Products for GEONETCAST System. Daniel Vila, Cesar Mello, Frederico de Angelis

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Products for GEONETCAST System. Daniel Vila, Cesar Mello, Frederico de Angelis"

Transcrição

1 Products for GEONETCAST System Daniel Vila, Cesar Mello, Frederico de Angelis

2 INPE GeonetCast Product List (*) File name convention: INPE_XXX_AAAAMMDDhhmm.jpg(png)

3 INPE GeonetCast Product List

4 Estimated Dataflow Broadcasting tests!!

5 GOES/MSG Composites INPE_GMC_ GOES/MSG Composites - This is a product created by composing the GOES-12 IR images with MSG IR images, every 15 minutes. Every 3 hour the composite will be derived from the full disk of GOES and full disk of MSG, in the 13-North to 50-South Latitude; 85-West to 55-East Longitude region, encompassing South America and Africa.

6 GOES South America Visible Channel (SAV). Frequency 15 minutes. The visible channel is in the region of the electromagnetic spectrum where the sun emits most of its energy. That incoming energy is attenuated by molecules, clouds, and aerosols. About 50% of the incoming energy is either reflected or absorbed by the atmosphere and reemitted to space. The remaining energy reaches the earth s surface where it is either absorbed or reflected. INPE_SAV_

7 GOES South America Infrared Channel - SAI, images generated every 15 minutes. The longwave infrared window channel covers a portion of the atmospheric infrared window. At this wavelength, energy radiated by the earth s surface and clouds is not significantly attenuated by atmospheric gases. In this channel, most surfaces and cloud types have an emissivity close to 1, with a notable exception being thin cirrus. Therefore, the brightness temperature sensed by the satellite is close to actual surface skin or cloud top temperature for scenes other than thin cirrus. INPE_SAI_

8 GOES South America Water Vapour Channel SAW, images generated every 15 minutes. The infrared water vapor channel is located at 6.7 microns where the earth's emitted spectrum is highly attenuated by water molecules. Thus, this channel senses radiation from the mid- and upper-levels of the atmosphere, from both water vapor and clouds. Because water vapor is transported by atmospheric circulations, it allows the detection of features in the mesoscale flow as well as hemispheric patterns. INPE_SAW_

9 GOES South America Enhanced - SAE. Frequency 15 minutes. This product is based on channel 4 (thermal infrared, 10.8 µm) of GOES 12. While this image contents the same information of the previous one, the distinctive palette allows to indentify those features (clouds) with temperature below -30 degrees. Blue and light purple represents the lowest temperatures while orange and yellow the closest to the mentioned threshold INPE_SAE_

10 Fortracc Images FTC. Short time prediction (120 minutes) of convective systems displacement, area and lifestage. This nowcasting is based in the ForTraCC technique developed by INPE using as input GOES-12 (channel 4) images every 15 minutes, from the infrared channel. Colors correspond to lifestage: RED intensifying, YELLOW is unchanged and GREEN is desintensifying. Fortracc Images allows tracking of convectives systems, and forecast their evolution... INPE_FTC_

11 Técnica de Limiar TB <= 235 K - pixel classificado como sistema convectivo Imagem GOES Limiar 235 K Identificação

12 Rastreamento Tamanho >= 75 pixels (Área = 1200km² = 30 x 40 km) Continuidade do SC Sobreposição >= 25% da Área do SC t Figura 1 Figura 2 t x t+δt x x x t+δt t+δt x Figura 3 t x x t+δt t x

13 TENDÊNCIA DE CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DO SC Ae = 1 A A t A(t0) A(t1) A(t2) 400 (1/A) (DA/DT) 10^6 300 (1/A)(DA/DT) 10^ TIME

14 PREVISÃO

15 GOES wind chart Para o cálculo do vento o modelo estima os vetores através da distância euclidiana, percorrendo o campo de cálculo segundo uma espiral. A área básica de calculo é uma região de 32x32 pixels que calcula a menor distância euclidiana em uma janela de 96x96 pixels. O cálculo em espiral permite otimizar significativamente os cálculos. Obtido o melhor deslocamento, calcula-se a correlação entre os dois segmentos visando analisar o grau de precisão do cálculo.

16 GOES wind chart visible GWV. Images generated every hour. INPE_GWV_

17 GOES wind chart Water Vapour GWW. Images generated every hour. GOES wind chart infrared GWI. Images generated every hour. INPE_GWW_ INPE_GWI_

18 Rainfall Satellite RFS This product is the instantaneous and the accumulated convective rainfall estimates, based on GOES images, for the South America region. The estimation is based in the adjusted hydroestimator methodology, using INPE informations about precipitated water, relative humidity and winds. Frequency 15 minutes. INPE_RFS_

19 Modelo Hydroestimador: R = 1,1183x10 11 exp(-3,6382x10-2 xt 1.2 )

20 Taxas de chuvas variam de acordo com o tipo de chuva, local de ocorrência, estação, características topográficas da superfície, etc. Uma única equação para estimar a chuva originada a partir de diferentes processos físicos normalmente tende a superestimar (subestimar) a precipitação em ambientes úmidos (secos). Fator de correção de umidade (Scofield, 1987): produto do conteúdo de água precipitável da camada entre a superfície e o nível de 500 mb (PW) vezes a umidade relativa (valor médio entre a superfície e o nível de 500 mb). PWRH é empiricamente escalonado em valores entre 0 e 2. R = 1,1183x10 11 exp(-3,6382x10-2 xt 1.2 ) x PWRH

21 Screening method: This technique assumes that raining pixels are colder than the mean of the surrounding pixels. Standardized temperature is defined as: Tơ < -1.5 Convective precipitation: defined essentially by the empirical powerlaw function corrected by PWRH. 1.5 < Tơ < 0 Tơ = 0 Stratiform precipitation: whose maximum value cannot exceed 12mmh-1 and must be less than the fifth part of the convective rainfall for a given pixel Entirely Convective Tơ > 0 pp = 0 Entirely Stratiform Standarized Temperature 0.0

22 Vegetation Index NDVI The NDVI images are computed from data of two channels (red and infrared) on AVHRR instrument of NOAA-18. Live green plants absorb solar radiation in the photosynthetically active radiation (PAR) spectral region, which they use as a source of energy in the process of photosynthesis. Leaf cells have also evolved to scatter (i.e., reflect and transmit) solar radiation in the near-infrared spectral region, Hence, live green plants appear relatively dark in the PAR and relatively bright in the near-infrared. By contrast, clouds and snow tend to be rather bright in the red (as well as other visible wavelengths) and quite dark in the nearinfrared. INPE_NDV_ _ Three NDVI images are created and made available in 15 days interval mosaic and monthly product. Frequency: 3 files for month.

23 Fire Detection FDN Indicates fire occurrence spots in individual states, and in the South America countries. These fire maps are derived from the mosaicing NOAA, 3.7um thermal band ascending passes. Frequency daily. INPE_FDN_

24 Land Surface Temperature LST Este produto usa imagens NOAA- 18/AVHRR. Ele é gerado utilizando-se um método do tipo split-window, o qual se baseia na absorção diferencial em canais infravermelhos adjacentes para realizar a correção atmosférica e possui a vantagem de ser simples e computacionalmente eficiente. Valores de TSC são gerados 4 vezes por dia com o NOAA-18/AVHRR. A TSC é estimada somente para pixels de céu-claro, os quais são identificados com base em algoritmos de mascaramento de nuvens. 4 images per day. INPE_LST_

25 Number of Days without rain NDR This product indicates the number of days without convective rainfall, making use of GOES images and an hydroestimator. Frequency daily. INPE_NDR_

26 Lightning Discharges Images LDI Combination of GOES-12(IR) cloud images and lightning occurrence information collected by RINDAT ground Network (Integrated National Network for Detection of Atmospheric Lightning Discharges). Color correspond to the number of lighting each 30 minutes. INPE_LDI_

27 Ultraviolet Index UVI This product indicates the maximum daily value of the ultraviolet radiation. It takes into consideration the ozone concentration based on AURA-OMI and SBUV sensor measurements provided by NASA, and the images of nebulosity derived from GOES data. Frequency 30 minutes. INPE_UVI_

28 Weather Forcast 5 days WGT Temperature at 1000mbar Weather Forcast 5 days GWR 24h accumulated rain INPE_WGT_ INPE_WGR_

29 Weather Forcast LG5 Lines of currents and wind magnitute at 500 mbar Weather Forcast LG2 Lines of currents and wind magnitute at 200 mbar INPE_LG5_ INPE_LG2_

30 Weather Forcast next 24h RT1 Temperature at 1000mbar Weather Forcast next 24h RR1 24h accumulated rain plus pressure

31 CCD Image Imagens CBERS sensor CCD: Cobre uma área de 113x113km Resolução espacial: 20 metros Bandas 3, 4, 2(RGB) Formato geotiff HRC INPE_CBERS_2B_CCD_AF_ tif

32 HRC Image Imagens CBERS sensor HRC Cobre uma área de 27x27km Resolução espacial: 2,7 metros Banda pancromática Formato geotiff INPE_CBERS_2B_HRC_AF_ _072_E_129_3_L3.tif

33 Obtenção das imagens CHC: fusão entre as imagens dos instrumentos CCD e HRC. CCD HRC CHC + = INPE_CBERS_2B_CHC_AF_ _072_E_129_3.tif Objetivo: colorir a imagem pancromática do sensor HRC com as cores de uma composição colorida de imagens do sensor CCD (bandas 3,4,2).

34 OBRIGADO Links relacionados satelite.cptec.inpe.br

UM MÉTODO PARA DETECTAR PRECIPITAÇÃO NULA UTILIZANDO IMAGENS DO INFRAVERMELHO TERMAL. Marcus Jorge Bottino, Paulo Nobre e Jorge Gomes

UM MÉTODO PARA DETECTAR PRECIPITAÇÃO NULA UTILIZANDO IMAGENS DO INFRAVERMELHO TERMAL. Marcus Jorge Bottino, Paulo Nobre e Jorge Gomes UM MÉTODO PARA DETECTAR PRECIPITAÇÃO NULA UTILIZANDO IMAGENS DO INFRAVERMELHO TERMAL Marcus Jorge Bottino, Paulo Nobre e Jorge Gomes Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos, Instituto Nacional

Leia mais

EXTRAÇÃO DO VENTO E ESTIMATIVA DA TRAJETÓRIA DE SISTEMAS CONVECTIVOS UTILIZANDO IMAGENS DO SATÉLITE GOES 1

EXTRAÇÃO DO VENTO E ESTIMATIVA DA TRAJETÓRIA DE SISTEMAS CONVECTIVOS UTILIZANDO IMAGENS DO SATÉLITE GOES 1 EXTRAÇÃO DO VENTO E ESTIMATIVA DA TRAJETÓRIA DE SISTEMAS CONVECTIVOS UTILIZANDO IMAGENS DO SATÉLITE GOES 1 Luiz Augusto T. Machado(1), Juan Ceballos(2), Marigláudio Gondim(2), Daniel A. Vilas(1) e Roberto

Leia mais

Mestrado Integrado Engenharia da Energia e do Ambiente, Faculdade Ciências da Universidade de Lisboa, 1/12

Mestrado Integrado Engenharia da Energia e do Ambiente, Faculdade Ciências da Universidade de Lisboa, 1/12 , 6/10/009 On the web Course webpage! http:// solar.fc.ul.pt/pv_course PV blog http://solar-fcul.blogspot.com com Group page: http:// solar.fc.ul.pt On the web Radiation from the Sun Atmospheric effects

Leia mais

Estimativa de Precipitação por Satélite. Parte I - Infravermelho e Visivel

Estimativa de Precipitação por Satélite. Parte I - Infravermelho e Visivel Estimativa de Precipitação por Satélite Parte I - Infravermelho e Visivel Daniel Vila (daniel.vila@cptec.inpe.br) División de Satélites y Sistemas Ambientales Centro de Previsión del Tiempo y Estudios

Leia mais

ABSTRACT 1. INTRODUÇÃO

ABSTRACT 1. INTRODUÇÃO MONITORAMENTO DE NUVENS DE GELO E DE ÁGUA LÍQUIDA SUPER-RESFRIADA SOBRE AS REGIÕES SUL E SUDESTE DO BRASIL UTILIZANDO-SE IMAGENS MULTIESPECTRAIS DO GOES-8 Nelson Jesus Ferreira Cláudia Cristina dos Santos

Leia mais

Web Treinamento EUMETCast

Web Treinamento EUMETCast Web Treinamento EUMETCast O que é o sistema EUMETCast Américas? Como fazer para adquirir uma estação de recepção EUMETCast? Quais dados são recebidos na estação, e que produtos podem ser gerados? Estação

Leia mais

Modelo de Previsão de Relâmpagos Nuvem-Solo Utilizando Imagens de Satélite em Infravermelho

Modelo de Previsão de Relâmpagos Nuvem-Solo Utilizando Imagens de Satélite em Infravermelho Modelo de Previsão de Relâmpagos Nuvem-Solo Utilizando Imagens de Satélite em Infravermelho Enrique Vieira Mattos 1, Luiz Augusto Toledo Machado 2 1 Divisão de Satélites e Sistemas Ambientais DSA 2 Centro

Leia mais

Facing challenges of Meteorology in tropical South America

Facing challenges of Meteorology in tropical South America Facing challenges of Meteorology in tropical South America Maria Assunção F. S. Dias Center for Weather Forecasting and Climate Studies CPTEC National Institute for Space Research INPE ITWG 16 Angra dos

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES. Versão 1.0 Data 15/09/2015

PERGUNTAS FREQUENTES. Versão 1.0 Data 15/09/2015 PERGUNTAS FREQUENTES Versão 1.0 Data 15/09/2015 1. O que é S-NPP? S-NPP (Suomi-National Polar-orbiting Partnership) é o primeiro da nova geração de satélites de órbita polar da série JPSS (Joint Polar

Leia mais

PADRÃO SINÓTICO ATUANTE DURANTE O EVENTO DE PICO NA ESPESSURA ÓPTICA DE AEROSSÓIS SOBRE O OBSERVATÓRIO ESPACIAL DO SUL NO DIA 06 DE SETEMBRO DE 2007.

PADRÃO SINÓTICO ATUANTE DURANTE O EVENTO DE PICO NA ESPESSURA ÓPTICA DE AEROSSÓIS SOBRE O OBSERVATÓRIO ESPACIAL DO SUL NO DIA 06 DE SETEMBRO DE 2007. PADRÃO SINÓTICO ATUANTE DURANTE O EVENTO DE PICO NA ESPESSURA ÓPTICA DE AEROSSÓIS SOBRE O OBSERVATÓRIO ESPACIAL DO SUL NO DIA 06 DE SETEMBRO DE 2007. LUCAS V. PERES 1, ELENICE KALL 2, DAMARIS K. PINHEIRO

Leia mais

EMPREGO DE MODELAGEM NUMÉRICA PARA ESTIMATIVA DE RADIAÇÃO SOLAR NO ESTADO DO CEARÁ

EMPREGO DE MODELAGEM NUMÉRICA PARA ESTIMATIVA DE RADIAÇÃO SOLAR NO ESTADO DO CEARÁ EMPREGO DE MODELAGEM NUMÉRICA PARA ESTIMATIVA DE RADIAÇÃO SOLAR NO ESTADO DO CEARÁ Francisco José Lopes de Lima 1,2, Fernando Ramos Martins 1, Jerfferson Souza, 1 Enio Bueno Pereira 1 1 Instituto Nacional

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA AUTOMÁTICO DE MONITORAMENTO METEOROLÓGICO

DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA AUTOMÁTICO DE MONITORAMENTO METEOROLÓGICO DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA AUTOMÁTICO DE MONITORAMENTO METEOROLÓGICO Éder P. Vendrasco1; Carlos F. Angelis1; Edson T. Branco2; Caetano T. Lo Ré2; Marcelo Santos2 1 Divisão de Satélites e Sistemas Ambientais

Leia mais

ESTIMATIVA DA ALTURA DA BASE DE NUVENS A PARTIR DE IMAGENS DE SATÉLITES

ESTIMATIVA DA ALTURA DA BASE DE NUVENS A PARTIR DE IMAGENS DE SATÉLITES ESTIMATIVA DA ALTURA DA BASE DE NUVENS A PARTIR DE IMAGENS DE SATÉLITES Renato Galante Negri 1 e Luiz Augusto Toledo Machado 1 RESUMO Esse artigo descreve uma técnica de estimativa da altura da base das

Leia mais

Análise comparativa de imagens de radar meteorológico e de campos de densidade de descargas elétricas atmosféricas para eventos convectivos severos

Análise comparativa de imagens de radar meteorológico e de campos de densidade de descargas elétricas atmosféricas para eventos convectivos severos Análise comparativa de imagens de radar meteorológico e de campos de densidade de descargas elétricas atmosféricas para eventos convectivos severos Mirian Caetano, Augusto Brandão D'Oliveira, César Strauss,

Leia mais

Características dos sistemas convectivos observados por satélite durante o experimento WET AMC/LBA

Características dos sistemas convectivos observados por satélite durante o experimento WET AMC/LBA Características dos sistemas convectivos observados por satélite durante o experimento WET AMC/LBA Henri Laurent (1,2), Luiz Augusto T. Machado (1), Dirceu Herdies (3) e Carlos Morales (4) 1 CTA/IAE/ACA,

Leia mais

ADAPTAÇÃO DA TÉCNICA DE ESTIMATIVA DE PRECIPITAÇÃO NAW PARA A ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO RADAR DE BAURU, SP GRAZIELA BALDA SCOFIELD 1 ÍRIA VENDRAME 2

ADAPTAÇÃO DA TÉCNICA DE ESTIMATIVA DE PRECIPITAÇÃO NAW PARA A ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO RADAR DE BAURU, SP GRAZIELA BALDA SCOFIELD 1 ÍRIA VENDRAME 2 ADAPTAÇÃO DA TÉCNICA DE ESTIMATIVA DE PRECIPITAÇÃO NAW PARA A ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO RADAR DE BAURU, SP GRAZIELA BALDA SCOFIELD ÍRIA VENDRAME IPD UNIVAP- Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Universidade

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO MORFOLÓGICA DAS TEMPESTADES NA REGIÃO SUDESTE DA AMÉRICA DO SUL NO VERÃO DE 2006

CARACTERIZAÇÃO MORFOLÓGICA DAS TEMPESTADES NA REGIÃO SUDESTE DA AMÉRICA DO SUL NO VERÃO DE 2006 CARACTERIZAÇÃO MORFOLÓGICA DAS TEMPESTADES NA REGIÃO SUDESTE DA AMÉRICA DO SUL NO VERÃO DE 2006 Lucia Iracema Chipponelli Pinto 1 Diego Simões Fernandes² 1 Centro de Ciências do Sistema Terrestre/Instituto

Leia mais

Intercomparação de produtos AQUA&TERRA/MODIS e Suomi-NPP/VIIRS sobre o Brasil

Intercomparação de produtos AQUA&TERRA/MODIS e Suomi-NPP/VIIRS sobre o Brasil Intercomparação de produtos AQUA&TERRA/MODIS e Suomi-NPP/VIIRS sobre o Brasil Jurandir Ventura Rodrigues 1 Simone Sievert da Costa 1 Rogério da Silva Batista 1 1 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

Leia mais

Os Benefícios do Sistema EUMETCast no Brasil

Os Benefícios do Sistema EUMETCast no Brasil www.lapismet.com Os Benefícios do Sistema EUMETCast no Brasil Humberto Barbosa barbosa33@gmail.com Meteosat-10, Airmass RGB Furacão Humberto 2013 Categoria 1 140 km/h TÓPICOS DA APRESENTAÇÃO 1 - Visão

Leia mais

ESTIMATIVA DE NDVI UTILIZANDO IMAGENS DOS SATÉLITES CBERS-2B_CCD, CBERS-2B_WFI E METEOSAT-9_SEVIRI 4

ESTIMATIVA DE NDVI UTILIZANDO IMAGENS DOS SATÉLITES CBERS-2B_CCD, CBERS-2B_WFI E METEOSAT-9_SEVIRI 4 ESTIMATIVA DE NDVI UTILIZANDO IMAGENS DOS SATÉLITES CBERS-2B_CCD, CBERS-2B_WFI E METEOSAT-9_SEVIRI 4 ELIZABETH FERREIRA 1, ANTONIO A. A. DANTAS 2, HUMBERTO A. BARBOSA 3 1 Engenheira Agrícola, Professora

Leia mais

Materiais e Métodos Resultados e Discussões

Materiais e Métodos Resultados e Discussões Sistema de Informações Meteorológicas e Imagens de Satelites - SIMSAT Wagner de A. Bezerra¹; Ivanete M. D. Ledo¹; Josefa Morgana Viturino de Almeida¹; Maria G. R. De Oliveira²; Kleber R. da P. Ataide¹

Leia mais

Análise das técnicas de fusão de imagens aplicadas ao satélite CBERS-2B (CCD-HRC) Claudinei Rodrigues de Aguiar¹ Danielli Batistella¹

Análise das técnicas de fusão de imagens aplicadas ao satélite CBERS-2B (CCD-HRC) Claudinei Rodrigues de Aguiar¹ Danielli Batistella¹ Análise das técnicas de fusão de imagens aplicadas ao satélite CBERS-2B (CCD-HRC) Claudinei Rodrigues de Aguiar¹ Danielli Batistella¹ 1 Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR Via do Conhecimento,

Leia mais

15º Congresso Brasileiro de Geologia de Engenharia e Ambiental

15º Congresso Brasileiro de Geologia de Engenharia e Ambiental 15º Congresso Brasileiro de Geologia de Engenharia e Ambiental Comparação da temperatura de brilho de superfície do período seco com o chuvoso no Distrito Federal calculada a partir de imagens do Landsat

Leia mais

Comparação entre Variáveis Meteorológicas das Cidades de Fortaleza (CE) e Patos (PB)

Comparação entre Variáveis Meteorológicas das Cidades de Fortaleza (CE) e Patos (PB) Comparação entre Variáveis Meteorológicas das Cidades de Fortaleza (CE) e Patos (PB) F. D. A. Lima 1, C. H. C. da Silva 2, J. R. Bezerra³, I. J. M. Moura 4, D. F. dos Santos 4, F. G. M. Pinheiro 5, C.

Leia mais

GERAÇÃO DE CARTA IMAGEM DO MUNICÍPIO DE PATO BRANCO-PR

GERAÇÃO DE CARTA IMAGEM DO MUNICÍPIO DE PATO BRANCO-PR GERAÇÃO DE CARTA IMAGEM DO MUNICÍPIO DE PATO BRANCO-PR Ana Laura Reichert CENTENARO 1, Danielli BATISTELLA 1 Gabriela SUZIN 1, Morgana Gabriela RAYMUNDI 1 1 Universidade Tecnológica Federal do Paraná,

Leia mais

AMBIENTE SINÓTICO DE UM CCM OCORRIDO ENTRE OS DIAS 10 E 11 DE JANEIRO DE 2006 NO RS

AMBIENTE SINÓTICO DE UM CCM OCORRIDO ENTRE OS DIAS 10 E 11 DE JANEIRO DE 2006 NO RS AMBIENTE SINÓTICO DE UM CCM OCORRIDO ENTRE OS DIAS 10 E 11 DE JANEIRO DE 2006 NO RS Vanderlei R. de Vargas Jr. 1, Cláudia R. J.de Campos 1, Gustavo Rasera 1, Cristiano W. Eichholz 1 1 Universidade Federal

Leia mais

Variabilidade temporal de índice de vegetação NDVI e sua conexão com o clima: Biomas Caatinga Brasileira e Savana Africana

Variabilidade temporal de índice de vegetação NDVI e sua conexão com o clima: Biomas Caatinga Brasileira e Savana Africana Variabilidade temporal de índice de vegetação NDVI e sua conexão com o clima: Biomas Caatinga Brasileira e Savana Africana Humberto Alves Barbosa 1, Ivon Wilson da Silva Júnior 2 1 PhD, LAPIS/UFAL Maceió

Leia mais

Simulação de Evento de Tempo Extremo no Estado de Alagoas com o Modelo Regional BRAMS

Simulação de Evento de Tempo Extremo no Estado de Alagoas com o Modelo Regional BRAMS Simulação de Evento de Tempo Extremo no Estado de Alagoas com o Modelo Regional BRAMS Heriberto dos Anjos Amaro 1, Elisângela Gonçalves Lacerda 1, Luiz Carlos Baldicero Molion 2 1 Pontifícia Universidade

Leia mais

REVISTA DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ARBORIZAÇÃO URBANA, Volume 2, Número 3, 2007.

REVISTA DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ARBORIZAÇÃO URBANA, Volume 2, Número 3, 2007. APLICAÇÃO DO ÍNDICE DE VEGETAÇÃO NDVI (NORMALIZED DIFFERENCE VEGETATION INDEX) EM IMAGENS DE ALTA RESOLUÇÃO NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO E SUAS LIMITAÇÕES Giuliana Del Nero Velasco 1, Jefferson Lordello Polizel

Leia mais

ANÁLISE DE TEMPESTADES SEVERAS COM O SOFTWARE TITAN USANDO OS DADOS DO RADAR METEOROLÓGICO DE BAURU

ANÁLISE DE TEMPESTADES SEVERAS COM O SOFTWARE TITAN USANDO OS DADOS DO RADAR METEOROLÓGICO DE BAURU ANÁLISE DE TEMPESTADES SEVERAS COM O SOFTWARE TITAN USANDO OS DADOS DO RADAR METEOROLÓGICO DE BAURU Adelmo Antonio Correia 1 e José Carlos Figueiredo Resumo: Este trabalho visa analisar ocorrência de precipitação

Leia mais

Leila Maria Véspoli de Carvalho Oswaldo Massambani Depto. de Meteorologia, IAG-USP

Leila Maria Véspoli de Carvalho Oswaldo Massambani Depto. de Meteorologia, IAG-USP 743 AN~SE DE TEXTURA NA IMAGEM IV DE SATÉLITES METEOROLóGICOS E APLICAÇÕES AO ESTUDO DA CONVECÇÃO Leila Maria Véspoli de Carvalho Oswaldo Massambani Depto. de Meteorologia, IAG-USP Resumo - Dados digitais

Leia mais

NEWSLETTER CGE/DFIS CENTRO DE GEOFÍSICA DE ÉVORA DEPARTAMENTO DE FÍSICA DA UNIVERSIDADE DE ÉVORA ÉVORA, PORTUGAL

NEWSLETTER CGE/DFIS CENTRO DE GEOFÍSICA DE ÉVORA DEPARTAMENTO DE FÍSICA DA UNIVERSIDADE DE ÉVORA ÉVORA, PORTUGAL NEWSLETTER CGE/DFIS CENTRO DE GEOFÍSICA DE ÉVORA DEPARTAMENTO DE FÍSICA DA UNIVERSIDADE DE ÉVORA ÉVORA, PORTUGAL O Centro de Geofísica de Évora, criado há cerca de 12 anos no âmbito do Programa Ciência

Leia mais

Land Applications MONITORING. Carla Barroso, IM. Satellite Image Interpretation and Applications WEATHER CLIMATE SEISMIC ACTIVITY

Land Applications MONITORING. Carla Barroso, IM. Satellite Image Interpretation and Applications WEATHER CLIMATE SEISMIC ACTIVITY Land Applications Carla Barroso, IM Satellite Image Interpretation and Applications MONITORING WEATHER CLIMATE SEISMIC ACTIVITY TO A SUSTAINABLE DEVELOPMENT AND A SAFER WORLD Ministério da Ciência, Tecnologia

Leia mais

ESTUDO DE CASO: DISTÚRBIO DE LESTE NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE. Mamedes Luiz Melo, Francisco de Assis Diniz, Viviane Batista de Sousa Silva INMET

ESTUDO DE CASO: DISTÚRBIO DE LESTE NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE. Mamedes Luiz Melo, Francisco de Assis Diniz, Viviane Batista de Sousa Silva INMET ESTUDO DE CASO: DISTÚRBIO DE LESTE NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE 1- ABSTRACT Mamedes Luiz Melo, Francisco de Assis Diniz, Viviane Batista de Sousa Silva INMET This work has for objective to analyze

Leia mais

thomasmcz@hotmail.com 2 Doutor Prof. Instituto de Ciências Atmosféricas, ICAT/UFAL, email: dimas.barros91@hotmail.com

thomasmcz@hotmail.com 2 Doutor Prof. Instituto de Ciências Atmosféricas, ICAT/UFAL, email: dimas.barros91@hotmail.com ANÁLISE PRELIMINAR DA ESTIMATIVA DA TEMPERATURA E ALBEDO DE SUPERFÍCIE PARA MICRORREGIÃO DO BAIXO SÃO FRANCISCO NOS ESTADOS DE ALAGOAS E SERGIPE, UTILIZANDO O SENSOR TM DO LANDSAT 5 E O ALGORITMO SEBAL.

Leia mais

A Meteorologia Frente aos Desastres Naturais A Contribuição do INPE/CPTEC

A Meteorologia Frente aos Desastres Naturais A Contribuição do INPE/CPTEC A Meteorologia Frente aos Desastres Naturais A Contribuição do INPE/CPTEC Previsão e Usuários Programa de Tempo e Clima CPTEC / INPE Missão Prover o país com o estado da arte em previsão de tempo, clima

Leia mais

Uso de sensoriamento remoto para análise de uma linha de instabilidade: Estudo de caso ocorrido no Rio Grande do Sul

Uso de sensoriamento remoto para análise de uma linha de instabilidade: Estudo de caso ocorrido no Rio Grande do Sul Anais XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, Curitiba, PR, Brasil, 30 de abril a 05 de maio de 2011, INPE p.2150 Uso de sensoriamento remoto para análise de uma linha de instabilidade:

Leia mais

SISTEMA DE MONITORAMENTO METEOROLÓGICO PARA A OTIMIZAÇÃO DA OPERAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA DO SISTEMA ELÉTRICO DA BANDEIRANTE ENERGIA S.A.

SISTEMA DE MONITORAMENTO METEOROLÓGICO PARA A OTIMIZAÇÃO DA OPERAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA DO SISTEMA ELÉTRICO DA BANDEIRANTE ENERGIA S.A. SISTEMA DE MONITORAMENTO METEOROLÓGICO PARA A OTIMIZAÇÃO DA OPERAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA DO SISTEMA ELÉTRICO DA BANDEIRANTE ENERGIA S.A. Carlos Augusto Morales Rodriguez 1, Jojhy Sakuragi 2, Domingos

Leia mais

VALIDAÇÃO DE ESTIMATIVAS DE PRECIPITAÇÃO POR RADAR E SATÉLITE: ANÁLISE DE RELAÇÕES ZR E INTEGRAÇÃO COM PLUVIÔMETROS

VALIDAÇÃO DE ESTIMATIVAS DE PRECIPITAÇÃO POR RADAR E SATÉLITE: ANÁLISE DE RELAÇÕES ZR E INTEGRAÇÃO COM PLUVIÔMETROS VALIDAÇÃO DE ESTIMATIVAS DE PRECIPITAÇÃO POR RADAR E SATÉLITE: ANÁLISE DE RELAÇÕES ZR E INTEGRAÇÃO COM PLUVIÔMETROS Leonardo Calvetti; Cesar Beneti; Réverton Luis Antunes & Alex Conselvan de Oliveira RESUMO

Leia mais

Simulação numérica de um evento extremo de precipitação ocorrido na região de Pelotas-RS.

Simulação numérica de um evento extremo de precipitação ocorrido na região de Pelotas-RS. Simulação numérica de um evento extremo de precipitação ocorrido na região de Pelotas-RS. Bruna Zaparoli, Claudinéia B. Saldanha, Rita de Cássia Marques Alves Centro Estadual de Pesquisas em Sensoriamento

Leia mais

SISTEMA PARA A GERAÇÃO AUTOMÁTICA DE PRODUTOS DE IMAGENS AVHRR-NOAA PARA MONITORAMENTO AGRÍCOLA RESUMO

SISTEMA PARA A GERAÇÃO AUTOMÁTICA DE PRODUTOS DE IMAGENS AVHRR-NOAA PARA MONITORAMENTO AGRÍCOLA RESUMO SISTEMA PARA A GERAÇÃO AUTOMÁTICA DE PRODUTOS DE IMAGENS AVHRR-NOAA PARA MONITORAMENTO AGRÍCOLA JOÃO FRANCISCO GONÇALVES ANTUNES 1 JÚLIO CÉSAR DALLA MORA ESQUERDO 2 JURANDIR ZULLO JR. 3 RESUMO A geração

Leia mais

Impacto de desmatamento na mudança climática regional via satélites

Impacto de desmatamento na mudança climática regional via satélites Impacto de desmatamento na mudança climática regional via satélites William Tse Horng Liu Paulo Shiguenori Kanazawa Edson Luis Santiami Paulo Jun Kanazawa Laboratório de Geoprocessamento Universidade Católica

Leia mais

DIAS DE CÉU CLARO EM TOLEDO-PR. Flávio Rodrigues Soares 1

DIAS DE CÉU CLARO EM TOLEDO-PR. Flávio Rodrigues Soares 1 DIAS DE CÉU CLARO EM TOLEDO-PR Flávio Rodrigues Soares 1 RESUMO: Compararam-se os dias de céu claro (DCC) de janeiro e julho utilizando perfis diários de médias horárias de radiação solar de seis anos

Leia mais

Modelos de Previsão de Safra de Soja de Londrina Via Satélite NOAA. André Luiz Farias de Souza* William Tse Horng Liu **

Modelos de Previsão de Safra de Soja de Londrina Via Satélite NOAA. André Luiz Farias de Souza* William Tse Horng Liu ** Modelos de Previsão de Safra de Soja de Londrina Via Satélite NOAA André Luiz Farias de Souza* William Tse Horng Liu ** * Aluno de Pós-graduação, andrelfs@model.iag.usp.br ** Professor Doutor, wilthliu@usp.br

Leia mais

Tropical Rainfall Measuring Mission (TRMM)

Tropical Rainfall Measuring Mission (TRMM) Tropical Rainfall Measuring Mission (TRMM) ( Missão para medição de chuva tropical ) Prof. Dr. Carlos Augusto Morales (DCA/IAG/USP) morales@model.iag.usp.br Dra. Rachel Ifanger Albrecht (DSA/CPTEC/INPE)

Leia mais

ESTUDO DE CASO: ÍNDICE DE UMIDADE DO SOLO UTILIZANDO IMAGENS DO SENSOR MODIS PARA O MUNICÍPIO DE BELEM DO SÃO FRANCISCO, PE

ESTUDO DE CASO: ÍNDICE DE UMIDADE DO SOLO UTILIZANDO IMAGENS DO SENSOR MODIS PARA O MUNICÍPIO DE BELEM DO SÃO FRANCISCO, PE ESTUDO DE CASO: ÍNDICE DE UMIDADE DO SOLO UTILIZANDO IMAGENS DO SENSOR MODIS PARA O MUNICÍPIO DE BELEM DO SÃO FRANCISCO, PE Pabrício Marcos Oliveira Lopes 1, Glawber Spíndola Saraiva de Moura 2 1 Prof.

Leia mais

OPERAÇÃO, PESQUISA E DESENVOLVIMENTO PARA PREVISÃO DE EVENTOS EXTREMOS. José Antonio Aravéquia

OPERAÇÃO, PESQUISA E DESENVOLVIMENTO PARA PREVISÃO DE EVENTOS EXTREMOS. José Antonio Aravéquia OPERAÇÃO, PESQUISA E DESENVOLVIMENTO PARA PREVISÃO DE EVENTOS EXTREMOS José Antonio Aravéquia Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos CPTEC Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais INPE Centro

Leia mais

Sensoriamento Remoto

Sensoriamento Remoto Sensoriamento Remoto 1. Obtenção de imagens matriciais (raster) Imagens raster podem ser obtidas de várias formas: Aerofotogrametria Fotos aéreas obtidas através do sobrevoo da área de interesse por aeronaves

Leia mais

OCORRÊNCIA DE DESCARGAS ELÉTRICAS ATMOSFÉRICAS NO SUL DA AMÉRICA DO SUL DURANTE OS ANOS DE 2002 E 2003. Kellen Carla Lima 1 & Roseli Gueths Gomes 2

OCORRÊNCIA DE DESCARGAS ELÉTRICAS ATMOSFÉRICAS NO SUL DA AMÉRICA DO SUL DURANTE OS ANOS DE 2002 E 2003. Kellen Carla Lima 1 & Roseli Gueths Gomes 2 OCORRÊNCIA DE DESCARGAS ELÉTRICAS ATMOSFÉRICAS NO SUL DA AMÉRICA DO SUL DURANTE OS ANOS DE 2002 E 2003 Kellen Carla Lima 1 & Roseli Gueths Gomes 2 RESUMO Neste trabalho é pesquisada a incidência de Descargas

Leia mais

Desastres Naturais: causas e relações com as mudanças climáticas

Desastres Naturais: causas e relações com as mudanças climáticas Desastres Naturais: causas e relações com as mudanças climáticas Luiz Augusto Toledo Machado Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) Luiz.Machado@cptec.inpe.br

Leia mais

COMPARAÇÃO DE MEDIDAS OBTIDAS POR RADAR DE SUPERFÍCIE E RADAR ORBITAL: UM ESTUDO DE CASO PARA O RADAR DE SÃO ROQUE

COMPARAÇÃO DE MEDIDAS OBTIDAS POR RADAR DE SUPERFÍCIE E RADAR ORBITAL: UM ESTUDO DE CASO PARA O RADAR DE SÃO ROQUE COMPARAÇÃO DE MEDIDAS OBTIDAS POR RADAR DE SUPERFÍCIE E RADAR ORBITAL: UM ESTUDO DE CASO PARA O RADAR DE SÃO ROQUE Izabelly Carvalho da Costa 1 Carlos Frederico de Angelis 1 RESUMO Tendo em vista que a

Leia mais

Estudo de Caso : Configuração da Atmosfera na Ocorrência de Baixo Índice da Umidade Relativa do Ar no Centro-Oeste do Brasil

Estudo de Caso : Configuração da Atmosfera na Ocorrência de Baixo Índice da Umidade Relativa do Ar no Centro-Oeste do Brasil Estudo de Caso : Configuração da Atmosfera na Ocorrência de Baixo Índice da Umidade Relativa do Ar no Centro-Oeste do Brasil 1 Elizabete Alves Ferreira, Mamedes Luiz Melo 1, Josefa Morgana Viturino de

Leia mais

GERAÇÃO AUTOMÁTICA DE PRODUTOS DERIVADOS DE IMAGENS AVHRR-NOAA NO AGRITEMPO

GERAÇÃO AUTOMÁTICA DE PRODUTOS DERIVADOS DE IMAGENS AVHRR-NOAA NO AGRITEMPO GERAÇÃO AUTOMÁTICA DE PRODUTOS DERIVADOS DE IMAGENS AVHRR-NOAA NO AGRITEMPO JOÃO FRANCISCO GONÇALVES ANTUNES 1, JÚLIO CÉSAR D. M. ESQUERDO 2 1 Matemático, Pesquisador, Embrapa Informática Agropecuária,

Leia mais

COMITÊ DO ESPECTRO PARA RADIODIFUSÃO - CER SPECTRUM DAY 16.08.2011 A REVISÃO DA REGULAMENTAÇÃO DO USO DA FAIXA DE 3,5 GHZ UMA NECESSIDADE COMPROVADA.

COMITÊ DO ESPECTRO PARA RADIODIFUSÃO - CER SPECTRUM DAY 16.08.2011 A REVISÃO DA REGULAMENTAÇÃO DO USO DA FAIXA DE 3,5 GHZ UMA NECESSIDADE COMPROVADA. COMITÊ DO ESPECTRO PARA RADIODIFUSÃO - CER SPECTRUM DAY 16.08.2011 A REVISÃO DA REGULAMENTAÇÃO DO USO DA FAIXA DE 3,5 GHZ UMA NECESSIDADE COMPROVADA. PAULO RICARDO H. BALDUINO 0 Conteúdo 1. Introdução

Leia mais

Web Treinamento EUMETCast

Web Treinamento EUMETCast Web Treinamento EUMETCast O que é o sistema EUMETCast Américas? Como fazer para adquirir uma estação de recepção EUMETCast? Quais dados são recebidos na estação, e que produtos podem ser gerados? Os desastres

Leia mais

Monitoramento da Vegetação do Estado da Paraíba nos Anos 2008 e 2009

Monitoramento da Vegetação do Estado da Paraíba nos Anos 2008 e 2009 Monitoramento da Vegetação do Estado da Paraíba nos Anos 2008 e 2009 Leonardo F. Ponciano Barbieri¹, Célia Campos Braga², Leandro F. de Sousa³ 1,2,3 Universidade Federal de Campina Grande UFCG Rua Aprígio

Leia mais

Implantação de um modelo de extração do vento utilizando imagens do satélite GOES.

Implantação de um modelo de extração do vento utilizando imagens do satélite GOES. Relatório Final Implantação de um modelo de extração do vento utilizando imagens do satélite GOES. Luiz Augusto Toledo Machado Centro Técnico Aeroespacial Instituto de Aeronáutica e Espaço Bolsa AEP/RHAE

Leia mais

ESTIMATIVA DE ALBEDO, TEMPERATURA E NDVI DO ESTADO DE SÃO PAULO ATRAVÉS DE DADOS AVHRR DO SATÉLITE NOAA

ESTIMATIVA DE ALBEDO, TEMPERATURA E NDVI DO ESTADO DE SÃO PAULO ATRAVÉS DE DADOS AVHRR DO SATÉLITE NOAA ESTIMATIVA DE ALBEDO, TEMPERATURA E NDVI DO ESTADO DE SÃO PAULO ATRAVÉS DE DADOS AVHRR DO SATÉLITE NOAA INTRODUÇÃO Tsay Chu Ming Departamento de Ciencias Atomsfericas IAG/USP Rua do Matao, 1226 Cidade

Leia mais

Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (INFRAERO), dbsantos@infraero.gov.br

Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (INFRAERO), dbsantos@infraero.gov.br ANÁLISE ESTATÍSTICA DA PREVISIBILIDADE DOS ÍNDICES TERMODINÂMICOS NO PERÍODO CHUVOSO DE 2009, PARA AEROPORTO INTERNACIONAL DE SALVADOR/BA Deydila Michele Bonfim dos Santos 1 Carlos Alberto Ferreira Gisler

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO PRELIMINAR DE NUVENS UTILIZANDO IMAGENS AVHRR DO SATÉLITE NOAA-14 ABSTRACT

CLASSIFICAÇÃO PRELIMINAR DE NUVENS UTILIZANDO IMAGENS AVHRR DO SATÉLITE NOAA-14 ABSTRACT CLASSIFICAÇÃO PRELIMINAR DE NUVENS UTILIZANDO IMAGENS AVHRR DO SATÉLITE NOAA-14 JOSÉ RICARDO DE ALMEIDA FRANÇA * E RICARDO RAPOSO DOS SANTOS 1 UFRJ-IGEO - Departamento de Meteorologia Av. Brigadeiro Trompowsky

Leia mais

Análise sinótica e avaliação qualitativa do evento severo ocorrido no Estado de Santa Catarina (SC) em novembro de 2008 RESUMO

Análise sinótica e avaliação qualitativa do evento severo ocorrido no Estado de Santa Catarina (SC) em novembro de 2008 RESUMO Análise sinótica e avaliação qualitativa do evento severo ocorrido no Estado de Santa Catarina (SC) em novembro de 2008 Naiane Pinto Araujo 1, Kelen M. Andrade 1, Carlos R. Weide Moura 1, Gustavo C. J.

Leia mais

Variabilidade temporal e espacial dos Raios e Chuva no Leste da Amazônia

Variabilidade temporal e espacial dos Raios e Chuva no Leste da Amazônia Variabilidade temporal e espacial dos Raios e Chuva no Leste da Amazônia Wanda Maria do Nascimento Ribeiro1, José Ricardo Santos de Souza, Venize de Assunção Teixeira, Ana Paula Paes dos Santos PPGCA-

Leia mais

ESTIMATIVA DA TEMPERATURA DE SUPERFÍCIE ATRÁVES DE IMAGENS ORBITAIS

ESTIMATIVA DA TEMPERATURA DE SUPERFÍCIE ATRÁVES DE IMAGENS ORBITAIS ESTIMATIVA DA TEMPERATURA DE SUPERFÍCIE ATRÁVES DE IMAGENS ORBITAIS Jefferson Aparecido Arestides De Melo 1, Heliofabio Barros Gomes 1,Rayonil Gomes Caneiro 2, Dimas De Barros Santiago 1, Carlos Denyson

Leia mais

ANÁLISE DA PASSAGEM DE UM SISTEMA FRONTAL NO SUL DE SANTA CATARINA EM AGOSTO DE 2005. Rafael Marques 1

ANÁLISE DA PASSAGEM DE UM SISTEMA FRONTAL NO SUL DE SANTA CATARINA EM AGOSTO DE 2005. Rafael Marques 1 ANÁLISE DA PASSAGEM DE UM SISTEMA FRONTAL NO SUL DE SANTA CATARINA EM AGOSTO DE 2005. Rafael Marques 1 RESUMO: Este artigo descreve a ocorrência da passagem de um sistema frontal em Tubarão, região sul

Leia mais

ESTUDO DA RELAÇÃO ENTRE QUEIMADAS, AEROSSÓIS ATMOSFÉRICOS E PRECIPITAÇÃO Nathália Velloso Prado 1, Simone Sievert da Costa Coelho²

ESTUDO DA RELAÇÃO ENTRE QUEIMADAS, AEROSSÓIS ATMOSFÉRICOS E PRECIPITAÇÃO Nathália Velloso Prado 1, Simone Sievert da Costa Coelho² ESTUDO DA RELAÇÃO ENTRE QUEIMADAS, AEROSSÓIS ATMOSFÉRICOS E PRECIPITAÇÃO Nathália Velloso Prado 1, Simone Sievert da Costa Coelho² 1 UNESP/PIBIC-INPE- nathalia.prado@cptec.inpe.br, 2 CPTEC/INPE - Cachoeira

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DADOS COLETADOS POR PCD S: MÓDULOS DE VENTO, TEMPERATURA E UMIDADE RELATIVA DO AR E RADIAÇÃO SOLAR

DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DADOS COLETADOS POR PCD S: MÓDULOS DE VENTO, TEMPERATURA E UMIDADE RELATIVA DO AR E RADIAÇÃO SOLAR DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DADOS COLETADOS POR PCD S: MÓDULOS DE VENTO, TEMPERATURA E UMIDADE RELATIVA DO AR E RADIAÇÃO SOLAR Mario Rodrigues Pinto de Sousa Filho FUNCEME Fortaleza mario.rodrigues@funceme.br

Leia mais

SONDAGENS TOVS E ATOVS: UMA COMPARAÇÃO ENTRE RESULTADOS DO ITPP 5 E DO ICI (INVERSION COUPLED IMAGER)

SONDAGENS TOVS E ATOVS: UMA COMPARAÇÃO ENTRE RESULTADOS DO ITPP 5 E DO ICI (INVERSION COUPLED IMAGER) XII Congresso Brasileiro de Meteorologia, Foz de Iguaçu-PR, 22 SONDAGENS TOVS E ATOVS: UMA COMPARAÇÃO ENTRE RESULTADOS DO ITPP E DO ICI (INVERSION COUPLED IMAGER) Wagner Flauber Araujo Lima, Juan Carlos

Leia mais

CBERS: estado atual e futuro

CBERS: estado atual e futuro CBERS: estado atual e futuro José Carlos Neves Epiphanio Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais INPE Cx.P. 515, 12.201-970 São José dos Campos, SP, Brasil epiphanio@dsr.inpe.br Abstract. CBERS Program

Leia mais

Qualificação de Dados Meteorológicos das PCDs Plataforma de Coleta de Dados

Qualificação de Dados Meteorológicos das PCDs Plataforma de Coleta de Dados Qualificação de Dados Meteorológicos das PCDs Plataforma de Coleta de Dados MSc. Asiel Bomfin Jr. 1 asiel.bomfin@cptec.inpe.br T. Eletrônica Silvia Garcia de Castro 2 Silvia.garcia@cptec.inpe.br 1\2 Instituto

Leia mais

ANÁLISE TEMPORAL DE ÍNDICES DE VEGETAÇÃO UTILIZANDO TÉCNICAS DE SENSORIAMENTO REMOTO. lidiane.geo@gmail.com

ANÁLISE TEMPORAL DE ÍNDICES DE VEGETAÇÃO UTILIZANDO TÉCNICAS DE SENSORIAMENTO REMOTO. lidiane.geo@gmail.com ANÁLISE TEMPORAL DE ÍNDICES DE VEGETAÇÃO UTILIZANDO TÉCNICAS DE SENSORIAMENTO REMOTO Lidiane Cristina Félix Gomes 1, Glauciene Justino Ferreira da Silva 2, Alexandra Lima Tavares 3 1 Mestranda da Universidade

Leia mais

A ZONA DE CONVERGÊNCIA DO ATLÂNTICO SUL NO MODELO CLIMÁTICO DO HADLEY CENTRE. Iracema F.A.Cavalcanti 1 e Peter Rowntree 2 ABSTRACT

A ZONA DE CONVERGÊNCIA DO ATLÂNTICO SUL NO MODELO CLIMÁTICO DO HADLEY CENTRE. Iracema F.A.Cavalcanti 1 e Peter Rowntree 2 ABSTRACT A ZONA DE CONVERGÊNCIA DO ATLÂNTICO SUL NO MODELO CLIMÁTICO DO HADLEY CENTRE. Iracema F.A.Cavalcanti e Peter Rowntree CPTEC/INPE, BRASIL HADLEY CENTRE, U.K. ABSTRACT The South Atlantic Convergence Zone

Leia mais

QUANTIFICAÇÃO DA CHUVA COM DADOS DE RADAR METEOROLÓGICO EM ÁREAS CULTIVADAS, ATRAVÉS DE TRÊS RELAÇÕES Z-R

QUANTIFICAÇÃO DA CHUVA COM DADOS DE RADAR METEOROLÓGICO EM ÁREAS CULTIVADAS, ATRAVÉS DE TRÊS RELAÇÕES Z-R QUANTIFICAÇÃO DA CHUVA COM DADOS DE RADAR METEOROLÓGICO EM ÁREAS CULTIVADAS, ATRAVÉS DE TRÊS RELAÇÕES Z-R ZILDENE PEDROSA O. EMÍDIO 1, ROBERTO V. CALHEIROS² ¹Meteorologista, Ph.D., Instituto de Pesquisas

Leia mais

Características dos Sensores. Aula 3 Professor Waterloo Pereira Filho Docentes orientados: Daniela Barbieri Felipe Correa

Características dos Sensores. Aula 3 Professor Waterloo Pereira Filho Docentes orientados: Daniela Barbieri Felipe Correa Características dos Sensores Aula 3 Professor Waterloo Pereira Filho Docentes orientados: Daniela Barbieri Felipe Correa TAMANHO DO PIXEL Alta Resolução Média Resolução Cobertura Sinótica Meteorológicos

Leia mais

Metodologias de estimativa de cobertura de nuvens e seus resultados no modelo BRASIL-SR

Metodologias de estimativa de cobertura de nuvens e seus resultados no modelo BRASIL-SR Metodologias de estimativa de cobertura de nuvens e seus resultados no modelo BRASIL-SR Jefferson Gonçalves de Souza 1 Alice dos Santos Macedo 1 Fernando Ramos Martins 1 Enio Bueno Pereira 1 1 Instituto

Leia mais

Por. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE CP 515, 12201-970, São José dos Campso, SP, Brasil. E-Mail: casseb@met.inpe.br.

Por. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE CP 515, 12201-970, São José dos Campso, SP, Brasil. E-Mail: casseb@met.inpe.br. Aplicação do Método das Variáveis Conservativas no Estudo da Estrutura da Camada Limite Amazônica. Por Alexandre M. Casseb do Carmo, Sergio H. Franchito e V. Brahamananda Rao Instituto Nacional de Pesquisas

Leia mais

ArcGIS: Rescale em Batch, Composição Colorida RGB e Fusão de Imagens Landsat-8

ArcGIS: Rescale em Batch, Composição Colorida RGB e Fusão de Imagens Landsat-8 ArcGIS: Rescale em Batch, Composição Colorida RGB e Fusão de Imagens Landsat-8 2013 LANDSAT-8: Informações para Novos Usuários de Imagens Licença: As imagens Landsat-8 são gratuitas; Download: Para baixar

Leia mais

Sistema de Processamento de Dados de Radiação Solar (SPDRAD)

Sistema de Processamento de Dados de Radiação Solar (SPDRAD) Sistema de Processamento de Dados de Radiação Solar (SPDRAD) Leandro de Oliveira Macedo *,** e Juan Carlos Ceballos * * Divisão de Satélites e Sistemas Ambientais, CPTEC, INPE Cachoeira Paulista SP. **

Leia mais

MUDANÇAS CLIMÁTICAS DOS EVENTOS SEVEROS DE PRECIPITAÇÃO NO LESTE DE SANTA CATARINA DE ACORDO COM O MODELO HADRM3P

MUDANÇAS CLIMÁTICAS DOS EVENTOS SEVEROS DE PRECIPITAÇÃO NO LESTE DE SANTA CATARINA DE ACORDO COM O MODELO HADRM3P MUDANÇAS CLIMÁTICAS DOS EVENTOS SEVEROS DE PRECIPITAÇÃO NO LESTE DE SANTA CATARINA DE ACORDO COM O MODELO HADRM3P Gilson Carlos da Silva, 1,2 André Becker Nunes 1 1 UFPEL Brazil Pelotas gilson.carloss@ig.com.br

Leia mais

COMPARAÇÃO ENTRE A OCORRÊNCIA DE FOGO DURANTE A SECA DE 2005 E O EL NIÑO EM 1998 NA AMAZÔNIA

COMPARAÇÃO ENTRE A OCORRÊNCIA DE FOGO DURANTE A SECA DE 2005 E O EL NIÑO EM 1998 NA AMAZÔNIA COMPARAÇÃO ENTRE A OCORRÊNCIA DE FOGO DURANTE A SECA DE 2005 E O EL NIÑO EM 1998 NA AMAZÔNIA Manoel Cardoso 1, Gilvan Sampaio e Carlos Nobre RESUMO Neste estudo foram avaliadas comparativamente a ocorrência

Leia mais

MAPEAMENTO DA COBERTURA VEGETAL DE ÁREAS DE GRANDE EXTENSÃO ATRAVÉS DE MOSAICOS DE IMAGENS DO NOAA-AVHRR

MAPEAMENTO DA COBERTURA VEGETAL DE ÁREAS DE GRANDE EXTENSÃO ATRAVÉS DE MOSAICOS DE IMAGENS DO NOAA-AVHRR MAPEAMENTO DA COBERTURA VEGETAL DE ÁREAS DE GRANDE EXTENSÃO ATRAVÉS DE MOSAICOS DE IMAGENS DO NOAA-AVHRR Maria G. Almeida 1, Bernardo F. T. Rudorff 2, Yosio E. Shimabukuro 2 graca@dppg.cefetmg.br, bernardo@ltid.inpe.br,

Leia mais

Análise do Albedo Planetário Medido pelo Experimento Célula Solar do Satélite Brasileiro SCD2

Análise do Albedo Planetário Medido pelo Experimento Célula Solar do Satélite Brasileiro SCD2 Análise do Albedo Planetário Medido pelo Experimento Célula Solar do Satélite Brasileiro SCD2 Nelson Veissid veissid@las.inpe.br Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, LAS/INPE Abstract. The second

Leia mais

UM SISTEMA OPERACIONAL DE VISUALIZAÇÃO DE PRODUTOS METEOROLÓGICOS

UM SISTEMA OPERACIONAL DE VISUALIZAÇÃO DE PRODUTOS METEOROLÓGICOS UM SISTEMA OPERACIONAL DE VISUALIZAÇÃO DE PRODUTOS METEOROLÓGICOS José Fernando Pesquero Prakki Satyarmurty Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

Leia mais

OBTENÇÃO DO ALBEDO DE ÁREAS IRRIGADAS E DE VEGETAÇÃO NATIVA EM PETROLINA E VIZINHANÇAS COM IMAGEM LANDSAT 7 - ETM+

OBTENÇÃO DO ALBEDO DE ÁREAS IRRIGADAS E DE VEGETAÇÃO NATIVA EM PETROLINA E VIZINHANÇAS COM IMAGEM LANDSAT 7 - ETM+ OBTENÇÃO DO ALBEDO DE ÁREAS IRRIGADAS E DE VEGETAÇÃO NATIVA EM PETROLINA E VIZINHANÇAS COM IMAGEM LANDSAT 7 - ETM+ SILVA, B. B. da 1 ; BEZERRA, M. V. C. 2 ; BRAGA, A. C. 3 ; SILVA, S. T. A. da 2 RESUMO:

Leia mais

REDE DE RADARES METEOROLÓGICOS: AÇÃO CONJUNTA DECEA INPE/CPTEC

REDE DE RADARES METEOROLÓGICOS: AÇÃO CONJUNTA DECEA INPE/CPTEC REDE DE RADARES METEOROLÓGICOS: AÇÃO CONJUNTA DECEA INPE/CPTEC Carlos Frederico de Angelis 1 Luiz Augusto Toledo Machado 1 Carlos Augusto Morales 2 Sergio Antonio Alves Silva 3 Carlos RobertoHenriques

Leia mais

ESTUDO DE DESCARGAS ELÉTRICAS ATMOSFÉRICAS NO SUL E SUDESTE DO BRASIL: ANÁLISE PRELIMINAR

ESTUDO DE DESCARGAS ELÉTRICAS ATMOSFÉRICAS NO SUL E SUDESTE DO BRASIL: ANÁLISE PRELIMINAR ESTUDO DE DESCARGAS ELÉTRICAS ATMOSFÉRICAS NO SUL E SUDESTE DO BRASIL: ANÁLISE PRELIMINAR Rosangela Barreto Biasi Gin, Augusto José Pereira Filho, Departamento de Ciências Atmosféricas-IAG, Universidade

Leia mais

Arquitetura de Software exemplo usando UML

Arquitetura de Software exemplo usando UML Arquitetura de Software exemplo usando UML O exemplo, a seguir, foi tirado do capítulo 12 do livro do Ian Sommerville A idéia é design orientado a objetos, não necessariamente design arquitetural Ele descreve

Leia mais

DETERMINAÇÃO DE NOVAS BANDAS ESPECTRAIS PARA OS SATÉLITES LANDSAT/TM-5 E SPOT 1

DETERMINAÇÃO DE NOVAS BANDAS ESPECTRAIS PARA OS SATÉLITES LANDSAT/TM-5 E SPOT 1 DETERMINAÇÃO DE NOVAS BANDAS ESPECTRAIS PARA OS SATÉLITES LANDSAT/TM-5 E SPOT 1 Míriam Regina Bordinhon PEGORARI 1, Erivaldo Antonio da SILVA 2, Vilma Mayumi TACHIBANA 2 (1) Departamento de Informática,

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DAS NUVENS E DOS SISTEMAS DE NEBULOSIDADE COM BASE EM PRODUTO DIGITAL DOS CANAIS INFRAVERMELHO E VAPOR D'ÁGUA

DESENVOLVIMENTO DAS NUVENS E DOS SISTEMAS DE NEBULOSIDADE COM BASE EM PRODUTO DIGITAL DOS CANAIS INFRAVERMELHO E VAPOR D'ÁGUA DESENVOLVIMENTO DAS NUVENS E DOS SISTEMAS DE NEBULOSIDADE COM BASE EM PRODUTO DIGITAL DOS CANAIS INFRAVERMELHO E VAPOR D'ÁGUA Natalia Fedorova natalia@cpmet.ufpel.tche.br Maria Helena de Carvalho mhelena@cpmet.ufpel.tche.br

Leia mais

LANDSAT-8: Download de imagens através dos sites Earth Explorer e GLOVIS

LANDSAT-8: Download de imagens através dos sites Earth Explorer e GLOVIS LANDSAT-8: Download de imagens através dos sites Earth Explorer e GLOVIS 2013 LANDSAT-8: Informações para Novos Usuários de Imagens Licença: As imagens Landsat-8 são gratuitas; Download: Para baixar imagens

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO ESPAÇO-TEMPORAL DA RADIAÇÃO SOLAR E TEMPERATURA DO AR NO ESTADO DO PIAUÍ

DISTRIBUIÇÃO ESPAÇO-TEMPORAL DA RADIAÇÃO SOLAR E TEMPERATURA DO AR NO ESTADO DO PIAUÍ DISTRIBUIÇÃO ESPAÇO-TEMPORAL DA RADIAÇÃO SOLAR E TEMPERATURA DO AR NO ESTADO DO PIAUÍ L. G. M. de Figueredo Júnior 1 ; A. S. Andrade Júnior 2 ; F. E. P. Mousinho 1 RESUMO: O presente trabalho teve por

Leia mais

ANÁLISE DA COBERTURA DE NUVENS E SUAS RELAÇÕES COM A DIVERGÊNCIA DO VENTO EM ALTOS NÍVEIS DURANTE O WETAMC/LBA

ANÁLISE DA COBERTURA DE NUVENS E SUAS RELAÇÕES COM A DIVERGÊNCIA DO VENTO EM ALTOS NÍVEIS DURANTE O WETAMC/LBA ANÁLISE DA COBERTURA DE NUVENS E SUAS RELAÇÕES COM A DIVERGÊNCIA DO VENTO EM ALTOS NÍVEIS DURANTE O WETAMC/LBA Alexandra Amaro de Lima Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - METEOROLOGIA/INPE Av.

Leia mais

CLIMATOLOGIA DE RELÂMPAGOS NO BRASIL: ANÁLISE PRELIMINAR

CLIMATOLOGIA DE RELÂMPAGOS NO BRASIL: ANÁLISE PRELIMINAR CLIMATOLOGIA DE RELÂMPAGOS NO BRASIL: ANÁLISE PRELIMINAR Rosangela Barreto Biasi Gin Departamento de Ciências Atmosféricas - IAG, Universidade de São Paulo - USP, R. do Matão No. 1226 Cidade Universitária,

Leia mais

ESTIMATIVA DE PRECIPITAÇÃO VIA SATÉLITE PARA ESTUDO DE TEMPO E CLIMA: AVANÇOS E PERSPECTIVAS

ESTIMATIVA DE PRECIPITAÇÃO VIA SATÉLITE PARA ESTUDO DE TEMPO E CLIMA: AVANÇOS E PERSPECTIVAS ESTIMATIVA DE PRECIPITAÇÃO VIA SATÉLITE PARA ESTUDO DE TEMPO E CLIMA: AVANÇOS E PERSPECTIVAS Gilberto A. Vicente NOAA/NESDIS/Office of Research and Applications, Washington, DC, USA Fone: (301) 763-8251;

Leia mais

FEN- 06723 Processamento Digital de Imagens. Projeto 2 Utilização de máscaras laplacianas

FEN- 06723 Processamento Digital de Imagens. Projeto 2 Utilização de máscaras laplacianas FEN- 06723 Processamento Digital de Imagens Projeto 2 Utilização de máscaras laplacianas Marcelo Musci Mestrado Geomática/UERJ-2004 Abstract The Laplacian is also called as second difference function,

Leia mais

MELHORIAS NAS PREVISÕES DE PRECIPITAÇÃO COM A ASSIMILAÇÃO DE VAPOR D ÁGUA INTEGRADO.

MELHORIAS NAS PREVISÕES DE PRECIPITAÇÃO COM A ASSIMILAÇÃO DE VAPOR D ÁGUA INTEGRADO. MELHORIAS NAS PREVISÕES DE PRECIPITAÇÃO COM A ASSIMILAÇÃO DE VAPOR D ÁGUA INTEGRADO. DEREK V. SCHUBERT 1, LUIZ F. SAPUCCI 2, JOÃO FRANCISCO GALERA MONICO 3 1 Bel. em Tecnologia da Informação, Bolsista,

Leia mais

CARACTERÍSTICAS DE EPISÓDIOS DE RAJADAS DE VENTO NO AEROPORTO INTERNACIONAL DE SALVADOR

CARACTERÍSTICAS DE EPISÓDIOS DE RAJADAS DE VENTO NO AEROPORTO INTERNACIONAL DE SALVADOR CARACTERÍSTICAS DE EPISÓDIOS DE RAJADAS DE VENTO NO AEROPORTO INTERNACIONAL DE SALVADOR Alexsandra Barbosa Silva 13, Maria Regina da Silva Aragão¹, Magaly de Fatima Correia¹, Pollyanna Kelly de Oliveira

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DO CLIMA DA CIDADE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

CARACTERIZAÇÃO DO CLIMA DA CIDADE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS CARACTERIZAÇÃO DO CLIMA DA CIDADE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS Graziela Balda Scofield Instituto Tecnológico Aeronáutico - ITA Praça Mal. Eduardo Gomes, 5, Vila das Acácias, São José dos Campos-SP, 12228-9 e-mail:

Leia mais

ÍNDICE PORTUGUÊS INDEX ENGLISH

ÍNDICE PORTUGUÊS INDEX ENGLISH ÍNDICE PORTUGUÊS 1. Características... 2 2. Conteúdo da Embalagem... 3 3. Como usar o Receptor de TV Digital... 3 4. Tela de Vídeo... 6 5.Requisitos Mínimos... 6 6. Marcas Compatíveis... 8 INDEX ENGLISH

Leia mais

SIMULAÇÃO DE UM CASO DE EVENTO EXTREMO DE CHUVA NA CIDADE DE MANAUS-AM COM O MODELO WRF: O CASO 08 DE MARÇO DE 2008 (RESULTADOS PRELIMINARES)

SIMULAÇÃO DE UM CASO DE EVENTO EXTREMO DE CHUVA NA CIDADE DE MANAUS-AM COM O MODELO WRF: O CASO 08 DE MARÇO DE 2008 (RESULTADOS PRELIMINARES) SIMULAÇÃO DE UM CASO DE EVENTO EXTREMO DE CHUVA NA CIDADE DE MANAUS-AM COM O MODELO WRF: O CASO 08 DE MARÇO DE 2008 (RESULTADOS PRELIMINARES) Adriane Lima Brito¹ José Augusto Paixão Veiga 1 André Ferreira

Leia mais

Workshop com Usuários 2015

Workshop com Usuários 2015 Workshop com Usuários 2015 apresentado por Dr. Clezio Marcos De Nardin Gerente do Programa Embrace (INPE/CEA-LAC-DSS) Alertas Solares @climaespacial MCT / INPE / CEA LAC DSS - Programa EMBRACE 2 Escala

Leia mais