Tarifa Social de Energia Elétrica

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tarifa Social de Energia Elétrica"

Transcrição

1 Tarifa Social de Energia Elétrica

2 O que é a TSEE Tarifa Social de Energia Elétrica, regulamentada pela Lei no , de 20 de janeiro de 2010 e pelo Decreto no 7.583, de 13 de outubro de Consiste na redução da tarifa de Energia Elétrica. Para clientes residenciais de baixa renda, o desconto é de até 65% Para indígenas e quilombolas, o desconto pode chegar a 100%. 2

3 Quem tem direito a TSEE Unidade consumidora classificada na Subclasse Residencial Baixa Renda NIS atualizado nos últimos 24 meses; Renda Per capita familiar menor ou igual a ½ salário mínimo; Código familiar aplicado somente em uma única unidade consumidora; O cadastro social deve estar vinculado a área de Concessão da Celpe: Pernambuco e Pedras de Fogo Estado da Paraíba. Família inscrita no Cadastro Único com renda mensal de até 3 (três) SM, que tenha portador de doença ou patologia cujo tratamento ou procedimento médico requeira o uso continuado de aparelhos, equipamentos ou instrumentos que, para o seu funcionamento, demandem consumo de energia elétrica:. NB Receba o BPC com espécie 87 (pessoa com deficiência); Receba o BPC com espécie 88 (pessoa idosa) O cadastro social deve estar vinculado a área de Concessão da Celpe: Pernambuco e Pedras de Fogo Estado da Paraíba. 3

4 Qual a economia obtida com TSEE? DESCONTOS DA TARIFA SOCIAL (Por faixa de consumo) RESIDENCIAL BAIXA RENDA ÍNDIOS E QUILOMBOLAS 0 a 30kWh 65% 0 a 50kWh 100% 31 a 100kWh 40% 51 a 100kWh 40% 101 a 220kWh 10% 101 a 220kWh 10% > 220 kwh 0% > 220 kwh 0% 4

5 Onde solicitar TSEE Após a concessão do benefício, (Carta de Concessão) o consumidor de posse da documentação deve procurar a Celpe através dos canais de relacionamento: Via internet (www.celpe.com.br), só para titular da fatura de energia elétrica; Lojas de Atendimento; Credenciado de atendimento - Celpe Serviços. 5

6 Documentação necessária para solicitar TSEE - NIS: Número de Identificação Social (Folha resumo ou Declaração da prefeitura (comprovando a inscrição no CadÚnico) com Nº do NIS ou Cartão Bolsa Família (ser for beneficiário do Programa); - CPF e Carteira de Identidade ou, na inexistência desta, outro documento de identificação oficial com foto; - Fatura de Energia Elétrica - NB: Número do Benefício (informando a espécie 87 ou 88); - CPF e Carteira de Identidade ou, na inexistência desta, outro documento de identificação oficial com foto; - Caso a família seja quilombola ou indígena, deve apresentar também o NIS e; - Fatura de Energia Elétrica - CPF e Carteira de Identidade ou, na inexistência desta, outro documento de identificação oficial com foto. Para os índios que não possuam esses documentos, será admitido apenas a apresentação do RANI (Registro Administrativo de Nascimento Indígena); - NIS: Número de Identificação Social (Folha resumo ou Declaração da prefeitura (comprovando a inscrição no CadÚnico) com Nº do NIS ou Cartão Bolsa Família (ser for beneficiário do Programa); - Fatura de Energia Elétrica. - CPF e Carteira de Identidade ou, na inexistência desta, outro documento de identificação oficial com foto; - NIS Número de Identificação Social; - Apresentar o relatório e atestado subscrito por profissional médico (homologado pela Secretaria Municipal de Saúde, nos casos em que o médico não atue no âmbito do sistema Único de Saúde SUS ou em estabelecimento particular conveniado), comprovando a necessidade do uso continuado de aparelhos, equipamentos ou instrumentos que, para o seu funcionamento, necessitem de energia elétrica; - Fatura de Energia Elétrica. 6

7 Visita Objetivo: Firmar parcerias, orientar parceiros interno e externo sobre critérios para Concessão do benefício da TSEE e estreitar o relacionamento. Outras ações: Envio de relatório de beneficiários da TSEE para os CRAS com previsão da perda do benefício em função da não atualização do cadastro; Envio de para os gestores do Cadastro Único com orientações sobre TSEE. 7

8 Ações Sociais Projetos Sociais e de Eficiência Energética; Inscrição no Projeto Nova Geladeira 80 unidades para cada Ação; Doação de Lâmpadas LED; Atendimento comercial na Agência Móvel; Negociação de Débitos com condições especiais; Cadastro na Tarifa Social de energia elétrica; 8

9 Parcerias Participação em eventos promovidos pelo poder público com a participação de: gestores municipais, lideranças, dentre outros profissionais dos diversos segmentos da sociedade. Formação de Agente Multiplicador capacitar profissionais que atuam com o público de baixa renda sobre a Tarifa Social de Energia Elétrica e os Canais de Relacionamento disponíveis do grupo Neoenergia (público: gestores municipais, assistente sociais, entrevistadores, etc...). 9

10 Possíveis Dúvidas É necessário ser o titular da Fatura de Energia Elétrica para ter o beneficio da TSEE? Não. O cliente deve dirigir-se uma Loja ou credenciado de atendimento Celpe Serviços com documentação do titular da Fatura de EE (CPF e RG) e do beneficiário do BPC o Nº do NB, CPF e RG (pode ser substituído por outro documento oficial com foto). Cliente sem Benefício da Prestação Continuada - BPC, Lei LOAS: Idosos e/ou deficientes protegidos pela Lei LOAS, que não tenha o BPC devem procurar as agências do INSS e, após obter o número do NB, dirigir-se a uma Agência ou credenciado de atendimento - Celpe Serviços ou pela internet (se for o titular da fatura de energia elétrica) e solicitar seu cadastro na Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE) e garantir seu benefício. Existe limite de prazo para realizar o cadastro na TSEE? Não existe limite de prazo. O consumidor pode se cadastrar a qualquer tempo para usufruir do benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica, desde que atenda aos pré-requisitos exigidos pela ANEEL. Obs: Mesmo que o cliente tenha um consumo superior a 220 kwh/mês ele obterá os descontos até a faixa limite. 10

11 Ações na sociedade Leituristas realizam vistorias na tentativa de localizar focos do mosquito Sinalizações: * Fevereiro = * Março = (Parcial até 18/03/16) 910 leituristas

12 Dicas da CELPE para consumo consciente Substitua lâmpadas incandescentes por fluorescentes compactas ou por lâmpadas LED. Não seque roupas atrás da geladeira. Além de sobrecarregar o aparelho e correr risco de levar choque, aumenta o consumo de energia. Procure lavar o máximo de roupas possível de uma só vez. Junte a maior quantidade de roupas possível para passar todas de uma só vez. Não deixe a TV ligada sem necessidade. 12

13 Ana Cláudia de Oliveira Gestora - Unidade de Documentação e Cadastro Obrigada! Joseide Alves Analista Comercial - Unidade de Documentação e Cadastro

NORMA. Estabelecer diretrizes referente à concessão do benefício da tarifa social de energia elétrica.

NORMA. Estabelecer diretrizes referente à concessão do benefício da tarifa social de energia elétrica. 1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes referente à concessão do benefício da tarifa social de energia elétrica. 2. ABRANGÊNCIA Esta norma se aplica ao Departamento de Atendimento ao Consumidor da Diretoria

Leia mais

Tarifa Social de Energia Elétrica Conheça as novas regras do Programa!

Tarifa Social de Energia Elétrica Conheça as novas regras do Programa! Tarifa Social de Energia Elétrica Conheça as novas regras do Programa! 1FOLDER_TARIFA_SOCIAL_alt.indd 1 30/11/12 18:25 O que é a Tarifa Social de Energia Elétrica? São descontos na conta de energia elétrica

Leia mais

Cliente Celpe. Seja bem-vindo. Orientações Importantes sobre a Energia Elétrica e o Uso Consciente

Cliente Celpe. Seja bem-vindo. Orientações Importantes sobre a Energia Elétrica e o Uso Consciente Cliente Celpe Seja bem-vindo. Orientações Importantes sobre a Energia Elétrica e o Uso Consciente LIGAÇÃO NOVA Ao construir ou adquirir um imóvel novo, é necessário solicitar que a Celpe faça a ligação

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES REFERENTES À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 068/2011 COPEL DISTRIBUIÇÃO S/A

CONTRIBUIÇÕES REFERENTES À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 068/2011 COPEL DISTRIBUIÇÃO S/A CONTRIBUIÇÕES REFERENTES À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 068/2011 COPEL DISTRIBUIÇÃO S/A AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 068/2011: Contribuições de 30/11/2011 a 30/12/2011 EMENTA:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SUMARÉ ESTADO DE SÃO PAULO ANEXO 5 ESTRUTURA TARIFÁRIA TARIFA DE ÁGUA E ESGOTO ESGOTAMENTO SANITÁRIO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SUMARÉ ESTADO DE SÃO PAULO ANEXO 5 ESTRUTURA TARIFÁRIA TARIFA DE ÁGUA E ESGOTO ESGOTAMENTO SANITÁRIO ANEXO 5 ESTRUTURA TARIFÁRIA TARIFA DE ÁGUA E ESGOTO ESGOTAMENTO SANITÁRIO A seguir é apresentada a Estrutura Tarifária a ser praticada pela Concessionária durante o período de vigência do Contrato de Concessão.

Leia mais

TARIFA SOCIAL. SE LIGA NA INFORMAÇÃO.

TARIFA SOCIAL. SE LIGA NA INFORMAÇÃO. TARIFA SOCIAL. SE LIGA NA INFORMAÇÃO. TARIFA SOCIAL. UM DIREITO DE QUEM USA O ESSENCIAL E NÃO PODE PAGAR PELO SUPÉRFLUO. O QUE É TARIFA SOCIAL DE ENERGIA ELÉTRICA É um desconto na conta de energia criado

Leia mais

Benefícios sociais e tarifários João Paulo Santos Jordan

Benefícios sociais e tarifários João Paulo Santos Jordan Benefícios sociais e tarifários João Paulo Santos Jordan Construção de redes e entradas de serviço Construção de Redes de Distribuição A REN 414/2010 Aneel prevê a construção da rede de distribuição sem

Leia mais

LOAS (Lei Orgânica da Assistência Social) com foco na POPULAÇÃO IDOSA

LOAS (Lei Orgânica da Assistência Social) com foco na POPULAÇÃO IDOSA LOAS (Lei Orgânica da Assistência Social) com foco na POPULAÇÃO IDOSA Direitos Sociais 1988: Promulgação da Constituição Federal; A Assistência Social passou a integrar o Sistema de Seguridade Social,

Leia mais

ANEXO II RELAÇÃO DE DOCUMENTAÇÃO PARA INSCRIÇÃO NA BOLSA PERMANÊNCIA IFF E MODALIDADES DE AUXILIOS ALIMENTAÇÃO, MORADIA, TRANSPORTE

ANEXO II RELAÇÃO DE DOCUMENTAÇÃO PARA INSCRIÇÃO NA BOLSA PERMANÊNCIA IFF E MODALIDADES DE AUXILIOS ALIMENTAÇÃO, MORADIA, TRANSPORTE ANEXO II RELAÇÃO DE DOCUMENTAÇÃO PARA INSCRIÇÃO NA BOLSA PERMANÊNCIA IFF E MODALIDADES DE AUXILIOS ALIMENTAÇÃO, MORADIA, TRANSPORTE DOCUMENTOS ESPECÍFICOS DOS ESTUDANTES I - Comprovante de matrícula de

Leia mais

GUIA ORIENTAÇÃO PARA REQUERER O BENEFÍCIO DE PENSÃO POR MORTE

GUIA ORIENTAÇÃO PARA REQUERER O BENEFÍCIO DE PENSÃO POR MORTE GUIA ORIENTAÇÃO PARA REQUERER O BENEFÍCIO DE PENSÃO POR MORTE INTRODUÇÃO Com o objetivo de orientar os familiares e ou beneficiários, a Valia elaborou um guia para facilitar o cumprimento das etapas que

Leia mais

FAQ SOLICITAR ORIGINAIS E CÓPIAS DE TODA DOCUMENTAÇÃO

FAQ SOLICITAR ORIGINAIS E CÓPIAS DE TODA DOCUMENTAÇÃO FAQ SOLICITAR ORIGINAIS E CÓPIAS DE TODA DOCUMENTAÇÃO 1. Todos os membros do grupo familiar são maiores de idade? Menores de idade: solicitar apenas RG, Certidão de Nascimento e CPF; Maiores de idade:

Leia mais

MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 32/2010

MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 32/2010 MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 32/2010 NOME DA INSTITUIÇÃO: AES Sul Distribuidora Gaúcha de Energia S/A AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL ATO REGULATÓRIO:

Leia mais

Cadastro Único para Programas Sociais Conhecer para Incluir

Cadastro Único para Programas Sociais Conhecer para Incluir Cadastro Único para Programas Sociais Conhecer para Incluir Seminário Internacional Sobre Integração de Bases de Dados e Sistemas de Informação para Aperfeiçoamento de Políticas Públicas 04 a 06 de Abril/16

Leia mais

Cadastro Único: um cadastro, vários programas sociais.

Cadastro Único: um cadastro, vários programas sociais. Cadastro Único: um cadastro, vários programas sociais. Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social. O CADASTRO ÚNICO é a porta de entrada para os Programas Sociais do Governo Federal e

Leia mais

EDITAL COPEPS Nº 26/2013

EDITAL COPEPS Nº 26/2013 EDITAL COPEPS Nº 26/2013 Altera Edital COPEPS nº 25/2013 que dispõe sobre a comprovação da condição de beneficiário das vagas reservadas, conforme as modalidades de concorrência referente ao Processo Seletivo

Leia mais

CANAIS DE ATENDIMENTO. Saiba como fazer as operações bancárias em qualquer lugar e em horários diferenciados

CANAIS DE ATENDIMENTO. Saiba como fazer as operações bancárias em qualquer lugar e em horários diferenciados CANAIS DE ATENDIMENTO Saiba como fazer as operações bancárias em qualquer lugar e em horários diferenciados RÁPIDO, PRÁTICO E EM QUALQUER LUGAR! Com o objetivo de facilitar o seu dia a dia, os bancos disponibilizam

Leia mais

PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA ATENDIMENTO A COMUNIDADES DE BAIXO PODER AQUISITIVO

PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA ATENDIMENTO A COMUNIDADES DE BAIXO PODER AQUISITIVO PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA ATENDIMENTO A COMUNIDADES DE BAIXO PODER AQUISITIVO SUMÁRIO EXECUTIVO Tipo de projeto: Atendimento a Comunidade de Baixo Poder Aquisitivo. Objetivo: Promover a eficientização

Leia mais

CAMPUS JUIZ DE FORA RESULTADO PROVISÓRIO COMPROVAÇÃO DE RENDA PARA RESERVA DE VAGAS NO PROCESSO SELETIVO 2016/1 CANDIDATOS DA 1ª CHAMADA SISU

CAMPUS JUIZ DE FORA RESULTADO PROVISÓRIO COMPROVAÇÃO DE RENDA PARA RESERVA DE VAGAS NO PROCESSO SELETIVO 2016/1 CANDIDATOS DA 1ª CHAMADA SISU CAMPUS JUIZ DE FORA COMPROVAÇÃO DE RENDA PARA RESERVA DE VAGAS 2016/1 CANDIDATOS DA 1ª CHAMADA SISU OBS: NO QUADRO PENDÊNCIAS ESTÃO APONTADOS TODOS OS DOCUMENTOS QUE DEVEM SER APRESENTADOS NO CAMPUS NO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2016.2 INSCRIÇÕES 7 a 10 de junho de 2016, exclusivamente pelo site: http://siteprouni.mec.gov.br/. DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS Primeira chamada: 13 de junho de 2016 Segunda chamada: 27

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA MATRÍCULA. PERÍODO DE CONFIRMAÇÃO DE VAGA 1ª CHAMADA: 13 a 16 de dezembro de 2016

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA MATRÍCULA. PERÍODO DE CONFIRMAÇÃO DE VAGA 1ª CHAMADA: 13 a 16 de dezembro de 2016 DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA MATRÍCULA PERÍODO DE CONFIRMAÇÃO DE VAGA 1ª CHAMADA: 13 a 16 de dezembro de 2016 1) DOCUMENTOS GERAIS (para todos os candidatos) Na Confirmação de Vaga, o candidato deverá entregar

Leia mais

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão, de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente.

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão, de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente. Sistema de Gestão da Qualidade SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO - PREVIDÊNCIA SOCIAL DE ÁGUAS LINDAS Responsável: Elisabeth Santos

Leia mais

1º O parecer do (a) Assistente Social, que deverá estar de acordo com os critérios abaixo:

1º O parecer do (a) Assistente Social, que deverá estar de acordo com os critérios abaixo: Lei 3914/2016 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DE BENEFÍCIO EVENTUAL PARA INDIVÍDUOS E FAMÍLIAS EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE, TEMPORÁRIA NO MUNICÍPIO DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ. Prefeito Municipal de Balneário Camboriú,

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS Informações aos candidatos inscritos BOLSA REMANESCENTE - ProUni 2016

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS Informações aos candidatos inscritos BOLSA REMANESCENTE - ProUni 2016 CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS Informações aos candidatos inscritos BOLSA REMANESCENTE - ProUni 2016 O candidato que concluir a inscrição para bolsa remanescente deverá entregar

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA RC/PEE 001/2016

CHAMADA PÚBLICA RC/PEE 001/2016 CHAMADA PÚBLICA RC/PEE 001/2016 RESULTADO - CHAMADA PÚBLICA RC/PEE 001/2016 CPFL SANTA CRUZ 28 de junho de 2016 O grupo CPFL ENERGIA comunica que na CHAMADA PÚBLICA RC/PEE 001/2016, após análise da Comissão

Leia mais

1 DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR

1 DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR DOCUMENTOS NECESSÁRIOS À COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR BRUTA MENSAL PER CAPITA Procedimento de Avaliação Sócioeconômica - Cotas EP1 e EP1A Concurso Vestibular EAD/UAB/UFSM 2014. Observações: a) Os documentos

Leia mais

EDITAL Nº 010/ PROAE

EDITAL Nº 010/ PROAE UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL COORDENADORIA DE APOIO PEDAGÓGICO E AÇÕES DE PERMANÊNCIA EDITAL Nº 010/2016.2 PROAE PROCESSO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE GESTÃO ESTUDANTIL UNIDADE ACADÊMICA DE GARANHUNS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE GESTÃO ESTUDANTIL UNIDADE ACADÊMICA DE GARANHUNS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE GESTÃO ESTUDANTIL UNIDADE ACADÊMICA DE GARANHUNS FORMULÁRIO BOLSAS DE PERMANÊNCIA Os programas de assistência da UFRPE destinam-se

Leia mais

ATUALIZAÇÃO CADASTRAL DOS IMÓVEIS DO ESTADO DE PERNAMBUCO CONSULTA DE PENDÊNCIAS IMOBILIÁRIAS

ATUALIZAÇÃO CADASTRAL DOS IMÓVEIS DO ESTADO DE PERNAMBUCO CONSULTA DE PENDÊNCIAS IMOBILIÁRIAS BOLETIM Nº 032/2011 GERÊNCIA DE ORIENTAÇÃO, NORMAS E PROCEDIMENTOS - GONP CHEFIA DAS AÇÕES DE ORIENTAÇÃO - COR LEGISLAÇÃO: Constituição Federal e Consulta site Prefeitura da Cidade do Recife ASSUNTO: Consulta

Leia mais

ANEXO IV RELAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA E ORIENTAÇÕES PARA COMPROVAÇÃO DE VULNERABILIDADE SOCIOECONÔMICA

ANEXO IV RELAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA E ORIENTAÇÕES PARA COMPROVAÇÃO DE VULNERABILIDADE SOCIOECONÔMICA ANEXO IV RELAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA E ORIENTAÇÕES PARA COMPROVAÇÃO DE VULNERABILIDADE SOCIOECONÔMICA A) Para fins desse processo seletivo são considerados dependentes do grupo familiar: todas as pessoas

Leia mais

2º Seminário de Produção e Consumo Sustentável Boas Práticas Ambientais da Indústria FIEMG/2009

2º Seminário de Produção e Consumo Sustentável Boas Práticas Ambientais da Indústria FIEMG/2009 2º Seminário de Produção e Consumo Sustentável Boas Práticas Ambientais da Indústria FIEMG/2009 Energia é Vida Use com Consciência Leonardo Resende Rivetti Rocha Atuação da Cemig no PEE /ANEEL Lei N 9.991

Leia mais

DE RENDA DE APOSENTADORIA

DE RENDA DE APOSENTADORIA DE RENDA DE APOSENTADORIA INTRODUÇÃO Este guia contém as etapas que devem ser seguidas no momento de solicitar a renda de aposentadoria nos planos Vale Mais e Valiaprev. Os participantes podem requerer

Leia mais

INFORMAÇÕES, RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DE BOLSA E FICHA DE INSCRIÇÃO NA INSTITUIÇÃO FEAD

INFORMAÇÕES, RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DE BOLSA E FICHA DE INSCRIÇÃO NA INSTITUIÇÃO FEAD INFORMAÇÕES, RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DE BOLSA E FICHA DE INSCRIÇÃO NA INSTITUIÇÃO FEAD FEAD Faculdade de Estudos Administrativos de MG FEAD Faculdade de Estudos Superiores de MG CANDIDATOS

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PROUNI

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PROUNI DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PROUNI Documentação a ser apresentada pelo candidato e membros do grupo familiar, quando for o caso, na fase de comprovação de informações. É vedado ao coordenador do Prouni pedir

Leia mais

Diretoria de assuntos estudantis edital de seleção para residentes da moradia estudantil Campus recife

Diretoria de assuntos estudantis edital de seleção para residentes da moradia estudantil Campus recife Diretoria de assuntos estudantis edital de seleção para residentes da moradia estudantil Campus recife A Diretoria de Assuntos Estudantis da Pró-Reitoria para Assuntos Acadêmicos-PROACAD, com base na Resolução

Leia mais

Documentação do Candidato

Documentação do Candidato Documentação do Candidato Documentos de identificação do candidato: Apresentar um dos documentos abaixo para fins de identificação Carteira de Identidade fornecida pelos órgãos de segurança pública das

Leia mais

AVALIAÇÃO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO SETOR ELÉTRICO BRASILEIRO

AVALIAÇÃO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO SETOR ELÉTRICO BRASILEIRO AVALIAÇÃO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO SETOR ELÉTRICO BRASILEIRO Márcio Grijó Vilarouca Jimmy Medeiros [Fundação Getulio Vargas] Campinas 27 de setembro de 2013 Objetivo do trabalho Apresentar

Leia mais

PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA PROGRAMA NACIONAL DE HABITAÇÃO URBANA

PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA PROGRAMA NACIONAL DE HABITAÇÃO URBANA PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA PROGRAMA NACIONAL DE HABITAÇÃO URBANA PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS RELACIONADOS COM A IMPLANTAÇÃO DA INFRAESTRUTURA DAS REDES DE ENERGIA ELÉTRICA EMPREENDIMENTOS HABITACIONAIS

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL PROGRAMA AUXÍLIO-CRECHE

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL PROGRAMA AUXÍLIO-CRECHE DOCUMENTAÇÃO GERAL: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA AUXÍLIO-CRECHE Documentos de identificação: a) 1 (uma) Foto 3x4 do candidato; b) Formulário de Inscrição; c) Atestado de Matrícula; d) Histórico Acadêmico

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DO DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO (FNDE) ANEXO I - A

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DO DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO (FNDE) ANEXO I - A MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DO DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO (FNDE) ANEXO I - A Programa Nacional de Formação Continuada a Distância nas Ações do FNDE (Formação pela Escola) Termo de Compromisso

Leia mais

PORTARIA DA DIRETORA GERAL DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DO TOCANTINS Nº 33 / 2016

PORTARIA DA DIRETORA GERAL DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DO TOCANTINS Nº 33 / 2016 PORTARIA DA DIRETORA GERAL DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DO TOCANTINS Nº 33 / 2016 A DIRETORA GERAL DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DO TOCANTINS, no uso das suas atribuições regimentais. Conforme Ministério da Educação

Leia mais

1. CRONOGRAMA PARA RENOVAÇÃO NO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA AO ESTUDANTE (PAES) EDITAL 02/2014 CEARÁ e BAHIA - AGOSTO/2016

1. CRONOGRAMA PARA RENOVAÇÃO NO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA AO ESTUDANTE (PAES) EDITAL 02/2014 CEARÁ e BAHIA - AGOSTO/2016 1. CRONOGRAMA PARA RENOVAÇÃO NO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA AO ESTUDANTE (PAES) EDITAL 02/2014 CEARÁ e BAHIA - AGOSTO/2016 1.1 RENOVAÇÃO DE ESTUDANTES NACIONAIS E INTERNACIONAIS DE REDENÇÃO E ACARAPE CONVOCADOS

Leia mais

- - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA.

- - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA. FAHESA - Faculdade de Ciências Humanas, Econômicas e da Saúde de Araguaína ITPAC - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA. Av. Filadélfia, 568 Setor Oeste Araguaína TO CEP 77.816-540 Fone:

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 414/2010 CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO

RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 414/2010 CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 414/2010 CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO Atualizada até a REN 499/2012 Resolução Normativa nº 414 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL A ANEEL consolidou os direitos e deveres

Leia mais

Documentação do Candidato

Documentação do Candidato Documentação do Candidato Documentos de identificação do candidato: Apresentar um dos documentos abaixo para fins de identificação Carteira de Identidade fornecida pelos órgãos de segurança pública das

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS NÚCLEO DE ASSISTÊNCIA AO ESTUDANTE CAMPUS ARAPIRACA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS NÚCLEO DE ASSISTÊNCIA AO ESTUDANTE CAMPUS ARAPIRACA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS NÚCLEO DE ASSISTÊNCIA AO ESTUDANTE CAMPUS ARAPIRACA ORIENTAÇÕES PARA INSCRIÇÃO NO PROGRAMA BOLSA PERMANÊNCIA DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Com a finalidade de facilitar o processo

Leia mais

O COMPROMISSO DE CUIDAR BEM DE QUEM MAIS PRECISA

O COMPROMISSO DE CUIDAR BEM DE QUEM MAIS PRECISA O COMPROMISSO DE CUIDAR BEM DE QUEM MAIS PRECISA DEDICADO AO POVO DE UBERLÂNDIA, AOS SERVIDORES MUNICIPAIS E A TODAS AS PESSOAS QUE TRABALHAM PELO BEM DA NOSSA GENTE. Uberlândia-MG, janeiro de 2012. BemSocial.

Leia mais

ANEXO I (Redação dada pela Portaria Normativa 22/2014/MEC)

ANEXO I (Redação dada pela Portaria Normativa 22/2014/MEC) ANEXO I (Redação dada pela Portaria Normativa DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS NA CPSA (Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento) FACULDADE - IES 1. IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DO

Leia mais

EDITAL Nº 003/2016 SEC

EDITAL Nº 003/2016 SEC EDITAL Nº 003/2016 SEC Divulga Classificados na 1ª Chamada do Financiamento Estudantil - FICAR. O Diretor Geral da Faculdade Campo Real, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei, DIVULGA Classificados

Leia mais

Estado da Paraíba. Prefeitura Municipal de João Pessoa. Secretaria de Desenvolvimento Social

Estado da Paraíba. Prefeitura Municipal de João Pessoa. Secretaria de Desenvolvimento Social Estado da Paraíba Prefeitura Municipal de João Pessoa Secretaria de Desenvolvimento Social EDITAL DE SELEÇÃO N.º 001/2015 Cumprindo o que determina a Lei Municipal 11.608/2008 que instituiu o Programa

Leia mais

PROGRAMA SOCIOASSISTENCIAL ESTUDANTIL QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO DO PROGRAMA SOCIOASSISTENCIAL IFAM Nome: Curso: Nº de Matrícula:

PROGRAMA SOCIOASSISTENCIAL ESTUDANTIL QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO DO PROGRAMA SOCIOASSISTENCIAL IFAM Nome: Curso: Nº de Matrícula: PROGRAMA SOCIOASSISTENCIAL ESTUDANTIL QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO DO PROGRAMA SOCIOASSISTENCIAL IFAM 2017 1- IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE: Nome: Curso: Nº de Matrícula: Série/ Turma CPF: Turno: Sala RG:

Leia mais

O Cadastro como Fator de Melhoria da Qualidade do Relacionamento, da Fidelização e da Cobrança aos Clientes do Grupo B A Experiência da CELPE

O Cadastro como Fator de Melhoria da Qualidade do Relacionamento, da Fidelização e da Cobrança aos Clientes do Grupo B A Experiência da CELPE 21 a 25 de Agosto de 2006 Belo Horizonte - MG O Cadastro como Fator de Melhoria da Qualidade do Relacionamento, da Fidelização e da Cobrança aos Clientes do Grupo B A Experiência da CELPE Eng a. Cláudia

Leia mais

Municípios já podem realizar revisão cadastral dos beneficiários do PBF de 2010

Municípios já podem realizar revisão cadastral dos beneficiários do PBF de 2010 Nº 205 28 de janeiro de 2010 Municípios já podem realizar revisão cadastral dos beneficiários do PBF de 2010 Lista dos beneficiários que devem ter o cadastro atualizado já está disponível na Central de

Leia mais

que cursou todo o ensino médio em Escola Pública Histórico Escolar do Ensino Médio, mesmo para candidatos que já tenham curso superior.

que cursou todo o ensino médio em Escola Pública Histórico Escolar do Ensino Médio, mesmo para candidatos que já tenham curso superior. Item 8 do Edital nº 02/2015 1 ANÁLISE DOCUMENTAL (Check-list)/ Processo Seletivo de Ingresso em Cursos de Graduação da UFT por meio do SISU para o 1º semestre de 2015 GRUPO L1:Lei nº 12.711/12; Renda Familiar

Leia mais

Q UESTIO NÁ RI O DE AVA LI AÇÃO Página 1 de 5

Q UESTIO NÁ RI O DE AVA LI AÇÃO Página 1 de 5 PREFEITURA MUNICIPAL DE MONTES CLAROS PROGRAMA SOCIOECONÔMICO DO MEIO PASSE ESTUDANTIL Q UESTIO NÁ RI O DE AVA LI AÇÃO Página 1 de 5 IDENTIFICAÇÃO: NIS: Nome: Apelido Data de Nascimento/Idade:_ RG CPF_

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO LEI N DE 11 DE OUTUBRO DE 2002

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO LEI N DE 11 DE OUTUBRO DE 2002 PRIMEIRA RETIFICAÇÃO A Prefeitura Municipal de Cruzeiro, Estado de São Paulo, por meio de sua Prefeita Municipal, no uso de suas atribuições legais, sob a organização da empresa Instituto Excelência Ltda.

Leia mais

Programa de Eficiência Energética

Programa de Eficiência Energética INTRODUÇÃO Conforme dispõe a Lei 9.991 de 24 de julho de 2000, as Empresas concessionárias ou permissionárias de energia elétrica devem aplicar o percentual de 0,5% da sua receita operacional líquida anual

Leia mais

PREFEITURA DE MONTES CLAROS SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL Centro de Referência de Assistência Social PLANO ANUAL DE AÇÃO 2015

PREFEITURA DE MONTES CLAROS SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL Centro de Referência de Assistência Social PLANO ANUAL DE AÇÃO 2015 CRAS: Maracanã COORDENADOR(A): Eliana de Araújo Vieira PREFEITURA DE MONTES CLAROS PLANO ANUAL DE AÇÃO 2015 QUADRO I Atividades de fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários: Objetivo Atividades

Leia mais

Processo de Solicitação de Bolsas. I - Condições Gerais

Processo de Solicitação de Bolsas. I - Condições Gerais Processo de Solicitação de Bolsas I - Condições Gerais 1. O solicitante deverá encaminhar pelo correio, em envelope registrado, a totalidade dos documentos aqui arrolados, juntamente com o Formulário de

Leia mais

O BPC Trabalho. XIV ENCONTRO NACIONAL DO CONGEMAS Oficina de Operacionalização do BPC Trabalho e BPC na Escola Fortaleza, março de 2012

O BPC Trabalho. XIV ENCONTRO NACIONAL DO CONGEMAS Oficina de Operacionalização do BPC Trabalho e BPC na Escola Fortaleza, março de 2012 O BPC Trabalho XIV ENCONTRO NACIONAL DO CONGEMAS Oficina de Operacionalização do BPC Trabalho e BPC na Escola Fortaleza, março de 2012 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome - MDS Secretaria

Leia mais

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE UNESC

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE UNESC UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE UNESC EDITAL Nº 259/2016 Dispõe sobre a Renovação de Cadastro socioeconômico dos beneficiários de Bolsa Técnico- Administrativo e Bolsa Dependente CONCEDIDAS EM

Leia mais

CHECKLISTS DOCUMENTAÇÃO PARA EDITAIS DE VERÃO FLORIANÓPOLIS 2016

CHECKLISTS DOCUMENTAÇÃO PARA EDITAIS DE VERÃO FLORIANÓPOLIS 2016 Página 1 de 8 CHECKLISTS DOCUMENTAÇÃO PARA EDITAIS DE VERÃO FLORIANÓPOLIS 2016 Este documento contém a exposição de forma resumida da documentação obrigatória para a inscrição referente aos Editais da

Leia mais

FICHA DE INSCRIÇÃO PARA BOLSA DE ESTUDOS VESTIBULAR SOCIAL

FICHA DE INSCRIÇÃO PARA BOLSA DE ESTUDOS VESTIBULAR SOCIAL UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA COMUNITÁRIA DIVISÃO DE AÇÃO SOCIAL FICHA DE INSCRIÇÃO PARA BOLSA DE ESTUDOS VESTIBULAR SOCIAL (APENAS PARA O PRIMEIRO CURSO DE GRADUAÇÃO) ATENÇÃO - Esta

Leia mais

A porta de entrada para você receber os benefícios dos programas sociais do Governo Federal.

A porta de entrada para você receber os benefícios dos programas sociais do Governo Federal. A porta de entrada para você receber os benefícios dos programas sociais do Governo Federal. Para que serve o Cadastro Único? O Cadastro Único foi criado para o governo saber melhor quem são e como vivem

Leia mais

PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA Oferta Pública de Recursos para municípios com população de até 50mil habitantes

PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA Oferta Pública de Recursos para municípios com população de até 50mil habitantes PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA Oferta Pública de Recursos para municípios com população de até 50mil habitantes MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Nacional de Habitação Departamento de Produção Habitacional

Leia mais

CONHEÇA OS DIREITOS E DEVERES DO IDOSO NO TRANSPORTE COLETIVO RODOVIÁRIO DE PASSAGEIROS

CONHEÇA OS DIREITOS E DEVERES DO IDOSO NO TRANSPORTE COLETIVO RODOVIÁRIO DE PASSAGEIROS Distribuição gratuita - é permitida a reprodução integral ou parcial do texto, desde que citada a fonte. Passagem gratuita para idosos CONHEÇA OS DIREITOS E DEVERES DO IDOSO NO TRANSPORTE COLETIVO RODOVIÁRIO

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO Nº 02/2016 PROAD DAS COMPETÊNCIAS

ORDEM DE SERVIÇO Nº 02/2016 PROAD DAS COMPETÊNCIAS ORDEM DE SERVIÇO Nº 02/2016 PROAD O Pró-Reitor de Administração da Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre UFCSPA, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, resolve fixar

Leia mais

Lâmpadas LED e Lâmpadas Fluorescentes Compactas Um estudo de viabilidade econômica

Lâmpadas LED e Lâmpadas Fluorescentes Compactas Um estudo de viabilidade econômica Lâmpadas LED e Lâmpadas Fluorescentes Compactas Um estudo de viabilidade econômica Júlia Corrêa Reis, Teófilo Miguel de Souza - Campus de Guaratinguetá - Faculdade de Engenharia de Guaratinguetá - Engenharia

Leia mais

Governo do Estado da Paraíba Secretaria de Estado do Turismo e do Desenvolvimento Econômico da Paraíba Programa de Artesanato da Paraíba

Governo do Estado da Paraíba Secretaria de Estado do Turismo e do Desenvolvimento Econômico da Paraíba Programa de Artesanato da Paraíba Governo do Estado da Paraíba Secretaria de Estado do Turismo e do Desenvolvimento Econômico da Paraíba Programa de Artesanato da Paraíba EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO 02/2016. CADASTRAR EXPOSITORES PARA

Leia mais

REQUERIMENTO DE PENSÃO: Relação dos documentos necessários

REQUERIMENTO DE PENSÃO: Relação dos documentos necessários 1 /13 1. Documentação necessária, comum a todos os processos: 1.1. Documentação do(a) Segurado(a) Requerimento em formulário próprio, com firma reconhecida do requerente em cartório ou na presença de funcionário

Leia mais

RETIFICAÇÃO DOS EDITAIS PROAES Nº 24, 30, 31, 32, 33, 34 e 35 /2016

RETIFICAÇÃO DOS EDITAIS PROAES Nº 24, 30, 31, 32, 33, 34 e 35 /2016 RETIFICAÇÃO DOS EDITAIS PROAES Nº 24, 30, 31, 32, 33, 34 e 35 /2016 A Universidade Federal do Maranhão (UFMA), por meio da Pró-Reitoria de Assistência Estudantil (PROAES), torna pública a retificação dos

Leia mais

Manual do Aposentado e Pensionista

Manual do Aposentado e Pensionista Manual do Aposentado e Pensionista 1 SUMÁRIO Qual é o significado de Aposentado e Pensionista?...3 Quando é realizado o pagamento do Benefício?...3 Quais as formas de recebimento dos Benefícios?...3 Quando

Leia mais

Aviso de abertura Atribuição de Habitação Social em Regime de Arrendamento Apoiado

Aviso de abertura Atribuição de Habitação Social em Regime de Arrendamento Apoiado Aviso de abertura Atribuição de Habitação Social em Regime de Arrendamento Apoiado Avisam-se todos os interessados que podem ser apresentadas até ao dia 3 de novembro de 2015, as candidaturas para atribuição

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE JOVENS PARA AQUISIÇÃO GRATUITA DA CARTEIRA NACIONAL DE HABILITAÇÃO-CNH MINHA PRIMEIRA CARTEIRA

EDITAL DE SELEÇÃO DE JOVENS PARA AQUISIÇÃO GRATUITA DA CARTEIRA NACIONAL DE HABILITAÇÃO-CNH MINHA PRIMEIRA CARTEIRA EDITAL 002 / 2014 EDITAL DE SELEÇÃO DE JOVENS PARA AQUISIÇÃO GRATUITA DA CARTEIRA NACIONAL DE HABILITAÇÃO-CNH MINHA PRIMEIRA CARTEIRA A Prefeitura Municipal de Teresina, por meio da Secretaria Municipal

Leia mais

Como reduzir as contas de Casa

Como reduzir as contas de Casa Como reduzir as contas de Casa 1) Como reduzir a conta de energia elétrica? Crie o hábito de apagar a luz toda vez que sair de um cômodo; Tire todos os aparelhos da tomada quando não estiverem em uso.

Leia mais

- DOCUMENTAÇÃO A SER ENTREGUE NA ENTREVISTA P/ ANÁLISE DO SERVIÇO SOCIAL / BOLSA DE ESTUDOS CURSOS TÉCNICOS CPDB- 2017

- DOCUMENTAÇÃO A SER ENTREGUE NA ENTREVISTA P/ ANÁLISE DO SERVIÇO SOCIAL / BOLSA DE ESTUDOS CURSOS TÉCNICOS CPDB- 2017 - DOCUMENTAÇÃO A SER ENTREGUE NA ENTREVISTA P/ ANÁLISE DO SERVIÇO SOCIAL / BOLSA DE ESTUDOS CURSOS TÉCNICOS CPDB- 2017 I - DOCUMENTAÇÃO DO CANDIDATO: o - Cópia da Certidão de Nascimento e do RG o - Cópia

Leia mais

EDITAL CONCURSO DE BOLSAS CEBAMA 2016

EDITAL CONCURSO DE BOLSAS CEBAMA 2016 1. APRESENTAÇÃO 1.1. O presente concurso será realizado pelo CEBAMA e tem como finalidade a concessão de bolsas de estudo para os alunos do Ensino Médio de 2016. 1.2. Entende se por bolsas de estudo o

Leia mais

Edital de Credenciamento Centro de Estudo de Línguas 2017

Edital de Credenciamento Centro de Estudo de Línguas 2017 Edital de Credenciamento Centro de Estudo de Línguas 2017 O Dirigente Regional de Ensino de Fernandópolis, em atendimento às disposições da Resolução SE 44, de 13-08-2014, e Resolução SE 72, de 22-12-2016,

Leia mais

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1ª edição de 2015

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1ª edição de 2015 Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1ª edição de 2015 1 - Dados cadastrais da Instituição de Educação Superior - IES

Leia mais

REGULAMENTO. Projeto Gerar Idiomas. Seleção Pública para classificação de alunos bolsistas do Projeto Gerar Idiomas 2016

REGULAMENTO. Projeto Gerar Idiomas. Seleção Pública para classificação de alunos bolsistas do Projeto Gerar Idiomas 2016 Curitiba, 10 de outubro de 016. REGULAMENTO Projeto Gerar Idiomas Seleção Pública para classificação de alunos bolsistas do Projeto Gerar Idiomas 016 APRESENTAÇÃO A fim de promover ainda mais o desenvolvimento

Leia mais

DIREITOS E DEVERES DO CONSUMIDOR DE ENERGIA ELÉTRICA. de Ética RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 414 NOVA EDIÇÃO

DIREITOS E DEVERES DO CONSUMIDOR DE ENERGIA ELÉTRICA. de Ética RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 414 NOVA EDIÇÃO DIREITOS E DEVERES DO CONSUMIDOR DE ENERGIA ELÉTRICA Código de Ética NOVA EDIÇÃO RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 414 CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA APRESENTAÇÃO A Agência Nacional de Energia

Leia mais

2) Como localizar o Comprovante de Rendimentos? Para localizar o Comprovante de Rendimentos o servidor deve proceder da seguinte forma:

2) Como localizar o Comprovante de Rendimentos? Para localizar o Comprovante de Rendimentos o servidor deve proceder da seguinte forma: Comprovante de Rendimentos Perguntas Frequentes 1) O que é Comprovante de Rendimentos? Comprovante de Rendimentos é um documento disponibilizado ao servidor pela Secretaria de Estado da Administração contendo

Leia mais

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO DE APRENDIZAGEM JUNHO 2016 CSN VOLTA REDONDA

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO DE APRENDIZAGEM JUNHO 2016 CSN VOLTA REDONDA EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO DE APRENDIZAGEM JUNHO 2016 CSN VOLTA REDONDA O presente edital destina-se ao preenchimento de 139 (cento e trinta e nove) vagas para Jovens Aprendizes nos Cursos do Programa

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de São Paulo PRÓ-REITÓRIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS

Ministério da Educação Universidade Federal de São Paulo PRÓ-REITÓRIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS CONVOCATÓRIA PARA RECADASTRAMENTO E ATUALIZAÇÃO DOS DADOS A TODOS OS ALUNOS VETERANOS ATIVOS NO PROGRAMA DE AUXÍLIO PERMANÊNCIA A Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis, no uso de suas atribuições e em cumprimento

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL PROGRAMA AUXÍLIO EMERGENCIAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL PROGRAMA AUXÍLIO EMERGENCIAL PROGRAMA AUXÍLIO EMERGENCIAL DA DOCUMENTAÇÃO 1. Documentos de identificação: a) 1 (uma) Foto 3x4 do candidato; b) Formulário de Inscrição; c) Atestado de Matrícula; d) Histórico Acadêmico (caso já tenha

Leia mais

ANTONIO CARLOS DE CAMARGO, Prefeito do Município de Cotia, no uso de suas atribuições legais;

ANTONIO CARLOS DE CAMARGO, Prefeito do Município de Cotia, no uso de suas atribuições legais; DECRETO Nº 8.022, DE 24 DE FEVEREIRO DE 2015 Aprova o edital I, que estabelece os procedimentos e regras para o processo de seleção dos beneficiários do programa "minha casa, minha vida" - PMCMV - faixa

Leia mais

PORTARIA / SEMED Nº 009/2016. A SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições, em conformidade com a lei.

PORTARIA / SEMED Nº 009/2016. A SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições, em conformidade com a lei. PORTARIA / SEMED Nº 009/2016 Súmula: Regulamenta os procedimentos de cadastro em Lista de Espera e convocação para efetivação de matrícula nos Centros Municipais de Educação Infantil (CEMEI s), e dá outras

Leia mais

Certificado Digital - Pessoa Jurídica. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA (CNPJ A ou CNPJ A3)

Certificado Digital - Pessoa Jurídica. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA (CNPJ A ou CNPJ A3) Certificado Digital - Pessoa Jurídica DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA (CNPJ A ou CNPJ A3) Além dos documentos da Pessoa Jurídica, são necessários, também, dois documentos de identificação do

Leia mais

Tutorial de documentação

Tutorial de documentação Tutorial de documentação Introdução A seguir, apresentamos instruções quanto aos documentos que você deverá entregar com seu contrato, ou enviar via aba Enviar Documentos no portal do aluno PRAVALER. IMPORTANTE:

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA Nº 01/2016 AUXÍLIO TRANSPORTE PARA DESLOCAMENTO DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS E DE NÍVEL TÉCNICO PRESENCIAL FORA DO DOMICÍLIO

CHAMADA PÚBLICA Nº 01/2016 AUXÍLIO TRANSPORTE PARA DESLOCAMENTO DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS E DE NÍVEL TÉCNICO PRESENCIAL FORA DO DOMICÍLIO CHAMADA PÚBLICA Nº 01/2016 AUXÍLIO TRANSPORTE PARA DESLOCAMENTO DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS E DE NÍVEL TÉCNICO PRESENCIAL FORA DO DOMICÍLIO O MUNICÍPIO DE SERTANÓPOLIS, ESTADO DO PARANÁ, CNPJ n. 76.245.034/0001-08,

Leia mais

EDITAL Nº 04/2015 MATRÍCULA 2015 CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO EM AGROPECUÁRIA, ZOOTECNIA E ALIMENTOS

EDITAL Nº 04/2015 MATRÍCULA 2015 CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO EM AGROPECUÁRIA, ZOOTECNIA E ALIMENTOS 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO DEPARTAMENTO DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL

Leia mais

ESTUDO SOBRE O CADASTRO ÚNICO E O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA DOS MUNICÍPIOS QUE COMPÕEM A MESORREGIÃO DA GRANDE FRONTEIRA DO MERCOSUL

ESTUDO SOBRE O CADASTRO ÚNICO E O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA DOS MUNICÍPIOS QUE COMPÕEM A MESORREGIÃO DA GRANDE FRONTEIRA DO MERCOSUL ESTUDO SOBRE O CADASTRO ÚNICO E O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA DOS MUNICÍPIOS QUE COMPÕEM A MESORREGIÃO DA GRANDE FRONTEIRA DO MERCOSUL Grupo de pesquisa: Gestão e Organização Angélica Caetane Pelizza - Acadêmica

Leia mais

Este curso possui entrada no 1º e 2º Semestres, sendo 25 vagas para o 1º Semestre e 25 vagas para o 2º Semestre.

Este curso possui entrada no 1º e 2º Semestres, sendo 25 vagas para o 1º Semestre e 25 vagas para o 2º Semestre. INFORMAÇÔES PARA MATRÍCULAS SISU 2014 Local de Oferta: 34381 - CAMPUS URUGUAIANA Nome do curso: AQÜICULTURA Grau: Tecnológico Turno: Vespertino Nome do curso: CIÊNCIAS DA NATUREZA Grau: Licenciatura Turno:

Leia mais

Concurso de Bolsas de Estudo Edital n 0 01/2017

Concurso de Bolsas de Estudo Edital n 0 01/2017 Concurso de Bolsas de Estudo Edital n 0 01/2017 Dezembro de 2016. 0 I- Da Participação 1.1 - Poderá concorrer ao Concurso de Bolsas de Estudos do DIFERENCIAL SISTEMA DE ENSINO, qualquer CANDIDATO INSCRITO

Leia mais

ANEXO II SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO

ANEXO II SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO ANEXO II SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO PEDIDO DE ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO DO PROCESSO SELETIVO PARA CURSOS SUPERIORES DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS - 2015/2 É OBRIGATÓRIO

Leia mais

PROGRAMA FEDERAL MINHA CASA, MINHA VIDA GUIA INFORMATIVO - 01/09/2016

PROGRAMA FEDERAL MINHA CASA, MINHA VIDA GUIA INFORMATIVO - 01/09/2016 PROGRAMA FEDERAL MINHA CASA, MINHA VIDA GUIA INFORMATIVO - 01/09/2016 CADASTRO HABITACIONAL/INSCRIÇÃO COMPARTILHADA ENTRE GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA E PREFEITURA DE PORTO VELHO 1. ONDE E QUANDO ACONTECERÁ

Leia mais

PROGRAMA DE PERMANÊNCIA DA UNIR AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO PORTO VELHO EDITAL Nº 05 / 2012 / PROCEA

PROGRAMA DE PERMANÊNCIA DA UNIR AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO PORTO VELHO EDITAL Nº 05 / 2012 / PROCEA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MEC FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA - UNIR PRÓ-REITORIA DE CULTURA, EXTENSÃO E ASSUNTOS ESTUDANTIS PROCEA DIRETORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS - DAE Campus UNIR, BR-364, KM

Leia mais

ANEXO I. Relação de documentos comprobatórios para análise socioeconômica

ANEXO I. Relação de documentos comprobatórios para análise socioeconômica ANEXO I Relação de documentos comprobatórios para análise socioeconômica 1 Relação de documentos do Candidato: - Carteira de Identidade; - CPF; - Carteira profissional: apresentar fotocópia das páginas:

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA POSSE CONCURSO 2014

INSTRUÇÕES PARA POSSE CONCURSO 2014 INSTRUÇÕES PARA POSSE CONCURSO 2014 1. Procedimentos iniciais: a) Os candidatos nomeados deverão enviar curriculum vitae atualizado para o e- mail gestaodepessoas@tcm.go.gov.br; b) Os candidatos nomeados

Leia mais

Qualificar Mais EDITAL

Qualificar Mais EDITAL Qualificar Mais EDITAL EDITAL N 001 05 de Outubro de 2016 Disponibilidade de Vagas e Regras para matrículas de Alunos e Processo seletivo para concessão de bolsas de estudo. 1. DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS

Leia mais

AES ELETROPAULO. 2013 COMEÇA COM REDUÇÃO NA CONTA DE LUZ A REDUÇÃO DA TARIFA DE ENERGIA ELÉTRICA PARA AS RESIDÊNCIAS FOI DE 18,25%. (pág.

AES ELETROPAULO. 2013 COMEÇA COM REDUÇÃO NA CONTA DE LUZ A REDUÇÃO DA TARIFA DE ENERGIA ELÉTRICA PARA AS RESIDÊNCIAS FOI DE 18,25%. (pág. SÃO PAULO, FEVEREIRO DE 2013 AES ELETROPAULO N A C O M U N I D A D E Vamos comemorar juntos! Mais de 2 milhões de pessoas beneficiadas pelo Programa de Regularização de Ligações Elétricas nas comunidades

Leia mais