REGA ESPAÇOS VERDES - BASE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGA ESPAÇOS VERDES - BASE"

Transcrição

1 Curso: Rega Espaços Verdes - Base Formador: Eng.º Bartolomeu Perestrello Especialista em projeto e instalação de sistemas de rega, tem como objetivo dar a conhecer as melhores técnicas e ferramentas, ensinando na prática a conceber um projeto eficiente. No vasto leque de projetos realizados em Portugal, destacam-se: Jardim de Serralves (Porto); Jardim do Lago (Covilhã); Jardim do Campo Grande (Lisboa); Hotel Sana Falésia, EPC SANA Algarve Hotel, Praia da Falésia (Albufeira); Jardim Botânico do Faial, Faial (Açores). A nível internacional destacam-se: Entreposto do Turismo de Zeralda (Argélia) e os Serviços Presidência (Guiné Equatorial). REGA ESPAÇOS VERDES - BASE ntrodução 1.1. Ciclos e usos da água 1.2. Projetos de jardins eficientes 1.3. Necessidades hídricas dos espaços verdes: Economia de água Evapotranspiração nfluência do vento na eficiência da rega 1.4. Evolução sistemas de rega - espaços verdes Hidráulica Fundamentos para sistemas de rega (princípios básicos) 2.1. Glossário / Termos técnicos 2.2. Mecânica de fluidos - princípios básicos: Volume Caudal Velocidade média Pressão (estática e dinâmica) Conduta principal Cálculo Ramais / Setores Altimetria Perdas de Carga 2.3. Rega (sob pressão) Equipamentos e acessórios 3.1. Rega localizada 3.2. Rega pulverização 3.3. MP Rotator 3.4. Aspersores 3.5. Eletroválvulas 3.6. Programadores 9V e 24V 3.7. Tubagem 3.8. Sistema de bombagem (noções) 3.9. Filtragem (noções) V Projeto 4.1. Regras / projeto 4.2. mplantação dos aspersores 4.3. Pluviometria 4.4. Número de setores 4.5. Tempos de rega 4.6. mplantação eletroválvulas 4.7. Escolha de eletroválvulas 4.8. Cabos elétricos 4.9. Controladores

2 Curso: Rega Espaços Verdes - Profissional Formador: Eng.º Bartolomeu Perestrello Especialista em projeto e instalação de sistemas de rega, tem como objetivo dar a conhecer as melhores técnicas e ferramentas, ensinando na prática a conceber um projeto eficiente. No vasto leque de projetos realizados em Portugal, destacam-se: Jardim de Serralves (Porto); Jardim do Lago (Covilhã); Jardim do Campo Grande (Lisboa); Hotel Sana Falésia, EPC SANA Algarve Hotel, Praia da Falésia (Albufeira); Jardim Botânico do Faial, Faial (Açores). A nível internacional destacam-se: Entreposto do Turismo de Zeralda (Argélia) e os Serviços Presidência (Guiné Equatorial). REGA ESPAÇOS VERDES - PROFSSONAL Hidráulica Fundamentos para sistemas de rega Programação sistema de rega 1.1. Glossário / termos técnicos 1.2. Mecânica de fluidos - princípios básicos: Volume Caudal Velocidade média Pressão (estática e dinâmica) Conduta principal Cálculo Ramais / setores Altimetria Perdas de carga 1.3. Rega (sob pressão) 2.1. Realização de exercícios práticos com programadores V Sistema de rega por descodificadores Sistema de bombagem 3.1. Descodificadores - controlo simples e fiável 3.2. Conceito e instalação de um sistema de rega por descodificadores 3.3. Cabo elétrico para descodificadores 3.4. Vantagens 4.1. Tipos de bombas 4.2. Dados necessários para a escolha da bomba 4.3. nterpretar uma curva da bomba V Sistema de filtragem 5.1. Porquê filtrar? 5.2. Tipos de filtros 5.3. Dimensionamento do sistema de filtragem 5.4. Recomendações V Diagnóstico / resolução de problemas V V Execução de um projeto Gestão de um sistema de rega 7.1. Realização de um projeto de rega de um jardim (moradia)

3 Curso: Rega Agrícola Formador: Eng.º Paulo de Carvalho Engenheiro Agrónomo especialista em sistemas de rega, workaholic assumido e acima de tudo, um apaixonado pelo trabalho. Em 1991, após concluir o Bacharelato em Produção Agrícola, envereda pela temática da rega na empresa Prolavra Lda, que lhe proporcionou entre outros, o curso de irrigation designer em srael. Em 1999, após ter desenvolvido atividade como diretor comercial da Regagest e de ter trabalhado como projetista freelancer de sistemas de rega, licencia-se em Engenharia Agronómica, pela Escola Superior de Castelo Branco. Em 2001 como diretor de vendas da Hubel rrigation Sistems, participa como orador em diversas palestras. Atualmente é acionista e gerente da empresa EngenhariaLiquida - Tecnologias de água unip. Lda. Destaca-se como consultor e projetista de sistemas de rega em Portugal e no estrangeiro. Tem em elaboração o Manual Técnico e Prático de Sistemas de rega a lançar brevemente e que apoiará quem exerce atividade profissional no segmento da rega quer Agrícola quer de Espaços Verdes. REGA AGRÍCOLA Tipos de rega 1.1. Macro irrigação - vantagens / inconvenientes 1.2. Micro irrigação - vantagens / inconvenientes 1.3. Os diferentes tipos de rega por aspersão (pivot / enroladores / coberturas totais fixas e móveis) 1.4. Rega gota a gota / diferentes tipos de gotejadores / noções de rega por impulsos Noções de necessidades hídricas / Evapotranspiração 2.1. Princípios de hidráulica Noções de caudal, pressão, velocidade, perdas de carga, etc. Cálculo básico de perdas de carga e construção de tabelas para apuramento de perdas de carga num sistema de rega Parâmetros de rega V Componentes de um sistema de rega 4.1. Bombagem 4.2. Filtragem 4.3. Emissores 4.4. Condutas 4.5. Fertirrega 4.6. Automatização (tipos de programadores e aprendizagem de programação) 4.7. Equipamentos de controlo e proteção V Projeto 5.1. Execução de projeto de rega

4 Curso: Sistemas de bombagem Formador: Sérgio Alegre Técnico com bastante experiência na montagem de sistemas de bombagem nas mais variadas situações. Tem como objetivo dar a conhecer os diferentes tipos de bomba, assim como todos os acessórios necessários à montagem e correto desempenho do sistema de bombagem. Do vasto leque de instalações, destacam-se: Sistema de Bombagem na Escola Agrícola da Paiã Odivelas; o Sistema de Bombagem do Parque Municipal Lagoa de Santo André e o Sistema de Bombagem do Campo Desportivo MTBA. Trabalha por conta própria e está inscrito na Direção Geral de Energia com o número SSTEMAS DE BOMBAGEM Noções básicas de eletricidade 1.1. Voltagens monofásicas 1.2. Voltagens trifásicas Bombas 2.1. Bombas monofásicas 2.2. Bombas trifásicas Quadros elétricos 3.1. Quadros de nível 3.2. Quadros discontactores 3.3. Quadros digitais 3.4. Aplicações V Pressostatos 4.1. Pressostatos bipolares 4.2. Pressostatos tripolares 4.3. Aplicações V Presscontrol e Autoclave 5.1. Presscontrol 5.2. Autoclave 5.3. Aplicações V Exercícios 6.1. Montagem de bombas

5 Curso: Piscinas - Tratamento e Manutenção Formadora: Eng.ª Lara Oliveira Breve descrição sobre a formadora: Colabora atualmente com a Certikin Portugal SA, empresa especializada no tratamento de Piscinas Públicas, desempenhando atividades comerciais e gestão de contratos e apoio nas áreas técnicas junto dos clientes (Municípios, Resorts, etc). Durante 11 anos, desempenhou funções de gestão do tratamento e controlo qualidade dos circuitos de água de um Grupo Hoteleiro, tendo sido responsável pela elaboração, implementação a acompanhamento dos planos de tratamento, de manutenção e de limpeza das instalações, designadamente das piscinas e jacuzzis. Foi também responsável pela contratação, formação e coordenação das equipas de trabalho (piscineiros) na execução das suas tarefas. Colaborou com a Acquawise Consulting, no âmbito da avaliação e gestão de risco de Legionella em instalações com sistemas de água que promovam condições favoráveis à proliferação e disseminação da bactéria. É licenciada em Engenharia Alimentar pela Universidade do Algarve e pós-graduada em Engenharia Sanitária pela Universidade Nova de Lisboa. A sua atividade profissional tem sido amplamente desenvolvida em instalações industriais (hotéis) e edifícios coletivos (piscinas municipais), contando com know-how e conhecimento operativo das instalações (funcionamento e manutenção), permitindo o desenvolvimento de programas de tratamento, manutenção e de controlo eficientes, capazes de responder às necessidades de cada instalação, de forma sustentável (poupança energética, recursos humanos, etc). PSCNAS - TRATAMENTO E MANUTENÇÃO Programa 1.º Dia Enquadramento 1.1. Breve história 1.2. Classificação das piscinas (finalidade, uso e manutenção) 1.3. Funções e responsabilidades do técnico 1.4. mportância: Limpeza, filtração e desinfeção da água Sistema recirculação 2.1. Esquema hidráulico e princípio funcionamento 2.2. Capacidade volúmica e lotação 2.3. Caudal recirculação e tempo renovação 2.4. Equipamento tanque, função e critérios dimensionamento: Skimmers e regulador nível, ralo fundo, bocas impulsão, bocas aspiração e terminais ligação, grelhas e ângulos para caleiras, tubagens, bombas e tanque compensação Sistema filtragem 3.1. Função e princípio funcionamento 3.2. Tipos de filtros (areia, cartucho, diatomite, etc) 3.3. dentificação e caraterização dos princípios componentes: Meios filtrantes (areia silex, leito vidro, zeolite, diatomite, carvão ativ do); Sistema difusão (braços coletores ou crepinas); Válvulas 6 vias (manual e automática); Manómetros; Tampas; Bujão, etc 3.4. Operações de manutenção: Lavagem; Desincrustação e desinfeção cargas filtrantes; Substituição areias e braços coletores V Projeto 4.1. Capacidade volúmica e lotação máxima recomendada 4.2. Dimensionamento sistema recirculação 4.3. Dimensionamento sistema filtragem MKT.CUDELL-OS.SET2015

6 Curso: Piscinas - Tratamento e Manutenção Formadora: Eng.ª Lara Oliveira PSCNAS - TRATAMENTO E MANUTENÇÃO Programa 2.º Dia V Limpeza e manutenção 5.1. Generalidades (contaminantes, função da limpeza e critérios de seleção dos produtos) 5.2. Materiais e equipamentos de limpeza: Apanha-folhas; Mangueiras aspiração e terminais; Escovas de fundo / parede / cantos; Aspiradores manuais; Aspiradores automáticos hidráulicos e elétricos (cuidados especiais de manuseamento e manutenção) 5.3. Soluções de limpeza e desinfeção: Desengordurantes; Desincrustantes; Limpador inox; Germicidas / Desinfetantes; Soluções específicas para piscinas de fibra / liner 5.4. Operações de limpeza: Plano de limpeza diário; Plano de limpeza semanal; Plano de manutenção anual V Tratamento da água 6.1. Equilíbrio químico 6.2. Desinfeção da água: Diferenciação dos tipos de cloro; Aplicação de dosagem; Controlo sub-produtos de desinfeção e ácido cianúrico; Desinfetantes isentos de cloro (Bromo, oxigénio); Outros processos de desinfeção (Radiação e eletrólise) 6.3. Prevenção algas, floculação, invernação, acidentes fecais 6.4. Tratamentos corretivos: Água turva; Água verde com algas; Água colorida (preta, castanha, verde), transparente; Água com espuma; Água com excesso de cloro; ph não altera e consumo excessivo de cloro V Produtos 7.1. Fichas técnicas e fichas de segurança 7.2. Segurança da manipulação 7.3. Preparação e armazenagem Programa 3.º Dia V Equipamento, dosagem e controlo automático 8.1. Equipamento dosagem: Tipos doseadores (peristálticos, membrana, etc); Funcionamento e regulação; nstalação; Manutenção 8.2. Sistema de controlo automático: Tipos de sistemas e possíveis combinações (sondas ph, redox, cloro); Funcionamento e regulação; nstalação; Manutenção X Medição e controlo 9.1. Controlo interno: Análises de rotina; Equipamento de análise (pooltesteres, tiras analíticas, fotómetros); Colheitas e procedimentos de análise; nspeção e instalação 9.2. Controlo externo: Legislação; Análises laboratoriais X Encerramento / Orçamentação Apresentação e elaboração plano manutenção para verão e inverno Orçamentação - Plano de manutenção Dúvidas e esclarecimentos MKT.CUDELL-OS.SET2015

7 Curso: Piscinas - Poolcare Formador: Eng.º Mário Silva Mário Silva, 33 anos, Licenciado em Engenharia Civil, Mestre em Gestão comercial com especialização em estratégias de gestão e de relacionamento com o cliente (CRM), e pós-graduado em Higiene e segurança no trabalho. Acumula uma experiência profissional de 16 anos iniciada na área de projeto. Em 2005 iniciou a atividade comercial direta com o cliente onde mais tarde teve a oportunidade de trabalhar como gestor de produto. Trabalhou de forma indireta o mercado das piscinas durante cerca de 7 anos, e diretamente há 6 anos. Representa a Zodiac desde o início da sua atividade em Portugal, em 2010, onde é responsável pela marca no Centro, Norte e lhas, e na implementação das ferramentas de tecnologias de informação de apoio ao negócio. PSCNAS - POOLCARE Aspiradores elétricos e hidráulicos 1.1. Caraterísticas técnicas 1.2. nstalação 1.3. Dimensionamento 1.4. Resolução de problemas 1.5. Demonstração de produtos Eletrólise de Sal 2.1. Caraterísticas técnicas 2.2. nstalação 2.3. Dimensionamento 2.4. Resolução de problemas 2.5. Demonstração de produtos Doseamento e controlo 3.1. Caraterísticas técnicas 3.2. nstalação 3.3. Dimensionamento 3.4. Resolução de problemas 3.5. Demonstração de produtos

8 Curso: Piscinas - Climatização Formador: Eng.º Mário Silva Mário Silva, 33 anos, Licenciado em Engenharia Civil, Mestre em Gestão comercial com especialização em estratégias de gestão e de relacionamento com o cliente (CRM), e pós-graduado em Higiene e segurança no trabalho. Acumula uma experiência profissional de 16 anos iniciada na área de projeto. Em 2005 iniciou a atividade comercial direta com o cliente onde mais tarde teve a oportunidade de trabalhar como gestor de produto. Trabalhou de forma indireta o mercado das piscinas durante cerca de 7 anos, e diretamente há 6 anos. Representa a Zodiac desde o início da sua atividade em Portugal, em 2010, onde é responsável pela marca no Centro, Norte e lhas, e na implementação das ferramentas de tecnologias de informação de apoio ao negócio. PSCNAS - CLMATZAÇÃO Bombas de calor / permutadores 1.1. Caraterísticas técnicas 1.2. nstalação 1.3. Dimensionamento Gama de desumidificação 2.1. Caraterísticas técnicas 2.2. nstalação 2.3. Dimensionamento Bomba de calor (prática) 3.1. Possibilidade de demonstração da bomba de calor

REGA ESPAÇOS VERDES - BASE

REGA ESPAÇOS VERDES - BASE Curso: Rega Espaços Verdes - Base Formador: Eng.º Bartolomeu Perestrello Especialista em projeto e instalação de sistemas de rega, tem como objetivo dar a conhecer as melhores técnicas e ferramentas, ensinando

Leia mais

Controlo de Legionella em Hotelaria

Controlo de Legionella em Hotelaria Controlo de Legionella em Hotelaria Dra. Núria Adroer André Travancas Porto - 24 de outubro de 2013 WORKSHOP Prevenção e Controlo de Legionella nos Sistemas de Água Objetivos Problemas das instalações

Leia mais

- Enquadramento Legal Abordagem genérica das questões associadas à QAI; Enquadramento Legal.

- Enquadramento Legal Abordagem genérica das questões associadas à QAI; Enquadramento Legal. Cursos de atualização profissional para revalidação da credenciação técnica (nº 6, art. 22º DL79/2006 de 4 Abril) Referenciais mínimos aprovados pela Comissão Tripartida Revalidação da Credenciação a TIM

Leia mais

APOSTILA : TRATAMENTO DE PISCINA

APOSTILA : TRATAMENTO DE PISCINA APOSTILA : TRATAMENTO DE PISCINA Trat Bem Piscinas sempre pensando em você! TRATAMENTO DE PISCINA Introdução Para manter a água da piscina limpa e saudável é necessário que seja feito dois tipos de tratamento

Leia mais

COMO TRATAR A ÁGUA DA PISCINA

COMO TRATAR A ÁGUA DA PISCINA COMO TRATAR A ÁGUA DA PISCINA CAPACIDADE DA PISCINA Antes de iniciar qualquer tratamento na sua piscina, deve conhecer qual a capacidade (vol.) de mesma. Desta forma, poderá calcular exatamente as dosagens

Leia mais

AMBIENTAL MS PROJETOS EQUIPAMENTOS E SISTEMAS

AMBIENTAL MS PROJETOS EQUIPAMENTOS E SISTEMAS AMBIENTAL MS PROJETOS EQUIPAMENTOS E SISTEMAS MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA PLUVIAL MS TAC 4000 REV.02 2 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO AO SISTEMA DE TRATAMENTO PARA REUSO....

Leia mais

CONHEÇA O SISTEMA HIDRÁULICO DE UMA PISCINA

CONHEÇA O SISTEMA HIDRÁULICO DE UMA PISCINA TRATAMENTO FÍSICO Consiste na remoção de todas impurezas físicas visíveis na água ou depositadas nas superfícies internas das piscinas, como por exemplo, as folhas, os insetos, poeiras, argila, minerais

Leia mais

INSTRUÇÕES DE COMO FLOCULAR A ÁGUA TURVA DE SUA PISCINA:

INSTRUÇÕES DE COMO FLOCULAR A ÁGUA TURVA DE SUA PISCINA: COMO MANTER A SUA PISCINA!! TROCA DA ÁGUA A água de sua piscina é permanente, ou seja, sendo bem cuidada jamais haverá necessidade de troca. Mesmo que por eventual descuido ela esteja bastante irregular.

Leia mais

www.setimep.com SETIMEP ENGENHARIA, AMBIENTE E ENERGIA

www.setimep.com SETIMEP ENGENHARIA, AMBIENTE E ENERGIA www.setimep.com SETIMEP ENGENHARIA, AMBIENTE E ENERGIA Certificação ISO 9001:2008 ACTIVIDADE E SERVIÇOS Engenharia, construção e instalação de equipamentos industriais, destacando-se: - Tratamento de efluentes

Leia mais

ENERGIA GEOTÉRMICA & SISTEMAS DE CLIMATIZAÇÃO

ENERGIA GEOTÉRMICA & SISTEMAS DE CLIMATIZAÇÃO ENERGIA GEOTÉRMICA & SISTEMAS DE CLIMATIZAÇÃO ENERGIA GEOTÉRMICA Definição Recurso geotérmico -Fluidos e formações geológicas do sub-solo, de temperatura elevada, cujo calor seja suscetível de aproveitamento

Leia mais

Sistemas térmicos aplicados

Sistemas térmicos aplicados Sistemas térmicos aplicados LNEG 8 Julho 2015 BUILD UP Skills FORESEE IEE/13/BWI 702/SI2.680177 BUILD UP Skills FORESEE September 2014 to February 2017 Temas gerais 1 hora - Teórica Legislação sobre Segurança

Leia mais

EQUIPAMENTOS. Transferência mecânica:

EQUIPAMENTOS. Transferência mecânica: EQUIPAMENTOS Transferência mecânica: Objetivos do equipamento: a) Garantir o acesso seguro à piscina para qualquer pessoa, b) Previnir possíveis riscos de acidente nas transferências ou manipulações, c)

Leia mais

Colectores Solares para Aquecimento de Água

Colectores Solares para Aquecimento de Água Colectores Solares para Aquecimento de Água Pavilhões Desportivos e Piscinas S. T. Spencer silvino.spencer@adene.pt PORQUÊ A ESCOLHA DE PISCINAS E PAVILHÕES? Porquê a Escolha de Piscinas e Pavilhões?

Leia mais

Objetivos: Potencial para aplicação ST em grandes instalações: Água quente sanitária. Água quente de processo Água quente para arrefecimento

Objetivos: Potencial para aplicação ST em grandes instalações: Água quente sanitária. Água quente de processo Água quente para arrefecimento Objetivos: Potencial para aplicação ST em grandes instalações: Água quente sanitária. Água quente de processo Água quente para arrefecimento Introdução Potencial ST Grandes Instalações 23 out Introdução

Leia mais

INTRODUÇÃO. 1 Por a piscina a funcionar

INTRODUÇÃO. 1 Por a piscina a funcionar INTRODUÇÃO 1 Por a piscina a funcionar Instruções para o início da temporada 1 Se for necessário, deve reparar a superfície do vaso da piscina. Limpar com uma solução de 10 cc de Algidelsa por litro de

Leia mais

Manual de manutenção de piscinas

Manual de manutenção de piscinas Manual de manutenção de piscinas Indice Os nosso produtos 1 Capacidade da piscina 2 Desinfecção e fitração da água 3 Arranque da piscina 4 ph da água 5 Prevenção de algas 5 Programa de manutenção 6 Preparação

Leia mais

Tirar o melhor partido da sua água de refrigeração com a ProMinent Soluções completas para o tratamento da água de refrigeração

Tirar o melhor partido da sua água de refrigeração com a ProMinent Soluções completas para o tratamento da água de refrigeração Tirar o melhor partido da sua água de refrigeração com a ProMinent Soluções completas para o tratamento da água de refrigeração Printed in Germany, PT PM 009 04/06 P MT23 0 04/06 P B Tratamento da água

Leia mais

MANUAL DE MANUTENÇÃO DE PISCINAS

MANUAL DE MANUTENÇÃO DE PISCINAS MANUAL DE MANUTENÇÃO DE PISCINAS Índice Introdução... 3 Funcionamento da Filtração... 4 Funcionamento da Válvula múltivias... 5 Lavagem ou Descolmatação do Filtro... 6 Tempo de Filtração Diária... 7 Desinfecção

Leia mais

EQUILIBRIO da ÁGUA. TRATAMENTO DE ÁGUA DETERGÊNCIA INDUSTRIAL CONSUMÍVEIS p/ RESTAURAÇÃO E HOTELARIA DETERGENTES TÊXTEIS

EQUILIBRIO da ÁGUA. TRATAMENTO DE ÁGUA DETERGÊNCIA INDUSTRIAL CONSUMÍVEIS p/ RESTAURAÇÃO E HOTELARIA DETERGENTES TÊXTEIS EQUILIBRIO da ÁGUA NíVEIS de ph e alcalinidade ph mais sólido PRODUTO NO.: FORUSPLUS PH Produto: FORUSPLUS PH - ph Mais Sólido Categoria: Equílibrio da Água 15Kg COD: Q082 Descrição: Incrementador de ph

Leia mais

Despoeiramento industrial Ventilação Ecologia Recuperação de energia Pintura e Acabamento

Despoeiramento industrial Ventilação Ecologia Recuperação de energia Pintura e Acabamento Despoeiramento industrial Ventilação Ecologia Recuperação de energia Pintura e Acabamento A Empresa Sediada na Trofa há mais de 25 anos, somos uma empresa dinâmica que oferece uma gama de soluções que

Leia mais

Termo de Entrega & Garantia das Piscinas NADO LIVRE

Termo de Entrega & Garantia das Piscinas NADO LIVRE Termo de Entrega & Garantia das Piscinas NADO LIVRE Agradecimento A NADO LIVRE ARTE EM PISCINAS agradece a você a preferência e deseja momentos repetidos de alegrias. Para nós foi muito importante ajudá-lo

Leia mais

A CHAVE PARA A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

A CHAVE PARA A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA A CHAVE PARA A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Agenda Enquadramento dos consumos Energéticos nos Edifícios e no ramo Hoteleiro Enerbiz Conceito Geral e explicação funcional Conclusões e Aspetos Gerais Índice Enquadramento

Leia mais

Cursos Sistemas Vapor 2015

Cursos Sistemas Vapor 2015 Cursos Sistemas Vapor 2015 Acção de formação para: Directores de produção Desenhadores de instalações Gerentes de fábrica Engenheiros de processo Engenheiros de projecto Instaladores Gestores de energia

Leia mais

DE FERTILIZANTES E Outras características específicas da bomba:

DE FERTILIZANTES E Outras características específicas da bomba: BOMBAS INJECTORAS DE FERTILIZANTES E SUBSTÂNCIAS QUÍMICAS As bombas injectoras de fertilizantes da Amiad não precisam de fonte externa de alimentação, dado que nelas está incorporado um motor hidráulico

Leia mais

SISTEMAS DE FILTRAÇÃO

SISTEMAS DE FILTRAÇÃO SISTEMAS DE FILTRAÇÃO CONCEITO DE FILTRAÇÃO Filtração é o processo de remoção de partículas sólidas de um meio líquido que passa através de um meio poroso. Desta forma, os materiais sólidos presentes no

Leia mais

índice Rigsun 04 Sistema SANI 06 Sistema POLI 08 Sistema MEGA 10 Sistema GIGA 10 Legislação 11

índice Rigsun 04 Sistema SANI 06 Sistema POLI 08 Sistema MEGA 10 Sistema GIGA 10 Legislação 11 A sua energia solar índice Rigsun 04 Sistema SANI 06 Sistema POLI 08 Sistema MEGA 10 Sistema GIGA 10 Legislação 11 A sua energia solar.rigsun. A Rigsun é a nova marca nacional de sistemas solares térmicos.

Leia mais

CUBOS FILTRO PRESSURIZADO 5.000 10.000 15.000

CUBOS FILTRO PRESSURIZADO 5.000 10.000 15.000 MANUAL DO USUÁRIO CUBOS FILTRO PRESSURIZADO 5.000 10.000 15.000 M.U. REVISÃO 001 www.cubos.com.br 2 1) INTRODUÇÃO... 3 2) PEÇAS... 3 3) INSTRUÇÕES DE USO... 3 3.1) MONTAGEM... 3 3.1.1) POSICIONAMENTO DO

Leia mais

ECODISBOX LIMPEZA PROFISSIONAL. Sistema de limpeza concentrado

ECODISBOX LIMPEZA PROFISSIONAL. Sistema de limpeza concentrado ECODISBOX LIMPEZA PROFISSIONAL Sistema de limpeza concentrado POUPANÇA EM EMBALAGENS MENOR CARGA DE PRODUTOS C100 ECODISBOX DOSEADOR DETERGENTE ECODISBOX PT40000895 DETERGENTE LAVAGEM MECÂNICA DE LOUÇA

Leia mais

BOMBAS SUBMERSÍVEIS SOLARES

BOMBAS SUBMERSÍVEIS SOLARES BOMBAS SUBMERSÍVEIS SOLARES BOMBA SUBMERSÍVEL SOLAR PS As bombas submersíveis PS são produtos de alta qualidade, concebidos para um abastecimento de água potável mais elevado, água para pecuária, gestão

Leia mais

MANUAL DE MANUTENÇÃO DE PISCINAS PRIVADAS

MANUAL DE MANUTENÇÃO DE PISCINAS PRIVADAS MANUAL DE MANUTENÇÃO DE PISCINAS PRIVADAS As piscinas necessitam de cuidado e manutenção correta para as conservar em perfeitas condições de higiene e limpeza. Para além da própria natureza da água da

Leia mais

Índice. Centros de Formação Vulcano 03 Programa de Formação 04 Cursos: Esquentadores e Termoacumuladores. Aquecimento Central e A.Q.S.

Índice. Centros de Formação Vulcano 03 Programa de Formação 04 Cursos: Esquentadores e Termoacumuladores. Aquecimento Central e A.Q.S. PROGRAMA DE FORMAÇÃO 2013 Índice ENTRADA DO CENTRO DE FORMAÇÃO - AVEIRO Centros de Formação Vulcano 03 Programa de Formação 04 Cursos: Esquentadores e Termoacumuladores E1 Águas Quentes Sanitárias 04

Leia mais

Sistemas de recuperação de águas pluviais

Sistemas de recuperação de águas pluviais Ambietel Tecnologias Ambientais, Lda UPTEC P.MAR Av. Liberdade, s/n 4450-718 Leça da Palmeira Telef: +351 225 096 087 Sistemas de recuperação de águas pluviais A água da chuva é um recurso natural que

Leia mais

Programa de Unidade Curricular

Programa de Unidade Curricular Programa de Unidade Curricular Faculdade Faculdade de Engenharia Licenciatura Engenharia e Gestão Industrial Unidade Curricular Instalações e Serviços Industriais Semestre: 5 Nº ECTS: 6,0 Regente José

Leia mais

Erro! ROTEIRO PARA INSPEÇÃO SISTEMAS E SOLUÇÕES ALTERNATIVAS COLETIVAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA COM REDE DE DISTRIBUIÇÃO

Erro! ROTEIRO PARA INSPEÇÃO SISTEMAS E SOLUÇÕES ALTERNATIVAS COLETIVAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA COM REDE DE DISTRIBUIÇÃO Erro! ROTEIRO PARA INSPEÇÃO SISTEMAS E SOLUÇÕES ALTERNATIVAS COLETIVAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA COM REDE DE DISTRIBUIÇÃO Formulário de Entrada de Dados - PARTE A - IDENTIFICAÇÃO DO SISTEMA OU SOLUÇÃO ALTERNATIVA

Leia mais

A solução Integrada para o tratamento de Água para Consumo Humano

A solução Integrada para o tratamento de Água para Consumo Humano A solução Integrada para o tratamento de Água para Consumo Humano A solução Integrada para o tratamento de Água para Consumo Humano A legislação nacional relativa à qualidade da água para consumo humano

Leia mais

Especialistas em Agua

Especialistas em Agua Especialistas em Agua Instalações Assistencia Técnica - Manutenção Preventiva Localização GPS W: 7.92724 N: 37.05104 Campicontrol Automatizações Agrícolas e Industriais, Lda Sitio do Chelote - Campinas

Leia mais

Tecnologia de sistemas.

Tecnologia de sistemas. Tecnologia de sistemas. HYDAC Dinamarca HYDAC Polônia HYDAC Brasil HYDAC Índia HYDAC China HYDAC França HYDAC Alemanha Seu parceiro profissional para a tecnologia de sistemas. Com mais de 7.500 colaboradores

Leia mais

Mediar Limpeza e Desinfecção de Sistemas AVAC, Lda. dos edifícios Qualidade do ar interior. Mediar Limpeza e desinfecção de sistemas AVAC, LDA

Mediar Limpeza e Desinfecção de Sistemas AVAC, Lda. dos edifícios Qualidade do ar interior. Mediar Limpeza e desinfecção de sistemas AVAC, LDA Mediar Limpeza e Desinfecção de Sistemas AVAC, Lda. Plano de Manutenção AVAC, segundo o regulamento dos sistemas it energéticos de climatização dos edifícios Qualidade do ar interior Mdid Medidas a serem

Leia mais

HYDAC KineSys Sistemas de acionamento

HYDAC KineSys Sistemas de acionamento HYDAC KineSys Sistemas de acionamento Veículos de manuseio de materiais Usinas termelétricas Máquinas injetoras de plástico Seu parceiro profissional para soluções de acionamento Todas as condições para

Leia mais

Série e-svtm Electrobombas verticais multicelulares em aço inoxidável

Série e-svtm Electrobombas verticais multicelulares em aço inoxidável Série e-svtm Electrobombas verticais multicelulares em aço inoxidável Campo de rendimentos hidráulicos extra efficient: extra eficiente A hidráulica recentemente concebida da e-sv TM, combinada com um

Leia mais

Rega mais eficiente com bombas de velocidade variável

Rega mais eficiente com bombas de velocidade variável GRUNDFOS REGA Rega mais eficiente com bombas de velocidade variável A pensar na agricultura moderna Quando os tempos assim o exigiram, a agricultura moderna sempre conseguiu adoptar novas técnicas com

Leia mais

Sistemas de recuperação de águas pluviais

Sistemas de recuperação de águas pluviais Ambietel Tecnologias Ambientais, Lda UPTEC P.MAR Av. Liberdade, s/n 4450-718 Leça da Palmeira Telef: +351 225 096 087 Sistemas de recuperação de águas pluviais A água da chuva é um recurso natural que

Leia mais

APROVEITAMENTO DA ÁGUA DA CHUVA EM EDIFICAÇÕES

APROVEITAMENTO DA ÁGUA DA CHUVA EM EDIFICAÇÕES APROVEITAMENTO DA ÁGUA DA CHUVA EM EDIFICAÇÕES Elisabete Peres Bertolo Engenheira Civil Mestre em Engenharia do Ambiente Aproveitamento da água das chuvas numa casa australiana (Apostolidis, 2003). Museu

Leia mais

Programa de Treinamentos 2015

Programa de Treinamentos 2015 Programa de Treinamentos 2015 Introdução A Bosch Rexroth tem compromisso com a qualidade de seus treinamentos. Baseado nesse compromisso, a área de Didática da Bosch Rexroth desenvolveu uma série de cursos

Leia mais

Projeto Heróis da Água Fase III - 2014/2015

Projeto Heróis da Água Fase III - 2014/2015 O projeto O Projeto Heróis da Água é promovido pela EMAS de Beja e pela Câmara Municipal de Beja, enquadra-se na área da sensibilização e educação ambiental. O projeto mantem-se pelo 3.º ano e continua

Leia mais

Largo Ramos da Costa, 7520 Sines. Responsável pelos sectores de Eletricidade e de Serralharia da Autarquia.

Largo Ramos da Costa, 7520 Sines. Responsável pelos sectores de Eletricidade e de Serralharia da Autarquia. M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Oliveira, José Manuel Santana De Oliveira Morada Praceta Nau Roxo, Lote n.º 5 Sines 7520-268 SINES Telefone 961740416 Fax 269630239 Correio electrónico

Leia mais

Pack Tempérys. Tempérys. Ventilação de conforto com regulação integrada > ventilação. caixas com bateria de aquecimento integrada e auto-regulada

Pack Tempérys. Tempérys. Ventilação de conforto com regulação integrada > ventilação. caixas com bateria de aquecimento integrada e auto-regulada ventilação Tempérys caixa de insuflação com revestimento duplo e bateria de aquecimento eléctrico Pack Tempérys caixa de insuflação + caixa de extracção com revestimento duplo, sistema de comando e de

Leia mais

Hotéis Dom Pedro. Lara Lamas de Oliveira (+351) 91 8822798 laralamas@gmail.com

Hotéis Dom Pedro. Lara Lamas de Oliveira (+351) 91 8822798 laralamas@gmail.com Hotéis Dom Pedro (+351) 91 8822798 laralamas@gmail.com 2 Palace Lisboa Marina Baia Garajau Madeira Dom Pedro Algarve Golf Resort Portobelo Meia Praia 3 Pressão /Exigências dos Operadores Turísticos Riscos

Leia mais

MILLICHILLING TM NOVO SISTEMA DE FILTRAÇÃO ALTERNATIVO ÀS TERRAS DIATOMÁCEAS E FILTROS TANGENCIAIS INTRODUÇÃO

MILLICHILLING TM NOVO SISTEMA DE FILTRAÇÃO ALTERNATIVO ÀS TERRAS DIATOMÁCEAS E FILTROS TANGENCIAIS INTRODUÇÃO MILLICHILLING TM NOVO SISTEMA DE FILTRAÇÃO ALTERNATIVO ÀS TERRAS DIATOMÁCEAS E FILTROS TANGENCIAIS INTRODUÇÃO A procura de alternativas para a filtração com terras diatomáceas gerou muito interesse entre

Leia mais

Amboretto Skids. Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, papel e água

Amboretto Skids. Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, papel e água Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, celulose e água 1 Disponível para Locação, Leasing e Cartão Amboretto Skids Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, papel

Leia mais

DESCRITIVO MODELO BIRDIE

DESCRITIVO MODELO BIRDIE 2010 DESCRITIVO MODELO BIRDIE Processo de Tratamento da Água da Piscina Electrólise do Sal A Electrólise do Sal é o meio mais natural e não agressivo de controlar a quantidade de produção de Cloro, na

Leia mais

PLANO DE TRATAMENTO E MONITORIZAÇÃO DA QUALIDADE DA ÁGUA CONTROLO E DESINFEÇÃO DAS ÁREAS UTILIZADAS PELOS UTENTES

PLANO DE TRATAMENTO E MONITORIZAÇÃO DA QUALIDADE DA ÁGUA CONTROLO E DESINFEÇÃO DAS ÁREAS UTILIZADAS PELOS UTENTES PLANO DE TRATAMENTO E MONITORIZAÇÃO DA QUALIDADE DA ÁGUA CONTROLO E DESINFEÇÃO DAS ÁREAS UTILIZADAS PELOS UTENTES Piscina Municipal do Parque de Campismo de Mirandela ÍNDICE 1. Enquadramento Legal 3 2.

Leia mais

A NOSSA GAMA DE MOTO-BOMBAS TIPOS DE MOTO-BOMBAS ALTURA DE ELEVAÇÃO

A NOSSA GAMA DE MOTO-BOMBAS TIPOS DE MOTO-BOMBAS ALTURA DE ELEVAÇÃO Moto-Bombas 12 A NOSSA GAMA DE Das moto-bombas portáteis mais pequenas às grandes moto-bombas para resíduos, a Honda tem uma gama concebida para os mais diversos usos. Perfeitas para quem pretende um funcionamento

Leia mais

www.cubos.com.br 2 1) INTRODUÇÃO 3 2) PEÇAS 3 3) INSTRUÇÕES DE USO 3 4) MANUTENÇÃO 5 5) ESPECIFICAÇÕES 6 6) GARANTIA 6 7) CONTATO 6

www.cubos.com.br 2 1) INTRODUÇÃO 3 2) PEÇAS 3 3) INSTRUÇÕES DE USO 3 4) MANUTENÇÃO 5 5) ESPECIFICAÇÕES 6 6) GARANTIA 6 7) CONTATO 6 MANUAL DO USUÁRIO CUBOS UV LIGHT 8W PRO 15W 30W 15W CRISTAL DE QUARTZO 30W CRISTAL DE QUARTZO 55W HO CRISTAL DE QUARTZO 75W HO CRISTAL DE QUARTZO 36W COMPACTO CRISTAL DE QUARTZO 60W COMPACTO CRISTAL DE

Leia mais

TRATAMENTO DA ÁGUA. PISCINAS Conselhos Úteis

TRATAMENTO DA ÁGUA. PISCINAS Conselhos Úteis PISCINAS Conselhos Úteis TRATAMENTO DA ÁGUA Como calculo a capacidade de água da minha piscina? Antes de iniciar qualquer tratamento na piscina, deve conhecer qual a sua capacidade (volume). Desta forma,

Leia mais

RESOLVENDO PROBLEMAS DE TRATAMENTO QUÍMICO DA SUA PISCINA

RESOLVENDO PROBLEMAS DE TRATAMENTO QUÍMICO DA SUA PISCINA RESOLVENDO PROBLEMAS DE TRATAMENTO QUÍMICO DA SUA PISCINA Os problemas que ocorrem na piscina podem geralmente ser resolvidos com um tratamento padrão descrito para cada caso, sendo adaptado para cada

Leia mais

Filtros e Bombas. A Piscina dos seus Sonhos.

Filtros e Bombas. A Piscina dos seus Sonhos. Dúvidas Filtros e Bombas A Piscina dos seus Sonhos. - Filtros Água vazando para o esgoto. Nas opções filtrar e recircular, observo através do visor de retrolavagem que a água continua indo para o esgoto

Leia mais

BOMBAS AUTOFERRANTES ASTRAL

BOMBAS AUTOFERRANTES ASTRAL BOMBAS AUTOFERRANTES ASTRAL BOMBAS SPRINT Baixo nível sonoro devido aos suportes de borracha em que se apoia. Motor protecção IP-55. Cesto pré-filtro de grande capacidade. Caudais em 11h a 8 m.c.a. p/

Leia mais

Solução de Aquecimento de Águas de Elevada Eficiência

Solução de Aquecimento de Águas de Elevada Eficiência Solução de Aquecimento de Águas de Elevada Eficiência Gama 04 Gama de 2013 O que é Therma V? 06 O que é Therma V? Vantagens Therma V 08 Elevada Eficiência Energética 10 Programação Semanal 12 Instalação

Leia mais

MASSA 201-1 PAG. 1-12 MATERIAL DE LUBRIFICAÇÃO 420,00 640,00 670,00 150,00 920,00 280,00 1.580,00. 20/30Kg (c/ carro 4351)

MASSA 201-1 PAG. 1-12 MATERIAL DE LUBRIFICAÇÃO 420,00 640,00 670,00 150,00 920,00 280,00 1.580,00. 20/30Kg (c/ carro 4351) MASSA PAG. 1-12 4920 4061 4920CEZZ Carro com Bomba para Massa 20/30Kg (c/ carro 4351) 420,00 4020 Bomba de Massa 50:1 20-30Kg 300,00 4060 Bomba de Massa 50:1 50-60Kg 310,00 4080 Bomba de Massa 50:1 180-200Kg

Leia mais

GRUPO ROLEAR. Porque há coisas que não podem parar!

GRUPO ROLEAR. Porque há coisas que não podem parar! GRUPO ROLEAR Porque há coisas que não podem parar! INOVAÇÃO COMO CHAVE DO SUCESSO Desde 1979, com sede no Algarve, a Rolear resulta da oportunidade identificada pelo espírito empreendedor do nosso fundador

Leia mais

Aplicação de sistema hidráulico em uma estação de tratamento e elevação de água

Aplicação de sistema hidráulico em uma estação de tratamento e elevação de água Aplicação de sistema hidráulico em uma estação de tratamento e elevação de água Luciana MENDONÇA 1 ; Fádua Maria do Amaral SAMPAIO 2 ; Laureilton José Almeida BORGES 3 ; Haroldo Machado de OLIVEIRA 4 ;

Leia mais

-Sistema Eléctrico: Electricidade programador cabos e consequentemente electroválvulas

-Sistema Eléctrico: Electricidade programador cabos e consequentemente electroválvulas Conceitos gerais sobre rega de espaços verdes O que é um sistema de rega automática? - Instalação cujos componentes são totalmente fixos e onde o arranque, funcionamento e a paragem se efectua automaticamente

Leia mais

CATÁLOGO DAS MÁQUINAS DE PRESSÃO ÁGUA FRIA E QUENTE

CATÁLOGO DAS MÁQUINAS DE PRESSÃO ÁGUA FRIA E QUENTE CATÁLOGO DAS MÁQUINAS DE PRESSÃO ÁGUA FRIA E QUENTE K2195 / 2175 TS KRANZLE Máquinas profissionais monofásicas de água fria. Com bomba profissional de baixa rotação, lanças de jato regulável e rotativa

Leia mais

Fórmula ideal para a economia e alto desempenho. Economia em alta temperatura.

Fórmula ideal para a economia e alto desempenho. Economia em alta temperatura. A FASTERM Economia em alta temperatura. A Fasterm tem uma linha de soluções de aquecimento da água para o banho que garante até 75% de economia. Você instala e testa por 60 dias sem pagar nada por isso.

Leia mais

EMPRESA DE CONSULTADORIA EM CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL. edifícios e território.

EMPRESA DE CONSULTADORIA EM CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL. edifícios e território. Auditorias energéticas em edifícios públicos Isabel Santos ECOCHOICE Abril 2010 EMPRESA DE CONSULTADORIA EM CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL EMPRESA DE CONSULTADORIA EM CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL Somos uma empresa de

Leia mais

- Manual Prático e Fundamentos. SNatural Meio Ambiente

- Manual Prático e Fundamentos. SNatural Meio Ambiente Tratamento de Água - Manual Prático e Fundamentos SNatural Meio Ambiente Rua das Orquídeas, 94 Vila Mariana SP São Paulo 04050 000 Fone: 11 5072 5452 www.snatural.com.br snatural@sti.com.br 1 Tratamento

Leia mais

Um sistema bem dimensionado permite poupar, em média, 70% a 80% da energia necessária para o aquecimento de água que usamos em casa.

Um sistema bem dimensionado permite poupar, em média, 70% a 80% da energia necessária para o aquecimento de água que usamos em casa. Mais Questões Isildo M. C. Benta, Assistência Técnica Certificada de Sistemas Solares Quanto poupo se instalar um painel solar térmico? Um sistema bem dimensionado permite poupar, em média, 70% a 80% da

Leia mais

Soluções de Energia Solar. Março de 2007. www.senso.pt

Soluções de Energia Solar. Março de 2007. www.senso.pt Soluções de Energia Solar Março de 2007 www.senso.pt ENERGIA E CONSTRUÇÃO Crescente aplicação de energias renováveis Mudança do modelo energético Símbolo de distinção para construções de qualidade Resposta

Leia mais

AQUECEDOR SOLAR ALTO RENDIMENTO Mod NL2013 Manual de instalação para piscinas

AQUECEDOR SOLAR ALTO RENDIMENTO Mod NL2013 Manual de instalação para piscinas AQUECEDOR SOLAR ALTO RENDIMENTO Mod NL2013 Manual de instalação para piscinas PISCINAS RESIDENCIAIS /COMERCIAIS /ESPORTIVAS /ACADEMIAS Este manual fornece informações relacionadas à instalação, utilização

Leia mais

FreziPUMP Com Sol, tenha Água!

FreziPUMP Com Sol, tenha Água! FreziPUMP Com Sol, tenha Água! A Frezite apresenta uma vasta gama de equipamentos para captação e gestão da água, o que permite escolher a melhor solução para o seu projeto. Apostamos em soluções autónomas

Leia mais

ESTUDO TÉCNICO E ECONÔMICO PARA IMPLANTAÇÃO DE REÚSO DE ÁGUA EM UMA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE EFLUENTES SANITÁRIOS DE UMA INDÚSTRIA ELETRÔNICA.

ESTUDO TÉCNICO E ECONÔMICO PARA IMPLANTAÇÃO DE REÚSO DE ÁGUA EM UMA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE EFLUENTES SANITÁRIOS DE UMA INDÚSTRIA ELETRÔNICA. ESTUDO TÉCNICO E ECONÔMICO PARA IMPLANTAÇÃO DE REÚSO DE ÁGUA EM UMA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE EFLUENTES SANITÁRIOS DE UMA INDÚSTRIA ELETRÔNICA. Nilton de Paula da Silva 1 Ederaldo Godoy Junior 2 José Rui

Leia mais

O que é filtragem? Técnicas de filtragem para irrigação. Porque utilizar a filtragem? Distribuição das partículas sólidas

O que é filtragem? Técnicas de filtragem para irrigação. Porque utilizar a filtragem? Distribuição das partículas sólidas Técnicas de filtragem para irrigação Prof. Roberto Testezlaf Faculdade de Engenharia Agrícola UNICAMP IV SIMPÓSIO DE CITRICULTURA IRRIGADA Bebedouro, 06 de julho de 2006 O que é filtragem? Processo de

Leia mais

Programa de Treinamentos 2014

Programa de Treinamentos 2014 Programa de Treinamentos 2014 Introdução A Bosch Rexroth tem compromisso com a qualidade de seus treinamentos. Baseado nesse compromisso, a Divisão Service - Didática da Bosch Rexroth desenvolveu uma série

Leia mais

bombas águas limpas acessórios de instalação de bombas bomba auto-ferrante sondas de nível ligação PPAR latão válvula de retenção

bombas águas limpas acessórios de instalação de bombas bomba auto-ferrante sondas de nível ligação PPAR latão válvula de retenção bombas águas limpas acessórios de instalação de bombas sondas de nível ligação PPAR latão válvula de retenção acessórios aperto tubagens tubagens válvula de esfera autoclave quadro protecção e controle

Leia mais

Albicalor, Lda. Rua Comendador Martins Pereira 3850-089 Albergaria-a-Velha

Albicalor, Lda. Rua Comendador Martins Pereira 3850-089 Albergaria-a-Velha Para produzir a cerâmica Majolica são necessárias duas semanas. O resultado é um produto exclusivo que não desgasta e tem propriedades termo condutoras. As imperfeições minusculas, tais como as micro pepitas,

Leia mais

Apresentação Wintek.Center... 4. Programa das Ações de Formação... 3. Básico de Refrigeração e Climatização... 6

Apresentação Wintek.Center... 4. Programa das Ações de Formação... 3. Básico de Refrigeração e Climatização... 6 ÍNDICE Apresentação Wintek.Center... 4 Programa das Ações de Formação... 3 Básico de Refrigeração e Climatização... 6 Automação, Controlo e Instrumentação... 7 Electricidade de Sistemas de Refrigeração

Leia mais

Modelo: Índice de nacionalização (mínimo): Em valor: % Em peso: % Descrição técnica: Área irrigada: de a ha/h

Modelo: Índice de nacionalização (mínimo): Em valor: % Em peso: % Descrição técnica: Área irrigada: de a ha/h Sistema de irrigação Pivot Central / Linear /h Constituído de: (Quantidades) Pivot Central de a Torres de a Motoredutores de a Pressão de operação: de a Tubulação de interligação do Pivot a Motobomba do

Leia mais

Academia Rain Bird Guia de Treinamento para Irrigação 2015

Academia Rain Bird Guia de Treinamento para Irrigação 2015 Academia Rain Bird Guia de Treinamento para Irrigação 2015 Descrição dos Treinamentos BEM-VINDO À ACADEMIA RAIN BIRD A Academia Rain Bird oferece uma diferenciada seleção de cursos profissionalizantes

Leia mais

Case Study Boavista Golf. Sistema de Monitorização e Controlo da Produção de Água para Rega de Campos de Golfe.

Case Study Boavista Golf. Sistema de Monitorização e Controlo da Produção de Água para Rega de Campos de Golfe. Case Study Boavista Golf Sistema de Monitorização e Controlo da Produção de Água para Rega de Campos de Golfe. Introdução Portugal é considerado, por muitos especialistas, um dos melhores lugares para

Leia mais

Ventilação na Restauração

Ventilação na Restauração Ventilação na Restauração As deficiências na climatização e na exaustão de fumos dos Restaurantes são um problema frequente. Muitas vezes há deficiente extracção de fumos, com caudais de ar insuficientes,

Leia mais

TECNOLOGIA HIDRÁULICA

TECNOLOGIA HIDRÁULICA TECNOLOGIA HIDRÁULICA Contaminação dos fluidos hidráulicos: Filtro Símbolo 08/04/2008 Marcio Gomes 2 Contaminação dos fluidos hidráulicos: Filtro Fibra de vidro grossa Elementos filtrantes Fibra de vidro

Leia mais

CALDEIRA MURAL A GÁS CM ACUMULAÇÃ DINÂMICA Conforto inteligente Agora com H-MD Alta modulação para um maior conforto e poupança Novo Acumulação dinâmica melhorada para o utilizador de água quente mais

Leia mais

Comunicado Técnico 08

Comunicado Técnico 08 Comunicado Técnico 08 ISSN 2177-854X Setembro. 2010 Uberaba - MG Automação em Sistemas de Irrigação Responsáveis: Ana Paula P.M.Guirra E-mail: anappmg_irrig@yahoo.com.br Tecnóloga em Irrigação e Drenagem;

Leia mais

a excelência do clima sistemas VRF

a excelência do clima sistemas VRF a excelência do clima VRF UNIDADES INTERIORES 5 MODELOS / 37 VERSÕES UNIDADES EXTERIORES 3 MODELOS / 36 VERSÕES Mural Cassette 4 vias Mini - VRF VRF VRF Plus Parede / Tecto Módulos Básicos Módulos Básicos

Leia mais

Cli l m i ati t z i ação Soluções Eficientes

Cli l m i ati t z i ação Soluções Eficientes Climatização Soluções Eficientes Indíce 1 Energias Renováveis Aerotermia, Energia Solar 2 Eficiência Energética Tecnologias, Regulamento 3 Bombas de Calor Soluções 4 Ar condicionado Gamas, Sistemas 1 Energias

Leia mais

AUTON solução economia saúde proteção ambiental

AUTON solução economia saúde proteção ambiental Índice. APRESENTAÇÃO... 2 DESSALINIZAÇÃO POR OSMOSE REVERSA... 3 ESTAÇÃO DE TRATAMENTO EM SKID... 4 ESTAÇÃO DE TRATAMENTO EM CONTAINER... 5 ABRANDADORES... 6 FILTRO REMOVEDOR DE FERRO E MANGANÊS... 9 FILTROS

Leia mais

PRESSEINFORMATION COMUNICADO DE IMPRENSA

PRESSEINFORMATION COMUNICADO DE IMPRENSA PRESSEINFORMATION COMUNICADO DE EcoCWave da Dürr Ecoclean: Qualidade superior, eficiência de custos e confiabilidade de processo na lavagem à base de água Filderstadt/Germany, junho 2014 com sua EcoCWave,

Leia mais

Manómetros digitais. We measure it. testo 550, testo 557, testo 570 Medição digital, trabalho eficiente

Manómetros digitais. We measure it. testo 550, testo 557, testo 570 Medição digital, trabalho eficiente We measure it. Manómetros digitais testo 550, testo 557, testo 570 Medição digital, trabalho eficiente Resultados de medição exatos mesmo em condições extremas de trabalho bar micron psi kpa C / F MPa

Leia mais

ANEXO I - DOS CENTROS TECNOLÓGICOS, UNIDADES TEMÁTICAS, CARGA-HORÁRIA, NÚMERO DE VAGAS, CURSOS, REQUISITOS MÍNIMOS E TEMAS.

ANEXO I - DOS CENTROS TECNOLÓGICOS, UNIDADES TEMÁTICAS, CARGA-HORÁRIA, NÚMERO DE VAGAS, CURSOS, REQUISITOS MÍNIMOS E TEMAS. ERRATA 001 - EDITAL 013/2013/ITEP/OS Onde lê-se: ANEXO I - DOS CENTROS TECNOLÓGICOS, UNIDADES TEMÁTICAS, CARGA-HORÁRIA, NÚMERO DE VAGAS, CURSOS, REQUISITOS MÍNIMOS E TEMAS. CT CURSO DISCIPLINA CH VAGAS

Leia mais

Curriculum de Mecânica dos Fluidos

Curriculum de Mecânica dos Fluidos Curriculum de Mecânica dos Fluidos A Nível I Introdução à Mecânica dos Fluidos (30 horas) A.1 - Princípios e grandezas físicas em Mecânica dos Fluidos A1.1 Conceitos físico-matemáticos elementares A.1.1.1

Leia mais

Apresentação ECTEL S T A R T

Apresentação ECTEL S T A R T Apresentação ECTEL START Quem Somos A Luftech atua no mercado desde 1992 desenvolvendo soluções para problemas ambientais causados por Resíduos Perigosos. Trabalhamos visando racionalidade econômica, segurança

Leia mais

Equipamento automáticos de dosagem

Equipamento automáticos de dosagem Equipamento automáticos de dosagem WATERSENS... 242 WATERSENS PRO... 243 WATERSENS HOME... 244 FOTOMETRO DE PISCINA... 245 SÉRIE EVO POOL BASIC... 246 POOL BASIC DUPLO... 247 DOSEADORES DE PASTILHAS COMERCIAIS...

Leia mais

Plano Curricular Plano Curricular PlanoCurricular

Plano Curricular Plano Curricular PlanoCurricular Área de formação 522. Eletricidade e Energia Curso de formação Técnico/a de Instalações Elétricas Nível de qualificação do QNQ 4 Componentes de Sociocultural Duração: 775 horas Científica Duração: 400

Leia mais

COMPONENTES PRINCIPAIS DO DESSALINIZADOR

COMPONENTES PRINCIPAIS DO DESSALINIZADOR COMPONENTES PRINCIPAIS DO DESSALINIZADOR 03 TUBOS DE ALTA PRESSÃO Nestes tubos estão instaladas as membranas, onde os espelhos de travamento, tubulações e mangueiras devem estar bem encaixados e sem vazamento.

Leia mais

ETAMAX. Unidade de tratamento de ar autónoma de elevada eficiência. versões. principais características. Feio & Comp

ETAMAX. Unidade de tratamento de ar autónoma de elevada eficiência. versões. principais características. Feio & Comp ETAMAX Unidade de tratamento de ar autónoma de elevada eficiência Caudais: 4.000-25.000 m 3 /h alta eficiência ETAMAX, são unidades de tratamento de ar novo de elevada eficiência do tipo compacto com circuito

Leia mais

Reabilitação, manutenção e eficiência Poços

Reabilitação, manutenção e eficiência Poços CONSULTORÍA DE INGENIERÍA PARA SOLUCIONES INTEGRADAS Reabilitação, manutenção e eficiência Poços Reabilitação, manutenção e eficiência Reabilitação de poços Ações imediatas, funcionamento ótimo Investimento

Leia mais

DOSADORES HIDRÁULICOS MULTI-PROPÓSITOS

DOSADORES HIDRÁULICOS MULTI-PROPÓSITOS DOSADORES HIDRÁULICOS MULTI-PROPÓSITOS Os dosadores de produtos químicos MixRite são acionados unicamente por meio da água, sem outro requerimento adicional de energia. Dosadores Um passo adiante tubos

Leia mais

Unidades, Grandezas e Propriedades

Unidades, Grandezas e Propriedades 1 Refrigeração I Bases e Fundamentos Unidades, Grandezas e Propriedades Capítulo I Figura I.4 Equivalência entre as Escalas de Temperaturas Onde a cor é fundamental 2 Figura I.9 Diagrama Temperatura Entalpia

Leia mais