Mudanças Construtivas Construindo o Novo Paradigma Climático da Construção Civil

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Mudanças Construtivas Construindo o Novo Paradigma Climático da Construção Civil"

Transcrição

1 Mudanças Construtivas ti Construindo o Novo Paradigma Climático da Construção Civil II Simpósio Brasileiro da Construção Sustentável (SBCS 09) Gestão e Inovação para Sustentabilidade 24 ago Cláudio C. Maretti Superintendente de Conservação WWF Brasil O Problema 3,5 Desm matamento, milhões de hectares x ,5 2 1,5 1 0,5 2,1 1,8 1,4 1,1 1,4 2,9 1,8 1,8 1,8 1,7 1,7 1,5 1,5 1,3 1 milhão de hectares 100 Km x 100 Km 2,1 25 2,5 2,7 1,9 1,4 1,2 1,2 0 Fonte: Inpe, /08/

2 O Efeito Global Nenhuma outra mudança no uso do solo gera mais emissões do que a perda de florestas 25/08/ Emissões Brasileiras de CO 2 4º Emissor Global Energia 16% Desmatamento 62% Agricultura 22% Fonte: WRI, /08/

3 Produção de Madeira Tropical Amazônica 2008 TOTAL AUTORIZADO TOTAL ILEGAL Desmatamento e degradação 10,56 Mm3; 53% 9,44 Mm3 ; 47% Emissões de CO 2 Fontes: autorizado: Sema MT, Ibama, Sema PA, Imac, Ipaam, Sedam RO, ilegal: WWF Brasil (estimativa) 25/08/ Às vezes as soluções são mais complexas do que gostaríamos... Porque os gases do efeito estufa não vão embora pelo buraco da camada de ozônio? 25/08/

4 Clique para editar o estilo do título mestre QUAL A SOLUÇÃO?? 25/08/ A demanda deve forçar a melhoria socioambiental da oferta Demanda Oferta E A CONSTRUÇÃO CIVIL É O PRINCIPAL ATOR NESTE CENÁRIO 25/08/

5 Destino da produção de madeira Amazônica Fonte: O Estado da Amazônia (2005) 25/08/ Consumo de madeira tropical em São Paulo 42% 1% 3% Casas pré fabricadas de 11% madeira 15% Forros, pisos e esquadrias Móveis populares 28% 70% DO CONSUMO É PARA CONSTRUÇÃO CIVIL Fonte: Acertando o Alvo 2 (2002) Andaimes e formas para concreto Estruturas para telhados Móveis finos e peças de decoração 25/08/

6 Como preservar florestas construindo cidades? Protocolo de cooperação para desenvolvimento do PROGRAMA MADEIRA É LEGAL O presente PROTOCOLO tem por objeto promover a cooperação técnica e institucional entre as PARTES, visando criar condições que viabilizem, de forma objetiva e transparente, a adoção de um conjunto de ações para a consolidação do PROGRAMA MADEIRA É LEGAL, que tem por objetivo incentivar e promover o uso de madeira legal e de madeira certificada Objetivo 23 Signatários 6

7 As partes.. Governo Setor privado Produtores de madeira Consumidores e especificadores Sociedade Civil Cada qual assumindo seus compromissos e responsabilidades 25/08/ COMPROMISSOS DO GOVERNO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SMA - Secretaria do Meio Ambiente Signatários PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO SVMA - Secretaria do Verde e Meio Ambiente - Programa de Compras Responsáveis - empresas cadastradas no CadMadeiras - espécies alternativas - Ações de controle ou fiscalização -São Paulo Amigo da Amazônia 7

8 COMPROMISSOS DO SETOR PRODUTIVO DE MADEIRA ANPM - Associação Nacional dos Produtores de Pisos de Madeira PFCA - Associação dos Produtores Florestais Certificados da Amazônia SBS - Sociedade Brasileira de Silvicultura Sindimasp - Sindicato do Comércio Atacadista de Madeiras do Estado de São Paulo Sindimov - Sindicato da Indústria do Mobiliário de São Paulo Principais ações 1- Certificação das florestas 2- Aumento da oferta de madeira certificada ao mercado interno 3- Incentivo ao uso de espécies alternativas 4- Eliminação da madeira de origem predatória Signatários COMPROMISSOS DO SETOR PRODUTIVO DA CONSTRUÇÃO CIVIL Aelo Assoc. das Empresas de Loteamento t e Desenvolvimento Urbano Apemec Assoc. de Pequenas e Médias Empresas de Construção Civil do Estado SP Apeop Assoc. Paulista de Empresários de Obras Públicas Asbea Assoc. Brasileira dos Escritórios de Arquitetura Secovi Sind. das Empresas de Compra, Venda, Locação e Adm. de Imóveis Residenciais e Comerciais de São Paulo SindusCon-SP - Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo Ações - Utilização de madeira com DOF/Guia Florestal - Utilização de madeiras de empresas cadastradas no CadMadeiras - Emprego de espécies alternativas (ex. constantes no Manual Madeira) -Substituição de madeiras constantes na lista do CITIES (ex. mogno e cedro) -Levantamento de informações sobre consumo de madeira na construção civil -Desenvolvimento de produtos de madeira mais adequados à cadeia de construção civil Signatários 8

9 COMPROMISSOS DA SOCIEDADE CIVIL GVces FGV - Centro de Estudos em Sustentabilidade da FGV e da Rede Amigos da Amazônia WWF-Brasil FSC BRASIL Conselho Brasileiro de Manejo Florestal CBCS - Conselho Brasileiro de Construção Sustentável Inmetro Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial Instituto de Engenharia Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social IPT - Instituto de Pesquisa Tecnológicas Iclei - Governos Locais pela Sustentabilidade Movimento Nossa São Paulo Ações Signatários 1- Treinamento e Capacitação (ex.: projeto piloto WWF-Brasil e Sinduscon) 2- Estudos sobre madeiras alternativas (atualização do Manual Madeiras) 3- Divulgação e mobilização da sociedade 4- Integração das partes 9

10 Obrigado 25/08/

USO SUSTENTÁVEL DA MADEIRA NA CONSTRUÇÃO CIVIL. Lilian Sarrouf Coord. Técnica do COMASP 25 setembro de 2009

USO SUSTENTÁVEL DA MADEIRA NA CONSTRUÇÃO CIVIL. Lilian Sarrouf Coord. Técnica do COMASP 25 setembro de 2009 USO SUSTENTÁVEL DA MADEIRA NA CONSTRUÇÃO CIVIL Lilian Sarrouf Coord. Técnica do COMASP 25 setembro de 2009 Protocolo de Cooperação paradesenvolvimento do PROGRAMA MADEIRA É LEGAL O presente PROTOCOLO tem

Leia mais

Entidades Signatárias do Protocolo de Cooperação 18/03/09

Entidades Signatárias do Protocolo de Cooperação 18/03/09 Entidades Signatárias do Protocolo de Cooperação 18/03/09 AELO - ASSOCIAÇÃO DAS EMPRESAS DE LOTEAMENTO E DESENVOLVIMENTO URBANO Entidade que reúne e representa as empresas e os profi ssionais do setor

Leia mais

Programa Madeira é Legal. Lições da promoção da madeira legal e certificada junto ao setor da construção civil

Programa Madeira é Legal. Lições da promoção da madeira legal e certificada junto ao setor da construção civil ESTE MATERIAL FOI PRODUZIDO EM COLABORAÇÃO COM: Programa Madeira é Legal Lições da promoção da madeira legal e certificada junto ao setor da construção civil WWF-BRASIL/ADRIANO GAMBARINI FICHA TÉCNICA

Leia mais

Lilian Sarrouf Coord Técnica COMASP SindusConSP

Lilian Sarrouf Coord Técnica COMASP SindusConSP Lilian Sarrouf Coord Técnica COMASP SindusConSP VISÃO: O SindusCon-SP considera que a construção sustentável é uma questão estratégica para o setor da construção civil já que este é um assunto primordial

Leia mais

Fiscalização Ambiental de fontes de consumo e estradas no Estado de São Paulo. 24 de Setembro de 2009 marcosdiniz@polmil.sp.gov.br

Fiscalização Ambiental de fontes de consumo e estradas no Estado de São Paulo. 24 de Setembro de 2009 marcosdiniz@polmil.sp.gov.br Fiscalização Ambiental de fontes de consumo e estradas no Estado de São Paulo Cap PM Marcos Alves Diniz Cap PM Marcos Alves Diniz 24 de Setembro de 2009 marcosdiniz@polmil.sp.gov.br SP Amigo da Amazônia

Leia mais

Política Estadual de Governança Climática e Gestão da Produção Ecossistêmica

Política Estadual de Governança Climática e Gestão da Produção Ecossistêmica Política Estadual de Governança Climática e Gestão da Produção Ecossistêmica R E A L I Z A Ç Ã O : A P O I O : A Razão Diversos estados e municípios também estão avançando com suas políticas de mudanças

Leia mais

Amazônia. Pensar completo é investir na conservação da Amazônia.

Amazônia. Pensar completo é investir na conservação da Amazônia. Amazônia Pensar completo é investir na conservação da Amazônia. 2 Fundação Amazonas Sustentável. Investir na conservação da Amazônia é investir no planeta. A Floresta Amazônica é vital para o planeta.

Leia mais

2º Evento Madeira é Legal 29 de junho 2011. R e t r o s p e c t i v a

2º Evento Madeira é Legal 29 de junho 2011. R e t r o s p e c t i v a 2º Evento Madeira é Legal 29 de junho 2011 R e t r o s p e c t i v a 2º Evento Madeira é Legal 29 de junho 2011 29 de junho de 2011 8h00 13h00 Auditório da FGV Av. Nove de Julho 2029 Bela Vista Auditório

Leia mais

Critérios Socioambientais para Concessão de Crédito na CAIXA Ação Madeira Legal. Juan Carlo Silva Abad GN Meio Ambiente SUDES / VIGOV

Critérios Socioambientais para Concessão de Crédito na CAIXA Ação Madeira Legal. Juan Carlo Silva Abad GN Meio Ambiente SUDES / VIGOV Critérios Socioambientais para Concessão de Crédito na CAIXA Ação Madeira Legal Juan Carlo Silva Abad GN Meio Ambiente SUDES / VIGOV ESTRATÉGIA AMBIENTAL CAIXA Portifólio de Produtos Socioambientais Risco

Leia mais

http://www.investnews.com.br/in_news.aspx?parms=2396439,29,1,1

http://www.investnews.com.br/in_news.aspx?parms=2396439,29,1,1 Página 1 de 5 Usuários cadastrados São Paulo, quinta-feira, 19 de março de 2009. - 12:12 RSS PDA Mobile Loja InvestNews TV Destaques de Administração & Serviços, Caderno C 18/03-01:08 Programa Madeira

Leia mais

II SEMINÁRIO O PODER DE COMPRA EM PROL DA SUSTENTABILIDADE

II SEMINÁRIO O PODER DE COMPRA EM PROL DA SUSTENTABILIDADE II SEMINÁRIO O PODER DE COMPRA EM PROL DA SUSTENTABILIDADE Boas Práticas na Administração do Município de São Paulo. Eduardo Aulicino A UMAPAZ, Universidade Aberta do Meio Ambiente e da Cultura de Paz,

Leia mais

A Floresta Amazônica. A maior floresta tropical do planeta. São 7 milhões de km2 espalhados ao longo de nove países:

A Floresta Amazônica. A maior floresta tropical do planeta. São 7 milhões de km2 espalhados ao longo de nove países: A Floresta Amazônica A maior floresta tropical do planeta São 7 milhões de km2 espalhados ao longo de nove países: Bolivia Equador Venezuela Colombia Peru Suriname Guiana Guiana Francesa Brasil A Floresta

Leia mais

Eficiência energética em construções na cidade de SP 15.04.2010

Eficiência energética em construções na cidade de SP 15.04.2010 Eficiência energética em construções na cidade de SP 15.04.2010 Estado de São Paulo Fonte: SSE SP Potencial de redução: 7,9% energia elétrica Potencial de redução: 6,6% petróleo & gás Estado de São Paulo

Leia mais

Aquisição responsável de madeira na

Aquisição responsável de madeira na ESTA PUBLICAÇÃO FOI EDITADA EM PARCERIA POR: GUIA BR 2011 Produção sustentável Aquisição responsável de madeira na construção civil Guia prático para as construtoras WWF-BRASIL WWF-BRASIL/BRUNO TAITSON

Leia mais

Ações Estratégicas do Agronegócio Soja Responsabilidade Ambiental do Setor

Ações Estratégicas do Agronegócio Soja Responsabilidade Ambiental do Setor Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Ações Estratégicas do Agronegócio Soja Responsabilidade Ambiental do Setor Carlo Lovatelli Presidente da São Paulo - SP 8 de novembro de 2011 1 A

Leia mais

A Floresta Amazônica, as mudanças climáticas e a agricultura no Brasil

A Floresta Amazônica, as mudanças climáticas e a agricultura no Brasil A Floresta Amazônica, as mudanças climáticas e a agricultura no Brasil Quem somos? A TNC é a maior organização de conservação ambiental do mundo. Seus mais de um milhão de membros ajudam a proteger 130

Leia mais

Carta de Apresentação Documento Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura 11/06/15

Carta de Apresentação Documento Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura 11/06/15 Carta de Apresentação Documento Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura 11/06/15 Formada por associações empresariais, empresas, organizações da sociedade civil e indivíduos interessados na construção

Leia mais

Programa Mato-grossense de Municípios Sustentáveis Registro de Experiências municipais 1

Programa Mato-grossense de Municípios Sustentáveis Registro de Experiências municipais 1 Programa Mato-grossense de Municípios Sustentáveis Registro de Experiências municipais 1 Conceito de Tecnologia Social aplicada a Municípios Sustentáveis: "Compreende técnicas, metodologias e experiências

Leia mais

PEFC/28-1-1 O PROGRAMA BRASILEIRO DE CERTIFICAÇÃO FLORESTAL - CERFLOR

PEFC/28-1-1 O PROGRAMA BRASILEIRO DE CERTIFICAÇÃO FLORESTAL - CERFLOR O PROGRAMA BRASILEIRO DE CERTIFICAÇÃO FLORESTAL - CERFLOR Eng.Fl. Maria Teresa R. Rezende Secretaria-Executiva do Cerflor/ Inmetro Brasília, 16 de Fevereiro de 2011 Inmetro PEFC/28-1-1 VISÃO GERAL Denominação

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DA POLÍTICA NACIONAL SOBRE MUDANÇA DO CLIMA. A VISÃO DO GOVERNO PARA A COP 21

IMPLEMENTAÇÃO DA POLÍTICA NACIONAL SOBRE MUDANÇA DO CLIMA. A VISÃO DO GOVERNO PARA A COP 21 IMPLEMENTAÇÃO DA POLÍTICA NACIONAL SOBRE MUDANÇA DO CLIMA. A VISÃO DO GOVERNO PARA A COP 21 Adriano Santhiago de Oliveira Diretor Departamento de Mudanças Climáticas Secretaria de Mudanças Climáticas e

Leia mais

Desafios e oportunidades associadas ao Cadastro Ambiental Rural (CAR) 7ª CONSEGURO setembro 2015

Desafios e oportunidades associadas ao Cadastro Ambiental Rural (CAR) 7ª CONSEGURO setembro 2015 Desafios e oportunidades associadas ao Cadastro Ambiental Rural (CAR) 7ª CONSEGURO setembro 2015 Meta brasileira de redução das emissões até 2020 36,1% a 38,9% das 3.236 MM de tonco2eq de emissões projetadas

Leia mais

O Papel do Serviço Florestal Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável

O Papel do Serviço Florestal Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável O Papel do Serviço Florestal Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável José Humberto Chaves Gerência de Planejamento Florestal Setembro, 2010-1 - Sumário 1. As florestas no Brasil. 2. O Setor Florestal

Leia mais

O papel das ONGs internacionais no suporte das ações voltadas ao desmatamento evitado. Ana Cristina Barros The Nature Conservancy

O papel das ONGs internacionais no suporte das ações voltadas ao desmatamento evitado. Ana Cristina Barros The Nature Conservancy O papel das ONGs internacionais no suporte das ações voltadas ao desmatamento evitado Ana Cristina Barros The Nature Conservancy Bienal da Agricultura MT, Agosto 2007 03 conceitos: ONG internacional Desmatamento

Leia mais

Verificação de inventário de GEE no âmbito do Programa Brasileiro GHG Protocol

Verificação de inventário de GEE no âmbito do Programa Brasileiro GHG Protocol Verificação de inventário de GEE no âmbito do Programa Brasileiro GHG Protocol Workshop de Organismos de Validação e Verificação Rio de Janeiro, 12 de junho de 2013 Programa Brasileiro GHG Protocol Lançado

Leia mais

Moratória da Soja no. Bioma Amazônia. RELATÓRIO - 1º ANO 24 de julho de 2007. GTS - Grupo de Trabalho da Soja

Moratória da Soja no. Bioma Amazônia. RELATÓRIO - 1º ANO 24 de julho de 2007. GTS - Grupo de Trabalho da Soja Moratória da Soja no Bioma Amazônia RELATÓRIO - 1º ANO 24 de julho de 2007 GTS - Grupo de Trabalho da Soja 02 Moratória da Soja no PRODUÇÃO RESPONSÁVEL: MORATÓRIA DA SOJA NO ABIOVE (Associação Brasileira

Leia mais

O que é o Fundo? Que diferença ele fará para SFX? Qual é o objetivo do Fundo?

O que é o Fundo? Que diferença ele fará para SFX? Qual é o objetivo do Fundo? O que é o Fundo? O Fundo Terra Verde é uma fonte de financiamento para o desenvolvimento sustentável de São Félix do Xingu (SFX), no sudeste do Pará. Ele é um mecanismo privado e tem como objetivo captar,

Leia mais

Nota: Mecanismos de controle e redução do desmatamento no Bioma Amazônia Brasileiro

Nota: Mecanismos de controle e redução do desmatamento no Bioma Amazônia Brasileiro Nota: Mecanismos de controle e redução do desmatamento no Bioma Amazônia Brasileiro Informamos, de uma forma sintética e resumida, os recentes avanços e novas ferramentas ligados ao setor agropecuário,

Leia mais

NOSSA ASPIRAÇÃO JUNHO/2015. Visão Somos uma coalizão formada por associações

NOSSA ASPIRAÇÃO JUNHO/2015. Visão Somos uma coalizão formada por associações JUNHO/2015 NOSSA ASPIRAÇÃO Visão Somos uma coalizão formada por associações empresariais, empresas, organizações da sociedade civil e indivíduos interessados em contribuir para a promoção de uma nova economia

Leia mais

Regulamento de Avaliação da Conformidade para Etanol Combustível

Regulamento de Avaliação da Conformidade para Etanol Combustível Regulamento de Avaliação da Conformidade para Etanol Combustível Alfredo Lobo Diretor da Qualidade Rio de Janeiro, 14/08/2008 ções Desenvolvidas pelo Inmetro no Programa de Avaliação da Conformidade para

Leia mais

A Água da Amazônia irriga o Sudeste? Reflexões para políticas públicas. Carlos Rittl Observatório do Clima Março, 2015

A Água da Amazônia irriga o Sudeste? Reflexões para políticas públicas. Carlos Rittl Observatório do Clima Março, 2015 A Água da Amazônia irriga o Sudeste? Reflexões para políticas públicas Carlos Rittl Observatório do Clima Março, 2015 servatório(do(clima( SBDIMA( (( Sociedade(Brasileira( de(direito( Internacional(do(

Leia mais

PROJETO DE RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES NO ESTADO DE SÃO PAULO. Programa Operacional do GEF: OP#15 (sustainable land management)

PROJETO DE RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES NO ESTADO DE SÃO PAULO. Programa Operacional do GEF: OP#15 (sustainable land management) PROJETO DE RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES NO ESTADO DE SÃO PAULO Proposta para obtenção de recursos do GEF (doação sem encargos de US$7,05 milhões) Programa Operacional do GEF: OP#15 (sustainable land management)

Leia mais

Estratégias para evitar o desmatamento na Amazônia brasileira. Antônio Carlos Hummel Diretor Geral Serviço Florestal Brasileiro

Estratégias para evitar o desmatamento na Amazônia brasileira. Antônio Carlos Hummel Diretor Geral Serviço Florestal Brasileiro Estratégias para evitar o desmatamento na Amazônia brasileira Antônio Carlos Hummel Diretor Geral Serviço Florestal Brasileiro Perfil - 2-1. Fatos sobre Brasil 2. Contexto Florestal 3. Estratégias para

Leia mais

81º Encontro Nacional da Indústria da Construção ENIC Comissão de Meio Ambiente Programa de Trabalho. Dia 2 de setembro Quarta-feira

81º Encontro Nacional da Indústria da Construção ENIC Comissão de Meio Ambiente Programa de Trabalho. Dia 2 de setembro Quarta-feira 81º Encontro Nacional da Indústria da Construção ENIC Comissão de Meio Ambiente Programa de Trabalho Dia 2 de setembro Quarta-feira MUDANÇAS CLIMÁTICAS 14h às 15h Tema: Construção e Mudança Climática -

Leia mais

Climate Change, Energy and Food Security 13 de novembro de 2008 Rio de Janeiro

Climate Change, Energy and Food Security 13 de novembro de 2008 Rio de Janeiro Climate Change, Energy and Food Security Rio de Janeiro Mudanças Climáticas Amazônia, Problemas Ambientais e Proteção da Biomassa Israel Klabin F U N D A Ç Ã O B R A S I L E I R A P A R A O D E S E N V

Leia mais

ELEMENTOS PARA ESTRATÉGIA NACIONAL DE REDD+ DO BRASIL

ELEMENTOS PARA ESTRATÉGIA NACIONAL DE REDD+ DO BRASIL ELEMENTOS PARA ESTRATÉGIA NACIONAL DE REDD+ DO BRASIL Leticia Guimarães Secretaria de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental Ministério do Meio Ambiente Maputo, Moçambique, 2-4 de maio de 2012 Estrutura

Leia mais

AULA 4 FLORESTAS. O desmatamento

AULA 4 FLORESTAS. O desmatamento AULA 4 FLORESTAS As florestas cobriam metade da superfície da Terra antes dos seres humanos começarem a plantar. Hoje, metade das florestas da época em que recebemos os visitantes do Planeta Uno não existem

Leia mais

REDD+ EM MATO GROSSO: RUMO À IMPLEMENTAÇÃO (Lei 9.878/2013)

REDD+ EM MATO GROSSO: RUMO À IMPLEMENTAÇÃO (Lei 9.878/2013) REDD+ EM MATO GROSSO: RUMO À IMPLEMENTAÇÃO (Lei 9.878/2013) Mato Grosso - Produção Soja 18,81 Milhões de toneladas Milho 2 Safra 8,41 Milhões de toneladas Algodão 1,44 Milhões de toneladas Rebanho 28,7

Leia mais

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 007

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 007 INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA 1. IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 007 Consultoria especializada (pessoa física) para elaborar e implantar novas metodologias

Leia mais

O Estado de São Paulo, Mudanças Climáticas e Estratégias para o Desenvolvimento Sustentável

O Estado de São Paulo, Mudanças Climáticas e Estratégias para o Desenvolvimento Sustentável O Estado de São Paulo, Mudanças Climáticas e Estratégias para o Desenvolvimento Sustentável Principais pontos de abordagem: Legislação Paulista que aborda Mudanças Climáticas; Estratégias para o Desenvolvimento

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO CONSULTORIA

EDITAL DE SELEÇÃO CONSULTORIA Edital nº 001/2015 EDITAL DE SELEÇÃO CONSULTORIA Contratação de pessoa física ou jurídica para prestar serviços no contexto do Projeto Noroeste: Território Sustentável, conforme descrito abaixo. O Instituto

Leia mais

COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA. REQUERIMENTO Nº, de 2014 (Do Sr. Ricardo Tripoli)

COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA. REQUERIMENTO Nº, de 2014 (Do Sr. Ricardo Tripoli) COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA REQUERIMENTO Nº, de 2014 (Do Sr. Ricardo Tripoli) Requer realização de Audiência Pública para tratar dos sistemas de controle e fiscalização

Leia mais

Panorama de atores e iniciativas no Brasil sobre mudanças do clima

Panorama de atores e iniciativas no Brasil sobre mudanças do clima Panorama de atores e iniciativas no Brasil sobre mudanças do clima Pesquisa e texto: Juliana Russar Supervisão: Rubens Born Colaboração: Gaines Campbell III Apoio: Oxfam Internacional Outubro, 2008 Objetivo

Leia mais

Garantia de Legalidade da Produção Florestal na Amazônia

Garantia de Legalidade da Produção Florestal na Amazônia Garantia de Legalidade da Produção Florestal na Amazônia Relatório da oficina técnica Cuiabá MT, 27 de Março de 2014 Introdução e Objetivos A persistência de altos níveis de ilegalidade ou falsa legalidade

Leia mais

Projeto Agricultura de Baixo Carbono e Desmatamento Evitado para a Redução da Pobreza no Brasil

Projeto Agricultura de Baixo Carbono e Desmatamento Evitado para a Redução da Pobreza no Brasil CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ELABORAÇÃO, E IMPLEMENTAÇÃO DE UM PLANO DE COMUNICAÇÃO PARA O PROJETO AGRICULTURA DE BAIXO CARBONO E DESMATAMENTO EVITADO PARA A REDUÇÃO DE POBREZA NO BRASIL. País - Brasil Projeto

Leia mais

TABULAÇÃO DE DADOS COM RESPOSTAS DE ESTADOS. 1) Convênio com terceiros para mobilizar ao cadastramento:

TABULAÇÃO DE DADOS COM RESPOSTAS DE ESTADOS. 1) Convênio com terceiros para mobilizar ao cadastramento: TABULAÇÃO DE DADOS COM RESPOSTAS DE ESTADOS 1) Convênio com terceiros para mobilizar ao cadastramento: MG: não tem convênios assinados, nem política oficial de parceria. Fez apresentações e capacitações

Leia mais

Avaliação do Desmatamento e do Cadastro Ambiental Rural (CAR) no Pará: bases para o Programa Municípios Verdes Heron Martins* Carlos Souza Jr.

Avaliação do Desmatamento e do Cadastro Ambiental Rural (CAR) no Pará: bases para o Programa Municípios Verdes Heron Martins* Carlos Souza Jr. Avaliação do Desmatamento e do Cadastro Ambiental Rural (CAR) no Pará: bases para o Programa Municípios Verdes Heron Martins* Carlos Souza Jr. O governo do estado do Pará lançou o Programa Municípios Verdes

Leia mais

MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE

MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE Sustentabilidade significa permanecer vivo. Somos mais de 7 bilhões de habitantes e chegaremos a 9 bilhões em 2050, segundo a ONU. O ambiente tem limites e é preciso fazer

Leia mais

CONVITE À APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE SERVIÇOS DE CONSULTORIA País: Brasil

CONVITE À APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE SERVIÇOS DE CONSULTORIA País: Brasil CONVITE À APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE SERVIÇOS DE CONSULTORIA País: Brasil Nome do Processo de Seleção: Consultor Bioma Mata Atlântica da Cooperação Técnica BR-X1028 O Ministério da Agricultura,

Leia mais

Conexões Sustentáveis. São Paulo Amazônia

Conexões Sustentáveis. São Paulo Amazônia Conexões Sustentáveis São Paulo Amazônia Adriana Ramos www.socioambiental.org AMAZÔNIA As diferentes Amazônias Maior área de floresta tropical e de manguezais contínua do planeta 8 milhões de km 2 em

Leia mais

Desafios e iniciativas do Pará na agenda de clima da Amazônia

Desafios e iniciativas do Pará na agenda de clima da Amazônia Desafios e iniciativas do Pará na agenda de clima da Amazônia Belém, Setembro de 2015 Desafios e iniciativas do Pará na agenda de clima da Amazônia Agenda global: o desafio do nosso tempo Agenda regional:

Leia mais

As compras institucionais sustentáveis e o papel da rotulagem como ferramenta de suporte na tomada de decisão

As compras institucionais sustentáveis e o papel da rotulagem como ferramenta de suporte na tomada de decisão As compras institucionais sustentáveis e o papel da rotulagem como ferramenta de suporte na tomada de decisão Luciana Stocco Betiol Professora FGV Coordenadora Programa Consumo Sustentável GVces CENÁRIOS

Leia mais

Experiencia de Brasil sobre prevención y control de la deforestación y la tala ilegal con uso de tecnología satelital.

Experiencia de Brasil sobre prevención y control de la deforestación y la tala ilegal con uso de tecnología satelital. Experiencia de Brasil sobre prevención y control de la deforestación y la tala ilegal con uso de tecnología satelital Marcos Adami Lima, 20 de agosto de 2015 Monitoramento da floresta amazônica por satélite(prodes)

Leia mais

Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com.

Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com. 1 Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com.br e baixe todas as cartilhas, ou retire no seu Sindicato Rural. E

Leia mais

Nota de Idéia de Projeto

Nota de Idéia de Projeto Nota de Idéia de Projeto Obs.: Esse documento é de caráter orientador, para a FAZENDA FRICAL, tratando do seu potencial de geração de créditos ambientais (carbono). Todas as estimativas apresentadas são

Leia mais

COMO ESPECIFICAR, ADQUIRIR E RECEBER MADEIRA NATIVA LEGAL

COMO ESPECIFICAR, ADQUIRIR E RECEBER MADEIRA NATIVA LEGAL COMO ESPECIFICAR, ADQUIRIR E RECEBER MADEIRA NATIVA LEGAL A madeira é um material de vasto uso na construção civil por sua qualidade estética e característica de material natural. É utilizada como componente

Leia mais

Relatório Executivo Acre

Relatório Executivo Acre Relatório Executivo Acre Setor Privado O Acre possui desafios para a produção da madeira como o fator clima (maior parte do tempo é inverno com chuvas); custo alto para operar a extração nos períodos certos;

Leia mais

Ministério das Relações Exteriores. Declaração Conjunta Brasil-Estados Unidos sobre Mudança do Clima Washington, D.C., 30 de junho de 2015

Ministério das Relações Exteriores. Declaração Conjunta Brasil-Estados Unidos sobre Mudança do Clima Washington, D.C., 30 de junho de 2015 Ministério das Relações Exteriores Assessoria de Imprensa do Gabinete Nota nº 259 30 de junho de 2015 Declaração Conjunta Brasil-Estados Unidos sobre Mudança do Clima Washington, D.C., 30 de junho de 2015

Leia mais

ESTADO DO ACRE. Estado do Acre estabelece processos de inclusão social e econômica visando ao uso sustentável dos recursos naturais

ESTADO DO ACRE. Estado do Acre estabelece processos de inclusão social e econômica visando ao uso sustentável dos recursos naturais Estado do Acre estabelece processos de inclusão social e econômica visando ao uso sustentável dos recursos naturais Através da Política de Valorização do Ativo Ambiental Florestal e do Zoneamento Ecológico

Leia mais

Risco Socioambiental. por Christopher Wells. Superintendente Risco Socioambiental

Risco Socioambiental. por Christopher Wells. Superintendente Risco Socioambiental Risco Socioambiental por Christopher Wells Superintendente Risco Socioambiental MARÇO 2013 Risco Socioambiental Conceitos Básicos Equator Principles Crédito Corporativo Aceitação de Clientes O que é uma

Leia mais

A Questão Florestal e o Desenvolvimento

A Questão Florestal e o Desenvolvimento Alcir Ribeiro Carneiro de Almeida, Eng. Ftal., MSc.,Dr. Gerente Florestal A Questão Florestal e o Desenvolvimento BNDES, Rio de Janeiro, 09 de julho de 2003 Grupo CIKEL CIKEL BRASIL VERDE S.A. - atua na

Leia mais

BANCO DA AMAZÔNIA. Seminário Programa ABC

BANCO DA AMAZÔNIA. Seminário Programa ABC BANCO DA AMAZÔNIA Seminário Programa ABC O BANCO DA AMAZÔNIA Missão Criar soluções para que a Amazônia atinja patamares inéditos de desenvolvimento sustentável a partir do empreendedorismo consciente.

Leia mais

Protocolo de Sustentabilidade do Carvão Vegetal. Rio de Janeiro, 8 de maio de 2013

Protocolo de Sustentabilidade do Carvão Vegetal. Rio de Janeiro, 8 de maio de 2013 Protocolo de Sustentabilidade do Carvão Vegetal Rio de Janeiro, 8 de maio de 2013 Histórico O Protocolo foi assinado em 03 abril de 2012, pelas empresas: Aperam South America ArcelorMittal Gerdau Siderúrgica

Leia mais

Termo de Referência Avaliação externa do Projeto Floresta Viva (Amazonas / Brasil)

Termo de Referência Avaliação externa do Projeto Floresta Viva (Amazonas / Brasil) Termo de Referência Avaliação externa do Projeto Floresta Viva (Amazonas / Brasil) Consulta restrita I. CONTEXTO O Projeto de «Promoção do manejo sustentável das florestas do Estado do Amazonas com enfoque

Leia mais

I SEMINÁRIO CONSTRUÇÃO CIVIL E SUSTENTABILIDADE

I SEMINÁRIO CONSTRUÇÃO CIVIL E SUSTENTABILIDADE I SEMINÁRIO CONSTRUÇÃO CIVIL E SUSTENTABILIDADE OBJETIVO DO SEMINÁRIO O objetivo principal do I Seminário Construção Civil e Sustentabilidade é reunir no Rio de Janeiro especialistas nacionais e um expert

Leia mais

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO AMAZONAS: política para produtos não madeireiros

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO AMAZONAS: política para produtos não madeireiros DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO AMAZONAS: política para produtos não madeireiros ESTADO DO AMAZONAS 1.5 milhões/km2. 3.341 milhões/habitantes 1,4 milhões/km2 Reserva de floresta tropical 98% Cobertura florestal

Leia mais

Declaração Conjunta Brasil-Alemanha sobre Mudança do Clima Brasília, 20 de agosto de 2015

Declaração Conjunta Brasil-Alemanha sobre Mudança do Clima Brasília, 20 de agosto de 2015 Declaração Conjunta Brasil-Alemanha sobre Mudança do Clima Brasília, 20 de agosto de 2015 1. A Presidenta da República Federativa do Brasil, Dilma Rousseff, e a Chanceler da República Federal da Alemanha,

Leia mais

GESTÃO DE FLORESTAS PÚBLICAS O IBAMA E AS CONCESSÕES FLORESTAIS NO BRASIL

GESTÃO DE FLORESTAS PÚBLICAS O IBAMA E AS CONCESSÕES FLORESTAIS NO BRASIL GESTÃO DE FLORESTAS PÚBLICAS O IBAMA E AS CONCESSÕES FLORESTAIS NO BRASIL Paulo José Prudente de Fontes Engº. Florestal / Analista Ambiental IBAMA / ASIBAMA O RECURSO FLORESTAL BRASILEIRO O Brasil é detentor

Leia mais

Inovação e Criação de Valor na Biodiversidade

Inovação e Criação de Valor na Biodiversidade Inovação e Criação de Valor na Biodiversidade Acesso e repartição de benefícios (ABS): Modelos e incentivos para o setor privado 05 de novembro de 2013 SOBRE O GVCES E SEUS PROGRAMAS Criado em 2003, é

Leia mais

Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA)

Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA) Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA) Trajano Quinhões Coordenador do Programa Departmento de Áreas Protegidas - DAP Secretaria de Biodiversidade e Florestas - SBF Outubro/ 2012 Programa Áreas Protegidas

Leia mais

TRABALHO DECENTE COM BAIXAS EMISSÕES DE CARBONO

TRABALHO DECENTE COM BAIXAS EMISSÕES DE CARBONO O PROGRAMA EMPREGOS VERDES DA OIT: TRABALHO DECENTE COM BAIXAS EMISSÕES DE CARBONO Brasília, 07 de dezembro de 2010 Assuntos abordados A Iniciativa Empregos Verdes e as definições do conceito A crise econômica

Leia mais

Diagnóstico de oportunidades de quebra de barreiras para acesso às políticas públicas da Agricultura Familiar em São Félix do Xingu, Pará.

Diagnóstico de oportunidades de quebra de barreiras para acesso às políticas públicas da Agricultura Familiar em São Félix do Xingu, Pará. TERMO DE REFERÊNCIA Diagnóstico de oportunidades de quebra de barreiras para acesso às políticas públicas da Agricultura Familiar em São Félix do Xingu, Pará. 1. Título: Diagnóstico de oportunidades para

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria do Desenvolvimento da Produção

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria do Desenvolvimento da Produção INTEGRANTES DO FÓRUM GOVERNO Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Câmara de Comércio Exterior BNDES CAMEX/MDIC Delegacia Federal de Agricultura - SP Departamento de Economia Agrícola Departamento

Leia mais

Legislações Federal e Estadual de Mudança do Clima. Roberto de Aguiar Peixoto

Legislações Federal e Estadual de Mudança do Clima. Roberto de Aguiar Peixoto Legislações Federal e Estadual de Mudança do Clima Roberto de Aguiar Peixoto Sumário da Apresentação Contexto e Objetivos das Leis sobre Mudanças do Clima Breve Histórico: PNMC, PEMC Metas e Principais

Leia mais

Inventário de emissões de gases de efeito estufa. Elaboração e uso como ferramenta de gestão

Inventário de emissões de gases de efeito estufa. Elaboração e uso como ferramenta de gestão Inventário de emissões de gases de efeito estufa Elaboração e uso como ferramenta de gestão 25 de agosto de 2011 Programa Brasileiro GHG Protocol Origens Metodologia mais utilizada mundialmente para a

Leia mais

amazonas a força tarefa Força Tarefa dos Governadores para o Clima e Florestas Histórico e contexto de criação

amazonas a força tarefa Força Tarefa dos Governadores para o Clima e Florestas Histórico e contexto de criação a força tarefa amazonas Força Tarefa dos Governadores para o Clima e Florestas Histórico e contexto de criação A Força Tarefa dos Governadores para o Clima e Florestas GCF é uma plataforma colaborativa

Leia mais

Nota de Idéia de Projeto

Nota de Idéia de Projeto Nota de Idéia de Projeto Obs.: Esse documento é de caráter orientador, para a FAZENDA TIMBO, tratando do seu potencial de geração de créditos ambientais (carbono). Todas as estimativas apresentadas são

Leia mais

SEÇÃO III: FERRAMENTAS

SEÇÃO III: FERRAMENTAS SEÇÃO III: FERRAMENTAS POLÍTICAS PÚBLICAS E INSTRUMENTOS LEGAIS 1 2 COMPRAS PÚBLICAS SUSTENTÁVEIS ANÁLISE DE CICLO DE VIDA 3 4 ROTULAGEM E CERTIFICAÇÃO 5 CAPACITAÇÃO COMPRAS PÚBLICAS SUSTENTÁVEIS Metodologias

Leia mais

Manejo Sustentável da Floresta

Manejo Sustentável da Floresta Manejo Sustentável da Floresta 1) Objetivo Geral Mudança de paradigmas quanto ao uso da madeira da floresta, assim como a percepção dos prejuízos advindos das queimadas e do extrativismo vegetal. 2) Objetivo

Leia mais

Política e Estratégia para a Indústria da Construção Civil e Materiais de Construção. Maputo. 07 de dezembro de 2012

Política e Estratégia para a Indústria da Construção Civil e Materiais de Construção. Maputo. 07 de dezembro de 2012 Política e Estratégia para a Indústria da Construção Civil e Materiais de Construção Maputo 07 de dezembro de 2012 1 Objetivo Geral Analisar as condições atuais e um possível desenho de política e estratégia

Leia mais

Programa Municípios Verdes. Incentivos à produção rural sustentável

Programa Municípios Verdes. Incentivos à produção rural sustentável Programa Municípios Verdes Incentivos à produção rural sustentável Programa Municípios Verdes Criado em 2011, inspirado na experiência de Paragominas, atualmente em 100 municípios Tem como base pactos

Leia mais

Caminhos da sustentabilidade no Recife SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE

Caminhos da sustentabilidade no Recife SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE Caminhos da sustentabilidade no Recife SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE ÁGUA, DIREITO DE TODAS AS PESSOAS Recursos hídricos recursos naturais essenciais bens de valor econômico limitado viabiliza

Leia mais

DESAFIOS DO CRESCIMENTO ECONÔMICO SUSTENTADO - SETOR FLORESTAL -

DESAFIOS DO CRESCIMENTO ECONÔMICO SUSTENTADO - SETOR FLORESTAL - DESAFIOS DO CRESCIMENTO ECONÔMICO SUSTENTADO - SETOR FLORESTAL - O MEIO AMBIENTE PARA A ECONOMIA - FIESP- São Paulo - SP 02 de junho de 2008 Rubens Garlipp SENSIBILIDADE ÀS S QUESTÕES FLORESTAIS EM DIFERENTES

Leia mais

Relatório. Consulta à Agricultura Familiar para construção da Minuta Estadual de REDD+

Relatório. Consulta à Agricultura Familiar para construção da Minuta Estadual de REDD+ Relatório Consulta à Agricultura Familiar para construção da Minuta Estadual de REDD+ Cuiabá, 18 e 19 de Agosto de 2011 Grupo de Trabalho de REDD do Fórum Mato-grossense de Mudanças Climáticas (GT REDD

Leia mais

Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura. Programa ABC

Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura. Programa ABC para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura Conceito Crédito orientado para promover a redução das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) na agricultura, conforme preconizado na

Leia mais

Programa Estadual de Contratações Públicas Sustentáveis

Programa Estadual de Contratações Públicas Sustentáveis Programa Estadual de Contratações Públicas Sustentáveis Belém, 27 de maio de 2014 SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Poder de Compra do Governo Valor Médio Anual Negociado Materiais:

Leia mais

Marcio Halla marcio.halla@fgv.br

Marcio Halla marcio.halla@fgv.br Marcio Halla marcio.halla@fgv.br POLÍTICAS PARA O COMBATE ÀS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NA AMAZÔNIA Programa de Sustentabilidade Global Centro de Estudos em Sustentabilidade Fundação Getúlio Vargas Programa de

Leia mais

O GOVERNO PROMOVENDO O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL.

O GOVERNO PROMOVENDO O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL. Programa Nacional de Florestas O GOVERNO PROMOVENDO O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL. Desenvolvimento ecologicamente sustentável. Justiça social e divisas para o país. O Governo Federal está lançando o novo

Leia mais

DITEC SETOR DE CONTROLE DOF Engº Agrº Markus Otto Zerza. markus.zerza@ibama.gov.br

DITEC SETOR DE CONTROLE DOF Engº Agrº Markus Otto Zerza. markus.zerza@ibama.gov.br IBAMA INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS Superintendência de São Paulo DITEC SETOR DE CONTROLE DOF Engº Agrº Markus Otto Zerza Analista Ambiental / Gerente Estadual

Leia mais

Brasil, Mudanças Climáticas e COP21

Brasil, Mudanças Climáticas e COP21 Brasil, Mudanças Climáticas e COP21 Carlos Rittl Secretário Executivo São Paulo, 10 de agosto de 2015 SBDIMA Sociedade Brasileira de Direito Internacional do Meio Ambiente Eventos climáticos extremos Desastres

Leia mais

MARABÁ PARÁ. CONSIDERANDO que o município possui: Área total (Km 2 ): 15.092. Área de desmatada até 2008 (dados preliminares) (km 2 ):7.

MARABÁ PARÁ. CONSIDERANDO que o município possui: Área total (Km 2 ): 15.092. Área de desmatada até 2008 (dados preliminares) (km 2 ):7. AGENDA DE COMPROMISSOS PELA REDUÇÃO DO DESMATAMENTO E DAS QUEIMADAS, PELA VALORIZAÇÃO DA FLORESTA E DA ECONOMIA LOCAL E PELO FORTALECIMENTO DA CIDADANIA MARABÁ PARÁ CONSIDERANDO que o desmatamento da floresta

Leia mais

Centro de Programas de Uso Sustentável DDS / CBRN ABRIL / 09

Centro de Programas de Uso Sustentável DDS / CBRN ABRIL / 09 Centro de Programas de Uso Sustentável DDS / CBRN ABRIL / 09 Atribuições DDS I - desenvolver, aplicar e avaliar práticas e tecnologias que garantam a utilização sustentável dos recursos naturais e a minimização

Leia mais

Ministério do Meio Ambiente

Ministério do Meio Ambiente Ministério do Meio Ambiente Secretaria de Políticas para o Desenvolvimento Sustentável Política Nacional de Pagamento por Serviços Ambientais: uma proposta em discussão. Shigeo Shiki Mata Atlântica e Serviços

Leia mais

Proteção e Uso Sustentável das Florestas Tropicais

Proteção e Uso Sustentável das Florestas Tropicais Proteção e Uso Sustentável das Florestas Tropicais Estado Atual e perspectivas Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável Contribuições para políticas públicas Seminário Nacional Diálogos sobre

Leia mais

Política Ambiental janeiro 2010

Política Ambiental janeiro 2010 janeiro 2010 5 Objetivo Orientar o tratamento das questões ambientais nas empresas Eletrobras em consonância com os princípios da sustentabilidade. A Política Ambiental deve: estar em conformidade com

Leia mais

CERTIFICAÇÃO SOCIOAMBIENTAL

CERTIFICAÇÃO SOCIOAMBIENTAL CERTIFICAÇÃO SOCIOAMBIENTAL Alexandre Sakavicius Borges Coordenador de certificação florestal alexandre@imaflora.org São Paulo 18/11/2009 www.imaflora.org MISSÃO O Imaflora incentiva e promove mudanças

Leia mais

MANOA FLORESTAL HOMEM E NATUREZA EM HARMONIA

MANOA FLORESTAL HOMEM E NATUREZA EM HARMONIA MANOA FLORESTAL HOMEM E NATUREZA EM HARMONIA INDÚSTRIAS TRIÂNGULO Cachoeira Manoa Cujubim - RO MENSAGEM DO PRESIDENTE Conservar a floresta é garantir que as futuras gerações de brasileiros possam se orgulhar

Leia mais

ÍNDICE. Fotos: Greenpeace Designer Gráfico: Carol Patitucci

ÍNDICE. Fotos: Greenpeace Designer Gráfico: Carol Patitucci FSC - SECR - 0030 ÍNDICE 3 4 6 8 9 10 11 12 13 14 15 Sua empresa vai ficar fora do mercado O que é manejo florestal Resumo das Etapas do Manejo Florestal O que é Certificação Florestal Como funciona O

Leia mais

Problemas Encontrados e Possíveis Soluções Pilares do Qualinstal

Problemas Encontrados e Possíveis Soluções Pilares do Qualinstal Problemas Encontrados e Possíveis Soluções Pilares do Qualinstal José Carlos Tomina - IPT PROJETO BRASIL SEM CHAMAS O Projeto Brasil Sem Chamas nasceu da necessidade de se conhecer a situação da Segurança

Leia mais

Relatório referente a Capacitação dos Portais da Madeira. Manejada e Portal do Extrativismo Realizada nos. Municípios da Calha do Rio Madeira.

Relatório referente a Capacitação dos Portais da Madeira. Manejada e Portal do Extrativismo Realizada nos. Municípios da Calha do Rio Madeira. Relatório referente a Capacitação dos Portais da Madeira Manejada e Portal do Extrativismo Realizada nos Municípios da Calha do Rio Madeira. POR: KARINA FERREIRA LIMA ENGENHEIRA FLORESTAL GERENTE DE DIFUSÃO

Leia mais

O Aço e Economia Verde Sustentabilidade como fator de compe88vidade

O Aço e Economia Verde Sustentabilidade como fator de compe88vidade O Aço e Economia Verde Sustentabilidade como fator de compe88vidade Ins8tuto Aço Brasil São Paulo 13 de julho de 2015 Francisco Gaetani Secretário- Execu8vo Ministério do Meio Ambiente A Nova Governança

Leia mais