Diário Tucano. CPI Mista da Petrobras será instalada após forte cobrança da oposição

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Diário Tucano. CPI Mista da Petrobras será instalada após forte cobrança da oposição"

Transcrição

1 Diário Tucano Informativo da bancada do PSDB na Câmara Nº 2263, Q U A R T A F E I R A, 30 D E A B R I L D E 2014 Fotos: Alexssandro Loyola CPI Mista da Petrobras será instalada após forte cobrança da oposição Lideranças foram ao Senado para cobrar criação de comissão formada também por deputados, o que vai fortalecer as investigações. Após um dia de intensa cobrança da oposição, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), marcou para a próxima terça-feira (6) reunião com os líderes partidários para indicação dos nomes que formarão a CPI Mista e a CPI do Senado sobre a Petrobras. A tendência, no entanto, é que a comissão mista prevaleça. O PSDB já definiu os indicados: Carlos Sampaio (SP) como titular e Izalci (DF) como suplente. A comissão mista está consagrada do ponto de vista constitucional e regimental, afirmou o líder do PSDB na Câmara, Antonio Imbassahy (BA), após o anúncio. Durante o dia, o tucano participou de reuniões com Renan Calheiros e com o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, para pressionar pelo início dos trabalhos de investigação. Queremos, com as investigações, preservar a Petrobras. Essa é a nossa obrigação e a Câmara não abre mão do seu dever, alertou o tucano. Quando o pedido da comissão mista foi protocolado, em 2 de abril, ele contava com vasto apoio de deputados: mais de 235 haviam assinado o documento. Conforme destacou Imbassahy, já foram cumpridos todos os requisitos legais e regimentais para o imediato início dos trabalhos. Não há dúvida jurídica nenhuma. Para nós é funda- mental que essa CPMI seja instalada. Só por meio dela nós vamos ter detalhes desse processo para extirpar esse câncer da corrupção que está dentro da empresa, acrescentou o deputado Vanderlei Macris (SP), que também participou da reunião. O líder da Minoria na Câmara, Domingos Sávio (MG), afirmou que a CPI mista é um direito do Congresso. O Supremo já definiu; não há mais o que discutir e não há que se falar em instalação apenas no Senado; a Câmara não pode se omitir, apontou. Investigação tem apoio popular Mais de 91% dos brasileiros querem a CPI e, por isso, a responsabilidade não pode ser apenas do Senado. A Câmara não pode se ausentar dessa investigação e de cumprir com suas obrigações, avaliou o líder tucano, ao mencionar pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT) divulgada nesta terça. No total, 50,2% dos entrevistados disseram acompanhar as notícias sobre o tema ou já ouviram falar sobre o assunto. Entre estes, o percentual de entrevistados que defende a instalação da CPI chega a 91,4%. O levantamento demonstra ainda que, para 80,5% dessas pessoas, houve irregularidades na compra da refinaria de Pasadena. Diante da determinação do Supremo de exclusividade, o governo quer ampliar as apurações a supostos problemas no governo Fernando Henrique Cardoso. Para Imbassahy, isso não gera qualquer tipo de ameaça, já que os verdadeiros malfeitos ocorreram na gestão petista. Não tem nenhuma ameaça. Isso não tem nada a ver. É apenas um jogo de cena no sentido de querer tapar o sol com a peneira. A grande crise na qual a empresa mergulhou foi durante o governo do PT, destacou. Em sua avaliação, as investigações podem ser o único caminho para salvar a Petrobras de uma gestão que a tornou uma das empresas do setor mais endividadas do mundo, além de levá-la a perder o valor patrimonial em cerca de 65%. O governo e a presidente Dilma não podem impedir as investigações que pretendem salvar a Petrobras. Ela [Dilma] tem responsabilidade direta sobre tudo isso, pois era a presidente do Conselho de Administração da empresa quando negócios nocivos foram feitos e trouxeram graves prejuízos para a empresa e o país, disse Imbassahy. Graça Foster na Câmara O líder Imbassahy acredita que será importante ouvir a presidente da estatal, Graça Foster, que vinha fugindo do debate na Câmara nas últimas semanas. Foster finalmente participará de audiência nesta quarta-feira (30) na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle. A audiência atende a requerimentos assinados por Imbassahy, por Macris e por Bruno Araújo (PE). Temos uma boa expectativa. Vamos indagá-la não só sobre Pasadena, mas sobre outros negócios feitos com o aval dela e da presidente Dilma, avisou o líder tucano, ao lembrar que até mesmo o ex-presidente da Petrobras Sérgio Gabrielli já afirmou que a petista não pode fugir da responsabilidade.

2 Tucanos fazem coro às reclamações do setor produtivo: sobra burocracia e falta infraestrutura Foto: Zeca Ribeiro Câmara dos Deputados Parlamentares do PSDB que acompanharam o seminário Brasil Novo, realizado nessa terça-feira (29) na Câmara dos Deputados, fizeram coro às reclamações de representantes do setor produtivo sobre a situação econômica do país. A burocracia, a carga tributária e as faltas de infraestrutura, produtividade e competitividade comprometem o desenvolvimento e exigem medidas urgentes. A primordial delas, segundo o deputado Luiz Carlos Hauly (PR), é a reforma tributária. O problema é a tributação sobre a base do consumo (tributação indireta), que é a mais alta do mundo e torna o ao tema do novo pacto federativo, afirmou. Brasil mais complexo, criticou o parlamen- A União tem avançado nos últimos 30 anos tar, que presidiu a segunda mesa de debates sobre as receitas desses entes federativos, que do seminário. Baseado em levantamento do perdem capacidade de poupança e de investimento, acrescentou. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Os participantes retrataram Panorama O seminário contou Hauly afirmou que a trimuito bem o que acontece com participação do mibutação indireta afeta, no país: crescimento baixo, nistro da Fazenda, Guido principalmente, os traba- inflação presa artificialmente Mantega. Em quase 50 lhadores que ganham até numa meta, números de minutos de exposição, dois salários mínimos. comércio exterior declinantes e ele afirmou que o país Esses têm uma carga de infraestrutura a desejar. tem perspectivas de cres53,9%. Quem recebe acin Deputado Alfredo Kaefer (PR) cimento, assegurou que o ma de 30 salários paga governo não vai permitir somente 29%. Os 10% que a meta da inflação (6,5%) seja ultrapassada mais ricos pagam 22%, disse. O deputado chamou atenção também para e apontou as prioridades da política econômica a grave situação financeira de estados e muni- nos próximos anos. Entre elas, mais investimencípios, causada, especialmente, pelas renúncias tos, produtividade, educação e expansão nos fiscais. O Tribunal de Contas da União acabou mercados interno e externo. O quadro descrito por Mantega não foi o de divulgar que, de 2008 a 2012, a renúncia do mesmo desenhado por representantes do seipi na parte dos municípios chegou a R$ 190 tor produtivo. O presidente da Confederação bilhões. Essa estatística é terrível e nos leva Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, destacou os obstáculos que vários segmentos têm enfrentado. O ambiente de negócios tem dificultado o crescimento das empresas e trazido, muitas vezes, a percepção de que o país tem dificuldades de avançar, disse. Uma das adversidades, afirmou Andrade, é a baixa competitividade do país em relação a outras nações. Estamos sempre ficando em posição de muita desvantagem, principalmente porque há, no mercado mundial, uma guerra que envolve empresas e governos pelos investimentos, salientou o presidente da CNI, que pediu a Mantega a redução dos tributos. O ministro tem falado muito das isenções e incentivos, mas os impostos e a burocracia aumentam muito o custo das empresas. A presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), senadora Kátia Abreu (PMDB-TO), defendeu a redução da burocracia e o incentivo à inovação tecnológica. Em nome dos segmentos que representa, ela citou como prioridades a definição exata da expressão trabalho escravo, a autorização para construção de eclusas em hidrelétricas e a regulamentação da terceirização da atividade fim. De acordo com o deputado Alfredo Kaefer (PR), a insatisfação com a política econômica é praticamente generalizada. Retrataram muito bem o que acontece no país: crescimento baixo, inflação presa artificialmente numa meta, números de comércio exterior declinantes e infraestrutura a desejar, acrescentou. A exposição de Mantega, ressaltou o parlamentar, continua fora da realidade. É o batidão de uma nota só. Conselho de Ética autoriza abertura de processo contra André Vargas EXPEDIENTE Em rápida votação, o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar aprovou ontem o relatório preliminar do deputado Júlio Delgado (PSB-MG) que determina a abertura de processo disciplinar contra o deputado licenciado André Vargas (PT-PR). O relatório foi aprovado por unanimidade. Com a aprovação do relatório preliminar, André Vargas terá dez dias úteis para apresentar sua defesa escrita. O prazo começa a correr depois que o deputado for notificado. Além de uma viagem de jatinho paga pelo doleiro Alberto Youssef, há suspeitas de que Vargas teria intermediado interesses de Coordenador de redação: Marcos Côrtes Editora: Elisa Tecles Reportagem: Alessandra Galvão, Djan Moreno, Luciana Bezerra e Paulo Simões Editora da Rádio PSDB: Ana Maria Mejia Diagramação: Francisco Maia Op. de áudio e vídeo: Hélio Ricardo Câmara dos Deputados - Anexo II, sala 131 CEP Brasília (DF) Telefone: (61) Fax: (61) As notas com conteúdo adicional no portal estão identificadas com,aquelas com boletim de rádio têm o símbolo e as matérias com vídeo têm o ícone. Youssef em contratos com o Ministério da Saúde. Youssef está preso e responde a processo na justiça federal pelos crimes de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. A ação teve origem na operação Lava Jato, da Polícia Federal, deflagrada em março. O portal PSDB na Câmara possui uma versão especial para smartphones. Para acessá-la sem ter que digitar o endereço no navegador, instale um leitor de QR Code no aparelho e use-o para fotografar a barra ao lado. Caso use um tablet, será aberta a versão completa da página.

3 Plenário aprova destaque do PSDB que impede criação de imposto no transporte de cargas O Plenário da Câmara aprovou nessa terça-feira (29) destaque do PSDB à proposta conhecida como Lei geral dos caminhoneiros e retirou do texto a criação da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide-cargas) para custear o Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Transporte de Cargas Nacional (Procargas). Para o 1º vice-líder do PSDB, deputado Vanderlei Macris (SP), a criação de mais um tributo seria uma inconsequência. O governo tem condições de manter esse programa. Não é possível criar uma Cide para sustentar cada programa que criamos aqui, afirmou. O líder da Minoria na Câmara, Domingos Sávio (MG), disse que não há justificativa para aumentar a carga tributária. Nós não podemos aceitar mais impostos. O Procargas é necessário, mas ele tem que ser financiado pelo volume enorme de impostos que nós já pagamos no Brasil, ressaltou. Os impostos brasileiros estão entre os mais caros do mundo. O governo que abdique de um pedacinho e atenda a esses trabalhadores. Fazer sombra com o chapéu alheio e tomar mais dinheiro do trabalhador não é ajudar, criticou o deputado Nilson Leitão (MT). Segundo o texto aprovado, a jornada de trabalho deverá ser de oito horas diárias, com 11 horas de descanso a cada 24 horas e até quatro horas extras remuneradas. O texto aumenta o tempo máximo de direção contínua pelo motorista, de 4 horas para 5,5 horas. De acordo com Macris, o cuidado com os motoristas nas estradas brasileiras precisa ser preservado. É importante que a gente preserve para os motoristas a possibilidade de descanso, para evitar as grandes tragédias que nós temos pelas estradas brasileiras, observou. Queda na popularidade de Dilma comprova que população está alerta aos malfeitos da gestão A incompetência de Dilma Rousseff como gestora provocou uma acentuada queda na popularidade da presidente, como aferiu pesquisa divulgada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT). A avaliação feita pelo líder do PSDB na Câmara, deputado Antonio Imbassahy (BA), tem como base resultado do levantamento divulgado nessa terça-feira (29). De acordo com a pesquisa, o percentual dos que consideram o governo da petista ótimo ou bom caiu de 36,4% em fevereiro deste ano para 32,9%. A avaliação negativa aumen- tou de 24,8% para 30,6% e a regular diminuiu de 37,9% para 35,9%. A aprovação do desempenho pessoal da presidente também caiu de 55% para 47,9%, enquanto o número de entrevistados que desaprovam a administração de Dilma aumentou de 41% para 46,1%. Esta é a terceira queda consecutiva na avaliação do governo federal, segundo os levantamentos da CNT em novembro de 2013, o índice de aprovação era de 58,8% e, de reprovação, 38,9%. Imbassahy acredita que a percepção dos brasileiros de que Dilma não tem sido uma boa gestora vem crescendo ao longo do tempo e, por isso, a aprovação a seu governo tem caído. O tucano afirma que os recentes escândalos que envolvem a Petrobras, como a compra da refinaria de Pasadena, contribuíram para que os brasileiros ficassem ainda mais insatisfeitos com a petista. Tem um pouco a ver com a participação dela na compra da refinaria, mas também com os serviços públicos em geral, tal como o PAC, que não funciona, a segurança, que não vai bem, a saúde, que é um drama para a população, ou seja, é o conjunto da obra. Afinal, uma presidente que foi apresentada nas eleições de 2010 como grande gestora se revelou incompetente. Foi uma grande fraude eleitoral e a população começou a perceber, explicou o parlamentar. Números o governo como 66,5% Avaliam regular ou negativo. 46,1% Dos entrevistados desaprovam o desempenho de Dilma à frente do governo. que a inflação 46,2% Acreditam vai subir muito em Concordam com a da CPI para 45,9% instalação investigar a Petrobras.

4 PSDB pede convocação de ministros da Justiça e do Trabalho para explicar imigração de haitianos O PSDB apresentou nessa terçafeira requerimentos de convocação dos ministros José Eduardo Cardozo (Justiça) e Manoel Dias (Trabalho) para prestar esclarecimentos sobre o processo de imigração de haitianos para o Brasil. Assinados pelo deputado Duarte Nogueira (SP), os pedidos foram entregues à Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional, presidida pelo partido. A quantidade de imigrantes da ilha caribenha que tem entrado no país, principalmente pelo Acre, vem aumentando significativamente desde o final de 2010, ano em que um terremoto devastou o Haiti. Estima-se que o número total desses imigrantes já supere 20 mil pessoas. Em entrevista recente, o governador do Acre, Tião Viana (PT), disse que a maioria absoluta dos dos haitianos vem ao Brasil por meio de coiotes com a promessa de uma vida melhor. Viana alega ter comunicado várias vezes à Polícia Federal sobre essa atuação dos coiotes, bem como sobre o fato de que a entrada de haitianos tem estimulado o aumento da imigração proveniente de outros países. Como se não bastasse todo o sofrimento social vivido em seu país de origem e dos transtornos para chegar até o Brasil, Nogueira alerta para os indícios de que os haitianos não estariam recebendo o devido tratamento humanitário em virtude da falta de planejamento do processo de imigração e de apoio do governo federal. Diante disso, Nogueira cobra os devidos esclarecimentos do ministro da Justiça sobre eventuais medidas tomadas para organizar o processo de imigração e para garantir aos haitianos, bem como aos procedentes de outros países em situação similar, o devido tratamento humanitário. Em relação a Manoel Dias, o PSDB também quer justificativas sobre as recentes declarações do titular da pasta do Trabalho de que como o governo acreano está mandando todos os haitianos para São Paulo, a estrutura montada naquele estado será transferida para o Sudeste, assim como haverá instalação de estruturas iguais em Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre. Omissão que gera conflitos Na segunda-feira (28), o líder do PSDB na Câmara, Antonio Imbassahy (BA), lembrou que o Brasil é signatário de tratados internacionais e deve receber os haitianos. No entanto, segundo ele, o governo federal tem se omitido na questão, o que tem provocado um conflito entre estados. O fluxo migratório de haitianos para o Brasil ocorre há quatro anos e o governo Dilma não agiu como deveria para dar condições mais dignas de recolhimento a esses refugiados, alertou o tucano, que enviará ofício à ACNUR, agência da ONU para refugiados, para dar conhecimento do problema e das condições a que os haitianos estão submetidos em virtude da falta de coordenação do governo federal no recebimento e assistência desses imigrantes. Leia na página 6 o artigo A responsabilidade é do Governo Federal, por Marcio Bittar Deputados chamam Padilha para esclarecer suposta ligação com laboratório de doleiro preso O ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha pode ter a oportunidade de prestar publicamente esclarecimentos sobre sua suposta ligação com o laboratório Labogen, do doleiro Alberto Youssef, preso pela PF na Operação Lava Jato. Requerimento de convite com essa finalidade foi apresentado nessa terça-feira (29) na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle pelos deputados Vanderlei Macris (SP) e Duarte Nogueira (SP). De acordo com reportagem do jornal Estado de S. Paulo publicada no último dia 24, uma troca de mensagens interceptada pela PF sugere que Padilha teria indicado Marcus Cezar Ferreira de Moura para a indústria farmacêutica Labogen. O laboratório é um dos focos da operação da PF. Os federais suspeitam que seja Youssef seja o principal controlador do Labogen. Ele é acusado de lavagem de dinheiro, em operações que podem totalizar R$ 10 bilhões. Ainda segundo a reportagem, Youssef trocou mensagens com o deputado André Vargas (PT-PR) em 28 de novembro de 2013, por meio das quais os dois comentam sobre a indicação de Moura para o Labogen. Vargas repassa a Youssef o nome e o contato do executivo e diz que foi Padilha quem o indicou. O laboratório Labogen tentou fechar contratos para fornecimento de remédios ao Ministério da Saúde em parceria com o laboratório EMS. O acordo de cerca de R$ 31 milhões não chegou a ser concretizado porque surgiram denúncias de irregularidades na transação. Segundo a PF, existem indícios que os envolvidos tinham uma grande preocupação em colocar à frente da Labogen alguém que não levantasse suspeitas das autoridades fiscalizadoras. O mesmo jornal publicou nessa terça-feira (29) outra reportagem sobre o tema, indicando que Marcus Cezar foi contratado pelo laboratório justamente para atuar como lobista em órgãos do governo federal, em especial na pasta em que trabalhou. Diante dos fortes indícios de que o esquema de lavagem de dinheiro tinha uma ramificação no Ministério da Saúde, os tucanos consideram fundamental a realização da audiência pública para que o ex-ministro da Saúde preste esclarecimentos ao Congresso Nacional.

5 Miriam Belchior descreve cenário irreal da economia brasileira em audiência na Câmara Parlamentares do PSDB questionaram o cenário otimista da economia nacional descrito pela ministra Miriam Belchior durante audiência pública na Comissão Mista de Orçamento. A titular do Planejamento esteve no colegiado para debater as metas da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2015, em tramitação no Congresso. Belchior apontou crescimento do PIB em torno de 3% para 2014 e afirmou que 2015 será o ano da retomada da economia. O deputado Duarte Nogueira (SP) contestou a declaração, observando que os números contradizem o discurso oficial do governo. Na América do Sul, no ano passado, o Brasil só cresceu mais que a Venezuela, foi o pior entre os Brics. O povo está percebendo. Hoje se desaprova mais do que se aprova essa gestão. A generosidade da população com o governo está passando e isso pode ser porque a inflação está aí e tende a estourar o teto da meta em dezembro, apontou. O parlamentar lembrou ainda que as análises de mercado indicam para um crescimento tímido da economia neste ano. O relatório Focus, elaborado pelo próprio Banco Central, disse que o país vai crescer 1,7% ou 1,8%, e aqui foi dito 3%. Algo está errado. Esse jogo com números acaba com a credibilidade do país. A verdade é que o Brasil ficou caro e voltou a ter inflação. As grandes fábricas estão dando férias coletivas e demitindo funcionários. Esses não são bons sinais, rechaçou. O deputado Nilson Leitão (MT) chamou atenção para a crise interna no IBGE e questionou possível maquiagem nas pesquisas elaboradas pelo órgão. O tucano cobrou ainda solução para municípios que decretam situação de emergência, mas esperam meses para a liberação de recursos para atender as vítimas de calamidade. Segundo ele, em seu estado, 25 cidades estão nessas condições desde fevereiro e o governo federal sequer se moveu para ajudá-las. Somente diante dos relatos do tucano, a ministra afirmou que irá mobilizar sua equipe. Salário distorcido Na ocasião, Belchior também falou sobre distorções na política salarial para militares, mas não convenceu os parlamentares. A ministra afirmou que a valorização desses servidores está entre as prioridades do governo, mas o deputado Izalci (DF) apresentou documentos que mostram militares recebendo salário família de R$ 0,16 e auxílio alimentação de R$ 3,65. Sem respostas, Belchior disse que irá estudar os casos e enviar informações ao deputado. O tucano sugeriu a realização de uma nova audiência com a ministra para debater o tema, a exemplo do que aconteceu com o ministro da Defesa, Celso Amorim. Presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara, o deputado Eduardo Barbosa (MG) alertou a ministra sobre um possível esvaziamento das Forças Armadas no que diz respeito aos profissionais mais qualificados devido às baixas remunerações. Belchior alegou que o orçamento da Defesa dobrou entre 2008 e 2013, mas Barbosa destacou os sucessivos contingenciamentos sofridos. Legalização de empregados domésticos é conquista da categoria, afirmam tucanos O deputado Izalci (DF) afirmou nessa terça-feira (29) que o Dia Nacional da Empregada Doméstica é motivo de comemoração, mas destacou a necessidade de garantir os direitos dos cerca de 7 milhões de trabalhadores que exercem a função. O tucano participou de sessão na Câmara em homenagem à data. Faço um apelo para que a Câmara se empenhe mais em regulamentar o quanto antes a PEC das Domésticas, para que possamos resgatar efetivamente a dívida histórica que o Estado tem com seus trabalhadores. A maioria das pessoas que ocupam a profissão são mulheres, com baixa escolaridade e com faixa etária entre 40 e 45 anos. A regulamentação da PEC define empregado doméstico como aquele que presta serviços de forma contínua, por mais de dois dias na semana, no ambiente domiciliar e com finalidade não lucrativa. O trabalho fica restrito a maiores de 18 anos, e a carga horária é fixada em no máximo 8 horas por dia, ou 44 horas semanais. A profissão foi regulamentada em 1972, e com a aprovação da PEC das Domésticas, foram incluídos direitos como o registro na carteira de trabalho, salário base, 13º salário, férias, folga semanal, hora extra, licença gestante e aposentadoria. Mas sete itens ainda permanecem em aberto: conta no FGTS, salário-família, auxílio-creche, indenização em demissões sem justa causa, adicional noturno, seguro desemprego e seguro contra acidentes de trabalho. Não basta apenas modernizar as leis sem criar mecanismos para que ela seja efetivamente cumprida, observou o tucano. Segundo Izalci, antes da aprovação da PEC, o tratamento injusto e desigual dado a esses trabalhadores lembrava resquícios da escravidão. A equiparação dos salários desses profissionais com os demais brasileiros foi um ato de enorme significação social, mas a real extensão dos seus efeitos só será sentida quando regulamentados os sete direitos que ainda não entraram em vigor. O deputado Luiz Carlos Hauly (PR) lembrou as conquistas feitas ao longos dos anos para que esses profissionais saíssem da ilegalidade. Foram anos de lutas para que os empregados se formalizassem por meio de propostas como a PEC das Domésticas, a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, o Simples, o SuperSimples e o MEI. Sem dúvidas foram grandes conquistas e é imprescindível a legalização desse profissionais, afirmou.

6 ARTIGO A responsabilidade é do Governo Federal, por Marcio Bittar D esde 2010, após o terremoto no Haiti, as cidades fronteiriças do Acre têm se transformado nas principais portas de entrada de imigrantes haitianos ilegais no Brasil. Utilizando-se de serviços de coiotes, que cobram até US$ 4 mil pelo transporte e graças a uma fronteira com pequeno efetivo e sem equipamentos adequados para manter vigilância, eles entram, com facilidade, através da cidade de Assis Brasil e instalavam-se em Brasiléia e Epitaciolândia, à espera de ajuda do governo brasileiro e de trabalho. Em fevereiro deste ano, após visita ao município de Brasiléia, me manifestei, em artigo, sobre a absurda situação em que se encontravam esses imigrantes. O principal posto de saúde do município estava atendendo, por dia, cerca de 70 haitianos, enquanto o atendimento a brasileiros limitava-se a 3 pacientes diariamente. No começo de 2014 os imigrantes já representavam 10% da população de Brasiléia. Eram pessoas das mais diversas idades, tendo que conviver em meio ao lixo, à doença e à falta de higiene. Naquele momento eu busquei a bancada do Acre e os Ministros da Justiça e das Relações Exteriores alertando para a tragédia humana que se anunciava e pedindo o imediato fechamento das fronteiras, para evitar o aumento de um contingente humano que já não era mais suportado pelos municípios. Já advertia, ainda, que cuidar dos imigrantes não é uma atribuição apenas dos municípios e sim do governo federal. Cabe ao Estado soberano, no caso o Brasil, regularizar a entrada de estrangeiros em seu território nacional pela concessão de visto, ou seja, autorizar a permanência no país do estrangeiro por um determinado tempo. É uma cortesia e não um direito adquirido do indivíduo, candidato a ingresso em determinado Estado, concedida pelas autoridades competentes nas embaixadas ou nos consulados ou pela Polícia de fronteiras no território nacional. O direito internacional e o Estatuto do Estrangeiro não reconhecem esses imigrantes haitianos como refugiados políticos, uma vez que não são perseguidos, politicamente, menos ainda por questão de raça, etnia, religião ou nacionalidade. Mas o governo petista buscou instrumentos para regularizar a presença deles no País, criando a figura do refugiado humanitário. Infelizmente os petistas não tiveram a mesma presteza para fechar a fronteira a novos imigrantes, que continuam a chegar diariamente. A ginástica semântica promovida pelo governo petista, chamando os imigrantes de refugiados humanitários não esconde o descaso governamental, que os relegou a condições degradantes. Para resolver este problema de falta de estrutura, o governo estadual, sob o silêncio do governo federal, decidiu fechar o abrigo de Brasiléia, transferiu alguns imigrantes para Rio Branco e financiou a viagem de outros tantos para a cidade de São Paulo, sem qualquer prévio aviso às autoridades paulistas, transformando uma situação complexa em uma comédia de absurdos. Não estou defendendo nenhum discurso xenófobo, afinal o nosso país foi forjado pela força da imigração, eu próprio sou descendente de imigrantes que buscaram novas oportunidades no Brasil. A questão em relação aos haitianos é outra e muito mais séria; o governo federal fala em refúgio humanitário, mas não se preocupa em garantir condições mínimas de dignidade a essas pessoas, vítimas de tragédias humanas impensáveis. Ao contrário, a postura oficial é escamotear o problema, e, quando a situação torna-se insustentável, esses seres humanos são transportados para outra região, em uma diáspora cruel. A crise gerada pela entrada dos haitianos não pode ser agravada por atitudes irresponsáveis dos governos. A solução não é a simples realocação dos haitianos, é preciso ter consciência dos deveres humanitários, planejar formas de abrigo para essa população que já está no Brasil, mas também é preciso garantir o cumprimento de leis que limitam a entrada de estrangeiros, pois a contínua entrada de milhares de imigrantes ilegais ocasionará um problema ambiental pelo princípio de escassez de recursos naturais e de serviços públicos que o Brasil mal consegue disponibilizar para a sua própria população. O governo federal precisa manifestar-se assumindo, definitivamente, essa responsabilidade, que é sua. Esta omissão está gerando uma crise entre entes da federação e gerando um desastre humanitário que impactará de forma negativa na imagem do Brasil diante do mundo civilizado. (*) Marcio Bittar é deputado federal pelo PSDB/AC, primeiro secretário da Câmara dos Deputados e presidente da Executiva Estadual do PSDB/AC. Leia também em nosso portal: Aprovado relatório de Tripoli que concede incentivo fiscal para produtos sustentáveis Lula deveria ser mais responsável ao emitir opiniões sobre poderes da República, cobra ITV Proposta de Hauly beneficia estudantes brasileiros no exterior com fim da cobrança de IOF Direto do Twitter, com os deputados César Colnago (ES), Otavio Leite (RJ), Duarte Nogueira (SP), Ricardo Tripoli e Luiz Carlos Hauly (PR) Direto do Plenário, com os deputados Domingos Sávio (MG) e Marcus Pestana (MG)

Avaliação do governo Desempenho pessoal da presidente

Avaliação do governo Desempenho pessoal da presidente RESULTADOS DA 129ª PESQUISA CNT/MDA A 129ª Pesquisa CNT/MDA, realizada de 20 a 24 de outubro de 2015 e divulgada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), mostra a avaliação dos índices de popularidade

Leia mais

Clipping CARF Matérias dos jornais que mencionam o CARF

Clipping CARF Matérias dos jornais que mencionam o CARF O Estado de S.Paulo Clipping CARF Matérias dos jornais que mencionam o CARF Nardes, do TCU, é citado na Zelotes O Estado de S. Paulo - 10/09/2015 Investigadores analisam informações sobre suposto envolvimento

Leia mais

PL 64 BOLSA COMPLEMENTAR PARA O PROGRAMA MAIS MÉDICOS

PL 64 BOLSA COMPLEMENTAR PARA O PROGRAMA MAIS MÉDICOS PL 64 BOLSA COMPLEMENTAR PARA O PROGRAMA MAIS MÉDICOS Tendo como argumento aperfeiçoar ainda mais a prestação de serviços de saúde à população, o Executivo traz a esta Casa o Projeto de Lei 64/2014, que

Leia mais

Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores do Rio questiona SMS e defende instalação de CPI para investigar desrespeito à Lei das OSs

Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores do Rio questiona SMS e defende instalação de CPI para investigar desrespeito à Lei das OSs Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores do Rio questiona SMS e defende instalação de CPI para investigar desrespeito à Lei das OSs O plenário da Câmara Municipal do Rio de Janeiro ficou lotado durante

Leia mais

Análise Semanal. Edição nº 23 10/07/15 CONJUNTURA ECONÔMICA. Mais um plano

Análise Semanal. Edição nº 23 10/07/15 CONJUNTURA ECONÔMICA. Mais um plano Mais um plano CONJUNTURA ECONÔMICA A chave da agenda positiva tão perseguida pelo governo federal em tempos de crise política e volta da inflação parece ser a preservação dos empregos. Na última terça-feira

Leia mais

AVALIAÇÃO DO GOVERNO DESEMPENHO PESSOAL DA PRESIDENTE

AVALIAÇÃO DO GOVERNO DESEMPENHO PESSOAL DA PRESIDENTE Resultados da 128ª Pesquisa CNT/MDA Brasília, 21/07/2015 A 128ª Pesquisa CNT/MDA, realizada de 12 a 16 de julho de 2015 e divulgada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), mostra a avaliação dos

Leia mais

Desde 2013, nove direitos já estavam valendo, como hora extra e jornada de trabalho de 8 horas diárias (veja mais detalhes abaixo).

Desde 2013, nove direitos já estavam valendo, como hora extra e jornada de trabalho de 8 horas diárias (veja mais detalhes abaixo). 02/06/2015 07h40 - Atualizado em 02/06/2015 13h01 Regulamentação dos direitos das domésticas é publicada Trabalhadoras terão adicional noturno, seguro-desemprego e mais 5 direitos. Emenda constitucional

Leia mais

Aspásia Camargo (PV) e Rodrigo Dantas (DEM) debatem com médicos o futuro da saúde pública do Rio de Janeiro

Aspásia Camargo (PV) e Rodrigo Dantas (DEM) debatem com médicos o futuro da saúde pública do Rio de Janeiro Aspásia Camargo (PV) e Rodrigo Dantas (DEM) debatem com médicos o futuro da saúde pública do Rio de Janeiro Os temas saúde pública e exercício profissional médico foram debatidos nesta 5ª (30/8), na sede

Leia mais

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO A CUT e as centrais sindicais negociaram com o governo

Leia mais

ATUALIDADES. Top Atualidades Semanal DESTAQUE PROFESSOR MARCOS JOSÉ SEMANA 21 A 27 DE ABRIL SEMANA 21 A 27 DE ABRIL. Material: Raquel Basilone

ATUALIDADES. Top Atualidades Semanal DESTAQUE PROFESSOR MARCOS JOSÉ SEMANA 21 A 27 DE ABRIL SEMANA 21 A 27 DE ABRIL. Material: Raquel Basilone Europa decide agir após tragédias no mar Redução de tropas da ONU no Haiti pré-eleições preocupa brasileiros ATUALIDADES PROFESSOR MARCOS JOSÉ Material: Raquel Basilone Dilma sanciona Orçamento com R$

Leia mais

Diário Tucano Nº 2262, T E R Ç A F E I R A, 29 D E A B R I L D E 2014. Fotos: Alexssandro Loyola

Diário Tucano Nº 2262, T E R Ç A F E I R A, 29 D E A B R I L D E 2014. Fotos: Alexssandro Loyola Diário Tucano Informativo da bancada do PSDB na Câmara Nº 2262, T E R Ç A F E I R A, 29 D E A B R I L D E 2014 PSDB quer convocar Cardozo e Ideli sobre assistência a refugiados do Haiti o governo federal

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 11 Pronunciamento sobre a questão

Leia mais

Resultados da 112ª Pesquisa CNT de Opinião

Resultados da 112ª Pesquisa CNT de Opinião Resultados da 112ª Pesquisa CNT de Opinião Brasília, 03/08/2012 A 112ª Pesquisa CNT de Opinião, realizada de 18 a 26 de Julho de 2012 e divulgada hoje (03 de Agosto de 2012) pela Confederação Nacional

Leia mais

A Semana no Congresso Nacional

A Semana no Congresso Nacional A Semana no Congresso Nacional Brasília, 10/08/2015 CÂMARA Câmara instalará seis comissões mistas para analisar MPs Relator da CPI do BNDES apresentará plano de trabalho Comissão de Finanças e Tributação

Leia mais

Conselho Nacional de Controle Interno

Conselho Nacional de Controle Interno Veículo: Site Congresso em Foco Data: 13/07/2012 Editoria: Lei de Acesso Coluna: - Página: - Só 12% das prefeituras dão atenção a transparência Uma mesma pergunta foi feita às administrações de 133 cidades

Leia mais

DESAFIOS PARA O CRESCIMENTO

DESAFIOS PARA O CRESCIMENTO educação para o trabalho Equipe Linha Direta DESAFIOS PARA O CRESCIMENTO Evento realizado na CNI apresentou as demandas da indústria brasileira aos principais candidatos à Presidência da República Historicamente

Leia mais

Novas vantagens do Supersimples poderão ser aprovadas ainda este ano

Novas vantagens do Supersimples poderão ser aprovadas ainda este ano Novas vantagens do Supersimples poderão ser aprovadas ainda este ano Ainda durante este ano, o Congresso Nacional poderá aprovar novas vantagens para as micro e pequenas empresas optantes do Simples Nacional,

Leia mais

CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM A PEC DAS DOMÉSTICAS

CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM A PEC DAS DOMÉSTICAS DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO DO EMPREGADOR DOMÉSTICO = MENOS DEMISSÕES E MAIS FORMALIDADE Dê seu voto em www.domesticalegal.org.br CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM

Leia mais

A perspectiva de reforma política no Governo Dilma Rousseff

A perspectiva de reforma política no Governo Dilma Rousseff A perspectiva de reforma política no Governo Dilma Rousseff Homero de Oliveira Costa Revista Jurídica Consulex, Ano XV n. 335, 01/Janeiro/2011 Brasília DF A reforma política, entendida como o conjunto

Leia mais

Trabalhador por conta própria ganha força, mas informalidade aumenta

Trabalhador por conta própria ganha força, mas informalidade aumenta Boletim 869/2015 Ano VII 09/11/2015 Trabalhador por conta própria ganha força, mas informalidade aumenta Mais de 22 milhões de brasileiros têm empreendimentos sem empregados remunerados. Quase um milhão

Leia mais

Pela revogação das Medidas Provisórias 664 e 665

Pela revogação das Medidas Provisórias 664 e 665 Boletim Econômico Edição nº 56 fevereiro de 2015 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Pela revogação das Medidas Provisórias 664 e 665 As duas medidas visam economizar R$ 18 bilhões

Leia mais

AVALIAÇÃO DO GOVERNO DESEMPENHO PESSOAL DA PRESIDENTE

AVALIAÇÃO DO GOVERNO DESEMPENHO PESSOAL DA PRESIDENTE Resultados da 127ª Pesquisa CNT/MDA Brasília, 23/03/2015 A 127ª Pesquisa CNT/MDA, realizada de 16 a 19 de março de 2015 e divulgada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), mostra a avaliação dos

Leia mais

Processo Legislativo

Processo Legislativo Processo Legislativo Os Projetos de Lei Ordinária e de Lei Complementar são proposições que visam regular toda a matéria legislativa de competência da Câmara e devem ser submetidos à sanção do prefeito

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Comissão de Fiscalização Financeira e Controle CFFC

CÂMARA DOS DEPUTADOS Comissão de Fiscalização Financeira e Controle CFFC REQUERIMENTO Nº, DE 2013 (do Sr. Fernando Francishcini) Requer que seja convocado o Sr. Manoel Dias, Ministro de Estado do Trabalho e Emprego para expor acerca dos últimos acontecimentos naquele Ministério,

Leia mais

Saiba o que vai mudar no seu bolso com as novas medidas econômicas do governo

Saiba o que vai mudar no seu bolso com as novas medidas econômicas do governo Cliente: Trade Energy Veículo: Portal R7 Assunto: Saiba o que vai mudar no seu bolso com as novas medidas Data: 21/01/2015 http://noticias.r7.com/economia/saiba-o-que-vai-mudar-no-seu-bolso-com-as-novas-medidaseconomicas-do-governo-21012015

Leia mais

TEMA: EDUCAÇÃO. Disponível em: http://1.bp.blogspot.com/-0x0-0wiwl4g/twvi9xhqdfi/aaaaaaaaa0i/-vw1d7ch9dg/s1600/educacao5.jpg

TEMA: EDUCAÇÃO. Disponível em: http://1.bp.blogspot.com/-0x0-0wiwl4g/twvi9xhqdfi/aaaaaaaaa0i/-vw1d7ch9dg/s1600/educacao5.jpg 26 TEMA: EDUCAÇÃO TEXTO I Disponível em: http://1.bp.blogspot.com/-0x0-0wiwl4g/twvi9xhqdfi/aaaaaaaaa0i/-vw1d7ch9dg/s1600/educacao5.jpg TEXTO II EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO SOCIAL Lutar para elevar o nível

Leia mais

02/12/2004. Discurso do Presidente da República

02/12/2004. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de entrega do Prêmio Finep e sanção da Lei de Inovação de Incentivo à Pesquisa Tecnológica Palácio do Planalto, 02 de dezembro de 2004 Meus companheiros ministros,

Leia mais

A QUESTÃO DA ADOÇÃO NO BRASIL Professor Romulo Bolivar. www.proenem.com.br

A QUESTÃO DA ADOÇÃO NO BRASIL Professor Romulo Bolivar. www.proenem.com.br A QUESTÃO DA ADOÇÃO NO BRASIL Professor Romulo Bolivar www.proenem.com.br INSTRUÇÃO A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação,

Leia mais

Presidente da CBF participa de reunião na Câmara dos Deputados

Presidente da CBF participa de reunião na Câmara dos Deputados Frente Parlamentar em Defesa dos Conselheiros Tutelares é reinstalada na Câmara dos Deputados Com o objetivo de discutir e acompanhar as demandas dos Conselhos Tutelares na Câmara dos Deputados, foi reinstalada

Leia mais

AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL

AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL IMPORTÂNCIA ECONOMICA 1- Exportações em 2014: Mais de US$ 100 bilhões de dólares; 2- Contribui com aproximadamente 23% do PIB brasileiro; 3- São mais de 1 trilhão de Reais e

Leia mais

Carta da Indústria 2014 (PDF 389) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/cartadaindstria_2.pdf)

Carta da Indústria 2014 (PDF 389) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/cartadaindstria_2.pdf) www.cni.org.br http://www.portaldaindustria.com.br/cni/iniciativas/eventos/enai/2013/06/1,2374/memoria-enai.html Memória Enai O Encontro Nacional da Indústria ENAI é realizado anualmente pela CNI desde

Leia mais

Email enviado em 09/09/2015 pedindo a presidente Dilma Rousseff pedindo mudanças no REDOM

Email enviado em 09/09/2015 pedindo a presidente Dilma Rousseff pedindo mudanças no REDOM Email enviado em 09/09/2015 pedindo a presidente Dilma Rousseff pedindo mudanças no De: Mario Avelino [mailto:marioavelino@domesticalegal.org.br] Enviada em: quarta-feira, 9 de setembro de 2015 23:50 Para:

Leia mais

PESQUISA CNI-IBOPE. Dilma e Marina empatadas em um provável segundo turno. Popularidade da presidente Dilma cresce na comparação com junho

PESQUISA CNI-IBOPE. Dilma e Marina empatadas em um provável segundo turno. Popularidade da presidente Dilma cresce na comparação com junho Indicadores CNI PESQUISA CNI-IBOPE Avaliação do governo e pesquisa eleitoral Dilma e Marina empatadas em um provável segundo turno Na pesquisa estimulada, com a apresentação do disco com os nomes dos candidatos,

Leia mais

Sugestão de Projeto de Lei de Municipalização das 30 Horas

Sugestão de Projeto de Lei de Municipalização das 30 Horas Sugestão de Projeto de Lei de Municipalização das 30 Horas Texto construído com base em diversos trabalhos acadêmicos, dados do Cofen, dados do Coren, Fórum Nacional das 30 horas, Aben e do artigo Jornada

Leia mais

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva encontrou com o governador Paulo Hartung no 27º Encontro Econômico Brasil-Alemanha.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva encontrou com o governador Paulo Hartung no 27º Encontro Econômico Brasil-Alemanha. Denise Zandonadi dzandonadi@redegazeta.com.br O presidente Luiz Inácio Lula da Silva encontrou com o governador Paulo Hartung no 27º Encontro Econômico Brasil-Alemanha. O presidente Luiz Inácio Lula da

Leia mais

Ministério do Trabalho assina portaria que reconhece categoria da agricultura familiar

Ministério do Trabalho assina portaria que reconhece categoria da agricultura familiar Porto Alegre. 21 de maio de 2015. Edição 008 Ministério do Trabalho assina portaria que reconhece categoria da agricultura familiar Dia 20 de maio de 2015 vai ficar marcado de maneira muito positiva para

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS

CÂMARA DOS DEPUTADOS PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº 163, DE 2014 Propõe que a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, com o auxílio do Tribunal de Contas da União, da Controladoria Geral da União, da Receita

Leia mais

Abrangência da terceirização

Abrangência da terceirização Reportagem especial explica os pontos polêmicos do projeto da terceirização A proposta que regulamenta a terceirização no Brasil e derrubou a reunião da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania

Leia mais

Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Notas sobre o balanço de um ano do PAC

Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Notas sobre o balanço de um ano do PAC Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Notas sobre o balanço de um ano do PAC Brasília, 22 de janeiro de 2008 NOTAS SOBRE O BALANÇO DE UM ANO DO PAC AVALIAÇÃO GERAL Pontos positivos e destaques: 1)

Leia mais

Companheiros e companheiras,

Companheiros e companheiras, Companheiros e companheiras, Utilizada sob o falso argumento de modernizar as relações de trabalho e garantir a especialização no serviço, a terceirização representa na realidade uma forma de reduzir o

Leia mais

Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro Jornal: Cidade: Data: Página: Seção: www.jb.com.br Brasil 17/02/2014 WEB

Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro Jornal: Cidade: Data: Página: Seção: www.jb.com.br Brasil 17/02/2014 WEB Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro Gerência de Comunicação Jornal: Cidade: Data: Página: Seção: www.jb.com.br Brasil 17/02/2014 WEB 16/02 às 06h14 - Atualizada em 17/02 às 14h13 Uenf

Leia mais

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Brasília, 02 de janeiro de 2015. Ministra Miriam Belchior, demais autoridades, parentes e amigos aqui presentes.

Leia mais

Especificações Técnicas. Elaboração da Pesquisa

Especificações Técnicas. Elaboração da Pesquisa RESULTADOS Especificações Técnicas Período De 21 a 25 de março de Abrangência Nacional Universo Eleitores com 16 anos ou mais Amostra 2 entrevistas em 2 municípios gem de erro 2 pontos percentuais e grau

Leia mais

renda fixa? seu dinheiro É hora de apostar na #92 Tudo indica que os juros deverão voltar a subir para controlar a inflação

renda fixa? seu dinheiro É hora de apostar na #92 Tudo indica que os juros deverão voltar a subir para controlar a inflação #92 É hora de apostar na renda fixa? Tudo indica que os juros deverão voltar a subir para controlar a inflação seu dinheiro a sua revista de finanças pessoais Para quê moeda? Brasileiros utilizam cada

Leia mais

Discurso do Ministro Alexandre Tombini, Presidente do Banco. Central do Brasil, na Comissão Mista de Orçamento do. Congresso Nacional

Discurso do Ministro Alexandre Tombini, Presidente do Banco. Central do Brasil, na Comissão Mista de Orçamento do. Congresso Nacional Brasília, 18 de setembro de 2013. Discurso do Ministro Alexandre Tombini, Presidente do Banco Central do Brasil, na Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional Exmas. Sras. Senadoras e Deputadas

Leia mais

C L I P P I N G DATA: 16.12.2015

C L I P P I N G DATA: 16.12.2015 C L I P P I N G DATA: 16.12.2015 Terceirização faz parte de estratégia de negócios das empresas A terceirização é uma realidade mundial e o Brasil não foge à regra. Ela está presente no processo de fabricação

Leia mais

C L I P P I N G DATA: 18.09.2015

C L I P P I N G DATA: 18.09.2015 C L I P P I N G DATA: 18.09.2015 Setor de serviços cresceu 2,1% em julho, menor taxa da série para o mês Alta acumulada em 12 meses também é a menor da série histórica do IBGE. Rondônia teve maior alta,

Leia mais

GT Grupo de Estudos e Pesquisas em Espaço. Trabalho, Inovação e Sustentabilidade. Modalidade da apresentação: Comunicação oral

GT Grupo de Estudos e Pesquisas em Espaço. Trabalho, Inovação e Sustentabilidade. Modalidade da apresentação: Comunicação oral GT Grupo de Estudos e Pesquisas em Espaço. Trabalho, Inovação e Sustentabilidade. Modalidade da apresentação: Comunicação oral Emprego Doméstico: Evolução ou Precarização? (2004-2014) Resumo: O presente

Leia mais

Especialistas apontam obstáculos e soluções para o Brasil avançar

Especialistas apontam obstáculos e soluções para o Brasil avançar AGENDA BAHIA Especialistas apontam obstáculos e soluções para o Brasil avançar Além das reformas tributária e trabalhista, país precisa investir em infraestrutura eficaz, na redução do custo da energia

Leia mais

C L I P P I N G DATA: 08.01.2016

C L I P P I N G DATA: 08.01.2016 C L I P P I N G DATA: 08.01.2016 Projeto da terceirização será discutido pelo Senado após tramitar 20 anos na Câmara Atualmente, a legislação brasileira só permite a contratação de mão de obra terceirizada

Leia mais

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)?

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)? Entrevista concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após cerimônia de apresentação dos resultados das ações governamentais para o setor sucroenergético no período 2003-2010 Ribeirão

Leia mais

RESUMO EXECUTIVO Todos os direitos reservados. Distribuição e informações:

RESUMO EXECUTIVO Todos os direitos reservados. Distribuição e informações: RESUMO EXECUTIVO O Ministro da Fazenda, Guido Mantega, comunicou no dia 27 de dezembro de 2011 que vai mudar o regime de tributação para a importação de produtos têxteis do atual ad valorem, em que no

Leia mais

REQUERIMENTO (Do Senhor Otavio Leite)

REQUERIMENTO (Do Senhor Otavio Leite) REQUERIMENTO (Do Senhor Otavio Leite) Requer a convocação do Excelentíssimo Senhor Ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, e demais convidados envolvidos abaixado relacionados para prestarem esclarecimentos

Leia mais

CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO

CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO Mais segurança e benefícios para 40 milhões de brasileiros Chegou a vez do trabalhador terceirizado. Depois de nove anos de debates, negociações

Leia mais

CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO

CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO Mais segurança e benefícios para 40 milhões de brasileiros Chegou a vez do trabalhador terceirizado. Depois de nove anos de debates, negociações

Leia mais

Tema 3 O BNDE e a inserção brasileira no capitalismo industrial

Tema 3 O BNDE e a inserção brasileira no capitalismo industrial Faculdade de Comunicação e Artes Habilitação em Jornalismo Tema 3 O BNDE e a inserção brasileira no capitalismo industrial Economia Brasileira Professora Eleonora Bastos Horta Dayse dos Santos Frederico

Leia mais

A Rede de Proteção Social: fazer mais para quem precisa mais

A Rede de Proteção Social: fazer mais para quem precisa mais A Rede de Proteção Social: fazer mais para quem precisa mais 37,6 milhões de benefícios regulares para os mais pobres Ao lado dos programas sociais que se destinam a toda a sociedade, o Governo Federal

Leia mais

O que é o conglomerado Caixa...

O que é o conglomerado Caixa... CAIXA FEDERAL QUAL CAIXA QUEREMOS? Março 2015 O que é o conglomerado Caixa... A Caixa é uma instituição financeira constituída pelo Decreto-Lei 759/1969, sob a forma de empresa pública, vinculada ao Ministério

Leia mais

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Nota Técnico n.º 08/07 Relações das obras com indícios de irregularidades graves constantes nos anexos às leis orçamentárias para os exercícios de 2002

Leia mais

presidente Brasil Por Nízea Coelho

presidente Brasil Por Nízea Coelho a PRIMEIRA presidente do Brasil Por Nízea Coelho 1 Lula é um fenômeno no mundo Historiador, mestre e futuro doutor. Este é Leandro Pereira Gonçalves, professor de História do Centro de Ensino Superior

Leia mais

INOVAÇÃO. EDUCAÇÃO. GESTÃO EXPANSÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

INOVAÇÃO. EDUCAÇÃO. GESTÃO EXPANSÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL Linha Direta INOVAÇÃO. EDUCAÇÃO. GESTÃO EXPANSÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL Desmistificado, ensino técnico brasileiro passa a ser a possibilidade mais rápida de inserção no mercado de trabalho TECNOLOGIA

Leia mais

Clipping. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 03 de outubro de 2011 ESTADO DE MINAS

Clipping. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 03 de outubro de 2011 ESTADO DE MINAS ESTADO DE MINAS 1 2 ESTADO DE MINAS 3 ESTADO DE MINAS http://www.em.com.br PSD de Kassab mira 'órfãos' do PMDB quercista O PSD obteve registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na terça-feira e corre

Leia mais

Boletim de Divulgação do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação nº 17 28/03/2003

Boletim de Divulgação do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação nº 17 28/03/2003 Minicom revela causas do atraso na autorização de rádios comunitárias Secretário de Radiodifusão mostrou ao Conselho de Comunicação Social que dos 7.531 processos abertos no Ministério das Comunicações

Leia mais

PARECE IGUAL... MAS, DO OUTRO LADO, É O BRASIL QUE DÁ CERTO. FICA DO OUTRO LADO DESSE ESPELHO. DESTE LADO, POUCO DINHEIRO NO BOLSO...

PARECE IGUAL... MAS, DO OUTRO LADO, É O BRASIL QUE DÁ CERTO. FICA DO OUTRO LADO DESSE ESPELHO. DESTE LADO, POUCO DINHEIRO NO BOLSO... CADÊ O BRASIL RICO? FICA DO OUTRO LADO DESSE ESPELHO. DESTE LADO, POUCO DINHEIRO NO BOLSO... PARECE IGUAL... MAS, DO OUTRO LADO, É O BRASIL QUE DÁ CERTO.... E AQUI, DINHEIRO SOBRANDO NO FIM DO MÊS. DESTE

Leia mais

Janot promete criar nova procuradoria anticorrupção

Janot promete criar nova procuradoria anticorrupção DEBATE Janot promete criar nova procuradoria anticorrupção DE BRASÍLIA - No último debate em busca do aval dos procuradores para permanecer por mais dois anos na chefia do Ministério Público, o procurador-geral

Leia mais

Indicadores CNI ISSN 2317-7012 Ano 6 Número 2 junho de 2016. Pesquisa CNI-Ibope AVALIAÇÃO DO GOVERNO. Junho /2016

Indicadores CNI ISSN 2317-7012 Ano 6 Número 2 junho de 2016. Pesquisa CNI-Ibope AVALIAÇÃO DO GOVERNO. Junho /2016 Indicadores CNI ISSN 2317-7012 Ano 6 Número 2 junho de 2016 Pesquisa CNI-Ibope AVALIAÇÃO DO GOVERNO Junho /2016 Pesquisa CNI-Ibope AVALIAÇÃO DO GOVERNO Junho / 2016 2016. CNI Confederação Nacional da

Leia mais

Olá caros acadêmicos segue um resumo básico de alguns conceitos estabelecidos na LDO, retirado do site ponto dos concursos.

Olá caros acadêmicos segue um resumo básico de alguns conceitos estabelecidos na LDO, retirado do site ponto dos concursos. Olá caros acadêmicos segue um resumo básico de alguns conceitos estabelecidos na LDO, retirado do site ponto dos concursos. Vamos ao nosso assunto de hoje! Lei de Diretrizes Orçamentárias LDO: A LDO é

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Junio 2011 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO - PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS- GRADUADOS

Leia mais

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Brasília-DF, 30 de outubro de 2006 Jornalista Ana Paula Padrão: Então vamos às perguntas, agora ao vivo, com

Leia mais

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo.

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo. 1 MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo Maio/ 2014 Metodologia 2 Metodologia 3 Técnica Pesquisa quantitativa,

Leia mais

AVALIAÇÃO DO GOVERNO

AVALIAÇÃO DO GOVERNO Indicadores CNI Pesquisa CNI-Ibope AVALIAÇÃO DO GOVERNO Popularidade cresce no segundo semestre Mas presidente Dilma encerra primeiro mandato com popularidade menor que no seu início A popularidade da

Leia mais

Desemprego, salário menor e inflação devem reduzir rendimento médio real

Desemprego, salário menor e inflação devem reduzir rendimento médio real Boletim 820/2015 Ano VII 26/08/2015 Desemprego, salário menor e inflação devem reduzir rendimento médio real Paralelamente, com a redução de produção e folha das firmas, deve crescer o número de pessoas

Leia mais

Análise Semanal. Edição nº 32 11/09/15 NESTA EDIÇÃO

Análise Semanal. Edição nº 32 11/09/15 NESTA EDIÇÃO NESTA EDIÇÃO CONJUNTURA ECONÔMICA Adeus, investment grade 2 Cortes, afinal? 3 Ata docopom 4 Indicadores 4 Visões da crise: Dilma 5 Visões da crise: Lula 5 Expectativas Focus 6 CENÁRIO POLÍTICO Impeachment,

Leia mais

Crescimento Econômico Brasileiro e o temor da Inflação

Crescimento Econômico Brasileiro e o temor da Inflação BRICS Monitor #4 V.1 n 4 Crescimento Econômico Brasileiro e o temor da Inflação Fevereiro de 2011 Núcleo de Análises de Economia e Política dos Países BRICS BRICS Policy Center / Centro de Estudos e Pesquisa

Leia mais

stf.empauta.com 'Sessão secreta não é compatível com a Carta' NACIONAL ENTREVISTA

stf.empauta.com 'Sessão secreta não é compatível com a Carta' NACIONAL ENTREVISTA 'Sessão secreta não é compatível com a Carta' Lewandowski critica voto secreto no Congresso Para ministro do Supremo, "esse modo de pensar é incompatível com a Constituição" 'Sessão secreta não é compatível

Leia mais

Mudança do Simples deve ser enviada ao Congresso

Mudança do Simples deve ser enviada ao Congresso Mudança do Simples deve ser enviada ao Congresso O governo deverá enviar, em junho, ao Congresso a proposta que amplia o teto de faturamento das empresas que podem se enquadrar no Simples Nacional. O texto

Leia mais

1 Informações diversas Senado aprova MP que reabre prazo do Refis O plenário do Senado aprovou dia 29/10 a Medida Provisória (MP) 651/14 que traz uma série de medidas de incentivo ao setor produtivo. O

Leia mais

CARTILHA DIREITOS E DEVERES DO EMPREGADOR DOMÉSTICO E DA EMPREGADA DOMÉSTICA NO ESTADO DE PERNAMBUCO

CARTILHA DIREITOS E DEVERES DO EMPREGADOR DOMÉSTICO E DA EMPREGADA DOMÉSTICA NO ESTADO DE PERNAMBUCO Projeto Legalize sua doméstica e pague menos INSS = Informalidade ZERO CARTILHA DIREITOS E DEVERES DO EMPREGADOR DOMÉSTICO E DA EMPREGADA DOMÉSTICA NO ESTADO DE PERNAMBUCO Realização Jornal Diario de Pernambuco

Leia mais

Livre estipulação das relações trabalhistas ameaça conquistas

Livre estipulação das relações trabalhistas ameaça conquistas BOLETIM 6 Brasília, 9 de novembro de 2015 Livre estipulação das relações trabalhistas ameaça conquistas O deputado Benjamin Maranhão (SD-PB), presidente da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço

Leia mais

MAIS MÉDICOS MP 621 Uma visão jurídica

MAIS MÉDICOS MP 621 Uma visão jurídica MAIS MÉDICOS MP 621 Uma visão jurídica Em 8 de julho de 2013, entrou em vigor no sistema jurídico posto a Medida Provisória 621 Mais Médicos - com a finalidade de formar recursos humanos na área médica

Leia mais

MORTE DO ÍNDIO OZIEL GABRIEL: UMA TRAGÉDIA ANUNCIADA. Senhor Presidente,

MORTE DO ÍNDIO OZIEL GABRIEL: UMA TRAGÉDIA ANUNCIADA. Senhor Presidente, ** Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 05/06/2013. MORTE DO ÍNDIO OZIEL GABRIEL: UMA TRAGÉDIA ANUNCIADA Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, No dia

Leia mais

Pedro Carrano e Thiago Hoshino Brasil de Fato (Curitiba (PR)

Pedro Carrano e Thiago Hoshino Brasil de Fato (Curitiba (PR) Nosso déficit não é de casas, é de cidade Raquel Rolnik defende que atualmente não há políticas para moradia, apenas políticas focadas no setor imobiliário e financeiro 22/10/2012 Pedro Carrano e Thiago

Leia mais

Perspectivas da economia em 2012 e medidas do Governo Guido Mantega Ministro da Fazenda

Perspectivas da economia em 2012 e medidas do Governo Guido Mantega Ministro da Fazenda Perspectivas da economia em 2012 e medidas do Governo Guido Mantega Ministro da Fazenda Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal Brasília, 22 de maio de 2012 1 A situação da economia internacional

Leia mais

O SENADO FEDERAL resolve:

O SENADO FEDERAL resolve: PROJETO DE RESOLUÇÃO DO SENADO Nº 27, DE 2015 Altera o inciso II do caput do art. 383 do Regimento Interno do Senado Federal para disciplinar, no âmbito das comissões, a arguição pública dos indicados

Leia mais

Lei estabelece multa para empregador

Lei estabelece multa para empregador Boletim 503/14 Ano VI 10/04/2014 Lei estabelece multa para empregador Por De Brasília A presidente Dilma Rousseff sancionou a lei que prevê o pagamento de multa de um salário mínimo (atualmente R$ 724)

Leia mais

Defesa dos Serviços e Trabalhadores Públicos Brasileiros e o. Não Pagamento da Dívida Pública

Defesa dos Serviços e Trabalhadores Públicos Brasileiros e o. Não Pagamento da Dívida Pública Defesa dos Serviços e Trabalhadores Públicos Brasileiros e o Não Pagamento da Dívida Pública O endividamento público vem pautando a vida do povo brasileiro sob diversas formas, especialmente a partir da

Leia mais

I. Visto Temporário II (Visto de negócios)

I. Visto Temporário II (Visto de negócios) CARTILHA PARA CONTRATAÇÃO REGULAR DE ESTRANGEIROS NO BRASIL Em se tratando de mão de obra estrangeira, são inúmeras as dúvidas que pairam nos empregadores e tomadores de serviços sobre as responsabilidades

Leia mais

RELATÓRIO DE ANÁLISE DA MÍDIA

RELATÓRIO DE ANÁLISE DA MÍDIA RELATÓRIO DE ANÁLISE DA MÍDIA CLIPPING SENADO FEDERAL E CONGRESSO NACIONAL NOTICIÁRIO JUNHO DE 2010 SEAI 06/2010 Brasília, julho de 2010 Análise de Notícias Senado Federal e Congresso Nacional 1. Eleições:

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 21 Discurso na cerimónia de instalação

Leia mais

O Futuro do emprego Doméstico PROJETOS DE LEI LEGALIZE SUA DOMÉSTICA E PAGUE MENOS INSS

O Futuro do emprego Doméstico PROJETOS DE LEI LEGALIZE SUA DOMÉSTICA E PAGUE MENOS INSS PROJETOS DE LEI LEGALIZE SUA DOMÉSTICA E PAGUE MENOS INSS 1 1 Formalização de 2 milhões de empregados domésticos nos próximos 12 dias. 2 Erradicar o Trabalho Infantil Adolescente de 410 mil crianças e

Leia mais

Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil

Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Este guia pretende nortear os Grupos Escoteiros do Brasil a desenvolverem um

Leia mais

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 1 Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 Entrevistador- Como o senhor vê a economia mundial e qual o posicionamento do Brasil, após quase um ano da quebra do

Leia mais

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo.

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo. 1 MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo Abril / 2014 Metodologia 2 Metodologia 3 Técnica Pesquisa quantitativa,

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA PRESIDÊNCIA - DEPUTADO MAJOR ARAUJO

ESTADO DE GOIÁS ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA PRESIDÊNCIA - DEPUTADO MAJOR ARAUJO Ata da Audiência Pública sobre a anulação dos concursos da Polícia Militar e da Polícia Civil Por iniciativa do Deputado Estadual Major Araújo, presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia

Leia mais

CARTILHA SOBRE A EMENDA CONSTITUCIONAL DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS

CARTILHA SOBRE A EMENDA CONSTITUCIONAL DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS 2 de abril de 2013 CARTILHA SOBRE A EMENDA CONSTITUCIONAL DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS Hoje foi promulgada uma Emenda Constitucional que amplia os direitos trabalhistas dos empregados domésticos. Alguns direitos

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 508, DE 2015

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 508, DE 2015 SENADO FEDERAL Gabinete do Senador JOSÉ SERRA PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 508, DE 2015 Altera a Lei nº 11.314, de 3 de julho de 2006, que dispõe sobre o prazo referente ao apoio à transferência definitiva

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Setembro 2011 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS GRADUADOS

Leia mais