Sistema ajuda Rede de Saúde Santa Marcelina a melhorar o tempo de resposta dos serviços de emergência prestados aos pacientes com ataque cardíaco

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistema ajuda Rede de Saúde Santa Marcelina a melhorar o tempo de resposta dos serviços de emergência prestados aos pacientes com ataque cardíaco"

Transcrição

1 Conexão NÚMERO 42 ANO 7 SET OUT 2014 Telemedicina Sistema ajuda Rede de Saúde Santa Marcelina a melhorar o tempo de resposta dos serviços de emergência prestados aos pacientes com ataque cardíaco PÁGINA 6 QUALIDADE ITAIM PAULISTA MAIS ATENDIMENTOS EXCELÊNCIA MEIO AMBIENTE Cidade Tiradentes avalia desempenho de fornecedores Equipe do Escritório da Qualidade é reestruturada Santa Marcelina de Itaquá amplia serviço de Hemodiálise Agência Transfusional de Itaquera é certificada pela ABHH Unidade da APS participa do projeto Composta São Paulo PÁGINA 7 PÁGINA 8 PÁGINA 2 PÁGINA 11 PÁGINA 4

2 2 EDITORIAL Tecnologia a favor da vida É com muito orgulho que compartilhamos nesta edição com os nossos leitores a mais nova conquista da Rede de Saúde Santa Marcelina. Graças à nossa credibilidade e excelência, fomos convidados para iniciarmos um projeto piloto de telemedicina desenvolvido por grandes nomes da indústria da tecnologia e pesquisa da área da saúde, chamado de LATIN. Fomos a primeira instituição de saúde do Brasil a receber essa tecnologia, que em pouco mais de três meses, já apresentou resultados mais significativos, pois estamos conseguindo aumentar as chances de vida de pacientes que dão entrada no atendimento de emergência com infarto do miocárdio, oferecendo um atendimento e tratamento em até 45 minutos, que corresponde a metade do tempo sugerido em protocolos para esse tipo de caso. É um avanço muito grande, como poderão ler nas páginas seguintes, que tivemos a honra de sermos convidados a participar e vamos corresponder fazendo o que melhor sabemos: cuidar de vidas! E não estamos sozinhos nesta jornada. Além de nossos colaboradores desde equipes assistenciais até administrativas, temos também recebido o apoio da iniciativa privada, órgãos públicos e de pessoas físicas, que nos fazem constantes doações mensais, nos ajudando com recursos para ampliar os serviços na área assistencial. Ainda nesta edição, damos destaque também para as ações focadas no aumento da qualidade, que são importantes para mantermos a nossa excelência, como por exemplo, os esforços do Hospital Geral Santa Marcelina do Itaim Paulista em manter a certificação Nível II e a implantação do Kanban no Pronto-Socorro, a Campanha de Sobrevivência à Sepse, realizada por Itaquera, a aposta do Hospital de Itaquaquecetuba no Protocolo de Londres para notificação de risco e a certificação da Agência Transfusional 2ºD do Hospital de Itaquera, que recebeu a certificação pela Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia. Na parte da inclusão social, destacamos a excelente iniciativa da APS que desenvolveu a Copa da Inclusão voltada para usuários dos serviços da Saúde Mental. Além de incentivar a prática da atividade esportiva, a ação também ajuda essas pessoas a se relacionarem e descobrirem uma nova realidade, extra tratamento. Boa leitura. Um cordial abraço e até a próxima, Ir. Rosane Ghedin, Diretora-Presidente do Hospital Santa Marcelina MODERNIZAÇÃO Itaim inicia revitalização de áreas internas Para tornar suas instalações mais humanizadas para usuários e colaboradores, o Hospital Geral Santa Marcelina do Itaim Paulista está fazendo intervenções em sua estrutura com a revitalização e realizando obras para mudança de design em áreas assistenciais. O resgate da ambientação interna foi possível graças a um planejamento financeiro voltado para o gerenciamento de recursos e prevê as seguintes melhorias: Adequação técnica dos ambientes, corrigindo instalações provisórias para definitivas, gerando mais segurança e conforto nos ambientes relacionados; A sala de sutura do Pronto-Socorro receberá o foco cirúrgico, melhorando as condições de assistência dos médicos cirurgiões; Adequação do Laboratório com a instalação do sistema de arcondicionado, de acordo com as normas técnicas; Revitalização das ambulâncias, com reforma total dos veículos, gerando mais conforto e segurança no transporte. Novidade Hospital Santa Marcelina de Itaquá anuncia ampliação da Hemodiálise Para atender à demanda da região do Alto Tietê, o Hospital Santa Marcelina de Itaquaquecetuba iniciou as obras para o novo serviço de Hemodiálise. Para tanto, alguns setores como Supervisão de Enfermagem, Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), Educação Continuada, Faturamento e Arquivo foram realocados para instalação desta nova unidade. As obras estão sendo promovidas em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde e a expectativa é que sejam concluídas até o final do ano. Vale lembrar que o Santa Marcelina de Itaquaquecetuba é referência regional em saúde e a realização desta obra trará muitos benefícios à população do município e todo o Alto Tietê.

3 3 PROTOCOLO DE LONDRES Itaquá aposta em nova metodologia para notificação de risco Reestruturação da metodologia de trabalho do Núcleo de Segurança do Paciente com notificações A notificação é um instrumento de comunicação da ocorrência de algum risco ou incidente dentro da instituição, feita por colaboradores de maneira voluntária. É um canal essencial para que se possa trabalhar na redução de riscos de danos associados à assistência em saúde até um mínimo aceitável. Dada à importância das notificações para a cultura de segurança, o Escritório da Qualidade do Hospital Santa Marcelina de Itaquaquecetuba, em parceria com o Núcleo de Segurança do Paciente (NSP), propôs refinar a metodologia de trabalho com um novo fluxo de notificações. A nova definição está focada em: Classificar os riscos e as não conformidades conforme a sua gravidade e probabilidade; Conceituar os incidentes conforme a Classificação Internacional de Segurança do Paciente da OMS (Organização Mundial da Saúde); Revisar o instrumento norteador de investigação, a partir de uma abordagem estruturada e sistemática baseada no Protocolo de Londres. Trata-se de um processo de investigação de incidentes e análises desenvolvidas em contexto de investigação, que foi adaptado para o uso prático pelos gestores de riscos e outros treinados em investigação de incidente. Este processo garante uma investigação exaustiva e pensativa, com análise de um incidente indo além da identificação mais comum de falhas e culpas. Fluxo de Trabalho Com a nova metodologia, os incidentes graves e moderados, bem como os riscos com elevado potencial de causar danos, serão tratados pelo NSP. Os demais incidentes continuarão sendo avaliados pelo gestor da área. A expectativa é que, a partir de agora com a nova metodologia, o Núcleo de Segurança do Paciente conduza suas atividades de maneira mais efetiva na redução da probabilidade de ocorrência de eventos adversos, resultantes da exposição aos cuidados em saúde, focando nos processos de cuidado e em melhorias contínuas. ACONTECEU 3ª EDIÇÃO DA JORNADA INTERINSTITUCIONAL DE FISIOTERAPIA FOI UM SUCESSO No dia 27 de setembro, aconteceu a terceira edição da Jornada Interinstitucional de Fisioterapia, na Unidade Itaquera da Faculdade Santa Marcelina (FASM), com a participação de 200 pessoas. Os alunos do curso de Fisioterapia e fisioterapeutas da Rede de Saúde Santa Marcelina participaram de palestras e workshops sobre a temática Fisioterapia: da humanização à excelência. A atividade também recebeu convidados de fora da instituição. Segundo os organizadores, o evento proporcionou muito aprendizado e experiência a todos os participantes. A terceira edição da Jornada Interinstitucional de Fisioterapia foi coordenada por profissionais de todas as unidades de saúde da Rede de Santa Marcelina, são eles: Alberto Eiji Yamane (Supervisor do Serviço de Fisioterapia de Itaquaquecetuba), Cássia Xavier Santos (Coordenadora da Fisioterapia da FASM), Débora Dupas G. Nascimento (APS Santa Marcelina), Selma Andréa Bossolini Villardo (Supervisora do Serviço de Fisioterapia de Tiradentes), Sidnei Américo Toscano (Supervisor do Serviço de Fisioterapia do Itaim Paulista) e Wendell Rodrigo Ramos (Gestor Estratégico da Fisioterapia Santa Marcelina de Itaquera). Mais informações: Saiba mais sobre o Protocolo de Londres Qualivida Projeto beneficia pacientes com tromboembolismo venoso Colaboração: Sidnei Américo Toscano, Supervisor da Fisioterapia Com o objetivo de melhorar as funções cardiorespiratória e neurofuncional de pacientes que fazem parte do grupo de tratamento do Protocolo de Tromboembolismo Venoso (TEV), o Hospital Geral Santa Marcelina do Itaim Paulista criou o Projeto Qualivida. A iniciativa abrange a fisioterapia motora em grupo com os pacientes, que são selecionados pelas equipes médicas, de enfermagem e fisioterapia, com base nos critérios estabelecidos pelo protocolo. Além da prevenção do tromboembolismo, da síndrome do imobilismo e dos consequentes danos relacionados à essas patologias, o Projeto Qualivida tem o foco na humanização da assistência e a integralidade do cuidado, pois permite a integração dos pacientes em grupo, estimulando a autonomia a manutenção da atividade motora do indivíduo. FISIOTERAPEUTAS COMEMORAM DATA Durante o mês de outubro, foram promovidos alguns eventos em comemoração ao Dia do Fisioterapeuta, celebrado no dia 13. Aconteceu uma Missa em Ação de Graças no dia 17, em Itaquera, e o Serviço de Fisioterapia do Hospital realizou um momento de capacitação com a realização da palestra Ventilação Mecânica nos Pacientes Neurológicos.

4 4 MEIO AMBIENTE UBS/AE Carvalho recebe Composteiras Domésticas A UBS/AE Carvalho, localizada na região da Penha, é a primeira unidade a receber as Composteiras Domésticas para trabalhos e desenvolvimento sustentável com a comunidade local, do projeto Composta São Paulo. O projeto é uma ação da Secretaria de Serviços da Prefeitura de São Paulo, que faz parte do SP Recicla - uma rede de iniciativas para melhor destinação dos resíduos da cidade, com idealização e execução da Morada da Floresta. A compostagem é um processo de valorização do lixo orgânico doméstico (frutas, legumes, vegetais, serragem, resto de podas, entre outros), que consiste na decomposição por ação de micro-organismos que, na presença de oxigênio (processo aeróbio), originam uma substância designada composto, que é utilizado como adubo para beneficiar o solo e plantas. A equipe da UBS AE Carvalho foi sorteada, pelo Projeto Composta São Paulo, juntamente com alguns usuários da unidade, para receber uma Composteira Doméstica e participar de oficinas de compostagem e plantio. Benefícios A Composteira Doméstica tem muitos benefícios. Para o meio ambiente, ajuda na redução do lixo enviado para aterros, impulsiona o descarte adequado de outros resíduos, estimula o plantio, resgata a conexão com a natureza e ajuda na conscientização sobre os problemas e soluções do meio ambiente. Por resgatar a conexão com a natureza, a Composteira Doméstica serve como terapia ocupacional, aliviando o estresse, exercitando o corpo e a mente e, consequentemente, melhorando a qualidade de vida. A Composteira Doméstica é uma forma simples e prática de conscientizar as pessoas das suas próprias ações, despertando-as ao mesmo tempo para a problemática da gestão inadequada do lixo, finaliza Almir Amorim, gestor de Meio Ambiente da APS Santa Marcelina. VAGAS APS abre processo seletivo Em setembro, a área de Movimentação de Pessoas da APS iniciou o processo seletivo para o cargo de Escriturários Administrativo, com 976 inscritos. Após a análise do currículos recebidos, cerca de 670 candidatos que atenderam aos requisitos para realização do processo, foram convocados pela área para realizar a segunda etapa do processo, a prova escrita, aplicada na Faculdade Santa Marcelina, em Itaquera. Desses foram aprovados 335 candidatos, que participaram da prova prática, que avalia os conhecimentos e operacionalização nos sistemas de informática. Sendo que desta etapa, 70 candidatos aprovados foram contratados para os diversos serviços da instituição. QUALIDADE Itaquera avança na implantação do Protocolo Sepse O Setor de Qualidade do Hospital Santa Marcelina de Itaquera tem avançado no processo de implantação do Protocolo Sepse. Várias estratégias vêm sendo inseridas na unidade, visando o diagnóstico e tratamento precoce deste tipo de infecção, a diminuição da taxa de morbidade e mortalidade e, consequentemente, a redução dos custos hospitalares com internações prolongadas. No mês de setembro, nos dias 3, 4 e 5, uma das principais ações promovidas com esse objetivo foi a Campanha de Sobrevivência à Sepse, com a realização de palestras para a equipe médica multidisciplinar e dos setores da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH), Laboratório, Farmácia, Banco de Sangue, Centro Cirúrgico e Qualidade. Ainda no mês também foram promovidas capacitações para as equipes do Pronto-Socorro, Convênio Adulto e Infantil. Segundo a médica responsável pelo setor de Qualidade do Hospital Santa Marcelina, Dra. Carla de Oliveira Assis, os dados de mortalidade em decorrência da Sepse são muito altos. Os atuais dados nacionais mostram que a letalidade por Sepse no país, principalmente em hospitais vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS), é muito elevada e bastante acima da letalidade mundial, ressalta a médica. Por esta razão, o Hospital tem investido em iniciativas que visam reverter esse quadro. O atendimento ao paciente séptico é multidisciplinar e todos devem estar envolvidos para que nosso objetivo seja atingido, ressalta a Dra. Carla. A área de Movimentação, da Gestão Estratégica de Pessoas, é a responsável pela captação, seleção, transferências e retornos de licenças de colaboradores. A área ainda realiza a gestão dos processos seletivos das categorias profissionais, alinhados aos requisitos legais e ao perfil de competência do cargo, para atuarem nas Unidades da APS. Essa oportunidade gera empregabilidade e aprendizado que agregam qualidade de vida às pessoas e perspectivas de sucesso no trabalho na Zona Leste de São Paulo onde residem, ressalta Kátia Cunha, Diretora da Gestão Estratégica de Pessoas.

5 5 BUSCA DA EXCELÊNCIA Itaim fortalece compromisso com a qualidade O Hospital Geral Santa Marcelina do Itaim Paulista recebeu de 20 a 22 de agosto a visita com a recertificação de Nível II, realizada por cinco avaliadores do Instituto Qualisa de Gestão (IQG). De acordo com a direção da Instituição, a visita foi bem conduzida pela equipe de avaliadores e também pela do Hospital, que apresentou o alinhamento da Missão e Valores frente ao Hospital Santa Marcelina de Itaquera e também a Visão da instituição que está em fase de aprovação. Foram apresentados também os indicadores de produção, financeiros e econômicos, e toda a evolução dos processos desde a última visita realizada no mês de maio deste ano, conforme relação ao lado. A direção do Hospital acredita que os esforços listados acima demonstram o quanto todos estão empenhados em contribuírem para que a Instituição mantenha o grau máximo de excelência. Visita Multidisciplinar em todas as unidades de internação com a participação de toda a equipe multidisciplinar, fortalecendo o conceito de Plano Terapêutico e Projeto Terapêutico e garantindo a individualização do paciente; Reestruturação do Escritório da Qualidade com nova composição abrangendo profissionais de enfermagem; Implantação da metodologia: Mew s (Paciente Adulto) e Pew s (Paciente Infantil): Tem como objetivo a identificação precoce do risco de deterioração fisiológica do paciente, baseada na avaliação dos sinais vitais e respectiva atribuição de pontos (SCORE), conforme as alterações verificadas em relação aos parâmetros considerados normais; Implantação do projeto de telemedicina em parceria com o Hospital Santa Marcelina de Itaquera e a Latin (IAM); Programa de Desenvolvimento para a totalidade dos Gestores (administrativos e assistenciais); Ampliação do horário do responsável técnico do Banco de Sangue, contemplando as normas da Anvisa com médico todos os dias; Implantação do projeto Qualivida na Unidade de Internação da Clínica Médica; Implantação do Protocolo de TEV Clínico; Integração com a comunidade, promovendo palestras educativas e fortalecendo a imagem institucional. COPA DA INCLUSÃO Usuários da Saúde Mental participam de atividades esportivas Nos sábados, entre 13 de agosto e 27 de setembro, aconteceu a 13ª Copa da Inclusão, no SESC Itaquera, onde reuniram os serviços e instituições de saúde mental, em especial os Centros de Apoio Psicossocial (CAPS), gerenciados pela APS Santa Marcelina, num encontro esportivo, cultural e terapêutico, para propiciar a integração, ressocialização e inclusão de usuários, profissionais e familiares dos serviços de saúde mental. A Copa da Inclusão é realizada desde 2002 e consiste principalmente em torneios de futsal, masculino e feminino, com equipes formadas pelos usuários dos serviços de Saúde Mental, que participam também de torneios de voleibol adaptado, jogos de tabuleiros, tênis de mesa e corrida. Durante o evento, acontece ainda show de talentos e feira de artesanato, onde são expostos e vendidos produtos confeccionados pelos usuários dos serviços CAPS. O principal objetivo é a reinserção do indivíduo portador de sofrimento mental na sociedade e através da Copa da Inclusão é propiciado aos usuários conhecer outros lugares, outras pessoas e perceber que o CAPS e o local de tratamento não são os únicos possíveis em sua vida. Além disso, o evento propiciou a rede de interlocução entre os serviços, usuários e profissionais da Saúde Mental, através do apoio do Conselho Regional de Psicologia (CRP-SP) e do SESC Itaquera. Ao som da rádio, que foi feita pelos próprios usuários, com narração dos jogos, entrevistas com jogadores e torcedores e até mesmo declamações de poemas e muita música, participaram cerca de 70 serviços de Saúde Mental, com público de aproximadamente pessoas, segundo os organizadores. A reabilitação psicossocial só pode ser efetivada a partir da participação social dos usuários dos serviços de saúde mental. A Copa da Inclusão é uma oportunidade ímpar nesse sentido, integrando as pessoas em torno do futebol, que é uma verdadeira paixão nacional, finaliza Renata dos Humildes, Interlocutora de Modalidade de Saúde Mental, da APS Santa Marcelina. CENTRO CIRÚRGICO Projeto com a Johnson&Johnson avança Com o objetivo de melhorar a eficiência no Centro Cirúrgico do Hospital Santa Marcelina de Itaquera, novas soluções estão sendo pesquisadas e avaliadas pela Instituição em parceria com a Johnson&Johnson, que foi contratada para planejar e implementar as melhores práticas no setor. Recentemente, aconteceu uma reunião estratégica com a equipe médica, preceptores de cada especialidade cirúrgica e todas as demais áreas de apoio do Centro Cirúrgico (Laboratório, Banco de Sangue, Enfermagem, Setor Imagem, Internação, SPO, AME, UTI e Gerenciamento de Leitos) para apresentação do fluxograma do projeto. Foi realizado um treinamento da equipe de enfermeiras que faz o turno das 6 às 23 horas no Centro Cirúrgico para registrar todas as informações do setor, incluindo o tempo de reuso da sala operatória. Também foi feito um mapeamento do fluxo do paciente e dos materiais pelos gestores responsáveis por este projeto da Johnson&Johnson com os fluxos do convênio e do SUS. Agora, falta concluir a análise dos dados e aguardar pelo diagnóstico, que será apresentado posteriormente pela Johnson&Johnson.

6 6 INOVAÇÃO E TECNOLOGIA Telemedicina melhora o tempo de resposta dos serviços de emergência para infarto na Rede de Saúde Santa Marcelina Quando se trata de atendimento médico de emergência, cada minuto é fundamental para salvar vidas ou diminuir as sequelas de um mal súbito. O imediatismo se torna ainda mais crucial quando se trata de um caso de infarto do miocárdio. Segundo especialistas, o tempo ideal de atendimento para uma pessoa que está sofrendo de ataque cardíaco até o tratamento deve ser de aproximadamente 90 minutos, para que não haja consequências mais severas. Graças a um avançado e moderno programa de telemedicina a LATIN (Latin America Telemedicine Infarct Network), a Rede de Saúde Santa Marcelina tem conseguido realizar o tratamento em até 45 minutos, metade do tempo estipulado. COMO FUNCIONA A LATIN conecta unidades de saúde a centros de tratamento estrategicamente localizados em toda a América Latina. Os operadores de serviços de urgência estão equipados com um eletrocardiógrafo de 12 derivações, usado para detectar e diagnosticar anormalidades cardíacas medindo impulsos elétricos. Outro ponto importante do programa LATIN é a combinação exclusiva de telemedicina e treinamento avançado de time médico formado por socorristas de emergência e outros profissionais, que transmite o resultado de um eletrocardiograma (ECG), bem como de outros dados médicos, a um cardiologista remoto que pode fornecer um diagnóstico mais preciso e em tempo real. O especialista pode recomendar um tratamento pré-hospitalar em 10 minutos, até mesmo antes de o paciente chegar ao pronto-socorro. O cardiologista está disponível, inclusive, para aconselhar por telefone a unidade de tratamento. Os Hospitais Itaim Paulista e Cidade Tiradentes, bem como as Unidades da APS - AMA Santa Marcelina, Pronto-Atendimento Atualpa Girão e o Pronto-Socorro Municipal Julio Tupy - fazem parte do programa e estão equipados com disposto do eletrocardiograma da LATIN, doados pela Medtronic. Sempre que um paciente der entrada com suspeita de ataque cardíaco, o médico responsável pelo atendimento pode acionar o sistema de telemedicina e enviar o exame para um cardiologista da LATIN, que fará recomendação do tratamento em tempo mínimo, podendo chegar em até 10 minutos. Para os casos mais graves, por exemplo, de um infarto do miocárdio, esse paciente será encaminhado imediatamente para o centro de tratamento referenciado da LATIN, no caso o Hospital Santa Marcelina de Itaquera, que tem um Serviço de Hemodinâmica. PLANTONISTAS RECEBEM ALERTAS Assim que diagnostica uma ocorrência grave, o programa envia um alerta para os médicos plantonistas do serviço de hemodinâmica do Hospital Santa Marcelina de Itaquera para que estejam preparados para receber de pronto o paciente e já iniciar os procedimentos necessários. É por conta desta agilidade para atendimento e início do tratamento que a LATIN tem demonstrado ser uma alternativa efetiva para reduzir a mortalidade e baixar os custos em decorrência de ataques cardíacos no país e na América Latina. A Rede de Saúde Santa Marcelina foi a pioneira no Brasil a fazer o uso deste tipo de programa avançado de telemedicina. ITAQUAQUECETUBA Em breve, o programa LATIN também estará em funcionamento no Hospital Santa Marcelina de Itaquaquecetuba. BALANÇO POSITIVO Desde junho, quando foi iniciado na Rede de Saúde Santa Marcelina, a LATIN já atendeu em torno de pacientes, dos quais 20 deles foram identificados com infarto agudo do miocárdio. Hoje, este programa já é uma realidade no Santa Marcelina, mas a intenção é a de que ele seja ampliado para todo o território nacional, afirma o Dr. Marco Perin, cardiologista intervencionista e chefe do Serviço de Hemodinâmica do Hospital Santa Marcelina de Itaquera.

7 7 DESEMPENHO Tiradentes cria metodologia para avaliar fornecedor A forma como os estabelecimentos de saúde se relacionam com seus fornecedores é um tópico que vem ganhando importância no campo da Administração Hospitalar. O grande volume de produtos adquiridos, o aumento da quantidade de processos terceirizados e os impactos dos produtos e serviços fornecidos na qualidade, no resultado financeiro, na imagem do Hospital comprador e na própria assistência à saúde da população são fatores que mostram a importância de um eficaz processo de gerenciamento dos fornecedores. Diante deste cenário, o Hospital Cidade Tiradentes aplicou uma metodologia para análise de desempenho dos fornecedores, caracterizada pela atribuição de pontos aos diversos itens do processo de compra e que gera, ao final, a nota global do fornecedor. Em função dos resultados obtidos, o fornecedor poderá até ser descredenciado. A avaliação se estende também para visitas de qualificação no fornecedor, seguindo roteiro de auditoria pré-definido, com foco nas boas práticas. O especialista ainda pontua que, até o momento, 100% dos pacientes atendidos foram beneficiados, não apresentando nenhum tipo de sequela grave após o atendimento. Sabemos que ter um atendimento mais efetivo e com uma avaliação mais minuciosa, certamente, pode ajudar a salvar vidas, e é isto que a LATIN permite, complementa Dr. Marco. O médico também acredita que é fundamental que as pessoas saibam mais a respeito dos principais sintomas de quem está sofrendo um infarto. Temos, nós mesmos, que fazer a primeira identificação do que pode estar acontecendo com o nosso corpo e, sabiamente, correr para o hospital ao percebermos que se trata de sintomas que se encaixam no quadro do infarto ou ataque cardíaco, reforça. SAIBA MAIS SOBRE A LATIN Trata-se de um programa de telemedicina desenvolvido por meio de uma parceria acadêmico-científica entre as empresas Lumen Foundation, a ITMS e a Medtronic Latin America, com o objetivo de oferecer uma gestão abrangente e economicamente viável para emergências cardíacas. Os resultados de estudos piloto indicam que a telemedicina conta com vantagens distintas como uma estratégia abrangente para facilitar as comunicações de infarto agudo do miocárdio e proporcionar uma navegação impecável através do processo e procedimento de STEMI (infarto agudo do miocárdio com supradesnivelamento do segmento ST). ALEITAMENTO MATERNO APS reforça importância para usuárias No mês de setembro, as unidades da APS realizaram ações em comemoração à Semana de Amamentação, incentivando as usuárias sobre a importância do aleitamento materno e seus benefícios ao bebê. Algumas unidades trabalham com o Grupo de Apoio ao Aleitamento Materno Exclusivo (GAAME), uma estratégia de sucesso que certifica as mamães e seus bebês pelo aleitamento exclusivo até ele completar 6 meses de vida, sob orientação da equipe de saúde que participam dos grupos. I N T E G R A Ç Ã O Além das paredes do Hospital Durante o ano, o Hospital Geral Santa Marcelina do Itaim Paulista colocou em prática o projeto Integração com a Comunidade, uma iniciativa diferenciada que visa estreitar o relacionamento do Hospital com a população local. O projeto começou em parceria com a Escola Estadual Professor Dário Monteiro de Brito, vizinha do Hospital, com resultados muito positivos. Os colaboradores vão até a escola para encontros e vice-versa, o Hospital também recebe as pessoas da comunidade escolar. A ABORDAGEM DO ITAIM PAULISTA JUNTO À COMUNIDADE PREVÊ: Ampliar as expectativas da comunidade e, principalmente, das crianças por meio de ações voltadas à educação ambiental e de hábitos saudáveis; Estimular a prática da conservação e preservação do meio ambiente; Facilitar o acesso às informações sobre saúde preventiva, cultivando essa multiplicação dentro das famílias; Ampliar o conhecimento que a comunidade tem em relação aos serviços oferecidos pelo Hospital, criando um relacionamento ainda mais próximo. Vale lembrar que todas as ações realizadas pelo projeto Integração com a Comunidade estão em harmonia com o Carisma Marcelino e visam o desenvolvimento social e educacional da população.

8 8 SAÚDE DO HOMEM APS realiza Pré-Natal do Homem Desde o ano de 2012, a equipe da UBS Vila Cisper vem colocando em prática as políticas de saúde do homem. Uma dessas ações é dar a oportunidade aos futuros pais acompanharem suas esposas durante as consultas de prénatal. Neste momento, além dele ser orientado em como cuidar do bebê após o nascimento, também pode realizar exames preventivos. Para assegurar que a presença dos pais seja efetiva, os homens são convidados a participarem de grupos propostos para eles mesmos, como o Grupo do Bolinha, em que acompanhado por um médico, podem compartilhar e discutir assuntos relacionados à família, saúde e outros. É cultural o homem não ir à unidade, então propomos este grupo, que é acompanhado pelo médico e promove as devidas orientações, além do acompanhamento clínico, ressalta a gerente Cleide Alonso. O grupo se reúne semanalmente, com uma equipe multidisciplinar. Participam 14 pais, entre eles, João dos Santos, que aprovou o atendimento. É uma nova experiência, pois pude descobrir coisas novas, como cuidar bem do meu filho, comenta o usuário. ACOMPANHANTES Nova cartilha estimula a participação no tratamento do paciente Recentemente, o Hospital Santa Marcelina de Itaquaquecetuba reformulou sua ferramenta de comunicação para seus usuários, a Cartilha do Acompanhante, que lista as atribuições relativas ao comportamento desejável dentro do Hospital e, ao mesmo tempo, norteia-o quanto a sua inserção no tratamento do paciente. Esta ferramenta faz parte das diretrizes de Segurança do Paciente. A Cartilha do Acompanhante está dividida em duas partes: a primeira relacionada às normas a serem seguidas pelos acompanhantes dentro do Hospital e a segunda parte relacionada às diretrizes de segurança possíveis a serem entendidas e respeitadas pelos acompanhantes dentro do Hospital, considerando os riscos inerentes à atividade e à estrutura física. O acompanhante é parte integrante no tratamento e recuperação do paciente, por isso, Escritório da Qualidade reestrutura equipe Para reforçar as ações da Política da Qualidade, visando o foco na segurança dos processos e do paciente, o Hospital Geral Santa Marcelina do Itaim Paulista iniciou no mês de julho a reestruturação do Escritório da Qualidade, incluindo a contratação de novos membros. O setor que contava com duas colaboradoras da área administrativa, passou a contar com mais duas enfermeiras, totalizando quatro colaboradoras. Com este olhar mais assistencial, será possível garantir a efetividade do seguimento da linha do cuidado do paciente, envolvendo a equipe multidisciplinar, e fomentar as práticas da gestão da qualidade alinhadas ao planejamento estratégico da Instituição. sua participação ativa no período de internação é essencial, o que justifica a sua presença no Hospital. A intenção é fazer com que o acompanhante participe ativamente do tratamento do paciente. Essa iniciativa visa garantias de um tratamento digno, respeitoso e seguro. CIDADE TIRADENTES Dante Pazzanese incentiva doação de órgãos e tecidos Em parceria com o Instituto Dante Pazzanese, o Hospital Cidade Tiradentes promoveu para médicos, enfermeiros e demais profissionais que prestam cuidados assistenciais a palestra Atualização em Captação de Órgãos e Tecidos. A atividade aconteceu no dia 24 de setembro e foi ministrada pelo Dr. André Feldman, coordenador médico do Serviço de Procura de Órgãos e Tecidos (SPOT) Dante Pazzanese e pelo enfermeiro César Augusto Guimarães Marcelino, coordenador de Enfermagem do SPOT Dante Pazzanese. O Hospital Cidade Tiradentes agradece a participação dos colaboradores dos Hospitais da Rede de Saúde Santa Marcelina.

9 9 FILANTROPIA Itaquera aposta em campanhas de captação de recursos para ampliar atendimento O Hospital Santa Marcelina de Itaquera, com 53 anos de atuação, é a principal referência hospitalar da zona leste de São Paulo. São mais de 700 leitos, sendo 90 de terapia intensiva, com estrutura comparável aos melhores centros médicos do país. De janeiro a julho deste ano, foram várias iniciativas de empresas privadas e pessoas físicas que beneficiaram os pacientes do Hospital, conforme registro de algumas iniciativas neste período. Por ser um hospital totalmente filantrópico, para conseguir atender a demanda, está sempre investindo em campanhas de captação para angariar recursos extras, visando melhorias e a humanização no atendimento. Nesta edição do Conexão Santa Marcelina, destacamos duas iniciativas que têm dado resultados positivos para o Hospital: No dia 28 de abril, o Hospital Santa Marcelina recebeu uma doação de alimentos do Colégio Olivetano. A campanha foi uma iniciativa do Dom Bento, capelão do Hospital e um dos diretores do colégio. Os alimentos não perecíveis (415,5 kg) foram destinados ao Serviço de Nutrição e Dietética. No dia 29 de junho, a Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS) realizou a 2ª Gincana Multicultural Orgulho de ser USCS. O evento foi promovido pela Ouvidoria do Aluno com o apoio dos órgãos estudantis da Instituição. Entre toda a diversão, os alunos também participaram de uma prova de alimentos, onde foram arrecadadas cinco toneladas de mantimentos (arroz, feijão, macarrão, óleo de soja, café e achocolatado). Essa doação foi dividida entre diversas instituições e o Hospital Santa Marcelina foi beneficiado com três toneladas de alimentos destinados aos pacientes internados. Campanha Alimente uma Vida, que visa reduzir em 30% o valor investido na compra de gêneros alimentícios do Hospital. O valor correspondente à redução será utilizado no custeio das áreas assistenciais. O investimento médio de compra dos gêneros alimentícios é de R$ 400 mil/mês, que representa diariamente 5 mil refeições. No dia primeiro de junho, o Hospital Santa Marcelina participou do 10º Passeio sobre Rodas do Shopping Aricanduva, como instituição apoiadora, disponibilizando uma ambulância UTI para o evento e, em contrapartida, recebeu os alimentos doados para a ação. No dia 5 de agosto, o Hospital Santa Marcelina de Itaquera recebeu a doação de cinco toneladas de alimentos arrecadados pelo Instituto Mokiti Okada, Igreja Messiânica e Rotary Club Tatuapé. Instituição recebe também outros tipos de doações Além das campanhas de captação, é comum o Hospital Santa Marcelina de Itaquera receber outros tipos de doação, como cadeira de rodas, vestuário, calçados, livros, brinquedos, enxoval para bebê, itens de higiene pessoal, produtos laboratoriais, entre muitos itens que são destinados para pacientes necessitados. Neste primeiro semestre do ano, por exemplo, recebeu a doação da Solange Nunes de Souza, mãe da paciente Talia, de 10 anos, que estava em tratamento no Hospital. Ela prometeu que se a filha recebesse alta, doaria seus cabelos. Felizmente, seu pedido deu certo. Solange cortou o cabelo, cumprindo com a promessa. A ação contou com a parceria da empresa Catarina Hair (Unidade São Miguel), que ajudou na realização desse gesto de amor. Campanha Vista Um Leito prevê a redução dos custos com a compra de enxovais para que aumente os recursos disponíveis para serem investidos nas áreas assistenciais. Diariamente, um paciente internado utiliza de 4 a 6 quilos de roupas, além daquelas utilizadas nos centros cirúrgicos. São lavadas diariamente 6 toneladas de roupas e pelo desgaste que sofrem com as constantes higienizações, acabam tendo uma vida útil muito baixa, cerca de 6 meses. O Hospital aceita todo e qualquer tipo de doação na chamada linha branca, que compreende toalhas de banho, piso, rosto, lençóis e fronhas, em qualquer tipo de tecido.

10 10 HOMENAGEM Rede de Saúde Santa Marcelina presta homenagem aos médicos Várias atividades marcaram o Dia do Médico na Rede de Saúde Santa Marcelina. As unidades de saúde prepararam alguns eventos para homenagear este profissional. Itaquera antecipou à data com a celebração de uma Missa em Ação de Graças no dia 17 de outubro e também programou um ciclo de palestras no dia 22 do mês. Dois destaques marcaram a semana: a palestra sobre Telemedicina, pelo Dr. Milton Steinman, coordenador de Telemedicina do Hospital Israelita Albert Einstein e a palestra Perspectivas do cenário econômico e as alternativas de investimentos, por Bruno Rebello, especialista em investimentos da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (Anbima). O Hospital Geral do Santa Marcelina preparou um almoço de confraternização para os médicos. Da esq. p/dir., senhor Jociliano, administrador do Hospital, Dra. Telma, diretora clínica, Irmã Monique, diretora técnica da APS, Dr. Marcos, diretor técnico, Irmã Carla, gerente de Enfermagem, Dr. Alexsander, diretor técnico do Hospital Santa Marcelina de Itaquaquecetuba. Na APS o dia dos profissionais foi celebrado com um encontro Institucional, onde foi realizado homenagens e certificações. Além disso, contou com a presença do presidente do CRM João Ladislau Rosa e o Vice Presidente Mauro Gomes Aranha de Lima. O Hospital Santa Marcelina de Itaquaquecetuba também celebrou missa especial em comemoração ao Dia do Fisioterapeuta (13/10) e do Dia do Médico (18/10). Em comemoração ao Dia do Médico, o Hospital Cidade Tiradentes preparou uma semana especial para os médicos colaboradores. Do dia 24 a 28 de outubro, serviu um café da manhã especial, celebrou uma Missa em Ação de Graças, fez o sorteio de brinde e programou uma apresentação teatral para o encerramento em celebração à data. GERENCIAMENTO Pronto-Socorro do Itaim Paulista implanta o sistema Kanban Colaboração: Irmã Carla Rosimeire Felix No mês de outubro, o Hospital Geral Santa Marcelina do Itaim Paulista implantou no Pronto-Socorro o Projeto Kanban, uma ferramenta de gestão que visa melhorar o fluxo e resolutividade da assistência prestada ao paciente, pois permite identificar o paciente, sua localização, o responsável por seu cuidado, o seu tempo de permanência, entre outros parâmetros importantes para a área de saúde. Por ser uma ferramenta simples e prática, permite a visão geral da unidade de maneira rápida e sistematizada. A sua aplicação proporciona a visualização imediata dos problemas, permitindo assim o alinhamento das ações e a mais breve resolução dos problemas apontados, garantindo uma assistência mais segura. A implantação do Kanban tem o objetivo de organizar toda a gestão do cuidado e melhorar o fluxo e resolutividade dos pacientes, reduzir a longa permanência, melhorar a qualidade da assistência e melhorar a gestão de recursos humanos e materiais. ITAIM PAULISTA Pronto-Socorro terá emissão de laudo de tomografia 24 horas Em breve, o Pronto-Socorro do Hospital Geral Santa Marcelina do Itaim Paulista contará com a emissão de laudo de tomografia 24 horas. A novidade faz parte das estratégias adotadas para melhorar e humanizar o atendimento da unidade, pois otimizará o diagnóstico, tornando-o mais preciso e seguro. Para atender a demanda, um radiologista ficará à disposição para a emissão dos laudos, seja presencialmente ou on-line. Segundo a médica e coordenadora do Pronto-Socorro do Itaim Paulista, Telma de Fátima V. Pinto, a expectativa é de que, até novembro, o serviço esteja funcionando plenamente.

11 11 AÇÃO SOCIAL Colaboradores realizam Missão de Saúde na região sul do país Uma equipe multidisciplinar formada por médicos, enfermeiros, dentista, farmacêuticos da APS Santa Marcelina e do Hospital Cidade Tiradentes, além dos estudantes de Medicina da Faculdade Santa Marcelina (FASM), viajaram para Piraí do Sul, um município brasileiro no interior do estado do Paraná, região sul do país, em missão de saúde. A viagem ocorreu em novembro e fez parte de uma ação que começou em julho deste ano (entre os dias 20 e 25), organizada pela Irmã Tereza Aparecida Benjamim. O objetivo foi promover capacitações para a equipe da Defesa Civil do município, prestar atendimento médico especializado ambulatorial e cirúrgico. Neste período, foram realizados 463 atendimentos, sendo: 143 em oftalmologia, 106 em radiologia, 67 em cirurgia geral e proctologia e 147 em dermatologia e clínica médica. CERTIFICAÇÃO Agência Transfusional é certificada pela qualidade e excelência nos serviços A Agência Transfusional do Hospital Santa Marcelina de Itaquera recebeu a certificação pela ABHH (Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia), destinada para os participantes do Programa de Proficiência Técnica. Essa certificação autentica a capacidade técnica do Hospital em resolver os exames técnicos pré-transfusionais. A certificação pela ABHH nos coloca em uma posição de maior confiabilidade na execução dos testes e obtenção de resultados e, no mínimo, nos coloca em posição de destaque quanto ao cumprimento da legislação. Também atesta a confiabilidade em nossos exames e, portanto, exprime a nossa busca pela maior segurança transfusional para nossos pacientes, destaca Patrícia S. Marque, bióloga encarregada pela Hemoterapia/Agência Transfusional 2ºD. De acordo com ela, a participação em programas de proficiência técnica é um requisito legal para serviços de hemoterapia, porém as instituições podem escolher pela participação em um ou outro programa. Contudo, a legislação indica a participação em programas de proficiência técnica externa. Escolhemos este programa devido ao alto nível de exigência deste, o que reproduz as necessidades diárias de resolutividade em nosso serviço e por termos conhecimento da seriedade do programa e o reconhecimento na área, quando da certificação pela ABHH, avalia. QUALIDADE Ama desenvolve ações para gerenciar riscos Este é o lema da AMA/UBS Fazenda do Carmo, que recentemente se destacou na Gestão da Qualidade da APS, ao realizar um número significativo de notificações de janeiro a julho de 2014, nas ações de gerenciamento de risco na Cidade Tiradentes. Uma das ações realizadas pela equipe foi a análise do processo de coleta, onde foram implantadas barreiras, a fim de fortalecer as orientações sobre coletas de exames laboratoriais, evitando falhas na hora do procedimento. A equipe ainda confeccionou um banner, disposto na Unidade, para conhecimento e efetivação das notificações realizadas. GENTE DO BEM Voluntários são homenageados na APS A área de Humanização/Voluntariado da APS, responsável pelo acompanhamento das ações, entregou aos voluntários uma lembrança singela, demonstrando o que a Instituição é grata pelos trabalhos realizados. O Voluntariado nas unidades de Saúde da APS é formado por pessoas da comunidade que se sentem imbuídas do sentimento caridoso e solidário de ajudar o próximo, e por meio de ações benéficas propõe a melhoria nas relações de convivência entre população e equipes de saúde. A maioria é integrante do bairro onde o equipamento de saúde está localizado e isso faz o trabalho mais efetivo, pois conhece tanto a comunidade como a equipe de colaboradores, estabelecendo vínculos e pertencimento.

12 12 GESTÃO Na vanguarda da Medicina Por FABRICIO SANTANA FERREIRA, administrador hospitalar A Rede de Saúde Santa Marcelina apresenta nesta edição o programa de Telemedicina - a LATIN (Latin America Telemedicine Infarct Network), uma importante ferramenta que veio para somar às tecnologias já empregadas em nossos procedimentos médicos hospitalares. É um grande avanço da Medicina, pois ajuda os hospitais participantes deste programa a prestarem atendimento emergencial para o paciente que está sofrendo de ataque cardíaco em metade do tempo estipulado, aumentando as chances de salvar vidas. DIA DA AMAMENTAÇÃO Tiradentes reforça importância do leite materno O Hospital Cidade Tiradentes promoveu no dia 4 de setembro uma palestra em comemoração ao Dia do Aleitamento Materno. Além de reforçar a importância da amamentação, o encontro também abordou outros assuntos relevantes como a Cultura de Paz, alimentação no primeiro dia de vida e benefícios a curto e longo prazo. É uma tecnologia de ponta que a Rede de Saúde Santa Marcelina foi escolhida para participar por ser referência em saúde. É, sem dúvida, um motivo de orgulho muito grande para nós, que estamos à frente dessas conquistas, pois apesar de todas as dificuldades de atendermos de maneira filantrópica, sabemos que estamos sempre na vanguarda da Medicina. Muito obrigado a todos e até a próxima! Indicadores de atendimento dos Hospitais Confira nas tabelas abaixo os indicadores de atendimento de cada Instituição Hospitalar da Rede Santa Marcelina e da Atenção Primária à Saúde (APS). Os dados disponibilizados são referentes à produção dos meses de julho e agosto de Dados Hospital Santa Marcelina Hospital Santa Marcelina Itaquaquecetuba Hospital Santa Marcelina Itaim Paulista Hospital Cidade Tiradentes Internações Cirurgias Partos Atendimentos no Pronto-Socorro Atendimentos no Ambulatório Exames Realizados Número de Transplantes Não realiza Não realiza Não realiza Produção de procedimentos em julho de 2014 DADOS GERAIS DA APS SANTA MARCELINA: Procedimento População Região Leste II (Estimativa Fund. SEAD) Quantidade Consultas Médicas Exames Procedimentos Médicos e de Enfermagem Procedimento Pessoas Cadastradas Habitantes DADOS DA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA (ESF): Quantidade Famílias Cadastradas Hipertensos Cadastrados Diabéticos Cadastrados Gestantes Cadastradas Visitas Domiciliares da ESF / 39,75% da pop. cadastrada na CRS Leste (Acompanhados / 97,51% acompanhados em visita domiciliar) (Acompanhados / 97,67% acompanhados em visita domiciliar) (Acompanhadas / 98,74% acompanhadas em visita domiciliar) Fonte: TABNET- SMS (SIAB e SIA-SUS) EXPEDIENTE CONEXÃO SANTA MARCELINA é uma publicação bimestral direcionada aos colaboradores e parceiros dos Hospitais Santa Marcelina. CONSELHO EDITORIAL Cecília Trazzi Taís Ramires Mirani Monteiro Karen Pereira Gabriela Lira Eduardo E. dos Santos PROJETO GRÁFICO E EDITORIAL ESSENZ Design & Branding JORNALISTA RESPONSÁVEL Carla Ortiz - Mtb Linha Fina Assessoria de Imprensa TIRAGEM exemplares Impressão: Gráfica Murc

EXPERIÊNCIA DA IMPLANTAÇÃO DA ATENÇÃO FARMACÊUTICA NO SUS APS SANTA MARCELINA / SP:

EXPERIÊNCIA DA IMPLANTAÇÃO DA ATENÇÃO FARMACÊUTICA NO SUS APS SANTA MARCELINA / SP: APS SANTA MARCELINA INTRODUÇÃO EXPERIÊNCIA DA IMPLANTAÇÃO DA NO SUS APS SANTA MARCELINA / SP: UM PROCESSO EM CONSTRUÇÃO Parceria com a Prefeitura de São Paulo no desenvolvimento de ações e serviços voltados

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS / 2014. Convênio Municipal Secretaria de Desenvolvimento Social

RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS / 2014. Convênio Municipal Secretaria de Desenvolvimento Social RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS / 2014 Convênio Municipal Secretaria de Desenvolvimento Social Entidade: Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil Endereço: Rua Antônio Miguel Pereira

Leia mais

Sumário. Análise de Indicadores de Produção... 7. Fichas de Atendimento Analisadas Fichas Completas na Amostra... 11

Sumário. Análise de Indicadores de Produção... 7. Fichas de Atendimento Analisadas Fichas Completas na Amostra... 11 Sumário Análise de Indicadores de Produção... 7 Fichas de Atendimento Analisadas Fichas Completas na Amostra... 11 Análise dos Indicadores Déficit de Médicos... 17 Relatório Trimestral - Serviço de Atendimento

Leia mais

O compromisso da Rede de Saúde Santa Marcelina com o Meio Ambiente

O compromisso da Rede de Saúde Santa Marcelina com o Meio Ambiente O compromisso da Rede de Saúde Santa Marcelina com o Meio Ambiente Rede de Saúde Santa Marcelina Abrangência e População de Referência População: 2.500.000 habitantes Hospital Universitário Principal referência

Leia mais

ANEXO III REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES POR CARGO/FUNÇÃO

ANEXO III REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES POR CARGO/FUNÇÃO ANEXO III REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES POR CARGO/FUNÇÃO ANALISTA EM SAÚDE/ ASSISTENTE SOCIAL PLANTONISTA REQUISITOS: Certificado ou Declaração de conclusão do Curso de Serviço Social, registrado no MEC; E

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA Quando da apresentação de protocolos, manual de normas e rotinas, procedimento operacional padrão (POP) e/ou outros documentos,

Leia mais

Produtos Unimed Grande Florianópolis

Produtos Unimed Grande Florianópolis Produtos Unimed Grande Florianópolis A Unimed é o plano de saúde que oferece os melhores médicos do Brasil. Vamos além para que sua saúde seja plena e de qualidade. Para nós, o importante é ver você bem

Leia mais

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL Das Atribuições dos Profissionais dos Recursos Humanos Atribuições comuns a todos os profissionais que integram a equipe: Conhecer a realidade das famílias pelas

Leia mais

Selo Hospital Amigo do Idoso. Centro de Referência do Idoso

Selo Hospital Amigo do Idoso. Centro de Referência do Idoso SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DE SÃO PAULO COORDENADORIA DE REGIÕES DE SAÚDE CRS Política de Saúde para o Idoso no Estado de São Paulo Selo Hospital Amigo do Idoso Centro de Referência do Idoso Resolução

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 44, DE 10 DE JANEIRO DE 2001

MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 44, DE 10 DE JANEIRO DE 2001 MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 44, DE 10 DE JANEIRO DE 2001 DO 9-E, de 12/1/01 O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições, Considerando a Portaria SAS/MS nº 224, de

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE DE SÃO PAULO

SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE DE SÃO PAULO A Secretaria Municipal da Saúde, gestora do Sistema Único de Saúde no Município, é responsável pela formulação e implantação de políticas, programas e projetos

Leia mais

Rede de Atenção Psicossocial

Rede de Atenção Psicossocial NOTA TÉCNICA 60 2011 Rede de Atenção Psicossocial Minuta de portaria que aprova as normas de funcionamento e habilitação do Serviço Hospitalar de Referência para atenção às pessoas com sofrimento ou transtorno

Leia mais

HOSPITAL SÃO RAFAEL TUDO É POSSÍVEL A QUEM CRÊ

HOSPITAL SÃO RAFAEL TUDO É POSSÍVEL A QUEM CRÊ HOSPITAL SÃO RAFAEL TUDO É POSSÍVEL A QUEM CRÊ Origem A preocupação com as questões sociais fez com que o professor e sacerdote italiano D. Luigi Maria Verzé chegasse ao Brasil, em 1974, através do Monte

Leia mais

MATERNIDADE UNIMED UNIDADE GRAJAÚ

MATERNIDADE UNIMED UNIDADE GRAJAÚ MATERNIDADE UNIMED UNIDADE GRAJAÚ Larissa Fernanda Silva Borges de Carvalho Enfermeira, Especialista em Gestão de Serviços de Saúde Gerente Assistencial da Maternidade Unimed BH Unidade Grajaú Governança

Leia mais

1) Campanha do Agasalho

1) Campanha do Agasalho 1) Campanha do Agasalho A Cruz Vermelha Brasileira Filial do Estado de São Paulo realiza a Campanha do Agasalho para ajudar comunidades carentes a enfrentar o inverno. Neste ano, além da arrecadação e

Leia mais

THALITA KUM PROJETO - CUIDANDO COM HUMANIDADE DOS ACAMADOS E DE SEUS CUIDADORES.

THALITA KUM PROJETO - CUIDANDO COM HUMANIDADE DOS ACAMADOS E DE SEUS CUIDADORES. THALITA KUM PROJETO - CUIDANDO COM HUMANIDADE DOS ACAMADOS E DE SEUS CUIDADORES. ANA LUCIA MESQUITA DUMONT; Elisa Nunes Figueiredo. Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte SMSA-BH (Atenção Básica)

Leia mais

CASA DE SAÚDE SANTA MARCELINA

CASA DE SAÚDE SANTA MARCELINA CASA DE SAÚDE SANTA MARCELINA Mudanças as em Organizações de Saúde Gestão Estratégica em Processos de Mudança Irmã Rosane Ghedin Diretora Presidente Hospital Santa Marcelina São Paulo, 15 de março de 2010

Leia mais

Plano Municipal de Enfrentamento ao uso prejudicial de Crack, Álcool e Outras Drogas

Plano Municipal de Enfrentamento ao uso prejudicial de Crack, Álcool e Outras Drogas Plano Municipal de Enfrentamento ao uso prejudicial de Crack, Álcool e Outras Drogas 1. APRESENTAÇÃO e JUSTIFICATIVA: O consumo de crack vem aumentando nas grandes metrópoles, constituindo hoje um problema

Leia mais

Ação Integrada Centro Legal Nova Luz (Cracolândia) Cidade de Sao Paulo. Luca Santoro Gomes Cooordenadoria de Atencao as Drogas Secretaria Municipal

Ação Integrada Centro Legal Nova Luz (Cracolândia) Cidade de Sao Paulo. Luca Santoro Gomes Cooordenadoria de Atencao as Drogas Secretaria Municipal II JORNADA REGIONAL SOBRE DROGAS ABEAD/MPPE Recife, 9&10 Setembro Ação Integrada Centro Legal Nova Luz (Cracolândia) Cidade de Sao Paulo. Luca Santoro Gomes Cooordenadoria de Atencao as Drogas Secretaria

Leia mais

"Acreditação: Valeu a pena investir na Certificação de Qualidade?" Centro Integrado de Atenção a Saúde CIAS Unimed Vitória - ES

Acreditação: Valeu a pena investir na Certificação de Qualidade? Centro Integrado de Atenção a Saúde CIAS Unimed Vitória - ES "Acreditação: Valeu a pena investir na Certificação de Qualidade?" Centro Integrado de Atenção a Saúde CIAS Unimed Vitória - ES AGENDA Programação do Evento - Histórico do Centro Integrado de Atenção a

Leia mais

Relatório de Atividades

Relatório de Atividades 1 Relatório de Atividades 2013 2 1- Identificação Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil (GPACI) Rua Antônio Miguel Pereira, 45 Jardim Faculdade Sorocaba São Paulo CEP: 18030-250 Telefone:

Leia mais

Projetos Sociais da Faculdade Campo Real CIDADANIA REAL 1. O que é o projeto? 2. Em que consistem as atividades do projeto?

Projetos Sociais da Faculdade Campo Real CIDADANIA REAL 1. O que é o projeto? 2. Em que consistem as atividades do projeto? Projetos Sociais da Faculdade Campo Real A promoção da cidadania é qualidade de toda instituição de ensino consciente de sua relevância e capacidade de atuação social. Considerando a importância da Faculdade

Leia mais

GESTÃO EM SAÚDE. cuidando de você, onde quer que você esteja!

GESTÃO EM SAÚDE. cuidando de você, onde quer que você esteja! GESTÃO EM SAÚDE cuidando de você, onde quer que você esteja! Editorial Royal Life É com muito orgulho que a Royal Life apresenta ao mercado de emergências médicas a sua frota. São ambulâncias montadas

Leia mais

Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN

Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN DIMENSIONAMENTO DE SERVIÇOS ASSISTENCIAIS E DA GERÊNCIA DE ENSINO E PESQUISA BRASÍLIA-DF, 27 DE MARÇO DE 2013. Página 1 de 20 Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 3 1.1.

Leia mais

Gestão de Pessoas. - Saúde do Servidor -

Gestão de Pessoas. - Saúde do Servidor - Gestão de Pessoas - Saúde do Servidor - Promoção de Saúde e Bem-Estar Desenvolve programas destinados à prevenção de doenças, à promoção de saúde e de qualidade de vida. Realiza campanhas, palestras e

Leia mais

SAÚDE Transformar Laramara Convergys Projeto PAI Pronto Atendimento Itinerante Globalstar listagem oficial de todos os medicamentos gené- ricos

SAÚDE Transformar Laramara Convergys Projeto PAI Pronto Atendimento Itinerante Globalstar listagem oficial de todos os medicamentos gené- ricos Há cinco anos no Brasil, a Convergys elegeu a inclusão de portadores de deficiência como causa. Mundialmente, são mais de 125 projetos apoiados pela Convergys. Desde 2002, incentivamos ações que tenham

Leia mais

Sumário. Análise dos Indicadores... 8. 1. Fichas de Atendimentos Analisadas e Total de Fichas de Atendimentos no mês de Setembro...

Sumário. Análise dos Indicadores... 8. 1. Fichas de Atendimentos Analisadas e Total de Fichas de Atendimentos no mês de Setembro... Sumário Análise dos Indicadores... 8 1. Fichas de Atendimentos Analisadas e Total de Fichas de Atendimentos no mês de Setembro... 12 2. Fichas de Atendimentos Analisadas e Fichas de Atendimentos no Mês

Leia mais

Sumário 1. EDUCAÇÃO CONTINUADA...03. 5. Deficit de Médicos PSF/AMA...20

Sumário 1. EDUCAÇÃO CONTINUADA...03. 5. Deficit de Médicos PSF/AMA...20 Sumário 1. EDUCAÇÃO CONTINUADA...03 2. INDICADORES DE PRODUÇÃO PSF 0...08 3. INDICADORES DE PRODUÇÃO ODONTO... 18 4. REFORMAS... 19 5. Deficit de Médicos PSF/AMA...20 6. INDICADORES DE QUALIDADE... 23

Leia mais

Segurança do Paciente e Atendimento de Qualidade no Serviço Público e Privado

Segurança do Paciente e Atendimento de Qualidade no Serviço Público e Privado Simpósio Mineiro de Enfermagem e Farmácia em Oncologia Belo Horizonte - MG, setembro de 2013. Segurança do Paciente e Atendimento de Qualidade no Serviço Público e Privado Patricia Fernanda Toledo Barbosa

Leia mais

RETIFICAÇÃO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO HOSPITAL METROPOLITANO DOUTOR CÉLIO DE CASTRO EDITAL Nº 08/2014

RETIFICAÇÃO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO HOSPITAL METROPOLITANO DOUTOR CÉLIO DE CASTRO EDITAL Nº 08/2014 RETIFICAÇÃO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO HOSPITAL METROPOLITANO DOUTOR CÉLIO DE CASTRO EDITAL Nº 08/2014 O Secretário Municipal Adjunto de Recursos Humanos, no uso de suas atribuições legais, comunica as alterações

Leia mais

Núcleo de Atenção Integral à Saúde Unimed São José dos Campos

Núcleo de Atenção Integral à Saúde Unimed São José dos Campos Núcleo de Atenção Integral à Saúde Unimed São José dos Campos Núcleo de Atenção Integral à Saúde da Unimed SJC O Núcleo de Ação Integral à Saúde (NAIS) é o setor responsável pela promoção da saúde e prevenção

Leia mais

ANEXO II REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DO PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICIDA DA SECRETARIA DE SAÚDE

ANEXO II REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DO PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICIDA DA SECRETARIA DE SAÚDE ANEXO II REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DO PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICIDA DA SECRETARIA DE SAÚDE 1 ATENÇÃO PRIMÁRIA 1.1 MÉDICO CLINICO GERAL Medicina. ATRIBUIÇÕES: Atendimento aos pacientes em área

Leia mais

Primeiro escritório de inclusão social da América Latina

Primeiro escritório de inclusão social da América Latina Primeiro escritório de inclusão social da América Latina 18 de setembro Nós do Centro: mais uma ação para a comunidade do Grupo Orsa O Grupo Orsa, por meio da Fundação Orsa, inaugura um espaço inovador

Leia mais

Saúde. Rio é pioneiro em Programa de Sustentabilidade na Saúde. UPA Vila Kennedy recebe certificado da Unicef 1

Saúde. Rio é pioneiro em Programa de Sustentabilidade na Saúde. UPA Vila Kennedy recebe certificado da Unicef 1 Saúde Informativo do IABAS Ed.01 Ano I Janeiro/ Fevereiro Março - 01 Rio é pioneiro em Programa de Sustentabilidade na Saúde Pág UPA Vila Kennedy recebe certificado da Unicef 1 Pág De olho em você: Sou

Leia mais

ANEXO 3 ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE CLÍNICAS DE IDOSOS E SIMILARES

ANEXO 3 ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE CLÍNICAS DE IDOSOS E SIMILARES ANEXO 3 ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE CLÍNICAS DE IDOSOS E SIMILARES PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE CLÍNICAS DE IDOSOS E SIMILARES Data da vistoria: / / A CADASTRO

Leia mais

Oficinas de tratamento. Redes sociais. Centros de Atenção Psicossocial Álcool e drogas

Oficinas de tratamento. Redes sociais. Centros de Atenção Psicossocial Álcool e drogas Oficinas de tratamento Redes sociais Centros de Atenção Psicossocial Álcool e drogas Irma Rossa Médica Residência em Medicina Interna- HNSC Médica Clínica- CAPS ad HNSC Mestre em Clínica Médica- UFRGS

Leia mais

Boletim Informativo. O ano de 2013. Informe RH - Redução da Jornada de Trabalho. Próxima edição C O N J U N T O H O S P I T A L A R DO M A N D A Q U I

Boletim Informativo. O ano de 2013. Informe RH - Redução da Jornada de Trabalho. Próxima edição C O N J U N T O H O S P I T A L A R DO M A N D A Q U I C O N J U N T O H O S P I T A L A R DO M A N D A Q U I Boletim Informativo Nossa Missão: Promover assistência segura à saúde, com respeito e ética aos usuários, desenvolvendo o ensino e pesquisa na busca

Leia mais

PROJETO DE ESTRUTURAÇÃO SAÚDE PÚBLICA Prefeitura Municipal de Itapeva - SP. Maio de 2014

PROJETO DE ESTRUTURAÇÃO SAÚDE PÚBLICA Prefeitura Municipal de Itapeva - SP. Maio de 2014 PROJETO DE ESTRUTURAÇÃO SAÚDE PÚBLICA Prefeitura Municipal de Itapeva - SP Maio de 2014 UMA RÁPIDA VISÃO DA SAÚDE PÚBLICA NO BRASIL HOJE Estrutura com grandes dimensões, complexa, onerosa e com falta de

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico A decisão pela realização do Planejamento Estratégico no HC surgiu da Administração, que entendeu como urgente formalizar o planejamento institucional. Coordenado pela Superintendência

Leia mais

APRESENTAÇÃO QUALIVIDA

APRESENTAÇÃO QUALIVIDA APRESENTAÇÃO QUALIVIDA (143.846 segurados ) (1.010.965 associados) (1.403.755 associados) (373.839 associados) 4.389 empresas 3.000.000 vidas * Dados jan 2013 2 MISSÃO NOSSA MISSÃO NOSSA MISSÃO Tornar

Leia mais

Atenção de Média e Alta Complexidade Hospitalar: Financiamento, Informação e Qualidade. Experiência da Contratualização no Município de Curitiba

Atenção de Média e Alta Complexidade Hospitalar: Financiamento, Informação e Qualidade. Experiência da Contratualização no Município de Curitiba Atenção de Média e Alta Complexidade Hospitalar: Financiamento, Informação e Qualidade Experiência da Contratualização no Município de Curitiba 9º - AUDHOSP Águas de Lindóia Setembro/2010 Curitiba População:1.818.948

Leia mais

PROJETO. Responsável: Vera Andretta CPF 234.417.989-53 Função: Presidente

PROJETO. Responsável: Vera Andretta CPF 234.417.989-53 Função: Presidente PROJETO 1 IDENTIFICAÇÃO Abrangência do Projeto: ( x ) Estadual ( ) Regional ( ) Intermunicipal (no mínimo três municípios) 1.1 Dados Cadastrais do(s) Proponente(s) Proponente: Associação Paranaense de

Leia mais

ANEXO I - EMPREGOS, PRÉ-REQUISITOS, VAGAS, CARGA HORÁRIA, SALÁRIOS E DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES. ENSINO SUPERIOR - ESPECIALISTA EM SAÚDE: MÉDICO

ANEXO I - EMPREGOS, PRÉ-REQUISITOS, VAGAS, CARGA HORÁRIA, SALÁRIOS E DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES. ENSINO SUPERIOR - ESPECIALISTA EM SAÚDE: MÉDICO FUNDAÇÃO DE APOIO AO HOSPITAL DAS CLÍNICAS EDITAL Nº 01/2012 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOAL DA FUNDAÇÃO DE APOIO AO HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UFG (FUNDAHC) ANEXO I - EMPREGOS, PRÉ-REQUISITOS,

Leia mais

Filantropia e Responsabilidade Social do Hospital Sírio-Libanês

Filantropia e Responsabilidade Social do Hospital Sírio-Libanês Filantropia e Responsabilidade Social do Hospital Sírio-Libanês Í ndice Fi l a nt ro p i a e R e s p o n s a b i l i d a d e S o c i a l 0 5 A Sociedade e a Filantropia Hoje 07 Dezenove Projetos em Parceria

Leia mais

APRESENTAÇÃO. O Centro de Referência do Idoso da Zona Norte - CRI Norte (OSS/ACSC), tem a satisfação de apresentar-lhe o Manual de Parceria 2015.

APRESENTAÇÃO. O Centro de Referência do Idoso da Zona Norte - CRI Norte (OSS/ACSC), tem a satisfação de apresentar-lhe o Manual de Parceria 2015. APRESENTAÇÃO O Centro de Referência do Idoso da Zona Norte - CRI Norte (OSS/ACSC), tem a satisfação de apresentar-lhe o Manual de Parceria 2015. Seja parceiro de um serviço que é referência em geriatria

Leia mais

Política Municipal de Saúde Perinatal. Secretaria Municipal de Saúde Belo Horizonte

Política Municipal de Saúde Perinatal. Secretaria Municipal de Saúde Belo Horizonte Política Municipal de Saúde Perinatal Secretaria Municipal de Saúde Belo Horizonte BH -REDE ASSISTENCIAL 9 Distritos Sanitários 147 Centros de Saúde 544 ESF 2.420 ACS CERSAM, UPA, outros 34 hospitais conveniados

Leia mais

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014 A CPA (Comissão Própria De Avaliação) apresentou ao MEC, em março de 2015, o relatório da avaliação realizada no ano de 2014. A avaliação institucional, realizada anualmente, aborda as dimensões definidas

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÂO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR (CCIH) E SERVIÇO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR (SCIH) DO HU/UFJF

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÂO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR (CCIH) E SERVIÇO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR (SCIH) DO HU/UFJF REGIMENTO INTERNO DA COMISSÂO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR (CCIH) E SERVIÇO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR (SCIH) DO HU/UFJF CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO Artigo 1º Atendendo à Portaria de número

Leia mais

Circular 059/2012 São Paulo, 01 de Fevereiro de 2012.

Circular 059/2012 São Paulo, 01 de Fevereiro de 2012. Circular 059/2012 São Paulo, 01 de Fevereiro de 2012. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) NORMAS DE FUNCIONAMENTO E HABILITAÇÃO DO SERVIÇO HOSPITALAR DE REFERÊNCIA ATENÇÃO PSICOSSOCIAL Diário Oficial da União

Leia mais

Educação Para O Sistema

Educação Para O Sistema QUALIHOSP 2012 Educação Para O Sistema Marcos Roberto Ymayo Pedro Felix Vital Jr Objetivos História Programas de ensino Mercado local, desafios e realidade Perfil do profissional Vocação institucional

Leia mais

Programa de Apoio a Pacientes Oncológicos e

Programa de Apoio a Pacientes Oncológicos e Programa de Apoio a Pacientes Oncológicos e Família Secretaria Municipal de Saúde CASC - Centro de Atenção a Saúde Coletiva Administração Municipal Horizontina RS Noroeste do Estado Distante 520 Km da

Leia mais

Seção 2: Atenção ao Paciente Subseções: Terapia Dialítica, Assistência Antineoplásica e Hemoterápica. Flávia Soveral Miranda Fabíola Raymundo

Seção 2: Atenção ao Paciente Subseções: Terapia Dialítica, Assistência Antineoplásica e Hemoterápica. Flávia Soveral Miranda Fabíola Raymundo Seção 2: Atenção ao Paciente Subseções: Terapia Dialítica, Assistência Antineoplásica e Hemoterápica Flávia Soveral Miranda Fabíola Raymundo Requisitos comuns a todos as subseções Planeja as atividades,

Leia mais

Requisitos mínimos para o programa de Residência em Pediatria

Requisitos mínimos para o programa de Residência em Pediatria Requisitos mínimos para o programa de Residência em Pediatria O programa de Residência em Pediatria prevê 60 horas de jornada de trabalho semanal, sendo 40 horas de atividades rotineiras e 20 horas de

Leia mais

Instituto de Responsabilidade Social Sírio-Libanês AÇÕES SUSTENTÁVEIS DO HOSPITAL GERAL DO GRAJAÚ

Instituto de Responsabilidade Social Sírio-Libanês AÇÕES SUSTENTÁVEIS DO HOSPITAL GERAL DO GRAJAÚ Instituto de Responsabilidade Social Sírio-Libanês AÇÕES SUSTENTÁVEIS DO HOSPITAL GERAL DO GRAJAÚ Autores: Raphaella Rodrigues de Oliveira Gerente de Hotelaria; Rafael Saad Coordenador Administrativo.

Leia mais

CCIH/SCIH: a Enfermagem à frente da prevenção de infecções hospitalares

CCIH/SCIH: a Enfermagem à frente da prevenção de infecções hospitalares freeimages.com CCIH/SCIH: a Enfermagem à frente da prevenção de infecções hospitalares A adesão dos profissionais de saúde e o envolvimento de pacientes e familiares nas medidas de prevenção reduzem o

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Casa de Apoio a Pacientes com Câncer

Mostra de Projetos 2011. Casa de Apoio a Pacientes com Câncer Mostra de Projetos 2011 Casa de Apoio a Pacientes com Câncer Mostra Local de: Maringá Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais. Rede Feminina de Combate ao Câncer - Regional

Leia mais

Manual de Orientação ao Cliente

Manual de Orientação ao Cliente Manual de Orientação ao Cliente Prezado Cliente O Hospital IGESP reúne em um moderno complexo hospitalar, os mais avançados recursos tecnológicos e a excelência na qualidade do atendimento prestado por

Leia mais

PROJETO PARCERIAS SAÚDE E SOCIEDADE

PROJETO PARCERIAS SAÚDE E SOCIEDADE PROJETO PARCERIAS SAÚDE E SOCIEDADE Sub-Projeto: Redes de Apoio aos Usuários e Familiares do HMIPV Introdução: O Hospital Materno Infantil Presidente Vargas é um hospital público Municipal que atende mulheres

Leia mais

CONCEITO OBJETIVO 24/9/2014. Indicadores de Saúde. Tipos de indicadores. Definição

CONCEITO OBJETIVO 24/9/2014. Indicadores de Saúde. Tipos de indicadores. Definição Indicadores de Saúde Definição PROFª FLÁVIA NUNES É a quantificação da realidade, que permite avaliar/comparar níveis de saúde entre diferentes populações ao longo do tempo. Tipos de indicadores IMPORTÂNCIA

Leia mais

QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA HOSPITAIS E DEMAIS PRESTADORAS DE SERVIÇOS MÉDICOS SIMILARES

QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA HOSPITAIS E DEMAIS PRESTADORAS DE SERVIÇOS MÉDICOS SIMILARES QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA HOSPITAIS E DEMAIS PRESTADORAS DE SERVIÇOS MÉDICOS ILARES O objetivo deste questionário é analisar as atividades profissionais desenvolvidas

Leia mais

ANJOS DA ENFERMAGEM: EDUCAÇÃO E SAÚDE ATRAVÉS DO LÚDICO

ANJOS DA ENFERMAGEM: EDUCAÇÃO E SAÚDE ATRAVÉS DO LÚDICO 1 IDENTIFICAÇÃO Título: ANJOS DA ENFERMAGEM: EDUCAÇÃO E SAÚDE ATRAVÉS DO LÚDICO Data de realização: Local de realização: IESUR Horário: será definido conforme cronograma Carga horária: definido conforme

Leia mais

Experiência Do Município De Cascavel PR Na Atenção Domiciliar ABRASAD

Experiência Do Município De Cascavel PR Na Atenção Domiciliar ABRASAD Experiência Do Município De Cascavel PR Na Atenção Domiciliar ABRASAD Histórico 2005: Início do trabalho. I Seminário de Assistência Domiciliar. 2006: Portaria GM 2529. Fundação da ABRASAD Associação Brasileira

Leia mais

2. Quais os objetivos do Programa Nacional de Segurança do Paciente?

2. Quais os objetivos do Programa Nacional de Segurança do Paciente? O tema Segurança do Paciente vem sendo desenvolvido sistematicamente pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) desde sua criação, cooperando com a missão da Vigilância Sanitária de proteger

Leia mais

Diretrizes de Aplicação Saúde mental de servidores públicos da Administração direta, autárquica e funcacional

Diretrizes de Aplicação Saúde mental de servidores públicos da Administração direta, autárquica e funcacional Diretrizes de Aplicação Saúde mental de servidores públicos da Administração direta, autárquica e funcacional CAPÍTULO I PRINCÍPIOS NORTEADORES Art. 1º Os procedimentos em saúde mental a serem adotados

Leia mais

ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS INTEGRANTES DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA

ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS INTEGRANTES DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS INTEGRANTES DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA ATRIBUIÇÕES DO MÉDICO I- Realizar consultas clínicas aos usuários de sua área adstrita; II- Participar das atividades de grupos de controle

Leia mais

Esse assunto sempre merece atenção

Esse assunto sempre merece atenção Sua saúde sempre ) Esse assunto sempre merece atenção Quais são os seus motivos para viver com saúde? Reunir a família em um almoço de domingo? Curtir o cinema ao lado da pessoa amada? Sentir orgulho dos

Leia mais

no Brasil O mapa da Acreditação A evolução da certificação no país, desafios e diferenças entre as principais

no Brasil O mapa da Acreditação A evolução da certificação no país, desafios e diferenças entre as principais O mapa da Acreditação no Brasil A evolução da certificação no país, desafios e diferenças entre as principais metodologias Thaís Martins shutterstock >> Panorama nacional Pesquisas da ONA (Organização

Leia mais

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL. 1.1. Histórico da Prática Eficaz

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL. 1.1. Histórico da Prática Eficaz Nome da Instituição: Universidade Feevale Segmento: IES - Instituições de Ensino Superior Categoria: Gestão Administrativa, de Pessoas ou Financeira Nome da Prática Eficaz de Gestão Educacional: Programa

Leia mais

OSS SANTA MARCELINA HOSPITAL CIDADE TIRADENTES

OSS SANTA MARCELINA HOSPITAL CIDADE TIRADENTES OSS SANTA MARCELINA HOSPITAL CIDADE TIRADENTES CASE DE SUCESSO: 5S COMO FERRAMENTA DE CONSCIENTIZAÇÃO AMBIENTAL PARA AS EQUIPES DO HOSPITAL CIDADE TIRADENTES Responsável pela Instituição: Renata Souza

Leia mais

ANEXO I EDITAL Nº 20/2010-SEADM DESCRIÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DA FUNÇÃO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA PSF - LEI Nº 6.938/2005

ANEXO I EDITAL Nº 20/2010-SEADM DESCRIÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DA FUNÇÃO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA PSF - LEI Nº 6.938/2005 ANEXO I EDITAL Nº 20/2010-SEADM DESCRIÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DA FUNÇÃO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA PSF - LEI Nº 6.938/2005 FUNÇÃO: AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE Realizar mapeamento de sua área; Cadastrar as famílias

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS JUNHO/2015 30/06/2015 COMPLEXO ESTADUAL DO CÉREBRO. Relatório de gestão dos serviços assistenciais

PRESTAÇÃO DE CONTAS JUNHO/2015 30/06/2015 COMPLEXO ESTADUAL DO CÉREBRO. Relatório de gestão dos serviços assistenciais PRESTAÇÃO DE CONTAS JUNHO/2015 30/06/2015 COMPLEXO ESTADUAL DO CÉREBRO V Relatório de gestão dos serviços assistenciais do Complexo Estadual do Cérebro: Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer e Hospital

Leia mais

Edital nº 003/2010/GSIPR/SENAD / MS PLANO INTEGRADO DE ENFRENTAMENTO AO CRACK E OUTRAS DROGAS

Edital nº 003/2010/GSIPR/SENAD / MS PLANO INTEGRADO DE ENFRENTAMENTO AO CRACK E OUTRAS DROGAS PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA GABINETE DE SEGURANÇA INSTITUCIONAL SECRETARIA NACIONAL DE POLITICAS SOBRE DROGAS MINISTÉRIO DA SAÚDE Comitê Gestor do Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e outras Drogas

Leia mais

Sabe-se que a cirurgia é praticada desde a pré-história, através de procedimentos de trepanação (operação que consiste em praticar uma abertura em um

Sabe-se que a cirurgia é praticada desde a pré-história, através de procedimentos de trepanação (operação que consiste em praticar uma abertura em um Renata Ariano Sabe-se que a cirurgia é praticada desde a pré-história, através de procedimentos de trepanação (operação que consiste em praticar uma abertura em um osso). No entanto, a cirurgia teve seus

Leia mais

1)Campanha Pré-Calamidade

1)Campanha Pré-Calamidade 1)Campanha Pré-Calamidade A Cruz Vermelha de São Paulo, no cumprimento de sua missão de ajuda humanitária e de auxiliar as comunidades carentes, que sofrem com as enchentes e desabamentos provocados pelas

Leia mais

Apoio: BIT Company Franchising Rua Fidêncio Ramos, 223 conj. 131 13º andar Vila Olimpia

Apoio: BIT Company Franchising Rua Fidêncio Ramos, 223 conj. 131 13º andar Vila Olimpia Nome da empresa: BIT Company Data de fundação: Julho de 1993 Número de funcionários: 49 funcionários Localização (cidade e estado em que estão sede e franquias): Sede em São Paulo, com franquias em todo

Leia mais

PROGRAMAÇÃO ANUAL DE SAÚDE - PAS (ANO)

PROGRAMAÇÃO ANUAL DE SAÚDE - PAS (ANO) PROGRAMAÇÃO ANUAL DE SAÚDE - PAS (ANO) Mês e Ano de elaboração MODELO PARA ELABORAÇÃO DA PAS 2014: Gerência de Programação em Saúde- DEPLAN/SUSAM 1 SUMÁRIO IDENTIFICAÇÃO DO MUNICÍPIO...3 ELABORAÇÃO...4

Leia mais

II Seminário de Hospitais de Ensino do Estado de São Paulo

II Seminário de Hospitais de Ensino do Estado de São Paulo II Seminário de Hospitais de Ensino do Estado de São Paulo Conhecendo o Grupo 18 COLÉGIOS - PR / SC / RJ / SP/ RS 1 HOSPITAL UNIVERSITÁRIO - HUSF FUNCLAR FUNDAÇÃO CLARA DE ASSIS UNIFAG UNIDADE DE PESQUISA

Leia mais

I SEMINÁRIO NACIONAL DO PROGRAMA NACIONAL DE REORIENTAÇÃO DA FORMAÇÃO PROFISIONAL EM SAÚDE PRÓ-SAÚDE II

I SEMINÁRIO NACIONAL DO PROGRAMA NACIONAL DE REORIENTAÇÃO DA FORMAÇÃO PROFISIONAL EM SAÚDE PRÓ-SAÚDE II Ministério da Educação Secretaria de Ensino Superior Diretoria de Hospitais Univ ersitários e Residências em Saúde A articulação da Graduação em Saúde, dos Hospitais de Ensino e das Residências em Saúde

Leia mais

Sylvia Cristina Xavier Chiodarelli Lopes

Sylvia Cristina Xavier Chiodarelli Lopes Sylvia Cristina Xavier Chiodarelli Lopes Formação Acadêmica Curso de Avaliação da Qualidade em Saúde Fundação Getúlio Vargas (FGV) / 2011 MBA em Administração Hospitalar e serviços de saúde Fundação Getúlio

Leia mais

DIREITO À VIDA A GESTÃO DA QUALIDADE E DA INTEGRALIDADE DO CUIDADO EM SAÚDE PARA A MULHER E A CRIANÇA NO SUS-BH: a experiência da Comissão Perinatal

DIREITO À VIDA A GESTÃO DA QUALIDADE E DA INTEGRALIDADE DO CUIDADO EM SAÚDE PARA A MULHER E A CRIANÇA NO SUS-BH: a experiência da Comissão Perinatal DIREITO À VIDA A GESTÃO DA QUALIDADE E DA INTEGRALIDADE DO CUIDADO EM SAÚDE PARA A MULHER E A CRIANÇA NO SUS-BH: a experiência da Comissão Perinatal Grupo temático: Direito à vida, à saúde e a condições

Leia mais

Experiência: REDUÇÃO DA TAXA DE CANCELAMENTO DE CIRURGIAS ATRAVÉS DA OTIMIZAÇÃO DO PROCESSO ASSISTENCIAL

Experiência: REDUÇÃO DA TAXA DE CANCELAMENTO DE CIRURGIAS ATRAVÉS DA OTIMIZAÇÃO DO PROCESSO ASSISTENCIAL Experiência: REDUÇÃO DA TAXA DE CANCELAMENTO DE CIRURGIAS ATRAVÉS DA OTIMIZAÇÃO DO PROCESSO ASSISTENCIAL Hospital de Clínicas de Porto Alegre Ministério da Educação Responsável: Sérgio Carlos Eduardo Pinto

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Combatendo a Mortalidade Materna e Infantil: Maximizando a Atuação das Agentes de Saúde do Município de Altônia

Mostra de Projetos 2011. Combatendo a Mortalidade Materna e Infantil: Maximizando a Atuação das Agentes de Saúde do Município de Altônia Mostra de Projetos 2011 Combatendo a Mortalidade Materna e Infantil: Maximizando a Atuação das Agentes de Saúde do Município de Altônia Mostra Local de: Umuarama Categoria do projeto: I - Projetos em implantação,

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 8. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 8. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 3 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula 7 Cronograma de Aulas Pág. 8 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM DOR Unidade Dias e Horários

Leia mais

Antonio Luiz Pinho Ribeiro

Antonio Luiz Pinho Ribeiro Antonio Luiz Pinho Ribeiro Março de 2013 586.528 km² (> Espanha) 19.597.330 habitantes 853 cidades 93% cidades < 50 mil hab, Minas Gerais PNUD, 2004 IDH em Minas Gerais Doenças cardiovasculares: principal

Leia mais

TRANSFERÊNCIA DE PACIENTE INTERNA E EXTERNA

TRANSFERÊNCIA DE PACIENTE INTERNA E EXTERNA 1 de 8 Histórico de Revisão / Versões Data Versão/Revisões Descrição Autor 25/11/2012 1.00 Proposta inicial LCR, DSR,MGO 1 Objetivo Agilizar o processo de transferência seguro do paciente/cliente, para

Leia mais

ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA. Flávia Soveral Miranda Luciana de Camargo

ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA. Flávia Soveral Miranda Luciana de Camargo ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA Flávia Soveral Miranda Luciana de Camargo Padrão Nível 1 Uso seguro e racional de medicamentos Dimensões da qualidade Aceitabilidade, adequação e integralidade Assistência Farmacêutica

Leia mais

Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Economia da Saúde e Desenvolvimento

Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Economia da Saúde e Desenvolvimento 1 Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Economia da Saúde e Desenvolvimento I Congresso Informação de Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público Oficina II Informação de Custo para

Leia mais

Palavras- chave: Vigilância epidemiológica, Dengue, Enfermagem

Palavras- chave: Vigilância epidemiológica, Dengue, Enfermagem ANÁLISE DAS NOTIFICAÇÕES DE DENGUE APÓS ATUAÇÃO DO SERVIÇO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA HOSPITALAR INTRODUÇÃO: A Dengue é uma doença infecciosa febril aguda de amplo espectro clínico e de grande importância

Leia mais

Relatório Projeto Missão Xingu 2013. Cuidando de povos irmãos de um mesmo país

Relatório Projeto Missão Xingu 2013. Cuidando de povos irmãos de um mesmo país Relatório Projeto Missão Xingu 2013 Cuidando de povos irmãos de um mesmo país Introdução A 8ª edição do projeto Missão Xingu foi realizada no período de 10 a 17 de Maio e contou com a participação de 12

Leia mais

Rigor e Atenção em Pesquisa Clínica

Rigor e Atenção em Pesquisa Clínica Rigor e Atenção em Pesquisa Clínica PESQUISA ClÍNICA Benefícios para todos Avanços para a humanidade Pesquisa Clínica: mais que experimentação, benefício de saúde e segurança para a humanidade. O incessante

Leia mais

Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante

Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante POR QUE CRIAR CIHDOTTs? 6294 hospitais no país Necessidade de descentralização Equipes localizadas dentro do hospital notificante

Leia mais

ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DO TRABALHO DO NASF

ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DO TRABALHO DO NASF ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DO TRABALHO DO NASF Jorge Zepeda Gerente de APS da SMS de Florianópolis I Encontro Estadual dos NASF de SC Florianópolis, Novembro de 2012 ROTEIRO DE CONVERSA 1. LUGAR DE ONDE FALO:

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2010 Derdic / PUC-SP

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2010 Derdic / PUC-SP RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2010 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2010 Missão 03 Valores Institucionais 03 Escola Especial de Educação Básica 04 Clínica de Audição, Voz e Linguagem Prof. Dr. Mauro Spinelli

Leia mais

ANEXO II 1 NORMAS GERAIS DE CREDENCIAMENTO/ HABILITAÇÃO

ANEXO II 1 NORMAS GERAIS DE CREDENCIAMENTO/ HABILITAÇÃO ANEXO II NORMAS DE CLASSIFICAÇÃO E CREDENCIAMENTO/HABILITAÇÃO DE UNIDADES DE ASSISTÊNCIA EM ALTA COMPLEXIDADE NO TRATAMENTO REPARADOR DA LIPODISTROFIA E LIPOATROFIA FACIAL DO PORTADOR DE HIV/AIDS 1 NORMAS

Leia mais

ESF Estratégia de Saúde da Família GESTÃO DE PESSOAS. 40 Relatório de Gestão 2014. Copyright. Proibida cópia ou reprodução sem autorização do IABAS.

ESF Estratégia de Saúde da Família GESTÃO DE PESSOAS. 40 Relatório de Gestão 2014. Copyright. Proibida cópia ou reprodução sem autorização do IABAS. ESF Estratégia de Saúde da Família GESTÃO DE PESSOAS 40 Relatório de Gestão 2014 B lanço Soci l ESF Estratégia de Saúde da Família Relatório de Gestão 2014 41 GESTÃO DE PESSOAS Gestão de Pessoas Com o

Leia mais

Mais de 265 veículos na frota, sendo 85% com menos de 4 anos de uso e equipados com recursos de alta tecnologia.

Mais de 265 veículos na frota, sendo 85% com menos de 4 anos de uso e equipados com recursos de alta tecnologia. Quem Somos A BEM Emergências Médicas atua no segmento pré-hospitalar, com qualidade e competência desde 1979, atendendo hospitais, assistências médicas, seguradoras, empresas públicas e privadas e autogestões

Leia mais

QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA HOSPITAIS, CLÍNICAS, LABORATÓRIOS E DEMAIS PRESTADORAS DE SERVIÇOS MÉDICOS

QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA HOSPITAIS, CLÍNICAS, LABORATÓRIOS E DEMAIS PRESTADORAS DE SERVIÇOS MÉDICOS QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA HOSPITAIS, CLÍNICAS, LABORATÓRIOS E DEMAIS PRESTADORAS DE SERVIÇOS MÉDICOS O objetivo deste questionário é analisar as atividades

Leia mais

PORTARIA Nº 2.841, DE 20 DE SETEMBRO DE 2010

PORTARIA Nº 2.841, DE 20 DE SETEMBRO DE 2010 PORTARIA Nº 2.841, DE 20 DE SETEMBRO DE 2010 Institui, no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS, o Centro de Atenção Psicossocial de Álcool e outras Drogas 24 horas - CAPS AD III. O MINISTRO DE ESTADO

Leia mais

PLANO INDIVIDUAL OU FAMILIAR UNIMED. Cuidamos de quem é importante para você

PLANO INDIVIDUAL OU FAMILIAR UNIMED. Cuidamos de quem é importante para você PLANO INDIVIDUAL OU FAMILIAR UNIMED Cuidamos de quem é importante para você plano individual ou familiar Unimed Atenção, respeito e e ciência são pré-requisitos indispensáveis quando se pensa em uma operadora

Leia mais