2. BPC Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social. Decreto nº6.214/2003 Alterado pelo Decreto nº de 2011

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2. BPC Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social. Decreto nº6.214/2003 Alterado pelo Decreto nº de 2011"

Transcrição

1 2. BPC Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social Decreto nº6.214/2003 Alterado pelo Decreto nº de 2011

2 O BPC É a garantia de um salário mínimo mensal à pessoa com deficiência e ao idoso, com idade de sessenta e cinco anos ou mais, que comprovem não possuir meios para prover a própria manutenção e nem de tê-la provida por sua família.

3 Concessão do BPC para pessoas com deficiência Art. 16. A concessão ficará sujeita à avaliação da deficiência e do grau de impedimento, com base nos princípios da Classificação Internacional de Funcionalidades, Incapacidade e Saúde - CIF, estabelecida pela Resolução da Organização Mundial da Saúde n o 54.21, aprovada pela 54 a Assembleia Mundial da Saúde, em 22 de maio de A avaliação da deficiência e do grau de impedimento será realizada por meio de avaliação social e avaliação médica. A avaliação social considerará os fatores ambientais, sociais e pessoais, a avaliação médica considerará as deficiências nas funções e nas estruturas do corpo, e ambas considerarão a limitação do desempenho de atividades e a restrição da participação social, segundo suas especificidades.

4 Concessão do BPC para pessoas com deficiência, menores de 16 anos Art. 4º, 1 o - Para fins de reconhecimento do direito ao Benefício de Prestação Continuada às crianças e adolescentes menores de dezesseis anos de idade, deve ser avaliada a existência da deficiência e o seu impacto na limitação do desempenho de atividade e restrição da participação social, compatível com a idade. (Redação dada pelo Decreto nº 7.617, de 2011)

5 GESTÃO O é um Benefício da LOAS (não contributivo), individual, não vitalício e intransferível, que integra a Proteção Social Básica no âmbito do SUAS - CRAS Gestão Coordenação Implementação Regulação e Financiamento Operacionalização Fundo Nacional de Assistência Social

6 Possui Direito ao BPC Pessoa idosa: aquele(a) com idade de sessenta e cinco anos ou mais; Pessoa com deficiência: aquela que tem impedimentos de longo prazo (no mínimo de 2 anos) de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, os quais, em interação com diversas barreiras, podem obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas. Atenção!!! Para fins de reconhecimento do direito ao Benefício de Prestação Continuada às crianças e adolescentes menores de dezesseis anos de idade, deve ser avaliada a existência da deficiência e o seu impacto na limitação do desempenho de atividade e restrição da participação social, compatível com a idade (art. 4º - 1º). Brasileiro, naturalizado ou nato (ou seja, estrangeiro que adquire nacionalidade brasileira e ou pessoa nascida no Brasil), que comprove domicílio e residência no Brasil e atenda a todos os demais critérios estabelecidos neste Regulamento (art. 7º).

7 O BPC não pode ser cumulado com outros benefícios Art. 5º - estabelece que, o beneficiário não pode acumular o Benefício de Prestação Continuada com qualquer outro benefício no âmbito da Seguridade Social ou de outro regime, inclusive o segurodesemprego, ressalvados o de assistência médica e a pensão especial de natureza indenizatória, bem como a remuneração advinda de contrato de aprendizagem no caso da pessoa com deficiência, observado o disposto no inciso VI do caput e no 2 o do art. 4 o. ( 2 o Para fins do disposto no inciso VI do caput, não serão computados como renda mensal bruta familiar: VI - remuneração da pessoa com deficiência na condição de aprendiz.) Atenção!!! Parágrafo único. A acumulação do benefício com a remuneração advinda do contrato de aprendizagem pela pessoa com deficiência está limitada ao prazo máximo de dois anos.

8 Atenção para requerer o BPC!!! A renda mensal bruta familiar, dividida pelo número de seus integrantes, inferior a um quarto do salário mínimo (Art. 8º, Parágrafo 2º). Para os fins do reconhecimento do direito ao benefício, considerase: família para cálculo da renda per capita (art. 4º. V): Conjunto de pessoas composto pelo requerente, o cônjuge, o companheiro, a companheira, os pais e, na ausência de um deles, a madrasta ou o padrasto, os irmãos solteiros, os filhos e enteados solteiros e os menores tutelados, desde que vivam sob o mesmo teto.

9 Cálculo da Renda Mensal Bruta Familiar Soma-se os rendimentos brutos auferidos mensalmente pelos membros da família composta por salários, proventos, pensões, pensões alimentícias, benefícios de previdência pública ou privada, seguro-desemprego, comissões, pro-labore, outros rendimentos do trabalho não assalariado, rendimentos do mercado informal ou autônomo, rendimentos auferidos do patrimônio, Renda Mensal Vitalícia e Benefício de Prestação Continuada, ressalvado o disposto no parágrafo único do art. 19 ( o Benefício de Prestação Continuada será devido a mais de um membro da mesma família enquanto atendidos os requisitos exigidos neste Regulamento).

10 Quando o BPC não entra no cálculo da renda per capita familiar? Sempre que o requerente for uma pessoa idosa e outra pessoa idosa na família for beneficiário (a) o BPC

11 Quando o BPC entra no cálculo da renda per capita familiar? Sempre que o requerente for uma pessoa idosa e houver, na família, uma pessoa com deficiência que é beneficiário(a) do BPC Sempre que o requente for uma pessoa com deficiência e houver, na família, uma pessoa idosa ou com deficiência que é beneficiário(a) do BPC. Sempre que o requerente for uma pessoa com deficiência e houver, na família, outra pessoa com deficiência que é beneficiário(a) do BPC. + ou + ou +

12 Rendimentos que não entram no cálculo da renda per capita familiar Não serão computados como renda mensal bruta familiar: I - benefícios e auxílios assistenciais de natureza eventual e temporária; II - valores oriundos de programas sociais de transferência de renda; III - bolsas de estágio curricular; IV - pensão especial de natureza indenizatória e benefícios de assistência médica, conforme disposto no art. 5 o ; V - rendas de natureza eventual ou sazonal, a serem regulamentadas em ato conjunto do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e do INSS; Segundo os especialistas na área existe ausência de regulamentação a esse respeito. VI - remuneração da pessoa com deficiência na condição de aprendiz (por até 2 anos)

13 Suspensão do pagamento do BPC O Benefício de Prestação Continuada será suspenso se identificada qualquer irregularidade na sua concessão ou manutenção, ou se verificada a não continuidade das condições que deram origem ao benefício (art. 47). * Existem prazos para o beneficiário apresentar sua defesa. O Benefício de Prestação Continuada será suspenso em caráter especial quando a pessoa com deficiência exercer atividade remunerada, inclusive na condição de microempreendedor individual, mediante comprovação da relação trabalhista ou da atividade empreendedora (art. 47-A). * O recebimento do BPC será restabelecido mediante requerimento do interessado que comprove a extinção da relação trabalhista ou da atividade empreendedora e o encerramento do prazo de pagamento do seguro-desemprego

14 Cessação do pagamento do BPC Por superação das condições que lhe deram origem a concessão do benefício. Em caso de morte do beneficiário. Morte presumida (não encontrou o cadáver para constatar a morte) ou e ausência do beneficiário, declarada em juízo (excepcionalidade: resolver problemas jurídicos gerados com o desaparecimento e regular a sucessão causa mortis - sentença fixa uma data provável do óbito). Atenção!!! O beneficiário ou seus familiares são obrigados a informar ao INSS a ocorrência das situações descritas acima. Constatação de irregularidade na sua concessão ou manutenção.

15 Restituição do BPC pago indevidamente A restituição do valor devido deverá ser feita em única parcela, no prazo de sessenta dias contados da data da notificação, ou mediante acordo de parcelamento, em até sessenta meses.

16 REVISÃO - BPC Benefício da Assistência Social e não da Previdência Social Operacionalizado pelo INSS e gestão do MDS. Valor de 1 salário mínimo mensal Idosos(as 65 anos) e pessoas com deficiência com qualquer idade. Renda per capita inferior a ¼ de salário mínimo. Individual, intransferível e não vitalício. Não existe abono anual 13º salário. Revisão a cada dois anos ato conjunto do MDS e INSS. A depender de cada caso, pode ocorrer a suspensão ou cessação do recebimento do BPC. A restituição de valores recebidos indevidamente serão cobrados pelo INSS.

17 OBRIGADA E BOA PROVA! Núbia Lima

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 5 09/02/2015 13:50 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.617, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2011. Altera o Regulamento do Benefício de Prestação Continuada, aprovado

Leia mais

BPC Benefício de Prestação Continuada

BPC Benefício de Prestação Continuada Benefício de Prestação Continuada Maria Lúcia Pellegrinelli Fisioterapeuta Educadora Inclusiva Benefício de Prestação Continuada 1. Origem 2. Coordenação 3. O que é 4. Direito 5. Condições 6. Conceito

Leia mais

Projeto de Atenção ao Benefício de Prestação Continuada-BPC-LOAS

Projeto de Atenção ao Benefício de Prestação Continuada-BPC-LOAS Ministério da Previdência Social INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL- INSS GEXSLZ/MA- Serviço Social Projeto de Atenção ao Benefício de Prestação Continuada-BPC-LOAS S.Luís, 19/09/2012 Miriam Alice Fraga

Leia mais

LEI ORGÂNIGA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL LOAS. LEI n 8.742/93 e Decreto n 6.214/07 04/2016 FERNANDO APRATO

LEI ORGÂNIGA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL LOAS. LEI n 8.742/93 e Decreto n 6.214/07 04/2016 FERNANDO APRATO LEI ORGÂNIGA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL LOAS LEI n 8.742/93 e Decreto n 6.214/07 04/2016 FERNANDO APRATO Conceito Art. 1º A assistência social, direito do cidadão e dever do Estado, é Política de Seguridade

Leia mais

Mesa 3 Benefício de Prestação Continuada e Auxílio-Inclusão: Renda para estimular o acesso ao trabalho

Mesa 3 Benefício de Prestação Continuada e Auxílio-Inclusão: Renda para estimular o acesso ao trabalho Mesa 3 Benefício de Prestação Continuada e Auxílio-Inclusão: Renda para estimular o acesso ao trabalho Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência - CPD Brasília, 14 de dezembro de 2016.

Leia mais

Benefício de Prestação Continuada - BPC. Novas regras para operacionalização no INSS com base no Decreto 8.805/16 e ACP

Benefício de Prestação Continuada - BPC. Novas regras para operacionalização no INSS com base no Decreto 8.805/16 e ACP Benefício de Prestação Continuada - BPC Novas regras para operacionalização no INSS com base no Decreto 8.805/16 e ACP 5044874-22.2013.4047100/RS Constituição Federal de 1988- Inciso V do Art. 203 LOAS

Leia mais

Medida Provisória nº 529, de 2011

Medida Provisória nº 529, de 2011 Medida Provisória nº 529, de 2011 Altera os arts. 21 e 24 da Lei no 8.212, de 24 de julho de 1991, que dispõe sobre o Plano de Custeio da Previdência Social, para estabelecer alíquota diferenciada de contribuição

Leia mais

O BPC Trabalho. XIV ENCONTRO NACIONAL DO CONGEMAS Oficina de Operacionalização do BPC Trabalho e BPC na Escola Fortaleza, março de 2012

O BPC Trabalho. XIV ENCONTRO NACIONAL DO CONGEMAS Oficina de Operacionalização do BPC Trabalho e BPC na Escola Fortaleza, março de 2012 O BPC Trabalho XIV ENCONTRO NACIONAL DO CONGEMAS Oficina de Operacionalização do BPC Trabalho e BPC na Escola Fortaleza, março de 2012 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome - MDS Secretaria

Leia mais

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES TRAZIDAS PELO DECRETO Nº 8.805/16

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES TRAZIDAS PELO DECRETO Nº 8.805/16 PRINCIPAIS ALTERAÇÕES TRAZIDAS PELO DECRETO Nº 8.805/16 Art. 4o Para os fins do reconhecimento do direito ao benefício, considera-se: 2o Para fins do disposto no inciso VI do caput, não serão computados

Leia mais

GUIA PARA TÉCNICOS E GESTORES DA ASSISTÊNCIA SOCIAL

GUIA PARA TÉCNICOS E GESTORES DA ASSISTÊNCIA SOCIAL GUIA PARA TÉCNICOS E GESTORES DA ASSISTÊNCIA SOCIAL 1 APRESENTAÇÃO O presente Guia tem por finalidade fornecer informações sobre o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social BPC, instituído

Leia mais

Curso Resultado. Decreto 6.214, de 26 de setembro de 2007 Publicado no DOU de Não foram ressaltadas as alterações anteriores a 2015

Curso Resultado. Decreto 6.214, de 26 de setembro de 2007 Publicado no DOU de Não foram ressaltadas as alterações anteriores a 2015 Decreto 6.214, de 26 de setembro de 2007 Publicado no DOU de 27.09.2007 Não foram ressaltadas as alterações anteriores a 2015 Regulamenta o benefício de prestação continuada da assistência social devido

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Anexo IV Metas Fiscais IV.9 Avaliação da Situação Financeira e Atuarial dos Assistenciais da Lei Orgânica de Assistência Social LOAS (Art. 4 o, 2 o, inciso IV, da Lei Complementar n o 101, de 4 de maio

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Assistência Social Departamento de Benefícios Assistenciais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Assistência Social Departamento de Benefícios Assistenciais Anexo IV Metas Fiscais IV.9 Avaliação da Situação Financeira e Atuarial dos Assistenciais da Lei Orgânica de Assistência Social LOAS (Art. 4 o, 2 o, inciso IV, da Lei Complementar n o 101, de 4 de maio

Leia mais

BPC - LOAS SEGURIDADE SOCIAL

BPC - LOAS SEGURIDADE SOCIAL SEGURIDADE SOCIAL Art. 196 Saúde Art. 201 Previdência Social Art. 203 A assistência social será prestada a quem dela necessitar, independentemente de contribuição à seguridade social... Constituição da

Leia mais

Benefício de prestação continuada (BPC) à Pessoa com Deficiência GERÊNCIA EXECUTIVA DO INSS EM CURITIBA SERVIÇO SOCIAL

Benefício de prestação continuada (BPC) à Pessoa com Deficiência GERÊNCIA EXECUTIVA DO INSS EM CURITIBA SERVIÇO SOCIAL Benefício de prestação continuada (BPC) à Pessoa com Deficiência GERÊNCIA EXECUTIVA DO INSS EM CURITIBA SERVIÇO SOCIAL Maio/2014 1 Superintendência Regional SUL Gerencia Executiva em Curitiba Gerencias

Leia mais

Portaria Conjunta MDSA/INSS Nº 1 DE 03/01/2017

Portaria Conjunta MDSA/INSS Nº 1 DE 03/01/2017 Portaria Conjunta MDSA/INSS Nº 1 DE 03/01/2017 Publicado no DO em 4 jan 2017 Regulamenta regras e procedimentos de requerimento, concessão, manutenção e revisão do Benefício de Prestação Continuada da

Leia mais

Segue quadro comparativo sobre as alterações trazidas pela MP nº 664/2014, no tocante à pensão deixada pelo servidor público federal Lei 8.

Segue quadro comparativo sobre as alterações trazidas pela MP nº 664/2014, no tocante à pensão deixada pelo servidor público federal Lei 8. Segue quadro comparativo sobre as alterações trazidas pela MP nº 664/2014, no tocante à pensão deixada pelo servidor público federal Lei 8.112/90: Lei nº 8.112/90 redação anterior à Medida Provisória nº

Leia mais

Dir. Previdenciário Marcos. Alterações: Salário Maternidade

Dir. Previdenciário Marcos. Alterações: Salário Maternidade Alterações: Salário Maternidade NOVIDADE - ALTERAÇÃO Lei 8213/91 Art. 71-A. Ao segurado ou segurada da Previdência Social que adotar ou obtiver guarda judicial para fins de adoção de criança é devido

Leia mais

Encontro Nacional de Coordenadores de Educação Profissional, Trabalho, Emprego e Renda.

Encontro Nacional de Coordenadores de Educação Profissional, Trabalho, Emprego e Renda. Encontro Nacional de Coordenadores de Educação Profissional, Trabalho, Emprego e Renda. Coordenação Nacional de Educação Profissional, Trabalho, Emprego e Renda Federação Nacional das Apaes Os benefícios

Leia mais

Oficina: Operacionalização do BPC Escola e BPC Trabalho

Oficina: Operacionalização do BPC Escola e BPC Trabalho Oficina: Operacionalização do BPC Escola e BPC Trabalho XIV ENCONTRO NACIONAL DO CONGEMAS Fortaleza, 22 março de 2012 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome - MDS Secretaria Nacional de

Leia mais

A reforma da Previdência (PEC 287/16), em discussão na Câmara dos Deputados, teve muitas alterações no substitutivo aprovado na comissão e, na

A reforma da Previdência (PEC 287/16), em discussão na Câmara dos Deputados, teve muitas alterações no substitutivo aprovado na comissão e, na A reforma da Previdência (PEC 287/16), em discussão na Câmara dos Deputados, teve muitas alterações no substitutivo aprovado na comissão e, na quarta-feira (9). Para conhecer o parecer do relator, deputado

Leia mais

DICAS DE NOVEMBRO / 2014

DICAS DE NOVEMBRO / 2014 DICAS DE NOVEMBRO / 2014 DICA 01 O segurado especial é o único segurado da previdência social que poderá ter sua inscrição feita após sua morte. DICA 02 O benefício de prestação continuada da Assistência

Leia mais

BENEFÍCIO DE PRESTAÇÃO CONTINUADA

BENEFÍCIO DE PRESTAÇÃO CONTINUADA BENEFÍCIO DE PRESTAÇÃO CONTINUADA DECRETO Nº 6.214, DE 26 DE SETEMBRO DE 2007. Regulamenta o benefício de prestação continuada da assistência social devido à pessoa com deficiência e ao idoso de que trata

Leia mais

Bom dia, hoje farei breves considerações sobre a aposentadoria por idade urbana. Espero que seja útil.

Bom dia, hoje farei breves considerações sobre a aposentadoria por idade urbana. Espero que seja útil. Bom dia, hoje farei breves considerações sobre a aposentadoria por idade urbana. Espero que seja útil. Diz o art. 48, da Lei 8.213/91: Art. 48. A aposentadoria por idade será devida ao segurado que, cumprida

Leia mais

E M E N T A A C O R D Ã O

E M E N T A A C O R D Ã O Apelação Cível/Reexame Necessário - Turma Espec. I - Penal, Previdenciário e Propriedade Industrial Nº CNJ : 0021343-11.2015.4.02.9999 (2015.99.99.021343-9) RELATOR : Desembargadora Federal SIMONE SCHREIBER

Leia mais

BENEFÍCIO DA PRESTAÇÃO CONTINUADA, TRABALHO E AUXÍLIO- INCLUSÃO

BENEFÍCIO DA PRESTAÇÃO CONTINUADA, TRABALHO E AUXÍLIO- INCLUSÃO BENEFÍCIO DA PRESTAÇÃO CONTINUADA, TRABALHO E AUXÍLIO- INCLUSÃO - MUDANÇAS DA LEI BRASILEIRA DE INCLUSÃO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA (ESTATUTO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA), LEI N 13.146/2015 - Maria Aparecida

Leia mais

PENSÃO CIVIL 1 O que é? É um benefício concedido mensalmente aos dependentes, devidamente habilitados, do servidor falecido.

PENSÃO CIVIL 1 O que é? É um benefício concedido mensalmente aos dependentes, devidamente habilitados, do servidor falecido. PENSÃO CIVIL 1 O que é? É um benefício concedido mensalmente aos dependentes, devidamente habilitados, do servidor falecido. 2 Requisitos: a) Falecimento do servidor. b) Habilitação dos beneficiários.

Leia mais

DIREITO PREVIDENCIÁRIO

DIREITO PREVIDENCIÁRIO DIREITO PREVIDENCIÁRIO Prof. Eduardo Tanaka CONCEITUAÇÃO Conceituação: A seguridade social compreende um conjunto integrado de ações de iniciativa dos Poderes Públicos e da sociedade, destinadas a assegurar

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO PARA RENOVAÇÃO DA BOLSA SOCIAL

DOCUMENTAÇÃO PARA RENOVAÇÃO DA BOLSA SOCIAL DOCUMENTAÇÃO PARA RENOVAÇÃO DA BOLSA SOCIAL - 2018 RELAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DE TODOS OS MEMBROS DA FAMÍLIA: Para análise e renovação da Bolsa de Estudo Social, o aluno deverá entregar XEROX de toda

Leia mais

REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 676-A DE 2015 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 15 DE 2015

REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 676-A DE 2015 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 15 DE 2015 REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 676-A DE 2015 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 15 DE 2015 Altera as Leis nºs 8.212, de 24 de julho de 1991, e 8.213, de 24 de julho de 1991, para tratar da associação do

Leia mais

ANEXO IV RELAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA E ORIENTAÇÕES PARA COMPROVAÇÃO DE VULNERABILIDADE SOCIOECONÔMICA

ANEXO IV RELAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA E ORIENTAÇÕES PARA COMPROVAÇÃO DE VULNERABILIDADE SOCIOECONÔMICA ANEXO IV RELAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA E ORIENTAÇÕES PARA COMPROVAÇÃO DE VULNERABILIDADE SOCIOECONÔMICA A) Para fins desse processo seletivo são considerados dependentes do grupo familiar: todas as pessoas

Leia mais

EDITAL PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDOS ANO LETIVO DE 2015

EDITAL PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDOS ANO LETIVO DE 2015 EDITAL PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDOS ANO LETIVO DE 2015 Em conformidade com a Lei 12.101/2009 e Lei nº 12.868/2013, regulamentadas pelo Decreto nº 8.242/2014. A Sociedade Porvir Científico Colégio

Leia mais

I - documento de identificação próprio e dos demais membros do grupo familiar,

I - documento de identificação próprio e dos demais membros do grupo familiar, No processo de comprovação das informações o estudante deverá apresentar, a critério do coordenador do Prouni, original e fotocópia dos seguintes documentos: I - documento de identificação próprio e dos

Leia mais

Acerca do conceito e dos princípios da seguridade social no Brasil, julgue os itens que se seguem.

Acerca do conceito e dos princípios da seguridade social no Brasil, julgue os itens que se seguem. (): Acerca do conceito e dos princípios da seguridade social no Brasil, julgue os itens que se seguem. 80 A seguridade social representa um conjunto integrado de ações direcionadas à proteção exclusiva

Leia mais

LOAS (Lei Orgânica da Assistência Social) com foco na POPULAÇÃO IDOSA

LOAS (Lei Orgânica da Assistência Social) com foco na POPULAÇÃO IDOSA LOAS (Lei Orgânica da Assistência Social) com foco na POPULAÇÃO IDOSA Direitos Sociais 1988: Promulgação da Constituição Federal; A Assistência Social passou a integrar o Sistema de Seguridade Social,

Leia mais

Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 1ª Câmara de Julgamento

Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 1ª Câmara de Julgamento Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 1ª Câmara de Julgamento Número do Processo: 44232.003369/2014-20 Unidade de Origem: Benefício: 87/700.615.842-8 Espécie: Recorrente:

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 41 DE 26/12/ 2001 ( DOPE 27/12/2001) SALÁRIO FAMÍLIA

LEI COMPLEMENTAR Nº 41 DE 26/12/ 2001 ( DOPE 27/12/2001) SALÁRIO FAMÍLIA LEI COMPLEMENTAR Nº 41 DE 26/12/ 2001 ( DOPE 27/12/2001) SALÁRIO FAMÍLIA NOTA: Ver Lei Complementar nº 43/2002,Lei Complementar nº48/2003.atualizada até Lei complementar nº64, de 20 de dezembro de 2004.

Leia mais

BENEFÍCIO DE PRESTAÇÃO CONTINUADA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL - BPC

BENEFÍCIO DE PRESTAÇÃO CONTINUADA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL - BPC BENEFÍCIO DE PRESTAÇÃO CONTINUADA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL - BPC CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 O artigo que trata da garantia de um salário mínimo ao idoso e a pessoa com deficiência, foi inserido na Constituição

Leia mais

DIREITO PREVIDENCIÁRIO CONCURSO INSS. PROF. ADRIANA MENEZES

DIREITO PREVIDENCIÁRIO CONCURSO INSS. PROF. ADRIANA MENEZES DIREITO PREVIDENCIÁRIO CONCURSO INSS PROF. ADRIANA MENEZES www.adrianamenezes.com DÚVIDAS QUANTO À LEGISLAÇÃO A SER COBRADA NA PROVA E A PROVA EM SI. Será cobrada a legislação previdenciária em vigor até

Leia mais

RETIFICAÇÃO DOS EDITAIS PROAES Nº 24, 30, 31, 32, 33, 34 e 35 /2016

RETIFICAÇÃO DOS EDITAIS PROAES Nº 24, 30, 31, 32, 33, 34 e 35 /2016 RETIFICAÇÃO DOS EDITAIS PROAES Nº 24, 30, 31, 32, 33, 34 e 35 /2016 A Universidade Federal do Maranhão (UFMA), por meio da Pró-Reitoria de Assistência Estudantil (PROAES), torna pública a retificação dos

Leia mais

S TOTAL - FISCAL 0 TOTAL - SEGURIDADE TOTAL - GERAL

S TOTAL - FISCAL 0 TOTAL - SEGURIDADE TOTAL - GERAL ORGAO : 33000 - MINISTERIO DA PREVIDENCIA SOCIAL UNIDADE : 33904 - FUNDO DO REGIME GERAL DE PREVIDENCIA SOCIAL 0083 PREVIDENCIA SOCIAL BASICA 717.234.218 09 271 0083 001O PAGAMENTO DE APOSENTADORIAS -

Leia mais

Relatório Trabalhista

Relatório Trabalhista Rotinas de Pessoal & Recursos Humanos www.sato.adm.br - sato@sato.adm.br - fone (11) 4742-6674 Desde 1987 Legislação Consultoria Assessoria Informativos Treinamento Auditoria Pesquisa Qualidade Relatório

Leia mais

DETALHAMENTO DA DOCUMENTAÇÃO DO FIES

DETALHAMENTO DA DOCUMENTAÇÃO DO FIES DETALHAMENTO DA DOCUMENTAÇÃO DO FIES DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR A CPSA deverá solicitar, salvo em caso de dúvida, somente um dos seguintes comprovantes

Leia mais

Comprovantes de rendimentos /ou da falta de rendimento do

Comprovantes de rendimentos /ou da falta de rendimento do Comprovantes de rendimentos /ou da falta de rendimento do estudante e dos integrantes de seu grupo familiar, referentes às pessoas físicas e a eventuais pessoas jurídicas vinculadas, do mês que antecede

Leia mais

1. Qualidade do que é previdente. 2. Previsão do futuro; conjectura (inferir ou deduzir que algo é provável).

1. Qualidade do que é previdente. 2. Previsão do futuro; conjectura (inferir ou deduzir que algo é provável). 1. Qualidade do que é previdente. 2. Previsão do futuro; conjectura (inferir ou deduzir que algo é provável). A Previdência Social é um seguro público que tem como função garantir que as fontes de renda

Leia mais

SEGURO-DESEMPREGO. São requisitos para a percepção do seguro-desemprego - art. 3, Lei

SEGURO-DESEMPREGO. São requisitos para a percepção do seguro-desemprego - art. 3, Lei SEGURO-DESEMPREGO Benefício temporário que visa promover a assistência financeira do trabalhador desempregado, dispensado sem justa causa ou por despedida indireta. Estão excluídos, pois, os empregados

Leia mais

Assunto: Defesa do modelo de avaliação biopsicossocial da pessoa com deficiência.

Assunto: Defesa do modelo de avaliação biopsicossocial da pessoa com deficiência. Carta 01/2017 Brasília, 23 de março de 2017. Ao Senhor Moises Bauer Luiz Presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (2017-2019) Secretaria de Direitos Humanos da Presidência

Leia mais

Inscrição Bolsa de Estudo - Lei /09

Inscrição Bolsa de Estudo - Lei /09 Inscrição Bolsa de Estudo - Lei 12.101/09 Nome do Aluno Nome do Pai Nome da Mãe Turma/Série Data Nascimento Data Nascimento Data Nascimento Endereço N Bairro Telefones INFORMAÇÕES GERAIS Você recebeu Bolsa

Leia mais

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE UNESC

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE UNESC UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE UNESC EDITAL Nº 259/2016 Dispõe sobre a Renovação de Cadastro socioeconômico dos beneficiários de Bolsa Técnico- Administrativo e Bolsa Dependente CONCEDIDAS EM

Leia mais

EDITAL BOLSA SOCIAL Nº 44 DE 06 DE OUTUBRO DE 2016

EDITAL BOLSA SOCIAL Nº 44 DE 06 DE OUTUBRO DE 2016 EDITAL BOLSA SOCIAL Nº 44 DE 06 DE OUTUBRO DE 2016 PROGRAMA UNIVERSITÁRIO BOLSA SOCIAL VALOR VIÁVEL PROCESSO SELETIVO 2017-1 O REITOR da UNIVERSIDADE VILA VELHA, no uso da atribuição que lhe confere o

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 6 09/01/2015 11:04 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos MEDIDA PROVISÓRIA Nº 664, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2014. Exposição de motivos Vigência Altera as Leis n o 8.213,

Leia mais

SALÁRIO DE BENEFÍCIO: ARTS. 31 A 34 DO DECRETO 3048/99 Prof. Andreson Castelucio 1. ITER PARA O CÁLCULO DO BENEFÍCIO PREVIDENCIÁRIO 2. CONCEITO DE SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO 3. CONCEITO DE SALÁRIO DE BENEFÍCIO

Leia mais

Documentação do Candidato

Documentação do Candidato Documentação do Candidato Documentos de identificação do candidato: Apresentar um dos documentos abaixo para fins de identificação Carteira de Identidade fornecida pelos órgãos de segurança pública das

Leia mais

Critérios para os candidatos participantes da Lista de Espera ProUni

Critérios para os candidatos participantes da Lista de Espera ProUni Critérios para os candidatos participantes da Lista de Espera ProUni 2016.2 Os candidatos participantes da lista de espera do ProUni, na Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão UNISULMA deverão comparecer

Leia mais

Além da previdência, a proposta também altera regras da Assistência Social, reduzindo a abrangência e a capacidade de proteção social.

Além da previdência, a proposta também altera regras da Assistência Social, reduzindo a abrangência e a capacidade de proteção social. NATAL LEO PRESIDENTE DO SINDICATO NACIONAL DOS APOSENTADOS, PESIONISTAS E IDOSOS UGT SINDIAPI UGT SECRETARIO ADJUNTO DA UGT NACIONAL PARA APOSENTADOS E IDOSOS SECRETARIO DE PREVIDÊNCIA E DA SEGURIDADE

Leia mais

05 a 13 de julho de 2012.

05 a 13 de julho de 2012. COMPROVAÇÃO DE INFORMAÇÕES, 1ª CHAMADA DO PROUNI 2012/2: 05 a 13 de julho de 2012. Documentação: Documentação que deve ser apresentada pelo candidato e membros do grupo familiar, quando for o caso, na

Leia mais

EDITAL IFPR Nº 22/2016 RETIFICAÇÃO DO EDITAL IFPR Nº 019/2016

EDITAL IFPR Nº 22/2016 RETIFICAÇÃO DO EDITAL IFPR Nº 019/2016 EDITAL IFPR Nº 22/2016 RETIFICAÇÃO DO EDITAL IFPR Nº 019/2016 O Reitor em exercício do INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ IFPR, no uso da competência que lhe confere a Portaria nº 976 de 26 de julho de 2016,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PROUNI

PROCESSO SELETIVO PROUNI PROCESSO SELETIVO PROUNI DOCUMENTOS DO(A) CANDIDATO(A): Histórico Escolar do Ensino Médio; Boletim do ENEM (do ano anterior); Declaração de Bolsa Integral (Quando cursado ensino médio em escola particular.

Leia mais

(2 CÓPIAS + DOCUMENTO ORIGINAL PARA TODOS OS ITENS DESCRITOS A BAIXO):

(2 CÓPIAS + DOCUMENTO ORIGINAL PARA TODOS OS ITENS DESCRITOS A BAIXO): DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DO CANDIDATO (2 CÓPIAS + DOCUMENTO ORIGINAL PARA TODOS OS ITENS DESCRITOS A BAIXO): 1 Foto 3x4 atual; Cédula de Identidade (RG); Título de Eleitor (obrigatório para os maiores de

Leia mais

PORTARIA Nº 63, DE 11 DE MARÇO DE 2016 (*)

PORTARIA Nº 63, DE 11 DE MARÇO DE 2016 (*) PORTARIA Nº 63, DE 11 DE MARÇO DE 2016 (*) A SECRETÁRIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO DO DISTRITO FEDERAL, no uso da atribuição que lhe confere o art. 189, XII, do Regimento Interno, aprovado

Leia mais

Documentação do Candidato

Documentação do Candidato Documentação do Candidato Documentos de identificação do candidato: Apresentar um dos documentos abaixo para fins de identificação Carteira de Identidade fornecida pelos órgãos de segurança pública das

Leia mais

Passo a Passo para seleção de gratuidades. Após acessar o site da escola clicar na Aba SERVIÇOS > SERVIÇO SOCIAL> SELEÇÃO DE GRATUIDADES 2018.

Passo a Passo para seleção de gratuidades. Após acessar o site da escola clicar na Aba SERVIÇOS > SERVIÇO SOCIAL> SELEÇÃO DE GRATUIDADES 2018. Passo 1- LEITURA DO EDITAL Passo a Passo para seleção de gratuidades Disponível no site da Escola na aba de SERVIÇOS o responsável deve ler o EDITAL Nº 01/2017 PROCESSO SELETIVO DE CONCESSÃO DE BOLSA DE

Leia mais

* Data de publicação no Diário Oficial da União (D.O.U.).

* Data de publicação no Diário Oficial da União (D.O.U.). COMUM PARA TODAS AS ÁREAS Utilidade Pública Federal e Estadual ou do Distrito Federal ou Municipal. Certificado (CEBAS) e Registro de Entidade de Fins Filantrópicos (CNAS), renovado a cada três anos. Promova

Leia mais

Cabe ao Instituto Nacional do Seguro Social - INSS receber e processar os requerimentos e habilitar os beneficiários nos termos do regulamento.

Cabe ao Instituto Nacional do Seguro Social - INSS receber e processar os requerimentos e habilitar os beneficiários nos termos do regulamento. Tudo sobre o seguro-defeso do pescador artesanal: da Medida Provisória 665/14 até a Instrução Normativa Nº 79 /PRES/INSS, de 1º/04/2015 Data de publicação: 13/04/2015 Com a publicação da Medida Provisória

Leia mais

NOÇÕS ELEMENTARES SOBRE DIREITO PREVIDENCIÁRIO

NOÇÕS ELEMENTARES SOBRE DIREITO PREVIDENCIÁRIO NOÇÕS ELEMENTARES SOBRE DIREITO PREVIDENCIÁRIO SAÚDE LEI 8.080/90 ASSISTÊNCIA SOCIAL LEI 8.742/93; Dec.6.214/07 PREVIDÊNCIA CF/88, ART. 201 E 202, LEIS 8.212/91 E 8.213/91, DEC. 3.048/99, IN/INSS 20/07

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 12.435, DE 6 DE JULHO DE 2011. Mensagem de veto Altera a Lei n o 8.742, de 7 de dezembro de 1993, que dispõe sobre a organização

Leia mais

REGIMES DE PREVIDÊNCIA SOCIAL

REGIMES DE PREVIDÊNCIA SOCIAL REGIMES DE PREVIDÊNCIA SOCIAL Regimes Previdenciários Principal Complementar Setor Público Setor Privado RGPS Oficial (União, Estados, Municípios e DF) Privado Civil (União, Estados, Municípios e DF) Militar

Leia mais

ATENÇÃO! DOCUMENTOS DO (A) ESTUDANTE E DE TODO GRUPO FAMILIAR ORIGINAL E CÓPIA OBS: TRAZER IMPRESSA A INSCRIÇÃO DO FIES, DENTRO DO PRAZO DE VALIDADE.

ATENÇÃO! DOCUMENTOS DO (A) ESTUDANTE E DE TODO GRUPO FAMILIAR ORIGINAL E CÓPIA OBS: TRAZER IMPRESSA A INSCRIÇÃO DO FIES, DENTRO DO PRAZO DE VALIDADE. ATENÇÃO! O atendimento somente será realizado com horário agendado. Para agendar, favor entrar em contato pelo telefone 3244-7212 ou pelo nosso e-mail setordebolsas@izabelahendrix.edu.br. DOCUMENTOS DO

Leia mais

TABELA COMPARATIVA ENTRE AS PRINCIPAIS MUDANÇAS NA LEI RELACIONAS À MP 664

TABELA COMPARATIVA ENTRE AS PRINCIPAIS MUDANÇAS NA LEI RELACIONAS À MP 664 TABELA COMPARATIVA ENTRE AS PRINCIPAIS MUDANÇAS NA LEI 8.213 RELACIONAS À MP 664 DISPOSITIVO LEGAL NA LEI 8.213 REDAÇÃO ANTERIOR DA LEI 8.213 REDAÇÃO ORIGINAL DA MP 664 REDAÇÃO DO PLV 4/2015 ENVIADO À

Leia mais

O Regime Geral de Previdência Social - RGPS e a PEC 287 de CURITIBA-PR, 14 DEZ 2016 Expositor: Luciano Fazio

O Regime Geral de Previdência Social - RGPS e a PEC 287 de CURITIBA-PR, 14 DEZ 2016 Expositor: Luciano Fazio O Regime Geral de Previdência Social - RGPS e a PEC 287 de 2016 CURITIBA-PR, 14 DEZ 2016 Expositor: Luciano Fazio 1 SUMÁRIO 1. O que é Previdência Social 2. Déficit do Regime Geral de Previdência Social

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO MAIO 2017 P R EV ID ÊN C IA P EC 287

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO MAIO 2017 P R EV ID ÊN C IA P EC 287 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO MAIO 2017 R EFO R M A D A P R EV ID ÊN C IA P EC 287 EC 20/98 fim da aposentadoria proporcional, criação do 85/95 para o servidor público EC 41/03 Aposentadoria por

Leia mais

Auxílio Doença: Empregador será responsável pela remuneração dos primeiros 30 dias de afastamento do empregado.

Auxílio Doença: Empregador será responsável pela remuneração dos primeiros 30 dias de afastamento do empregado. INFORME JURÍDICO 06/01/2015 411 Prezados (as) Auxílio Doença: Empregador será responsável pela remuneração dos primeiros 30 dias de afastamento do empregado. Divulgamos a Medida Provisória 664/2014 que

Leia mais

ASPECTOS PRÁTICOS E RELEVANTES DO DIREITO PREVIDENCIÁRIO BRASILEIRO

ASPECTOS PRÁTICOS E RELEVANTES DO DIREITO PREVIDENCIÁRIO BRASILEIRO ASPECTOS PRÁTICOS E RELEVANTES DO DIREITO PREVIDENCIÁRIO BRASILEIRO Pedro Fernandes Alonso Alves Pereira 1 Resumo: Este artigo trata de aspectos práticos e relevantes do Direito Previdenciário Brasileiro,

Leia mais

EDITAL Nº 003/CPLT DO PROGRAMA DE BOLSA SOCIAL - CEBAS

EDITAL Nº 003/CPLT DO PROGRAMA DE BOLSA SOCIAL - CEBAS EDITAL Nº 003/CPLT - 2017 DO PROGRAMA DE BOLSA SOCIAL - CEBAS O Colégio Padre Luiz Tezza, inscrito no CNPJ 61.986.402.0004-44, respeitando o que rege a Lei 12.101/09 seção III a e b, art. 14 1º e 2º e

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 (Da Sra. MARA GABRILLI) Acrescenta os arts. 86-A, 86-B e 86-C à Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991, e altera seus arts. 11, 18, 26, 29, 33, 40, 101 e 124 para dispor sobre

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO PARA COMPROVAÇÃO DE INFORMAÇÕES DO PROUNI

DOCUMENTAÇÃO PARA COMPROVAÇÃO DE INFORMAÇÕES DO PROUNI DOCUMENTAÇÃO PARA COMPROVAÇÃO DE INFORMAÇÕES DO PROUNI 1. DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR O coordenador do ProUni deverá solicitar, salvo em caso de dúvida,

Leia mais

ACÓRDÃO. Rio de Janeiro, 30 de novembro de 2016 (data de julgamento) DESEMBARGADOR FEDERAL MESSOD AZULAY NETO 2ª Turma Especializada

ACÓRDÃO. Rio de Janeiro, 30 de novembro de 2016 (data de julgamento) DESEMBARGADOR FEDERAL MESSOD AZULAY NETO 2ª Turma Especializada Apelação Cível/Reexame Necessário - Turma Espec. I - Penal, Previdenciário e Propriedade Industrial Nº CNJ : 0001518-47.2016.4.02.9999 (2016.99.99.001518-0) RELATOR : Desembargador Federal MESSOD AZULAY

Leia mais

2.2 Além da comprovação da situação de moradia do grupo familiar, os (as) discentes que não residem com o grupo familiar devem apresentar.

2.2 Além da comprovação da situação de moradia do grupo familiar, os (as) discentes que não residem com o grupo familiar devem apresentar. ANEXO II RELAÇÃO DE DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS 1. DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO (A) DISCENTE E DOS MEMBROS DO GRUPO FAMILIAR 1.1. Documento de identidade RG (para maiores de 18 anos). 1.2. Cadastro de Pessoa

Leia mais

EDITAL PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDOS EDUCAÇÃO BÁSICA - ANO LETIVO DE 2018

EDITAL PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDOS EDUCAÇÃO BÁSICA - ANO LETIVO DE 2018 EDITAL PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDOS EDUCAÇÃO BÁSICA - ANO LETIVO DE 2018 Em conformidade com a Lei 12.101/2009, regulamentadas pelo Decreto nº 8.242/2014. A Sociedade Porvir Científico, para o cumprimento

Leia mais

FACULDADE UNINASSAU PETROLINA

FACULDADE UNINASSAU PETROLINA FACULDADE UNINASSAU PETROLINA EDITAL Nº 02/2017.2, DE 25 DE AGOSTO DE 2017 ABERTURA DE INSCRIÇÕES DO PROGRAMA DE CONCESSÃO DE INCENTIVO FISCAL AOS EMPREENDIMENTOS PRESTADORES DE SERVIÇOS DE ENSINO SUPERIOR

Leia mais

EDITAL PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDOS EDUCAÇÃO BÁSICA - ANO LETIVO DE 2018

EDITAL PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDOS EDUCAÇÃO BÁSICA - ANO LETIVO DE 2018 EDITAL PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDOS EDUCAÇÃO BÁSICA - ANO LETIVO DE 2018 Em conformidade com a Lei 12.101/2009, regulamentadas pelo Decreto nº 8.242/2014. A Sociedade Porvir Científico, para o cumprimento

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICIPIO DE PARAISO DO NORTE Avenida Tapejara, 88 Centro - cx. Postal Fone: (44)

PREFEITURA DO MUNICIPIO DE PARAISO DO NORTE Avenida Tapejara, 88 Centro - cx. Postal Fone: (44) LEI Nº 11, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2010. Regulamenta a Concessão de Benefícios Eventuais da Política Municipal de Assistência Social. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE PARAISO DO NORTE Faço saber que a Câmara Municipal

Leia mais

EDITAL 13/2013 PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO SOCIOECONÔMICA

EDITAL 13/2013 PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO SOCIOECONÔMICA EDITAL 13/2013 PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO SOCIOECONÔMICA O (IFRS) - Câmpus Caxias do Sul, em cumprimento às determinações da Lei nº 9.394/96 e legislação regulamentadora, comunica a abertura de Processo

Leia mais

EDITAL Nº 015/2015. POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL POLAE PROGRAMA DE ATENDIMENTO AO ESTUDANTE EM VULNERABILIDADE SOCIAL

EDITAL Nº 015/2015. POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL POLAE PROGRAMA DE ATENDIMENTO AO ESTUDANTE EM VULNERABILIDADE SOCIAL EDITAL Nº 015/2015. POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL POLAE PROGRAMA DE ATENDIMENTO AO ESTUDANTE EM VULNERABILIDADE SOCIAL REAVALIAÇÃO DOS BENEFICIÁRIOS DO BENEFÍCIO PERMANENTE 2014 A Diretoria Geral

Leia mais

MEDIDA PROVISÓRIA Nº 676, DE 17 DE JUNHO DE 2015. Exposição de motivos Prof. Anderson Castelucio Altera a Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991, que dispõe sobre os Planos de Benefícios da Previdência Social.

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O N 021/2016-CEP

R E S O L U Ç Ã O N 021/2016-CEP R E S O L U Ç Ã O N 021/2016-CEP CERTIDÃO Certifico que a presente resolução foi afixada em local de costume, nesta Reitoria e publicada no site http://www.scs.uem.br, no dia 23/08/2016. Aprova alterações

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS COORDENADORIA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DIVISÃO DE GESTÃO DE BENEFÍCIOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS COORDENADORIA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DIVISÃO DE GESTÃO DE BENEFÍCIOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS COORDENADORIA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DIVISÃO DE GESTÃO DE BENEFÍCIOS Chamada para concessão da Isenção do Restaurante Universitário

Leia mais

EDITAL DE BOLSAS DE ESTUDO ANO LETIVO 2017

EDITAL DE BOLSAS DE ESTUDO ANO LETIVO 2017 CIANSP - Colégio Nossa Senhora da Piedade Rua Monsenhor Domingos Pinheiro, nº 35, Calafate - B.H. M.G. CEP: 30.411-315 - Telefone: 31 3334-6913 Site: www.colegiopiedade.com.br - Email: secretaria@colegiopiedade.com.br

Leia mais

XVII Congresso Brasileiro de Perícia Médica

XVII Congresso Brasileiro de Perícia Médica INSS - DIRETORIA DE BENEFÍCIOS XVII Congresso Brasileiro de Perícia Médica Atualidades e Perspectivas da Perícia Médica: Regime Geral da Previdência Social Filomena Maria Bastos Gomes Coordenadora Geral

Leia mais

CURSO NOVOS SERVIDORES LEI 8.112/90 BENEFÍCOS DA SEGURIDADDE APOSENTADORIA

CURSO NOVOS SERVIDORES LEI 8.112/90 BENEFÍCOS DA SEGURIDADDE APOSENTADORIA CURSO NOVOS SERVIDORES LEI 8.112/90 BENEFÍCOS DA SEGURIDADDE APOSENTADORIA 1 2 OBJETIVO: Orientar e esclarecer de forma sucinta, a luz da legislação, um dos benefícios da seguridade social APOSENTADORIA.

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA DE EXTENSÃO ANEXO II

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA DE EXTENSÃO ANEXO II ANEXO II DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA (de todos os membros do grupo familiar incluindo o estudante): a) Todos os documentos deverão ser apresentados em CÓPIAS, pois não serão devolvidos. b) As declarações dos

Leia mais

EDITAL PROGRAD Nº 02/ RETIFICAÇÃO. EDITAL DE REGULAMENTAÇÃO SiSU/UFES 2017

EDITAL PROGRAD Nº 02/ RETIFICAÇÃO. EDITAL DE REGULAMENTAÇÃO SiSU/UFES 2017 EDITAL PROGRAD Nº 02/2017 - RETIFICAÇÃO EDITAL DE REGULAMENTAÇÃO SiSU/UFES 2017 Regulamenta o ingresso nos cursos presenciais de Graduação da UFES no 1º e 2º semestres de 2017 Onde, no Edital Prograd Nº

Leia mais

REFLEXÃO SOBRE O ACESSO AO BPC PARA PESSOA COM DEFICIÊNCIA. Eixo Temático: Política Social e trabalho

REFLEXÃO SOBRE O ACESSO AO BPC PARA PESSOA COM DEFICIÊNCIA. Eixo Temático: Política Social e trabalho ISSN 2359-1277 REFLEXÃO SOBRE O ACESSO AO BPC PARA PESSOA COM DEFICIÊNCIA Ana Carolina Ribeiro Dos Santos, Carol_santos94@live.com Jaqueline dos Santos Zuin (Orientadora ), jaque.zuin.s@gmail.com Universidade

Leia mais

PROGRAMA UNIVERSIDADE PARA TO

PROGRAMA UNIVERSIDADE PARA TO FAHESA - Faculdade de Ciências Humanas, Econômicas e da Saúde de Araguaína ITPAC - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA. Av. Filadélfia, 568 Setor Oeste Araguaína TO CEP 77.816-540 / Fone:

Leia mais

1 de 7 14/03/2011 20:18 Publicado em nosso site 14/03/2011 Roteiro ATUALIZADO Informativo FISCOSoft - Auxílio-Reclusão - Roteiro de Procedimentos O auxílio-reclusão será devido nas mesmas condições da

Leia mais

Pensão de sobrevivência Atualizado em:

Pensão de sobrevivência Atualizado em: SEGURANÇA SOCIAL Pensão de sobrevivência Atualizado em: 03-08-2017 Esta informação destina-se a que cidadãos Aos familiares de beneficiário falecido do regime geral da Segurança Social e do regime do Seguro

Leia mais

ANEXO I RELAÇÃO DE DOCUMENTOS Obrigatório para todos os membros da família

ANEXO I RELAÇÃO DE DOCUMENTOS Obrigatório para todos os membros da família Página 4 de 8 ANEXO I RELAÇÃO DE DOCUMENTOS Obrigatório para todos os membros da família Não serão analisados processos com documentação incompleta e/ou ficha socioeconômica incompleta e/ou rasurada. Nesses

Leia mais

DECLARAÇÃO DE RENDA FAMILIAR MENSAL DE ATIVIDADE FORMAL. Eu,,

DECLARAÇÃO DE RENDA FAMILIAR MENSAL DE ATIVIDADE FORMAL. Eu,, DECLARAÇÃO DE RENDA FAMILIAR MENSAL DE ATIVIDADE FORMAL Eu,, portador (a) do RG. e CPF residente Rua/Av., nº Bairro Cidade Estado, declaro sob as penas das Leis Civil e Penal para comprovação da situação

Leia mais