Patologia Buco Dental Prof. Dr. Renato Rossi Jr.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Patologia Buco Dental Prof. Dr. Renato Rossi Jr."

Transcrição

1 Cistos Odontogênicos Introdução Os cistos derivados dos tecidos odontogênicos são caracterizados como lesões de extraordinária variedade. O complexo desenvolvimento das estruturas dentárias é refletido nessa multiformidade, uma vez que os cistos representam uma aberração em alguma fase do desenvolvimento normal da odontogênese. É de extrema importância considerar que o fato da perfeita compreensão da patogênese dos cistos odontogênicos significa uma compreensão da histogênese do dente. Os cistos dos maxilares foram classificados histologicamente pela Organização Mundial de Saúde, a partir da criação de um Centro Internacional de Referências e Classificação de lesões, em Copenhagen, em Esse centro teve como principal objetivo reconhecer a complexidade deste grupo de lesões para que pudesse ser obtido cooperação internacional para a discussão e disseminação de conhecimento e idéias.com raras exceções, no osso, cistos limitados por epitélio são observados somente nos maxilares. Mesmo considerando que cistos possam ser resultados da inclusão de epitélio na linha de fusão de processos embrionários, a maioria dos cistos dos maxilares é limitado por epitélio de origem odontogênica. Como pode ocorrer vários tipos de cistos, dependendo principalmente da fase da odontogênese em que se originam, houve inúmeras tentativas de se classificar e criar um sistema de nomenclatura destas lesões. Uma classificação simples e prática é a seguinte: a) Cisto Dentígero; b) Ceratocisto Odontogênico; c) Cisto Odontogênico Calcificante; d) Cisto Periodontal Lateral. Cisto Dentígero O cisto dentígero se origina depois da coroa do dente estar completamente formada, pelo acúmulo de líquido entre a coroa do dente e o epitélio reduzido do esmalte. Uma outra explicação possível de sua patogênese é a partir da degeneração do retículo estrelado, formando uma cavidade cística solitária à volta da coroa do dente. Este cisto, inicialmente esta sempre associado à coroa de um dente incluso ou não irrompido. Odontoma complexo ou dente supranumerário também podem estar envolvidos por um cisto dentígero. A localização mais frequentemente envolvida é a dos caninos e dos terceiros molares inferiores e superiores, sendo que raramente

2 estão relacionados com dentes decíduos. Ainda que os cistos dentígeros possam acometer qualquer idade, ocorre ligeira predileção por pacientes entre 10 e 30 anos do sexo masculino, sendo que a prevalência é maior nos brancos do que nos negros. Frequentemente, os cistos dentígeros pequenos são totalmente assintomáticos e descobertos somente com exames radiográficos de rotina principalmente quando busca determinar a causa da falha na erupção deum dente. Vale lembrar que o cisto dentígero é potencialmente capaz de se transformar em uma lesão agressiva consequente de seu aumento de tamanho considerável podendo levar até mesmo à expansão o osso na região afetada, causando uma assimetria facial. Radiograficamente, os cistos dentígeros se caracterizam como uma lesão radio transparente unilocular associada à coroa de um dente incluso com inserção na junção amelocementária. Observa-se também possível expansão óssea quando grande dimensão foi atingida. Não raro, a lesão radiotransparente possui margem esclerótica e bem definida, porém um cisto infectado pode apresentar limites mal definidos. Os cistos dentígeros são capazes de causar deslocamento do dente envolvido por distâncias consideráveis; assim como causar a reabsorção radicular dos dentes adjacentes erupcionados. A diferenciação de um cisto dentígero pequeno e um folículo dilatado sobre a coroa de um dente incluso é uma tarefa difícil que exige conhecimento amplo por parte do profissional. Além disso, os aspectos radiográficos não são suficientes para se diagnosticar a lesão, uma vez que ceratocistos odontogênicos, ameloblastoma unilocular e diversos outros tumores podem apresentar imagem radiográfica idêntica à do cisto dentígero. O tratamento usual para o cisto dentígero é a enucleação cuidadosa do cisto e a remoção do dente incluso relacionado. Se a erupção do dente for viável, pode-se apenas fazer a remoção parcial da parede do cisto. Ceratocisto Odontogênico O ceratocisto odontogênico é um cisto odontogênico de forma distante que necessita atençõesespeciais devido às suas características clínicas e aspectos histopatológicos específicos. Os cistos que se caracterizam por possuir um epitélio de espessura uniforme e notável, superfície paraceratinizada, uma camada de células basais polarizada em paliçada e possuindo um padrão semelhante a neoplasias, são conhecidos como ceratocistos odontogênicos. Há uma concordância em geral de que os ceratocistos odontogênico se originam de remanescentes celulares da lâmina

3 dental. Os ceratocistos podem ser encontrados em pacientes de idades variadas, desde muito novo aos idosos. Porém, 60% dos casos são diagnosticados em pacientes entre 10 e 40 anos. Ocorre uma predileção pelo sexo masculino e a mandíbula é consideravelmente mais afetada do que a maxila. Assim como os cistos dentígeros, o ceratocisto odontogênico é uma lesão de caráter assintomático, sendo somente descoberta por exames radiográficos de rotina. Eles podem estar ou não associados a um dente incluso, e possuem conteúdo cístico espesso de aspecto branco leitoso. Uma característica importante para o diagnóstico diferencial com o cisto dentígero é o crescimento ântero-posterior do ceratocisto odontogênico, sem causar expansão óssea evidente. Os ceratocistos odontogênicos possuem como características radiográficas a presença de uma lesão radiolúcida, unilocular ou multilocular com margem bem definida. Em pequena parte dos casos, um dente incluso pode estar envolvido na lesão, fazendo com que ocorra o diagnóstico errôneo de cisto dentígero. A reabsorção das raízes dos dentes adjacentes irrompidos e o deslocamento de outros dentes são menos intensos do que a observada com os cistos radiculares dentígero. Devido à grande semelhança com o cisto dentígero, muitos ceratocistos odontogênicos são tratados de maneira semelhante aos outros cistos, isto é, a enucleação e curetagem. Eles possuem alta recidiva, principalmente quando o cisto de localiza na porção posterior do corpo da mandíbula. Muitos cirurgiões recomendam a ostectomia periférica a fim de reduzir a frequência da recorrência. Cisto Odontogênico Calcificante O cisto odontogênico calcificante é caracterizado como uma lesão insólita pelo fato de ter algumas características de um cisto e, também, muitos aspectos de um neoplasma sólido. É considerada uma lesão incomum, que apresenta considerável diversidade histopatológica e comportamento clínico variável e, embora alguns autores o classifiquem como um cisto comum, outros preferem considerá-los como uma neoplasia É uma lesão predominantemente intraóssea que acomete com a mesma frequência a mandíbula e a maxila. Outra característica clínica é a faixa etária ampla dos pacientes, que vai desde a infância até a idade mais avançada, sendo a média da de idade 33 anos. Essa lesão possui três variantes císticas: Tipo 1A, o tipo unicístico simples ; tipo 1B, o tipo produtor de odontoma; e o tipo 1C, o

4 tipo proliferante ameloblastomoso. Além disso, o cisto odontogênico calcificante pode estar associado a outros tumores odontogênicos reconhecidos, como os odontomas. Contudo, tumores odontogênicos adenomatóides e ameloblastomas têm, também, sido associados com os cistos odontogênicos calcificante. Classificação feita pela Organização Mundial de Saúde considerou o cisto odontogênico calcificante, com todas as suas variantes, um tumor odontogênico. Geralmente, o cisto odontogênico calcificante central apresenta-se como uma lesão unilocular radiotransparente bem definida, podendo também ser multilocular. Estruturas radiopacas na lesão, como calcificações irregulares ou como estruturas semelhantes a dentes, estão presentes em 50% dos casos. A lesão pode envolver um dente incluso, geralmente um canino, ou não estar relacionado a algum dente. A reabsorção radicular ou a divergência dos dentes adjacentes são observadas com alguma frequência. Devido à propensão da lesão para o crescimento contínuo, quando encontrada deve ser removida cirurgicamente. A ausência da recidiva depende da remoção total. O prognóstico para o paciente é bom. Quando o cisto odontogênico calcificante está associado com algum outro tumor odontogênico conhecido, como um ameloblastoma, o tratamento e prognóstico são parecidos com os do tumor associado. Cisto Periodontal Lateral O cisto periodontal lateral é um cisto odontogênico raro, porém bem reconhecido. Caracteristicamente é um cisto que tem origem a partir de remanescentes da lâmina dental que se encontra em estado pós-funcional ou de restos do epitélio reduzido. Além disso, pode-se dizer que o cisto periodontal lateral constitui menos de 2% de todos os cistos limitados por epitélio nos maxilares. Estes cistos parecem desenvolverse em associação íntima com a superfície lateral de um dente erupcionados, com predileção pela área de pré-molares inferiores. O cisto periodontal lateral é, na grande maioria das vezes, assintomático, sendo detectado somente através de exames radiográficos de rotina. Ocasionalmente, um exame clínico pode detectar uma pequena massa evidente na superfície vestibular da raiz, mesmo que a mucosa suprajacente esteja normal. Acomete com maior frequência paciente entre 50 e 70 anos deidade; raramente pessoas abaixo de 30

5 anos. Na grande maioria dos casos, o cisto periodontal lateral ocorre na região de incisivo lateral-canino e pré-molar inferior. É importante ressaltar que o dente associado possui polpa viva, a menos que esteja envolvido por outra causa. Radiograficamente, observamos uma lesão radiolúcida bem circunscrita, unilocular, localizada lateralmente à raiz de um dente. É uma lesão geralmente pequena que algumas vezes pode estar envolvida por uma fina camada de osso esclerótico. Faz-se necessário lembrar que as características radiográficas não são suficientes para o diagnóstico da lesão, uma vez que um ceratocisto odontogênico localizado lateralmente à raiz de um dente possui características radiográficas idênticas. Além disso, um cisto inflamatório originado de uma lesão periodontal ou até mesmo um cisto radicular inflamatório podem se apresentar similares ao cisto periodontal lateral radiograficamente. A enucleação conservadora, isto é, a remoção cirúrgica do cisto e conservação do dente associado, é a opção de escolha para o tratamento do cisto periodontal lateral. Não há relatos de tendência recidiva desse tipo cisto após a excisão cirúrgica. Um caso bastante raro foi relatado em que um cisto periodontal lateral foi capaz de originar um carcinoma de células escamosas. Conclusão Mesmo considerando que o cirurgião dentista dependa grandemente de habilidades técnicas, a ênfase crescente na orientação biológica da prática da odontologia ressalta a necessidade de um conhecimento teórico abrangente da patologia bucal, principalmente daquelas lesões que estão presentes com grande frequência no dia-adia do profissional. Os cistos odontogênicos são derivados do epitélio associado ao desenvolvimento do órgão dentário e, podem ocorrer vários tipos destes cistos, dependendo da fase da odontogênese na qual se originam. É de suma importância lembrar que o diagnóstico de qualquer dos cistos odontogênicos e sua identificação exata quanto a sua classificação dependem de exame microscópico do tecido, juntamente com o estudo cuidadoso dos dados clínicos e radiográficos.

Calcifying Odontogenic Cyst: Report of a Case

Calcifying Odontogenic Cyst: Report of a Case CISTO ODONTOGÊNICO CALCIFICANTE: RELATO DE CASO Calcifying Odontogenic Cyst: Report of a Case Recebido em 20/07/2005 Aprovado em 07/08/2005 Antonio Varela Cancio* Ricardo Viana Bessa-Nogueira** Belmiro

Leia mais

Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna da Papaiz edição XIX Setembro de papaizassociados.com.

Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna da Papaiz edição XIX Setembro de papaizassociados.com. Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna da Papaiz edição XIX Setembro de 2016 Dr. André Simões, radiologista da Papaiz Diagnósticos Odontológicos por Imagem 11 3894 3030 papaizassociados.com.br

Leia mais

Centro Universitário Cesmac CAMILA MARIA BEDER RIBEIRO

Centro Universitário Cesmac CAMILA MARIA BEDER RIBEIRO Centro Universitário Cesmac CAMILA MARIA BEDER RIBEIRO TUMORES ODONTOGÊNICOS Tumores odontogênicos - grupo de doenças heterogêneas que vão desde hamartomas ou proliferação de tecido não neoplásico a neoplasias

Leia mais

Universidade Federal do Ceará Faculdade de Medicina Liga de Cirurgia de Cabeça e Pescoço. Jônatas Catunda de Freitas

Universidade Federal do Ceará Faculdade de Medicina Liga de Cirurgia de Cabeça e Pescoço. Jônatas Catunda de Freitas Universidade Federal do Ceará Faculdade de Medicina Liga de Cirurgia de Cabeça e Pescoço Jônatas Catunda de Freitas Fortaleza 2010 Lesões raras, acometendo principalmente mandíbula e maxila Quadro clínico

Leia mais

CISTO DENTÍGERO, UM RELATO DE CASO DENTIGEROUS CYST, A REPORT CASE

CISTO DENTÍGERO, UM RELATO DE CASO DENTIGEROUS CYST, A REPORT CASE CISTO DENTÍGERO, UM RELATO DE CASO DENTIGEROUS CYST, A REPORT CASE Autores: Dr. Reinaldo Jose de Oliveira Coordenador do curso de Especialização em Radiologia Odontogica e Imaginologia na FMU Faculdades

Leia mais

CISTOS ODONTOGÊNICOS

CISTOS ODONTOGÊNICOS 13 CISTOS ODONTOGÊNICOS INTRODUÇÃO São cistos resultantes da proliferação de remanescentes epiteliais associados à formação dos dentes. O epitélio presente em cada um dos cistos odontogênicos é derivado

Leia mais

TUMORES ODONTOGÊNICOS

TUMORES ODONTOGÊNICOS 37 TUMORES ODONTOGÊNICOS Classificação: Inúmeras são as classificações propostas para os tumores odontogênicos, mas nenhuma universalmente aceita, principalmente em decorrência das dúvidas ainda existentes

Leia mais

Cisto Dentígero: Relação entre Imagem Radiográfica do Espaço Pericoronário e Laudo Histopatológico em Terceiros Molares Inclusos

Cisto Dentígero: Relação entre Imagem Radiográfica do Espaço Pericoronário e Laudo Histopatológico em Terceiros Molares Inclusos Cisto Dentígero... Cisto Dentígero: Relação entre Imagem Radiográfica do Espaço Pericoronário e Laudo Histopatológico em Terceiros Molares Inclusos Marileia Alves 1, Karen Corrêa de Oliveira 2 1 Acadêmica

Leia mais

Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna da Papaiz edição XX Outubro de papaizassociados.com.

Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna da Papaiz edição XX Outubro de papaizassociados.com. Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna da Papaiz edição XX Outubro de 2016 Dr. André Simões, radiologista da Papaiz Diagnósticos Odontológicos por Imagem 11 3894 3030 papaizassociados.com.br

Leia mais

Cisto periodontal lateral: relato de caso clínico

Cisto periodontal lateral: relato de caso clínico Cisto periodontal lateral: relato de caso clínico CASO CLÍNICO Cisto periodontal lateral: relato de caso clínico Lateral periodontal cyst: clinical report Maria Elizabeth Marques NOGUEIRA MARTINS* Nathália

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIÁPICE

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIÁPICE ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIÁPICE AMPLIAR AS IMAGENS E ESTUDAR COM MUITA ATENÇÃO - EXISTEM MUITOS DETALHES O órgão pulpar é semelhante a outros tecidos conjuntivos que reage a infecção bacteriana

Leia mais

TRATAMENTO CIRÚRGICO DE ODONTOMA COMPLEXO EM MANDÍBULA COM O AUXÍLIO DE MOTOR ULTRASSÔNICO. Odontologia de Araçatuba UNESP;

TRATAMENTO CIRÚRGICO DE ODONTOMA COMPLEXO EM MANDÍBULA COM O AUXÍLIO DE MOTOR ULTRASSÔNICO. Odontologia de Araçatuba UNESP; TRATAMENTO CIRÚRGICO DE ODONTOMA COMPLEXO EM MANDÍBULA COM O AUXÍLIO DE MOTOR ULTRASSÔNICO Lara Carvalho Cunha 1; Gustavo Antonio Correa Momesso 2 ; Valthierre Nunes de Lima 2 ; Sormani Bento Fernandes

Leia mais

TÍTULO: COLESTEATOMA DE CONDUTO AUDITIVO EXTERNO COMO DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DE PATOLOGIAS DA ORELHA EXTERNA

TÍTULO: COLESTEATOMA DE CONDUTO AUDITIVO EXTERNO COMO DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DE PATOLOGIAS DA ORELHA EXTERNA TÍTULO: COLESTEATOMA DE CONDUTO AUDITIVO EXTERNO COMO DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DE PATOLOGIAS DA ORELHA EXTERNA CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: MEDICINA INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE

Leia mais

Cirurgia Micrográfica de Mohs

Cirurgia Micrográfica de Mohs Cirurgia Micrográfica de Mohs O câncer de pele está cada vez mais predominante, e estima-se que cerca de 20% da população mundial desenvolverá câncer de pele em sua vida. Felizmente, o câncer de pele tem

Leia mais

Tumor Odontogênico Adenomatoide: Relato de Caso

Tumor Odontogênico Adenomatoide: Relato de Caso Recebido em 15/10/2013 Aprovado em 12/08/2013 V14N1 Tumor Odontogênico Adenomatoide: Relato de Caso Adenomatoide Odontogenic Tumor: Case Report Marcelo Farias de Medeiros I Fabrício de Souza Landin II

Leia mais

ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE

ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE O órgão dentário, um dos elementos do aparelho mastigatório, é constituído por tecidos especificamente dentais (esmalte, dentina, polpa) e por tecidos periodontais

Leia mais

ODONTOLOGIA PREVENTIVA. Saúde Bucal. Periodontite. Sua saúde começa pela boca!

ODONTOLOGIA PREVENTIVA. Saúde Bucal. Periodontite. Sua saúde começa pela boca! ODONTOLOGIA PREVENTIVA Saúde Bucal Periodontite. Sua saúde começa pela boca! O que é doença periodontal ou periodontite? ESMALTE DENTINA GENGIVAS POLPA PERIODONTITE OSSO ALVEOLAR CEMENTO NERVOS E VASOS

Leia mais

Imagem da Semana: Ressonância nuclear magnética

Imagem da Semana: Ressonância nuclear magnética Imagem da Semana: Ressonância nuclear magnética Imagem 01. Ressonância Margnética do Abdomen Imagem 02. Angiorressonância Abdominal Paciente masculino, 54 anos, obeso, assintomático, em acompanhamento

Leia mais

INTERPRETAÇÃO RADIOGRÁFICA POR ACADÊMICO DE ENFERMAGEM: PERSPECTIVAS DE DESENVOLVIMENTO DE TÉCNICAS DE PROCESSAMENTO DIGITAL

INTERPRETAÇÃO RADIOGRÁFICA POR ACADÊMICO DE ENFERMAGEM: PERSPECTIVAS DE DESENVOLVIMENTO DE TÉCNICAS DE PROCESSAMENTO DIGITAL INTERPRETAÇÃO RADIOGRÁFICA POR ACADÊMICO DE ENFERMAGEM: PERSPECTIVAS DE DESENVOLVIMENTO DE TÉCNICAS DE PROCESSAMENTO DIGITAL Davide Carlos Joaquim 1, Ana Caroline Rocha Melo de Leite 2, Ciro Benevides

Leia mais

TUMOR ODONTOGÊNICO ADENOMATÓIDE EM MAXILA ADENOMATOID ODONTOGENIC TUMOR IN MAXILLA

TUMOR ODONTOGÊNICO ADENOMATÓIDE EM MAXILA ADENOMATOID ODONTOGENIC TUMOR IN MAXILLA TUMOR ODONTOGÊNICO ADENOMATÓIDE EM MAXILA ADENOMATOID ODONTOGENIC TUMOR IN MAXILLA Belmiro Cavalcanti do Egito VASCONCELOS * Emanuel DIAS DE OLIVEIRA E SILVA ** Riedel FROTA *** Suzana Célia Soares CARNEIRO

Leia mais

Tracionamento ortodôntico: possíveis consequências nos caninos superiores e dentes adjacentes

Tracionamento ortodôntico: possíveis consequências nos caninos superiores e dentes adjacentes I n s i g h t O r t o d ô n t i c o Tracionamento ortodôntico: possíveis consequências nos caninos superiores e dentes adjacentes Parte 1: reabsorção radicular nos incisivos laterais e pré-molares Alberto

Leia mais

POSIÇÃO DO ÁPICE DENTÁRIO EM RELAÇÃO AO PROCESSO ALVEOLAR DO OSSO MAXILAR. ESTUDO EM TOMOGRAFIAS DE CONE-BEAM

POSIÇÃO DO ÁPICE DENTÁRIO EM RELAÇÃO AO PROCESSO ALVEOLAR DO OSSO MAXILAR. ESTUDO EM TOMOGRAFIAS DE CONE-BEAM POSIÇÃO DO ÁPICE DENTÁRIO EM RELAÇÃO AO PROCESSO ALVEOLAR DO OSSO MAXILAR. ESTUDO EM TOMOGRAFIAS DE CONE-BEAM Sabrina Vieira Botelho(PIBIC/CNPq-FA/UEM), Cléverson de Oliveira e Silva (Orientador) e Maurício

Leia mais

Procedimentos Cirúrgicos de Interesse Protético/Restaurador - Aumento de Coroa Clínica - Prof. Luiz Augusto Wentz

Procedimentos Cirúrgicos de Interesse Protético/Restaurador - Aumento de Coroa Clínica - Prof. Luiz Augusto Wentz 1 2 3 Procedimentos Cirúrgicos de Interesse Protético/Restaurador - Aumento de Coroa Clínica - Prof. Luiz Augusto Wentz Aumento de Coroa Clínica Qualquer procedimento (cirúrgico ou não-cirúrgico) que vise

Leia mais

Tumor Odontogênico Ceratocístico

Tumor Odontogênico Ceratocístico 0 Ricardo Pinto Diniz Tumor Odontogênico Ceratocístico Monografia apresentada ao Programa de Especialização da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Minas Gerais como requisito parcial para

Leia mais

Tumor odontogênico adenomatoide: relato de um caso clínico destacando os seus principais diagnósticos diferenciais

Tumor odontogênico adenomatoide: relato de um caso clínico destacando os seus principais diagnósticos diferenciais Comunicação Breve/Estomatologia/Patologia Bucal :: DOI: http://dx.doi.org/10. 18363/rbo.v73n4.p.348 Tumor odontogênico adenomatoide: relato de um caso clínico destacando os seus principais diagnósticos

Leia mais

INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Na imagem radiográfica de um dente íntegro todas as partes são facilmente identificáveis, pois já conhecemos a escala de radiopacidade. Agora começamos

Leia mais

Título do Trabalho Apresentador Instituição

Título do Trabalho Apresentador Instituição Título do Trabalho Apresentador Instituição 1 2 3 4 5 QUARTA-FEIRA 24/5/17 Levantamento epidemiológico de biópsias realizadas no CEO de Varginha, no período de 2013 a 2017 Ariane Caroline da Silva UNIFENAS

Leia mais

ENUCLEAÇÃO DE CISTO RADICULAR MAXILAR DE GRANDE EXTENSÃO: RELATO DE CASO

ENUCLEAÇÃO DE CISTO RADICULAR MAXILAR DE GRANDE EXTENSÃO: RELATO DE CASO ENUCLEAÇÃO DE CISTO RADICULAR MAXILAR DE GRANDE EXTENSÃO: RELATO DE CASO Ivna Freitas de Sousa Alves¹; Jordanna Paiva de Mesquita¹; Nayanne Barros Queiroz¹; Gislyane Lima de Queiroz¹; Ana Roberta de Almeida

Leia mais

Cistos e cavidades pulmonares

Cistos e cavidades pulmonares Cistos e cavidades pulmonares Gustavo de Souza Portes Meirelles 1 1 Doutor em Radiologia pela Escola Paulista de Medicina UNIFESP 1 Definições Cistos e cavidades são condições em que há aumento da transparência

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA. Curso: Odontologia Período de oferta da disciplina: 2 o P.

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA. Curso: Odontologia Período de oferta da disciplina: 2 o P. UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: HISTOLOGIA BUCO DENTAL Código da Disciplina: ODO110 Curso: Odontologia Período de oferta da disciplina: 2 o P. Faculdade

Leia mais

Displasia Fibrosa Aspectos Radiográficos e Tomográficos

Displasia Fibrosa Aspectos Radiográficos e Tomográficos Displasia Fibrosa Aspectos Radiográficos e Tomográficos De modo geral a substituição da arquitetura óssea por tecido fibroso caracteriza um grupo de patologias denominadas de lesões fibro ósseas; dentro

Leia mais

PULPOPATIAS 30/08/2011

PULPOPATIAS 30/08/2011 Funções da polpa PULPOPATIAS Produtora Nutrição Sensorial Protetora Biologicamente, é a dentina que forma a maior parte do dente e mantém íntima relação com a polpa dental, da qual depende para sua formação

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DOS ESTRUTURAS DO DENTE

ASPECTO RADIOGRÁFICO DOS ESTRUTURAS DO DENTE ASPECTO RADIOGRÁFICO DOS ESTRUTURAS DO DENTE O órgão dentário, um dos elementos do aparelho mastigatório, é constituído por tecidos especificamente dentários (esmalte, dentina, polpa) e por tecidos periodontais

Leia mais

Assessoria ao Cirurgião Dentista

Assessoria ao Cirurgião Dentista Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna a Papaiz edição VIII março de 2015 Escrito por: Dr. André Simões, radiologista da Papaiz Diagnósticos Odontológicos por Imagem 11 3894 3030 papaizassociados.com.br

Leia mais

U.C. I 7ª e 8ª Aulas. DentaScan Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 1

U.C. I 7ª e 8ª Aulas. DentaScan Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 1 U.C. I 7ª e 8ª Aulas DentaScan 15-11-2012 Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 1 História para corresponder aos anseios dos doentes, de substituição de dentes em falta, por próteses funcional e estéticamente

Leia mais

Cisto dentígero: modalidades de tratamento

Cisto dentígero: modalidades de tratamento REVISTA DE ODONTOLOGIA DA UNESP CASO CLÍNICO Rev Odontol UNESP. 2013 Nov-Dec; 42(6): 458-462 2013 - ISSN 1807-2577 Cisto dentígero: modalidades de tratamento Dentigerous cyst: modalities of treatment Rubens

Leia mais

Diagnóstico diferencial de lesões radiolúcidas em medicina dentária FMDUP

Diagnóstico diferencial de lesões radiolúcidas em medicina dentária FMDUP II Unidade Curricular de endodontia Artigo de revisão bibliográfica Diagnóstico Diferencial de Lesões Radiolúcidas em Medicina Dentária Viviane Sales da Silva Aluna do 5º Ano do Curso Mestrado Integrado

Leia mais

ConScientiae Saúde ISSN: Universidade Nove de Julho Brasil

ConScientiae Saúde ISSN: Universidade Nove de Julho Brasil ConScientiae Saúde ISSN: 1677-1028 conscientiaesaude@uninove.br Universidade Nove de Julho Brasil Domingues Martins, Manoela; Alves Rosa, Orsine; Trevizani Martins, Marco Antônio; Kalil Bussadori, Sandra;

Leia mais

Prostatic Stromal Neoplasms: Differential Diagnosis of Cystic and Solid Prostatic and Periprostatic Masses

Prostatic Stromal Neoplasms: Differential Diagnosis of Cystic and Solid Prostatic and Periprostatic Masses Universidade Federal de São Paulo Escola Paulista de Medicina Departamento de Diagnóstico por Imagem Setor Abdome Prostatic Stromal Neoplasms: Differential Diagnosis of Cystic and Solid Prostatic and Periprostatic

Leia mais

Lesões e Condições Pré-neoplásicas da Cavidade Oral

Lesões e Condições Pré-neoplásicas da Cavidade Oral Disciplina: Semiologia Lesões e Condições Pré-neoplásicas da Cavidade Oral PARTE Parte 12 http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 2012 LESÕES E CONDIÇÕES CANCERIZÁVEIS DA

Leia mais

ENSALAMENTO. Terça-feira, dia 12 de Setembro. Acadêmico iniciante Painel (apresentações em Banner) M10 Horário: Tarde

ENSALAMENTO. Terça-feira, dia 12 de Setembro. Acadêmico iniciante Painel (apresentações em Banner) M10 Horário: Tarde OBSERVAÇÃO: ENSALAMENTO Aconselhamos aos participantes que cheguem ao local da apresentação 30 minutos antes do início das apresentações (turno da manhã chegar às 07:30, e turno da tarde chegar às 13:30);

Leia mais

O presente estudo remete-nos para as causas de extração e perda dentária na dentição permanente, durante um período de 12 meses. Neste estudo foram incluídos todos os pacientes atendidos na clínica de

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA CENTRO REGIONAL DAS BEIRAS

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA CENTRO REGIONAL DAS BEIRAS UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA CENTRO REGIONAL DAS BEIRAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE Cistos Odontogénicos - Estudo observacional na Clínica Universitária da Universidade Católica Portuguesa Dissertação

Leia mais

MARINHA 2015 Questões

MARINHA 2015 Questões MARINHA 2015 Questões Patologia Imagine uma nova história para sua vida e acredite nela. (Paulo Coelho) MCA concursos - PAIXÃO PELO SEU FUTURO! 1 QUESTÕES DE PATOLOGIA DA MARINHA DO BRASIL Edital 2015

Leia mais

Leia estas instruções:

Leia estas instruções: Leia estas instruções: 1 2 3 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Caso se identifique em qualquer outro local deste

Leia mais

UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO. Departamento Odontologia

UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO. Departamento Odontologia UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Nome da disciplina Cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial II Departamento Odontologia

Leia mais

Deformidades no crescimento

Deformidades no crescimento A felicidade de uma infância vê-se pelos joelhos, cada marca é uma história A articulação do joelho situa-se na região de grande crescimento. Para se ter uma idéia, cerca de 70% do crescimento do membro

Leia mais

ANEXO II TABELA DO IAMESC. Valor do CHO em reais- R$0,32 CLÍNICO GERAL

ANEXO II TABELA DO IAMESC. Valor do CHO em reais- R$0,32 CLÍNICO GERAL ANEXO II TABELA DO IAMESC Valor do CHO em reais- R$0,32 CLÍNICO GERAL COD PROCEDIMENTOS CHO Valor seg. Valor inst. Valor total 01 70110000 Consulta Inicial 157 15,07 35,16 50,24 02 70115000 Profilaxia

Leia mais

O uso da tomografia computadorizada multislice como meio auxiliar no diagnóstico do Ameloblastoma: relato de um caso clínico

O uso da tomografia computadorizada multislice como meio auxiliar no diagnóstico do Ameloblastoma: relato de um caso clínico O uso da tomografia computadorizada multislice como meio auxiliar no diagnóstico do Ameloblastoma: relato de um caso clínico The use of multislice computed tomography as an aid in the diagnosis of ameloblastoma:

Leia mais

AMELOBLASTOMA: TRATAMENTO CIRÚRGICO CONSERVADOR OU RADICAL? AMELOBLASTOMA: RADICAL OR CONSERVATIVE SURGICAL TREATMENT?

AMELOBLASTOMA: TRATAMENTO CIRÚRGICO CONSERVADOR OU RADICAL? AMELOBLASTOMA: RADICAL OR CONSERVATIVE SURGICAL TREATMENT? Rev. Cir. Traumat. Buco-Maxilo-Facial, AMELOBLASTOMA: TRATAMENTO CIRÚRGICO CONSERVADOR OU RADICAL? AMELOBLASTOMA: RADICAL OR CONSERVATIVE SURGICAL TREATMENT? Ana Cláudia Amorim GOMES * Emanuel DIAS **

Leia mais

TUMORES DE PELE E TECIDO SUBCUTÂNEO EM CÃES E GATOS

TUMORES DE PELE E TECIDO SUBCUTÂNEO EM CÃES E GATOS TUMORES DE PELE E TECIDO SUBCUTÂNEO EM CÃES E GATOS Rafael Fighera Laboratório de Patologia Veterinária Hospital Veterinário Universitário Universidade Federal de Santa Maria INTRODUÇÃO AOS TUMORES DE

Leia mais

ODONTOMA COMPOSTO COMO FATOR DE RETENÇÃO DENTÁRIA - RELATO DE CASO CLÍNICO

ODONTOMA COMPOSTO COMO FATOR DE RETENÇÃO DENTÁRIA - RELATO DE CASO CLÍNICO ODONTOMA COMPOSTO COMO FATOR DE RETENÇÃO DENTÁRIA - RELATO DE CASO CLÍNICO Dario GCS 1, Santos GLF 2, Canettieri ACV 3,Picosse LR4 4 1 UNIVAP- Universidade do Vale do Paraíba,Curso de Odontologia, 2 Av.

Leia mais

Cisto periapical residual: relato de caso clínico-cirúrgico

Cisto periapical residual: relato de caso clínico-cirúrgico Cisto periapical residual: relato de caso clínico-cirúrgico Residual periapical cyst: clinical and surgical case report Residual quiste periapical: reporte de un caso clínico y quirúrgico Jose Carlos GARCIA

Leia mais

Esta patologia ocorre quando existe um stress na epífise de crescimento próximo a área da tuberosidade tibial.

Esta patologia ocorre quando existe um stress na epífise de crescimento próximo a área da tuberosidade tibial. INTRODUÇÃO Osgood-Schlatter (OS) constitui uma doença osteo-muscular, extra articular, comum em adolescentes (esqueleto em desenvolvimento). Surge na adolescência na fase denominada estirão do crescimento.

Leia mais

CIRURGIAS PERIODONTAIS

CIRURGIAS PERIODONTAIS CIRURGIAS PERIODONTAIS Classificação das Técnicas Cirúrgicas empregadas em Periodontia I Quanto à área a ser atingida: - Gengivais - Periodontais - Mucogengivais II Quanto à intenção: - eliminação de bolsas

Leia mais

Curso de Especialização em Endodontia

Curso de Especialização em Endodontia Curso de Especialização em Endodontia Associação Brasileira de Odontologia Secção Ceará Coordenador: Prof. Nilton Vivacqua EndodontiaAvancada.com OBJETIVOS DO CURSO Este curso tem como objetivos colocar

Leia mais

GISELI PAVEZZI MIXOMA ODONTOGÊNICO: REVISÃO DE LITERATURA

GISELI PAVEZZI MIXOMA ODONTOGÊNICO: REVISÃO DE LITERATURA GISELI PAVEZZI MIXOMA ODONTOGÊNICO: REVISÃO DE LITERATURA Londrina 2014 GISELI PAVEZZI MIXOMA ODONTOGÊNICO: REVISÃO DE LITERATURA Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Departamento de Medicina

Leia mais

TABELAS DE ODONTOLOGIA

TABELAS DE ODONTOLOGIA TABELAS DE ODONTOLOGIA 710001- Clínico Geral. 01 70110000 Consulta Inicial 178,57 15,00 35,00 50,00 02 70115000 Profilaxia + Raspagem Coronária 90,85 7,63 17,81 25,44 03 73910000 Rest. de Amálgama 1 face

Leia mais

Cisto Dentígero na Infância Relato de Caso e Revisão de Literatura

Cisto Dentígero na Infância Relato de Caso e Revisão de Literatura CASO CLÍNICO Cisto Dentígero na Infância Relato de Caso e Revisão de Literatura Dentigerous Cyst in Infants Literature Review and Case Report Daniela Silva BARROSO* João Adolfo Costa HANEMANN** Olinda

Leia mais

REVISÃO DE LITERATURA E RELATO DE CASO

REVISÃO DE LITERATURA E RELATO DE CASO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ODONTOLOGIA DEPARTAMENTO DE CIRURGIA E ORTOPEDIA ESPECIALIZAÇÃO EM RADIOLOGIA ODONTOLÓGICA E IMAGINOLOGIA CISTO DENTÍGERO REVISÃO DE LITERATURA E

Leia mais

Cisto dentígero inflamatório relacionado a dente permanente: considerações etiopatológicas

Cisto dentígero inflamatório relacionado a dente permanente: considerações etiopatológicas Revista de Odontologia da UNESP. 2009; 38(3): 143-7 2009 - ISSN 1807-2577 Cisto dentígero inflamatório relacionado a dente permanente: considerações etiopatológicas Vanessa Ávila Sarmento SILVEIRA a, Andresa

Leia mais

Ameloblastoma em crianças e adolescentes: revisão da literatura

Ameloblastoma em crianças e adolescentes: revisão da literatura 51 Scherma AP, Monteiro RM, Oliveira RV. Ameloblastoma em crianças e adolescentes: revisão da literatura. ClipeOdonto 2013;5(1):51-57. Ameloblastoma em crianças e adolescentes: revisão da literatura Ameloblastoma

Leia mais

DOS TECIDOS BUCAIS. Periodontopatias. Pulpopatias. Periapicopatias TIPOS: -INCIPIENTE -CRÔNICA -HIPERPLÁSICA. Causada pelo biofilme bacteriano

DOS TECIDOS BUCAIS. Periodontopatias. Pulpopatias. Periapicopatias TIPOS: -INCIPIENTE -CRÔNICA -HIPERPLÁSICA. Causada pelo biofilme bacteriano LESÕES INFLAMATÓRIAS DOS TECIDOS BUCAIS PERIODONTOPATIAS PERIODONTOPATIAS DOENÇAS DO PERIODONTO Periodontopatias Pulpopatias Periapicopatias Inflamação limitada aos tecidos moles que circundam os dentes(tec.peridentais).

Leia mais

Assessoria ao Cirurgião Dentista papaizassociados.com.br. Publicação mensal interna da Papaiz edição XV Julho de 2016

Assessoria ao Cirurgião Dentista papaizassociados.com.br. Publicação mensal interna da Papaiz edição XV Julho de 2016 Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna da Papaiz edição XV Julho de 2016 Dr. André Simões, radiologista da Papaiz Diagnósticos Odontológicos por Imagem 11 3894 3030 papaizassociados.com.br

Leia mais

Apresentação clínica e histológica da utilização do substituto ósseo sintético Gen Phos ( ßTCP) em odontologia.

Apresentação clínica e histológica da utilização do substituto ósseo sintético Gen Phos ( ßTCP) em odontologia. Apresentação clínica e histológica da utilização do substituto ósseo sintético Gen Phos ( ßTCP) em odontologia. Resumo: Este estudo tem como objetivo apresentar o comportamento do substituto ósseo sintético

Leia mais

CEMENTOBLASTOMA BENIGNO: RELATO DE CASO

CEMENTOBLASTOMA BENIGNO: RELATO DE CASO CEMENTOBLASTOMA BENIGNO: RELATO DE CASO BENIGN CEMENTOBLASTOMA: CASE REPORT Marcelo Júnior Zanda Marcelo Lupion Poleti Thais Maria Freire Fernandes Renata Sathler Eduardo Sant Ana Alberto Consolaro Doutor

Leia mais

Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna da Papaiz edição XXVII Setembro de 2017

Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna da Papaiz edição XXVII Setembro de 2017 Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna da Papaiz edição XXVII Setembro de 2017 Dr. André Simões, radiologista da Papaiz Diagnósticos Odontológicos por Imagem 11 3894 3030 papaizassociados.com.br

Leia mais

TABELAS DE ODONTOLOGIA

TABELAS DE ODONTOLOGIA TABELAS DE ODONTOLOGIA 710001- Clínico Geral COD PROCEDIMENTO CHO V. PREV. V. IPASGO V. TOTAL 01 70110000 Consulta Inicial 142,85 15,00 35,00 50,00 02 70115000 Profilaxia + Raspagem Coronária 72,00 5,87

Leia mais

CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE ODONTOLOGIA CLÁUDIO PEREIRA DOS SANTOS JÚNIOR

CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE ODONTOLOGIA CLÁUDIO PEREIRA DOS SANTOS JÚNIOR CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE ODONTOLOGIA CLÁUDIO PEREIRA DOS SANTOS JÚNIOR RELATO DE CASOS AMELOBLASTOMA: EXISTE CONSENSO ENTRE SUAS FORMAS DE TRATAMENTO CAMPINA GRANDE/PB 2014

Leia mais

ODONTOLOGIA PREVENTIVA. Saúde Bucal. Dores na mandíbula e na face.

ODONTOLOGIA PREVENTIVA. Saúde Bucal. Dores na mandíbula e na face. ODONTOLOGIA PREVENTIVA Saúde Bucal Dores na mandíbula e na face. O que é ATM? ATM significa articulação temporomandibular, que é a articulação entre a mandíbula e o crânio. Portanto, temos duas ATM, cada

Leia mais

MORDIDAS CRUZADAS. Etiologia

MORDIDAS CRUZADAS. Etiologia MORDIDAS CRUZADAS Mordida Cruzada é uma alteração da oclusão dentária normal, no sentido ântero-posterior para os dentes anteriores, ou no sentido transversal para os dentes posteriores. Etiologia Baseia-se

Leia mais

ANATOMIA DO PERIODONTO

ANATOMIA DO PERIODONTO INAPÓS - Faculdade de Odontologia e Pós Graduação DISCIPLINA DE PERIODONTIA ANATOMIA DO PERIODONTO Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira http://lucinei.wikispaces.com 2012 PERIODONTO DE SUSTENTAÇÃO Ligamento

Leia mais

LEONARDO BORGES FERRO. Imuno-expressão da DNMT1, DNMT3a e DNMT3b nos tumores odontogênicos

LEONARDO BORGES FERRO. Imuno-expressão da DNMT1, DNMT3a e DNMT3b nos tumores odontogênicos LEONARDO BORGES FERRO Imuno-expressão da DNMT1, DNMT3a e DNMT3b nos tumores odontogênicos São Paulo 2013 LEONARDO BORGES FERRO Imuno-expressão da DNMT1, DNMT3a e DNMT3b nos tumores odontogênicos Versão

Leia mais

CAPÍTULO SUMÁRIO. CAPÍTULO 1 Histórico da implantodontia dentária: da antiguidade aos dias de hoje 1. CAPÍTULO 2 Anatomia maxilar e mandibular 13

CAPÍTULO SUMÁRIO. CAPÍTULO 1 Histórico da implantodontia dentária: da antiguidade aos dias de hoje 1. CAPÍTULO 2 Anatomia maxilar e mandibular 13 CAPÍTULO SUMÁRIO CAPÍTULO 1 Histórico da implantodontia dentária: da antiguidade aos dias de hoje 1 I Período antigo (a.c. a 1000 d.c.)... 1 A Localização geográfica... 1 B Materiais utilizados... 1 C

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS FACULDADE DE ODONTOLOGIA CISTO DE DESENVOLVIMENTO DO DUCTO NASOPALATINO - RELATO DE CASO COM PROSERVAÇÃO DE UM ANO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS FACULDADE DE ODONTOLOGIA CISTO DE DESENVOLVIMENTO DO DUCTO NASOPALATINO - RELATO DE CASO COM PROSERVAÇÃO DE UM ANO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS FACULDADE DE ODONTOLOGIA CISTO DE DESENVOLVIMENTO DO DUCTO NASOPALATINO - RELATO DE CASO COM PROSERVAÇÃO DE UM ANO LUANA PONTES BARROS LOPES MANAUS 2011 UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont.

Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont. Tabela A. 1. Amostra composta por 45 indivíduos adultos da necrópole Largo Cândido dos Reis com os respetivos números de enterramentos e contentores. Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont.

Leia mais

Imagiologia de lesões quísticas ou tipo quisto da maxila e mandíbula

Imagiologia de lesões quísticas ou tipo quisto da maxila e mandíbula Manuel António B. Baptista Imagiologia de lesões quísticas ou tipo quisto da maxila e mandíbula Universidade Fernando Pessoa Faculdade de Ciências da Saúde Porto, 2014 II Manuel António B. Baptista Imagiologia

Leia mais

ALTERAÇÕES DA POLPA, DO PERIÁPICE E DO PERIODONTO

ALTERAÇÕES DA POLPA, DO PERIÁPICE E DO PERIODONTO Graduação em Odontologia 4 o e 5 o Períodos Disciplina: Patologia Bucal ALTERAÇÕES DA POLPA, DO PERIÁPICE E DO PERIODONTO PARTE 1 Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira http://lucinei.wikispaces.com 2º Semestre

Leia mais

DENTINOGÊNESE BANDA EPITELIAL CAVIDADE BUCAL PRIMITIVA. Morfologia II UNINOVE. Ü 22 o dia: formação da mb bucofaríngea. 2º Mês de V.I.U.

DENTINOGÊNESE BANDA EPITELIAL CAVIDADE BUCAL PRIMITIVA. Morfologia II UNINOVE. Ü 22 o dia: formação da mb bucofaríngea. 2º Mês de V.I.U. ODONTOGÊNESE Morfologia II UNINOVE ODONTOGÊNESE CAVIDADE BUCAL PRIMITIVA - ESTOMODEO GERME DENTÁRIO AMELOGÊNESE DENTINOGÊNESE DESENVOVIMENTO RADICULAR EMBRIOGÊNESE FACIAL RELEMBRANDO... Tecidos Embrionários

Leia mais

Odontoma complexo associado a cisto dentígero: relato de dois casos clínicos. Complex odontoma associated with dentigerous cyst: a report of two cases

Odontoma complexo associado a cisto dentígero: relato de dois casos clínicos. Complex odontoma associated with dentigerous cyst: a report of two cases Recebido em 24/02/2012 Aprovado em 26/03/2012 V12N3 Odontoma complexo associado a cisto dentígero: relato de dois casos clínicos Complex odontoma associated with dentigerous cyst: a report of two cases

Leia mais

CIRURGIA PERIODONTAL

CIRURGIA PERIODONTAL Disciplina de Periodontia 5 o período CIRURGIA PERIODONTAL Parte 2 Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira http://lucinei.wikispaces.com 2014 Instrumentos Usados em Cirurgia Periodontal CIRURGIA PERIODONTAL

Leia mais

MILTON MESZBERG RELAÇÃO DO AUMENTO DO ESPAÇO PERICORONÁRIO (HALO RADIOLÚCIDO) COM CISTO DENTÍGERO ASSOCIADO A TERCEIROS MOLARES INFERIORES.

MILTON MESZBERG RELAÇÃO DO AUMENTO DO ESPAÇO PERICORONÁRIO (HALO RADIOLÚCIDO) COM CISTO DENTÍGERO ASSOCIADO A TERCEIROS MOLARES INFERIORES. MILTON MESZBERG RELAÇÃO DO AUMENTO DO ESPAÇO PERICORONÁRIO (HALO RADIOLÚCIDO) COM CISTO DENTÍGERO ASSOCIADO A TERCEIROS MOLARES INFERIORES São Paulo 2005 Milton Meszberg Relação do aumento do espaço pericoronário

Leia mais

REDE CREDENCIADA ATHUS BRASIL TABELA ODONTOLÓGICA - V

REDE CREDENCIADA ATHUS BRASIL TABELA ODONTOLÓGICA - V CÓDIGO GRUPO DESCRIÇÃO VALOR GARANTIA (DIAS) 81000065 CONSULTA Consulta odontológica inicial (exame clínico e plano de tratamento) R$ 22,00 90-81000111 CIRURGIA ODONTOLÓGICA Acompanhamento de tratamento/

Leia mais

2

2 2 3 4 DESCRIÇÃO R$ DIAGNÓSTICO Consulta inicial Consulta e orientação aos idosos URGÊNCIA Procedimentos de urgência Curativo em caso de hemorragia Curativo em caso de odontalgia aguda/pulpectomia Consulta

Leia mais

GUSTAVO PINA GODOY. EXPRESSÃO IMUNO-HISTOQUÍMICA DAS INTEGRINAS α2β1, α3β1 E α5β1 EM FOLÍCULOS PERICORONÁRIOS ESPESSADOS

GUSTAVO PINA GODOY. EXPRESSÃO IMUNO-HISTOQUÍMICA DAS INTEGRINAS α2β1, α3β1 E α5β1 EM FOLÍCULOS PERICORONÁRIOS ESPESSADOS GUSTAVO PINA GODOY EXPRESSÃO IMUNO-HISTOQUÍMICA DAS INTEGRINAS α2β1, α3β1 E α5β1 EM FOLÍCULOS PERICORONÁRIOS ESPESSADOS E CISTOS DENTÍGEROS INCIPIENTES Natal/RN 2005 2 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE BAURU. Horário do 1o ano do curso de Odontologia (1o período letivo)

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE BAURU. Horário do 1o ano do curso de Odontologia (1o período letivo) UNVERSDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ODONTOLOGA DE BAURU Horário do 1o ano do curso de Odontologia (1o período letivo) - 2017 - MARÇO 2 ª f. 3 ª f. 4 ª f.01 5 ª f.02 6 ª f.03 Sábado 04 Carnaval Carnaval

Leia mais

CIRURGIA PERIODONTAL

CIRURGIA PERIODONTAL Disciplina de Periodontia 5 o período CIRURGIA PERIODONTAL Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira http://lucinei.wikispaces.com 2012 Instrumentos Usados em Cirurgia Periodontal CIRURGIA PERIODONTAL INSTRUMENTAIS

Leia mais