Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativo da UFBA e UFRB - Nº 426-2ª QUINZENA DE MARÇO SALVADOR-BA -

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativo da UFBA e UFRB - Nº 426-2ª QUINZENA DE MARÇO - 2013 - SALVADOR-BA - assufba@ufba."

Transcrição

1 Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativo da UFBA e UFRB - Nº 426-2ª QUINZENA DE MARÇO SALVADOR-BA - Marcha pelo cumprimento integral do acordo reúne milhares de servidores Trabalhadores e trabalhadoras Técnico-Administrativos em Educação levam força e garra à Brasília Servidores técnico-administrativos na Marcha Lilás, em Brasília. Foto: Fasubra Sindical A Marcha Lilás, pelo cumprimento integral do Acordo de Greve e em homenagem ao Dia Internacional da Mulher (8/03) ocupou a Esplanada dos Ministérios, em Brasília, logo no início da manhã do dia 7(quinta). A ASSUFBA Sindicato esteve presente nas atividades da categoria, em Brasília, representando os servidores técnico-administrativos da UFBA e UFRB. (Saiba mais na pág. 2) Especial dia da Mulher Dia Internacional da Mulher é marcado por debates Creche é fundamental para servidoras Lei Maria da Penha ENCARTE ASSUFBA divulga prestação de contas do segundo semestre de 2012 CONVOCATÓRIA Instalação do GT: Turnos Contínuos Dia 22/03 (sexta), às 9h, na escola Politécnica, no Auditório Magno Valente. Assembleia geral: Dia 26/03 (terça), às 9h, na Escola Politécnica, no Auditório Leopoldo Amaral. Pauta: Informes Nacionais: Marcha pelo cumprimento do Acordo de Greve e das Centrais e Plenária da Fasubra; Informes locais: Prestação de contas; Unimed (Processo de falência); Promédica; Processo dos 28,86% e Turnos Contínuos. pág.2 - ASSUFBA dá importante passo ao pagamento de mais um precatório pág.3 - Comunidade do ICI pede saída do diretor do Instituto pág.4 - Turnos Contínuos são debatidos na FACED e na EBA pág.5 - UFBA responde Inquérito Civil devido adesão à EBSERH pág.6 - Informe aos usuários Unimed Salvador pág.7 - Especial dia da Mulher pág.8 - Servidor em desvio de função tem direito às diferenças de remuneração pág.1

2 Trabalhadores e trabalhadoras Técnico-Administrativos em Educação levam força e garra à Brasília A ASSUFBA participou com destaque e muito compromisso da Marcha Lilás, pelo cumprimento integral do Acordo de Greve e em homenagem ao Dia Internacional da Mulher (8/03) e que ocupou a Esplanada dos Ministérios, em Brasília, logo no início da manhã do dia 7(quinta). No dia 6, a categoria participou da Marcha das Centrais, que reuniu mais de 60 mil trabalhadores (as) do país. Levamos para a Esplanada dos Ministérios a denúncia contra a privatização dos hospitais universitários em todo o país e contra a EBSERH. As universidades federais correm perigo. Estamos atentos, afirmou Anete Santana, servidora aposentada da UFBA. Segundo Aída Maia, coordenadora geral da Assufba A Marcha teve o ASSUFBA marca presença em Brasília. Foto Fasubra Sindical objetivo de pressionar o governo a cumprir integralmente o Acordo e demonstrou nossa força. Mais de militantes de vários estados do país, representando 28 entidades de base filiadas à Federação, participaram da grandiosa atividade, primeira manifestação de rua da categoria, nesse início de ano. A marcha demonstrou a nossa Percurso Os caravaneiros se concentraram em frente à Catedral de Brasília e saíram em passeata até a porta do MPOG, onde acompanharam a entrega do documento elaborado pela FASUBRA solicitando audiência com o secretário Sérgio Mendonça, a fim de tratar do Acordo de Greve e do funcionamento dos Grupos de Trabalho em curso. Do Ministério do Planejamento seguiram para o MEC, onde também, protocolaram documento, com o mesmo teor, mas dirigido ao ministro Aloísio Mercadante que não recebeu o movimento. disposição de luta contra o governo e capacidade de mobilização para garantir uma agenda positiva no ano de Acreditamos que com a consciência politica elevada superaremos o impasse do momento, salientou o coordenador de Formação Sindical da ASSUFBA Sindicato, Antônio Bomfim Moreira. O movimento foi encerrado por volta do meio-dia. Acreditamos que a nossa marcha mostrou ao Governo a nossa enorme disposição para a luta. Estamos defendendo o que foi acordado em 2012 e esperamos que o governo não esqueça que deve ser cumprido, argumenta o coordenador de Aposentados da ASSUFBA, Edgar de Jesus. Fonte: Ascom ASSUFBA Sindicato com informações da Fasubra ASSUFBA dá importante passo com vistas ao pagamento de mais um precatório Com esmagadora maioria, (cerca de 200 presentes) e apenas três abstenções, os servidores que fazem parte do Lote (de 30horas) encabeçado por Antônio Carlos Lopes Sena votaram pela desistência de impugnação dos cálculos do perito judicial da 13ª Vara do Trabalho de Salvador interposto pelo escritório Sales & Verçosa. A votação democrática ocorreu durante a reunião do lote feita pela ASSUFBA Sindicato, na manhã da quinta (14), na Faculdade de Arquitetura da UFBA. A petição que impugnava os cálculos feitos pela justiça do trabalho não levou em conta que estes estavam cerca de R$ ,00 (milhão) a maior que os cálculos oferecidos em 2006, aos reclamantes (Antônio Carlos Lopes Sena e outros). Os servidores confirmaram a aceitação dos valores apurados pelo perito da Justiça do Trabalho. O precatório tem mais de duas décadas e dele fazem parte aproximadamente 350 servidores da UFBA que foram informados pela Coordenação Jurídica da ASSUFBA e pelo advogado do Sindicato, Dr. Hugo Leonardo Evangelista do andamento do processo e quais os próximos passos a serem tomados. Embora a ASSUFBA pudesse decidir sozinha na Coordenação, convocamos essa reunião porque temos como marca da Gestão- Unidade pra Lutar: decisões como essa tem que ser tomadas democraticamente e com o conjunto dos servidores interessados presentes, participando. Queremos celeridade nesse processo, tendo em vista o número de idosos nele presentes. Não podemos permitir que passe mais um ano sem os trabalhadores receberem o que lhes é de direito. Se temos a prerrogativa de renunciar em favor da categoria, por que não fazer, ainda mais que já sabemos que não teremos prejuízos!, afirmou de forma equilibrada e convincente o coordenador geral da ASSUFBA Sindicato, Renato Jorge Pinto. Lutaremos conjuntamente para que esse precatório seja pago o mais rápido possível. Integrantes do Lote Antônio Carlos Lopes Sena votam pela confirmação dos cálculos feitos pela Justiça do Trabalho. Foto: Foco Filmes/ Américo Barros e Eduardo Paranhos pág.2

3 O advogado da ASSUFBA, Dr. Hugo Leonardo Evangelista explicou aos servidores que nesse processo há um precatório já formado com valor incontroverso (valor que a AGU e UFBA oferecem), e que, muito embora a Universidade mesma o tenha reconhecido, no ano passado a UFBA se negou a pagar sob argumentos protelatórios, por isso, ainda não vingou. Assim, enquanto os advogados da gestão anterior ofereceram cálculos que totalizam o crédito de R$ ,33 a Justiça também fez, apresentando o valor de R$ ,75 milhões. Portanto, exatamente: R$ ,42 de diferença Parecer O coordenador Jurídico da ASSUFBA fez a leitura do parecer emitido por outro Contabilista onde foi comparado os cálculos trabalhistas do calculista anteriormente contratado pela ASSUFBA e os efetuados pelo calculista da 13ª Vara do Trabalho, apontando que neste último o valor devido é em média 5% maior do que os apresentados pelo antigo advogado. a maior, demonstrou o coordenador Jurídico da ASSUFBA, Paulo César Vaz. Então, não haverá prejuízo para os servidores, vez que os valores apurados pelo calculista da 13ª da Justiça do Trabalho são significativamente maiores do que os valores apresentados, anteriormente, pelo calculista contratado pelo advogado anterior do Sindicato, explicou Dr. Hugo Leonardo, mostrando o que o fez aconselhar a desistência pela ASSUFBA, da referida impugnação. Por último informou que não houve nenhuma impugnação dos cálculos judiciais pela UFBA. A diferença é grande. Basta ver que representa R$ ,42 a mais que o feito anteriormente. Esse é um processo muito antigo e o que queremos é colocá-lo no orçamento até 1º de julho para já receber no ano de 2014, argumentou Renato Jorge. Antônio Carlos Lopes Sena, servidor da UFBA há 28 anos, lotado na Faculdade de Direito e que encabeça o lote jurídico de 30 Horas da categoria salientou Dr. Hugo Leonardo Evangelista explica aos servidores os próximos passos do precatório. Fotos:Foco Filmes/ Américo Barros e Eduardo Paranhos que a luta valeu. Essa é uma grande vitória. Imagine saber que no próximo ano já podemos estar recebendo o dinheiro do nosso lote. Sempre acreditei na luta e na forma responsável de condução da atual gestão do Sindicato, disse feliz. O importante é que a categoria entendeu que foi tomada a melhor medida para receber o pagamento daquilo que lhe é de direito, e reconhece na gestão atual do sindicato quem busca o melhor encaminhamento para os processos, se empenhando em acabar com as lutas políticas que atrapalham o bom andamento dos precatórios. Nosso esforço é para que tudo caminhe bem e os colegas possam comemorar com suas famílias esta conquista, explicou Paulo César Vaz. Comunidade do ICI pede saída do diretor do Instituto Renúncia Já! Esta foi a principal palavra de ordem da comunidade universitária do Instituto de Ciências da Informação (ICI), durante a reunião da quarta, 06, com a reitora, Profª Dra. Dora Leal e o diretor do Instituto, Profº Dr. Rubens Ribeiro. Na oportunidade, a Magnífica fez esclarecimentos a respeito do documento encaminhado pela comunidade à reitoria da UFBA. Desde junho de 2012, servidores técnicos, estudantes e docentes, lotados no ICI lutam pela destituição do diretor do Instituto. Segundo eles, toda comunidade universitária, do ICI, sofre constantemente Assédio Moral praticado pelo Professor Rubens. Na reunião, os presentes aproveitaram o momento para relatar individualmente seus tristes casos. Eu não entendo por que o diretor faz essa distinção entre servidores em estado probatório e servidores antigos. Por acaso nós em estado probatório somos inferiores aos demais? A liberdade de expressão é um direito de todos e não podemos sofrer retaliações por causa disso, diz o servidor, Avelino Pereira Neto. A comissão ponderou que uma mediação entre a comunidade e o diretor basta para resolver o caso. Contudo, o corpo acadêmico do Instituto repudia a ideia de mediação. Avaliamos que mediação não resolve, queremos Renúncia Já, se não daremos entrada num Processo Administrativo Disciplinar (PAD), disse a estudante Marina Fernandes apoiada por todos os docentes, discentes e técnicos presentes na reunião. Alinhada com Marina, a professora Maria Eduarda Serpa, afirmou está surpresa com a avaliação jurídica. Como pode não ser assédio atitudes tão autocratas? Nós não suportamos mais esta situação e só quem está todos os dias no ICI pode saber o que sentimos e estamos passando, reitera a professora. Os estudantes ainda afirmaram que o documento encaminhado à Reitoria, não foi compactado com depoimento de todos os estudantes, nem de todos os servidores e professores assediados. Existe um abismo absurdo entre a direção e a Comunidade Acadêmica. Nossa luta é em prol de um ICI livre e democrático, diz o estudante, Leandro Coutinho. Reitora Dora Leal fala à comunidade do ICI. Foto: Foco Filmes / Américo Barros A reitora se comprometeu em superar o caso. Ela explicou que é necessário haver uma reunião da Congregação do ICI para decidir formalmente entre a Mediação e o PAD. Só depois de encaminhada a decisão da Congregação é que o Processo Administrativo poderá ser aberto ou não. Acredito na transparência e na democracia universitária, este é meu compromisso, pontua a Profª Dora Leal. pág.3

4 Turnos Contínuos são debatidos na FACED e na EBA ASSUFBA leva informes sobre plano de qualificação e turnos contínuos à FACED E EBA. Foto: Cassia Virgínia B. Maciel A direção da ASSUFBA Sindicato esteve reunida na manhã do dia 5/03, na FACED Faculdade de Educação da UFBA (Canela), com os servidores da unidade para discutir os Turnos Contínuos e o controle de frequência dos funcionários. A coordenação do sindicato, Renato Jorge Pinto (coordenador geral), Cassia Virginia B. Maciel (coordenadora de Comunicação) e José Gomes da Silva (coordenador de Esporte e Cultura), estiveram presentes e levaram os informes sobre o Programa de Qualificação dos Servidores e o atual debate sobre os Turnos Contínuos na universidade. Os servidores da FACED apresentaram seu posicionamento favorável sobre os Turnos Contínuos que já funcionam positivamente na unidade. E relataram que esse funcionamento teve como consequência a ampliação do atendimento à comunidade com a melhoria da qualidade dos serviços prestados, estamos mais motivados. Esta opinião será levada ao GT da ASSUFBA pelo representante da FACED na próxima reunião de trabalho. Nosso interesse, é garantir uma melhor prestação de serviço à comunidade. Com o funcionamento da universidade de forma ininterrupta nos três turnos; a população contará com um atendimento de qualidade de manhã, de tarde e de noite, explica Renato Jorge Pinto, com muito entusiasmo. Escola de Belas Artes No dia 14 de março os servidores da EBA - Escola de Belas Artes da UFBA se reuniram com a Profª. Nanci Santos Novais, nova diretora da EBA, e apresentaram uma proposta de funcionamento em Turnos Contínuos. Os servidores argumentaram sobre os aspectos positivos: como a ampliação do atendimento à comunidade e maior satisfação no trabalho. A diretora concordou em implementar imediatamente a proposta e discutir continuamente o assunto envolvendo democraticamente todos os trabalhadores, superando o retrocesso que vivenciamos a pouco tempo. A atitude da Direção da EBA renovou o ânimo dos servidores em suas atividades e terá como resposta dos Técnicoadministrativos da unidade todo o empenho e trabalho para a consolidação da conquista em favor da universidade pública. Audiência com Reitora da UFBA discute interesses dos servidores A Direção da ASSUFBA Sindicato se reuniu com a reitora Prof.ª Dora Leal e com o Pró-reitor de desenvolvimento de Pessoas, Eduardo Portela, na reitoria da Universidade. O objetivo da audiência, realizada no dia 26 de fevereiro, foi discutir questões como o Programa de Qualificação, os Turnos Contínuos, o Inquérito Civil instaurado pelo MPF contra a UFBA e a eleição no Hospital das Clínicas. Direção da ASSUFBA com a Reitora Dora Leal/ Foto: Foco Filmes-Américo Barros pág.4

5 PQSTA A ASSUFBA ratificou seu posicionamento favorável ao Programa de Qualificação, mas alertou que é preciso fazer alguns ajustes. O documento impõe algumas limitações que a própria Lei desconhece e nós entendemos que a Universidade tem autonomia suficiente para nos permitir avançar mais, pondera a coordenadora de comunicação Cássia Maciel. Alinhado com Cássia, Renato Jorge, coordenador geral, completou que Nossa visão é de que o plano seja um instrumento de estímulo à capacitação, e não só um conjunto de regras para funcionamento desta na UFBA. Além disso, está diretamente ligado à implantação dos Turnos Contínuos, por estes proporcionarem mais tempo para Capacitação. Foi acordado que um documento com a contribuição dos técnico-administrativos será encaminhado à Prodep (Pró-Reitoria de Desenvolvimento de Pessoas) e à Comissão de Gestão de Pessoas do Consuni. Foi acordado que um documento com a contribuição dos técnico-administrativos será encaminhado à Prodep (Pró- Reitoria de Desenvolvimento de Pessoas) e à Comissão de Gestão de Pessoas do Consuni em audiência a ser agendada. Turnos Contínuos Quanto aos Turnos Contínuos foi questionado o encaminhamento dado ao Relatório apresentado pelo Grupo de Trabalho, que indica a regulamentação da questão. A Reitora informou que o relatório já foi encaminhado à Comissão de Gestão de Pessoas do CONSUNI, que se posicionará sobre a questão. Nesse ponto o coordenador de Formação Sindical, Antônio Bomfim, pontuou que é necessário fortalecer a Autonomia Universitária, a Universidade está amparada legalmente para a flexibilização da jornada e inclusive, em outras universidades tem sido questionado os critérios, não a implantação. Não podemos abrir mão de avançar em mudanças que trazem benefícios para todos, por isso nosso compromisso de pensar uma implantação que envolva toda a comunidade. Nossa proposta é de reorganização dos turnos de trabalhos, a exemplo do sucesso realizado no Instituto de Matemática, Politécnica e ICADS (Barreiras) que envolvem diretamente os Técnico-administrativos na elaboração e que trouxeram resultados positivos como a ampliação do atendimento, afirma Cássia Maciel. Aposentados repudiam descumprimento de acordo de greve Coordenadores de Aposentados entregam nova carteira de sócio da ASSUFBA à reitora. Foto: Foco Filmes / Américo Barros A coordenação de Aposentados da ASSUFBA Sindicato reuniu-se no dia 26 de fevereiro, em audiência com a reitora da UFBA, Dora Leal, para tratar da aplicação das alterações no PCCTAE (Plano de Cargos e Carreira dos Técnico-administrativos em Educação), expressas na Lei /12 de 28 de dezembro de A lei é resultante do acordo de greve 2012, e a proposta de nota técnica apresentada pelo governo aponta quebra da paridade entre ativos e aposentados, excluindo os jubilados das alterações dos anexos III (Progressão por participação) e IV (incentivo à qualificação), até mesmo para quem se aposentou recentemente. Foi entregue um ofício à reitora que trata da luta da base, pelo cumprimento integral do pacto firmado com o governo. Em resposta a reitora firmou compromisso com os servidores de entregar o documento à PRODEP (Pró-Reitoria de Desenvolvimento de Pessoas), para solicitação da causa. Nossa greve em 2012 foi marcada pela luta dos servidores ativos e aposentados em unidade e nossas conquistas também vieram juntas. Nós repudiamos o descumprimento do acordo de greve adotada por parte do governo, disse o coordenador de Aposentados Edgar de Jesus. UFBA responde Inquérito Civil devido adesão à EBSERH O MPF Ministério Público Federal instaurou Inquérito Civil para monitorar o processo e a forma de adesão da Universidade Federal da Bahia (UFBA) à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), bem como a contratualização e operacionalização dos serviços de gestão contratados, na perspectiva da tutela do Direito à Saúde e dos interesses da população usuária do Sistema Único de Saúde (SUS). A reitora da UFBA foi oficializada recebendo o comunicado da instauração do Inquérito Civil com o encaminhamento da cópia da Portaria Nº 95, de 17 DE DEZEMBRO DE 2012, pelo MPF, que solicitou o fornecimento de informações em relação à matéria, em especial à confirmação da efetiva adesão da UFBA à EBSERH. O Ministério Público Federal levou em consideração vários aspectos, como a aprovação a adesão da Universidade Federal da Bahia (UFBA) à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) para a gestão das unidades hospitalares administradas pela Universidade, entre elas o Hospital Universitário Prof. Edgard Santos (HUPES), a Maternidade Climério de Oliveira (MCO), em sessão realizada no dia 18 de outubro de 2012, do Conselho Universitário. O MPF considerou também a oposição a esta adesão manifestada por diferentes entidades relacionadas aos trabalhadores da área da saúde e das universidades federais também no âmbito do Estado da Bahia, a exemplo de CREMEB, AMB e SINDMED, conforme moção de protesto de 06 de julho de Informação A entidade entende ainda que existe a necessidade de obter maiores informações acerca do vínculo contratual que venha a ser formado entre a UFBA e EBSERH, bem como a forma como se procederá a gestão de unidades hospitalares vinculadas àquela Universidade e as repercussões para a formação de recursos humanos na área de saúde e para os serviços de saúde oferecidos à população pelas referidas unidades. O MPF avaliou que tem legitimidade para atuar na defesa dos interesses sociais e individuais indisponíveis, entre os quais se insere o direito à saúde, assim como a sua função institucional de zelar pelo efetivo respeito aos Poderes Públicos e dos serviços de relevância Pública aos direitos assegurados na Constituição, promovendo as medidas necessárias a sua garantia. Fonte: Ascom ASSUFBA Sindicato com base na Portaria nº 95, de 17 de dezembro de 2012, do DOU. pág.5

6 Aposentado na Luta Aposentado há cinco meses, o cirurgião dentista e servidor da UFBA, Dr. Almiro Sacramento Filho, agradece a ASSUFBA Sindicato por mais essa conquista. Segundo ele, se não fosse a atuação da ASSUFBA no processo de aposentadoria, ele não teria a dádiva de se aposentar aos 52 anos de idade. A ASSUFBA e a FASUBRA impetraram um mandato, em 2012, para contar os nove anos de insalubridade que eu tinha o que me possibilitou a aposentadoria por tempo de serviço, explica Sacramento. Formado pela Universidade Federal da Bahia em 1985, o dentista tem 30 anos de profissão, e, ainda como estudante foi aprovado no concurso da Universidade. Depois de formado, foi convocado para trabalhar na Marinha, onde passou um curto período, retornando em seguida para a UFBA. Na Universidade atendia a professores (e seus dependentes), assim como a toda comunidade universitária. Nos anos precursores à aposentadoria, atuou como professor/orientador por um bom tempo. Aposentado, mas sempre ativo. Foto: Foco Filmes / Américo Barros Vindo de uma família onde o patriarca era servidor da UFBA, Sacramento conta que no início rejeitou a ideia de também ser um servidor. Porém, hoje afirma ter sido a melhor escolha da sua vida. Ser um servidor nos diferencia das outras áreas do mercado, pois a categoria nos proporciona um grande aprendizado. Temos a oportunidade de trocar conhecimento com pessoas de diferentes áreas de atuação e isso é fundamental para o crescimento pessoal de qualquer indivíduo. Me apaixonei pela área, acrescenta. Quando questionado em relação ao motivo pelo qual o fez sindicalizar-se à entidade, Almiro relatou que se aliou ao sindicato por uma questão de identidade. Atraído pelo discurso da deputada federal, Alice Portugal que na época era a atual Coordenadora Geral da ASSUFBA, ele ratifica que sempre gostou dos ideais esquerdistas e a ideologia política do sindicato se encaixa perfeitamente com meus princípios. Sempre lutei e mesmo aposentado vou continuar lutando junto ao sindicato, pontua. Informe aos usuários Unimed Salvador Companheiros(as), no mês de fevereiro a ASSUFBA Sindicato recebeu correspondência da Unimed Salvador com o seguinte informe Comunicado aos usuários de planos de saúde Unimed Salvador Comunicamos aos usuários de nossos planos de saúde que a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) deliberou pela transferência da carteira de clientes da operadora de saúde Unimed Salvador para outra operadora, em função das dificuldades econômicas e financeiras que esta cooperativa vem enfrentando há alguns anos. Essa medida tem como finalidade última a preservação dos direitos dos usuários cooperadores da Unimed Salvador. Nesse momento, a Unimed Salvador dirige-se respeitosamente a você, nosso cliente, para informar que está em curso a transferência da sua carteira de clientes para outra operadora de plano de saúde, preferencialmente do próprio Sistema Unimed, que é a maior rede de saúde suplementar do mundo e líder absoluta do mercado brasileiro, com 18 milhões de clientes, atendidos por nada menos que um terço dos médicos de nosso país, cooperados do Sistema Unimed. Dessa forma, você e seus dependentes terão assegurados todos os seus direitos e coberturas contratuais, bem como será mantida a rede prestadora de serviços e o padrão de qualidade a que fazem jus. O atendimento médico hospitalar de clientes de planos de saúde Unimed Salvador deverá se manter normalizado durante esse processo de transição, que vem sendo acompanhada pela ANS. Dias depois do recebimento desta correspondência fomos informados que a UNIMED não conseguiu no mercado nenhuma operadora interessada nesta carteira e que a empresa entrou em processo de liquidação, como informamos aos usuários na reunião do dia 28/02/2013, realizada na Faculdade de Arquitetura da UFBA, pela manhã. A situação é muito grave, pois a empresa que já passava por dificuldades operacionais coloca em risco mais de 30 mil usuários dos serviços da Unimed Salvador em nossa cidade e em nosso estado. Este contrato gestado de forma irregular pela antiga direção da ASSUFBA, permitiu que pessoas não associadas à entidade entrassem no plano como titular ou que servidores inserissem dependentes sem que os mesmos fossem os titulares. A ASSUFBA Sindicato através da sua atual Assessoria Jurídica entrou em ação para que os usuários do plano de saúde Unimed Salvador possam ter atendimento até que o direito de migrar para outro plano de saúde seja garantido o mais rápido e urgente possível e que todos os usuários possam buscar um novo plano de saúde, pois no caso da Unimed Salvador esta situação é irreversível. Em caso de dúvida, dirijase à sede da Entidade para buscar maiores informações com a Coordenação do Sindicato. Estamos atentos e não admitiremos prejuízos aos nossos trabalhadores e trabalhadoras. pág.6

7 Especial dia da Mulher Dia Internacional da Mulher é marcado por debates para fortalecer a luta Uma manhã de muito debate sobre políticas para as mulheres e contra práticas discriminatórias ao gênero. Assim foi o Dia Internacional da Mulher promovido pela ASSUFBA Sindicato, Sindsaúde e Sinpojud, no auditório da Faculdade de Economia da UFBA, na Piedade, a partir das 9h, na sexta (8). A mesa de debates A mulher e o mundo sindical foi aberta pela deputada federal pelo PC do Bahia, Alice Portugal, que fez um histórico da trajetória das mulheres no mundo e no Brasil e da luta por conquistas. Participaram da mesa a presidente do Sindsaúde-Ba (Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado), Inalba Fontenelle; a presidente do Sinpojud-Ba (Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado), Maria José Santos (Zezé); a coordenadora de Comunicação da ASSUFBA Sindicato, Cássia Virginia B. Maciel que foi a mediadora do debate; a coordenadora da UBM (União Brasileira das Mulheres) na Bahia, Daniele Costa; a secretaria Estadual da Mulher Trabalhadora da CTB-Ba, Rosa de Souza e a vice coordenadora da APLB Sindicato, Marilene Betros, que também é dirigente nacional da CTB. Emancipação A deputada Alice Portugal que também é exdirigente da ASSUFBA Sindicato e servidora técnica licenciada da UFBA, única mulher da Bahia eleita para a Câmara dos Deputados, apontou o cenário de desigualdade nos espaços de poder ressaltando que dos 513 deputados no Congresso Nacional, apenas 44 são mulheres. Estamos caminhando e estabelecendo o rol de novos desafios e esse é um processo de maratona permanente. Alice Portugal falou também sobre o Projeto de Lei de sua autoria que visa combater a desigualdade salarial entre homens e mulheres. Vou continuar lutando pela igualdade de chances e direitos, como a do pagamento de salário igual por trabalho igual, salientou. A presidente do Sindsaúde-Ba, Inalba Fontenelle, argumenta que apesar do muito conquistado, as mulheres precisam lograr outros espaços. Defendemos a igualdade de direitos e oportunidades. Lugar de mulher é nos postos de trabalho, na política. Por isso, estamos aqui num dia de comemoração pelo muito trilhado, mas também de reflexão pelo que ainda teremos que conquistar. Precisamos discutir o papel da mulher na sociedade atual. Lembrar que não é mais possível aceitar que estamos intrinsecamente ligados por papéis sociais e estereótipos construídos socialmente e forjados para pautar as mulheres ao longo da história, analisou a coordenadora de Comunicação da ASSUFBA Sindicato, Cássia Virginia B. Maciel. Para Rosa de Souza, secretaria da Mulher Trabalhadora da CTB-BA, as mulheres não podem aceitar ter um papel secundarizado e enfrentar a dificuldade que vivem para se firmar nos postos de trabalho. Temos que ter os mesmos direitos e deveres. Não podemos aceitar salários diferenciados executando a mesma função. Outro dado Alice Portugal, deputada federal pelo PC do B abre debate no Dia Internacional da Mulher. Foto: Foco Filmes/Américo Barros preocupante é que diminuímos o número de mulheres em instância de poder e isso não é admissível. Daniele Costa, coordenadora estadual da UBM, afirma que é preciso valorizar mais o gênero feminino e para isso, é necessária a formulação de mais políticas voltadas para o público. Precisamos ter um movimento sindical compatível, aceso nessa luta, que é e sempre será diária. Para a aposentada da Maternidade Climério de Oliveira (MCO), Cynara Maria de Magalhães, muito foi conquistado pela mulher que está transformando o mundo e é a mola mestre dele. Queremos trilhar um mundo mais justo para as mulheres. Já somos aqui na Bahia muitas mulheres nos espaços sindicais e provamos que podemos muito mais, avalia Zezé, presidente do Sinpojud- Ba. Creche é fundamental para servidoras Serviço de qualidade oferecido pela UFBA tem no seu quadro de funcionários maioria feminina Qualidade, Confiança e Competência, essa são as palavras que, na opinião da Professora Rosana Oliveira Silva, definem a importância da Creche da UFBA para os seus usuários. A Creche é um benefício oferecido pela UFBA para os filhos de estudantes, servidores técnicos administrativos e docentes. Este ano (2013) completa 30 anos cuidando de crianças na faixa etária de quatro meses a quatro anos de idade. Para Rosana que trabalha na Creche há 20 anos. O local é um espaço de educação e não apenas de assistência. Nosso trabalho não é só tomar conta das crianças, aqui são realizados trabalhos pedagógicos também. Nós não alfabetizamos, mas preparamos os pequenos para o ensino regular e eu me sinto privilegiada por trabalhar aqui, afirma. A Creche oferece para as crianças atividades que impulsionem o desenvolvimento mental, físico, oral e social. Projetos como o Encontro com a Família, onde os familiares são convidados para passar o dia na creche com as crianças fortalecendo a relação interpessoal. Assim como o Comer para poder Crescer, que trabalha as questões nutricionais e o Caras e Bocas. Os pais e/ou alunos da UFBA também podem vir apresentar musica, teatro através do Programa de Extensão da Universidade ou voluntariamente mesmo, desde que a atividade esteja alinhada com o lema da Creche, completa Rosana. Na opinião da coordenadora de Comunicação da Assufba, Cassia Maciel, que teve os seus dois filhos assistidos pela Creche até os quatro anos, a unidade oferece um serviço de excelência, mas é fundamental discutir a ampliação de vagas para os servidores a fim de que a toda a comunidade tenha acesso a Creche UFBA, pontua Cássia. pág.7

8 Especial dia da Mulher Especial: Lei Maria da Penha A lei completa sete anos de vigência em Comemoramse os avanços em sua aplicação rumo a transformações de valores e comportamentos. Para a deputada federal pelo PC do B, da Bahia, Alice Portugal a Lei Maria da Penha é hoje uma ferramenta eficaz no combate à violência intrafamiliar. É um instrumento que fortalece as mulheres, que antes não tinham coragem de denunciar o agressor. Mas, segundo ela, é preciso mais vigor na punição aos infratores da lei. A Lei Maria da Penha, marco recente mais importante da história das lutas feministas brasileiras, é derivada da luta da farmacêutica cearense Maria da Penha Maia Fernandes.Em 1983, enquanto dormia, recebeu um tiro do então marido, Marco Antônio Heredia Viveiros, que a deixou paraplégica. Posteriormente foi mantida em cárcere privado, onde sofreu outras agressões e nova tentativa de homicídio por eletrocussão (efeito consecutivo de passagem da corrente elétrica pelo corpo). Por não suportar mais às agressões, procurou a Justiça e conseguiu deixar a casa, com as três filhas. Depois de longo processo de luta, em 2006, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou a Lei nº , conhecida por Lei Maria da Penha, que coíbe a violência contra mulheres. A popular lei é reconhecida pela ONU como uma das três melhores legislações do mundo no enfrentamento à violência contra as mulheres. Formas de violência praticadas contra as mulheres A Lei Maria da Penha define, entre outras, cinco formas de violência doméstica e familiar contra a mulher: Violência física: qualquer conduta que ofenda a integridade ou saúde corporal. Violência psicológica: qualquer comportamento que cause dano emocional e diminuição da autoestima ou que prejudique e perturbe o pleno desenvolvimento, comportamentos, crenças e decisões, mediante ameaça, constrangimento, humilhação, manipulação, isolamento, vigilância constante, insulto, chantagem, exploração e limitação do direito de ir e vir; Violência sexual: qualquer procedimento que constranja a presenciar, manter ou participar de relação sexual não desejada, mediante intimidação, ameaça, coação ou uso da força; que a induza a comercializar ou a utilizar, de qualquer modo, a sua sexualidade, que a impeça de usar qualquer método contraceptivo ou que a force ao matrimônio, à gravidez, ao aborto ou à prostituição. Alice Portugal, uma das autoras da Lei Maria da Penha Maria da Penha Maia Fernandes, a mulher que deu nome à lei que combate a violência contra a mulher Violência patrimonial: qualquer conduta que configure retenção, subtração, destruição parcial ou total de seus objetos, instrumentos de trabalho, documentos pessoais, bens, valores e direitos ou recursos econômicos, incluindo os destinados a satisfazer suas necessidades; Violência moral: qualquer conduta que configure calúnia, difamação ou injúria. O que uma mulher vítima de agressão deve fazer A mulher em situação de violência doméstica deverá comparecer preferencialmente a uma Delegacia, Seção ou Posto de Atendimento Especializados da Mulher mais próxima de sua residência, e relatar a ocorrência dos fatos e solicitar as medidas protetivas de urgência. Além disso, é importante procure a rede de serviços de atendimento e políticas para as mulheres existentes no seu município e/ou estado para acolhimento, orientação e acompanhamento. Destaca-se a existência da Central de Atendimento à Mulher - Ligue 180, que tem como objetivo receber relatos de violência contra as mulheres, acolher, informar e orientar mulheres em situação de violência por meio do número gratuito, que funciona 24 horas, todos os dias da semana, e pode ser acionado de qualquer terminal telefônico. Alterações da Lei Maria da Penha O Supremo Tribunal Federal decidiu, no dia 9 de fevereiro de 2012, que a denúncia de violência contra a mulher pode ser feita por qualquer pessoa que tenha conhecimento do problema. Além disso, decidiu que não compete aos juizados especiais julgar denúncias relativas à Lei Maria da Penha. Outra mudança importante é que, uma vez realizada e mesmo que não seja feita pela vítima, a denúncia não pode ser retirada. Estas alterações na lei se deve ao fato de que, na maioria das vezes, a violência é feita pelo próprio marido ou companheiro, o que ocasiona que a vítima não denuncie ou retire a queixa depois de feita, impedindo a justiça de agir. Por que a mulher não denuncia? O medo ainda é o principal motivo das vitimas não procurarem apoio especializado para cessar a violência domestica. Ela teme que a situação possa se agravar por causa da denúncia; que a estrutura familiar corra riscos, teme ser criticada, abandonada, ter seu marido preso, não ter apoio familiar, não ter recursos para sua sobrevivência, dentre outros medos. Importa também observar que a tolerância à violência contra a mulher é um padrão sociocultural inserido no inconsciente de muitas pessoas, cuja reversão dependerá de um esforço da sociedade e do Estado, tanto educativo quanto punitivo. Servidor em desvio de função tem direito às diferenças de remuneração Assessoria Jurídica da Assufba estuda encaminhamento da questão para orientar servidores Apesar de o servidor não poder ser promovido ou reenquadrado no cargo que ocupa em desvio de função, ele tem direito a receber diferença salarial pelo desempenho das funções exercidas. O entendimento é da Primeira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que manteve decisão anterior da própria Corte em relação ao caso. O desvio de função ocorre quando o servidor exerce funções diferentes das previstas para o cargo para o qual ele foi aprovado em concurso. O recurso foi interposto pela União. A Turma deu provimento ao pedido apenas no que se refere ao cálculo dos juros moratórios. A União pretendia que o processo fosse suspenso, pois havia outra ação ainda pendente na Primeira Seção do STJ sobre o prazo prescricional em ações de indenização contra a Fazenda Pública. Sustentou que não poderia ser responsabilizada por diferenças remuneratórias relativas a um alegado desvio de função. Os servidores que tiverem interesse em ajuizar a ação devem procurar a assessoria Jurídica da ASSUFBA. Fonte: EXPEDIENTE Informativo da ASSUFBA - Sindicato dos Técnico-Administrativos da UFBA e UFRB. Editado e publicado sob a responsabilidade da diretoria da entidade. Tel.: (71) / Renato Jorge (PCU), Nadja Rabello (PROEXT), Aída Celeste Silveira Maia (UFRB), Iolita Oliveira Teles de Sousa (Dança), Antonio Valter Almeida da Silva (MCO), Devanice Ribeiro Guimarães (MCO - aposentada), Paulo Cesar Vaz Santos (MCO), Maria Luisa dos Santos e Santos (HUPES), Antônio Bomfim Moreira (BURMC), Cássia Virgínia Maciel (MCO), Valmiro dos Santos (Enfermagem), Eliete Gonçalves da Silva (HUPES), Nelson Gomes das Neves (SAD), Maria Eloísa Góes (Aposentada), Edgar de Jesus (Aposentado), Mario Sérgio Nascimento Silva (SMURB), José Gomes da Silva (RU). SUPLENTES: Marilene Sousa Cruz de Almeida (HUPES), Everaldo Bastos dos Santos (UFRB), João Paulo Gonçalves Feitosa (ICAD - Barreiras), Romilson Nunes de Aragão (IMS/CAT - Vitória da Conquista), Rosemary Silva Freitas (PROEXT). Jornalista: Daniela Sansão. Estagiárias: Alessandra Oliveira e Rebeca Gonçalves. Fotógrafo: Américo Barros. Diagramação: Plena Propaganda pág.8

9 ESPAÇO LIVRE - ENCARTE ESPECIAL PRESTAÇÃO DE CONTAS PRESTAÇÃO DE CONTAS ASSUFBA DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO (RECEITAS E DESPESAS) DE 01 DE JULHO A 31 DE DEZEMBRO DE 2012 SINDICATO DOS TRABALHADORES TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - ASSUFBA RUA CAETANO MOURA Nº 39 - FEDERAÇÃO - CEP SALVADOR - BAHIA CNPJ Nº / DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO (RECEITAS E DESPESAS) DE 01 DE JULHO A 31 DE DEZEMBRO DE 2012 DESCRIÇÃO JUNHO JULHO AGOSTO SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO DEZEMBRO RECEITAS OPERACIONAIS Mensalidades de Associados , , , , , , ,63 Vendas de Camarotes ,46 Fundo de Greve , , ,11 TOTAL DAS RECEITAS , , , , , , ,63 DESPESAS OPERACIONAIS. Recursos Humano (Folha, alimentação e transporte de funcionários) , , , , , , ,48 Encargos Sociais sobre Folha de Pagamento (INSS, FGTS, PIS) , , , , , , ,18 Despesas Administrativas (Correios, telefone, energia, postagem, floricultora, locação de veículos etc.) , , , , , , ,28 Honorários Profissionais e Serv. de Terceiros (Honorários Advocatícios, Honorários Contábeis, maestro coral,diagramador, limpeza e outros) , , , , , , ,00 Despesas Tributárias (Cartório,taxas e IPTU) 16, ,74 281,00 52,60 Despesas Financeiras (Despesas bancárias) 4.403, , , , , , ,92 Matérias e Serviços (Mat. de escritório, mat. Papelaria, Mat. de informática,xerox) 6.117, , , , , , ,68 Aluguéis e Condomínios (Aluguel cond.jurídico, Aluguel e cond.sala dos aposentados, Aluguel sala curso de capacitação) 3.361, , , , , , ,00 Atividades Sindicais (Cursos. Congressos, Seminários e Palestras) 5.093, , , , , , ,88 Manutenção e Conservação ( Manutenção de equipamentos,site, Design, informática, sistema contábil) 3.848, , , , , , ,98 Despesas com Carnaval ( Despesas com camarote universitário) , ,15 Condução e Alimentação ( Taxi e Refeições de prestador de serviços) 5.328, , , , , , ,85 Publicidade Propaganda e Comunicação (Faixas, filmagem e fotografias, serviços gráficos) , , , , , , ,99 Despesas Veículos (combustível, estacionamento, IPVA, manutenção, lavagem, Seguro, peças e pedágio) , , , , , , ,83 Contribuições às Entidades( FASUBRA, CTB, DIAP, Doações a outra entidades.) , , , , , , ,97 Coordenação de Imprensa e Comunicação (Despesas com estagiários) 622,00 622, , , , , ,00 Desp. Departamento Jurídico ( Táxi, Combustível, Cartório e Estagiários) 2.678, , , , , , ,47 Desp. De Greve ( Passagens,hospedagens, alimentação, diárias, forró sede, forró Barreiras.) , , , , , ,00 Curso de Capacitação (SENAC) 5.600, ,00 Evento dia do Servidor Cruz das Almas 5.000,00 Despesa com Seção Sindical do Interior do Estado(Repasse p/ despesas, Despesas c/ viagens) 1.210,00 800, , ,00 956,80 912,00 400,00 Processo(Lote de Tolentino) ,48 Eleições dos Coselhos Superiores ,00 III Copa Intersindical da ASSUFBA 9.423, ,00 Plenária FASUBRA 2.626, , ,98 Atividade em Defesa dos HUS 5.000, ,26 Encontro de Aposentados 4.529,49 Crachás para Funcionários 1.834,80 782,40 Carteiras de Associados 3.175, ,00 Encontro de Saúde 3.232, ,00 TOTAL DAS DESPESAS , , , , , , ,51 Déficit ou Superávit (39.968,81) 4.618, , ,96 (6.671,20) (22.679,04) ,12 pág.1

10 ESPAÇO LIVRE - ENCARTE ESPECIAL PRESTAÇÃO DE CONTAS PRESTAÇÃO DE CONTAS CURSO DE LÍGUAS DE 01 DE JULHO A 31 DE DEZEMBRO DE 2012 SINDICATO DOS TRABALHADORES TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - ASSUFBA RUA CAETANO MOURA Nº 39 - FEDERAÇÃO - CEP SALVADOR - BAHIA CNPJ Nº / PRESTAÇÃO DE CONTAS CURSO DE LÍGUAS DE 01 DE JULHO A 31 DE DEZEMBRO DE 2012 DESCRIÇÃO JULHO AGOSTO SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO DEZEMBRO RECEITAS OPERACIONAIS Receitas Matrículas Curso de Linguas , , , , ,00 360,00 TOTAL DAS RECEITAS , , , , ,00 360,00 DESPESAS OPERACIONAIS. Despesas Curso de Linguas , , , , ,67 TOTAL DAS DESPESAS , , , , , ,67 Déficit ou Superavit , ,92 (9.752,92) 2.306,20 (10.929,70) (14.162,67) BALANÇO PRESTAÇÃO DE CONTAS FUNDO DE RESERVA SINDICATO DOS TRABALHADORES TECNICOS ADMINISTRATIVOS DA UFBA-ASSUFBA RUA CAETANO MOURA Nº 39 FEDERAÇÃO SALVADOR-BA CNPJ INVESTIMENTO CONSÓRCIO SALDO em 31/12/ ,92 INVESTIMENTO SALDO ANTERIOR VALOR PLANO DE SAÚDE / INADIPLÊNCIAS SALDO FUNDO DE RESERVA , , ,96 PRESTAÇÃO DE CONTAS PLANO DE SAÚDE SINDICATO DOS TRABALHADORES TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - ASSUFBA RUA CAETANO MOURA Nº 39 - FEDERAÇÃO - CEP SALVADOR - BAHIA CNPJ Nº / DESCRIÇÃO JULHO AGOSTO SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO DEZEMBRO VALOR RECEBIDO , , , , , ,49 VALOR PAGO PROMÉDICA , , , , , ,55 UNIMED , , , , , ,00 VITALMED 4.331, , , , , , ,04 (26.573,68) 4.745, ,62 324, ,83 pág.2

Lei Maria da Penha. Pelo fim da violência. ulher. contra a

Lei Maria da Penha. Pelo fim da violência. ulher. contra a Lei Maria da Penha Pelo fim da violência ulher contra a Ligação gratuita, 24 horas, para informações sobre a Lei Maria da Penha e os serviços para o atendimento às mulheres em situação de violência. Lei

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº de de 2015.

PROJETO DE LEI Nº de de 2015. PROJETO DE LEI Nº de de 2015. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL PARA O SISTEMA INTEGRADO DE INFORMAÇÕES DE VIOLÊNCIA CONTRA O IDOSO NO ESTADO DE GOIÁS, DENOMINADO OBSERVATÓRIO ESTADUAL DA VIOLÊNCIA CONTRA O

Leia mais

Combate e prevenção à violência contra a mulher

Combate e prevenção à violência contra a mulher Combate e prevenção à violência contra a mulher O CIM - Centro Integrado de Atendimento à Mulher Vítima de Violência Doméstica e Familiar - tem por objetivo fazer valer a Lei n.º 11.340/06, Lei Maria da

Leia mais

LUTA MÉDICA ENTREVISTA: JORGE SOLLA Entrevista publicada na Revista Luta Médica nº 02 (janeiro/fevereiro de 2007)

LUTA MÉDICA ENTREVISTA: JORGE SOLLA Entrevista publicada na Revista Luta Médica nº 02 (janeiro/fevereiro de 2007) LUTA MÉDICA ENTREVISTA: JORGE SOLLA Entrevista publicada na Revista Luta Médica nº 02 (janeiro/fevereiro de 2007) Médico Pesquisador do Instituto de Saúde Coletiva (ISC) da Universidade Federal da Bahia.Ex-Coordenador

Leia mais

Lei Maria da Penha Lei 11.340/06

Lei Maria da Penha Lei 11.340/06 Legislação Penal Especial Aula 02 Professor Sandro Caldeira Lei Maria da Penha Lei 11.340/06 Art. 1 o Esta Lei cria mecanismos para coibir e prevenir a violência doméstica e familiar contra a mulher, nos

Leia mais

JORNADA DAS MARGARIDAS 2013

JORNADA DAS MARGARIDAS 2013 JORNADA DAS MARGARIDAS 2013 PAUTA INTERNA 1 - ORGANIZAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SINDICAL 1 Assegurar condições de igualdade para homens e mulheres exercerem com autonomia o trabalho sindical nas diversas secretarias

Leia mais

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA: UMA QUESTÃO DE SAÚDE PÚBLICA. IV Encontro de Enfermagem Ginecológica Rio de Janeiro - UERJ - Julho 2013. Cecília Teixeira Soares

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA: UMA QUESTÃO DE SAÚDE PÚBLICA. IV Encontro de Enfermagem Ginecológica Rio de Janeiro - UERJ - Julho 2013. Cecília Teixeira Soares VIOLÊNCIA DOMÉSTICA: UMA QUESTÃO DE SAÚDE PÚBLICA IV Encontro de Enfermagem Ginecológica Rio de Janeiro - UERJ - Julho 2013 Cecília Teixeira Soares Relatório Mundial sobre Violência e Saúde Nas relações

Leia mais

Paralisação docente na UFU alerta para o pacote de maldades do Governo Federal

Paralisação docente na UFU alerta para o pacote de maldades do Governo Federal Edição Eletrônica nº 11 28/09/2015 Produção Assessoria de Imprensa ADUFU SS www.adufu.org.br Paralisação docente na UFU alerta para o pacote de maldades do Governo Federal A Assembleia da ADUFU SS realizada

Leia mais

Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos da UFBA e UFRB - Nº 446-1ª Quinzena de Março - 2015 - Salvador - BA - assufba@ufba.

Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos da UFBA e UFRB - Nº 446-1ª Quinzena de Março - 2015 - Salvador - BA - assufba@ufba. Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos da UFBA e UFRB - Nº 446-1ª Quinzena de Março - 2015 - Salvador - BA - assufba@ufba.br Em assembleia geral realizada na Faculdade de Economia da UFBA,

Leia mais

ESCLARECIMENTO SOBRE A IMPLANTAÇÃO DA JORNADA DE 30 HORAS PARA ASSISTENTES SOCIAIS SEM REDUÇÃO SALARIAL

ESCLARECIMENTO SOBRE A IMPLANTAÇÃO DA JORNADA DE 30 HORAS PARA ASSISTENTES SOCIAIS SEM REDUÇÃO SALARIAL ESCLARECIMENTO SOBRE A IMPLANTAÇÃO DA JORNADA DE 30 HORAS PARA ASSISTENTES SOCIAIS SEM REDUÇÃO SALARIAL Desde a publicação da lei nº 12.317, de 27 de agosto de 2010, que estabeleceu a jornada de trabalho

Leia mais

LEI DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR Lei n. 11.340/06

LEI DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR Lei n. 11.340/06 LEI DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR Lei n. 11.340/06 PREVISÃO CONSTITUCIONAL 1) O art. 226, 8º CF, dispões que: O Estado assegurará a assistência à família na pessoa de cada um dos que a integram, criando

Leia mais

Assufba completa 34 anos de lutas e conquistas

Assufba completa 34 anos de lutas e conquistas Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos da UFBA e UFRB - Nº 445-2ª Quinzena de Dezembro - 2014 - Salvador - BA - assufba@ufba.br Assufba completa 34 anos de lutas e conquistas No dia 1º de

Leia mais

- 1 - CARTILHA PARA COMPREENDIMENTO CONTABIL SINDICATO DOS ESTIVADORES DE PARANAGUÁ E PONTAL DO PR-2009

- 1 - CARTILHA PARA COMPREENDIMENTO CONTABIL SINDICATO DOS ESTIVADORES DE PARANAGUÁ E PONTAL DO PR-2009 - 1 - ATIVO = Nossos bens e Direitos No Ativo do Sindicato temos as seguintes contas: - Caixa: É o que está disponível na Tesouraria para pagamento de pequenas despesas. - Banco Conta Movimento: O Sindicato

Leia mais

ESTATUTO DA EMPRESA FAI JÚNIOR

ESTATUTO DA EMPRESA FAI JÚNIOR ESTATUTO DA EMPRESA FAI JÚNIOR Capitulo I - Denominação, Sede, Finalidade e Duração Artigo 1 - A associação civil tem com a denominação social: FAI JÚNIOR, e como o titulo do estabelecimento a expressão

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ BREVES FACULDADE DE MATEMÁTICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ BREVES FACULDADE DE MATEMÁTICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ BREVES FACULDADE DE MATEMÁTICA REGIMENTO INTERNO DA FACULDADE DE MATEMÁTICA, CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ BREVES, UFPA.

Leia mais

Aprendendo Conceitos sobre Gênero e Sexo. Você Sabia

Aprendendo Conceitos sobre Gênero e Sexo. Você Sabia Aprendendo Conceitos sobre Gênero e Sexo Você Sabia Que o sexo de uma pessoa é dado pela natureza e por isso nascemos macho ou fêmea? Que o gênero é construído pelas regras da sociedade para definir, a

Leia mais

Sugestão de Projeto de Lei de Municipalização das 30 Horas

Sugestão de Projeto de Lei de Municipalização das 30 Horas Sugestão de Projeto de Lei de Municipalização das 30 Horas Texto construído com base em diversos trabalhos acadêmicos, dados do Cofen, dados do Coren, Fórum Nacional das 30 horas, Aben e do artigo Jornada

Leia mais

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ É bom saber... LEI Nº 12.618, DE 30 DE ABRIL DE 2012. Institui o regime de previdência complementar para os servidores públicos federais titulares de

Leia mais

Prestação de Contas 2013

Prestação de Contas 2013 Jornal do Sindicato dos Petroleiros do Espírito Santo Março 2014 Nº 1039 Prestação de Contas 2013 A direção Mobilização: União e Lutas assumiu a gestão no final de outubro de 2013, enfrentando uma situação

Leia mais

Assembleia Geral decide pela venda da Sede Social

Assembleia Geral decide pela venda da Sede Social Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos da UFBA e UFRB - Nº 386-2ª QUINZENA DE SETEMBRO-2010 - SALVADOR-BA - assufba@ufba.br Assembleia Geral decide pela venda da Sede Social Fotos: Américo

Leia mais

PATRONATO DE PRESOS E EGRESSOS DO ESTADO DA BAHIA ESTATUTO

PATRONATO DE PRESOS E EGRESSOS DO ESTADO DA BAHIA ESTATUTO PATRONATO DE PRESOS E EGRESSOS DO ESTADO DA BAHIA ESTATUTO TÍTULO I DA INSTITUIÇÃO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE E DURAÇÃO Art. 1º - O Patronato de Presos e Egressos da Bahia, fundado em 29 de maio de

Leia mais

Parecer da KONTAS Contabilidade Assessoria e Consultoria Empresarial Ltda ME

Parecer da KONTAS Contabilidade Assessoria e Consultoria Empresarial Ltda ME Parecer da KONTAS Contabilidade Assessoria e Consultoria Empresarial Ltda ME Aos Administradores da Associação dos Oficiais da Polícia Militar da Bahia AOPM Salvador - BA 1- Examinamos os Balanços Patrimoniais

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31/12/2014 e 31/12/2013

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31/12/2014 e 31/12/2013 Registro no Cartório de Títulos e Documentos em 02/10/1934. Sob o nº 1.152, Livro "A" nº 6. BALANÇO PATRIMONIAL EM 31/12/2014 e 31/12/2013 2014 2013 Variação ATIVO ATIVO CIRCULANTE Caixa - - - Banco do

Leia mais

Espelho Penal Peça. Endereçamento correto da interposição 1ª Vara Criminal do Município X 0 / 0,25

Espelho Penal Peça. Endereçamento correto da interposição 1ª Vara Criminal do Município X 0 / 0,25 Espelho Penal Peça O examinando deve redigir uma apelação, com fundamento no artigo 593, I, do Código de Processo Penal. A petição de interposição deve ser endereçada ao juiz de direito da 1ª vara criminal

Leia mais

ATA DA ASSEMBLEIA GERAL DA ADUFG SINDICATO, REALIZADA EM 05/08/2015.

ATA DA ASSEMBLEIA GERAL DA ADUFG SINDICATO, REALIZADA EM 05/08/2015. ATA DA ASSEMBLEIA GERAL DA ADUFG, REALIZADA EM 05/08/2015. Aos dias oito do mês de agosto de dois mil e quinze, no Centro de Cultura e Eventos Prof. Ricardo Freua Bufaiçal, localizado no Campus Samambaia,

Leia mais

25 de novembro - Dia Internacional de Combate à Violência Contra as Mulheres. Carta de Brasília

25 de novembro - Dia Internacional de Combate à Violência Contra as Mulheres. Carta de Brasília Anexo VI 25 de novembro - Dia Internacional de Combate à Violência Contra as Mulheres Carta de Brasília Na véspera do Dia Internacional de Combate à Violência Contra as Mulheres nós, trabalhadoras dos

Leia mais

Secretaria de Gênero e Etnia do Sindicato do Ramo Químico/Petroleiro-BA

Secretaria de Gênero e Etnia do Sindicato do Ramo Químico/Petroleiro-BA E Apresentação Esta cartilha foi feita especialmente para vocês trabalhadoras e trabalhadores do ramo químico e petroquímico. Aqui vocês vão encontrar informações sobre o Projeto de Lei 2513/2007, que

Leia mais

Circular nº 157/2014 Brasília, 2 de setembro de 2014. Às Seções Sindicais, às Secretarias Regionais e aos Diretores do ANDES-SN

Circular nº 157/2014 Brasília, 2 de setembro de 2014. Às Seções Sindicais, às Secretarias Regionais e aos Diretores do ANDES-SN Circular nº 157/2014 Brasília, 2 de setembro de 2014 Às Seções Sindicais, às Secretarias Regionais e aos Diretores do ANDES-SN Companheiros, Encaminhamos, para ampla divulgação, a Carta de Aracaju (59º

Leia mais

APOIO E PARTICIPAÇÃO NAS AÇÕES DE CRIAÇÃO DO NÚCLEO DE ESTUDOS EM GÊNERO, RAÇA E ETNIA NEGRE/UEMS. RESUMO

APOIO E PARTICIPAÇÃO NAS AÇÕES DE CRIAÇÃO DO NÚCLEO DE ESTUDOS EM GÊNERO, RAÇA E ETNIA NEGRE/UEMS. RESUMO APOIO E PARTICIPAÇÃO NAS AÇÕES DE CRIAÇÃO DO NÚCLEO DE ESTUDOS EM GÊNERO, RAÇA E ETNIA NEGRE/UEMS. ¹Gislaine De Oliveira Correia; ²Maria José de Jesus Alves Cordeiro. ¹Bolsista de Iniciação Científica

Leia mais

O Continente faz mobilização contra Prosegur

O Continente faz mobilização contra Prosegur Confederação Nacional dos Vigilantes - Brasília - DF 16/06/2015 - Edição 1292 O Continente faz mobilização contra Prosegur Vigilantes da Bahia entregaram carta aberta na porta da Prosegur, denunciando

Leia mais

Parecer da KONTAS Contabilidade Assessoria e Consultoria Empresarial Ltda ME

Parecer da KONTAS Contabilidade Assessoria e Consultoria Empresarial Ltda ME Parecer da KONTAS Contabilidade Assessoria e Consultoria Empresarial Ltda ME Aos Administradores da Associação dos Oficiais da Polícia Militar da Bahia AOPM Salvador - BA Aos Administradores da Associação

Leia mais

Estatuto do Grêmio Estudantil

Estatuto do Grêmio Estudantil Estatuto do Grêmio Estudantil CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, FINS E DURAÇÃO Art. 1 O Grêmio Estudantil, é o Grêmio Geral da Escola Estadual de, fundado no dia / /, com sede neste estabelecimento e de

Leia mais

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu:

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu: A Constituição Federal de 1988 estabeleceu: Art. 8º É livre a associação profissional ou sindical, observado o seguinte: Art. 37º... VI - é garantido ao servidor público civil o direito à livre associação

Leia mais

CARTA DE RECIFE. Foram aprovadas as seguintes decisões, propostas, encaminhamentos e

CARTA DE RECIFE. Foram aprovadas as seguintes decisões, propostas, encaminhamentos e CARTA DE RECIFE O VII FÓRUM NACIONAL DAS COMISSÕES INTERNAS DE SUPERVISÃO DA CARREIRA, realizado em Recife/PE, no período de 07 a 10 de outubro de 2013, nas dependências da Universidade Federal Rural de

Leia mais

Quanto aos itens da pauta setorial, o MEC informou o que segue:

Quanto aos itens da pauta setorial, o MEC informou o que segue: Brasília, 7 de setembro de 2015 Reunião com Ministério da Educação (MEC) e com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) realizada dia 04/09/2015 e Contraproposta da FASUBRA ao Governo Na

Leia mais

INFORMATIVO ONLINE APUR

INFORMATIVO ONLINE APUR INFORMATIVO ONLINE APUR Nº 04 - Cruz das Almas (BA) - 23 de Abril de 2015 - www.apur.org.br CANDIDATOS À REITORIA ENTREGAM RESPOSTA À PAUTA DOCENTE Como ficou acordado na semana passada, quando a APUR

Leia mais

Curso de. Direito. Núcleo de Prática Jurídica. Lei Maria da Penha. Lei n.º 11.340, de 7 de agosto de 2006. www.faesa.br

Curso de. Direito. Núcleo de Prática Jurídica. Lei Maria da Penha. Lei n.º 11.340, de 7 de agosto de 2006. www.faesa.br Curso de Direito Núcleo de Prática Jurídica Lei Maria da Penha Lei n.º 11.340, de 7 de agosto de 2006 www.faesa.br mportante: Onde Procurar Atendimento na Grande Vitória Disque-Denúncia: 180 Delegacias

Leia mais

Diário :18 Folha: 222 Descrição Classificação Conta Exercício Atual

Diário :18 Folha: 222 Descrição Classificação Conta Exercício Atual Diário :18 Folha: 222 R E C E I T A S OUTRAS RECEITAS OPERACIONAIS OUTRAS RECEITAS RECEITAS DE ALUGUEIS RECEITA DE LOCAÇÃO 3-2-09-01-03 9 500,00C =RECEITAS DE ALUGUEIS ********500,00C =OUTRAS RECEITAS

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO SAPUCAÍ REGULAMENTO DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE/CAMPUS CENTRAL

UNIVERSIDADE DO VALE DO SAPUCAÍ REGULAMENTO DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE/CAMPUS CENTRAL PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA UNIVERSIDADE DO VALE DO SAPUCAÍ REGULAMENTO DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE/CAMPUS CENTRAL Pouso Alegre Minas Gerais 2011 SUMÁRIO

Leia mais

PREVENÇÃO DE VIOLÊNCIAS E PROMOÇÃO DA CULTURA DE PAZ

PREVENÇÃO DE VIOLÊNCIAS E PROMOÇÃO DA CULTURA DE PAZ MINISTÉRIO DA SAÚDE IMPACTO DA VIOLÊNCIA NA SAÚDE DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES PREVENÇÃO DE VIOLÊNCIAS E PROMOÇÃO DA CULTURA DE PAZ VOCÊ É A PEÇA PRINCIPAL PARA ENFRENTAR ESTE PROBLEMA Brasília - DF 2008

Leia mais

Previdência Complementar do servidor em perguntas e respostas

Previdência Complementar do servidor em perguntas e respostas Previdência Complementar do servidor em perguntas e respostas Por Antônio Augusto de Queiroz - Jornalista, analista político e diretor de Documentação do Diap Com o propósito de esclarecer algumas dúvidas

Leia mais

GOVERNO FEDERAL COMISSÃO INTERNA DE SUPERVISÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS

GOVERNO FEDERAL COMISSÃO INTERNA DE SUPERVISÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS GOVERNO FEDERAL COMISSÃO INTERNA DE SUPERVISÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS 2011 GOVERNO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

Histórico das ações sobre Carga Horária de psicólogos no município do Rio de Janeiro pelo Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro - CRP/05

Histórico das ações sobre Carga Horária de psicólogos no município do Rio de Janeiro pelo Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro - CRP/05 Histórico das ações sobre Carga Horária de psicólogos no município do Rio de Janeiro pelo Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro - CRP/05 Dezembro/2003 - A discussão sobre carga horária para

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 09/2010

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 09/2010 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 09/2010 Aprova o Regimento Interno da Comissão Interna de Supervisão da Carreira dos Cargos

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DE MG Rua Tomaz Gonzaga 686 Bairro de Lourdes CEP 30180 140 Belo Horizonte MG RESOLUÇÃO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DE MG Rua Tomaz Gonzaga 686 Bairro de Lourdes CEP 30180 140 Belo Horizonte MG RESOLUÇÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DE MG Rua Tomaz Gonzaga 686 Bairro de Lourdes CEP 30180 140 Belo Horizonte MG RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO N. 162/2015 Institui o Regimento Interno da Escola Judicial Militar do Estado

Leia mais

SIND-UFLA SIND. TEC. ADM. EDUC. INSTIUIÇÕES FED. DE ENSINO DE LAVRAS BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2014 A T I V O

SIND-UFLA SIND. TEC. ADM. EDUC. INSTIUIÇÕES FED. DE ENSINO DE LAVRAS BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2014 A T I V O SIND-UFLA SIND. TEC. ADM. EDUC. INSTIUIÇÕES FED. DE ENSINO DE BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2014 ATIVO CIRCULANTE A T I V O DISPONIVEL Banco c/ Movimento 10.043,15 10.043,15 OUTROS CRÉDITOS Adiantamentos

Leia mais

VIolênCIA. VoCê. saber. contra a mulher. PrECIsA. Coordenação Associação das Trabalhadoras Domésticas e Centro de Ação Cultural - Centrac

VIolênCIA. VoCê. saber. contra a mulher. PrECIsA. Coordenação Associação das Trabalhadoras Domésticas e Centro de Ação Cultural - Centrac VoCê PrECIsA saber Coordenação Associação das Trabalhadoras Domésticas e Centro de Ação Cultural - Centrac Texto Maria Madalena de Medeiros / Ana Patrícia Sampaio de Almeida Projeto Gráfico Áurea Olimpia

Leia mais

Lei MARIA DA PENHA 3 anos depois

Lei MARIA DA PENHA 3 anos depois Lei MARIA DA PENHA 3 anos depois Três anos depois, lei Maria da Penha diversifica perfil de mulheres que procuram ajuda contra violência doméstica. Quais são os resultados trazidos pela lei Maria da Penha?

Leia mais

Para um mundo melhor, relações. compartilhadas

Para um mundo melhor, relações. compartilhadas Para um mundo melhor, relações compartilhadas 6 Quem coloca a roupa na lavadora? 7 Quem vai à reunião da escola dos filhos? 8 Quem vai ao supermercado fazer as compras? Responda as questões abaixo optando

Leia mais

Antonio Bulhões Deputado Federal - PRB/SP

Antonio Bulhões Deputado Federal - PRB/SP Caros amigos e amigas, Comemoramos, no último dia 1º de Outubro, o Dia Internacional da Terceira Idade. Por essa razão, estamos trazendo uma matéria referente ao Estatuto do Idoso, que contém informações

Leia mais

ORDEM BRASILEIRA DE ASSISTÊNCIA AO SERVIDOR PÚBLICO OBASP

ORDEM BRASILEIRA DE ASSISTÊNCIA AO SERVIDOR PÚBLICO OBASP ORDEM BRASILEIRA DE ASSISTÊNCIA AO SERVIDOR PÚBLICO DA ASSOCIAÇÃO E SEUS FINS OBASP Art 1º - A ORDEM BRASILEIRA DE ASSISTÊNCIA AO SERVIDOR PÚBLICO também designado pela sigla OBASP, é uma pessoa jurídica

Leia mais

Aprovado pelo CONSUNI - UFRJ - 25 de agosto de 2011

Aprovado pelo CONSUNI - UFRJ - 25 de agosto de 2011 REGIMENTO DO INSTITUTO ALBERTO LUIZ COIMBRA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA DE ENGENHARIA (COPPE) DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO. Aprovado por unanimidade pelo Conselho Deliberativo da COPPE em

Leia mais

METODOLOGIA PARA A ESTATUINTE UFRB DOS OBJETIVOS. Art. 2º - São objetivos específicos da ESTATUINTE: a) definir os princípios e finalidades da UFRB.

METODOLOGIA PARA A ESTATUINTE UFRB DOS OBJETIVOS. Art. 2º - São objetivos específicos da ESTATUINTE: a) definir os princípios e finalidades da UFRB. METODOLOGIA PARA A ESTATUINTE UFRB DOS OBJETIVOS Art. 1º - A ESTATUINTE consiste em processo consultivo e deliberativo que tem por objetivo geral elaborar o Estatuto da UFRB. Art. 2º - São objetivos específicos

Leia mais

As bandeiras de luta do movimento sindical atual, o seu significado e importância para os trabalhadores

As bandeiras de luta do movimento sindical atual, o seu significado e importância para os trabalhadores As bandeiras de luta do movimento sindical atual, o seu significado e importância para os trabalhadores 40 HORAS SEMANAIS SEM REDUÇÃO SALARIAL A luta pela redução da jornada acontece desde os primórdios

Leia mais

Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros

Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros Capítulo I - Do direito à informação Art. 1º O Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros tem como base o direito fundamental do cidadão à informação, que abrange

Leia mais

IMPORTANTE: Este documento não substitui o original aprovado pela Decisão n o 11/2007 da Congregação da FFFCMPA em 21 de dezembro de 2007

IMPORTANTE: Este documento não substitui o original aprovado pela Decisão n o 11/2007 da Congregação da FFFCMPA em 21 de dezembro de 2007 COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO E DO PROGRAMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS INTEGRANTES DO PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO PROGRAMA

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Comisão designada pela Portaria nº 1.525/11, prorrogada pela Portaria nº 561/12

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Comisão designada pela Portaria nº 1.525/11, prorrogada pela Portaria nº 561/12 RELATÓRIO FINAL DA COMISSÃO DESIGNADA PELA PORTARIA UTF N 1.525/2011, ORROGADA PELA PORTARIA UTF Nº 561/2012, RESPONSÁVEL PELA AESENTAÇÃO DE OPOSTA DE VIABILIDADE DE IMPLANTAÇÃO DO DECRETO Nº 4.836/2003

Leia mais

PLANO DE AÇÃO 2016 Gestão 2014/2017

PLANO DE AÇÃO 2016 Gestão 2014/2017 INTRODUÇÃO O Plano de Ação do Sindicato-Apase adota como referencial de elaboração as Teses aprovadas no XI Fórum Sindical/2015, referendadas na Assembleia Geral Extraordinária Deliberativa de 11/12/2015.

Leia mais

Exerça o democrático direito de voto e escolha seus representantes na Fundação

Exerça o democrático direito de voto e escolha seus representantes na Fundação NÚMERO 21 ABRIL MAIO 2010 Editado pela Assessoria de Comunicação Institucional Exerça o democrático direito de voto e escolha seus representantes na Fundação 02 Candidatos a Diretor de Benefícios participam

Leia mais

Estatuto da Associação de Pais e Professores do

Estatuto da Associação de Pais e Professores do CNPJ: 82.898.404/0001-09 Estatuto da Associação de Pais e Professores do CENTRO EDUCACIONAL MENINO JESUS Fundada em 1973, Florianópolis/SC C A P Í T U L O I Da Associação e seus fins Art. 1º. - A Associação

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL RESOLUÇÃO CUNI Nº 085, DE 6 DE DEZEMBRO DE 2011. O Conselho Universitário da Universidade Federal de Lavras, no uso de suas atribuições regimentais, e tendo em vista o que foi deliberado

Leia mais

PLENÁRIA NACIONAL EXTRAORDINÁRIA DA FENASPS

PLENÁRIA NACIONAL EXTRAORDINÁRIA DA FENASPS PLENÁRIA NACIONAL EXTRAORDINÁRIA DA FENASPS Data: 14/11/2014 Local: Sede da Fenasps Estados presentes: MG- SP- PR- RS- ES- SC- RN- CE e Oposição da BA e do DF. Nº de participantes: 65 Delegados e 10 Observadores

Leia mais

RESOLUÇÃO N.º 030-2013/CS - IFB

RESOLUÇÃO N.º 030-2013/CS - IFB RESOLUÇÃO N.º 030-2013/CS - IFB Institui normas para o Programa de Prestação de Serviço Voluntário no âmbito do Instituto Federal De Brasília. O Presidente do Conselho Superior do INSTITUTO FEDERAL DE

Leia mais

Decreto 8.573/15 e Consumidor.gov.br Fonte: Unimed do Estado do Paraná

Decreto 8.573/15 e Consumidor.gov.br Fonte: Unimed do Estado do Paraná Decreto 8.573/15 e Consumidor.gov.br Fonte: Unimed do Estado do Paraná É com satisfação que informamos que em 20 de novembro do corrente ano, tendo em vista o tendo em vista o disposto no art. 4º, caput,

Leia mais

QUERIDO(A) ALUNO(A),

QUERIDO(A) ALUNO(A), LANÇADA EM 15 MAIO DE 2008, A CAMPANHA PROTEJA NOSSAS CRIANÇAS É UMA DAS MAIORES MOBILIZAÇÕES PERMANENTES JÁ REALIZADAS NO PAÍS, COM FOCO NO COMBATE À VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E À EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS

Leia mais

ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E MESTRES DOS ESTUDANTES DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DA BAHIA. CAPITULO I - DENOMINAÇÃO E SEDE

ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E MESTRES DOS ESTUDANTES DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DA BAHIA. CAPITULO I - DENOMINAÇÃO E SEDE * Observação: O texto que não tem qualquer formatação especial é o que foi mantido ou proposto. O texto que está sublinhado é a proposta do que deve ser retirado e o que esta entre parêntesis e em itálico

Leia mais

O que é Conselho Deliberativo da Comunidade Escolar?

O que é Conselho Deliberativo da Comunidade Escolar? O Conselho Deliberativo da Comunidade Escolar CDCE tem amparo legal? Sim. A Lei 7.040/98 que estabeleceu a gestão democrática no Sistema de Ensino, instituiu o CDCE, na forma, composição e outros providências

Leia mais

DIAP: PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR: SERVIDORES CONTRÁRIOS AO PL 1.992/07

DIAP: PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR: SERVIDORES CONTRÁRIOS AO PL 1.992/07 DIAP: PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR: SERVIDORES CONTRÁRIOS AO PL 1.992/07 Durante audiência pública realizada na Comissão de Trabalho da Câmara dos Deputados, na última quarta-feira (27), associações e sindicatos

Leia mais

ESTATUTO DO GRÊMIO DA ESCOLA NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS

ESTATUTO DO GRÊMIO DA ESCOLA NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS CAPÍTULO I Da Denominação, Sede, Fins e Duração Artigo 1 O Grêmio Estudantil é o Grêmio geral da Escola Nossa Senhora das Graças, fundado no dia 07 de abril de 1992, com sede no estabelecimento e de duração

Leia mais

Institucional DIMENSÃO

Institucional DIMENSÃO Institucional DIMENSÃO INSTITUCIONAL 61 62 A responsabilidade pessoal e a cultura da paz Ninguém pode eximir-se de suas responsabilidades, imaginando que a violência sempre está no outro. No campo profissional

Leia mais

INSTITUIÇÕES DE DIREITO PUBLICO E PRIVADO MÓDULO 18 COMPETÊNCIA

INSTITUIÇÕES DE DIREITO PUBLICO E PRIVADO MÓDULO 18 COMPETÊNCIA INSTITUIÇÕES DE DIREITO PUBLICO E PRIVADO MÓDULO 18 COMPETÊNCIA Índice 1. Competência...3 1.1. Critérios Objetivos... 3 1.1.1. Critérios Subjetivos... 4 1.1.2. Competência Territorial... 4 2. Dos Processos...4

Leia mais

DECRETO Nº 6.044, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2007.

DECRETO Nº 6.044, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2007. DECRETO Nº 6.044, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2007. Aprova a Política Nacional de Proteção aos Defensores dos Direitos Humanos - PNPDDH, define prazo para a elaboração do Plano Nacional de Proteção aos Defensores

Leia mais

Por que defender o Sistema Único de Saúde?

Por que defender o Sistema Único de Saúde? Por que defender o Sistema Único de Saúde? Diferenças entre Direito Universal e Cobertura Universal de Saúde Cebes 1 Direito universal à saúde diz respeito à possibilidade de todos os brasileiros homens

Leia mais

PAUTA LOCAL ESTRUTURA PROPOSTA ANOTAÇÃO DA COMISSÃO

PAUTA LOCAL ESTRUTURA PROPOSTA ANOTAÇÃO DA COMISSÃO PAUTA LOCAL ESTRUTURA Reforma imediata de todos os banheiros de servidores na PRPPG e em todas unidades onde for necessário Abastecimento continuo de materiais basicos de higienie em todos os banheiros

Leia mais

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 02/2014/IF BAIANO/GAB

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 02/2014/IF BAIANO/GAB NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 02/2014/IF BAIANO/GAB "A democracia é o único regime político no qual os conflitos são considerados o princípio mesmo do seu funcionamento". Marilena Chauí Com a frase da ilustríssima

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA FEPISA

REGIMENTO INTERNO DA FEPISA REGIMENTO INTERNO DA FEPISA Artigo 1º. - A FUNDAÇÃO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DE ILHA SOLTEIRA - FEPISA, além das disposições constantes de seu Estatuto, fica sujeita às determinações deste Regimento

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE SERGIPE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

INSTITUTO FEDERAL DE SERGIPE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE INSTITUTO FEDERAL DE SERGIPE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE TECENDO E DISCUTINDO A REDE DE ATENÇÃO A MULHER Marluce da Silva Santana 1 Jessica Dariane Conceição de Brito 2 Carine dos Santos Conceição

Leia mais

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários ESTATUTO DA LIGA ACADÊMICA DE ESPORTES E SAÚDE - LIES Capítulo I - Da Natureza e Finalidade ART. 1º - A Liga Acadêmica de Esportes e Saúde é uma entidade sem fins lucrativos, com duração ilimitada, sob

Leia mais

PROJETO DE RESOLUÇÃO N.º 13, DE 2015 (Da Sra. Moema Gramacho)

PROJETO DE RESOLUÇÃO N.º 13, DE 2015 (Da Sra. Moema Gramacho) *C0051538A* C0051538A *C0056280A* C0056280A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE RESOLUÇÃO N.º 13, DE 2015 (Da Sra. Moema Gramacho) Dá ao Plenário 16 do Anexo II da Câmara dos Deputados a denominação "Zezéu

Leia mais

REGULAMENTO DO COLEGIADO DE CURSO CAPÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADES

REGULAMENTO DO COLEGIADO DE CURSO CAPÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADES REGULAMENTO DO COLEGIADO DE CURSO CAPÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADES Art. 1º O Colegiado de Curso é órgão consultivo, normativo, de planejamento acadêmico e executivo, para os assuntos de política de

Leia mais

MPPA PARTICIPA DAS CONFERÊNCIAS DE POLITICAS PUBLICAS DE BELÉM E ANANINDEUA.

MPPA PARTICIPA DAS CONFERÊNCIAS DE POLITICAS PUBLICAS DE BELÉM E ANANINDEUA. MPPA PARTICIPA DAS CONFERÊNCIAS DE POLITICAS PUBLICAS DE BELÉM E ANANINDEUA. A promotora de justiça LUCINERY HELENA RESENDE DO NASCIMENTO participou das Conferências Municipais de Políticas para as Mulheres

Leia mais

Observatório Social de Campo Grande. osbrasil.org.br

Observatório Social de Campo Grande. osbrasil.org.br Observatório Social de Campo Grande ÁREA LIVRE DE CORRUPÇÃO O MENINO E A BOLA http://www.youtube.com/watch?v=7ugkofbau Oc Fundado em 02 de Junho de 2011, o Observatório Social de Campo Grande, mesmo sabendo

Leia mais

CARTILHA DE MOBILIZAÇÃO E GREVE

CARTILHA DE MOBILIZAÇÃO E GREVE CARTILHA DE MOBILIZAÇÃO E GREVE ESPECIAL GREVE Este documento contém todas as orientações básicas que um servidor em greve inclusive em estágio probatório deve saber para não ser prejudicado em nenhuma

Leia mais

4. Intensificar as visitas e reuniões com os colegas das unidades descentralizadas, nas capitais e no interior.

4. Intensificar as visitas e reuniões com os colegas das unidades descentralizadas, nas capitais e no interior. APRESENTAÇÃO A chapa Experiência e trabalho: a luta continua" tem como marca principal a soma. Policiais e dirigentes sindicais experientes juntam esforços com os colegas mais novos, para trabalhar por

Leia mais

3. Autonomia frente aos partidos e parlamentares e Independência em relação aos patrões e governos

3. Autonomia frente aos partidos e parlamentares e Independência em relação aos patrões e governos Eixo III: Programa de trabalho para a direção do SISMMAC Continuar avançando na reorganização do magistério municipal com trabalho de base, organização por local de trabalho, formação política e independência

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E DURAÇÃO

ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E DURAÇÃO ESTATUTO SOCIAL DOC I CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E DURAÇÃO Art. 1º: SOCIALCRED S/A SOCIEDADE DE CRÉDITO AO MICROEMPREENDEDOR E À EMPRESA DE PEQUENO PORTE rege-se pelo presente estatuto social

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE O MUNICÍPIO DE ARARAQUARA RELATÓRIO CENTRO DE REFERÊNCIA DA MULHER

INFORMAÇÕES SOBRE O MUNICÍPIO DE ARARAQUARA RELATÓRIO CENTRO DE REFERÊNCIA DA MULHER INFORMAÇÕES SOBRE O MUNICÍPIO DE ARARAQUARA O Município de Araraquara está localizado no centro do Estado de São Paulo, possuindo uma área total 1.312 Km2 com 77,37 Km2 ocupados pela área urbana. Sua posição

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS n. 001/2015 - Março Mulheres 2015 - MULHERES: AUTONOMIA E CIDADANIA

EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS n. 001/2015 - Março Mulheres 2015 - MULHERES: AUTONOMIA E CIDADANIA EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS n. 001/2015 - Março Mulheres 2015 - MULHERES: AUTONOMIA E CIDADANIA SOCIEDADE CIVIL (ENTIDADES DO MOVIMENTO SOCIAL, ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS, ASSOCIAÇÕES E SIMILARES)

Leia mais

MANUAL DO VOLUNTÁRIO. Ajudar uma criança é tornar o mundo melhor.

MANUAL DO VOLUNTÁRIO. Ajudar uma criança é tornar o mundo melhor. MANUAL DO VOLUNTÁRIO Ajudar uma criança é tornar o mundo melhor. Apresentação No decorrer do ano de 2010, muitas mudanças estruturais ocorreram na Casa do Bom Menino. Podemos colher alguns frutos positivos

Leia mais

PARA ENTENDER O PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO EMPREGO

PARA ENTENDER O PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO EMPREGO PARA ENTENDER O PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO EMPREGO 2 CSB - Central dos Sindicatos Brasileiros CUT - Central Única dos Trabalhadores Força Sindical NCST - Nova Central Sindical de Trabalhadores UGT - União

Leia mais

Cartilha do SISTEMA DE ATERMAÇÃO ONLINE SAO

Cartilha do SISTEMA DE ATERMAÇÃO ONLINE SAO Cartilha do SISTEMA DE ATERMAÇÃO ONLINE SAO Para o ajuizamento de ação no JEF e encaminhamento de manifestações/documentos para os JEFs, sem advogado, via internet. O mesmo atendimento que é feito no setor

Leia mais

(1979) Convenção Sobre Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Contra a Mulher CEDAW

(1979) Convenção Sobre Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Contra a Mulher CEDAW (1979) Convenção Sobre Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Contra a Mulher CEDAW (1994) Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência Contra a Mulher (Convenção de Belém

Leia mais

REGIMENTO DO CENTRO DE GESTÃO E TRATAMENTO DE RESÍDUOS QUÍMICOS

REGIMENTO DO CENTRO DE GESTÃO E TRATAMENTO DE RESÍDUOS QUÍMICOS REGIMENTO DO CENTRO DE GESTÃO E TRATAMENTO DE RESÍDUOS QUÍMICOS TÍTULO I DO CENTRO E SEUS FINS Artigo 1 O Centro de Gestão e Tratamento de Resíduos Químicos é um órgão auxiliar, de natureza técnica e científica,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO. - Associação Brasileira de Energia Nuclear - (Aben)

REGIMENTO INTERNO. - Associação Brasileira de Energia Nuclear - (Aben) REGIMENTO INTERNO - Associação Brasileira de Energia Nuclear - (Aben) Este Regimento Interno, aprovado na Assembléia Geral Ordinária da Associação Brasileira de Energia Nuclear (ABEN), realizada em 29

Leia mais

Sindicato dos Executores de Metrologia do Estado de São Paulo. GAZETA SIEMESP Junho 2015

Sindicato dos Executores de Metrologia do Estado de São Paulo. GAZETA SIEMESP Junho 2015 Sindicato dos Executores de Metrologia do Estado de São Paulo GAZETA SIEMESP Junho 2015 SIEMESP Sindicato dos Executores de Metrologia do Estado de São Paulo CNPJ: 50.680.719/0001-99 Fundado em 09.02.90

Leia mais

Livre estipulação das relações trabalhistas ameaça conquistas

Livre estipulação das relações trabalhistas ameaça conquistas BOLETIM 6 Brasília, 9 de novembro de 2015 Livre estipulação das relações trabalhistas ameaça conquistas O deputado Benjamin Maranhão (SD-PB), presidente da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço

Leia mais

REGIMENTO INTERNO ÍNDICE. CAPÍTULO I Da Sede. CAPÍTULO II Dos objetivos e finalidades. CAPITULO III Da estrutura organizacional básica

REGIMENTO INTERNO ÍNDICE. CAPÍTULO I Da Sede. CAPÍTULO II Dos objetivos e finalidades. CAPITULO III Da estrutura organizacional básica REGIMENTO INTERNO Aprovado na reunião dos Conselhos de Administração e Fiscal da ASSOCIAÇÃO DE TRANSPORTE DO NORTE CATARINENSE ASTRAN, inscrita no CNPJ n 10.437.997/0001-03, realizada em São Bento do Sul,

Leia mais

Prestação de Contas Exercício 2013. Sisma/MT

Prestação de Contas Exercício 2013. Sisma/MT Prestação de Contas Exercício 2013 Sisma/MT SINDICATO DOS SERV. DA SAÚDE E MEIO AMB. ESTADO DE MATO GROSSO CNPJ: 03.094.349/0001-28 SINDICATO DOS SERV. DA SAÚDE E MEIO AMB. ESTADO DE MATO GROSSO CNPJ:

Leia mais

Estatuto da Empresa Júnior do Centro Universitário Salesiano de São Paulo, Campus São José

Estatuto da Empresa Júnior do Centro Universitário Salesiano de São Paulo, Campus São José Estatuto da Empresa Júnior do Centro Universitário Salesiano de São Paulo, Campus São José Capítulo 1. Denominação, Sede, Finalidade e Duração Artigo 1º A Empresa Júnior do Centro Universitário Salesiano

Leia mais