Subtema III Planeta Terra. Forças Marés Massa e Peso. Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade. Subtema III PLANETA TERRA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Subtema III Planeta Terra. Forças Marés Massa e Peso. Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade. Subtema III PLANETA TERRA"

Transcrição

1 Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade Subtema III Planeta Terra COMPETÊNCIAS Identifica o significado físico de força e algumas classificações das forças; Caraterizar e representar forças por meio de vetores, recorrendo a dinamómetros para medir a intensidade. Reconhecer a existência e a importância da atração gravítica. Caraterizar a força responsável pelo movimento de translação dos planetas e pela queda de corpos Compreender o fenómeno das marés. Forças Marés Massa e Peso Distinguir entre massa e peso, identificando como varia o peso em função de determinados fatores. 2 1

2 FORÇA E MOVIMENTO DOS PLANETAS FORÇA E MOVIMENTO DOS PLANETAS Que força provocará o movimento da Terra, ou de outro planeta do Sistema Solar, à volta do Sol? E o movimento da Lua e dos satélites artificiais à volta da Terra? Porque é que a Lua não cai para a Terra? De que depende a intensidade das forças gravitacionais? O Sol exerce uma força sobre a Terra, e sobre todos os planetas do Sistema Solar uma força responsável pelo movimento dos planetas à sua volta. Se essa força não existisse, o sistema Solar não existiria

3 FORÇA E MOVIMENTO DOS PLANETAS FORÇA E MOVIMENTO DOS PLANETAS A Lua não cai para a Terra, a Terra não cai para ao Sol e o Sol não cai para o centro da galáxia porque todos têm movimentos com velocidade adequadas que lhes permitem estar em órbita No entanto, também a Terra exerce sobre a Lua, e os satélites que orbitam em torno da Terra, uma força responsável pelo movimento da Lua à sua volta. Se essa força não existisse, a Lua mover-se-ia em linha reta através do espaço Um satélite artificial pode ter vários tipos de órbitas, conforme a função a que se destinam; as órbitas são mantidas porque o satélite é lançado com a velocidade adequada face à força gravítica a que está sujeito

4 O fenómeno das Marés O fenómeno das Marés O que são as marés? A que se devem as marés? Qual o principal astro responsável pelo fenómeno das marés? Em que fases da Lua ocorrem as marés vivas? O que são marés vivas? Interação gravitacional Terra- Lua por forças atrativas simultâneas. A Terra atrai a Lua e a Lua atrai a Terra Interação gravitacional Terra Sol por forças simultâneas A Terra atrai o Sol e o Sol atrai a Terra Qual o efeito destas interações? Os efeitos são visíveis na água dos mares da Terra o efeito é visível no fenómeno das marés As marés resultam das forças que os campos gravitacionais da Lua e do Sol exercem sobre os oceanos da Terra. A Lua atrai a massa líquida oceânica (mar) na sua direção criando uma maré alta (maré cheia ou preia-mar) tanto do lado mais próximo da Terra como no lado oposto

5 O fenómeno das Marés Maré: palavra associada à subida e descida do nível da água do mar relativamente à costa. A subida e a descida da água do mar faz variar a extensão de areia visível numa praia. O fenómeno das Marés Na maré-cheia ou preia-mar, o nível das águas atinge uma altura máxima e depois começa a diminuir. Na maré-baixa ou baixa-mar, o nível das águas atinge uma altura mínima e depois começa a subir. Ocorrem por dia, com intervalo aproximado de 6 horas, quatro marés: duas altas e duas baixas. Na maré alta nível da água do mar vai subindo durante aproximadamente 6 horas. Nas 6 horas seguintes, o nível da água do mar vai baixando, atingindo o seu valor mínimo. O Sol também provoca marés!!!! Quando Sol, Terra e Lua estão alinhados (Lua Cheia e Lua Nova) ocorrem as marés vivas. 9 Instituto Hidrográfico de Portugal Quando o Sol e a Lua formam com a Terra um ângulo com amplitude de 90º (Quarto Crescente e Quarto Minguante) ocorrem as marés mortas. 10 5

6 O que é a massa de um corpo? E o peso de um corpo? Que diferença há entre peso e massa? Peso dos corpos Massa dos corpos Relação entre massa e peso Como variam o peso e a massa de um corpo Como varia o peso com o lugar da Terra? Será que o peso de um corpo varia de planeta para planeta?

7 FORÇA A massa de um corpo é uma porção limitada de matéria que esse corpo contém. Quando um corpo é formado por mais matéria do que outro, diz-se que esse corpo tem maior massa. Unidade SI é o quilograma, símbolo, Kg. Como as forças traduzem interações entre corpos, elas aparecem sempre aos pares, isto significa que, quando um corpo exerce uma força sobre outro, este exerce também sobre o primeiro uma força de igual intensidade e direção, mas de sentido contrário. A massa é medida em balanças

8 O peso é a intensidade da força com que um corpo é atraído para um planeta. Representa-se por um vector, P, que tem: Cada local da Terra tem a sua vertical! Em qualquer um dos locais da Terra o que se observa é o que está representado na figura B. - ponto de aplicação - o centro de gravidade do corpo, G; - direcção vertical, ou seja, é a da linha que passa pelo centro do corpo e pelo centro da Terra; - sentido descendente, ou seja do corpo para a Terra; - intensidade o valor do peso do corpo. 15 Figura A Vertical de lugar. Figura B Vertical direcção de queda de um objecto. 16 8

9 Registo no caderno diário Registo no caderno diário Relação entre massa e peso Relação entre massa e peso Num mesmo lugar da Terra, o peso de um corpo é tanto maior quanto maior for a sua massa. Para todos os corpos no mesmo lugar da Terra, peso e massa são directamente proporcionais (nos lugares da Terra onde 1 kg pesa 9,8 N): 1 Kg Corpo com massa de 1 kg tem peso de 9,8 N. Maior Massa Maior Peso 2 Kg Corpo com massa de 2 kg tem o peso de 19,6 N. peso constante massa 9,8 N constante 1kg constante 9,8(N/Kg) Considerando um local à beira mar e a 45º de latitude

10 Relação entre massa e peso A proporcionalidade directa entre massa e peso permite-nos, facilmente, calcular : o valor do peso de um corpo, quando conheces a sua massa; peso (N) 9,8 massa (kg) o valor da massa, quando conheces o valor do peso; peso (N) massa (kg) 9,8 Registo no caderno diário De que depende o peso de um corpo? Das massas dos corpos que se atraem Quanto maior for a massa do corpo que é atraído para a Terra, maior será o peso desse corpo. Exemplo: Se dois corpos forem colocados à mesma distância do centro da Terra, tem maior peso o que tiver maior massa Peso Da distância entre os corpos Quanto maior for a distância que separa o corpo ao centro da Terra, menor será o peso do corpo Exemplo: Se dois corpos, com a mesma massa, forem colocados a diferentes distâncias do centro da Terra, terá maior peso o que estiver a menor distância

11 Registo no caderno diário Registo no caderno diário Variação do peso à superfície da Terra O peso de um corpo varia com a: Altitude o peso é tanto menor quanto maior for a altitude do lugar. Variação do peso à superfície da Terra O peso de um corpo varia com a: Latitude o peso é tanto maior quanto menor for a latitude do lugar. Maior altitude Menor peso P Maior latitude Maior peso P P Menor altitude Maior peso Menor latitude Menor peso

12 Registo no caderno diário Variação do peso no Sistema Solar O peso de um corpo noutro planeta é a força com que esse planeta o atrai A intensidade dessa força depende da massa do planeta onde o corpo se encontra P Planeta com maior massa Corpo com maior peso Planeta com menor massa Corpo com menor peso 23 12

Espaço A Terra, a Lua e forças gravíticas

Espaço A Terra, a Lua e forças gravíticas Espaço A Terra, a Lua e forças gravíticas Ciências Físico-Químicas 7º Ano Nelson Alves Correia Escola Secundária de Maria Lamas Agrupamento de Escolas Gil Paes Rotação da Terra 4.1 Indicar o período de

Leia mais

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAZÃO ESCOLA E.B. 2,3 DE FRAZÃO CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 9º ANO DE ESCOLARIDADE ANO LETIVO 2011/2012

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAZÃO ESCOLA E.B. 2,3 DE FRAZÃO CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 9º ANO DE ESCOLARIDADE ANO LETIVO 2011/2012 AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAZÃO ESCOLA E.B. 2,3 DE FRAZÃO CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 9º ANO DE ESCOLARIDADE ANO LETIVO 2011/2012 Ficha Informativa n.º 3 Movimentos e Forças Nome: Data: / /2012

Leia mais

Agrupamento de Escolas Luís António Verney. Escola EB 2,3 Luís António Verney. Ano lectivo de 2012/13

Agrupamento de Escolas Luís António Verney. Escola EB 2,3 Luís António Verney. Ano lectivo de 2012/13 Tema B- Terra em Transformação Nº aulas prevista s Materiais Constituição do mundo material Substâncias e misturas de substâncias Relacionar aspectos do quotidiano com a Química. Reconhecer que é enorme

Leia mais

Tipos de forças fundamentais na Natureza

Tipos de forças fundamentais na Natureza Tipos de Forças Tipos de forças fundamentais na Natureza Existem quatro tipos de interações/forças fundamentais na Natureza que atuam entre partículas a uma certa distância umas das outras: Gravitacional

Leia mais

Elisabete Costa Assunção Janeiro de Introdução Planificação das aulas... 4

Elisabete Costa Assunção Janeiro de Introdução Planificação das aulas... 4 Mestrado em Ensino da Física e da Química Ano lectivo 2012/213 ESTÁGIO Planificação de aulas de 7.º ano Escola Secundária com 3. Ciclo do Ensino Básico Poeta Joaquim Serra Afonsoeiro Montijo Unidade: TERRA

Leia mais

PRESSÃO ATMOSFÉRICA 1/11

PRESSÃO ATMOSFÉRICA 1/11 PRESSÃO ATMOSFÉRICA CLIMA I O ar exerce uma força sobre as superfícies com as quais tem contato, devido ao contínuo bombardeamento das moléculas que compõem o ar contra tais superfícies. A pressão atmosférica

Leia mais

3.1. Terra e Sistema Solar (3)

3.1. Terra e Sistema Solar (3) 1 Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade Unidade 3 PLANETA TERRA (3) Fases da lua Eclipses do Sol e da Lua Prof. Marília Silva Soares Fases da Lua Porque é que a Lua volta para a Terra sempre

Leia mais

t RESOLUÇÃO COMECE DO BÁSICO = 0,1 cm/min . Para as frequências temos: v v 2 f r 2 f r f 1,5 r f r f 1,5 f.

t RESOLUÇÃO COMECE DO BÁSICO = 0,1 cm/min . Para as frequências temos: v v 2 f r 2 f r f 1,5 r f r f 1,5 f. t ESOLUÇÃO COMECE DO ÁSICO [] Dados: n = 4; t = s. Substituindo esses valores na fórmula dada: 4 (360 ) = 70 /s. [D] Dados: = 3,14 e raio da Terra: T = 6.000 km. O período de rotação da Terra é T = 4 h.

Leia mais

CIÊNCIAS 9 ANO PROF.ª GISELLE PALMEIRA PROF.ª MÁRCIA MACIEL ENSINO FUNDAMENTAL

CIÊNCIAS 9 ANO PROF.ª GISELLE PALMEIRA PROF.ª MÁRCIA MACIEL ENSINO FUNDAMENTAL CIÊNCIAS 9 ANO PROF.ª MÁRCIA MACIEL ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª GISELLE PALMEIRA CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade IV Ser humano e saúde 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 21 Conteúdos Aula 21.1 - Forças Aula

Leia mais

APRENDER A APRENDER FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES CIÊNCIAS DESAFIO DO DIA. Conteúdo: - Forças

APRENDER A APRENDER FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES CIÊNCIAS DESAFIO DO DIA. Conteúdo: - Forças A Conteúdo: - Forças A Habilidades: - Caracterizar os diferentes tipos de força na física A Forças A palavra Força possui uma definição intuitiva. Em Física, Força designa um agente capaz de modificar

Leia mais

UNIDADE GRAVITAÇÃO

UNIDADE GRAVITAÇÃO UNIDADE 1.5 - GRAVITAÇÃO 1 MARÍLIA PERES 010 DA GRAVITAÇÃO UNIVERSAL DE NEWTON Cada partícula no Universo atraí qualquer outra partícula com uma força que é directamente proporcional ao produto das suas

Leia mais

Sumário. Energia em movimentos 11/05/2015

Sumário. Energia em movimentos 11/05/2015 Sumário Unidade temática 2 Modelo da partícula material. Transferências de energia como trabalho. - Conceito de força (revisão). - As componentes duma força. - Trabalho de uma força constante e energia

Leia mais

Ciências E Programa de Saúde

Ciências E Programa de Saúde GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO Ciências E Programa de Saúde 17 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE SP Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de

Leia mais

Física e Química A 11º ano B

Física e Química A 11º ano B Escola Técnica Liceal Salesiana de S. to António Estoril Física e Química A 11º ano B MINI-TESTE 1 3/10/2008 versão 1 Nome: nº Classificação Enc. Educ. Professor 1. Uma pedra de massa m = 0,10 kg é lançada

Leia mais

Ciências Físico-Químicas 7.º Ano Terra em Transformação / Terra no Espaço Carlos Alberto da Silva Ribeiro de Melo

Ciências Físico-Químicas 7.º Ano Terra em Transformação / Terra no Espaço Carlos Alberto da Silva Ribeiro de Melo Ciências Físico-Químicas 7.º Ano Terra em Transformação / Terra no Espaço Carlos Alberto da Silva Ribeiro de Melo QUÍMICA TEMAS OBJECTIVOS DE APRENDIZAGEM SITUAÇÕES E EXPERIÊNCIAS EDUCATIVAS AULAS TERRA

Leia mais

GLONASS Sistema idêntico ao GPS, mas projetado e lançado pela Rússia.

GLONASS Sistema idêntico ao GPS, mas projetado e lançado pela Rússia. Sumário UNIDADE TEMÁTICA 1 Movimentos na Terra e no Espaço. 1.1 - Viagens com GPS Funcionamento e aplicações do GPS. Descrição de movimentos. Posição coordenadas geográficas e cartesianas. APSA GPS e Coordenadas

Leia mais

FÍSICA - B ª SÉRIE P1

FÍSICA - B ª SÉRIE P1 LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES FÍSICA - B - 2012 1ª SÉRIE P1 ALUNO: TURMA: CARTEIRA: MATRÍCULA: DATA: / / Assunto(s): 3ª. Lei de Newton e Principais Forças da Mecânica 1) A respeito da 3ª Lei de Newton,

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS DE GRAVITAÇÃO. 1. (G1) A figura a seguir mostra de forma esquemática a órbita do cometa Halley ao redor do Sol.

LISTA DE EXERCÍCIOS DE GRAVITAÇÃO. 1. (G1) A figura a seguir mostra de forma esquemática a órbita do cometa Halley ao redor do Sol. LISTA DE EXERCÍCIOS DE GRAVITAÇÃO 1. (G1) A figura a seguir mostra de forma esquemática a órbita do cometa Halley ao redor do Sol. 3. (Unicamp 98) A figura a seguir representa exageradamente a trajetória

Leia mais

Unidade 1 SOM E LUZ. Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade. Reflexão da Luz e Espelhos. Objetivos. Unidade 1 Som e Luz

Unidade 1 SOM E LUZ. Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade. Reflexão da Luz e Espelhos. Objetivos. Unidade 1 Som e Luz Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade Unidade 1 SOM E LUZ Reflexão da Luz e Espelhos Objetivos Interpretar e reconhecer a importância da reflexão e difusão da luz. Distinguir e reconhecer a

Leia mais

Escola Secundária de Casquilhos FQA11 - APSA1 - Unidade 1- Correção

Escola Secundária de Casquilhos FQA11 - APSA1 - Unidade 1- Correção Escola Secundária de Casquilhos FQA11 - APSA1 - Unidade 1- Correção / GRUPO I (Exame 2013-2ª Fase) 1. (B) 2. 3. 3.1. Para que a intensidade média da radiação solar seja 1,3 x 10 3 Wm -2 é necessário que

Leia mais

2.2 Os planetas e as características que os distinguem

2.2 Os planetas e as características que os distinguem Período de rotação O tempo que um planeta demora para realizar uma rotação completa em torno do seu eixo chama-se período de rotação e corresponde a um dia nesse planeta. Mercúrio Vénus Saturno 59 dias

Leia mais

Tipos de forças, Efeito produzido pela atuação de forças, Representação vetorial de forças, Resultante de um sistema de forças Equilíbrio de forças

Tipos de forças, Efeito produzido pela atuação de forças, Representação vetorial de forças, Resultante de um sistema de forças Equilíbrio de forças Tipos de forças, Efeito produzido pela atuação de forças, Representação vetorial de forças, Resultante de um sistema de forças Equilíbrio de forças Efeito rotativo das forças 1 Tipos de forças Forças devidas

Leia mais

Sala de Estudos FÍSICA Lucas 3 trimestre Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos Força Eletrostática e Campo Elétrico

Sala de Estudos FÍSICA Lucas 3 trimestre Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos Força Eletrostática e Campo Elétrico Sala de Estudos FÍSICA Lucas 3 trimestre Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos Força Eletrostática e Campo Elétrico 1. (Pucrj 2010) O que acontece com a força entre duas cargas

Leia mais

VETORES. DEFINIÇÃO DE GRANDEZA É tudo aquilo que pode ser medido Exemplos: Comprimento Aceleração Força Velocidade

VETORES. DEFINIÇÃO DE GRANDEZA É tudo aquilo que pode ser medido Exemplos: Comprimento Aceleração Força Velocidade 1 DEFINIÇÃO DE GRANDEZA É tudo aquilo que pode ser medido Exemplos: Comprimento Aceleração Força Velocidade GRANDEZAS ESCALARES São grandezas que se caracterizam apenas por um valor acompanhado uma unidade

Leia mais

Primeira Lei de Kepler: Lei das Órbitas Elípticas. Segunda Lei de Kepler: Lei das áreas

Primeira Lei de Kepler: Lei das Órbitas Elípticas. Segunda Lei de Kepler: Lei das áreas CONTEÚDOS DA PROVA DE RECUPERAÇÃO FINAL: Hidrostática, Velocidade Escalar Média, Gravitação Universal, 1ª e 2ª Leis de Kepler, Aceleração Escalar, Equações do Movimento Retilíneo Uniformemente Variado

Leia mais

Unidade 1 SOM E LUZ. Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade. Objetivos. O que é a luz? Como se propaga? O que é a luz?

Unidade 1 SOM E LUZ. Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade. Objetivos. O que é a luz? Como se propaga? O que é a luz? Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade Unidade 1 SOM E LUZ Objetivos Como se propaga? Concluir que a visão dos objetos implica a propagação da luz, em diferentes meios, desde a fonte de luz

Leia mais

O Sistema Solar. Os Astros do Sistema Solar. 1. Astros do Sistema Solar 2. Os planetas do Sistema Solar Unidade 2 O SISTEMA SOLAR

O Sistema Solar. Os Astros do Sistema Solar. 1. Astros do Sistema Solar 2. Os planetas do Sistema Solar Unidade 2 O SISTEMA SOLAR Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade Unidade 2 O SISTEMA SOLAR O Sistema Solar 1. Astros do Sistema Solar 2. Os planetas do Sistema Solar Os Astros do Sistema Solar 2 1 Competências a desenvolver:

Leia mais

FATORES CLIMÁTICOS Quais são os fatores climáticos?

FATORES CLIMÁTICOS Quais são os fatores climáticos? Quais são os fatores climáticos? o Latitude A distância a que os lugares se situam do equador determina as suas características climáticas. Por isso, existem climas quentes, temperados e frios. o Proximidade

Leia mais

GRAVITAÇÃO UNIVERSAL

GRAVITAÇÃO UNIVERSAL GAVIAÇÃO UNIVESAL Histórico: Astronomia Uma das ciências mais antigas de que se tem registro. Geocentrismo A erra é o centro do Universo Hiparco ( sec II a.c ) Defensores Cláudio Ptolomeu ( sec II d.c

Leia mais

ATIVIDADE AVALIATIVA

ATIVIDADE AVALIATIVA Climatologia 2. Atmosfera Terrestre ATIVIDADE AVALIATIVA Valor: 1,0 Tempo para responder: 15min 1) Qual a importância da concentração dos gases que compõe a atmosfera terrestre, em termos físicos e biológicos?

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 1.º teste sumativo de FQA 15. OUTUBRO. 2014 Versão 1 11.º Ano Turma A Professor: Maria do Anjo Albuquerque Duração da prova: 90 minutos. Este teste é constituído por 10

Leia mais

6.º Teste de Física e Química A 10.º A maio minutos /

6.º Teste de Física e Química A 10.º A maio minutos / 6.º Teste de ísica e Química A 10.º A maio 2013 90 minutos / Nome: n.º Classificação Professor E.E. GRUPO I As seis questões deste grupo são todas de escolha múltipla. Para cada uma delas são indicadas

Leia mais

Detecção Remota. Aquisição de dados. Sistema Modelo de Detecção Remota ICIST. Energia Electromagnética. Interacções com a Atmosfera

Detecção Remota. Aquisição de dados. Sistema Modelo de Detecção Remota ICIST. Energia Electromagnética. Interacções com a Atmosfera Aquisição de dados Como recolher informação geográfica? Fotografia Aérea Métodos topográficos GPS Processo que permite extrair informação de um objecto, área ou fenómeno, através da análise de dados adquiridos

Leia mais

3.1. Terra e Sistema Solar (2)

3.1. Terra e Sistema Solar (2) 1 Ciências Físico-químicas - 7º de escolaridade Unidade 3 PLANETA TERRA (2) Sucessão dos dias e das noites Estações do Ciências Físico- Químicas 7º Ano de Escolaridade Docente: Marília Silva Soares Prof.

Leia mais

10 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia

10 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia 10 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia Prova da eliminatória regional 18 de março de 2015 15:00 (Continente e Madeira) / 14:00 (Açores) Duração máxima 120 minutos Notas: Leia atentamente todas as questões.

Leia mais

Movimento Dulce Godinho

Movimento Dulce Godinho Forças e Movimento 02-20092009 1 Forças na Nossa Vida Inúmeras situações devidas à existência de forças: Forças Gravíticas São sempre atractivas Forças Eléctricas Atractivas ou repulsivas Forças Magnéticas

Leia mais

o módulo da quantidade de movimento do satélite, em kg m s, é, aproximadamente, igual a: a) b) c) d) e)

o módulo da quantidade de movimento do satélite, em kg m s, é, aproximadamente, igual a: a) b) c) d) e) 1. Considere que um satélite de massa m 5,0 kg seja colocado em órbita circular ao redor da Terra, a uma altitude h 650 km. Sendo o raio da Terra igual a 6.350 km, sua massa igual a 4 5,98 10 kg e a constante

Leia mais

3.1. Terra e Sistema Solar (1)

3.1. Terra e Sistema Solar (1) 1 Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade Unidade 3 PLANETA TERRA (1) Movimentos dos planetas Órbitas dos planetas Prof. Marília Silva Soares Unidade 3 PLANETA TERRA Competências No final desta

Leia mais

Física I 2009/2010. Aula02 Movimento Unidimensional

Física I 2009/2010. Aula02 Movimento Unidimensional Física I 2009/2010 Aula02 Movimento Unidimensional Sumário 2-1 Movimento 2-2 Posição e Deslocamento. 2-3 Velocidade Média 2-4 Velocidade Instantânea 2-5 Aceleração 2-6 Caso especial: aceleração constante

Leia mais

Fases e Movimentos Aparentes da Lua

Fases e Movimentos Aparentes da Lua Fases e Movimentos Aparentes da 20 e 26 10 2011 Jorge Melendez, baseado/r. Boczko IAG - USP Fases da Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Cheia 22 23 24 25

Leia mais

Gravitação Universal, Trabalho e Energia. COLÉGIO SÃO JOSÉ FÍSICA - 3º ano Livro Revisional Capítulos 5 e 6

Gravitação Universal, Trabalho e Energia. COLÉGIO SÃO JOSÉ FÍSICA - 3º ano Livro Revisional Capítulos 5 e 6 Gravitação Universal, Trabalho e Energia COLÉGIO SÃO JOSÉ FÍSICA - 3º ano Livro Revisional Capítulos 5 e 6 UNIVERSO Andrômeda - M31. Galáxia espiral distante cerca de 2,2 milhões de anos-luz, vizinha da

Leia mais

Equipe de Física. Física

Equipe de Física. Física Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 2R Ensino Médio Equipe de Física Data: Física Lançamento Vertical Um arremesso de um corpo, com velocidade inicial na direção vertical, recebe o nome de Lançamento

Leia mais

FORÇA e INTERAÇÕES. Forças de contacto Quando uma força envolve o contacto direto entre dois corpos

FORÇA e INTERAÇÕES. Forças de contacto Quando uma força envolve o contacto direto entre dois corpos FORÇA e INTERAÇÕES Forças de contacto Quando uma força envolve o contacto direto entre dois corpos Forças de longo alcance Acuam mesmo quando os corpos não estão em contacto, como por exemplo as forças

Leia mais

Grandezas, Unidades de. Alex Oliveira. Medida e Escala

Grandezas, Unidades de. Alex Oliveira. Medida e Escala Grandezas, Unidades de Alex Oliveira Medida e Escala Medindo Grandezas Aprendemos desde cedo a medir e comparar grandezas como comprimento; tempo; massa; temperatura; pressão e corrente elétrica. Atualmente,

Leia mais

Lista 5: Trabalho e Energia

Lista 5: Trabalho e Energia Lista 5: Trabalho e Energia NOME: Matrícula: Turma: Prof. : Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para se resolver e entregar. ii. Ler os enunciados com atenção. iii. Responder a

Leia mais

LEIS DE NEWTON. - Força é um agente físico capaz de deformar um corpo ou alterar a sua velocidade vetorial ou as duas coisas simultaneamente.

LEIS DE NEWTON. - Força é um agente físico capaz de deformar um corpo ou alterar a sua velocidade vetorial ou as duas coisas simultaneamente. AULA 05 LEIS DE EWTO 1- ITRODUÇÃO o estudo da Dinâmica nos preocuparemos com as causas e com as leis da natureza que explicam os movimentos dos corpos. Este estudo está apoiado em três leis elaboradas

Leia mais

Lei de Coulomb. Página 1 de 9

Lei de Coulomb. Página 1 de 9 1. (Unesp 2015) Em um experimento de eletrostática, um estudante dispunha de três esferas metálicas idênticas, A, B e C, eletrizadas, no ar, com cargas elétricas 5Q, 3Q e 2Q, respectivamente. Utilizando

Leia mais

Entrelinha 1,5. Utiliza apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta.

Entrelinha 1,5. Utiliza apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Teste Intermédio de Físico-Química Entrelinha 1,5 Teste Intermédio Físico-Química Entrelinha 1,5 (Versão única igual à Versão 1) Duração do Teste: 90 minutos 18.04.2013 9.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei

Leia mais

Temperatura Pressão atmosférica Umidade

Temperatura Pressão atmosférica Umidade O CLIMA Elementos do clima Temperatura Pressão atmosférica Umidade São responsáveis por caracterizar os climas. TEMPERATURA Corresponde à quantidade de calor. Pressão atmosférica Força que o peso do ar

Leia mais

As forças dissipativas transformam a energia transferida em energia dissipada, ou seja, a sua ação faz com que haja degradação de energia.

As forças dissipativas transformam a energia transferida em energia dissipada, ou seja, a sua ação faz com que haja degradação de energia. Sumário Unidade temática 2 Trabalho realizado pela força de atrito. A energia de sistemas em movimento de translação. - Teorema da energia cinética. A força com que a Terra atrai os corpos realiza trabalho.

Leia mais

Queda Livre e Lançamentos no Espaço

Queda Livre e Lançamentos no Espaço LOGO FQA Queda Livre e Lançamentos no Espaço (Com resistência do ar desprezável) Queda Livre de Objetos A queda livre é o movimento de um objeto que se desloca livremente, unicamente sob a influência da

Leia mais

Nº de aulas de 45 minutos previstas 66. 1º Período. 1- Isometrias Nº de aulas de 45 minutos previstas 18

Nº de aulas de 45 minutos previstas 66. 1º Período. 1- Isometrias Nº de aulas de 45 minutos previstas 18 Escola Secundária de Lousada Planificação anual disciplina de Matemática Ano: 8º Ano lectivo: 01-013 CALENDARIZAÇÃO Nº de aulas de 5 minutos previstas 1 1º Período º Período 3º Período 9 7 DISTRIBUIÇÃO

Leia mais

2. Observe atentamente o mapa PLANISFÉRIO FUSOS HORÁRIOS.

2. Observe atentamente o mapa PLANISFÉRIO FUSOS HORÁRIOS. SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR SARGENTO NADER ALVES DOS SANTOS SÉRIE/ANO: 6ª Ano

Leia mais

Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora

Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora Curso Profissional de Técnico de Multimédia Informação Prova da Disciplina de Física - Módulo: 1 Forças e Movimentos; Estática Modalidade da Prova: Escrita Ano

Leia mais

Troposfera: é a camada que se estende do solo terrestre (nível do mar) até atingir 12 quilômetros de altitude. Conforme a altitude se eleva, a

Troposfera: é a camada que se estende do solo terrestre (nível do mar) até atingir 12 quilômetros de altitude. Conforme a altitude se eleva, a ATMOSFERA A atmosfera é uma camada formada por argônio, hélio, dióxido de carbono, ozônio, vapor de água e, principalmente, por nitrogênio e oxigênio. Essa camada é de fundamental importância para a manutenção

Leia mais

FÍSICA LISTA 4 QUANTIDADE DE MOVIMENTO, GRAVITAÇÃO UNIVERSAL E EQUILÍBRIO

FÍSICA LISTA 4 QUANTIDADE DE MOVIMENTO, GRAVITAÇÃO UNIVERSAL E EQUILÍBRIO FÍSICA Prof. Bruno Roberto LISTA 4 QUANTIDADE DE MOVIMENTO, GRAVITAÇÃO UNIVERSAL E EQUILÍBRIO QUANTIDADE DE MOVIMENTO 1. (Pucrj 2013) Uma massinha de 0,3 kg é lançada horizontalmente com velocidade de

Leia mais

Agrupamento de Escolas O Rouxinol Escola Básica 2, 3 de Corroios Matemática 8ºAno: Translações. Translações

Agrupamento de Escolas O Rouxinol Escola Básica 2, 3 de Corroios Matemática 8ºAno: Translações. Translações Translações 1 Se reparares com atenção, podes observar que certos elementos se repetem periodicamente, numa determinada direcção e sentido. 2 Nos azulejos, por exemplo, podes observar essa repetição. 3

Leia mais

I.1.2. RAPIDEZ MÉDIA E VELOCIDADE

I.1.2. RAPIDEZ MÉDIA E VELOCIDADE Ciências Físico-químicas - 9º ano de escolaridade Quão rápido és tu? COMPETÊNCIAS Definir rapidez média, indicar a respetiva unidade SI e aplicar a definição em movimentos com trajetórias retilíneas ou

Leia mais

LOCALIZAÇÃO E COORDENADAS GEOGRÁFICAS. Luiz Fernando Wisniewski

LOCALIZAÇÃO E COORDENADAS GEOGRÁFICAS. Luiz Fernando Wisniewski LOCALIZAÇÃO E COORDENADAS GEOGRÁFICAS Prof.º Luiz Fernando Wisniewski lfw.geografia@gmail.com LOCALIZAÇÃO E COORDENADAS GEOGRÁFICAS Orientação através da rosa dos ventos Paralelos e Meridianos Latitude

Leia mais

d)cheia 10. Existe relação entre umbra,penumbra,eclipse e sombra?

d)cheia 10. Existe relação entre umbra,penumbra,eclipse e sombra? 1ª aula : Questões 1. Por quê não acontece eclipse em todo lugar no Brasil na mesma hora? 2. O que é umbra? 3. O que é penumbra? 4. O que é sombra? 5. O que é eclipse? 6. Qual a diferença entre eclipse

Leia mais

Versão 1. Utiliza apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta.

Versão 1. Utiliza apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Teste Intermédio de Ciências Físico-Químicas Versão 1 Teste Intermédio Ciências Físico-Químicas Caderno 1 Versão 1 Duração do Teste: 40 min (Caderno 1) + 10 min (pausa) + 40 min (Caderno 2) 19.05.2011

Leia mais

AS LEIS DE KEPLER A LEI DA GRAVITAÇÃO UNIVERSAL

AS LEIS DE KEPLER A LEI DA GRAVITAÇÃO UNIVERSAL AS LEIS DE KEPLER A LEI DA GRAVITAÇÃO UNIVERSAL Um pouco de História Grécia antiga: Determinação da diferença entre as estrelas fixas e errantes (planetas) Primeiros modelos planetários explicando o movimento

Leia mais

10 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia

10 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia 10 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia Prova da final nacional PROVA EÓRICA 17 de abril de 2015 16H45 Duração máxima 120 minutos Notas: Leia atentamente todas as questões. odas as respostas devem ser

Leia mais

Forças I Forças Notáveis

Forças I Forças Notáveis Forças I Forças Notáveis Peso de um corpo 1. a força peso ( P ) é uma força de campo, pois ocorre pela ação a distância entre os corpos. 2. Peso de um corpo é a força de atração gravitacional que a Terra

Leia mais

Introdução. Dinâmica é a parte da Mecânica que estuda os movimentos e as forças.

Introdução. Dinâmica é a parte da Mecânica que estuda os movimentos e as forças. Dinâmica Introdução Dinâmica é a parte da Mecânica que estuda os movimentos e as forças. Em geral percebemos as forças através de seus efeitos. Assim, podemos dizer que força é o agente físico capaz de

Leia mais

Teste Sumativo 2 C - 11/12/2012

Teste Sumativo 2 C - 11/12/2012 E s c o l a S e c u n d á r i a d e A l c á c e r d o S a l Ano letivo 2012/2013 Ciências Físico-químicas 8º an o Teste Sumativo 2 C - 11/12/2012 Nome Nº Turma 1. O som produzido pelo sino de uma igreja

Leia mais

COTAÇÕES. 15 pontos pontos. 6 pontos. 39 pontos. 9 pontos. Subtotal... TOTAL pontos

COTAÇÕES. 15 pontos pontos. 6 pontos. 39 pontos. 9 pontos. Subtotal... TOTAL pontos Teste Intermédio de Físico-Química Teste Intermédio Físico-Química Duração do Teste: 90 minutos 8.0.0 9.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 6/00, de 8 de janeiro???????????? COTAÇÕES GRUPO I.... pontos....

Leia mais

4 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia Prova da eliminatória regional 15 de Abril de :00

4 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia Prova da eliminatória regional 15 de Abril de :00 4 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia Prova da eliminatória regional 15 de Abril de 2009 15:00 Duração máxima 120 minutos Nota: Ler atentamente todas as questões. Existe uma tabela com dados no final

Leia mais

Escola Básica do 2.º e 3.ºciclos Álvaro Velho. Planeamento Curricular de Físico-Química 7.º ano ANO LETIVO 2015/2016

Escola Básica do 2.º e 3.ºciclos Álvaro Velho. Planeamento Curricular de Físico-Química 7.º ano ANO LETIVO 2015/2016 1.º Período Escola Básica do 2.º e 3.ºciclos Álvaro Velho Planeamento Curricular de Físico-Química 7.º ano I Espaço 1. Universo 2. Sistema Solar 1.1 Constituição do Universo 1.2 Observação do céu 1.3 Evolução

Leia mais

Ciências Físico-Químicas 7.º ano. Ficha de avaliação diagnóstica

Ciências Físico-Químicas 7.º ano. Ficha de avaliação diagnóstica Ciências Físico-Químicas 7.º ano Ficha de avaliação diagnóstica Grupo I 1. Observa atentamente o gráfico seguinte, que representa a variação da temperatura de uma localidade durante um dia. 1.1. Qual foi

Leia mais

Esse planeta possui maior velocidade quando passa pela posição: a) ( ) I b) ( ) II c) ( ) III d) ( ) IV e) ( ) V

Esse planeta possui maior velocidade quando passa pela posição: a) ( ) I b) ( ) II c) ( ) III d) ( ) IV e) ( ) V 1. Desde a antiguidade, existiram teorias sobre a concepção do universo. Por exemplo, a teoria Aristotélica propunha que a Terra seria o centro do universo e todos os astros descreveriam órbitas circulares

Leia mais

Profº Carlos Alberto

Profº Carlos Alberto Gravitação Disciplina: Mecânica Básica Professor: Carlos Alberto Objetivos de aprendizagem Ao estudar este capítulo você aprenderá: As leis que descrevem os movimentos dos planetas, e como trabalhar com

Leia mais

Introdução. A importância da compreensão dos fenômenos meteorologicos Grande volume de dados

Introdução. A importância da compreensão dos fenômenos meteorologicos Grande volume de dados Introdução A importância da compreensão dos fenômenos meteorologicos Grande volume de dados Estações meteorológicas Imagens de satélite Radar Aeronaves, navios e bóias oceânicas Necessidade de rapidez

Leia mais

Lista 14: Gravitação

Lista 14: Gravitação 1. Durante um eclipse solar, a lua, a Terra e o sol alinham-se. (a) Qual a força exercida pelo sol sobre a Terra? ; (b) Qual a força exercida pela Terra sobre a lua?; (c) Qual a força exercida pelo sol

Leia mais

3ª Lei de Newton ou Lei da Ação-Reação Ciências Físico-químicas 9º ano de escolaridade

3ª Lei de Newton ou Lei da Ação-Reação Ciências Físico-químicas 9º ano de escolaridade Ciências Físico-químicas - 9º ano de Unidade 1 EM TRÂNSITO O que magoa mais: A pisadela de um elefante? A pisadela de um sapato de salto alto? Pressão e Impulsão Qual a diferença? Por que razão quando

Leia mais

Quais são as forças que atuam sobre o saco de tangerinas? São a força gravítica, F g, e a tensão, T, que o dinamómetro exerce sobre o saco.

Quais são as forças que atuam sobre o saco de tangerinas? São a força gravítica, F g, e a tensão, T, que o dinamómetro exerce sobre o saco. Sumário Unidade temática 2 - Forças aplicadas e forças de ligação. Pares ação-reação. - Representação das forças que atuam um corpo. - Trabalho realizado por várias forças. A ação das forças dissipativas.

Leia mais

Física I 2010/2011. Aula 01. Forças e Movimentos I

Física I 2010/2011. Aula 01. Forças e Movimentos I Física I 2010/2011 Aula 01 Forças e Movimentos I Sumário Força e movimento Mecânica Newtoniana A 1.ª Lei de Newton Força Referenciais inerciais Massa A 2.ª Lei de Newton Alguns tipos de forças A força

Leia mais

MOMENTO DE INÉRCIA DE UM CORPO RÍGIDO

MOMENTO DE INÉRCIA DE UM CORPO RÍGIDO Departamento de Física da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa T4 FÍSICA EXPERIMENTAL I - 007/08 MOMENTO DE INÉRCIA DE UM CORPO RÍGIDO 1. Objectivo Estudo do movimento de rotação de um corpo

Leia mais

2 Energia em movimentos

2 Energia em movimentos 2 Energia em movimentos Lei da conservação de energia Se se considerar todas as contribuições energéticas, macroscópicas e microscópicas, total p macroscópica c macroscópica Sistema isolado 2 Sistemas

Leia mais

Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Tecnologia de Tomar ÁREA INTERDEPARTAMENTAL DE FÍSICA

Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Tecnologia de Tomar ÁREA INTERDEPARTAMENTAL DE FÍSICA Engenharia Civil Exercícios de Física de Física Ficha 8 Corpo Rígido Capítulo 6 Ano lectivo 010-011 Conhecimentos e capacidades a adquirir pelo aluno Aplicação das leis fundamentais da dinâmica. Aplicação

Leia mais

Planificação anual. C. Físico-Químicas (8º Ano)

Planificação anual. C. Físico-Químicas (8º Ano) AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE LOUSADA ES Lousada (Sede) AE Lousada Centro Escola Secundária de Lousada Ano letivo de 2012/2013 Planificação anual de C. Físico-Químicas (8º Ano) Reações químicas Sub tema Competências

Leia mais

Geodésia II. Gabriel Oliveira Jerez Prof. Dra. Daniele Barroca Marra Alves

Geodésia II. Gabriel Oliveira Jerez Prof. Dra. Daniele Barroca Marra Alves Geodésia II Órbitas dos Satélites Gabriel Oliveira Jerez Prof. Dra. Daniele Barroca Marra Alves Posicionamento por satélites Relembr rando... Órbitas Efemérides Princípio?? [ X Y Z ] + t [ X Y Z ] + t

Leia mais

Dinâmica REVISÃO ENEM INTERAÇÕES E FORÇAS

Dinâmica REVISÃO ENEM INTERAÇÕES E FORÇAS REVISÃO ENEM Dinâmica A Dinâmica é a parte da Mecânica que estuda os movimentos e as causas que os produzem ou os modificam. Duas grandezas são agora apresentadas: a massa e a força. Após os Princípios

Leia mais

4.1 Os movimentos da Terra e suas consequências

4.1 Os movimentos da Terra e suas consequências 4.1 Os movimentos da Terra e suas consequências 4.1 Os movimentos da Terra e suas consequências Copiar para o caderno Movimento de rotação da Terra e a sucessão do dia e da noite O tempo de uma rotação

Leia mais

Energia Potencial Gravitacional

Energia Potencial Gravitacional Energia Potencial Gravitacional Energia que o corpo adquire quando é elevado em relação a um determinado nível. E p = m.g.h E p = energia potencial (J) m = massa (kg) h = altura (m) Exercícios g = aceleração

Leia mais

Segundo astrônomos, buraco negro no centro de nossa galáxia está atraindo nuvem de gás e poeira cósmica que envolve uma jovem estrela.

Segundo astrônomos, buraco negro no centro de nossa galáxia está atraindo nuvem de gás e poeira cósmica que envolve uma jovem estrela. Segundo astrônomos, buraco negro no centro de nossa galáxia está atraindo nuvem de gás e poeira cósmica que envolve uma jovem estrela. Estrela é atraída por buraco negro no centro da Via Láctea, diz estudo

Leia mais

1. A figura seguinte mostra um esquema da estrutura do Sol. Estabelece as associações corretas entre

1. A figura seguinte mostra um esquema da estrutura do Sol. Estabelece as associações corretas entre ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DA CALHETA Ciências Físico-Químicas 7º ano TURMA A Ficha de Avaliação Sumativa nº 3 ANO LECTIVO 90 minutos Data 24/02/2012 Lê com atenção as questões do teste. Apresenta na folha

Leia mais

Mecânica dos Fluidos I

Mecânica dos Fluidos I Mecânica dos Fluidos I Aula prática 1 EXERCÍCIO 1 Em Mecânica dos Fluidos é muito frequente que interesse medir a diferença entre duas pressões. Os manómetros de tubos em U, que são um dos modelos mais

Leia mais

Actividade Laboratorial Física Bloco 2 (11º / 12º ano) Escola Secundària Aurélia de Sousa

Actividade Laboratorial Física Bloco 2 (11º / 12º ano) Escola Secundària Aurélia de Sousa AL 1.2 Salto para a piscina O que se pretende Escola Secundària Aurélia de Sousa 1. Projectar um escorrega para um aquaparque, de modo que os utentes possam cair em segurança numa determinada zona da piscina.

Leia mais

Plano Curricular de Matemática 4.º Ano - Ano Letivo 2016/2017

Plano Curricular de Matemática 4.º Ano - Ano Letivo 2016/2017 4.º Ano - Ano Letivo 2016/2017 1.º Período - Números naturais Números e operações Contar Estender as regras de construção dos numerais decimais para classes de grandeza indefinida; Conhecer os diferentes

Leia mais

EXERCÍCIOS PARA PROVA ESPECÍFICA E TESTÃO 1 ANO 4 BIMESTRE

EXERCÍCIOS PARA PROVA ESPECÍFICA E TESTÃO 1 ANO 4 BIMESTRE 1. (Unesp 89) Um cubo de aço e outro de cobre, ambos de massas iguais a 20 g estão sobre um disco de aço horizontal, que pode girar em torno de seu centro. Os coeficientes de atrito estático para aço-aço

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE AGRONOMIA UC Física I ( ) FICHA DE TRABALHO PRÁTICO Nº 5 Máquina de Atwood OBJECTIVO

INSTITUTO SUPERIOR DE AGRONOMIA UC Física I ( ) FICHA DE TRABALHO PRÁTICO Nº 5 Máquina de Atwood OBJECTIVO INSTITUTO SUPERIOR DE AGRONOMIA UC Física I (2015-2006) FICHA DE TRABALHO PRÁTICO Nº 5 Máquina de Atwood OBJECTIVO Analisar a 2ª lei de Newton, aplicada a um sistema de 2 massas ligadas por um fio que

Leia mais

Referência Ve Referência V rtical ertical -- Marés Marés Sistemas de Referência V rtical Cartografia Terrestre Hidrografia

Referência Ve Referência V rtical ertical -- Marés Marés Sistemas de Referência V rtical Cartografia Terrestre Hidrografia Referência Vertical - Marés Sistemas de Referência Vertical Na Cartografia Terrestre,, a referência vertical (das altitudes) é definida, habitualmente, através do NMM (Datum Vertical de Cascais1938) registado

Leia mais

4ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 11ºA. Física e Química A - 11ºAno

4ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 11ºA. Física e Química A - 11ºAno 4ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 11ºA Física e Química A - 11ºAno Professora Paula Melo Silva Data: 4 de dezembro 2015 Ano Letivo: 2015/2016 135 + 15 min 1. Produz-se uma onda harmónica numa

Leia mais

Em que medida as forças estão relacionadas com o movimento?

Em que medida as forças estão relacionadas com o movimento? Em que medida as forças estão relacionadas com o movimento? 02-20092009 1 Será que são necessárias forças para manter um corpo em movimento? Se a Força resultante for nula E o corpo está em Repouso E o

Leia mais

EXERCÍCIOS DE ÓPTICA E VETORES 1º ANO

EXERCÍCIOS DE ÓPTICA E VETORES 1º ANO EXERCÍCIOS DE ÓPTICA E VETORES 1º ANO 1º) Em cada um dos casos abaixo determine o módulo da força resultante que atua no corpo: a) F 1 = 3N F 2 = 4N b) F 1 = 3N F 2 = 4N c) F 2 = 4N F 1 = 3N 2º) (PUC-PR)

Leia mais

Professor: Eng Civil Diego Medeiros Weber.

Professor: Eng Civil Diego Medeiros Weber. Professor: Eng Civil Diego Medeiros Weber. Mecânica é uma ciência física aplicada que trata dos estudos das forças e dos movimentos. A Mecânica descreve e prediz as condições de repouso ou movimento de

Leia mais

NÍVEL MÉDIO DO MAR. Diagrama triangular

NÍVEL MÉDIO DO MAR. Diagrama triangular NÍVEL MÉDIO DO MAR Diagrama triangular Desenvolvimento das marés R M1 M2 De forma a manter-se o equilíbrio (momento da Terra) desenvolvem-se dois lobos em locais opostos da Terra F = g M1 M2 R 2 Desenvolvimento

Leia mais

UNIDADE 4. TRANSFERÊNCIA DE ENERGIA NO SISTEMA ATMOSFERA- OCEANO. Conteúdo

UNIDADE 4. TRANSFERÊNCIA DE ENERGIA NO SISTEMA ATMOSFERA- OCEANO. Conteúdo UNIDADE 4. TRANSFERÊNCIA DE ENERGIA NO SISTEMA ATMOSFERA- OCEANO Conteúdo 4.1 POR QUE A ATMOSFERA E O OCEANO SE MOVEM CONTINUAMENTE?... 2 4.2 BALANÇO DE CALOR DO OCEANO E ATMOSFERA... 4 4.3 BALANÇO DE

Leia mais

15-01-2016. Manual. Caderno de atividades: questões das pp. 42 e 43. Ficha de apoio 15. Pg. 120 Pg. 127 questões 10 e 11

15-01-2016. Manual. Caderno de atividades: questões das pp. 42 e 43. Ficha de apoio 15. Pg. 120 Pg. 127 questões 10 e 11 Peso e massa (Pp. 116 a 120) Peso e massa Massa Quilograma Balança Grandeza escalar Newton Dinamómetro Grandeza vetorial Aceleração da gravidade Atenção às Páginas do MANUAL Manual Pg. 120 Pg. 127 questões

Leia mais