SEDE DA PETROBRAS EM SANTOS. 20 de outubro de 2011 SEDE DE SANTOS. Organograma

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SEDE DA PETROBRAS EM SANTOS. 20 de outubro de 2011 SEDE DE SANTOS. Organograma"

Transcrição

1 SEDE DA PETROBRAS EM SANTOS 2º SEMINÁRIO BIM SINDUSCON / SP 20 de outubro de 2011 SEDE DE SANTOS Organograma

2 Visão SEDE Geral do Projeto DE SANTOS Perspectiva principal Visão Geral do Projeto

3 apresentação da 1ª versão do modelo do projeto em BIM 07 início dos serviços de demolição e desmontagem 06 início do projeto executivo 05 assinatura do contrato de construção 12 conclusão da licitação 11 abertura dos envelopes da licitação da obra 08 Início do processo de licitação da obra 07 conclusão do projeto pré-executivo 12 término do projeto básico e realização de análise de valor 06 início do desenvolvimento do projeto básico 12 início do processo de licitação do projeto 11 conclusão do programa de necessidades do empreendimento 06 aquisição do terreno pela Petrobras 03 aprovação do estudo de viabilidade pela DE 11 pesquisa de opinião com a força de trabalho de Santos 10 finalização do estudo de viabilidade 03 início do estudo de viabilidade pela Petrobras Visão SEDE Geral do Projeto DE Histórico SANTOS

4 Áreas de escritórios (torres) Torre 1 com área de m² na 1ª fase, e expansão de outras 2 torres com a mesma área, somando uma área total de m²; Capacidade para funcionários na 1ª fase; Capacidade total de funcionários final das três fases; Ocupação de 7m² (de área útil) por pessoa. Áreas de Controle Operacional: Gerenciamento Integrado de operações; Integração de projetos; Apoio logístico; Salas de Visualização 3D. Outras Áreas: Estacionamento com aproximadamente vagas na 1ª fase; Área de Sedimentologia; 02 Restaurantes para o total de refeições/dia; Auditório com 300 lugares; Centro de Treinamento; Área Médica; Biblioteca / Documentação Inativa / Documentação Técnica; Áreas de Vivência. Apresentação SEDE do DE Projeto Informações SANTOS relevantes

5 Apresentação SEDE do DE Projeto SANTOS Implantação 1ª Fase

6 Apresentação SEDE do DE Projeto SANTOS Implantação Geral

7 Praças de Conhecimento O Porto O Valongo Ciclo do café x petróleo Tríptico ferroviário História de Santos PATRIMÔNIO SEDE HISTÓRICO DE SANTOS Parque de Integração

8 PATRIMÔNIO SEDE HISTÓRICO DE SANTOS Parque de Integração

9 Prédio Verde O projeto, inteiramente alinhado com as questões de sustentabilidade, tem como objetivo a certificação LEED do US Greenbuilding Council. Otimização da eficiência energética de 35,9% em relação ao consumo e consequente redução do custo anual de energia; Redução total de 59% no consumo de água; Redução do efeito de ilha de calor com inserção de áreas verdes nas coberturas e utilização de cores claras nos revestimentos externos; Acesso a iluminação natural e a paisagem externa (na torre) Gases refrigerantes utilizados de baixo impacto ambiental. Pontuação LEED: Apresentação SEDE do DE Projeto SANTOS Certificação LEED

10 Fatores que motivaram a execução do projeto em BIM: 1. Cenário atual do mercado; 2. Bons resultados no emprego desta tecnologia no desenvolvimento de projetos industriais; 3. Nível de complexidade do empreendimento; 4. Melhoria na comunicação interdisciplinar; 5. Aumento de produtividade devido a redução de retrabalhos e otimização da compatibilização das disciplinas; 6. Melhor qualidade de projeto e de obra; 7. Integração das informações em todo ciclo de vida do empreendimento; 8. Integração com as atividades de planejamento e gestão; 9. Facilita a realização de avaliações e simulações necessárias à certificação LEED; 10.Permite uma melhor apresentação do projeto; Utilização SEDE de Tecnologia DE SANTOS BIM Motivação

11 Subcontratada 1 Backup Subcontratada 2 Subcontratada 3 Modelo Integrado Centralização da Base de dados Contratada Petrobras Sistema de gerenciamento de documentos DWG DWG PDF PDF Modelo de Visualização Modelagem SEDE do Projeto DE Estrutura SANTOS Básica

12 Exigência em contrato para elaboração do projeto usando metodologia BIM: A CONTRATADA deverá desenvolver o projeto executivo através de ferramentas de automação de projeto e da tecnologia BIM (Building Information Modeling), com a execução de um modelo 3D paramétrico, de todo o empreendimento, para a extração de documentos de projeto. Utilização SEDE de Tecnologia DE SANTOS BIM Obrigações contratuais

13 Utilização SEDE de Tecnologia DE SANTOS BIM Situação do modelo

14 Utilização SEDE de Tecnologia DE SANTOS BIM Situação do modelo

15 Principais desafios: 1. Mudança de metodologia de trabalho; 2. Carência de mão de obra especializada; 3. Dificuldade de interação entre alguns softwares; 4. Desenvolvimento de bibliotecas; Utilização SEDE de Tecnologia DE SANTOS BIM Desafios

16 Marco Mota Tel: (21) OBRIGADO SEDE DE SANTOS

17 A SEDE Modelagem Tridimensional DE SANTOS na Petrobras

18 Primeiras SEDE Experiências DE SANTOS Campo de Marlim P-20

19 Motivação SEDE DE SANTOS Automatizar os Processos de Engenharia

20 Marcos SEDE na Engenharia DE da SANTOS Petrobras 2000 P-43 / P-48

21 Marcos SEDE na Engenharia DE da SANTOS Petrobras 2004 PRA-1

22 Marcos SEDE na Engenharia DE da SANTOS Petrobras 2004 PRA-1 Estudos para a Instalação Off-Shore

23 Marcos SEDE na Engenharia DE da SANTOS Petrobras 2004 PRA-1 Projeto de Arquitetura 3D

24 Marcos SEDE na Engenharia DE da SANTOS Petrobras 2004 PRA-1 Projeto de Arquitetura 3D

25 Marcos SEDE na Engenharia DE da SANTOS Petrobras 2005 P-53 Levantamento à laser do casco

26 Marcos SEDE na Engenharia DE da SANTOS Petrobras 2005 P-51 Projeto 3D e DRS

27 Boas SEDE IniciativasDE SANTOS 2004 / CEP3D - Prominp Boas Iniciativas

28 A PETROBRAS utiliza nos seus projetos o modelo 3D inteligente, hoje chamado de BIM, há mais de duas décadas. A Engenharia da PETROBRAS visa, ao exigir a utilização da modelagem tridimensional com informação nos seus contratos, o aumento da qualidade dos projetos de engenharia, a interligação e replicação dos dados entre todas as fases do empreendimento: planejamento, projeto, suprimento, construção & montagem e comissionamento. Conclusões SEDE DE SANTOS

29 Rubens Rodrigues Tel: (21) OBRIGADO SEDE DE SANTOS

Planejamento integrado em 4D. Metodologia BIM de planejamento e controle de obras, com integração através do REVIT, PRIMAVERA e NAVISWORKS

Planejamento integrado em 4D. Metodologia BIM de planejamento e controle de obras, com integração através do REVIT, PRIMAVERA e NAVISWORKS Planejamento integrado em 4D Metodologia BIM de planejamento e controle de obras, com integração através do REVIT, PRIMAVERA e NAVISWORKS A GDP Gerenciamento e Desenvolvimento de Projetos nasceu da convicção

Leia mais

www.cloud4project.com SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO - Objetivo 2. CAD x BIM x CIM - SMART CITIES - Conceitos genéricos - Desafios 3. CONTRIBUIÇÃO DA INTELIGÊNCIA MILITAR - Problemática da gestão da infraestrutura

Leia mais

KEEPCAD TECNOLOGIA JEAN CARLOS PACHER

KEEPCAD TECNOLOGIA JEAN CARLOS PACHER KEEPCAD TECNOLOGIA JEAN CARLOS PACHER A KEEPCAD TEM COMO OBJETIVO AJUDAR AS EMPRESA E PESSOAS À DESENVOLVEREM- SE TECNOLOGICAMENTE NOS MAIS SOFISTICADOS SOFTWARES E METODOLOGIAS DE PROJETO BIM não é um

Leia mais

Áreas de Atuação CONSULTORIA SERVIÇOS DE ENGENHARIA E ARQUITETURA GERENCIAMENTO DE EMPREENDIMENTOS

Áreas de Atuação CONSULTORIA SERVIÇOS DE ENGENHARIA E ARQUITETURA GERENCIAMENTO DE EMPREENDIMENTOS PORTIFOLIO Apresentação A Plotec Engenharia e Arquitetura Ltda. foi instituía em 1995 e atua com elaboração de Projetos Executivos de Arquitetura, Projetos de Licenciamento, Projetos de Segurança - Bombeiro,

Leia mais

Utilização da Metodologia BIM na Sede da Petrobras em Santos

Utilização da Metodologia BIM na Sede da Petrobras em Santos Utilização da Metodologia BIM na Sede da Petrobras em Santos Marco Mota Gerente Setorial Rubens Rodrigues Coordenador AUBR-x Nome da Track PETROBRAS A Petróleo Brasileiro S.A., é uma companhia integrada

Leia mais

ENVELOPE ESTRUTURAS SISTEMAS PREDIAIS

ENVELOPE ESTRUTURAS SISTEMAS PREDIAIS Disposição final Planejamento Uso e Operação ENVELOPE ESTRUTURAS Projeto SISTEMAS PREDIAIS Construção Implantação PPI Conceituação Planejamento Definição Módulo escopoi Documentação Estudos de Projeto

Leia mais

Benchmarking de consumo energético em edificações

Benchmarking de consumo energético em edificações Benchmarking de consumo energético em edificações Edward Borgstein CT Energia, CBCS BENCHMARKING E DESEMPENHO ENERGÉTICO OPERACIONAL (DEO) Etapas de etiquetagem energética #1 Etiqueta de projeto PBE Edifíca

Leia mais

Aspectos de sustentabilidade a serem considerados na concepção e desenvolvimento de projetos de arquitetura. Prof a : Ana Cecília Estevão

Aspectos de sustentabilidade a serem considerados na concepção e desenvolvimento de projetos de arquitetura. Prof a : Ana Cecília Estevão Aspectos de sustentabilidade a serem considerados na concepção e desenvolvimento de projetos de arquitetura Prof a : Ana Cecília Estevão Desenvolvimento sustentável Aquele que busca um equilíbrio entre

Leia mais

Curso de Engenharia de Produção

Curso de Engenharia de Produção Curso de Engenharia de Produção Apresentação 2015 Prof. Dr. Carlos Fernando Jung carlosfernandojung@gmail.com Nosso Negócio Produtividade Rentabilidade Melhoria Contínua Otimização de Produtos e Processos

Leia mais

BIM BUILDING INFORMATION MODELING. Eng. Paulo Sanchez

BIM BUILDING INFORMATION MODELING. Eng. Paulo Sanchez BIM BUILDING INFORMATION MODELING Eng. Paulo Sanchez CBIC - Responsável Desenvolvimento BIM V.P. Tecnologia e Qualidade SINDUSCON SP Diretor de Engenharia Sinco Engenharia 30 Anos no mercado da construção

Leia mais

I Fórum Regional de Cidades Digitais do Litoral do Paraná Morretes

I Fórum Regional de Cidades Digitais do Litoral do Paraná Morretes I Fórum Regional de Cidades Digitais do Litoral do Paraná Morretes - 2015 Morretes em busca da Cidade Digital Inteligente Prefeitura de Morretes Secretaria de Administração Depto de Tecnologias da Informação

Leia mais

COMPATIBILIZAÇÃO E COLABORAÇÃO DE PROJETOS BIM. Rodolfo Feitosa / Especialista Técnico

COMPATIBILIZAÇÃO E COLABORAÇÃO DE PROJETOS BIM. Rodolfo Feitosa / Especialista Técnico COMPATIBILIZAÇÃO E COLABORAÇÃO DE PROJETOS BIM Rodolfo Feitosa / Especialista Técnico rodolfo.feitosa@frazillioferroni.com.br AGENDA Institucional Frazillio Ferroni Introdução ao BIM Colaboração e Compatibilização

Leia mais

CERTIFICAÇÃO LEED. Prof. Fernando Simon Westphal Sala

CERTIFICAÇÃO LEED. Prof. Fernando Simon Westphal  Sala CERTIFICAÇÃO LEED Prof. Fernando Simon Westphal fernandosw@arq.ufsc.br fswfernando@gmail.com Sala 115 3721-4856 1 EA ENERGY AND ATMOSPHERE 2 EAp1 Comissionamento básico (comissioning) (pré-requisito) Verificar

Leia mais

O ENTENDIMENTO SOBRE ARQUITETURA SUSTENTÁVEL NO EXEMPLO DO CASO BRASILEIRO A importância das questões de conforto

O ENTENDIMENTO SOBRE ARQUITETURA SUSTENTÁVEL NO EXEMPLO DO CASO BRASILEIRO A importância das questões de conforto ESTUDO DE CASO: CENPES II DA PETROBRAS NO RIO DE JANEIRO Uma atitude ambiental inovadora na arquitetura brasileira Joana Gonçalves jocarch@usp.br Arquiteta Dra. Profa. FAU USP Pesquisadora do LABAUT/ FAU

Leia mais

APRESENTAÇÃO DAS ATIVIDADES DA WRS CONSULTORIA LTDA

APRESENTAÇÃO DAS ATIVIDADES DA WRS CONSULTORIA LTDA APRESENTAÇÃO DAS ATIVIDADES DA WRS CONSULTORIA LTDA IMPORTÂNCIA DO COMISSIONAMENTO COMISSIONAMENTO COMISSIONAMENTO COMISSIONAMENTO COMISSIONAMENTO OBJETIVO DO COMISSIONAMENTO Verificar o cumprimento dos

Leia mais

DIDIER ARANCIBIA ALVAREZ, PMP

DIDIER ARANCIBIA ALVAREZ, PMP DIDIER ARANCIBIA ALVAREZ, PMP Arquiteta e Urbanista formada pela PUC PR, com especialização em Gerenciamento de Obras pela UFTPR e cursando Gestão Estratégica na UFPR. Possui certificação PMP Atua no mercado

Leia mais

O IMPACTO DA EXPANSÃO DO PORTO E DO PRÉ-SAL EM SANTOS e BAIXADA SANTISTA João Paulo Tavares Papa

O IMPACTO DA EXPANSÃO DO PORTO E DO PRÉ-SAL EM SANTOS e BAIXADA SANTISTA João Paulo Tavares Papa Santos, 22/08/2011 O IMPACTO DA EXPANSÃO DO PORTO E DO PRÉ-SAL EM SANTOS e BAIXADA SANTISTA João Paulo Tavares Papa Prefeito de Santos Presidente da ABMP (2009/2011) VETORES RELEVANTES Energia Porto, retroporto

Leia mais

Diretoria de Operação e Manutenção Gerência de Gestão do Sistema Subterrâneo Junho / 2015

Diretoria de Operação e Manutenção Gerência de Gestão do Sistema Subterrâneo Junho / 2015 CAPACITAÇÃO DE MÃO-DE-OBRA PARA IMPLANTAÇÃO DE INFRAESTRUTURA SUBTERRÂNEA DE ENERGIA ELÉTRICA EM CENTROS URBANOS: ASPECTOS TÉCNICOS, AMBIENTAIS E ADMINISTRATIVOS 11ª Edição Redes Subterrâneas de Energia

Leia mais

Seminário Climatização & Cogeração a Gás Natural

Seminário Climatização & Cogeração a Gás Natural Seminário Climatização & Cogeração a Gás Natural Linhas de Financiamentos - BNDES 12 de julho de 2012. Nelson Granthon Barata Gerente Departamento de Fontes Alternativas de Energia Área de Infraestrutura

Leia mais

Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES. ABIMAQ fevereiro de 2014

Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES. ABIMAQ fevereiro de 2014 Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES ABIMAQ fevereiro de 2014 Prioridades BNDES Infraestrutura logística e energética Infraestrutura urbana de saneamento e mobilidade. Modernização

Leia mais

Superintendência do Espaço Físico Diretrizes Orçamentárias para 2015

Superintendência do Espaço Físico Diretrizes Orçamentárias para 2015 Superintendência do Espaço Físico Diretrizes Orçamentárias para 2015 1. Recursos SEF 1.1. Custeio - Dotação Básica - Manutenção e Reposição de Equipamentos de Informática - Treinamento de Recursos Humanos

Leia mais

Pesquisa e Desenvolvimento Bruno Anici

Pesquisa e Desenvolvimento Bruno Anici Pesquisa e Desenvolvimento Bruno Anici Pesquisa & Desenvolvimento P&D C&R Inovação Programa anual de Pesquisa e Desenvolvimento 12 anos 26 parceiros 128 projetos Como funciona o Programa Anual P&D e C&R

Leia mais

Projetos de Engenharia e Arquitetura

Projetos de Engenharia e Arquitetura Projetos de Engenharia e Arquitetura Mudança de Paradigma No passado Projetos Centralizados Foco nas Tarefas Individuais Foco na Lucratividade Profissional Mono Tarefa Concorrência Local Foco no Documento

Leia mais

Programa EcoCommercial Building Brasil. Rede de soluções integradas para edifícios sustentáveis

Programa EcoCommercial Building Brasil. Rede de soluções integradas para edifícios sustentáveis Programa EcoCommercial Building Brasil Rede de soluções integradas para edifícios sustentáveis Programa EcoCommercial Building Serviços Engenharia Energias renováveis Arquitetura Plano Energético Iluminação

Leia mais

Um mundo Tyco de soluções

Um mundo Tyco de soluções Um mundo Tyco de soluções VENDAS VENDAS Safer. Smarter. Tyco. // Quem somos Tyco Integrated Security lidera o mercado de performance de loja, prevenção de perdas, soluções de segurança e gerenciamento

Leia mais

Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES ABIMAQ 2014

Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES ABIMAQ 2014 Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES ABIMAQ 2014 Prioridades BNDES Infraestrutura logística e energética Infraestrutura urbana de saneamento e mobilidade. Modernização da

Leia mais

Encontro Gestão Eficiente de Água e Energia

Encontro Gestão Eficiente de Água e Energia Encontro Gestão Eficiente de Água e Energia 26 de novembro de 2015 10h às 17h30 Sistema FIRJAN Rio de Janeiro Eficiência Natural Jefferson Monteiro Gás Natural Fenosa Sistema FIRJAN Encontro de Gestão

Leia mais

Pedimos agilidade. Porém, com alma. Precisamos de atividade. Por que não ao ar livre? Queremos funcionalidade. Por favor, sem ser artificial.

Pedimos agilidade. Porém, com alma. Precisamos de atividade. Por que não ao ar livre? Queremos funcionalidade. Por favor, sem ser artificial. Pedimos agilidade. Porém, com alma. Precisamos de atividade. Por que não ao ar livre? Queremos funcionalidade. Por favor, sem ser artificial. MULTIUSO. MULTIVIDA. No coração da Zona Sul, o W traz evolução

Leia mais

PLANEJAMENTO ENERGÉTICO INTEGRADO FORUM MINEIRO DE ENERGIA RENOVÁVEL: PAINEL 7: MATRIZ ENERGÉTICA REGIONAL

PLANEJAMENTO ENERGÉTICO INTEGRADO FORUM MINEIRO DE ENERGIA RENOVÁVEL: PAINEL 7: MATRIZ ENERGÉTICA REGIONAL PLANEJAMENTO ENERGÉTICO INTEGRADO FORUM MINEIRO DE ENERGIA RENOVÁVEL: PAINEL 7: MATRIZ ENERGÉTICA REGIONAL PLANEJAMENTO ENERGÉTICO BRASILEIRO: HISTÓRICO - CARACTERÍSTICAS Pioneirismo do setor elétrico

Leia mais

Benchmarking de consumo energético em edificações

Benchmarking de consumo energético em edificações Benchmarking de consumo energético em edificações Edward Borgstein CT Energia, CBCS BENCHMARKING E DESEMPENHO ENERGÉTICO OPERACIONAL (DEO) Consumos de projeto Consumo de energia Etiqueta de projeto/construção

Leia mais

Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica www.abinee.org.br Associação de Classe de âmbito nacional Entidade sem fins lucrativos Fundada em setembro de 1963 Cerca de 600 associadas (em 1.500

Leia mais

CONTEÚDO LOCAL DESAFIOS E OPORTUNIDADES

CONTEÚDO LOCAL DESAFIOS E OPORTUNIDADES CONTEÚDO LOCAL DESAFIOS E OPORTUNIDADES CADFOR São Paulo Organização Nacional da Indústria do Petróleo - ONIP CONTEÚDO LOCAL SIGNIFICA O VALOR AGREGADO NO PAÍS PARA A PRODUÇÃO DE UM BEM, SISTEMA OU SERVIÇO

Leia mais

BIM - Building Information Modeling Os benefícios do planejamento através da Plataforma BIM

BIM - Building Information Modeling Os benefícios do planejamento através da Plataforma BIM BIM - Building Information Modeling Os benefícios do planejamento através da Plataforma BIM A crescente complexidade e a maior quantidade de sistemas envolvidos na construção civil atualmente exige s mais

Leia mais

Alguns questionamentos

Alguns questionamentos Alguns questionamentos Quais são as principais preocupações das administradoras e operadores prediais em relação ao desempenho do sistema de Ar Condicionado? - Atender a carga térmica (subdimensionamento

Leia mais

Contier Arquitetura. Contier Arquitetura

Contier Arquitetura. Contier Arquitetura Apresentação Contier Arquitetura Contier Arquitetura É uma empresa de Arquitetura e Urbanismo que atua em âmbito nacional; É uma empresa capaz de criar e implementar projetos afinados com o mercado, duradouros

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DOS TRENS REGIONAIS. Silvestre Eduardo Rocha Ribeiro Diretor de Planejamento Companhia Paulista Trens Metropolitanos - CPTM

A IMPORTÂNCIA DOS TRENS REGIONAIS. Silvestre Eduardo Rocha Ribeiro Diretor de Planejamento Companhia Paulista Trens Metropolitanos - CPTM A IMPORTÂNCIA DOS TRENS REGIONAIS Silvestre Eduardo Rocha Ribeiro Diretor de Planejamento Companhia Paulista Trens Metropolitanos - CPTM REDE DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS SOBRE TRILHOS NA MACROMETRÓPOLE

Leia mais

Apresentação de case Implantação de GED. Diego Lemos

Apresentação de case Implantação de GED. Diego Lemos Apresentação de case Implantação de GED Diego Lemos AGENDA Alguns pontos de vistas para Gestão de Documentação de Engenharia; Conceitos que motivam a utilização de um GED; Apresentação de um case Implantação

Leia mais

Projeto Físico e Lógico de Redes de Processamento. Kleber A. Ribeiro

Projeto Físico e Lógico de Redes de Processamento. Kleber A. Ribeiro Projeto Físico e Lógico de Redes de Processamento Kleber A. Ribeiro Um pouco sobre o PMI PMI - Project Management Institute PMI Instituição internacional sem fins lucrativos criada em 1969 Desenvolve normas,

Leia mais

BIM Gerenciamento de Projetos Construção Enxuta

BIM Gerenciamento de Projetos Construção Enxuta BIM Gerenciamento de Projetos Construção Enxuta FASES DE UM EMPREENDIMENTO PROJETOS PLANEJAMENTO CONSTRUÇÃO BIM GP LEAN FASES DE UM EMPREENDIMENTO PROJETOS Evolução dos Sistemas de TI Antes dos anos 80

Leia mais

BIM Estágio Atual e Perspectivas: Projeto Estrutural TQS BIM. Estágio Atual e Perspectivas: Projeto Estrutural TQS. Abram Belk -

BIM Estágio Atual e Perspectivas: Projeto Estrutural TQS BIM. Estágio Atual e Perspectivas: Projeto Estrutural TQS. Abram Belk - BIM Estágio Atual e Perspectivas: Projeto Estrutural Abram Belk - abram@tqs.com.br TQS BIM O BIM do ponto de vista do projeto estrutural O BIM do ponto de vista de um fornecedor de software de projeto

Leia mais

Cooperação Brasil Alemanha Programa Energia

Cooperação Brasil Alemanha Programa Energia Cooperação Brasil Alemanha Programa Energia MAPEAMENTO PARA PUBLIC-PRIVATE-PARTNERSHIPS NOS SETORES DE ENERGIAS RENOVÁVEIS E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA ENTRE O BRASIL E A ALEMANHA Raymundo Aragão Anima Projetos

Leia mais

AVALIAÇÃO AMBIENTAL INTEGRADA (AAI) Ricardo Cavalcanti Furtado Superintendente de Meio Ambiente

AVALIAÇÃO AMBIENTAL INTEGRADA (AAI) Ricardo Cavalcanti Furtado Superintendente de Meio Ambiente AVALIAÇÃO AMBIENTAL INTEGRADA (AAI) Ricardo Cavalcanti Furtado Superintendente de Meio Ambiente Manaus, junho/2006 Empresa de Pesquisa Energética Empresa pública, vinculada ao Ministério de Minas e Energia,

Leia mais

XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica. Substituição do Sistema de Refrigeração na Prefeitura da Cidade do Recife

XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica. Substituição do Sistema de Refrigeração na Prefeitura da Cidade do Recife XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2008-06 a 10 de outubro Olinda - Pernambuco - Brasil Substituição do Sistema de Refrigeração na Prefeitura da Cidade do Recife Dorival

Leia mais

Complexo Industrial em Cubatão: fábrica de blocos navais

Complexo Industrial em Cubatão: fábrica de blocos navais Complexo Industrial em Cubatão: fábrica de blocos navais Osmar Martins Luz Superintendente de Planejamento Estratégico 09/08/10 Sobre a Usiminas Mecânica 2 Estrutura Organizacional ORGANOGRAMA Diretor

Leia mais

FENERGIA

FENERGIA FENERGIA 2016 28.11.2016 Eficiência Energética: Cenários e Oportunidades CENÁRIO DE ENERGIA - MUNDO Mudança na demanda de Energia: atual - 2035 Insights» 21 % do consumo mundial atual = China» Crescimento

Leia mais

Planejamento da transmissão

Planejamento da transmissão MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA Fórum: Os Desafios da Transmissão Planejamento da transmissão Thiago Guilherme Ferreira Prado CoordenadorGeral de Planejamento de Energia Elétrica Substituto 14 de abril de

Leia mais

Aço com qualidade, economia e velocidade. Somos a Manchester.

Aço com qualidade, economia e velocidade. Somos a Manchester. Aço com qualidade, economia e velocidade. Somos a Manchester. Armadura Pronta Soldada A solução sob medida para a sua obra O processo de industrialização na construção civil é a última tendência mundial

Leia mais

Desafios para a gestão integrada em saúde e meio ambiente

Desafios para a gestão integrada em saúde e meio ambiente Desafios para a gestão integrada em saúde e meio ambiente Ambiente diferenciado do meio empresarial Campus Santo Amaro - Centro Universitário rio SENAC 120 mil m2 de terreno 21 cursos de graduação e 7

Leia mais

SECRETÁRIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE PORTARIA Nº. 015, DE 21 DE OUTUBBRO DE 2004.

SECRETÁRIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE PORTARIA Nº. 015, DE 21 DE OUTUBBRO DE 2004. SECRETÁRIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE PORTARIA Nº. 015, DE 21 DE OUTUBBRO DE 2004. O SECRETÁRIO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE, no uso de suas atribuições legais e regulamentares, conforme art. 27º, do Decreto

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS ESCRITÓRIOS DE ARQUITETURA

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS ESCRITÓRIOS DE ARQUITETURA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS ESCRITÓRIOS DE ARQUITETURA AsBEA Fundada em 1973, a AsBEA Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura é uma entidade independente, que congrega empresas de arquitetura

Leia mais

MPEP ITA PG/EAM-P. Turma Senai. Plano de Ensino. MB-756 Pesquisa Operacional Aplicada à Produção

MPEP ITA PG/EAM-P. Turma Senai. Plano de Ensino. MB-756 Pesquisa Operacional Aplicada à Produção MPEP www.mpep.ita.br ITA PG/EAM-P Turma Senai Plano de Ensino MB-756 Pesquisa Operacional Aplicada à Produção Professor responsável: Rodrigo Arnaldo Scarpel São José dos Campos, SP 15 de Junho de 2014

Leia mais

Otimização de Canteiros de Obras utilizando da tecnologia da informação: SaaS e Mobilidade. Ana Cecilia Tobias Ribeiro de Souza Engenheira Civil

Otimização de Canteiros de Obras utilizando da tecnologia da informação: SaaS e Mobilidade. Ana Cecilia Tobias Ribeiro de Souza Engenheira Civil Otimização de Canteiros de Obras utilizando da tecnologia da informação: SaaS e Mobilidade Ana Cecilia Tobias Ribeiro de Souza Engenheira Civil AGENDA 1. Apresentação Speaker Ana Cecilia T R de Souza Engenheira

Leia mais

Conceitos fundamentais à nova lei de licitações e principais problemas do PLS nº 559/2013. Russell Rudolf Ludwig, Vice Presidente do Sinaenco/SP

Conceitos fundamentais à nova lei de licitações e principais problemas do PLS nº 559/2013. Russell Rudolf Ludwig, Vice Presidente do Sinaenco/SP Conceitos fundamentais à nova lei de licitações e principais problemas do PLS nº 559/2013 Russell Rudolf Ludwig, Vice Presidente do Sinaenco/SP A Modernização da Lei de Licitações Histórico: Lei 8.666/1993

Leia mais

Chegou a solução completa em projetos de franquia.

Chegou a solução completa em projetos de franquia. Chegou a solução completa em projetos de franquia. CONCEITO DIFERENCIAL PROCESSOS PRODUTOS FERRAMENTAS Não falta mais nada para o sucesso do seu negócio CONCEITO SOLUÇÕES COMPLETAS NO DESENVOLVIMENTO DE

Leia mais

INTEGRAÇÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO COM SERVIÇOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS

INTEGRAÇÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO COM SERVIÇOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS INTEGRAÇÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO COM SERVIÇOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS OPERAÇÕES DO SERVIÇO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS E OBRAS G e r e nciamento de Projetos P a r a d a s d e M a n u t e n

Leia mais

GESTÃO DO PROCESSO DE PROJETOS Sistemas Prediais: (Instalações Elétricas e Hidrossanitárias)

GESTÃO DO PROCESSO DE PROJETOS Sistemas Prediais: (Instalações Elétricas e Hidrossanitárias) GESTÃO DO PROCESSO DE PROJETOS Sistemas Prediais: (Instalações Elétricas e Hidrossanitárias) AGENDA 1 2 3 Apresentação Palestrante Informações necessárias no projeto Sistemas Prediais: Especialidades 4

Leia mais

Escopo: PROCESSOS FUNDAMENTAIS

Escopo: PROCESSOS FUNDAMENTAIS Escopo: PROCESSOS FUNDAMENTAIS Etapa:Desenvolvimento de software Disciplina: Auditoria & Qualidade em Sistemas de Informação Professor: Lucas Topofalo Integrantes: Joel Soares de Jesus Luiz R. Bandeira

Leia mais

Eficiência Energética em Iluminação Estudo de Caso na Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre Cleber Correa AEAMESP

Eficiência Energética em Iluminação Estudo de Caso na Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre Cleber Correa AEAMESP Eficiência Energética em Iluminação Estudo de Caso na Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre Cleber Correa 21ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA AEAMESP TRABALHO ESTE TRABALHO FOI SELECIONADO COMO

Leia mais

TECNÓLOGO EM AGROINDÚSTRIA ITINERÁRIO FORMATIVO

TECNÓLOGO EM AGROINDÚSTRIA ITINERÁRIO FORMATIVO TECNÓLOGO EM AGROINDÚSTRIA Módulo Básico I 3 Módulo Específico II 365 h Beneficiamento e Industrialização de Grãos Toxicologia dos Alimentos Sistemas Agroindustriais Alimentares Sistemas de Armazenamento

Leia mais

Apresentação ao Comitê de Negócios 01/07/2004

Apresentação ao Comitê de Negócios 01/07/2004 Fórum Regional do PROMINP - PE Apresentação ao Comitê de Negócios Pré Workshop 18/01/2006 01/07/2004 Fórum Regional do PROMINP MG Estabelecimento da REDE PETRO-MG, como rede inicial da Rede Brasil de Tecnologia

Leia mais

Estratégias da Implantação para a Conquista da Certificação ONA no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes

Estratégias da Implantação para a Conquista da Certificação ONA no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes Estratégias da Implantação para a Conquista da Certificação ONA no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes Nossa história Cenário Cenário Nossa história Setores Previsão segundo o Plano de Trabalho Quando

Leia mais

Estratégia Tecnológica da Petrobras

Estratégia Tecnológica da Petrobras Câmara Britânica de Comércio e Indústria no Brasil Rio de Janeiro, 1º de setembro de 2011 Estratégia Tecnológica da Petrobras Carlos Tadeu da Costa Fraga Gerente Executivo do CENPES Petrobras no mundo

Leia mais

ANEXO I PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DA OBRA DE CONTENÇÃO DA BORDA DO LAGO DO SAPIENS PARQUE

ANEXO I PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DA OBRA DE CONTENÇÃO DA BORDA DO LAGO DO SAPIENS PARQUE ANEXO I PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DA OBRA DE CONTENÇÃO DA BORDA DO LAGO DO SAPIENS PARQUE Sumário 1 1 Objetivo... 3 2 Características Principais... 3 2.1 Área de Intervenção... 3 2.2 Projeto Executivo

Leia mais

Unidade de Negócio de Exploração e Produção da Bacia de Santos UN-BS

Unidade de Negócio de Exploração e Produção da Bacia de Santos UN-BS Unidade de Negócio de Exploração e Produção da Bacia de Santos UN-BS Novos Empreendimentos previstos para a UN-BS no Plano de Negócios 2007-2011 da Petrobras José Luiz Marcusso Gerente-Geral São Paulo,

Leia mais

Tecnologia BIM: Do Projeto à Construção

Tecnologia BIM: Do Projeto à Construção Joyce Delatorre Método Engenharia CR4740-V O uso da tecnologia BIM tem avançado no mercado brasileiro. Construtoras buscam utilizá-la nas etapas de préconstrução e construção para aprimorar o processo

Leia mais

CONTRATO N.º 01 DE 01 DE ABRIL DE 2011 Assinatura: 01/04/2011

CONTRATO N.º 01 DE 01 DE ABRIL DE 2011 Assinatura: 01/04/2011 CONTRATO N.º 01 DE 01 DE ABRIL DE 2011 Assinatura: 01/04/2011 Contratado: KIZA SP INFORMÁTICA LTDA Objeto: Prestação de manutenção, atualização de versões e suporte ao software denominado Forponto, módulo

Leia mais

Entendendo a automação residencial

Entendendo a automação residencial Entendendo a automação residencial Tendências na construção civil; Definição de automação residencial; Classificação dos sistemas de automação; Principais sistemas da residência; Automação centralizada

Leia mais

Barreiras à adoção de construções ambientalmente mais sustentáveis em instituições de ensino superior

Barreiras à adoção de construções ambientalmente mais sustentáveis em instituições de ensino superior Barreiras à adoção de construções ambientalmente mais sustentáveis em instituições de ensino superior Cenário atual do setor da construção civil Com a criação de programas de incentivo governamentais para

Leia mais

PROJETOS. Reduza seus Custos com TI sem perder a qualidade.

PROJETOS. Reduza seus Custos com TI sem perder a qualidade. PROJETOS Reduza seus Custos com TI sem perder a qualidade. Conheça a FNC IT A FNC é uma empresa especializada em oferecer soluções completas e dinâmicas em tecnologia da informação para o mercado corporativo,

Leia mais

Construção e Minerais Não-Metálicos

Construção e Minerais Não-Metálicos Construção e ESTUDO DE TENDÊNCIAS Tendências Construção e Tendência Fenômeno social ou tecnológico de alto poder de impacto, cujo desenvolvimento, por vezes já em curso, indica durabilidade em horizontes

Leia mais

Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO

Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR 1. Projeto: OEI/BRA/09/004 - Aprimoramento da sistemática

Leia mais

Prof. Dr. Eduardo Toledo Santos Escola Politécnica da USP. XIV Encontro Nacional de Empresas Projetistas e Consultores da ABRAVA 9-10/10/2014

Prof. Dr. Eduardo Toledo Santos Escola Politécnica da USP. XIV Encontro Nacional de Empresas Projetistas e Consultores da ABRAVA 9-10/10/2014 O que é BIM? Por que BIM é importante para você? Por que BIM é importante para seu cliente? Oportunidades & Desafios Brasília, 10 de outubro de 2014 O que é? Building Information Modeling = Modelagem da

Leia mais

OFERTA DE SERVIÇOS DE CAPACITAÇÃO TECNOLÓGICA PARA A CADEIA DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL

OFERTA DE SERVIÇOS DE CAPACITAÇÃO TECNOLÓGICA PARA A CADEIA DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL Lançamento do PROMINP na Bahia Auditório FIEB OFERTA DE SERVIÇOS DE CAPACITAÇÃO TECNOLÓGICA PARA A CADEIA DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL SENAI - IEL OFERTA DE SERVIÇOS DE CAPACITAÇÃO TECNOLÓGICA PARA A CADEIA

Leia mais

ENERGIAS RENOVÁVEIS E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

ENERGIAS RENOVÁVEIS E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EIXO 4 ENERGIAS RENOVÁVEIS E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA VERSÃO PRELIMINAR Contexto O mundo vive atualmente o desafio de seguir com seu processo de desenvolvimento socioeconômico com recursos cada vez mais escassos.

Leia mais

Oficina - Gestão por Processos

Oficina - Gestão por Processos Oficina - Gestão por Processos Isaac da Silva Torres João Francisco da Fontoura Vieira 02/09/2015 Escritório de Processos 1 Tópicos Nesta oficina, apresentaremos a Gestão por Processos e a sua relação

Leia mais

Energia Solar: como o Centro Sebrae de Sustentabilidade se tornou um Prédio Zero Energia

Energia Solar: como o Centro Sebrae de Sustentabilidade se tornou um Prédio Zero Energia Energia Solar: como o Centro Sebrae de Sustentabilidade se tornou um Prédio Zero Energia CENTRO SEBRAE DE SUSTENTABILIDADE MISSÃO Gerir e disseminar conhecimentos, soluções xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Leia mais

AEAMESP 21ª. Manejo Arbóreo Otimização dos Processos nos Empreendimentos do Metrô de São Paulo SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA

AEAMESP 21ª. Manejo Arbóreo Otimização dos Processos nos Empreendimentos do Metrô de São Paulo SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA Manejo Arbóreo Otimização dos Processos nos Empreendimentos do Metrô de São Paulo Ana Paula Rodrigues dos Santos Segarro Michelle Nakazato Mikaro Neila Custódio Victor Bassettti Martinho 21ª SEMANA DE

Leia mais

Licitação da Solução de Registro Eletrônico em Saúde. Paulo Cesar de Araújo Gerente

Licitação da Solução de Registro Eletrônico em Saúde. Paulo Cesar de Araújo Gerente Paulo Cesar de Araújo Gerente SRES Constituída dos seguintes serviços: 1. Disponibilização do Software RES 2. Serviços de Integração com a Base Única 3. Serviços de Manutenção Evolutiva 4. Serviços de

Leia mais

Projeto de Pesquisa Seminário 1. ARQ739 Programação Arquitetônica: Edificações de Função Complexa Leonardo Bocanera Ferreira Prof.

Projeto de Pesquisa Seminário 1. ARQ739 Programação Arquitetônica: Edificações de Função Complexa Leonardo Bocanera Ferreira Prof. Projeto de Pesquisa Seminário 1 ARQ739 Programação Arquitetônica: Edificações de Função Complexa Leonardo Bocanera Ferreira Prof. Antônio Pedro Tema O Potencial da Tecnologia BIM no Desenvolvimento do

Leia mais

DISCIPLINAS DOS CERTIFICADOS DE ESTUDOS ESPECIAIS

DISCIPLINAS DOS CERTIFICADOS DE ESTUDOS ESPECIAIS Relação das disciplinas necessárias para obtenção de certificado de estudos especiais em: Controle e automação; Engenharia automobilística; Engenharia biomédica; Engenharia de estruturas; Engenharia de

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: Engenharia Civil Cabo Frio SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Missão O Curso de Engenharia Civil da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar profissionais com sólidos conhecimentos tecnológicos

Leia mais

CONSTRUINDO SUA CASA EM ALPHAVILLE. AlphaVille Teresina

CONSTRUINDO SUA CASA EM ALPHAVILLE. AlphaVille Teresina CONSTRUINDO SUA CASA EM ALPHAVILLE AlphaVille Teresina Como será a casa? ESTILO ARQUITETÔNICO Como será a casa? Sala de Estar Sala de Jantar Home theater Lareira Lavabo Sala de Almoço / Copa Cozinha Despensa

Leia mais

Oficina - Gestão por Processos

Oficina - Gestão por Processos Oficina - Gestão por Processos Isaac da Silva Torres João Francisco da Fontoura Vieira 02/09/2015 Escritório de Processos 1 Tópicos Nesta oficina, apresentaremos a Gestão por Processos e a sua relação

Leia mais

Seminário O Papel do Congresso Nacional na inovação tecnológica. Painel III O setor produtivo e a inovação tecnológica

Seminário O Papel do Congresso Nacional na inovação tecnológica. Painel III O setor produtivo e a inovação tecnológica Seminário O Papel do Congresso Nacional na inovação tecnológica Painel III O setor produtivo e a inovação tecnológica Roberto Murilo Carvalho de Souza Gerente de Estratégia Tecnológica CENPES PETROBRAS

Leia mais

Profª Mônica Suely G. de Araujo

Profª Mônica Suely G. de Araujo Profª Mônica Suely G. de Araujo Desempenho Características Confiabilidade Reputação 2 1 Durabilidade Utilidade Resposta Estética 3 Projeto Conformidade Capabi lidade Atendi mento ao Cliente Cultura da

Leia mais

XI-123 Sistema Aberto de Gerenciamento de Energia SAGE: Uma Ferramenta para Operação e Gestão Eficientes

XI-123 Sistema Aberto de Gerenciamento de Energia SAGE: Uma Ferramenta para Operação e Gestão Eficientes XI-123 Sistema Aberto de Gerenciamento de Energia SAGE: Uma Ferramenta para Operação e Gestão Eficientes Belo Horizonte/MG Setembro 2007 Paulo da Silva Capella G E R E N T E D E P R O J E T O Autores Paulo

Leia mais

CURSO: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EMENTAS º PERÍODO

CURSO: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EMENTAS º PERÍODO CURSO: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EMENTAS - 2016.1 1º PERÍODO DISCIPLINA: INTRODUÇÃO AO CÁLCULO DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE FÍSICA DISCIPLINA: REPRESENTAÇÃO GRÁFICA DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DISCIPLINA:

Leia mais

Ferramentas de TI para o Comissionamento de Empreendimentos Industriais

Ferramentas de TI para o Comissionamento de Empreendimentos Industriais Ferramentas de TI para o Comissionamento de Empreendimentos Industriais Luciano Gaete / Antonio João Prates 26 de Outubro 2007 1 Introdução O comissionamento Conjunto de técnicas e procedimentos de engenharia

Leia mais

PROMINP E&P 17 Fortalecimento da Estrutura das Empresas de Engenharia de Projetos para a Indústria de Petróleo e Gás, sua Capacitação Tecnológica e

PROMINP E&P 17 Fortalecimento da Estrutura das Empresas de Engenharia de Projetos para a Indústria de Petróleo e Gás, sua Capacitação Tecnológica e PROMINP E&P 17 Fortalecimento da Estrutura das Empresas de Engenharia de Projetos para a Indústria de Petróleo e Gás, sua Capacitação Tecnológica e Sustentabilidade E&P-17: Fortalecimento da Estrutura

Leia mais

Ilton José Rossetto Filho

Ilton José Rossetto Filho Dados Pessoais Ilton José Rossetto Filho NOME COMPLETO: Ilton Jose Rossetto Filho ESTADO CIVIL: Casado NACIONALIDADE: Brasileiro DATA DE NASCIMENTO: 15.10.1964 NATURALIDADE: Salvador IDADE: 50 NOME DO

Leia mais

Rastreabilidade de Requisitos

Rastreabilidade de Requisitos Rastreabilidade de Requisitos Guilherme Siqueira Simões 25/10/2016 2016 FATTO Consultoria e Sistemas www.fattocs.com 1 ORIENTAÇÕES INICIAIS Dê preferência ao uso de uma conexão de banda larga O evento

Leia mais

Programa Operações Logísticas e Supply Chain ESPM/SENAI-MS. Manual do Curso

Programa Operações Logísticas e Supply Chain ESPM/SENAI-MS. Manual do Curso Programa Operações Logísticas e Supply Chain ESPM/SENAI-MS Manual do Curso São Paulo Educação Executiva 2017 Apresentação Oferece aos profissionais, que atuam nas indústrias e serviços, visão ampla de

Leia mais

Planejamento nacional e Integração elétrica regional. Amilcar Guerreiro Diretor de Estudos de Energia Elétrica

Planejamento nacional e Integração elétrica regional. Amilcar Guerreiro Diretor de Estudos de Energia Elétrica Planejamento nacional e Integração elétrica regional Amilcar Guerreiro Diretor de Estudos de Energia Elétrica Foz do Iguaçu, Brasil 27 de novembro de 2015 Planejamento nacional e Integração elétrica regional

Leia mais

Fabio Villas Bôas. Jardim das Perdizes, São Paulo

Fabio Villas Bôas. Jardim das Perdizes, São Paulo Fabio Villas Bôas Jardim das Perdizes, São Paulo O que é um bairro sustentável? Sustentabilidade a partir dos bairros Conceito: escala ideal para acelerar a implantação Portland: algumas iniciativas Anos

Leia mais

Título da Apresentação

Título da Apresentação Título da Apresentação Processo Demoiselle para Modelagem de Negócio Palestrantes: Alisson Wilker alisson-wilker.silva@serpro.gov.br http://www.frameworkdemoiselle.gov.br/projetos/process 00/00/0000 Agenda

Leia mais

Desenvolvimento da Cadeia de Fornecedores e Sustentabilidade. Augusto Riccio Desenvolvimento de Sistemas de Gestão Gerente de Práticas de Gestão

Desenvolvimento da Cadeia de Fornecedores e Sustentabilidade. Augusto Riccio Desenvolvimento de Sistemas de Gestão Gerente de Práticas de Gestão Desenvolvimento da Cadeia de Fornecedores e Sustentabilidade Augusto Riccio Desenvolvimento de Sistemas de Gestão Gerente de Práticas de Gestão Convênio Nacional Petrobras-Sebrae: Inserção de MPEs na cadeia

Leia mais

Internet das Coisas e Cidades Inteligentes Painel Telebrasil Brasília DF 22/11/2016

Internet das Coisas e Cidades Inteligentes Painel Telebrasil Brasília DF 22/11/2016 Internet das Coisas e Cidades Inteligentes Painel Telebrasil - 2016 Brasília DF 22/11/2016 O que é IoT? Interação entre tudo e todos, provendo serviços avançados por meio de comunicação inteligente, permitindo

Leia mais

Introduz áreas adicionais de conhecimento (reabilitação, segurança, sustentabilidade...)

Introduz áreas adicionais de conhecimento (reabilitação, segurança, sustentabilidade...) Aprofunda conhecimentos específicos já introduzidos nos anos anteriores nas cadeiras de Materiais de Construção, Física das Construções, Tecnologia das Construções e Direcção de Obras; Introduz áreas adicionais

Leia mais

Fátima Gonçalves. BIM uma tecnologia de gerenciamento de informação com tecnologia TRIMBLE

Fátima Gonçalves. BIM uma tecnologia de gerenciamento de informação com tecnologia TRIMBLE Fátima Gonçalves BIM uma tecnologia de gerenciamento de informação com tecnologia TRIMBLE Trimble Transforming the Way the World Works ANÁLISE RAPIDEZ MODELAGEM OTIMIZAÇÃO PRODUTIVIDADE COLABORAÇÃO CONECTIVIDADE

Leia mais

Certificação ISO

Certificação ISO Sistema de Gestão Ambiental SGA Certificação ISO 14.000 SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL - SGA Definição: Conjunto de ações sistematizadas que visam o atendimento das Boas Práticas, das Normas e da Legislação

Leia mais