polêmica Por que há tanta quando o assunto é crescimento? Pausa para reflexão.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "polêmica Por que há tanta quando o assunto é crescimento? Pausa para reflexão."

Transcrição

1 Pausa para reflexão. Por que há tanta polêmica quando o assunto é crescimento? Em parceria com a Abemd, o Callcenter.inf.br reuniu, em 30/1 na sede da entidade, um seleto grupo de executivos para discutir o crescimento do mercado de call center, colocando em xeque os índices que viraram padrão (o mercado cresce 30% ao ano mesmo?), o agressivo marketing empresarial e os esforços das empresas para crescer pelo número de posições de atendimento e não pela qualidade. As margens das empresas estão chegando em níveis insustentáveis. Hoje, para entrar no mercado só tendo um cliente âncora. Eu não entraria, pondera Hamilton Reis, diretor comercial da ACS. Aqui na entidade, temos visto muita gente quebrar a cara, iludida pelos números propalados no mercado, admite Alexandre Jau, presidente de Abemd e um dos idealizadores da Pesquisa Anual da ABT (Associação Brasileira de Telemarketing), reconhecida por todos a informação mais segura do mercado. José Luiz Sanches, da Red Line e vice-presidente da ABT, anuncia que a entidade está contratando uma instituição de renome para coordenar a VI Pesquisa. Todos os participantes, executivos de agências, fornecedores e usuários, estão predispostos a contribuir com a ABT em conteúdo para a nova pesquisa, e com as entidades de forma geral, adianta Maurício Zanco, presidente da Ask! O presidente da Abemd concorda com a necessidade de doutrinar o mercado em todos os aspectos, tanto em relação aos números divulgados quanto à concepção de qualidade, e cobra a prática de preços cabíveis para as agências desenvolverem um atendimento eficiente. A seguir, confira a íntegra do debate. Alexandre Jau - Sabemos que algumas empresas começavam a esticar números, que não eram verdadeiros. Foram empurradas pelo marketing com números que não representavam a realidade. Em paralelo, a ABT começou a mapear o mercado de telemarketing no Brasil. Eu fiz parte desse grupo. Nossa preocupação não era separar o terceirizado do in house. A radiografia, durante alguns anos, foi do telemarketing como um conceito geral. Não seguia o conceito científico. Ao longo dos anos, notamos que o telemarketing crescia, aparentemente, 30% ao ano. Em 99, questionamos se era próprio ou terceirizado. E aí tivemos uma grande surpresa: em torno de 4% das pessoas responderam que era terceirizado. Precisávamos entender as duas coisas separadamente, o in house e o terceirizado. Por uma postura de marketing, o terceirizado passou a falar que tinha 20, quando tinha 10, e acabamos não medindo o real mérito de quem quer ou não quer terceirizar. E isso provoca distorções. A realidade é que temos presenciado, aqui na PARTICIPANTES Alexandre Jau, presidente da Abemd e da TMKT-MRM Telemarketing Carlos Castro, gerente de produto da divisão Enterprise Siemens Eric Lieb, diretor de tecnologia para América Latina da Genesys Hamilton Reis, diretor Comercial da ACS Call Center Ione Almeida, marketing Nestlé José Luiz Sanches, diretor da Red Line e vice-presidente da ABT Luiz Binato, gerente geral BrasilCenter/Ribeirão Preto-SP Marcelo Reis, gerente de marketing Enterprise Siemens Maurício Zanco, presidente da Ask! Cia. Nacional de Call Center Nelson Libonatti, diretor comercial da Proxis Contact Center Oscar Teixeira, presidente do Sintelmark e da Auttel Telemarketing Vilnor Grube, diretor do Callcenter.inf e da revista ClienteS.A. Wellington Longo, diretor executivo da Proxis Contact Center

2 associação, que muita gente nasce e morre. Independente do marketing de cada empresa, acho que é uma falta de responsabilidade. Somos responsáveis por isso, pois estamos levando pessoas, empresas ou investidores a tomarem atitudes erradas. Nós percebemos, via sindicato, ABT Abemd que precisamos ter um entendimento um pouco melhor para evitar distorções. José Luiz Sanches: Quero informar que estamos contratando uma instituição de pesquisa para coordenar a VI Pesquisa anual. Nosso objetivo, agora, será dimensionar o mercado de call center, identificando itens como seu real tamanho e quanto é terceirizado. José Luiz Sanches - Em nome da ABT, quero informar que estamos contratando uma instituição de pesquisa para coordenar a VI Pesquisa anual. Nosso objetivo, agora, será dimensionar o mercado de call center, identificando itens como seu real tamanho e quanto é terceirizado. Adotando padrões científicos de pesquisa, vamos detectar padrões reais como o faturamento das empresas, para, através dele, identificar se o número de posições, por exemplo, é coerente. Será uma amostragem representativa. Se a gente olhar esse negócio de call center, os grandes tomadores de serviço, ou os grandes detentores de call center, são empresas grandes. E tecnicamente você consegue se aproximar desta dimensão. Almejamos números fidedignos, mais próximos da realidade. Maurício Zanco - Está claro para nós que as agências têm o dever de fortalecer seus organismos, a Abemd, a ABT, seja com recursos financeiros, seja na própria construção da pesquisa. Temos visto a preocupação com os números. A avaliação da empresa pelo faturamento depende, por exemplo, do modelo de gestão, e não reflete o preço médio das posições de atendimento. Ou se pega o faturamento e divide pelo preço médio ou se pega o preço médio e multiplica pela capacidade instalada. Em geral, as empresas têm lugar para sua capacidade instalada. Só que isso não pode ser desprezado porque, de certa forma, as agências que estão trabalhando no mercado têm acompanhado a evolução desse mercado para fazer o seu planejamento, e até para definir tamanho de estrutura.

3 As agências devem procurar ajudar a entender (o mercado), sem que haja um comprometimento em relação à estratégia competitiva, para saber o que está sendo terceirizado, que setores estão terceirizando ou não. Afinal, eles são os usuários. Isso vai ajudar a entender como está a visão dessas empresas e não atrapalha absolutamente em nada a estratégia competitiva. Eu gostaria de trazer essas sugestões. Maurício Zanco: O que é claro para nós é que as agências têm o dever de fortalecer seus organismos, a Abemd, a ABT, o sindicato. Vilnor Grube - Quando vocês planejaram sair da Sercomtel e investir no mercado, o que atraiu, quais informações e números serviram de base? Maurício Zanco - Na época, a Quadrata nos procurou para esse trabalho inicial. Nós tínhamos, na Sercomtel, uma área de novos negócios, orientada à busca de novos negócios. Entre eles estavam TV por assinatura, internet e call center; setores muito aquecidos. E os números indicavam que realmente o mercado seria impulsionado pela abertura das telecomunicações. Em nenhum momento o mercado esteve fora de nossas expectativas. Oscar Teixeira - Como representante do sindicato, nós atuamos no segmento de terceirização. Nós começamos como birô de telemarketing, depois agência de telemarketing, e hoje definimos muito claramente: somos empresas prestadoras de serviços que abrangem um leque de atuações. Há uma confusão de que telemarketing é televenda, modalidade essa que abrange o atendimento ao cliente, o help desk, e tudo é telemarketing. Desde a definição da atividade, passando pelo crescimento do mercado de telecomunicação, acho que ainda estamos num momento de transição na definição do tamanho do mercado. Por mais agências de pesquisa que se coloque, não vamos definir isso claramente. Se voltássemos a dois, três anos atrás, nós tínhamos em torno de 6 mil PAs. Transição porque as empresas de telecom contratavam terceiros para fazer essa atividade. Isso não aparecia em lugar nenhum. A Telesp é um exemplo. Existiam prestadores de serviço para o 102, 103, 104 e n serviços que não apareciam. Com a abertura das telecomunicações, as empresas de telecom começaram a deixar claro que aquele serviço vai ser terceirizado pelas empresas dela ou por alguma outra que encontrassem. Isso faz com que o mercado comece a ter uma noção um pouco mais clara do que é o segmento em que nós atuamos. Dentro desse escopo, tem empresas em que o investidor põe dinheiro pensando em retirar e fazer um grande negócio. E como o Jau falou, têm empresas que estão perdendo dinheiro. Oscar Teixeira Oscar Teixeira: Imagino, sim, que das 4, 5, 6 mil que existiam há dois anos, hoje se fale em 35 mil posições de atendimento. Imagino que daqui a um ano e meio, ou dois anos, esse mercado vai se ajustar. Na minha percepção, ele vai ficar em torno de umas 20, 25 mil PAs

4 A transição a que estou me referindo é que, dentro de um ano, no máximo em dois anos, as empresas de telecomunicações também vão se ajustar. Vão ter fusões, vendas, e esses serviços vão ficar bem mais definidos. A Sercomtel através da Ask!, a CTBC através da ACS, a Telefônica através da Atento, a Telemar através da Contax, a Embratel com a BrasilCenter. Só nessas empresas de telecom já vai se definir a grande fatia desse mercado, que no final serão os grandes tomadores de serviços do nosso segmento. Depois têm os bancos, as indústrias que tomam menos, pois têm grupos pequenos. Por exemplo, tem call center com 2 PAs para atender os clientes deles. Imagino, sim, que das 4, 5, 6 mil que existiam há dois anos, hoje se fale em 35 mil posições de atendimento. Imagino que daqui a um ano e meio, ou dois anos, esse mercado vai se ajustar. Na minha percepção, ele vai ficar em torno de umas 20, 25 mil PAs, incluindo as grandes tomadoras de serviço. Maurício Zanco - Acompanhando o segmento de telecom através da Sercomtel, em 2001 vimos que, entre fixo e celular, o fixo fechou em torno de 16 mil PAs e o celular fechou em torno de PAs. E tem estimativa de que isso deve chegar em torno de 37 mil PAs em Wellington Longo - Vi este mercado nascer e o acompanho há um bom tempo. Passei por empresas médias e grandes e hoje estou com um novo projeto, uma empresa que começa do zero e que não vai disputar volume mas sim especialização. Os números do mercado indiscutivelmente motivam as pessoas. Concordo que tem muita gente investindo e perdendo, mas em outros mercados isso também acontece. A responsabilidade de quem investe é ir fundo nos números. E a Proxis é um exemplo. Entrei no projeto em outubro mas ele existe há um ano. Fez-se um levantamento com uma consultoria que foi fundo no processo, algo imprescindível em qualquer negócio. Se não tomar os devidos cuidados, vai jogar dinheiro fora. Concordo que nós, prestadores de serviço, temos uma responsabilidade, porque, desde o início, houve pressão pela necessidade de crescer. É que com 100 PAs se ganharia em escala, e não adiantaria manter o negócio com 50 posições. Então ela tinha que ir para 300, 400 PAs para ganhar em escala. E motivado por isso passaram a anunciar números que não eram fidedignos. Ou pelos menos que faziam parte dos seus planejamentos. Teve gente que anunciou até o final do ano vou ter posições, mas não conseguiu concretizar. Wellington Longo: O mercado realmente cresceu. A taxa é outra história. Uma coisa é avaliar o potencial do mercado, outra é o que cresceu no ano em posições de atendimento. Alexandre Jau - Em início de ano a imprensa corre para dar informação sobre o mercado. Às vezes se vê situações em que o executivo alega que terminará o ano com 200 PAs e prevê fechar o próximo com 800 PAs. Wellington Longo - Não faz sentido. A responsabilidade das entidades aqui representadas é no sentido de dividir esse mercado. Essas estatísticas devem ser proporcionais à realidade. O contratante pressionou as empresas a crescerem! Nós tivemos fenômenos que motivaram o crescimento. A lei de Defesa do Consumidor e a privatização trouxeram muita gente para o mercado. O mercado realmente cresceu. A taxa é outra história. Uma coisa é avaliar o potencial do mercado, outra é o que cresceu no ano em posições de atendimento. Temos a responsabilidade de fazer uma divisão,

5 saber o que é auto-serviço. Precisamos tirar o que é auto-serviço e deixar a empresa do tamanho que ela é de verdade. É preciso tirar o que é auto-serviço da Atento, da Contax, da ACS para identificar as posições que elas disponibilizam para competir. Oscar Teixeira - Acho importante o processo das operadoras de telecom criarem suas prestadoras de serviço. No primeiro momento atrapalha mas depois ajuda. Há empresas que utilizavam serviços de uma empresa menor e foram para a ACS. A entrada de multinacionais e grandes grupos nacionais contribui para ampliar a terceirização. Quem não terceiriza começa a ver o atendimento fora de casa de uma forma diferente. Estes grandes grupos ajudam a desenvolver esse mercado. Está ficando mais claro que a terceirização é um processo irreversível, que vai crescer muito. O ideal seria separar o que é terceirizado e o que é interno. Por exemplo: o que é da Sercomtel e o que é oferecido ao mercado. Alexandre Jau - A Sercomtel tem quantas linhas telefônicas? Maurício Zanco - Fixas e celular são em torno de 200 mil. Alexandre Jau - Com 200 mil você tem 70 posições. Quem entende do assunto sabe que a escala de crescimento não é proporcional. Sabemos que as empresas de telecom herdaram problemas. O que contesto são as 25 mil PAs. Se vai a 35 mil, muito provavelmente não vai, Maurício. Para as operadoras de telecom, esse negócio interno é custo. A BrasilCenter vai crescer com a expansão, a ACS vai crescer quando o mercado abrir, a Sercomtel também. O mercado abre para elas mas a população continua a mesma. Nós não vamos crescer a uma taxa de 20% ao ano. O cenário é de disputa pelo cliente. Eu não vou ter 4 linhas telefônicas em casa, nem 8 linhas a mais no escritório. Essa numerologia e esse erro de dizer nós estamos crescendo. Como é que uma telecom vai crescer sua área de call center 30% ao ano? Tem algum erro nesse raciocínio. Porque se a Embratel crescer, quando abrir o mercado, 30% em São Paulo, a Telefônica perdeu 30%. Ela vai diminuir o call center dela. É um erro lógico. Maurício Zanco - Vamos olhar para vários cenários. Depois virá a evolução tecnológica, que traz uma contribuição fantástica em relação aos canais de contato com os consumidores, a evolução para o contact center, hoje muito aquém. O que avaliamos, no cenário econômico e em tudo o que acontece, é que houve uma freada grande em resultados. Os investimentos que foram feitos recentemente na economia brasileira precisam apresentar resultados. E o que vemos é demissão em massa, situações que revelam uma freada. As metas da Anatel foram antecipadas e agora as empresas vão passar por fusões, por aquisições. O foco em relacionamento com o consumidor, as estratégias de fidelidade, as mudanças em serviços, a presença cada vez mais marcante em tecnologias na economia, trazendo a necessidade de apoio. É um conjunto de fatores. Alexandre Jau - Todos sabemos que o processo de atendimento ao consumidor não cresce na mesma proporção. A disputa é pelo mercado existente. Se for verdade que existem 25 mil PAs, o que eu não acredito, e que vamos para 35 mil, vejo um futuro negro. Porque se está demonstrando que vai piorar a situação do atendimento, e não melhorar, pois todas empresas trabalham para melhorar o serviço e para diminuir a carga no atendimento. Isso é assim. Hamilton Reis Hamilton Reis: Se projetarmos o volume de vendas através do call center, podemos garantir com segurança que nos próximos quatro, cinco anos dobramos a nossa capacidade se houver esse direcionamento cultural.

6 Maurício Zanco - Há algumas coisas que têm relação direta. O auxílio à lista, como é feito hoje, representa um número significativo para o setor de atendimento. Esse tem acesso. O que vai passar é a versão do auxílio à lista; ou as empresas podem publicar a lista ou elas podem escolher o call center para prestar essa informação. Só que aí de forma gratuita. Só algumas coisas têm relação direta, o restante não. Alexandre Jau - Olha só a contradição dos números. Se pegar 25 mil PAs com atendimento 24 horas, e multiplicar por 4 ou por 2,5 operadores por PA, vamos ter entre 62,5 mil e 100 mil operadores. Se você multiplicar pela capacidade, duvido que uma empresa esteja operando com o operador sentado, olhando para a tela, aguardando... Existe fila de espera. Se ligarmos, agora, para qualquer lugar vamos entrar numa fila de espera. É natural. Ou o serviço de telefonia no Brasil está para lá de ruim. Maurício Zanco - Independente de tudo isso, contribuímos com a ABT muito mais, com o Vilnor, com pessoas que vivem o mercado tentando entender mais. Acho que temos muito a contribuir respondendo a questões como o que está acontecendo?, qual o formato de terceirização?, que indústrias usam?. Acho que devemos ajudar até na amostragem da pesquisa da ABT. Afinal, pode faltar a um instituto, mesmo renomado, conhecimento do negócio. Hamilton Reis - Vamos pegar o mercado de telecom. As posições de atendimento para reclamação diminuíram sensivelmente. O aumento foi pela quantidade de produto. Na CTBC, nós tínhamos, há três anos, 10 produtos, e hoje são 45 trabalhados pelo call center. Das 10 PAs de venda, hoje são 150 posições de televendas. Eram em torno de 6 mil clientes atendidos por teleconsultoria, hoje são mais de 80 mil clientes. As empresas diminuem os canais de reclamação mas abrem o contato com o mercado. A CTBC cresce em 30% as posições de atendimento este ano. Comparando nosso mercado com o dos Estados Unidos, tecnologicamente não devemos nada. Culturalmente, temos que evoluir um pouco. Se projetarmos o volume de vendas através do call center, podemos garantir com segurança que nos próximos quatro, cinco anos dobraremos a nossa capacidade se houver esse direcionamento cultural. No aspecto cultural, estamos uns três anos atrasados. 87% das nossas transações são voz, uma pequena parte é (7%), o resto (chat, web collaboration, fax) é muito pouco. Acreditando nessa evolução, nós estamos investindo forte este ano. Temos PAs e vamos inaugurar em março PAs em outro prédio. O desafio é buscar grandes clientes e muitos deles estão com os nossos concorrentes. O mercado está mais competitivo. As margens estão cada vez menores, chegando a patamares perigosos, e muitos não estão conseguindo sobreviver. Eu não entraria nesse negócio agora se não tivesse um cliente âncora. Nós operamos a CTBC 33% mais barato do que se fosse interna, o que é possível também com o aporte de tecnologia. O que vai começar a acontecer é uma seleção natural de fornecedores. Já não me preocupo muito com a captação. Torço para o concorrente dar certo com alguns clientes, porque nós

7 temos perdido cliente para o nosso principal concorrente, que é ele mesmo. Esse é um problema sério que começamos a enfrentar. Tem gente falando assim: esse negócio de terceirizar, não me atenderam bem. E isso, às vezes, é conseqüência das margens muito pequenas, que não permitem agregar muito para o cliente. Às vezes a empresa é ruim mesmo. É um ou outro desses dois fatores. Isso preocupa. Cheguei a dizer ao nosso presidente que nós temos de usar organismos como a ABT, a Abemd para esclarecer o mercado. Ione Almeida: Existe uma confusão de conceito entre telemarketing e call center. É aí que começa a dificuldade em dimensionar o mercado. Alexandre Jau - Nós temos que doutrinar melhor. Este encontro já é um exercício de doutrinação. Estamos aqui discutindo um ponto crucial. Você está coberto de razão, e esta associação tem um dever muito sério de doutrinar melhor este negócio. Wellington Longo - Ninguém cria uma empresa sem perspectiva. Agora, nós temos as nossas margens reduzidas. O contratante quer o menor custo com uma qualidade lá em cima. E nunca conseguiria fazer isso dentro da casa dele. É impossível. Mas quer fazer na nossa. Então hoje é quase impossível manter, para um cliente, uma operação de 400 PAs lucrativa. Porque o foco é sempre o custo. O foco não está na estratégia, no CRM. O CRM morreu! O CRM não existe para essa empresa que vai terceirizar. Ela não está preocupada com a qualidade do atendimento, com o índice de satisfação do cliente. Não está preocupada com isso não - é só o custo. É sempre a área financeira, o presidente que toma essa decisão. Na hora de decidir, simplesmente vai pela mais barata. E às vezes a mais barata é uma empresa que está com 500 posições vazias. É impossível manter essa operação com qualidade. E aí o mercado diz que a terceirização não funciona. Nós contratantes, nós prestadores de serviços temos de ter um limite, um bom senso. E a partir de um limite estabelecer que não prestamos serviço. A menos que você assine no contrato que a sua preocupação Eric Lieb não é qualidade, é redução de custo. E não vai falar no mercado que o meu problema é qualidade, que o meu operador não está motivado. Porque no mercado industrial, no mercado bancário, no segurador não é assim. O mercado, do outro lado, se une e não permite que isso aconteça. Se alguém hoje procurar uma PA para terceirizar por R$ 1.500,00, encontra. E é um absurdo, pois não paga nem o salário do operador e nem os impostos. Nós, sindicato e associação, temos obrigação de mostrar para o mercado, e temos obrigação de excluir da nossa associação as empresas que não atuam de forma ética, financeira e profissionalmente. Quem vende uma PA a R$ 1.500,00, prometendo o que não pode cumprir, não tem condições de estar numa associação. Oscar Teixeira - Recentemente houve um fórum bastante parecido com este, e a preocupação era mais ou menos a mesma. Foi sugerida a criação de um código de ética, do qual só fizesse parte efetivamente as empresas que estivessem dentro... Alexandre Jau - Nós estamos fazendo isso aqui na Abemd. Estamos criando uma certificação. Vai ter dois estágios: um é a certificação de propriedade, o que a empresa tem efetivamente dentro se ela cumpre determinados códigos. E a segunda certificação, mais profunda, vai ser de fato para mexer com

8 a qualidade. Existe nas agências a necessidade de entendimento. Têm multinacionais gigantescas que chegam ao ponto de pedir uma proposta e, quando você oferece um trabalho, eles chegam e dizem: Jau, vamos fazer o seguinte: vamos tirar esses operadores que você colocou no noturno para economizar. E os pedidos noturnos o vigia atende. Estamos falando de multinacionais. Para eles, o CRM não existe na prática. Devemos reconhecer, porém, que existem clientes preocupados com plano de carreira, com a sua forma de definir salários. Eric Lieb: Para nossa surpresa, as pesquisas que já vimos, não apenas sobre o Brasil mas sobre os países da América Latina, são totalmente furadas. Os números não batem com a realidade. Ione Almeida - Percebo que onde realmente o mercado está ineficiente tem a ver com a visão da indústria, a visão de quem tinha este atendimento. Porque existe uma confusão de conceito entre telemarketing e call center. É aí que começa a dificuldade em dimensionar o mercado. A partir de 97 virou moda terceirizar e não deu. Havia o crescimento do atendimento interno, sendo que agora esse crescimento está se estabilizando, se profissionalizando. Eu observo que o consumidor, independe de ser financeiro, cartão de crédito ou telefonia, está cada vez mais interessado em informações, merece um produto que é intangível. E a demanda cresceu muito. Hoje em dia eu vejo que ninguém tem esta preocupação de qualidade com custo. E este equilíbrio tem que ser encontrado. Nos Estados Unidos está se questionando muito o atendimento e ninguém está mais preocupado com a qualidade, que está deixando muito a desejar. O que vai contra toda a questão do CRM. Alexandre Jau - E os fornecedores? Até 99, todos vocês estavam experimentando um crescimento,

9 digamos assim, estável. Em 2000 a coisa começou a ficar difícil, por uma tendência natural do mercado. Eric Lieb - Temos até um outro desafio que é planejar. Para nossa surpresa, as pesquisas que já vimos, não apenas sobre o Brasil mas sobre os países da América Latina, são totalmente furadas. Os números não batem com a realidade. Você fala com dois, três potenciais clientes e vem a surpresa: poxa!, mas você não falou que ia crescer tanto por cento? Pois é, nós estávamos com este planejamento mas hoje temos esta realidade, eles respondem. Outro grande problema, entre meados e o final do ano passado, foi um desaquecimento de maneira generalizada, por vários fatores, econômicos ou não. Alexandre Jau - E o Brasil? Eric Lieb - Houve um desaquecimento, por exemplo, a nível macro de América Latina. E por outro lado países como o México (que é um país bastante desenvolvido em termos de telecomunicações, embora o seu índice de linhas seja inferior ao do Brasil) está investindo mais em tecnologia de call center, seja PABX, aplicações ou outsourcing. Quando sentamos, no final do ano, para planejar a América Latina, enxergamos o Brasil como uma particularidade. Nossas projeções são de crescimento médio de 15% nos negócios. Pelas informações que temos da área de telecom, a telefonia tanto fixa como móvel deve crescer menos. As fixas de cara já disseram que vão investir 50% a menos que no ano passado. Para o mercado de software, isso dá para manutenção. Alexandre Jau - Ele não precisa crescer porque tem um parque já montado. Eles têm sustentação. Carlos Castro: Há uma expectativa de crescimento na base instalada, agregando inovações tecnológicas como multimídia, interações por , até para as empresas baratearem seus custos. Eric Lieb - Estas projeções são decorrência da percepção de que o crescimento do faturamento em produto, assinantes etc., não vai ser o mesmo. Eles atenderam a demanda reprimida e as camadas de baixo poder aquisitivo estão tendo resultados duvidosos. O segundo fator é por enxergarem que o investimento feito há três anos agora tem de começar a dar resultados. Um terceiro fator é que todo projeto agora tem de ser muito bem justificado. O mercado de CRM também está estancando. Alguns fornecedores praticamente não venderam nada no ano passado. O motivo é que os projetos estão levando um ano, um ano e meio, e não resultaram em vendas. Até porque as empresas não estão se reorganizando internamente, continuam focadas em produto. Há três anos adquirimos uma pesquisa sobre toda a América Latina e os números eram completamente absurdos, como vimos na prática. Carlos Castro - Há uma expectativa de crescimento na base instalada, agregando inovações tecnológicas como multimídia, interações por , até para as empresas baratearem seus custos. Os dados mais respeitados que temos sobre o crescimento do mercado são da Abinee, a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica. Pegando o ano de 98, quando todos os fornecedores de DAC apresentaram seus dados, foram vendidas PAs. Em 99, foram PAs. E em 2000, foram Estes números são tanto in house quanto outsourcing. Em 2001, foram PAs, mas sem as informações da Avaya. Alexandre Jau

10 Alexandre Jau - Aqui tem base nova e tem upgrade. Para eles, fazer um upgrade é contado como uma PA, mas não é PA nova. Não são mais 63 mil PAs de 98 para cá. A informação é importante, mas é preciso estruturar melhor esses dados para chegar a números mais reais. Mas vocês estimam o volume de participação da Avaya? Carlos Castro - Historicamente é 40%. Oscar Teixeira - Os números da Abinee são importantes para a pesquisa da ABT. Porque grande parte dessas PAs não é para os prestadores de serviços. Com o conceito de call center disseminando, nos últimos anos, com o conceito de CRM, todo mundo quer ter o seu. O que contribui também para que este número aumente. Por isso talvez o Eric também tenha razão ao dizer que a tecnologia vai crescer menos este ano, 10%, 15%. Nos anos de 2002 e 2003, ele vai crescer mais que o mercado de tecnologia em disponibilidade de pontos. Os números de call center, mais um ano ou dois, irão ser contraditórios. Vai ser maior o percentual de crescimento, maior até do que o setor de tecnologia. O setor de tecnologia vai começar a oferecer altos serviços para os call centers. Não deu muito certo a comunicação por , via chat. Porém, até por uma necessidade de redução de custo, o alto atendimento via URA, via reconhecimento de voz tende a crescer. Com isto, reduz-se também as PAs. Você vai ter um servidor mas não vai ter PAs. E, para piorar a situação, com essa previsão o preço vai continuar ruim. E com toda essa oferta de PAs, que deverá crescer este ano e no ano que vem, vai ter sobra de PA no mercado e gente vendendo pela metade do preço para ganhar uma operação. Então, enquanto perspectiva de crescimento do ponto de vista de instalação, eu acho que vai ser grande. Do ponto de vista operacional não vai ser grande, vai ter divisão. Taxa de crescimento sim, até porque, pelo que a Ione falou, o uso do telefone celular no Brasil aumentou absurdamente, e o uso do fixo caiu de 8 para cada 100 habitantes para 28 para cada 100 habitantes. Então naturalmente vai ter um aumento do consumo. A minha previsão pessimista é para daqui a dois anos, quando o mercado se ajustar e souber o que está acontecendo. E quem continuou oferecendo PA pela metade do preço, se não fechar o orçamento num ano, ou no outro, só se for uma multinacional com dinheiro sobrando. Alexandre Jau: Nós estamos preocupados com a distinção entre empresas que terceirizam e empresas que não terceirizam. Luiz Binato - Neste final de semana nós falamos sobre crescimento. A expectativa, em função desses dados, é que a gente cresça cerca de 22%, 25%. Estava fazendo um levantamento e verifiquei que cresci, com os clientes internos, 19% o ano passado. Alexandre Jau - É importante eliminar o crescimento que vocês têm interno. Senão distorce a terceirização. Nós estamos preocupados com a distinção entre empresas que terceirizam e empresas que não terceirizam. Eu preciso separar isso da pesquisa para não distorcer o crescimento da terceirização efetiva. Eric Lieb - O fenômeno de redução nos investimentos está gerando, no mercado de fornecedores, um incremento na competitividade, pressionando preços. É o preço dado pelo valor da tecnologia, embora ela possa ter valor agregado etc., mas é de novo aquele fenômeno: quando chega na mesa de compras

11 ou no comprador, ele tem duas propostas que foram pontuadas tecnicamente. E é natural ele estar olhando só o número dentro da ordem. O fator tecnológico e o incremento de produtividade não são muito considerados. O fator custos é o que temos sentido no mercado, mais nos países do sul da América Latina, principalmente Brasil e Argentina. Alexandre Jau - No Brasil, percebemos que não só o nosso, mas em todos os negócios, a visão imediatista é muito forte. Eric Lieb - Essa visão de que os fornecedores estão baixando o custo da solução, o custo da tecnologia, causa um outro fator paralelo: a visão de que a tecnologia só serve se ela está sendo utilizada. A aplicação gera o benefício para a empresa que está comprando. Existe aquele que compra a tecnologia e depois não sabe o que fazer com ela. Wellington Longo - Os fornecedores têm uma responsabilidade muito grande em relação a isso. Com certeza, eles prometem aquilo que não vão entregar, ou aquilo que o cliente não precisa. E os investimentos são altíssimos. A gente que compra tecnologia sabe que uma coisa é você usar, outra é comprar. Alexandre Jau - Fechando o nosso encontro, creio que chegamos a algumas conclusões. O volume de crescimento real é muito menor do que se diz, o número de PAs produtivas é menor do que se diz, existe uma diferença entre PA instalada e PA utilizada. Os dados que o Carlos forneceu são importantes mas é preciso fazer um contato com a Abinee para, com o apoio da associação, melhorar estes dados e ordená-los de alguma forma. Wellington Longo - Se falou muito tempo no mercado um número em torno de 130 mil PAs. Vilnor Grube - Este número é projeção em cima da pesquisa da ABT. Alexandre Jau - Essa atitude que o Vilnor e a própria Abemd teve, de chamar, de pôr o dedo na ferida, deve ser encarada como uma vontade muita clara de moralizar um pouco mais nosso mercado. Falamos aqui de valores, da necessidade de um pouco mais de regras. Agora o nosso segmento, como qualquer outro segmento econômico no Brasil, tem pequenos, médios e grandes. Têm os sérios e os não sérios. Oscar Teixeira - Tenho certeza também que o mercado está se centrando, e que este grupo de empresas que está aqui vai realmente fazer diferença nesse mercado.

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 1 Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 Entrevistador- Como o senhor vê a economia mundial e qual o posicionamento do Brasil, após quase um ano da quebra do

Leia mais

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Alexandre da Silva França. Eu nasci em 17 do sete de 1958, no Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu sou tecnólogo em processamento de dados. PRIMEIRO DIA

Leia mais

COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO

COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO Por que ler este livro? Você já escutou histórias de pessoas que ganharam muito dinheiro investindo, seja em imóveis ou na Bolsa de Valores? Após ter escutado todas essas

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 49 Discurso no encontro com grupo

Leia mais

Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis

Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis usados, além do crescimento de renda da população e

Leia mais

Então, é difícil para a gente afirmar um número ainda, mas vai estar nesse intervalo entre estabilidade e alguma coisa perto de 2% ou 3%.

Então, é difícil para a gente afirmar um número ainda, mas vai estar nesse intervalo entre estabilidade e alguma coisa perto de 2% ou 3%. Q&A de Teleconferência Resultado 3T08 ALL América Latina Logística 13 de novembro de 2008 Na redução de guidance de vocês, essa expressão interessante, um crescimento marginal de yield. Em um crescimento

Leia mais

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Palestrante: Pedro Quintanilha Freelapro Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Quem sou eu? Eu me tornei um freelancer

Leia mais

Os desafios do Bradesco nas redes sociais

Os desafios do Bradesco nas redes sociais Os desafios do Bradesco nas redes sociais Atual gerente de redes sociais do Bradesco, Marcelo Salgado, de 31 anos, começou sua carreira no banco como operador de telemarketing em 2000. Ele foi um dos responsáveis

Leia mais

é de queda do juro real. Paulatinamente, vamos passar a algo parecido com o que outros países gastam.

é de queda do juro real. Paulatinamente, vamos passar a algo parecido com o que outros países gastam. Conjuntura Econômica Brasileira Palestrante: José Márcio Camargo Professor e Doutor em Economia Presidente de Mesa: José Antonio Teixeira presidente da FENEP Tentarei dividir minha palestra em duas partes:

Leia mais

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em conjunto com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, com perguntas respondidas pelo presidente Lula Manaus-AM,

Leia mais

CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS. Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa. Ricardo Pereira

CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS. Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa. Ricardo Pereira CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa Ricardo Pereira Antes de começar por Ricardo Pereira Trabalhando na Templum Consultoria eu tive a rara oportunidade

Leia mais

Implantação de ERP com sucesso

Implantação de ERP com sucesso Implantação de ERP com sucesso Implantação de ERP com sucesso, atualmente ainda é como um jogo de xadrez, você pode estar pensando que está ganhando na implantação, mas de repente: Check Mate. Algumas

Leia mais

Teste sua empregabilidade

Teste sua empregabilidade Teste sua empregabilidade 1) Você tem noção absoluta do seu diferencial de competência para facilitar sua contratação por uma empresa? a) Não, definitivamente me vejo como um título de cargo (contador,

Leia mais

MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO: QUANTO SOBRA PARA SUA EMPRESA?

MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO: QUANTO SOBRA PARA SUA EMPRESA? MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO: QUANTO SOBRA PARA SUA EMPRESA? Que nome estranho! O que é isso? Essa expressão, Margem de Contribuição, pode soar estranha aos ouvidos, mas entender o que significa ajudará muito

Leia mais

EMBRATEL ENTREVISTA: Pietro Delai IDC Brasil DATA CENTER VIRTUAL - DCV

EMBRATEL ENTREVISTA: Pietro Delai IDC Brasil DATA CENTER VIRTUAL - DCV EMBRATEL ENTREVISTA: Pietro Delai IDC Brasil DATA CENTER VIRTUAL - DCV DATA CENTER VIRTUAL - DCV Em entrevista, Pietro Delai, Gerente de Pesquisa e Consultoria da IDC Brasil relata os principais avanços

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

1 USE SUA RAZÃO E DEIXE AS EMOÇÕES POR ÚLTIMO

1 USE SUA RAZÃO E DEIXE AS EMOÇÕES POR ÚLTIMO BEM VINDO AO GUIA DE 10 PASSOS DE COMO MELHORAR MUITO A SUA VIDA FINANCEIRA! APROVEITE! 1 USE SUA RAZÃO E DEIXE AS EMOÇÕES POR ÚLTIMO Quando se trata do nosso dinheiro, a emoção sempre tende a ser um problema.

Leia mais

Sorte é quando a oportunidade encontra alguém preparado, VOCÊ FAZ A SUA SORTE SE PREPARANDO E GARIMPANDO OPORTUNIDADES.

Sorte é quando a oportunidade encontra alguém preparado, VOCÊ FAZ A SUA SORTE SE PREPARANDO E GARIMPANDO OPORTUNIDADES. Nota de esclarecimento: Não sou contra quem presta serviços de coaching/mentoring. Você deve sim investir para obter conhecimentos, o que sou contra é essa onda de ( autonomeados ) gurus e peritos em fazer

Leia mais

Pedro Mizutani acredita que setor sucroenergético deve sentir uma recuperação mais acelerada da crise

Pedro Mizutani acredita que setor sucroenergético deve sentir uma recuperação mais acelerada da crise Pedro Mizutani acredita que setor sucroenergético deve sentir uma recuperação mais acelerada da crise A crise econômica afeta o setor sucroenergético principalmente, dificultando e encarecendo o crédito

Leia mais

GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce

GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce Você é do tipo que quer arrancar os cabelos toda vez que um concorrente diminui o preço? Então você precisa ler este guia rápido agora mesmo. Aqui

Leia mais

DEPARTAMENTO DE HELP DESK DA DIXIE TOGA MELHORA METAS COM PRÁTICAS DE ITIL

DEPARTAMENTO DE HELP DESK DA DIXIE TOGA MELHORA METAS COM PRÁTICAS DE ITIL agosto/2012 Case de Sucesso DEPARTAMENTO DE HELP DESK DA DIXIE TOGA MELHORA METAS COM PRÁTICAS DE ITIL Para publicar um case no Portal IT4CIO, entre em contato pelo e-mail comunicacao@it4cio.com. PERFIL

Leia mais

Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça?

Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça? Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça? Caro amigo (a) Se sua empresa está sofrendo com a falta de clientes dispostos a comprar os

Leia mais

A Lição de Lynch. O mago dos investimentos conta como ganhar nas bolsas depois de Buffet e Soros

A Lição de Lynch. O mago dos investimentos conta como ganhar nas bolsas depois de Buffet e Soros A Lição de Lynch O mago dos investimentos conta como ganhar nas bolsas depois de Buffet e Soros Por Laura Somoggi, de Marblehead (EUA) É muito provável que o nome Peter Lynch não lhe seja familiar. Ele

Leia mais

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento.

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. museudapessoa.net P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. R Eu nasci em Piúma, em primeiro lugar meu nome é Ivo, nasci

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

A ZONA DE CONFORTO DOS ADVOGADOS: PORQUE OS ESCRITÓRIOS ABANDONAM O SUCESSO.

A ZONA DE CONFORTO DOS ADVOGADOS: PORQUE OS ESCRITÓRIOS ABANDONAM O SUCESSO. A ZONA DE CONFORTO DOS ADVOGADOS: PORQUE OS ESCRITÓRIOS ABANDONAM O SUCESSO. Caro Advogado, Gostaria de começar este artigo com a pergunta mais misteriosa do mundo jurídico: por que alguns escritórios

Leia mais

Preciso anunciar mais...

Preciso anunciar mais... Na maioria dos projetos que participamos, temos certeza de que quando o empreendedor inicia um trabalho de CRM, ele busca sempre é por uma vantagem competitiva: uma equipe de vendas mais eficiente, processos

Leia mais

Estar presente quando seu cliente está buscando seus serviços e produtos é fundamental.

Estar presente quando seu cliente está buscando seus serviços e produtos é fundamental. Estar presente quando seu cliente está buscando seus serviços e produtos é fundamental. Atualmente o meio mais imediato e eficaz, desde que bem configurado e com acompanhamento constante, são as campanhas

Leia mais

21 sacadas para levar o seu negócio para o próximo nível

21 sacadas para levar o seu negócio para o próximo nível Para quem é este livro? Este livro é para todas aquelas pessoas que fazem o que amam em seu trabalho mas não estão tendo o retorno que gostariam. Este mini guia com 21 sacadas é um resumo dos atendimentos

Leia mais

ACOMPANHAMENTO GERENCIAL SANKHYA

ACOMPANHAMENTO GERENCIAL SANKHYA MANUAL DE VISITA DE ACOMPANHAMENTO GERENCIAL SANKHYA Material exclusivo para uso interno. O QUE LEVA UMA EMPRESA OU GERENTE A INVESTIR EM UM ERP? Implantar um ERP exige tempo, dinheiro e envolve diversos

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

Conheça a trajetória da empresa no Brasil através desta entrevista com o Vice- Presidente, Li Xiaotao.

Conheça a trajetória da empresa no Brasil através desta entrevista com o Vice- Presidente, Li Xiaotao. QUEM É A HUAWEI A Huawei atua no Brasil, desde 1999, através de parcerias estabelecidas com as principais operadoras de telefonia móvel e fixa no país e é líder no mercado de banda larga fixa e móvel.

Leia mais

É POSSIVEL GERAR VENDAS COM EMAIL MARKETING?

É POSSIVEL GERAR VENDAS COM EMAIL MARKETING? 1 2 É POSSIVEL GERAR VENDAS COM EMAIL MARKETING? Por que algumas empresas vendem milhões utilizando estratégias de e-mail marketing, enquanto outras não conseguem alcançar suas metas em vendas? É sobre

Leia mais

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA Carolina e, acompanhados de, estão na biblioteca, no mesmo lugar em que o segundo episódio se encerrou.os jovens estão atrás do balcão da biblioteca,

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Como fazer contato com pessoas importantes para sua carreira?

Como fazer contato com pessoas importantes para sua carreira? Como fazer contato com pessoas importantes para sua carreira? - Tem alguém com quem você gostaria de fazer contato? - Porque você não o fez até agora? - Por que é importante aprender a fazer esses contatos?

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 11 Pronunciamento sobre a questão

Leia mais

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais!

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Por Rafael Piva Guia 33 Prático Passos para criar Ideias de Negócio Vencedores! Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Que bom que você já deu um dos

Leia mais

, como desenvolver o seu primeiro infoproduto

, como desenvolver o seu primeiro infoproduto Olá! Seja bem-vindo a essa série de três vídeos, onde eu quero mostrar exatamente como criar, como desenvolver e como fazer um marketing do seu próprio produto digital, criando um negócio altamente lucrativo

Leia mais

Os 6 Passos Para Você Vender Consultoria em Vendas Online Através de Palestras Online

Os 6 Passos Para Você Vender Consultoria em Vendas Online Através de Palestras Online Os 6 Passos Para Você Vender Consultoria em Vendas Online Através de Palestras Online Palestra online é uma das maneiras mais simples, rápida e eficiente de vender serviço 01 - Recebem elogios mas não

Leia mais

Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar

Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar Os fundos de previdência privada, sejam fechados ou abertos, têm características próprias e vantagens tributárias em relação aos investimentos

Leia mais

análise da sequência de

análise da sequência de Laila Vanetti - Setembro de 2014 Laila Vanetti - Setembro de 2014 último encontro análise da sequência de vendas de Conrado adolpho 1º E-mail Conrado adolpho Assunto: O que fizemos aqui na Webliv... Oi,

Leia mais

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria Agentes Financiadores Notícias e atualidades sobre Agentes Financiadores nacionais e internacionais página inicial A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores

Leia mais

Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI)

Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI) Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI) II 1 Indicadores Desqualificação Não poder fazer nada do que preciso, quero fazer as coisas e não posso ; eu senti-me velho com 80 anos. Aí é que eu já

Leia mais

PESQUISA CENÁRIO 2010-2015: DESAFIOS ESTRATÉGICOS E PRIORIDADES DE GESTÃO

PESQUISA CENÁRIO 2010-2015: DESAFIOS ESTRATÉGICOS E PRIORIDADES DE GESTÃO PESQUISA CENÁRIO 2010-2015: DESAFIOS ESTRATÉGICOS E PRIORIDADES DE GESTÃO PESQUISA RESPONDENTES 1065 executivos (as) PERÍODO De 02 a 17 (Novembro de 2009) CEOs Diretores UNs Diretores Funcionais QUESTIONÁRIO

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados do 4T12 Contax (CTAX4 BZ) 26 de fevereiro de 2013. Tales Freire, Bradesco:

Transcrição da Teleconferência Resultados do 4T12 Contax (CTAX4 BZ) 26 de fevereiro de 2013. Tales Freire, Bradesco: Tales Freire, Bradesco: Bom dia a todos. Eu sei que a Companhia é bastante criteriosa para definir algum tipo de despesa como não recorrente, mas observando o resultado, vimos que outras despesas operacionais

Leia mais

30/04/2009. Entrevista do Presidente da República

30/04/2009. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, à imprensa estrangeira especializada (Around the Rings, Inside The Games, EFE, AP, Kyodo News, Reuters), após reunião

Leia mais

PARA QUE SERVE O CRM?

PARA QUE SERVE O CRM? Neste mês, nós aqui da Wiki fomos convidados para dar uma entrevista para uma publicação de grande referência no setor de varejo, então resolvemos transcrever parte da entrevista e apresentar as 09 coisas

Leia mais

PACIÊNCIA ZERO. Do atendimento ao cliente chato. De Wellington Rianc Della Sylva

PACIÊNCIA ZERO. Do atendimento ao cliente chato. De Wellington Rianc Della Sylva PACIÊNCIA ZERO Do atendimento ao cliente chato De Wellington Rianc Della Sylva 2013 SINOPSE Você que trabalha ou já trabalhou com atendimento ao usuário por telefone vai dizer que é verdade. Tem usuário

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

Rodobens é destaque no website Infomoney

Rodobens é destaque no website Infomoney Rodobens é destaque no website Infomoney Por: Conrado Mazzoni Cruz 19/04/07-09h55 InfoMoney SÃO PAULO - Atualmente, falar sobre o mercado imobiliário brasileiro é entrar na discussão sobre um possível

Leia mais

12 Dicas Para Montar Um Negócio De Sucesso

12 Dicas Para Montar Um Negócio De Sucesso Novo Negócio 12 Dicas Para Montar Um Negócio De Sucesso Vinícius Gonçalves Equipe Novo Negócio Espero sinceramente que você leia este PDF até o final, pois aqui tem informações muito importantes e que

Leia mais

05/12/2006. Discurso do Presidente da República

05/12/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, no encerramento da 20ª Reunião Ordinária do Pleno Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social Palácio do Planalto, 05 de dezembro de 2006 Eu acho que não cabe discurso aqui,

Leia mais

Custos de Telecomunicações - Uma Gestão Administrativa

Custos de Telecomunicações - Uma Gestão Administrativa Custos de Telecomunicações - Uma Gestão Administrativa Este tutorial se propõe a mostrar a importância de uma gestão administrativa acoplada a área de telecomunicações para uma gestão de custos eficiente.

Leia mais

Sempre estou tranquilo nesta Casa, mas aqui temos posição política. Eu fico admirado de ver

Sempre estou tranquilo nesta Casa, mas aqui temos posição política. Eu fico admirado de ver SESSÃO: 255-S0 DATA: 27/08/15 FL: 1 DE 5 O SR. TONINHO VESPOLI (PSOL) - Boa tarde novamente a todos e a todas. Sempre estou tranquilo nesta Casa, mas aqui temos posição política. Eu fico admirado de ver

Leia mais

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores?

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Noemi: É a velha história, uma andorinha não faz verão,

Leia mais

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os melhores resultados. 2 ÍNDICE SOBRE O SIENGE INTRODUÇÃO 01

Leia mais

Amigo varejista, Boa leitura e aproveite para promover melhorias em sua loja! Conheça o Instituto Redecard:

Amigo varejista, Boa leitura e aproveite para promover melhorias em sua loja! Conheça o Instituto Redecard: Mercearia Amigo varejista, A partir deste mês outubro - o Tribanco traz novidades no Projeto Capitão Varejo, pois conta agora com a parceria do Instituto Redecard. Juntos, irão levar até você mais informação

Leia mais

Os fundos de pensão precisam de mais...fundos

Os fundos de pensão precisam de mais...fundos Página 1 de 3 Aposentadoria 20/08/2012 05:55 Os fundos de pensão precisam de mais...fundos Os planos de previdência de empresas e bancos não têm conseguido cumprir suas metas, incompatíveis com um cenário

Leia mais

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II Capítulo II Mark Ford 11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo Dois Como uma nota de $10 me deixou mais rico do que todos os meus amigos Das centenas de estratégias de construção de riqueza que

Leia mais

Controle Financeiro. 7 dicas poderosas para um controle financeiro eficaz. Emerson Machado Salvalagio. www.guiadomicroempreendedor.com.

Controle Financeiro. 7 dicas poderosas para um controle financeiro eficaz. Emerson Machado Salvalagio. www.guiadomicroempreendedor.com. Controle Financeiro 7 dicas poderosas para um controle financeiro eficaz Emerson Machado Salvalagio Quando abrimos uma empresa e montamos nosso próprio negócio ou quando nos formalizamos, após algum tempo

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

Cliocar Acessórios: A construção de um negócio. A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso.

Cliocar Acessórios: A construção de um negócio. A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso. Cliocar Acessórios: A construção de um negócio A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso. 2 Conteúdo Resumo executivo... 2 Conhecendo o mercado... 2 Loja

Leia mais

O que fazer em meio às turbulências

O que fazer em meio às turbulências O que fazer em meio às turbulências VERSÍCULO BÍBLICO Façam todo o possível para viver em paz com todos. Romanos 12:18 OBJETIVOS O QUÊ? (GG): As crianças assistirão a um programa de auditório chamado Geração

Leia mais

Mais que um Negócio, a Profissão dos seus Sonhos

Mais que um Negócio, a Profissão dos seus Sonhos Mais que um Negócio, a Profissão dos seus Sonhos Erros e Dicas para Vender seus Serviços MElina Kunifas 2010 WWW. M E L I N A K U N I F A S. C O M Caro leitor, este livreto tem o propósito de educar e

Leia mais

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação Jairo Martins da Silva FOTOs: divulgação E N T R E V I S T A Disseminando qualidade e cultura Superintendente-geral da Fundação Nacional da Qualidade, Jairo Martins da Silva fala sobre o desafio da qualidade

Leia mais

Marketing não Sobrevive sem Endomarketing

Marketing não Sobrevive sem Endomarketing Marketing não Sobrevive sem Endomarketing Um ótimo serviço pode se tornar ruim se os funcionários não confiam em si mesmos. Uma endoentrevista sobre endomarketing. Troquemos de lugar! O título é, sem dúvida,

Leia mais

Connections with Leading Thinkers

Connections with Leading Thinkers Instituto de Alta Performance Connections with Leading Thinkers O empreendedor Gustavo Caetano discute oportunidades e desafios para start-ups inovadoras no Brasil. Gustavo Caetano é presidente da Samba

Leia mais

Capítulo 18 - Distribuição

Capítulo 18 - Distribuição Capítulo 18 - Distribuição A escolha dos canais de distribuição é provavelmente a decisão mais complexa em marketing internacional. Em alguns mercados, o que prevalece é a concentração de grandes hipermercados

Leia mais

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política No Brasil, há poucas experiências conhecidas de uso de ferramentas de monitoramento de mídias sociais em campanhas políticas. Uma delas

Leia mais

Planejamento Financeiro

Planejamento Financeiro Planejamento Financeiro I Curso Planejamento e Educação Financeira Uma parceria Órama e Dinheirama. Planejamento Financeiro Por Sandra Blanco Consultora de Investimentos da Órama, mais de anos de mercado,

Leia mais

COMO FAZER A TRANSIÇÃO

COMO FAZER A TRANSIÇÃO ISO 9001:2015 COMO FAZER A TRANSIÇÃO Um guia para empresas certificadas Antes de começar A ISO 9001 mudou! A versão brasileira da norma foi publicada no dia 30/09/2015 e a partir desse dia, as empresas

Leia mais

Prof. Dr. José Dornelas www.josedornelas.com. Manual do Professor

Prof. Dr. José Dornelas www.josedornelas.com. Manual do Professor Prof. Dr. José Dornelas www.josedornelas.com Manual do Professor Manual do professor Este manual deve ser usado em conjunto com o vídeo do autor disponível no site da editora: www.campus.com.br Maiores

Leia mais

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012 NOS@EUROPE O Desafio da Recuperação Económica e Financeira Prova de Texto Nome da Equipa GMR2012 Alexandre Sousa Diogo Vicente José Silva Diana Almeida Dezembro de 2011 1 A crise vista pelos nossos avós

Leia mais

LOURENÇO LOURINHO PRACIANO 1

LOURENÇO LOURINHO PRACIANO 1 LOURENÇO LOURINHO PRACIANO 1 TESOUREIRO 41 ANOS DE TRABALHO Empresa Horizonte Nascido em Itapipoca, Ceará Idade: 76 anos Esposa: Maria Pinto de Oliveira Praciano Filhos: Lucineide Eu entrei na Empresa

Leia mais

Um novo. modismo gerencial?

Um novo. modismo gerencial? Um novo modismo gerencial? por Cesar Gomes de Mello A imprensa vem divulgando várias notícias sobre empresas e projetos de quarteirização. Afinal, o que é isto? Um novo modismo que aparece no mundo dos

Leia mais

Qual o Sentido do Natal?

Qual o Sentido do Natal? Qual o Sentido do Natal? Por Sulamita Ricardo Personagens: José- Maria- Rei1- Rei2- Rei3- Pastor 1- Pastor 2- Pastor 3-1ª Cena Uma música de natal toca Os personagens entram. Primeiro entram José e Maria

Leia mais

O sucesso de hoje não garante o sucesso de amanhã

O sucesso de hoje não garante o sucesso de amanhã Com certeza, esse final de século XX e começo de século XXI mudarão nossas vidas mais do que elas mudaram há 30-40 anos atrás. É muito difícil avaliar como será essa mudança, mas é certo que ela virá e

Leia mais

ERP. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning -Sistema de Gestão Empresarial -Surgimento por volta dos anos 90 -Existência de uma base de dados

Leia mais

PASSOS PARA INVESTIR ATRAVÉS DE ROBÔS COM APENAS R$ 1.000 ALEXANDRE WANDERER

PASSOS PARA INVESTIR ATRAVÉS DE ROBÔS COM APENAS R$ 1.000 ALEXANDRE WANDERER PASSOS PARA INVESTIR ATRAVÉS DE ROBÔS COM APENAS R$ 1.000 ALEXANDRE WANDERER A máquina pode substituir 100 pessoas comuns. Mas, nenhuma máquina pode substituir uma pessoa criativa. Elbert Hubbard Sobre

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Discurso na cerimónia de entrega

Leia mais

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo.

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo. 1 MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo Maio/ 2014 Metodologia 2 Metodologia 3 Técnica Pesquisa quantitativa,

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA DA QUALIDADE Profa. Adriana Roseli Wünsch Takahashi

GESTÃO ESTRATÉGICA DA QUALIDADE Profa. Adriana Roseli Wünsch Takahashi UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DA QUALIDADE GESTÃO ESTRATÉGICA DA QUALIDADE Profa. Adriana Roseli Wünsch Takahashi MARÇO/2010

Leia mais

Perguntas frequentes

Perguntas frequentes Perguntas frequentes 1. MEUS PEDIDOS Consigo rastrear o minha Compra? Sim. As informações mais atualizadas sobre sua Compra e a situação de entrega de sua Compra podem ser adquiridas a qualquer momento

Leia mais

PROTEÇÃO ITAÚ MICROCRÉDITO

PROTEÇÃO ITAÚ MICROCRÉDITO PROTEÇÃO ITAÚ MICROCRÉDITO Prêmio Antonio Carlos de Almeida Braga Inovação em seguros edição 2012 CONTEÚDO 1 Introdução... 2 2 Objetivo... 3 3 Desenvolvimento do trabalho... 4 Parceria entre as duas áreas

Leia mais

RELATÓRIO DA ENQUETE SOBRE INTERNET MÓVEL

RELATÓRIO DA ENQUETE SOBRE INTERNET MÓVEL RELATÓRIO DA ENQUETE SOBRE INTERNET MÓVEL Você tem plano de internet contratado para o seu celular? 27% 73% Sim 373 73% Não 141 27% Você sabe qual é a sua franquia de dados (MB ou GB)? 36,11 % 63,88% Sim

Leia mais

Guia de Recursos e Funcionalidades

Guia de Recursos e Funcionalidades Guia de Recursos e Funcionalidades Sobre o Treasy O Treasy é uma solução completa para Planejamento e Controladoria, com o melhor custo x benefício do mercado. Confira alguns dos recursos disponíveis para

Leia mais

Aprenda a Tirar Vantagem da 2º Maior Ferramenta de Buscas do Mundo!

Aprenda a Tirar Vantagem da 2º Maior Ferramenta de Buscas do Mundo! Aprenda a Tirar Vantagem da 2º Maior Ferramenta de Buscas do Mundo! Usar o Youtube profissionalmente é o upgrade que o seu negócio precisa para alavancar e obter muito mais vendas, contatos e visitas!

Leia mais

Mas do ponto de vista do grosso, o grande percentual de discussões acumuladas e passadas que tínhamos, já está absolutamente eliminado.

Mas do ponto de vista do grosso, o grande percentual de discussões acumuladas e passadas que tínhamos, já está absolutamente eliminado. Carlos Macedo, Goldman Sachs: Bom dia. Obrigado pela oportunidade. Duas perguntas, a primeira se refere à sinistralidade em seguro de saúde. Na página sete do release, vocês falam de uma despesa extraordinária

Leia mais

Roteiro VcPodMais#005

Roteiro VcPodMais#005 Roteiro VcPodMais#005 Conseguiram colocar a concentração total no momento presente, ou naquilo que estava fazendo no momento? Para quem não ouviu o programa anterior, sugiro que o faça. Hoje vamos continuar

Leia mais

O replay desse evento estará disponível logo após seu encerramento por um período de sete dias.

O replay desse evento estará disponível logo após seu encerramento por um período de sete dias. Operadora: Transcrição da Teleconferência Bom dia e obrigada por aguardarem. Sejam bem vindos à teleconferência da Tegma Gestão Logística S.A., para discussão dos resultados referentes ao 3T10. Estão presentes

Leia mais

UNIVERSIDADE JÁ GASTA MAIS DO QUE O MEC QUER DAR

UNIVERSIDADE JÁ GASTA MAIS DO QUE O MEC QUER DAR UNIVERSIDADE JÁ GASTA MAIS DO QUE O MEC QUER DAR Nas contas do ex-reitor da USP, anteprojeto da reforma não atende ao acordo com os reitores REFORMA UNIVERSITÁRIA Gabriel Manzano Filho O aumento de recursos

Leia mais

CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA.

CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA. CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA. A CompuStream, empresa especializada em desenvolvimento de negócios, atua em projetos de investimento em empresas brasileiras que tenham um alto

Leia mais

Produtividade e qualidade de vida - Cresça 10x mais rápido

Produtividade e qualidade de vida - Cresça 10x mais rápido Produtividade e qualidade de vida - Cresça 10x mais rápido Você já pensou alguma vez que é possível crescer 10 vezes em várias áreas de sua vida e ainda por cima melhorar consideravelmente sua qualidade

Leia mais

As 10 Melhores Dicas de Como Fazer um Planejamento Financeiro Pessoal Poderoso

As 10 Melhores Dicas de Como Fazer um Planejamento Financeiro Pessoal Poderoso As 10 Melhores Dicas de Como Fazer um Planejamento Financeiro Pessoal Poderoso Nesse artigo quero lhe ensinar a fazer um Planejamento Financeiro Pessoal Poderoso. Elaborei 10 dicas para você fazer um excelente

Leia mais

A medida da lei de cotas para o ensino superior

A medida da lei de cotas para o ensino superior Versão 2, 1/12/2008 A medida da lei de cotas para o ensino superior Simon Schwartzman Qual o verdadeiro alcance da lei de cotas para o ensino superior aprovada pelo Congresso Nacional no Dia da Consciência

Leia mais

coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - f o? Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - f o? Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. Eu quero não parar coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - de consigo.o usar que eu drogas f o? aç e Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais