ORIENTAÇÕES GERAIS CAPACITAÇÃO EM PARTERIA URBANA: ATENÇÃO AO PARTO DOMICILIAR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ORIENTAÇÕES GERAIS CAPACITAÇÃO EM PARTERIA URBANA: ATENÇÃO AO PARTO DOMICILIAR"

Transcrição

1 ORIENTAÇÕES GERAIS CAPACITAÇÃO EM PARTERIA URBANA: ATENÇÃO AO PARTO DOMICILIAR Uma mulher com gestação de baixo risco pode ter como ambiente para dar à luz a sua própria casa. A Organização Mundial de Saúde (OMS) reconhece o domicílio como um local adequado e seguro para o nascimento, em função dos bons resultados obstétricos e por favorecer o resgate da fisiologia do parto, desde que seja opção da mulher e que ela e sua família recebam um cuidado seguro no momento do parto. A escolha pelo parto domiciliar está em ascensão no país e é uma tendência irreversível, como já ocorre em outros países. A OMS aponta os denominados "skilled attendants" (atendentes qualificados - enfermeiras obstetras, obstetrizes, médicos da família ou médicos obstetras) como os profissionais aptos para o acompanhamento do parto no domicilio e habilitados para eventuais complicações. É imprescindível conhecer as particularidades que permeiam o parto domiciliar no intuito de contribuir na construção de alicerces para esta prática. Assim, a Capacitação em Parteria Urbana: atenção ao parto domiciliar, tem como objetivo instrumentalizar os profissionais para as circunstâncias que cercam o evento do nascimento, subsidiando-os com conhecimentos baseados nos preceitos da humanização e nas atuais evidências científicas. Desta forma, convidamos os profissionais que desejam prestar um cuidado respeitoso e cientificamente embasado, resgatando o protagonismo da mulher e família no evento do nascimento a participarem da capacitação, que contará com instrutores de renome no atendimento ao parto domiciliar no Brasil e de outros países. OBJETIVO: Capacitar profissionais de saúde, dentro da sua área de atuação, para atender e acompanhar gestantes e família na vivência do parto no domicílio, de forma planejada e com assistência pautada em evidências científicas e nos preceitos da humanização. PÚBLICO ALVO: Para o acompanhamento ao parto: Profissionais Enfermeiras Obstetras, Obstetrizes, Médicos Obstetras e Médicos de Saúde da Família (estes participantes receberão o certificado como profissionais que estarão aptos a atender o parto no domicilio).

2 Outros profissionais que podem participar do curso e receberão o certificado como integrante da equipe: Médicos Pediatras, Enfermeiros, Doula, Fisioterapeuta, Psicólogo, Educador Perinatal e receberão o certificado para atuarem dentro das especificidades da sua profissão. GRADE: A realidade do parto no mundo e no Brasil. Atenção ao parto baseada em evidência científicas. Acompanhamento pré-natal de baixo risco e critérios para a assistência ao parto no domicílio. Aspectos emocionais que envolvem o nascimento, visualização e desbloqueios maternos para a vivência do parto. O cuidado ao parto no domicílio (fisiologia, posições, métodos para alivio da dor, organização, materiais, encaminhamentos, transferências). Urgências e emergências obstétricas. Adaptação do recém-nascido e Reanimação Neonatal. Puerpério e Aleitamento Materno. VAGAS: 25 vagas CARGA HORÁRIA: 170 horas/aula teóricas. 200 horas/aula em atendimentos a grupos de gestantes e partos domiciliares. INSTRUTORES: Melania Amorin (Médica Obstetra -PB); Ricardo Herbert Jones (Médico Obstetra/RS); Tatianne Cavalcanti Frank(Enf. Obst. Maternar/PE); Joyce Green Koettcher (Enf. Obst. Hanami - Florianópolis /SC); Vânia Collaço (Enf. Obst. Hanami - Florianópolis/SC);

3 Leila Katz (Médica Obstetra - Recife/PE); Daniella Gayoso (Doula- Recife/PE); Ana Cristina Duarte (Obstetriz- São Paulo/SP); Rosa Sartori Guerra (Psicóloga e Educadora Perinatal Capitão Lêonidas Marques/PR); Ana Paula Caldas (Médica Pediatra São Paulo/SP) ; Naoli Vinaver (Parteira Mexicana México e Florianópolis/SC). (se desejar solicite o mini-currículo dos instrutores). LOCAL DO CURSO: Recife/PE Teóricas CENPETEC Av. Engenheiro Domingos Ferreira, Boa Viagem. Recife/PE e MATERNAR - Av. Bernardo Vieira de Melo, Sala 13. Piedade. Jaboatão dos Guararapes. PE. Práticas nas comunidades atendidas pelo Lar Fabiano de Cristo Recife/PE Bairros Engenho do Meio, Várzea, em parceria com Instituto Nômades e Maternar. As práticas com as gestantes (grupos, aula de dança, artesanato, book) serão realizadas no ambiente do Lar Fabiano de Cristo e nas Associações de Moradores. Os partos serão atendidos nos domicílios das parturientes. ENCONTROS: Teóricas serão 06 encontros mensais de 03 dias cada sexta, sábado e domingo. DATAS: Encontros Teóricos 25, 26 e 27/05/2012; 29 e 30/06 e 01/07/2012; 24, 25 e 26/08/2012; 28, 29 e 20/09/2012; 26, 27 e 28/10/2012; 23, 24 e 25/11/2012. Prática nos meses de dezembro de 2012 e janeiro e fevereiro de DURAÇÃO: 07 meses (se prática em 30 dias) ou 09 meses (se prática subdividida em 03 meses)

4 HORÁRIOS: Teóricas 8:00h as 12:00h e das 14h as 18:00h Sextas, Sábados e Domingos. Práticas Ocorrerão no decorrer de todo o curso. Terá um período de concentração de 03 meses, que compreenderão os meses de dezembro de 2012, janeiro e fevereiro de 2013, principalmente para possibilitar aos alunos de outros estados ou de cidades distantes a permanência em forma de imersão. O estágio tentará oferecer o acompanhamento de 05 partos no domicílio, 10 consultas pré-natal domiciliar, 10 avaliações de aleitamento materno, 05 avaliações puerperais, 5 encontros de gestantes e 02 encontros de puérperas por participante. Possibilidades: - o aluno participa de forma contínua dos acompanhamentos dos partos domiciliares (principalmente para os alunos que residem em Recife e região). - o aluno fica 30 dias diretos ou em dezembro, ou em janeiro ou em fevereiro (serão priorizados para os alunos de fora). - o aluno vem 3 períodos de 10 dias (ex.: aluno permanece 10 dias consecutivos em dezembro, 10 dias em janeiro e 10 dias em fevereiro). Será disponibilizado local / alojamento (mediante pagamento de taxa) para a permanência do participante nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro. INVESTIMENTO: Entrada de R$ 600,00 no ato da inscrição + 11x de 673,00. FORMAS DE PAGAMENTO: Cartão de Crédito (Visa, Master), Boleto, Espécie ou Cheque.

5 PROMOÇÃO E CERTIFICAÇÃO: Cenpetec, Maternar e Instituto Nômades. APOIO: ReHuNa, Lar Fabiano de Cristo, Parto pelo Mundo, Hanami, ISHTAR, Parto do Princípio, Grupo Curumim. CONVITE: Convidamos os interessados e participantes desta capacitação a filiarem-se à ReHuNa Rede de Humanização do Parto e Nascimento (http://www.rehuna.org.br/), bem como, a participarem do ENAPARTU Encontro Nacional de Parteria Urbana que ocorrerá de 27 a 29/07/2012 em Sorocaba, onde serão discutidas diretrizes para o atendimento ao parto no domicílio, promovido pelo Núcleo de Parteria Urbana da ReHuNa e MAHPS Sorocaba.

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE DOULAS 2011

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE DOULAS 2011 CURSO DE CAPACITAÇÃO DE DOULAS 2011 Objetivos Capacitar mulheres de diversas formações / profissões para atuarem como doulas autônomas em partos domiciliares e hospitalares. Contribuir para uma assistência

Leia mais

Treinamento Profissional em Parto Ativo

Treinamento Profissional em Parto Ativo Treinamento Profissional em Parto Ativo São Paulo SP 18, 19, 20, 21 e 22 de abril 2014. Principais temas - A fisiologia do processo de nascimento (a atuação dos hormônios e os benefícios de um parto ativo

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Atenção primária às gestantes de baixo risco

Mostra de Projetos 2011. Atenção primária às gestantes de baixo risco Mostra de Projetos 2011 Atenção primária às gestantes de baixo risco Mostra Local de: Londrina. Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa: (Campo

Leia mais

PARTO NORMAL NA SAÚDE SUPLEMENTAR

PARTO NORMAL NA SAÚDE SUPLEMENTAR PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL NA SAÚDE SUPLEMENTAR Ações já realizadas pela ANS desde 2004 Sensibilização do setor, promoção e participação ii em eventos para discussão com especialistas nacionais e internacionais

Leia mais

PROGRAMA MÃE CORUJA DO IPOJUCA

PROGRAMA MÃE CORUJA DO IPOJUCA PROGRAMA MÃE CORUJA DO IPOJUCA Às gestantes do Ipojuca O Programa Mãe Coruja é uma grande conquista das mulheres de Pernambuco. E no Ipojuca, um avanço da administração municipal em busca de melhor assistir,

Leia mais

Comitê de Especialistas em Enfermagem Obstétrica

Comitê de Especialistas em Enfermagem Obstétrica MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Políticas de Saúde Área Técnica Saúde da Mulher Brasília, 10 de fevereiro de 2.000. Área Técnica da Saúde da Mulher Secretaria de Políticas de Saúde Comitê de Especialistas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE MEDICINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO NA SAÚDE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE MEDICINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO NA SAÚDE UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE MEDICINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO NA SAÚDE MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE CAPACITAÇÃO EM CLASSIFICAÇÃO DE RISCO EM URGÊNCIA E

Leia mais

8. Número de vagas Número mínimo de formandos para a viabilização do curso: 12 Número máximo de formandos para a viabilização do curso: 30

8. Número de vagas Número mínimo de formandos para a viabilização do curso: 12 Número máximo de formandos para a viabilização do curso: 30 EDITAL Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Fisioterapia na Saúde da Mulher 3ª Edição 2016 A Escola Superior de Tecnologia da Saúde

Leia mais

A atenção obstétrica, neonatal, infantil e os desafios para alcançar os ODM 3, 4 e 5

A atenção obstétrica, neonatal, infantil e os desafios para alcançar os ODM 3, 4 e 5 A atenção obstétrica, neonatal, infantil e os desafios para alcançar os ODM 3, 4 e 5 A partir dos esforços para melhorar a saúde materno-infantil, tais como: Programa de Humanização do Parto e Nascimento

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO RIO GRANDE DO SUL Autarquia Federal Lei nº 5.905/73

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO RIO GRANDE DO SUL Autarquia Federal Lei nº 5.905/73 PARECER DEFISC Nº 09/2012 Porto Alegre, 11 de maio de 2012. Laudo para teste rápido de gravidez por profissionais de Enfermagem. I - Relatório Trata-se de solicitação de dúvida, encaminhada por profissional

Leia mais

Vivência Holística da Gravidez e Parto

Vivência Holística da Gravidez e Parto Vivência Holística da Gravidez e Parto Preparação para o Nascimento Acreditamos que existem outras formas de olhar para a chegada de um novo Ser, de vivenciar a gravidez e de experienciar o parto de forma

Leia mais

BENCHMARKING NOS CUIDADOS DE SAÚDE PRIMÁRIOS

BENCHMARKING NOS CUIDADOS DE SAÚDE PRIMÁRIOS BENCHMARKING NOS CUIDADOS DE SAÚDE PRIMÁRIOS APRESENTAÇÃO DE BOAS PRÁTICAS ORGANIZACIONAIS Centro de Saúde de Montemor-o-Novo Silvia Charepe Dias Dezembro 2008 PROGRAMA Olá Bebé ENQUADRAMENTO DO PROGRAMA

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM EM EMERGÊNCIA E URGÊNCIA Unidade

Leia mais

PARECER CRM/MS N 15/2014 PROCESSO CONSULTA CRM MS: INTERESSADO

PARECER CRM/MS N 15/2014 PROCESSO CONSULTA CRM MS: INTERESSADO PARECER CRM/MS N 15/2014 PROCESSO CONSULTA CRM MS: 09/2014 INTERESSADO: ASSOCIAÇÃO BENEFICIENTE DE CAMPO GRANDE PARECERISTA: Eliana Patrícia S. Maldonado Pires PALAVRA CHAVE: Doulas; Parto dentro d agua.

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Combatendo a Mortalidade Materna e Infantil: Maximizando a Atuação das Agentes de Saúde do Município de Altônia

Mostra de Projetos 2011. Combatendo a Mortalidade Materna e Infantil: Maximizando a Atuação das Agentes de Saúde do Município de Altônia Mostra de Projetos 2011 Combatendo a Mortalidade Materna e Infantil: Maximizando a Atuação das Agentes de Saúde do Município de Altônia Mostra Local de: Umuarama Categoria do projeto: I - Projetos em implantação,

Leia mais

Perinatal. no Estado de Minas Gerais. página 1 PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DA ASSISTÊNCIA

Perinatal. no Estado de Minas Gerais. página 1 PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DA ASSISTÊNCIA Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais Fundação Educacional Lucas Machado Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DA ASSISTÊNCIA Perinatal no Estado de Minas Gerais

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA 1/6 PROGRAMA DE DISCIPLINA DISCIPLINA: SAÚDE DA MULHER CÓDIGO: EMI026 CARGA HORÁRIA TEÓRICA 30H CARGA HORÁRIA PRÁTICA 90H CRÉDITOS 8 VERSÃO CURRICULAR: 2010/2 PERÍODO: 7º DEPTO: EMI PRÉ-REQUISITOS Fundamentos

Leia mais

EDITAL. 1. Enquadramento

EDITAL. 1. Enquadramento EDITAL Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Fisioterapia na Saúde da Mulher 2ª Edição 2014/2015 A Escola Superior de Tecnologia

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE INSTITUTO DE SAÚDE E GESTÃO HOSPITALAR

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE INSTITUTO DE SAÚDE E GESTÃO HOSPITALAR UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE INSTITUTO DE SAÚDE E GESTÃO HOSPITALAR Curso de Especialização em Enfermagem Pediátrica e Neonatal 1ª Turma- Sobral 1. JUSTIFICATIVA Apesar das

Leia mais

BH - REDE ASSISTENCIAL

BH - REDE ASSISTENCIAL BH - REDE ASSISTENCIAL 2.300.000 habitantes 9 Distritos Sanitários 147 Centros de Saúde 544 ESF cobertura 80% 2.420 ACS CERSAM e UPA regionais 34 hospitais 7 maternidades SUS Assistência - Regulação -

Leia mais

Clique para editar o nome do autor Clique para editar o cargo do autor. Organização da atenção ao pré-natal, parto e nascimento

Clique para editar o nome do autor Clique para editar o cargo do autor. Organização da atenção ao pré-natal, parto e nascimento Clique para editar o nome do autor Clique para editar o cargo do autor Clique para editar local e data Organização da atenção ao pré-natal, parto e nascimento Rio de Janeiro, 06 de julho de 2015 A importância

Leia mais

Requisitos mínimos para o programa de Residência em Pediatria

Requisitos mínimos para o programa de Residência em Pediatria Requisitos mínimos para o programa de Residência em Pediatria O programa de Residência em Pediatria prevê 60 horas de jornada de trabalho semanal, sendo 40 horas de atividades rotineiras e 20 horas de

Leia mais

Fonte: Fotos do site da Escola de Enfermagem/UFMG

Fonte: Fotos do site da Escola de Enfermagem/UFMG Seminário aborda pesquisa, formação e assistência no cuidado neonatal e O Programa de Educação pelo Trabalho é citado como uma importante estratégia para a formação. Período: 28 e 29/11/2013 Estudantes,

Leia mais

Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno

Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno 1 Ter uma política de aleitamento materno escrita, que seja rotineiramente transmitida a toda a equipe de cuidados da saúde. 2 Capacitar toda equipe de

Leia mais

Ações da Parto do Princípio contra as cesáreas desnecessárias e indesejadas

Ações da Parto do Princípio contra as cesáreas desnecessárias e indesejadas Ações da Parto do Princípio contra as cesáreas desnecessárias e indesejadas Cristiane Yukiko Kondo a Flávia da Silva Telles Penido b Rebeca Celes Charchar c A Parto do Princípio - Mulheres em Rede pela

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM OBSTÉTRICA E GINECOLÓGICA -

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 8. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 8. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 3 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula 7 Cronograma de Aulas Pág. 8 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM DOR Unidade Dias e Horários

Leia mais

Política Municipal de Saúde Perinatal. Secretaria Municipal de Saúde Belo Horizonte

Política Municipal de Saúde Perinatal. Secretaria Municipal de Saúde Belo Horizonte Política Municipal de Saúde Perinatal Secretaria Municipal de Saúde Belo Horizonte BH -REDE ASSISTENCIAL 9 Distritos Sanitários 147 Centros de Saúde 544 ESF 2.420 ACS CERSAM, UPA, outros 34 hospitais conveniados

Leia mais

ABNER SANTOS MAGALHÃES 5821273 ADRIANA OLIVEIRA DOS SANTOS 456432280 CAMILA GIL DAMACENA 468135820 MICHELLY LEITE CAMPOS PINTO 496312534

ABNER SANTOS MAGALHÃES 5821273 ADRIANA OLIVEIRA DOS SANTOS 456432280 CAMILA GIL DAMACENA 468135820 MICHELLY LEITE CAMPOS PINTO 496312534 IRMANDADE DA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SÃO PAULO Entidade Mantenedora ESCOLA DE ENFERMAGEM DA SANTA CASA Autorização de Funcionamento: Portaria 312 Publicada no D.O.E. 09.01.1993 Diretoria de Ensino

Leia mais

CAPACITAÇÃO PARA MULTIPLICADORES EM TESTES RÁPIDOS HIV E SÍFILIS, NO ÂMBITO DA RC

CAPACITAÇÃO PARA MULTIPLICADORES EM TESTES RÁPIDOS HIV E SÍFILIS, NO ÂMBITO DA RC MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE AÇÕES PROGRAMÁTICAS ESTRATÉGICAS ÁREA TÉCNICA DE SAÚDE DA MULHER CAPACITAÇÃO PARA MULTIPLICADORES EM TESTES RÁPIDOS HIV E SÍFILIS, NO ÂMBITO

Leia mais

GRUPO DE GESTANTES E CASAIS GRÁVIDOS: PARCERIA DO DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM E HOSPITAL UNIVERSITÁRIO/ UFSC

GRUPO DE GESTANTES E CASAIS GRÁVIDOS: PARCERIA DO DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM E HOSPITAL UNIVERSITÁRIO/ UFSC GRUPO DE GESTANTES E CASAIS GRÁVIDOS: PARCERIA DO DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM E HOSPITAL UNIVERSITÁRIO/ UFSC Área Temática: Saúde. Atenção Integral à saúde da mulher Maria de Fátima Mota Zampieri - coordenador

Leia mais

DETALHAMENTO DA FORMAÇÃO EM COACHING EM RESILIÊNCIA

DETALHAMENTO DA FORMAÇÃO EM COACHING EM RESILIÊNCIA DETALHAMENTO DA FORMAÇÃO EM COACHING EM RESILIÊNCIA FILOSOFIA DO TREINAMENTO, MODELO E ABORDAGEM O Coaching em Resiliência é uma formação de coaching exclusiva licenciada pela SOBRARE e única especializada

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis EDITAL DE PROCESSO SELETIVO. Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos a distância

Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis EDITAL DE PROCESSO SELETIVO. Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos a distância Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos a distância A Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis, informa

Leia mais

DIREITO À VIDA A GESTÃO DA QUALIDADE E DA INTEGRALIDADE DO CUIDADO EM SAÚDE PARA A MULHER E A CRIANÇA NO SUS-BH: a experiência da Comissão Perinatal

DIREITO À VIDA A GESTÃO DA QUALIDADE E DA INTEGRALIDADE DO CUIDADO EM SAÚDE PARA A MULHER E A CRIANÇA NO SUS-BH: a experiência da Comissão Perinatal DIREITO À VIDA A GESTÃO DA QUALIDADE E DA INTEGRALIDADE DO CUIDADO EM SAÚDE PARA A MULHER E A CRIANÇA NO SUS-BH: a experiência da Comissão Perinatal Grupo temático: Direito à vida, à saúde e a condições

Leia mais

Exercício Profissional da Enfermagem

Exercício Profissional da Enfermagem Drª Janine Schirmer Profª Titular do Departamento Enfermagem na Saúde da Mulher da Escola Paulista de Enfermagem Vice Presidente do Conselho Gestor do Hospital Universitário Coordenadora da Residência

Leia mais

DESVELANDO O CONHECIMENTO DAS GESTANTES PRIMIGESTAS SOBRE O PROCESSO GESTACIONAL

DESVELANDO O CONHECIMENTO DAS GESTANTES PRIMIGESTAS SOBRE O PROCESSO GESTACIONAL DESVELANDO O CONHECIMENTO DAS GESTANTES PRIMIGESTAS SOBRE O PROCESSO GESTACIONAL RESUMO Jéssica Pricila Zanon 1 Marlei Fátima Cezarotto Fiewski 2 Os cuidados profissionais têm reduzido a morbimortalidade

Leia mais

Relatório Mesa 4. REDUZIR A MORTALIDADE INFANTIL Reduzir em dois terços, entre 1990 e 2015, a mortalidade de crianças menores de 5 anos.

Relatório Mesa 4. REDUZIR A MORTALIDADE INFANTIL Reduzir em dois terços, entre 1990 e 2015, a mortalidade de crianças menores de 5 anos. Relatório Mesa 4 OBJETIVO 4 Meta 5 REDUZIR A MORTALIDADE INFANTIL Reduzir em dois terços, entre 1990 e 2015, a mortalidade de crianças menores de 5 anos. I. Introdução Após a apresentação dos participantes

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM ORTOPEDIA MULTIDISCIPLINAR Unidade Dias

Leia mais

Documentário discute parto normal, cesárea e nascimento 'humanizado'.

Documentário discute parto normal, cesárea e nascimento 'humanizado'. Documentário discute parto normal, cesárea e nascimento 'humanizado'. 'O renascimento do parto' estreia nesta sexta-feira (9) em SP, no RJ e DF. Mães, parteiras, médicos obstetras e especialistas discutem

Leia mais

CURSO DE FORMADORES EM ACOLHIMENTO E CLASSIFICAÇÃO DE RISCO

CURSO DE FORMADORES EM ACOLHIMENTO E CLASSIFICAÇÃO DE RISCO * EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO ANO 2014 CURSO DE FORMADORES EM ACOLHIMENTO E CLASSIFICAÇÃO DE RISCO A Escola de Saúde Pública de Santa Catarina Professor Osvaldo de Oliveira Maciel (ESP/SES/SC)

Leia mais

Autoriza o Executivo Municipal a instituir o Projeto CASA DA GESTANTE, dando outras providências.

Autoriza o Executivo Municipal a instituir o Projeto CASA DA GESTANTE, dando outras providências. LEI N 2.210, DE 04 DE NOVEMBRO DE 1998. Autoriza o Executivo Municipal a instituir o Projeto CASA DA GESTANTE, dando outras providências. ANTONIO BRAZ GENELHU MELO, Prefeito Municipal de Dourados, Estado

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos pelo Núcleo de Gestão do

Leia mais

CURSO: ENFERMAGEM. Objetivos Específicos 1- Estudar a evolução histórica do cuidado e a inserção da Enfermagem quanto às

CURSO: ENFERMAGEM. Objetivos Específicos 1- Estudar a evolução histórica do cuidado e a inserção da Enfermagem quanto às CURSO: ENFERMAGEM Missão Formar para atuar em Enfermeiros qualificados todos os níveis de complexidade da assistência ao ser humano em sua integralidade, no contexto do Sistema Único de Saúde e do sistema

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos pelo Núcleo de Gestão do

Leia mais

Seminário Estadual. 4.ºRelatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM)

Seminário Estadual. 4.ºRelatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) Seminário Estadual 4.ºRelatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) Escola da Gestante DrªZilda Arns Apucarana João Carlos de Oliveira Prefeito Municipal Escola

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DOS ENFERMEIROS OBSTETRAS

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DOS ENFERMEIROS OBSTETRAS ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DOS ENFERMEIROS OBSTETRAS Encontro Nacional da Associação Portuguesa dos Enfermeiros Obstetras XVII Encontro Nacional da APEO/ 1º Encontro Nacional da APEO Livro de Resumos Coimbra

Leia mais

A LEI DO EXERCÍCIO PROFISSIONAL DA ENFERMAGEM

A LEI DO EXERCÍCIO PROFISSIONAL DA ENFERMAGEM A LEI DO EXERCÍCIO PROFISSIONAL DA ENFERMAGEM 1- PRINCIPAIS MARCOS DA HISTÓRIA DA SAÚDE E DA ENFERMAGEM NO BRASIL E A EVOLUÇÃO DA LEGISLAÇÃO EM ENFERMAGEM DA COLONIZAÇÃO À ÉPOCA IMPERIAL Surge a primeira

Leia mais

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM NA GESTAÇÃO

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM NA GESTAÇÃO ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM NA GESTAÇÃO Cristina Bertochi 1 Alcy Aparecida Leite Souza 2 Daiane Morilha Rodrigues 3 INTRODUÇÃO A gravidez é um período de mudanças físicas e emocionais, que cada mulher vivência

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 4 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 6 Matrícula 8 Cronograma de Aulas Pág. 9 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO CONTINUADA E

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS PREFEITURA MUNICIPAL DE CAVALCANTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE PROJETO ALEITAMENTO MATERNO

ESTADO DE GOIÁS PREFEITURA MUNICIPAL DE CAVALCANTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE PROJETO ALEITAMENTO MATERNO ESTADO DE GOIÁS PREFEITURA MUNICIPAL DE CAVALCANTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE PROJETO ALEITAMENTO MATERNO APRESENTAÇÃO O aleitamento materno exclusivo (AME) é sinônimo de sobrevivência para o recém-nascido,

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e SENAI em Tubarão EDITAL DE PROCESSO SELETIVO. Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e SENAI em Tubarão EDITAL DE PROCESSO SELETIVO. Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e SENAI em Tubarão EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos A Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis em parceria

Leia mais

Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu em Reprodução Humana Assistida

Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu em Reprodução Humana Assistida Rua Vieira Maciel, 62 Jd. Paulista, São Paulo, SP CEP 04503-040. Tel: 0**11 3018-3488. HOME PAGE: http://www.sapientiae.org.br E-Mail: cursos@sapientiae.org.br EDITAL Nº 014/2013 - SPG/AIS A (AIS) e a

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos pelo Núcleo de Gestão do

Leia mais

EDITAL 020/13 TÉCNICO EM ENFERMAGEM COMPLEMENTAÇÃO TARDE PARA CANDIDATOS FORMADOS EM AUXILIAR EM ENFERMAGEM

EDITAL 020/13 TÉCNICO EM ENFERMAGEM COMPLEMENTAÇÃO TARDE PARA CANDIDATOS FORMADOS EM AUXILIAR EM ENFERMAGEM IRMANDADE DA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SÃO PAULO Entidade Mantenedora ESCOLA DE ENFERMAGEM DA SANTA CASA Autorização de Funcionamento: Portaria 312 Publicada no D.O.E. 09.01.1993 Diretoria de Ensino

Leia mais

CONSULTA PUERPERAL DE ENFERMAGEM: IMPORTÂNCIA DA ORIENTAÇÃO PARA O ALEITAMENTO MATERNO

CONSULTA PUERPERAL DE ENFERMAGEM: IMPORTÂNCIA DA ORIENTAÇÃO PARA O ALEITAMENTO MATERNO 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X) SAÚDE ( ) TRABALHO (

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA SANTA CASA BH CONHECIMENTO NA DOSE CERTA PARA O SEU SUCESSO PROFISSIONAL

ESCOLA TÉCNICA SANTA CASA BH CONHECIMENTO NA DOSE CERTA PARA O SEU SUCESSO PROFISSIONAL ESCOLA TÉCNICA SANTA CASA BH CONHECIMENTO NA DOSE CERTA PARA O SEU SUCESSO PROFISSIONAL A SANTA CASA BH TEM TODOS OS CUIDADOS PARA VOCÊ CONQUISTAR UMA CARREIRA SAUDÁVEL. Missão Humanizar a assistência

Leia mais

ACOMPANHAMENTO DA PUÉRPERA HIV* Recomendações do Ministério da Saúde Transcrito por Marília da Glória Martins

ACOMPANHAMENTO DA PUÉRPERA HIV* Recomendações do Ministério da Saúde Transcrito por Marília da Glória Martins ACOMPANHAMENTO DA PUÉRPERA HIV* Puerpério Imediato Acompanhamento da puérpera HIV* 1. Inibir a lactação através do enfaixamento das mamas com ataduras ou comprimindo-as com um top e evitando, com isso,

Leia mais

NORMAS DE INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO BANCO DE LEITE HUMANO

NORMAS DE INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO BANCO DE LEITE HUMANO NORMAS DE INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO BANCO DE LEITE HUMANO Identificar a necessidade da mãe em receber orientação quanto ao aleitamento materno adequado; Orientar as mães, acompanhantes e/ou familiares,

Leia mais

POLÍTICA DE ESTÁGIOS TRABALHOS ACADÊMICOS

POLÍTICA DE ESTÁGIOS TRABALHOS ACADÊMICOS POLÍTICA DE ESTÁGIOS E TRABALHOS ACADÊMICOS SUMÁRIO: 1. Objetivo 1.1. Períodos da realização dos estágios 1.2. Instituição de Ensino conveniada com o HCI 2. Responsabilidade da instituição de ensino conveniada

Leia mais

Levantamento dos Programas de Atendimento à Primeira Infância no Rio de Janeiro. www.ciespi.org.br

Levantamento dos Programas de Atendimento à Primeira Infância no Rio de Janeiro. www.ciespi.org.br Levantamento dos Programas de Atendimento à Primeira Infância no Rio de Janeiro Foram utilizadas as seguintes categorias para o levantamento: executores, objetivos e público-alvo. Espaço de Desenvolvimento

Leia mais

Rede Cegonha no RS Componente 1 Pré-natal

Rede Cegonha no RS Componente 1 Pré-natal 1 Rede Cegonha no RS Componente 1 Pré-natal Exames e Ações (pré-natal de risco habitual e alto risco) Ofertar os exames e consultas de pré-natal Fomentar a contratação de serviços laboratoriais de qualidade

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA EM REABILITAÇÃO AQUÁTICA

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 10. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 10. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 4 6 Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula 9 Cronograma de Aulas Pág. 10 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM AUDITORIA EM SERVIÇOS

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM NEUROLOGIA CLÍNICA E INTENSIVA Unidade

Leia mais

Regulamenta a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre o exercício da Enfermagem, e dá outras providências

Regulamenta a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre o exercício da Enfermagem, e dá outras providências Decreto Nº 94.406 / 1987 (Regulamentação da Lei nº 7.498 / 1986) Regulamenta a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre o exercício da Enfermagem, e dá outras providências O Presidente da

Leia mais

ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS DIRETOR GERAL: DAMIÃO MENDONÇA VIEIRA CREDENCIAMENTO DE DOCENTE ESP-MG Nº 006/2013

ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS DIRETOR GERAL: DAMIÃO MENDONÇA VIEIRA CREDENCIAMENTO DE DOCENTE ESP-MG Nº 006/2013 ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS DIRETOR GERAL: DAMIÃO MENDONÇA VIEIRA CREDENCIAMENTO DE DOCENTE ESP-MG Nº 006/2013 Projeto: Qualificação em Cuidado Domiciliar da pessoa Idosa Frágil INSCRIÇÃO/CRECENCIAMENTO

Leia mais

SEMINÁRIO INTERNACIONAL

SEMINÁRIO INTERNACIONAL SEMINÁRIO INTERNACIONAL DIREITO PÚBLICO INTERNACIONAL Saída BRA Chegada POR 09/10 10/10 Saída POR Chegada BRA 17/10 18/10 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DIREITO PÚBLICO INTERNACIONAL Universidade Católica do

Leia mais

Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu Enfermagem em Reprodução Humana Assistida

Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu Enfermagem em Reprodução Humana Assistida Rua Vieira Maciel, 62 Jd. Paulista, São Paulo, SP CEP 04503-040. Tel: 0**11 3018-3488. HOME PAGE: http://www.sapientiae.org.br E-Mail: cursos@sapientiae.org.br EDITAL Nº 019/2014 - SPG/AIS A (AIS) torna

Leia mais

PROJETO: TREINAMENTO E CAPACITAÇÃO PARA AUXILIAR DE FARMÁCIA HRN

PROJETO: TREINAMENTO E CAPACITAÇÃO PARA AUXILIAR DE FARMÁCIA HRN PROJETO: TREINAMENTO E CAPACITAÇÃO PARA AUXILIAR DE FARMÁCIA HRN 1. OBJETIVO Treinar e capacitar auxiliares de farmácia que atuam em Farmácia Hospitalar, comercial, ambulatorial, unidades de atenção primária,

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Extensão

MANUAL DO CANDIDATO. Extensão MANUAL DO CANDIDATO Extensão Prezado(a) Candidato(a), Agradecemos o interesse pelos nossos cursos. Este manual contém informações básicas pertinentes ao curso, tais como: objetivos do curso e das disciplinas,

Leia mais

Autor(es) MARIANA APARECIDA RODRIGUES. Co-Autor(es) MARCIA ALVES DE MATOS MARIANA RODRIGUES UBICES. Orientador(es) ANGELA MARCIA FOSSA. 1.

Autor(es) MARIANA APARECIDA RODRIGUES. Co-Autor(es) MARCIA ALVES DE MATOS MARIANA RODRIGUES UBICES. Orientador(es) ANGELA MARCIA FOSSA. 1. 7º Simpósio de Ensino de Graduação AVALIAÇÃO DO RISCO PARA MORTALIDADE PÓS-NEONATAL EM UMA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE DE PIRACICABA, INTERIOR DO ESTADO DE SÃO PAULO Autor(es) MARIANA APARECIDA RODRIGUES Co-Autor(es)

Leia mais

Ilmo. (a). Sr. (a) Secretário (a) Municipal de Saúde de XXXXXX. Prezado (a) Senhor ( a),

Ilmo. (a). Sr. (a) Secretário (a) Municipal de Saúde de XXXXXX. Prezado (a) Senhor ( a), Ofício XXXXXX n 23/ 2012. Salvador, 05 de janeiro de 2012. Ilmo. (a). Sr. (a) Secretário (a) Municipal de Saúde de XXXXXX Prezado (a) Senhor ( a), Cumpre-nos informar que os óbitos infantis de residência

Leia mais

PROJETO MAMÃE BEBE. Categoria do projeto: II Projetos em implantação (projetos que estão em fase inicial)

PROJETO MAMÃE BEBE. Categoria do projeto: II Projetos em implantação (projetos que estão em fase inicial) PROJETO MAMÃE BEBE Mostra Local de: Apucarana (Municípios do Vale do Ivaí) Categoria do projeto: II Projetos em implantação (projetos que estão em fase inicial) Nome da Instituição/Empresa: Secretaria

Leia mais

TETRABRAZIL SOCCER TetraPrep 15/16

TETRABRAZIL SOCCER TetraPrep 15/16 TETRABRAZIL SOCCER TetraPrep 15/16 TetraBrazil Prep 2014/2015 Page 1 Objetivo: O TetraPrep é um curso preparatório que visa à formação de treinadores de futebol para o mercado americano. O principal objetivo

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 10. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 10. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 3 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula 7 Cronograma de Aulas Pág. 10 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA EM REABILITAÇÃO

Leia mais

ajuda! mamã, Curso de Preparação para o Parto e Parentalidade

ajuda! mamã, Curso de Preparação para o Parto e Parentalidade mamã, ajuda! C E N T R O H O S P I T A L A R L E I R I A P O M B A L Curso de Preparação para o Parto e Parentalidade Serviço de Ginecologia/Obstetrícia do Hospital de Santo André CHLP, E.P.E. Consulta

Leia mais

Medidas para estímulo ao parto normal na saúde suplementar

Medidas para estímulo ao parto normal na saúde suplementar Medidas para estímulo ao parto normal na saúde suplementar janeiro/2015 A importância do estímulo ao parto normal Parto é uma questão de saúde e a escolha do modelo deve ser pelo método mais adequado para

Leia mais

CURSO AIKA GP OFICINA EM PROCESSOS:

CURSO AIKA GP OFICINA EM PROCESSOS: AGENDA 2015 CURSO AIKA GP OFICINA EM PROCESSOS: Mapeamento e Redesenho de Processos na Prática RECIFE - PE Apresentação da AIKA GP Seja bem-vindo à AIKA! Aika significa tempo na lingua finlandeza, o tempo

Leia mais

APRESENTAÇÃO. A adoção de alojamento conjunto é uma das medidas consideradas facilitadoras ao início da amamentação.

APRESENTAÇÃO. A adoção de alojamento conjunto é uma das medidas consideradas facilitadoras ao início da amamentação. APRESENTAÇÃO A adoção de alojamento conjunto é uma das medidas consideradas facilitadoras ao início da amamentação. Em 1983, o hoje extinto INAMPS publicou uma portaria tornando a medida obrigatória em

Leia mais

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br Prezado(a) Sr.(a.) Agradecemos seu interesse em nossos programa de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso de Pós-MBA

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Curso de Gestante

Mostra de Projetos 2011. Curso de Gestante Mostra de Projetos 2011 Curso de Gestante Mostra Local de: Paranavaí Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais Nome da Instituição/Empresa: Unimed de Paranavaí - Cooperativa

Leia mais