÚBLICO PARA SELEÇÃO E ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS REGULARES PARA OS CURSOS DE MESTRADO E DOUTORADO EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL ANO

Leia mais

Resolução UNESP nº 65 de 23/04/2012

Resolução UNESP nº 65 de 23/04/2012 Resolução UNESP nº 65 de 23/04/2012 Aprova o Regulamento do Programa de Pós-graduação em Ciências Odontológicas- Áreas de Odontopediatria, Ortodontia e Dentística Restauradora, Cursos de Mestrado Acadêmico

Leia mais

Resolução 01/2017-PPGEP Regulamenta o processo de seleção de Alunos Externos

Resolução 01/2017-PPGEP Regulamenta o processo de seleção de Alunos Externos Resolução 01/2017-PPGEP Regulamenta o processo de seleção de Alunos Externos O Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção PPGEP do, no uso das atribuições que lhe são conferidas no

Leia mais

NORMAS DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO INTERUNIDADES EM ENSINO DE CIÊNCIAS

NORMAS DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO INTERUNIDADES EM ENSINO DE CIÊNCIAS NORMAS DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO INTERUNIDADES EM ENSINO DE CIÊNCIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO INTERUNIDADES DE ENSINO DE CIÊNCIAS ÁREAS DE CONCENTRAÇÃO FÍSICA, QUÍMICA E BIOLOGIA Instituto de Física,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE MESTRADO EM DIREITO

REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE MESTRADO EM DIREITO REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE MESTRADO EM DIREITO Aprovado pelo Conselho da Faculdade de Direito em reunião extraordinário de 16/08/2013, Ata n. 11/2013 com as alterações aprovadas na reunião ordinário

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA METALÚRGICA RETIFICAÇÃO DE EDITAL DE SELEÇÃO NÍVEL: DOUTORADO ANO: 2017

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA METALÚRGICA RETIFICAÇÃO DE EDITAL DE SELEÇÃO NÍVEL: DOUTORADO ANO: 2017 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA METALÚRGICA RETIFICAÇÃO DE EDITAL DE SELEÇÃO NÍVEL: DOUTORADO ANO: 2017 A Coordenação do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Engenharia Metalúrgica faz saber

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS PPGCTA RESOLUÇÃO Nº 01/2016 PPGCTA

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS PPGCTA RESOLUÇÃO Nº 01/2016 PPGCTA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS PPGCTA RESOLUÇÃO Nº 01/2016 PPGCTA Estabelece o regime didático para o Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos do Programa de Pós-Graduação

Leia mais

Universidade de São Paulo. Escola de Engenharia de São Carlos. Regulamento do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica

Universidade de São Paulo. Escola de Engenharia de São Carlos. Regulamento do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica Universidade de São Paulo Escola de Engenharia de São Carlos Regulamento do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) A CCP terá como membros

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU. Nutrição e Saúde da UFLA

PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU. Nutrição e Saúde da UFLA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU Nutrição e Saúde da UFLA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO

Leia mais

Resolução UNESP nº 29, de 28/03/2014

Resolução UNESP nº 29, de 28/03/2014 Resolução UNESP nº 29, de 28/03/2014 Aprova o Regulamento do Programa de Pós-graduação em Biotecnologia Animal, Cursos de Mestrado Acadêmico e Doutorado, da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia

Leia mais

TITULO I DISPOSIÇÕES INICIAIS

TITULO I DISPOSIÇÕES INICIAIS REGIMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOLOGIA CELULAR E DO DESENVOLVIMENTO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA MESTRADO E DOUTORADO TITULO I DISPOSIÇÕES INICIAIS Art.

Leia mais

TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS

TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CAMPUS DE RIO PARANAÍBA COORDENAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Campus Universitário - Caixa Postal 22 - Rio Paranaíba - MG - 38810-000 REGULAMENTO N. 1, DE 8 DE AGOSTO

Leia mais

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOFÍSICA ESPACIAL TÍTULO I A ORGANIZAÇÃO GERAL

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOFÍSICA ESPACIAL TÍTULO I A ORGANIZAÇÃO GERAL REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOFÍSICA ESPACIAL TÍTULO I A ORGANIZAÇÃO GERAL Art. 1 - O Curso de Pós-Graduação em Geofísica Espacial (GES) do INPE, com áreas de concentração em (i) Ciência do

Leia mais

NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO ENGENHARIA DE MATERIAIS I COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP- PPGEM)

NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO ENGENHARIA DE MATERIAIS I COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP- PPGEM) 1 NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO ENGENHARIA DE MATERIAIS I COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP- PPGEM) A Comissão Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Materiais

Leia mais

Normas do PPG em Recursos Florestais I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP)

Normas do PPG em Recursos Florestais I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) Normas do PPG em Recursos Florestais ESALQ-USP (aprovado CCP em 26.05.2009) I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) A Comissão Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Recursos Florestais

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Este regulamento visa orientar os alunos referente aos objetivos, critérios, procedimentos e mecanismos de

Leia mais

Resolução UNESP no. 84 de 29/06/2012, publicado DO 30/06/2012. TÍTULO I Do Programa

Resolução UNESP no. 84 de 29/06/2012, publicado DO 30/06/2012. TÍTULO I Do Programa REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA ÁREAS DE PERIODONTIA, ENDODONTIA E IMPLANTODONTIA DA FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE ARARAQUARA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JULIO DE MESQUITA FILHO

Leia mais

EDITAL Nº 34/ de abril de 2017 ANO º SEMESTRE LETIVO

EDITAL Nº 34/ de abril de 2017 ANO º SEMESTRE LETIVO EDITAL Nº 34/2017 25 de abril de 2017 EDITAL DO PROCESSO PÚBLICO PARA SELEÇÃO E ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS REGULARES PARA OS CURSOS DE MESTRADO E DOUTORADO EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL ANO 2017

Leia mais

EDITAL DO EXAME DE SELEÇÃO 2014 DOUTORADO INTERINSTITUCIONAL EM CIÊNCIA POLÍTICA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: POLÍTICAS PÚBLICAS NA REGIÃO AMAZÔNICA

EDITAL DO EXAME DE SELEÇÃO 2014 DOUTORADO INTERINSTITUCIONAL EM CIÊNCIA POLÍTICA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: POLÍTICAS PÚBLICAS NA REGIÃO AMAZÔNICA 1 EDITAL DO EXAME DE SELEÇÃO 2014 ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: POLÍTICAS PÚBLICAS NA REGIÃO AMAZÔNICA O Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATERIAIS DA UNESP (POSMAT)

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATERIAIS DA UNESP (POSMAT) REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATERIAIS DA UNESP (POSMAT) Dos objetivos Artigo 1º O Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia de Materiais da UNESP (POSMAT),

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE TECNOLOGIA COPPE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE TECNOLOGIA COPPE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE TECNOLOGIA COPPE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA EDITAL COPPE-PEE/PÓS N o 01/2010 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

EDITAL Nº 88/ de setembro de 2017 ANO º SEMESTRE LETIVO

EDITAL Nº 88/ de setembro de 2017 ANO º SEMESTRE LETIVO EDITAL Nº 88/2017 20 de setembro de 2017 EDITAL DO PROCESSO PÚBLICO PARA SELEÇÃO E ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS REGULARES PARA OS CURSOS DE MESTRADO E DOUTORADO EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL ANO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS DELIBERAÇÃO Nº 085/2014 CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

CARTILHA PARA OS ESTUDANTES DO PROTEN

CARTILHA PARA OS ESTUDANTES DO PROTEN Universidade Federal de Pernambuco Comissão Nacional de Energia Nuclear Departamento de Energia Nuclear Programa de Pós-Graduação em Tecnologias Energéticas e Nucleares P R O T E N / U F P E CRCN- N E

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA METALÚRGICA EDITAL DE SELEÇÃO NÍVEL: DOUTORADO ANO: 2015

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA METALÚRGICA EDITAL DE SELEÇÃO NÍVEL: DOUTORADO ANO: 2015 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA METALÚRGICA EDITAL DE SELEÇÃO NÍVEL: DOUTORADO ANO: 2015 A Coordenação do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Engenharia Metalúrgica faz saber que estarão abertas

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº CEPE

RESOLUÇÃO Nº CEPE RESOLUÇÃO Nº 18-16-CEPE ALTERA REGULAMENTO DOS CURSOS LATO SENSU DA UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL, APROVADO PELA RESOLUÇÃO Nº 23-07-CEPE, COM ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS RESOLUÇOES Nº 58-12, 36-13 E

Leia mais

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOFÍSICA ESPACIAL TÍTULO I A ORGANIZAÇÃO GERAL

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOFÍSICA ESPACIAL TÍTULO I A ORGANIZAÇÃO GERAL REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOFÍSICA ESPACIAL TÍTULO I A ORGANIZAÇÃO GERAL Art. 1 - O Curso de Pós-Graduação em Geofísica Espacial (GES) do INPE, com áreas de concentração em (i) Ciência do

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO ESCOLA PAULISTA DE POLÍTICA, ECONOMIA E NEGÓCIOS CURSO DE CIÊNCIAS ATUARIAIS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES BACHARELADO EM CIÊNCIAS ATUARIAIS Regulamento das

Leia mais

Universidade Federal de Juiz de Fora Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional PROFMAT. Regimento Interno do PROFMAT UFJF

Universidade Federal de Juiz de Fora Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional PROFMAT. Regimento Interno do PROFMAT UFJF Universidade Federal de Juiz de Fora Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional PROFMAT Regimento Interno do PROFMAT UFJF Da Natureza e dos Objetivos Art. 1º O Mestrado Profissional em Matemática

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO PARA OBTENÇÃO DO MESTRADO NO PROGRAMA DE ENGENHARIA BIOMÉDICA COPPE/UFRJ

REGULAMENTAÇÃO PARA OBTENÇÃO DO MESTRADO NO PROGRAMA DE ENGENHARIA BIOMÉDICA COPPE/UFRJ REGULAMENTAÇÃO PARA OBTENÇÃO DO MESTRADO NO PROGRAMA DE ENGENHARIA BIOMÉDICA COPPE/UFRJ I INSCRIÇÃO E SELEÇÃO I.1. Poderão se inscrever para o processo seletivo de ingresso no Curso de Mestrado do Programa

Leia mais

RESOLUÇÃO UNESP Nº 01, DE 14 DE JANEIRO DE 2010.

RESOLUÇÃO UNESP Nº 01, DE 14 DE JANEIRO DE 2010. RESOLUÇÃO UNESP Nº 01, DE 14 DE JANEIRO DE 2010. Aprova o Regulamento do Programa de Pósgraduação em Engenharia Civil e Ambiental, Curso de Mestrado Acadêmico, da Faculdade de Engenharia do Câmpus de Bauru

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 01/2016

RESOLUÇÃO Nº 01/2016 RESOLUÇÃO Nº 01/2016 Modifica a Resolução 01/2014 que regulamenta o ingresso e a permanência de professores no Programa de Pós-Graduação em Educação: Conhecimento e Inclusão Social da FaE/UFMG. O Colegiado

Leia mais

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ASTROFÍSICA TÍTULO I

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ASTROFÍSICA TÍTULO I REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ASTROFÍSICA TÍTULO I DOS OBJETIVOS DO CURSO Artigo 1º - O Curso de Pós-graduação em Astrofísica conduz programas de Mestrado e Doutorado, visando à formação de especialistas

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul FACULDADE DE PSICOLOGIA

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul FACULDADE DE PSICOLOGIA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Institui regulamento para Atividades Complementares no curso de Psicologia da Faculdade de Psicologia da PUCRS FAPSI. Art. 1º - Consideram-se "Atividades Complementares"

Leia mais

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA REGIMENTO DO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA TÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES Art. 1 o O Curso de pós graduação em Computação Aplicada, doravante referido como Curso, mantém programas

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA NORMAS ESPECÍFICAS

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA NORMAS ESPECÍFICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA NORMAS ESPECÍFICAS I COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DE PROGRAMA CCP A Comissão Coordenadora de Programa (CCP) do Programa de Pós-Graduação em Matemática do

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU USJT REGULAMENTO INTERNO DO CURSO DE MESTRADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DO ENVELHECIMENTO CEPE 23/10/2013 I - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º O Curso de Mestrado

Leia mais

Projeto Político Pedagógico e Regimento. Programa de Pré-Mestrado em Telecomunicações e áreas correlatas

Projeto Político Pedagógico e Regimento. Programa de Pré-Mestrado em Telecomunicações e áreas correlatas Projeto Político Pedagógico e Regimento Programa de Pré-Mestrado em Telecomunicações e áreas correlatas Escola Politécnica da Universidade de São Paulo Comissão do Curso de Engenharia Elétrica Ênfase Telecomunicações

Leia mais

EDITAL 009/2015 SELEÇÃO AO CURSO DE DOUTORADO EM EDUCAÇÃO

EDITAL 009/2015 SELEÇÃO AO CURSO DE DOUTORADO EM EDUCAÇÃO Reconhecido pela Portaria MEC nº 1.077, de 31 de agosto de 2012, publicada no Diário Oficial da União em 3 de setembro de 2012, Seção 1, p. 12. 1 Da abertura EDITAL 009/2015 SELEÇÃO AO CURSO DE DOUTORADO

Leia mais

Normas do Programa Medicina Tropical I. COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP)

Normas do Programa Medicina Tropical I. COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) Normas do Programa Medicina Tropical I. COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) I.1 Por se tratar de Programa único a Comissão Coordenadora do Programa é a própria CPG. II - CRITÉRIOS DE

Leia mais

Universidade de São Paulo. Escola de Engenharia de São Carlos. Regulamento do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil (Estruturas)

Universidade de São Paulo. Escola de Engenharia de São Carlos. Regulamento do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil (Estruturas) Universidade de São Paulo Escola de Engenharia de São Carlos Regulamento do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil (Estruturas) I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DE PROGRAMA (CCP) A CCP terá

Leia mais

ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO NORMAS ESPECÍFICAS DA CPG DA EPUSP Aprovada pela Câmara de Normas e Recurso em Sessão de 09.08.2006 ÍNDICE I TAXAS II CRITÉRIOS DE SELEÇÃO III PRAZOS IV CRÉDITOS MÍNIMOS EXIGIDOS V LÍNGUA ESTRANGEIRA VI

Leia mais

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA TÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES TÍTULO II DA ORGANIZAÇÃO GERAL

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA TÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES TÍTULO II DA ORGANIZAÇÃO GERAL REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA TÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES Art. 1º O Curso de pós-graduação em Computação Aplicada, doravante referido como Curso, mantém programas

Leia mais

NORMAS DO PROGRAMA DE MATEMÁTICA APLICADA

NORMAS DO PROGRAMA DE MATEMÁTICA APLICADA NORMAS DO PROGRAMA DE MATEMÁTICA APLICADA I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) A Comissão Coordenadora do Programa é constituída da seguinte forma: Coordenador do Programa; Suplente

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS LITERÁRIOS REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS,

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS LITERÁRIOS REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS, PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS LITERÁRIOS REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS, ÁREA DE CONCENTRAÇÃO ESTUDOS LITERÁRIOS TÍTULO I DA NATUREZA E OBJETIVOS Art. 1º Este regulamento se

Leia mais

NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA ENGENHARIA AMBIENTAL DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS - PPG SEA -

NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA ENGENHARIA AMBIENTAL DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS - PPG SEA - NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA ENGENHARIA AMBIENTAL DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS - PPG SEA - I COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) A Comissão Coordenadora

Leia mais

REGULAMENTO DA PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM GESTÃO DO CONHECIMENTO NAS ORGANIZAÇÕES PPGGCO MESTRADO ACADÊMICO

REGULAMENTO DA PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM GESTÃO DO CONHECIMENTO NAS ORGANIZAÇÕES PPGGCO MESTRADO ACADÊMICO MESTRADO ACADÊMICO Sumário CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS... 3 CAPÍTULO II DA ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA... 4 CAPÍTULO III DA ORGANIZAÇÃO DIDÁTICO-CIENTÍFICA... 5 Seção I Da Estrutura Curricular... 5 Seção II

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 187 de 01/08/2016 CAS

RESOLUÇÃO N o 187 de 01/08/2016 CAS RESOLUÇÃO N o 187 de 01/08/2016 CAS Disciplina o procedimento da Universidade Positivo (UP) para Reconhecimento de Diplomas, de Mestrado e Doutorado, obtidos no exterior. O CONSELHO ACADÊMICO SUPERIOR

Leia mais

NORMAS DO PROGRAMA DE MESTRADO NACIONAL PROFISSIONAL EM ENSINO DE FÍSICA - MNPEF, POLO UFABC.

NORMAS DO PROGRAMA DE MESTRADO NACIONAL PROFISSIONAL EM ENSINO DE FÍSICA - MNPEF, POLO UFABC. NORMAS DO PROGRAMA DE MESTRADO NACIONAL PROFISSIONAL EM ENSINO DE FÍSICA - MNPEF, POLO UFABC. O Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física MNPEF, é um mestrado profissional em rede, coordenado

Leia mais

ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA NORMAS ESPECÍFICAS

ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA NORMAS ESPECÍFICAS ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA NORMAS ESPECÍFICAS I COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) A CCP do Programa de Pós-graduação em ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA será constituída pelo Coordenador do

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE FILOSOFIA, LETRAS E CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE LETRAS CLÁSSICAS E VERNÁCULAS

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE FILOSOFIA, LETRAS E CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE LETRAS CLÁSSICAS E VERNÁCULAS PROGRAMA DE MESTRADO PROFISSIONAL EM LETRAS EM REDE NACIONAL PROFLETRAS /USP NORMAS ESPECÍFICAS I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) A Comissão Coordenadora do Programa (CCP) constitui-se

Leia mais