ESTÁGIO CURRICULAR II: FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE REDES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTÁGIO CURRICULAR II: FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE REDES"

Transcrição

1 RONALDO HORNBURG ESTÁGIO CURRICULAR II: FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE REDES EMPRESA: Whirlpool S.A. Unidade Embraco Compressores SETOR: Tecnologia da Informação SUPERVISOR: Gerson Heusy ORIENTADOR: Prof. Msc. Charles Christian Miers CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS - CCT UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC JOINVILLE SANTA CATARINA - BRASIL OUTUBRO 2007

2 ii APROVADO EM.../.../... Professor Charles Christian Miers M.Sc. Ciências da Computação em Sistemas de Computação (UFSC) Professor Orientador Claudiomir Selner Dr. Engenharia de Produção em Método para Análise de Sistemas de Conhecimento (UFSC) Juliano Teófilo Cabral da Maia Bacharel Ciências da Computação (UDESC) Gerson Heusy Bacharel Administração de Empresas (UNIVILLE) Supervisor da Whirlpool S.A.

3 iii Carimbo da Empresa UNIDADE CONCEDENTE Razão Social: Whirlpool S.A. Unidade Embraco CGC/MF: / Endereço: Rua Rui Barbosa, 1020 Bairro: Distrito Industrial CEP: Cidade: Joinville UF: SC Fone: Supervisor: Gerson Heusy Cargo: Gerente de Infra-estrutura ESTAGIÁRIO Nome: Ronaldo Hornburg Matrícula: Endereço: Rua Expedicionário Holz, 107, AP 802 Bairro: Atiradores CEP: Cidade: Joinville UF: SC Fone: Curso de: Tecnologia em Sistemas de Informação Título do Estágio: Integração de Redes Período: 29/10/07 a 21/11/07 Carga horária: 120h AVALIAÇÃO FINAL DO ESTÁGIO PELO CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS Representada pela avaliação do Processo de Estágio CONCEITO FINAL NOTA Rubrica do Professor da Disciplina Excelente (9,1 a 10) Muito Bom (8,1 a 9,0) Bom (7,1 a 8,0) Regular (5,0 a 7,0) Reprovado (0,0 a 4,9) Joinville / /

4 iv Nome do Estagiário: Ronaldo Hornburg QUADRO I AVALIAÇÃO NOS ASPECTOS PROFISSIONAIS QUALIDADE DO TRABALHO: Considerando o possível. ENGENHOSIDADE: Capacidade de sugerir, projetar, executar modificações ou inovações. CONHECIMENTO: Demonstrado no desenvolvimento das atividades programadas. CUMPRIMENTO DAS TAREFAS: Considerar o volume de atividades dentro do padrão razoável. ESPÍRITO INQUISITIVO: Disposição demonstrada para aprender. INICIATIVA: No desenvolvimento das atividades. SOMA Pontos QUADRO II AVALIAÇÃO DOS ASPECTOS HUMANOS ASSIDUIDADE: Cumprimento do horário e ausência de faltas. DISCIPLINA: Observância das normas internas da Empresa. SOCIABILIDADE: Facilidade de se integrar com os outros no ambiente de trabalho. COOPERAÇÃO: Disposição para cooperar com os demais para atender as atividades. SENSO DE RESPONSABILIDADE: Zelo pelo material, equipamentos e bens da empresa. Pontos SOMA PONTUAÇÃO PARA O QUADRO I E II Sofrível - 1 ponto, Regular - 2 pontos, Bom - 3 pontos, Muito Bom - 4 pontos, Excelente - 5 pontos LIMITES PARA CONCEITUAÇÃO AVALIAÇÃO FINAL Pontos De 57 a SOFRÍVEL SOMA do Quadro I multiplicada por 7 De 102 a REGULAR SOMA do Quadro II multiplicada por 3 De 148 a BOM SOMA TOTAL De 195 a MUITO BOM De 241 a EXCELENTE Nome da Empresa: Whirlpool S.A. Unidade Embraco Compressores Representada pelo Supervisor: Gerson Heusy CONCEITO CONFORME SOMA TOTAL Rubrica do Supervisor da Empresa Local: Data: Carimbo da Empresa

5 v UDESC UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS - FEJ PLANO DE ESTÁGIO CURRICULAR ESTAGIÁRIO Nome: Ronaldo Hornburg Matrícula: Endereço (Em Jlle): Rua Expedicionário Holz, 107, A 802 Bairro: Bom Retiro CEP: Cidade: Joinville UF: SC Fone: (47) Endereço (Local estágio): Rua Rui Barbosa, 1020 Bairro: Distrito Industrial CEP: Cidade: Joinville UF: SC Fone: (47) Regularmente matriculado no semestre: 4 Curso: Tecnologia em Sistemas de Informação Formatura (prevista) Semestre/Ano: 2/2007 UNIDADE CONCEDENTE Razão Social: Whirlpool S.A. CGC/MF: / Endereço: Rua Rui Barbosa, 1020 Bairro: Distrito Industrial CEP: Cidade: Joinville UF: SC Fone: (47) Atividade Principal : Indústria Metal-Mecânica Supervisor: Gerson Heusy Cargo: Gerente de Infra-estrutura DADOS DO ESTÁGIO Área de atuação: Global IT Support and Services Departamento de atuação: Tecnologia da Informação Fone: (47) Ramal: 2725 Horário do estágio: 7h30 às 17h30 (2ª a 5ª) e 7h30 às 16h30 (6ª) Total de horas: 120 Período: 08/10/2007 até 22/11/07 Nome do Professor Orientador: Charles Christian Miers Disciplina(s) simultânea(s) com o estágio Quantas: 4 Quais: REC, BAN, TES02 e TES11. OBJETIVO GERAL Selecionar, testar e avaliar ferramentas para gerenciamento de redes.

6 vi ATIVIDADES OBJETIVO ESPECÍFICO HORAS 1. Acompanhamento com professor orientador. 2. Selecionar ferramentas de gerenciamento de redes para avaliação. 3. Testar ferramentas selecionadas. 4. Avaliar ferramentas selecionadas. 1. Acompanhar a execução do estágio. Informar o professor sobre o progresso. Tirar dúvidas. Corrigir o rumo. 2. Pesquisar ferramentas de gerenciamento disponíveis (até 3). Comparar recursos exigidos X disponíveis. Selecionar ferramentas adequadas ao ambiente da empresa 3. Obter as ferramentas para avaliação. Instalar em um ambiente de teste. Executar procedimentos simples de gerenciamento de rede. 4. Produzir um relatório sumarizando as características de cada ferramenta para auxiliar a tomada de decisão Rubrica do Professor Orientador Rubrica do Coordenador de Estágios Rubrica do Superviso r da Empresa Data: Data: Data: Carimbo da Empresa Prof, César Malutta

7 CRONOGRAMA FÍSICO E REAL ATIVIDADES 1. Selecionar ferramentas de gerenciamento de redes para avaliação. PERÍODO (10 horas) P R P P P P P R R R R R 2. Testar ferramentas selecionadas. 3. Avaliar ferramentas selecionadas (incluindo acompanhamento com professor orientador). P P P P P P P R R R R R R R P P P R R R Legenda P: previsto R: realizado

8 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS - CCT COORDENADORIA DE ESTÁGIOS TERMO DE COMPROMISSO PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIOS A EMPRESA (1) Representada por Cargo (2) ESTAGIÁRIO Matrícula (3) Da Fundação Universidade do Estado de Santa Catarina, representada pelo Professor Wilson José Mafra Acertam o seguinte, na forma da Lei nº , de 07/12/77, regulamentada pelo Decreto nº , de 18/08/82, tendo em vista Convênio nº. /2004, publicado em Diário Oficial nº. de / /. Art. 1º - O ALUNO desenvolverá Estágio: Obrigatório ( ) Não obrigatório ( ) Art. 2º - O ESTAGIÁRIO desenvolverá atividades dentro de sua linha de formação. Art. 3º - A EMPRESA elaborará Programa de Atividades a ser cumprido pelo ESTAGIÁRIO, em conformidade com as disciplinas cursadas pelo mesmo, respeitados os horários de obrigações do ESTAGIÁRIO com a UDESC/CENTRO. Art. 4º - O Estágio será desenvolvido na Área em no período de / / a / /. 1º - Este período poderá ser prorrogado mediante prévio entendimento entre as partes. 2º - Tanto a EMPRESA como o ESTAGIÁRIO poderão a qualquer momento dar por terminado o Estágio, mediante comunicação escrita. Art. 5º - Pelas reais e recíprocas vantagens técnicas e administrativas, a EMPRESA designará como Supervisor Interno de Estágios e avaliador o Senhor Art. 6º - O ESTAGIÁRIO declara concordar com as normas internas da EMPRESA, conduzir-se dentro da ética profissional e submeter-se a acompanhamento e avaliação de seu desempenho e aproveitamento. Art. 7º - O ESTAGIÁRIO se obriga a cumprir fielmente a programação de estágio. Art. 8º - O ESTAGIÁRIO responderá pelas perdas e danos conseqüentes da inobservância das normas internas da EMPRESA. Art. 9º - O ESTAGIÁRIO se compromete a elaborar Relatório sobre o Estágio realizado apresentandoo à EMPRESA através de seu Supervisor, e à Universidade através do Coordenador de Estágios respectivo. Art. 10º - A EMPRESA se responsabilizará por despesas relativas a atividades extras impostas ao ESTAGIÁRIO. Art. 11º - O ESTAGIÁRIO não terá para quaisquer efeitos, vínculo empregatício com a EMPRESA, ficando aquele segurado contra acidentes pessoais durante o estágio pela apólice nº. da Companhia Art. 12º - O ESTAGIÁRIO receberá uma bolsa no valor de ( ).

9 ix Art. 13º - Fica firmado o presente em 3 (três) vias de igual teor. Joinville, de de (1) EMPRESA:... (2) ESTAGIÁRIO:... (3) INSTITUIÇÃO DE ENSINO:...

10 x SUMÁRIO AVALIAÇÃO FINAL DO ESTÁGIO PELO CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS III PLANO DE ESTÁGIO CURRICULAR V CRONOGRAMA FÍSICO E REAL VII TERMO DE COMPROMISSO PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIOS VIII LISTA DE FIGURAS XII LISTA DE TABELAS XIII LISTA DE SIGLAS E ABREVIAÇÕES XIV RESUMO XV 1. INTRODUÇÃO OBJETIVOS Geral Específicos JUSTIFICATIVAS ORGANIZAÇÃO DO RELATÓRIO 3 2. A EMPRESA HISTÓRICO PRINCIPAIS PRODUTOS PRINCIPAIS CLIENTES ASPECTOS GERAIS CONSIDERAÇÕES ADICIONAIS SOBRE A EMPRESA 8 3. DESENVOLVIMENTO ESCOPO DO GERENCIAMENTO ATUAL 9

11 xi 3.2. SELEÇÃO E INSTALAÇÃO Pesquisa das ferramentas Ferramentas escolhidas Instalação das ferramentas COMPARAÇÃO EXECUÇÃO E PROBLEMAS CONSIDERAÇÕES ADICIONAIS CONSIDERAÇÕES FINAIS TRABALHOS FUTUROS 31 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 32

12 xii LISTA DE FIGURAS Figura Compressor VCC3 (EMBRACO, 2007) Figura Unidade condensadora (EMBRACO, 2007) Figura 3 - Mapa TNG Unicenter...10 Figura 4 - Tipo de instalação do HP NNM...16 Figura 5 - Programas instalados pelo HP NNM...16 Figura 6 - Serviços do HP NNM...17 Figura 7 - Mapa da rede após descobrimento pelo HP NNM...17 Figura 8 - Pacotes OpenNMS instalados...19 Figura 9 - Detalhes de instalação do OpenNMS...20 Figura 10 - Instalação do Nortel ESM...22 Figura 11 - Programas instalados pelo Nortel ESM...22 Figura 12 - Mapa inicial do Nortel ESM...23 Figura 13 - Configuração da comunidade SNMP no Nortel ESM...23 Figura 14 - Mapa da rede após processo de descobrimento pelo Nortel ESM...24

13 xiii LISTA DE TABELAS Tabela 1 - Ambiente de rede da EMBRACO Joinville Tabela 2 - Comparação de características das ferramentas... 28

14 xiv LISTA DE SIGLAS E ABREVIAÇÕES ADE - Associação Desportiva da Embraco EECON Embraco Electronic Controls ENA - Embraco North America ERP Enterprise Resource Planning GTPP Gestão de Tecnologia de Produto e Processo PMP - Performance Management Program PMO Project Management Office PROVE Programa de Voluntariado da Embraco P&D Pesquisa e Desenvolvimento RH Recursos Humanos / Gestão de Pessoas TI Tecnologia da Informação UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina UFSC Universidade Federal de Santa Catarina VCC Variable Capacity Compressor

15 xv RESUMO Este relatório de estágio refere-se à disciplina Estágio Curricular 2, disciplina obrigatória do curso de Tecnologia em Sistemas de Informação da Universidade do Estado de Santa Catarina. Nele estão descritas as atividades desenvolvidas durante o estágio na empresa Whirlpool S.A. Unidade EMBRACO pelo acadêmico. O estágio foi realizado no departamento de Tecnologia da Informação, na área de Suporte e Serviços Corporativo, responsável por toda a infra-estrutura de informática da EMBRACO. As atividades estavam focadas na área de redes e consistiam na seleção, instalação e avaliação de ferramentas de gerenciamento de redes. O relatório contém uma descrição das atividades de seleção das ferramentas, do processo de obtenção e instalação e na avaliação delas. Ao fim é apresentada uma conclusão sobre o estágio.

16 1. INTRODUÇÃO Este relatório contém uma descrição das atividades realizadas pelo acadêmico Ronaldo Hornburg na empresa Whirlpool S.A. Unidade de Compressores Embraco - durante o estágio. As atividades executadas tinham o objetivo de testar ferramentas de gerenciamento de rede. O estágio foi todo desenvolvido na área de Suporte e Serviços Corporativos, dentro do departamento de Tecnologia da Informação da Embraco. Esta área é responsável por manter a infra-estrutura de informática, desde estações e servidores, até redes de comunicação, roteadores e sistemas gerenciadores de bancos de dados OBJETIVOS Os objetivos definidos para o estágio podem ser classificados em objetivos gerais e específicos. Estes últimos se dividem em três fases: pesquisa e seleção de ferramentas disponíveis, obtenção e testes das ferramentas selecionadas e elaboração de resumo comparativo Geral Desenvolver atividades de infra-estrutura de TI para selecionar, testar e avaliar ferramentas de gerenciamento de redes Específicos Os objetivos específicos dentro desta atividade são: Pesquisa de ferramentas disponíveis: pesquisar as ferramentas de gerenciamento de rede disponíveis e que seja aplicável a rede da Embraco. Verificar os recursos exigidos, restrições e os recursos disponíveis. Escolher três ferramentas para avaliação.

17 2 Teste das ferramentas: obter as ferramentas selecionadas, instalá-las e executar procedimentos básicos. Os procedimentos básicos serão fazer um inventário dos principais equipamentos e montar um mapa de rede, se possível. Elaboração de um resumo comparativo: elabora um pequeno relatório resumindo as principais características das ferramentas. Sugerir uma ferramenta que seja mais adequada à EMBRACO JUSTIFICATIVAS O objetivo do estágio, analisar ferramentas de gerenciamento de rede, pode ser justificado por três razões principais. A primeira razão é que a ferramenta existente de gerenciamento será substituída, por definição de padrões da Whirlpool no mundo todo. Além disso, a ferramenta não é orientada para o gerenciamento de equipamentos de rede propriamente ditos. A segunda razão é que o volume de atendimentos para manutenções de rede vem crescendo nos últimos anos, sem que, no entanto, a equipe tenha aumentado. Além da rede, a equipe precisa cuidar de outros sistemas importantes para a infra-estrutura. A terceira razão é que há um projeto em andamento que irá substituir equipamentos de rede não-gerenciáveis por equipamentos gerenciáveis, aumentando a complexidade do ambiente. Com o crescimento da importância da rede para o negócio, a necessidade de respostas rápidas e gerenciamento pró-ativo tornam-se muito importante. Uma ferramenta de gerenciamento adequada ajudará os administradores de rede a conseguirem estes objetivos.

18 ORGANIZAÇÃO DO RELATÓRIO Inicialmente, são apresentados os objetivos gerais e específicos que o estágio pretende atingir. Também é apresentada a justificativa do relatório. Para situar o leitor no ambiente em que o estágio foi realizado, é feita uma apresentação da empresa, abordando seu histórico, principais produtos e clientes. Já para as atividades do estágio, deve-se considerar que o acadêmico realizou um estágio na área em que já atua. Por isso, os conhecimentos necessários são obtidos tanto da universidade quanto da experiência profissional existente. Isto permitiu ao acadêmico uma avaliação da relevância do que é ensinado na universidade em comparação com o que o mercado de trabalho exige.

19 2. A EMPRESA Neste capítulo será apresentada uma breve descrição da empresa, obtidas no seu sítio [EMBRACO:2007]. A Embraco é uma empresa especializada em soluções para refrigeração e líder mundial do mercado de compressores herméticos. Sua missão é oferecer soluções inovadoras para melhorar a qualidade de vida das pessoas. A empresa possui fábricas no Brasil, China, Itália e Eslováquia, chegando a 10 mil funcionários e uma capacidade de produção de 25 milhões de compressores ao ano. Ela também produz componentes de ferro fundido, componentes elétricos, condensadores e evaporadores, que são utilizados na montagem de unidades condensadoras e seladas, bem como sistemas eletrônicos destinados a tornar inteligentes os eletrodomésticos. No Brasil, são quatro fábricas. Em Joinville fica a maior delas em produção e é a sede onde ficam a Administração e o centro de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D). Ainda em Joinville ficam a Fundição Embraco, que produz componentes de ferro utilizados tanto pela planta do Brasil quanto de outros países, e a EECON - Embraco Electronic Controls, que desenvolve, fabrica e comercializa sistemas eletrônicos para eletrodomésticos. A outra fábrica do Brasil fica em Itaiópolis (SC), ela é dedicada à produção de componentes elétricos e trocadores de calor, estes são utilizados em unidades condensadoras e seladas, que são montadas nessa mesma fábrica. Na Europa, são duas fábricas: a planta italiana, que foi a aquisição da marca Áspera (cujo nome foi conservado devido à credibilidade junto

20 5 ao mercado), onde são produzidos compressores. A outra fábrica da Europa fica na Eslováquia. Esta planta está fortemente direcionada à refrigeração comercial e, além de compressores, também monta unidades condensadoras. Próximo à fábrica italiana fica um escritório de vendas, responsável pela comercialização e distribuição de produtos Embraco e Embraco Aspera para toda a Europa, Oriente Médio e África. Para atingir o continente asiático, foi montada uma fábrica na China. Além da produção de compressores, esta fábrica abriga um centro de P&D. No primeiro semestre de 2006 a Embraco passou à razão social Whirlpool S.A. Unidade Embraco Compressores. Todavia, a empresa continuará operando de forma estruturalmente independente, em função da peculiaridade de seus negócios HISTÓRICO A Empresa foi fundada em Joinville no ano de 1971, e começou a produzir em 1974, com o objetivo inicial de suprir a indústria brasileira de refrigeradores, então dependente da importação de compressores. Apenas dois anos depois da produção do primeiro compressor já estava exportando para o Peru. Em 1978 chega aos Estados Unidos. Na mesma década de sua fundação tornou-se exportadora e, na década seguinte, seus produtos já eram comercializados em todos os continentes. Em 1982 a Embraco estabelece convênio de cooperação técnica, com a UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina, para desenvolvimento de tecnologia própria, pois até então a tecnologia utilizada nos compressores era dinamarquesa. Em 1987, é lançado o primeiro compressor com tecnologia brasileira, fruto da parceria com a UFSC.

21 6 Nos primeiros anos de 1990, antecipando-se à globalização da economia, a Embraco deu início ao processo de abertura de bases produtivas fora do Brasil e a conseqüente ampliação de sua estrutura global de vendas. Logo chegou à liderança mundial, com um market share atualmente estimado em 20% (EMBRACO, 2007) PRINCIPAIS PRODUTOS Os principais produtos da Whirlpool S.A. Unidade Embraco são compressores e unidades condensadores. Figura Compressor VCC3 (EMBRACO, 2007). Na Figura 2.1 é mostrado um compressor da linha VCC, que são os compressores de capacidade variável, eles são uma nova linha que procura gastar menos energia. Figura Unidade condensadora (EMBRACO, 2007). Na Figura 2.2 é mostrada uma unidade condensadora. São itens que fazem a condensação do gás.

22 PRINCIPAIS CLIENTES Os principais clientes da empresa, além da própria Whirlpool (detendora das marcas Brastemp e Consul - Multibras), são a Electrolux, Frigelar, GE, Gelopar, Hussmann, LG, Metalfrio entre outros ASPECTOS GERAIS A empresa possui planos de desenvolvimento para os funcionários, além de diversos benefícios e atua fortemente na responsabilidade social além de estimular esta atitude em seus dez mil funcionários. No desenvolvimento dos funcionários existem vários planos, um exemplo é o PMP Performance Management Program, que busca anualmente a definição de metas e o cumprimento destas para o desenvolvimento pessoal e profissional de seus funcionários. O subsídio de cursos para desenvolvimento dos funcionários também é uma prática além de todo incentivo por parte de chefias. Nos benefícios aos funcionários também existem várias iniciativas. Uma delas é o serviço de berçário para os filhos (de zero a um ano de idade) das funcionárias para que estas possam amamentá-los durante este período. Outro benefício é a disponibilização de farmácia, banco e serviços como despachantes dentro das instalações da empresa para serem utilizados pelos funcionários. Outro serviço é a Compra Certa, este disponibiliza a compra de produtos Brastemp e Consul para funcionários com preço reduzido, bem abaixo do disponibilizado no mercado, além de pagamento parcelado. Na responsabilidade social, são diversas frentes como o PROVE Programa de Voluntariado da Embraco, que desde 2003 vêm atuando junto à comunidade carente. Outro importante programa é o

23 8 Diversidade, que têm várias outras frentes, tais como: diferenças culturais, sociais, de raça, deficiência física e psicológica, entre tantas outras tratadas pelo programa. Hoje, a acessibilidade de pessoas portadoras de alguma deficiência faz parte de iniciativas do departamento de Gestão de Pessoas que está criando meios para a inclusão dessas pessoas no quadro funcional, desde conscientização dos funcionários até adaptações arquitetônicas CONSIDERAÇÕES ADICIONAIS SOBRE A EMPRESA Pode-se observar que se trata de uma empresa moderna e globalizada, com foco em excelência operacional e tecnologia. É muito evidente também o tratamento especial que a questão da capacitação profissional, tanto nos aspectos técnicos quanto humanos tem dentro da empresa.

24 9 3. DESENVOLVIMENTO O desenvolvimento do estágio consistiu em avaliar a situação de gerenciamento de rede atual, selecionar ferramentas que poderiam resolver os problemas encontrados e fazer uma comparação rápida entre elas ESCOPO DO GERENCIAMENTO ATUAL O ambiente de rede atual da EMBRACO é gerenciado por uma ferramenta da empresa Computer Associates, chamada TNG Unicenter. Trata-se de uma plataforma de gerenciamento sobre a qual se agregam módulos que resolvem problemas diferentes. A plataforma consiste de um servidor (o gerente), um banco de dados SQL, módulos, agentes e consoles de gerenciamento. A EMBRACO adquiriu esta ferramenta no ano de 2000 com os seguintes módulos: Service Desk: realiza o controle de chamados para o Helpdesk e solicitações de informática em geral. AMO: realiza o inventário de hardware e software das estações e servidores. Performance: coleta dados de performance do sistema operacional e das aplicações. Este módulo requer a instalação de um software agente próprio em cada sistema gerenciado. O agente utiliza o protocolo SNMP para se comunicar com o servidor do TNG. Remote Control: permite o acesso remoto aos computadores para dar suporte através da captura da tela, do mouse e teclado.

25 10 Este sistema também dispõe de mapa de rede, mostrado na Figura 3, aonde os sistemas que iam sendo descobertos eram desenhados. Neste mapa, conforme o status de um sistema mudava, uma cor indicava o fato e uma tela de alertas indicava o motivo da mudança de status. Figura 3 - Mapa TNG Unicenter Entretanto, o foco deste sistema não era gerenciar equipamentos de rede, como switches e roteadores, e por isso as informações que podiam ser obtidas eram muito limitadas. Além disso, este sistema será substituído pelo Altiris, fabricado pela Symantec, que tem o mesmo foco de gerenciamento, e é a ferramenta que a Whirlpool vai utilizar no mundo todo para gerenciamento. Em outras palavras, não há até o momento uma ferramenta de gerenciamento de rede especializada nos equipamentos de comunicação. No entanto, o ambiente de rede merece atenção. A Tabela 1 dá uma idéia do ambiente existente na EMBRACO nas unidades de Joinville:

26 11 Tipo de Equipamento Quantidade Hubs não gerenciáveis 85 Switches gerenciáveis 60 Roteadores 5 Servidores 80 Estações 1600 (aproximadamente) Tabela 1 - Ambiente de rede da EMBRACO Joinville Os 85 hubs não gerenciáveis serão substituídos este ano, pois a idade, a falta de gerenciamento e a baixa performance prejudicam o funcionamento da rede. O gerenciamento dos equipamentos de rede (hubs, switches e roteadores) é realizado por apenas uma pessoa com a ajuda de uma equipe externa para realizar manutenções na infra-estrutura de cabeamento. O Gráfico 1 mostra o número de atendimentos desde Chamados Gráfico 1 - Atendimentos de rede por ano Estes atendimentos incluem problemas físicos, pedidos de movimentação de pontos, novos pontos e falhas de equipamentos.

27 12 Levando em consideração o tamanho da rede, o tamanho da equipe e o número de atendimentos, torna-se claro que o administrador de redes necessita de ferramentas que o ajudem a identificar problemas, tendência, gargalos e o crescimento da rede mais rapidamente SELEÇÃO E INSTALAÇÃO O primeiro passo para a avaliação é fazer uma pesquisa para saber quais ferramentas existem. Alguns critérios devem ser definidos, pois não é possível avaliar todas as ferramentas existentes dentro do período do estágio. Uma pesquisa na Internet (Wikipedia:2007) mostra que existem mais de 40 sistemas gerenciadores de rede Pesquisa das ferramentas O critério principal para a escolha da ferramenta é de que ela seja uma plataforma para gerenciamento de rede baseado no protocolo SNMP (CASE et AL:1990) e que seja orientada para gerenciar equipamentos de rede. De modo geral, uma ferramenta de gerenciamento de rede deveria atender os requisitos conhecidos pela sigla FCAPS (ITU-T:1997). Esta sigla vem das cinco áreas do gerenciamento de rede do modelo OSI (Open Systems Interconnection) da ISO (International Standardization Organization): [F]ault ou Falhas: descobrir e corrigir os problemas. [C]onfiguration ou Configuração: monitorar e controlar a rede, mantendo o inventário do hardware e software dela, inclusive as modificações. [A]ccounting ou Contabilização: repartição dos custos de operação da rede entre os diversos usuários. [P]erformance: minimizar congestionamento e gargalos.

28 13 [S]ecurity ou Segurança: somente as pessoas com autorização podem acessar um recurso. Quanto aos requisitos técnicos, deveria poder ser executado em um servidor Pentium 4 com 512 MB de memória, pois este é o equipamento disponível para a avaliação. A maioria dos equipamentos é da Nortel, por isso, a opção de gerenciamento da Nortel precisa ser considerada também, pois é uma forte candidata, em função da padronização dos equipamentos de rede com este fabricante Ferramentas escolhidas Existem muitas ferramentas de gerenciamento, comerciais e gratuitas. Para o escopo deste trabalho foi feita uma pesquisa e escolheram-se três ferramentas: Network Node Manager, da HP. OpenNMS, do The OpenNMS Group. Enterprise Switch Manager, da Nortel. Todas se baseiam no protocolo SNMP, mas exibem diferenças significativas entre si. A seguir, são expostos os motivos da escolha destas ferramentas. O Network Node Manager (NNM), da HP, é o novo nome da antiga ferramenta OpenView. O NNM está disponível para diversas plataformas, como Windows e HP-UX. É um produto comercial, com o licenciamento feito em função do número de nós que são gerenciados. Esta ferramenta foi escolhida por ser uma referência no mundo de gerenciamento de rede e um dos produtos mais antigos, com uma grande base instalada no mundo.

29 14 O OpenNMS é uma plataforma de gerenciamento de rede recente, construída no modelo Open Source, por um grupo de profissionais da área de gerenciamento de redes, liderados pelo programador Tarus Balog. O objetivo do grupo de desenvolvimento é tornar o OpenNMS uma plataforma de gerenciamento distribuída e escalável, atendendo os requisitos FCAPS da ISO. Ela é construída primariamente em Java e está disponível para plataformas Unix. Por ser seguir o modelo Open Source, pode ser obtida e utilizada sem custo, embora exista uma entidade comercial por trás, o The OpenNMS Group, que fornece serviços de consultoria. Esta ferramenta foi escolhida por representar uma opção de baixo custo, aberta e inovadora. Mesmo que não esteja totalmente alinhada aos padrões da empresa (que utiliza primariamente sistemas Microsoft) ela pode mostrar caminhos diferentes a serem observados nas outras ferramentas. O Enterprise Switch Manager (ESM) da Nortel é uma ferramenta do seu portfolio de sistemas para gerenciamento de rede. Ela é baseada em Java e oferece uma interface gráfica para simplificar a configuração dos switches. Inclui inteligência para gerenciar aspectos avançados de toda a gama de equipamentos Nortel, como VLANs e agregação de links. É um software comercial e está disponível para Windows, Linux e Solaris. A escolha desta ferramenta se deve ao fato de o fabricante ser o fornecedor padrão para equipamentos de rede para a EMBRACO. Espera-se que ao se utilizar uma ferramenta do mesmo fabricante, o reconhecimento dos equipamentos e as funcionalidades sejam feitas de forma mais integrada Instalação das ferramentas Todas as ferramentas estão disponíveis na Internet para download. O HP NNM e o Nortel ESM estão disponíveis em versões de avaliação. O OpenNMS está disponível na versão completa, devido ao seu modelo de desenvolvimento.

30 15 O servidor para instalação das ferramentas é um Pentium 4 de 4 GHz, com 512 MB de RAM e 80 GB de disco HP NNM O HP NNM pode ser encontrado no sítio da HP (http://www.hp.com). No momento desta análise ele está na versão 7.5 e é oferecido em duas versões: Advanced Edition e Starter Edition. Para este trabalho escolheu-se a versão Starter Edition, por ser uma versão mais fácil de ser configurada. Para localizar o download, foi necessário pesquisar pelo nome antigo da ferramenta, pois a marca OpenView, conforme indicada no sítio, está sendo remodelada para Network Node Manager. Uma vez preenchido um cadastro de registro e aceitando-se os termos da licença de avaliação, tem-se acesso aos arquivos de instalação, disponíveis no formato ISO, para gravação em CD. São dois arquivos, que correspondem ao CD 1 e ao CD 2 de instalação. O CD 1 tem cerca de 519 MB e o CD 2 tem 45 MB. Os requisitos de instalação são Microsoft Windows 2000, 2003 ou XP, 512 MB de RAM, monitor com 800x600 de resolução, 400 MB de espaço em disco livres e 512 MB para arquivo de paginação. Para instalar o software, usou-se a ferramenta Daemon Tools, disponível em Ela permite montar o arquivo ISO como um CD-ROM virtual, sem a necessidade de queimar um CD. O programa de instalação é bastante simples, a única pergunta importante que altera o modo de instalação é o tipo de instalação desejada, conforme Figura 4.

ESTÁGIO CURRICULAR I e II SISTEMA DE MONITORAMENTO DE TI EM SOFTWARE LIVRE

ESTÁGIO CURRICULAR I e II SISTEMA DE MONITORAMENTO DE TI EM SOFTWARE LIVRE FERNANDO RODRIGO NASCIMENTO GUSE i ESTÁGIO CURRICULAR I e II SISTEMA DE MONITORAMENTO DE TI EM SOFTWARE LIVRE EMPRESA: Globalmind Serviços em Tecnologia da Informação LTDA. SETOR: Infra Estrutura SUPERVISOR:

Leia mais

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView Sistema de Gerenciamento DmView O DmView é o Sistema de Gerência desenvolvido para supervisionar e configurar os equipamentos DATACOM, disponibilizando funções para gerência de supervisão, falhas, configuração,

Leia mais

MSc Eliton Smith elitonsmith@gmail.com. Gerenciamento e Administração de Redes

MSc Eliton Smith elitonsmith@gmail.com. Gerenciamento e Administração de Redes MSc Eliton Smith elitonsmith@gmail.com Gerenciamento e Administração de Redes 2 Gerência de Redes ou Gerenciamento de Redes É o controle de qualquer objeto passível de ser monitorado numa estrutura de

Leia mais

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 SUMÁRIO DEFINIÇÃO DE REQUISITOS 4 1. INTRODUÇÃO 4 1.1 FINALIDADE 4 1.2 ESCOPO 4 1.3 DEFINIÇÕES, ACRÔNIMOS

Leia mais

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel Software de gerenciamento do sistema Intel do servidor modular Intel Declarações de Caráter Legal AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE DOCUMENTO SÃO RELACIONADAS AOS PRODUTOS INTEL, PARA FINS DE SUPORTE ÀS PLACAS

Leia mais

Softwares de Sistemas e de Aplicação

Softwares de Sistemas e de Aplicação Fundamentos dos Sistemas de Informação Softwares de Sistemas e de Aplicação Profª. Esp. Milena Resende - milenaresende@fimes.edu.br Visão Geral de Software O que é um software? Qual a função do software?

Leia mais

GILMAR ARAUJO ESTÁGIO CURRICULAR I SUPORTE TI HOSPITALAR

GILMAR ARAUJO ESTÁGIO CURRICULAR I SUPORTE TI HOSPITALAR GILMAR ARAUJO ESTÁGIO CURRICULAR I SUPORTE TI HOSPITALAR EMPRESA: TRÍPLICE CONSULTORIA E SERVIÇOS LTDA. SETOR: INFORMÁTICA SUPERVISOR: RONALDO GUIZARDI ORIENTADOR: VILSON VIEIRA CURSO DE BACHARELADO EM

Leia mais

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 BAIXA DE CONTAS A PAGAR RELEASE 4.1

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 BAIXA DE CONTAS A PAGAR RELEASE 4.1 DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 BAIXA DE CONTAS A PAGAR RELEASE 4.1 SUMÁRIO DEFINIÇÃO DE REQUISITOS 4 1. INTRODUÇÃO 4 1.1 FINALIDADE 4 1.2 ESCOPO 4 1.3 DEFINIÇÕES, ACRÔNIMOS

Leia mais

Dell Infrastructure Consulting Services

Dell Infrastructure Consulting Services Proposta de Serviços Profissionais Implementação do Dell OpenManage 1. Apresentação da proposta Esta proposta foi elaborada pela Dell com o objetivo de fornecer os serviços profissionais de implementação

Leia mais

Instalação do SisAlu 1. Apostila de Instalação do SisAlu

Instalação do SisAlu 1. Apostila de Instalação do SisAlu Instalação do SisAlu 1 Apostila de Instalação do SisAlu 2 Instalação do SisAlu Instalação do SisAlu 3 Índice 1. Objetivo... 4 2. Instalação... 5 2.1. Kit de Instalação... 5 2.2. Requisitos do sistema...

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 ArpPrintServer Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 1 Sumário INTRODUÇÃO... 3 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO SISTEMA... 3 REQUISITOS DE SISTEMA... 4 INSTALAÇÃO

Leia mais

Symantec Network Access Control

Symantec Network Access Control Conformidade abrangente de endpoints Visão geral O é uma solução completa para o controle de acesso que permite às empresas controlar o acesso às redes corporativas de forma segura e eficiente, através

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Sumário 1. Sobre este documento...3 2. Suporte técnico...3 3. Requisitos de hardware...3 3.1. Estação...3 3.2. Servidor...4 4. Instalação...4 4.1. Instalação do Group Folha no servidor...6

Leia mais

Manual de Instalação Corporate

Manual de Instalação Corporate Manual de Instalação Corporate Sumário 1. Sobre este documento...3 2. Suporte técnico...3 3. Requisitos de hardware...3 3.1. Estação...3 3.2. Servidor...4 4. Instalação...4 4.1. Instalação do Imobiliária21

Leia mais

GILMAR ARAUJO ESTÁGIO CURRICULAR II ANÁLISE E SUPORTE EM TI HOSPITALAR

GILMAR ARAUJO ESTÁGIO CURRICULAR II ANÁLISE E SUPORTE EM TI HOSPITALAR GILMAR ARAUJO ESTÁGIO CURRICULAR II ANÁLISE E SUPORTE EM TI HOSPITALAR EMPRESA: TRÍPLICE CONSULTORIA E SERVIÇOS LTDA. SETOR: INFORMÁTICA SUPERVISOR: RONALDO GUIZARDI ORIENTADOR: VILSON VIEIRA CURSO DE

Leia mais

PROJETO NOVAS FRONTEIRAS. II - Nome do gerente do projeto, suas responsabilidades e sua autoridade

PROJETO NOVAS FRONTEIRAS. II - Nome do gerente do projeto, suas responsabilidades e sua autoridade PROJETO NOVAS FRONTEIRAS DECLARAÇÃO DE ESCOPO SCOPE STATEMENT Preparado por Rodrigo Mendes Lemos Gerente do Projeto Versão 3 Aprovado por Ricardo Viana Vargas Patrocinador 01/11/2010 I - Patrocinador Ricardo

Leia mais

5º Semestre. AULA 02 Introdução a Gerência de Redes (Arquitetura e Áreas de Gerenciamento)

5º Semestre. AULA 02 Introdução a Gerência de Redes (Arquitetura e Áreas de Gerenciamento) Disciplina: Gerência de Redes Professor: Jéferson Mendonça de Limas 5º Semestre AULA 02 Introdução a Gerência de Redes (Arquitetura e Áreas de Gerenciamento) 2014/1 Agenda de Hoje Evolução da Gerência

Leia mais

Requisitos do Sistema

Requisitos do Sistema PJ8D - 017 ProJuris 8 Desktop Requisitos do Sistema PJ8D - 017 P á g i n a 1 Sumario Sumario... 1 Capítulo I - Introdução... 2 1.1 - Objetivo... 2 1.2 - Quem deve ler esse documento... 2 Capítulo II -

Leia mais

Benefícios estratégicos para sua organização. Características especiais. Benefícios. Gestão organizada e controle sobre as solicitações de suporte.

Benefícios estratégicos para sua organização. Características especiais. Benefícios. Gestão organizada e controle sobre as solicitações de suporte. Otimize a gestão de suporte e serviço e administre eficientemente estes procedimentos dentro e fora da sua organização, aumentando seu nível de produtividade. Benefícios Gestão organizada e controle sobre

Leia mais

Rotina de Discovery e Inventário

Rotina de Discovery e Inventário 16/08/2013 Rotina de Discovery e Inventário Fornece orientações necessárias para testar a rotina de Discovery e Inventário. Versão 1.0 01/12/2014 Visão Resumida Data Criação 01/12/2014 Versão Documento

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Ponta Grossa 2012 ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Trabalho elaborado pelo

Leia mais

Sistema de Automação Comercial de Pedidos- Versão 1.1

Sistema de Automação Comercial de Pedidos- Versão 1.1 Termo de Abertura Sistema de Automação Comercial de Pedidos- Versão 1.1 Iteração 1.0- Release 1.0 Versão do Documento: 1.1 Histórico de Revisão Data Versão do Documento Descrição Autor 18/03/2011 1.0 Versão

Leia mais

A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS. A decisão de automatizar

A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS. A decisão de automatizar A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS A decisão de automatizar 1 A decisão de automatizar Deve identificar os seguintes aspectos: Cultura, missão, objetivos da instituição; Características

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DA GESTÃO OPERACIONAL DE PEQUENA E MÉDIA PLATAFORMA COM EFICIÊNCIA E BAIXO CUSTO

IMPLEMENTAÇÃO DA GESTÃO OPERACIONAL DE PEQUENA E MÉDIA PLATAFORMA COM EFICIÊNCIA E BAIXO CUSTO IMPLEMENTAÇÃO DA GESTÃO OPERACIONAL DE PEQUENA E MÉDIA PLATAFORMA COM EFICIÊNCIA E BAIXO CUSTO Flávio Luis de Oliveira (flavio@celepar.pr.gov.br) Helio Hamilton Sartorato (helio@celepar.pr.gov.br) Yuri

Leia mais

ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM LINUX. SalvadorAlvesdeMeloJúnioreIsmaelSouzaAraújo

ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM LINUX. SalvadorAlvesdeMeloJúnioreIsmaelSouzaAraújo ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM LINUX SalvadorAlvesdeMeloJúnioreIsmaelSouzaAraújo INFORMAÇÃOECOMUNICAÇÃO Autor Salvador Alves de Melo Júnior e Ismael Souza Araújo Salvador Alves de Melo Júnior: Mestre

Leia mais

A R P O BPMN++ MODELER KLUG PROCESSO PARA DOWNLOAD E INSTALAÇÃO VERSÃO FREEWARE. Verificar requisitos para instalação. Testar instalação do software

A R P O BPMN++ MODELER KLUG PROCESSO PARA DOWNLOAD E INSTALAÇÃO VERSÃO FREEWARE. Verificar requisitos para instalação. Testar instalação do software A R P O KLUG BPMN++ MODELER PROCESSO PARA DOWNLOAD E INSTALAÇÃO VERSÃO FREEWARE Verificar requisitos para instalação Iniciar procedimento de instalação Executar procedimento de instalação Efetuar primeiro

Leia mais

Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes

Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes EN-3610 Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes Aula 01 Introdução Prof. João Henrique Kleinschmidt Santo André, julho de 2013 Roteiro PARTE I Apresentação da Disciplina Apresentação do Professor Metodologia

Leia mais

Aranda INVENTORY. Benefícios Estratégicos para sua Organização. (Standard & Plus Edition) Beneficios. Características V.2.0907

Aranda INVENTORY. Benefícios Estratégicos para sua Organização. (Standard & Plus Edition) Beneficios. Características V.2.0907 Uma ferramenta de inventario que automatiza o cadastro de ativos informáticos em detalhe e reporta qualquer troca de hardware ou software mediante a geração de alarmes. Beneficios Informação atualizada

Leia mais

Administration Kit. Parte de Kaspersky Business Space Security Kaspersky Enterprise Space Security Kaspersky Total Space Security

Administration Kit. Parte de Kaspersky Business Space Security Kaspersky Enterprise Space Security Kaspersky Total Space Security Administration Kit Parte de Kaspersky Business Space Security Kaspersky Enterprise Space Security Kaspersky Total Space Security O Kaspersky Administration Kit é uma ferramenta de administração centralizada

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Sumário 1. Sobre este documento... 3 2. Suporte técnico... 3 3. Requisitos de hardware... 4 3.1. Estação... 4 3.2. Servidor... 4 4. Instalação... 5 4.1. Instalação no servidor... 5

Leia mais

BRAlarmExpert. Software para Gerenciamento de Alarmes. BENEFÍCIOS obtidos com a utilização do BRAlarmExpert:

BRAlarmExpert. Software para Gerenciamento de Alarmes. BENEFÍCIOS obtidos com a utilização do BRAlarmExpert: BRAlarmExpert Software para Gerenciamento de Alarmes A TriSolutions conta com um produto diferenciado para gerenciamento de alarmes que é totalmente flexível e amigável. O software BRAlarmExpert é uma

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Produto: n-mf Xerox Versão do produto: 4.7 Autor: Bárbara Vieira Souza Versão do documento: 1 Versão do template: Data: 09/04/01 Documento destinado a: Parceiros NDDigital, técnicos

Leia mais

V O C Ê N O C O N T R O L E.

V O C Ê N O C O N T R O L E. VOCÊ NO CONTROLE. VOCÊ NO CONTROLE. O que é o Frota Fácil? A Iveco sempre coloca o desejo de seus clientes à frente quando oferece ao mercado novas soluções em transportes. Pensando nisso, foi desenvolvido

Leia mais

Excelência em Metodologia de Helpdesk

Excelência em Metodologia de Helpdesk Excelência em Metodologia de Helpdesk O IntraDesk foi desenvolvido com base nas melhores práticas conhecidas de Helpdesk, indicadas por organizações como o Gartner Group e o Helpdesk Institute, que, aliadas

Leia mais

MANUAL DO SERVICE DESK SYSTEM

MANUAL DO SERVICE DESK SYSTEM Manual do Sumário Conhecendo o SERVICE DESK SYSTEM... 3 - A tela de Acesso ao sistema:... 3 - A tela do sistema após o acesso(exemplo):... 3 OCORRÊNCIAS... 4 - Abertura de chamados:... 4 - Atendendo um

Leia mais

Gerenciamento de Redes de Computadores. Introdução ao Gerenciamento de Redes

Gerenciamento de Redes de Computadores. Introdução ao Gerenciamento de Redes Introdução ao Gerenciamento de Redes O que é Gerenciamento de Redes? O gerenciamento de rede inclui a disponibilização, a integração e a coordenação de elementos de hardware, software e humanos, para monitorar,

Leia mais

Gerenciamento de Redes

Gerenciamento de Redes Gerenciamento de Redes As redes de computadores atuais são compostas por uma grande variedade de dispositivos que devem se comunicar e compartilhar recursos. Na maioria dos casos, a eficiência dos serviços

Leia mais

Gestão de Armazenamento

Gestão de Armazenamento Gestão de Armazenamento 1. Introdução As organizações estão se deparando com o desafio de gerenciar com eficiência uma quantidade extraordinária de dados comerciais gerados por aplicativos e transações

Leia mais

Symantec Backup Exec.cloud

Symantec Backup Exec.cloud Proteção automática, contínua e segura que faz o backup dos dados na nuvem ou usando uma abordagem híbrida, combinando backups na nuvem e no local. Data Sheet: Symantec.cloud Somente 2% das PMEs têm confiança

Leia mais

MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução

MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução Autor Público Alvo Rodrigo Cristiano dos Santos Suporte Técnico, Consultoria e Desenvolvimento. Histórico Data 13/06/2012 Autor Rodrigo Cristiano Descrição

Leia mais

Uc-Redes Técnico em Informática André Luiz Silva de Moraes

Uc-Redes Técnico em Informática André Luiz Silva de Moraes Roteiro 2: Conceitos Básicos de Redes: parte 1 Neste roteiro são detalhados os equipamentos componentes em uma rede de computadores. Em uma rede existem diversos equipamentos que são responsáveis por fornecer

Leia mais

Introdução. O que é Serviços de Terminal

Introdução. O que é Serviços de Terminal Introdução Microsoft Terminal Services e Citrix MetaFrame tornaram-se a indústria padrões para fornecer acesso de cliente thin para rede de área local (LAN), com base aplicações. Com o lançamento do MAS

Leia mais

AP_ Conta Aplicativo para digitação e envio de contas médicas no padrão TISS

AP_ Conta Aplicativo para digitação e envio de contas médicas no padrão TISS AP_ Conta Aplicativo para digitação e envio de contas médicas no padrão TISS Manual de Instalação Tempro Software StavTISS Sumário 1. INTRODUÇÃO... 2 2. REQUISITOS DO SISTEMA... 3 3. INSTALAÇÃO... 4 4.

Leia mais

Objetivo Geral - Apender conceitos, protocolos e técnicas na gerencia de redes

Objetivo Geral - Apender conceitos, protocolos e técnicas na gerencia de redes Aula 5 - Projeto de Lei 2126/11 (Marco Civil da Internet). Gerência de Redes de Computadores Objetivo Geral - Apender conceitos, protocolos e técnicas na gerencia de redes Objetivos Específicos - Entender

Leia mais

Soluções de Gerenciamento de Clientes e de Impressão Universal

Soluções de Gerenciamento de Clientes e de Impressão Universal Soluções de Gerenciamento de Clientes e de Impressão Universal Guia do Usuário Copyright 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows é uma marca registrada nos Estados Unidos da Microsoft Corporation.

Leia mais

ESTÁGIO CURRICULAR II SUPORTE E MONITORAMENTO

ESTÁGIO CURRICULAR II SUPORTE E MONITORAMENTO THALLES GRESCHECHEN ESTÁGIO CURRICULAR II SUPORTE E MONITORAMENTO EMPRESA: NEOGRID INFORMÁTICA S/A SETOR: SUPORTE E MONITORAMENTO SUPERVISOR: FÁBIO ROBERTO MENDES ORIENTADOR: PROF. GERSON VOLNEY LAGEMANN

Leia mais

DESCRITIVO TÉCNICO - VERSÃO DESKTOP

DESCRITIVO TÉCNICO - VERSÃO DESKTOP sistema para gerenciamento de instituições de ensino DESCRITIVO TÉCNICO - VERSÃO DESKTOP Nossa Empresa A Sponte Informática é uma empresa brasileira, localizada em Pato Branco, cidade considerada pólo

Leia mais

Plano de Projeto G Stock. G Stock. Plano de Projeto. Versão 1.0

Plano de Projeto G Stock. G Stock. Plano de Projeto. Versão 1.0 Plano de Projeto G Stock Plano de Projeto G Stock Versão 1.0 Histórico das Revisões Data Versão Descrição Autores 10/09/2010 1.0 Descrição inicial do plano de projeto Denyson José Ellís Carvalho Isadora

Leia mais

Pós-Graduação em Educação: Novos Paradigmas GUIA DO ALUNO

Pós-Graduação em Educação: Novos Paradigmas GUIA DO ALUNO GUIA DO ALUNO Prezado(a) Aluno(a), O Guia do Aluno é um instrumento normativo que descreve os padrões de qualidade dos processos acadêmicos e administrativos necessários ao desenvolvimento dos cursos de

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO TÉCNICO EM TELECOMUNICAÇÕES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO TÉCNICO EM TELECOMUNICAÇÕES Das

Leia mais

Orientações sobre o Novo Produto SACR Sistema de Acolhimento com Classificação de Risco. Versão 1.0, 30/11/2009

Orientações sobre o Novo Produto SACR Sistema de Acolhimento com Classificação de Risco. Versão 1.0, 30/11/2009 Orientações sobre o Novo Produto SACR Sistema de Acolhimento com Classificação de Risco Versão 1.0, 30/11/2009 Sumário Objetivo Introdução Características do SACR Organização Questões Funcionais Infraestrutura

Leia mais

Manual de Instalação Flex

Manual de Instalação Flex Manual de Instalação Flex Sumário 1. Sobre este documento... 3 2. Suporte técnico... 3 3. Requisitos de hardware... 4 4. Instalação... 5 4.1. Instalação no servidor... 5 4.1.1. Instalação do sistema...

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA DÉBORA DE MEIRA PADILHA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA DÉBORA DE MEIRA PADILHA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA DÉBORA DE MEIRA PADILHA PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE PERGAMUM NA ESCOLA BÁSICA DR. PAULO FONTES Florianópolis

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) OUTUBRO/2010

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) OUTUBRO/2010 PROCEDIMENTOS DE INSTALAÇÃO DO SERVIDOR WINDOWS SERVER 2003 R2 COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) OUTUBRO/2010 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

Funcionalidades da ferramenta zabbix

Funcionalidades da ferramenta zabbix Funcionalidades da ferramenta zabbix Jordan S. Romano¹, Eduardo M. Monks¹ ¹Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS (FATEC PELOTAS) Rua Gonçalves Chaves,

Leia mais

Cisco UCS Mini: solução avançada com recursos corporativos

Cisco UCS Mini: solução avançada com recursos corporativos Resumo da solução Cisco UCS Mini: solução avançada com recursos corporativos Você deseja uma solução de computação unificada para a sua empresa de médio ou pequeno porte ou para o padrão avançado do seu

Leia mais

FileMaker Pro 12. Utilização de uma Conexão de Área de Trabalho Remota com o

FileMaker Pro 12. Utilização de uma Conexão de Área de Trabalho Remota com o FileMaker Pro 12 Utilização de uma Conexão de Área de Trabalho Remota com o FileMaker Pro 12 2007 2012 FileMaker Inc. Todos os direitos reservados. FileMaker Inc. 5201 Patrick Henry Drive Santa Clara,

Leia mais

NORMAS DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA

NORMAS DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA 2015 SUMÁRIO 1 - DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 3 2 - OBJETIVO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO... 3 3 - ACOMPANHAMENTO E ORGANIZAÇÃO DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO... 4 4 - EXEMPLO DE ÁREAS PARA REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO...

Leia mais

Net View & Panda ManagedOfficeProtection Mais que antivírus, solução em segurança.

Net View & Panda ManagedOfficeProtection Mais que antivírus, solução em segurança. Net View & Panda ManagedOfficeProtection Mais que antivírus, solução em segurança. Net View & Panda Managed Office Protection É fato, tanto pequenas e médias e grandes empresas enfrentam os mesmos riscos

Leia mais

Gerência de Redes. Profa. Márcia Salomão Homci mhomci@hotmail.com

Gerência de Redes. Profa. Márcia Salomão Homci mhomci@hotmail.com Gerência de Redes Profa. Márcia Salomão Homci mhomci@hotmail.com Plano de Aula Histórico Introdução Gerenciamento de Redes: O que é Gerenciamento de Redes? O que deve ser gerenciado Projeto de Gerenciamento

Leia mais

Parceiro Oficial de Soluções Zabbix no Brasil

Parceiro Oficial de Soluções Zabbix no Brasil Apresentação A Vantage TI conta uma estrutura completa para atender empresas de todos os segmentos e portes, nacionais e internacionais. Nossos profissionais dedicam-se ao desenvolvimento e criação de

Leia mais

ERP: Pacote Pronto versus Solução in house

ERP: Pacote Pronto versus Solução in house ERP: Pacote Pronto versus Solução in house Introdução Com a disseminação da utilidade e dos ganhos em se informatizar e integrar os diversos departamentos de uma empresa com o uso de um ERP, algumas empresas

Leia mais

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Outubro de 2007 Resumo Este white paper explica a função do Forefront Server

Leia mais

PROJETO NOVAS FRONTEIRAS

PROJETO NOVAS FRONTEIRAS PROJETO NOVAS FRONTEIRAS DECLARAÇÃO DE TRABALHO TREINAMENTO STATEMENT OF WORK Preparado por Nelson Azevedo Membro do Time Versão 1 Aprovado por Rodrigo Mendes Lemos Gerente do Projeto 28/11/2010 Propósito

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

Aula 01 Introdução ao Gerenciamento de Redes

Aula 01 Introdução ao Gerenciamento de Redes Aula 01 Introdução ao Gerenciamento de Redes Leonardo Lemes Fagundes leonardo@exatas.unisinos.br São Leopoldo, 15 de outubro de 2004 Roteiro Apresentação da disciplina Objetivos Conteúdo programático Metodologia

Leia mais

Documento de Instalação e Configuração do InfoGrid

Documento de Instalação e Configuração do InfoGrid Documento de Instalação e Configuração do InfoGrid Tecgraf/PUC Rio infogrid@tecgraf.puc rio.br 1.Introdução O objetivo deste documento é podermos registrar em um único local todas as informações necessárias

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup MANUAL DO USUÁRIO Software de Ferramenta de Backup Software Ferramenta de Backup Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este manual serve como referência para

Leia mais

MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA DE INVENTÁRIO CACIC GOVERNO FEDERAL SOFTWARE PÚBLICO

MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA DE INVENTÁRIO CACIC GOVERNO FEDERAL SOFTWARE PÚBLICO MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA DE INVENTÁRIO CACIC Configurador Automático e Coletor de Informações Computacionais GOVERNO FEDERAL SOFTWARE PÚBLICO software livre desenvolvido pela Dataprev Sistema de Administração

Leia mais

Uc-Redes Técnico em Informática André Luiz Silva de Moraes

Uc-Redes Técnico em Informática André Luiz Silva de Moraes Roteiro 2: Conceitos Básicos de Redes: parte 1 Neste roteiro são detalhados os equipamentos componentes em uma rede de computadores. Em uma rede existem diversos equipamentos que são responsáveis por fornecer

Leia mais

Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos

Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos Visão geral do Serviço Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos Os Serviços de gerenciamento de dispositivos distribuídos ajudam você a controlar ativos

Leia mais

Introdução a Informática - 1º semestre AULA 02 Prof. André Moraes

Introdução a Informática - 1º semestre AULA 02 Prof. André Moraes Introdução a Informática - 1º semestre AULA 02 Prof. André Moraes 3 MÁQUINAS VIRTUAIS Em nossa aula anterior, fizemos uma breve introdução com uso de máquinas virtuais para emularmos um computador novo

Leia mais

Software. Gerenciamento de Manutenção

Software. Gerenciamento de Manutenção Software Gerenciamento de Manutenção Importância de um Software de Manutenção Atualmente o departamento de manutenção das empresas, como todos outros departamentos, necessita prestar contas de sua atuação

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO DESCRIÇÃO DO SIGAI O SIGAI (Sistema Integrado de Gestão do Acesso à Informação) é uma solução de software que foi desenvolvida para automatizar os processos administrativos e operacionais visando a atender

Leia mais

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento HOME O QUE É TOUR MÓDULOS POR QUE SOMOS DIFERENTES METODOLOGIA CLIENTES DÚVIDAS PREÇOS FALE CONOSCO Suporte Sou Cliente Onde sua empresa quer chegar? Sistemas de gestão precisam ajudar sua empresa a atingir

Leia mais

Manual de Instalação ProJuris8

Manual de Instalação ProJuris8 Manual de Instalação ProJuris8 Sumário 1 - Requisitos para a Instalação... 3 2 - Instalação do Firebird.... 4 3 - Instalação do Aplicativo ProJuris 8.... 8 4 - Conexão com o banco de dados.... 12 5 - Ativação

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática. Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos

FTIN Formação Técnica em Informática. Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos FTIN Formação Técnica em Informática Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos Aula 01 SISTEMA OPERACIONAL PROPRIETÁRIO WINDOWS Competências do Módulo Instalação e configuração do

Leia mais

GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA

GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA GERENCIAMENTO DE PROJETOS PRONIM, IMPLANTAÇÃO SQL SERVER GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA Cliente GOVBR, UEM-MARINGA / Prefeitura Municipal de PEROLA Data 10/09/2015 Versão 1.0 Objeto:

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

DESCRITIVO TÉCNICO INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE REDES

DESCRITIVO TÉCNICO INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE REDES DESCRITIVO TÉCNICO INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE REDES 39 A, por resolução do seu Comitê Técnico, em acordo com o Estatuto e as Regras da Competição, adotou as exigências mínimas que seguem no tocante a esta

Leia mais

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning www.pwi.com.br 1 Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado,

Leia mais

ABIPTI / MBC Pesquisa, desenvolvimento e inovação tecnológica gerando vantagem competitiva Case EMBRACO - Empresa Brasileira de Compressores S.A.

ABIPTI / MBC Pesquisa, desenvolvimento e inovação tecnológica gerando vantagem competitiva Case EMBRACO - Empresa Brasileira de Compressores S.A. ABIPTI / MBC Pesquisa, desenvolvimento e inovação tecnológica gerando vantagem competitiva Case EMBRACO - Empresa Brasileira de Compressores S.A. São Leopoldo, julho de 2004 Embraco? 2 A Embraco no mundo

Leia mais

Declaração do Escopo do Projeto. SysTrack

Declaração do Escopo do Projeto. SysTrack Declaração do Escopo do Projeto SysTrack Nome do Projeto: SysTrack Versão do Documento: 1.0 Elaborado por: André Ricardo, André Luiz, Daniel Augusto, Diogo Henrique, João Ricardo e Roberto Depollo. Revisado

Leia mais

Agenda. História / Perfil da da Companhia empresa. Posicionamento Atual. Porquea a Embraco foi para a a China. Desafios/Conclusão

Agenda. História / Perfil da da Companhia empresa. Posicionamento Atual. Porquea a Embraco foi para a a China. Desafios/Conclusão O caminho da Embraco na China 1 Agenda História / Perfil da da Companhia empresa Posicionamento Atual Porquea a Embraco foi para a a China Desafios/Conclusão 2 Líder mundial na fabricação de compressores

Leia mais

Dataprev Aumenta a Eficiência na Entrega de Projetos em 40% com CA Clarity on Premise

Dataprev Aumenta a Eficiência na Entrega de Projetos em 40% com CA Clarity on Premise CUSTOMER SUCCESS STORY Dezembro 2013 Dataprev Aumenta a Eficiência na Entrega de Projetos em 40% com CA Clarity on Premise PERFIL DO CLIENTE Indústria: Setor público Companhia: Dataprev Empregados: 3.000+

Leia mais

SolarWinds Kiwi Syslog Server

SolarWinds Kiwi Syslog Server SolarWinds Kiwi Syslog Server Monitoramento de syslog fácil de usar e econômico O Kiwi Syslog Server oferece aos administradores de TI o software de gerenciamento mais econômico do setor. Fácil de instalar

Leia mais

Manual Garantia e Serviço de Atendimento ao Consumidor - SAC

Manual Garantia e Serviço de Atendimento ao Consumidor - SAC Manual Garantia e Serviço de Atendimento ao Consumidor - SAC DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 02 Revisores: Aprovado em: Novembro de 2014 Nota de copyright Copyright 2014 Teorema

Leia mais

Symantec Backup Exec 12.5 for Windows Servers. Guia de Instalação Rápida

Symantec Backup Exec 12.5 for Windows Servers. Guia de Instalação Rápida Symantec Backup Exec 12.5 for Windows Servers Guia de Instalação Rápida 13897290 Instalação do Backup Exec Este documento contém os seguintes tópicos: Requisitos do sistema Antes de instalar Sobre a conta

Leia mais

Prefeitura de Guarulhos desenvolve o Guarux, sistema livre com foco educacional, profissional e em aplicativos acessíveis

Prefeitura de Guarulhos desenvolve o Guarux, sistema livre com foco educacional, profissional e em aplicativos acessíveis Prefeitura de Guarulhos desenvolve o Guarux, sistema livre com foco educacional, profissional e em aplicativos acessíveis Perfil Guarulhos é um dos 39 municípios da Grande São Paulo, região economicamente

Leia mais

PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS

PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS Élysson Mendes Rezende Bacharelando em Sistemas de Informação Bolsista de Iniciação Científica

Leia mais

Este documento consiste em 48 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Janeiro de 2010.

Este documento consiste em 48 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Janeiro de 2010. Manual de Configuração Este documento consiste em 48 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Janeiro de 2010. Impresso no Brasil. Sujeito a alterações técnicas. A reprodução

Leia mais

Nexcode Systems, todos os direitos reservados. Documento versão 15.1.1 1

Nexcode Systems, todos os direitos reservados. Documento versão 15.1.1 1 Nexcode Systems, todos os direitos reservados. Documento versão 15.1.1 1 1 - INTRODUÇÃO NEXCODE NOTE, também conhecido como NEXNOTE, é um conjunto de soluções de software desenvolvidas sob a plataforma

Leia mais

Kerio Exchange Migration Tool

Kerio Exchange Migration Tool Kerio Exchange Migration Tool Versão: 7.3 2012 Kerio Technologies, Inc. Todos os direitos reservados. 1 Introdução Documento fornece orientações para a migração de contas de usuário e as pastas públicas

Leia mais

Manual do Usuário Cyber Square

Manual do Usuário Cyber Square Manual do Usuário Cyber Square Criado dia 27 de março de 2015 as 12:14 Página 1 de 48 Bem-vindo ao Cyber Square Parabéns! Você está utilizando o Cyber Square, o mais avançado sistema para gerenciamento

Leia mais

O B B J E E T T I V V O O S

O B B J E E T T I V V O O S OBJ E T I VOS Conhecer as características e possibilidades do SO Linux, como workstation simples ou elemento componente de uma rede; Analisar a viabilidade de implantação do sistema numa corporação. SU

Leia mais

Symantec Discovery. Controle seu software e hardware e monitore a conformidade com as licenças em toda a infra-estrutura de TI de várias plataformas

Symantec Discovery. Controle seu software e hardware e monitore a conformidade com as licenças em toda a infra-estrutura de TI de várias plataformas Symantec Discovery Controle seu software e hardware e monitore a conformidade com as licenças em toda a infra-estrutura de TI de várias plataformas VISÃO GERAL O Symantec Discovery ajuda a garantir a resiliência

Leia mais

Serviço de Desenho e Implementação de Volume Virtual de HP Storage

Serviço de Desenho e Implementação de Volume Virtual de HP Storage Serviço de Desenho e Implementação de Volume Virtual de HP Storage Serviços HP CarePack Dados técnicos A configuração correta de hardware de armazenamento é crucial para ajudar a melhorar a eficácia dos

Leia mais

Professor: Roberto Franciscatto. Curso: Engenharia de Alimentos 01/2010 Aula 3 Sistemas Operacionais

Professor: Roberto Franciscatto. Curso: Engenharia de Alimentos 01/2010 Aula 3 Sistemas Operacionais Professor: Roberto Franciscatto Curso: Engenharia de Alimentos 01/2010 Aula 3 Sistemas Operacionais Um conjunto de programas que se situa entre os softwares aplicativos e o hardware: Gerencia os recursos

Leia mais