CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA Pró-Reitoria Acadêmica Setor de Pesquisa

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA Pró-Reitoria Acadêmica Setor de Pesquisa"

Transcrição

1 FORMULÁRIO PARA INSCRIÇÃO DE PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. Coordenação/Colegiado ao(s) qual(is) será vinculado: Sistemas de Informação Joinville Curso (s) : BACHARELADO EM INFORMÁTICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Nome do projeto: PROGRAMAÇÃO DE DISPOSITIVOS CONECTADOS A INTERNET (INTERNET OF THINGS) Nome do professor orientador: GLAUCO VINICIUS SCHEFFEL Nome do professor co-orientador: DIOGO VINICIUS WINCK Nome do coordenador(a) do Curso: Maurício Henning Para a Fundação Educacional Regional Jaraguaense FERJ, mantenedora do Centro Universitário - Católica de Santa Catarina em Jaraguá do Sul e em Joinville, encaminhamos anexo, Projeto de Iniciação Científica a ser submetido ao Edital nº.../2015 Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica PIBIC, do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico CNPQ, e declaramos nosso interesse e prioridade conferida ao desenvolvimento do projeto ora proposto, assim como nosso comprometimento de que serão oferecidas as garantias necessárias para sua adequada execução, incluindo o envolvimento de equipe, utilização criteriosa dos recursos previstos e outras condições específicas definidas no formulário anexo. Joinville, 14 de maio de 2015 Professor orientador Professor coorientador Coordenador do Curso 1

2 2

3 2 DESCRIÇÃO DO PROJETO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA Título do Projeto: Tipo de Projeto ( 12 meses ) Tecnologias para o desenvolvimento de dispositivos controlados via Internet. (X) Apresentado pelo professor; Resumo do Projeto Internet das Coisas, Internet of Things (IoT) no original em Inglês, é o termo usado para definir dispositivos físicos ou virtuais conectados à Internet (BAHGA; MADISETTI, 2014). A Cisco Systems constatou que, em abril de 2014, existiam 12.1 bilhões de dispositivos integrados à Internet, e ela acredita que, em 2020, deverão existir aproximadamente 50 bilhões de dispositivos (GREENGARD,2015). O objetivo deste projeto é determinar os conhecimentos necessários para a programação de dispositivos conectados à Internet, de forma a construir os conteúdos necessários ao ensino de Internet das Coisas no curso de Sistemas de Informação na Católica de Santa Catarina e em outras instituições de ensino. A execução do projeto permitirá controlar um brinquedo por meio da Internet. Para compor o brinquedo, serão usados componentes eletrônicos de mercado, que permitam o controle de motores e sensores pela Internet. Os comandos poderão ser enviados usando celulares, tablets ou computadores, validando os conhecimentos de programação. Por último, serão detalhadas as tecnologias recomendadas para o desenvolvimento de dispositivos conectados à Internet. Problematizacão A Católica de SC possui experiência em desenvolvimento de robôs autônomos, prototipados e impressos com tecnologia 3d e plataforma Arduino (ROBOCORE, 2014). No entanto, ainda não foram desenvolvidos e praticados conhecimentos para controle de dispositivos através da Internet, usando técnicas aplicadas na Internet das Coisas. Diante disso, formulou-se a seguinte questão de pesquisa: Quais tecnologias deverão ser usadas para o desenvolvimento de dispositivos controlados via Internet? Justificativa Joinville, chamada de Manchester Catarinense, devido à força e à diversidade da sua indústria está localizada em uma das regiões que mais crescem no Brasil. Ela possui uma atividade industrial muito desenvolvida e atraiu, ao longo dos últimos anos, inúmeros investimentos (EXAME, 2015). 3

4 Estimativas da Accenture (2015) apontam que a Internet das Coisas pode adicionar alguns trilhões de dólares à economia mundial dos países preparados. Esse relatório recomenda que as regiões atuem e reforcem seus pontos fortes através do uso da Internet das Coisas. Para Joinville, manter seu ritmo e usufruir os possíveis benefícios da Internet das Coisas, é necessário considerar que o uso da nova tecnologia irá criar novas oportunidades, mas também irá trazer novos desafios para as empresas. Isso gera a necessidade de aprendizado sobre como lidar com a Internet das Coisas (GARTNER 2015). O desenvolvimento do protótipo é relevante, uma vez que irá tornar realidade o uso da Internet das Coisas no curso de Sistemas de Informação da Católica de SC que poderá gerar conhecimento a ser difundido e aplicado nas indústrias da região. Objetivo Geral: Determinar quais tecnologias podem ser usadas para o desenvolvimento de dispositivos controlados via Internet. Objetivos específicos Para atingir o objetivo geral, foram formulados os seguintes objetivos específicos: 1) Discriminar as novas tecnologias relacionadas à Internet das Coisas; 2) Levantar alternativas para desenvolvimento de dispositivos; 3) Comparar as novas tecnologias para montagem de dispositivos conectados à Internet; 4) Delimitar conhecimentos necessários para programação de dispositivos; 5) Construir um brinquedo controlável pela Internet; 6) Programar uma interface para acesso ao brinquedo pela Internet usando OpenIoT; 7) Controlar o brinquedo pela Internet; 8) Validar as novas tecnologias através do brinquedo construído e programado. Metodologia Para alcançar o objetivo proposto neste projeto a metodologia consiste em um primeiro momento de uma pesquisa bibliográfica a partir do levantamento de referências teóricas publicadas por meios escritos e eletrônicos usando: a) livros, b) artigos científicos, c) por último quando não houver mais alternativas serão usadas páginas de web sites. As referências teóricas levantadas e consideradas 4

5 importantes possuem caráter exploratório, ou seja, trazem a luz novo conhecimento sobre o assunto fortalecendo assim a fundamentação e um desenvolvimento criterioso. A fundamentação do projeto abordará: Internet das Coisas, Padrão FP ou OpenIoT (ZARCO, PRIPUŽIĆ; 2015), W3C Semantic Sensor Networks ou simplesmente SSN (ZARCO, PRIPUŽIĆ; 2015), Sensores, Arduino, Programação para Internet das Coisas e por último integração da plataforma Arduino a Internet e seu uso como base de ensino e uma comparação com os conhecimentos e conteúdos atuais do curso de Sistemas de Informação da Católica de SC. No segundo momento para validar os conceitos e entender os entregáveis de um Produto Mínimo Viável (RIES 2011) criando uma solução concreta através de uma pesquisa aplicada. Nesse momento o projeto focará na criação de um brinquedo controlável pela Internet validando o conhecimento adquirido e acima de tudo as tecnologias e padrões. Para este segundo momento tornar-se concreto, serão adotados conhecimentos existentes na instituição e no curso como Programação, Programação Web, Análise de Requisitos, Análise UML e Padrões de Projeto. Esse momento ainda permitirá o aprendizado sobre Internet das Coisas envolvendo robôs e sensores e novas tecnologias. Para criação do brinquedo foi definida uma plataforma controlável formada por um carro robótico constituído de um chassi pronto de mercado denominado Robô Sumô para Arduino, que será usado para movimentação do brinquedo e sensoriamento do ambiente, o chassi é composto por: Micro motor com caixa de redução 75:1 HP; Matriz de seis sensores infravermelhos; Dual Driver DRV8835 que poderá prover corrente suficiente para os 2 motores; Buzzer para tocar alarmes e músicas; Chip integrado com acelerômetro de 3 eixos e magnemômetro de 3 eixos; Chip integrado com giroscópio de 3 eixos para mensurar rotação; Compatibilidade com Arduino Uno; Dimensões: 98 x 98 x 39mm A plataforma de controle do brinquedo, o cérebro, será composto por uma placa Arduino Uno e terá por responsabilidade controlar os motores do chassi e agirá em resposta as entradas fornecidas pelos 5

6 sensores (BENTES, 2011). Adicionalmente o brinquedo receberá a capacidade de conectar-se a internet através de uma placa Wifi Shield V2.0 para Arduino LinkSprite Cuhead com conectividade Wi-Fi b certificada e taxa de transferência de 1Mbps e 2Mbps com suporte para infra-estrutura (BSS) e ad hoc (IBSS) em redes wireless e segurança WEP (64-bit e 128-bit) ou WPA/WPA2 (TKIP e AES) PSK. A programação será realizada usando as linguagens C, C++ ou Java conforme adequado e apropriado para o momento do projeto. Através da programação o brinquedo receberá comandos entrados por um dispositivos conectado a internet como um celular, tablet ou computador. A partir dos comandos o brinquedo poderá andar para frente ou para trás ou girar no eixo para direita/esquerda recebendo comandos através do Wifi Shield. O projeto não trata-se de um produto comercial, e sim da criação de um protótipo funcional que apoie o levantamento de conhecimentos necessários e aplicação dos conhecimentos adquiridos durante a pesquisa bibliográfica para uma evolução possível do curso de Sistemas de Informação e aproxime o curso das novas tecnologias adotadas no desenvolvimento de equipamentos para Internet das Coisas. Fundamentação teórica Internet das coisas A literatura esta recheada de exemplos de coisas 1 (things em inglês) que podem receber ou enviar dados através da Internet e possuem embutidos em si capacidade computacional. A Internet das Coisas estará em alguns anos presente fisicamente em diversos ambientes como casas, carros, eletrodomésticos, roupas e em diversos outros itens do nosso cotidiano (MCEWEN; HAKIM, 2013). O baixo preço de dispositivos computacionais e a quase onipresença da Internet podem gerar ganhos econômicos de US$10.6 trilhões até 2030 para aproximadamente 20 nações entre elas o Brasil (ACCENTURE 2015). Sensores 1 O termo apesar de parecer inapropriado é adotado pela indústria, mercado e literatura para indicar objetos capazes de perceber o ambiente ou interagir com ele através de comunicação através da Internet. 6

7 Sensores são componentes elétricos que funcionam como dispositivo de entrada, ou seja, eles recebem e medem estímulos externos ao sistema (hardware e software) e convertem para dados que podem ser interpretados e usados (KARVINEN 2014). Arduino O Arduino é uma plataforma micro controlada que pode ser usada para controlar sensores e motores (MONK 2012). Um micro controlador abreviado como MCU (do original em inglês Microcontroller Unit) é um computador pequeno integrado em único circuito contendo um processador, alguma memória, entradas e saídas. Sendo que a maioria dos MCU usados atualmente estão embutidos em máquinas e dispositivos (automóveis, telefones, equipamentos domésticos entre outros). Os micro controladores mais populares são Parallax Propeller, Basic Stamp, Picaxe, Processadores ARM, Atmel usado pelo Arduino (DOUKAS 2012). Para trabalhar com o Arduino é necessário possuir a placa Arduino, o projeto usa a placa apresentada na Figura 1 - Placa Arduino Uno, e hardwares externos como extensões (incluindo shields, sensores, motores) para programação recomenda-se o uso do Ambiente Integrado de Desenvolvimento Arduino, ou em inglês Arduino Integrade Development Environment (BLUM 2013). Dentro da placa Arduino fica localizado o micro controlador responsável por armazenar e executar o código compilado o código pode ser desenvolvido no Arduino IDE, visto em Figura 2 - IDE, e carregado facilmente via entrada USB (NORRIS 2015). Os Shields são pontos de extensão ao Arduino que podem ser empilhados para adicionar novas capacidades alguns exemplos são: GSM, Ethernet, Wifi, Wirelles SD, Motor entre outros (NIVER 2014). Um exemplo, pode ser visto na Figura 3 - Wifi shield. Figura 1 - Placa Arduino Uno 7

8 Fonte: Blum (2013) Figura 2 - IDE Fonte: Cópia de tela usada no desenvolvimento realizada pelo autor. Figura 3 - Wifi shield 8

9 Fonte: <http://goo.gl/mrr5xj> OpenIoT O padrão OpenIot propõe uma infra-estrutura e padrão para configuração de algoritmos capazes de filtrar dados enviados por sensores e de enviar dados para objetos (coisas), ou seja, pode gerar ou receber eventos conforme código relacionado ao padrão disponível em <https://github.com/openiotorg/openiot> (ZARCO, PRIPUŽIĆ; 2014). O padrão OpenIoT é pertinente a um vasto conjunto de áreas relacionadas a Internet das Coisas como: Middleware para sensores; Ontologias e modelos semânticos; Representação de objetos conectados; Cloud Computing; 9

10 Texto limitado em até 05 páginas 3. CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO ETAPA OU FASE DO PROJETO Objetivo Específico Etapa/Fase (O que?) Especificação (Como?) Início Semanas e Término Semanas e meses meses Discriminar a teoria relacionada à Internet das Coisas Levantamento Pesquisa 1 a semana 8 a semana Levantar alternativas para desenvolvimento de dispositivos Levantamento Pesquisa 8 a semana 10 a semana Comparar tecnologias para montagem de dispositivos conectados à Internet Levantamento Pesquisa 10 a semana 12 a semana Delimitar conhecimentos necessários para programação de dispositivos Levantamento Pesquisa 12 a semana 16 a semana Construir um brinquedo controlável pela Internet Desenvolvimento Impressão 3d 16 a semana 20 a semana Programar uma interface para acesso ao brinquedo pela Internet usando OpenIoT Desenvolvimento Codificação 20 a semana 28 a semana Controlar o brinquedo pela Internet Desenvolvimento Codificação 28 a semana 38 a semana Validar as tecnologias através do brinquedo construído e programado Validar as tecnologias através do brinquedo construído e programado Testes Documentação e Ajustes Testes 38 a semana 42 a semana Funcionais Documentação 42 a semana 48 a semana 4. REFERÊNCIAS 10

11 ACCENTURE. Winning with the Industrial Internet of Things, <http://goo.gl/lyih37>, Acesso em 28 abr., BAHGA, Arshdeep, E VIJAY Madisetti. Internet of things: a hands-on approach. Vpt, DOUKAS, Charalampos. Building Internet of Things with the Arduino (Volume 1). CreateSpace Independent Publishing Platform, EXAME. A força das cidades médias. Disponível em: <http://goo.gl/ohheu4>. Acesso em: 28 abr., GARTNER. Mass Adoption of the Internet of Things Will Create New Opportunities and Challenges for Enterprises. Disponível em: <http://goo.gl/sjjf22>, Acesso em 28 de abr., GREENGARD, Samuel. The internet of things. MIT Press, KARVINEN, Kimmo. Getting Started with Sensors: Measure the World with Electronics, Arduino, and Raspberry Pi. Maker Media, 2014.\\ RIES, ERIK. The Lean Startup: How Today's Entrepreneurs Use Continuous Innovation to Create Radically Successful Businesses. Crown Business, MONK, Simon. Programming Arduino: Getting Started With Sketches. TAB, NIVER, Heather Moore. Getting to Know Arduino. The Rosen Publishing Group, SCHWARTZ, Marco. Internet of Things with the Arduino Yún. Packt, WADSWORTH, Yoland. Do it yourself social research. Left Coast Press, YAN-LIN, Li Lu-Yi1 Zheng. The Application of the Internet of Things in Education. Modern Educational Technology, v. 2, p. 005, ZARKO, Ivana Podnar; PRIPUŽIĆ, Krešimir; SERRANO, Martin (Ed.). Interoperability and Open-Source Solutions for the Internet of Things: International Workshop, FP7 OpenIoT Project, Held in Conjunction with SoftCOM 2014, Split, Croatia, September 18, 2014, Invited Papers. Springer, RESUMO DO ORÇAMENTO: 11

12 FERJ Contrapartida (quando houver parcerias) Total R$ Elementos de Despesa Quantidade Preço Unitário R$ Quantidade Preço Unitário R$ Participação em eventos 2 Passagens e Despesa de Locomoção. Material de Consumo ( descrever todos os itens ex: Papel A4, disquetes,etc..) Aquisição de Livros * Cópias monocromáticas, fotocópia colorida, fotos aéreas, mapas, plotagens, cópias em metro. Equipamentos e Material Robô Sumô R$ 499,90 R$ 854,60 Permanente ** para Arduino (http://goo.gl/hl q0yf) Wifi Shield V2.0 para Arduino LinkSprite Cuhead R$ 249,90 8TCV 2 Deverá estar justificada a despesa na Metodologia do projeto e aprovada pela Coordenação do PROINPES 12

13 Arduino Uno R$ 59,90 R3 + Cabo USB hnno4 Outros ( Descrever conforme padrão) Total do Projeto Módulo Bluetooth RS232 HC-0 saa0 R$ 44,90 * O valor não poderá exceder a 15 % do valor total solicitado para a execução do projeto. ** O valor solicitado deverá respeitar os critérios dispostos no Edital. 6-CRONOGRAMA DE DESEMBOLSO (R$) (Especificar o período em que os elementos de despesas serão solicitados) Objetivo Específico Levantamento Elementos de despesas Robô Sumô para Arduino (http://goo.gl/ hlq0yf) Wifi Shield V2.0 para Arduino LinkSprite Cuhead Valor Momento da solicitação R$ 499,90 Início do projeto R$ 249,90 Início do projeto 13

14 H8TCV Arduino Uno R3 + Cabo USB ThNNo4 R$ 59,90 Início do projeto Módulo Bluetooth RS232 HC-0 qsaa0 R$ 44,90 Início do projeto CONTRAPARTIDA (quando houver parcerias) Objetivo Específico Elementos de despesas 14

Coordenação/Colegiado ao(s) qual(is) será vinculado: Sistemas de Informação

Coordenação/Colegiado ao(s) qual(is) será vinculado: Sistemas de Informação FORMULÁRIO PARA INSCRIÇÃO DE PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. Coordenação/Colegiado ao(s) qual(is) será vinculado: Sistemas de Informação Curso (s) : Bacharel em Sistemas de Informação Nome do projeto:

Leia mais

Coordenação/Colegiado ao(s) qual(is) será vinculado: Engenharias

Coordenação/Colegiado ao(s) qual(is) será vinculado: Engenharias FORMULÁRIO PARA INSCRIÇÃO DE PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. Coordenação/Colegiado ao(s) qual(is) será vinculado: Engenharias Curso (s) : Engenharia Civil, Engenharia de Produção, Engenharia Mecânica

Leia mais

CONSTRUÇÃO DE UM ROBÔ TERRESTRE CONTROLADO REMOTAMENTE UTILIZANDO A PLATAFORMA ARDUINO

CONSTRUÇÃO DE UM ROBÔ TERRESTRE CONTROLADO REMOTAMENTE UTILIZANDO A PLATAFORMA ARDUINO CONSTRUÇÃO DE UM ROBÔ TERRESTRE CONTROLADO REMOTAMENTE UTILIZANDO A PLATAFORMA ARDUINO Leopoldo Jacobsen¹, Wyllian Fressatti¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil leopoldojacobsen@gmail.com,

Leia mais

RECONHECIMENTO DE VOZ UTILIZANDO ARDUINO

RECONHECIMENTO DE VOZ UTILIZANDO ARDUINO RECONHECIMENTO DE VOZ UTILIZANDO ARDUINO Jessica Garcia Luz, Wyllian Fressatti Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí - PR - Brasil jessica.garcia.luz@gmail.com wyllian@unipar.br Resumo. Este artigo

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA Pró-Reitoria Acadêmica Setor de Pesquisa

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA Pró-Reitoria Acadêmica Setor de Pesquisa FORMULÁRIO PARA INSCRIÇÃO DE PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. Coordenação/Colegiado ao(s) qual(is) será vinculado: Colegiado de Sistemas de Informação Curso (s) : Bacharelado em Sistemas de Informação

Leia mais

Alarme Automotivo com mensagem para móvel utilizando Arduino

Alarme Automotivo com mensagem para móvel utilizando Arduino Alarme Automotivo com mensagem para móvel utilizando Arduino Maycon Cirilo dos Santos¹, Wyllian Fressatti¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil mayconsi2012@gmail.com, wyllian@unipar.br

Leia mais

A Mecatrônica com Arduino como ferramenta para a melhoria do processo de ensino e aprendizagem

A Mecatrônica com Arduino como ferramenta para a melhoria do processo de ensino e aprendizagem A Mecatrônica com Arduino como ferramenta para a melhoria do processo de ensino e aprendizagem Anderson Rodrigo Cassiano dos Santos, Antonio Carlos Falcão Petri, Domingos de Carvalho Villela Júnior, Leonardo

Leia mais

CONSTRUÇÃO DE VEÍCULO MECATRÔNICO COMANDADO REMOTAMENTE

CONSTRUÇÃO DE VEÍCULO MECATRÔNICO COMANDADO REMOTAMENTE CONSTRUÇÃO DE VEÍCULO MECATRÔNICO COMANDADO REMOTAMENTE Roland Yuri Schreiber 1 ; Tiago Andrade Camacho 2 ; Tiago Boechel 3 ; Vinicio Alexandre Bogo Nagel 4 INTRODUÇÃO Nos últimos anos, a área de Sistemas

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO ENTRE AS PLATAFORMAS ARDUINO E PIC

ESTUDO COMPARATIVO ENTRE AS PLATAFORMAS ARDUINO E PIC ESTUDO COMPARATIVO ENTRE AS PLATAFORMAS ARDUINO E PIC Tiago Menezes Xavier de Souza¹, Igor dos Passos Granado¹, Wyllian Fressatti¹ ¹Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí- PR- Brasil tiago_x666@hotmail.com,

Leia mais

Técnicas para interação de computador de bordo com dispositivo móvel usando tecnologia bluetooth

Técnicas para interação de computador de bordo com dispositivo móvel usando tecnologia bluetooth Técnicas para interação de computador de bordo com dispositivo móvel usando tecnologia bluetooth João Paulo Santos¹, Wyllian Fressaty¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil Jpsantos1511@gmail.com,

Leia mais

Deve ser claro, conciso e conter de forma resumida o assunto a ser pesquisado.

Deve ser claro, conciso e conter de forma resumida o assunto a ser pesquisado. MODELODEPROJETODEPESQUISA (Form_pesq_01) TÍTULO DO PROJETO Deve ser claro, conciso e conter de forma resumida o assunto a ser pesquisado. AUTORES Relacionar todos os autores participantes do projeto: coordenador,

Leia mais

VEÍCULO CONTROLADO POR ARDUINO ATRAVÉS DO SISTEMA OPERACIONAL ANDROID

VEÍCULO CONTROLADO POR ARDUINO ATRAVÉS DO SISTEMA OPERACIONAL ANDROID VEÍCULO CONTROLADO POR ARDUINO ATRAVÉS DO SISTEMA OPERACIONAL ANDROID André Luis Fadinho Portante¹, Wyllian Fressatti¹. ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil andreportante@gmail.com, wyllian@unipar.br

Leia mais

Características técnicas Baseado no ATMega da empresa AVR, fabricante de micro-controladores em plena ascensão e concorrente do PIC Pode usar ATMega

Características técnicas Baseado no ATMega da empresa AVR, fabricante de micro-controladores em plena ascensão e concorrente do PIC Pode usar ATMega ARDUINO O que é Arduino Arduino foi criado na Itália por Máximo Banzi com o objetivo de fomentar a computação física, cujo conceito é aumentar as formas de interação física entre nós e os computadores.

Leia mais

5 Sistema Experimental

5 Sistema Experimental 5 Sistema Experimental Este capitulo apresenta o sistema experimental utilizado e é composto das seguintes seções: - 5.1 Robô ER1: Descreve o robô utilizado. É dividida nas seguintes subseções: - 5.1.1

Leia mais

CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM

CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM Rogério Schueroff Vandresen¹, Willian Barbosa Magalhães¹ ¹Universidade Paranaense(UNIPAR) Paranavaí-PR-Brasil rogeriovandresen@gmail.com, wmagalhaes@unipar.br

Leia mais

USO DA ROBÓTICA PARA O ESTUDO DE ALGORITMOS Pesquisa em andamento

USO DA ROBÓTICA PARA O ESTUDO DE ALGORITMOS Pesquisa em andamento USO DA ROBÓTICA PARA O ESTUDO DE ALGORITMOS Pesquisa em andamento Larissa Rozza Peluso 1 ; Cátia dos Reis Machado 2 RESUMO A aprendizagem do conteúdo da disciplina de Algoritmos e Programação de Computadores

Leia mais

PROTÓTIPO DE ATENDIMENTO DOMICILIAR AUTOMATIZADO: HOME CARE DE BAIXO CUSTO

PROTÓTIPO DE ATENDIMENTO DOMICILIAR AUTOMATIZADO: HOME CARE DE BAIXO CUSTO PROTÓTIPO DE ATENDIMENTO DOMICILIAR AUTOMATIZADO: HOME CARE DE BAIXO CUSTO Wilker Luiz Machado Barros¹, Wyllian Fressatti¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil wilkermachado1@hotmail.com,

Leia mais

PROJETO Pró-INFRA/CAMPUS

PROJETO Pró-INFRA/CAMPUS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS AVANÇADO DE ARACATI PROJETO Pró-INFRA/CAMPUS IMPLEMENTAÇÃO DE SOLUÇÃO PARA AUTOMATIZAR O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE UTILIZANDO A LINGUAGEM C#.NET

Leia mais

Collaborate. Innovate. Transform. Como tornar ambientes inteligentes utilizando dispositivos conectados. Marcelo Alves Junqueira Evangelista IoT

Collaborate. Innovate. Transform. Como tornar ambientes inteligentes utilizando dispositivos conectados. Marcelo Alves Junqueira Evangelista IoT Collaborate. Innovate. Transform. Como tornar ambientes inteligentes utilizando dispositivos conectados Marcelo Alves Junqueira Evangelista IoT Apresentação Maker desde a infância, hoje trabalho na CI&T

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ - UFOPA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL - PET/IEG PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO - PROEN

UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ - UFOPA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL - PET/IEG PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO - PROEN UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ - UFOPA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL - PET/IEG PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO - PROEN EDITAL N 001/2015 - PROEN, de 19 de Janeiro de 2015. A Pró-Reitora de Ensino

Leia mais

SOFTWARE PARA IDENTIFICAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE CÉLULAS DO ENDOTÉLIO CORNEANO DESENVOLVIDO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS

SOFTWARE PARA IDENTIFICAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE CÉLULAS DO ENDOTÉLIO CORNEANO DESENVOLVIDO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS 221 SOFTWARE PARA IDENTIFICAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE CÉLULAS DO ENDOTÉLIO CORNEANO DESENVOLVIDO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS Jean-Jacques S. De Groote - Prof. Dr. do Centro Universitário Uniseb de Ribeirão Preto.

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: ARQUITETURA DE COMPUTADORES

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: ARQUITETURA DE COMPUTADORES FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: ARQUITETURA DE COMPUTADORES Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Conceito de Computador Um computador digital é

Leia mais

DESCRITIVO TÉCNICO INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE REDES

DESCRITIVO TÉCNICO INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE REDES DESCRITIVO TÉCNICO INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE REDES 39 A, por resolução do seu Comitê Técnico, em acordo com o Estatuto e as Regras da Competição, adotou as exigências mínimas que seguem no tocante a esta

Leia mais

MODELAGEM DE PROCESSOS USANDO BPMN (BUSINESS PROCESS MODEL AND NOTATION) E IOT (INTERNET DAS COISAS)

MODELAGEM DE PROCESSOS USANDO BPMN (BUSINESS PROCESS MODEL AND NOTATION) E IOT (INTERNET DAS COISAS) WHITE PAPPER Rafael Fazzi Bortolini Diretor, Cryo Technologies Orquestra BPMS rafael@cryo.com.br Internet das Coisas e Gerenciamento de Processos de Negócio (BPM) são duas disciplinas ou tendências à primeira

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

FACULDADE DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO. PROJETO FINAL I e II PLANO DE TRABALHO

FACULDADE DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO. PROJETO FINAL I e II PLANO DE TRABALHO <NOME DO TRABALHO> <Nome do Aluno> <Nome do Orientador> FACULDADE DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO PROJETO FINAL I e II PLANO DE TRABALHO O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) a ser desenvolvido

Leia mais

FORMULÁRIO DE IDENTIFICAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do Projeto: Uso do Arduíno como ferramenta de apoio ao processo de ensinoaprendizagem

FORMULÁRIO DE IDENTIFICAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do Projeto: Uso do Arduíno como ferramenta de apoio ao processo de ensinoaprendizagem FORMULÁRIO DE IDENTIFICAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do Projeto: Uso do Arduíno como ferramenta de apoio ao processo de ensinoaprendizagem 1.2 Coordenador: Renira Carla Soares 1.3 Câmpus envolvido(s):

Leia mais

Implementação de um módulo simulador de robôs baseado em Unity3D para o SimBot - Simulador de Robôs para Lego NXT.

Implementação de um módulo simulador de robôs baseado em Unity3D para o SimBot - Simulador de Robôs para Lego NXT. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ Curso de Bacharelado em Ciência da Computação UNIOESTE - Campus de Cascavel MODELO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1. IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

http://efomento.cnpq.br/efomento/formularios/formulariouniv...

http://efomento.cnpq.br/efomento/formularios/formulariouniv... Formulário de Propostas - CHAMADA PÚBLICA MCTI/CNPQ/CAPES/FAPS Nº 16/2014 - PROGRAMA INCT Instruções Instruções Gerais O presente formulário deverá conter todas as informações relevantes necessárias para

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA Pró-Reitoria Acadêmica Setor de Pesquisa

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA Pró-Reitoria Acadêmica Setor de Pesquisa FORMULÁRIO PARA INSCRIÇÃO DE PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. Coordenação/Colegiado ao(s) qual(is) será vinculado: Bacharelado em Sistemas de Informação Curso (s) : Bacharelado em Sistemas de Informação

Leia mais

BANCO DE DADOS DISTRIBUIDO PARA CONSULTA DE TEMPERATURA E UMIDADE UTILIZANDO ARDUINO E ANDROID

BANCO DE DADOS DISTRIBUIDO PARA CONSULTA DE TEMPERATURA E UMIDADE UTILIZANDO ARDUINO E ANDROID BANCO DE DADOS DISTRIBUIDO PARA CONSULTA DE TEMPERATURA E UMIDADE UTILIZANDO ARDUINO E ANDROID Douglas Bento Scriptore¹, José de Moura Júnior² ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil. douglasscriptore@gmail.com

Leia mais

15 Computador, projeto e manufatura

15 Computador, projeto e manufatura A U A UL LA Computador, projeto e manufatura Um problema Depois de pronto o desenho de uma peça ou objeto, de que maneira ele é utilizado na fabricação? Parte da resposta está na Aula 2, que aborda as

Leia mais

Introdução ao Aplicativo de Programação LEGO MINDSTORMS Education EV3

Introdução ao Aplicativo de Programação LEGO MINDSTORMS Education EV3 Introdução ao Aplicativo de Programação LEGO MINDSTORMS Education EV3 A LEGO Education tem o prazer de trazer até você a edição para tablet do Software LEGO MINDSTORMS Education EV3 - um jeito divertido

Leia mais

PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE. Modelos de Processo de Desenvolvimento de Software

PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE. Modelos de Processo de Desenvolvimento de Software PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Introdução Modelos de Processo de Desenvolvimento de Software Os modelos de processos de desenvolvimento de software surgiram pela necessidade de dar resposta às

Leia mais

AUTOR(ES): LUIS WAGNER PASSINHO, ALESSANDRA CRISTINA SILVA, DANIEL ALVES DA ROCHA

AUTOR(ES): LUIS WAGNER PASSINHO, ALESSANDRA CRISTINA SILVA, DANIEL ALVES DA ROCHA TÍTULO: AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL PELA INTERNET COM PHP E ARDUINO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA SUBÁREA: COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA INSTITUIÇÃO: FACULDADE ANHANGUERA DE CAMPINAS AUTOR(ES):

Leia mais

CLOUD COMPUTING: COMPARANDO COMO O MUNDO ONLINE PODE SUBSTITUIR OS SERVIÇOS TRADICIONAIS

CLOUD COMPUTING: COMPARANDO COMO O MUNDO ONLINE PODE SUBSTITUIR OS SERVIÇOS TRADICIONAIS CLOUD COMPUTING: COMPARANDO COMO O MUNDO ONLINE PODE SUBSTITUIR OS SERVIÇOS TRADICIONAIS João Antônio Bezerra Rodrigues¹, Claudete Werner¹, Gabriel Costa Silva² ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí

Leia mais

FORMULÁRIO PARA CADASTRO DE PROJETO DE PESQUISA E EXTENSÃO

FORMULÁRIO PARA CADASTRO DE PROJETO DE PESQUISA E EXTENSÃO Protocolo nº033/2011 FORMULÁRIO PARA CADASTRO DE PROJETO DE PESQUISA E ETENSÃO 1. Instruções 1 O Formulário deverá ser enviado via e-mail para a Secretaria do NIPE: nipe@eafmuz.gov.br; 2 O projeto será

Leia mais

Elaboração de Projetos

Elaboração de Projetos DE E DE Elaboração de Projetos PROGRAMAÇÃO DA AULA Estrutura de projetos de inovação Avaliação de projetos de inovação DE E DE Características dos Projetos de P&D DE E DE OPORTUNIDADES Parceiros Recursos

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE INTERFACE CÉREBRO COMPUTADOR E SUA UTILIZAÇÃO EM DISPOSITIVOS ROBÓTICOS

UM ESTUDO SOBRE INTERFACE CÉREBRO COMPUTADOR E SUA UTILIZAÇÃO EM DISPOSITIVOS ROBÓTICOS UM ESTUDO SOBRE INTERFACE CÉREBRO COMPUTADOR E SUA UTILIZAÇÃO EM DISPOSITIVOS ROBÓTICOS Guilherme Rodrigues Ribeiro¹, Wyllian Fressatti¹, José de Moura Júnior¹ 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí

Leia mais

JONATHAN SCHNEIDER DESENVOLVIMENTO DE FORNECEDORES E CONSUMIDORES DE CONTEÚDO WEB SEMÂNTICO

JONATHAN SCHNEIDER DESENVOLVIMENTO DE FORNECEDORES E CONSUMIDORES DE CONTEÚDO WEB SEMÂNTICO FUNDAÇÃO DE ENSINO EURÍPIDES SOARES DA ROCHA CENTRO UNIVERSITÁRIO EURÍPIDES DE MARÍLIA UNIVEM CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO JONATHAN SCHNEIDER DESENVOLVIMENTO DE FORNECEDORES E CONSUMIDORES DE CONTEÚDO

Leia mais

Introdução a Robótica, do NXT ao Arduino

Introdução a Robótica, do NXT ao Arduino Introdução a Robótica, do NXT ao Arduino Com Alex Aquino III Workshop de Sistemas Embarcados do Semiárido do Nordeste & 3 Workshop Técnico Científico de Computação De 12 a 15 de Março de 2013 em Mossoró/RN

Leia mais

FACULDADE SANTO AGOSTINHO DIREÇÃO DE ENSINO COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA COMPETIÇÃO DE ROBÔS

FACULDADE SANTO AGOSTINHO DIREÇÃO DE ENSINO COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA COMPETIÇÃO DE ROBÔS FACULDADE SANTO AGOSTINHO DIREÇÃO DE ENSINO COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA EDITAL N 06/2015.2 COMPETIÇÃO DE ROBÔS 1. Da Apresentação A COMPETIÇÃO DE ROBÔS será um evento realizado durante

Leia mais

Sistema de Computação

Sistema de Computação Sistema de Computação Máquinas multinível Nível 0 verdadeiro hardware da máquina, executando os programas em linguagem de máquina de nível 1 (portas lógicas); Nível 1 Composto por registrados e pela ALU

Leia mais

Edital PIICT / CNPq / Fucapi 2015-2016

Edital PIICT / CNPq / Fucapi 2015-2016 Fundação Centro de Análise Pesquisa e Inovação Tecnológica FUCAPI Faculdade Fucapi Instituto de Ensino Superior Fucapi Coordenação de Pesquisa CPESQ Programa Institucional de Iniciação Científica e Tecnológica

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA. Automação residencial utilizando dispositivos móveis e microcontroladores.

PROJETO DE PESQUISA. Automação residencial utilizando dispositivos móveis e microcontroladores. PROJETO DE PESQUISA 1. Título do projeto Automação residencial utilizando dispositivos móveis e microcontroladores. 2. Questão ou problema identificado Controlar remotamente luminárias, tomadas e acesso

Leia mais

Por Antonio Couto. Autor: Antonio Couto Enterprise Architect

Por Antonio Couto. Autor: Antonio Couto Enterprise Architect Cloud Computing e HP Converged Infrastructure Para fazer uso de uma private cloud, é necessário crescer em maturidade na direção de uma infraestrutura convergente. Por Antonio Couto O que é Cloud Computing?

Leia mais

UniRitter tecnológica: integrando Engenharias para desenvolvimento de um robô humanoide

UniRitter tecnológica: integrando Engenharias para desenvolvimento de um robô humanoide - SEPesq UniRitter tecnológica: integrando Engenharias para desenvolvimento de um robô humanoide 1. Introdução Diego Augusto de Jesus Pacheco Giovani Geremia Segundo Vargas (2012) é perceptível que uma

Leia mais

Comunicação Sem Fio (Somente em Determinados Modelos)

Comunicação Sem Fio (Somente em Determinados Modelos) Comunicação Sem Fio (Somente em Determinados Modelos) Guia do Usuário Copyright 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Microsoft é uma marca registrada da Microsoft Corporation nos Estados Unidos.

Leia mais

11/3/2009. Software. Sistemas de Informação. Software. Software. A Construção de um programa de computador. A Construção de um programa de computador

11/3/2009. Software. Sistemas de Informação. Software. Software. A Construção de um programa de computador. A Construção de um programa de computador Sistemas de Informação Prof. Anderson D. Moura Um programa de computador é composto por uma seqüência de instruções, que é interpretada e executada por um processador ou por uma máquina virtual. Em um

Leia mais

Defenda sua base com circuitos simples, Arduino e Raspberry Pi

Defenda sua base com circuitos simples, Arduino e Raspberry Pi Guia do maker para o Apocalipse Zumbi Defenda sua base com circuitos simples, Arduino e Raspberry Pi Simon Monk Novatec Copyright 2015 by Simon Monk. Title of English-language original: The Maker s Guide

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE TUTORES MÓDULO INTERMEDIÁRIO E AVANÇADO 2015 POLOS UFRN CENTRAL, CENEP, MOSSORÓ, CAICÓ E ANGICOS

PROCESSO SELETIVO DE TUTORES MÓDULO INTERMEDIÁRIO E AVANÇADO 2015 POLOS UFRN CENTRAL, CENEP, MOSSORÓ, CAICÓ E ANGICOS PROCESSO SELETIVO DE TUTORES MÓDULO INTERMEDIÁRIO E AVANÇADO 2015 POLOS UFRN CENTRAL, CENEP, MOSSORÓ, CAICÓ E ANGICOS A Coordenação de Cursos Técnicos do Instituto Metrópole Digital da Universidade Federal

Leia mais

IW10. Rev.: 02. Especificações Técnicas

IW10. Rev.: 02. Especificações Técnicas IW10 Rev.: 02 Especificações Técnicas Sumário 1. INTRODUÇÃO... 1 2. COMPOSIÇÃO DO IW10... 2 2.1 Placa Principal... 2 2.2 Módulos de Sensores... 5 3. APLICAÇÕES... 6 3.1 Monitoramento Local... 7 3.2 Monitoramento

Leia mais

3º Seminário Blogs: Redes Sociais e Comunicação Digital

3º Seminário Blogs: Redes Sociais e Comunicação Digital 3º Seminário Blogs: Redes Sociais e Comunicação Digital Regulamento 1. Disposições Gerais O Curso de Comunicação Social e o Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, com apoio da Pró-Reitoria de Pesquisa,

Leia mais

Colégio Dante Alighieri

Colégio Dante Alighieri Colégio Dante Alighieri Alameda Jaú, 1061 - CEP 01420-001 - SP - Telefone: (11) 3179-4400 - Fax: (11) 3289-9365 E-mail: dante@colegiodante.com.br EXPLORAÇÃO DE AMBIENTES DESCONHECIDOS POR ROBÔ MÓVEL AUTÔNOMO

Leia mais

ERRATA nº 2 Solicitação de Proposta (SDP) Nº 15366/2012

ERRATA nº 2 Solicitação de Proposta (SDP) Nº 15366/2012 ERRATA nº 2 Solicitação de Proposta (SDP) Nº 15366/2012 No Anexo I, item 23.2.2 (Qualificação da equipe técnica) Data: 06/02/2012 Estes profissionais deverão apresentar seu currículo (conforme modelo FORM

Leia mais

Lei de Informática - Incentivos Fiscais para Investimentos em Tecnologia e Inovação

Lei de Informática - Incentivos Fiscais para Investimentos em Tecnologia e Inovação Lei de Informática - Incentivos Fiscais para Investimentos em Tecnologia e Inovação Prof. Dr. Elvis Fusco 2014 Prefeitura Municipal de Garça Apresentação Prof. Dr. Elvis Fusco Centro Universitário Eurípides

Leia mais

EDITAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO PIBIC 2015: PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACULDADE DE TECNOLOGIA IBRATEC

EDITAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO PIBIC 2015: PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACULDADE DE TECNOLOGIA IBRATEC EDITAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO PIBIC 2015: PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACULDADE DE TECNOLOGIA IBRATEC Estabelece critérios para a concessão de Bolsas de Iniciação

Leia mais

FORMULÁRIO-SÍNTESE DA PROPOSTA - SIGProj EDITAL EDITAL A QUALQUER TEMPO 01/2013 PARTE I - IDENTIFICAÇÃO

FORMULÁRIO-SÍNTESE DA PROPOSTA - SIGProj EDITAL EDITAL A QUALQUER TEMPO 01/2013 PARTE I - IDENTIFICAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E COMUNIDADE FORMULÁRIO-SÍNTESE DA PROPOSTA - SIGProj EDITAL EDITAL A QUALQUER TEMPO 01/2013 Uso exclusivo da Pró-Reitoria (Decanato)

Leia mais

Convite para apresentação de propostas de Pasantías de Intercâmbio Regional Programa de Apoio ao Setor Educacional do MERCOSUL - PASEM

Convite para apresentação de propostas de Pasantías de Intercâmbio Regional Programa de Apoio ao Setor Educacional do MERCOSUL - PASEM Convite para apresentação de propostas de Pasantías de Intercâmbio Regional Programa de Apoio ao Setor Educacional do MERCOSUL - PASEM O Ministério da Educação, em parceria com a Capes, convida as entidades

Leia mais

Automação de Bancada Pneumática

Automação de Bancada Pneumática Instituto Federal Sul-rio-grandense Campus Pelotas - Curso de Engenharia Elétrica Automação de Bancada Pneumática Disciplina: Projeto Integrador III Professor: Renato Allemand Equipe: Vinicius Obadowski,

Leia mais

Aula Prática Wi-fi Professor Sérgio Teixeira

Aula Prática Wi-fi Professor Sérgio Teixeira Aula Prática Wi-fi Professor Sérgio Teixeira INTRODUÇÃO Os Access Points ou ponto de acesso wi-fi são os equipamentos empregados na função de interconexão das redes sem fio e com fio (infraestrutura).

Leia mais

1 Introdução. 2 Funcionamento

1 Introdução. 2 Funcionamento Descrição V1.0 1 Introdução Com o intuito de difundir a tecnologia e tornar a automação acessível para todos, a RoboCore criou o ALBATROSS (Automação Livre Baseada em Arduino RoboCoreOpen SourceSystems).

Leia mais

Edital para Pleito a Bolsa de Iniciação Científica da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Minas Gerais PIBIC / FAPEMIG - 2015

Edital para Pleito a Bolsa de Iniciação Científica da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Minas Gerais PIBIC / FAPEMIG - 2015 Edital para Pleito a Bolsa de Iniciação Científica da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Minas Gerais PIBIC / FAPEMIG - 2015 1. Descrição Este programa procura desenvolver nos estudantes de graduação

Leia mais

Uso do Netkit no Ensino de Roteamento Estático

Uso do Netkit no Ensino de Roteamento Estático Uso do Netkit no Ensino de Roteamento Estático Nyl Marcos Soares Barbosa, Moisés Lima dos Anjos, Madianita Bogo Curso de Sistemas de Informação Centro universitário Luterano de Palmas (CEULP/ULBRA) Teotônio

Leia mais

Regulamento Complementar do Trabalho de Conclusão de Curso do Curso de Engenharia de Computação UTFPR, campus Pato Branco

Regulamento Complementar do Trabalho de Conclusão de Curso do Curso de Engenharia de Computação UTFPR, campus Pato Branco Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Engenharia de Computação Regulamento Complementar do Trabalho de Conclusão de Curso do Curso de Engenharia de Computação

Leia mais

blueberry Documentation Versão 1.0

blueberry Documentation Versão 1.0 blueberry Documentation Versão 1.0 Felipe Dau, Felipe S. Ruffo, Gabriel Rubino, Gustavo D. de Oliveira 29 November, 2015 Conteúdo 1 Sobre 1 2 Instalação 3 2.1 blueberrywsn (Raspberry Pi)......................................

Leia mais

Protocolo. nº041/2012 FORMULÁRIO PARA CADASTRO DE PROJETO DE PESQUISA E EXTENSÃO

Protocolo. nº041/2012 FORMULÁRIO PARA CADASTRO DE PROJETO DE PESQUISA E EXTENSÃO Protocolo nº041/2012 FORMULÁRIO PARA CADASTRO DE PROJETO DE PESQUISA E EXTENSÃO 1. Instruções 1 O Formulário deverá ser enviado via e-mail para a Secretaria do NIPE: nipe@eafmuz.gov.br; 2 O projeto será

Leia mais

Para isso, selecione as duas interfaces no "Painel de Controle > Conexões de rede" e ative a opção "Conexões de ponte":

Para isso, selecione as duas interfaces no Painel de Controle > Conexões de rede e ative a opção Conexões de ponte: Para criar uma rede ad-hoc no Windows XP, acesse o "Painel de Controle > Conexões de rede". Dentro das propriedades da conexão de redes sem fio, acesse a aba "Redes sem fio" e clique no "adicionar". Na

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 500090 - TECNICO EM INFORMATICA INTEGRADO AO E.M. Nivel: Tecnico Area Profissional: COMERCIO-TEC Area de Atuacao: BANCO DADOS/COMERCIO-TEC

Leia mais

Questionamentos Chamada Pública de P&D Programa 2012

Questionamentos Chamada Pública de P&D Programa 2012 Questionamentos Chamada Pública de P&D Programa 2012 1. Para onde devo encaminhar as propostas de projetos? As propostas devem ser enviadas para o email ped@ceee.com.br 2. Onde buscar maiores informações

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI e Site Backup

Gerenciamento de Serviços de TI e Site Backup Gerenciamento de Serviços de TI e Site Backup ATIVAS encerra o ano como a empresa que mais cresceu no mercado brasileiro de serviços de TI ATIVAS é formalmente apresentada ao mercado CEMIG Telecom adquire

Leia mais

CURSOS TÉCNICOS 1º SEMESTRE/2013

CURSOS TÉCNICOS 1º SEMESTRE/2013 CURSOS TÉCNICOS 1º SEMESTRE/2013 NOVEMBRO/2012 1) CURSOS OFERTADOS: Automação Industrial Eletrônica Eletrotécnica* Informática Informática para Internet* Mecânica* Química* Segurança do Trabalho* * Cursos

Leia mais

Programa Institucional de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI/INTA/CNPq) EDITAL 2014-2015

Programa Institucional de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI/INTA/CNPq) EDITAL 2014-2015 PRÓ-DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU Programa Institucional de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI/INTA/CNPq) EDITAL 2014-2015 A Pró-Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Leia mais

GUIA DE CURSO. Tecnologia em Sistemas de Informação. Tecnologia em Desenvolvimento Web. Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

GUIA DE CURSO. Tecnologia em Sistemas de Informação. Tecnologia em Desenvolvimento Web. Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas PIM PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO COM O MERCADO GUIA DE CURSO Tecnologia em Sistemas de Informação Tecnologia em Desenvolvimento Web Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Tecnologia em Sistemas

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA SOBRE A ISH PRINCIPAIS PREMIAÇÕES & RECONHECIMENTOS ENTRE AS 100 MAIORES EMPRESAS DE TI DO BRASIL ENTRE AS 200 MAIORES EMPRESAS DO E.S. ENTRE AS 100 MAIORES EMPRESAS COM CAPITAL

Leia mais

1. OBJETIVO 2. DADOS FINANCEIROS E ORÇAMENTÁRIOS

1. OBJETIVO 2. DADOS FINANCEIROS E ORÇAMENTÁRIOS 1. OBJETIVO O referido Edital tem por objetivo apoiar o desenvolvimento da pesquisa científica e/ou tecnológica no estado, através da presença, nas instituições baianas, de pesquisadores estrangeiros renomados

Leia mais

Programação de Periféricos

Programação de Periféricos Programação de Periféricos Componentes Edson Moreno edson.moreno@pucrs.br http://www.inf.pucrs.br/~emoreno Apresentação Raspberry pi Sistema Operacional embarcado Atividade Raspberry pi Sistema computacional

Leia mais

EDITAL PI IPCIT - Nº001/2012 - PRPPGI/IFAM PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INCENTIVO À PESQUISA CIENTÍFICA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA PI-IPCIT

EDITAL PI IPCIT - Nº001/2012 - PRPPGI/IFAM PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INCENTIVO À PESQUISA CIENTÍFICA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA PI-IPCIT EDITAL PI IPCIT - Nº001/2012 - PRPPGI/IFAM PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INCENTIVO À PESQUISA CIENTÍFICA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA PI-IPCIT PROJETOS DE PESQUISA CIENTÍFICA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DO IFAM Maio

Leia mais

Tópicos abordados. MIASI - Robótica Inteligente. http://paginas.fe.up.pt/~msi05001. Kit LEGO Mindstorms Kit Lynxmotion. Por Felipe Fitas Cardoso

Tópicos abordados. MIASI - Robótica Inteligente. http://paginas.fe.up.pt/~msi05001. Kit LEGO Mindstorms Kit Lynxmotion. Por Felipe Fitas Cardoso MIASI - Robótica Por Felipe Fitas Cardoso http://paginas.fe.up.pt/~msi05001 Tópicos abordados Kit LEGO Mindstorms Kit Lynxmotion 2 Apresentação É um kit de peças LEGO com designs e funções diferenciadas

Leia mais

EDITAL FORTIS 01/2013. FORTIS - Programa de Apoio aos Cursos Três e Quatro da UFV. Parceria UFV / FAPEMIG

EDITAL FORTIS 01/2013. FORTIS - Programa de Apoio aos Cursos Três e Quatro da UFV. Parceria UFV / FAPEMIG 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Campus Universitário - Viçosa, MG 36570 000 Tel: 31 3899-1480 Fax: 31 3899-2148 secretaria.ppg@ufv.br EDITAL

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA 1. DESCRIÇÃO DA SOLUÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA 1. DESCRIÇÃO DA SOLUÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ESTUDO TÉCNICO PRELIMINAR DA CONTRATAÇÃO 1. DESCRIÇÃO DA SOLUÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Aquisição de equipamentos para infraestrutura de redes de todo o IFRO 2. DEFINIÇÃO E ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS PROMOVE DE BRASÍLIA PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

FACULDADES INTEGRADAS PROMOVE DE BRASÍLIA PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA FACULDADES INTEGRADAS PROMOVE DE BRASÍLIA PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA SOLUÇÃO SISTÊMICA BASEADA EM CÓDIGO ABERTO PARA DEFESA E MITIGAÇÃO DE ATAQUES À APLICAÇÕES WEB. DANIEL ALMEIDA DE PAULA BRASÍLIA

Leia mais

Centro Universitário Barão de Mauá Pró- Reitoria de Pós- Graduação, Extensão e Iniciação Científica Programa de Iniciação Científica

Centro Universitário Barão de Mauá Pró- Reitoria de Pós- Graduação, Extensão e Iniciação Científica Programa de Iniciação Científica Centro Universitário Barão de Mauá Pró- Reitoria de Pós- Graduação, Extensão e Iniciação Científica Programa de Iniciação Científica Contribuição da Computação, Informática e Tecnologia da Informação para

Leia mais

Formulário de Apresentação de Proposta - TECNOVA PB

Formulário de Apresentação de Proposta - TECNOVA PB Formulário de Apresentação de Proposta - TECNOVA PB Secretaria de Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia - SERHMACT Fundação de Apoio à Pesquisa - FAPESQ Setembro/Outubro de 2013 TECNOVA

Leia mais

ELABORAÇÃO DO PLANO DE TRABALHO Redes SIBRATEC Serviços Tecnológicos

ELABORAÇÃO DO PLANO DE TRABALHO Redes SIBRATEC Serviços Tecnológicos ELABORAÇÃO DO PLANO DE TRABALHO Redes SIBRATEC Serviços Tecnológicos Esta apresentação tem por objetivo passar a visão técnica da FINEP quando da avaliação dos projetos submetidos para financiamento na

Leia mais

Projeto de controle e Automação de Antena

Projeto de controle e Automação de Antena Projeto de controle e Automação de Antena Wallyson Ferreira Resumo expandido de Iniciação Tecnológica PUC-Campinas RA: 13015375 Lattes: K4894092P0 wallysonbueno@gmail.com Omar C. Branquinho Sistemas de

Leia mais

SUMÁRIO. Motivação Contextualização Objetivo Desenvolvimento. Aplicação Discussão Conclusão Perguntas. Hardware Software

SUMÁRIO. Motivação Contextualização Objetivo Desenvolvimento. Aplicação Discussão Conclusão Perguntas. Hardware Software SUMÁRIO Motivação Contextualização Objetivo Desenvolvimento Etapas de preparação Hardware Software Aplicação Discussão Conclusão Perguntas MOTIVAÇÃO Interesse em novas tecnologias Interesse no desenvolvimento

Leia mais

Coordenação/Colegiado ao(s) qual(is) será vinculado: Bacharelado de Teologia

Coordenação/Colegiado ao(s) qual(is) será vinculado: Bacharelado de Teologia FORMULÁRIO PARA INSCRIÇÃO DE PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. Coordenação/Colegiado ao(s) qual(is) será vinculado: Bacharelado de Teologia Curso (s) : Bacharelado de Teologia Nome do projeto: Histórico

Leia mais

Introdução à Arquitetura de Computadores. Renan Manola Introdução ao Computador 2010/01

Introdução à Arquitetura de Computadores. Renan Manola Introdução ao Computador 2010/01 Introdução à Arquitetura de Computadores Renan Manola Introdução ao Computador 2010/01 Introdução Conceitos (1) Computador Digital É uma máquina que pode resolver problemas executando uma série de instruções

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 1 Conceitos da Computação em Nuvem A computação em nuvem ou cloud computing

Leia mais

TRABALHO DE DIPLOMAÇÃO Regime Modular ORIENTAÇÕES SOBRE O ROTEIRO DO PROJETO FINAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

TRABALHO DE DIPLOMAÇÃO Regime Modular ORIENTAÇÕES SOBRE O ROTEIRO DO PROJETO FINAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES TRABALHO DE DIPLOMAÇÃO Regime Modular ORIENTAÇÕES SOBRE O ROTEIRO DO PROJETO FINAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES [Observação: O template a seguir é utilizado como roteiro para projeto de sistemas orientado

Leia mais

Importância do GED. Implantação de um Sistema de GED

Importância do GED. Implantação de um Sistema de GED Implantação de um Sistema de GED Gerenciamento Eletrônico de Documentos Importância do GED O GED tem uma importante contribuição na tarefa da gestão eficiente da informação; É a chave para a melhoria da

Leia mais

Suporte a redes CAN para Aplicações Embarcadas

Suporte a redes CAN para Aplicações Embarcadas Universidade Federal de Santa Catarina UFSC Departamento De Informática e Estatística INE Bacharelado em Ciências Da Computação Suporte a redes CAN para Aplicações Embarcadas Autor: Alessandro Barreiros

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 43/2013

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 43/2013 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 43/2013 Dispõe sobre Processo Seletivo de Funcionário para as vagas dispostas no presente Edital no Centro Universitário - Católica de Santa Catarina em Jaraguá do Sul. A

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: TÉCNICO EM INFORMÁTICA Qualificação:

Leia mais

Nokia E5 (E5-00) GSM GPRS EDGE (850/900/1800/1900 MHZ) WCDMA HSDPA 10.2 / HSUPA 2.0 (850/1900/2100) GPS

Nokia E5 (E5-00) GSM GPRS EDGE (850/900/1800/1900 MHZ) WCDMA HSDPA 10.2 / HSUPA 2.0 (850/1900/2100) GPS Última versão de software homologada pela VIVO: 042.010 DESTAQUES DO APARELHO Nome Comercial: Nokia E5 (Número do Modelo: E5-00) Smartphone com sistema operacional: Symbian OS v9.3 e plataforma: S60 v3.2;

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis EDITAL DE PROCESSO SELETIVO. Pós-Graduação Lato Sensu em Sistemas Web e Dispositivos Móveis

Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis EDITAL DE PROCESSO SELETIVO. Pós-Graduação Lato Sensu em Sistemas Web e Dispositivos Móveis Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Pós-Graduação Lato Sensu em Sistemas Web e Dispositivos Móveis A Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis informa

Leia mais

TUTORIAL PARA CADASTRO E SUBMISSÃO DE ARTIGO NA PLATAFORMA BRASIL

TUTORIAL PARA CADASTRO E SUBMISSÃO DE ARTIGO NA PLATAFORMA BRASIL TUTORIAL PARA CADASTRO E SUBMISSÃO DE ARTIGO NA PLATAFORMA BRASIL Prezado (a) aluno (a) / professor (a), O objetivo deste manual é o de auxiliar no cadastro como pesquisador na Plataforma Brasil, assim

Leia mais

Engenharia de Software. Artigo revista Engenharia de Software, edição 30 (novembro 2010)

Engenharia de Software. Artigo revista Engenharia de Software, edição 30 (novembro 2010) Engenharia de Software Artigo revista Engenharia de Software, edição 30 (novembro 2010) Engenharia de Software Engenharia compreende o uso de princípios e conhecimento empírico e científico obtidos a partir

Leia mais

MANUAL DE ELABORAÇÃO DE PROJETO

MANUAL DE ELABORAÇÃO DE PROJETO MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE GESTÃO DO TRABALHO E DA EDUCAÇÃO NA SAÚDE DEPARTAMENTO DE GESTÃO DA EDUCAÇÃO NA SAÚDE PROJETO DE PROFISSIONALIZAÇÃO DOS TRABALHADORES DA ÁREA DE ENFERMAGEM PROFAE CHAMADA

Leia mais