índice Delphi Delphi Editorial Delphi .NET .NET Desafio The Club Dicas Legenda

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "índice Delphi Delphi Editorial Delphi .NET .NET Desafio The Club Dicas Legenda"

Transcrição

1 setembro 2010

2 setembro 2010

3 índice Editorial Delphi Delphi Agosto é o mês em que temos de Novo Delphi XE redobrar nossa atenção com escadas e gatos pretos, afinal ninguém quer que o azar bata a porta Autor: Antonio Spitaleri Utilizando o Ribbon Controls 08 Autor:Bruno Alcarás Delphi.NET.NET Tlist e Event Handlers em Delphi 13 Autor: Leonora Golin Usando Crystal Reports 16 Autor: Luciano Pimenta Criar consumir e debugar WCF services com 26 Silverlight Autor: Djonatas Tenfen Dicas Desafio The Club - Dicas Delphi 29 - Cruzada 30 Legenda Iniciante Intermediário Avançado setembro

4 Bem-vindo Este mês completamos mais um ano de existência do The Club. Já são 16 anos auxiliando programadores de todo o Brasil no desenvolvimento de softwares em Delphi e Visual Studio. Nesse mês temos também o lançamento da nova versão do Delphi. Trata-se da versão XE, que traz boas novidades. Em meu artigo Novo Delphi XE, mostro de forma geral as novidades da ferramenta. Nas edições seguintes iremos conhecer em maiores detalhes a nova versão do Delphi. Nosso consultor Bruno Alcaras traz, em seu artigo: Utilizando o Ribbon Controls a utilização de Ribbon Controls em Delphi. Ribbon Controls são componentes que permitem melhorar bastante o visual de aplicações Delphi. Leonora Golin aborda nesse mês a classe TList em conjunto com Event Handlers em seu artigo TList e EventHandlers em Delphi. Um assunto mais técnico porém de grande valor para agregar potencialidade as aplicações Delphi. Em nossa seção.net temos dois artigos: No primeiro, Luciano Pimenta aborda o uso do gerador de relatórios Crystal Report no artigo Usando Crystal Report. Na sequência Djonatas Tenfen mostra Como consumir e debugar WCF services em Silverlight., mostrando mais um recurso dessa fantástica ferramenta que é o Silverlight. É isso. Boa leitura a todos e que venham os próximos 16 anos! Av. Profº Celso Ferreira da Silva, 190 Jd. Europa - Avaré - SP - CEP Informações: (14) Suporte: (14) Internet Cadastro: Suporte: Informações: Skype Cadastro: theclub_cadastro Skype Suporte: theclub_linha1 theclub_linha2 theclub_linha3 Copyright The Club Megazine 2009 Diretor Técnico Marcos César Silva Diagramação e Arte Vitor M. Rodrigues Revisão Tassiane Fileto Colunistas Antonio Spitaleri Neto Bruno Alcarás Leonora Golin Luciano Pimenta Impressão e acabamento: GRIL - Gráfica e Editora Taquarituba-SP - Tel. (14) Reprodução A utilização, reprodução, apropriação, armazenamento em banco de dados, sob qualquer forma ou meio, de textos, fotos e outras criações intelectuais em cada publicação da revista The Club Megazine são terminantemente proibidos sem autorização escrita dos titulares dos direitos autorais. Antonio Spitaleri Neto - Editor Chefe Delphi é marca registrada da Borland International, as demais marcas citadas são registradas pelos seus respectivos proprietários. 04 setembro 2010

5 Delphi Novo Delphi XE No início do mês de setembro, a comunidade Delphi recebeu a notícia do lançamento do Delphi XE, que faz parte da suíte RAD Studio XE, que além do Delphi XE inclui C++ Builder XE, Delphi Prism XE e RADPHP XE. Ao contrário das últimas versões, onde o ano de lançamento constituía o nome da versão, dessa vez a Embarcadero optou pelo XE, que realça o suporte heterogêneo a vários bancos de dados, uma das grandes características dessa versão. O grande foco do Delphi XE é o desenvolvimento ágil de aplicações e integração fácil com as demais ferramentas da suíte RAD Studio. Nesse artigo estarei falando sobre as principais características da nova versão do Delphi em uma visão mais geral. Em artigos posteriores estaremos abordando com maiores detalhes as funcionalidades do Delphi XE. Instalação do Delphi XE Como já é tradição, a Embarcadero disponibiliza a versão trial do Delphi e demais ferramentas da suíte XE. A versão trial pode ser obtida em: O instalador guarda muitas semelhanças com a versão 2010 do Delphi, como poderá ser visto nas figuras a seguir. Esse instalador é online, ou seja, a maior parte dos arquivos será baixada no momento da instalação, isso torna o instalador mais leve, porém aumenta o tempo de instalação. Em relação à instalação do Delphi 2010, houve um aumento no tempo de instalação. Outra diferença é que nesta instalação temos além do Delphi XE a instalação conjunta de algumas ferramentas de terceiros. São elas: - AQ Time; - Final Builder; - CodeSite; - Rave Reports; - CollabNet client subversion; Essas ferramentas oferecem recursos bastante interessantes para o desenvolvimento de aplicações com o novo Delphi XE. Com isso o desenvolvimento sobre a plataforma Delphi ganha em recursos. Mais adiante darei detalhes sobre ferramentas extras do novo Delphi XE. Veja alguns screenshots da instalação: Layout Após a instalação, será apresentada uma tela de registro e depois o Delphi XE estará pronto para uso. A primeira funcionalidade a ser destacada são os layouts para as janelas. No Delphi XE temos três opções padrão de setembro

6 utilizar o Layout: Default, com janelas fixas semelhantes a versões como o Delphi Ou então o layout Classic Undocked, que torna a disposição das janelas igual ao Delphi 7. Para os desenvolvedores mais acostumados as versões antigas do Delphi essa opção é uma boa saída. Temos ainda a opção de Debug Layout, que dá destaque para o código. A paleta de componentes também pode ser colocada na parte superior da tela, ao estilo Delphi 7 ou então ser mantida na lateral. Veja as opções Classic e Default de Layout: Ve a imagem Default: Veja a imagem Classic: Integração com Subversion Subversion é uma tecnologia para controle de versões alternativo ao conhecido CVS. Nos últimos anos a utilização do SubVersion tem crescido bastante entre os profissionais que trabalham com desenvolvimento em equipe. Para o pessoal que utiliza SubVersion, a boa notícia é que o Delphi XE oferece integração dos projetos com essa tecnologia. Através da IDE Delphi é possível fazer todas as operações no repositório SubVersion, como Commit, Merge, etc... DataSnap XE Uma das maiores e melhores novidades na versão 2010 do Delphi foi o novo DataSnap e seus recursos poderosos para multi camadas. No Delphi XE, além de todos os recursos já existentes foram adicionadas facilidades e um novo Wizard para a criação do Server Module, o que agrega produtividade ao desenvolvimento DataSnap. Além disso, o DataSnap XE agora possui integração com Cloud Computing, permitindo o acesso a servidores em plataformas como o Windows 06 setembro 2010

7 Azure. Essa novidade, aliada a integração com Delphi Prism para desenvolvimento Web, torna o Delphi uma boa opção para o desenvolvimento para internet. Ferramentas para agilizar o desenvolvimento O Delphi XE traz integrada a sua IDE as ferramentas FinalBuilder, CodeSite e AQTime. Essas ferramentas permitem ao desenvolvedor um controle altamente profissional e gerenciamento mais profissional das aplicações na plataforma Delphi. A melhoria no gerenciamento permite um menor gasto de tempo com planejamento e controle e um maior investimento em desenvolvimento. Isso gera grandes ganhos de produtividade. Default Conclusão Nesse artigo procurei apenas fazer um rápido preview das novidades do Delphi XE. Como foi possível perceber o foco dessa nova versão é a produtividade. Nos artigos seguintes estaremos vendo com maiores detalhes todas as principais funcionalidades dessa nova versão do Delphi. Referência: Blog Andreano Lanusse: Classic Sobre o autor Antonio Spitaleri Neto Consultor Técnico The Club. setembro

8 Utilizando o Ribbon Controls Criado pela Microsoft visando facilitar o acesso aos itens de seus menus através de poucos cliques e dar um visual mais sofisticado as suas aplicações, os Ribbon Controls estão presentes no Delphi desde sua versão 2009, e são uma ótima maneira de darmos um algo a mais para nossas aplicações. Esse componente com certeza se bem usado pode ser um diferencial na sua aplicação, já que muitas vezes o mais importante para os usuários de nossos sistemas é a beleza do mesmo, em detrimento das muitas facilidades e benefícios que ele terá adotando o nosso sistema. Uma coisa importante a se atentar antes de dar início ao seu projeto utilizando o RibbonControls é que para isso, é necessária uma autorização especial da Microsoft, essa licença é gratuita mas impõe algumas limitações quanto a forma com que esses componentes devem ser utilizados. Para obter essa licença acesse com/pt-br/office/aa973809(en-us).aspx leia atentamente a licença de uso e o guia de Design do RibbonControls e se cadastre. Algumas partes importantes dessa licença dizem que o usuário não pode modificar essa tecnologia a torto e a direito, as possíveis modificações devem seguir as regras impostas no Guia de Design, e o mais importante, essa tecnologia não deve ser usada em programas concorrentes aos programas do pacote Office (Word, Excel, PowerPoint, Outlook, Access ou qualquer outro presente nesse pacote), o que faz todo sentido, afinal de contas a Microsoft gastou muito dinheiro para desenvolver essa inovação e quer proteger a todo custo seus direitos. Estou utilizando, para esse artigo, a versão 2010 do Delphi, mas vale lembrar que esse exemplo também pode ser feito com o Delphi 2009 que também conta com os componentes Ribbon Controls. Imagem 1 Veja na imagem 1. Paleta Ribbon Controls Os componentes desse pacote são encontrados na paleta Ribbon Controls do Delphi: Eles são os seguintes - TRibbon é a base do Ribbon, nele serão inseridas todas as páginas, os grupos, os componentes, e através dele será feita a ligação com o ActionManager que cuidará de todas as ações que serão executadas pelos componentes inseridos no Ribbon; - TRibbonComboBox um Combo- Box que interage diretamente com o Ribbon; 08 setembro 2010

9 - TRibbonSpinEdit um SpinEdit criado especialmente para ser usado em conjunto com o Ribbon; - TScreenTipsManager esse componente é muito interessante e vai ser melhor explorado durante o desenvolvimento desse artigo, ele permite que sejam adicionados tips (dicas) a cada um dos itens do Ribbon. Essas dicas seguem o mesmo estilo do Office, como nesse exemplo: Imagem 2 - TScreenTipsPopup esse componente serve para dar aos componentes que não estão no Ribbon o mesmo estilo de dicas que são dados aos componentes do Ribbon. Antes de dar início a uma demonstração de seu uso vamos conhecer o principal componente, o TRibbon, visualmente e dar uma olhada em algumas propriedades específicas dele: TRibbon Veja a imagem 2. O TRibbon é o início dos trabalhos para criar um Menu com Ribbon Controls, quando adicionado ao form ele se ajusta automaticamente a largura do form. Para prover a comunicação entre os componentes do Ribbon e as ações que cada um deles executará, devemos inserir o componente ActionManager da paleta Additional.O Tribbon conta com algumas propriedades interessantes e que são muito úteis durante o desenvolvimento do menu, são elas: ActionManager por essa propriedade o Ribbon é ligado ao seu gerenciador de ações; ApplicationMenu ao clicar no (+) para expandir as opções são apresentadas algumas opções para personalização desse item. O ApplicationMenu é aquele botão localizado na parte superior esquerda do Menu (dê uma olhada no Office 2007) e que traz algumas das opções mais usadas e, no caso de Excel ou Word, os documentos recentemente abertos pelo usuário. O seu uso será explorado mais adiante nesse artigo; Imagem 3 Exemplo: Veja a imagem 3. DocumentName nessa propriedade definimos o nome do documento ou tela que está aberto no momento, e que aparecerá ao lado do Caption que definirmos para o Ribbon, podemos por exemplo definir nessa propriedade, via código, o nome da janela que está aberta no momento; QuickAccessTollbar por aqui definimos as como será exibido o QuickAccessTollbar. O QuickAccessToolbar é um local de acesso rápido e está localizado ao lado do ApplicationMenu; Imagem 4 Luna Imagem 5 Obsidian Imagem 6 Silver ScreenTips é a ligação ao TScreenTips- Manager, que irá gerenciar as dicas que aparecerão quando o cursor estiver sobre um componente que tenha uma dica definida; ShowHelpButton essa propriedade é definida como True ou False e indica se o botão de ajuda, que fica no canto superior direito da tela será exibido ou não; Style aqui é definido como será o estilo de seu Menu, estão disponíveis três estilos (Luna(o estilo padrão), Obsidian e Silver), escolha o que você mais gostar: Veja nas imagens 4, 5 e 6: setembro

10 Tabs podem ser adicionadas ou mudadas de ordem as abas que foram adicionadas ao Ribbon. Para dar início aos trabalhos com o Ribbon, deve-se incluir no form o componente ActionManager e ligá-lo a propriedade ActionManager do componente TRibbon. Somente após isso poderão ser incluídas abas no Ribbon. Imagem 7 Ribbon Page Para incluir uma aba use a propriedade Tabs ou então clique com o botaão direito e escolha a opção Add Tabs, nesse momento será incluída uma aba no Ribbon, da seguinte forma: Veja a imagem 7. Esse componente tem uma propriedade interessante, essa propriedade é a Key Tip, essa propriedade designa um atalho a página quando estiver pressionada a tecla ALT. Ribbon Group Depois de incluída uma aba poderemos incluir um Grupo, que é o local onde ficarão o itens do menu, essa inserção segue o mesmo estilo da inserção de uma aba, botão direito e Add Groups. As principais propriedades desse componente são as seguintes: DialogAction chama uma ação através de um pequeno botão que é inserido na parte inferior direita do Group, dê uma olhada no Office ou então espere o desenvolvimento desse artigo para ver um exemplo; GroupAlign define como serão organizados os itens dentro do grupo, se na horizontal ou na vertical; GroupIndex define, quando na ocorrência de mais de um grupo dentro da aba, a ordem que esse grupo ocupará; KeyTip funciona da mesma maneira que o KeyTip da aba.; Rows o número de linhas que ocuparão os objetos dentro do grupo ActionManager O ActionManager é com certeza o mais importante componente usado durante o desenvolvimento do Menu, ele que executará todas as ações correspondentes aos itens do Ribbon, vale lembrar que sem esse item incluído e ligado ao Ribbon não é possível fazer nada relacionado ao menu, as principais propriedades desse componente são: DisableImages, Images,LargeDisablesImages e LargeImages são definidas as imagens que aparecerão nos itens do Ribbon, quando desativados ou ativados; Projeto Exemplo Imagem 8 Agora vamos dar início ao nosso exemplo, nesse exemplo não será montado um menu completo com vários botões, páginas, etc., somente será dada uma base a tudo que o desenvolvedor precisa saber para criar seu próprio menu, vamos ao exemplo. Inicie um novo projeto e adicione a ele: 1 TRibbon(da paleta RibbonControls); 1 ActionManager(da paleta Additional) e; 1 ImageList(da paleta Win32). Nomeie esse componente da seguinte forma: Images. Ligue a propriedade ActionManager do Ribbon ao ActionManager adicionado e o ImageList a propriedade do ActionManager: Images. Vamos programar algumas ações simples para entender a interação entre esses componentes. Primeiramente adicione uma aba ao Ribbon (botão direito/add Tab) e a nomeie como desejar, dentro dessa aba adicione um grupo (botão direito/add Group) e fique a vontade para nomeá-lo também. Para criarmos a primeira ação dê um duplo clique no ActionManager, neste momento será aberta uma tela como a que se vê a seguir: Veja a imagem 8. Para criar uma ação clique com o botão direito em Actions e escolha a opção New Action, ou então clique no ícone. Veremos agora algumas propriedades de um TAction: 10 setembro 2010

11 Category indica a categoria de que aquela ação faz parte, para criar uma categoria escreva o nome da categoria nessa propriedade; Image Index indica qual imagem do ImageList servirá como imagem da ação; ShortCut entre as opções apresentadas, define qual será o atalho para essa ação. Vamos criar uma ação básica, que servirá só para ilustrar esse exemplo, dê um duplo clique em Action1 em Actions e escreva o seguinte código: Imagem 9 ShowMessage( Utilizando Ribbon Controls!!!! ); Depois adicione uma imagem ao ImageList e a ligue a essa ação através de ImageIndex. O próximo passo é clicar e arrastar a ação recém-criada no ActionManager e arrasta-lá até o RibbonGroup, nesse momento será criado um TActionClientItem, que também tem algumas propriedades que permitem sua personalização, são elas: CommandProperties/ButtonSize define o tamnho do botão no Ribbon, se grande ou pequeno; ButtonType define o botão como simples ou como dropdown. Se definido como DropDown, podemos adicionar mais ações a ele, que serão encontradas quando clicarmos na seta; CommandStyle podemos definir de que tipo é esse TActionClientItem, se um Radio- Button, um CheckBox, um Button, etc; Items aqui são adicionadas as ações que serão encontradas em um botão definido como DropDown. Para tanto basta clicar em Items, na tela que se abrirá clicar com o botão direito, add e ligar o TActionClientItem a ação desejada, anteriormente criada no ActionManager. Vale lembrar que essas opções estarão disponíveis apenas se o ButtonStyle estiver definido com DropDown. Existem ainda ações pré-definidas, como ações de colar, recortar, copiar, entre outras que podem ser criadas escolhendo New Standard Action no ActionManager. Adicione mais algumas ações, as separando por categorias, isso será útil para demonstração do uso do Application Menu. Imagem 10 ApplicationMenu Vamos adicionar agora um ApplicationMenu, para tanto clique no Ribbon com o botão direito e escolha a opção Add Application Menu, nesse momento será adicionado ao Ribbon o seguinte item:. Para editar esse item vá até a propriedade ApplicationMenu do Ribbon, as principais propriedades encontradas são: Caption o que será exibido no item, por padrão está definido Recent Documents; CommandType define o que será exibido na parte à direita do AplicationMenu, se comandos ou itens recentes. Para um exemplo de itens recentes verifique o exemplo de Ribbon presente na pasta de exemplos do Delphi; Icon pode ser definido um ícone para esse Application Menu; IconSize o tamanho do ícone é definido por essa propriedade; KeyTip funciona da mesma forma do KeyTip das abas ou grupos. Para adicionar as ações ao ApplicationMenu, proceda da mesma forma que o Ribbon, vá até o ActionManager e arraste as ações para dentro do componente. Arraste também uma categoria interira para dentro do componente, serão criados subitens dentro do Application, como no caso de Arquivo na imagem. Veja a imagem 9. Para adicionarmos botões ao Application- Menu, como o de Opções e o de sair do Office, acesse o RibbonApplicationMenuBar através do Object TreeView do Delphi e em sua propriedade Options insira um novo OptionItem e o ligue a ação desejada no ActionManager. Veja a imagem 10. Percebam que foi criado o botão Sair na parte inferior do componente. QuickAccessToolbar Para usar o Quick Access Toolbar não existema segredos. Para adiciona-lo clique com o botão direito no Ribbon e escolha Add Quick Access Tollbar, ao setembro

12 lado do ApplicationMenu será criado um local para acesso rápido as funções do sistema. Para utiliza-lo é usado o mesmo procedimento de sempre: arraste a ação do ActionManager para o QuickAccess e pronto, essa opção já estará disponível. ScreenTipsManager Para deixar os hints de seu Ribbon com o estilo Office é necessária a inclusão do componente ScreenTipsManager. Para utilizá-lo primeiramente devemos ligá-lo a propriedade ScreenTips do Ribbon, depois ligaremos a propriedade LinkedActionList desse componente ao ActionManager, para isso clique na propriedade, botão direito Add e ligue ao ActionManager. É possível editar a aparência do tip de forma padrão para todos através das propriedades do componente ou então individualmente usando o duplo clique no ScreenTipsManager. Após isso será visualizada a seguinte tela: Veja a imagem 11. Através dela será feita a edição das Tips, ela é dividida em algumas partes: TreeView todas as ações que foram criadas no ActionManager estão nele, prontas para receber um Tip; Mode se estará ativado ou não este tip; ShowImage, ShowFooter e Preview define se nesse tip aparecerá uma imagem, se definida, se aparecerá o rodapé Press F1 for more help. O botão preview serve para uma prévisualização do tip; Imagem 11 Display o posicionamento do tip em relação à tela; Option se aparecerão o título e um possível atalho, se o mesmo estiver disponível para aquela ação; Footer o que será exibido no rodapé do tip pode ser definida uma imagem. Veja um exemplo de um tip editado pelas essas opções: Conclusão A beleza dos nossos aplicativos é um grande atrativo para os usuários e o RibbonControls pode valorizar muito nossos sistemas, com certeza vale passar algumas horas estudando-o e descobrindo os muitos recursos que o mesmo pode oferecer no intuito de facilitar e deixar os nossos sistemas mais bonitos. Para um completo exemplo do seu uso, estude os exemplos que ficam da pasta RibbonControls no diretório de Demos do Delphi. E isso é tudo pessoal, até outra hora. - aqui definimos o texto do Tip e se queremos alguma imagem ao lado dele; Sobre o autor Bruno Alcarás Consultor Técnico The Club. BorderStyle é definido o estilo da borda, se normal ou arredondado; Color - para formar um gradiente, devemos informar a cor de inicio e a cor final; 12 setembro 2010

13 TList e Event Handlers em Delphi O conceito de multidifusão ou multicasting foi introduzido pela tecnologia.net que permite atribuir métodos distintos para o mesmo manipulador de eventos. O desenvolvedor Delphi não possui essa funcionalidade, porém o MultiCast pode ser simulado através do uso conjunto de Tlist e Event Handlers. Com essa simulação é possível especificar que dois ou mais métodos (procedures e funções) sejam chamados quando um evento for disparado. Para facilitar, seguem algumas definições: -Eventos Multicast: Eventos que disparam múltiplos métodos simultaneamente; -Manipuladores de eventos (Event Handlers): São propriedades associadas aos objetos da VCL que são ativadas quando os objetos recebem uma determinada ação (como um clique, por exemplo). À ocorrência dessas ações ou eventos estarão associadas à execução de métodos (procedures ou funções); -Tlist: É uma classe cuja função é armazenar uma lista de ponteiros. É usado para manter listas de objetos. Traz propriedades e métodos para: Adicionar ou deletar objetos em uma lista. Reorganizar os objetos em uma lista. Localizar e acessar os objetos em uma lista. Classificar os objetos em uma lista. -Objeto TMethod: Uma estrutura que armazena código e campos de dados para representar um método. Para que? Os eventos multicast podem ser muito úteis na criação de aplicações com bancos de dados, quando houver a necessidade de que mais de uma procedure entre em execução quando o evento OnAfterScroll for disparado, por exemplo. Como? Para conseguir esse recurso no Delphi Win32 é preciso simular a criação de eventos multicast através da criação de uma classe. Segue o exemplo simples, lembrando que vamos simular a manipulação de eventos multicast através da construção de um objeto Delphi Win32 que mantenha uma lista dos métodos que um evento disparará. Criar uma classe simples, TmultiEventClass, com apenas um evento de tipo TmultiEvent. Criar um objeto Tlist cuja característica é ser um MultiEventHandler, ou Manipulador de Eventos para armazenar uma lista de métodos que serão chamados quando o evento for disparado (o FireMultiEvent). Utilizar um tipo Tmethod para representar cada método (função ou procedure). Um tipo Tmethod pode ser usado para executar um método pelo seu nome. setembro

14 Segue código da interface da classe TmultiEvent. type PMethod = ^TMethod; TMultiEvent = procedure(const Value : string) of object; TMultiEventClass = class Private fmultieventhandlers : TList; // fmultieventhandlers é a Tlist que será usada para armazenar ponteiros para métodos que serão disparados por um evento de tipo TEvent. Public constructor Create; destructor Destroy; override; procedure AddMultiEvent(const Value: TMultiEvent); //adicionar um manipulador de eventos; procedure RemoveMultiEvent(const Value: TMultiEvent); //remover um manipulador de eventos; procedure FireMultiEvent; Segue a implementação: { TMultiEventClass } //cria o armazém dos manipuladores de evento constructor TMultiEventClass.Create; begin inherited Create; fmultieventhandlers := TList.Create; //limpa destructor TMultiEventClass.Destroy; var cnt: Integer; begin for cnt := 0 to -1 + fmultieventhandlers.count do Dispose (fmultieventhandlers[cnt]); fmultieventhandlers.free; inherited; //adicionar um manipulador de eventos à lista} procedure TMultiEventClass. AddMultiEvent(const Value: TMultiEvent); var h: PMethod; begin h := New(PMethod); h^.code := TMethod(Value).Code; h^.data := TMethod(Value).Data; fmultieventhandlers. Add(h); //remover um manipulador de eventos da lista procedure TMultiEventClass. RemoveMultiEvent(const Value: TMultiEvent); var cnt: Integer; begin for cnt := 0 to -1 + fmultieventhandlers.count do begin if (TMethod(Value). Code = TMethod(fMultiEven thandlers[cnt]^).code) and (TMethod(Value). Data = TMethod(fMultiEventHandler s[cnt]^).data) then begins Dispose(fMultiEventH andlers[cnt]); fmultieventhandlers. Delete(cnt); Break; //dispara evento (chama todos os manipuladores). A procedure //FireMultiEvent simula um evento com mais de um manipulador //de evento. procedure TMultiEventClass. FireMultiEvent; var cnt: Integer; msg : string; begin for cnt := 0 to -1 + fmultieventhandlers.count do begin msg := Format( %d/%d %s, [1 + cnt, fmultieventhandlers.count, fired! ]); TmultiEvent(fMultiEven thandlers[cnt]^)(msg); Agora, um exemplo simples. 1) Arraste um TButton em um formulário e especifique o seguinte código para o evento OnClick. { TForm1 } procedure TForm1. Button1Click(Sender: TObject); var test : TMultiEventClass; begin test := TMultiEventClass.Create; //criado objeto test que irá armazenar referência para dois // métodos try test. AddMultiEvent(Handler1); test. AddMultiEvent(Handler2); test. RemoveMultiEvent(Handler1); //handler1 é removido test. AddMultiEvent(Handler3); //outro método é adicionado test.firemultievent; //dispara os manipuladores de eventos finally test.free; Os três métodos Handler 1, Handler2 e Handler3 são definidos como: 14 setembro 2010

15 procedure TForm1. Handler1(const value: string); begin ShowMessage( h1: + value); procedure TForm1. Handler2(const value: string); begin ShowMessage( h2: + value); procedure TForm1. Handler3(const value: string); begin ShowMessage( h3: + value); Na execução, as procedures de exibição de ShowMessages serão disparadas: Conclusão Espero ter conseguido o objetivo de esclarecer o funcionamento e a funcionalidade dos manipuladores de eventos que são propriedades de alguns objetos que, ao receber uma ação (evento), ativam essa propriedade e disparam vários métodos simultâneos e não apenas um. Esta é uma desvantagem do DelphiWin32 com relação ao.net que pode ser facilmente sanada com algumas linhas de código. Então... Mãos à obra... E fire, fire, fire!! O layout da aplicação exemplo deverá ficar como na figura que segue: Sobre o autor Leonora Golin Consultora Técnica The Club. setembro

16 Usando Crystal Reports Relatórios são uma característica do sistema que poucos desenvolvedores gostam, pelo menos, conheço alguns que preferem criar sistemas complexos, a fazer um relatório. Quando falamos em relatórios na Web então, parece o caos, pois teremos de usar HTML, CSS etc. Com o Crystal Reports, podemos criar relatórios robustos e poderosos em aplicações ASP.NET, como várias funcionalidades, como: parâmetros, fórmulas, grupos, subrelatórios, gráficos etc. Essas funcionalidades veremos como criar, usando apenas alguns cliques neste artigo. Para mais informações da versão beta, você pode acessar: weblogs?blog=/pub/wlg/ Criando a aplicação ASP.NET Abra o Visual Studio 2008 e crie uma nova aplicação ASP.NET (File>New>Web Site). Usaremos a linguagem C# e digite a pasta virtual para salvar o projeto (Figura 1). Veja a Figura 1. Existe um template chamado ASP.NET Crystal Reports Web Site que cria uma aplicação ASP.NET, onde é adicionado um controle CrystalReportViewer (para exibir o relatório) e um CrystalReportSource (objeto que disponibiliza o relatório para o CrystalReportViewer). Nota: Usaremos nesse artigo, o Visual Studio Você pode estar perguntando, por que não usar a nova versão, Visual Studio 2010? No Visual Studio 2010, o Crystal Reports deixou de fazer parte da ferramenta, ele terá de ser instalado em separado. A versão que suporta o Visual Studio 2010, ainda esta em fase beta, então, achei melhor, mostrar os exemplos no Visual Studio Vale lembrar que os exemplos têm 100% de chance de serem compatíveis com a versão do Crystal Reports para Visual Studio Figura 1. Criando o projeto ASP.NET 16 setembro 2010

17 Não existem muitas diferenças em relação ao projeto que criamos, mas fique a vontade de usar essa opção. Criando o primeiro relatório Com a aplicação ASP.NET criada, clique com o botão direito no nome do projeto e escolha a opção Add New Item. Na janela, escolha o item Crystal Report e dê um nome ao relatório (Figura 2). Veja a Figura 2.. Clique em Add para finalizar. Será criado um arquivo CrystalReport.rpt no Solution Explorer e para configurar o relatório será mostrado um wizard (Figura 3). Figura 2. Criando o primeiro relatório Figura 3. Wizard para criação do banco de dados Clique em OK e no próximo passo, vamos escolher a tecnologia para acesso ao banco de dados. Escolha Create New Conecction>OLE DB. Será aberto um editor, selecione Microsoft OLE DB Provider for SQL Server e clique em Next. A seguir, adicione as configurações do banco de dados SQL Server (usarei nos exemplos, o banco de dados Northwind do SQL Server 2008 Express). Clique em Next e em Finish para terminar a configuração do banco. Voltamos agora para a tela que mostra a conexão com o banco criada, onde podemos escolher a(s) tabela(s) que trabalharemos (escolha Customers), bastando arrastar a(s) mesma(s) para a seção Selected Tables (Figura 4). Figura 4. Conexão com o banco criada e escolhendo as tabelas Veja a Figura 4. C Clique em Next. Agora podemos escolher os campos (Fields) que serão mostrados no relatório. Escolha os campos necessários e clique em Next. A próxima etapa indica se vamos criar um grupo para o relatório, clique em Next. Nota: Podemos adicionar um grupo após a criação do relatório. Clique em Next novamente e escolha um estilo para o relatório na última tela do wizard. Clique em Finish para finalizar a criação do relatório (Figura 5). setembro

18 Veja a Figura 5. Temos um treeview com várias opções, entre elas: acesso aos campos da consulta, fórmulas, grupos, parâmetros, campos especiais (que mostra data de criação do relatório, total de registros, número da página etc), entre outros. No relatório temos cinco seções: Report Header (cabeçalho do relatório), Page Header (cabeçalho da página), Details (seção onde serão mostrados os dados), Report Footer (rodapé do relatório) e Page Footer (rodapé da página). Para visualizar o relatório, crie um novo Web Form (menu Website>Add New Item), dando o nome de preview.aspx e adicionando um CrystalReportViewer. Na Smart Tag do controle, escolha New report source no item Choose Report Source. Será aberto um editor para escolher o relatório que desejamos exibir. Figura 5. Relatório fica dockado no IDE do Visual Studio Escolha CrystalReport.rpt na opção Specify a Crystal Report for the CrystalReportSource control e clique em OK (Figura 6). Veja a Figura 6. Note que o relatório é mostrado em tempo de execução (sem os valores reais). Também podemos visualizar o relatório através da opção Main Report Preview na tela das seções do relatório. No formulário Default.aspx, adicione um botão e adicione o seguinte código: Response. Redirect( preview.aspx ); Figura 6. Escolhendo o relatório para ser exibido Execute a aplicação e veja o relatório em execução (Figura 7). Veja a Figura 7. A barra de ferramentas do relatório tem as opções para: exportação, impressão, navegação entre as páginas do relatório, busca de textos e zoom etc. Na exportação, temos a opção de exportar para os formatos: Crystal Report (RPT), Acrobat (PDF), Word (DOC), Excel (XLS) e Rich Text Format (RTF). Podemos configurar (remover/adicionar opções, inclusive a própria barra de ferramentas como um todo), através das propriedades do CrystalReportViewer. Figura 7. Executando o relatório na aplicação ASP.NET 18 setembro 2010

19 Agrupamento Para criar um relatório agrupado, é bastante simples. Poderíamos ter configurado essa funcionalidade no próprio wizard de criação do relatório. Mas com o relatório pronto, basta clicar com o botão direito e escolher a opção Insert>Group. Será aberta uma janela, onde devemos informar o campo que vamos agrupar. Escolha City e clique em OK. Rode a aplicação novamente e veja como o relatório ficou agrupado pelo campo City. Será mostrada uma lista dos grupos ao lado do relatório, onde ao escolher um item, o mesmo será marcado e seus dados mostrados em destaque. Para os próximos relatórios criados no artigo, para visualizá-los em tela, basta alterar o relatório no CrystalReportSource adicionado na tela de preeview. Veja a Figura 8. Figura 8. Relatório agrupado e um treeview para navegação dos grupos Agrupamento por período ou valores O cliente solicitou um relatório sobre a venda dos funcionários para serem agrupadas por um período de valores, por exemplo. Um grupo com os funcionários que venderam até R$ ,00, outro com os funcionários entre R$ ,00 e R$ ,00 e outro com os funcionários que tiveram vendas acima de R$ ,00. Com o Crystal esse tipo de relatório é fácil de ser desenvolvido. Crie um novo relatório e vamos customizar a consulta, usando um comando SQL ao invés de uma tabela do banco. Na tela de escolha das tabelas do banco, de um duplo clique no item Add Command. No editor que será mostrado, adicione a consulta SQL da Listagem 1. Listagem 1. Customizando a consulta que retornará os dados select Employees. EmployeeID, Employees. FirstName, Employees. LastName, SUM([Order Details]. UnitPrice * [Order Details].Quantity) as TotalVenda from Employees inner join Orders on Employees.EmployeeID = Figura 9. Criando grupos personalizados Orders.EmployeeID inner join [Order Details] on [Order Details].OrderID = Orders.OrderID group by Employees. EmployeeID, Employees. FirstName, Employees. LastName Essa consulta retorna o total de vendas de cada funcionário. Crie o relatório normalmente, com todos os campos da consulta. Após criar o relatório, vamos inserir um grupo para o campo TotalVenda, semelhante ao exemplo anterior, com a única diferença que no editor de grupos, vamos escolher a opção in specified order (Figura 9). Veja a Figura 9. Será mostrada a aba Specified order onde vamos adicionar os períodos que queremos. Clique em New e vamos criar os critérios para os grupos. Digite Até ,00, escolha is less than e escreva ,00. Clique em OK. Crie mais dois critérios, com as opções is between (valores entre ,01 e ,00 ) e is greater than para o valor ,01. O responsável pela correta criação dos grupos é a opção do tipo do critério: is less then (menos que), is between (entre dois valores) e is greater setembro

20 than (maior que). Clique em Finish. Salve o relatório, altere a propriedade ReportSource do CrystalReportViewer para o relatório recém criado. Rode a aplicação e veja o relatório com agrupamento por valores, semelhante ao mostrado na Figura 10. Veja a Figura 10. Fórmulas Em algumas situações, ao construir um relatório, torna-se necessário inserir informações (cálculos etc) que não constam na tabela ou comando SQL que preenche o relatório. Nesses casos, podemos usar fórmulas com vários recursos, como a possibilidade de ser usado em agrupamentos do relatório. Figura 10. Relatório com agrupamento por valores Crie um novo relatório, acessando os dados da tabela Products. No relatório, clique com o botão direito em Formula Fields e escolha New. Dê o nome de Soma e clique em Use Editor. Veja na Figura 11 o editor de fórmulas do Crystal Report. Veja a Figura 11. Veja que temos acesso aos campos da consulta, várias funções e operadores prontos para serem usados. Podemos trabalhar com a linguagem Basic Syntax (semelhante ao Visual Basic) e Crystal Syntax (semelhante ao Pascal), onde podemos em um relatório ter fórmulas de diferentes linguagens (mas não na mesma fórmula). Digite o seguinte código, que fará a soma do preço do produto com a quantidade em estoque: Figura 11. Editor de fórmulas do Crystal Report {Products. UnitPrice}*{Products. UnitsInStock} Você pode verificar a sintaxe da fórmula, através do botão Check. Clique em Save and close para salvar as alterações da fórmula e fechar o editor. Arraste a fórmula para a seção Details do relatório, pois usaremos a fórmula como um campo qualquer no relatório. Rode a aplicação e veja o resultado na Figura 12. Veja a Figura 12. Figura 12. Relatório com fórmulas, sendo executado 20 setembro 2010

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Apresentação da ferramenta Professor: Danilo Giacobo Página pessoal: www.danilogiacobo.eti.br E-mail: danilogiacobo@gmail.com 1 Introdução Visual

Leia mais

Elementos do IDE do Delphi

Elementos do IDE do Delphi Capítulo 2 Um Tour pelo Ambiente de Programação do Delphi Ao final deste capítulo, você estará apto a: Identificar os elementos do IDE do Delphi Identificar os elementos essenciais que formam uma aplicação

Leia mais

GERADOR DE RELATÓRIOS WINREPORT VERSÃO 2.0. Conteúdo

GERADOR DE RELATÓRIOS WINREPORT VERSÃO 2.0. Conteúdo GERADOR DE RELATÓRIOS WINREPORT VERSÃO 2.0 Este manual foi desenvolvido com o objetivo de documentar as principais funcionalidades do Gerador de Relatórios WinReport versão 2.0. Conteúdo 1. Tela Principal...

Leia mais

Veja abaixo um exemplo de como os dados são mostrados quando usamos o

Veja abaixo um exemplo de como os dados são mostrados quando usamos o Objeto DataGridView O controle DataGridView é um dos objetos utilizados para exibir dados de tabelas de um banco de dados. Ele está disponível na guia de objetos Data na janela de objetos do vb.net. Será

Leia mais

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 3

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 3 AULA Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 3 Continuando nossa saga pelas ferramentas do Visual FoxPro 8.0, hoje vamos conhecer mais algumas. A Ferramenta Class Designer A Class Designer é a ferramenta

Leia mais

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 1

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 1 AULA Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 1 Em qualquer profissão é importante que se conheça bem as ferramentas que serão usadas para executar o trabalho proposto. No desenvolvimento de software não é

Leia mais

Projeto de Agenda Telefônica. Cleyton Tsukuda Kano (kanoct@br.ibm.com)

Projeto de Agenda Telefônica. Cleyton Tsukuda Kano (kanoct@br.ibm.com) Projeto de Agenda Telefônica Cleyton Tsukuda Kano (kanoct@br.ibm.com) Objetivo Conhecer o elemento de designs XPages, componente da ferramenta Lotus Domino Designer, através da criação de uma aplicação

Leia mais

MICROSOFT WORD 2007. George Gomes Cabral

MICROSOFT WORD 2007. George Gomes Cabral MICROSOFT WORD 2007 George Gomes Cabral AMBIENTE DE TRABALHO 1. Barra de título 2. Aba (agrupa as antigas barras de menus e barra de ferramentas) 3. Botão do Office 4. Botão salvar 5. Botão de acesso à

Leia mais

NOTA: Neste tutorial foi utilizado o Visual Studio 2010 para criar o Projeto Web no qual iremos aplicar os temas e os skins.

NOTA: Neste tutorial foi utilizado o Visual Studio 2010 para criar o Projeto Web no qual iremos aplicar os temas e os skins. TUTORIAL 01 USANDO THEMES E SKINS EM UMA APLICAÇÃO ASP.NET ETAPA 1: Criando um novo Web Site usando o Visual Studio 2010 NOTA: Neste tutorial foi utilizado o Visual Studio 2010 para criar o Projeto Web

Leia mais

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 2

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 2 AULA Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 2 Na aula anterior, vimos sobre: a) Janela de comando b) Gerenciador de Projetos c) Database Designer e Table Designer Prosseguiremos então a conhecer as ferramentas

Leia mais

Criando uma aplicação Web em C# usando o NHibernate

Criando uma aplicação Web em C# usando o NHibernate Criando uma aplicação Web em C# usando o NHibernate Apresento neste artigo como criar uma aplicação web totalmente orientada a objetos usando o framework NHibernate e a linguagem C#. Nossa meta é construir

Leia mais

Microsoft Visual Studio 2010 C# Volume II

Microsoft Visual Studio 2010 C# Volume II Microsoft Visual Studio 2010 C# Volume II Apostila desenvolvida pelos Professores Ricardo Santos de Jesus e Rovilson de Freitas, para as Disciplinas de Desenvolvimento de Software I e II, nas Etecs de

Leia mais

Dando um passeio no ASP.NET

Dando um passeio no ASP.NET Dando um passeio no ASP.NET Por Mauro Sant Anna (mas_mauro@hotmail.com). Mauro é um MSDN Regional Director, consultor e instrutor. O principal objetivo da arquitetura.net é permitir ao usuário o fácil

Leia mais

Iniciando o Word 2010. Criar um novo documento. Salvando um Documento. Microsoft Office Word

Iniciando o Word 2010. Criar um novo documento. Salvando um Documento. Microsoft Office Word 1 Iniciando o Word 2010 O Word é um editor de texto que utilizado para criar, formatar e imprimir texto utilizado para criar, formatar e imprimir textos. Devido a grande quantidade de recursos disponíveis

Leia mais

Introdução ao X3. Exercício 1: Criando um registro de Contato

Introdução ao X3. Exercício 1: Criando um registro de Contato Introdução ao X3 Exercício 1: Criando um registro de Contato Inicie por adicionar um novo registro de Contato. Navegue para a tabela de Contato clicando na aba de Contato no alto da página. Existem duas

Leia mais

Introdução Microsoft PowerPoint 2013 apresentações Office PowerPoint 2013 Microsoft PowerPoint 2013 textos planilhas Excel Word

Introdução Microsoft PowerPoint 2013 apresentações Office PowerPoint 2013 Microsoft PowerPoint 2013 textos planilhas Excel Word PowerPoint 2013 Sumário Introdução... 1 Iniciando o PowerPoint 2013... 2 Criando Nova Apresentação... 10 Inserindo Novo Slide... 13 Formatando Slides... 15 Inserindo Imagem e Clip-art... 16 Inserindo Formas...

Leia mais

Conceitos básicos do Painel

Conceitos básicos do Painel Básico Wordpress Conceitos básicos do Painel Logando no Painel de Controle Para acessar o painel de controle do Wordpress do seu servidor siga o exemplo abaixo: http://www.seusite.com.br/wp-admin Entrando

Leia mais

Microsoft Excel 2003

Microsoft Excel 2003 Associação Educacional Dom Bosco Faculdades de Engenharia de Resende Microsoft Excel 2003 Módulo II Macros e Tabelas Dinâmicas Professores: Eduardo Arbex Mônica Mara Tathiana da Silva Resende 2010 Macro

Leia mais

Delphi 7 Aula 01 Área do Triângulo

Delphi 7 Aula 01 Área do Triângulo Delphi 7 Aula 01 Área do Triângulo Prof. Gilbert Azevedo da Silva I. Objetivos Conhecer o Ambiente Integrado de Desenvolvimento (IDE) do Delphi 7, Desenvolver a primeira aplicação no Delphi 7, Aprender

Leia mais

Início Rápido Desktop. 2015 Release 1 Xojo, Inc.

Início Rápido Desktop. 2015 Release 1 Xojo, Inc. Início Rápido Desktop 2015 Release 1 Xojo, Inc. Capítulo 1 Introdução Bem-vindo ao Xojo, O jeito mais fácil de criar aplicativos multi-plataforma para Desktop e Web. Seção 1 Sobre o Início Rápido para

Leia mais

Impressão de Relatórios com Data Report Professor Sérgio Furgeri. A figura seguinte ilustra a geração de um relatório a partir de uma tabela de...

Impressão de Relatórios com Data Report Professor Sérgio Furgeri. A figura seguinte ilustra a geração de um relatório a partir de uma tabela de... OBJETIVOS DA AULA: Demonstrar a utilização da ferramenta Data Report do Visual Basic para a geração de relatórios. Apresentar os procedimentos para a criação de um relatório simples a partir dos dados

Leia mais

Clique no menu Iniciar > Todos os Programas> Microsoft Office > Publisher 2010.

Clique no menu Iniciar > Todos os Programas> Microsoft Office > Publisher 2010. 1 Publisher 2010 O Publisher 2010 é uma versão atualizada para o desenvolvimento e manipulação de publicações. Juntamente com ele você irá criar desde cartões de convite, de mensagens, cartazes e calendários.

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE PARA INTERNET LABORATÓRIO 1 PROF. EMILIO PARMEGIANI

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE PARA INTERNET LABORATÓRIO 1 PROF. EMILIO PARMEGIANI DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE PARA INTERNET LABORATÓRIO 1 PROF. EMILIO PARMEGIANI Exercício 1 Neste exercício trabalharemos com alguns web controls básicos e praticaremos os tipos de dados do C#. Vamos criar

Leia mais

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDA- SA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDA- SA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDA- SA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. PROFa. GILENE BORGES GOMES. Home page: http://www.gomeshp.com E-mail: gilene@gomeshp.com

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. PROFa. GILENE BORGES GOMES. Home page: http://www.gomeshp.com E-mail: gilene@gomeshp.com APOSTILA DE DELPHI 7.0 DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. PROFa. GILENE BORGES GOMES. Home page: http://www.gomeshp.com E-mail: gilene@gomeshp.com 1. INTRODUÇÃO Delphi possui um ambiente de desenvolvimento

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 4 O Componente Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus Ano: 03/2011

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Microsoft Access: Criar relatórios para um novo banco de dados. Vitor Valerio de Souza Campos

Microsoft Access: Criar relatórios para um novo banco de dados. Vitor Valerio de Souza Campos Microsoft Access: Criar relatórios para um novo banco de dados Vitor Valerio de Souza Campos Conteúdo do curso Visão geral: O produto final Lição: Inclui oito seções Tarefas práticas sugeridas Teste Visão

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005

Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005 Nome Número: Série Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005 Proposta do projeto: Competências: Compreender a orientação a objetos e arquitetura cliente-servidor, aplicando-as

Leia mais

Centro Universitário do Triângulo Introdução ao Ambiente Delphi

Centro Universitário do Triângulo Introdução ao Ambiente Delphi Centro Universitário do Triângulo Introdução ao Ambiente Delphi A figura abaixo mostra a tela inicial do Delphi 7 e nos dá uma visão geral de seu ambiente de desenvolvimento, composto de múltiplas janelas

Leia mais

Construtor Iron Web. Manual do Usuário. Iron Web Todos os direitos reservados

Construtor Iron Web. Manual do Usuário. Iron Web Todos os direitos reservados Construtor Iron Web Manual do Usuário Iron Web Todos os direitos reservados A distribuição ou cópia deste documento, ou trabalho derivado deste é proibida, requerendo, para isso, autorização por escrito

Leia mais

SGCD 2.2. Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico

SGCD 2.2. Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Atualizado em 13/AGO/2012 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico No final de 2007, o Serviço Técnico de Informática da UNESP Marília, disponibilizou para a comunidade acadêmica e administrativa o Sistema

Leia mais

ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3. A série... 3

ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3. A série... 3 WORD 2007 E 2010 ÍNDICE ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3 A série... 3 01 CAPTURAS DE TELA WORD 2010... 3 02 IMAGENS 2007/2010... 5 03 NOTAS DE RODAPÉ... 13 04 NUMERAÇÃO DE PÁGINAS... 15 05 CONTAR PALAVRAS...

Leia mais

PROJECT 1 Delphi Project (Extensão. DPR)

PROJECT 1 Delphi Project (Extensão. DPR) CAPÍTULO2 1. A ESTRUTURA DE UM APLICATIVO Quando iniciamos uma aplicação em Delphi ele interpreta que iremos desenvolver um projeto. Este gerencia um conjunto de recursos como Forms, Units, objetos, funções

Leia mais

Criação de uma base de dados em MS SQL Server e acesso com VB 6. Professor Sérgio Furgeri

Criação de uma base de dados em MS SQL Server e acesso com VB 6. Professor Sérgio Furgeri OBJETIVOS DA AULA: Criação de uma base de dados em MS SQL Server e acesso com VB 6. Fazer uma breve introdução a respeito do MS SQL Server 7.0; Criar uma pequena base de dados no MS SQL Server 7.0; Elaborar

Leia mais

Início Rápido Web. 2015 Release 1 Xojo, Inc.

Início Rápido Web. 2015 Release 1 Xojo, Inc. Início Rápido Web 2015 Release 1 Xojo, Inc. Capítulo 1 Introdução Bem-vindo ao Xojo, O jeito mais fácil de criar aplicativos multi-plataforma para Desktop e Web. Seção 1 Sobre o Início Rápido Web INICIANDO

Leia mais

1998-2013 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2013 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.0A-01 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO. Plataforma Windows. Relatório Técnico Versão 0.1 (201305032030) Leandro Gomes da Silva, Tiago França Melo de Lima

GUIA DE INSTALAÇÃO. Plataforma Windows. Relatório Técnico Versão 0.1 (201305032030) Leandro Gomes da Silva, Tiago França Melo de Lima Laboratório de Engenharia e Desenvolvimento de Sistemas LEDS/UFOP Universidade Federal de Ouro Preto UFOP GUIA DE INSTALAÇÃO Plataforma Windows Relatório Técnico Versão 0.1 (201305032030) Leandro Gomes

Leia mais

Manual da Ferramenta Metadata Editor

Manual da Ferramenta Metadata Editor 4 de março de 2010 Sumário 1 Introdução 3 2 Objetivos 3 3 Visão Geral 3 3.1 Instalação............................. 3 3.2 Legenda.............................. 4 3.3 Configuração Inicial........................

Leia mais

TUTORIAL III: ADICIONANDO AJUDA. Adicionando Ajuda

TUTORIAL III: ADICIONANDO AJUDA. Adicionando Ajuda Adicionando Ajuda Para construir arquivos de ajuda do Windows, é necessário saber quais são os componentes de um arquivo de ajuda. Você tem três arquivos básicos que são parte de cada arquivo de ajuda:

Leia mais

MÓDULO - I Manual Prático Microsoft Excel 2007

MÓDULO - I Manual Prático Microsoft Excel 2007 MÓDULO - I Manual Prático Microsoft Excel 2007 MÓDULO - I APRESENTAÇÃO... 1 AMBIENTE DE TRABALHO... 2 A folha de cálculo... 2 O ambiente de trabalho do Excel... 3 Faixas de Opções do Excel... 4 - Guia

Leia mais

ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007

ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007 ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007 CURITIBA 2015 2 SUMÁRIO INTRODUÇÃO AO MICROSOFT POWERPOINT 2007... 3 JANELA PRINCIPAL... 3 1 - BOTÃO OFFICE... 4 2 - FERRAMENTAS DE ACESSO

Leia mais

SGCD 2.0 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico

SGCD 2.0 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Atualizado em 24/08/2011 No final de 2007, o Serviço Técnico de Informática da UNESP Marília, disponibilizou para a comunidade acadêmica e administrativa o Sistema

Leia mais

O MESMO EXCELENTE CONTEÚDO. UMA MELHOR EXPERIÊNCIA DE USUÁRIO.

O MESMO EXCELENTE CONTEÚDO. UMA MELHOR EXPERIÊNCIA DE USUÁRIO. O MESMO EXCELENTE CONTEÚDO. UMA MELHOR EXPERIÊNCIA DE USUÁRIO. Bem-vindo à nova interface do Catálogo de Vídeos da CNN Newsource. Elaborada pela BitCentral, esta nova interface proporciona o mesmo conteúdo

Leia mais

Treinamento de Drupal para Administradores do Site Bibliotecas UFU

Treinamento de Drupal para Administradores do Site Bibliotecas UFU Treinamento de Drupal para Administradores do Site Bibliotecas UFU 1 1. Como logar no sistema como usuário autenticado Para logar no sistema como usuário autenticado é necessário digitar /user na frente

Leia mais

Com criar relatório no Report Services do Microsoft SQL Server 2008 R2 integrado com o

Com criar relatório no Report Services do Microsoft SQL Server 2008 R2 integrado com o Com criar relatório no Report Services do Microsoft SQL Server 2008 R2 integrado com o SisMoura Objetivo Configurar o Reporting Services Como criar relatórios Como publicar relatórios Como acessar os relatórios

Leia mais

Manual de utilização GDS Touch PAINEL TOUCH-SCREEN CONTROLE RESIDENCIAL INTERATIVO. Versão: 1.0 Direitos reservados.

Manual de utilização GDS Touch PAINEL TOUCH-SCREEN CONTROLE RESIDENCIAL INTERATIVO. Versão: 1.0 Direitos reservados. Bem Vindo GDS TOUCH Manual de utilização GDS Touch PAINEL TOUCH-SCREEN CONTROLE RESIDENCIAL INTERATIVO O GDS Touch é um painel wireless touchscreen de controle residencial, com design totalmente 3D, interativo

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia Curso Excel Avançado Índice

Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia Curso Excel Avançado Índice Índice Apresentação...2 Barra de Título...2 Barra de Menus...2 Barra de Ferramentas Padrão...2 Barra de Ferramentas de Formatação...3 Barra de Fórmulas e Caixa de Nomes...3 Criando um atalho de teclado

Leia mais

Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL.

Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL. Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2012 Edição 7 Listando e Gravando Listando itens em ComboBox e gravando os dados no

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI FORMULÁRIO COM ABAS E BUSCAS DE REGISTROS

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI FORMULÁRIO COM ABAS E BUSCAS DE REGISTROS ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI FORMULÁRIO COM ABAS E BUSCAS DE REGISTROS FORMULÁRIOS COM ABAS Trabalhar com abas (ou guias) é um recurso

Leia mais

Excel 2010 Modulo II

Excel 2010 Modulo II Excel 2010 Modulo II Sumário Nomeando intervalos de células... 1 Classificação e filtro de dados... 3 Subtotais... 6 Validação e auditoria de dados... 8 Validação e auditoria de dados... 9 Cenários...

Leia mais

Microsoft Office PowerPoint 2007

Microsoft Office PowerPoint 2007 INTRODUÇÃO AO MICROSOFT POWERPOINT 2007 O Microsoft Office PowerPoint 2007 é um programa destinado à criação de apresentação através de Slides. A apresentação é um conjunto de Sides que são exibidos em

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Word 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Barra de Ferramentas de Acesso Rápido

Leia mais

Montar planilhas de uma forma organizada e clara.

Montar planilhas de uma forma organizada e clara. 1 Treinamento do Office 2007 EXCEL Objetivos Após concluir este curso você poderá: Montar planilhas de uma forma organizada e clara. Layout da planilha Inserir gráficos Realizar operações matemáticas 2

Leia mais

Microsoft Power Point - Manual de Apoio

Microsoft Power Point - Manual de Apoio Microsoft Power Point - Manual de Apoio Pág. 1 de 26 Apresentação e introdução O ambiente de trabalho do Power Point. Abrir, guardar e iniciar apresentações. Obter ajuda enquanto trabalha. Principais barras

Leia mais

O Primeiro Programa em Visual Studio.net

O Primeiro Programa em Visual Studio.net O Primeiro Programa em Visual Studio.net Já examinamos o primeiro programa escrito em C que servirá de ponto de partida para todos os demais exemplos e exercícios do curso. Agora, aprenderemos como utilizar

Leia mais

TUTORIAL 01. Conteúdo. Figura 1. Figura 2

TUTORIAL 01. Conteúdo. Figura 1. Figura 2 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE Campus João Câmara Avenida Antônio Severiano da Câmara / BR 406, Km 101, s/n Zona Rural. Bairro Amarelão João Câmara/RN - CEP:

Leia mais

POWERPOINT BÁSICO. Facilitador Alisson Cleiton dos Santos Analista Programador / Professor contato@alissoncleiton.com.br

POWERPOINT BÁSICO. Facilitador Alisson Cleiton dos Santos Analista Programador / Professor contato@alissoncleiton.com.br POWERPOINT BÁSICO Facilitador Alisson Cleiton dos Santos Analista Programador / Professor contato@alissoncleiton.com.br POWER POINT INICIANDO O POWERPOINT 2000 Para iniciar o PowerPoint 2000. A partir

Leia mais

Microsoft Office Excel

Microsoft Office Excel 1 Microsoft Office Excel Introdução ao Excel Um dos programas mais úteis em um escritório é, sem dúvida, o Microsoft Excel. Ele é uma planilha eletrônica que permite tabelar dados, organizar formulários,

Leia mais

Noções de Informática

Noções de Informática Noções de Informática 2º Caderno Conteúdo Microsoft Excel 2010 - estrutura básica das planilhas; manipulação de células, linhas e colunas; elaboração de tabelas e gráficos; inserção de objetos; campos

Leia mais

Banco de Dados BrOffice Base

Banco de Dados BrOffice Base Banco de Dados BrOffice Base Autor: Alessandro da Silva Almeida Disponível em: www.apostilando.com 27/02/2011 CURSO TÉCNICO EM SERVIÇO PÚBLICO Apostila de Informática Aplicada - Unidade VI Índice Apresentação...

Leia mais

Avançado. Visão geral do ambiente do VBA Retornar à planilha Excel

Avançado. Visão geral do ambiente do VBA Retornar à planilha Excel Avançado Trabalhando com VBA Descubra a linguagem de programação do Microsoft Office e torne-se um expert no desenvolvimento de funções, macros e planilhas eletrônicas Nas edições anteriores da revista

Leia mais

Tarefa Orientada 5 Aplic. Manutenção de Facturas de Clientes

Tarefa Orientada 5 Aplic. Manutenção de Facturas de Clientes Tarefa Orientada 5 Aplic. Manutenção de Facturas de Clientes Objectivos: Aplicação Manutenção de Facturas de Clientes Utilização de uma fonte de dados. Formulários Master/Detail. Adicionar consultas a

Leia mais

Iniciando o MySQL Query Brower

Iniciando o MySQL Query Brower MySQL Query Brower O MySQL Query Browser é uma ferramenta gráfica fornecida pela MySQL AB para criar, executar e otimizar solicitações SQL em um ambiente gráfico. Assim como o MySQL Administrator foi criado

Leia mais

Sobre a Segunda Parte: Sobre a Primeira Parte:

Sobre a Segunda Parte: Sobre a Primeira Parte: Tutorial Sobre Como Criar Sprites 3D Utilizando o Editor Gráfico do Word e Sobre Como Manipular Sprites Criados no Word Utilizando o Programa de Criação de Jogos Game Maker Sobre a Primeira Parte: Esta

Leia mais

Display de 7. PdP. Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 16/12/2005 Última versão: 18/12/2006. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos

Display de 7. PdP. Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 16/12/2005 Última versão: 18/12/2006. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos TUTORIAL Display de 7 Segmentos Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 16/12/2005 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br contato@maxwellbohr.com.br

Leia mais

Sumário. Ambiente de Trabalho... Erro! Indicador não definido.

Sumário. Ambiente de Trabalho... Erro! Indicador não definido. Sumário Ambiente de Trabalho... Erro! Indicador não definido. Introdução ao Project Um projeto é uma seqüência bem definida de eventos, com um início e um final identificável. O foco de um projeto é obter

Leia mais

Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Lazarus Para MEC 1100 v2010.10

Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Lazarus Para MEC 1100 v2010.10 Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Lazarus Para MEC 1100 v2010.10 Linha de Equipamentos MEC Desenvolvidos por: Maxwell Bohr Instrumentação Eletrônica Ltda. Rua Porto Alegre, 212

Leia mais

Parte II da Aula 2: INTRODUÇÃO ÀS FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS

Parte II da Aula 2: INTRODUÇÃO ÀS FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS Página 1 de 11 Parte II da Aula 2: INTRODUÇÃO ÀS FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS Todas as imagens são saídas do MS Access I. Meta: Introdução ao MS Access O que são bancos de dados e como

Leia mais

Repeater no GASweb. Regiões

Repeater no GASweb. Regiões Repeater no GASweb Por: Rodrigo Silva O controle de servidor Repeater é um container básico que permite a você criar uma lista de qualquer informação que deseja em uma página Web. Ele não tem uma aparência

Leia mais

XXIV SEMANA MATEMÁTICA

XXIV SEMANA MATEMÁTICA XXIV SEMANA ACADÊMICA DA MATEMÁTICA Minicurso: Produção de Páginas Web para Professores de Matemática Projeto de Extensão: Uma Articulação entre a Matemática e a Informática como Instrumento para a Cidadania

Leia mais

Microsoft. Power Point 97

Microsoft. Power Point 97 Microsoft Power Point 97 Microsoft Power Point 97 Índice INTRODUÇÃO... 1 DIRETRIZES PARA APRESENTAÇÕES DE SLIDES... 2 Tela Inicial... 3 Tipos de layouts para formatar slides:... 3 AS BARRAS DE FERRAMENTAS...

Leia mais

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário Sumário Conceitos Microsoft Access 97... 01 Inicialização do Access... 02 Convertendo um Banco de Dados... 03 Criando uma Tabela... 06 Estrutura da Tabela... 07 Propriedades do Campo... 08 Chave Primária...

Leia mais

ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 4

ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 4 Mic crosoft Excel 201 0 ÍNDICE ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 4 Interface... 4 Guias de Planilha... 5 Movimentação na planilha... 6 Entrada de textos e números... 7 Congelando painéis... 8 Comentários nas Células...

Leia mais

Microsoft Office 2007

Microsoft Office 2007 Produzido pela Microsoft e adaptado pelo Professor Leite Júnior Informática para Concursos Microsoft Office 2007 Conhecendo o Office 2007 Visão Geral Conteúdo do curso Visão geral: A nova aparência dos

Leia mais

Disciplina: INF1005 - Programação I. 1 a aula prática Introdução ao ambiente do Microsoft Visual Studio 2010

Disciplina: INF1005 - Programação I. 1 a aula prática Introdução ao ambiente do Microsoft Visual Studio 2010 1 a aula prática Introdução ao ambiente do Microsoft Visual Studio 2010 1. Execute o MS-Visual Studio 2010. Experimente o caminho: Start All Programs Microsoft Visual Studio 2010 Microsoft Visual Studio

Leia mais

ALUNES MANUAL DO USUÁRIO. Guia rápido Alunes

ALUNES MANUAL DO USUÁRIO. Guia rápido Alunes ALUNES MANUAL DO USUÁRIO Guia rápido Alunes 1 Manual de Instruções Versão 2.0 Alunes Informática 2 Sumário Introdução... 5 Pré-requisitos... 5 Principal/Home... 6 Como editar texto do home... 7 Desvendando

Leia mais

Manual de Utilização do PLONE (Gerenciador de página pessoal)

Manual de Utilização do PLONE (Gerenciador de página pessoal) Manual de Utilização do PLONE (Gerenciador de página pessoal) Acessando o Sistema Para acessar a interface de colaboração de conteúdo, entre no endereço http://paginapessoal.utfpr.edu.br. No formulário

Leia mais

Fortes Report Parte 1 Desenvolvendo o Primeiro Relatório

Fortes Report Parte 1 Desenvolvendo o Primeiro Relatório Fortes Report Parte 1 1 Fortes Report Parte 1 Desenvolvendo o Primeiro Relatório Amigos, fazer relatórios é o famoso mal necessário, que particularmente eu não me incomodo em desenvolver, até porque, geralmente

Leia mais

Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG

Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG Abril 2013 Sumário 1. Agente... 1 2. Onde instalar... 1 3. Etapas da Instalação do Agente... 1 a. Etapa de Instalação do Agente... 1 b. Etapa de Inserção

Leia mais

Linux. Educacional. Tutorial Buzzword

Linux. Educacional. Tutorial Buzzword Linux Educacional Tutorial Buzzword Para trabalhar com o programa Buzzword online, é necessário que crie uma conta no site. Para isso acesse o endereço - https://buzzword.acrobat.com/ Para criar uma conta

Leia mais

Entradas Digitais. PdP. Autores: Luís Fernando Patsko e Tiago Lone Nível: Intermediário Criação: 27/12/2005 Última versão: 18/12/2006

Entradas Digitais. PdP. Autores: Luís Fernando Patsko e Tiago Lone Nível: Intermediário Criação: 27/12/2005 Última versão: 18/12/2006 TUTORIAL Entradas Digitais Autores: Luís Fernando Patsko e Tiago Lone Nível: Intermediário Criação: 27/12/2005 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br

Leia mais

Impressão e Fotolito Oficina Gráfica da EDITORA VIENA. Todos os direitos reservados pela EDITORA VIENA LTDA

Impressão e Fotolito Oficina Gráfica da EDITORA VIENA. Todos os direitos reservados pela EDITORA VIENA LTDA Autores Karina de Oliveira Wellington da Silva Rehder Consultores em Informática Editora Viena Rua Regente Feijó, 621 - Centro - Santa Cruz do Rio Pardo - SP CEP 18.900-000 Central de Atendimento (0XX14)

Leia mais

LABORATÓRIO DE INTERNET FRONTPAGE

LABORATÓRIO DE INTERNET FRONTPAGE I LABORATÓRIO DE INTERNET FRONTPAGE Prof. Antonio Geraldo da Rocha Vidal II SUMÁRIO Introdução...3 Construindo um Web Site...4 Iniciando...4 Administrando o Site...5 Navegação...5 Trabalhando com Páginas...6

Leia mais

Manual do Usuário. Sistema Financeiro e Caixa

Manual do Usuário. Sistema Financeiro e Caixa Manual do Usuário Sistema Financeiro e Caixa - Lançamento de receitas, despesas, gastos, depósitos. - Contas a pagar e receber. - Emissão de cheque e Autorização de pagamentos/recibos. - Controla um ou

Leia mais

FOXIT READER 6.0 Guia Rápido. Sumário... II Use o Foxit Reader 6.0... 1. Leitura... 5. Trabalhar em PDFs... 8. Comentários... 10. Formulários...

FOXIT READER 6.0 Guia Rápido. Sumário... II Use o Foxit Reader 6.0... 1. Leitura... 5. Trabalhar em PDFs... 8. Comentários... 10. Formulários... Sumário Sumário... II Use o Foxit Reader 6.0... 1 Instalar e desinstalar... 1 Abrir, Criar, Fechar, Salvar e Sair... 1 Definir o estilo da interface e da aparência... 4 Veja todas as diferentes ferramentas...

Leia mais

CELLICA BANCO DE DADOS PARA IPAD GUIA DE USUÁRIO

CELLICA BANCO DE DADOS PARA IPAD GUIA DE USUÁRIO CELLICA BANCO DE DADOS PARA IPAD GUIA DE USUÁRIO Versão do produto: 4.7 Conteúdo 1 Introdução 6 1.1 Recursos 6 2 Usando o banco de dados Cellica no desktop 7 2.1 Profile Manager 7 2.1.1 Adicionar perfil

Leia mais

INTRODUÇÃO INICIANDO O WORD INSERIR TEXTO

INTRODUÇÃO INICIANDO O WORD INSERIR TEXTO SUMÁRIO 01 - INTRODUÇÃO 02 - INICIANDO O WORD 03 - INSERIR TEXTO 04 - SALVAR UM DOCUMENTO 05 - FECHAR UM DOCUMENTO 06 - INICIAR UM NOVO DOCUMENTO 07 - ABRIR UM DOCUMENTO 08 - SELECIONAR TEXTO 09 - RECORTAR,

Leia mais

Universidade Federal do Mato Grosso - STI-CAE. Índice

Universidade Federal do Mato Grosso - STI-CAE. Índice CAPA Universidade Federal do Mato Grosso - STI-CAE Índice 1. Página da área administrativa... 1.1 Botões e campo iniciais... 2. Explicar como funcionam as seções... 2.1. Seções dinâmicos... 2.1.1 Como

Leia mais

Dicas para usar melhor o Word 2007

Dicas para usar melhor o Word 2007 Dicas para usar melhor o Word 2007 Quem está acostumado (ou não) a trabalhar com o Word, não costuma ter todo o tempo do mundo disponível para descobrir as funcionalidades de versões recentemente lançadas.

Leia mais

AMBIENTE. FORMULÁRIO: é a janela do aplicativo apresentada ao usuário. Considere o formulário como a sua prancheta de trabalho.

AMBIENTE. FORMULÁRIO: é a janela do aplicativo apresentada ao usuário. Considere o formulário como a sua prancheta de trabalho. DELPHI BÁSICO VANTAGENS Ambiente de desenvolvimento fácil de usar; 1. Grande Biblioteca de Componentes Visuais (VCL - Visual Component Library), que são botões, campos, gráficos, caixas de diálogo e acesso

Leia mais

ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT

ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT O PowerPoint é uma poderosa ferramenta que faz parte do pacote Office da Microsoft. O principal uso desse programa é a criação de apresentação de slides, para mostrar

Leia mais

Editor de Textos Word 2003 (extensão doc) Word 2007/2010 (extensão docx)

Editor de Textos Word 2003 (extensão doc) Word 2007/2010 (extensão docx) Editor de Textos Word 2003 (extensão doc) Word 2007/2010 (extensão docx) Inserção Caso o usuário deseje inserir palavras num texto previamente produzido, basta clicar com o mouse no ponto desejado e, simplesmente,

Leia mais

METEP MICROSOFT OFFICE WORD. Professor Me. Silvio Silvestre Barczsz. Objetivos de Aprendizagem

METEP MICROSOFT OFFICE WORD. Professor Me. Silvio Silvestre Barczsz. Objetivos de Aprendizagem METEP MICROSOFT OFFICE WORD Professor Me. Silvio Silvestre Barczsz Objetivos de Aprendizagem Utilizar o Software Word como ferramenta para edição de textos. Plano de Estudo A seguir, apresentam-se os tópicos

Leia mais

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Iniciando o Windows XP...2 Desligar o computador...3 Área de trabalho...3

Leia mais