5 - QUALIFICAÇÃO RESUMIDA DA EMPRESA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "5 - QUALIFICAÇÃO RESUMIDA DA EMPRESA"

Transcrição

1 PERFIL EMPRESARIAL

2 Índice 1 - HISTÓRICO DA EMPRESA 2 - FORMA DE ATUAÇÃO 3 - POLÍTICA DA QUALIDADE 4 - LISTA DE CLIENTES 5 - QUALIFICAÇÃO RESUMIDA DA EMPRESA

3 1 - HISTÓRICO DA EMPRESA Por mais de 20 anos, a Set Point vem prestando serviços de consultoria e desenvolvendo projetos multidisciplinares de engenharia e de automação, implantação e manutenção de sistemas em diversas áreas industriais. Combinando técnicas e experiências, a Set Point tem por crença atender as exigências de seus clientes, tanto em qualidade quanto em pontualidade, oferecendo soluções multidisciplinares em engenharia, na medida certa para cada necessidade. A Set Point também fornece soluções integradas na forma de pacotes turn-key ou na modalidade de EPC (Engineering Procurement and Construction). Nestes pacotes e soluções, é feita a escolha criteriosa de todos os itens a serem utilizados em cada aplicação, envolvendo as opções disponíveis, de forma a garantir vantagens técnico-econômicas aos clientes. Nossa empresa oferece os seguintes serviços: Estudos de Viabilidade Projetos Básicos Multidisciplinares Projetos Executivos Multidisciplinares Gerência de Implantação de Obras Montagem de Equipamentos e Sistemas Mecânicos, Elétricos e Eletrônicos Start-up, Comissionamento e Manutenção de Sistemas de Automação, Controle e Instrumentação Desenvolvimento de Softwares Aplicativos para Automação Industrial; Otimização de Processos e Sistemas Treinamento

4 1 - HISTÓRICO DA EMPRESA A Set Point vem atuando nos seguintes mercados: Petroquímica Mineração Cimenteira Siderurgia Automobilística Fertilizantes Alimentos Instalações Prediais Tratamento de efluentes Gerenciamento e Monitoração de Meio Ambiente A Set Point desenvolve soluções completas, incluindo o fornecimento de projeto, montagem, assistência a partida (start up), operação assistida, treinamento e manutenção de instalações e sistemas.

5 2 - FORMA DE ATUAÇÃO Como forma de atuação, a Set Point mantém uma equipe própria de alto nível, que faz toda a engenharia dos projetos multidisciplinares. Essa equipe é apoiada, em assuntos que exigem notória especialização, por um corpo de consultores externos. Abaixo, listamos quatro princípios éticos básicos obedecidos pela Set Point desde sua fundação, e que acreditamos terem sido decisivos para o crescimento da nossa empresa e para a conquista, cada vez mais sólida, de um bom conceito junto a seus clientes: 1 ) Realizar bons negócios, ou seja, um bom negócio é quando a nossa empresa desenvolve junto com os nossos clientes uma política de melhoria contínua de serviços e produtos. 2 ) Respeito aos compromissos com os clientes, notadamente no que se refere a qualidade, custos e prazos. 3 ) Respeito aos compromissos assumidos com os empregados e demais colaboradores. 4 ) Não participar de concorrências predatórias. A venda de serviços "a qualquer preço" leva fatalmente ao desrespeito aos princípios anteriores.

6 3 - POLÍTICA DA QUALIDADE, MEIO AMBIENTE E DE SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL A SET POINT, com base na natureza, escala, impactos ambientais, riscos à segurança e saúde ocupacional, propósito de suas atividades, produtos e serviços, missão e visão da empresa, definida pela sua Direção, conforme abaixo. Realizar serviços de Engenharia, garantindo a satisfação do cliente, dos colaboradores e da comunidade, com responsabilidade social, visando a melhoria contínua dos nossos processos técnicos e gerenciais de acordo com a demanda de cada contrato, comprometida com o atendimento a legislação, normas e diretrizes contratuais, assegurando que isto se cumpra através de monitoramento.

7 4 - LISTAS DE CLIENTES ALCAN ALUMÍNIO DO BRASIL S.A. CAULIM DA AMAZÔNIA S.A.-CADAM CIPLAN - CIMENTO PLANALTO S.A. COMPANHIA BRASILEIRA DE MAGNÉSIO BRASMAG COMPANHIA DE GÁS DA BAHIA - BAHIAGÁS COMPANHIA MINEIRA DE METAIS (Unidade Morro Agudo) COMPANHIA SIDERÚRGICA BELGO MINEIRA COMPANHIA VALE DO RIO DOCE-CVRD - SUMIN (Superintendência das Minas) COMPANHIA VALE DO RIO DOCE-CVRD - DIPE (Diretoria de Pelotização e Metálicos) COMPANHIA VALE DO RIO DOCE-CVRD - SUTEC (Superintendência de Tecnologia) CONSTRUTORA ANDRADE GUTIERREZ DELP ENGENHARIA ECM PROJETOS INDUSTRIAIS ELETROSÍLEX S.A. FERTILIZANTES FOSFATADOS S.A. FOSFÉRTIL

8 4 - LISTAS DE CLIENTES MANNESMANN S.A. MINERAÇÃO SOCOIMEX LTDA MINERAÇÕES BRASILEIRAS REUNIDAS S.A.-MBR PETROBRÁS DISTRIBUIDORA CPACNF (Central de Produtos de Aviação de Confins) TRANSPETRO - PETROBRÁS TRANSPORTE - DTSE (Dutos e Terminais do Sudeste) PETROBRÁS E & P - UN-BA (Unidade de Negócios de Exploração & Produção no Bahia) PETROBRÁS E & P - UN-RNCE (Unidade de Negócios de Exploração & Produção no Rio Grande do Norte e Ceará) PETROBRÁS REGAP (Refinaria Gabriel Passos) PETROBRÁS SEGEN (Serviço de Engenharia) PETROBRÁS S.A. ENGENHARIA/IETEG/IESE (Serviço de Engenharia) RIO PARACATU MINERAÇÃO S.A.- RPM SAMARCO MINERAÇÃO S.A.

9 4 - LISTAS DE CLIENTES SAMITRI-S.A. MINERAÇÃO DA TRINDADE SERPROM ENGENHARIA LTDA TNS TRANPORTADORA DO NORDESTE E SUDESTE USINAS SIDERÚRGICAS DE MINAS GERAIS S.A.- USIMINAS WHITE MARTINS GASES INDUSTRIAIS S.A.

10 Elaboração do Projeto Executivo e Fornecimento de Equipamentos Tagueados, Assistência Técnica às Atividades de Construção e Montagem Eletromecânica, Pré-Operação, Partida, e Operação Assistida, das Interligações e Sistemas Complementares de Processo e Utilidades, para os Off-Sites da Carteira de Gasolina e da Cogeração na Implementação de Empreendimentos para REGAP. Construção e Montagem, envolvendo atividades civil, caldeiraria, elétrica e instrumentação do TEMADRE Elaboração do Projeto Executivo (Aproximadamente A1 equivalentes) Análise de Consistência e Consolidação da documentação de projeto básico Assistência Técnica à Construção, Montagem Eletromecânica, Pré-Operação e Operação Assistida Projeto conforme construído as-built Entregas Principais: - Carteira de Gasolina: - Revamp do Sistema de Alimentação das UGH s com Nafta DD; Sistema de Mistura de Gasolina; - Higienização da U-28; Sistema de Mistura de Gasolina; - Adaptação de tubovias; Adaptação da tubovia da Av.A; - Adaptação da tubovia da Av. B; Adaptação da tubovia da Av. D; - Adaptação da tubovia da Rua 9 ; Adaptação da tubovia da Rua 11 ; - Adaptação da tubovia da Rua 13 ; Adaptação da tubovia da Rua 15 ; - Adaptação da tubovia da Rua 24A ; Pipe-rack sobre o canal de pintados; - Interligações de Tubulação; Interligações de Tubulação - Utilidades; - Interligações de Tubulação Processo; Interligações do Sistema de Coleta e Bombeio de Condensado; - Interligações do Sistema de Água de Máquinas; Tie-ins; - Sistema de Circulação de Nitrogênio Vaso 210-V-33; Sistema de Drenagem Pluvial; - Nafta pesada carga para unidade U Cogeração: - Desaerador térmico 3º desaerador; Ampliação do sistema de alimentação de água de caldeira de alta; - Interligações de tubulação; Interligações de Utilidades; Interligações de Processo; Interligações da Linha de tocha; Interligações do Sistema de água de combate a incêndio; Vaso Separador de Gás Combustível 121-V-12 Elaboração de Projeto Básico; Instalação Eletromecânica de Detectores de Gás; Instalação Eletromecânica de Sensores de Sinalização para posição de Válvulas; Execução de testes de malha

11 Instalação de Cromatógrafo no Ponto de Entrega de Gás Natural de Temorio Projeto Básico, Especificações de Sistemas e Equipamentos, Configurações, Supervisão de Montagem e Comissionamento de Sistemas Digitais de Automação, para a Refinaria Gabriel Passos - REGAP Elaboração do projeto de detalhamento; Montagem nos eletrodutos subterrâneos; Fornecimento e instalação dos cabos de controle, instrumentação, rede RS- 485; Instalação de cromatógrafo (analisador e controlador) da Emerson Daniel; Execução de testes de aceitação em campo (TAC); Start-up e Assistência à operação; Emissão do livro de dados técnicos (DATA BOOK) Configuração de Sistemas de Automação; Manutenção de Sistemas de Automação; Execução de Testes de Malha; Testes de Sistema de Fábrica; Partida de Sistemas de Automação; Elaboração de Projeto Básico; Elaboração de PDAI Plano Diretor de Automação

12 Conclusão do Ponto de Entrega de Gás Natural de Igrejinha Adequação da Automação de Poços no Ativo de Produção Norte - UN-BA/ATP-N Inclusão de usuários Transpetro e UN-Gás ao Sistema Supervisório das Transferências do APMG Elaboração do projeto de detalhamento; Adequação das instalações elétricas existentes à classificação da área explosiva; Construção da malha de referência de terra no abrigo (shelter), e sua interligação à malha de terra existente; Execução de Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas SPDA tipo gaiola de Faraday no abrigo (shelter); Calibração dos instrumentos de campo com emissão de certificados; Fornecimento de CLP SCADA PACK 32 e SCADA PACK LIGHT; Furação de duto e solda de ponto de tomada para sonda de amostragem de cromatografia Genie; Instalação de cromatógrafo (analisador e controlador) da Emerson Daniel; Instalação de no-break; Montagem da antena de comunicação do sistema VSAT e respectivo aterramento; Configuração dos equipamentos softwares aplicativos para CLPs SCADA PACK, cromatógrafo Emerson Daniel e computadores de vazão Barton incluindo comunicação em rede RS-485, protocolo ModBus; Start-up e Assistência à operação; Treinamento para equipes de engenharia, operação e manutenção das novas instalações; Emissão do livro de dados técnicos (DATA BOOK). Fornecimento da instrumentação para adequação de 177 poços automatizados; Configuração do software do sistema supervisório para adequação de poços automatizados; Montagem de torres, postes e respectivo sistema de proteção contra descargas atmosféricas; Start-up e pré-operação do sistema de controle, supervisão e comunicação via rádio. Revisão da lista de usuários para adequar ao limite da chave Hard-Lock do ifix; Configuração dos terminais remotos em Núcleo Santiago, Catu-BA e sede Transpetro, Rio de Janeiro-RJ para acesso ao sistema centralizado através da rede Petrobrás (Ethernet); Testes e treinamento local das equipes

13 Sistema Supervisório de Transferências do Ativo de Produção e Movimentação do Gás APMG (UPGNs Catu e Candeias, Estações de Gás Aratú e Camaçari) UN-BA Automação de Poços no Ativo de Produção Norte - UN-BA/ATP-N Implantação da COP de Candeias UN-BA / Ativo de Produção Sul ATP-S Automação do Sistema de Injeção de Água das Plataformas de Produção de Petróleo PUB2, PUB3, PUB9 e PUB13 - UN-RNCE Fornecimento de todo o Hardware e software; Migração e Configuração do software do sistema supervisório centralizado; Montagem do hardware; Start-up e pré-operação do sistema de controle e supervisão; Treinamento das equipes de operação e manutenção do sistema fornecido na forma turn-key. Fornecimento de todo software para automação de 400 poços de produção de petróleo; Desenvolvimento e Configuração do software do sistema supervisório em Visual Basic; Start-up e pré-operação do sistema de controle, supervisão e comunicação via rádio; Treinamento das equipes de operação e manutenção do sistema fornecido na forma turn-key. Fornecimento do Hardware e software necessários; Configuração do software do sistema supervisório ifix com plataforma Windows 2000; Programação de CLPs Altus AL 2000 e Siemens S7-200 (comunicação via rádio-modem e via Ethernet); Configuração do sistema de telecomunicação; Start-up e pré-operação do sistema de controle, supervisão; Treinamento das equipes de operação e manutenção do sistema fornecido na forma turn-key. Fornecimento do Hardware e software necessários; Configuração do software do sistema supervisório InTouch em plataforma Windows NT; Programação de CLPs Allen Bradley PLC 5/60 e 5/40 em configuração com CPUs redundantes; Start-up e pré-operação do sistema de controle, supervisão; Treinamento das equipes de operação e manutenção do sistema fornecido na forma turn-key

14 Automação do Oleoduto "Leste Poço Xavier - Estreito B" - UN-RNCE Automação de 140 poços de produção de Petróleo de Fazenda Bálsamo e Buracica UN-BA/ATP-N Automação das Estações de Tanques de São Sebastião e Parque Recife E&P-BA Fornecimento de todo o Hardware, o software e sistema de comunicação via rádio; Configuração do software do sistema supervisório InTouch em plataforma Windows NT; Programação de CLPs Allen Bradley SLC 5/04; Configuração do sistema de telecomunicação; Montagem do hardware e sistema de comunicação, incluindo torres para instalação das antenas; Calibração e Comissionamento dos instrumentos; Start-up e pré-operação do sistema de controle, supervisão e comunicação via rádio; Treinamento das equipes de operação e manutenção do sistema fornecido na forma turn-key. Fornecimento de todo o Hardware, o software e sistema de comunicação via rádio; Desenvolvimento e Configuração do software do sistema supervisório em Visual Basic; Montagem do hardware e sistema de comunicação, incluindo torres para instalação das antenas; Start-up e pré-operação do sistema de controle, supervisão e comunicação via rádio; Treinamento das equipes de operação e manutenção do sistema fornecido na forma turn-key. Projeto detalhado de elétrica, de instrumentação e de tubulação; Integração de sistema de supervisão e controle, com configuração de software FIX DMACS, em plataforma WINDOWS NT; Sistema composto por estações remotas de supervisão, com comunicação via rádio-modem; Montagem de todo o sistema elétrico, de instrumentação, de tubulação e de automação

15 Sistema Definitivo de Supervisão e Controle da Ilha D'água - DTSE Modernização das áreas de produção (estações e plataformas) da E&P-RNCE Sistema de Supervisão e Controle do Oleoduto Angra-Campos Elíseos - DTSE REVAMP (Recapacitação para melhoria e aumento da produção) do SEDIL I Detalhamento para migração de todos os instrumentos e equipamentos dos painéis de controle existentes para CLPs; Detalhamento da instalação, alimentação e interligação de instrumento novos, incluindo a substituição dos atuadores convencionais de válvulas por atuadores inteligentes (Modbus); Projeto detalhado de aterramento; Modernização da tubulação das linhas de processo; Especificação do hardware, software e serviços para o novo sistema de supervisão. Projetos para automação, substituição de instrumentação, modernização e as built a) Campos de produção ou terra Polo de Guamaré Riacho da Forquilha Canto do Amaro Alto do Rodrigues Campo de Boa Vista Fazenda Belém b) Campos de produção marítimos Ubarana Aratum Agulha Detalhamento para migração de todos os instrumentos e equipamentos das RTUs existentes para CLPs; Detalhamento da instalação, alimentação e interligação de instrumento novos; Especificação do hardware, software e serviços para o novo sistema de supervisão. Redimensionamento das válvulas de segurança; Estudo da seletividade da proteção elétrica; Estudo de aterramento; Estudo de curto-circuíto; Projeto das plataformas e fundações; Ampliação da sala Elétrica (arquitetônico, civil e elétrico)

16 Detalhamento da modernização das áreas SEDIL - Setor de Destilação com a substituição da Instrumentação convencional por instrumentos digitais e SDCD - REGAP Detalhamento da modernização das áreas SECRAQ I - Setor de Craqueamento Catalítico e SEHID - Setor de Hidrodessulfurização com a substituição da Instrumentação convencional por instrumentos digitais e SDCD - REGAP Migração dos Controladores Programáveis do SETUT - Setor de Utilidades para o SDCD - REGAP Ampliação do Oleoduto Rio - Belo Horizonte Orbel II - DTSE Controle Avançado do SECOQ - Setor de Coqueamento - REGAP Detalhamento de campo e interligação do SEDIL para atendimento ao Projeto de automação com migração da Instrumentação existente para o SDCD, no âmbito da Refinaria Gabriel Passos (REGAP), envolvendo os projetos de instrumentação elétrica e pneumática, tubulação, instalações elétricas, civil e estruturas metálicas; Todos os levantamentos de campo necessários; Acompanhamento da montagem; As Built de toda a documentação. Detalhamento de campo e interligação do SECRAQ I e SEHID para atendimento ao Projeto de automação com migração da Instrumentação existente para o SDCD, no âmbito da Refinaria Gabriel Passos (REGAP), envolvendo os projetos de instrumentação elétrica e pneumática, tubulação, instalações elétricas, civil e estruturas metálicas; Todos os levantamentos de campo necessários; Acompanhamento da montagem; As Built de toda a documentação. Detalhamento para Interligação da Instrumentação Analógica da Caldeira de CO ao SDCD; Detalhamento para Integração da Rede de Controladores Programáveis do SETUT ao SDCD. Elaboração do Manual de Operação do Sistema de Bombeio do Orbel II; "As Built" de toda a documentação técnica gerada na Ampliação do Orbel II; Treinamento do pessoal de operação. Especificação de Instrumentação; Levantamento de Campo; Detalhes típicos de Montagem; Plantas de Instalação; Revisão de documentação Diagramas de Malha; Revisão de documentação Diagramas de Interligação

17 Configuração, Integração e Treinamento de pessoal do Sistema de Supervisão e Controle do SETRAE - Setor de Transferência e Estocagem - REGAP Configuração e Programação do Sistema Supervisório da ETA - Estação de Tratamento de Água - REGAP Controle Ambiental - REGAP Modernização e Centralização do SETUT - Setor de Utilidades - REGAP Sistema de Supervisão e Controle (SSC) da Caldeira de CO, da Unidade de Resfriamento de água e do Sistema de Ar Comprimido - REGAP Configuração do Sistema de Supervisão e Controle (SSC) utilizando o software FIX DMACS em ambiente Windows; Integração do SSC do SETRAE com o Sistema Corporativo da Refinaria através da rede Ethernet; Configuração dos controladores programáveis Altus, modelo AL2002; Desenvolvimento de aplicativos em Visual Basic; Treinamento do pessoal de operação e manutenção; Supervisão dos testes de malha do sistema; Supervisão de pré-operação e partida. Configuração do Sistema de Supervisão e Controle (SSC), utilizando Software FIX DMACS FOR WINDOWS e VMS em rede Ethernet. Projeto para instalação dos Opacímetros nas chaminés dos Fornos da Unidade do Coque; Projeto da purga automática para os analisadores de CO das chaminés dos Fornos das Unidades de Destilação Atmosférica. Projeto básico e detalhado de instrumentação/tubulação/elétrica; Configuração do sistema de Supervisão e Controle (SSC), utilizando Software FIX DMACS em ambiente WINDOWS; Integração do SSC com o Sistema Corporativo da Refinaria através da rede Ethernet; Programação dos Controladores Programáveis SISTEMA, modelo CP 3000; Treinamento do pessoal de operação e manutenção; Start-up do Sistema. Consultoria para a configuração do sistema supervisório utilizando-se o software FIX DMACS em rede Ethernet; Consultoria para a programação de controladores programáveis SISTEMA, modelo CP3000; Start-up do sistema; Treinamento para a equipe de manutenção para a configuração do software FIX DMACS; Treinamento para a equipe de manutenção para a Programação dos controladores CP

18 DELP ENGENHARIA CIPLAN - CIMENTO PLANALTO S.A. Projeto executivo de instrumentação e elétrica, assistência técnica às atividades de construção e montagem eletromecânica, pré-operação, partida e operação assistida, para os Fornos Préaquecedores das novas unidades HDT e HDS da REGAP Silo Multicâmaras. Projeto elétrico, de instrumentação e automação da Alimentação e da Extração de Cimento do Silo Multicâmaras e Projeto elétrico e de instrumentação da Alimentação de Areia do Silo Multicâmaras. Elaboração de projeto detalhado de elétrica, instrumentação e automação; Assistência Técnica durante as fases de montagem e start-up dos fornos. Levantamento de Campo; Estudo de curto-circuito; Estudo de fluxo de potência, demanda e correção do fator de potência do sistema; Estudo de seletividade da proteção; Projeto de aterramento industrial, eletrônico e proteção contra descargas atmosféricas; Projeto de rearranjo do lay-out da sala elétrica; Projeto de força das instalações; Projeto de iluminação das instalações; Projeto de instrumentação; Especificação técnica dos equipamentos elétricos; Especificação técnica dos instrumentos; Diagrama P&I das áreas de Alimentação e Extração de Cimento e Alimentação de Areia; Projeto completo do CLP (entradas e saídas, discretas e analógicas, diagrama de interligações, especificação do CLP); Programação do CLP GE FANUC 90/30 FIELD CONTROL; Configuração de sistema de supervisão InTouch, constando de desenvolvimento de base de dados, de telas de operação e de relatórios de operação e inclusão desta aplicação no sistema existente na sala de controle central; Testes de plataforma do sistema de automação; Pré-operação e Start-up do sistema; Treinamento do pessoal de operação da planta

19 CIPLAN - CIMENTO PLANALTO S.A. CIPLAN - CIMENTO PLANALTO S.A. Automação da Empilhadeira de Calcário. Reforma e modernização da Empilhadeira de Calcário com a automação do sistema em regime turn-key, substituindo a lógica de relés por Controlador Lógico Programável (CLP). Nova Britagem e Moagem de Carvão - Projeto elétrico, de instrumentação e automação da nova Britagem e Moagem de Carvão, com o aproveitamento do prédio da antiga Moagem de Carvão e substituição dos equipamentos antigos por novos. Fazem parte do escopo o próprio prédio da Moagem de Carvão, o prédio da Moega, da Britagem, 2 correias transportadoras e 1 sala elétrica no prédio da Moagem de Carvão e a interligação deste sistema com a casa de comando central da fábrica, alimentação de 1 motor em média tensão (6,6 kv) e 50 motores em baixa tensão (440V). Especificação e fornecimento do CLP; Especificação e fornecimento dos painéis; Substituição da instrumentação; Programação do CLP; Supervisão de instalação e implantação do sistema; Treinamento para operação e manutenção do sistema. Levantamento de Campo; Estudo do sistema de pressurização da sala elétrica; Estudo de curto-circuito; Estudo de fluxo de potência, demanda e correção do fator de potência do sistema; Estudo de seletividade da proteção; Projeto de aterramento industrial, eletrônico e proteção contra descargas atmosféricas; Projeto e lay-out da sala elétrica; Projeto de força das instalações; Projeto de iluminação das instalações; Projeto de instrumentação; Especificação técnica dos equipamentos elétricos; Especificação técnica dos instrumentos; Diagrama P&I do sistema; Projeto completo do CLP (entradas e saídas, discretas e analógicas, diagrama de interligações, especificação do CLP); Programação do CLP GE FANUC 90/30 FIELD CONTROL; Configuração de sistema de supervisão InTouch, constando de desenvolvimento de base de dados, de telas de operação e de relatórios de operação, além da inclusão desta aplicação no sistema existente na sala de controle central; Testes de plataforma do sistema de automação; Pré-operação e Start-up do sistema; Treinamento do pessoal de operação da planta

20 CIPLAN - CIMENTO PLANALTO S.A. Central de Ar Comprimido - Projeto elétrico, de instrumentação e automação da nova Central de Ar Comprimido, com o aproveitamento da antiga casa do gerador e instalação de 3 compressores novos e 2 existentes (incluindo a automatização do sistema de refrigeração destes compressores) e instalação de um filtro de mangas. Projeto executivo elétrico / instrumentação, constando de: Levantamento de Campo; Estudo de curto-circuito; Estudo de fluxo de potência, demanda e correção do fator de potência do sistema; Projeto de aterramento e proteção contra descargas atmosféricas; Projeto de força das instalações; Projeto de iluminação das instalações; Projeto de instrumentação das instalações; Especificação técnica dos equipamentos elétricos; Especificação técnica dos instrumentos; Diagrama P&I do sistema; Projeto completo do CLP (entradas e saídas, discretas e analógicas, diagrama de interligações, especificação do CLP); Programação do CLP; Configuração de sistema de supervisão InTouch, constando de desenvolvimento de base de dados, de telas de operação e de relatórios de operação;testes de plataforma do sistema de automação; Pré-operação e Start-up do sistema; Treinamento do pessoal de operação da planta. 1998

21 CIPLAN - CIMENTO PLANALTO S.A. Britagem Primária III - Projeto elétrico, telefônico, circuito interno de TV, de instrumentação e automação da Nova Britagem Primária III, composta de 2 salas elétricas, 1 casa de controle, 4 correias transportadoras, prédio da britagem, 2 casas de transferência e a interface desta unidade com a planta existente. Alimentação de 2 motores em média tensão (6,6 kv) e 40 motores em baixa tensão (440V). Levantamento de Campo; Estudo do sistema de pressurização das salas elétricas e casa de controle; Especificação e projeto de circuito fechado de TV; Estudo de curto-circuito; Estudo de fluxo de potência, demanda e correção do fator de potência do sistema; Estudo de seletividade da proteção; Projeto de aterramento industrial, eletrônico e proteção contra descargas atmosféricas das instalações; Projeto e lay-out das salas elétricas e casa de controle; Projeto de força das instalações; Projeto de iluminação das instalações; Projeto de instrumentação; Especificação técnica dos equipamentos elétricos; Especificação técnica dos instrumentos; Projeto de telefonia; Diagrama P&I do sistema; Projeto completo do CLP (entradas e saídas, discretas e analógicas, diagrama de interligações, especificação do CLP); Programação do CLP, Allen Bradley SLC 5/05; Especificação dos microcomputadores, Hub e No-Break do sistema de automação; Configuração de sistema de supervisão InTouch, constando de desenvolvimento de base de dados, de telas de operação e de relatórios de operação; Testes de plataforma do sistema de automação; Pré-operação e Start-up do sistema; Treinamento do pessoal de operação da planta. 1998

22 CIPLAN - CIMENTO PLANALTO S.A. SAMARCO MINERAÇÃO S.A. SAMARCO MINERAÇÃO S.A. SAMARCO MINERAÇÃO S.A. SAMARCO MINERAÇÃO S.A. Automação da Ponte Rolante do Galpão de Matérias Primas - Reforma e modernização da Ponte Rolante do Galpão de Matérias Primas, com substituição da Lógica de Relés por Controlador Lógico Programável (CLP), substituição da partida dos motores por resistência rotóricas para partida com inversores de freqüência e substituição da instrumentação, iluminação e dos condutores dos sistemas. Plano Diretor de Automação do Laboratório de Ubu Automação da Estação Terciária de Tratamento de Efluentes Industriais ETTEI Modernização da Preparação de Floculante e sua inclusão no Sistema de Supervisão e Controle dos Reagentes Modernização do Forno Linder, para Laboratório Físico-Metalúrgico em Ponta do Ubu, Anchieta-ES. Especificação e Programação do CLP; Análise do aproveitamento dos motores; Análise dos conjugados de partida e parada; Especificação dos inversores de freqüência; Especificação do sistema de monitoramento do movimento de içamento/baixamento da caçamba (especificação de encoder s); Especificação e Projeto dos painéis; Projeto de força, controle e iluminação e especificação de materiais; Projeto de instrumentação e especificação de instrumentos e materiais; Cálculo do curto-circuito do sistema e análise dos resultados. Elaboração de um Plano Diretor de Automação para Laboratórios. Caracterização das necessidades de automação das instalações do Laboratório; Apresentação das tecnologias aplicáveis disponíveis no mercado; Levantamento dos custos das alternativas e benefícios da implantação; Consolidação de estratégias de implantação; Consultas a fornecedores e distribuidores de Hardware e Software; Elaboração de estudos comparativos. Levantamento de Dados; Projeto de detalhamento do sistema de instrumentação e automação, com emissão de documentação; Previsão orçamentária. Projeto detalhado de instalação elétrica e de instrumentação Programação de Controlador Lógico Programável GE-Fanuc modelo 90/30; Configuração do Sistema Supervisório, utilizando-se o Software InTouch, em ambiente Windows NT; Integração do Sistema de Supervisão e Controle; Acompanhamento da Montagem do Sistema de Controle; Start-up do Sistema. Projeto de revisão painel para substituição do antigo CLP por um novo; Programação de CLP Allen Bradley Configuração de IHM, modelo DTAM, da Allen Bradley Supervisão de montagem, start-up e treinamento para operação/manutenção da equipe da Samarco

23 SAMARCO MINERAÇÃO S.A. SAMARCO MINERAÇÃO S.A. SAMARCO MINERAÇÃO S.A. SAMARCO MINERAÇÃO S.A. Sistema de Supervisão e Controle dos Reagentes, para atendimento à Expansão do Complexo de Germano Plano Diretor de Automação do Complexo de Germano Recuperação de Finos das Lamas - Complexo de Germano - Automação de um forno de pelotização, do tipo Pot Grate, para Laboratório Físico-Metalúrgico em Ponta do Ubu, Anchieta-ES. Programação de Controlador Lógico Programável GE-Fanuc modelo 90/30; Revisão da programação para a área de Recuperação de Finos das Lamas; Configuração do Sistema Supervisório, utilizando-se o Software InTouch, em ambiente Windows NT; Revisão do sistema supervisório da área de Recuperação de Finos das Lamas; Integração do Sistema de Supervisão e Controle; Acompanhamento da Montagem do Sistema de Controle; Start-up do Sistema; Treinamento do pessoal de operação e manutenção. Caracterização das necessidades de automação das instalações de Germano; Apresentação das tecnologias aplicáveis disponíveis no mercado; Levantamento dos custos das alternativas e benefícios da implantação; Consolidação de estratégias de implantação; Consultas a fornecedores e distribuidores de Hardware e Software; Elaboração de estudos comparativos. Projeto de detalhamento de Controle e Automação, utilizando-se Controlador Programável GE-FANUC, modelo 90/30; Configuração do Sistema Supervisório, utilizando-se o Software InTouch, em ambiente Windows; Integração do Sistema de Supervisão e Controle; Acompanhamento da Montagem do Sistema de Controle; Start-up do Sistema; Treinamento do pessoal de operação e manutenção. Fornecimento do projeto básico e detalhado, utilizando controlador programável CP3000 da Sistema na implantação e Allen Bradley na Modernização; O sistema foi fornecido em regime TURN KEY, incluindo: supervisão de montagem, start-up e treinamento para operação/manutenção da equipe da Samarco; Desenvolvimento do sistema supervisório utilizando-se o software THE FIX na implantação e InTouch na Modernização, sendo algumas funções muito específicas desenvolvidas em linguagem "C" na implantação e Visual Basic na Modernização

Missão Visão Valores

Missão Visão Valores PORTFÓLIO A Empresa A FK Engenharia e Gerenciamento nasceu de uma demanda de mercado por empresas inovadoras e de reconhecida capacidade técnica e gestão para atender da melhor forma possível, as necessidades

Leia mais

A EMPRESA 1. HISTÓRICO 2. PRINCÍPIOS 3. EQUIPE TÉCNICA 4. ESPECIALIDADES / ÁREA DE ATUAÇÃO 5. PRINCIPAIS SERVIÇOS E PRODUTOS

A EMPRESA 1. HISTÓRICO 2. PRINCÍPIOS 3. EQUIPE TÉCNICA 4. ESPECIALIDADES / ÁREA DE ATUAÇÃO 5. PRINCIPAIS SERVIÇOS E PRODUTOS A EMPRESA 1. HISTÓRICO A ALFA ENGENHARIA é uma empresa de engenharia especializada em consultoria e projetos industriais de elétrica, instrumentação e automação. Sediada em Belo Horizonte, iniciou suas

Leia mais

PRODUTOS E SERVIÇOS. Configuração e programação de sistemas servocontrolados (CNC). Produtos Controladores Programáveis (CLP);

PRODUTOS E SERVIÇOS. Configuração e programação de sistemas servocontrolados (CNC). Produtos Controladores Programáveis (CLP); EMPRESA A ATRIA é uma empresa integradora de sistemas de Automação abrangendo os mais diversos segmentos de mercado. Contamos com a excelência técnica e a experiência de mais de 15 anos de nossa equipe

Leia mais

Missão. Visão. Valores. Política de Qualidade. Qualidade Certificada

Missão. Visão. Valores. Política de Qualidade. Qualidade Certificada A DLG Fundada em 1997, a DLG é uma empresa que busca oferecer soluções em elétrica e automação de processos industriais para diferentes segmentos de mercado. Em sua sede, localizada na cidade de Sertãozinho-SP,

Leia mais

SOLUÇÕES INDUSTRIAIS

SOLUÇÕES INDUSTRIAIS Soluções em Tecnologia de Automação e Informação SOLUÇÕES INDUSTRIAIS LOGANN Soluções Especiais ESPECIALIDADES AUTOMAÇÃO E CONTROLE INDUSTRIAL Atuação em sistemas de controle, aquisição de dados e supervisão

Leia mais

Consultoria e Tecnologia em Automação

Consultoria e Tecnologia em Automação ARTH ENGENHARIA - Consultoria em Engenharia, Controle e Tecnologia de Automação. Empresa Com a filosofia de associar inovação e experiência em seus projetos, a ARTH engenharia sempre contou com uma equipe

Leia mais

DIAGNÓSTICO E DEFINIÇÃO DE SOLUÇÕES

DIAGNÓSTICO E DEFINIÇÃO DE SOLUÇÕES Somos uma empresa brasileira, especializada em soluções de automação de máquinas e processos industriais, instalação, comissionamento e segurança de infraestrutura elétrica e de máquinas, microgeração

Leia mais

TECNOLOGIA PARA BENEFICIAMENTO

TECNOLOGIA PARA BENEFICIAMENTO TECNOLOGIA PARA BENEFICIAMENTO de Matérias-Primas na Indústria Siderúrgica Tecnologia confiável Disponibilidade elevada 60 anos de experiência As melhores referências CARVÃO COQUE ArcelorMittal Tubarão,

Leia mais

Atuando no mercado brasileiro, fabricando equipamentos nas áreas de caldeiraria e serralheria industrial.

Atuando no mercado brasileiro, fabricando equipamentos nas áreas de caldeiraria e serralheria industrial. Atuando no mercado brasileiro, fabricando equipamentos nas áreas de caldeiraria e serralheria industrial. A trabalha dentro de normas. Como: NBR, ASME, DIN, API e etc. Nosso galpão industrial comporta

Leia mais

MODERNIZAÇÃO DO SISTEMA DE AUTOMAÇAO DE UMA FABRICA DE CIMENTO

MODERNIZAÇÃO DO SISTEMA DE AUTOMAÇAO DE UMA FABRICA DE CIMENTO MODERNIZAÇÃO DO SISTEMA DE AUTOMAÇAO DE UMA FABRICA DE CIMENTO Giancarlo Borges de Avelar - Automaton Integração de Sistemas Leopoldo José Naves Alves, AUTOMATON Marcio L Martins Neto - MULTIPLUS 19 a

Leia mais

Capacidade técnica e conhecimento para promover soluções eficazes

Capacidade técnica e conhecimento para promover soluções eficazes Capacidade técnica e conhecimento para promover soluções eficazes *nossa missão Oferecer mão de obra qualificada, com segurança e confiabilidade, superando as expectativas de nossos clientes e colaboradores,

Leia mais

SÃO LEOPOLDO - RS SEMINÁRIO TÉCNICO DE AUTOMAÇÃO PARA SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO PROJETO BÁSICO DE AUTOMAÇÃO

SÃO LEOPOLDO - RS SEMINÁRIO TÉCNICO DE AUTOMAÇÃO PARA SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO PROJETO BÁSICO DE AUTOMAÇÃO 01 DEZEMBRO 2005 SÃO LEOPOLDO - RS SEMINÁRIO TÉCNICO DE AUTOMAÇÃO PARA SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO PROJETO BÁSICO DE AUTOMAÇÃO SCAI Automação Ltda. ESCOPO DOS SERVIÇOS Os serviços deverão ser desenvolvidos

Leia mais

Aplicação do Software Proficy ifix como padrão de software supervisório nos 48 Terminais da TRANSPETRO existentes em todas as regiões do Brasil

Aplicação do Software Proficy ifix como padrão de software supervisório nos 48 Terminais da TRANSPETRO existentes em todas as regiões do Brasil Testes Definidos por Software Saber Eletrônica 436 Software para testes de próteses de válvulas cardíacas Saber Eletrônica 433 Softwares de Supervisão www.mecatronicaatual.com. br/secoes/leitura/786 AutoCad

Leia mais

Rodrigo Baleeiro Silva Engenheiro de Controle e Automação. Introdução à Engenharia de Controle e Automação

Rodrigo Baleeiro Silva Engenheiro de Controle e Automação. Introdução à Engenharia de Controle e Automação Rodrigo Baleeiro Silva Engenheiro de Controle e Automação (do latim Automatus, que significa mover-se por si) ; Uso de máquinas para controlar e executar suas tarefas quase sem interferência humana, empregando

Leia mais

Escolha o melhor parceiro para estar entre os maiores. Escolha TSE ENERGIA E AUTOMAÇÃO. www.grupotse.com.br

Escolha o melhor parceiro para estar entre os maiores. Escolha TSE ENERGIA E AUTOMAÇÃO. www.grupotse.com.br Escolha o melhor parceiro para estar entre os maiores. Escolha TSE www.grupotse.com.br I. A EMPRESA II. SERVIÇOS III. CLIENTES IV. CERTIFICAÇÕES V. CASES www.grupotse.com.br A Empresa Com Matriz em São

Leia mais

Energia sob medida com tecnologia Fockink

Energia sob medida com tecnologia Fockink Energia sob medida com tecnologia Fockink Grupo Fockink ISO 9001 Sistema de Gestão da Qualidade Certificado AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL E AGROINDUSTRIAL. CONCEPÇÃO, PROJETO, DESENVOLVIMENTO E MONTAGEM DE PAINÉIS

Leia mais

PORTIFÓLIO DE PROJETOS

PORTIFÓLIO DE PROJETOS LOGOMARCA DO CLIENTE CONTROLE DE REVISÃO DE DOCUMENTOS Nº Doc: 000.000.00 Página 00 Rev. Número de Páginas Natureza da Total Corpo Revisão do doc. principal Data 00 Inicial 23 21 01/10/2010 01 Atualização

Leia mais

Oportunidades em Eficiência Energética. Eng. José Luiz Baroni HEC Automação Ltda.

Oportunidades em Eficiência Energética. Eng. José Luiz Baroni HEC Automação Ltda. Oportunidades em Eficiência Energética Eng. José Luiz Baroni HEC Automação Ltda. Definição A eficiência energética consiste em obter o melhor desempenho na produção de um serviço com o menor gasto de energia.

Leia mais

Oportunidades em Eficiência Energética

Oportunidades em Eficiência Energética Oportunidades em Eficiência Energética Eng. José Luiz Baroni HEC Automação Ltda. Definição A eficiência energética consiste em obter o melhor desempenho na produção de um serviço com o menor gasto de energia.

Leia mais

Fornecemos energia que gera desenvolvimento e segurança de forma inteligente e sustentável. A P3 Engenharia Elétrica é especializada no

Fornecemos energia que gera desenvolvimento e segurança de forma inteligente e sustentável. A P3 Engenharia Elétrica é especializada no Energia ao seu alcance Fornecemos energia que gera desenvolvimento e segurança de forma inteligente e sustentável. A P3 Engenharia Elétrica é especializada no desenvolvimento de projetos elétricos, laudos,

Leia mais

eccosystems@eccosystems.com.br janaina@eccosystems.com.br

eccosystems@eccosystems.com.br janaina@eccosystems.com.br eccosystems@eccosystems.com.br janaina@eccosystems.com.br 51 3307 6597 A ECCOSYSTEMS está estruturada para a prestação de serviços de engenharia, consultoria, elaboração de estudos, planejamento, projetos

Leia mais

VISÃO ESTRATÉGICA. Prover soluções integradas de sistemas de automação.

VISÃO ESTRATÉGICA. Prover soluções integradas de sistemas de automação. EMPRESA A Autvix Engenharia & Consultoria, sediada em Serra ES, é uma empresa capixaba voltada para o mercado de Engenharia de Sistemas de Automação Industrial. Fundada em julho de 2008, em meio a uma

Leia mais

SANARDI Integração de Sistemas de Energia SANARDI

SANARDI Integração de Sistemas de Energia SANARDI A SANARDI é uma empresa especializada na Integração de Sistemas de Energia com foco em geração e cogeração de energia, é responsável pelo planejamento, projeto, gerenciamento e execução da montagem completa

Leia mais

APRESENTAÇÃO 2014 VISÃO CORPORATIVA PETROENGE PETRÓLEO ENGENHARIA LTDA. - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

APRESENTAÇÃO 2014 VISÃO CORPORATIVA PETROENGE PETRÓLEO ENGENHARIA LTDA. - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS VISÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO 2014 PETROENGE PETRÓLEO ENGENHARIA LTDA. - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS EMPRESA Presente no mercado desde 1999, a PETROENGE é uma empresa de engenharia focada na maximização

Leia mais

Ricardo Schäffer. (Palavras-chave: EEMUA, HCI, SCADA) HCI. Apresentação

Ricardo Schäffer. (Palavras-chave: EEMUA, HCI, SCADA) HCI. Apresentação EEMUA 201 GUIA DE DESIGN PARA INTERFACES HUMANAS OPERACIONAIS Versão adaptada do guia original publicado pela Associação de Usuários de Equipamentos e Materiais de Engenharia. Ricardo Schäffer Resumo -

Leia mais

TÉCNICO METALÚRGICO. Experiência, (forno elétrico de redução, forno de indução, forno calcinador leito fluidizado e processo Bayer).

TÉCNICO METALÚRGICO. Experiência, (forno elétrico de redução, forno de indução, forno calcinador leito fluidizado e processo Bayer). CURRICULUM VITAE JOSÉ PETRÔNIO ALVES Dados Pessoais Data Nascimento: 09/07/1966 RG: M-8. 707.040 CPF: 598285956-72 Crea: 22.913 / TD Endereço: Rua Sete Lagoas, 88. Bairro: Santo Antônio Cidade: Pirapora

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FICHA DE COMPONENTE CURRICULAR CÓDIGO: COMPONENTE CURRICULAR: CONTROLADORES LÓGICOS PROGRAMÁVEIS (CLPs) E DISPOSITIVOS INDUSTRIAIS UNIDADE ACADÊMICA OFERTANTE: SIGLA:

Leia mais

Portfólio. www.vortice.com.br

Portfólio. www.vortice.com.br Portfólio 2012 www.vortice.com.br A EMPRESA Fundada em 1996, a VÓRTICE Engenharia de Projetos SS Ltda. tem como objetivo elaborar projetos de engenharia no segmento industrial. A VÓRTICE busca constantemente

Leia mais

LOCAIS DE TRABALHO COM QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PROJETOS COMPLEMENTARES

LOCAIS DE TRABALHO COM QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PROJETOS COMPLEMENTARES LOCAIS DE TRABALHO COM QUALIDADE E PRODUTIVIDADE 01 NOSSOS SERVIÇOS Após 35 anos de experiência na área de edificações para o mercado imobiliário gaúcho, a BENCKEARQUITETURA, juntamente com a BENCKECONSTRUÇÕES,

Leia mais

CURSOS TÉCNICOS 1º SEMESTRE/2013

CURSOS TÉCNICOS 1º SEMESTRE/2013 CURSOS TÉCNICOS 1º SEMESTRE/2013 NOVEMBRO/2012 1) CURSOS OFERTADOS: Automação Industrial Eletrônica Eletrotécnica* Informática Informática para Internet* Mecânica* Química* Segurança do Trabalho* * Cursos

Leia mais

Projeto e Engenharia de Aplicação

Projeto e Engenharia de Aplicação Introdução A IMPSA é uma empresa de mais de um século de existência dedicada a fornecer soluções integradas para a geração de energia elétrica a partir de recursos renováveis, como também a fabricação

Leia mais

SERVIÇOS DE ADEQUAÇÃO CONFIGURAÇÃO E INSTALAÇÃO DE REDES ADEQUAÇÃO DE PAINÉIS

SERVIÇOS DE ADEQUAÇÃO CONFIGURAÇÃO E INSTALAÇÃO DE REDES ADEQUAÇÃO DE PAINÉIS SERVIÇOS DE ADEQUAÇÃO SERVIÇOS DE ADEQUAÇÃO ENGENHARIA MONTAGEM DE PAINÉIS AUTOMAÇÃO CONFIGURAÇÃO E INSTALAÇÃO DE REDES A EMPRESA A Altercon Engenharia em Automação e Sistemas Industriais Ltda., foi constituída

Leia mais

ELÉTRICA MECÂNICA UTILIDADES

ELÉTRICA MECÂNICA UTILIDADES Tecnologia Qualidade Eficiência Montagem, Instalação e Manutenção Industrial GRUPO TÉCNICO DE ELETROMECÂNICA ELÉTRICA MECÂNICA UTILIDADES Material para veiculação interna e externa. É expressamente vedada

Leia mais

Tecnologias de Automação na ALUNORTE. Apresentadora: Márcia Ribeiro Empresa: Alunorte/Hydro

Tecnologias de Automação na ALUNORTE. Apresentadora: Márcia Ribeiro Empresa: Alunorte/Hydro Tecnologias de Automação na ALUNORTE Apresentadora: Márcia Ribeiro Empresa: Alunorte/Hydro Sumário A Alunorte; Processo de Obtenção da Alumina; Automação na Alunorte; Sistemas Interligados; Projetos Futuros.

Leia mais

Série Quasar. Quadro Geral de Baixa Tensão Quadro de Distribuição Centro de Controle de Motores Inteligente. www.altus.com.br

Série Quasar. Quadro Geral de Baixa Tensão Quadro de Distribuição Centro de Controle de Motores Inteligente. www.altus.com.br Série Quasar Quadro Geral de Baixa Tensão Quadro de Distribuição Centro de Controle de Motores Inteligente www.altus.com.br Na medida exata para seu negócio Modular: ampla variedade de configurações para

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Soluções WEG para Automação de Processos

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Soluções WEG para Automação de Processos Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Os sistemas de controle WEG garantem alto desempenho dos processos industriais, facilidade de operação e ganho de produtividade através de tecnologia

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial. Curso Superior de Tecnologia em Construção Naval

Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial. Curso Superior de Tecnologia em Construção Naval Automação Industrial Indústria O Tecnólogo em Automação Industrial é um profissional a serviço da modernização das técnicas de produção utilizadas no setor industrial, atuando na execução de projetos,

Leia mais

ANEXO 8 DESCRITO DO VALOR ESTIMADO DE DETERMINADOS CRÉDITOS

ANEXO 8 DESCRITO DO VALOR ESTIMADO DE DETERMINADOS CRÉDITOS ANEXO 8 DESCRITO DO VALOR ESTIMADO DE DETERMINADOS CRÉDITOS ANEXO 8 DESCRITO DO VALOR ESTIMADO DE DETERMINADOS CRÉDITOS Contrato Petrobras e o Consórcio Galvão Alusa Tomé, para contratação dos serviços

Leia mais

Tecnologia de sistemas.

Tecnologia de sistemas. Tecnologia de sistemas. HYDAC Dinamarca HYDAC Polônia HYDAC Brasil HYDAC Índia HYDAC China HYDAC França HYDAC Alemanha Seu parceiro profissional para a tecnologia de sistemas. Com mais de 7.500 colaboradores

Leia mais

QUANTITATIVO PARA AQUISIÇÃO E INSTALAÇÕES DOS EQUIPAMENTOS DE AUTOMAÇÃO LOCALIZADOS NOS AÇUDES PACAJUS E GAVIÃO

QUANTITATIVO PARA AQUISIÇÃO E INSTALAÇÕES DOS EQUIPAMENTOS DE AUTOMAÇÃO LOCALIZADOS NOS AÇUDES PACAJUS E GAVIÃO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DOS RECURSOS HÍDRICOS COMPANHIA DE GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS - COGERH QUANTITATIVO PARA AQUISIÇÃO E INSTALAÇÕES DOS EQUIPAMENTOS DE AUTOMAÇÃO LOCALIZADOS NOS AÇUDES PACAJUS

Leia mais

AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL

AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL Automação e Controle AR026 SUMÁRIO I. Sistemas Supervisórios... 3 II. Automação... 4 III. Arquitetura de Redes Industriais... 5 IV. Comunicação entre Supervisório e CLP...7 V. O Protocolo

Leia mais

CARLOS ROBERTO SUTTER

CARLOS ROBERTO SUTTER CARLOS ROBERTO SUTTER CREA-RJ.: xxxxx Engenheiro Eletricista - UFRJ, 1971. Idiomas: Inglês Cursos e Aperfeiçoamento Máquinas Elétricas -por Edward T. metcalf, PROMON, Rio de Janeiro, 1978, 1979 Congressos

Leia mais

1. Especificar a arquitetura dos controladores lógicos compatíveis a cada aplicação.

1. Especificar a arquitetura dos controladores lógicos compatíveis a cada aplicação. Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Plano de Trabalho Docente - 2015 ETEC Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município: Garça - SP Eixo Tecnológico: Controle e Processo Industrial Habilitação

Leia mais

Vocação para ser líder.

Vocação para ser líder. Vocação para ser líder. Pioneirismo, tradição e inovação: o caminho certo para a liderança. A NM Engenharia preserva uma história de sucesso. Há mais de três décadas, a empresa deu início a suas atividades

Leia mais

Parte III Classes de temperatura, documentação, exemplos em CAD 2D e CAD 3D

Parte III Classes de temperatura, documentação, exemplos em CAD 2D e CAD 3D 32 Capítulo VIII Requisitos para automação de projetos e para estudos de classificação de áreas (com atmosferas explosivas de gases inflamáveis e de poeiras combustíveis em maquetes eletrônicas utilizando

Leia mais

Reparador de Circuitos Eletrônicos

Reparador de Circuitos Eletrônicos Reparador de Circuitos Eletrônicos O Curso de Reparador de Circuitos Eletrônicos tem por objetivo o desenvolvimento de competências relativas a princípios e leis que regem o funcionamento e a reparação

Leia mais

de diminuir os teores de carbono e impurezas até valores especificados para os diferentes tipos de aço produzidos;

de diminuir os teores de carbono e impurezas até valores especificados para os diferentes tipos de aço produzidos; 1 ANEXO XIII Limites de Emissão para Poluentes Atmosféricos gerados nas Indústrias Siderúrgicas Integradas e Semi-Integradas e Usinas de Pelotização de Minério de Ferro 1. Ficam aqui definidos os limites

Leia mais

SOLUÇÕES INTEGRADAS PARA PROCESSOS ININTERRUPTOS DE PRODUÇÃO

SOLUÇÕES INTEGRADAS PARA PROCESSOS ININTERRUPTOS DE PRODUÇÃO SOLUÇÕES INTEGRADAS PARA PROCESSOS ININTERRUPTOS DE PRODUÇÃO Quem Somos Missão: Ser reconhecida como referência em sistema de adequação de energia com responsabilidade social e ambiental e alto grau de

Leia mais

Rendimento EscolarFrequência : Obrigatório Critério de Avaliação : NOTA. DependênciasCritérios: Este curso não admite dependências.

Rendimento EscolarFrequência : Obrigatório Critério de Avaliação : NOTA. DependênciasCritérios: Este curso não admite dependências. Titulação : Eletricista Nome Abreviado : Eletricista Nível : Aprendizagem Tipo de Curso : Aprendizagem Industrial Área : Eletroeletrônica Segmento de Área : Eletricidade Estratégia : Presencial Carga Horária

Leia mais

www.sanardi.com.br sanardi@sanardi.com.br Av.: Das Siriemas, 156 Pq. dos Pássaros São José do Rio Preto - SP CEP 15093-639 Tel/Fax.

www.sanardi.com.br sanardi@sanardi.com.br Av.: Das Siriemas, 156 Pq. dos Pássaros São José do Rio Preto - SP CEP 15093-639 Tel/Fax. 01 A Empresa A SANARDI é uma empresa especializada na integração de sistemas de energia. Comprometida com a excelência, adota modernos conceitos de engenharia multidisciplinar, oferecendo soluções completas

Leia mais

ETEC TAKASHI MORITA HABILITAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO DE TÉCNICO EM INSTRUMENTAÇÃO

ETEC TAKASHI MORITA HABILITAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO DE TÉCNICO EM INSTRUMENTAÇÃO ETEC TAKASHI MORITA HABILITAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO DE TÉCNICO EM INSTRUMENTAÇÃO PLANO TRABALHO DOCENTE 2º SEMESTRE 2013 1 Sumário 2º Módulo Componente Curricular: Instrumentação Aplicada

Leia mais

Sistemas de Automação

Sistemas de Automação Sistemas de Automação Introdução Walter Fetter Lages w.fetter@ieee.org Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Engenharia Departamento de Engenharia Elétrica Programa de Pós-Graduação em Engenharia

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DE ARQUITETURA INTEGRADA EM PROJETOS DE AUTOMAÇÃO

IMPLEMENTAÇÃO DE ARQUITETURA INTEGRADA EM PROJETOS DE AUTOMAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO DE ARQUITETURA INTEGRADA EM PROJETOS DE AUTOMAÇÃO Luis Henrique Gaspar* Saulo Renan de Sousa e Silva** RESUMO Apresenta as vantagens do uso de Arquitetura Integrada nos processos fabris de

Leia mais

CB Fernandes Engenharia e Consultoria Ltda.

CB Fernandes Engenharia e Consultoria Ltda. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA: ÁREAS DE ATUAÇÃO: A CB Fernandes Engenharia é uma empresa de prestação de serviços especializados de engenharia e consultoria, voltada para a indústria, atuando nas áreas de: EFICIÊNCIA

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA POLÍTICA DE QUALIDADE

POLÍTICA DE SEGURANÇA POLÍTICA DE QUALIDADE A EMPRESA A Sartori Serviços foi fundada em fevereiro do ano 2000 pelo Sr. José das Graças Sartori, que visualizou inicialmente o segmento de prestação de serviços na área de montagem, manutenção mecânica

Leia mais

Graduação Engenharia Civil Faculdade CESUBE Uberaba MG período 10/02/2008 a 01/07/2013 Estágio Supervisionado Consórcio Fértil - Engenharia Civil.

Graduação Engenharia Civil Faculdade CESUBE Uberaba MG período 10/02/2008 a 01/07/2013 Estágio Supervisionado Consórcio Fértil - Engenharia Civil. CURRICULUM VITAE 1. Dados Pessoais Nome: Luciano Rodrigues de Carvalho Data de Nascimento: 26-04-1980 Estado Civil: casado Endereço: Av. Santa Beatriz, bairro Santa Maria, 1750, apto 102, Uberaba MG. Contato:

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTALAÇÕES E MONTAGENS INDUSTRIAIS QUALIDADE QUE SUPERA EXPECTATIVAS

APRESENTAÇÃO INSTALAÇÕES E MONTAGENS INDUSTRIAIS QUALIDADE QUE SUPERA EXPECTATIVAS QUALIDADE QUE SUPERA EXPECTATIVAS APRESENTAÇÃO A Munhoz Instalações Industriais é uma empresa referência no mercado, com forte atuação em engenharia elétrica e hidráulica. Reconhecimento resultado de dedicação

Leia mais

Conceito de automação pneumática - uma comparação entre um terminal de válvulas e válvulas avulsas

Conceito de automação pneumática - uma comparação entre um terminal de válvulas e válvulas avulsas White Paper Conceito de automação pneumática - uma comparação entre um terminal de válvulas e válvulas avulsas Válvulas avulsas ou terminal de válvulas para controle de equipamentos automatizados pneumáticos?

Leia mais

AUTOMAÇÃO E INSTRUMENTAÇÃO VIRTUAL. Sistema Integrado de Teste em Umbilicais

AUTOMAÇÃO E INSTRUMENTAÇÃO VIRTUAL. Sistema Integrado de Teste em Umbilicais BI AUTOMAÇÃO E INSTRUMENTAÇÃO VIRTUAL Sistema Integrado de Teste em Umbilicais Objetivos da Apresentação Demonstrar a Arquitetura de hardware e software da National Instruments utilizada na solução; Discutir

Leia mais

Implementação de Empreendimentos para a Refinaria do Nordeste IERENEST

Implementação de Empreendimentos para a Refinaria do Nordeste IERENEST REFINARIA ABREU E LIMA S.A. Implementação de Empreendimentos para a Refinaria do Nordeste IERENEST Ipojuca PE, junho/2010 Mudança no Perfil de Demanda Brasil 1950-2010 3% 7% 7% 12% 13% 4% 34% 32% 11% 28%

Leia mais

Amboretto Skids. Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, papel e água

Amboretto Skids. Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, papel e água Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, celulose e água 1 Disponível para Locação, Leasing e Cartão Amboretto Skids Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, papel

Leia mais

A N E X O III M Ó D U L O S C O N S T R U T I V O S DE S U B E S T A Ç Õ E S D E D I S T R I B U I Ç Ã O

A N E X O III M Ó D U L O S C O N S T R U T I V O S DE S U B E S T A Ç Õ E S D E D I S T R I B U I Ç Ã O A N E X O III M Ó D U L O S C O N S T R U T I V O S DE S U B E S T A Ç Õ E S D E D I S T R I B U I Ç Ã O C A T Á L O G O R E F E R E N C I A L DE M Ó D U L O S P A D R Õ E S D E C O N S T R U Ç Ã O D E

Leia mais

Energy Efficiency & Industrial Automation. Apresentação Institucional. São Paulo-SP (11) 2372-2112 contato@projexa.com.br www.projexa.com.

Energy Efficiency & Industrial Automation. Apresentação Institucional. São Paulo-SP (11) 2372-2112 contato@projexa.com.br www.projexa.com. 2015 Apresentação Institucional Apresentação Formada por profissionais qualificados que atuam no mercado desde 2007, a Projexa oferece soluções em Automação de Processos Industriais e Eficiência Energética.

Leia mais

Automação Industrial Profº Túlio de Almeida

Automação Industrial Profº Túlio de Almeida 2. OS NÍVEIS DA AUTOMAÇÃO 2.1. A PIRÂMIDE DA AUTOMAÇÃO Nível 5: Gerenciamento Corporativo Mainframe máquinas diretamente responsáveis pela produção. É composto principalmente por relés, sensores digitais

Leia mais

1. A Pirâmide da Automação 2. Nível 1 O Chão de Fábrica. 3. Nível 2 Controle de Processos. 4. Nível 3 Supervisão e Geração de Relatórios

1. A Pirâmide da Automação 2. Nível 1 O Chão de Fábrica. 3. Nível 2 Controle de Processos. 4. Nível 3 Supervisão e Geração de Relatórios 1. A Pirâmide da Automação 2. Nível 1 O Chão de Fábrica 3. Nível 2 Controle de Processos 4. Nível 3 Supervisão e Geração de Relatórios 5. Nível 4 PPCP 6. Nível 5 Direção da Fábrica Direção da Empresa Nível

Leia mais

Automação Industrial. www.lutectecnologia.com.br

Automação Industrial. www.lutectecnologia.com.br Automação Industrial LINHA GERAL DE PRODUTOS E SERVIÇOS www.lutectecnologia.com.br A EMPRESA A Lutec Tecnologia é uma empresa de Automação Industrial, focada na flexibilidade e compromisso com o cliente.

Leia mais

Sistemas Supervisórios

Sistemas Supervisórios Sistemas Supervisórios Prof a. Michelle Mendes Santos michelle@cpdee.ufmg.br Sistemas Supervisórios Objetivos: Apresentação e posicionamento da utilização de sistemas supervisórios em plantas industriais;

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. Profª Danielle Casillo

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. Profª Danielle Casillo UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Profª Danielle Casillo Nome: Automação e Controle Créditos: 4 60 horas Período: 2010.2 Horário: quartas e sextas das 20:40 às 22:20

Leia mais

AVALIAÇÃO E MELHORIA DO SISTEMA DE CONTROLE DE UMA CENTRAL DE GERAÇÃO DE VAPOR EM UMA REFINARIA

AVALIAÇÃO E MELHORIA DO SISTEMA DE CONTROLE DE UMA CENTRAL DE GERAÇÃO DE VAPOR EM UMA REFINARIA AVALIAÇÃO E MELHORIA DO SISTEMA DE CONTROLE DE UMA CENTRAL DE GERAÇÃO DE VAPOR EM UMA REFINARIA Cristine Kayser cristine@trisolutions.com.br Simone Maria Marcon simone@trisolutions.com.br Augusto dos Santos

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Automação Soluções para Automação de Sistemas

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Automação Soluções para Automação de Sistemas Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Automação Os sistemas de controle WEG garantem alto desempenho dos processos industriais, facilidade de operação e ganho de produtividade através

Leia mais

SÃO LEOPOLDO - RS SEMINÁRIO TÉCNICO DE AUTOMAÇÃO PARA SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO AUTOMAÇÃO PARA SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO

SÃO LEOPOLDO - RS SEMINÁRIO TÉCNICO DE AUTOMAÇÃO PARA SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO AUTOMAÇÃO PARA SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO 01 DEZEMBRO 2005 SÃO LEOPOLDO - RS SEMINÁRIO TÉCNICO DE AUTOMAÇÃO PARA SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO AUTOMAÇÃO PARA SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO SCAI Automação Ltda. INSTRUMENTAÇÃO NÍVEL PRESSÃO VAZÃO GRANDEZAS

Leia mais

Soluções da Elipse garantem um melhor desempenho ao Centro de Pesquisas da Petrobras

Soluções da Elipse garantem um melhor desempenho ao Centro de Pesquisas da Petrobras Soluções da Elipse garantem um melhor desempenho ao Centro de Pesquisas da Petrobras Tecnologias da Elipse Software permitem controlar os sistemas de refrigeração e distribuição de energia elétrica aos

Leia mais

Sistemas de controle para processos de bateladas

Sistemas de controle para processos de bateladas Sistemas de controle para processos de bateladas Por Alan Liberalesso* Há algum tempo os processos de batelada deixaram de ser um mistério nas indústrias e no ambiente de automação. O cenário atual nos

Leia mais

www.vanguardacoml.com.br

www.vanguardacoml.com.br Dados Gerais A Vanguarda Coml Hidro Elétrica Ltda é uma empresa que atua no fornecimento de Bombas Centrífugas KSB, toda a linha de Materiais Elétricos, Combate a Incêndio, Hidráulicos e Siderúrgicos.

Leia mais

Parecer de Autorização de Funcionamento: CEED nº 650/2014.

Parecer de Autorização de Funcionamento: CEED nº 650/2014. CURSO TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA O Curso Técnico de Nível Médio em Eletrotécnica, Eixo Tecnológico Controle e Processos Industriais são organizados em 3 módulos de 400 horas. Ao final do curso, 400 horas

Leia mais

Cálculo Diferencial e Integral 80hrs Funções de uma variável e seus gráficos; Limites e continuidade; Derivada; Diferencial; Integral.

Cálculo Diferencial e Integral 80hrs Funções de uma variável e seus gráficos; Limites e continuidade; Derivada; Diferencial; Integral. Ementas: Cálculo Diferencial e Integral 80hrs Funções de uma variável e seus gráficos; Limites e continuidade; Derivada; Diferencial; Integral. Desenho Mecânico 80hrs Normalização; Projeções; Perspectivas;

Leia mais

Catálogo de Serviços

Catálogo de Serviços Catálogo de Serviços Estudos Elétricos 4 Projetos Elétricos 5 Engenharia de Campo 6 Treinamentos Técnicos 8 Apresentação da Empresa A SISPOT Engenharia e Consultoria nasceu do desejo de tornar-se referência

Leia mais

Automação da Produção. Prof. André Pedro Fernandes Neto

Automação da Produção. Prof. André Pedro Fernandes Neto Automação da Produção Prof. André Pedro Fernandes Neto 2 Objetivo: Histórico da automação. Sistemas de produção e automação (controle e simulação). Automação de Processos Produtivos Contínuos e Discretos.

Leia mais

Requisitos de projeto, montagem, inspeção, manutenção e reparos de instalações e sistemas envolvendo equipamentos intrinsecamente seguros

Requisitos de projeto, montagem, inspeção, manutenção e reparos de instalações e sistemas envolvendo equipamentos intrinsecamente seguros Requisitos de projeto, montagem, inspeção, manutenção e reparos de instalações e sistemas envolvendo equipamentos intrinsecamente seguros Roberval Bulgarelli Consultor Técnico PETROBRAS Coordenador do

Leia mais

Apresentação. Equipe. Desenvolver ideias que acompanham o futuro. Esse é o modelo do nosso negócio.

Apresentação. Equipe. Desenvolver ideias que acompanham o futuro. Esse é o modelo do nosso negócio. Desenvolver ideias que acompanham o futuro. Esse é o modelo do nosso negócio. Apresentação A Techsteel atua no desenvolvimento e na implantação de soluções nas principais áreas de negócio de engenharia,

Leia mais

8º CONGRESSO IBEROAMERICANO DE ENGENHARIA MECANICA Cusco, 23 a 25 de Outubro de 2007

8º CONGRESSO IBEROAMERICANO DE ENGENHARIA MECANICA Cusco, 23 a 25 de Outubro de 2007 8º CONGRESSO IBEROAMERICANO DE ENGENHARIA MECANICA Cusco, 23 a 25 de Outubro de 2007 ESTUDO E DETERMINAÇÃO DE UM SISTEMA DE AQUECIMENTO DE MISTURA ÁGUA/ÓLEO PARA AVALIAÇÃO AUTOMÁTICA DE MEDIDORES DE VAZÃO

Leia mais

ENGG55 REDES INDUSTRIAIS Introdução à Automação Industrial

ENGG55 REDES INDUSTRIAIS Introdução à Automação Industrial ENGG55 REDES INDUSTRIAIS Introdução à Automação Industrial Prof. Eduardo Simas Essa apresentação foi adaptada do material elaborado pelo Prof. Bernardo Ordoñez em 2013.2 DEE Departamento de Engenharia

Leia mais

www.pdaengenharia.com.br

www.pdaengenharia.com.br www.pdaengenharia.com.br A PDA Engenharia é uma empresa voltada nas soluções de Engenharia elétrica e automação, com experiência nas áreas de montagem, manutenção, projetos elétricos de alta e baixa tensão,

Leia mais

Razão Social Solution Engenharia e Consultoria Ltda

Razão Social Solution Engenharia e Consultoria Ltda Razão Social Solution Engenharia e Consultoria Ltda Sede Av. Tancredo Neves, 1189 Sala 709 Ed. Guimarães Trade CNPJ- 04.298.621/0001-54 Crea-Ba 11699 CGA: 179.604/001-03 Histórico da Empresa Empresa brasileira

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 9º PERÍODO. Profª Danielle Casillo

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 9º PERÍODO. Profª Danielle Casillo UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 9º PERÍODO Profª Danielle Casillo Utilizar os mesmos processos do trabalho anterior (Ladder já existente). Implementar este sistema

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA -2

TERMO DE REFERÊNCIA -2 TERMO DE REFERÊNCIA -2 1. O PROJETO Título do Projeto: Reforma e Ampliação das Promotorias de Justiça de Direitos Constitucionais e Patrimônio Público e Promotorias de Justiça de Ações Constitucionais

Leia mais

ESTAÇÃO DE ODORIZAÇÃO CAÇAPAVA - COMGAS

ESTAÇÃO DE ODORIZAÇÃO CAÇAPAVA - COMGAS ESTAÇÃO DE ODORIZAÇÃO CAÇAPAVA - COMGAS FEVEREIRO/2012 17-RT-CG-01/12 1 INDICE: 1. CARACTERIZAÇÃO DO EMPREENDIMENTO E DA REGIÃO 2. PARECER TÉCNICO PARA O PONTO DE ENTREGA 3. LAY OUT 4. CERTIDÃO DE USO

Leia mais

Dossiê de Apresentação PLAORC

Dossiê de Apresentação PLAORC 2010 Dossiê de Apresentação PLAORC Portfolio de Serviços de Planejamento e Orçamento PLAORC Consultoria e Planejamento +55 (0XX24) 33407664 plaorc@plaorc.com.br PLAORC Serviço de Consultoria e Planejamento

Leia mais

PIRACICABA ENGENHARIA SUCROALCOOLEIRA LTDA. Descrição sobre a Empresa e seus Responsáveis Técnicos

PIRACICABA ENGENHARIA SUCROALCOOLEIRA LTDA. Descrição sobre a Empresa e seus Responsáveis Técnicos PIRACICABA ENGENHARIA SUCROALCOOLEIRA LTDA. Descrição sobre a Empresa e seus Responsáveis Técnicos Descrição atualizada em junho/2014 www.piracicabaengenharia.com.br 1 PIRACICABA ENGENHARIA SUCROALCOOLEIRA

Leia mais

APRESENTAÇÃO. www.acvtecline.com.br

APRESENTAÇÃO. www.acvtecline.com.br APRESENTAÇÃO www.acvtecline.com.br A ACV TECLINE é uma empresa de Engenharia que tem oferecido aos seus clientes soluções e recursos no gerenciamento de projetos, construção, montagem e reabilitação de

Leia mais

Bosch Rexroth no Brasil

Bosch Rexroth no Brasil Electric Drives and Controls Hydraulics Linear Motion and Assembly Technologies Pneumatics Service Bosch Rexroth no Brasil The Drive & Control Company Nossa Meta: ser líder mundial em benefícios ao cliente

Leia mais

Divisão de Montagens

Divisão de Montagens Só um tradicional fornecedor é capaz de oferecer: Projeto Fabricação Montagem & Supervisão Elétrica & Automação Retrofit & Repotenciamento Assistência Técnica Comissionamento & Posta em Marcha Treinamento

Leia mais

Palestra: Soluções Controlmatic em Profibus. Fernando Veroneze -Engenharia de Aplicações Lincoln Walter Siqueira - Engenharia de Aplicações

Palestra: Soluções Controlmatic em Profibus. Fernando Veroneze -Engenharia de Aplicações Lincoln Walter Siqueira - Engenharia de Aplicações Palestra: Soluções Controlmatic em Profibus Fernando Veroneze -Engenharia de Aplicações Lincoln Walter Siqueira - Engenharia de Aplicações Histórico A Controlmatic Automação Industrial, foi fundada em

Leia mais

Solução para Problema de Aquecimento em Acionamento de Exaustor do Processo de Sinterização em Planta de Siderurgia

Solução para Problema de Aquecimento em Acionamento de Exaustor do Processo de Sinterização em Planta de Siderurgia Solução para Problema de Aquecimento em Acionamento de Exaustor do Processo de Sinterização em Planta de Siderurgia Gil Augusto de Carvalho gilaugusto@uol.com.br UBM Orlando Moreira Guedes Júnior engorlandojunior@yahoo.com.br

Leia mais

OCUPAÇÃO 19 DESCRITIVO TÉCNICO. Data de Aprovação:18/12/2003 Data de Revisão: Dezembro de 2005

OCUPAÇÃO 19 DESCRITIVO TÉCNICO. Data de Aprovação:18/12/2003 Data de Revisão: Dezembro de 2005 DESCRITIVO TÉCNICO OCUPAÇÃO 19 Data de Aprovação:18/12/2003 Data de Revisão: Dezembro de 2005 A Comissão de Diretores do SENAI Coordenadora das Olimpíadas do Conhecimento determina, de acordo com as normas

Leia mais

LABORATÓRIO DE CALIBRAÇÕES E PLANTA DIDÁTICA

LABORATÓRIO DE CALIBRAÇÕES E PLANTA DIDÁTICA LABORATÓRIO DE CALIBRAÇÕES E PLANTA DIDÁTICA 1. Descrição Física O laboratório deve dispor de estrutura mínima de uma área igual ou superior a 58m2; com pé direito de 3,5m, piso em material isolante, resistente

Leia mais

2.4.0 TRANSPORTE, ARMAZENAGEM E SERVIÇOS RELACIONADOS

2.4.0 TRANSPORTE, ARMAZENAGEM E SERVIÇOS RELACIONADOS Listagem Categorias Criticas Portugal Esta é a listagem de categorias de produto/serviço consideradas criticas pelas empresas que compõem a omunidade RePro em Portugal. Caso tenha inscrito ou pretenda

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Soluções em Energia Solar

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Soluções em Energia Solar Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas www.weg.net Tecnologia para minimizar o consumo das indústrias. Sustentabilidade para maximizar a qualidade de vida das pessoas. O sol é uma

Leia mais

Boa prática no desenv. dos projetos de automação na Bacia de Campos

Boa prática no desenv. dos projetos de automação na Bacia de Campos Boa prática no desenv. dos projetos de automação na Bacia de Campos Eng. Denyson Lima denyson@petrobras.com.br Petrobrás - Bacia de Campos - Plataformas Petrobrás - Bacia de Campos -Plataformas Macro Processo

Leia mais