Disciplina: Saúde no Trabalho Professora: Elisabeth Rossi

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Disciplina: Saúde no Trabalho Professora: Elisabeth Rossi"

Transcrição

1 Saúde Mental e Trabalho Abordagens de estudo Disciplina: Saúde no Trabalho Professora: Elisabeth Rossi

2 Considerações gerais: Le Guillant (há 50 anos). - De um lado, o trabalho que demandava intervenção males que a fisiologia explicar. e a bioquímica não podiam - De outro, a psicologia não podia viver alheia ao trabalho humano. - Necessidade de se pensar a saúde mental a partir do trabalho.

3 Saúde Mental e Trabalho - Psicologia do Trabalho e/ou das Organizações falam de lugares diferentes. - A organização ou o trabalho detém uma psicologia uma vez que o conhecimento é ensinado e aprendido dentro de uma organização ou do trabalho - valores, atitudes, ideologias consolidam-se nas organizações e no trabalho; os afetos os desafetos são manejados de forma particular.

4 A centralidade do trabalho: O trabalho é tão importante quanto a sexualidade na construção da psique de qualquer ser humano. - Para que o ser humano seja de fato um ser humano, ele precisa se reproduzir, a espécie precisa continuar existindo, portanto, precisa lidar com desejos, erotismo, amor, sexualidade. - Para que o ser humano seja de fato um ser humano, ele precisa produzir a si mesmo; precisa continuar vivo comer, beber, vestir, morar e tudo isso por meio do trabalho. - Sobrevivemos porque trabalhamos se compreendemos o trabalhos saberemos mais a respeito de nós mesmos.

5 O lugar do trabalho: O trabalho humaniza as coisas (p.278); A esperança de que o trabalho seja capaz de ajudar a compreender o ser humano. A Psicologia do trabalho tem como foco principal o estudo e a concepção do trabalho humano em todos os seus significados e manifestações e em diferentes contextos. O trabalho está onde a psicologia estiver.

6 O lugar do trabalho: As preocupações básicas da Psicologia do trabalho: Entendimento das relações entre trabalhador-trabalhosaúde mediante a compreensão de suas interfaces, condicionantes, determinantes e consequências dessa relação para que se possa efetuar intervenções. -.

7 Saúde mental e trabalho: Para Freud, a saúde mental é a capacidade de amar e de trabalhar. Pelo amor reproduzimo-nos e pelo trabalho produzimos. Se é o objetivo da psicologia entender o indivíduo e como ele enfrenta o sofrimento psíquico, os distúrbios psíquicos, então, o problema da psicologia é também entender como os homens amam e trabalham. Se existe saúde mental quando se é capaz de amar e trabalhar, a doença mental aconteceria quando essas duas coisas estivessem prejudicadas(?). Sabe-se que a capacidade de amar interfere na capacidade de trabalhar e vice-versa. Isso tudo porque: ao produzir estamos reproduzindo e ao reproduzir estamos produzindo.

8 Saúde mental e trabalho: Conclusão: A saúde mental é a capacidade de construir a si próprio e a espécie, produzindo e reproduzindo a si próprio e à espécie. Nesse sentido, distúrbio psicológico, sofrimento psíquico e/ou doença mental são o rompimento com essa capacidade. A psicologia sabe mais sobre os modos de amar do que sobre os modos de trabalhar. Antigamente, acreditava-se que as dificuldades com a capacidade de amar trariam problemas à capacidade de trabalhar, mas não cogitava sobre o contrário.

9 Saúde mental e trabalho: Conclusão: Pensava-se que os afetos primários tinham a chave de qualquer sofrimento ou felicidade do ser humano. Por outro lado, sob o trabalho pairou o véu do silêncio. Por esse motivo, a Psicologia Organizacional e do Trabalho foi considerada reacionária por estar à serviço da exploração do trabalhador em nome do lucro. O sujeito trabalhador desparecia das análises sobre o trabalho. Esse pensamento causou a perda, por um lado, o potencial que o trabalho tem como promotor da felicidade, do prazer; por outro, ignorou se a capacidade que ele tem de trazer sofrimento e de explicar o que o ser humano é a partir do que faz (identidade).

10 Saúde mental e trabalho: Conclusão: A Psicologia do Trabalho tem a chance de inserir e compreender o gesto do homem onde ele sempre esteve, no fazer cotidiano da vida, no trabalho, como um sujeito possuidor de desejos, e o seu universo de atuação vai na direção da compreensão desse sujeito na sua relação com o trabalho, na perspectiva da sua saúde e bem-estar e não só na busca direta de maior produtividade ou lucratividade (p.280).

11 As três abordagens em Saúde Mental e Trabalho: 1- A teoria do Estresse 2- A Psicodinâmica do Trabalho 3- Epidemiologia

12 As três abordagens em Saúde Mental e Trabalho: 3- A Epidemiologia e/ou diagnóstica - Tem a preocupação básica com a produção de conhecimentos sobre o processo de saúde-doença, o planejamento de ações de políticas de saúde e a prevenção de doenças. - Surge no século XVII com B. Ramazzini As doenças dos trabalhadores (1700). - A relação entre trabalho e saúde passou a ser tratada após a Revolução Industrial necessidade de manutenção de um padrão de produção sem, perda de mão de obra. - A temática saúde-trabalho ganha visibilidade a partir da obra de Marx.

13 - Le Guillant pioneiro no campo da saúde mental e trabalho articulou aspectos sociais às condições objetivas e subjetivas do trabalho e fatos clínicos buscou determinação entre sofrimento psíquico e trabalho. - Marx e Leontiev trabalho como fator de construção da individualidade do sujeito : elo entre o sujeito e a sociedade. - Na concepção de Marx, a subjetividade é um produto da relação do indivíduo com o mundo concreto. - Portanto, as doenças seriam consequência da lógica da produção capitalista.

14 Proposta metodológica: Investigar trabalho: as condições objetivas e subjetivas do a) Organização do trabalho (observação direta e entrevistas sobre o trabalho); b) Metodologia de estudos epidemiológicos (levantamento de problemas de saúde mental e trabalho inventário) c) Metodologia clínica ( estudos de caso). -.

15 Os estudos epidemiológicos dividem-se em três momentos 1º momento - desenvolve ações que visam conhecer o trabalho de uma categoria em questão: seu cotidiano e as representações que o trabalhador faz de si mesmo; apreender aspectos da cultura organizacional, estrutura e funcionamento; análise da tarefas, dos cargos e categorias funcionais objetos de diagnósticos.

16 2º momento definido como epidemiológico, por meio de medidas quantitativas, por meio de uso de escalas relacionadas ao trabalho em si e de personalidade, sofrimento no trabalho ou saúde geral, procura-se obter o perfil da categoria para análise em relação aos dados colhidos no primeiro momento.

17 3º momento por meio de uma metodologia clínica, com características de estudos de caso, procede-se o aprofundamento do diagnóstico. Além de escalas, o diagnóstico inclui: levantamento de dados demográficos como: sexo, idade, estado civil, renda familiar e salário/renda pessoal, cargo, função, tempo de serviço, etc. Alcances e limitações das abordagens:

Docente do Programa de Mestrado em Educação da Universidade de Uberaba. Membro do grupo de pesquisa Formação de Professores e suas Práticas.

Docente do Programa de Mestrado em Educação da Universidade de Uberaba. Membro do grupo de pesquisa Formação de Professores e suas Práticas. 1 AÇÕES E ATIVIDADES FORMATIVAS: UM ESTUDO SOBRE PROCESSOS DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES LONGAREZI, Andréa Maturano UNIUBE GT-08: Formação de Professores Agência Financiadora: PAPE e UNIUBE O presente

Leia mais

A psicologia tem uma dimensão prática que se integra em vários contextos e instituições sociais: escolas, hospitais, empresas, tribunais, associações

A psicologia tem uma dimensão prática que se integra em vários contextos e instituições sociais: escolas, hospitais, empresas, tribunais, associações PSICOLOGIA APLICADA A psicologia tem uma dimensão prática que se integra em vários contextos e instituições sociais: escolas, hospitais, empresas, tribunais, associações Os níveis de intervenção vão desde

Leia mais

PAPEL DE ATUAÇÃO DO PSICÓLOGO NA EQUIPE SAÚDE DA FAMÍLIA (ESF)

PAPEL DE ATUAÇÃO DO PSICÓLOGO NA EQUIPE SAÚDE DA FAMÍLIA (ESF) PAPEL DE ATUAÇÃO DO PSICÓLOGO NA EQUIPE SAÚDE DA FAMÍLIA (ESF) 2013 Larissa de Oliveira Pena Graduanda no curso de Psicologia na União de Ensino Superior (UNIVIÇOSA)/ Faculdade de Ciências Biológicas e

Leia mais

Amigos da mãe: Identificação da gestante em risco psíquico

Amigos da mãe: Identificação da gestante em risco psíquico Amigos da mãe: Identificação da gestante em risco psíquico Mostra Local de: Maringá PR Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Consorcio

Leia mais

Maria Angela Alves do Nascimento 2 Marluce Maria Araújo Assis 3

Maria Angela Alves do Nascimento 2 Marluce Maria Araújo Assis 3 Universidade Estadual de Feira de Santana Departamento de saúde Núcleo de Pesquisa Integrada em Saúde Coletiva - NUPISC NUPISC NÚCLEO DE PESQUISA INTEGRADA EM SAÚDE COLETIVA PRÁTICAS DO PROGRAMA SAÚDE

Leia mais

AS CONSEQUÊNCIAS PSICOLÓGICAS NAS MULHERES INFÉRTEIS E ESTÉREIS

AS CONSEQUÊNCIAS PSICOLÓGICAS NAS MULHERES INFÉRTEIS E ESTÉREIS AS CONSEQUÊNCIAS PSICOLÓGICAS NAS MULHERES INFÉRTEIS E ESTÉREIS Lucilaine Rodrigues Azem; Maria Cláudia Martins dos Santos; José Rogério de Paula. Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium - UNISALESIANO

Leia mais

INSTITUTO DOS ADVOGADOS BRASILEIROS III Curso do IAB Formação de Agentes Multiplicadores em Prevenção às Drogas

INSTITUTO DOS ADVOGADOS BRASILEIROS III Curso do IAB Formação de Agentes Multiplicadores em Prevenção às Drogas INSTITUTO DOS ADVOGADOS BRASILEIROS III Curso do IAB Formação de Agentes Multiplicadores em Prevenção às Drogas Módulo IV O AFETO NA PRÁTICA TERAPÊUTICA E NA FORMAÇÃO DO MULTIPLICADOR Regina Lucia Brandão

Leia mais

A EXPERIÊNCIA DA LOUCURA, O TRABALHO NA ECONOMIA SOLIDÁRIA E A INTERCESSÃO-PESQUISA UMA PRÁTICA CLÍNICA NO CAMPO PSICOSSOCIAL DA SAÚDE COLETIVA

A EXPERIÊNCIA DA LOUCURA, O TRABALHO NA ECONOMIA SOLIDÁRIA E A INTERCESSÃO-PESQUISA UMA PRÁTICA CLÍNICA NO CAMPO PSICOSSOCIAL DA SAÚDE COLETIVA A EXPERIÊNCIA DA LOUCURA, O TRABALHO NA ECONOMIA SOLIDÁRIA E A INTERCESSÃO-PESQUISA UMA PRÁTICA CLÍNICA NO CAMPO PSICOSSOCIAL DA SAÚDE COLETIVA A relação entre loucura e trabalho esteve e continua presente,

Leia mais

O CONFLITO ENTRE O NÍVEL DE STRESS E O DIREITO À SAÚDE DOS ESTUDANTES TRABALHADORES

O CONFLITO ENTRE O NÍVEL DE STRESS E O DIREITO À SAÚDE DOS ESTUDANTES TRABALHADORES O CONFLITO ENTRE O NÍVEL DE STRESS E O DIREITO À SAÚDE DOS ESTUDANTES TRABALHADORES Resumo ROMANINI, Yeda Maria Macedo 1 - PUCPR NASCIMENTO, Elaine Cristina 2 - UTFPR Grupo de Trabalho -: Educação e Saúde

Leia mais

Sociologia Organizacional. Aula 1. Contextualização. Organização da Disciplina. Aula 1. Contexto histórico do aparecimento da sociologia

Sociologia Organizacional. Aula 1. Contextualização. Organização da Disciplina. Aula 1. Contexto histórico do aparecimento da sociologia Sociologia Organizacional Aula 1 Organização da Disciplina Aula 1 Contexto histórico do aparecimento da sociologia Aula 2 Profa. Me. Anna Klamas A institucionalização da sociologia: August Comte e Emile

Leia mais

PSICOLOGIA DO TRABALHO E PSICANÁLISE: UMA POSSIBILIDADE DE COMPREENSÃO DO SOFRIMENTO PSÍQUICO

PSICOLOGIA DO TRABALHO E PSICANÁLISE: UMA POSSIBILIDADE DE COMPREENSÃO DO SOFRIMENTO PSÍQUICO 1 PSICOLOGIA DO TRABALHO E PSICANÁLISE: UMA POSSIBILIDADE DE COMPREENSÃO DO SOFRIMENTO PSÍQUICO Daniele Almeida Duarte Mariana Devito Castro Francisco Hashimoto Resumo: É fato que o indivíduo, quando é

Leia mais

O papel das condições de organização do trabalho na gênese de doenças ocupacionais: reflexões.

O papel das condições de organização do trabalho na gênese de doenças ocupacionais: reflexões. 1 O papel das condições de organização do trabalho na gênese de doenças ocupacionais: reflexões. Valéria Maria da Conceição Mota 1 (UFMG) valemota@uai.com.br Maria Elizabeth Antunes Lima 2 (UFMG) bethalima@terra.com.br

Leia mais

GESTÃO HOSPITALAR NA BUSCA DE MUDANÇAS: INFLUÊNCIA DE UM ESTÁGIO EM PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL PARA GESTORES DE UM HOSPITAL

GESTÃO HOSPITALAR NA BUSCA DE MUDANÇAS: INFLUÊNCIA DE UM ESTÁGIO EM PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL PARA GESTORES DE UM HOSPITAL 1 GESTÃO HOSPITALAR NA BUSCA DE MUDANÇAS: INFLUÊNCIA DE UM ESTÁGIO EM PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL PARA GESTORES DE UM HOSPITAL Edelvais Keller 1; Dorli Terezinha de Mello Rosa 2; Jovani Antonio Se 1 cchi

Leia mais

CÃNCER DE MAMA X PADRÃO DE COMPORTAMENTO

CÃNCER DE MAMA X PADRÃO DE COMPORTAMENTO 1 Resumo CÃNCER DE MAMA X PADRÃO DE COMPORTAMENTO Maria das Graças Vilas Boas É uma observação clinica nas mulheres com câncer de mama que apresentam padrões comportamentais semelhantes. Gostam de fazer

Leia mais

Projetos de Estágio de Psicologia 2013

Projetos de Estágio de Psicologia 2013 Projetos de Estágio de Psicologia 2013 Título do Projeto: Vulnerabilidade e Violência contra criança: Estratégias de Prevenção e Intervenção Supervisora docente: Prof.ª Dra. Adriana Marcassa Tucci Objetivo

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 39

PROVA ESPECÍFICA Cargo 39 11 PROVA ESPECÍFICA Cargo 39 QUESTÃO 26 Alguns dos desafios às novas formas de acolher e tratar os doentes mentais, a partir das reformas psiquiátricas, são, EXCETO: a) O risco de se tratar dos sintomas,

Leia mais

Durante toda sua vida, Anna Freud ocupou-se com a psicanálise, dando especial

Durante toda sua vida, Anna Freud ocupou-se com a psicanálise, dando especial 30 1. 3. Anna Freud: o analista como educador Durante toda sua vida, Anna Freud ocupou-se com a psicanálise, dando especial ênfase ao desenvolvimento teórico e terapêutico da psicanálise de crianças. Sua

Leia mais

PAF Programa de Acompanhamento Funcional

PAF Programa de Acompanhamento Funcional PAF Programa de Acompanhamento Funcional MINISTÉRIO PÚBLICO MILITAR Márcio de Moura Pereira Motivação do Projeto SITUAÇÃO PROBLEMA Necessidade de atender a demandas já existentes de servidores e membros

Leia mais

PSICOPATOLOGIA E PSICOLOGIA SÓCIO-HISTÓRICA: NOTAS PRELIMINARES

PSICOPATOLOGIA E PSICOLOGIA SÓCIO-HISTÓRICA: NOTAS PRELIMINARES PSICOPATOLOGIA E PSICOLOGIA SÓCIO-HISTÓRICA: NOTAS PRELIMINARES Melissa Rodrigues de Almeida Vitor Marcel Schühli Universidade Federal do Paraná Curitiba, PR, Brasil Praça Santos Andrade, 50, sala 215,

Leia mais

Palavras-chave: Educação; Funções Psicológicas Superiores; Consciência

Palavras-chave: Educação; Funções Psicológicas Superiores; Consciência AS CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA PSICOLÓGICA SÓCIO HISTÓRICA PARA A EDUCAÇÃO E A CONSTITUIÇÃO DOS PROCESSOS E FUNÇÕES PSICOLÓGICAS SUPERIORES E DA CONSCIÊNCIA Mara Silvia Cabral de Melo Kato marakatto@yahoo.com.br

Leia mais

CONDIÇÕES DE TRABALHO E SAÚDE DOS TRABALHADORES DE UM GARIMPO SUBTERRÂNEO DO MUNICÍPIO DE PEIXOTO DE AZEVEDO-MT

CONDIÇÕES DE TRABALHO E SAÚDE DOS TRABALHADORES DE UM GARIMPO SUBTERRÂNEO DO MUNICÍPIO DE PEIXOTO DE AZEVEDO-MT CONDIÇÕES DE TRABALHO E SAÚDE DOS TRABALHADORES DE UM GARIMPO SUBTERRÂNEO DO MUNICÍPIO DE PEIXOTO DE AZEVEDO-MT 1 PÂMELA LUIZÃO BARBOSA, 2 FRANCIANNE BARONI ZANDONADI 1 Bacharel em Engenharia Florestal

Leia mais

III Princípios Gerais da Formação Médica

III Princípios Gerais da Formação Médica I Motivação Aprovação da Lei 12.871 de 22/10/2013; Necessidade de ter diretrizes curriculares em sintonia com o programa Mais Médicos; A oportunidade de atualizar e aprimorar as diretrizes de 2001; Acompanhar

Leia mais

Resumo. Palavras chave: Atividade Psicomotora. Funções Psicológicas Superiores. Imaginação. Pré-Escola.

Resumo. Palavras chave: Atividade Psicomotora. Funções Psicológicas Superiores. Imaginação. Pré-Escola. A CRIANÇA EM IDADE PRÉ-ESCOLAR E AS FUNÇÕES PSICOLÓGICAS SUPERIORES: FOCANDO A ATIVIDADE LUDO- PEDAGÓGICA PARA O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DA IMAGINAÇÃO Janaína Pereira Duarte Bezerra Irineu A. Tuim

Leia mais

GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM

GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM CARACTERIZAÇÃO DO CURSO DENOMINAÇÃO: CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DIPLOMA CONFERIDO: BACHAREL NÚMERO DE VAGAS: 100 VAGAS ANUAIS NÚMERO DE ALUNOS POR TURMA: 50 ALUNOS TURNOS

Leia mais

COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL: A CONDUTA DO INDIVÍDUO RESUMO

COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL: A CONDUTA DO INDIVÍDUO RESUMO 1 COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL: A CONDUTA DO INDIVÍDUO ALCALDE, Elisângela de Aguiar 1 MARIANO, Rosiane da Conceição 2 SANTOS, Nathália Ribeiro dos SANTOS, Rosilei Ferreira dos SANTOS, Sirene José Barbosa

Leia mais

O ACOMPANHAMENTO TERAPÊUTICO DE UMA CRIANÇA AUTISTA DE QUATRO ANOS DE IDADE: ANGÚSTIAS E DESAFIOS. Resumo

O ACOMPANHAMENTO TERAPÊUTICO DE UMA CRIANÇA AUTISTA DE QUATRO ANOS DE IDADE: ANGÚSTIAS E DESAFIOS. Resumo O ACOMPANHAMENTO TERAPÊUTICO DE UMA CRIANÇA AUTISTA DE QUATRO ANOS DE IDADE: ANGÚSTIAS E DESAFIOS Carlos Frederico de Macedo Coelho [*] Resumo O presente trabalho tem como objetivo discutir o Acompanhamento

Leia mais

Espiritualidade e Saúde: avaliação de uma proposta educacional para a graduação em Medicina e Enfermagem na UNIFESP

Espiritualidade e Saúde: avaliação de uma proposta educacional para a graduação em Medicina e Enfermagem na UNIFESP Espiritualidade e Saúde: avaliação de uma proposta educacional para a graduação em Medicina e Enfermagem na UNIFESP Centro de História e Filosofia das Ciências da Saúde Valdir Reginato Espiritualidade

Leia mais

ATIVIDADES TÍPICAS DOS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

ATIVIDADES TÍPICAS DOS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR ATIVIDADES TÍPICAS DOS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR DENOMINAÇÃO DO CARGO: ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Desenvolver e implantar sistemas informatizados, dimensionando requisitos e funcionalidades do

Leia mais

MUDANÇA DE PARADIGMA E DESAFIOS EM SALA DE AULA: SUPERANDO A FRAGMENTAÇÃO E A SIMPLIFICAÇÃO DO PENSAMENTO NAS CIÊNCIAS DA SAÚDE.

MUDANÇA DE PARADIGMA E DESAFIOS EM SALA DE AULA: SUPERANDO A FRAGMENTAÇÃO E A SIMPLIFICAÇÃO DO PENSAMENTO NAS CIÊNCIAS DA SAÚDE. MUDANÇA DE PARADIGMA E DESAFIOS EM SALA DE AULA: SUPERANDO A FRAGMENTAÇÃO E A SIMPLIFICAÇÃO DO PENSAMENTO NAS CIÊNCIAS DA SAÚDE. Resumo Felipe Saraiva Nunes de Pinho Faculdades Inta O trabalho busca compartilhar

Leia mais

TOC E A INTERFERÊNCIA NA VIDA SOCIAL DO PACIENTE

TOC E A INTERFERÊNCIA NA VIDA SOCIAL DO PACIENTE TOC E A INTERFERÊNCIA NA VIDA SOCIAL DO PACIENTE Laís Rosiak 1 Rebeca Bueno dos Santos ¹ Mara Regina Nieckel da Costa 2 RESUMO O presente artigo apresenta o estudo realizado sobre o Transtorno Obsessivo

Leia mais

SAÚDE MENTAL DO ENFERMEIRO E O SETOR DE EMERGÊNCIA: UMA QUESTÃO DE SAÚDE NO TRABALHO

SAÚDE MENTAL DO ENFERMEIRO E O SETOR DE EMERGÊNCIA: UMA QUESTÃO DE SAÚDE NO TRABALHO SAÚDE MENTAL DO ENFERMEIRO E O SETOR DE EMERGÊNCIA: UMA QUESTÃO DE SAÚDE NO TRABALHO Valesca Boarim da Silva 1 Regina Célia Gollner Zeitoune 2 Introdução:Trata-se de nota prévia de estudo que tem como

Leia mais

Com isso, Nadler e Lawler (1983, p.22-24) realizaram definições evolutivas da Qualidade de Vida no Trabalho:

Com isso, Nadler e Lawler (1983, p.22-24) realizaram definições evolutivas da Qualidade de Vida no Trabalho: Qualidade de vida no trabalho, saúde e segurança no trabalho: reflexões e interseções O presente artigo trata da Qualidade de Vida no Trabalho, bem como sua origem e evolução histórica, aspectos conceituais

Leia mais

Evanir Soares da Fonseca

Evanir Soares da Fonseca CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde AÇÕES DE COMBATE AO ESTRESSE: PROMOÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DOS TRABALHADORES DA SAÚDE DE PARACATU - MG Evanir Soares

Leia mais

Palavras-chave: educação infantil, políticas públicas, psicologia histórico-cultural.

Palavras-chave: educação infantil, políticas públicas, psicologia histórico-cultural. AS POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL: REALIDADE DE UM MUNICÍPIO DO SUDESTE GOIANO. Janaina Cassiano Silva i Heitor Abadio Vicente ii Resumo Este trabalho é fruto de pesquisa de Iniciação Científica,

Leia mais

NEM SEMPRE É CHATICE, PODE SER A SÍNDROME DO PÂNICO

NEM SEMPRE É CHATICE, PODE SER A SÍNDROME DO PÂNICO NEM SEMPRE É CHATICE, PODE SER A SÍNDROME DO PÂNICO SILVA, A. K. V.; SILVA, R. F. V. RESUMO O tema é Síndrome do Pânico, cujo problema pode levar a pessoa a pensar que está louca. Justifica-se por ser

Leia mais

TOCAR E VER: O CORPO TORNANDO-SE SUJEITO

TOCAR E VER: O CORPO TORNANDO-SE SUJEITO TOCAR E VER: O CORPO TORNANDO-SE SUJEITO Iraquitan de Oliveira Caminha 1 O objetivo desse estudo é analisar a experiência de tocar e de ver, considerando a pulsão de domínio, concebida por Freud, e a motricidade

Leia mais

Faculdade da Alta Paulista

Faculdade da Alta Paulista CURSO DE ENFERMAGEM PLANO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Área: Estágio de Enfermagem em Saúde do Adulto I e II Campo de Atuação: Santa Casa de Tupã; Instituto de Psiquiatria de Tupã e Hospital São

Leia mais

REGULAMENTO DAS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS DO ENFERMEIRO ESPECIALISTA EM ENFERMAGEM DE SAÚDE DA CRIANÇA E DO JOVEM

REGULAMENTO DAS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS DO ENFERMEIRO ESPECIALISTA EM ENFERMAGEM DE SAÚDE DA CRIANÇA E DO JOVEM REGULAMENTO DAS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS DO ENFERMEIRO ESPECIALISTA EM ENFERMAGEM DE SAÚDE DA CRIANÇA E DO JOVEM APROVADO POR MAIORIA EM ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE 20 DE NOVEMBRO DE 2010 Proposta

Leia mais

Leitura na Educação Infantil: Implicações da Teoria Histórico Cultural

Leitura na Educação Infantil: Implicações da Teoria Histórico Cultural Leitura na Educação Infantil: Implicações da Teoria Histórico Cultural EIXO 7 Pesquisa, Leitura, Escrita e Educação Ana Laura Ribeiro da Silva (Doutoranda) Cyntia Graziella Guizelim Simões Girotto (Orientadora)

Leia mais

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO HU/UFJF SERVIÇO SOCIAL. Anna Cláudia Rodrigues Alves. Chefe do Serviço Social HU/UFJF Mestre em Saúde Coletiva / UFJF

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO HU/UFJF SERVIÇO SOCIAL. Anna Cláudia Rodrigues Alves. Chefe do Serviço Social HU/UFJF Mestre em Saúde Coletiva / UFJF HOSPITAL UNIVERSITÁRIO HU/UFJF SERVIÇO SOCIAL Anna Cláudia Rodrigues Alves Chefe do Serviço Social HU/UFJF Mestre em Saúde Coletiva / UFJF FALSO VERDADES E INVERDADES SOBRE O SERVIÇO SOCIAL VERDADEIRO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ABAETETUBA/PA. CONCURSO PU BLICO N. o 01/2015. EDITAL DE RETIFICAC A O N. o 09/2015

PREFEITURA MUNICIPAL DE ABAETETUBA/PA. CONCURSO PU BLICO N. o 01/2015. EDITAL DE RETIFICAC A O N. o 09/2015 CONCURSO PU BLICO N. o 01/2015 EDITAL DE RETIFICAC A O N. o 09/2015 A Prefeitura Municipal de Abaetetuba/PA, no uso de suas atribuic o es legais, nos termos do subitem 16.6 do Edital Retificado e Consolidado

Leia mais

O Trabalho do Assistente Social no Contexto Hospitalar em Porto Alegre: Uma Análise na Perspectiva do Trabalho em Equipe

O Trabalho do Assistente Social no Contexto Hospitalar em Porto Alegre: Uma Análise na Perspectiva do Trabalho em Equipe 1378 O Trabalho do Assistente Social no Contexto Hospitalar em Porto Alegre: Uma Análise na Perspectiva do Trabalho em Equipe V Mostra de Pesquisa da Pós- Graduação Cristiane Ferraz Quevedo de Mello 1,

Leia mais

A dor física: uma teoria psicanalítica da dor corporal *

A dor física: uma teoria psicanalítica da dor corporal * A dor física: uma teoria psicanalítica da dor corporal * Nasio, Juan-David. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2008, 127 p. Luiz Carlos de Oliveira Marinho** Neste seu pequeno livro, A Dor Física, Nasio

Leia mais

MUSICOTERAPIA NA HUMANIZAÇÃO UMA PROPOSTA DE TRABALHO EM HOSPITAL ONCOLÓGICO

MUSICOTERAPIA NA HUMANIZAÇÃO UMA PROPOSTA DE TRABALHO EM HOSPITAL ONCOLÓGICO MUSICOTERAPIA NA HUMANIZAÇÃO UMA PROPOSTA DE TRABALHO EM HOSPITAL ONCOLÓGICO Marly Chagas Oliveira Pinto marlychagas@alternex.com.br Lara Gazaneo Mônica Lamas Conservatório Brasileiro de Música Centro

Leia mais

Projeto Depi - Delegacia Especializada de Proteção ao Idoso

Projeto Depi - Delegacia Especializada de Proteção ao Idoso Anais do 2º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária Belo Horizonte 12 a 15 de setembro de 2004 Projeto Depi - Delegacia Especializada de Proteção ao Idoso Área Temática de Saúde Resumo Atualmente

Leia mais

PSICOLOGIA HISTÓRICO-CULTURAL E DESENVOLVIMENTO SOCIAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL: CONTRIBUIÇÕES DA PSICOLOGIA PARA A EDUCAÇÃO

PSICOLOGIA HISTÓRICO-CULTURAL E DESENVOLVIMENTO SOCIAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL: CONTRIBUIÇÕES DA PSICOLOGIA PARA A EDUCAÇÃO 1 PSICOLOGIA HISTÓRICO-CULTURAL E DESENVOLVIMENTO SOCIAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL: CONTRIBUIÇÕES DA PSICOLOGIA PARA A EDUCAÇÃO Taiane do Nascimento Andrade - Universidade Estadual de Maringá

Leia mais

TÍTULO: LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES DA EMPRESA COR BELLA- AURIFLAMA

TÍTULO: LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES DA EMPRESA COR BELLA- AURIFLAMA TÍTULO: LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES DA EMPRESA COR BELLA- AURIFLAMA CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

Congresso Internacional de Psicopatologia Fundamental e X Congresso Brasileiro de Psicopatologia Fundamental

Congresso Internacional de Psicopatologia Fundamental e X Congresso Brasileiro de Psicopatologia Fundamental Congresso Internacional de Psicopatologia Fundamental e X Congresso Brasileiro de Psicopatologia Fundamental Título da mesa-redonda DISCURSOS E FORMATAÇÕES DO AFETO: CUIDADO E INTERVENÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

PESQUISA E INTERVENÇÃO PSICOLÓGICA NA INSTITUIÇÃO ASSISTENCIALISTA

PESQUISA E INTERVENÇÃO PSICOLÓGICA NA INSTITUIÇÃO ASSISTENCIALISTA PESQUISA E INTERVENÇÃO PSICOLÓGICA NA INSTITUIÇÃO ASSISTENCIALISTA Diante do fato de que no país a cultura do assistencialismo está cada vez mais consolidada, podemos constatar a criação de muitas instituições

Leia mais

ESTUDO BIBLIOGRÁFICO SOBRE O HISTÓRICO DA PSICO-ONCOLOGIA

ESTUDO BIBLIOGRÁFICO SOBRE O HISTÓRICO DA PSICO-ONCOLOGIA REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE PSICOLOGIA - ISSN 1806-0625 P UBLICAÇÃO C IENTÍFICA DA F ACULDADE DE C IÊNCIAS DA S AÚDE DE G ARÇA/FASU MANTIDA PELA A SSOCIAÇÃO C ULTURAL E E DUCACIONAL DE G ARÇA A NO

Leia mais

Qualidade de vida do idoso, família e polìticas sociais Leonia Caapaverde Bulla 1 lbulla@pucrs.br

Qualidade de vida do idoso, família e polìticas sociais Leonia Caapaverde Bulla 1 lbulla@pucrs.br Qualidade de vida do idoso, família e polìticas sociais Leonia Caapaverde Bulla 1 lbulla@pucrs.br Modalidade do trabalho: Eixo temático: Palavras-chave: Comunicação oral individual El trabajo social y

Leia mais

O CAMINHO PARA A ESPIRITUALIDADE

O CAMINHO PARA A ESPIRITUALIDADE José Carlos Pezini Luis Alexandre Ribeiro Branco O CAMINHO PARA A ESPIRITUALIDADE Uma Espiritualidade Cristocêntrica 1 Revisão: Bruna Perrella Brito 2 Prefácio Introdução 1 Índice O Que é Espiritualidade

Leia mais

Psicologia & Sociedade ISSN: 0102-7182 revistapsisoc@gmail.com Associação Brasileira de Psicologia Social Brasil

Psicologia & Sociedade ISSN: 0102-7182 revistapsisoc@gmail.com Associação Brasileira de Psicologia Social Brasil Psicologia & Sociedade ISSN: 0102-7182 revistapsisoc@gmail.com Associação Brasileira de Psicologia Social Brasil Jacques, Maria da Graça O NEXO CAUSAL EM SAÚDE/DOENÇA MENTAL NO TRABALHO: UMA DEMANDA PARA

Leia mais

Seminários Psicanalíticos 2014

Seminários Psicanalíticos 2014 Seminários Psicanalíticos 2014 CONSIDERAÇÕES SOBRE O MUNDO MENTAL BODERLINE: Teoria e manejo técnico Mara Guimarães Pereira Lima Degani Breve histórico Borderline = Limítrofe = Fronteiriço Conhecidos também

Leia mais

IBH Transtorno de personalidade dependente. Dra. Lislie Schoenstatt

IBH Transtorno de personalidade dependente. Dra. Lislie Schoenstatt IBH Transtorno de personalidade dependente Dra. Lislie Schoenstatt Transtorno de Personalidade Dependente - TPD É uma necessidade invasiva e excessiva de ser cuidado, que leva a um comportamento submisso

Leia mais

151. Assédio moral: as possibilidades de intervenção do psicólogo Orientador(a): Banca: RESUMO 152.

151. Assédio moral: as possibilidades de intervenção do psicólogo Orientador(a): Banca: RESUMO 152. 151. Mota, M. D. L. Assédio moral: as possibilidades de intervenção do psicólogo. Trabalho de Conclusão de Curso. Psicologia, Universidade São Judas Tadeu. São Paulo, 2013. Orientador(a): Dr. Arilson Pereira

Leia mais

De portas abertas para as comunidades

De portas abertas para as comunidades De portas abertas para as comunidades VALÉRIA DOS SANTOS NORONHA 1 Apresentação Este projeto de gestão é fruto da experiência vivenciada no Programa Saúde da Família de Macaé em 2005 enquanto assessora

Leia mais

PROTEÇÃO DA SAÚDE MENTAL EM SITUAÇÕES DE DESASTRES E EMERGÊNCIAS (1)

PROTEÇÃO DA SAÚDE MENTAL EM SITUAÇÕES DE DESASTRES E EMERGÊNCIAS (1) Curso Lideres 2004 Salvador Bahia Brasil 29 de novembro a 10 de dezembro de 2004. PROTEÇÃO DA SAÚDE MENTAL EM SITUAÇÕES DE DESASTRES E EMERGÊNCIAS (1) Capítulo 1: Antecedentes e considerações gerais Considerando-se

Leia mais

A SEXUALIDADE NA TERCEIRA IDADE A PARTIR DO OLHAR DOS PARTICIPANTES DA UATI (UEPG)

A SEXUALIDADE NA TERCEIRA IDADE A PARTIR DO OLHAR DOS PARTICIPANTES DA UATI (UEPG) A SEXUALIDADE NA TERCEIRA IDADE A PARTIR DO OLHAR DOS PARTICIPANTES DA UATI (UEPG) MOLETTA *, Ana Keli UEPG anakelimoletta@yahoo.com.br OLIVEIRA **, Rita de Cássia da Silva - UEPG soliveira13@uol.com.br

Leia mais

ASSÉDIO MORAL: Por: Claudia Regina Martins Psicóloga Organizacional CRP 08/13638

ASSÉDIO MORAL: Por: Claudia Regina Martins Psicóloga Organizacional CRP 08/13638 ASSÉDIO MORAL: Por: Claudia Regina Martins Psicóloga Organizacional CRP 08/13638 DEFINIÇÕES Moral: É o conjunto de regras adquiridas através da cultura, da educação, da tradição e do cotidiano, e que orientam

Leia mais

PROJETO INSTRUIR SAÚDE

PROJETO INSTRUIR SAÚDE PROJETO INSTRUIR SAÚDE PROJETO-PILOTO Fabíola Sucasas Negrão Covas Promotora de Justiça do Ministério Público do Estado de São Paulo Integrante do GEVID/Núcleo Leste II Grupo de Atuação Especial de Enfrentamento

Leia mais

Apresentadoras: Francine Ramos (3º ano) Isabela Alves de Quadros (2º ano)

Apresentadoras: Francine Ramos (3º ano) Isabela Alves de Quadros (2º ano) Apresentadoras: Francine Ramos (3º ano) Isabela Alves de Quadros (2º ano) Orientadora: Profa. Dra. Aline Aceituno da Costa Fga. Géssyka Gomes Marcandal (mestranda Saúde Coletiva) Data: 08/08/2012 Horário:

Leia mais

SAÚDE MENTAL NA ATENÇÃO BÁSICA. Outubro 2013

SAÚDE MENTAL NA ATENÇÃO BÁSICA. Outubro 2013 SAÚDE MENTAL NA ATENÇÃO BÁSICA Outubro 2013 ATENÇÃO BÁSICA Fundamentos e Diretrizes cuidado e gestão, democráticas e participativas, trabalho em equipe, populações de territórios definidos, com responsabilidade

Leia mais

VI CONGRESSO BRASILEIRO DE AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA IX CONGRESO IBEROAMERICANO DE DIAGNÓSTICO Y EVALUACIÓN PSICOLÓGICA MACEIÓ, 04 A 07 DE JUNHO DE 2013

VI CONGRESSO BRASILEIRO DE AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA IX CONGRESO IBEROAMERICANO DE DIAGNÓSTICO Y EVALUACIÓN PSICOLÓGICA MACEIÓ, 04 A 07 DE JUNHO DE 2013 VI CONGRESSO BRASILEIRO DE AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA & IX CONGRESO IBEROAMERICANO DE DIAGNÓSTICO Y EVALUACIÓN PSICOLÓGICA MACEIÓ, 04 A 07 DE JUNHO DE 2013 1) Tipo e título da atividade proposta: a) Tipo: MESA-REDONDA;

Leia mais

Avaliação Psicossocial: conceitos

Avaliação Psicossocial: conceitos Avaliação Psicossocial: conceitos Vera Lucia Zaher Pesquisadora do LIM 01 da FMUSP Programa de pós-graduação de Bioética do Centro Universitário São Camilo Diretora da Associação Paulista de Medicina do

Leia mais

A ENFERMAGEM E A MULHER EM SOFRIMENTO PSÍQUICO NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA

A ENFERMAGEM E A MULHER EM SOFRIMENTO PSÍQUICO NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA A ENFERMAGEM E A MULHER EM SOFRIMENTO PSÍQUICO NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA Deivson Wendell da Costa Lima 1 Lia Carneiro Silveira 2 Juce Ally Lopes de Melo 3 Kisia Cristina de Oliveira e Melo 4 Sâmara

Leia mais

Psicologia Aplicada em

Psicologia Aplicada em Psicologia Aplicada em Segurança do Trabalho Destaque aos Aspectos Comportamentais e Trabalho em Equipe da NR-10 Avaliação dos Fatores Psicossociais da NR -35 1ª edição 2007 2ª edição 2010 3ª edição 2012

Leia mais

A ótica dos agentes comunitários de saúde sobre o Programa Saúde da Família

A ótica dos agentes comunitários de saúde sobre o Programa Saúde da Família PESQUISA A ótica dos agentes comunitários de saúde sobre o Programa Saúde da Família Maria do Carmo Reis Crespilho Aluna do Curso de Graduação em Enfermagem. Cláudia Polubriaginof Docente do Curso de Graduação

Leia mais

O PROCESSO TERAPÊUTICO EM UM CAPSad: A VISÃO DOS TRABALHADORES

O PROCESSO TERAPÊUTICO EM UM CAPSad: A VISÃO DOS TRABALHADORES 122 O PROCESSO TERAPÊUTICO EM UM CAPSad: A VISÃO DOS TRABALHADORES Carlise Cadore Carmem Lúcia Colomé Beck Universidade Federal de Santa Maria Resumo Os movimentos da Reforma Sanitária e da Reforma Psiquiátrica

Leia mais

A leitura da Bíblia é uma das mais ricas fontes literárias que a humanidade tem. Minhas lembranças mais remotas são do bairro da Gamboa, onde há um complexo chamado Instituto Central do Povo, com a Igreja

Leia mais

Hospital de Clínicas Gaspar Viana

Hospital de Clínicas Gaspar Viana Hospital de Clínicas Gaspar Viana Atendimento de Enfermagem na Clínica Psiquiátrica Enf. Sofia Vasconcelos Alves ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM OBJETIVO:Promover ações terapêuticas voltadas para identificar

Leia mais

Orientador: Prof. Dr. Angelo Vargas Universsidade Federal do Rio de Janeiro Prof. Convidado da Universidad Autónoma de Asunción - UAA

Orientador: Prof. Dr. Angelo Vargas Universsidade Federal do Rio de Janeiro Prof. Convidado da Universidad Autónoma de Asunción - UAA Qualidade de vida no trabalho visando a realidade da indústria em Brasil La calidad de vida en el trabajo tomando en cuenta la realidad de la industria en Brasil Universidad Autónoma de Regimênia Maria

Leia mais

Megaeventos esportivos no Brasil e seu comprometimento com a Sustentabilidade

Megaeventos esportivos no Brasil e seu comprometimento com a Sustentabilidade FACULDADE CÄSPER LÅBERO CIP Centro Interdisciplinar de Pesquisa PROJETO DE PESQUISA Megaeventos esportivos no Brasil e seu comprometimento com a Sustentabilidade Linha de pesquisa: Comunicação e Mercado

Leia mais

O QUE É METACONCEITOS?

O QUE É METACONCEITOS? O QUE É METACONCEITOS? Metaconceitos é uma das abordagens mais abrangentes desenvolvidas no campo da terapia familiar durante a década de 90. Utilizando a abordagem sistêmica para desenvolver metaconceitos,

Leia mais

APROPRIAÇÃO DAS TEORIAS DE VYGOTSKY POR PROFESSORES DA REDE PÚBLICA DE ENSINO DE CURITIBA

APROPRIAÇÃO DAS TEORIAS DE VYGOTSKY POR PROFESSORES DA REDE PÚBLICA DE ENSINO DE CURITIBA APROPRIAÇÃO DAS TEORIAS DE VYGOTSKY POR PROFESSORES DA REDE PÚBLICA DE ENSINO DE CURITIBA Roberta Ferreira Cavalcanti Solange Regina Silva Almeida Rosangela Alves de Godoy Nilson Fernandes Dinis (Universidade

Leia mais

ABORDAGEM TEÓRICA SOBRE A LOUCURA E A REFORMA PSIQUIÁTRICA NO BRASIL

ABORDAGEM TEÓRICA SOBRE A LOUCURA E A REFORMA PSIQUIÁTRICA NO BRASIL ABORDAGEM TEÓRICA SOBRE A LOUCURA E A REFORMA PSIQUIÁTRICA NO BRASIL Joselice Moreira de Souza Carvalho 1, Líscia Moreira Carvalho 2, Luciana Alves Oliveira Weber 3 Universidade Estadual do Sudoeste da

Leia mais

Competências e Habilidades Específicas:

Competências e Habilidades Específicas: DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM 1. PERFIL DO FORMANDO EGRESSO/PROFISSIONAL Enfermeiro, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva. Profissional qualificado

Leia mais

ESTA PALESTRA NÃO PODERÁ SER REPRODUZIDA SEM A REFERÊNCIA DO AUTOR. 15:04 1

ESTA PALESTRA NÃO PODERÁ SER REPRODUZIDA SEM A REFERÊNCIA DO AUTOR. 15:04 1 ESTA PALESTRA NÃO PODERÁ SER REPRODUZIDA SEM A REFERÊNCIA DO AUTOR. 15:04 1 Política Nacional de Humanização da Atenção e Gestão no SUS-PNH Processos de trabalho e a interdisciplinaridade nas organizações

Leia mais

9º Congresso de Pós-Graduação DIREITOS HUMANOS: A ABORDAGEM HISTÓRICO-CULTURAL E PESSOAS COM DEFICIÊNCIA UM MUNDO QUE TENHA SIGNIFICADOS

9º Congresso de Pós-Graduação DIREITOS HUMANOS: A ABORDAGEM HISTÓRICO-CULTURAL E PESSOAS COM DEFICIÊNCIA UM MUNDO QUE TENHA SIGNIFICADOS 9º Congresso de Pós-Graduação DIREITOS HUMANOS: A ABORDAGEM HISTÓRICO-CULTURAL E PESSOAS COM DEFICIÊNCIA UM MUNDO QUE TENHA SIGNIFICADOS Autor(es) ELIANE APARECIDA ANDREOLI Orientador(es) MARIA INES BACELAR

Leia mais

O IMPACTO E RESULTADOS DA COMUNICAÇÃO NO GERENCIA- MENTO DE PROJETOS DE IMPLANTAÇÃO DE SOFTWARE ERP

O IMPACTO E RESULTADOS DA COMUNICAÇÃO NO GERENCIA- MENTO DE PROJETOS DE IMPLANTAÇÃO DE SOFTWARE ERP O IMPACTO E RESULTADOS DA COMUNICAÇÃO NO GERENCIA- MENTO DE PROJETOS DE IMPLANTAÇÃO DE SOFTWARE ERP Marcela de Jesus Motta Pós-graduação em Gerenciamento de Projetos Faculdade SATC Criciúma SC Brasil celinhamotta@yahoo.com.br

Leia mais

O FUTURO DA PSICOLOGIA E SUA APLICAÇÃO A MODERNIDADE

O FUTURO DA PSICOLOGIA E SUA APLICAÇÃO A MODERNIDADE O FUTURO DA PSICOLOGIA E SUA APLICAÇÃO A MODERNIDADE CONTO, Bruna Rafaelli¹ MÜLLER, Camilla Cristine JESUS, Cinthia Luciane SANTOS, Gleisiane RESUMO O objetivo deste trabalho foi refletir e propor previsões

Leia mais

Estágio Curricular Supervisionado

Estágio Curricular Supervisionado Estágio Curricular Supervisionado CURSO DE ENFERMAGEM O curso de bacharelado em Enfermagem do IPTAN apresenta duas disciplinas em seu plano curricular pleno relativas ao estágio: Estágio Supervisionado

Leia mais

ALERTA PARA OS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM SOBRE OS SINTOMAS DA SÍNDROME DE BURNOUT

ALERTA PARA OS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM SOBRE OS SINTOMAS DA SÍNDROME DE BURNOUT ALERTA PARA OS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM SOBRE OS SINTOMAS DA SÍNDROME DE BURNOUT CASTRO, Wagner Aparecido Oliveira Discente do curso de Enfermagem da Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias de Itapeva.

Leia mais

A seguir enumeramos algumas caracteristicas do TBH:

A seguir enumeramos algumas caracteristicas do TBH: OQUEÉOTRANSTORNOBIPOLARDO HUMOR(TBH)? O transtorno bipolar do humor (também conhecido como psicose ou doença maníaco-depressiva) é uma doença psiquiátrica caracterizada por oscilações ou mudanças de humor

Leia mais

APRENDER A APRENDER EDUCAÇÃO FÍSICA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES HOJE EU APRENDI. AULA: 5.2 Conteúdo: Atividade Física e Saúde

APRENDER A APRENDER EDUCAÇÃO FÍSICA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES HOJE EU APRENDI. AULA: 5.2 Conteúdo: Atividade Física e Saúde A AULA: 5.2 Conteúdo: Atividade Física e Saúde A AULA: 5.2 Habilidades: Compreender os benefícios dos exercícios físicos na promoção da saúde e qualidade de vida A BENEFÍCIOS DA ATIVIDADE A Benefícios

Leia mais

O BICHO. Anair Holanda Cavalcante

O BICHO. Anair Holanda Cavalcante O BICHO VI ONTEM um bicho Na imundície do pátio Catando comida entre os detritos. Quando achava alguma coisa, Não examinava nem cheirava: Engolia com voracidade. O bicho não era um cão, Não era um gato,

Leia mais

Uma proposta de pesquisa-intervenção em rede: Programa de Formação em Saúde, Gênero e Trabalho nas Escolas 1

Uma proposta de pesquisa-intervenção em rede: Programa de Formação em Saúde, Gênero e Trabalho nas Escolas 1 Uma proposta de pesquisa-intervenção em rede: Programa de Formação em Saúde, Gênero e Trabalho nas Escolas 1 Jussara Brito & Milton Athayde Introdução A realização deste projeto de pesquisa-formação junto

Leia mais

Depressão* Marcos Vinicius Z. Portela** Fonte: www.institutoreichiano.com.br

Depressão* Marcos Vinicius Z. Portela** Fonte: www.institutoreichiano.com.br Marcos Vinicius Z. Portela** Depressão* Em primeiro lugar, gostaria de agradecer a oportunidade para estar aqui hoje nesta breve exposição - a qual pretendo, com a ajuda de todos, transformar numa conversa

Leia mais

VIGILÂNCIA E PROMOÇÃO À SAÚDE

VIGILÂNCIA E PROMOÇÃO À SAÚDE VIGILÂNCIA E PROMOÇÃO À SAÚDE Um modelo de assistência descentralizado que busca a integralidade, com a participação da sociedade, e que pretende dar conta da prevenção, promoção e atenção à saúde da população

Leia mais

O USO DA INTERNET E SEUS EFEITOS SOBRE O PROCESSO DE SUBJETIVAÇÃO DE USUÁRIOS BRASILEIROS

O USO DA INTERNET E SEUS EFEITOS SOBRE O PROCESSO DE SUBJETIVAÇÃO DE USUÁRIOS BRASILEIROS O USO DA INTERNET E SEUS EFEITOS SOBRE O PROCESSO DE SUBJETIVAÇÃO DE USUÁRIOS BRASILEIROS Lucas Germani Wendt; Leonardo Pestillo de Oliveira; Letícia Rossi RESUMO: O presente projeto terá por objetivo

Leia mais

A GINÁSTICA LABORAL COMO FERRAMENTA PARA A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA NO SETOR DE COZINHA EM RESTAURANTES

A GINÁSTICA LABORAL COMO FERRAMENTA PARA A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA NO SETOR DE COZINHA EM RESTAURANTES A GINÁSTICA LABORAL COMO FERRAMENTA PARA A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA NO SETOR DE COZINHA EM RESTAURANTES Alexandre Crespo Coelho da Silva Pinto Fisioterapeuta Mestrando em Engenharia de Produção UFSC

Leia mais

CUSTO HUMANO NO TRABALHO: avaliação de enfermeiros em Terapia Intensiva àluz da psicodinâmica do trabalho

CUSTO HUMANO NO TRABALHO: avaliação de enfermeiros em Terapia Intensiva àluz da psicodinâmica do trabalho CUSTO HUMANO NO TRABALHO: avaliação de enfermeiros em Terapia Intensiva àluz da psicodinâmica do trabalho Juliana Faria Campos Doutoranda UERJ. Professora Assistente da EEAN/ UFRJ Helena Maria Scherlowski

Leia mais

O Sentido do Trabalho no Discurso dos Trabalhadores de uma Organização do Terceiro Setor em Belo Horizonte

O Sentido do Trabalho no Discurso dos Trabalhadores de uma Organização do Terceiro Setor em Belo Horizonte O Sentido do Trabalho no Discurso dos Trabalhadores de uma Organização do Terceiro Setor em Belo Horizonte Resumo Eliete Augusta de Souza Viana (Faculdade Novos Horizontes) elietepsi@yahoo.com.br Marília

Leia mais

JOGO 1 E CONSTRUÇÃO DA CONSCIÊNCIA HUMANA: IMPLICAÇÕES DA ALIENAÇÃO NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO INFANTIL

JOGO 1 E CONSTRUÇÃO DA CONSCIÊNCIA HUMANA: IMPLICAÇÕES DA ALIENAÇÃO NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO INFANTIL JOGO 1 E CONSTRUÇÃO DA CONSCIÊNCIA HUMANA: IMPLICAÇÕES DA ALIENAÇÃO NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO INFANTIL Rodrigo Lima Nunes PPGE da FCT/UNESP Irineu Aliprando Viotto Filho 2 FCT/UNESP Tatiane da Silva

Leia mais

Projetos Financiados em 2008. CMDCA de Guarujá

Projetos Financiados em 2008. CMDCA de Guarujá Projetos Financiados em 2008 CMDCA de Guarujá APAE - Guarujá Projeto: Valorizando a Vida. Objetivo: Dar continuidade as atividade para melhorar as capacidades de comunicação, expressão, sociabilidade dos

Leia mais

Niklis. A Estratégia Clube, é uma Empresa do Grupo Chebatt &

Niklis. A Estratégia Clube, é uma Empresa do Grupo Chebatt & A Estratégia Clube, é uma Empresa do Grupo Chebatt & Niklis especializado em Eventos Esportivos, Eventos Corporativos, Atividades Físicas, Lazer e Entretenimento. Sempre buscando a excelência sob todos

Leia mais

ATENÇÃO PSICOSSOCIAL DO SERVIDOR PENITENCIÁRIO

ATENÇÃO PSICOSSOCIAL DO SERVIDOR PENITENCIÁRIO Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília/DF 16, 17 e 18 de abril de 2013 ATENÇÃO PSICOSSOCIAL DO SERVIDOR PENITENCIÁRIO Fernanda Bárbara Bastos Gleice Soares da Silva Paixão Maria Betânia Silva

Leia mais

SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº 3, DE 7 DE MAIO 2010

SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº 3, DE 7 DE MAIO 2010 SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº 3, DE 7 DE MAIO 2010 Estabelece orientações básicas sobre a Norma Operacional de Saúde do Servidor - NOSS aos órgãos e entidades do Sistema de Pessoal

Leia mais

RELAÇÃO ENTRE TRABALHO E SOFRIMENTO PSÍQUICO DE PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS

RELAÇÃO ENTRE TRABALHO E SOFRIMENTO PSÍQUICO DE PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 532 RELAÇÃO ENTRE TRABALHO E SOFRIMENTO PSÍQUICO DE PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS Kelly Cristina Tesche Rozendo 1, Delza

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR BACHARELADO / FORMAÇÃO DE PSICÓLOGO

MATRIZ CURRICULAR BACHARELADO / FORMAÇÃO DE PSICÓLOGO Curso: Graduação: Ênfase: Regime: Duração: PSICOLOGIA MATRIZ CURRICULAR BACHARELADO / FORMAÇÃO DE PSICÓLOGO I PSICOLOGIA E PROCESSOS DE PREVENÇÃO E PROMOÇÃO DA SAÚDE II PSICOLOGIA E PROCESSOS CLÍNICOS

Leia mais