Tratamento Cirúrgico da Atresia Aural

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tratamento Cirúrgico da Atresia Aural"

Transcrição

1 Hospital do Servidor Público Estadual HSPE Francisco Morato de Oliveira Tratamento Cirúrgico da Atresia Aural Aluno: Rafael Ken Hanada Pereira Orientadores: Dr. Fábio Akira Suzuki Dr. Daniel Mochida Okada

2 Introdução Incidência: 1 para 10,000 20,000 nascidos vivos. Unilateral 3:1 Sexo Masculino, orelha direita. Etiologia: Mutações cromossomo 18.

3 Introdução

4 Objetivo Revisar a literatura médica atual sobre o tratamento cirúrgico da atresia aural.

5 Método Busca sistemática da literatura, abrangendo bancos de dados eletrônicos (MEDLINE, EMBASE, LILACS) utilizando os termos: BAHA, próteses e implantes, auxiliares de audição, meato acústico externo, surdez, prosthesis and implants, hearing aids, pathologic constriction, ear canal and deafness.

6 Atualmente : Prótese Implantável de Condução Óssea (PICO). Anteriormente: Aparelho de amplificação sonora individual (AASI) Prótese vibratória óssea (PVO) Tratamento cirúrgico

7 PICO PVO AASI CANALOPLASTIA

8 Tjellstron 1977 Próteses de titânio já utilizadas na ortodontia. Método Branemark.

9 Wazen pacientes candidatos. 62,5% - Otite Crônica 28,8% - Atresia congênita aural 4,8% - Otoesclerose 3,8% - Neoplasias

10 Partes moles: Reações cutâneas necrose do retalho Parte Óssea: Extrusão do implante mais temida

11 Tjellstron 60 Pacientes 6,8% 10 anos 149 Pacientes 3,5%

12 PICO Osteointegração e biocompatibilidade do titânio Boa estética Não há atenuação devido ao tecido cutâneo AASI Impossibilidade de estimulação sem a via aérea PVO Irritação local Estética prejudicada Tratamento cirúrgico Estenose do canal auditivo Lesão mais temida: nervo facial

13

14 SCHOLZ et al., 2003: Primeiro e único caso de abscesso cerebral relacionado ao PICO. KOMPIS et al., 2000: Ruídos provenientes de ondas eletromagnéticas. ZEITOUN et al., 2002: Espessura fina na calota craniana de crianças. Extrusão do implante em cerca de 10%.

15 HSPE pacientes, Síndrome de Treacher Collins. 52a, anteriormente PVO 14a, anteriormente PVO com queda de rendimento escolar.

16 HSPE 2011 Resultados Reconhecimento da fala de 92 e 96% GAP entre 30 e 35 db

17 Conclusão Impacto significativo na melhora da qualidade de vida, incluindo distinção da fala e localização em ambientes. O PICO possui estética boa, contribuindo para a adesão do paciente. Complicações restritas ao retalho cutâneo e extrusão.

18 1.Tjellstrom A, Lindstrom J, Hallen O, et al. Osseointegrated tita- nium implants in the temporal bone. A clinical study on bone- anchored hearing aids. Am J Otol 1981;2:304Y10 2.Hakansson B, Tjellstrom A, Rosenhall U. Hearing thresholds with direct bone conduction versus conventional bone conduction. Scand Audiol. 1984;13(1):3-3. Priwin C, Stenfelt S, Granstrom G, Tjellstrom A, Hakansson B. Bilateral bone-anchored hearing aids (BAHAs): an audiometric evaluation. Laryngoscope Jan;114(1): Hakansson B, Liden G, Tjellstrom A, Ringdahl A, Jacobsson M, Carlsson P, Erlandson BE. Ten years of experience with the Swedish bone-anchored hearing system. Ann Otol Rhinol Laryngol Suppl Oct;151: Wazen JJ, Spitzer J, Ghossaini SN, Kacker A, Zschommler A. Results of the bone-anchored hearing aid in unilateral hearing loss. Laryngoscope Jun; 111(6): Van Der Pouw CTM, Mylanus EAM, Cremers CWRJ. Percutaneus implant in the temporal bone for securing a bone conductor. Surgical methods and results. Ann Otol Rhinol Laryngol. 1999; 108: De la Cruz A, Teufert KB. Congenital aural atresia surgery: long-term results. Otolaryngol Head Neck Surg Jul;129(1): Chandrasekhar SS, De la Cruz A, Garrido E. Surgery of congenital aural atresia. Am J Otol Nov;16(6): Snik AF, Mylanus EA, Cremers CW. The bone-anchored hearing aid: a solution for previously unresolved otologic problems. Otolaryngol Clin North Am Apr;34(2): Review. 10. Mcnamara M, Phillips D, Proops DW. The bone anchored hearing aid (BAHA) in chronic suppurative otitis media(csom).j Laryngol Otol Suppl. 1996;21: Snik AF, Mylanus EA, Cremers CW. Bone-anchored hearing aids in patients with sensorineural hearing loss and persistent otitis externa. Clin Otolaryngol Feb; 20(1): Dutt SN, McDermott AL, Jelbert A, Reid AP, Proops DW. The Glasgow benefit inventory in the evaluation of patient satisfaction with the bone-anchored hearing aid: quality of life issues. J Laryngol Otol Suppl Jun;(28):7-14.

Uso do BAHA na Reabilitação Auditiva de Pacientes com Atresia de Meato Acústico Externo

Uso do BAHA na Reabilitação Auditiva de Pacientes com Atresia de Meato Acústico Externo Artigo Original Uso do BAHA na Reabilitação Auditiva de Pacientes com Atresia de Meato Acústico Externo BAHA Usage in Auditory Rehabilitation of Patients with External Auditory Canal Stenosis Ricardo Ferreira

Leia mais

Results of the implantation of bone-anchored hearing aids in patients with treacher-collins syndrome

Results of the implantation of bone-anchored hearing aids in patients with treacher-collins syndrome Relato de Caso Int. Arch. Otorhinolaryngol. 2013;17(2):222-226. DOI: 10.7162/S1809-97772013000200018 Results of the implantation of bone-anchored hearing aids in patients with treacher-collins syndrome

Leia mais

Prótese Implantável de Condução Óssea (BAHA): Relato de Caso

Prótese Implantável de Condução Óssea (BAHA): Relato de Caso Relato de Caso Arq. Int. Otorrinolaringol. 2011;15(2):249-255. DOI: 10.1590/S1809-48722011000200020 Prótese Implantável de Condução Óssea (BAHA): Relato de Caso Implantable Prosthesis of Osseous Conduction

Leia mais

BAHA in children: Indications, results and complications

BAHA in children: Indications, results and complications Uso de BAHA em crianças: Indicações, resultados e complicações BAHA in children: Indications, results and complications Cláudia Reis Miguel Bebiano Coutinho José Gameiro dos Santos Cecília Almeida e Sousa

Leia mais

Avaliação Audiológica de Indivíduos Portadores de Malformação de Orelha

Avaliação Audiológica de Indivíduos Portadores de Malformação de Orelha Artigo Original Avaliação Audiológica de Indivíduos Portadores de Malformação de Orelha Audiologic Evaluation in Individuals with Ear Abnormalities Eliane Aparecida Techi Castiquini*, Tyuana Sandim da

Leia mais

SURDEZ SÚBITA. Regina Helena Garcia Martins 3. 1. Médico assistente da Disciplina de Otorrinolaringologia.

SURDEZ SÚBITA. Regina Helena Garcia Martins 3. 1. Médico assistente da Disciplina de Otorrinolaringologia. SURDEZ SÚBITA Norimar Hernandes Dias 1, Diego Sherlon Pizzamiglio 2, Renata Mizusaki Iyomasa 2, Regina Helena Garcia Martins 3. 1. Médico assistente da Disciplina de Otorrinolaringologia. 2. Residentes

Leia mais

Texto apresentado para consulta pública. PROTOCOLO DE ADAPTAÇÃO DE AASI EM ADULTOS (com adendo para idosos)

Texto apresentado para consulta pública. PROTOCOLO DE ADAPTAÇÃO DE AASI EM ADULTOS (com adendo para idosos) Fórum: AASI / Protocolo de Adaptação de AASI em Adultos Data: 15 de abril de 2012 EIA Bauru 10h30 as 12h00 Coordenadores: Maria Cecilia Bevilacqua, Thelma Costa, Sonia Bortoluzzi Convidados: Deborah Ferrari,

Leia mais

PROTOCOLO DE ADAPTAÇÃO DE APARELHOS DE AMPLIFICAÇÃO SONORA INDIVIDUAIS AASI- EM ADULTOS

PROTOCOLO DE ADAPTAÇÃO DE APARELHOS DE AMPLIFICAÇÃO SONORA INDIVIDUAIS AASI- EM ADULTOS PROTOCOLO DE ADAPTAÇÃO DE APARELHOS DE AMPLIFICAÇÃO SONORA INDIVIDUAIS AASI- EM ADULTOS 1 Introdução: Dentre as diversas áreas de atuação do profissional fonoaudiólogo, a audiologia compreende desde o

Leia mais

Protocolo Médico e Audiológico para Seleção e Avaliação dos Candidatos à Prótese Auditiva Implantável Vibrant Soundbridge

Protocolo Médico e Audiológico para Seleção e Avaliação dos Candidatos à Prótese Auditiva Implantável Vibrant Soundbridge Artigo Original Protocolo Médico e Audiológico para Seleção e Avaliação dos Candidatos à Prótese Auditiva Implantável Vibrant Soundbridge Medical and Audiological Protocol for Selection and Evaluation

Leia mais

Corpos Estranhos no Nariz e Ouvidos de Crianças: Devem ser Abordados no Setor de Acidentes e Emergência?

Corpos Estranhos no Nariz e Ouvidos de Crianças: Devem ser Abordados no Setor de Acidentes e Emergência? Corpos Estranhos no Nariz e Ouvidos de Crianças: Devem ser Abordados no Setor de Acidentes e Emergência? Tara Mackle e Bernard Conlon Introdução As crianças com corpos estranhos nasais e otológicos são

Leia mais

LIMIAR DE FUSÃO BINAURAL MASCARAMENTO

LIMIAR DE FUSÃO BINAURAL MASCARAMENTO 27 Maio de 2011 AUDIOLOGIA LIMIAR DE FUSÃO BINAURAL MASCARAMENTO FUSION AT INFERRED THRESHOLD (FIT) - MASKING Jorge Humberto Martins. Audiologista Mestre em Ciências da Fala e da Audição Correspondência:

Leia mais

Universidade de Brasília Faculdade de Ciências da Saúde Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde CAROLINA COSTA CARDOSO

Universidade de Brasília Faculdade de Ciências da Saúde Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde CAROLINA COSTA CARDOSO Universidade de Brasília Faculdade de Ciências da Saúde Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde CAROLINA COSTA CARDOSO REABILITAÇÃO AUDITIVA ATRAVÉS DA ESTIMULAÇÃO SONORA POR CONDUÇÃO ÓSSEA BRASÍLIA,

Leia mais

Perda Auditiva Unilateral: Benefício da Localização Auditiva após Adaptação de Aparelho de Amplificação Sonora Individual

Perda Auditiva Unilateral: Benefício da Localização Auditiva após Adaptação de Aparelho de Amplificação Sonora Individual Artigo Original Perda Auditiva Unilateral: Benefício da Localização Auditiva após Adaptação de Aparelho de Amplificação Sonora Individual Unilateral Hearing Loss: the Benefit of Auditory Localization after

Leia mais

Perfil audiológico e utilização e benefício de dispositivo de amplificação sonora na síndrome de Goldenhar: um relato de caso

Perfil audiológico e utilização e benefício de dispositivo de amplificação sonora na síndrome de Goldenhar: um relato de caso RELATO DE CASO Bianca Bastos Cordeiro e Carlos Maurício Cardeal Mendes ISSN 1677-5090 2013 Revista de Ciências Médicas e Biológicas Perfil audiológico e utilização e benefício de dispositivo de amplificação

Leia mais

Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc

Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Brazilian Journal of Otorhinolaryngology ISSN: 1808-8694 revista@aborlccf.org.br Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico- Facial Brasil Dall Igna, Celso; Niemiec Teixeira, Vanessa;

Leia mais

Preservação da Audição em Implante Coclear Pediátrico É Possível?

Preservação da Audição em Implante Coclear Pediátrico É Possível? Preservação da Audição em Implante Coclear Pediátrico É Possível? Alexander J. Osborn, Sharon L. Cushing e Blake C. Papsin Introdução A perda auditiva congênita afeta 1 em cada 500 nascidos vivos, sendo

Leia mais

O Despertar Pleno do Sistema Auditivo: Implantes Cocleares Bilaterais em Crianças

O Despertar Pleno do Sistema Auditivo: Implantes Cocleares Bilaterais em Crianças O Despertar Pleno do Sistema Auditivo: Implantes Cocleares Bilaterais em Crianças Bradley Hubbard, Tania Sih e Blake C. Papsin Os implantes cocleares revolucionaram o tratamento da perda auditiva sensorioneural

Leia mais

Cuiabá PERFURAÇÃO DO SÉPTO NASAL ABORDAGEM CIRÚRGICA

Cuiabá PERFURAÇÃO DO SÉPTO NASAL ABORDAGEM CIRÚRGICA PERFURAÇÃO DO SÉPTO NASAL ABORDAGEM CIRÚRGICA I Elaboração Final: 21/01/2010 II Autor: Valfredo da Mota Menezes III Previsão de Revisão: / / IV Tema: Avaliação de ABORDAGEM cirúrgicas V Especialidade Envolvida:

Leia mais

http://www.rborl.org.br/conteudo/acervo/print_acervo.asp?id=2530

http://www.rborl.org.br/conteudo/acervo/print_acervo.asp?id=2530 Página 1 de 5 ISSN 1806-9312 Sábado, 8 de Janeiro de 2011 Listagem dos arquivos selecionados para impressão: Imprimir: 2530 - Vol. 66 / Edição 6 / Período: Novembro - Dezembro de 2000 Seção: Artigos Originais

Leia mais

Simpósio: SURDEZ: IMPLICAÇÕES CLÍNICAS E POSSIBILIDADES TERAPÊUTICAS 38 (3/4): 257-261, jul./dez. 2005 Capítulo V PRÓTESES AUDITIVAS HEARING AIDS

Simpósio: SURDEZ: IMPLICAÇÕES CLÍNICAS E POSSIBILIDADES TERAPÊUTICAS 38 (3/4): 257-261, jul./dez. 2005 Capítulo V PRÓTESES AUDITIVAS HEARING AIDS Medicina, Ribeirão Preto, Simpósio: SURDEZ: IMPLICAÇÕES CLÍNICAS E POSSIBILIDADES TERAPÊUTICAS 38 (3/4): 257-261, jul./dez. 2005 Capítulo V PRÓTESES AUDITIVAS HEARING AIDS Mariana Blecha Pereira 1, Maria

Leia mais

A surdez é uma deficiência que fisicamente não é visível, e atinge uma pequena parte da anatomia do indivíduo.

A surdez é uma deficiência que fisicamente não é visível, e atinge uma pequena parte da anatomia do indivíduo. A surdez é uma deficiência que fisicamente não é visível, e atinge uma pequena parte da anatomia do indivíduo. Porém, traz para o surdo consequências sociais, educacionais e emocionais amplas e intangíveis.

Leia mais

Middle ear cholesteatoma in children: Retrospective review of Pedro Hispano Hospital

Middle ear cholesteatoma in children: Retrospective review of Pedro Hispano Hospital Colesteatoma na idade pediátrica: Estudo retrospectivo da experiência do Hospital Pedro Hispano Middle ear cholesteatoma in children: Retrospective review of Pedro Hispano Hospital Sara Cruz Andreia Ribeiro

Leia mais

Preservação da audição residual em pacientes usuários de implante coclear multicanal: estudo piloto

Preservação da audição residual em pacientes usuários de implante coclear multicanal: estudo piloto Page 1 of 6 ISSN 1806-9312 Terça, 2 de Junho de 2009 Listagem dos arquivos selecionados para impressão: Imprimir: 473 - Vol. 68 / Edição 5 / Período: Setembro - Outubro de 2002 Seção: Artigos Originais

Leia mais

Doutoranda em AT: Isabel Marques Rosa Coordenador do CD em AT: Professor Doutor António Brandão Moniz

Doutoranda em AT: Isabel Marques Rosa Coordenador do CD em AT: Professor Doutor António Brandão Moniz Doutoranda em AT: Isabel Marques Rosa Coordenador do CD em AT: Professor Doutor António Brandão Moniz Ajuda Técnica que apesar dos largos avanços tecnológicos: A sua aceitação não é universal. 30-50% utilizadores

Leia mais

Acta Otorrinolaringológica Gallega

Acta Otorrinolaringológica Gallega ISSN: 2340-3438 Edita: Sociedad Gallega de Otorrinolaringología. Acta Otorrinolaringológica Gallega Artículo original Exostoses do canal auditivo externo: avaliaçâo e tratamento. External auditory exostoses:

Leia mais

ORIGINAL ARTICLE. Long-Term Evaluation in Aesthetic Rhinoplasty in an Academic Referral Center

ORIGINAL ARTICLE. Long-Term Evaluation in Aesthetic Rhinoplasty in an Academic Referral Center Braz J Otorhinolaryngol. 2010;76(4):437-41. Para citar este artigo, use o título em inglês ORIGINAL ARTICLE Long-Term Evaluation in Aesthetic Rhinoplasty in an Academic Referral Center Avaliação tardia

Leia mais

UM CASO DE SURDEZ SÚBITA, UM DIAGNÓSTICO DE ESCLEROSE MÚLTIPLA

UM CASO DE SURDEZ SÚBITA, UM DIAGNÓSTICO DE ESCLEROSE MÚLTIPLA Cadernos Otorrinolaringologia. CLÍNICA, INVESTIGAÇÃO E INOVAÇÃO 1 20 Março de 2013 NEUROTOLOGIA UM CASO DE SURDEZ SÚBITA, UM DIAGNÓSTICO DE ESCLEROSE MÚLTIPLA A CASE OF SUDDEN HEARING LOSS, A DIAGNOSIS

Leia mais

ADAPTAÇÃO DE PRÓTESES AUDITIVAS NO CANDIDATO AO IMPLANTE COCLEAR

ADAPTAÇÃO DE PRÓTESES AUDITIVAS NO CANDIDATO AO IMPLANTE COCLEAR 75 ADAPTAÇÃO DE PRÓTESES AUDITIVAS NO CANDIDATO AO IMPLANTE COCLEAR Fitting hearing aid in patients candidate for cochlear implants Ana Tereza de Matos Magalhães (1), Maria Valéria Goffi-Gomez (2), Isabela

Leia mais

Surdez Súbita: Experiência Terapêutica de Dez Anos

Surdez Súbita: Experiência Terapêutica de Dez Anos Artigo Original Surdez Súbita: Experiência Terapêutica de Dez Anos Sudden Hearing Loss: Ten Years Treatment Experience Roseli Saraiva Moreira Bittar*, Fabio Elias Zerati**, Erika Cisi Domingues***, Jeanne

Leia mais

Cuiabá. Adenoidectomia com visualização endoscópica

Cuiabá. Adenoidectomia com visualização endoscópica Adenoidectomia com visualização endoscópica I Elaboração Final: 21/08/09 II Autor: Valfredo da Mota Menezes III Previsão de Revisão: / / IV Tema: Avaliação de abordagens/técnicas cirúrgicas V Especialidade

Leia mais

DIRETRIZES GERAIS PARA A ATENÇÃO ESPECIALIZADA ÀS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS)

DIRETRIZES GERAIS PARA A ATENÇÃO ESPECIALIZADA ÀS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS) MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Especializada e Temática Coordenação Geral de Média e Alta Complexidade DIRETRIZES GERAIS PARA A ATENÇÃO ESPECIALIZADA ÀS PESSOAS

Leia mais

IMPLANTE OSSOINTEGRÁVEL DE CARGA IMEDIATA: RELATO DE CASO CLÍNICO

IMPLANTE OSSOINTEGRÁVEL DE CARGA IMEDIATA: RELATO DE CASO CLÍNICO IMPLANTE OSSOINTEGRÁVEL DE CARGA IMEDIATA: RELATO DE CASO CLÍNICO * - Graduando em odontologia na Universidade Cidade de São Paulo ** - Graduando em odontologia na Universidade Cidade de São Paulo ***

Leia mais

PADRONIZAÇÃO INTERNACIONAL

PADRONIZAÇÃO INTERNACIONAL PADRONIZAÇÃO INTERNACIONAL EM AUDIOMETRIA INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARDIZATION (ISO) 8253-1 Versão 2010 Neste material você encontrará informações sobre a ISO 8253 Parte 1 versão 2010 e sua relação

Leia mais

AVALIAÇÃO DO GRAU DE CORREÇÃO DAS ORELHAS PROEMINENTES SEGUINDO ALGORITMO DE TRATAMENTO PADRONIZADO

AVALIAÇÃO DO GRAU DE CORREÇÃO DAS ORELHAS PROEMINENTES SEGUINDO ALGORITMO DE TRATAMENTO PADRONIZADO HOSPITAL DO SERVIDOR PÚBLICO MUNICIPAL AVALIAÇÃO DO GRAU DE CORREÇÃO DAS ORELHAS PROEMINENTES SEGUINDO ALGORITMO DE TRATAMENTO PADRONIZADO LEONARDO GABEIRA SECCO SÃO PAULO 2011 1 FICHA CATALOGRÁFICA Secco,

Leia mais

Olá, Pessoal!!! Tenhamos todos olhos e ouvidos bem abertos. AUDITORIA EM ALTA COMPLEXIDADE SAÚDE AUDITIVA

Olá, Pessoal!!! Tenhamos todos olhos e ouvidos bem abertos. AUDITORIA EM ALTA COMPLEXIDADE SAÚDE AUDITIVA Olá, Pessoal!!! Tenhamos todos olhos e ouvidos bem abertos. AUDITORIA EM ALTA COMPLEXIDADE SAÚDE AUDITIVA FONTES: TREINAMENTO DE AUDITORIA EM ALTA COMPLEXIDADE - (SAÚDE AUDITIVA) BRASÍLIA / DF 10 a 14/03/2008

Leia mais

Zumbido e a influência da perda auditiva

Zumbido e a influência da perda auditiva Zumbido e a influência da perda auditiva Descrição sobre zumbido O zumbido é uma condição em que o som é percebido sem a existência de uma fonte sonora externa. Este som é geralmente descrito como zunidos,

Leia mais

Implante Coclear e Meningite - estudo da percepção de fala com amostras pareadas

Implante Coclear e Meningite - estudo da percepção de fala com amostras pareadas Implante Coclear e Meningite - estudo da percepção de fala com amostras pareadas Descritores: implante coclear, meningite, percepção de fala. Introdução: O Implante Coclear (IC) é um dispositivo capaz

Leia mais

Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc

Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Brazilian Journal of Otorhinolaryngology ISSN: 1808-8694 revista@aborlccf.org.br Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico- Facial Brasil Penna Lima Júnior, Luiz Rodolpho; de Alencar

Leia mais

IMPLANTES DO OUVIDO MÉDIO: PASSADO, PRESENTE E FUTURO.

IMPLANTES DO OUVIDO MÉDIO: PASSADO, PRESENTE E FUTURO. 20 Dezembro de 2010 OTOLOGIA IMPLANTES DO OUVIDO MÉDIO: PASSADO, PRESENTE E FUTURO. MIDDLE EAR IMPLANTS: PAST, PRESENT AND FUTURE. Miguel Bebiano Coutinho. Unidade de Otorrinolaringologia Pediátrica Centro

Leia mais

Mitos e Verdades sobre Alergia Alimentar e Otites e Sinusites

Mitos e Verdades sobre Alergia Alimentar e Otites e Sinusites Mitos e Verdades sobre Alergia Alimentar e Otites e Sinusites Dr. Manoel de Nóbrega Alergia alimentar Leite de vaca Alergia ao leite de vaca afeta 2 a 3% das crianças até 34 meses de idade. Ampla variedade

Leia mais

FACIAL PLASTIC SURGERY CLINICS OF AMERICA. 2006 Mayo;14(2): 137-45

FACIAL PLASTIC SURGERY CLINICS OF AMERICA. 2006 Mayo;14(2): 137-45 FACIAL PLASTIC SURGERY CLINICS OF AMERICA. 2006 Mayo;14(2): 137-45 PRÓTESE AURICULAR EXTERNA E FACIAL: UM ESFORÇO DA COLABORAÇÃO ENTRE O CIRURGIÃO RECONSTRUTIVO E O ANAPLASTOLOGISTA Paul B. Tanner, BUS

Leia mais

OTITE MÉDIA COM EFUSÃO (OME) NAS CRIANÇAS. Filipa de Carvalho Moreira Serviço de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial

OTITE MÉDIA COM EFUSÃO (OME) NAS CRIANÇAS. Filipa de Carvalho Moreira Serviço de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (OME) NAS CRIANÇAS Filipa de Carvalho Moreira Serviço de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial 23/05/2014 01. DEFINIÇÃO DEFINIÇÃO OTITIS MEDIA WITH EFFUSION IS DEFINED AS THE PRESENCE OF FLUID

Leia mais

1. Devem ser incluídos no tratamento da surdez com implantes cocleares, os doentes adultos com

1. Devem ser incluídos no tratamento da surdez com implantes cocleares, os doentes adultos com NÚMERO: 006/2016 DATA: 21/03/2016 ASSUNTO: PALAVRAS-CHAVE: PARA: CONTACTOS: Tratamento da Surdez com Implantes Cocleares no Adulto Surdez de grau profundo bilateral, surdez de grau severo bilateral, reabilitação,

Leia mais

PERDA AUDITIVA SENSORIONEURAL UNILATERAL E DISTÚRBIOS DA COMUNICAÇÃO UNILATERAL SENSORIONEURAL HEARING LOSS AND COMMUNICATION DISORDE

PERDA AUDITIVA SENSORIONEURAL UNILATERAL E DISTÚRBIOS DA COMUNICAÇÃO UNILATERAL SENSORIONEURAL HEARING LOSS AND COMMUNICATION DISORDE Journal of Human Growth and Development Unilateral sensorioneural hearing loss and communication disorders Journal of Human Growth and Development 2012; 22(1): 1-6 2012; 22(1): 1-6 ORIGINAL RESEARCH PERDA

Leia mais

O Ouvido Humano e a Audição

O Ouvido Humano e a Audição 36 Capítulo 4 O Ouvido Humano e a Audição Neste capítulo faremos um estudo sobre o ouvido humano, a fisiologia da audição e a sensibilidade do nosso sistema auditivo. 1. Conceitos básicos sobre a anatomia

Leia mais

O Sentido da Audição Capítulo10 (pág. 186)

O Sentido da Audição Capítulo10 (pág. 186) O Sentido da Audição Capítulo10 (pág. 186) - Possibilita a percepção de sons diversos (fala, canto dos pássaros, barulho das ondas do mar, chacoalhar das folhas ao vento); - Os sons são transmitidos por

Leia mais

Avaliação de Resultados em Rinoplastia de Redução

Avaliação de Resultados em Rinoplastia de Redução Artigo Original Avaliação de Resultados em Rinoplastia de Redução Results Evaluation in Reduction Rhinoplasty Lisandra Megumi Arima*, Leandro Castro Velasco*, Romualdo Suzano Louzeiro Tiago**. * Médico

Leia mais

IMPLANTE COCLEAR: CURA OU POSSIBILIDADE? RESUMO

IMPLANTE COCLEAR: CURA OU POSSIBILIDADE? RESUMO 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 IMPLANTE COCLEAR: CURA OU POSSIBILIDADE? Luciane Fernandes Vieira (lufernandes@seed.pr.gov.br) RESUMO O surdo vive a margem da sociedade, como excluído e

Leia mais

ARTIGO ORIGINAL RELATO DE EXPERIENCIA EM DOAÇÃO E ADAPTAÇÃO DE PRÓTESES AUDITIVAS NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA

ARTIGO ORIGINAL RELATO DE EXPERIENCIA EM DOAÇÃO E ADAPTAÇÃO DE PRÓTESES AUDITIVAS NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA Saúde, Vol. 31 (1-2): 27-33, 2005 ARTIGO ORIGINAL RELATO DE EXPERIENCIA EM DOAÇÃO E ADAPTAÇÃO DE PRÓTESES AUDITIVAS NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA Report of experience in donation and adaptation

Leia mais

V-SIIC Simpósio Internacional de Implantes Cocleares, Tecnologias Auditivas e Otoaudiologia

V-SIIC Simpósio Internacional de Implantes Cocleares, Tecnologias Auditivas e Otoaudiologia V-SIIC Simpósio Internacional de Implantes Cocleares, Tecnologias Auditivas e Otoaudiologia 09/10/14 (quinta-feira) PROGRAMA PRELIMINAR 7:30 Novas Inscrições/Entrega de material 8:00 - Abertura Dr. L.

Leia mais

Grupo de Rastreio e Intervenção da Surdez Infantil GRISI Documento de Trabalho

Grupo de Rastreio e Intervenção da Surdez Infantil GRISI Documento de Trabalho Grupo de Rastreio e Intervenção da Surdez Infantil GRISI Documento de Trabalho PARTICIPANTES: Adelina Lopes Motta da Cruz Enfermeira Ana Sena Alvarenga Audiologista Eunice Soares - Pediatra Eusébio Gamez

Leia mais

Seqüência dos Passos a Serem Seguidos na Pesquisa da Surdez na Infância

Seqüência dos Passos a Serem Seguidos na Pesquisa da Surdez na Infância Seqüência dos Passos a Serem Seguidos na Pesquisa da Surdez na Infância José Faibes Lubianca Neto A formulação desse capítulo levou em conta três pressupostos: 1) que a surdez é comum; 2) que a etiologia

Leia mais

REVISÃO SISTEMÁTICA DA PERDA ÓSSEA AO REDOR DE IMPLANTES EM PRÓTESES MÚLTIPLAS E UNITÁRIAS

REVISÃO SISTEMÁTICA DA PERDA ÓSSEA AO REDOR DE IMPLANTES EM PRÓTESES MÚLTIPLAS E UNITÁRIAS REVISÃO SISTEMÁTICA DA PERDA ÓSSEA AO REDOR DE IMPLANTES EM PRÓTESES MÚLTIPLAS E UNITÁRIAS Marcela Melo Dos Santos ¹ Guaracilei Maciel Vidigal Júnior ² Na implantologia oral, as complicações mais comuns

Leia mais

Bruna Rabelo Paulinelli ESTUDO DA ATENUAÇÃO INTERAURAL DA VIA ÓSSEA EM PACIENTES COM PERDA AUDITIVA NEUROSSENSORIAL UNILATERAL

Bruna Rabelo Paulinelli ESTUDO DA ATENUAÇÃO INTERAURAL DA VIA ÓSSEA EM PACIENTES COM PERDA AUDITIVA NEUROSSENSORIAL UNILATERAL Bruna Rabelo Paulinelli ESTUDO DA ATENUAÇÃO INTERAURAL DA VIA ÓSSEA EM PACIENTES COM PERDA AUDITIVA NEUROSSENSORIAL UNILATERAL Trabalho apresentado à banca examinadora para conclusão do curso de Fonoaudiologia

Leia mais

Guia do sistema de implante coclear Nucleus para educadores

Guia do sistema de implante coclear Nucleus para educadores Guia do sistema de implante coclear Nucleus para educadores GUIA PARA EDUCADORES 3 Índice Capítulo 1: Introdução aos implantes cocleares...4 Capítulo 2: Histórico dos implantes cocleares...8 Capítulo

Leia mais

Sound for a Young Generation Second Latin American Pediatric Conference

Sound for a Young Generation Second Latin American Pediatric Conference Sound for a Young Generation Second Latin American Pediatric Conference Foto criança Espectro da Neuropatia Auditiva Santiago - Chile 26-27 Novembro de 2010 Phonak Profa. Dra. Doris R. Lewis Pontifícia

Leia mais

CRESEMS, CISCOPAR e 20ª. Regional de Saúde Toledo PR PROTOCOLOS CLÍNICOS ESPECIALIZADOS

CRESEMS, CISCOPAR e 20ª. Regional de Saúde Toledo PR PROTOCOLOS CLÍNICOS ESPECIALIZADOS CRESEMS, CISCOPAR e 20ª. Regional de Saúde PROTOCOLOS CLÍNICOS ESPECIALIZADOS OTORRINOLARINGOLOGIA Pré-requisitos: História clínica detalhada; Exame físico completo; Exames complementares essenciais conforme

Leia mais

ESPECTRO DA NEUROPATIA AUDITIVA Profa. Dra. Doris R. Lewis dorislewis@pucsp.br drlewis@uol.com.br

ESPECTRO DA NEUROPATIA AUDITIVA Profa. Dra. Doris R. Lewis dorislewis@pucsp.br drlewis@uol.com.br 4a. Conferência Latino Americana de Adaptação Pediátrica ESPECTRO DA NEUROPATIA AUDITIVA Profa. Dra. Doris R. Lewis dorislewis@pucsp.br drlewis@uol.com.br São Paulo 21 de Agosto de 2015 Definições Distúrbios

Leia mais

Engenharia Biomédica - UFABC

Engenharia Biomédica - UFABC Engenharia de Reabilitação e Biofeedback Deficiência Auditiva Professor: Pai Chi Nan 1 2 1 Ouvido externo Orelha Canal auditivo externo Função Coleta de sons 3 Ouvido médio Tímpano Ossículos Martelo Bigorna

Leia mais

Acta Otorrinolaringológica Gallega

Acta Otorrinolaringológica Gallega ISSN: 2340-3438 Edita: Sociedad Gallega de Otorrinolaringología. Acta Otorrinolaringológica Gallega Artículo Original Eficácia a longo prazo das ossiculoplastias com prótese de titânio Long term effectiveness

Leia mais

Perda Auditiva Neurossensorial: Tratamento

Perda Auditiva Neurossensorial: Tratamento Autoria: Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Elaboração Final: 15 de dezembro de 2011 Participantes: Santos AF, Felix F, Martins GSQ, Pinna MH, Bento RF, Monteiro TA,

Leia mais

Introdução à perda auditiva

Introdução à perda auditiva Introdução à perda auditiva A importância da audição Ser capaz de ouvir é uma parte importante para uma vida ativa e agradável. A audição normal nos permite conectar-se com o mundo ao nosso redor, para

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO HOSPITAL DE REABILITAÇÃO DE ANOMALIAS CRANIOFACIAIS APARELHO DE AMPLIFICAÇÃO SONORA INDIVIDUAL POR CONDUÇÃO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO HOSPITAL DE REABILITAÇÃO DE ANOMALIAS CRANIOFACIAIS APARELHO DE AMPLIFICAÇÃO SONORA INDIVIDUAL POR CONDUÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO HOSPITAL DE REABILITAÇÃO DE ANOMALIAS CRANIOFACIAIS APARELHO DE AMPLIFICAÇÃO SONORA INDIVIDUAL POR CONDUÇÃO ÓSSEA E MALFORMAÇÕES CONGÊNITAS DAS ORELHAS: CARACTERIZAÇÃO E ANÁLISE

Leia mais

file:///w:/fono_usp/texto/conteudo/5_politicas_publicas_ok/legislaca... Portaria nº 432 de 14 de novembro de 2000.

file:///w:/fono_usp/texto/conteudo/5_politicas_publicas_ok/legislaca... Portaria nº 432 de 14 de novembro de 2000. 1 de 5 7/7/2009 14:02 Portaria nº 432 de 14 de novembro de 2000. O Secretário de Assistência à Saúde, no uso de suas atribuições, Considerando ser do âmbito ambulatorial o diagnóstico e o acompanhamento

Leia mais

Entendendo a triagem auditiva neonatal e as causas de perda auditiva na infância

Entendendo a triagem auditiva neonatal e as causas de perda auditiva na infância 2238-0450/12/01-02/51-7 Copyright by Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul Artigo de Revisão Entendendo a triagem auditiva neonatal e as causas de perda auditiva na infância Understanding the newborn

Leia mais

Implante Coclear em Bebês e Crianças: sua Relevância e os Potenciais Benefícios da Detecção e da Implantação Precoces e da Colocação Bilateral

Implante Coclear em Bebês e Crianças: sua Relevância e os Potenciais Benefícios da Detecção e da Implantação Precoces e da Colocação Bilateral Implante Coclear em Bebês e Crianças: sua Relevância e os Potenciais Benefícios da Detecção e da Implantação Precoces e da Colocação Bilateral Neil K. Chadha, Karen A. Gordon e Blake C. Papsin Introdução

Leia mais

Degree of satisfaction among hearing aid users

Degree of satisfaction among hearing aid users Artigo Original Int. Arch. Otorhinolaryngol. 2013;17(1):51-56. DOI: 10.7162/S1809-97772013000100009 Degree of satisfaction among hearing aid users Avaliação do grau de satisfação entre os usuários de amplificação.

Leia mais

One Step Hybrid A SOLUÇÃO DEFINITIVA COM CARGA IMEDIATA

One Step Hybrid A SOLUÇÃO DEFINITIVA COM CARGA IMEDIATA One Step Hybrid A SOLUÇÃO DEFINITIVA COM CARGA IMEDIATA 1 5 im d One Step Hybrid A solução definitiva com carga imediata A minha auto-estima melhorou, os meus amigos dizem que sou outra pessoa depois da

Leia mais

PORTARIA Nº 1.278, DE 20 DE OUTUBRO DE

PORTARIA Nº 1.278, DE 20 DE OUTUBRO DE MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 1.278, DE 20 DE OUTUBRO DE 1999 DO 202, de 21/10/99 O Ministro de Estado da Saúde, interino, no uso de suas atribuições legais e, Considerando a importância

Leia mais

IMPLANTE COCLEAR INTRODUÇÃO

IMPLANTE COCLEAR INTRODUÇÃO IMPLANTE COCLEAR INTRODUÇÃO A surdez profunda é uma deficiência que afeta a personalidade e o convívio social do paciente. Crianças com surdez profunda muitas vezes são estigmatizadas como tendo distúrbios

Leia mais

Justificativa e demonstração da abordagem correta para adaptação dos aparelhos audtivos em 2012

Justificativa e demonstração da abordagem correta para adaptação dos aparelhos audtivos em 2012 Justificativa e demonstração da abordagem correta para adaptação dos aparelhos audtivos em 2012 Marilisa Zavagli Diretora de Marketing e Produtos Talita Donini Gerente de Produto para Adaptação Pediátrica

Leia mais

HOSPITAL DA MARINHA CURSO DE MEDICINA HIPERBÁRICA E SUBAQUÁTICA

HOSPITAL DA MARINHA CURSO DE MEDICINA HIPERBÁRICA E SUBAQUÁTICA HOSPITAL DA MARINHA CURSO DE MEDICINA HIPERBÁRICA E SUBAQUÁTICA OSTEORRADIONECROSE MIGUEL DA NÓBREGA OSTEORRADIONECROSE A osteorradionecrose é o patológico que às vezes ocorre após a radiação intensa do

Leia mais

O CONTROLE DO ZUMBIDO ATRAVÉS DO USO DE PRÓTESES AUDITIVAS RETRO-AURICULARES* Tinnitus control through the use of ear hearing aids

O CONTROLE DO ZUMBIDO ATRAVÉS DO USO DE PRÓTESES AUDITIVAS RETRO-AURICULARES* Tinnitus control through the use of ear hearing aids 1 O CONTROLE DO ZUMBIDO ATRAVÉS DO USO DE PRÓTESES AUDITIVAS RETRO-AURICULARES* Tinnitus control through the use of ear hearing aids GISELE MUNHÓES DOS SANTOS FERRARI (1) Especializanda em Audiologia Clínica

Leia mais

UNICAMP Faculdade de Ciências Médicas Fonoaudiologia. Filipe Modesto

UNICAMP Faculdade de Ciências Médicas Fonoaudiologia. Filipe Modesto UNICAMP Faculdade de Ciências Médicas Fonoaudiologia Filipe Modesto Abril/2014 Introdução à anatomia e fisiologia do sistema auditivo; O papel da audição no nosso dia-a-dia; Vida universitária e Audição

Leia mais

1. CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA

1. CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA GRUPO 5.2 MÓDULO 6 Índice 1. Crianças com Deficiência Auditiva...3 1.1. Os Ouvidos... 3 1.2. Mecanismo da Audição... 3 2. Saúde Auditiva...4 3. Definição de Deficiência Auditiva...5 3.1. Classificação...

Leia mais

FORMAÇÃO ACADÊMICA Curso de Fonoaudiologia na Fundação Lusíada Centro Universitário Lusíada UNILUS - Santos SP.

FORMAÇÃO ACADÊMICA Curso de Fonoaudiologia na Fundação Lusíada Centro Universitário Lusíada UNILUS - Santos SP. Dra. GISELLE ITRIA Fonoaudióloga FORMAÇÃO ACADÊMICA Curso de Fonoaudiologia na Fundação Lusíada Centro Universitário Lusíada UNILUS - Santos SP. EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL Centro de Estimulação Terapêutica

Leia mais

Audiometria Tonal de Alta-Frequência (AT-AF) em crianças ouvintes normais

Audiometria Tonal de Alta-Frequência (AT-AF) em crianças ouvintes normais Audiometria Tonal de Alta-Frequência (AT-AF) em crianças ouvintes normais Palavras Chave: Audiometria, limiar auditivo, criança. Introdução: Além do exame audiométrico convencional, que testa as freqüências

Leia mais

Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc

Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Brazilian Journal of Otorhinolaryngology ISSN: 1808-8694 revista@aborlccf.org.br Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico- Facial Brasil Antunes, Marcos L.; Testa, José R. G.; Frazatto,

Leia mais

A expectativa como fator de influência no sucesso com o uso de próteses auditivas, em indivíduos idosos

A expectativa como fator de influência no sucesso com o uso de próteses auditivas, em indivíduos idosos Artigo Original Int. Arch. Otorhinolaryngol. 2012;16(2):201-208. DOI: 10.7162/S1809-97772012000200008 A expectativa como fator de influência no sucesso com o uso de próteses auditivas, em indivíduos idosos

Leia mais

Brainstem eletric response audiometry at normal hearing subjects with 20 to 30 years old

Brainstem eletric response audiometry at normal hearing subjects with 20 to 30 years old Deglutição e paralisia cerebral espástica 87 ESTUDO DA AUDIOMETRIA DE TRONCO ENCEFÁLICO EM INDIVIDUOS DE 20 A 30 ANOS COM AUDIÇÃO NORMAL Brainstem eletric response audiometry at normal hearing subjects

Leia mais

Perda Auditiva Induzida pelo Ruído - PAIR

Perda Auditiva Induzida pelo Ruído - PAIR Perda Auditiva Induzida Disciplina Medicina Social e do Trabalho MLS 0412 Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Graduação 3º Ano Grupo A1 Trata-se de uma perda auditiva do tipo neuro-sensorial,

Leia mais

CURSO NACIONAL 1: MÚSICA E AUDIÇÃO: NÍVEIS SONOROS E EFEITOS AUDITIVOS E NÃO AUDITIVOS

CURSO NACIONAL 1: MÚSICA E AUDIÇÃO: NÍVEIS SONOROS E EFEITOS AUDITIVOS E NÃO AUDITIVOS CURSO NACIONAL 1: MÚSICA E AUDIÇÃO: NÍVEIS SONOROS E EFEITOS AUDITIVOS E NÃO AUDITIVOS ANA CLAUDIA FIORINI A saúde auditiva da população é uma das prioridades da Organização Mundial de Saúde (OMS-WHO),

Leia mais

PARECER TÉCNICO Nº 16/GEAS/GGRAS/DIPRO/2016 COBERTURA: IMPLANTE COCLEAR

PARECER TÉCNICO Nº 16/GEAS/GGRAS/DIPRO/2016 COBERTURA: IMPLANTE COCLEAR PARECER TÉCNICO Nº 16/GEAS/GGRAS/DIPRO/2016 COBERTURA: IMPLANTE COCLEAR Nos termos do art. 4º, inciso III, da Lei nº 9.961, de 2000, compete à Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS elaborar o Rol de

Leia mais

Tinnitus is a disorder extremely frequent in patients

Tinnitus is a disorder extremely frequent in patients Rev Bras Otorrinolaringol. V.70, n.5, 624-31, set./out. 2004 ARTIGO ORIGINAL ORIGINAL ARTICLE A eficácia da adaptação de prótese auditiva na redução ou eliminação do zumbido The efficacy of hearing aids

Leia mais

Ttinnitus control through the use of ear hearing aids

Ttinnitus control through the use of ear hearing aids 169 O CONTROLE DO ZUMBIDO ATRAVÉS DO USO DE PRÓTESES AUDITIVAS RETRO-AURICULARES* Ttinnitus control through the use of ear hearing aids Cisele Munhões dos Santos Ferrarin) Tanit Canz Sanchez(`) Alice Penna

Leia mais

Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc

Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Brazilian Journal of Otorhinolaryngology ISSN: 1808-8694 revista@aborlccf.org.br Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico- Facial Brasil Lisboa Ramos, Hugo Valter; Alencar Barros,

Leia mais

APARELHO DE AMPLIFICAÇÃO SONORA INDIVIDUAL: ESTUDO DOS FATORES DE ATRASO E DE ADIAMENTO DA ADAPTAÇÃO... 272

APARELHO DE AMPLIFICAÇÃO SONORA INDIVIDUAL: ESTUDO DOS FATORES DE ATRASO E DE ADIAMENTO DA ADAPTAÇÃO... 272 APARELHO DE AMPLIFICAÇÃO SONORA INDIVIDUAL: ESTUDO DOS FATORES DE ATRASO E DE ADIAMENTO DA ADAPTAÇÃO.... 272 APARELHO DE AMPLIFICAÇÃO SONORA INDIVIDUAL: ESTUDO DOS FATORES DE ATRASO E DE ADIAMENTO DA ADAPTAÇÃO.

Leia mais

Sino-cirurgia endoscópica. Cuiabá

Sino-cirurgia endoscópica. Cuiabá Sino-cirurgia endoscópica Cuiabá I Elaboração Final: dezembro de 2009 II Autor: Valfredo da Mota Menezes III Previsão de Revisão: / / IV Tema: Avaliação de abordagem cirúrgica V Especialidade Envolvida:

Leia mais

Atelectasias Timpânicas e Bolsas de Retração

Atelectasias Timpânicas e Bolsas de Retração Atelectasias Timpânicas e Bolsas de Retração Héctor Rondón Cardoso Introdução As atelectasias timpânicas e as bolsas de retração constituem um problema freqüente das afecções otológicas, podendo muitas

Leia mais

Gomes,Gustavo V.; Abreu,Daniel D.G.; Magalhães,Gustavo S.C.; Calapodopulos,George H.;

Gomes,Gustavo V.; Abreu,Daniel D.G.; Magalhães,Gustavo S.C.; Calapodopulos,George H.; VALOR DO 99m Tc-SESTAMIBI EM PACIENTES COM MELANOMA MALIGNO Gomes,Gustavo V.; Abreu,Daniel D.G.; Magalhães,Gustavo S.C.; Calapodopulos,George H.; Braga, Helton M.; Moraes, Renata F.; Rezende,Marta O.;

Leia mais

de seleção e de adaptação do aparelho de amplificação sonora individual: elaboração de um DVD para auxiliar a orientação a indivíduos idosos

de seleção e de adaptação do aparelho de amplificação sonora individual: elaboração de um DVD para auxiliar a orientação a indivíduos idosos Processo de adaptação de aparelho de amplificação sonora individual: elaboração de um DVD para auxiliar a orientação a indivíduos idosos Adaptation process of hearing aids: preparation of a DVD to help

Leia mais

DOENÇAS DO OUVIDO E DA APÓFISE MASTÓIDE (H60 H95) Justificativa Tipos N máximo de sessões Pedido médico + Laudo médico + Exames complementares

DOENÇAS DO OUVIDO E DA APÓFISE MASTÓIDE (H60 H95) Justificativa Tipos N máximo de sessões Pedido médico + Laudo médico + Exames complementares DOENÇAS DO OUVIDO E DA APÓFISE MASTÓIDE (H60 H95) Guias SP/SADT Protocolo Conduta Indicação Clinica Perda Auditiva Justificativa Tipos N máximo de sessões Pedido médico + Laudo médico + Exames complementares

Leia mais

Medidas de imitância acústica de banda larga em crianças com perda auditiva sensorial severa e profunda e diferentes achados timpanométricos

Medidas de imitância acústica de banda larga em crianças com perda auditiva sensorial severa e profunda e diferentes achados timpanométricos Medidas de imitância acústica de banda larga em crianças com perda auditiva sensorial severa e profunda e diferentes achados timpanométricos Introdução: A avaliação da integridade do sistema tímpano-ossicular

Leia mais

Quando Aparelhos Auditivos Não Bastam

Quando Aparelhos Auditivos Não Bastam Esta é a promessa da Cochlear para você. Líder global em soluções auditivas, a Cochlear se dedica a trazer o dom da audição a pessoas de todo o mundo. As soluções auditivas da Cochlear reconectaram mais

Leia mais

www.redalyc.org Projeto acadêmico não lucrativo, desenvolvido pela iniciativa Acesso Aberto

www.redalyc.org Projeto acadêmico não lucrativo, desenvolvido pela iniciativa Acesso Aberto Red de Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal Sistema de Información Científica Amaro Bogaz, Eduardo; de Barros Suzuki, Flavia A.; Antunes Rossini, Bruno A.; Paganini Inoue,

Leia mais

Determinantes Históricos Associados ao Advento e Desenvolvimento da Otorrinolaringologia Pediátrica

Determinantes Históricos Associados ao Advento e Desenvolvimento da Otorrinolaringologia Pediátrica Determinantes Históricos Associados ao Advento e Desenvolvimento da Otorrinolaringologia Pediátrica Ricardo N. Godinho, Roland D. Eavey e Tania Sih Introdução Mudanças significativas têm sido observadas

Leia mais

Interação Pais - Médico - Paciente na Abordagem da Otite Média

Interação Pais - Médico - Paciente na Abordagem da Otite Média Interação Pais - Médico - Paciente na Abordagem da Otite Média Richard M. Rosenfeld Não se trata exatamente de um capítulo de Medicina com base em evidências, e sim Como fazer o seu consultório ficar cheio

Leia mais

PORTARIA Nº 589, DE 08 DE OUTUBRO DE 2004

PORTARIA Nº 589, DE 08 DE OUTUBRO DE 2004 PORTARIA Nº 589, DE 08 DE OUTUBRO DE 2004 O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, Considerando a Portaria GM nº 2.073, de 28 de setembro de 2004, que institui a Política Nacional de

Leia mais

MICROTIA E TÉCNICAS DE RECONSTRUÇÃO

MICROTIA E TÉCNICAS DE RECONSTRUÇÃO MICROTIA E TÉCNICAS DE RECONSTRUÇÃO ORELHA EXTERNA EMBRIOLOGIA O desenvolvimento da orelha externa começa no final da 4ª semana gestacional, a partir de 6 tubérculos auriculares que se formam no 1º e 2º

Leia mais

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ ANGELA R. L. PORTELLA EVOLUÇÃO AUDIOLÓGICA DE CRIANÇAS COM SURDEZ PRÉ- LINGUAL IMPLANTADAS TARDIAMENTE CURITIBA 2015

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ ANGELA R. L. PORTELLA EVOLUÇÃO AUDIOLÓGICA DE CRIANÇAS COM SURDEZ PRÉ- LINGUAL IMPLANTADAS TARDIAMENTE CURITIBA 2015 1 UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ ANGELA R. L. PORTELLA EVOLUÇÃO AUDIOLÓGICA DE CRIANÇAS COM SURDEZ PRÉ- LINGUAL IMPLANTADAS TARDIAMENTE CURITIBA 2015 2 UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ ANGELA R. L. PORTELLA

Leia mais