Subtema III Planeta Terra. Forças Marés Massa e Peso. Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade. Subtema III PLANETA TERRA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Subtema III Planeta Terra. Forças Marés Massa e Peso. Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade. Subtema III PLANETA TERRA"

Transcrição

1 Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade Subtema III Planeta Terra COMPETÊNCIAS Identifica o significado físico de força e algumas classificações das forças; Caraterizar e representar forças por meio de vetores, recorrendo a dinamómetros para medir a intensidade. Reconhecer a existência e a importância da atração gravítica. Caraterizar a força responsável pelo movimento de translação dos planetas e pela queda de corpos Compreender o fenómeno das marés. Forças Marés Massa e Peso Distinguir entre massa e peso, identificando como varia o peso em função de determinados fatores. 2 1

2 FORÇA E MOVIMENTO DOS PLANETAS FORÇA E MOVIMENTO DOS PLANETAS Que força provocará o movimento da Terra, ou de outro planeta do Sistema Solar, à volta do Sol? E o movimento da Lua e dos satélites artificiais à volta da Terra? Porque é que a Lua não cai para a Terra? De que depende a intensidade das forças gravitacionais? O Sol exerce uma força sobre a Terra, e sobre todos os planetas do Sistema Solar uma força responsável pelo movimento dos planetas à sua volta. Se essa força não existisse, o sistema Solar não existiria

3 FORÇA E MOVIMENTO DOS PLANETAS FORÇA E MOVIMENTO DOS PLANETAS A Lua não cai para a Terra, a Terra não cai para ao Sol e o Sol não cai para o centro da galáxia porque todos têm movimentos com velocidade adequadas que lhes permitem estar em órbita No entanto, também a Terra exerce sobre a Lua, e os satélites que orbitam em torno da Terra, uma força responsável pelo movimento da Lua à sua volta. Se essa força não existisse, a Lua mover-se-ia em linha reta através do espaço Um satélite artificial pode ter vários tipos de órbitas, conforme a função a que se destinam; as órbitas são mantidas porque o satélite é lançado com a velocidade adequada face à força gravítica a que está sujeito

4 O fenómeno das Marés O fenómeno das Marés O que são as marés? A que se devem as marés? Qual o principal astro responsável pelo fenómeno das marés? Em que fases da Lua ocorrem as marés vivas? O que são marés vivas? Interação gravitacional Terra- Lua por forças atrativas simultâneas. A Terra atrai a Lua e a Lua atrai a Terra Interação gravitacional Terra Sol por forças simultâneas A Terra atrai o Sol e o Sol atrai a Terra Qual o efeito destas interações? Os efeitos são visíveis na água dos mares da Terra o efeito é visível no fenómeno das marés As marés resultam das forças que os campos gravitacionais da Lua e do Sol exercem sobre os oceanos da Terra. A Lua atrai a massa líquida oceânica (mar) na sua direção criando uma maré alta (maré cheia ou preia-mar) tanto do lado mais próximo da Terra como no lado oposto

5 O fenómeno das Marés Maré: palavra associada à subida e descida do nível da água do mar relativamente à costa. A subida e a descida da água do mar faz variar a extensão de areia visível numa praia. O fenómeno das Marés Na maré-cheia ou preia-mar, o nível das águas atinge uma altura máxima e depois começa a diminuir. Na maré-baixa ou baixa-mar, o nível das águas atinge uma altura mínima e depois começa a subir. Ocorrem por dia, com intervalo aproximado de 6 horas, quatro marés: duas altas e duas baixas. Na maré alta nível da água do mar vai subindo durante aproximadamente 6 horas. Nas 6 horas seguintes, o nível da água do mar vai baixando, atingindo o seu valor mínimo. O Sol também provoca marés!!!! Quando Sol, Terra e Lua estão alinhados (Lua Cheia e Lua Nova) ocorrem as marés vivas. 9 Instituto Hidrográfico de Portugal Quando o Sol e a Lua formam com a Terra um ângulo com amplitude de 90º (Quarto Crescente e Quarto Minguante) ocorrem as marés mortas. 10 5

6 O que é a massa de um corpo? E o peso de um corpo? Que diferença há entre peso e massa? Peso dos corpos Massa dos corpos Relação entre massa e peso Como variam o peso e a massa de um corpo Como varia o peso com o lugar da Terra? Será que o peso de um corpo varia de planeta para planeta?

7 FORÇA A massa de um corpo é uma porção limitada de matéria que esse corpo contém. Quando um corpo é formado por mais matéria do que outro, diz-se que esse corpo tem maior massa. Unidade SI é o quilograma, símbolo, Kg. Como as forças traduzem interações entre corpos, elas aparecem sempre aos pares, isto significa que, quando um corpo exerce uma força sobre outro, este exerce também sobre o primeiro uma força de igual intensidade e direção, mas de sentido contrário. A massa é medida em balanças

8 O peso é a intensidade da força com que um corpo é atraído para um planeta. Representa-se por um vector, P, que tem: Cada local da Terra tem a sua vertical! Em qualquer um dos locais da Terra o que se observa é o que está representado na figura B. - ponto de aplicação - o centro de gravidade do corpo, G; - direcção vertical, ou seja, é a da linha que passa pelo centro do corpo e pelo centro da Terra; - sentido descendente, ou seja do corpo para a Terra; - intensidade o valor do peso do corpo. 15 Figura A Vertical de lugar. Figura B Vertical direcção de queda de um objecto. 16 8

9 Registo no caderno diário Registo no caderno diário Relação entre massa e peso Relação entre massa e peso Num mesmo lugar da Terra, o peso de um corpo é tanto maior quanto maior for a sua massa. Para todos os corpos no mesmo lugar da Terra, peso e massa são directamente proporcionais (nos lugares da Terra onde 1 kg pesa 9,8 N): 1 Kg Corpo com massa de 1 kg tem peso de 9,8 N. Maior Massa Maior Peso 2 Kg Corpo com massa de 2 kg tem o peso de 19,6 N. peso constante massa 9,8 N constante 1kg constante 9,8(N/Kg) Considerando um local à beira mar e a 45º de latitude

10 Relação entre massa e peso A proporcionalidade directa entre massa e peso permite-nos, facilmente, calcular : o valor do peso de um corpo, quando conheces a sua massa; peso (N) 9,8 massa (kg) o valor da massa, quando conheces o valor do peso; peso (N) massa (kg) 9,8 Registo no caderno diário De que depende o peso de um corpo? Das massas dos corpos que se atraem Quanto maior for a massa do corpo que é atraído para a Terra, maior será o peso desse corpo. Exemplo: Se dois corpos forem colocados à mesma distância do centro da Terra, tem maior peso o que tiver maior massa Peso Da distância entre os corpos Quanto maior for a distância que separa o corpo ao centro da Terra, menor será o peso do corpo Exemplo: Se dois corpos, com a mesma massa, forem colocados a diferentes distâncias do centro da Terra, terá maior peso o que estiver a menor distância

11 Registo no caderno diário Registo no caderno diário Variação do peso à superfície da Terra O peso de um corpo varia com a: Altitude o peso é tanto menor quanto maior for a altitude do lugar. Variação do peso à superfície da Terra O peso de um corpo varia com a: Latitude o peso é tanto maior quanto menor for a latitude do lugar. Maior altitude Menor peso P Maior latitude Maior peso P P Menor altitude Maior peso Menor latitude Menor peso

12 Registo no caderno diário Variação do peso no Sistema Solar O peso de um corpo noutro planeta é a força com que esse planeta o atrai A intensidade dessa força depende da massa do planeta onde o corpo se encontra P Planeta com maior massa Corpo com maior peso Planeta com menor massa Corpo com menor peso 23 12

A força gravítica. Como se explica o movimento dos planetas em volta do Sol? Os planetas do Sistema Solar movem-se em torno

A força gravítica. Como se explica o movimento dos planetas em volta do Sol? Os planetas do Sistema Solar movem-se em torno 41 e 42 08/03/2012 Sumário Conclusão da lição anterior. Resolução de exercícios. - e as suas características. - Relação entre a força gravítica e o movimento dos astros. - As fases da Lua e o fenómeno

Leia mais

Espaço A Terra, a Lua e forças gravíticas

Espaço A Terra, a Lua e forças gravíticas Espaço A Terra, a Lua e forças gravíticas Ciências Físico-Químicas 7º Ano Nelson Alves Correia Escola Secundária de Maria Lamas Agrupamento de Escolas Gil Paes Rotação da Terra 4.1 Indicar o período de

Leia mais

Subtema III Planeta Terra. Forças Marés Massa e Peso. Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade. Subtema III PLANETA TERRA

Subtema III Planeta Terra. Forças Marés Massa e Peso. Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade. Subtema III PLANETA TERRA Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade Subtema III Planeta Terra COMPETÊNCIAS Identifica o significado físico de força e algumas classificações das forças; Caraterizar e representar forças por

Leia mais

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAZÃO ESCOLA E.B. 2,3 DE FRAZÃO CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 9º ANO DE ESCOLARIDADE ANO LETIVO 2011/2012

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAZÃO ESCOLA E.B. 2,3 DE FRAZÃO CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 9º ANO DE ESCOLARIDADE ANO LETIVO 2011/2012 AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAZÃO ESCOLA E.B. 2,3 DE FRAZÃO CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 9º ANO DE ESCOLARIDADE ANO LETIVO 2011/2012 Ficha Informativa n.º 3 Movimentos e Forças Nome: Data: / /2012

Leia mais

Agrupamento de Escolas Luís António Verney. Escola EB 2,3 Luís António Verney. Ano lectivo de 2012/13

Agrupamento de Escolas Luís António Verney. Escola EB 2,3 Luís António Verney. Ano lectivo de 2012/13 Tema B- Terra em Transformação Nº aulas prevista s Materiais Constituição do mundo material Substâncias e misturas de substâncias Relacionar aspectos do quotidiano com a Química. Reconhecer que é enorme

Leia mais

Escola Básica e Secundária de Vila Franca do Campo. Físico-Química - 7.º Ano de escolaridade. FICHA DE REVISÕES - A Lua / Eclipses / Forças

Escola Básica e Secundária de Vila Franca do Campo. Físico-Química - 7.º Ano de escolaridade. FICHA DE REVISÕES - A Lua / Eclipses / Forças Escola Básica e Secundária de Vila Franca do Campo Físico-Química - 7.º Ano de escolaridade Ano letivo 2016/2017 FICHA DE REVISÕES - A Lua / Eclipses / Forças NOME: N.º TURMA DATA DA REALIZAÇÃO: / / Leia

Leia mais

O que é necessário para haver um Eclipse?

O que é necessário para haver um Eclipse? Parte 3 Eclipses A lua de Júptier Io provoca um eclipse solar numa zona de Júpiter O que é um eclipse? Um eclipse ocorre de cada vez que um objecto astronómico projecta a sua sombra noutro. No caso dos

Leia mais

Tipos de forças fundamentais na Natureza

Tipos de forças fundamentais na Natureza Tipos de Forças Tipos de forças fundamentais na Natureza Existem quatro tipos de interações/forças fundamentais na Natureza que atuam entre partículas a uma certa distância umas das outras: Gravitacional

Leia mais

Elisabete Costa Assunção Janeiro de Introdução Planificação das aulas... 4

Elisabete Costa Assunção Janeiro de Introdução Planificação das aulas... 4 Mestrado em Ensino da Física e da Química Ano lectivo 2012/213 ESTÁGIO Planificação de aulas de 7.º ano Escola Secundária com 3. Ciclo do Ensino Básico Poeta Joaquim Serra Afonsoeiro Montijo Unidade: TERRA

Leia mais

Escola Secundária de Lagoa Física e Química A 11º Ano Turma A Paula Melo Silva

Escola Secundária de Lagoa Física e Química A 11º Ano Turma A Paula Melo Silva Objeto de ensino 1.2. Da Terra à Lua Escola Secundária de Lagoa Física e Química A 11º Ano Turma A Paula Melo Silva Interações à distância e de contacto; As quatro interações fundamentais na Natureza;

Leia mais

FQA - Exercícios variados

FQA - Exercícios variados ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS FQA - Exercícios variados 11.º Ano Turma A e B 11 novembro 2014 NOME Nº Turma 1. Um esquiador de 60 kg desliza por uma montanha gelada (ver figura). Na posição A o módulo

Leia mais

Movimentos e fases da Lua

Movimentos e fases da Lua Movimentos e fases da Fases da Nova Quarto Crescente Cheia Quarto Minguante Nova Nova Crescente Cheia Minguante Crescente Minguante Lunação ou Mês Sinódico 29,530589 dias ~ 29 d 12 h 44 m 03 s O período

Leia mais

FQA Ficha 9 Exercícios variados

FQA Ficha 9 Exercícios variados ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS FQA Ficha 9 Exercícios variados 11.º Ano Turma A e B 10 novembro 2014 NOME Nº Turma 1. Um grupo de alunos realizou a atividade de laboratório AL-1.4 - Satélite geostacionário

Leia mais

UNIDADE GRAVITAÇÃO

UNIDADE GRAVITAÇÃO UNIDADE 1.5 - GRAVITAÇÃO 1 MARÍLIA PERES 010 DA GRAVITAÇÃO UNIVERSAL DE NEWTON Cada partícula no Universo atraí qualquer outra partícula com uma força que é directamente proporcional ao produto das suas

Leia mais

Escola Secundária Dom Manuel Martins

Escola Secundária Dom Manuel Martins Escola Secundária Dom Manuel Martins Setúbal Prof. Carlos Cunha 3º Momento de Avaliação FÍSICA e QUÍMICA ANO LECTIVO 004 / 005 11º ANO N. º NOME: TURMA: A CLASSIFICAÇÃO As questões colocadas ao longo deste

Leia mais

CIÊNCIAS 9 ANO PROF.ª GISELLE PALMEIRA PROF.ª MÁRCIA MACIEL ENSINO FUNDAMENTAL

CIÊNCIAS 9 ANO PROF.ª GISELLE PALMEIRA PROF.ª MÁRCIA MACIEL ENSINO FUNDAMENTAL CIÊNCIAS 9 ANO PROF.ª MÁRCIA MACIEL ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª GISELLE PALMEIRA CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade IV Ser humano e saúde 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 21 Conteúdos Aula 21.1 - Forças Aula

Leia mais

MECÂNICA - CINEMÁTICA

MECÂNICA - CINEMÁTICA MECÂNICA - CINEMÁTICA Cinemática CONCEITOS FUNDAMENTAIS 1. REFERENCIAL É um corpo ou um conjunto de corpos que usamos para estabelecer a posição de outros corpos. MOVIMENTO A posição de um corpo varia,

Leia mais

Fís. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão)

Fís. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Semana 17 Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. Exercícios

Leia mais

Segunda lei de Newton

Segunda lei de Newton Segunda lei de Newton Pela 1ª lei de Newton, não precisamos de força para manter a velocidade de um corpo, mas sim para produzir mudanças (variações) dessa velocidade. Newton apresenta a relação existente

Leia mais

Da Terra á Lua. A força gravítica Uma interacção fundamental

Da Terra á Lua. A força gravítica Uma interacção fundamental Da Terra á Lua A força gravítica Uma interacção fundamental Da leitura do texto surgiram as questões: Por que cai a maçã? Que levou Newton a concluir que a força causadora da queda da maçã na sua cabeça

Leia mais

PRESSÃO ATMOSFÉRICA 1/11

PRESSÃO ATMOSFÉRICA 1/11 PRESSÃO ATMOSFÉRICA CLIMA I O ar exerce uma força sobre as superfícies com as quais tem contato, devido ao contínuo bombardeamento das moléculas que compõem o ar contra tais superfícies. A pressão atmosférica

Leia mais

t RESOLUÇÃO COMECE DO BÁSICO = 0,1 cm/min . Para as frequências temos: v v 2 f r 2 f r f 1,5 r f r f 1,5 f.

t RESOLUÇÃO COMECE DO BÁSICO = 0,1 cm/min . Para as frequências temos: v v 2 f r 2 f r f 1,5 r f r f 1,5 f. t ESOLUÇÃO COMECE DO ÁSICO [] Dados: n = 4; t = s. Substituindo esses valores na fórmula dada: 4 (360 ) = 70 /s. [D] Dados: = 3,14 e raio da Terra: T = 6.000 km. O período de rotação da Terra é T = 4 h.

Leia mais

I Curso Introdução à Astronomia Jan A Terra e a Lua. Daniel R. C. Mello. Observatório do Valongo - UFRJ

I Curso Introdução à Astronomia Jan A Terra e a Lua. Daniel R. C. Mello. Observatório do Valongo - UFRJ I Curso Introdução à Astronomia Jan 2017 A Terra e a Lua Daniel R. C. Mello Observatório do Valongo - UFRJ Nesta aula veremos: O sistema Terra-Lua (dimensões e distâncias) Os Movimentos da Terra, da Lua

Leia mais

Lua: fases da Lua, marés e eclipses

Lua: fases da Lua, marés e eclipses Lua: fases da Lua, marés e eclipses As Fases da Lua: Á medida que a Lua vai 'viajando' ao redor da Terra ao longo do mês, ela passa por um ciclo de fases. Pelo contrário de que muitos pensam, a Lua não

Leia mais

Física e Química A 11º ano B

Física e Química A 11º ano B Escola Técnica Liceal Salesiana de S. to António Estoril Física e Química A 11º ano B MINI-TESTE 1 3/10/2008 versão 1 Nome: nº Classificação Enc. Educ. Professor 1. Uma pedra de massa m = 0,10 kg é lançada

Leia mais

Física. Setor A. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 9 (pág. 92) AD TM TC. Aula 10 (pág. 92) AD TM TC. Aula 11 (pág.

Física. Setor A. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 9 (pág. 92) AD TM TC. Aula 10 (pág. 92) AD TM TC. Aula 11 (pág. Física Setor Prof.: Índice-controle de Estudo ula 9 (pág. 9) D TM TC ula 0 (pág. 9) D TM TC ula (pág. 94) D TM TC ula (pág. 95) D TM TC ula 3 (pág. 95) D TM TC ula 4 (pág. 97) D TM TC ula 5 (pág. 98) D

Leia mais

Unidade 5: Força e movimento

Unidade 5: Força e movimento Unidade 5: Força e movimento Desde a antiguidade até os dias atuais que nós, seres humanos, estudamos e aprendemos sobre a produção do movimento e como dominá-lo. E essa constante evolução tecnológica

Leia mais

Ciências E Programa de Saúde

Ciências E Programa de Saúde GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO Ciências E Programa de Saúde 17 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE SP Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de

Leia mais

Sumário. Energia em movimentos 18/05/2012

Sumário. Energia em movimentos 18/05/2012 Sumário Unidade temática 2 Transferências de energia como trabalho. - Conceito de força (revisão). - As componentes duma força. - Trabalho de uma força constante e energia transferida. Exemplos de aplicação.

Leia mais

3.1. Terra e Sistema Solar (3)

3.1. Terra e Sistema Solar (3) 1 Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade Unidade 3 PLANETA TERRA (3) Fases da lua Eclipses do Sol e da Lua Prof. Marília Silva Soares Fases da Lua Porque é que a Lua volta para a Terra sempre

Leia mais

FORÇA e INTERAÇÕES. Forças de contacto Quando uma força envolve o contacto direto entre dois corpos

FORÇA e INTERAÇÕES. Forças de contacto Quando uma força envolve o contacto direto entre dois corpos FORÇA e INTERAÇÕES Forças de contacto Quando uma força envolve o contacto direto entre dois corpos Forças de longo alcance Acuam mesmo quando os corpos não estão em contacto, como por exemplo as forças

Leia mais

ACTIVIDADE LABORATORIAL 1.1 FÍSICA 11º ANO

ACTIVIDADE LABORATORIAL 1.1 FÍSICA 11º ANO Página 1 de 13 ACTIVIDADE LABORATORIAL 1.1 FÍSICA 11º ANO DOIS ATLETAS COM MASSAS DIFERENTES, EM QUEDA LIVRE, EXPERIMENTAM OU NÃO A MESMA ACELERAÇÃO? O que se pretende 1. Distinguir força, velocidade e

Leia mais

Escola Secundária de Casquilhos FQA11 - APSA1 - Unidade 1- Correção

Escola Secundária de Casquilhos FQA11 - APSA1 - Unidade 1- Correção Escola Secundária de Casquilhos FQA11 - APSA1 - Unidade 1- Correção / GRUPO I (Exame 2013-2ª Fase) 1. (B) 2. 3. 3.1. Para que a intensidade média da radiação solar seja 1,3 x 10 3 Wm -2 é necessário que

Leia mais

VETORES. DEFINIÇÃO DE GRANDEZA É tudo aquilo que pode ser medido Exemplos: Comprimento Aceleração Força Velocidade

VETORES. DEFINIÇÃO DE GRANDEZA É tudo aquilo que pode ser medido Exemplos: Comprimento Aceleração Força Velocidade 1 DEFINIÇÃO DE GRANDEZA É tudo aquilo que pode ser medido Exemplos: Comprimento Aceleração Força Velocidade GRANDEZAS ESCALARES São grandezas que se caracterizam apenas por um valor acompanhado uma unidade

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 3º Teste sumativo de FQA 14. Dez Versão 1

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 3º Teste sumativo de FQA 14. Dez Versão 1 ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 3º Teste sumativo de FQA 14. Dez. 2015 Versão 1 11º Ano Turma A e B Duração da prova: 90 minutos. Este teste é constituído por 10 páginas e termina na palavra FIM Nome:

Leia mais

APRENDER A APRENDER FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES CIÊNCIAS DESAFIO DO DIA. Conteúdo: - Forças

APRENDER A APRENDER FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES CIÊNCIAS DESAFIO DO DIA. Conteúdo: - Forças A Conteúdo: - Forças A Habilidades: - Caracterizar os diferentes tipos de força na física A Forças A palavra Força possui uma definição intuitiva. Em Física, Força designa um agente capaz de modificar

Leia mais

FEP-111 Fisica I para Oceanograa. Márcio Katsumi Yamashita. Lista de Exercícios 6 Gravitação

FEP-111 Fisica I para Oceanograa. Márcio Katsumi Yamashita. Lista de Exercícios 6 Gravitação FEP- Fisica I para Oceanograa Márcio Katsumi Yamashita Lista de Exercícios 6 Gravitação . Kepler determinou distâncias no sistema solar, a partir de suas observações. Por exemplo, ele encontrou a distância

Leia mais

Trabalho do peso Trabalho do peso

Trabalho do peso Trabalho do peso 1.1.4 Peso ou força gravítica O peso, ou a força gravítica, é a força exercida pela Terra sobre todos os corpos. O peso de um corpo depende: da sua massa, m; da aceleração gravítica, g. Peso ou força gravítica

Leia mais

FÍSICA LISTA 4 QUANTIDADE DE MOVIMENTO, GRAVITAÇÃO UNIVERSAL E EQUILÍBRIO

FÍSICA LISTA 4 QUANTIDADE DE MOVIMENTO, GRAVITAÇÃO UNIVERSAL E EQUILÍBRIO FÍSICA Prof. Bruno Roberto LISTA 4 QUANTIDADE DE MOVIMENTO, GRAVITAÇÃO UNIVERSAL E EQUILÍBRIO QUANTIDADE DE MOVIMENTO 1. (Pucrj 2013) Uma massinha de 0,3 kg é lançada horizontalmente com velocidade de

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS DE GRAVITAÇÃO. 1. (G1) A figura a seguir mostra de forma esquemática a órbita do cometa Halley ao redor do Sol.

LISTA DE EXERCÍCIOS DE GRAVITAÇÃO. 1. (G1) A figura a seguir mostra de forma esquemática a órbita do cometa Halley ao redor do Sol. LISTA DE EXERCÍCIOS DE GRAVITAÇÃO 1. (G1) A figura a seguir mostra de forma esquemática a órbita do cometa Halley ao redor do Sol. 3. (Unicamp 98) A figura a seguir representa exageradamente a trajetória

Leia mais

Ciências Físico-Químicas 7.º Ano Terra em Transformação / Terra no Espaço Carlos Alberto da Silva Ribeiro de Melo

Ciências Físico-Químicas 7.º Ano Terra em Transformação / Terra no Espaço Carlos Alberto da Silva Ribeiro de Melo Ciências Físico-Químicas 7.º Ano Terra em Transformação / Terra no Espaço Carlos Alberto da Silva Ribeiro de Melo QUÍMICA TEMAS OBJECTIVOS DE APRENDIZAGEM SITUAÇÕES E EXPERIÊNCIAS EDUCATIVAS AULAS TERRA

Leia mais

Forças I Forças Notáveis

Forças I Forças Notáveis Forças I Forças Notáveis Peso de um corpo 1. a força peso ( P ) é uma força de campo, pois ocorre pela ação a distância entre os corpos. 2. Peso de um corpo é a força de atração gravitacional que a Terra

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 1.º teste sumativo de FQA 15. OUTUBRO. 2014 Versão 1 11.º Ano Turma A Professor: Maria do Anjo Albuquerque Duração da prova: 90 minutos. Este teste é constituído por 10

Leia mais

Halliday Fundamentos de Física Volume 2

Halliday Fundamentos de Física Volume 2 Halliday Fundamentos de Física Volume 2 www.grupogen.com.br http://gen-io.grupogen.com.br O GEN Grupo Editorial Nacional reúne as editoras Guanabara Koogan, Santos, Roca, AC Farmacêutica, LTC, Forense,

Leia mais

ATIVIDADE AVALIATIVA

ATIVIDADE AVALIATIVA Climatologia 2. Atmosfera Terrestre ATIVIDADE AVALIATIVA Valor: 1,0 Tempo para responder: 15min 1) Qual a importância da concentração dos gases que compõe a atmosfera terrestre, em termos físicos e biológicos?

Leia mais

Esse planeta possui maior velocidade quando passa pela posição: a) ( ) I b) ( ) II c) ( ) III d) ( ) IV e) ( ) V

Esse planeta possui maior velocidade quando passa pela posição: a) ( ) I b) ( ) II c) ( ) III d) ( ) IV e) ( ) V 1. Desde a antiguidade, existiram teorias sobre a concepção do universo. Por exemplo, a teoria Aristotélica propunha que a Terra seria o centro do universo e todos os astros descreveriam órbitas circulares

Leia mais

Capítulo 6. Gravitação Universal

Capítulo 6. Gravitação Universal Capítulo 6 Gravitação Universal Os céus manifestam a glória de Deus, e o firmamento anuncia as obras das suas mãos. Um dia discursa a outro dia, e uma noite revela conhecimento a outra noite. Não há linguagem,

Leia mais

GLONASS Sistema idêntico ao GPS, mas projetado e lançado pela Rússia.

GLONASS Sistema idêntico ao GPS, mas projetado e lançado pela Rússia. Sumário UNIDADE TEMÁTICA 1 Movimentos na Terra e no Espaço. 1.1 - Viagens com GPS Funcionamento e aplicações do GPS. Descrição de movimentos. Posição coordenadas geográficas e cartesianas. APSA GPS e Coordenadas

Leia mais

FÍSICA - B ª SÉRIE P1

FÍSICA - B ª SÉRIE P1 LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES FÍSICA - B - 2012 1ª SÉRIE P1 ALUNO: TURMA: CARTEIRA: MATRÍCULA: DATA: / / Assunto(s): 3ª. Lei de Newton e Principais Forças da Mecânica 1) A respeito da 3ª Lei de Newton,

Leia mais

Gravitação Universal. Física_9 EF. Profa. Kelly Pascoalino

Gravitação Universal. Física_9 EF. Profa. Kelly Pascoalino Gravitação Universal Física_9 EF Profa. Kelly Pascoalino Nesta aula: Introdução; Modelos planetários; As leis de Kepler; Lei da gravitação universal. INTRODUÇÃO Denomina-se gravitação, a área da Física

Leia mais

O equilíbrio ESTÁTICO, quando o corpo permanece em repouso. O equilíbrio DINÂMICO, quando o corpo permanece em movimento retilíneo uniforme.

O equilíbrio ESTÁTICO, quando o corpo permanece em repouso. O equilíbrio DINÂMICO, quando o corpo permanece em movimento retilíneo uniforme. 1- OÇA: orça é uma grandeza vetorial (caracterizado por um módulo ou intensidade, uma direção e um sentido) capaz de produzir em um, uma deformação e /ou uma variação em sua velocidade vetorial. 1.1- LEIS

Leia mais

Física. Disciplina: Ciências Naturais Professor: Mário César Castro

Física. Disciplina: Ciências Naturais Professor: Mário César Castro GDF - SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DF SUBSECRETARIA DE SUPORTE EDUCACIONAL DO DF GERÊNCIA REGIONAL DE ENSINO DE PLANALTINA CENTRO DE ENSINO FUNDAMENTAL 02 Física Disciplina: Ciências Naturais Professor:

Leia mais

Sumário. Energia em movimentos 11/05/2015

Sumário. Energia em movimentos 11/05/2015 Sumário Unidade temática 2 Modelo da partícula material. Transferências de energia como trabalho. - Conceito de força (revisão). - As componentes duma força. - Trabalho de uma força constante e energia

Leia mais

Profº Carlos Alberto

Profº Carlos Alberto Gravitação Disciplina: Mecânica Básica Professor: Carlos Alberto Objetivos de aprendizagem Ao estudar este capítulo você aprenderá: As leis que descrevem os movimentos dos planetas, e como trabalhar com

Leia mais

Unidade 1 de Física do 11º ano FQA 1 V I A G E N S C O M G P S

Unidade 1 de Física do 11º ano FQA 1 V I A G E N S C O M G P S Unidade 1 de Física do 11º ano FQA 1 V I A G E N S C O M G P S 1. O sistema GPS Para indicar a posição de um lugar na superfície da Terra um modelo esférico da Terra e imaginam-se linhas: os paralelos:

Leia mais

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Lista de Exercícios 1_2 BIMESTRE Nome: Nº Turma: 9 EF Profa Kelly Data: Conteúdo: Leis de Newton; Aplicações da 2ª Lei de Newton; Gravitação Universal. 1 (CFTMG

Leia mais

O Sistema Solar. Os Astros do Sistema Solar. 1. Astros do Sistema Solar 2. Os planetas do Sistema Solar Unidade 2 O SISTEMA SOLAR

O Sistema Solar. Os Astros do Sistema Solar. 1. Astros do Sistema Solar 2. Os planetas do Sistema Solar Unidade 2 O SISTEMA SOLAR Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade Unidade 2 O SISTEMA SOLAR O Sistema Solar 1. Astros do Sistema Solar 2. Os planetas do Sistema Solar Os Astros do Sistema Solar 2 1 Competências a desenvolver:

Leia mais

Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora

Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora Curso Profissional de Técnico de Multimédia Informação Prova da Disciplina de Física - Módulo: 1 Forças e Movimentos; Estática Modalidade da Prova: Escrita Ano

Leia mais

Fases e Movimentos Aparentes da Lua

Fases e Movimentos Aparentes da Lua Fases e Movimentos Aparentes da 20 e 26 10 2011 Jorge Melendez, baseado/r. Boczko IAG - USP Fases da Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Cheia 22 23 24 25

Leia mais

Detecção Remota. Aquisição de dados. Sistema Modelo de Detecção Remota ICIST. Energia Electromagnética. Interacções com a Atmosfera

Detecção Remota. Aquisição de dados. Sistema Modelo de Detecção Remota ICIST. Energia Electromagnética. Interacções com a Atmosfera Aquisição de dados Como recolher informação geográfica? Fotografia Aérea Métodos topográficos GPS Processo que permite extrair informação de um objecto, área ou fenómeno, através da análise de dados adquiridos

Leia mais

Sala de Estudos FÍSICA Lucas 3 trimestre Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos Força Eletrostática e Campo Elétrico

Sala de Estudos FÍSICA Lucas 3 trimestre Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos Força Eletrostática e Campo Elétrico Sala de Estudos FÍSICA Lucas 3 trimestre Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos Força Eletrostática e Campo Elétrico 1. (Pucrj 2010) O que acontece com a força entre duas cargas

Leia mais

EXERCÍCIOS FÍSICA 10. e problemas Exames Testes intermédios Professor Luís Gonçalves

EXERCÍCIOS FÍSICA 10. e problemas Exames Testes intermédios Professor Luís Gonçalves FÍSICA 10 EXERCÍCIOS e problemas Exames 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Testes intermédios 2008 2009 2010 2011 Escola Técnica Liceal Salesiana do Estoril Professor Luís Gonçalves 2 3 Unidade 1 Do Sol ao

Leia mais

~é a força normal do bloco de cima sobre o bloco de baixo É o peso do bloco de cima (baixo)

~é a força normal do bloco de cima sobre o bloco de baixo É o peso do bloco de cima (baixo) Q1. (2,0 pontos) O coeficiente de atrito estático entre os blocos da figura vale 0,60. O coeficiente de atrito cinético entre o bloco inferior e o piso é de 0,20. A força F, aplicada ao bloco superior,

Leia mais

GRAVITAÇÃO UNIVERSAL

GRAVITAÇÃO UNIVERSAL GAVIAÇÃO UNIVESAL Histórico: Astronomia Uma das ciências mais antigas de que se tem registro. Geocentrismo A erra é o centro do Universo Hiparco ( sec II a.c ) Defensores Cláudio Ptolomeu ( sec II d.c

Leia mais

Desconsidere os efeitos do trabalho muscular após o início do salto. a) 4 m/s b) 6 m/s c) 7 m/s d) 8 m/s e) 9 m/s

Desconsidere os efeitos do trabalho muscular após o início do salto. a) 4 m/s b) 6 m/s c) 7 m/s d) 8 m/s e) 9 m/s 1. Em julho de 009 comemoramos os 40 anos da primeira viagem tripulada à Lua. Suponha que você é um astronauta e que, chegando à superfície lunar, resolva fazer algumas brincadeiras para testar seus conhecimentos

Leia mais

Gravitação Universal, Trabalho e Energia. COLÉGIO SÃO JOSÉ FÍSICA - 3º ano Livro Revisional Capítulos 5 e 6

Gravitação Universal, Trabalho e Energia. COLÉGIO SÃO JOSÉ FÍSICA - 3º ano Livro Revisional Capítulos 5 e 6 Gravitação Universal, Trabalho e Energia COLÉGIO SÃO JOSÉ FÍSICA - 3º ano Livro Revisional Capítulos 5 e 6 UNIVERSO Andrômeda - M31. Galáxia espiral distante cerca de 2,2 milhões de anos-luz, vizinha da

Leia mais

Problemas de Mecânica e Ondas 3

Problemas de Mecânica e Ondas 3 Problemas de Mecânica e Ondas 3 P 3.1. ( Exercícios de Física, A. Noronha, P. Brogueira, McGraw Hill, 1994) Considere uma esfera de densidade e raio r imersa num fluido de viscosidade e massa específica

Leia mais

6.º Teste de Física e Química A 10.º A maio minutos /

6.º Teste de Física e Química A 10.º A maio minutos / 6.º Teste de ísica e Química A 10.º A maio 2013 90 minutos / Nome: n.º Classificação Professor E.E. GRUPO I As seis questões deste grupo são todas de escolha múltipla. Para cada uma delas são indicadas

Leia mais

ANEXO A -- CONCEITOS BÁSICOS DE MARÉ. A.1 Marés de sizígia e marés de quadratura

ANEXO A -- CONCEITOS BÁSICOS DE MARÉ. A.1 Marés de sizígia e marés de quadratura 351 ANEXO A -- CONCEITOS BÁSICOS DE MARÉ As definições apresentadas a seguir foram obtidas no livro do Miguens (1996) chamado Navegação: A Ciência e a Arte. A.1 Marés de sizígia e marés de quadratura As

Leia mais

FORÇA e INTERAÇÕES. Forças de contacto Quando uma força envolve o contacto direto entre dois corpos

FORÇA e INTERAÇÕES. Forças de contacto Quando uma força envolve o contacto direto entre dois corpos FORÇA e INTERAÇÕES Forças de contacto Quando uma força envolve o contacto direto entre dois corpos Forças de longo alcance Acuam mesmo quando os corpos não estão em contacto, como por exemplo as forças

Leia mais

1 a fase prova para alunos da 8 a série

1 a fase prova para alunos da 8 a série Olimpíada Brasileira de Física 2008 1 a fase 8ª série 1 1 a fase prova para alunos da 8 a série LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO: 01) Esta prova destina-se exclusivamente a alunos da 8ª série. Ela

Leia mais

10 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia

10 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia 10 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia Prova da eliminatória regional 18 de março de 2015 15:00 (Continente e Madeira) / 14:00 (Açores) Duração máxima 120 minutos Notas: Leia atentamente todas as questões.

Leia mais

Física I 2009/2010. Aula02 Movimento Unidimensional

Física I 2009/2010. Aula02 Movimento Unidimensional Física I 2009/2010 Aula02 Movimento Unidimensional Sumário 2-1 Movimento 2-2 Posição e Deslocamento. 2-3 Velocidade Média 2-4 Velocidade Instantânea 2-5 Aceleração 2-6 Caso especial: aceleração constante

Leia mais

Universidade Federal Fluminense

Universidade Federal Fluminense Universidade Federal Fluminense Curso de Formação continuada em Astronomia Para professores de Educação Básica Prof. Dr. Tibério Borges Vale Projeto de Extensão O uso da Astronomia como elemento didático

Leia mais

Processo Avaliativo AVP - 4º Bimestre/2016 Disciplina: Física 1ª série EM A Data: Nome do aluno Nº Turma

Processo Avaliativo AVP - 4º Bimestre/2016 Disciplina: Física 1ª série EM A Data: Nome do aluno Nº Turma Processo Avaliativo AVP - 4º Bimestre/016 Disciplina: Física 1ª série EM A Data: Nome do aluno Nº Turma Atividade Avaliativa: entregar a resolução de todas as questões. 1. (Ita 016) A partir do repouso,

Leia mais

Correção da Ficha de Trabalho

Correção da Ficha de Trabalho Correção da Ficha de Trabalho Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos DISCIPLINA: Física e Química Módulo: F1 2016/2017 11 ºAno de escolaridade A Docente: Neide Pimentel

Leia mais

Cap.06 Dinâmica I: Movimento em uma Dimensão

Cap.06 Dinâmica I: Movimento em uma Dimensão Cap.06 Dinâmica I: Movimento em uma Dimensão Do professor para o aluno ajudando na avaliação de compreensão do capítulo. Fundamental que o aluno tenha lido o capítulo. 6.1 Equilíbrio Estudar anotando a

Leia mais

FATORES CLIMÁTICOS Quais são os fatores climáticos?

FATORES CLIMÁTICOS Quais são os fatores climáticos? Quais são os fatores climáticos? o Latitude A distância a que os lugares se situam do equador determina as suas características climáticas. Por isso, existem climas quentes, temperados e frios. o Proximidade

Leia mais

o módulo da quantidade de movimento do satélite, em kg m s, é, aproximadamente, igual a: a) b) c) d) e)

o módulo da quantidade de movimento do satélite, em kg m s, é, aproximadamente, igual a: a) b) c) d) e) 1. Considere que um satélite de massa m 5,0 kg seja colocado em órbita circular ao redor da Terra, a uma altitude h 650 km. Sendo o raio da Terra igual a 6.350 km, sua massa igual a 4 5,98 10 kg e a constante

Leia mais

A SIMPLIFIED GRAVITATIONAL MODEL TO ANALYZE TEXTURE ROUGHNESS

A SIMPLIFIED GRAVITATIONAL MODEL TO ANALYZE TEXTURE ROUGHNESS A SIMPLIFIED GRAVITATIONAL MODEL TO ANALYZE TEXTURE ROUGHNESS Introdução Um padrão de textura é definido como uma função da variação espacial nas intensidades dos pixels Um dos mais importantes atributos

Leia mais

Tipos de forças, Efeito produzido pela atuação de forças, Representação vetorial de forças, Resultante de um sistema de forças Equilíbrio de forças

Tipos de forças, Efeito produzido pela atuação de forças, Representação vetorial de forças, Resultante de um sistema de forças Equilíbrio de forças Tipos de forças, Efeito produzido pela atuação de forças, Representação vetorial de forças, Resultante de um sistema de forças Equilíbrio de forças Efeito rotativo das forças 1 Tipos de forças Forças devidas

Leia mais

INSTITUTO GEREMÁRIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: FÍSICA CIOS DE RECUPERAÇÃO FINAL

INSTITUTO GEREMÁRIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: FÍSICA CIOS DE RECUPERAÇÃO FINAL INSTITUTO GEREMÁRIO DANTAS Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Fone: (21) 21087900 Rio de Janeiro RJ www.igd.com.br Aluno(a): 1º Ano: C11 Nº Professora: Saionara Chagas Data: / /2016 COMPONENTE

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS CRITÉRIOS DE CORREÇÃO 4.º Teste Sumativo de Física 15. março. 2016

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS CRITÉRIOS DE CORREÇÃO 4.º Teste Sumativo de Física 15. março. 2016 ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS CRITÉRIOS DE CORREÇÃO 4.º Teste Sumativo de Física 15. março. 2016 12.º Ano Turma A e B Maria do Anjo Albuquerque Duração da prova: 90 minutos. Este teste é constituído

Leia mais

Lista 5: Trabalho e Energia

Lista 5: Trabalho e Energia Lista 5: Trabalho e Energia NOME: Matrícula: Turma: Prof. : Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para se resolver e entregar. ii. Ler os enunciados com atenção. iii. Responder a

Leia mais

Equipe de Física. Física

Equipe de Física. Física Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 2R Ensino Médio Equipe de Física Data: Física Lançamento Vertical Um arremesso de um corpo, com velocidade inicial na direção vertical, recebe o nome de Lançamento

Leia mais

Primeira Lei de Kepler: Lei das Órbitas Elípticas. Segunda Lei de Kepler: Lei das áreas

Primeira Lei de Kepler: Lei das Órbitas Elípticas. Segunda Lei de Kepler: Lei das áreas CONTEÚDOS DA PROVA DE RECUPERAÇÃO FINAL: Hidrostática, Velocidade Escalar Média, Gravitação Universal, 1ª e 2ª Leis de Kepler, Aceleração Escalar, Equações do Movimento Retilíneo Uniformemente Variado

Leia mais

9ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 11ºA. Física e Química A - 11ºAno

9ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 11ºA. Física e Química A - 11ºAno 9ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 11ºA Física e Química A - 11ºAno Professora Paula Melo Silva Data: 27 de maio 2016 Ano Letivo: 2015/2016 135 + 15 min 1. O calcário é uma rocha usada na manufatura

Leia mais

Queda Livre e Lançamentos no Espaço

Queda Livre e Lançamentos no Espaço LOGO FQA Queda Livre e Lançamentos no Espaço (Com resistência do ar desprezável) Queda Livre de Objetos A queda livre é o movimento de um objeto que se desloca livremente, unicamente sob a influência da

Leia mais

Queda Livre e lançamento vertical para cima

Queda Livre e lançamento vertical para cima Queda Livre e lançamento vertical para cima Queda livre vertical Movimento na superfície do planeta em que se despreza a resistência do ar e a única força que atua no corpo é seu peso. Características

Leia mais

AS LEIS DE KEPLER A LEI DA GRAVITAÇÃO UNIVERSAL

AS LEIS DE KEPLER A LEI DA GRAVITAÇÃO UNIVERSAL AS LEIS DE KEPLER A LEI DA GRAVITAÇÃO UNIVERSAL Um pouco de História Grécia antiga: Determinação da diferença entre as estrelas fixas e errantes (planetas) Primeiros modelos planetários explicando o movimento

Leia mais

Lei de Coulomb. Página 1 de 9

Lei de Coulomb. Página 1 de 9 1. (Unesp 2015) Em um experimento de eletrostática, um estudante dispunha de três esferas metálicas idênticas, A, B e C, eletrizadas, no ar, com cargas elétricas 5Q, 3Q e 2Q, respectivamente. Utilizando

Leia mais

ª Fase. 5 pontos

ª Fase. 5 pontos 45 20 pontos 46 10 pontos 47 10 pontos 48 20 pontos AECVEXFQ10/11-04 49 10 pontos 50 10 pontos 20 pontos 51 10 pontos 52 20 pontos TOTAL Prova Escrita de Física e Química A, 2008 200 pontos 11.º/12.º Anos

Leia mais

Prova 1/3. Nome: Assinatura: Matrícula UFES: Semestre: 2013/2 Curso: Física (B e L) Turmas: 01 e 02 Data: 11/11/2013 GABARITO

Prova 1/3. Nome: Assinatura: Matrícula UFES: Semestre: 2013/2 Curso: Física (B e L) Turmas: 01 e 02 Data: 11/11/2013 GABARITO Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Eatas Departamento de Física FIS09066 Física Prof. Anderson Coser Gaudio Prova /3 Nome: Assinatura: Matrícula UFES: Semestre: 03/ Curso: Física

Leia mais

Dinâmica REVISÃO ENEM INTERAÇÕES E FORÇAS

Dinâmica REVISÃO ENEM INTERAÇÕES E FORÇAS REVISÃO ENEM Dinâmica A Dinâmica é a parte da Mecânica que estuda os movimentos e as causas que os produzem ou os modificam. Duas grandezas são agora apresentadas: a massa e a força. Após os Princípios

Leia mais

FICHA DE TRABALHO DE FÍSICA E QUÍMICA A DEZEMBRO 2010

FICHA DE TRABALHO DE FÍSICA E QUÍMICA A DEZEMBRO 2010 FICHA DE TRABALHO DE FÍSICA E QUÍMICA A DEZEMBRO 2010 APSA Nº11 11º Ano de Escolaridade 1- Classifique como verdadeiras ou falsas cada uma das seguintes afirmações, corrigindo estas últimas sem recorrer

Leia mais

1.1. Energia cinética e energia potencial

1.1. Energia cinética e energia potencial 1.1. Energia cinética e energia potencial A palavra energia surgiu no século XIX para descrever alguns fenómenos naturais no domínio da física, da química e das ciências naturais. ENERGIA E Unidade do

Leia mais

AS COISAS DO UNIVERSO

AS COISAS DO UNIVERSO AS COISAS DO UNIVERSO PERGUNTANDO AO Sr. NETUNO TERRA Leva 365,256 dias para girar em torno do Sol e 23.9345 horas para a Terra efetuar uma rotação completa; Tem diâmetro de 12.756 quilômetros; Sua massa

Leia mais

Entrelinha 1,5. Utiliza apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta.

Entrelinha 1,5. Utiliza apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Teste Intermédio de Físico-Química Entrelinha 1,5 Teste Intermédio Físico-Química Entrelinha 1,5 (Versão única igual à Versão 1) Duração do Teste: 90 minutos 18.04.2013 9.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei

Leia mais

Elementos e fatores climáticos

Elementos e fatores climáticos Elementos e fatores climáticos Debate atual: Aquecimento Global Aquecimento Resfriamento Ação Natural Ação antrópica (Homem) Terra: localização e proporção de tamanho A camada de ozônio é uma espécie

Leia mais