4. VALORES LIMITE DE PARTICIPAÇÃO DO SEBRAE-PE (IN-28, item 13 e subitens):

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "4. VALORES LIMITE DE PARTICIPAÇÃO DO SEBRAE-PE (IN-28, item 13 e subitens):"

Transcrição

1 O presente material foi elaborado para auxiliar as entidades parceiras na elaboração das prestações de contas de convênios. O material aqui apresentado foi extraído da Instrução Normativa 28 do SEBRAE/PE, editada em 23/11/ PRINCÍPIOS BÁSICOS DE LICITAÇÃO: (IN-28, item 09, subitem 9.2.5): A observância obrigatória, pelos partícipes, dos princípios básicos de licitação, para realizar compras, contratar obras ou serviços com os recursos aportados pelo SEBRAE/PE. Caso o participe seja entidade privada, deverá aplicar o disposto no Regulamento de Licitações e Contratos do Sistema SEBRAE. 2. DAS VEDAÇÕES (IN-28, item 11 e subitens): 2.1. É vedado: A celebração de Convênio com instituição que esteja com pendência de prestação de contas de qualquer natureza; Contemplar a participação de médias e grandes empresas em ações das quais não resultem benefícios, diretos ou indiretos, para as Microempresas e Empresas de Pequeno Porte; Realizar despesas relacionadas com multas, juros, correção monetária, e impostos de quaisquer naturezas, encargos sociais, e demais obrigações fiscais, securitárias, e ou tributárias, despesas essas que são de inteira responsabilidade do convenente; Transferir recursos para clubes, associações ou entidades congêneres, para fins recreativos ou assistenciais, de servidores ou empregados de qualquer dos partícipes; A efetivação de aditamento ao Convênio original, com mudança do objeto A utilização de recursos do Convênio para: Realização de despesas a título de Taxa de Administração; A realização de despesas relativas à remuneração de prestação de serviços de consultoria e assistência técnica ou assemelhada, por servidor ou empregado que pertença, esteja lotado ou em exercício em qualquer das entidades partícipes; Contratar pessoal em caráter permanente ou transitório para atividades não compatíveis com o seu objeto; Utilização dos recursos em finalidade diversa à estabelecida no Convênio; Realização de despesas em data anterior ou posterior a sua vigência, ressalvada a inclusão na prestação de contas de despesas, em contrapartida, efetuada pelo partícipe executor, no período correspondente à data da proposição do pleito, e a da vigência do convênio, e desde que satisfaçam cumulativamente as seguintes condições: a). Tenham sido custeadas com recursos próprios; b). Relacionem-se diretamente com o objeto do convênio; c). Tenham sido previstas por ocasião da Formalização de Pleito/Plano de Trabalho.

2 d). Para aquisição de bens móveis e para realizar despesas relacionadas a benfeitorias em imóveis, previstas no Convênio. 3. DA PRESTAÇÃO DE CONTAS (IN-28, item 12 e subitens): 3.1. A prestação de contas deverá evidenciar a alocação total dos recursos do convênio, exceto para os convênios de simples apoio ou patrocínio, para os quais a prestação de contas abrangerá somente os recursos oriundos do SEBRAE/PE A prestação de contas de convênios será regida por esta Instrução Normativa e deverá conter: Check-list conforme CHECK-LIST DA ANÁLISE DO CONVÊNIO nº. (modelo F028-12), com todos os campos relacionados com a prestação de contas do convênio devidamente preenchidos Relatório de Execução - Físico a exemplo do modelo F028-08; Demonstrativo Sintético da Execução da Receita e da Despesa (modelo F028-09) Relação de Pagamentos Efetuados (modelo F028-10); Cópia dos extratos bancários que demonstrem a movimentação dos recursos e, se for o caso, comprovante do recolhimento ao SEBRAE/PE, do saldo do convênio não utilizado; Relatório de Atividades Físicas (modelo F028-11) Cópias das notas fiscais, Recibos Guias de recolhimento e demais documentos que compõem as despesas relacionadas na Relação de Pagamentos Efetuados (modelo F028-10) Fichas cadastrais e listas de presença, relativas aos eventos decorrentes da parceria e cuja responsabilidade seja do Partícipe executor Toda documentação comprobatória de uso dos recursos liberados por convênios, referente aos ajustes, será emitida em nome do partícipe executor, devidamente identificada, atestada, e vinculada ao respectivo instrumento de convênio; Essa documentação deve ser arquivada separadamente em pasta específica, no próprio local em que for contabilizada, desde o início da execução do projeto, com temporalidade obrigatória de cinco anos, contados a partir da aprovação das contas do SEBRAE referentes ao exercício da prestação de contas do convênio. 4. VALORES LIMITE DE PARTICIPAÇÃO DO SEBRAE-PE (IN-28, item 13 e subitens): 4.1. Nos projetos de iniciativa de parceiros, a participação do SEBRAE está limitada ao aporte de recursos financeiros de até 70% (setenta por cento) do valor total do projeto A contrapartida do parceiro deverá ser de, no mínimo, 30% (trinta por cento) calculada sobre o total do projeto, que poderá ser composta por: parcela financeira e parcela econômica. A parcela econômica não poderá ultrapassar o limite de 50% (cinqüenta por cento) dos recursos financeiros que o parceiro aportar ao projeto O repasse de recursos do SEBRAE, quando parcelado, ficará condicionado à obrigatoriedade de: Comprovação de execução das ações previstas no convênio com os recursos liberados, no porcentual mínimo de 80%, como condição para efetivação da liberação dos recursos correspondentes à parcela seguinte, mediante apresentação de relatórios. (RELATÓRIO DE EXECUÇÃO FÍSICO, DEMONSTRATIVO SINTETICO DA EXECUÇAO DA RECEITA E DA DESPESA, e, RELAÇÃO DOS PAGAMENTOS EFETUADOS) Comprovação de execução da contrapartida econômica e financeira a cargo do partícipe executor, nos porcentuais estabelecidos no Projeto e etapa correspondente, se for o 2

3 caso, através do preenchimento dos relatórios (F RELAÇÃO DOS PAGAMENTOS EFETUADOS COM RECURSOS DE PARCEIROS e F RELAÇÃO DAS DESPESAS ECONÔMICAS DOS PARCEIROS) como condição para liberação dos recursos da parcela seguinte. 5. DISPOSIÇÕES FINAIS (IN-28, item 14, subitem 14.1): 5.1. É vedado o atendimento de pleito para entidade que se encontre com pendência de prestação de contas física e/ou financeira, ou ainda atrasos na realização de outros projetos em parceria com o SEBRAE-PE por responsabilidade única e exclusiva da entidade convenente; 3

4 ANEXO II NATUREZA DE DESPESA SALÁRIOS E PROVENTOS: Ex: salários, gratificações, horas extras, adicionais noturnos, ajuda de custo e pagamentos relativos à remuneração da Diretoria Executiva. OUTROS GASTOS COM PESSOAL: Ex: indenizações trabalhistas, aviso prévio, salários e encargos de pessoal requisitado junto a outros SEBRAE/UF. ENCARGOS TRABALHISTAS: INSS e FGTS. BENEFÍCIOS SOCIAIS: Ex: assistência médica, seguro de vida em grupo, auxílio transporte, etc. INSTRUTORIA E CONSULTORIA: Despesas com pagamentos a consultores e instrutores externos para prestação de serviços ao SEBRAE ou clientes externos. SERVIÇOS MANUT. SEGURANÇA E LIMPEZA: Despesas com serviços executados por pessoas físicas ou jurídicas referente à manutenção e restauração de móveis, máquinas, aparelhos e equipamentos, veículos e outros, despesas com segurança e vigilância em geral, limpeza, dedetização. SERVIÇOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS: Ex: advocacia, auditoria independente, tradução, elaboração e gestão de projetos, estudos, pesquisas e análises técnicas, serviços de informática, recrutamento e seleção de pessoal, capacitação e treinamento, etc. DEMAIS SERVIÇOS CONTRATADOS: Ex; garçons, estagiários, apoio administrativo, organização e promoção de eventos, etc. ENCARGOS SOCIAIS S/ SERVIÇOS TERCEIROS: INSS referente aos serviços prestados por pessoas físicas, compreendendo o percentual de 20% sobre a remuneração paga. DESPESAS DE VIAGENS: Ex: diárias nacionais e internacionais pagas a empregados, e terceiros. Hospedagem e alimentação, ressarcimento de despesas de viagens aos Agentes, taxas de remarcação, etc. PASSAGENS, TRASNPORTES E LOCOMOÇÃO: Ex: passagens aéreas, rodoviárias, etc. ligadas às viagens nacionais e internacionais de funcionários ou terceiros. ALUGUÉIS E ENCARGOS: Ex: locação de máquinas, equipamentos, veículos, móveis e instalações, salas, imóveis, locação de espaços em feiras e exposições, etc. DIVULGAÇÃO, ANÚNCIOS, PUBLICIDADE E PROPAGANDA: Ex: veiculação de anúncios em jornais, revistas, rádio, televisão, bem como os serviços prestados na preparação de campanhas promocionais, despesas com a Agência Sebrae de Notícias, realizadas exclusivamente pela Unidade de Marketing. SERVIÇOS GRÁFICOS E REPROGRÁFICOS: Ex: prospectos e cartazes, editoração e impressão de livros, cópias reprográficas (incluindo o aluguel de máquinas) e multimídia, etc. SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO EM GERAL: Ex: telefonia fixa e móvel, transportes de malotes, despesas avulsas com cartas, sedex, franquia postal, serviço de transmissão de dados de rede, etc. DEMAIS CUSTOS E DESPESAS GERAIS: Ex: água e luz, despesas com representações, assinatura de jornais e revistas, aquisição de softwares de mercado, seguros, fretes, contribuições e auxílios a entidades, despesas com cartórios, devolução de contribuição social, etc. 4

5 MATERIAL DE CONSUMO: Ex: materiais de limpeza, copa e refeitório, materiais de expediente, materiais para manutenção e reparos, combustíveis e lubrificantes, materiais técnicos e didáticos, materiais de natureza permanente e outros. IMPOSTOS E CONTRIBUIÇÕES: Ex: IPTU, IPVA, ISS imposto de renda sobre aplicações financeiras, IOF, CPMF, PIS, etc. TAXAS: Ex: taxas de expediente e despesas com arrecadação da contribuição social paga ao INSS. DESPESAS FINANCEIRAS: Ex: despesas bancárias, juros e multas pagas na liquidação de títulos e nos recolhimentos de encargos fora do prazo legal, multas de trânsito, etc. PROVISÕES: Ex: provisão para perdas com fundos de empresas emergentes, perdas com avais honrados, riscos e contingências, sinistralidade do plano de saúde, etc. DESPESAS COM DEPRECIAÇÕES OU AMORTIZAÇÕES: A depreciação representa o desgaste de bens físicos registrados no ativo permanente, pelo uso, por causas naturais ou por obsolescência e a amortização registra a diminuição do valor dos bens intangíveis registrados no ativo permanente, que é a perda de valor de capital aplicado na aquisição de direitos de propriedade industrial ou comercial e quaisquer outros, com existência ou exercício de duração limitada. 5

6 F RELATÓRIO DE EXECUÇÃO FÍSICO Nome: Partícipe Executor (Convenente) Convênio Nº: /ANO DATA / ASSINATURAS F Assinatura do responsável pela execução do Convênio 6

7 DEMONSTRATIVO SINTETICO DA EXECUÇAO DA RECEITA E DA DESPESA PARTÍCIPE EXECUTOR (CONVENENTE) Nome: Nome do Convênio: CONVÊNIO Nº Início: Término: RECEITAS DESPESAS Indicar Valores Recebidos - inclusive Indicar Despesas realizadas por NATUREZA, conforme Relação de Pagamentos. rendimentos de aplicações financeiras Data Tipo Valor Tipo Valor 1. Alugueis e Encargos 2. Serv. Comunicação em Geral 3. Instrutoria e Consultoria 4. Despesas Financeiras 5. Divulgação e Anúncio 6. Encargos Sociais s/ Serv. Terceiros 7. Despesas de Viagens 8. Serv. Manut. Segurança e limpeza 9. Material de Consumo 10. Impostos e Contribuições 11. Passagens, Transporte e Locomoção 12. Serv. Téc. Especializado 13. Serviços Gráficos e Reprográficos 14. Demais Serviços Contratados 15. Salários e Proventos 16. Encargos Trabalhistas 17. Encargos Sociais 18. Outros Gastos com Pessoal 19. Demais Custos e Despesas Gerais Recife, F Total das Receitas Total das Despesas SALDO DEVOLVIDO OU A DEVOLVER LOCAL E DATA Assinatura do Responsável pela Execução do Convênio 7

8 DEMONSTRATIVO SINTETICO DA EXECUÇAO DA RECEITA E DA DESPESA CAMPO DESCRIÇÃO Partícipe Executor Convênio Nº Receita/Despesa Saldo devolvido ou a devolver Data e Assinatura Despesas: Tipo Nome da entidade executora do convênio Número estabelecido para o convênio Historiar e quantificar as Receitas e Despesas realizadas Anotar a situação ocorrida (saldo do convênio devolvido ou a devolver) Local, data, nome e assinatura do responsável pela execução do convênio. Poderá ser criados campo, com legendas contendo esses tipos de despesas (caráter ilustrativo) 8

9 RELAÇÃO DE PAGAMENTOS EFETUADOS Partícipe Executor (convenente) Nome da entidade: Denominação do Projeto: Nº FAVORECIDO DESTINAÇÃO/FINA LIDADE Ordem (Bens / Serviços / Adquiridos / Produzidos) Convênio nº Início: Término: DESPESAS Cód. Doc. de Dados do Pagamento despesa Nat. Data Nº Cheque DATA Nº VALOR nº CONTRAPARTIDA ENTIDADE TOTAL DAS DESPESAS LOCAL E DATA Recife, Total da Contrapartida F Responsável pela Execução do Convênio Dirigente da Entidade Executora 9

10 RELAÇÃO DE PAGAMENTOS EFETUADOS CAMPO DESCRIÇÃO Partícipe Executor Convênio Nº Pagamentos Efetuados Nome da entidade executora do convênio Número estabelecido para o convênio Preencher com os todos os pagamentos efetuados por força do convênio celebrado. Documentos da Despesa Descrever a natureza da despesa, o número do documento (NF, Recibo, etc), a data e o valor pago. Pagamento Data e Assinatura Descrever o número do cheque emitido e banco sacado Data, nome e assinatura dos responsáveis pela execução do convênio. 10

11 RELAÇÃO DOS PAGAME TOS EFETUADOS COM RECURSOS DE PARCEIROS Partícipe Executor (convenente) Nome da entidade: Denominação do Projeto: DESPESAS Nº FAVORECIDO DESTINAÇÃO/FINA LIDADE Ordem (Bens / Serviços / Adquiridos / Produzidos) Convênio nº. Início: Término: Cód. Doc. de Dados do Pagamento despesa Nat. Data Nº. Cheque DATA Nº. VALOR nº. CONTRAPARTIDA ENTIDADE TOTAL DAS DESPESAS LOCAL E DATA Recife, Total da Contrapartida F Responsável pela Execução do Convênio Dirigente da Entidade Executora 11

12 N.º DISCRIMINAÇÃO DE DESPESAS RELAÇÃO DAS DESPESAS ECONÔMICAS DOS PARCEIROS DOCUMENTOS DE DESPESAS ORDEM TIPO DOC/REF N.º DATA VALOR SOMA F RESPONSÁVEL PELA EXECUÇÃO: ASSINATURA: NOME: 12

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO RIO DE JANEIRO CRA/RJ

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO RIO DE JANEIRO CRA/RJ RECEITAS 1 - O Orçamento do Conselho Regional de Administração do Rio de Janeiro para o exercício financeiro de 2013, estima a receita em R$ 16.122.900,00 e fixa sua despesa em igual importância. 2 - A

Leia mais

SICOOB - Contabilidade. Período: 01/08/2013 a 31/08/2013. Conta Cod. Red. Descrição da Conta Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual

SICOOB - Contabilidade. Período: 01/08/2013 a 31/08/2013. Conta Cod. Red. Descrição da Conta Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual 1.0.0.00.00-7 CIRCULANTE E REALIZÁVEL A LONGO PRAZO 58.764.189,56 169.901.510,67 169.746.419,72 58.919.280,51 1.1.0.00.00-6 DISPONIBILIDADES 469.845,67 62.841.447,38 62.796.662,79 514.630,26 1.1.1.00.00-9

Leia mais

CENTRAIS DE ABASTECIMENTO DE CAMPINAS S/A - CEASA/CAMPINAS CNPJ: 44.608.776/0001-64

CENTRAIS DE ABASTECIMENTO DE CAMPINAS S/A - CEASA/CAMPINAS CNPJ: 44.608.776/0001-64 1.... ATIVO 152.101.493,67 50.040.951,48 153.182.697,98 1.10... ATIVO CIRCULANTE 12.634.079,13 49.780.167,34 14.042.894,83 1.10.10.. DISPONIBILIDADES 10.621.727,62 40.765.261,82 12.080.213,47 1101001 BENS

Leia mais

FORMATO RELATÓRIOS DEMONSTRATIVOS

FORMATO RELATÓRIOS DEMONSTRATIVOS INSTRUÇÕES PARA A EXECUÇÃO FINANCEIRA/PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS TRANSFERIDOS PELO MINISTÉRIO/ORGANISMOS INTERNACIONAL REFERENTE AOS CONTRATOS DE FINANCIAMENTO DE ATIVIDADES FORMATO RELATÓRIOS DEMONSTRATIVOS

Leia mais

4.1.5 RECEITAS PATRIMONIAIS

4.1.5 RECEITAS PATRIMONIAIS 1 ORÇAMENTO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2012 DEMONSTRATIVO ANALÍTICO DA RECEITA CATEGORIA ECONÔMICA CÓDIGO ESPECIFICAÇÃO DOTAÇÃO 4 RECEITAS 8.859.280,00 4.1 RECEITAS CORRENTES

Leia mais

Diário :18 Folha: 222 Descrição Classificação Conta Exercício Atual

Diário :18 Folha: 222 Descrição Classificação Conta Exercício Atual Diário :18 Folha: 222 R E C E I T A S OUTRAS RECEITAS OPERACIONAIS OUTRAS RECEITAS RECEITAS DE ALUGUEIS RECEITA DE LOCAÇÃO 3-2-09-01-03 9 500,00C =RECEITAS DE ALUGUEIS ********500,00C =OUTRAS RECEITAS

Leia mais

DEMONSTRATIVO FINANCEIRO - JANEIRO 2013

DEMONSTRATIVO FINANCEIRO - JANEIRO 2013 DEMONSTRATIVO FINANCEIRO - JANEIRO 2013 SALDO INICIAL TOTAL EM 31/12/2012 268.063,35 DESPESAS 290.766,92 SALDO INICIAL EM BANCO 263.178,39 DESPESAS ASSEJUS 290.766,92 DESPESAS COM PESSOAL 59.853,97 BANCO

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA. Assunto: CELEBRAÇÃO DE CONVÊNIOS E OUTROS PLEITOS. HISTÓRICO DAS EDIÇÕES

INSTRUÇÃO NORMATIVA. Assunto: CELEBRAÇÃO DE CONVÊNIOS E OUTROS PLEITOS. HISTÓRICO DAS EDIÇÕES HISTÓRICO DAS EDIÇÕES DATA EDIÇÃO NÚMERO DESCRIÇÃO/ALTERAÇÃO 23/11/2009 028/00 Edição de implantação 27/12/2010 028/01 Adequação à IN-41/01 de 16/12/2009 do SEBRAE/NA 16/12/2013 028/02 Adequação à IN-41/01

Leia mais

Comparativo da Despesa Autorizada/Realizada

Comparativo da Despesa Autorizada/Realizada CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE IMOVEIS - 4ª REGIÃO RUA CARIJOS 244 10º ANDAR EDIFICIO WALMAP BELO HORIZONTE-MG Telefone: (31) 3271-6044 Comparativo da Despesa Autorizada/Realizada Ano do : 2014 : 01/01/2014

Leia mais

Orçamento da Ordem dos Advogados do Brasil Secção do Ceará. Exercício 2010. Demonstrativo Analítico da Receita

Orçamento da Ordem dos Advogados do Brasil Secção do Ceará. Exercício 2010. Demonstrativo Analítico da Receita CEARA Orçamento da Ordem dos Advogados do Brasil Secção do Ceará Exercício 2010 Demonstrativo Analítico da Receita CATEGORIA ECONÔMICA CÓDIGO ESPECIFICAÇÃO DOTAÇÃO (R$) 4 RECEITAS 8.727.000,00 4.1 RECEITAS

Leia mais

1.0 ATIVO 1.1. ATIVO CIRCULANTE

1.0 ATIVO 1.1. ATIVO CIRCULANTE PLANO DE CONTAS Associações, Sindicatos e Outras Entidades. 1.0 ATIVO 1.1. ATIVO CIRCULANTE 1.1.1. Disponibilidades 1.1.1.1. Caixa 1.1.1.2. Bancos c/ Movimento 1.1.1.3. Aplicações Financeiras 1.1.2. Créditos

Leia mais

Proposta Orçamentária Exercício 2015

Proposta Orçamentária Exercício 2015 Página : 1 1.0.00.00 - RECEITAS CORRENTES 1.954.000,00 1.1.00.00 - RECEITAS DE CONTRIBUIÇÕES 1.540.663,00 1.1.01.00 - ANUIDADE 1.540.663,00 1.1.01.01 - ANUIDADE DO EXERCICIO 1.035.137,00 1.1.01.01.01 -

Leia mais

Roteiro para Prestação de Contas referente ao Programa de Patrocínios DME 2016.

Roteiro para Prestação de Contas referente ao Programa de Patrocínios DME 2016. 1 Roteiro para Prestação de Contas referente ao Programa de Patrocínios DME 2016. Formulários obrigatórios para Prestação de Contas PRESTAÇÃO DE CONTAS - PROJETOS INCENTIVADOS PELA DME E/OU SUAS SUBSIDIÁRIAS.

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE - PARAIBA Sistema de Contabilidade COMPARATIVO DA RECEITA ORÇADA COM A REALIZADA RECEITA - Março - 2012

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE - PARAIBA Sistema de Contabilidade COMPARATIVO DA RECEITA ORÇADA COM A REALIZADA RECEITA - Março - 2012 COMPARATIVO DA RECEITA ORÇADA COM A REALIZADA RECEITA - Março - 2012 Pág. : 1 6.2.1 RECEITAS CORRENTES 2.600.000,00 238.142,92 1.067.781,32 41,07 1.532.218,68 6.2.1.1 CONTRIBUIÇÕES 2.172.925,79 205.317,79

Leia mais

ANEXO IV MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS REFERENTE À CONCESSÃO DE PATROCÍNIO. Lei 12.378 de 31/12/2010 Conselho de Arquitetura e Urbanismo

ANEXO IV MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS REFERENTE À CONCESSÃO DE PATROCÍNIO. Lei 12.378 de 31/12/2010 Conselho de Arquitetura e Urbanismo ANEXO IV MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS REFERENTE À CONCESSÃO DE PATROCÍNIO Lei 12.378 de 31/12/2010 Conselho de Arquitetura e Urbanismo Resolução nº 23 de 04/05/12 CAU/BR Portaria Interministerial Nº 507

Leia mais

Conta Descrição Fixada + Alterações...Realizada... 6.2.1 RECEITAS CORRENTES 5.300.000,00 364.180,63 2.350.309,73 44,35 2.949.

Conta Descrição Fixada + Alterações...Realizada... 6.2.1 RECEITAS CORRENTES 5.300.000,00 364.180,63 2.350.309,73 44,35 2.949. COMPARATIVO DA RECEITA ORÇADA COM A REALIZADA RECEITA - Março - 2013 Pág. : 1 6.2.1 RECEITAS CORRENTES 5.300.000,00 364.180,63 2.350.309,73 44,35 2.949.690,27 6.2.1.1 CONTRIBUIÇÕES 4.370.000,00 324.736,22

Leia mais

Comparativo da Despesa Empenhada

Comparativo da Despesa Empenhada Conselho Federal de Psicologia CNPJ: 00.393.272/0001-07 Comparativo da Empenhada Período: 01/01/2014 a 31/12/2014 6.2.2.1.1 - CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 22.971.460,84 6.546.770,91 6.2.2.1.1.01 - CRÉDITO

Leia mais

SICOOB - Contabilidade. Período: 01/12/2010 a 31/12/2010. Conta Cod. Red. Descrição da Conta Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual

SICOOB - Contabilidade. Período: 01/12/2010 a 31/12/2010. Conta Cod. Red. Descrição da Conta Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual 1.0.0.00.00-7 CIRCULANTE E REALIZÁVEL A LONGO PRAZO 9.671.194,34 29.326.303,91 29.462.756,13 9.534.742,12 1.1.0.00.00-6 DISPONIBILIDADES 80.215,82 11.749.129,63 11.810.017,76 19.327,69 1.1.1.00.00-9 CAIXA

Leia mais

Comparativo da Despesa Paga. Gratificação por Tempo de Serviço. Programa de Alimentação ao Trabalhador - Pat

Comparativo da Despesa Paga. Gratificação por Tempo de Serviço. Programa de Alimentação ao Trabalhador - Pat Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Pará CNPJ: 14.974.293/0001-12 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 922.380,03 665.569,81 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESA CORRENTE 541.961,33 188.309,60

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS FINANCEIROS REPASSADOS PELO CREA-RS ÀS ENTIDADES DE CLASSE.

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS FINANCEIROS REPASSADOS PELO CREA-RS ÀS ENTIDADES DE CLASSE. GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS FINANCEIROS REPASSADOS PELO CREA-RS ÀS ENTIDADES DE CLASSE. Gerência de Contabilidade Março/2014 APRESENTAÇÃO A finalidade deste guia é orientar

Leia mais

Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras

Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras No ano de 2012 o Londrina Country Club atualizou o plano de contas de sua demonstração de resultado. O objetivo é atualizar a nomenclatura das contas permitindo

Leia mais

Comparativo da Despesa Empenhada

Comparativo da Despesa Empenhada Conselho Federal de Psicologia CNPJ: 00.393.272/0001-07 Comparativo da Empenhada Período: 01/01/2013 a 31/12/2013 6.2.2.1.1 - CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 23.529.630,47 354.627,97 6.2.2.1.1.01 - CRÉDITO

Leia mais

TREINAMENTO PARA OS NOVOS DIRETORES DE DEPARTAMENTOS DA UNIVERSIDADE

TREINAMENTO PARA OS NOVOS DIRETORES DE DEPARTAMENTOS DA UNIVERSIDADE TREINAMENTO PARA OS NOVOS DIRETORES DE DEPARTAMENTOS DA UNIVERSIDADE Salvador, 21 e 22 de julho de 2010 CONVÊNIOS EQUIPE: Alessandro Chaves de Jesus Ana Lucia Alcântara Tanajura Cristiane Neves de Oliveira

Leia mais

PLANO DE CONTAS. - Plano 000001 FOLHA: 000001 0001 - INSTITUTO DE ELETROTÉCNICA E ENERGIA DA USP DATA: 18/08/2009 PERÍODO: 01/2007

PLANO DE CONTAS. - Plano 000001 FOLHA: 000001 0001 - INSTITUTO DE ELETROTÉCNICA E ENERGIA DA USP DATA: 18/08/2009 PERÍODO: 01/2007 PLANO DE S FOLHA: 000001 1 - ATIVO 1.1 - ATIVO CIRCULANTE 1.1.1 - DISPONÍVEL 1.1.1.01 - BENS NUMERÁRIOS 1.1.1.01.0001 - (0000000001) - CAIXA 1.1.1.02 - DEPÓSITOS BANCÁRIOS 1.1.1.02.0001 - (0000000002)

Leia mais

Comparativo da Despesa Liquidada. Material de Limpeza e Produtos de Higiene. Material de Áudio, Vídeo e Foto. Materiais Elétricos e de Telefonia

Comparativo da Despesa Liquidada. Material de Limpeza e Produtos de Higiene. Material de Áudio, Vídeo e Foto. Materiais Elétricos e de Telefonia Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado de Sergipe CNPJ: 14.817.219/0001-92 Comparativo da Liquidada CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 1.148.289,97 885.632,24 DESPESA CORRENTE 948.289,97 685.632,24 PESSOAL

Leia mais

CONVÊNIO N o 96, DE 19 DE OUTUBRO DE 2015. Convênio que entre si celebram o Município de Santa Maria e o Banco da Esperança - Ação Social.

CONVÊNIO N o 96, DE 19 DE OUTUBRO DE 2015. Convênio que entre si celebram o Município de Santa Maria e o Banco da Esperança - Ação Social. CONVÊNIO N o 96, DE 19 DE OUTUBRO DE 2015 Convênio que entre si celebram o Município de Santa Maria e o Banco da Esperança - Ação Social. O MUNICÍPIO DE SANTA MARIA, com sede na cidade de Santa Maria,

Leia mais

- 1 - CARTILHA PARA COMPREENDIMENTO CONTABIL SINDICATO DOS ESTIVADORES DE PARANAGUÁ E PONTAL DO PR-2009

- 1 - CARTILHA PARA COMPREENDIMENTO CONTABIL SINDICATO DOS ESTIVADORES DE PARANAGUÁ E PONTAL DO PR-2009 - 1 - ATIVO = Nossos bens e Direitos No Ativo do Sindicato temos as seguintes contas: - Caixa: É o que está disponível na Tesouraria para pagamento de pequenas despesas. - Banco Conta Movimento: O Sindicato

Leia mais

Comparativo da Despesa Autorizada/Realizada

Comparativo da Despesa Autorizada/Realizada CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE I DE SANTA CATARINA - 11ª REGIÃO RUA TRAJANO - 279 - ED. TRAJANUS - 1º E 2º ANDARES - FLORIANÓPOLIS -SC Telefone: (48) 3203-9200 Comparativo da Despesa Autorizada/Realizada

Leia mais

PROJETOS, PARCERIAS E CONVÊNIOS

PROJETOS, PARCERIAS E CONVÊNIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA INS 41 PROJETOS, PARCERIAS E CONVÊNIOS Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Origem: Macro Processo: Processo: Esta Instrução Substitui a: Unidade de Assessoria Jurídica

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE EM PERNAMBUCO Sistema de Contabilidade COMPARATIVO DA RECEITA ORÇADA COM A REALIZADA RECEITA - Março - 2013

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE EM PERNAMBUCO Sistema de Contabilidade COMPARATIVO DA RECEITA ORÇADA COM A REALIZADA RECEITA - Março - 2013 COMPARATIVO DA RECEITA ORÇADA COM A REALIZADA RECEITA - Março - 2013 Pág. : 1 6.2.1 RECEITAS CORRENTES 6.075.000,00 385.244,45 3.028.821,45 49,86 3.046.178,55 6.2.1.1 CONTRIBUIÇÕES 4.949.000,00 295.008,08

Leia mais

CREFITO/RS. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional 5ª Região CNPJ: 90.601.147/0001-20.

CREFITO/RS. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional 5ª Região CNPJ: 90.601.147/0001-20. Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional 5ª Região CNPJ: 90.601.147/0001-20 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 6.425.208,00 2.742.999,95 2.742.999,95 3.682.208,05 CRÉDITO

Leia mais

REGULAMENTO DE CONVÊNIOS DA APEX-BRASIL 1

REGULAMENTO DE CONVÊNIOS DA APEX-BRASIL 1 REGULAMENTO DE CONVÊNIOS DA APEX-BRASIL 1 1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS 1.1. Este Regulamento normatiza os convênios celebrados entre a Apex- Brasil e as entidades públicas e/ou privadas, com ou sem fins lucrativos,

Leia mais

PLANO DE CONTAS UNIFICADO DOS CONSELHOS FEDERAL E REGIONAIS DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA.

PLANO DE CONTAS UNIFICADO DOS CONSELHOS FEDERAL E REGIONAIS DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA. PLANO DE CONTAS UNIFICADO DOS CONSELHOS FEDERAL E REGIONAIS DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA. DEMONSTRATIVO ANALÍTICO DA RECEITA EXERCÍCIO BASE 1000.00.00 1200.00.00 1210.00.00 1210.40.00 1210.40.10

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS SICONV APRENDIZADO QUE GERA RESULTADOS

GESTÃO DE PROJETOS SICONV APRENDIZADO QUE GERA RESULTADOS GESTÃO DE PROJETOS SICONV APRENDIZADO QUE GERA RESULTADOS ABORDAGEM Conceitos relacionados ao tema; Legislação aplicável à execução; Modelo de gestão e processo adotado pela Fundep. O que é o SICONV? CONCEITOS

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1.032, DE 30 DE MARÇO DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 1.032, DE 30 DE MARÇO DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 1.032, DE 30 DE MARÇO DE 2011 Dispõe sobre a celebração de convênios entre os Creas e as entidades de classe e as instituições de ensino e dá outras providências. O CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA,

Leia mais

Comparativo da Despesa Liquidada. Gratificação por Tempo de Serviço JUROS E ENCARGOS DE EMPRESTIMOS POR ANTECIPACAO DE RECEITA ORCAMENTARIA

Comparativo da Despesa Liquidada. Gratificação por Tempo de Serviço JUROS E ENCARGOS DE EMPRESTIMOS POR ANTECIPACAO DE RECEITA ORCAMENTARIA Conselho Regional de Psicologia / ES CNPJ: 06.964.242/0001-81 Comparativo da Liquidada CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 1.687.048,66 1.151.487,32 1.151.487,32 535.561,34 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESA CORRENTE

Leia mais

LISTA DE DOCUMENTOS PROUNI 2014 PORTARIA NORMATIVA Nº2, 06/01/14

LISTA DE DOCUMENTOS PROUNI 2014 PORTARIA NORMATIVA Nº2, 06/01/14 LISTA DE DOCUMENTOS PROUNI 2014 PORTARIA NORMATIVA Nº2, 06/01/14 DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR O coordenador do ProUni deverá solicitar, salvo em caso de

Leia mais

Governo do Rio Grande do Norte Fundação de Apoio à Pesquisa do RN MANUAL DE APLICAÇÃO DE RECURSOS E PRESTAÇÃO DE CONTAS

Governo do Rio Grande do Norte Fundação de Apoio à Pesquisa do RN MANUAL DE APLICAÇÃO DE RECURSOS E PRESTAÇÃO DE CONTAS Governo do Rio Grande do Norte Fundação de Apoio à Pesquisa do RN MANUAL DE APLICAÇÃO DE RECURSOS E PRESTAÇÃO DE CONTAS NATAL RN Julho/2008 1. Introdução: 1.1. Recomendamos a leitura deste MANUAL antes

Leia mais

============================================================================================================================

============================================================================================================================ 01/02/2015 a 28/02/2015 Folha:1 1 203 Ativo 27.205.825,51 33.646.052,26 31.176.612,07-29.675.265,70 1.01 204 Circulante 21.524.160,64 32.787.953,60 30.593.987,96-23.718.126,28 1.01.01 205 Caixa e Equivalentes

Leia mais

Ano 2011, Número 215 Brasília, quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Ano 2011, Número 215 Brasília, quarta-feira, 16 de novembro de 2011 Página 2 DIRETORIA-GERAL Atos do Diretor-Geral Portaria Plano de Contas dos Partidos Políticos Republicação da Portaria TSE nº 521, de 18 de outubro de 2011, em virtude de incorreções materiais. PORTARIA

Leia mais

Comparativo de Despesas Abril/2015

Comparativo de Despesas Abril/2015 Click to edit Master text styles Second level Third level Fourth level» Fifth level Comparativo de s Abril/2015 Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil CNPJ: 14.702.767/0001-77 Comparativo da Liquidada

Leia mais

1.1.2.07.001 Empréstimos a empregados 1.1.2.07.002 Empréstimos a terceiros 1.1.2.08 Tributos a Compensar 1.1.2.08.001 IR Retido na Fonte a Compensar

1.1.2.07.001 Empréstimos a empregados 1.1.2.07.002 Empréstimos a terceiros 1.1.2.08 Tributos a Compensar 1.1.2.08.001 IR Retido na Fonte a Compensar A seguir um modelo de Plano de Contas que poderá ser utilizado por empresas comerciais, industriais e prestadoras de serviços, com as devidas adaptações: 1 Ativo 1.1 Ativo Circulante 1.1.1 Disponível 1.1.1.01

Leia mais

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BANCO DO BRASIL Emissão: 25/08/15 17:15 Balancete. Folha: 1 Período: 01/07/15 a 31/07/15. Saldo Anterior.

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BANCO DO BRASIL Emissão: 25/08/15 17:15 Balancete. Folha: 1 Período: 01/07/15 a 31/07/15. Saldo Anterior. Folha: 1 A T I V O ATIVO CIRCULANTE DISPONIVEL Caixa 2.418,07 37.578,75 36.160,90 3.835,92 ** total de DISPONIVEL 2.418,07 37.578,75 36.160,90 3.835,92 BANCOS CONTA MOVIMENTO Banco Brasil S/A Ag. 1614-4

Leia mais

CONVÊNIO DE COLABORAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO E O INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO DE PASSO FUNDO - SOLIDARIEDADE - IDPF

CONVÊNIO DE COLABORAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO E O INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO DE PASSO FUNDO - SOLIDARIEDADE - IDPF CONVÊNIO DE COLABORAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO E O INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO DE PASSO FUNDO - SOLIDARIEDADE - IDPF 032/2014 - PGM O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO, pessoa jurídica

Leia mais

RELATÓRIO DA EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRA

RELATÓRIO DA EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRA PREENCHIMENTO DO ANEXO III RELATÓRIO DA EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRA FÍSICO: refere-se ao indicador físico da qualificação e quantificação do produto de cada meta e etapa executada e a executar. Não fazer

Leia mais

CIRCULANTE 1.847.737,52. DISPONIBILIDADES 20.710,71 Caixa 4.384,66 Bancos C/Movimento 16.326,05

CIRCULANTE 1.847.737,52. DISPONIBILIDADES 20.710,71 Caixa 4.384,66 Bancos C/Movimento 16.326,05 A T I V O CONTAS PATRIMONIAIS Dez-10 CIRCULANTE 1.847.737,52 DISPONIBILIDADES 20.710,71 Caixa 4.384,66 Bancos C/Movimento 16.326,05 CRÉDITOS 1.827.026,81 Aplicações Fianceiras 224.659,32 Valores a Receber

Leia mais

4416 ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDÚSTRIAL DE FLORIANÓPOLIS 27/04/2012 18:33 Pág:0001 CNPJ: 83.594.788/0001-39 Período: 01/01/2011 a 31/12/2011

4416 ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDÚSTRIAL DE FLORIANÓPOLIS 27/04/2012 18:33 Pág:0001 CNPJ: 83.594.788/0001-39 Período: 01/01/2011 a 31/12/2011 4416 ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDÚSTRIAL DE FLORIANÓPOLIS 27/04/2012 18:33 Pág:0001 RECEITA OPERACIONAL 22.561.107,38 RECEITA DE MENSALIDADE DE ASSOCIADOS 1.353.124,41 Mensalidades 1.343.952,41 Anuidade

Leia mais

Programa de Educação Tutorial - PET MANUAL DE ORIENTAÇÕES SOBRE O CUSTEIO PET

Programa de Educação Tutorial - PET MANUAL DE ORIENTAÇÕES SOBRE O CUSTEIO PET MANUAL DE ORIENTAÇÕES SOBRE O CUSTEIO PET LEGISLAÇÃO Lei nº11.180/2005 O professor tutor, de acordo com o 1º do art. 12 da Lei n o 11.180/2005, receberá semestralmente um montante de recursos equivalente

Leia mais

REGULAMENTO DOS PROCEDIMENTOS PARA CELEBRAÇÃO DE CONVÊNIOS E ACORDOS DE COOPERAÇÃO TÉCNICA

REGULAMENTO DOS PROCEDIMENTOS PARA CELEBRAÇÃO DE CONVÊNIOS E ACORDOS DE COOPERAÇÃO TÉCNICA REGULAMENTO DOS PROCEDIMENTOS PARA CELEBRAÇÃO DE CONVÊNIOS E ACORDOS DE COOPERAÇÃO TÉCNICA I DOS PRINCÍPIOS GERAIS Art. 1º A ABDI tem por objeto promover a execução de políticas de desenvolvimento industrial,

Leia mais

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BANCO DO BRASIL Emissão: 01/10/15 17:11 Balancete. Folha: 1 Período: 01/08/15 a 31/08/15. Saldo Anterior.

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BANCO DO BRASIL Emissão: 01/10/15 17:11 Balancete. Folha: 1 Período: 01/08/15 a 31/08/15. Saldo Anterior. Folha: 1 A T I V O ATIVO CIRCULANTE DISPONIVEL Caixa 3.835,92 46.506,79 48.424,64 1.918,07 ** total de DISPONIVEL 3.835,92 46.506,79 48.424,64 1.918,07 BANCOS CONTA MOVIMENTO Banco Brasil S/A Ag. 1614-4

Leia mais

11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS

11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS 1 ATIVO 1 11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS 1113 BANCOS CONTA DEPÓSITOS 11131 BANCOS CONTA DEPÓSITOS - MOVIMENTO

Leia mais

BOAS PRÁTICAS NA APLICAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS PÚBLICOS DE CONVÊNIOS

BOAS PRÁTICAS NA APLICAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS PÚBLICOS DE CONVÊNIOS GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO AUDITORIA GERAL DO ESTADO BOAS PRÁTICAS NA APLICAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS PÚBLICOS DE CONVÊNIOS APLICAÇÃO DE RECURSOS PÚBLICOS DE CONVÊNIOS

Leia mais

CFQ. Comparativo da Despesa Paga CONSELHO FEDERAL DE QUÍMICA CNPJ: 33.839.275/0001-72. Página:1/6. Evite imprimir. Colabore com o meio ambiente.

CFQ. Comparativo da Despesa Paga CONSELHO FEDERAL DE QUÍMICA CNPJ: 33.839.275/0001-72. Página:1/6. Evite imprimir. Colabore com o meio ambiente. CONSELHO FEDERAL DE QUÍMICA CNPJ: 33.839.275/0001-72 Comparativo da Paga 6.2.2.1.1 - CRÉDITO DISPONÍVEL - DESPESAS CORRENTES 18.718.78 3.991.255,30 3.991.255,30 14.727.524,70 6.2.2.1.1.31 - PESSOAL E ENCARGOS

Leia mais

Balancete. Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Piauí CNPJ: 14.882.936/0001-06. Créditos. Conta. Página:1/24

Balancete. Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Piauí CNPJ: 14.882.936/0001-06. Créditos. Conta. Página:1/24 Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Piauí CNPJ: 14.882.936/0001-06 Balancete Período: 01/05/2015 a 31/05/2015 Conta Anterior Débitos Créditos 1 - ATIVO 660.339,65D 383.449,46 379.045,53 664.743,58D

Leia mais

ANEXO I DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR

ANEXO I DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR ANEXO I DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR A CPSA deverá solicitar, salvo em caso de dúvida, somente um dos seguintes comprovantes de identificação: 1. Carteira

Leia mais

ANEXO I PLANO DE CONTAS BÁSICO

ANEXO I PLANO DE CONTAS BÁSICO ANEXO I PLANO DE CONTAS BÁSICO Conta do ATIVO 1 ATIVO 1. Circulante 1.. Disponível 1.. Realizável 1... Créditos 1... Estoques 1... Combustíveis 1... Lubrificantes 1... Peças, Acessórios, Materiais 1...

Leia mais

CRF/PR. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Regional de Farmácia do Paraná CNPJ: 76.693.886/0001-68. Página:1/6. Funções.

CRF/PR. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Regional de Farmácia do Paraná CNPJ: 76.693.886/0001-68. Página:1/6. Funções. Conselho Regional de Farmácia do Paraná CNPJ: 76.693.886/0001-68 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 14.028.00 12.940.689,80 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESAS CORRENTES 13.375.00 1.082.192,20 1.082.192,20

Leia mais

=CAIXA ******6.053,07D *****200.073,85 *****179.146,19 *****26.980,73D

=CAIXA ******6.053,07D *****200.073,85 *****179.146,19 *****26.980,73D Diário:6 Folha: 12 [7]ATIVO [14]ATIVO CIRCULANTE [21]CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA [28]CAIXA [35]CAIXA 6.053,07D 200.073,85 179.146,19 26.980,73D =CAIXA ******6.053,07D *****200.073,85 *****179.146,19

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA APOIO FINANCEIRO DE CURSOS E SEMINÁRIOS

INSTRUÇÕES PARA APOIO FINANCEIRO DE CURSOS E SEMINÁRIOS INSTRUÇÕES PARA APOIO FINANCEIRO DE CURSOS E SEMINÁRIOS O instrumento administrativo Cursos e Seminários aplica-se a eventos pontuais como reuniões, capacitações e workshops previstos para serem realizados

Leia mais

Balancete Contábil Outubro de 2013

Balancete Contábil Outubro de 2013 Balancete Contábil Outubro de 2013 CNPJ 06.025.140/0001-09 Balancete Consolidado de 31 de outubro de 2013 ATIVO PASSIVO DISPONÍVEL 54 EXIGÍVEL OPERACIONAL 423 Caixa - Gestão Previdencial 185 Bancos c/movimento

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 22, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 22, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 22, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014 Altera dispositivos das Portarias Normativas nº 10, de 30 de abril de 2010, e nº 23, de 10 de novembro de

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO Página: 1 RELAÇÃO DE CONTAS CADASTRADAS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO Página: 1 RELAÇÃO DE CONTAS CADASTRADAS UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO Página: 1 1000000000 RECEITAS CORRENTES 1300000000 RECEITA PATRIMONIAL 1310000000 Receitas Imobiliárias 1311000000 Aluguéis 1312000000 Arrendamentos 1315000000

Leia mais

FUNDACAO EDUCACIONAL DE BRUSQUE - FEBE Folha: 1 Período: 01/05/13 a 31/05/13

FUNDACAO EDUCACIONAL DE BRUSQUE - FEBE Folha: 1 Período: 01/05/13 a 31/05/13 FUNDACAO EDUCACIONAL DE BRUSQUE - FEBE Folha: 1 17 T 1 ATIVO 42.807.744,57D 5.912.830,23 5.858.043,39 42.862.531,41D 23 T 1.1 ATIVO CIRCULANTE 2.202.794,33D 5.390.052,54 5.127.142,48 2.465.704,39D 30 T

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA SEBRAE/RJ - Nº 01/2016 - Educação Empreendedora em Instituições de Ensino Superior.

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA SEBRAE/RJ - Nº 01/2016 - Educação Empreendedora em Instituições de Ensino Superior. EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA SEBRAE/RJ - Nº 01/2016 - Educação Empreendedora em Instituições de Ensino Superior. Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Estado do Rio de Janeiro SEBRAE/RJ, entidade

Leia mais

Comparativo da Despesa Autorizada/Realizada

Comparativo da Despesa Autorizada/Realizada Ano do Exercício: 2014 CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE IMÓVEIS 14º REGIÃO/MS RUA RIO GRANDE DO SUL 174 CAMPO GRANDE MS-MS Telefone: (67) 3325-5557 Comparativo da Despesa Autorizada/Realizada Período:

Leia mais

CHAMADA DE PROJETOS 001/2013- APOIO PARA SOLUÇÕES DE INOVAÇÃO JUNTO AS MPE S de Uberaba

CHAMADA DE PROJETOS 001/2013- APOIO PARA SOLUÇÕES DE INOVAÇÃO JUNTO AS MPE S de Uberaba CHAMADA DE PROJETOS 001/2013- APOIO PARA SOLUÇÕES DE INOVAÇÃO JUNTO AS MPE S de Uberaba 1 OBJETIVO 1.1 Realizar, em 2013, apoio financeiro para viabilizar a execução de serviços em inovação e tecnologia

Leia mais

BALANCETE ANALÍTICO - JUNHO/2015

BALANCETE ANALÍTICO - JUNHO/2015 : 1 1 ATIVO 6.696.323,89D 1.488.250,06 1.434.586,10 6.749.987,85D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 4.489.543,31D 1.482.146,36 1.418.329,94 4.553.359,73D 1.1.1 DISPONIBILIDADES 4.192.202,67D 1.192.026,76 1.128.756,69

Leia mais

Orientações Básicas. FAPERGS Edital 16/2013 TECNOVA/RS

Orientações Básicas. FAPERGS Edital 16/2013 TECNOVA/RS 1 FAPERGS Edital 16/2013 Orientações Básicas Execução Financeira dos Recursos de Subvenção Econômica FAPERGS Edital 16/2013 TECNOVA/RS 2 1. Regras Básicas Vedado alteração do objeto do Termo de Subvenção

Leia mais

Guia Prático. de Prestação de Contas. Financeira. Informações e Orientações para as melhores práticas de Prestação de Contas

Guia Prático. de Prestação de Contas. Financeira. Informações e Orientações para as melhores práticas de Prestação de Contas Guia Prático de Prestação de Contas Financeira Informações e Orientações para as melhores práticas de Prestação de Contas Ficha Técnica Apex-Brasil Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos

Leia mais

Comparativo da Despesa Paga. Gratificação de Natal - 13º Salário. Material de Limpeza e Produtos de Higiene. Material de Áudio, Vídeo e Foto

Comparativo da Despesa Paga. Gratificação de Natal - 13º Salário. Material de Limpeza e Produtos de Higiene. Material de Áudio, Vídeo e Foto Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Rio Grande do Norte CNPJ: 14.829.126/0001-88 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 1.819.026,06 1.569.128,55 DESPESA CORRENTE 1.082.835,00 832.937,49

Leia mais

Comparativo da Despesa Paga. Gratificação de Natal - 13º Salário. Material de Limpeza e Produtos de Higiene. Material de Áudio, Vídeo e Foto

Comparativo da Despesa Paga. Gratificação de Natal - 13º Salário. Material de Limpeza e Produtos de Higiene. Material de Áudio, Vídeo e Foto Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Rio Grande do Norte CNPJ: 14.829.126/0001-88 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 1.819.026,06 102.069,64 491.340,38 1.327.685,68 DESPESA CORRENTE

Leia mais

Folha: CNPJ: 01.052.752/0001-69 Número livro: Emissão: Hora: DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO EM 31/12/2010

Folha: CNPJ: 01.052.752/0001-69 Número livro: Emissão: Hora: DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO EM 31/12/2010 Empresa: ASAS DE SOCORRO Folha: CNPJ: 01.052.752/0001-69 Número livro: CONSOLIDADO Emissão: Hora: 0001 0041 01/11/2012 11:40:01 DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO EM 31/12/2010 Descrição Receita Operacional

Leia mais

FUNDACAO EDUCACIONAL DE BRUSQUE - FEBE Folha: 1 Período: 01/01/11 a 31/01/11

FUNDACAO EDUCACIONAL DE BRUSQUE - FEBE Folha: 1 Período: 01/01/11 a 31/01/11 FUNDACAO EDUCACIONAL DE BRUSQUE - FEBE Folha: 1 17 T 1 ATIVO 41.752.495,74D 4.036.938,36 4.262.358,02 41.527.076,08D 23 T 1.1 ATIVO CIRCULANTE 1.250.072,51D 3.944.278,77 4.201.929,51 992.421,77D 30 T 1.1.01

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE AGRICULTORES E IRRIGANTES DA BAHIA AIBA BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. BNB

ASSOCIAÇÃO DE AGRICULTORES E IRRIGANTES DA BAHIA AIBA BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. BNB ASSOCIAÇÃO DE AGRICULTORES E IRRIGANTES DA BAHIA AIBA BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. BNB FUNDO PARA O DESENVOLVIMENTO INTEGRADO E SUSTENTÁVEL DA BAHIA FUNDESIS EDITAL PÚBLICO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS

Leia mais

MENSAGEM DO PRESIDENTE Projetando o nosso futuro

MENSAGEM DO PRESIDENTE Projetando o nosso futuro 2015 MENSAGEM DO PRESIDENTE Projetando o nosso futuro É com grande satisfação que apresentamos a Previsão Orçamentária para o exercício de 2015 do Sindicato dos Corretores de Seguros no Estado de São Paulo

Leia mais

DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR

DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR DOCUMENTAÇÃO APRESENTADA PELO ESTUDANTE Após concluir sua inscrição no SisFIES, o estudante deverá procurar a Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) em sua instituição de ensino e validar

Leia mais

CRF/PB. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Regional de Farmácia da Paraíba CNPJ: 08.338.774/0001-39. Página:1/6

CRF/PB. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Regional de Farmácia da Paraíba CNPJ: 08.338.774/0001-39. Página:1/6 Conselho Regional de Farmácia da Paraíba CNPJ: 08.338.774/0001-39 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 4.500.00 3.539.976,99 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESAS CORRENTES 3.533.00 955.295,01 955.295,01

Leia mais

CONTER. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Nacional de Técnicos em Radiologia CNPJ: 03.635.323/0001-40. Página:1/5

CONTER. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Nacional de Técnicos em Radiologia CNPJ: 03.635.323/0001-40. Página:1/5 Conselho Nacional de Técnicos em Radiologia CNPJ: 03.635.323/0001-40 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL - DESPESAS CORRENTES 6.780.80 2.392.725,12 2.392.725,12 4.388.074,88 VENCIMENTOS E VANTAGENS

Leia mais

Balancete Contábil Julho de 2014

Balancete Contábil Julho de 2014 Balancete Contábil Julho de 2014 CNPJ 06.025.140/0001-09 Balancete Consolidado de 31 de Julho de 2014 ATIVO PASSIVO DISPONÍVEL 78 EXIGÍVEL OPERACIONAL 701 Caixa - Gestão Previdencial 442 Bancos c/movimento

Leia mais

6,37 0,01 6,36 551.959,49 2.074.160,73 1.471.280,76 1.154.839,46 51.738,32 22.836,64 11.427,71 40.329,39 111129900000 OUTROS BANCOS CONTA MOVIMENTO

6,37 0,01 6,36 551.959,49 2.074.160,73 1.471.280,76 1.154.839,46 51.738,32 22.836,64 11.427,71 40.329,39 111129900000 OUTROS BANCOS CONTA MOVIMENTO 111110100000 CAIXA 6,37 0,01 6,36 111120200000 BANCO DO BRASIL S/A 551.959,49 2.074.160,73 1.471.280,76 1.154.839,46 111120300000 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL 51.738,32 22.836,64 11.427,71 40.329,39 111129900000

Leia mais

PREVISÃO ORÇAMENTÁRIA 2014/2015 Mar/14 Abr/14 Mai/14 Jun/14 Jul/14 Ago/14 Set/14 Out/14 Nov/14 Dez/14 Jan/15 Fev/15 Totais %Reajuste

PREVISÃO ORÇAMENTÁRIA 2014/2015 Mar/14 Abr/14 Mai/14 Jun/14 Jul/14 Ago/14 Set/14 Out/14 Nov/14 Dez/14 Jan/15 Fev/15 Totais %Reajuste 1 Despesas 1.01 - Contratos e Manutenção PREVISÃO ORÇAMENTÁRIA 2014/2015 R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ % R$ 1.01.01 Elevadores 13.400,00 13.400,00 13.400,00 13.400,00 13.400,00 13.400,00 13.400,00

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO 30/12/2014 11:50:21 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PORTARIA NORMATIVA Nº 22, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014 Altera dispositivos das Portarias Normativas nº 10, de 30 de abril de 2010, e nº 23, de 10 de novembro de

Leia mais

CRF/PE. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco CNPJ: 09.822.982/0001-71. Página:1/6

CRF/PE. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco CNPJ: 09.822.982/0001-71. Página:1/6 Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco CNPJ: 09.822.982/0001-71 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 6.366.25 1.102.995,57 2.609.238,49 3.757.011,51 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESAS CORRENTES

Leia mais

CRP/RS. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Regional de Psicologia 7ª Região - CRPRS CNPJ: 03.230.787/0001-76. Página:1/5

CRP/RS. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Regional de Psicologia 7ª Região - CRPRS CNPJ: 03.230.787/0001-76. Página:1/5 Conselho Regional de Psicologia 7ª Região - CRPRS CNPJ: 03.230.787/0001-76 Comparativo da Paga 6.2.2.1.1 - CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 10.218.906,43 571.837,92 3.904.353,83 6.314.552,60 6.2.2.1.1.01

Leia mais

UNIDADE PRESTAÇÃO DE CONTAS

UNIDADE PRESTAÇÃO DE CONTAS UNIDADE PRESTAÇÃO DE CONTAS Fluxo do Processo de Prestação de Contas Workshop de Alinhamento Estratégico São Paulo Maio 2010 PROCESSO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS PRESTAÇÃO DE CONTAS TÉCNICA FINANCEIRA Unidade

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS Documentação RELAÇÃO DE DOCUMENTOS Os documentos devem ser enviados pelos pré-selecionados, após a inscrição para a FAEL, no prazo definido no Cronograma do Processo Seletivo do Prouni 2015 (clique aqui

Leia mais

Balancete Contábil Dezembro de 2012

Balancete Contábil Dezembro de 2012 Balancete Contábil Dezembro de 2012 CAGEPREV - FUNDAÇÃO CAGECE DE PREVIDENCIA COMPLEMENTAR DISPONIVEL 7.619 EXIGIVEL OPERACIONAL 315.366 Caixa 97 Gestão Previdencial 116.641 Banco c/movimento 7.523 Gestão

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO - ANP PORTARIA ANP Nº 11, DE 13 DE JANEIRO DE 1999 (*)

AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO - ANP PORTARIA ANP Nº 11, DE 13 DE JANEIRO DE 1999 (*) AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO - ANP PORTARIA ANP Nº 11, DE 13 DE JANEIRO DE 1999 (*) O DIRETOR GERAL DA AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO ANP, no uso de suas atribuições legais, com base na Resolução de Diretoria

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREA-SP

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREA-SP Instrução nº 2552 Dispõe sobre o ressarcimento de diárias e transporte aos Senhores Funcionários, quando em viagem a serviço, reuniões, eventos e treinamentos dentro e fora do Estado, formalmente convocados

Leia mais

Plano de Contas Pag.: 1 de 7

Plano de Contas Pag.: 1 de 7 Plano de Contas Pag.: 1 de 7 1 ATIVO 1.1 ATIVO CIRCULANTE 1.1.1 ATIVO DISPONIVEL 1.1.1.001 NUMERARIOS 1.1.1.001.0001-0 CAIXA PEQUENO 11110 X 1.1.1.002 BANCOS CONTA MOVIMENTO 1.1.1.002.0001-5 BANCO BRADESCO

Leia mais

CRM/SC. Comparativo da Despesa Liquidada CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SANTA CATARINA CNPJ: 79.831.566/0001-15. Página:1/5 OU FUNÇÃO

CRM/SC. Comparativo da Despesa Liquidada CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SANTA CATARINA CNPJ: 79.831.566/0001-15. Página:1/5 OU FUNÇÃO CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SANTA CATARINA CNPJ: 79.831.566/0001-15 Comparativo da Liquidada CRÉDITO DISPONÍVEL - DESPESAS CORRENTES 15.170.00 1.795.345,62 3.134.978,61 12.035.021,39 PESSOAL

Leia mais

Prestacao de Contas para Convenios COORDENADORIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO COPLAG NÚCLEO DE CONTROLADORIA NUCON

Prestacao de Contas para Convenios COORDENADORIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO COPLAG NÚCLEO DE CONTROLADORIA NUCON Prestacao de Contas para Convenios COORDENADORIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO COPLAG NÚCLEO DE CONTROLADORIA NUCON SECRETARIO ADJUNTO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO Antônio Rodrigues de Amorim SECRETARIO EXECUTIVO

Leia mais

Orientações sobre Adiantamento de Despesas de Pequeno Valor (Versão n.º 03, de 16/09//2013)

Orientações sobre Adiantamento de Despesas de Pequeno Valor (Versão n.º 03, de 16/09//2013) 1. Conceito Orientações sobre Adiantamento de Despesas de Pequeno Valor (Versão n.º 03, de 16/09//2013) 1.1 Adiantamento consiste na entrega de numerário a servidor, sempre precedida de empenho gravado

Leia mais

ORÇAMENTO FUTEBOL PROFISSIONAL 2014

ORÇAMENTO FUTEBOL PROFISSIONAL 2014 FUTEBOL PROFISSIONAL 2014 DESPESAS 3.016.450 2.911.119 105.331 26.607.133 32,48 DESPESAS COM PESSOAL 2.499.900 2.286.546 213.354 22.793.184 31,36 REMUNERAÇÃO 1.754.775 2.142.002-387.227 11.382.982 46,77

Leia mais

1 Ativo 60.294.189,82D 4.280.106,32D 64.574.296,14D. 1.1 Ativo Circulante 1.680.059,34D 2.772.409,05D 4.452.468,39D

1 Ativo 60.294.189,82D 4.280.106,32D 64.574.296,14D. 1.1 Ativo Circulante 1.680.059,34D 2.772.409,05D 4.452.468,39D FUNDACAO SANTO ANDRE Balancete Contábil Sintético Grau 5 01/01/2010 a 30/06/2010 Pag.: 1 1 Ativo 60.294.189,82D 4.280.106,32D 64.574.296,14D 1.1 Ativo Circulante 1.680.059,34D 2.772.409,05D 4.452.468,39D

Leia mais

Prefeitura Municipal de São José da Lapa

Prefeitura Municipal de São José da Lapa Estado de Minas Gerais Demostração das Variações Patrimoniais - Anexo 15 - Lei 4.320/64 ENTIDADE: 000 - CONSOLIDADO lilian@sonner.com.br 30-03-2015 13:44:25 400000000 VARIAÇÃO PATRIMONIAL AUMENTATIVA 300000000

Leia mais

CARTILHA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS

CARTILHA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS CARTILHA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS I APRESENTAÇÃO Fundação Francisco e Clara de Assis A Fundação Francisco e Clara de Assis buscam trabalhar para o desenvolvimento dos programas e ações de combate à pobreza

Leia mais

BALANCETE PARTIDO: PARTIDO DA REPUBLICA DIRETÓRIO NACIONAL MÊS/ANO: JULHO/2010 ÓRGÃO PARTIDO: DIRETÓRIO NACIONAL (C O N S O L I D A D O)

BALANCETE PARTIDO: PARTIDO DA REPUBLICA DIRETÓRIO NACIONAL MÊS/ANO: JULHO/2010 ÓRGÃO PARTIDO: DIRETÓRIO NACIONAL (C O N S O L I D A D O) BALANCETE PARTIDO: PARTIDO DA REPUBLICA DIRETÓRIO NACIONAL MÊS/ANO: JULHO/2010 ÓRGÃO PARTIDO: DIRETÓRIO NACIONAL (C O N S O L I D A D O) UF/MUNICÍPIO: BRASIL Contas Saldos Anteriores Movimento Saldos Atuais

Leia mais

PLANO DE CONTAS CONTÁBIL

PLANO DE CONTAS CONTÁBIL Cod.Normal Cód.Reduz. Grau Tipo Natureza Descrição 1. 1 1 S A ATIVO 1.1. 2 2 S AC ATIVO CIRCULANTE 1.1.1. 3 3 S AC DISPONÍVEL 1.1.1.01. 4 4 S AC BENS NUMERÁRIOS 1.1.1.01.001-5 5 A AC Caixa 1.1.1.01.002-6

Leia mais