ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013"

Transcrição

1 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG000541/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 08/02/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR001602/2013 NÚMERO DO PROCESSO: / DATA DO PROTOCOLO: 06/02/2013 SINDICATO DOS ADMINISTRADORES NO ESTADO DE MINAS GERAIS, CNPJ n / , neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). ANTONIO EUSTAQUIO BARBOSA; SINDICATO DE ENGENHEIROS DO ESTADO DE MINAS GERAIS, CNPJ n / , neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). RAUL OTAVIO DA SILVA PEREIRA; SINDICATO DOS CONTABILISTAS DE BELO HORIZONTE, CNPJ n / , neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). ALACIR RIBEIRO ANTONIO FILHO; E SANKYU S/A, CNPJ n / , neste ato representado(a) por seu Diretor, Sr(a). YOSHIYUKI KAITANI; celebram o presente ACORDO COLETIVO DE TRABALHO, estipulando as condições de trabalho previstas nas cláusulas seguintes: CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência do presente Acordo Coletivo de Trabalho no período de 1º de novembro de 2012 a 31 de outubro de 2013 e a data-base da categoria em 1º de novembro. CLÁUSULA SEGUNDA - ABRANGÊNCIA O presente Acordo Coletivo de Trabalho, aplicável no âmbito da(s) empresa(s) acordante(s), abrangerá a(s) categoria(s) Administradores, Engenheiros e Contabilistas, com abrangência territorial em Belo Horizonte/MG. Salários, Reajustes e Pagamento Reajustes/Correções Salariais CLÁUSULA TERCEIRA - REAJUSTE SALARIAL Os salários dos empregados lotados na Matriz BH, abrangidos pelo presente Acordo Coletivo de Trabalho, serão reajustados a partir de 1º de novembro de 2012, mediante a aplicação do índice de 5,99% (cinco inteiros e noventa e nove centésimos por cento), sobre os salários vigentes em Outubro de 2012, com exceção dos aprendizes e temporários.

2 Pagamento de Salário Formas e Prazos CLÁUSULA QUARTA - DIA DO PAGAMENTO A SANKYU S/A antecipará 40% (quarenta inteiros por cento) do salário base de cada trabalhador, até o dia 15 (quinze) de cada mês, pagando o saldo restante até o último dia útil do mês. Único: No mês da admissão não será concedido o adiantamento previsto no caput. Descontos Salariais CLÁUSULA QUINTA - DESCONTOS NA RESCISÃO CONTRATUAL Na ocasião em que ocorrer rescisão de contrato de trabalho, o saldo das despesas odontológicas, médicas, auxílio alimentação, cartões convênio, vale transporte, ticket restaurante, será descontado integralmente e de uma única vez na rescisão. Outras normas referentes a salários, reajustes, pagamentos e critérios para cálculo CLÁUSULA SEXTA - CONTRA CHEQUE O contra cheque dos empregados da SANKYU é confidencial. CLÁUSULA SÉTIMA - SALÁRIO PROFISSIONAL A Empresa se compromete a cumprir a Lei A/66, que estabelece piso salarial profissional de 6,00 (seis) salários mínimos para a jornada de 6 (seis) horas diárias; 7,25 (sete inteiros e vinte e cinco centésimos) salários mínimos para a jornada de 7 (sete) horas diárias e 8,50 (oito e meio) salários mínimos para a jornada de 8 (oito) horas diárias, aos engenheiros, arquitetos, geólogos e engenheiros operacionais. Gratificações, Adicionais, Auxílios e Outros 13º Salário CLÁUSULA OITAVA - ADIANTAMENTO DA 1ª PARCELA DO 13º SALÁRIO A Empresa adiantará a 1ª parcela do décimo terceiro salário para todos os empregados que receberem suas férias, desde que solicitado por eles, com antecedência de 30 (trinta) dias.

3 CLÁUSULA NONA - HORA EXTRA Adicional de Hora-Extra As horas extraordinárias, cuja prestação é admitida exclusivamente em razão de força maior e necessidade imperiosa de serviço, nunca excedente a duas diárias e nem 40 (quarenta) mensais, serão remuneradas com o adicional de 100% (cem inteiros por cento), sobre o salário-base do empregado. Adicional Noturno CLÁUSULA DÉCIMA - ADICIONAL NOTURNO As horas noturnas serão remuneradas com adicional de 50% (cinqüenta inteiros por cento) sobre o salário/hora base, referente às horas trabalhadas no horário de 22:00 às 05:00 horas. Único: O pagamento do adicional noturno à base de 50% (cinqüenta inteiros por cento), engloba a redução da jornada noturna de trabalho fixada na CLT, estando nele incluído o adicional relativo a esta redução. Outros Adicionais CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA - REUNIÃO FORA DO HORÁRIO DE TRABALHO As horas fora da jornada normal de trabalho, utilizadas para qualquer tipo de reunião convocada pela Empresa, deverão ser remuneradas com adicional de 100% (cem inteiros por cento). Prêmios CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA - PRÊMIO ANTIGUIDADE A Empresa pagará no mês de Novembro, de cada ano, aos empregados que estiverem trabalhando na data do efetivo pagamento e que completarem durante o ano tempo de serviço ininterrupto como se segue: Prêmio de 10 anos Prêmio de 20 anos Prêmio de 30 anos 50% do salário base 75% do salário base 100% do salário base Participação nos Lucros e/ou Resultados CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA - PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E RESULTADOS A Empresa se compromete a efetuar o pagamento da Participação nos Lucros e/ou Resultados (PLR) referente ao ano de 2012, no dia 18/01/2013, conforme programa aprovado pela Comissão de Empregados, Sindicatos e a Sankyu S/A.

4 Auxílio Alimentação CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA - REFEIÇÃO A SANKYU concederá, mensalmente, tickets refeição no valor total de R$360,00 (trezentos e sessenta reais) para seus empregados lotados em Belo Horizonte. A empresa escolherá a melhor maneira para distribuição, podendo ser através de carnês (papel) ou cartões eletrônicos. Primeiro: Os empregados não terão direito ao benefício quando ocorrer: Extinção, Suspensão ou a Interrupção do contrato de trabalho, como: Aviso prévio indenizado, férias, folgas especiais, faltas não compensadas, e nas viagens a serviço pela Empresa quando o empregado receber diária. Segundo: As faltas, lançadas a débito no Banco de Horas, não serão descontadas do total do benefício a ser distribuído ao empregado. Terceiro: Se, no fechamento anual do Banco de Horas, ou, na rescisão do empregado, for apurada horas negativas, essas deverão ser convertidas em dias pela fração (total de horas/8). Apurada a quantidade de dias, desconsiderando a parcela fracionada, esta será a quantidade de tickets que deverão ser descontados no mês do fechamento. Quarto: Todo empregado que receber tickets refeição deverá reembolsar uma parcela do valor dos tickets recebidos, conforme abaixo: a) O sub-grupo denominado empregados (E) (auxiliares, assistentes, analistas e interpretes) deverá reembolsar à Empresa 5% (cinco inteiros por cento) do valor total dos tickets recebidos mensalmente; b) O sub-grupo denominado gestores (G) (superintendentes, consultores e Gerentes) deverá reembolsar à Empresa 10% (dez inteiros por cento) do valor dos tickets recebidos mensalmente. c) Desde já, os empregados que receberem os tickets restaurantes, autorizam o desconto em folha, conforme determinado nessa cláusula. CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA - CONVÊNIOS A Empresa oferece aos seus empregados convênio que permite efetuar compras em supermercados, farmácias e outros estabelecimentos de sua preferência, tendo como critérios básicos, o seguinte: a) O empregado poderá efetuar compras limitadas a 20% (vinte por cento) do seu salário nominal, desde que solicite o seu cartão ao Departamento Administrativo. b) O desconto das compras efetuadas no convênio será efetuado integralmente na folha do mês subseqüente ao faturamento do fornecedor do convênio. c) Desde já, os empregados que solicitarem o cartão, autorizam o desconto em folha dos valores faturados, conforme determinado nessa cláusula. CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA - LANCHES DIÁRIOS A Empresa concederá lanche gratuito a seus empregados, uma vez por dia, composto de no mínimo pão, manteiga, leite e café. Auxílio Saúde CLÁUSULA DÉCIMA SÉTIMA - PLANO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA Para os empregados lotados em Belo Horizonte admitidos a partir de 22/05/2012 a empresa oferecerá o Plano de Saúde UNIMAX, padrão ENFERMARIA, extensivo aos

5 dependentes, seguindo os critérios abaixo: 1. Serão considerados dependentes: o cônjuge e os filhos solteiros, menores de 21 anos. 2. O empregado participará no custeio do plano de saúde, sendo descontado mensalmente, 1% (hum inteiro por cento) do seu salário nominal, por integrante do grupo familiar inscrito no plano. EXEMPLO? Um empregado com esposa e dois filhos: Será descontado mensalmente 4% do salário nominal. 3. Caso o empregado queira manter seu filho maior de 21 (vinte e um) anos no plano de saúde, deverá a partir do mês subsequente ao seu aniversário de 21 anos, assumir 100% (cem por cento) do valor cobrado do mesmo. 4. Desde já, os empregados inscritos no plano de saúde, autorizam o desconto em folha dos valores referente ao Plano de Saúde UNIMAX, conforme determinado nessa cláusula. 5. Aos empregados que foram admitidos antes de 22/05/2012 e estejam lotados ou forem transferidos para trabalhar em Belo Horizonte, terão o direito ao plano de saúde UNIMAX, padrão APARTAMENTO. CLÁUSULA DÉCIMA OITAVA - CONVÊNIO ODONTOLÓGICO A Empresa oferece aos seus empregados e dependentes, assistência Odontológica; sendo que o valor do tratamento odontológico será descontado integralmente na folha de pagamento, conforme segue: Único: As despesas decorrentes dessa cláusula serão descontadas integralmente no salário do empregado, respeitando o limite máximo mensal de 20% (vinte inteiros por cento) do salário base. Seguro de Vida CLÁUSULA DÉCIMA NONA - SEGURO DE VIDA A empresa oferecerá seguro de vida a todos os empregados, para cobertura de morte natural, morte acidental, invalidez permanente total ou parcial por acidente e nos casos de doenças graves estipuladas na apólice. Primeiro: A empresa e o empregado participarão no custeio do seguro, sendo 50% (cinquenta inteiros por cento) para cada parte. Segundo: Desde já, os empregados autorizam o desconto em folha dos valores referente ao seguro, conforme determinado no parágrafo anterior. CLÁUSULA VIGÉSIMA - DIÁRIA Outros Auxílios A SANKYU S/A se compromete a pagar através de diária, as despesas de viagens dos empregados a serviço da Empresa em forma e quantia estabelecidas em normas previamente e regularmente afixadas em seus quadros de avisos ou disponíveis para consulta na intranet da empresa. Aposentadoria CLÁUSULA VIGÉSIMA PRIMEIRA - ESTABILIDADE NA

6 APOSENTADORIA A todos os empregados abrangidos por esse ACT, com mais de 05 anos na empresa e que comprovadamente estiverem a um máximo de 12 (doze) meses da aquisição do direito à aposentadoria integral, prevista nos artigos 52 a 58 da Lei 8.213/91, fica assegurado o emprego ou os salários durante o período que faltar para a aquisição do direito. Primeiro: O benefício previsto nesta Cláusula somente será devido, caso o empregado informe à empresa, por escrito, que se encontra em um dos períodos de pré-aposentadoria mencionados no Caput. Segundo: Até 60 (sessenta) dias após a comunicação referida no parágrafo anterior, o empregado deverá comprovar à empresa que se encontra nas condições de aposentadoria informadas em seu comunicado. Terceiro: Não tendo o empregado cumprido o disposto nos parágrafos anteriores, mas comprovando após sua dispensa estar nas condições previstas nesta Cláusula, a Empresa poderá optar por reintegrá-lo ou ficará obrigada a reembolsá-lo mensalmente pelo mesmo valor que ele pagar à Previdência Social, durante o período que faltar para completar as condições de aposentadoria, que permanecer como contribuinte autônomo ou voluntário, e que será de no máximo 12 (doze) meses. Quarto: Para efeito do reembolso previamente aludido, competirá ao empregado comprovar, mensalmente, perante a Empresa, o pagamento que houver feito à Previdência. Quinto: Obtendo novo emprego, cessa para a Empresa a obrigação prevista nesta cláusula e parágrafos. Sexto: O empregado que atingir o período para aquisição do direito de aposentadoria integral e permanecer em atividade, por livre e espontânea vontade, não terá direito a qualquer benefício descrito na presente Cláusula. Contrato de Trabalho Admissão, Demissão, Modalidades Desligamento/Demissão CLÁUSULA VIGÉSIMA SEGUNDA - HOMOLOGAÇÃO DE RESCISÃO DE CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHO A Empresa é obrigada a homologar no Sindicato correspondente, as rescisões dos Contratos de Trabalho que tenham vigorado por período igual ou superior a 01 (um) ano. As homologações somente serão realizadas mediante apresentação do extrato atualizado do FGTS e do Atestado Médico Demissional, devendo a Empresa cumprir os prazos legais. Único: A Empresa comunicará, por escrito, ao empregado, o dia, hora e local para efetuar a homologação da rescisão. Cumprida essa formalidade, a Empresa ficará isenta de penalidades previstas na Lei nº 7.855/89. Caso o empregado não compareça no horário determinado, ficará o Sindicato ao qual encontra-se filiado o funcionário demitido, com a incumbência de fornecer declaração comprobatória de sua ausência. Relações de Trabalho Condições de Trabalho, Normas de Pessoal e Estabilidades Qualificação/Formação Profissional

7 CLÁUSULA VIGÉSIMA TERCEIRA - CURSOS DE APERFEIÇOAMENTO A empresa manterá os esforços no intuito de implementar políticas de treinamento e desenvolvimento, para que seus empregados possam realizar cursos de aperfeiçoamento e formação, sem prejuízo salarial, visando o aprimoramento do seu trabalho na empresa. Estabilidade Mãe CLÁUSULA VIGÉSIMA QUARTA - EMPREGADA GESTANTE É assegurada à empregada gestante, a estabilidade provisória no emprego, a partir do início da gravidez, e até 60 (sessenta) dias após o término da licença obrigatória, concedida pelo INSS. Outras normas de pessoal CLÁUSULA VIGÉSIMA QUINTA - ANOTAÇÕES NA CTPS A Empresa fica proibida de anotar dias de ausência do trabalho, justificados através de atestados médicos ou odontológicos, do INSS e/ou outro médico credenciado pela UNIMED, excetuadas as anotações determinadas por lei ou por exigência do INSS. CLÁUSULA VIGÉSIMA SEXTA - CARTA DISPENSA No ato da demissão, a Empresa fornecerá ao empregado carta de dispensa, contendo detalhadamente, os motivos de sua demissão, se o empregado assim solicitar. Único: Se a dispensa ocorrer por justa causa, a Empresa fornecerá a carta dispensa contendo as razões, pormenorizadas, sob pena de, assim, não procedendo, ser a demissão convertida em injusta. CLÁUSULA VIGÉSIMA SÉTIMA - CARTA DE APRESENTAÇÃO A Empresa fornecerá carta de apresentação, ato da dispensa, caso o empregado requeira. Jornada de Trabalho Duração, Distribuição, Controle, Faltas Compensação de Jornada CLÁUSULA VIGÉSIMA OITAVA - COMPENSAÇÃO DE HORÁRIO DE TRABALHO Fica expressamente permitida a adoção do regime de trabalho de semana inglesa, através da compensação das horas relativas aos sábados com o trabalho das horas respectivas durante a semana. Primeiro: As horas semanais trabalhadas totalizarão40 (quarenta) horas. Segundo: Os trabalhadores registrados em Belo Horizonte, mas que estejam prestando serviços nas filiais da Sankyu, deverão cumprir a jornada de trabalho existente na região.

8 CLÁUSULA VIGÉSIMA NONA - BANCO DE HORAS/COMPENSAÇÃO Fica mantido entre as partes, com base no art. 7º, XXVI, da Constituição Federal, no art. 59 e seus parágrafos da CLT, com redação dada pela Lei nº 9.601/98, o Banco de Horas na Matriz da Sankyu, em Belo Horizonte/MG, como mecanismo de compensação das horas que excederem a jornada normal de trabalho; para flexibilização da jornada de trabalho, permitindo às partes envolvidas a adequação de suas atividades conforme o fluxo de trabalho e dando oportunidade aos empregados de fruição de períodos de descansos especiais, regido por um sistema de débito e crédito, conforme condições abaixo: 1 - As horas extraordinárias devidamente autorizadas, limitada a 02 (duas) horas diárias, serão lançadas a crédito no Banco de Horas; 2 - As horas prorrogadas na forma desta cláusula serão compensadas na proporção de 01 (uma) hora trabalhada para 01(uma) hora de descanso; 3 - Para efeito de apuração mensal, as 20 (vinte) primeiras horas serão remuneradas com o respectivo adicional conforme este acordo coletivo, sendo que a partir da 21ª (vigésima primeira), estas excedentes serão creditadas no Banco de Horas. 4 - A compensação será realizada dentro do período de apuração do ponto, ou seja, do dia 21 de determinado mês ao dia 20 do mês seguinte, a critério do empregado com a anuência do empregador. Primeiro serão compensadas com as horas extraordinárias realizadas dentro do período acima mencionado e posteriormente com o saldo existente no banco de horas. 5 - Serão debitadas do Banco de Horas: as ausências, os atrasos e as saídas antecipadas, todos justificados e não abonados; 6 - O resultado do confronto entre o saldo credor e o devedor, não poderá ultrapassar 20 (vinte) horas mensais; 7 - Sobre as horas a serem compensadas com descanso, não incidirão qualquer adicional e/ou reflexo; 8 - As horas extras trabalhadas em horário noturno poderão ser creditadas no Banco de Horas, porém, o respectivo adicional noturno deverá ser remunerado normalmente; 9 - Os Gerentes de Divisão e Consultores Júnior, Sênior e Pleno, lotados nesta capital, deverão obrigatoriamente compensar os eventuais créditos com descanso, não lhes sendo permitido o pagamento dos créditos lançados no Banco de Horas. Em caso de saldo devedor, será aplicada a mesma regra constante na letra "b" do item "14"; 10 - As compensações de que tratam este acordo deverão ocorrer até 31/10/2013; 11 - As horas trabalhadas, as ausências e os atrasos serão computados como crédito e/ou débito de horas e constarão no Relatório de Frequência do período de apuração/mês; 12 - Mensalmente, a SSA disponibilizará aos funcionários um informativo, contendo os lançamentos no BANCO DE HORAS, apuradas no período encerrado; 13 - Os funcionários terão prazo de 24 (vinte e quatro) horas do recebimento deste informativo para se manifestarem quanto a qualquer lançamento. A ausência de manifestação/reclamação quanto aos lançamentos, no prazo informado, será entendida como concordância dos empregados quanto aos dados apresentados; 14 - O crédito/débito do Banco de Horas do empregado será resgatado a qualquer momento, até 31/10/2013, e com opção de acertos trimestrais da seguinte forma: a - Quanto ao saldo credor: a.1 - com a redução da jornada diária; a.2 - com a supressão de trabalho em dias de semana; a.3 - mediante folgas adicionais; a.4 - através de prorrogação do período de gozo de férias; a.5 - atrasos e faltas justificadas e não abonadas; a.6 - dispensas ou folgas coletivas a critério do empregador; a.7 - pagamento do saldo de horas de crédito. a.8 - Outras hipóteses, negociadas de comum acordo entre o empregado e sua

9 chefia, desde que comunicadas antecipadamente à Área de Administração de Pessoal. b - Quanto ao saldo devedor: b.1 - compensação com as horas extraordinárias a realizar; b.1 - desconto na sua remuneração, ao final do período de apuração, ou quando o saldo negativo ultrapassar 20 (vinte) horas mensais Na hipótese de rescisão de contrato de trabalho sem que tenha havido a compensação ou o pagamento das horas, o empregado fará jus ao recebimento das mesmas, calculadas sobre o valor do salário base na data da rescisão, com adicional de 100% (cem inteiros por cento). Na hipótese de saldo negativo, a empresa efetuará o correspondente desconto no pagamento da rescisão contratual; 16 - Na hipótese do Banco de Horas atingir crédito equivalente a 120 (cento e vinte) horas antes do período limite, o Dep. de RH comunicará o empregado, sua chefia imediata e o Diretor responsável pela área, para que, a critério da Empresa, exijam que a compensação seja feita antes do fim da validade ou havendo necessidade de demanda dos serviços, optar pelo pagamento em espécie das horas extras; 17 - Os empregados que vierem a ser admitidos após a celebração deste ACORDO estarão automaticamente enquadrados nas cláusulas contidas neste acordo. Outras disposições sobre jornada CLÁUSULA TRIGÉSIMA - HORÁRIO PARA AMAMENTAÇÃO Após o retorno da trabalhadora, afastada por motivo de licença obrigatória, concedida pelo INSS, a empregada gestante será assegurada 01 (uma) hora por dia remunerada, para amamentação, enquanto perdurar o período de aleitamento. CLÁUSULA TRIGÉSIMA PRIMEIRA - ABONOS A empresa abonará automaticamente as ocorrências de atraso na entrada de serviço, de até 05 (cinco) minutos por dia, e não computará como jornada extraordinária as variações de horário no registro de ponto na entrada ou saída de até 05 (cinco) minutos, observando-se o limite máximo diário de 10 (dez) minutos; e, mediante comprovação, as ausências dos empregados que, com antecedência mínima de 08(oito) dias, solicitarem dispensa para se submeterem aos exames vestibulares e supletivos. Férias e Licenças Licença Remunerada CLÁUSULA TRIGÉSIMA SEGUNDA - LICENÇA Aos trabalhadores com menos de 2 (dois) anos de tempo de casa, as licenças serão concedidas conforme a legislação em vigor. O trabalhador com mais de 2 (dois) anos poderá deixar de comparecer ao serviço sem prejuízo do salário por 04 (quatro) dias consecutivos em caso de falecimento de cônjuge, ascendentes ou descendentes e 03 (três) dias úteis por ocasião de casamento. Primeiro: Entende-se por ascendente: pais e avós, e descendentes: filhos, inclusive adotivos e netos. Segundo: No caso do falecimento ocorrer em cidade diferente ao do local de prestação de serviço, a Empresa concederá prorrogação da licença, de acordo com a distância da cidade.

10 Licença Maternidade CLÁUSULA TRIGÉSIMA TERCEIRA - LICENÇA MATERNIDADE Permanência da ampliação da licença maternidade, no caso de nascimento de filhos portadores de doenças físicas e/ou mentais, de 120 dias para 180 dias. Saúde e Segurança do Trabalhador Uniforme CLÁUSULA TRIGÉSIMA QUARTA - UNIFORME PARA EMPREGADOS A Empresa fornecerá, gratuitamente, os uniformes de uso obrigatório, exigidos para prestar serviços. Os uniformes serão fornecidos como segue: a) no ato da admissão: - 02 camisas manga curta; - 02 calças; b) de 06 em 06 meses: - 01 camisa manga curta - 01 calça; c) Quando ocorrer rescisão de contato de trabalho, o empregado devolverá o uniforme, no estado em que o mesmo se encontrar, sob pena dos valores dos mesmos serem descontados na ocasião do pagamento de rescisão de contrato de trabalho. Aceitação de Atestados Médicos CLÁUSULA TRIGÉSIMA QUINTA - ATESTADOS MÉDICOS E ODONTOLÓGICOS Para justificação da ausência ao serviço, até 15 (quinze) dias, por motivo de doença, a Empresa aceitará como válidos os atestados médicos e odontológicos fornecidos pelo INSS e/ou médicos particulares credenciados pela UNIMED. O trabalhador terá 24 (vinte e quatro) horas após o retorno para apresentar-se com o atestado à SEÇÃO DE PESSOAL. CLÁUSULA TRIGÉSIMA SEXTA - MULHER ATESTADO MÉDICO A Empresa aceitará como válidos, para justificativas de ausência ou, atraso ao serviço, os atestados médicos relativos às cólicas menstruais. Primeiros Socorros CLÁUSULA TRIGÉSIMA SÉTIMA - CAIXA DE PRIMEIROS SOCORROS Empresa deverá manter, em suas dependências: remédios, analgésicos e absorventes higiênicos, para atendimento diário, sem ônus para o(a) empregado(a). Único: A Empresa deverá obedecer às normas de higiene, com instalações sanitárias adequadas para serem utilizadas pelos empregados, garantindo o livre acesso às mesmas.

11 Relações Sindicais Representante Sindical CLÁUSULA TRIGÉSIMA OITAVA - DO ENQUADRAMENTO SINDICAL Fica estabelecido que o Sindicato dos Administradores no Estado de Minas Gerais SAEMG, se responsabilizará durante a vigência deste ACT, pelo enquadramento sindical, além dos Administradores de nível superior, pelos Técnicos em Administração, Encarregados administrativos, Tecnólogos e Auxiliares de Informática, Auxiliares Administrativos e demais trabalhadores da área administrativa da empresa. Único: Estabelece-se também que o Sindicato dos Contabilistas no Estado de Minas Gerais, se responsabilizará durante a vigência deste ACT, pelo enquadramento sindical, além dos Contadores de nível superior, pelos Técnicos em Contabilidade e demais trabalhadores da área contábil da empresa. Contribuições Sindicais CLÁUSULA TRIGÉSIMA NONA - TAXA DE FORTALECIMENTO SINDICAL A Empresa se compromete a descontar, como mera intermediária de todos os empregados, filiados ao Sindicato dos Administradores, Sindicato dos Engenheiros, e Sindicato dos Contabilistas, participantes deste Acordo Coletivo de Trabalho, o percentual de 1% (um inteiro por cento), sobre o salário de novembro/2012, depositando o produto em conta, a saber: - Sindicato dos Administradores no Estado de Minas Gerais, depósito na Caixa Econômica Federal, Ag. Século, número 0084, conta Sindicato de Engenheiros no Estado de Minas Gerais, depósito no Banco do Brasil, Agência , conta Sindicato dos Contabilistas de Belo Horizonte, depósito na Caixa Econômica Federal, Ag. Século, número 0084, conta Primeiro: Fica assegurado a todos os empregados o direito de oposição ao referido desconto para fortalecimento sindical, a ser manifestado por escrito e encaminhado ao referido Sindicato, no período de até 10 (dez) dias após a assinatura do Acordo Coletivo. Segundo: Os referidos Sindicatos deverão comunicar à Empresa, no período de 10 (dez) dias após a expiração do prazo mencionado no parágrafo anterior, a relação dos trabalhadores que se manifestaram contrários ao desconto da taxa de fortalecimento sindical. Terceiro: Os Sindicatos identificados se comprometem a dar ampla divulgação do estabelecido nesta cláusula. Quarto: A Empresa fornecerá aos referidos Sindicatos Profissionais a listagem contendo o nome e o valor do respectivo desconto realizado. Outras disposições sobre relação entre sindicato e empresa CLÁUSULA QUADRAGÉSIMA - POLÍTICA DE PROTEÇÃO AO SALÁRIO

12 A Empresa se compromete a reunir com os Sindicatos, sempre que ocorrerem mudanças na política econômica que afetarem as garantias e benefícios acordados no Acordo Coletivo. Disposições Gerais Outras Disposições CLÁUSULA QUADRAGÉSIMA PRIMEIRA - MANUTENÇÃO DE CONQUISTAS ANTERIORES Mantido o cumprimento das conquistas, vantagens e direitos estabelecidos em acordos coletivos ou instrumentos normativos anteriores, desde que não alterados, excluídos ou introduzidos, neste acordo coletivo. ANTONIO EUSTAQUIO BARBOSA Presidente SINDICATO DOS ADMINISTRADORES NO ESTADO DE MINAS GERAIS RAUL OTAVIO DA SILVA PEREIRA Presidente SINDICATO DE ENGENHEIROS DO ESTADO DE MINAS GERAIS ALACIR RIBEIRO ANTONIO FILHO Presidente SINDICATO DOS CONTABILISTAS DE BELO HORIZONTE YOSHIYUKI KAITANI Diretor SANKYU S/A A autenticidade deste documento poderá ser confirmada na página do Ministério do Trabalho e Emprego na Internet, no endereço

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001432/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 19/06/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR011961/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.002513/2009-17 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG000971/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/03/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR006580/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.001109/2015-74 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001621/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/05/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR020706/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.008089/2011-29 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001633/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/04/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR017942/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.001682/2013-16 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001254/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/04/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR017099/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.006142/2011-57 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR002151/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 26/08/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR026676/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.010071/2009-72 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 10 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001530/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR022315/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46301.004377/2013-77 DATA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG000363/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/02/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR002753/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.000337/2015-27 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001554/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 12/08/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR032670/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.023032/2010-49 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Página 1 de 7 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002511/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR053502/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.005004/2012-32 DATA

Leia mais

GRATIFICAÇÕES, ADICIONAIS, AUXÍLIOS E OUTROS

GRATIFICAÇÕES, ADICIONAIS, AUXÍLIOS E OUTROS ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001902/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/05/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR019390/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46236.000751/2012-13 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Página 1 de 6 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG004008/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR057851/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.008943/2011-67 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 SINDICATO DOS TECNICOS EM SEGURANCA TRABALHO DO ESTADO DE MINAS GERAIS, CNPJ n. 25.578.642/0001-01, neste ato representado por seu Presidente, Sr. CLÁUDIO FERREIRA SANTOS;

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PB000247/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 01/07/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR021198/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46224.001800/2010-02 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 9 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000736/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR067570/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.023448/2012-38 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG002515/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR038779/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.004745/2014-77 DATA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG005003/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 05/12/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR079528/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.007490/2014-02 DATA

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 6 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000276/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 15/02/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR005346/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.024928/2011-26

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC000812/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 19/06/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR017988/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.002440/2009-54 DATA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000955/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/06/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR028972/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.009094/2013-61 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR003439/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 26/08/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR046249/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.012779/2015 14 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000953/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/06/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR029282/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.009097/2013-02 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL Página 1 de 7 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR003924/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR053747/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.011188/2014-31 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014 SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE AUTOMÓVEIS E ACESSÓRIOS DE BELO HORIZONTE, CNPJ n. 17.265.893/0001-08, neste ato representado por seu Presidente, Sr. HELTON

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL Página 1 de 5 Imprimir Salvar TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001556/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/04/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR076938/2014

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002450/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/10/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR055380/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.005486/2013-10 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002285/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/10/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR055933/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46301.001820/2011-96 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000096/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/01/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR064426/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.042751/2011-40 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2006 SESCOOP SINDAF/DF

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2006 SESCOOP SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2006 SESCOOP SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO, que celebram de um lado, o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo SESCOOP NACIONAL - CNPJ N.º 03.087.543/0001-86,

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002443/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/11/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061733/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.043450/2011-33 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001599/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/05/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR017802/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.004343/2013-81 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Página 1 de 7 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001746/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 21/05/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR020832/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.005849/2012-27

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Página 1 de 7 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG000637/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR004928/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.001229/2011-48 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE AUTOMÓVEIS E ACESSÓRIOS DE BELO HORIZONTE, CNPJ n. 17.265.893/0001-08, neste ato representado por seu Presidente, Sr. HELTON ANDRADE;

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000145/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 31/01/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR080680/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.001357/2014-74 DATA

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001038/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/03/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR013124/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.003363/2013-35 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011-2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011-2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011-2011 SINDICATO TRABS ENTIDADES SINDICAIS DO ESTADO M GERAIS, CNPJ n. 17.498.775/0001-31, neste ato representado(a) por seu Secretário Geral, Sr(a). MARIA DE LOURDES VIEIRA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PA000361/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 02/06/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR031936/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46222.003478/2015-72 DATA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000433/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/09/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR054260/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.010934/2010-24 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG002058/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 15/05/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR018377/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.004510/2012-13 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP008079/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/09/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR044195/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46261.004278/2009-22 DATA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001711/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 06/05/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR016575/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.005146/2014-61 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PI000036/2008 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/09/2008 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR015042/2008 NÚMERO DO PROCESSO: 46214.002894/2008-23 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002716/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 16/11/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR064091/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.006426/2015-78 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2013

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2013 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000422/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 24/06/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR028733/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.005494/2011-54 DATA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2014

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2014 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000285/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/02/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR002993/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.003256/2014-68 DATA DO

Leia mais

Celebram a presente CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, estipulando as condições de trabalho previstas nas cláusulas seguintes:

Celebram a presente CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, estipulando as condições de trabalho previstas nas cláusulas seguintes: SINDICATO TRABALHADORES MOV MERC EM GERAL DE PASSOS, CNPJ n. 64.480.692/0001-03, neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). Manoel Messias dos Reis Silva; E FEDERACAO DO COMERCIO DE BENS, SERVICOS

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 6 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001428/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR021439/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.003413/2010-41 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA 2014

CONVENÇÃO COLETIVA 2014 CONVENÇÃO COLETIVA 2014 SINDICATO DOS MENSAGEIROS MOTOCICLISTAS E CICLISTAS, MOTO- FRETE, MOTOBOYS E MOTO-TAXISTAS DE CURVELO E REGIÃO, CNPJ n 17.437.757/0001-40, NESTE ATO REPRESENTADO POR SEU PRESIDENTE,

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL 1 de 7 20/3/2014 10:43 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000166/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/03/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR001874/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.003144/2014-04

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001710/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 14/07/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR042733/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.004077/2015-50 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG002667/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 29/06/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR027436/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.005491/2011-61 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS002212/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 14/10/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR058819/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.016752/2013-71 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PB000214/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 09/06/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR027655/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46085.000793/2011-36 DATA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000742/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 14/08/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR016555/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.008711/2013-20 DATA DO PROTOCOLO: 09/08/2013 CONVENÇÃO COLETIVA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP006206/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/07/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR030901/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46261.002831/2012-98 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000433/2008 DATA DE REGISTRO NO MTE: 14/10/2008 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR015947/2008 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.032963/2008-13 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001762/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 24/05/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR023628/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.008636/2011-76 DATA DO

Leia mais

Convenção Coletiva 2014

Convenção Coletiva 2014 Convenção Coletiva 2014 SINDICATO DOS MENSAGEIROS MOTOCICLISTAS E CICLISTAS, MOTO- FRETE, MOTOBOYS E MOTO-TAXISTAS DE CURVELO E REGIÃO, CNPJ n 12.512.993/0001-60, NESTE ATO REPRESENTADO POR SEU PRESIDENTE,

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR034439/2012 SINDICATO DOS FARMACEUTICOS DO ESTADO DE M GROSSO DO SU, CNPJ n. 15.939.572/0001-08, neste ato representado(a) por seu Presidente,

Leia mais

http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/resumo/resumovisualizar?nrsolicitacao...

http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/resumo/resumovisualizar?nrsolicitacao... Página 1 de 5 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000542/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 13/06/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR024046/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46290.001101/2013-11 DATA DO PROTOCOLO: 23/05/2013 CONVENÇÃO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001069/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 07/07/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR034655/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.009004/2011-70 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002217/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/10/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR053080/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.035134/2010-15 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: AM000415/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/09/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR044279/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46202.014239/2014-03 DATA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001615/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 06/07/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR039038/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.003927/2015-01 DATA

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Página 1 de 10 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RN000052/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 27/02/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR001722/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46217.001204/2012-75

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL Página 1 de 6 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RN000390/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 25/10/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR060523/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46217.008181/2013-19

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2007/2008 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000146/2007 DATA DE REGISTRO NO MTE: 29/10/2007 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR001271/2007 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.005618/2007-28 DATA

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 8 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000792/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 25/05/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR016119/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 47193.000049/2012-58

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 FEDERACAO DO COMERCIO DE BENS, SERVICOS E TURISMO DO ESTADO DE MINAS GERAIS - FECOMERCIO-MG, CNPJ n. 17.271.982/0001-59, neste ato representado(a) por seu Presidente,

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000204/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/03/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR006500/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.002367/2015-27 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001955/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 13/08/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR046551/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.004546/2014-50 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002408/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 05/10/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR058446/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46301.001895/2015-09 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000316/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/03/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR085351/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.001800/2015-18 DATA DO

Leia mais

CLÁUSULA TERCEIRA VALE TRANSPORTE

CLÁUSULA TERCEIRA VALE TRANSPORTE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2005/2006 PELO PRESENTE INSTRUMENTO DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO DE UM LADO O SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE RÁDIODIFUSÃO DO ESTADO DO PARANÁ, A SEGUIR DENOMINADO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002547/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 29/11/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR069674/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.031201/2012-86 DATA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010 SINDICATO TRABS ENTIDADES SINDICAIS DO ESTADO M GERAIS, CNPJ n. 17.498.775/0001-31, neste ato representado(a) por seu Diretor, Sr(a). ROGERIA CASSIA DOS REIS NASCIMENTO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000787/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/05/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR024630/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.008066/2015-98 DATA

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Mediador - Extrato Instrumento Coletivo CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PB000236/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/06/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR023908/2011 NÚMERO

Leia mais

PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2015/2016 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SENAC-DF

PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2015/2016 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SENAC-DF PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2015/2016 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SENAC-DF CLÁUSULA PRIMEIRA VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência do presente Acordo Coletivo de Trabalho no período

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP014616/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/12/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR016205/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46261.005826/2012-37 DATA DO

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL - 2012 (Fetquim/CUT)

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL - 2012 (Fetquim/CUT) PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL - 2012 (Fetquim/CUT) CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º de novembro de 2012

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000334/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 08/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR039626/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.001278/2014-33 DATA DO

Leia mais

JORNADA DE TRABALHO DURAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO, CONTROLE, FALTAS COMPENSAÇÃO DE JORNADA

JORNADA DE TRABALHO DURAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO, CONTROLE, FALTAS COMPENSAÇÃO DE JORNADA Page 1 of 6 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR000894/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 13/03/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR074508/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.003201/2015-69

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014 FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DE BENS, SERVIÇOS E TURISMO DO ESTADO DE MINAS GERAIS, CNPJ n. 17.271.982/0001-59, neste ato representado por seu Presidente, Sr. LÁZARO LUIZ GONZAGA;

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000567/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 15/04/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR012183/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.005680/2015-06 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL 1 de 5 05/11/2014 10:02 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002761/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 04/11/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR066410/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.007110/2014-12

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP012425/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 08/10/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR060338/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46263.004405/2014-31 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO REAJUSTES/CORREÇÕES SALARIAIS

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO REAJUSTES/CORREÇÕES SALARIAIS Página 1 de 7 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR003854/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 01/09/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR053531/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.010860/2014-71

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000311/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 13/05/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR020828/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.007783/2013-70

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000470/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 29/10/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR060279/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.012010/2010-62 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001092/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 26/06/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR005184/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.004081/2014-14 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002320/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 29/09/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR060477/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.005461/2015-70 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP010191/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 24/09/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR054036/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46262.003848/2010-91 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000287/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/06/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR037320/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.002586/2015-19 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC000601/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 07/04/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR016325/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46305.000436/2015-60 DATA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000640/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 07/05/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR020835/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46232.001517/2015-88 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC000776/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 07/05/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR015125/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46305.000402/2014-94 DATA

Leia mais