FORMACÃO DE SUPERVISORES DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA NO BRASIL. Adelia Sahyun

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FORMACÃO DE SUPERVISORES DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA NO BRASIL. Adelia Sahyun"

Transcrição

1 FORMACÃO DE SUPERVISORES DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA NO BRASIL Adelia Sahyun

2 O GRUPO DE ESTUDO, COMPOSTO POR Gian Maria Sordi Coordenador Adelia Sahyun Paulo Gonçalves de Oliveira Ricardo Andreucci Waldomiro Figueiredo

3 1 Quais são as tarefas a serem desempenhadas pelo especialista em radioproteção na indústria 2 Que conhecimento técnico científico em radioproteção na área da indústria, deve possuir para executar as tarefas específicas

4 3 Que programa educacional fornece ao futuro especialista em radioproteção na área da indústria os conhecimentos exigidos para executar as tarefas específicas 4 Que bibliografia básica, detalhada por capítulo e subcapítulo, fornece os conhecimentos exigidos no programa educacional em questão

5 Na primeira coluna, intitulada HABILIDADES, colocamos o que o profissional deve executar para cumprir as normas vigentes

6 Na segunda coluna, intitulada BASE TECNOLÓGICA, colocamos o que o profissional deve conhecer do assunto técnico científico para a execução das HABILIDADES

7 Partindo do exposto na segunda coluna, colocamos na terceira, intitulada PROGRAMA, o conteúdo do curso que fornecerá os conhecimentos necessários para cumprir os primeiros dois itens

8 Na quarta e última coluna, intitulada REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS, colocamos aonde pode ser encontrado o conteúdo do curso e especificamos detalhadamente a profundidade em que deve ser desenvolvido cada assunto

9 DISCIPLINA Física Atômica e Nuclear Efeitos Biológicos da Radiação Ionizante Grandezas Físicas e Unidades usadas em Proteção Radiológica

10 Normas da CNEN CNEN NN-3.01 Diretrizes Básicas de Proteção Radiologica CNEN NN-3.02 Serviços de Radioproteção Res 146/13 Certificação da Qualificação para Supervisores de Proteção Radiológica CNEN NN-5.01 Transporte de Materiais Radioativos

11 Instrumentação Nuclear Princípios de Proteção Radiológica Fatores de Proteção Sistemas de Proteção Radiológica Estatística Seguridade (Proteção Física)

12 TOTAL 8 Disciplinas 81 Habilidades para executar os deveres de Proteção Radiológica na Área Industrial

13 DISCIPLINA PRINCÍPIOS DE RADIOPROTEÇÃO FATORES DE PROTEÇÃO 1. Identificar as situações em que existe a necessidade do uso de técnicas para redução de dose e determinação adequada. Habilidades

14 Bases Tecnológicas Conhecer a relação distância fonte-dose no indivíduo, suas vantagens e limitações Conhecer a relação tempo de exposição, do indivíduo, à fonte de radiação e a dose por ele recebida, suas vantagens e limitações Ter noção de feixe de radiação amplo e estreito e as equações que os identificam para uma fonte puntiforme Conhecer os melhores e mais comuns materiais de blindagem e suas vantagens e desvantagens de utilização

15 Programa Engenharia de radioproteção: fatores tempo, distância e blindagem Cálculo de dose integrada no tempo e taxa de dose externas para fonte puntiforme gama Cálculo de dose integrada no tempo e taxa de taxa de dose externas para fonte puntiforme beta Feixe colimado (estreito) e amplo e as equações gerais que o representam, para uma fonte emissora gama puntiforme Cálculo de espessura da blindagem para fontes puntiformes emissoras gama Cálculo de espessura da blindagem para fontes puntiformes emissoras beta Equivalência dos materiais de blindagem e seleção dos mais adequados

16 Bibliografia Hine, GF e Brownell GL, Radiation Dosimetry New York, N.Y., Academic Press, Cap 1 III C pg 6 a 9 e Capítulo 16 pag. 694 a 782 Theodore Rockwell III Reactor Shielding Design Manual D. Van Nostrand Company, Inc. New York, 1956 Capítulos 1, 2 e 9 Structural Shielding Design and Evaluation for Medical use of X Rays and Gamma Rays of Energies up to 10 MeV, NCRP Report 49 Structural Shielding Design for Medical X-Ray Imaging Facilities National Council on Radiation Protection and Measurements NCRP Report 147, 2004 Beltresda, MD, Estados Unidos Structural Shielding Design and Evaluation for Megavoltage X-and Gamma Ray Radiotheraphy Facilities, NCRP-151

17 Obrigada pela atenção

Estudo da influência do espectro de cargas de trabalho no cálculo de blindagem em salas de radiologia convencional

Estudo da influência do espectro de cargas de trabalho no cálculo de blindagem em salas de radiologia convencional BJRS BRAZILIAN JOURNAL OF RADIATION SCIENCES 02-02 (2014) 01-16 Estudo da influência do espectro de cargas de trabalho no cálculo de blindagem em salas de radiologia convencional Alejandro H. L. Gonzales

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM CÓDIGO COMPUTACIONAL PARA CÁLCULOS DE BLINDAGEM EM SALAS RADIOGRÁFICAS

DESENVOLVIMENTO DE UM CÓDIGO COMPUTACIONAL PARA CÁLCULOS DE BLINDAGEM EM SALAS RADIOGRÁFICAS Internationaljoint Conference RADIO 2014 Gramado, RS, Brazil, Augustl 26-29, 2014 SOCIEDADEBRASILEIRA DEPROTEÇÃO RADIOLÕGICA - SBPR DESENVOLVIMENTO DE UM CÓDIGO COMPUTACIONAL PARA CÁLCULOS DE BLINDAGEM

Leia mais

Secretaria da Saúde de Pelotas UPA Nível III

Secretaria da Saúde de Pelotas UPA Nível III 1 Porto Alegre, 10 de dezembro de 2012. Secretaria da Saúde de Pelotas UPA Nível III Relatório de Cálculo de Blindagens Sala de Raios X Convencional 2 Cálculo de Blindagens Índice: 1 - Identificação da

Leia mais

NORMA DE HIGIENE OCUPACIONAL PROCEDIMENTO TÉCNICO

NORMA DE HIGIENE OCUPACIONAL PROCEDIMENTO TÉCNICO NORMA DE HIGIENE OCUPACIONAL PROCEDIMENTO TÉCNICO PRESIDENTE DA REPÚBLICA Fernando Henrique Cardoso MINISTRO DO TRABALHO E EMPREGO Francisco Dornelles FUNDACENTRO PRESIDENTE DA FUNDACENTRO Humberto Carlos

Leia mais

ANEXO A. NORMAS DA CNEN www.cnen.gov.br/seguranca/normas/normas.asp

ANEXO A. NORMAS DA CNEN www.cnen.gov.br/seguranca/normas/normas.asp ANEXO A NORMAS DA CNEN www.cnen.gov.br/seguranca/normas/normas.asp A.1. GRUPO 1: INSTALAÇÕES NUCLEARES Resolução CNEN N o 109/2011, Licenciamento de Operadores de Reatores Nucleares, D.O.U. de 01/09/2011.

Leia mais

DETERMINAÇÃO DE CAMADAS SEMI-REDUTORAS E DECI- REDUTORAS PARA BARITA COMO BLINDAGEM CONTRA RADIAÇÃO X EM PROTEÇÃO RADIOLÓGICA

DETERMINAÇÃO DE CAMADAS SEMI-REDUTORAS E DECI- REDUTORAS PARA BARITA COMO BLINDAGEM CONTRA RADIAÇÃO X EM PROTEÇÃO RADIOLÓGICA 2013 International Nuclear Atlantic Conference - INAC 2013 Recife, PE, Brazil, November 24-29, 2013 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENERGIA NUCLEAR - ABEN ISBN: 978-85-99141-05-2 DETERMINAÇÃO DE CAMADAS SEMI-REDUTORAS

Leia mais

NORMA PROCEDIMENTAL RADIOPROTEÇÃO (SEGURANÇA)

NORMA PROCEDIMENTAL RADIOPROTEÇÃO (SEGURANÇA) 50.05.005 1/5 1. FINALIDADE Estabelecer os requisitos básicos de proteção radiológica para as pessoas em relação à exposição à radiação ionizante. 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO Em toda a Instituição onde houver

Leia mais

MÉTODO CONSERVATIVO PARA DETERMINAÇÃO DE ESPESSURA DE MATERIAIS UTILIZADOS PARA BLINDAGEM DE INSTALAÇÕES VETERINÁRIAS

MÉTODO CONSERVATIVO PARA DETERMINAÇÃO DE ESPESSURA DE MATERIAIS UTILIZADOS PARA BLINDAGEM DE INSTALAÇÕES VETERINÁRIAS InternationalJoint Conference RADIO 2014 Gramado, RS, Brazil, Augustl 26-29, 2014 SOCIEDADE BRASILEIRA DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA - SBPR MÉTODO CONSERVATIVO PARA DETERMINAÇÃO DE ESPESSURA DE MATERIAIS UTILIZADOS

Leia mais

Procedimentos para verificação da eficácia do Sistema de Segurança Radiológica de Instalações Cíclotrons Categoria II (AIEA)

Procedimentos para verificação da eficácia do Sistema de Segurança Radiológica de Instalações Cíclotrons Categoria II (AIEA) Procedimentos para verificação da eficácia do Sistema de Segurança Radiológica de Instalações Cíclotrons Categoria II (AIEA) Videira, H.S. 1,2 ; Abe, R. 1,2 e Buchpiguel, C.A. 1,3 1 Hospital das Clinicas

Leia mais

PROTEÇÃO RADIOLÓGICA EM SERVIÇOS DE MAMOGRAFIA

PROTEÇÃO RADIOLÓGICA EM SERVIÇOS DE MAMOGRAFIA PROTEÇÃO RADIOLÓGICA EM SERVIÇOS DE MAMOGRAFIA Tânia Aparecida Correia Furquim 1 1 PRINCÍPIOS DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA Radiação pode ser definida como a energia que vem de uma fonte e viaja através do vácuo

Leia mais

A RADIAÇÃO IONIZANTE. O que é? Fontes de radiação Efeitos biológicos

A RADIAÇÃO IONIZANTE. O que é? Fontes de radiação Efeitos biológicos A RADIAÇÃO IONIZANTE O que é? Fontes de radiação Efeitos biológicos Palestra introdutória Curso de Física da Radiação I -2004/1 Resp.: Prof. Stenio Dore O que é radiação? Def. abrangente: É o transporte

Leia mais

O Centro Regional de Treinamento do IRD/IAEA IRD/IAEA Simpósio Minérios & Radioatividade

O Centro Regional de Treinamento do IRD/IAEA IRD/IAEA Simpósio Minérios & Radioatividade O Centro Regional de Treinamento do Simpósio Minérios & Radioatividade 18 a 20 de Agosto de 2014 Almir Faria Clain almir@ird.gov.br Centro Regional de Treinamento do O Centro Regional de Ensino e Treinamento:

Leia mais

II CONGRESSO DE FÍSICA MÉDICA DA UNICAMP. Para além da Radioterapia Atuação do Físico Médico na Proteção Radiológica. Clarice Cardoso Xavier

II CONGRESSO DE FÍSICA MÉDICA DA UNICAMP. Para além da Radioterapia Atuação do Físico Médico na Proteção Radiológica. Clarice Cardoso Xavier II CONGRESSO DE FÍSICA MÉDICA DA UNICAMP Para além da Radioterapia Atuação do Físico Médico na Proteção Radiológica Clarice Cardoso Xavier Trajetória Graduação Atividades extra-curriculares 5º ano - Estágio

Leia mais

CURSO II - PRÉ-CONGRESSO

CURSO II - PRÉ-CONGRESSO RUA DO ROSÁRIO, 135 4º ANDAR / CENTRO RIO DE JANEIRO / RJ CEP.: 20041-005 (21) 2224-2237 (31) 2224-3237 www.abebrasil.org.br 11º Congresso Mundial de Esterilização e 7 Edição do Simpósio Internacional

Leia mais

F ATORES DE PONDERAÇÃO PARA AS GRANDEZAS DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA

F ATORES DE PONDERAÇÃO PARA AS GRANDEZAS DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA POSIÇÃO REGULATÓRIA 3.01/002:2011 F ATORES DE PONDERAÇÃO PARA AS GRANDEZAS DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA 1. REQUISITO DA NORMA SOB INTERPRETAÇÃO Esta Posição Regulatória refere se aos requisitos da Norma CNEN

Leia mais

Aspectos Metrológicos na Estimativa da Atividade Administrada em Pacientes de Medicina Nuclear

Aspectos Metrológicos na Estimativa da Atividade Administrada em Pacientes de Medicina Nuclear Aspectos Metrológicos na Estimativa da Atividade Administrada em Pacientes de Medicina Nuclear A Ruzzarin 1,AM Xavier 2, A Iwahara 1, L Tauhata 1 1 Laboratório Nacional de Metrologia das Radiações Ionizantes/Instituto

Leia mais

PROGRAMA DE MONITORAÇÃO RADIOLÓGICA AMBIENTAL

PROGRAMA DE MONITORAÇÃO RADIOLÓGICA AMBIENTAL POSIÇÃO REGULATÓRIA 3.01/008:2011 PROGRAMA DE MONITORAÇÃO RADIOLÓGICA AMBIENTAL 1. REQUISITO DA NORMA SOB INTERPRETAÇÃO Esta Posição Regulatória refere se ao requisito da Norma CNEN NN 3.01 Diretrizes

Leia mais

Estado da Arte e Segurança dos Serviços de Radiodiagnóstico no Brasil - Visão da Física Médica -

Estado da Arte e Segurança dos Serviços de Radiodiagnóstico no Brasil - Visão da Física Médica - Estado da Arte e Segurança dos Serviços de Radiodiagnóstico no Brasil - Visão da Física Médica - Fís. Adriano Oliveira dos Santos Goulart Especialista em Administração Hospitalar e Negócios em Saúde Especialista

Leia mais

Presença de agentes biológicos com risco potencial à saúde pública e ao meio ambiente.

Presença de agentes biológicos com risco potencial à saúde pública e ao meio ambiente. Classificação Os resíduos de Serviço de Saúde são classificados por grupo e tipo, com base na Resolução CONAMA 5-5/8/93, complementada pela Resolução Federal 283-12/7/2001 Grupo A: INFECTANTES Presença

Leia mais

Participantes Alunos regularmente matriculados no Curso Superior de Tecnologia em Radiologia da UNIP

Participantes Alunos regularmente matriculados no Curso Superior de Tecnologia em Radiologia da UNIP 1 Participantes Alunos regularmente matriculados no Curso Superior de Tecnologia em Radiologia da UNIP Pré-requisitos Ter estudado e compeendido o conteúdo das páginas 5 até 23 do e-book Radiologia Industrial

Leia mais

Leocadio J.C 1.; Ramalho A. T. 1 ; Pinho, A S. 1 ; Lourenço, M. M. J. 1 ; Nicola, M. S. 1 ; D Avila, R. L. 1 ; Melo, I. F 1.; Cucco, A C. S.

Leocadio J.C 1.; Ramalho A. T. 1 ; Pinho, A S. 1 ; Lourenço, M. M. J. 1 ; Nicola, M. S. 1 ; D Avila, R. L. 1 ; Melo, I. F 1.; Cucco, A C. S. CONTROLE DAS FONTES RADIOATIVAS NA INDÚSTRIA ATRAVÉS DE INSPEÇÕES REGULATÓRIAS Leocadio J.C.; Ramalho A. T. ; Pinho, A S. ; Lourenço, M. M. J. ; Nicola, M. S. ; D Avila, R. L. ; Melo, I. F.; Cucco, A C.

Leia mais

Licenciamento de Instalações Produtoras de Radiofármacos no Brasil

Licenciamento de Instalações Produtoras de Radiofármacos no Brasil Licenciamento de Instalações Produtoras de Radiofármacos no Brasil facure@cnen.gov.br ciclotron@cnen.gov.br Alessandro Facure, D.Sc. DIACO/CGMI - CNEN Comissão Nacional de Energia Nuclear Planeja, orienta

Leia mais

Tainá Olivieri Física Médica - UFRJ Supervisora de Proteção Radiológica em Medicina Nuclear CNEN Especialista em Radiodiagnóstico - ABFM Mestre em

Tainá Olivieri Física Médica - UFRJ Supervisora de Proteção Radiológica em Medicina Nuclear CNEN Especialista em Radiodiagnóstico - ABFM Mestre em Tainá Olivieri Física Médica - UFRJ Supervisora de Proteção Radiológica em Medicina Nuclear CNEN Especialista em Radiodiagnóstico - ABFM Mestre em Radioproteção em Dosimetria IRD/CNEN Quem é o (sico médico?

Leia mais

EMENTA PROGRAMA DETALHADO. O que são Técnicas de Inspeção e Controle de Qualidade?

EMENTA PROGRAMA DETALHADO. O que são Técnicas de Inspeção e Controle de Qualidade? CURSO: ENGENHEIRO DE CAMPO - CONSTRUÇÃO E MONTAGEM DISCIPLINA: TÉCNICAS DE INSPEÇÃO E CONTROLE DA QUALIDADE CARGA HORÁRIA TOTAL: 30 horas TEÓRICAS: 22 PRÁTICAS: _08 EMENTA Introdução. O que são as técnicas

Leia mais

CONTROLE DE QUALIDADE DE MEDIDORES DE TENSÃO NÃO- INVASIVOS EM EQUIPAMENTO DE RAIOS X, NÍVEL DIAGNÓSTICO

CONTROLE DE QUALIDADE DE MEDIDORES DE TENSÃO NÃO- INVASIVOS EM EQUIPAMENTO DE RAIOS X, NÍVEL DIAGNÓSTICO Artigo Original Ros RA, Caldas LVE CONTROLE DE QUALIDADE DE MEDIDORES DE TENSÃO NÃO- INVASIVOS EM EQUIPAMENTO DE RAIOS X, NÍVEL DIAGNÓSTICO Renato Assenci Ros 1, Linda V.E. Caldas 1 Resumo Abstract Este

Leia mais

CNEN NE 3.05 abril/1996 REQUISITOS DE RADIOPROTEÇÃO E SEGURANÇA PARA SERVIÇOS DE MEDICINA NUCLEAR

CNEN NE 3.05 abril/1996 REQUISITOS DE RADIOPROTEÇÃO E SEGURANÇA PARA SERVIÇOS DE MEDICINA NUCLEAR CNEN NE 3.05 abril/1996 REQUISITOS DE RADIOPROTEÇÃO E SEGURANÇA PARA SERVIÇOS DE MEDICINA NUCLEAR 2 Requisitos de Radioproteção e Segurança para Serviços de Medicina Nuclear Resolução CNEN 10/96 Publicação:

Leia mais

ÍCONES ORGANIZADORES ATENÇÃO AVALIAÇÃO DEFINIÇÃO/CONCEITO SAIBA MAIS. Olá!

ÍCONES ORGANIZADORES ATENÇÃO AVALIAÇÃO DEFINIÇÃO/CONCEITO SAIBA MAIS. Olá! Manual do aluno Sumário ÍCONES ORGANIZADORES... 3 EMENTA... 4 Objetivo do curso... 5 Público-alvo... 5 Pré Requisitos... 5 Carga-horária... 6 Dicas para estudo... 6 Exercícios de fixação e Avaliação...

Leia mais

Verificação da eficácia da blindagem de água borada construída para um acelerador cíclotron do tipo autoblindado

Verificação da eficácia da blindagem de água borada construída para um acelerador cíclotron do tipo autoblindado Artigo Original Verificação da eficácia da blindagem de água borada construída para um acelerador cíclotron do tipo autoblindado Verification of effectiveness of borated water shield for a cyclotron type

Leia mais

Minicurso. Prof. Luciano Santa Rita

Minicurso. Prof. Luciano Santa Rita Minicurso CÁLCULO DE BLINDAGEM E DOSIMETRIA EM INDÚSTRIA Prof. Luciano Santa Rita http://www.lucianosantarita.pro.br http://facebook.com/spr.lucianosantarita E-mail: tecnologo@lucianosantarita.pro.br Cálculo

Leia mais

Licenciamento e Controle de Instalações Medicinas

Licenciamento e Controle de Instalações Medicinas Prática Medicina Nuclear Autorização para Construção / Autorização para Modificação Itens Importantes à Segurança (conforme Norma CNEN-NN-6.02) A Autorização para Construção /Modificação deverá ser solicitada

Leia mais

Luciano Santa Rita Oliveira Mestre em Radioproteção e Dosimetria Tecnólogo em radiologia

Luciano Santa Rita Oliveira Mestre em Radioproteção e Dosimetria Tecnólogo em radiologia Luciano Santa Rita Oliveira Mestre em Radioproteção e Dosimetria Tecnólogo em radiologia www.lucianosantarita.pro.br tecnologo@lucianosantarita.pro.br Motivação Conceitos fundamentais sobre radioproteção

Leia mais

Princípios do cálculo de blindagem em radioterapia

Princípios do cálculo de blindagem em radioterapia Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 36, n. 3, 3311 (2014) www.sbfisica.org.br Princípios do cálculo de blindagem em radioterapia (Principles of calculating shielding in radiotherapy) Eduardo de

Leia mais

Prof. Magno Cavalheiro www.imagemradiologica.webnode.com. Facebook.com/imagemradiologica

Prof. Magno Cavalheiro www.imagemradiologica.webnode.com. Facebook.com/imagemradiologica Faria. Imaginologista técnico em radiologia médica; Cursando tecnólogo em Radiologia (Universidade do Grande Rio) Pres. Diretório Acadêmico de Radiologia (Universidade do Grande Rio) Especializado em Tomografia

Leia mais

NUCLEARINSTALLATIONSAFETYTRAININGSUPPORTGROUP DISCLAIMER

NUCLEARINSTALLATIONSAFETYTRAININGSUPPORTGROUP DISCLAIMER NUCLEARINSTALLATIONSAFETYTRAININGSUPPORTGROUP DISCLAIMER Theinformationcontainedinthisdocumentcannotbechangedormodifiedinanywayand shouldserveonlythepurposeofpromotingexchangeofexperience,knowledgedissemination

Leia mais

EXPOSIÇÕES OCUPACIONAIS

EXPOSIÇÕES OCUPACIONAIS EXPOSIÇÕES OCUPACIONAIS Silvia Maria Velasques de Oliveira INSTITUTO DE RADIOPROTEÇÃO E DOSIMETRIA PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIOLOGIA, UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EXPOSIÇÃO OCUPACIONAL

Leia mais

Ensaio por raios gama

Ensaio por raios gama A UU L AL A Ensaio por raios gama Na aula anterior, você aprendeu a fazer ensaio por raios X numa chapa soldada. Constatou que durante a realização do ensaio aparentemente nada acontece, porque as radiações

Leia mais

Vigilância e saúde do trabalhador

Vigilância e saúde do trabalhador Vigilância e saúde do trabalhador Vigilância em Saúde do Servidor é o conjunto de ações contínuas e sistemáticas, que possibilita detectar, conhecer, pesquisar, analisar e monitorar os fatores determinantes

Leia mais

NOVAS RECOMENDAÇÕES DA IAEA PARA EXPOSIÇÕES MÉDICAS: IMPACTO EM MEDICINA NUCLEAR NO BRASIL

NOVAS RECOMENDAÇÕES DA IAEA PARA EXPOSIÇÕES MÉDICAS: IMPACTO EM MEDICINA NUCLEAR NO BRASIL IX Latin American IRPA Regional Congress on Radiation Protection and Safety - IRPA 2013 Rio de Janeiro, RJ, Brazil, April 15-19, 2013 SOCIEDADE BRASILEIRA DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA - SBPR NOVAS RECOMENDAÇÕES

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE MEDICINA NUCLEAR Princípios e Aplicações

PROCEDIMENTOS DE MEDICINA NUCLEAR Princípios e Aplicações PROCEDIMENTOS DE MEDICINA NUCLEAR Princípios e Aplicações VIII Encontro de Técnicos de Radiologia da Alta Noroeste Marco Antônio de Carvalho Físico Médico e Supervisor de Radioproteção em Medicina Nuclear

Leia mais

COMPARAÇÃO DA CURVA DE RENDIMENTO DE UM APARELHO DE RAIOS X PEDIÁTRICO UTILIZANDO DOSÍMETROS TERMOLUMINESCENTES E CÂMARADE IONIZAÇÃO CILÍNDRICA

COMPARAÇÃO DA CURVA DE RENDIMENTO DE UM APARELHO DE RAIOS X PEDIÁTRICO UTILIZANDO DOSÍMETROS TERMOLUMINESCENTES E CÂMARADE IONIZAÇÃO CILÍNDRICA Internationaljoint Conference RADIO 2014 Gramado, RS, Brazil, Augustl 26-29, 2014 SOCIEDADEBRASILEIRA DEPROTEÇÃO RADIOLÕGICA - SBPR COMPARAÇÃO DA CURVA DE RENDIMENTO DE UM APARELHO DE RAIOS X PEDIÁTRICO

Leia mais

Ata da Reunião do Grupo Temático xxxx

Ata da Reunião do Grupo Temático xxxx Ata da Reunião do Grupo Temático xxxx Data: 30 e 31 de março de 2009 Local: Centro de Convenções Israel Pinheiro - Brasília - DF OBJETIVO DA REUNIÃO A reunião foi realizada com os laboratórios, no âmbito

Leia mais

PROJETO DE CAPTAÇÃO. 1 o Congresso de Metrologia em Radiações Ionizantes. 23 a 25 de novembro de 2014.

PROJETO DE CAPTAÇÃO. 1 o Congresso de Metrologia em Radiações Ionizantes. 23 a 25 de novembro de 2014. PROJETO DE CAPTAÇÃO 1 o Congresso de Metrologia em Radiações Ionizantes 23 a 25 de novembro de 2014. Instituto de Radiações e Dosimetria Barra da Tijuca - RJ Realização: CONGRESSO BRASILEIRO DAS RADIAÇÕES

Leia mais

LICENCIAMENTO DE INSTALAÇÕES RADIATIVAS

LICENCIAMENTO DE INSTALAÇÕES RADIATIVAS Norma CNEN NN 6.02 Resolução CNEN 166/14 Abril / 2014 LICENCIAMENTO DE INSTALAÇÕES RADIATIVAS Resolução CNEN 112/11 Publicação: DOU 01.09.2011 Resolução CNEN 166/14 Publicação: DOU 29.04.2014 NORMA CNEN

Leia mais

Wilson S. Vieira*, José C. Borges* * e Carlos E. V. Almeida

Wilson S. Vieira*, José C. Borges* * e Carlos E. V. Almeida MX9900178 PROPOSTA DE UM SISTEMA POSTAL PARA A CALIBRACÃO DE FONTES DE 192 lr, UTILIZADAS EM BRAQUITERAPIA DE ALTA TAXA DE DOSE, COM DOSÍMETROS TERMOLUMINESCENTES DE UF:Mn:TÍ Wilson S. Vieira*, José C.

Leia mais

DEVOLUÇÃO DE GERADORES DE Tc-99m EXAURIDOS

DEVOLUÇÃO DE GERADORES DE Tc-99m EXAURIDOS DEVOLUÇÃO DE GERADORES DE Tc-99m EXAURIDOS A Macaw Brasil Transportes oferece o serviço de transporte das blindagens exauridas de geradores de Tc-99m aos usuários que optarem pela realização deste serviço.

Leia mais

Rogério Ferreira da Costa

Rogério Ferreira da Costa jce 2 International Joint Conference RADIO 2014 DIO y Gramado, RS, Brazil, Augustl 26-29, 2014 " y SOCIEDADEBFL4SILEIH4 DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA - SBPR AVALIAÇÃO DO CONHECIMENTO E DA PRÁTICA DOS PROFISSIONAIS

Leia mais

AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO EM RELAÇÃO À PROTEÇÃO RADIOLÓGICA NAS SALAS DE RAIOS-X DA FACULDADE DE ODONTOLOGIA DA UFRGS

AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO EM RELAÇÃO À PROTEÇÃO RADIOLÓGICA NAS SALAS DE RAIOS-X DA FACULDADE DE ODONTOLOGIA DA UFRGS AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO EM RELAÇÃO À PROTEÇÃO RADIOLÓGICA NAS SALAS DE RAIOS-X DA FACULDADE DE ODONTOLOGIA DA UFRGS José Tullio Moro - jtmoro@ufrgs.br Universidade Federal do Rio Grande do

Leia mais

Av. Salvador Allende s/n CEP - 22780-160 Jacarepaguá, Rio de Janeiro, RJ leonardo@ird.gov.br

Av. Salvador Allende s/n CEP - 22780-160 Jacarepaguá, Rio de Janeiro, RJ leonardo@ird.gov.br COMPORTAMENTO DO DETECTOR GEIGER MÜELLER EM RADIOLOGIA DIAGNÓSTICA Leonardo Luiz Ferreira 1, José Guilherme Pereira Peixoto 2, Daniel da Silva Quaresma 3 1 Instituto de Radioproteção e Dosimetria (IRD

Leia mais

Dispõe sobre os requisitos necessários para a segurança e a proteção radiológica em Serviços de Radioterapia.

Dispõe sobre os requisitos necessários para a segurança e a proteção radiológica em Serviços de Radioterapia. Resolução CNEN nº 130, de 31.05.2012 - DOU de 04.06.2012 Dispõe sobre os requisitos necessários para a segurança e a proteção radiológica em Serviços de Radioterapia. A Comissão Nacional de Energia Nuclear,

Leia mais

II Seminário de Seguros de Responsabilidade Civil Utilização de radioisótopos na indústria. Palestrante: Luiz Carlos de Miranda Júnior

II Seminário de Seguros de Responsabilidade Civil Utilização de radioisótopos na indústria. Palestrante: Luiz Carlos de Miranda Júnior II Seminário de Seguros de Responsabilidade Civil Utilização de radioisótopos na indústria Palestrante: Luiz Carlos de Miranda Júnior AGENDA A bomba atômica. A geração da energia atômica. RI efeitos sobre

Leia mais

Mapeamento de curvas de isoexposição para avaliação de equivalente de dose ambiente para equipamentos móveis de radiodiagnóstico

Mapeamento de curvas de isoexposição para avaliação de equivalente de dose ambiente para equipamentos móveis de radiodiagnóstico Mapeamento de curvas de isoexposição para avaliação de equivalente de dose ambiente para equipamentos móveis de radiodiagnóstico Alexandre Bacelar 1, José Rodrigo Mendes Andrade 2, Andréia Caroline Fischer

Leia mais

Instalação e Blindagem de Equipamento de Raios-X Industrial em Ambiente Laboratorial

Instalação e Blindagem de Equipamento de Raios-X Industrial em Ambiente Laboratorial Universidade Federal de São João Del-Rei MG 26 a 28 de maio de 2010 Associação Brasileira de Métodos Computacionais em Engenharia Instalação e Blindagem de Equipamento de Raios-X Industrial em Ambiente

Leia mais

Brasil. viriatoleal@yahoo.com.br. igoradiologia @ hotmail.com. jwvieira@br.inter.net

Brasil. viriatoleal@yahoo.com.br. igoradiologia @ hotmail.com. jwvieira@br.inter.net 2009 International Nuclear Atlantic Conference - INAC 2009 Rio de Janeiro,RJ, Brazil, September27 to October 2, 2009 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENERGIA NUCLEAR - ABEN ISBN: 978-85-99141-03-8 APLICAÇÃO DO

Leia mais

TÉCNICA DE MEDIÇÃO ELETRÔNICA DA CAMADA SEMI- REDUTORA UTILIZANDO TRANSISTOR BIPOLAR DE JUNÇÃO

TÉCNICA DE MEDIÇÃO ELETRÔNICA DA CAMADA SEMI- REDUTORA UTILIZANDO TRANSISTOR BIPOLAR DE JUNÇÃO International Joint Conference RADIO 2014 Gramado, RS, Brazil, Augustl 26-29, 2014 SOCIEDADE BRASILEIRA DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA - SBPR TÉCNICA DE MEDIÇÃO ELETRÔNICA DA CAMADA SEMI- REDUTORA UTILIZANDO

Leia mais

Circular 635/2014 São Paulo, 11 de Dezembro de 2014.

Circular 635/2014 São Paulo, 11 de Dezembro de 2014. Circular 635/2014 São Paulo, 11 de Dezembro de 2014. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) APROVAÇÃO DA NORMA REFERENTE REQUISITOS DE SEGURANÇA E PROTEÇÃO RADIOLÓGICA PARA SERVIÇOS DE RADIOTERAPIA Diário Oficial

Leia mais

ESTUDO DE EXPOSIÇÕES EM SITUAÇÕES DE INCIDENTES ENVOLVENDO GERADORES DE RAIOS X DE USO INDUSTRIAL

ESTUDO DE EXPOSIÇÕES EM SITUAÇÕES DE INCIDENTES ENVOLVENDO GERADORES DE RAIOS X DE USO INDUSTRIAL International Joint Conference RADIO 2014 Gramado, RS, Brazil, Augustl 26-29, 2014 SOCIEDADE BRASILEIRA DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA - SBPR ESTUDO DE EXPOSIÇÕES EM SITUAÇÕES DE INCIDENTES ENVOLVENDO GERADORES

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO TÉCNICA EM PROTEÇÃO RADIOLÓGICA PARA PROFISIONAIS EM RADIOLOGIA MÉDICA

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO TÉCNICA EM PROTEÇÃO RADIOLÓGICA PARA PROFISIONAIS EM RADIOLOGIA MÉDICA IX Latin American IRPA Regional Congress on Radiation Protection and Safety - IRPA 2013 Rio de Janeiro, RJ, Brazil, April 15-19, 2013 SOCIEDADE BRASILEIRA DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA - SBPR PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO

Leia mais

Aplicação de Metodologia de Testes de Desempenho de Monitores Portáteis. de Radiação. V. Vivolo, L.V.E. Caldas

Aplicação de Metodologia de Testes de Desempenho de Monitores Portáteis. de Radiação. V. Vivolo, L.V.E. Caldas Aplicação de Metodologia de Testes de Desempenho de Monitores Portáteis de Radiação V. Vivolo, L.V.E. Caldas Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares, Comissão Nacional de Energia Nuclear, P.O. Box

Leia mais

Aos meus familiares, amigos e aos meus pais. À Jesus Cristo pela luz e caminho.

Aos meus familiares, amigos e aos meus pais. À Jesus Cristo pela luz e caminho. i Aos meus familiares, amigos e aos meus pais. À Jesus Cristo pela luz e caminho. ii AGREDECIMENTOS Agradeço ao Dr. Gian-Maria A. A. Sordi, não apenas pela orientação dedicada, incentivo e pela oportunidade

Leia mais

CÁLCULO DE BLINDAGEM PARA PET/CT (TOMOGRAFIA POR EMISSÃO DE PÓSITRON)

CÁLCULO DE BLINDAGEM PARA PET/CT (TOMOGRAFIA POR EMISSÃO DE PÓSITRON) UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Curso de Física CÁLCULO DE BLINDAGEM PARA PET/CT (TOMOGRAFIA POR EMISSÃO DE PÓSITRON) Autor: Alessandra Keiko

Leia mais

Faculdade de Tecnologia Saint Pastous Curso Superior de Tecnologia em Radiologia Médica

Faculdade de Tecnologia Saint Pastous Curso Superior de Tecnologia em Radiologia Médica Faculdade de Tecnologia Saint Pastous Curso Superior de Tecnologia em Radiologia Médica Parecer de Aprovação MEC n 3.607, de 3 de dezembro de 2003 -D.O.U 4/12/2003 Diretora da Faculdade: Profª Vera Lucia

Leia mais

ESTUDO DA REPRODUTIBILIDADE DAS MEDIÇÕES COM O ESPECTRÔMETRO DE MULTIESFERAS DE BONNER

ESTUDO DA REPRODUTIBILIDADE DAS MEDIÇÕES COM O ESPECTRÔMETRO DE MULTIESFERAS DE BONNER 2013 International Nuclear Atlantic Conference - INAC 2013 Recife, PE, Brazil, November 24-29, 2013 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENERGIA NUCLEAR - ABEN ISBN: 978-85-99141-05-2 ESTUDO DA REPRODUTIBILIDADE DAS

Leia mais

Ensaios Não Destrutivos (END)

Ensaios Não Destrutivos (END) Notas de aula: Ensaios Não Destrutivos (END) Prof. Luciano Santa Rita Oliveira Site: www.lucianosantarita.pro.br E-mail: tecnologo@lucianosantarita.pro.br Conteúdo programático Conceitos de processos de

Leia mais

APLICAÇÕES DA CIÊNCIA NUCLEAR E O ENSINO DE DISCIPLINAS

APLICAÇÕES DA CIÊNCIA NUCLEAR E O ENSINO DE DISCIPLINAS APLICAÇÕES DA CIÊNCIA NUCLEAR E O ENSINO DE DISCIPLINAS 1 INTRODUÇÃO Wellington Antonio Soares soaresw@cdtn.br Ministério da Ciência e Tecnologia - MCT Comissão Nacional de Energia Nuclear - CNEN Centro

Leia mais

Avaliação Dosimétricas numa Unidade de Terapia Intensiva Neonatal de uma Maternidade Pública do Estado de Sergipe

Avaliação Dosimétricas numa Unidade de Terapia Intensiva Neonatal de uma Maternidade Pública do Estado de Sergipe Avaliação Dosimétricas numa Unidade de Terapia Intensiva Neonatal de uma Maternidade Pública do Estado de Sergipe William S. Santos, Daniel M. Dias, João V. Batista, Ana F. Maia Departamento de Física,

Leia mais

Ensaios em equipamentos de diagnóstico por imagens

Ensaios em equipamentos de diagnóstico por imagens Ensaios em equipamentos de diagnóstico por imagens Márcio Bottaro Instituto de Eletrotécnica e Energia da USP Laboratório de Desempenho e Segurança de Equipamentos e Materiais Elétricos Equipamentos envolvidos:

Leia mais

PROIMRAD X.01: NOVO CÓDIGO PARA GERENCIAMENTO DE REJEITOS RADIOATIVOS

PROIMRAD X.01: NOVO CÓDIGO PARA GERENCIAMENTO DE REJEITOS RADIOATIVOS PROIMRAD X.01: NOVO CÓDIGO PARA GERENCIAMENTO DE REJEITOS RADIOATIVOS Alexandre França Velo 1*, Joel Mesa Hormaza 1, Gilberto Ribeiro Furlan 2, Walter Siqueira Paes 2 1* Departamento de Física e Biofísica

Leia mais

Radioproteção na Indústria. Por: Luciano Santa Rita Oliveira http://www.lucianosantarita.pro.br http://lattes.cnpq.br/8576030547171431

Radioproteção na Indústria. Por: Luciano Santa Rita Oliveira http://www.lucianosantarita.pro.br http://lattes.cnpq.br/8576030547171431 Radioproteção na Indústria Por: Luciano Santa Rita Oliveira http://www.lucianosantarita.pro.br http://lattes.cnpq.br/8576030547171431 Revisão de física e Proteção radiológica : Conceitos Revisão de Conceitos

Leia mais

GLOSSÁRIO DE TERMOS USADOS EM ENERGIA NUCLEAR

GLOSSÁRIO DE TERMOS USADOS EM ENERGIA NUCLEAR GLOSSÁRIO DE TERMOS USADOS EM ENERGIA NUCLEAR A Acelerador Aparelho para aumentar a velocidade e a energia de partículas elementares carregadas, como elétrons e prótons, utilizando campos elétricos e/ou

Leia mais

História dos Raios X. 08 de novembro de 1895: Descoberta dos Raios X Pelo Professor de física teórica Wilhelm Conrad Röntgen.

História dos Raios X. 08 de novembro de 1895: Descoberta dos Raios X Pelo Professor de física teórica Wilhelm Conrad Röntgen. História dos Raios X 08 de novembro de 1895: Descoberta dos Raios X Pelo Professor de física teórica Wilhelm Conrad Röntgen. História dos Raios X 22 de dezembro de 1895, Röntgen fez a primeira radiografia

Leia mais

Norma CNEN NN 6.10 Resolução CNEN 176/14 Novembro / 2014 REQUISITOS DE SEGURANÇA E PROTEÇÃO RADIOLÓGICA PARA SERVIÇOS DE RADIOTERAPIA

Norma CNEN NN 6.10 Resolução CNEN 176/14 Novembro / 2014 REQUISITOS DE SEGURANÇA E PROTEÇÃO RADIOLÓGICA PARA SERVIÇOS DE RADIOTERAPIA Norma CNEN NN 6.10 Resolução CNEN 176/14 Novembro / 2014 REQUISITOS DE SEGURANÇA E PROTEÇÃO RADIOLÓGICA PARA SERVIÇOS DE RADIOTERAPIA Resolução CNEN 176/14 Publicação: DOU 10.12.2014 RESOLUÇÃO CNEN N 176,

Leia mais

ROGÉRIO FERREIRA DA COSTA AVALIAÇÃO DAS CONDIÇOES E DAS PRÁTICAS DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA DOS TÉCNICOS EM RADIOLOGIA, SEGUNDO A PORTARIA 453

ROGÉRIO FERREIRA DA COSTA AVALIAÇÃO DAS CONDIÇOES E DAS PRÁTICAS DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA DOS TÉCNICOS EM RADIOLOGIA, SEGUNDO A PORTARIA 453 ROGÉRIO FERREIRA DA COSTA AVALIAÇÃO DAS CONDIÇOES E DAS PRÁTICAS DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA DOS TÉCNICOS EM RADIOLOGIA, SEGUNDO A PORTARIA 453 GOIÂNIA 2012 RESUMO Os profissionais em radiologia sofrem exposição

Leia mais

ANÁLISE DOS REGISTROS DE DOSE OCUPACIONAL EXTERNA NO BRASIL

ANÁLISE DOS REGISTROS DE DOSE OCUPACIONAL EXTERNA NO BRASIL International Joint Conference RADIO 2014 Gramado, RS, Brazil, Augustl 26-29, 2014 SOCIEDADE BRASILEIRA DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA - SBPR ANÁLISE DOS REGISTROS DE DOSE OCUPACIONAL EXTERNA NO BRASIL Claudia

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DE FANTOMA MATEMÁTICO DE MÃO E ANTEBRAÇO EM CÓDIGO MONTE CARLO GEANT4

IMPLEMENTAÇÃO DE FANTOMA MATEMÁTICO DE MÃO E ANTEBRAÇO EM CÓDIGO MONTE CARLO GEANT4 International Joint Conference RADIO 2014 Gramado, RS, Brazil, Augustl 26-29, 2014 SOCIEDADE BRASILEIRA DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA - SBPR IMPLEMENTAÇÃO DE FANTOMA MATEMÁTICO DE MÃO E ANTEBRAÇO EM CÓDIGO MONTE

Leia mais

SIMULAÇÃO DE FEIXES DE FÓTONS DE UM ACELERADOR CLÍNICO RADIOTERÁPICO UTILIZANDO O BEAMnrc

SIMULAÇÃO DE FEIXES DE FÓTONS DE UM ACELERADOR CLÍNICO RADIOTERÁPICO UTILIZANDO O BEAMnrc IX Latin American IRPA Regional Congress on Radiation Protection and Safety - IRPA 2013 Rio de Janeiro, RJ, Brazil, April 15-19, 2013 SOCIEDADE BRASILEIRA DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA - SBPR SIMULAÇÃO DE FEIXES

Leia mais

Aplicação de Redes Neurais Artificiais na Caracterização de Tambores de Rejeito Radioativo

Aplicação de Redes Neurais Artificiais na Caracterização de Tambores de Rejeito Radioativo Aplicação de Redes Neurais Artificiais na Caracterização de Tambores de Rejeito Radioativo Ademar José Potiens Júnior 1, Goro Hiromoto 1 1 Av. Prof. Lineu Prestes, 2242 05508-000, Brasil apotiens@ipen.br,

Leia mais

CERTIFICADOS DE QUALIDADE

CERTIFICADOS DE QUALIDADE CERTIFICADOS DE QUALIDADE Em 2004, o PQRT lançou os seus Certificados de Qualidade, conferidos às instituições que estiverem em conformidade com os itens aferidos nas avaliações local e postal, segundo

Leia mais

Física Médica Pós-Graduação Stricto Sensu

Física Médica Pós-Graduação Stricto Sensu Física Médica Pós-Graduação Stricto Sensu Divanizia N Souza Universidade Federal de Sergipe Processo Seletivo O processo varia de acordo com a instituição Currículo para análise Provas de línguas Projeto

Leia mais

Revista Didática Sistêmica, ISSN 1809-3108, Volume 5, janeiro a junho de 2007. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE. Didática Sistêmica

Revista Didática Sistêmica, ISSN 1809-3108, Volume 5, janeiro a junho de 2007. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE. Didática Sistêmica FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE Revista Didática Sistêmica TRIMESTRAL ISSN: 1809-3108 Volume 5, janeiro a junho de 2007 O QUE FAZ UM FÍSICO NO HOSPITAL? Fátima Hernandes Rodrigues 1 RESUMO:

Leia mais

RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº 20, DE 02 DE FEVEREIRO DE 2006.

RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº 20, DE 02 DE FEVEREIRO DE 2006. RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº 20, DE 02 DE FEVEREIRO DE 2006. Estabelece o Regulamento Técnico para o funcionamento de serviços de radioterapia, visando a defesa da saúde dos pacientes, dos

Leia mais

RDC/ANVISA nº 20, de 02 de fevereiro de 2006.

RDC/ANVISA nº 20, de 02 de fevereiro de 2006. RDC/ANVISA nº 20, de 02 de fevereiro de 2006. Estabelece o Regulamento Técnico para o funcionamento de serviços de radioterapia, visando a defesa da saúde dos pacientes, dos profissionais envolvidos e

Leia mais

SS.Fernandes, 1,2,3, KCS.Patrão 2, ES.Fonseca 2, WW. Pereira 2, RT.Lopes 1

SS.Fernandes, 1,2,3, KCS.Patrão 2, ES.Fonseca 2, WW. Pereira 2, RT.Lopes 1 Determinação do centro efetivo de um detector do tipo De Pangher Long Counter no salão de baixo espalhamento de nêutrons do Laboratório de Metrologia de Nêutrons (LN). SS.Fernandes, 1,2,3, KCS.Patrão 2,

Leia mais

ASPECTOS E AVANÇOS DO PROGRAMA DE INSPEÇÃO REGULATÓRIA EM SERVIÇOS DE MEDICINA NUCLEAR DO BRASIL

ASPECTOS E AVANÇOS DO PROGRAMA DE INSPEÇÃO REGULATÓRIA EM SERVIÇOS DE MEDICINA NUCLEAR DO BRASIL Carlos Eduardo Gonzalez Ribeiro Alves ASPECTOS E AVANÇOS DO PROGRAMA DE INSPEÇÃO REGULATÓRIA EM SERVIÇOS DE MEDICINA NUCLEAR DO BRASIL Dissertação de Mestrado INSTITUTO DE RADIOPROTEÇÃO E DOSIMETRIA Rio

Leia mais

Formação em Física Médica: Panorama Atual dos Cursos de Graduação e Perspectivas

Formação em Física Médica: Panorama Atual dos Cursos de Graduação e Perspectivas II ConFiMe II Congresso de Física Médica da Unicamp Formação em Física Médica: Panorama Atual dos Cursos de Graduação e Perspectivas Ricardo A. Terini Depto. de Física PUC-SP CONFIME 2010_ Formação em

Leia mais

Legislação em Vigilância Sanitária RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº 20, DE 02 DE FEVEREIRO DE 2006.

Legislação em Vigilância Sanitária RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº 20, DE 02 DE FEVEREIRO DE 2006. Page 1 of 15 Legislação em Vigilância Sanitária RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº 20, DE 02 DE FEVEREIRO DE 2006. Estabelece o Regulamento Técnico para o funcionamento de serviços de radioterapia,

Leia mais

Física das Radiações e suas aplicações em Ciências da Vida

Física das Radiações e suas aplicações em Ciências da Vida Conteúdo 5 Física das Radiações e suas aplicações em Ciências da Vida 5.1 Conceitos básicos sobre radiação Como discutimos em sala de aula a radiação é um tipo de propagação de energia que não deve ser

Leia mais

UMA CÂMARA DE IONIZAÇÃO DE PLACAS PARALELAS PARA DOSIMETRIA DE FEIXES DE ELÉTRONS

UMA CÂMARA DE IONIZAÇÃO DE PLACAS PARALELAS PARA DOSIMETRIA DE FEIXES DE ELÉTRONS RBE. VOL. 7 N. 11990 UMA CÂMARA DE IONIZAÇÃO DE PLACAS PARALELAS PARA DOSIMETRIA DE FEIXES DE ELÉTRONS por C. NOGUEIRA DE SOUZA & L.V.E. CALDAS' RESUMO - Uma câmara de ionização de placas paralelas para

Leia mais

IMAGENS EM RADIOGRAFIA INDUSTRIAL: FATORES QUE ALTERAM A QUALIDADE DA IMAGEM

IMAGENS EM RADIOGRAFIA INDUSTRIAL: FATORES QUE ALTERAM A QUALIDADE DA IMAGEM IMAGENS EM RADIOGRAFIA INDUSTRIAL: FATORES QUE ALTERAM A QUALIDADE DA IMAGEM HENRIQUE TROMBINI 1, ALINE GUERRA DYTZ 2 RESUMO Neste trabalho foram realizadas várias imagens radiográficas de um modelo de

Leia mais

IRPA 2013. Elaboração de Normas para Certificação de SPRs no Brasil. Eduardo Mendonça Costa CNEN/DRS/DINOR 2013

IRPA 2013. Elaboração de Normas para Certificação de SPRs no Brasil. Eduardo Mendonça Costa CNEN/DRS/DINOR 2013 IRPA 2013 Elaboração de Normas para Certificação de SPRs no Brasil Eduardo Mendonça Costa CNEN/DRS/DINOR 2013 Necessidade de certificação Falhas humanas correspondem a 48% das causas de acidentes em instalações

Leia mais

Riscos Ocupacionais e do Público Durante Exames Radiológicos em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) de um Hospital Público de Sergipe

Riscos Ocupacionais e do Público Durante Exames Radiológicos em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) de um Hospital Público de Sergipe SCIENTIA PLENA VOL. 5, NUM. 11 2009 www.scientiaplena.org.br Riscos Ocupacionais e do Público Durante Exames Radiológicos em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) de um Hospital Público de Sergipe W.S.

Leia mais

EVOLUÇÃO DA TECNOLOGIA NUCLEAR

EVOLUÇÃO DA TECNOLOGIA NUCLEAR EVOLUÇÃO DA TECNOLOGIA NUCLEAR A radioatividade e as radiações ionizantes não são percebidas naturalmente pelos órgãos dos sentidos do ser humano, diferindo-se da luz e do calor. Talvez seja por isso que

Leia mais

Daros, K A C e Medeiros, R B

Daros, K A C e Medeiros, R B 1 ESTUDO DAS FONTES DE RUÍDO DA IMAGEM PARA FINS DE OTIMIZAÇÃO DAS DOSES NA TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE CRÂNIO E ABDOME ADULTO Daros, K A C e Medeiros, R B Universidade Federal de São Paulo São Paulo

Leia mais

Comissão Nacional de Energia Nuclear Segurança nos Institutos da CNEN

Comissão Nacional de Energia Nuclear Segurança nos Institutos da CNEN Comissão Nacional de Energia Nuclear Segurança nos Institutos da CNEN Jose Augusto Perrotta Diretoria de Pesquisa e Desenvolvimento DPD/CNEN Tópicos abordados nesta apresentação Institutos da CNEN Principais

Leia mais

Proteção Radiológica OBJETIVO. O objetivo da proteção radiológica é o de garantir o uso das radiações ionizantes com o menor dano ao ser humano

Proteção Radiológica OBJETIVO. O objetivo da proteção radiológica é o de garantir o uso das radiações ionizantes com o menor dano ao ser humano Proteção Radiológica OBJETIVO O objetivo da proteção radiológica é o de garantir o uso das radiações ionizantes com o menor dano ao ser humano As recomendações da Proteção Radiológica são baseadas no conhecimento

Leia mais

Edital nº 03/2015 (Prorrogação de prazos) Bolsas de Mestrado e Doutorado CNPq, CAPES e IPEN

Edital nº 03/2015 (Prorrogação de prazos) Bolsas de Mestrado e Doutorado CNPq, CAPES e IPEN Edital nº 03/2015 (Prorrogação de prazos) Bolsas de Mestrado e Doutorado CNPq, CAPES e IPEN A Comissão de Pós-Graduação do informa a toda a comunidade do IPEN que se encontram abertas inscrições para o

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE ENERGIA NUCLEAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE ENERGIA NUCLEAR UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE ENERGIA NUCLEAR PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TECNOLOGIAS ENERGÉTICAS E NUCLEARES DISSERTAÇÃO DE MESTRADO CARACTERIZAÇÃO

Leia mais

PARECER COREN-DF Nº 001/2013

PARECER COREN-DF Nº 001/2013 PARECER COREN-DF Nº 001/2013 SOLICITANTE: Sindate DF Sindicato dos auxiliares e técnicos de enfermagem do Distrito Federal. ASSUNTO: Competência do profissional técnico de enfermagem nos procedimentos

Leia mais

ESTUDO DO COMPORTAMENTO DOS GASES RADÔNIO E TORÔNIO PRESENTES NO AR EM CENTRO COMERCIAL DO RIO DE JANEIRO E POÇOS DE CALDAS

ESTUDO DO COMPORTAMENTO DOS GASES RADÔNIO E TORÔNIO PRESENTES NO AR EM CENTRO COMERCIAL DO RIO DE JANEIRO E POÇOS DE CALDAS 25 International Nuclear Atlantic Conference - INAC 25 Santos, SP, Brazil, August 28 to September 2, 25 ASSOCIAÇÃOBRASILEIRA DE ENERGIA NUCLEAR - ABEN ISBN: 85-99141-1-5 ESTUDO DO COMPORTAMENTO DOS GASES

Leia mais

Conteúdo Eletromagnetismo Aplicações das ondas eletromagnéticas

Conteúdo Eletromagnetismo Aplicações das ondas eletromagnéticas AULA 22.2 Conteúdo Eletromagnetismo Aplicações das ondas eletromagnéticas Habilidades: Frente a uma situação ou problema concreto, reconhecer a natureza dos fenômenos envolvidos, situando-os dentro do

Leia mais

Ensaios não Destrutivos

Ensaios não Destrutivos CONCURSO PETROBRAS ENGENHEIRO(A) DE EQUIPAMENTOS JÚNIOR - INSPEÇÃO Ensaios não Destrutivos Questões Resolvidas QUESTÕES RETIRADAS DE PROVAS DA BANCA CESGRANRIO DRAFT Produzido por Exatas Concursos www.exatasconcursos.com.br

Leia mais