tecnologia ao serviço da inclusão

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "tecnologia ao serviço da inclusão"

Transcrição

1 1º Seminário IncluTIC, mobilizar para a Inclusão Castelo Branco, 23 e 24 de Maio 2014 tecnologia ao serviço da inclusão Ana Margarida Almeida Departamento de Comunicação e Arte CETAC.MEDIA Universidade de Aveiro Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 1

2 Communication and information are essential for the development of people and societies. It is thanks to the networks of connections which are established freely between individuals that a society is able to advance, as well as the personal development of individuals which makes it possible to increase the collective benefit of all those who form a society. UNESCO, Opening New Avenues for Empowerment ICTs to Access Information and Knowledge for Persons with Disabilities 2013, p. iii-iv. Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 2

3 inclusão digital natureza social do uso das TIC Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 3

4 quais os efeitos e implicações dos novos media nas dinâmicas sociais? esfera alargada de influência entre a tecnologia e a sociedade media influence is the product of interaction with broader cultural factors. Media have helped shape attitudes, values, and behavior in a number of ways (Gorman and McLean, 2009: 288). Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 4

5 lógica entusiasta Access to the Information Society is a fundamental right that everyone should enjoy including older people and persons with disabilities. It is indispensable to enable them to lead an independent life and participate fully in society on an equitable basis with their peers. To achieve an inclusive Information Society, ICT solutions shall be accessible and affordable to all, reflecting the needs of all end-users. (AGE - EDF Position on the Future EU Digital Agenda, 2010). Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 5

6 lógica crítica Older people and persons with disabilities are lagging behind in terms of access and use of ICTs and the Internet. Main barriers include inaccessible and non user-friendly design, the fear of new technologies and lack of confidence to use it, security issues, increased costs for persons needing accessibility features, limited opportunities for training and ongoing support, as well as, sometimes, lack of interest when the relevance and benefits of technology are unclear. (AGE - EDF Position on the Future EU Digital Agenda, 2010) Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 6

7 subsistem assimetrias e desigualdades nos processos de participação As tecnologias da comunicação, ainda que, potencialmente, possam promover a igualdade, poderão também catalisar a criação de novas barreiras, decorrentes da inaptidão tecnológica de determinados sujeitos para ter acesso e utilizar equipamentos e serviços particulares. É possível que haja igualdade de acesso, mas não existe igualdade na capacidade de utilização. As desigualdades de conhecimento não se modificam com a simplificação do acesso e da utilização. (Wolton, 1999: 299). Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 7

8 subsistem assimetrias e desigualdades nos processos de participação Castells (1999) pólo dos que recebem, interagem, selecionam e criam os conteúdos e serviços pólo dos que se limitam a receber soluções pré-empacotadas e que não dispõem de competências para as criar, selecionar e interpretar Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 8

9 inclusão digital para além do acesso... Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 9

10 para além do acesso múltiplas dimensões e patamares acesso uso uso autónomo participação construção activa.. infra-estrutura tecnológica..... pólo dos que recebem, interagem, seleccionam e criam os conteúdos e serviços.. literacia digital.... formação contextualizada..... suporte à comunicação e partilha. Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 10

11 mesmo que nos concentremos apenas no acesso... múltiplos patamares: acesso à tecnologia na escola acesso à tecnologia em casa acesso à tecnologia nos contextos de intervenção clínica /terapia acesso à tecnologia no espaço público acesso aos serviços de aconselhamento e avaliação para utilização de PAs pólo dos que recebem, acesso interagem, a conteúdos seleccionam apropriados e e curricula adaptados criam os conteúdos e serviços Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 11

12 para além do acesso E-inclusion can be understood within the context of a wider set of debates around social inclusion and social justice (Abbott, 2007, p. 5). Unesco, Opening New Avenues for Empowerment ICTs to Access Information and Knowledge for Persons with Disabilities, 2013, p. 27 Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 12

13 para além do acesso as TIC como bem essencial para o desenvolvimento (Hamelink, 2000) bem essencial (tal como a água, a energia ou o sistema rodoviário) para a igualdade social e para o desenvolvimento humano. apesar de não hipotecarem a sobrevivência humana são um factor fundamental de inclusão social. Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 13

14 para além do acesso múltiplos fatores que podem limitar a participação na sociedade da informação (Servon, 2002, cit in Rosa 2011, p 130). 1 2 Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 14

15 para além do acesso múltiplos fatores que podem limitar a participação na sociedade da informação (Servon, 2002, cit in Rosa 2011, p 130). 3 4 Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 15

16 para além do acesso múltiplos fatores que podem limitar a participação na sociedade da informação (Servon, 2002, cit in Rosa 2011, p 130). 5 Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 16

17 para além do acesso desenvolver mecanismos de suporte, apoio e incentivo à participação e à criação activa de conteúdos, produtos e serviços respeitar as especificidades locais de cada grupo ou comunidade, numa lógica de valorização dos processos, não apenas de acesso e transmissão, mas, fundamentalmente, de troca, partilha, adaptação contextualizada e comunicação Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 17

18 design universal Good design enables, bad design disables, Declaração de Estocolmo, 2004 Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 18

19 Design Universal Princípio da diversidade e heterogeneidade dos utilizadores e contextos Computers are used all over the world in a variety of contexts by users with all levels of technical experience. This includes users such as kindergarteners, older users, people with various impairments, people who are busy doing other tasks (such as driving a car), and users with differing levels of education, literacy, and socio-economic means. (Meiselwitz, Wentz and Lazar, 2010, pp. i). Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 19

20 Design Universal Princípio da diversidade e heterogeneidade dos utilizadores e contextos Quem é o utilizador? Como definir e caracterizar experiências de utilização e contextos de uso? utilizador mediano constructo fictício não consideração das múltiplas diferenças individuais desenhar para a média comportamento discriminatório Design for all is an ethical approach which demands a degree of flexibility, in the sense that design for the majority, ie, the more, needs to incorporate design for the minority, ie, the less. (Bergman, Johnson, 1995: s/p). Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 20

21 Design Universal Princípio da diversidade e heterogeneidade dos utilizadores e contextos Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 21

22 Design Universal imperativos para a sua adoção Aumento crescente do nº de utilizadores com necessidades especiais: On the one hand, people live longer and older persons aspiration is to maintain the choice to live independently at home. On the other hand, there is a slow but ongoing change of reality regarding persons with disabilities: more babies born with a disability live longer and more persons with disabilities leave institutions in order to lead an independent life. (AGE - EDF Position on the Future EU Digital Agenda, 2010) Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 22

23 Design Universal imperativos para a sua adoção Aumento potencial do nº de consumidores finais: Perhaps the development costs are slightly higher for a universally usable interface, but the potential customer base is also higher. (Meiselwitz, Wentz and Lazar, 2010, pp.90) designed-for-all ICT products and services enhance usability, which is a benefit for all consumers and creates a wider market. (AGE-EDF Position on the Future EU Digital Agenda,2010) Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 23

24 Design Universal imperativos para a sua adoção Argumento formal natureza abrangente (e não delimitada ao universo da deficiência) da condição de utilizador com necessidades específicas: pulso partido óculos perdidos cansaço nocturno ruído ambiental luz desadequada condições de incapacidade temporária Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 24

25 Design Universal imperativos para a sua adoção whether a user does not hear, because is talking to somebody on the phone, paying attention to her task, working in a noisy environment, or happens to be deaf is less important than the fact that users in these contexts need alternate sources of information (Bergman, Johnson, 1995: s/p). Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 25

26 desafios e potencialidades campo educativo Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 26

27 potencial das TIC no contexto das NEE (Lewis, 1993; Inman-Anderson, 1999; Evans, Blenkhorn e Painter, 2000; McClellan, 2000) adaptação e configuração de atividades, tarefas, níveis de dificuldade e esquemas de retroação elevada motivação dos sujeitos proposta de recursos e materiais que minimizem as dificuldades e maximizem as potencialidades Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 27

28 potencial das TIC no contexto das NEE Abbott, 2007 to train or rehearse to assist learning to enable learning Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 28

29 potencial das TIC no contexto das NEE Modelo ABC (Lewis, 1993): Augment aumentar as capacidades dos sujeitos (exemplo dos sistemas de lupa para os défices visuais) Bypass ajudar a ultrapassar dificuldades (exemplo de sistemas de input de voz para os limitações motoras no uso do rato e teclado) Compensate compensar os efeitos das suas incapacidades (exemplo dos sistemas de correção de ortografia) Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 29

30 o que são as inclusive ICT? Unesco, Mainstream technologies (computadores, browsers, processadores de texto, telemóveis e tablets) que devem incluir funcionalidades acessíveis (built-in) que assegurem acesso e utilização equitativa 2. Produtos de Apoio 3. Compatibilidade entre as Mainstream Technologies e os PAs 4. Conteúdos e Formatos acessíveis (em word, ppt, pdf, daisy, etc) 5. Sistemas e Plataformas de elearning acessíveis Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 30

31 desafios mantemos as fragilidades e factores impeditivos reportados em 2001 pela AEDNEE? European Agency for Special Needs and Inclusive Education Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 31

32 desafios e dimensões críticas mantemos as fragilidades e factores impeditivos reportados em 2001 pela AEDNEE? Falta de formação especializada de professores e especialistas na área das TIC/NEE Percepções dos professores sobre os limites da utilização das TIC e falta de confiança, por parte destes, na aplicação das TIC no âmbito dos programas e curricula das NEE Falta de recursos para avaliação das necessidades dos alunos, na área das TIC Falta de incentivos para a responsabilização dos professores no uso das TIC nas escolas e resistência à mudança originada pelas TIC Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 32

33 desafios e dimensões críticas O que nos diz o relatório de 2011 (EADSNE/UNESCO)? ICTs in Education for People with Disabilities Training of educational staff in the use of general and specialist ICT must be considered a priority area The promotion of ICT research and development requires a multi-stakeholder approach Data collection and monitoring in the use of ICT in inclusion should be considered an area requiring attention at all levels of educational provision Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 33

34 desafios e dimensões críticas. apostar nos contextos informais de aprendizagem e inclusão. valorizar contextos de aprendizagem diversos (pré-escolar, formação profissional, ensino superior, transição para a empregabilidade) learning continues outside of formal education. Therefore the use of ICT for inclusion in preschool, vocational learning, further and higher education as well as lifelong learning settings. (...) a range of factors need to be considered or be in place, including positive attitudes of all involved, and ensuring that the technology is available in a range of contexts. (EADSNE, 2014: 26). Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 34

35 desafios e dimensões críticas. autonomia na produção de conteúdos. validação da qualidade/fiabilidade das produções. autoria/propriedade intelectual dos conteúdos abertos. partilha de conteúdos e de experiências em redes sociais Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 35

36 desafios e dimensões críticas. utilização de tecnologias móveis (observando os problemas de segurança e limitações de portabilidade). convergência e interoperabilidade das soluções e tecnologias (tv, tablets, pcs, PAs) the potential for the mobile device to control other pieces of technology (for example the digital TV or set top box), the potential for the mobile device to be personalised to an individual s requirements (including access/at), so that for example it could be used to read out loud the TV guide or replicate it on the device so it can be viewed close up. (EADSNE, 2014: 26) Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 36

37 imperativos atuais. envolver alunos e famílias na seleção dos PAs. assegurar acesso às TIC nos diferentes contextos de vida dos alunos. garantir a coordenação qualificada dos projetos de intervenção: schools cannot change and improve without a good leader whose role is fundamental (EADSNE, 2014: 32). monitorizar e acompanhar, recolhendo dados sobre os usos e práticas Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 37

38 imperativos atuais desenvolver modelos holísticos de tecnologias inclusivas capazes de dar resposta às múltiplas dimensões da vida dos nossos alunos com NEE The active and effective involvement of learners with disabilities, their families, representatives, or advocates in the development, implementation, monitoring and evaluation of policies and services aimed at facilitating learners access to inclusive education opportunities (Unesco, 2014: 12). Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 38

39 imperativos atuais desenvolver modelos holísticos de tecnologias inclusivas capazes de dar resposta às múltiplas dimensões da vida dos nossos alunos com NEE On-going active dialogue and consultation is maintained with main stakeholders: learners with disabilities, their parents, families and advocates, as well as representatives from civil society, community-based rehabilitation service providers and the professionals working in the inclusive ICTs eco-system (Unesco, 2014: 12). Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 39

40 agradeço a vossa atenção Ana Margarida Almeida Departamento de Comunicação e Arte CETAC.MEDIA Universidade de Aveiro Ana Margarida Almeida, Mai14 slide 40

O digital e as novas formas de, e para, aprender

O digital e as novas formas de, e para, aprender O digital e as novas formas de, e para,... O digital e as novas formas de, e para, aprender Luis Borges Gouveia lmbg@ufp.pt http://www.ufp.pt/~lmbg Universidade Fernando Pessoa Ficará tudo igual com o

Leia mais

ACEF/1112/02477 Decisão de apresentação de pronúncia

ACEF/1112/02477 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1112/02477 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1112/02477 Decisão de apresentação de pronúncia Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da Comissão de Avaliação Externa 1. Tendo recebido

Leia mais

ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS. Prova-modelo. Instruções. Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM.

ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS. Prova-modelo. Instruções. Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM. ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS Prova-modelo Instruções Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM. A prova é avaliada em 20 valores (200 pontos). A prova é composta

Leia mais

SEYMOUR PAPERT Vida e Obra

SEYMOUR PAPERT Vida e Obra SEYMOUR PAPERT Vida e Obra Eva Firme Joana Alves Núria Costa 1 de Março de 1928 -EUA Activista - movimento anti-apartheid 1954-1958 - Universidade de Cambridge (matemática). 1958-1963 - Centro de Epistemologia

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE COIMBRA Coimbra, May 2013. Carlos Souza & Cristina Silva

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE COIMBRA Coimbra, May 2013. Carlos Souza & Cristina Silva ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE COIMBRA Coimbra, May 2013 Carlos Souza & Cristina Silva Population: 10,6 million. According to INE (National Institute of Statistics) it is estimated that more than 2 million

Leia mais

XVIII Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias SNBU 2014

XVIII Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias SNBU 2014 1 XVIII Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias SNBU 2014 DESAFIOS DO LIVRO ACESSÍVEL: INFORMAÇÃO PARA AS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA Ricardo Quintão Vieira Izete Malaquias da Silva 2 RESUMO O presente

Leia mais

Accessibility in Public Services. Good practices in the construction of websites

Accessibility in Public Services. Good practices in the construction of websites CEGER Centro de Gestão da Rede Informática do Governo Accessibility in Public Services Good practices in the construction of websites Coruña Seminar Accessibility Accessibility is a general term used to

Leia mais

CRID - Centro de Recursos para a Inclusão Digital

CRID - Centro de Recursos para a Inclusão Digital CRID - Centro de Recursos para a Inclusão Digital Célia Sousa Coordenadora Técnica Escola Superior de Educação e Ciências Sociais Instituto Politécnico de Leiria Campus 1 R. Dr. João Soares Apartado 4045

Leia mais

BIBLIOGRAFIA. Faupel, A. & Sharp, P. (2003). Promoting emotional literacy. Guidelines for schools, local authorities and

BIBLIOGRAFIA. Faupel, A. & Sharp, P. (2003). Promoting emotional literacy. Guidelines for schools, local authorities and RESUMO EXPANDIDO Pode definir-se Literacia Emocional como a capacidade para reconhecer, compreender, expressar e gerir estados emocionais, do próprio e de outras pessoas, existindo associações entre esta

Leia mais

Os idosos e as barreiras de acesso às novas tecnologias da informação e comunicação

Os idosos e as barreiras de acesso às novas tecnologias da informação e comunicação Os idosos e as barreiras de acesso às novas tecnologias da informação e comunicação Marília Matias Kestering Tavares Universidade Federal de Santa Catarina marilia.kestering@gmail.com Samara Tomé Correa

Leia mais

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE LETRAS SECRETARIADO DE CIÊNCIAS DOCUMENTAIS

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE LETRAS SECRETARIADO DE CIÊNCIAS DOCUMENTAIS UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE LETRAS SECRETARIADO DE CIÊNCIAS DOCUMENTAIS A WEB 2.0 NAS BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS PORTUGUESAS: UM ESTUDO DA IMPLEMENTAÇÃO DO PARADIGMA DA BIBLIOTECA 2.0 Helena Sofia

Leia mais

EDUCAÇÃO INCLUSIVA NO BRASIL CONTEXTO HISTÓRICO E CONTEMPORANEIDADE RESUMO

EDUCAÇÃO INCLUSIVA NO BRASIL CONTEXTO HISTÓRICO E CONTEMPORANEIDADE RESUMO EDUCAÇÃO INCLUSIVA NO BRASIL CONTEXTO HISTÓRICO E CONTEMPORANEIDADE Maricélia Tomáz de Souto 1 (mariceliatomaz@gmail.com) Beatriz da Silva Lima 1 (beatrizslima7@gmail.com) Erica Domingos Pereira 1 (ericadp.domingos@gmail.com)

Leia mais

Manual de Apresentação de Dados REACH-IT

Manual de Apresentação de Dados REACH-IT Manual de Apresentação de Dados REACH-IT Parte 16 - Pedidos de Anexo I: Instruções para o modelo de documento justificativo de pedido de Versão 1.0 Página 1 de 7 Instruções Na IUCLID, por cada informação

Leia mais

Perspectivas nacionais e internacionais sobre as. TIC na escola. Carla Morais e João Paiva

Perspectivas nacionais e internacionais sobre as. TIC na escola. Carla Morais e João Paiva Perspectivas nacionais e internacionais sobre as TIC na escola Carla Morais e João Paiva O que sabemos? Nem dados, nem estatísticas, nem decretos-lei, nem tecnologias mudam verdadeiramente a educação.

Leia mais

As Novas Tecnologias como componente da. Formação, de 1º ciclo, em Serviço Social

As Novas Tecnologias como componente da. Formação, de 1º ciclo, em Serviço Social Instituto Superior Miguel Torga Escola Superior de Altos Estudos Cláudia Sofia da Costa Duarte As Novas Tecnologias como componente da Formação, de 1º ciclo, em Serviço Social Dissertação de Mestrado em

Leia mais

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing Kern, Bryan; B.S.; The State University of New York at Oswego kern@oswego.edu Tavares, Tatiana; PhD;

Leia mais

Institutional Skills. Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS. Passo a passo. www.britishcouncil.org.br

Institutional Skills. Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS. Passo a passo. www.britishcouncil.org.br Institutional Skills Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS Passo a passo 2 2 British Council e Newton Fund O British Council é a organização internacional do Reino Unido para relações culturais e oportunidades

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR MIGUEL TORGA ESCOLA SUPERIOR DE ALTOS ESTUDOS

INSTITUTO SUPERIOR MIGUEL TORGA ESCOLA SUPERIOR DE ALTOS ESTUDOS INSTITUTO SUPERIOR MIGUEL TORGA ESCOLA SUPERIOR DE ALTOS ESTUDOS Envolvimento parental e nível sociocultural das famílias: Estudo comparativo num agrupamento escolar Marco Sérgio Gorgulho Rodrigues Dissertação

Leia mais

TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS

TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE PSICOLOGIA E DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS SANDRA MARIA MORAIS VALENTE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO Área de

Leia mais

Normalização e interoperabilidade da informação geográfica

Normalização e interoperabilidade da informação geográfica Normalização e interoperabilidade da informação geográfica perspetivas para a formação em Engenharia Geográfica João Catalão Departamento de Engenharia Geográfica, Geofísica e Energia Faculdade de Ciências

Leia mais

A MÁQUINA ASSÍNCRONA TRIFÁSICA BRUSHLESS EM CASCATA DUPLAMENTE ALIMENTADA. Fredemar Rüncos

A MÁQUINA ASSÍNCRONA TRIFÁSICA BRUSHLESS EM CASCATA DUPLAMENTE ALIMENTADA. Fredemar Rüncos Resumo da Dissertação apresentada à UFSC como parte dos requisitos necessários para obtenção do grau de Mestre em Engenharia Elétrica. A MÁQUINA ASSÍNCRONA TRIFÁSICA BRUSHLESS EM CASCATA DUPLAMENTE ALIMENTADA

Leia mais

AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA EM COLÉGIOS DE ENSINO MÉDIO EM LONDRINA PARANÁ BRASIL

AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA EM COLÉGIOS DE ENSINO MÉDIO EM LONDRINA PARANÁ BRASIL AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA EM COLÉGIOS DE ENSINO MÉDIO EM LONDRINA PARANÁ BRASIL CHANAN, Douglas dos Santos Universidade Estadual de Londrina douglaschanan@uel.br

Leia mais

Educação Vocacional e Técnica nos Estados Unidos. Érica Amorim Simon Schwartzman IETS

Educação Vocacional e Técnica nos Estados Unidos. Érica Amorim Simon Schwartzman IETS Educação Vocacional e Técnica nos Estados Unidos Érica Amorim Simon Schwartzman IETS Os principais modelos Modelo europeu tradicional: diferenciação no secundário entre vertentes acadêmicas e técnico-profissionais

Leia mais

Integração de Imigrantes

Integração de Imigrantes Integração de Imigrantes ODEMIRA INTEGRA It is a project born from the need to improve and increase support measures, reception and integration of immigrants. 47% of immigrants registered in the district

Leia mais

Fernando Cesar Balbino Junia Coutinho Anacleto

Fernando Cesar Balbino Junia Coutinho Anacleto Fernando Cesar Balbino Junia Coutinho Anacleto Introdução Objetivo Fundamentação Agenda A teoria de Difusão de Inovações O framework honeycomb O framework Contagious Contribuições esperadas 1 Contexto

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO NOTICIOSA EM COMUNIDADE ONLINE PARA O SÉNIOR RENATO MIGUEL SILVA COSTA. Departamento de Comunicação e Arte !!!!!!!!!

ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO NOTICIOSA EM COMUNIDADE ONLINE PARA O SÉNIOR RENATO MIGUEL SILVA COSTA. Departamento de Comunicação e Arte !!!!!!!!! Universidade de Aveiro 2012 Departamento de Comunicação e Arte RENATO MIGUEL SILVA COSTA ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO NOTICIOSA EM COMUNIDADE ONLINE PARA O SÉNIOR RENATO MIGUEL SILVA COSTA Universidade de

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática São Paulo 2010 JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

Leia mais

O B-LEARNING PROMOVENDO A FORMAÇÃO CONTÍNUA DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS NO ÂMBITO DO PROJETO EUROPEU PROFILES: DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA PORTUGUESA

O B-LEARNING PROMOVENDO A FORMAÇÃO CONTÍNUA DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS NO ÂMBITO DO PROJETO EUROPEU PROFILES: DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA PORTUGUESA O B-LEARNING PROMOVENDO A FORMAÇÃO CONTÍNUA DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS NO ÂMBITO DO PROJETO EUROPEU PROFILES: DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA PORTUGUESA Carla Morais, João Paiva, José Barros Faculdade de Ciências,

Leia mais

Governancia da Água. Contributo de Portugal e da PPA para o Plano Estratégico de Implementação da Parceria Europeia para a Inovação no Domínio da Água

Governancia da Água. Contributo de Portugal e da PPA para o Plano Estratégico de Implementação da Parceria Europeia para a Inovação no Domínio da Água A Água e o Programa Horizonte 2020 (8ºPQ) Contributo de Portugal e da PPA para o Plano Estratégico de Implementação da Parceria Europeia para a Inovação no Domínio da Água Governancia da Água Francisco

Leia mais

Título: - Diagnóstico e análise da rede social: o caso da prestação de cuidados continuados a crianças com diabetes.

Título: - Diagnóstico e análise da rede social: o caso da prestação de cuidados continuados a crianças com diabetes. Título: - Diagnóstico e análise da rede social: o caso da prestação de cuidados continuados a crianças com diabetes. Palavras-chave : Análise Redes Sociais, Criança com Diabetes, Cuidados Continuados,

Leia mais

Interactive Internet TV Architecture Based on Scalable Video Coding

Interactive Internet TV Architecture Based on Scalable Video Coding Interactive Internet TV Architecture Based on Scalable Video Coding Pedro Gomes Moscoso Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia de Redes de Comunicações Presidente: Orientador: Co-Orientador:

Leia mais

NCE/09/01342 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/09/01342 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/09/01342 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/09/01342 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

UNIDADE DE PESQUISA CLÍNICA Centro de Medicina Reprodutiva Dr Carlos Isaia Filho Ltda. SAMPLE SIZE DETERMINATION FOR CLINICAL RESEARCH

UNIDADE DE PESQUISA CLÍNICA Centro de Medicina Reprodutiva Dr Carlos Isaia Filho Ltda. SAMPLE SIZE DETERMINATION FOR CLINICAL RESEARCH SAMPLE SIZE DETERMINATION FOR CLINICAL RESEARCH Duolao Wang; Ameet Bakhai; Angelo Del Buono; Nicola Maffulli Muscle, Tendons and Ligaments Journal, 2013 Santiago A. Tobar L., Dsc. Why to determine the

Leia mais

SOFTWARE LIVRE: UMA FERRAMENTA DE INCLUSÃO DIGITAL

SOFTWARE LIVRE: UMA FERRAMENTA DE INCLUSÃO DIGITAL SOFTWARE LIVRE: UMA FERRAMENTA DE INCLUSÃO DIGITAL José Wellithon Batista Zacarias Programa de Pós Graduação, Faculdade Leão Sampaio wellithonb@gmail.com Isabel Cristina Gonçalves Santos Universidade Estadual

Leia mais

MARLI DA COSTA RAMOS SCATRALHE FAMÍLIA E ESCOLA: DOIS SISTEMAS INTERDEPENDENTES NA COMPREENSÃO DOS SIGNIFICADOS NO PROCESSO ESCOLAR DO FILHO/ALUNO

MARLI DA COSTA RAMOS SCATRALHE FAMÍLIA E ESCOLA: DOIS SISTEMAS INTERDEPENDENTES NA COMPREENSÃO DOS SIGNIFICADOS NO PROCESSO ESCOLAR DO FILHO/ALUNO MARLI DA COSTA RAMOS SCATRALHE FAMÍLIA E ESCOLA: DOIS SISTEMAS INTERDEPENDENTES NA COMPREENSÃO DOS SIGNIFICADOS NO PROCESSO ESCOLAR DO FILHO/ALUNO CENTRO UNIVERSITÁRIO FIEO Osasco 2009 MARLI DA COSTA RAMOS

Leia mais

(Auto)biografia e identidade de género no Programa Novas Oportunidades Fevereiro 2009 Paula Luís When planning for a year, plant corn. When planning for a decade, plant trees. When planning for life, train

Leia mais

UAb Session on Institutional Change Students and Teachers. Lina Morgado

UAb Session on Institutional Change Students and Teachers. Lina Morgado UAb Session on Institutional Change Students and Teachers Lina Morgado Lina Morgado l SUMMARY 1 1. Pedagogical Model : Innovation Change 2. The context of teachers training program at UAb.pt 3. The teachers

Leia mais

e-lab: a didactic interactive experiment An approach to the Boyle-Mariotte law

e-lab: a didactic interactive experiment An approach to the Boyle-Mariotte law Sérgio Leal a,b, João Paulo Leal a,c Horácio Fernandes d a Departamento de Química e Bioquímica, FCUL, Lisboa, Portugal b Escola Secundária com 3.º ciclo Padre António Vieira, Lisboa, Portugal c Unidade

Leia mais

2. HUMAN RESOURCES 2. RECURSOS HUMANOS 1 RECRUTAMENTO E SELECÇÃO 1 RECRUITMENT AND SELECTION 2 QUALIFICAÇÃO DOS TRABALHADORES

2. HUMAN RESOURCES 2. RECURSOS HUMANOS 1 RECRUTAMENTO E SELECÇÃO 1 RECRUITMENT AND SELECTION 2 QUALIFICAÇÃO DOS TRABALHADORES RECURSOS HUMANOS HUMAN RESOURCES . RECURSOS HUMANOS RECRUTAMENTO E SELECÇÃO. HUMAN RESOURCES RECRUITMENT AND SELECTION O recrutamento e a situação contratual, no ano em análise, e face ao anterior, caracterizaram-se

Leia mais

design para a inovação social

design para a inovação social design para a inovação social mestrado em design - 15 16 universidade de aveiro gonçalo gomes março de 2016 s.1 ergonomia ergonomia > definição Ergonomia A ergonomia (do grego "ergon": trabalho; e "nomos":

Leia mais

Treinamento para Pais Cidadania digital No Nível Fundamental. Parent Academy Digital Citizenship. At Elementary Level

Treinamento para Pais Cidadania digital No Nível Fundamental. Parent Academy Digital Citizenship. At Elementary Level Parent Academy Digital Citizenship At Elementary Level Treinamento para Pais Cidadania digital No Nível Fundamental Pan American School of Bahia March 18 and 29, 2016 Digital Citizenship Modules Cyberbullying

Leia mais

Estereoscopia Digital no Ensino da Química AGRADECIMENTOS

Estereoscopia Digital no Ensino da Química AGRADECIMENTOS AGRADECIMENTOS O findar desta dissertação é o momento indicado para agradecer ao Professor Doutor João Carlos de Matos Paiva pela sua grande ajuda, pela disponibilidade sempre manifestada, pelo seu empenho

Leia mais

Workshop Internet das Coisas

Workshop Internet das Coisas 58o. Painel TELEBRASIL Workshop Internet das Coisas Margarida Baptista BNDES Seminário IoT BNDES Visões e Perspectivas Tecnologias Habilitadoras Estratégias e Políticas de Governo Aplicações Manufatura,

Leia mais

CULTURAS, POLÍTICAS E PRÁTICAS INCLUSIVAS NO SECTOR PÚBLICO E PRIVADO UM ESTUDO DE CASO EM DUAS ESCOLAS DO 1.º CICLO, DO CONCELHO DE SINTRA

CULTURAS, POLÍTICAS E PRÁTICAS INCLUSIVAS NO SECTOR PÚBLICO E PRIVADO UM ESTUDO DE CASO EM DUAS ESCOLAS DO 1.º CICLO, DO CONCELHO DE SINTRA UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA FACULDADE DE MOTRICIDADE HUMANA CULTURAS, POLÍTICAS E PRÁTICAS INCLUSIVAS NO SECTOR PÚBLICO E PRIVADO UM ESTUDO DE CASO EM DUAS ESCOLAS DO 1.º CICLO, DO CONCELHO DE SINTRA

Leia mais

INCLUSÃO DE UMA ALUNA COM AUTISMO PERTENCENTE À COMUNIDADE CIGANA NO ENSINO REGULAR ESTUDO DE CASO NUMA ESCOLA DE VIANA DO CASTELO

INCLUSÃO DE UMA ALUNA COM AUTISMO PERTENCENTE À COMUNIDADE CIGANA NO ENSINO REGULAR ESTUDO DE CASO NUMA ESCOLA DE VIANA DO CASTELO UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS CENTRO REGIONAL DE BRAGA INCLUSÃO DE UMA ALUNA COM AUTISMO PERTENCENTE À COMUNIDADE CIGANA NO ENSINO REGULAR ESTUDO DE CASO NUMA ESCOLA DE

Leia mais

Banca examinadora: Professor Paulo N. Figueiredo, Professora Fátima Bayma de Oliveira e Professor Joaquim Rubens Fontes Filho

Banca examinadora: Professor Paulo N. Figueiredo, Professora Fátima Bayma de Oliveira e Professor Joaquim Rubens Fontes Filho Título: Direção e Taxa (Velocidade) de Acumulação de Capacidades Tecnológicas: Evidências de uma Pequena Amostra de Empresas de Software no Rio de Janeiro, 2004 Autor(a): Eduardo Coelho da Paz Miranda

Leia mais

ACEF/1112/04062 Decisão de apresentação de pronúncia

ACEF/1112/04062 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1112/04062 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1112/04062 Decisão de apresentação de pronúncia Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da Comissão de Avaliação Externa 1. Tendo recebido

Leia mais

Software product lines. Paulo Borba Informatics Center Federal University of Pernambuco

Software product lines. Paulo Borba Informatics Center Federal University of Pernambuco Software product lines Paulo Borba Informatics Center Federal University of Pernambuco Software product lines basic concepts Paulo Borba Informatics Center Federal University of Pernambuco Um produto www.usm.maine.edu

Leia mais

Consórcio do Politecnico di Milano. Fevereiro 2013

Consórcio do Politecnico di Milano. Fevereiro 2013 Consórcio do Politecnico di Milano Fevereiro 2013 DESIGN DEFINITIONS SENAI & POLI.design Fevereiro 2013 Design como uma atividade específica no processo de P&D que visa a projetação dos aspectos funcionais

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL CADERNO DE PROVAS 1 A prova terá a duração de duas horas, incluindo o tempo necessário para o preenchimento do gabarito. 2 Marque as respostas no caderno de provas, deixe para preencher o gabarito depois

Leia mais

SCHOOLS LOOKING FOR STUDENTS FOR ERASMUS PLACEMENTS

SCHOOLS LOOKING FOR STUDENTS FOR ERASMUS PLACEMENTS SCHOOLS LOOKING FOR STUDENTS FOR ERASMUS PLACEMENTS 2015 /16 ESTÁGIOS ERASMUS EM ESCOLAS * ERASMUS PLACEMENTS IN SCHOOLS * [POR FAVOR, PREENCHA O FORMULÁRIO NA (NUMA DAS) LÍNGUA(S) DE TRABALHO DO ESTÁGIO:

Leia mais

XVIII Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias SNBU 2014

XVIII Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias SNBU 2014 1 XVIII Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias SNBU 2014 O USO DAS REDES SOCIAIS COMO FERRAMENTA PARA O MARKETING DIGITAL EM UNIDADES DE INFORMAÇÃO: o caso do SISTEMOTECA da UFCG Walqueline Silva

Leia mais

Interoperability through Web Services: Evaluating OGC Standards in Client Development for Spatial Data Infrastructures

Interoperability through Web Services: Evaluating OGC Standards in Client Development for Spatial Data Infrastructures GeoInfo - 2006 Interoperability through Web Services: Evaluating OGC Standards in Client Development for Spatial Data Infrastructures Leonardo Lacerda Alves Clodoveu A. Davis Jr. Information Systems Lab

Leia mais

Design de Multimédia e Interacção

Design de Multimédia e Interacção índice 1. Interacção 1.1 Definições 2.1 Definições 2.2 Definições - diagrama 1 2.3 Definições - sumário 2.4 Princípios - diagrama 2 2.5 So, What is Interaction Design? Bibliografia 1. Interacção 1.1 Definições

Leia mais

Protective circuitry, protective measures, building mains feed, lighting and intercom systems

Protective circuitry, protective measures, building mains feed, lighting and intercom systems Tecnologia de instalações electrónicas Training systems / trainers for electrical wiring/building management systems: Protective circuitry, protective measures, building mains feed, lighting and intercom

Leia mais

Ensino a distância: Plataforma tecnológica para Acesso e Gestão da informação

Ensino a distância: Plataforma tecnológica para Acesso e Gestão da informação Ensino a distância: Plataforma tecnológica para Acesso e Gestão da informação Patrícia Ferreira Gestora de Informação e Comunicação Projeto A Name for Health, EDULINK Centro de Educação Médica, Faculdade

Leia mais

Interface entre Ensino Superior e inclusão: experiência de estágio de psicologia em uma escola de ensino regular

Interface entre Ensino Superior e inclusão: experiência de estágio de psicologia em uma escola de ensino regular Interface entre Ensino Superior e inclusão... Interface entre Ensino Superior e inclusão: experiência de estágio de psicologia em uma escola de ensino regular Fabiani Cabral Lima* Resumo: O processo de

Leia mais

Prova Escrita de Inglês

Prova Escrita de Inglês EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 139/2012, de de julho Prova Escrita de Inglês.º e 11.º Anos de Escolaridade Continuação bienal Prova 0/1.ª Fase Critérios de Classificação 7 Páginas

Leia mais

BPC-LOAS (GMADI MDS/INSS)

BPC-LOAS (GMADI MDS/INSS) Compreendendo a Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde CIF (OMS/ONU, 2001) e suas interfaces com a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência (ONU, 2006). Miguel

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS UMA VANTAGEM COMPETITIVA COM A TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS AMANDA ZADRES DANIELA LILIANE ELIANE NUNES ELISANGELA MENDES Guarulhos

Leia mais

elearning SISTEMA DE GESTÃO DE APRENDIZAGEM INFORMAÇÃO E CONHECIMENTO A QUALQUER HORA, EM QUALQUER LUGAR E EM CONTEXTO DIGITAL

elearning SISTEMA DE GESTÃO DE APRENDIZAGEM INFORMAÇÃO E CONHECIMENTO A QUALQUER HORA, EM QUALQUER LUGAR E EM CONTEXTO DIGITAL elearning SISTEMA DE GESTÃO DE APRENDIZAGEM INFORMAÇÃO E CONHECIMENTO A QUALQUER HORA, EM QUALQUER LUGAR E EM CONTEXTO DIGITAL O QUE É O FORMARE? O Formare é um Sistema de Gestão da Aprendizagem (também

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular

Ficha de Unidade Curricular 6.2.1.1. Unidade curricular: Curricular Unit: Ficha de Unidade Curricular Comunicação Multimédia (Desenvolvimento) Multimedia Communication (Development) 6.2.1.2. Docente responsável e respectivas horas

Leia mais

Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito 2015-16

Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito 2015-16 Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito Unidade curricular História do Direito Português I (1º sem). Docente responsável e respectiva carga lectiva na unidade curricular Prof.

Leia mais

O SEU NEGÓCIO ESTÁ NA MODA Your Business is in fashion

O SEU NEGÓCIO ESTÁ NA MODA Your Business is in fashion O SEU NEGÓCIO ESTÁ NA MODA Your Business is in fashion Fazemos parte do processo de retalho de moda com o objetivo de aumentar as suas vendas Desde a fundação em 1980 que somos um operador ativo e inovador,

Leia mais

Conteúdo Programático Anual

Conteúdo Programático Anual INGLÊS 1º BIMESTRE 5ª série (6º ano) Capítulo 01 (Unit 1) What s your name? What; Is; My, you; This; Saudações e despedidas. Capítulo 2 (Unit 2) Who s that? Who; This, that; My, your, his, her; Is (afirmativo,

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular Ano letivo 2014/2015

Ficha de Unidade Curricular Ano letivo 2014/2015 6.2.1.1. Unidade curricular: Curricular Unit: Ficha de Unidade Curricular Ano letivo 2014/2015 Design de Interface Interface Design 6.2.1.2. Docente responsável e respectivas horas de contacto na unidade

Leia mais

ACESSIBILIDADE DIGITAL EM AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM ACCESSIBILITY IN DIGITAL VIRTUAL LEARNING ENVIRONMENTS

ACESSIBILIDADE DIGITAL EM AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM ACCESSIBILITY IN DIGITAL VIRTUAL LEARNING ENVIRONMENTS ACESSIBILIDADE DIGITAL EM AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM ACCESSIBILITY IN DIGITAL VIRTUAL LEARNING ENVIRONMENTS Siony da Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo IFSP

Leia mais

IVO DANIEL VALENTE FONSECA O USO DE DISPOSITIVOS MULTITÁCTEIS PARA A INFOINCLUSÃO DO SÉNIOR. Universidade de Aveiro 2011

IVO DANIEL VALENTE FONSECA O USO DE DISPOSITIVOS MULTITÁCTEIS PARA A INFOINCLUSÃO DO SÉNIOR. Universidade de Aveiro 2011 Universidade de Aveiro 2011 Departamento de Comunicação e Arte IVO DANIEL VALENTE FONSECA O USO DE DISPOSITIVOS MULTITÁCTEIS PARA A INFOINCLUSÃO DO SÉNIOR Universidade de Aveiro 2011 Departamento de Comunicação

Leia mais

Session 8 The Economy of Information and Information Strategy for e-business

Session 8 The Economy of Information and Information Strategy for e-business Session 8 The Economy of Information and Information Strategy for e-business Information economics Internet strategic positioning Price discrimination Versioning Price matching The future of B2C InformationManagement

Leia mais

Turismo Industrial. A problemática e tendências para o futuro

Turismo Industrial. A problemática e tendências para o futuro Turismo Industrial A problemática e tendências para o futuro Seminário Turismo Industrial e Desenvolvimento Local Turismo de Portugal - 30 Outubro 2013 Carlos Costa [ccosta@ua.pt] Universidade de Aveiro

Leia mais

THE BRAZILIAN PUBLIC MINISTRY AND THE DEFENSE OF THE AMAZONIAN ENVIRONMENT

THE BRAZILIAN PUBLIC MINISTRY AND THE DEFENSE OF THE AMAZONIAN ENVIRONMENT THE BRAZILIAN PUBLIC MINISTRY AND THE DEFENSE OF THE AMAZONIAN ENVIRONMENT Raimundo Moraes III Congresso da IUCN Bangkok, November 17-25 2004 ENVIRONMENTAL PROTECTION IN BRAZIL The Constitution states

Leia mais

APLICAÇÃO DA RECREAÇÃO PARA CRIANÇAS DE ATÉ 12 ANOS

APLICAÇÃO DA RECREAÇÃO PARA CRIANÇAS DE ATÉ 12 ANOS APLICAÇÃO DA RECREAÇÃO PARA CRIANÇAS DE ATÉ 12 ANOS OLIVEIRA, Marcio Rodrigues de SOUZA, Larissa Caroline Kinor de LIMA, Juliane Fortes de SANTOS, Mariól Siqueira Docente do Curso de Educação Física da

Leia mais

A Utilização das Tecnologias Assistivas pelo Terapeuta Ocupacional como meio facilitador da Inclusão

A Utilização das Tecnologias Assistivas pelo Terapeuta Ocupacional como meio facilitador da Inclusão A Utilização das Tecnologias Assistivas pelo Terapeuta Ocupacional como meio facilitador da Inclusão A UTILIZAÇÃO DAS TECNOLOGIAS ASSISTIVAS PELO TERAPEUTA OCUPACIONAL COMO MEIO FACILITADOR DA INCLUSÃO

Leia mais

Criando diferenciais competitivos e minimizando riscos com uma boa. Claudio Yamashita Country Manager Intralinks Brasil

Criando diferenciais competitivos e minimizando riscos com uma boa. Claudio Yamashita Country Manager Intralinks Brasil Criando diferenciais competitivos e Informação minimizando riscos com uma boa Governança da Claudio Yamashita Country Manager Intralinks Brasil PESQUISA GLOBAL DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO 2014 - EY Pensando

Leia mais

A. Situação / Situation

A. Situação / Situation A. Situação / Situation A Assembleia Mundial da Saúde (OMS) aprova em 1969 o Regulamento Sanitário Internacional, revisto pela quarta vez em 2005. Esta última versão entrou em vigor no plano internacional

Leia mais

Melhorando o ambiente de negócios por meio da transparência no Estado de São Paulo Dentro do MoU (Memorando de Entendimento) que o Governo do Estado tem com o Reino Unido estão sendo promovidos vários

Leia mais

As Novas Formas de Financiamento da Economia

As Novas Formas de Financiamento da Economia As Novas Formas de Financiamento da Economia Francisco Fonseca Vice-Presidente ANJE 2º CONGRESSO DAS EMPRESAS E DAS ACTIVIDADES ECONÓMICAS - LISBOA O que são? Formas alternativas de financiamento incluem

Leia mais

A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores

A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores Tese de Mestrado em Gestão Integrada de Qualidade, Ambiente e Segurança Carlos Fernando Lopes Gomes INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS Fevereiro

Leia mais

The Brazil United States Consumer Product Safety Conference Brazil United States Joint Press Statement June 10, 2011 Rio de Janeiro, Brazil Common Interests Ensuring a high level of consumer product safety

Leia mais

75, 8.º DTO 1250-068 LISBOA

75, 8.º DTO 1250-068 LISBOA EAbrief: Medida de incentivo ao emprego mediante o reembolso da taxa social única EAbrief: Employment incentive measure through the unique social rate reimbursement Portaria n.º 229/2012, de 03 de Agosto

Leia mais

OUTRA FORMA DE VER? A CONSTRUÇÃO DO AUTOCONCEITO DE CRIANÇAS CEGAS E AMBLIOPES

OUTRA FORMA DE VER? A CONSTRUÇÃO DO AUTOCONCEITO DE CRIANÇAS CEGAS E AMBLIOPES UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA CENTRO REGIONAL DE BRAGA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS OUTRA FORMA DE VER? A CONSTRUÇÃO DO AUTOCONCEITO DE CRIANÇAS CEGAS E AMBLIOPES II Ciclo de Estudos em Ciências da

Leia mais

Tendências da pesquisa acadêmica na àrea de Marketing

Tendências da pesquisa acadêmica na àrea de Marketing Tendências da pesquisa acadêmica na àrea de Marketing Wagner A. Kamakura Ford Motor Company Professor of Global Marketing Duke University Outline A Pesquisa academica na area de Marketing O Marketing como

Leia mais

Turn the lead weight of data into a golden opportunity: manage it, unlock it and extract value from it

Turn the lead weight of data into a golden opportunity: manage it, unlock it and extract value from it Data - Temenos https://www.temenos.com/en/solutions/technology/data/ 1 of 2 2016-03-30 16:36 Data Turn the lead weight of data into a golden opportunity: manage it, unlock it and extract value from it

Leia mais

Semestre do plano de estudos 1

Semestre do plano de estudos 1 Nome UC Inglês CU Name Código UC 6 Curso LEC Semestre do plano de estudos 1 Área científica Gestão Duração Semestral Horas de trabalho 54 ECTS 2 Horas de contacto TP - 22,5 Observações n.a. Docente responsável

Leia mais

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS THE CAPITAL STRUCTURE: AN ANALYSE ON INSURANCE COMPANIES FREDERIKE MONIKA BUDINER METTE MARCO ANTÔNIO DOS SANTOS MARTINS PAULA FERNANDA BUTZEN

Leia mais

Aqui pode escolher o Sistema operativo, e o software. Para falar, faça download do Cliente 2.

Aqui pode escolher o Sistema operativo, e o software. Para falar, faça download do Cliente 2. TeamSpeak PORTUGUES ENGLISH Tutorial de registo num servidor de TeamSpeak Registration tutorial for a TeamSpeak server Feito por [WB ].::B*A*C*O::. membro de [WB ] War*Brothers - Non Dvcor Dvco Made by:

Leia mais

LIBRAS: UMA FERRAMENTA DE INCLUSÃO ESCOLAR E SOCIALIZAÇÃO PARA OS SURDOS

LIBRAS: UMA FERRAMENTA DE INCLUSÃO ESCOLAR E SOCIALIZAÇÃO PARA OS SURDOS RESUMO: A cada dia tem aumentado o número de pessoas com deficiência, presentes em Instituições de Ensino. Sabe-se que o movimento inclusivo no Brasil vem sendo intensificado para maior inserção destas

Leia mais

Transferência de Tecnologia. Programa de Capacitação em Valorização de Tecnologias Universidade de Aveiro

Transferência de Tecnologia. Programa de Capacitação em Valorização de Tecnologias Universidade de Aveiro Transferência de Tecnologia Programa de Capacitação em Valorização de Tecnologias Universidade de Aveiro Eurico Neves Análise de Mercado Análise de Produto / Serviço Estratégias de licenciamento Distribuição

Leia mais

Libras: a inclusão de surdos na escola regular. Libras: the inclusion of deaf students in regular school

Libras: a inclusão de surdos na escola regular. Libras: the inclusion of deaf students in regular school Libras: the inclusion of deaf students in regular school Andréa Oliveira Almeida 1 andrea.libras@hotmail.com Maria da Conceição Vinciprova Fonseca 1 Resumo A presente pesquisa trata da inclusão de alunos

Leia mais

CLICA JÁ EDUCAÇÃO SEXUAL EM MEIO ESCOLAR

CLICA JÁ EDUCAÇÃO SEXUAL EM MEIO ESCOLAR CLICA JÁ EDUCAÇÃO SEXUAL EM MEIO ESCOLAR JOSÉ ANTÓNIO DE JESUS COIMBRA 1 1 Enfermeiro e Coordenador da Unidade de Cuidados na Comunidade Pedra da Sé (Centro de Saúde de Tábua) do Agrupamento de Centros

Leia mais

INFORMATION SECURITY IN ORGANIZATIONS

INFORMATION SECURITY IN ORGANIZATIONS INFORMATION SECURITY IN ORGANIZATIONS Ana Helena da Silva, MCI12017 Cristiana Coelho, MCI12013 2 SUMMARY 1. Introduction 2. The importance of IT in Organizations 3. Principles of Security 4. Information

Leia mais

egovernment The Endless Frontier

egovernment The Endless Frontier CENTRO DE GESTÃO DA REDE INFORMÁTICA DO GOVERNO (Management Center for the Electronic Government Network) egovernment The Endless Frontier Alexandre Caldas 29 th June 2010 Summary VISION AND LEADERSHIP

Leia mais

Redefining the rules. Optanium T8 Programmed Start

Redefining the rules. Optanium T8 Programmed Start Redefining the rules Optanium T8 Programmed Start Philips Advance Optanium high-efficiency electronic ballasts are engineered to optimize lighting performance and maximize energy savings. These ballasts

Leia mais

Analysis, development and monitoring of business processes in Corporate environment

Analysis, development and monitoring of business processes in Corporate environment Analysis, development and monitoring of business processes in Corporate environment SAFIRA is an IT consulting boutique known for transforming the way organizations do business, or fulfil their missions,

Leia mais

Ficha de unidade curricular Curso de Doutoramento

Ficha de unidade curricular Curso de Doutoramento Ficha de unidade curricular Curso de Doutoramento Unidade curricular História do Direito Português I (Doutoramento - 1º semestre) Docente responsável e respectiva carga lectiva na unidade curricular Prof.

Leia mais

Educação Especial desafios em busca da inclusão

Educação Especial desafios em busca da inclusão Educação Especial desafios em busca da inclusão Yara Xangô Espíndola * Resumo: O objetivo do presente artigo é discutir algumas das principais questões relacionadas à Educação Especial, seus princípios

Leia mais

EDUCAÇÃO FISÍCA ESCOLAR: INCLUSÃO / EXCLUSÃO DOS DEFICIENTES FÍSICOS MOTORES 1

EDUCAÇÃO FISÍCA ESCOLAR: INCLUSÃO / EXCLUSÃO DOS DEFICIENTES FÍSICOS MOTORES 1 EDUCAÇÃO FISÍCA ESCOLAR: INCLUSÃO / EXCLUSÃO DOS DEFICIENTES FÍSICOS MOTORES 1 Vitor Mário Girdwood 1 Marcela Mota Freitas 2 1 Graduando em Educação Física pela Faculdade UNIME 2 Docente da Faculdade de

Leia mais

IN RE: GUARDIAN ADVOCATE OF/ REF: CURATELA ESPECIAL DE

IN RE: GUARDIAN ADVOCATE OF/ REF: CURATELA ESPECIAL DE IN THE CIRCUIT COURT FOR ORANGE COUNTY, FLORIDA PROBATE DIVISION IN RE: GUARDIAN ADVOCATE OF/ REF: CURATELA ESPECIAL DE Case No / N o do Caso: ANNUAL GUARDIAN ADVOCATE REPORT ANNUAL GUARDIAN ADVOCATE PLAN

Leia mais

Isa Silveira Financial Solutions Manager

Isa Silveira Financial Solutions Manager Isa Silveira Financial Solutions Manager Agenda Cisco Capital: New way to do business easylease Low Rate Financing Let s Start Working Together Cisco Confidential 2 Locação Operacional - Financiamento

Leia mais

UBIQUITOUS COLLABORATION. http://www.trprocess.com

UBIQUITOUS COLLABORATION. http://www.trprocess.com UBIQUITOUS COLLABORATION http://www.trprocess.com Our Company TR PROCESS SMART PROCESS EXPERTS A expressão Smart Process Application, como utilizamos hoje, foi definida e utilizada em seus relatórios pelos

Leia mais