RESGATE AEROMÉDICO OFFSHORE. Antônio Bento da Costa Borges de Carvalho Medico Coordenador do Resgate Aeromédico PETROBRAS E&P-SERV/US-AP/CC

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESGATE AEROMÉDICO OFFSHORE. Antônio Bento da Costa Borges de Carvalho Medico Coordenador do Resgate Aeromédico PETROBRAS E&P-SERV/US-AP/CC"

Transcrição

1 RESGATE AEROMÉDICO OFFSHORE Antônio Bento da Costa Borges de Carvalho Medico Coordenador do Resgate Aeromédico PETROBRAS E&P-SERV/US-AP/CC

2 OBJETIVOS Atender no menor tempo possível os agravos à saúde dos trabalhadores off-shore, tanto os que ocorrem de forma natural como os acidentais, visando a cura ou diminuir ao máximo as possibilidades de seqüelas.

3 HISTÓRICO 1987 Implantação do resgate aeromédico em 25 de março 1989 Início do turno de enfermagem na base de Imbetiba 1990 Início do sobreaviso médico on-shore 2001 Criação do call center 2005 Início da utilização do eletrocardiograma transtelefônico e da vídeo conferência 2008 Início de utilização de aeronave reserva configurada como ambulância 2009 Início do atendimento com a segunda aeronave ambulância baseada em Jacarepaguá e aeronaves adaptadas em São Luis e Itajaí 2010 Atendimento às Unidades Oiapoque e Harpia

4 EQUIPAMENTOS E RECURSOS: AERONAVE MACAÉ/RJ Helicóptero Sikorsky 76C configuração ambulância Biturbina Autonomia de 03:30 horas (700Km)

5 EQUIPAMENTOS E RECURSOS: AERONAVE JACAREPAGUÁ/RJ Helicóptero Sikorsky C plus-plus configuração ambulância Biturbina Autonomia de 04:00 horas (800Km)

6 EQUIPAMENTOS E RECURSOS: AERONAVE - RESERVA Helicóptero EC135 configuração ambulância Biturbina Autonomia de 03:30 horas (700Km)

7 EQUIPAMENTOS E RECURSOS: AERONAVE Oiapoque/Harpia

8 EQUIPAMENTOS E RECURSOS: AERONAVE ITAJAÍ/SC Helicóptero Sikorsky 76C configuração adaptada Biturbina Autonomia de 03:30 horas (700Km)

9 NOVOS EQUIPAMENTOS AERONAVE

10 NOVOS EQUIPAMENTOS

11 EQUIPAMENTOS E RECURSOS: EQUIPAMENTOS MÉDICOS Teto máximo de pés e mínimo de 35 pés - Autonomia entre 300Km (min) e 400Km (max) - Velocidade média de 250Km/h e máxima de 290 Km/h - Equipado para vôos por instrumentos e noturnos

12 EQUIPAMENTOS E RECURSOS: EQUIPAMENTOS MÉDICOS - Equipado com 02 leitos e com equipamentos médicos diversos para atendimento simultâneo a 02 pacientes

13 EQUIPAMENTOS E RECURSOS: EQUIPAMENTOS MÉDICOS - Equipado com 02 leitos e com equipamentos médicos diversos para atendimento simultâneo a 02 pacientes

14 EQUIPAMENTOS E RECURSOS: EQUIPAMENTOS MÉDICOS

15 EQUIPAMENTOS E RECURSOS: EQUIPAMENTOS MÉDICOS

16 EQUIPAMENTOS E RECURSOS: AERONAVE ADAPTADA

17 UNIFORME

18 EQUIPAMENTOS E RECURSOS: VÍDEO CONFERÊNCIA Permite o atendimento pelo médico que se encontra na base, do paciente que está na plataforma e o contato virtual entre os mesmos.

19 EQUIPAMENTOS E RECURSOS: ELETROCARDIOGRAMA TRANSTELEFÔNICO Permite a avaliação cardiológica a distância, por especialista.

20 EQUIPES E&P-SERV/ US-AP/ CC Base Central de Macaé Central Reguladora (1 médico 24 horas) Resgate Aeromédico (1 médico e 1 téc. de enfermagem 24 horas) Base do Rio de Janeiro Resgate Aeromédico (1 médico e 1 téc. de enfermagem 24 horas) Base de Itajaí Resgate Aeromédico (1 médico e 1 téc. de enfermagem 24 horas)

21 EQUIPES Médico: Experiência em Terapia Intensiva ou Emergência Medicina Hiperbárica Medicina Aero-espacial Tratamento para queimados BTLS ATLS ACLS

22 EQUIPES Técnico de Enfermagem: Experiência em Terapia Intensiva ou Emergência PESO (Programa de Estudos em Saúde Ocupacional) RESE (Reciclagem em Situações de Emergência) BTLS

23 LOGÍSTICA DE ACIONAMENTO UNIDADE MARÍTIMA CENTRAL REGULADORA (Médico Regulador) FIM Resolve Desembarca por Aproveitamento FIM Médico do Resgate MÉDICO DA CONTRATADA Observa Resgata FIM

24 ÁREA DE ATUAÇÃO Amapá Pará (Oiapoque) (Harpia) Pará (Harpia) Itajaí Macaé Rio Itajaí Vitória Vitória Rio Macaé

25

26

27

28

29 PARTICULARIDADES DO TRANSPORTE AEROMÉDICO Relacionados aos gases: Barotrauma Aeroembolismo Hipóxia Relacionados ao ruído Relacionados às vibrações Relacionados às temperaturas

30 PARTICULARIDADES DO TRANSPORTE AEROMÉDICO Via aérea Acesso venoso Drenagem do tórax Comunicação Relatórios

31 DADOS ESTATÍSTICOS: TEMPOS MÉDIOS Acionamento e decolagem...39 minutos Acionamento e pouso na plataforma...84 minutos Permanência na plataforma...22 minutos Vôo minutos Acionamento e chegada ao Aeroporto..156 minutos

32 DADOS ESTATÍSTICOS Resgate - Horário dos vôos Resgate - Causas 72% 28% 57% 43% Vôo noturno Vôo diurno Acidente Doença Resgate por sexo do empregado 4% Percentual de Resgate - Força de Trabalho 24% 96% 76% Masculino Feminino Petrobras Contratado

33 DADOS ESTATÍSTICOS Por Função 18% 82% Por Nacionalidade 5% ADMINISTRATIVA OPERACIONAL 95% BRASILEIRA ESTRANGEIRA

34 DADOS ESTATÍSTICOS: DESTINOS FINAIS 1% 10% 23% 66% SERVIÇO MÉDICO DA CONTRATADA/AEROPORTO PRONTO SOCORRO HFAG OUTROS

35 DADOS ESTATÍSTICOS: PROCEDIMENTOS 1% 3% 60% 34% DRENAGEM TORACICA TRAQUEOSTOMIA TRATAMENTO DE QUEIMADO TRATAMENTO CLINICO SUTURA DISSECÇÃO VENOSA TRATAMENTO ORTOPÉDICO

36 DADOS ESTATÍSTICOS: NÚMEROS DE RESGATES CONTRATADOS X PETROBRAS 100% 80% 72% 75% 78% 78% 75% 60% 40% 28% 25% 22% 22% 25% 20% 0% CONTRATADOS PETROBRAS

37 DADOS ESTATÍSTICOS NÚMEROS DE RESGATES : COMPARATIVO ENTRE ACIDENTES E DOENÇAS 80% 60% 40% 44% 56% 38% 62% 41% 59% 43% 57% 49% 51% 20% 0% ACIDENTE DOENÇA

38 DADOS ESTATÍSTICOS: TIPOS DE NOSOLOGIA Média dos últimos anos INFECTO-PARASITÁRIAS ENDÓCRINAS 1 1 QUEIMADURAS 2 RESPIRATÓRIAS 2 DIGESTIVAS 3 NEUROLÓGICAS 5 OSTEOMUSCULARES 6 GENITO-URINÁRIAS 7 PSIQUIÁTRICAS 8 SINAIS E SINTOMAS 12 CIRCULATÓRIAS TRAUMATOLÓGICAS %

39 ANTONIO BENTO DA COSTA BORGES DE CARVALHO (22) (22)

1) Torres: Pronto atendimento foi acoplado ao hospital centralização superlotação. 2) Terra de Areia: Poucos recursos, atendimentos simples

1) Torres: Pronto atendimento foi acoplado ao hospital centralização superlotação. 2) Terra de Areia: Poucos recursos, atendimentos simples UNIDADES DE PRONTO ATENDIMENTO 24H 1) Torres: Pronto atendimento foi acoplado ao hospital centralização superlotação 2) Terra de Areia: Poucos recursos, atendimentos simples Hospital de referência é Capão

Leia mais

LABORATÓRIO RIO DE HABILIDADES CLÍNICAS. Universidade Estácio de Sá Rio de Janeiro Curso de Medicina

LABORATÓRIO RIO DE HABILIDADES CLÍNICAS. Universidade Estácio de Sá Rio de Janeiro Curso de Medicina Universidade Estácio de Sá Rio de Janeiro Curso de Medicina HISTÓRICO 1975 Universidade de Limburg MAASTRICHT Holanda Cria o Instituto Educacional para Treinamento de Habilidades Médicas M SKILLSLAB HISTÓRICO

Leia mais

CURSO: 104 - MEDICINA INTENSIVA ADULTO - 2 ANOS

CURSO: 104 - MEDICINA INTENSIVA ADULTO - 2 ANOS Página: : 04 - MEDICINA INTENSIVA ADULTO - 2 ANOS 0025 6 43,5 59,5 APROVADO 00239 3,75 25,5 39,25 2 APROVADO 0009-3,5 - - ELIMINADO Total de Candidatos: 3 Página: 2 : 05 - MEDICINA INTENSIVA ADULTO - 4

Leia mais

PERFIS COM EXIGÊNCIA DE INSCRIÇÃO NOS CONSELHOS DE CLASSE

PERFIS COM EXIGÊNCIA DE INSCRIÇÃO NOS CONSELHOS DE CLASSE PERFIS COM EXIGÊNCIA DE INSCRIÇÃO NOS CONSELHOS DE CLASSE CARGO: TÉCNICO EM SAÚDE PÚBLICA Perfil Escolaridade/ Formação Observações Localização Vagas Construção Civil (Edificações) Ensino Médio Completo

Leia mais

RECURSOS E SERVIÇOS PRÓPRIOS UNIMED GOIÂNIA DR. RICARDO ESPIRIDIÃO

RECURSOS E SERVIÇOS PRÓPRIOS UNIMED GOIÂNIA DR. RICARDO ESPIRIDIÃO RECURSOS E SERVIÇOS PRÓPRIOS UNIMED GOIÂNIA DR. RICARDO ESPIRIDIÃO Verticalização A partir de 2005 as Unimed s passaram a investir no processo de verticalização. Isto é, as Singulares criaram suas redes

Leia mais

Protocolo de atendimento inicial ao trauma. José Marques de Oliveira Neto Secretário do CREMESE

Protocolo de atendimento inicial ao trauma. José Marques de Oliveira Neto Secretário do CREMESE Protocolo de atendimento inicial ao trauma José Marques de Oliveira Neto Secretário do CREMESE TRIAGEM Significa seleção, estratificação de risco Protocolo de Classificação de Risco para priorização dos

Leia mais

Cadeia logística segura aplicada a portos e petróleo (mobilidade e rastreabilidade) Prof. Dr. Paulo Roberto Schroeder de Souza

Cadeia logística segura aplicada a portos e petróleo (mobilidade e rastreabilidade) Prof. Dr. Paulo Roberto Schroeder de Souza Cadeia logística segura aplicada a portos e petróleo (mobilidade e rastreabilidade) Prof. Dr. Paulo Roberto Schroeder de Souza Petrobras fará verdadeira revolução na Logística da Indústria do Petróleo

Leia mais

RETIFICAÇÃO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO HOSPITAL METROPOLITANO DOUTOR CÉLIO DE CASTRO EDITAL Nº 08/2014

RETIFICAÇÃO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO HOSPITAL METROPOLITANO DOUTOR CÉLIO DE CASTRO EDITAL Nº 08/2014 RETIFICAÇÃO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO HOSPITAL METROPOLITANO DOUTOR CÉLIO DE CASTRO EDITAL Nº 08/2014 O Secretário Municipal Adjunto de Recursos Humanos, no uso de suas atribuições legais, comunica as alterações

Leia mais

Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária. Coordenação de Meio Ambiente MERJ TERMO DE REFERÊNCIA

Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária. Coordenação de Meio Ambiente MERJ TERMO DE REFERÊNCIA Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária Superintendência Regional do Rio de Janeiro - SRRJ Coordenação de Meio Ambiente MERJ TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA REALIZAÇÃO

Leia mais

AEROPORTO INTERNACIONAL DE CABO FRIO UMA NOVA OPÇÃO LOGÍSTICA

AEROPORTO INTERNACIONAL DE CABO FRIO UMA NOVA OPÇÃO LOGÍSTICA AEROPORTO INTERNACIONAL DE CABO FRIO UMA NOVA OPÇÃO LOGÍSTICA Conferência Internacional sobre Capital Privado em Aeroportos FIESP / CIESP 23/Abril/2009 A Costa da Sol Operadora Aeroportuária S.A. é uma

Leia mais

FUNDAÇÃO HOSPITALAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS

FUNDAÇÃO HOSPITALAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS FUNDAÇÃO HOSPITALAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO REGIDO PELO EDITAL FHEMIG Nº. 01/2009, PARA PROVIMENTO DE CARGOS DAS CARREIRAS DE MÉDICO, PROFISSIONAL DE ENFERMAGEM, ANALISTA DE GESTÃO E

Leia mais

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO VII SENABOM Ten Cel BM BRITO Ten Cel BM ANTONIO GRAÇA OPERAÇÕES HELITRANSPORTADAS NO CBMERJ SUMÁRIO Breve histórico Operações helitransportadas Estatística

Leia mais

Grupamento de Socorro de Emergência Dr Sidney Franklin

Grupamento de Socorro de Emergência Dr Sidney Franklin Grupamento de Socorro de Emergência Dr Sidney Franklin Conceito Básico do Pré-Hospitalar O tratamento definitivo é hospitalar Redução do tempo na cena < 10 m. Estabilização do quadro clínico Redução da

Leia mais

LIVRETO EXPLICATIVO DO PLAM MASTER

LIVRETO EXPLICATIVO DO PLAM MASTER LIVRETO EXPLICATIVO DO PLAM MASTER INDIVIDUAL FAMILIAR OPERADORA Plano de Assistência Médica Mineira Ltda PLAM Inscrição na Agência Nacional de Saúde ANS nº 38.228-1 OPERADORA - Plano de Assistência Médica

Leia mais

CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2010

CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2010 CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2010 Divulgação dos principais resultados Censo da Educação Superior 2010 Outubro de 2011 Estatísticas Básicas de Graduação (presencial e a distância) e Pós-Graduação por Categoria

Leia mais

Plano de Emergência. Este Plano de Emergência tem previsão de treinamento e revisão a cada 06 (seis) meses.

Plano de Emergência. Este Plano de Emergência tem previsão de treinamento e revisão a cada 06 (seis) meses. Plano de Emergência Assumimos para fins deste plano, que todas as embarcações que operam turismo no Parque Nacional Marinho dos Abrolhos possuem a bordo pelo menos uma pessoa treinada e apta a ministrar

Leia mais

CONTRATO OPCIONAL DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO AEROMÉDICO DO OBJETO

CONTRATO OPCIONAL DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO AEROMÉDICO DO OBJETO CONTRATO OPCIONAL DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO AEROMÉDICO DO OBJETO CLÁUSULA PRIMEIRA 1.1. O objeto do presente contrato é a prestação de serviços de transporte aeromédico aos beneficiários do Contrato de Plano

Leia mais

ÍNDICE. Foto: João Borges. 2 Hospital Universitário Cajuru - 100% SUS

ÍNDICE. Foto: João Borges. 2 Hospital Universitário Cajuru - 100% SUS ÍNDICE Apresentação...03 Hospital Universitário Cajuru...04 Estrutura...04 Especialidades Atendidas...05 Diferenças entre atendimento de urgência, emergência e eletivo...06 Protocolo de Atendimento...07

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS EMERGÊNCIAS MÉDICAS E REMOÇÃO

CONDIÇÕES GERAIS EMERGÊNCIAS MÉDICAS E REMOÇÃO CONDIÇÕES GERAIS EMERGÊNCIAS MÉDICAS E REMOÇÃO Através do presente instrumento ficam estabelecidas as condições gerais do regulamento SOS emergências médicas, serviço disponibilizado pela CASUFES e que

Leia mais

CNPJ 08.768.313/0001-04

CNPJ 08.768.313/0001-04 CNPJ 08.768.313/0001-04 Márcio Gomes da Costa Diretor A GT Gerenciamento e Treinamento é uma empresa especializada em treinamentos na área de urgência e emergência, com abrangência Pré Hospitalar e Hospitalar.

Leia mais

ANEXO I GRUPAMENTO DE GESTÃO TOTAL 07 07 00. 01 01 00 02 40h 7.010,96 7.010,96. 01 01 00 02 40h. 01 01 00 02 40h 7.010,96

ANEXO I GRUPAMENTO DE GESTÃO TOTAL 07 07 00. 01 01 00 02 40h 7.010,96 7.010,96. 01 01 00 02 40h. 01 01 00 02 40h 7.010,96 ANEXO I EDITAL N o 01/2014 ISGH/HMSC Seleção Pública de Provas e Títulos para provimento de cargos do Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar/Hospital e Maternidade do Sertão Central QUADRO DE CARGOS, HABILITAÇÃO

Leia mais

ACT 2013 Capítulo VII: SMS

ACT 2013 Capítulo VII: SMS ACT 2013 Capítulo VII: SMS Avanços em relação ao ACT 2011: Destaques 25 e 26/09/2013 1 Exames Periódicos (ACT 2011 Cláusula 107ª) Garantir o direito a todos os Empregados, após a conclusão dos exames ocupacionais,

Leia mais

1 de 3 24/1/2011 13:49

1 de 3 24/1/2011 13:49 Petrobras prepara blitz marítima para atender pré-sal - Indústria - ig http://economia.ig.com.br/empresas/industria/petrobras+prepara+blitz... 1 de 3 24/1/2011 13:49 Último Segundo Economia Esporte TV

Leia mais

Plano de Atendimento e Remoção de Acidentados em Linhas de Transmissão PARA LT. Sylvio Ribeiro de Castro Lessa 12/08/2013

Plano de Atendimento e Remoção de Acidentados em Linhas de Transmissão PARA LT. Sylvio Ribeiro de Castro Lessa 12/08/2013 Plano de Atendimento e Remoção de Acidentados em Linhas de Transmissão PARA LT Sylvio Ribeiro de Castro Lessa 12/08/2013 Fase: Diagnóstico Eloisa Barroso de Mattos Nutricionista Raquel Leão Firmino Reis

Leia mais

SinMed/RJ Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro

SinMed/RJ Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro SinMed/RJ Hospital Lourenço Jorge acaba de perder cirurgiões vasculares. Unidade já não tinha especialistas em tórax e cérebro Superlotação na emergência do Hospital Lourenço Jorge Foto: Emanuel Alencar

Leia mais

REQUISITOS MÍNIMOS DOS PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM MEDICINA DE TRÁFEGO

REQUISITOS MÍNIMOS DOS PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM MEDICINA DE TRÁFEGO REQUISITOS MÍNIMOS DOS PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM MEDICINA DE TRÁFEGO DURAÇÃO E PRÉ-REQUISITOS O Programa de Residência Médica em Medicina de Tráfego será de acesso direto, sem áreas de pré-requisitos

Leia mais

Tabela 24 - Terminologia do código brasileiro de ocupação (CBO) Data de início de vigência. Código do Termo. Data de fim de implantação

Tabela 24 - Terminologia do código brasileiro de ocupação (CBO) Data de início de vigência. Código do Termo. Data de fim de implantação de 201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008 203015 Pesquisador em biologia de microorganismos e parasitas 26/09/2008 26/09/2008 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008

Leia mais

201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008. 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008. 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008

201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008. 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008. 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008 de 201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008 203015 Pesquisador em biologia de microorganismos e parasitas 26/09/2008 26/09/2008 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008

Leia mais

Moisés Fontes da Costa

Moisés Fontes da Costa Moisés Fontes da Costa Coordenador da Empresa GT- Gerenciamento e Treinamento Graduando em Administração Técnico de Enfermagem do Trabalho Perfil Profissional Experiência em Saúde Ocupacional, Atendimento

Leia mais

Fretamento. Índice. TAM Aviação Executiva: Você sem limite de tempo ou espaço

Fretamento. Índice. TAM Aviação Executiva: Você sem limite de tempo ou espaço TAM Aviação Executiva: Você sem limite de tempo ou espaço O Fretamento está em nosso DNA. Foi a partir desse serviço que nascemos como empresa. Há quase 50 anos nos dedicamos a oferecer soluções personalizadas

Leia mais

Eliminação dos dispositivos contendo mercúrio no Into/MS. Gerência de Resíduos

Eliminação dos dispositivos contendo mercúrio no Into/MS. Gerência de Resíduos Gerência de Resíduos O Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into) é um órgão do Ministério da Saúde e centro de referência no tratamento de doenças e traumas ortopédicos de média

Leia mais

O PROJETO PG. 01 DADOS MULTIPLATAFORMAS PG. 02 PERFIL DOS ASSINATES PG. 03 A PESQUISA PG. 04 ÁREAS DA SAÚDE PARA 2015 PG. 05 A REVISTA COTAS

O PROJETO PG. 01 DADOS MULTIPLATAFORMAS PG. 02 PERFIL DOS ASSINATES PG. 03 A PESQUISA PG. 04 ÁREAS DA SAÚDE PARA 2015 PG. 05 A REVISTA COTAS O PROJETO DADOS MULTIPLATAFORMAS PERFIL DOS ASSINATES A PESQUISA ÁREAS DA SAÚDE PARA 2015 A REVISTA COTAS INFORMAÇÕES IMPORTANTES PG. 01 PG. 02 PG. 03 PG. 04 PG. 05 PG. 06 PGS. 07 a 11 PG. 12 01 O PROJETO

Leia mais

GESTÃO DOS SERVIÇOS DE PRONTO SOCORRO

GESTÃO DOS SERVIÇOS DE PRONTO SOCORRO Encontro Nacional UNIMED de Recursos e Serviços Próprios e Jornadas Nacionais UNIMED de Enfermagem e Farmácia Hospitalar GESTÃO DOS SERVIÇOS DE PRONTO SOCORRO Instituto Central do Hospital das Clínicas

Leia mais

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES DO MUNICÍPIO DE APARECIDA DE GOIÂNIA APARECIDAPREV

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES DO MUNICÍPIO DE APARECIDA DE GOIÂNIA APARECIDAPREV 1 FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES DO MUNICÍPIO DE APARECIDA DE GOIÂNIA APARECIDAPREV LUIZ ALBERTO MAGUITO VILELA Prefeito ELI DE FARIA Presidente ANDRE LUIS CARNEIRO Procurador EPITÁCIO BARBOSA DO

Leia mais

LEVANTAMENTO ESTATÍSTICO DAS LICENÇAS DE SAÚDE 2012

LEVANTAMENTO ESTATÍSTICO DAS LICENÇAS DE SAÚDE 2012 PODER JUDICIÁRIO SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ NADH/SEMOD Av. Anita Garibaldi, nº 888. CEP 80.540-180. Curitiba-PR Tel.: (41) 3313-4460 semod@jfpr.gov.br Curitiba, 21 de dezembro de 2012. LEVANTAMENTO ESTATÍSTICO

Leia mais

PLANO INDIVIDUAL OU FAMILIAR UNIMED. Cuidamos de quem é importante para você

PLANO INDIVIDUAL OU FAMILIAR UNIMED. Cuidamos de quem é importante para você PLANO INDIVIDUAL OU FAMILIAR UNIMED Cuidamos de quem é importante para você plano individual ou familiar Unimed Atenção, respeito e e ciência são pré-requisitos indispensáveis quando se pensa em uma operadora

Leia mais

Proposta de programa Científico do Congresso da Associação Paulista de Medicina do Trabalho 2012

Proposta de programa Científico do Congresso da Associação Paulista de Medicina do Trabalho 2012 Proposta de programa Científico do Congresso da Associação Paulista de Medicina do Trabalho 2012 Dia 20/01/2012 Sexta Feira Na Associação Paulista de Medicina. ATIVIDADE TEMA DA ATIVIDADE ( Observação

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 09/2014-EBSERH/HU-UFMS ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 17 DE ABRIL DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 09/2014-EBSERH/HU-UFMS ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 17 DE ABRIL DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 09/2014-EBSERH/HU-UFMS ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 17 DE ABRIL DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 801 802 Médico Alergia e

Leia mais

Novos pilotos de helicóptero iniciam instrução de voo em Natal

Novos pilotos de helicóptero iniciam instrução de voo em Natal Novos pilotos de helicóptero iniciam instrução de voo em Natal O Esquadrão Gavião (1º/11º GAV) iniciou nesta segunda-feira (31/03) na Base Aérea de Natal (BANT) a instrução aérea para os 20 estagiários

Leia mais

MAIORES INFORMAÇÕES NOS SITES: www.decea.gov.br www.cgna.gov.br www.anac.gov.br

MAIORES INFORMAÇÕES NOS SITES: www.decea.gov.br www.cgna.gov.br www.anac.gov.br Guiia prráttiico de consulltta sobrre as alltterrações do espaço aérreo parra a Riio+20.. Deparrttamentto de Conttrrolle do Espaço Aérreo ESTE GUIA TEM APENAS A FUNÇÃO DE ILUSTRAR E APRESENTAR, RESUMIDAMENTE,

Leia mais

MANIFESTO DOS TERAPEUTAS OCUPACIONAIS À REDE DE HOSPITAIS PÚBLICOS FEDERAIS DO RIO DE JANEIRO

MANIFESTO DOS TERAPEUTAS OCUPACIONAIS À REDE DE HOSPITAIS PÚBLICOS FEDERAIS DO RIO DE JANEIRO MANIFESTO DOS TERAPEUTAS OCUPACIONAIS À REDE DE HOSPITAIS PÚBLICOS FEDERAIS DO RIO DE JANEIRO O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão editou a portaria n 292 no dia 4 de julho de 2012 que autoriza

Leia mais

Art. 2º. Para os fins desta Lei, denomina-se:

Art. 2º. Para os fins desta Lei, denomina-se: LEI N 1.725/2014, DE 28 DE MAIO DE 2014. Dispõe sobre os regimes de trabalho denominados plantão, sobreaviso e atividade de especialista, institui gratificações para os profissionais médicos, enfermeiros

Leia mais

LISTA TELEFÔNICA DO HCE LOCALIZAÇÃO DDD PABX RAMAL RITEX + RAMAL CENTRAL TELEFÔNICA

LISTA TELEFÔNICA DO HCE LOCALIZAÇÃO DDD PABX RAMAL RITEX + RAMAL CENTRAL TELEFÔNICA LISTA TELEFÔNICA DO HCE LOCALIZAÇÃO DDD PABX RAMAL RITEX + RAMAL CENTRAL TELEFÔNICA 21 3891 7000 816+Ramal DIREÇÃO Gabinete do Diretor 21 Tel. Direto 3860-6570 Gabinete do Diretor (FAX) 21 Tel. Direto

Leia mais

PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO

PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO 98 IABAS Relatório de Gestão Rio de Janeiro 2010/2011/2012 PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO 1 Curso de educação continuada em odontologia Abordagem terapêutica dos pacientes com traumatismo

Leia mais

The Role of Business Aviation in the Infrastructure Development of Brazil: A Vision for the Future

The Role of Business Aviation in the Infrastructure Development of Brazil: A Vision for the Future The Role of Business Aviation in the Infrastructure Development of Brazil: A Vision for the Future Brasil O Brasil representa 5% do mercado mundial de aviação executiva e representando a 2ª maior frota

Leia mais

Os horários poderão sofrer alteração para atender à necessidade e o interesse do serviço público.

Os horários poderão sofrer alteração para atender à necessidade e o interesse do serviço público. Os horários poderão sofrer alteração para atender à necessidade e o interesse do serviço público. Os servidores que trabalham na área de assistência e área médica, no regime de escala poderão ter suas

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR 2014/1. 60 h. 104 h. 146 h. 72 h 2º SEMESTRE. Carga horária

ESTRUTURA CURRICULAR 2014/1. 60 h. 104 h. 146 h. 72 h 2º SEMESTRE. Carga horária MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI FACULDADE DE MEDICINA DE DIAMANTINA - FAMED CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA ESTRUTURA CURRICULAR 2014/1 MED001 MED002 MED003

Leia mais

LABORATÓRIO DE HABILIDADES CLÍNICAS - LHC

LABORATÓRIO DE HABILIDADES CLÍNICAS - LHC LABORATÓRIO DE HABILIDADES CLÍNICAS - LHC Universidade Federal do Ceará - UFC Curso de Medicina Campus Sobral - HISTÓRICO Em 1975 na Universidade de Limburg, em MAASTRICHT na Holanda, foi criado o Instituto

Leia mais

PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM CLÍNICA MÉDICA

PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM CLÍNICA MÉDICA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM CLÍNICA MÉDICA 2016 Programa de Residência Médica em Clínica Médica 2016 Unidade: Hospital Quinta D Or Diretor de Ensino e Coordenador Geral da Residência Médica: Dr. Arnaldo

Leia mais

VAGAS e INSCRITOS por GRUPO 39 85

VAGAS e INSCRITOS por GRUPO 39 85 01 - ÁREAS BÁSICAS COM ACESSO DIRETO 1 ANESTESIOLOGIA - 3 ANOS 15 165 11,0 2 CIRURGIA GERAL - 2 ANOS 46 211 4,6 3 CLÍNICA MÉDICA - 2 ANOS 54 275 5,1 4 DERMATOLOGIA - 3 ANOS 5 88 17,6 5 INFECTOLOGIA - 3

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO CARLOS Secretaria Municipal de Administração Divisão de Gestão de Pessoas

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO CARLOS Secretaria Municipal de Administração Divisão de Gestão de Pessoas AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE E AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS I Administração de Pessoal, comunica a prorrogação das inscrições dos Processos Seletivos Públicos acima citados, que estão sendo realizados

Leia mais

SEMINÁRIO SOBRE SEGURANÇA E EFICÁCIA DE HELIPONTOS. Visão geral sobre a operação de helicópteros no espaço aéreo brasileiro

SEMINÁRIO SOBRE SEGURANÇA E EFICÁCIA DE HELIPONTOS. Visão geral sobre a operação de helicópteros no espaço aéreo brasileiro SEMINÁRIO SOBRE SEGURANÇA E EFICÁCIA DE HELIPONTOS Visão geral sobre a operação de helicópteros no espaço aéreo brasileiro ROTEIRO Operação em Plataformas Petrolíferas Corredores de Helicópteros Procedimentos

Leia mais

A ADAPTAÇÃO SEMPRE OCORRE DO TRABALHO PARA O HOMEM E NÃO VICE-VERSA. ERGO = TRABALHO NOMOS = REGRAS, LEIS NATURAIS

A ADAPTAÇÃO SEMPRE OCORRE DO TRABALHO PARA O HOMEM E NÃO VICE-VERSA. ERGO = TRABALHO NOMOS = REGRAS, LEIS NATURAIS ERGONOMIA AULA 1: O O QUE ÉERGONOMIA DEFINIÇÃO ESTUDO DO RELACIONAMENTO ENTRE O HOMEM E SEU TRABALHO, EQUIPAMENTO E AMBIENTE, E APLICAÇÃO DOS CONHECIMENTOS DE ANATOMIA, FISIOLOGIA E PSICOLOGIA NA SOLUÇÃO

Leia mais

PREPARANDO VOCÊ!!! PARA O MERCADO DE TRABALHO

PREPARANDO VOCÊ!!! PARA O MERCADO DE TRABALHO PREPARANDO VOCÊ!!! PARA O MERCADO DE TRABALHO Trabalho em Espaço Confinado EMENTA: Introdução a requisitos mínimos a norma em espaço confinado, identificação e reconhecimento, avaliação, monitoramento

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES SAMU ESTADO DE SANTA CATARINA CONTRATO DE GESTÃO 002/2012 SES/SC TRIMESTRE DE ABRIL, MAIO E JUNHO DE 2014.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES SAMU ESTADO DE SANTA CATARINA CONTRATO DE GESTÃO 002/2012 SES/SC TRIMESTRE DE ABRIL, MAIO E JUNHO DE 2014. RELATÓRIO DE ATIVIDADES SAMU ESTADO DE SANTA CATARINA CONTRATO DE GESTÃO 002/2012 SES/SC TRIMESTRE DE ABRIL, MAIO E JUNHO DE 2014. Florianópolis Julho, 2014. 1 RELATÓRIO DE ATIVIDADES SAMU ESTADO DE SANTA

Leia mais

INSTITUTO DE DOENÇAS CARDIOLÓGICAS

INSTITUTO DE DOENÇAS CARDIOLÓGICAS Página: 1/7 1- CONSIDERAÇÕES GERAIS 1.1- As doenças cardiovasculares são, ainda hoje, as principais responsáveis pela mortalidade na população geral, no mundo ocidental. Dentre as inúmeras patologias que

Leia mais

INFORME CBO. CBO com alterações de códigos e/ou descrições

INFORME CBO. CBO com alterações de códigos e/ou descrições INFORME CBO Considerando a publicação da Portaria SAS/MS n 203/2011, que inclui no Sistema de Informação Hospitalar (SIH) o registro obrigatório da competência de realização de todos os procedimentos realizados

Leia mais

GERÊNCIA-GERAL DE ANÁLISE E PESQUISA DA SEGURANÇA OPERACIONAL GGAP

GERÊNCIA-GERAL DE ANÁLISE E PESQUISA DA SEGURANÇA OPERACIONAL GGAP 202 GERÊNCIA-GERAL DE ANÁLISE E PESQUISA DA SEGURANÇA OPERACIONAL GGAP ESTUDO SOBRE AS OPERAÇÕES AÉREAS DE HELICÓPTEROS NO PAÍS EM 20 OBJETIVO Traçar um perfil sobre as operações aéreas de helicópteros

Leia mais

Especialidades Médicas. Questões para todas as especialidades/áreas de atuação

Especialidades Médicas. Questões para todas as especialidades/áreas de atuação DAS PROVAS OBJETIVAS Especialidades Médicas Questões para todas as especialidades/áreas de atuação INGLÊS 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 1 2 3 Prova A A B E D C B D E A C C D E Prova B C E B B A E B C D A A B C

Leia mais

CURSO FORMAÇÃO DE BOMBEIRO PROFISSIONAL CIVIL

CURSO FORMAÇÃO DE BOMBEIRO PROFISSIONAL CIVIL 410h/a MÓDULO I - INTRODUÇÃO Aula Inaugural Materiais e Equipamentos Introdução ao Gerenciamento de Emergências/Acidentes Históricos Segurança no Trabalho Saúde Ocupacional O profissional BPC EPI e EPR

Leia mais

ESTADO: CEP: TELEFONE: FAX: DIRETOR TÉCNICO:

ESTADO: CEP: TELEFONE: FAX: DIRETOR TÉCNICO: ANEXO I FORMULÁRIO PARA VISTORIA DO GESTOR NORMAS DE CLASSIFICAÇÃO E HABILITAÇÃO DE CENTRO DE ATENDIMENTO DE URGÊNCIA TIPO I AOS PACIENTES COM AVC (deve ser preenchido e assinado pelo Gestor) (esse formulário

Leia mais

ANEXO PSIQUIÁTRICO LOURIVAL BURGOS MUCCINI SUS SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE Janeiro de 2008. COORDENAÇÃO SISTEMATIZADA DO ANEXO PSIQUIÁTRICO DO HGPV

ANEXO PSIQUIÁTRICO LOURIVAL BURGOS MUCCINI SUS SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE Janeiro de 2008. COORDENAÇÃO SISTEMATIZADA DO ANEXO PSIQUIÁTRICO DO HGPV ANEXO PSIQUIÁTRICO LOURIVAL BURGOS MUCCINI SUS SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE Janeiro de 2008. COORDENAÇÃO SISTEMATIZADA DO ANEXO PSIQUIÁTRICO DO HGPV Protocolo geral Dispõe sobre as condições para a promoção,

Leia mais

I.1 RESPONSÁVEL PELAS OPERAÇÕES NO MAR

I.1 RESPONSÁVEL PELAS OPERAÇÕES NO MAR 1 / 9 I CONSIDERAÇÕES INICIAIS O Responsável do Grupo de deve ser realizado preferencialmente a partir de aeronaves, onde é possível uma melhor visualização do cenário e das características da mancha de

Leia mais

BELL 412EP Uma aeronave indispensável para o uso diário com uma cabine ampla proporcionando flexibilidade de multi-missão.

BELL 412EP Uma aeronave indispensável para o uso diário com uma cabine ampla proporcionando flexibilidade de multi-missão. PORTUGUÊS BELL 412EP Uma aeronave indispensável para o uso diário com uma cabine ampla proporcionando flexibilidade de multi-missão. CORPORATIVO Quer seja administrar uma empresa ou um país, tudo se resume

Leia mais

Data de Vigência: Página 1 de 9

Data de Vigência: Página 1 de 9 Data de Vigência: Página 1 de 9 1- Objetivo: Realizar os exames admissionais, periódicos, demissionais e de retorno ao trabalho respeitando os critérios estabelecidos na NR 7. 2- Aplicação: Este procedimento

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Ambiente e Saúde Habilitação Profissional: Especialização Profissional Técnica

Leia mais

CASA DE SAÚDE SÃO LUCAS

CASA DE SAÚDE SÃO LUCAS CASA DE SAÚDE SÃO LUCAS RELATÓRIO DAS ATIVIDADES REALIZADAS PELA EQUIPE DO NÚCLEO HOSPITALAR DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA JANEIRO A JUNHO DE 2015 Monaliza Vanessa de Brito Gondim Moura Medeiros Patrícia

Leia mais

Este plano possui cobertura médica em todo o Brasil para urgência e emergência na forma de reembolso. Ubatuba

Este plano possui cobertura médica em todo o Brasil para urgência e emergência na forma de reembolso. Ubatuba Este plano possui cobertura médica em todo o Brasil para urgência e emergência na forma de reembolso. Veja onde estão localizados os Núcleos de Atendimento Unimed Fácil: De segunda a sexta-feira, das 8h

Leia mais

GESTÃO EM SAÚDE. cuidando de você, onde quer que você esteja!

GESTÃO EM SAÚDE. cuidando de você, onde quer que você esteja! GESTÃO EM SAÚDE cuidando de você, onde quer que você esteja! Editorial Royal Life É com muito orgulho que a Royal Life apresenta ao mercado de emergências médicas a sua frota. São ambulâncias montadas

Leia mais

O presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria encaminha ao Conselho

O presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria encaminha ao Conselho PARECER CFM nº 6/14 INTERESSADO: Sociedade Brasileira de Pediatria ASSUNTO: Participação de enfermeiros nos cursos Pals - Ressuscitação Pediátrica e de Adultos RELATOR: Cons. José Fernando Vinagre EMENTA:

Leia mais

BHS inaugura novo hangar em Cabo Frio

BHS inaugura novo hangar em Cabo Frio BHS inaugura novo hangar em Cabo Frio Nova instalação representa um investimento de R$ 40 milhões em base de grande importância estratégica. A simplificação da operação oferece suporte aos clientes na

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DO ESTADO DA SAÚDE PÚBLICA

RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DO ESTADO DA SAÚDE PÚBLICA RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DO ESTADO DA SAÚDE PÚBLICA NORMA TÉCNICA PARA FLUXO DE PACIENTES CIRÚRGICOS ENTRE HOSPITAIS GERAIS ESTADUAIS DE REFERÊNCIA DA REGIÃO METROPOLITANA E MOSSORÓ E AS UNIDADES

Leia mais

Projeto Unimed Vida 2012. Projeto Unimed Vida 2012

Projeto Unimed Vida 2012. Projeto Unimed Vida 2012 Rev.00 Aprovação: 22/12/2011 Pg.: 1 de 4 Número de escolas participantes: 20 Projeto Unimed Vida 2012 Público alvo: escolas municipais, estaduais e particulares 1 com ensino fundamental completo de Blumenau.

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE MEDICINA - BACHARELADO

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE MEDICINA - BACHARELADO UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE MEDICINA - BACHARELADO EMENTAS DISCIPLINAS MATRIZ 3 1º AO 3º PERÍODO 1 º Período C.H. Teórica: 90 C.H. Prática: 90 C.H. Total: 180 Créditos: 10

Leia mais

S.R. DA SAÚDE Portaria n.º 58/2015 de 6 de Maio de 2015

S.R. DA SAÚDE Portaria n.º 58/2015 de 6 de Maio de 2015 S.R. DA SAÚDE Portaria n.º 58/2015 de 6 de Maio de 2015 A redução de listas de espera cirúrgicas, de consultas e de meios complementares de diagnóstico e terapêutica para tempos de espera clinicamente

Leia mais

ANEXO I. Centro de Saúde nº 1 Unidade Mista 508/509 Sul. Ortopedia e Traumatologia. Ortopedia e Traumatologia. Radiologia e Diagnóstico por Imagem

ANEXO I. Centro de Saúde nº 1 Unidade Mista 508/509 Sul. Ortopedia e Traumatologia. Ortopedia e Traumatologia. Radiologia e Diagnóstico por Imagem ANEXO I QUADRO DE VAGAS - Processo Seletivo para Preceptoria dos Programas de Residência Médica Seleção 2014/1 Opção de Vaga Unidade de Saúde/SES Programa de Residência de Cargo Local de execução das atividades

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO RETIFICAÇÃO AO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 01/2014

CONCURSO PÚBLICO RETIFICAÇÃO AO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 01/2014 CONCURSO PÚBLICO RETIFICAÇÃO AO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 01/2014 Dispõe sobre a retificação do edital de abertura de inscrições para o provimento de cargo público do Quadro Permanente de Pessoal do

Leia mais

A Visão do Transporte Aéreo sobre as Fontes Renováveis de Energia

A Visão do Transporte Aéreo sobre as Fontes Renováveis de Energia A Visão do Transporte Aéreo sobre as Fontes Renováveis de Energia Seminário DCA-BR - Fontes Renováveis de Energia na Aviação São José dos Campos 10 de junho de 2010 Cmte Miguel Dau Vice-Presidente Técnico-Operacional

Leia mais

787 Panorama do Airplane Health Management. Copyright 2013 Boeing. All rights reserved. 1

787 Panorama do Airplane Health Management. Copyright 2013 Boeing. All rights reserved. 1 787 Panorama do Airplane Health Management 1 Bem-vindo ao Airplane Health Management Definição de Airplane Health Management (AHM) A importância do AHM Recursos oferecidos Operations Control Center O AHM

Leia mais

REGULAMENTO OPERATIVO AERODROMO E. MATTEI PISTICCI (MT)

REGULAMENTO OPERATIVO AERODROMO E. MATTEI PISTICCI (MT) REGULAMENTO OPERATIVO AERODROMO E. MATTEI PISTICCI (MT) 1 PREFÁCIO O presente Regulamento Operativo constitui uma pequena coleta de disposições, normas e critérios operativos, que devem ser adotados por

Leia mais

QUALIDADE E SEGURANÇA EM ASSISTÊNCIA DOMICILIAR E HOSPITALAR

QUALIDADE E SEGURANÇA EM ASSISTÊNCIA DOMICILIAR E HOSPITALAR QUALIDADE E SEGURANÇA EM ASSISTÊNCIA DOMICILIAR E HOSPITALAR HOME CARE Ajudar o paciente a resgatar a qualidade de vida em sua própria residência, é o compromisso do NADH. O atendimento personalizado é

Leia mais

O que fazer. Gesso e fraturas.

O que fazer. Gesso e fraturas. DOUTOR,POSSO VOAR? (extraído de http://www.orkut.com.br/main#commmsgs?cmm=17111880&tid=5625830708854803828, em 15/05/2012) Posso viajar de avião se estou com conjuntivite ou depois de me recuperar de um

Leia mais

ANEXO IV TABELA DE PONTUAÇÃO PARA PROVA DE TÍTULOS

ANEXO IV TABELA DE PONTUAÇÃO PARA PROVA DE TÍTULOS CONCURSO PÚBLICO PARA SAMU CENTRO-SUL Edital nº 11/2010, de 22/07/2010 ANEXO IV TABELA DE PONTUAÇÃO PARA PROVA DE TÍTULOS CARGO: CONDUTOR-SOCORRISTA 1.01 Cursos de capacitação em pré-hospitalar ou resgate*

Leia mais

QUADROS RESUMOS SÃO PAULO

QUADROS RESUMOS SÃO PAULO QUADROS RESUMOS SÃO PAULO Total de profissionais: 453.665 Enfermeiros: 105.438 Auxiliares e Técnicos de Enfermagem: 348.227 QUADRO RESUMO PERFIL SÓCIO ECONOMICO DA EQUIPE DE ENFERMAGEM SÃO PAULO BLOCO

Leia mais

PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL - PCMSO

PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL - PCMSO 1 PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL - PCMSO PORTARIA Nº 3.214 DE 08/06/78 - NR7 (com redação dada pela Portaria nº 24 de 29/12/94 e Portaria nº 8 de 08/05/96) DO OBJETO A Norma Regulamentadora

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 06/2015-EBSERH/HC-UFG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 16 DE JULHO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 06/2015-EBSERH/HC-UFG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 16 DE JULHO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 06/2015-EBSERH/HC-UFG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 16 DE JULHO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 004 Médico - Alergia e Imunologia

Leia mais

Capítulo IV Programas de treinamento pós-graduado

Capítulo IV Programas de treinamento pós-graduado Capítulo IV Programas de treinamento pós-graduado Introdução Qual será a duração ideal do treinamento de um médico para que se torne um pediatra competente? Dadas as variedades de abordagem dos treinamentos

Leia mais

Dados para geração do NFTE para Residência Médica - 2002. TI/DEDES/SESu/MEC Página 1 de 17

Dados para geração do NFTE para Residência Médica - 2002. TI/DEDES/SESu/MEC Página 1 de 17 26284 FFFCMPA Porto Alegre Anatomia Patológica 4 4 26284 FFFCMPA Porto Alegre Anestesiologia 6 6 26284 FFFCMPA Porto Alegre Cirurgia de Cabeça e Pescoço 2 2 26284 FFFCMPA Porto Alegre Cirurgia Geral 18

Leia mais

SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ - SURCE 2013 I - ACESSO DIRETO. UFC Sobral. Santa Casa de Misericórdia de Sobral

SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ - SURCE 2013 I - ACESSO DIRETO. UFC Sobral. Santa Casa de Misericórdia de Sobral SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ - SURCE 23 As vagas remanescentes são de total responsabilidade de cada uma das respectivas instituições conveniadas. LOCAL DA CHAMADA: ANFITEATRO

Leia mais

Sistemas de Alimentação de Emergência

Sistemas de Alimentação de Emergência SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE Grupo Técnico de Edificações Sistemas de Alimentação de Emergência Recebimento, Operação e Manutenção Eng. Marco Silva Balthazar Normas Aplicáveis RDC 50 NBR 5410 Instalações

Leia mais

ANÁLISE ERGONÔMICA DO TRABALHO

ANÁLISE ERGONÔMICA DO TRABALHO AET, Estuda uma situação de trabalho visando adaptá-la ao homem a partir da análise das condições técnicas, ambientais e organizacionais, buscando revelar as diferenças entre os trabalhos formal e o real.

Leia mais

EDITAL HRTN 01/2013, de 30 de dezembro de 2013 CONCURSO PÚBLICO 01/2013 ERRATA

EDITAL HRTN 01/2013, de 30 de dezembro de 2013 CONCURSO PÚBLICO 01/2013 ERRATA EDITAL HRTN 01/2013, de 30 de dezembro de 2013 CONCURSO PÚBLICO 01/2013 ERRATA A Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (FUNDEP) e o Hospital Risoleta Tolentino Neves (HRTN) COMUNICA que foram efetuadas

Leia mais

AULA 1: ORGANIZAÇÃO E PLANEJAMENTO NA EMERGÊNCIA

AULA 1: ORGANIZAÇÃO E PLANEJAMENTO NA EMERGÊNCIA AULA 1: ORGANIZAÇÃO E PLANEJAMENTO NA EMERGÊNCIA 1- INTRODUÇÃO Quando uma pessoa sofre agravo agudo à saúde, deve ser acolhido em serviço do SUS mais próximo de sua ocorrência, seja numa Unidade de Saúde

Leia mais

É sempre bom ter com quem contar!

É sempre bom ter com quem contar! É sempre bom ter com quem contar! Unimed Fácil Regional Plano Coparticipativo Se você está procurando um plano econômico mas com a qualidade que você merece, acabou de achar! O Unimed Fácil Regional é

Leia mais

Critérios para Admissão em Longo e Curto Internamento e Unidade de Dia

Critérios para Admissão em Longo e Curto Internamento e Unidade de Dia Critérios para Admissão em Longo e Curto Internamento e Unidade de Dia Critérios de Admissão em Longo Internamento O Centro Psicogeriátrico Nossa Senhora de Fátima (CPNSF), oferece serviços especializados

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ. ANEXO I DO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO n. o 001/2007-PMC CARREIRAS/CARGOS/ÁREAS DE CONHECIMENTO/REQUISTOS BÁSICOS/VAGAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ. ANEXO I DO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO n. o 001/2007-PMC CARREIRAS/CARGOS/ÁREAS DE CONHECIMENTO/REQUISTOS BÁSICOS/VAGAS PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ ANEXO I DO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO n. o 001/2007-PMC CARREIRAS/CARGOS/ÁREAS DE CONHECIMENTO/REQUISTOS BÁSICOS/VAGAS Carreira: Regulação e Fiscalização Especialista em

Leia mais

Produtos Unimed Grande Florianópolis

Produtos Unimed Grande Florianópolis Produtos Unimed Grande Florianópolis A Unimed é o plano de saúde que oferece os melhores médicos do Brasil. Vamos além para que sua saúde seja plena e de qualidade. Para nós, o importante é ver você bem

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE MATO GROSSO

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE MATO GROSSO TERMO DE VISTORIA Ao décimo nono dia do mês de janeiro do ano de dois mil e doze, o Conselho Regional de Medicina do Estado de Mato Grosso (CRM/MT) esteve presente no Hospital e Pronto Socorro Municipal

Leia mais

ANEXO I Descrição dos Cargos

ANEXO I Descrição dos Cargos ANEXO I Descrição dos Cargos DESCRIÇÃO: 1. - Auxiliar de Enfermagem: Prestar cuidados diretos de enfermagem ao paciente, por delegação e sob a supervisão do enfermeiro e do médico. Administrar medicação

Leia mais

Nomenclatura dos Produtos

Nomenclatura dos Produtos Nomenclatura dos Produtos Características Cobertura Global Abrange Consultas Médicas, Serviços Auxiliares de Diagnose e Terapia, Atendimentos Ambulatoriais, Internações Hospitalares e Parto. Cobertura

Leia mais