Conheça o Diabetes. EducaDiabetes Educação em diabetes para uma vida mais saudável. Sidney Carmo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conheça o Diabetes. EducaDiabetes Educação em diabetes para uma vida mais saudável. Sidney Carmo"

Transcrição

1 Conheça o Diabetes EducaDiabetes Educação em diabetes para uma vida mais saudável Sidney Carmo

2 Índice Este e-book foi feito para você... 3 Os sintomas do Diabetes... 4 Pré Diabetes... 5 Como prevenir o Diabetes tipo II... 6 Alimentos de bons níveis glicêmicos... 7 Alimentos com altos níveis glicêmicos... 8 Como usar o índice glicêmico... 9 Tipo I e tipo II Diabetes Pode uma boa dieta manter o diabetes controlado? Depressão e diabetes As complicações oculares causadas pelo Diabetes As complicações do pé Diabético Diabetes gestacional Obrigado Sidney Carmo. Todos os direitos Reservados 2

3 Este e-book foi feito para você Olá, tudo bem? Eu sou Sidney Carmo, diabético há 29 anos e graças a Deus, minha família e a equipe médica, não tenho complicações. Quero dizer que a informação correta é uma das coisas mais importantes para você que é diabético ou diabética, é mãe ou pai de filhos diabéticos, tem algum familiar diabético ou convive com o diabetes de alguma forma. Conhecer melhor a doença vai te possibilitar viver melhor, de forma normal e ajudar muitas pessoas a viverem melhor também. Por isso fiz este e-book, com informações básicas inicias sobre o diabetes, para lhe ajudar. Não sou médico, mas como convivo com o diabetes há muitos anos e pesquiso muito sobre o tema, fiz este e-book. Ele é fruto de pesquisas e experiências de vida; ele não é um material técnico científico Ele é simples e breve. Leia-o, é bem rápido, mas tem coisas muito importantes para você conhecer mais sobre o diabetes. Atenção: Este material não substitui as informações do seu médico. Sempre procure orientação especializada de uma equipe médica para elucidar suas dúvidas mais específicas Sidney Carmo. Todos os direitos Reservados 3

4 Os sintomas do Diabetes A diabetes é uma doença que é geralmente determinada pela concentração de glicose no sangue. A quantidade de glucose no sangue é glicemia. O índice glicêmico indica que carboidratos têm os mais altos níveis de concentração de açúcares e amidos que tornam tão difícil para alguns diabéticos digerir. A maioria dos diabéticos tem, tanto de Tipo I ou diabetes de tipo II. Geralmente, quando uma pessoa está diagnosticada com diabetes Tipo II, eles são geralmente adultos. Muitas pessoas desenvolvem diabetes tipo II mais tarde na vida, depois de experimentar alguns sintomas. Diabéticos têm um difícil tipo de processamento de certos alimentos, como açúcares e amidos, em seu sistema digestivo. Certos sinais de diabetes incluem micção frequente, sede aumentada e desejo de fluidos e pode também incluir um aumento do apetite. Em muitos casos, uma pessoa com diabetes tipo II se sente mal-estar geral, mas não consegue descobrir o que está errado. Os sintomas podem parecer uma gripe ou outras doenças. Se você estiver enfrentando sede frequente, micção excessiva e um aumento substancial do apetite, faça um teste glicémico. Fadiga é também um sintoma de diabetes e Diabetes Tipo I pode causar perda de peso, apesar do aumento do consumo de alimentos. A razão para os sintomas é devido à concentração de glucose no sangue, também chamado de glicemia. Uma vez que a concentração de glucose é aumentada para além do limite permitido, a glicose permanece na urina, provoca uma maior pressão e a micção mais frequente. Alguns pacientes com diabetes tipo I apresentam-se com náuseas, dor abdominal e um estado de coma. A cetoacidose diabética é outro termo para um coma diabético que pode resultar quando o diabetes diagnosticada não é controlada. Um coma diabético pode resultar em morte. A maioria das pessoas com diabetes tem demasiado açúcar em seu sangue. Mas pode ocorrer também a hipoglicemia, em que o paciente tem uma mais baixa do que a quantidade normal de glicose no sangue. Isso pode resultar em uma variedade de sintomas, incluindo desmaios, sentindo-se mal, imparidade de funcionamento e até mesmo coma. Se você tiver sintomas de diabetes, você deve verificar o seu nível de açúcar no sangue com o seu médico. Embora os testes mais definitivos são necessários para diagnosticar corretamente diabetes, glicemia alta ou baixa pode ser um indicador de que você deve consultar o seu médico para determinar a causa da glicose no sangue. Os sintomas da diabetes podem ser assustadores, mas são facilmente controladas. Se você sentir que você tem algum dos sintomas listados acima, não tenha medo de ver o seu médico. Diabetes, embora aparentemente assustador, é facilmente controlada. Os médicos sabem mais sobre diabetes agora do que nunca e há muitos medicamentos eficazes no mercado para manter a sua doença sob controle Sidney Carmo. Todos os direitos Reservados 4

5 Se você tiver uma família com histórico de diabetes, está acima do peso, ou não teve o seu açúcar no sangue testado recentemente, peça ao seu médico para indicar um exame de sangue para testar a glicose em sua próxima visita. Pré Diabetes O diabetes Tipo II está se tornando uma epidemia mundial. A cada dia mais e mais pessoas estão sendo diagnosticadas com esta doença potencialmente fatal. O diabetes Tipo II geralmente ocorre em pessoas adultas, embora as pessoas mais jovens estejam sendo diagnosticadas todos os dias com esta doença. De acordo com a American Diabetes Association, aproximadamente 54 milhões de pessoas nos Estados Unidos têm pré diabetes. A pré diabetes é uma condição em que os níveis de glicose no sangue são mais elevados do que o normal, mas não alto o suficiente para ser considerado diabetes tipo II. Embora o pré diabetes não seja uma doença de pleno direito, mas também pode causar complicações no coração e circulação sanguínea, se deixados sem tratamento. A boa notícia sobre pré diabetes é que, com alimentação adequada e os cuidados indicados por um médico, você pode evitar de ser diagnosticado com diabetes Tipo II. A obesidade é também uma epidemia mundial e muitos na comunidade médica acreditam que isso é relativo a para a epidemia de diabetes correspondente. É o consenso geral da comunidade médica que a obesidade é um precursor da diabetes tipo II. Portanto, aqueles que têm pré diabetes podem afastar a doença, fazendo algumas escolhas de vida saudáveis que irão eliminar a necessidade de medicação ou insulina em anos posteriores. Uma maneira de reverter os efeitos do pré diabetes é manter um peso saudável. Isto pode ser facilmente conseguido através de dieta e exercício. Para aqueles que sentem que é demais gerir o seu peso ou se queixam de que eles não têm tempo para se exercitar, eles precisam perceber que o tempo que gastam exercitar agora pode eliminar o tempo gasto em diálise. Embora nem todas as pessoas com diabetes experiência insuficiência renal, muitos a tem. Quando os rins falham, esses pacientes devem passar muitas horas por semana, ligado a uma máquina que funciona como os seus rins. Enquanto algumas pessoas são pré dispostas a diabetes através de fatores genéticos, outros adquirem esta doença por comer muitos carboidratos ruins, sendo inativos e não manter um peso saudável. Se lhe foi dito que você tem pré diabetes, não se preocupe. Você pode reverter esta condição. Começar um regime de exercícios e dieta. Dê uma olhada no índice glicêmico, que explica quais os alimentos que diabéticos devem evitar e siga estas sugestões Sidney Carmo. Todos os direitos Reservados 5

6 Consulte o seu médico para um programa de perda de peso, e faça o controle dos seus níveis de glicose no sangue. O pré diabetes não tem de se transformar em diabetes do Tipo II. Através do desenvolvimento de um estilo de vida mais saudável, você pode reverter essa condição e levar uma vida mais longa e saudável. Como prevenir o Diabetes tipo II Em muitos casos, a diabetes é uma doença hereditária. Pessoas que têm parentes de primeiro grau com esta doença são mais propensas a desenvolvê-la do que as pessoas sem predisposição genética. O médico pode fazer uma série de análises de sangue que vai determinar se ou não o paciente é pré disposto para esta condição. Se uma pessoa tem uma condição pré diabético, há muitas coisas que podem fazer para evitar contrair esta doença. No entanto, Diabetes Tipo II tornou-se quase uma epidemia. Muitos na comunidade médica acreditam que uma das razões que muitas pessoas adquirem essa condição potencialmente fatais é de obesidade. As pessoas consomem alimentos que são ricos em carboidratos e açúcares e pobre em nutrientes a uma taxa alarmante. Muitas vezes pensamos em diabéticos como sendo as pessoas com um guloso que anseiam açúcar. Este não é o caso. Mais frequentemente, uma pessoa que é obesa tem mais de uma chance de ter diabetes do que uma pessoa que mantém o seu peso. Uma maneira como prevenir diabetes é por gerir o seu peso. Embora há pouco que você pode fazer sobre ter uma predisposição genética para a doença, existem maneiras que você pode evitar tornar-se um dos milhões de pessoas que desenvolvem diabetes a cada ano. Quando procuram como prevenir diabetes, a primeira coisa que uma pessoa pode fazer é observar o seu peso. Estudos indicam que as pessoas que estão acima do peso são mais propensas a desenvolver diabetes. Como prevenir diabetes. A regra número um é gerir o seu peso. Uma forma de gerir o seu peso é ficar longe de alimentos carregados com gorduras saturadas e açúcares. Fique longe de fast food, que é geralmente alta em gorduras, carboidratos e açúcares. A maioria dos alimentos fast food oferece pouco em termos de nutrição, mas são ricos em gordura e hidratos de carbono. Outra maneira de prevenir diabetes é exercitar. Exercitar-se regularmente melhora o controle de açúcar no sangue. Porque os músculos ativos dissipam a glicose do sangue mais rapidamente do que os músculos não exercitados; o exercício regular pode fazer maravilhas protelando ou prevenindo o diabetes. Além disso, o exercício regular também ajuda a manter o peso estável, um outro fator na prevenção da obesidade Sidney Carmo. Todos os direitos Reservados 6

7 Mais uma vez, a ideia errada de que a diabetes ocorre em pessoas através do consumo excessivo de açúcares é impreciso. Não é só o açúcar que contribui para a doença. Embora seja bom evitar o uso de excesso de açúcar em sua dieta, hidratos de carbono também contribuem para o aparecimento da diabetes. Uma maneira de prevenir o diabetes é se tornar consciente do índice glicêmico. O índice glicémico foi desenvolvido em 1981 e taxas de hidratos de carbono que são mais difíceis de eliminar a glicose do sangue. Quando perguntando como prevenir diabetes, concentrar sua atenção sobre o seu peso, dieta e exercício. Em muitos casos, as mudanças de estilo de vida simples podem impedir alguém de obter esse potencial risco para o desenvolvimento da doença. Alimentos de bons níveis glicêmicos O índice glicêmico foi descoberto em 1981 e é a base para muitas dietas recentemente populares. O índice glicêmico determina quanto tempo certos carboidratos levam para ser digeridos no organismo. Aqueles com uma classificação alta se transformam rapidamente em açúcar. Os alimentos de bom nível, ou seja, aqueles com as taxas mais baixas, são mais desejáveis não só para os diabéticos, mas para aqueles que estão controlando a sua ingestão de hidratos de carbono através de dietas para controle do peso. Os alimentos com bom nível glicêmico tendem a serem absorvidos mais lentamente pelo organismo, permitindo que o corpo quebre os açúcares refinados e amidos para que o corpo possa digeri-los adequadamente. Pessoas com diabetes tipo I e tipo II têm dificuldade em digerir carboidratos, particularmente aqueles que são de elevados índices glicêmicos, e esta falta de uma boa digestão torna difícil para os diabéticos eliminar a glicose do sangue. Enquanto a maioria dos diabéticos são sábios para evitar a maioria, se não todos os hidratos de carbono, como estes são o que são as mais difíceis de digerir e quebrar, certos carboidratos são melhores que outros para diabéticos consumir. Alimentos com bom nível glicêmico tendem a ter uma baixa pontuação no índice glicêmico, que foi desenvolvido em 1981 na Universidade de Toronto. Estes são muito mais saudáveis, e preferíveis do que aqueles com altos níveis. Alguns dos alimentos com baixos índices glicêmicos incluem a maioria das frutas e vegetais, embora frutas e verduras contêm açúcar, açúcares contidos nesses alimentos não causam grandes alterações nas glicemias. O único vegetal que um diabético deve evitar é a batata, uma vez que tem um alto índice glicêmico. Outras frutas e vegetais, no entanto, são preferíveis do que o arroz branco, pão branco, flocos de milho e qualquer coisa feita com açúcar branco refinado ou farinha. Outros alimentos com bom nível glicêmico incluem pães integrais e massas. Se você ou um ente querido tem diabetes tipo I ou tipo II, você deveria mudar para Sidney Carmo. Todos os direitos Reservados 7

8 alimentos integrais. Isso pode ser extremamente útil para quem quer gerir a sua glicemia, bem como qualquer pessoa que queira seguir tais dietas baixas carboidratos. Muitas vezes, não é uma questão de eliminar os hidratos de carbono quando se está usando dieta para controlar seu diabetes, mas a entender o funcionamento da tabela de carboidratos, para um bom controle. A diabetes é uma doença que pode ser controlada por uma dieta adequada, uma monitorização de açúcar no sangue e a seguir as ordens do médico, na medida do medicamento. Alimentos com altos níveis glicêmicos Em 1981, o Dr. David Jenkins, da Universidade de Toronto veio com um sistema de classificação para hidratos de carbono com base em quanto tempo levam para serem absorvidos pelo organismo. Alguns carboidratos são absorvidos muito lentamente e liberam glicose gradualmente na corrente sanguínea, e tem um baixo índice glicêmico. Para as pessoas que são diabéticas, particularmente aqueles que são dependentes de insulina, um baixo índice glicêmico é preferível. Estes alimentos permitem que a insulina ou medicação respondam. Outros alimentos são classificados de alto índice glicêmico. Estes alimentos têm atualmente altas classificações e elevam o nível de glicose no sangue rapidamente. Alimentos com alto nível glicêmico podem ser benéficos para as pessoas que estão se recuperando de um esforço físico ou aqueles que sofrem de hipoglicemia. Pessoas com Diabetes Tipo I ou Tipo II devem evitar alimentos de alto nível glicêmico. Alguns exemplos de alimentos que de alto nível glicêmico incluem flocos de milho, arroz branco, pães brancos e batatas cozidas. As pessoas que têm diabetes, ou Tipo I ou Tipo II, devem evitar esses alimentos, tanto quanto possível. Outros alimentos que são de elevado nível glicêmico incluem aqueles com grandes quantidades de açúcar refinado branco ou farinha branca. Uma coisa que um médico irá dizer a um paciente sobre como evitar estes alimentos é evitar qualquer comida com farinha branca (pão branco, massas feitas com farinha branca e até mesmo bolos ou doces feitos com açúcar branco refinado ou farinha branca). Alimentos de nível glicêmico elevados tendem a levar muito tempo para consumir no sistema de um diabético. A glicose, ou açúcar, permanece no sangue porque o sistema de um diabético é incapaz de processar os açúcares e farinhas. A glicose permanece no sangue e na urina fazendo com que o diabético urine com frequência e tenham muita sede. Depois de um tempo, se não tratado, o diabetes pode fazer com que os rins comecem a doer, porque eles não estão funcionando corretamente. Este é um Sidney Carmo. Todos os direitos Reservados 8

9 sintoma de que os diabéticos apresentam frequentemente quando procuram um médico. Eles também podem ter sangue na urina e, na pior das hipóteses, desmaiar ou entrar em um episódio de semiconsciência, confusão que pode até levar a um coma diabético. Em alguns casos, um coma diabético pode ser fatal. As pessoas que têm diabetes tipo I e tipo II devem ser muito conscientes de que dos alimentos que têm um alto índice glicêmico devem ser evitados em sua dieta. Com dieta adequada, medicamentos ou insulina e monitoramento de açúcar no sangue, os diabéticos podem levar uma vida normal. Diabetes não é uma sentença de morte em tudo. É simplesmente uma condição que muitas pessoas possuem que não permite o seu corpo para quebrar açúcares e amidos através do seu sistema de modo normal. Diabetes é prejudicial a um indivíduo que não segue o conselho de seu médico, não consume uma dieta adequada e não monitora seus níveis de glicose no sangue. As pessoas que aderem às orientações médicas relativas à diabetes têm tanto de uma chance de viver uma vida normal como qualquer outra pessoa. Como usar o índice glicêmico O índice glicêmico é uma classificação de hidratos de carbono que foi desenvolvido em 1981 pelo Dr. David J. Jenkins, da Universidade de Toronto. Este conceito foi desenvolvido para ajudar as pessoas que queriam classificar hidratos de carbono com base em como afetaram os níveis de glicose no sangue. Diferentes hidratos de carbono são absorvidos pelo sistema de maneiras diferentes e todas são digeridas de formas diferentes. Os hidratos de carbono que quebram e causam digestão rápida tendem a deixar a maior parte da glicose no fluxo de sangue e fazem com que a maior parte dos danos para uma pessoa diabética. Exemplos de tipos de alimentos que aumentam rapidamente os níveis de glicose são: açúcar, farinha branca, batata cozida, batatas fritas, massas feitas com farinha branca. Mesmo flocos de milho são considerados carboidratos ruins para o índice glicêmico. Isso pode ser informação valiosa para quem acaba de ser diagnosticado com diabetes e quer descobrir quais os alimentos que são mais benéficos. Enquanto a maioria dos diabéticos vai ser dito para evitar carboidratos, evitando carboidratos todos juntos muitas vezes não é viável. Para alguém que pensa que uma barra de chocolate é muito pior do que o pão branco, o índice glicêmico pode ser um abridor de olho real e pode ser uma ótima maneira como usar o índice glicêmico para alguém que está tentando descobrir o que os hidratos de carbono são mais seguros do que outros. Alguns alimentos, como frutas e certos produtos hortícolas, tem baixo índice glicêmico e demoram mais tempo para absorver na corrente sanguínea, dando ao corpo o benefício dos nutrientes, enquanto permite que o corpo elimine a glicose de uma forma mais natural. Uma ressalva quando se trata de frutas e Sidney Carmo. Todos os direitos Reservados 9

10 legumes é que as batatas cozidas não são consideradas no grupo de baixa no índice glicêmico. Por uma questão de fato, as batatas são um dos mais altos alimentos classificados no índice glicêmico. As pessoas consomem batatas fritas em todo o mundo de forma preocupante. Não só eles são ricos em gordura e oferecem pouca proteína, mas também muito ricos em hidratos de carbono. Carboidratos intermediários no índice glicêmico incluem alimentos com uma classificação de 56 para 69. Estes incluem barras de chocolate, alguns arrozes castanhos e croissants. A maioria das pessoas pode assumir que um pedaço de pão branco é muito pior para uma pessoa com diabetes do que uma barra de chocolate, mas isso não é verdade. Ao aprender as diferentes avaliações e classificações no índice glicêmico, uma pessoa que está assistindo seus carboidratos, bem como a sua dieta diabética pode aprender algumas lições valiosas e aprender a usar o índice glicêmico para sua vantagem. O importante é aprender a fazer a contagem de carboidratos corretamente, procurando um nutricionista e aplicar isto em sua rotina. Tipo I e tipo II Diabetes Existem dois tipos diferentes de diabetes. Tipo I e Tipo II. Diabetes Tipo I é geralmente diagnosticado em crianças e adultos muito jovens. Diabetes do tipo I difere do Tipo II, em que uma pessoa com diabetes do Tipo I não produz nenhuma insulina. A insulina é necessária para levar o açúcar do sangue para as células. Diabetes tipo I costumava ser chamado de diabetes juvenil, uma vez que foi diagnosticado em crianças em idades precoces. Os sintomas da diabetes de Tipo I e Tipo II são muito semelhantes. Micção frequente, sede frequente, fome excessiva são três dos sintomas mais comuns. Uma pessoa com Diabetes Tipo I deve usar aplicação de insulina para o resto de sua vida. Isso não significa que eles não podem levar uma vida longa e produtiva. Na verdade, pessoas que são diagnosticadas na juventude acabam se acostumando com o tratamento e são geralmente mais complacentes do que aqueles que são diagnosticados com diabetes tipo II mais tarde na vida e que tendem a ignorar muitas opções de tratamento. Anos atrás, uma criança que era diagnosticada com diabetes tipo I tinha de injetar-se todos os dias com a insulina para permanecer viva. Hoje, no entanto, as bombas de insulina estão disponíveis que fazer injeções diárias de uma coisa do passado. Uma pessoa com diabetes do Tipo I, tal como é o caso de pessoas com diabetes do tipo II, tem de prestar atenção a sua dieta e evitar certos alimentos ricos em açúcar e amido Sidney Carmo. Todos os direitos Reservados 10

11 Em 1981, o índice glicêmico foi desenvolvido na Universidade de Toronto, que avaliaram quais os alimentos que os diabéticos devem evitar em um sistema de escala. Alguns alimentos têm muito elevadas na escala e levou um longo tempo para processar no sistema, causando mais pressão sobre os rins e efeitos adversos sobre a insulina. Outros alimentos foram baixos na escala e digerido a um ritmo mais lento. Durante anos, ele era comumente assumido que os doces eram a causa da diabetes em que estes eram os únicos alimentos a evitar. Com o advento do índice glicêmico, bem como outros estudos médicos, tornou-se evidente que os doces não eram os únicos alimentos a evitar. Por uma questão de fato, uma batata cozida, pode ser mais prejudicial do que uma barra de chocolate. Os hidratos de carbono são a perdição para os diabéticos. Este é o grupo de alimentos classificado no índice glicêmico. Pessoas com diabetes tipo I e tipo II devem limitar a sua ingestão de hidratos de carbono. Certos carboidratos, os classificados baixa no índice glicêmico, podem ser tomadas em quantidades menores. Aqueles na escala alta devem ser evitados a todo o custo. Pessoas com diabetes tipo II são geralmente diagnosticadas mais tarde na vida. Esta condição muitas vezes afeta os idosos e aqueles que são obesos. Os incidentes de diabetes tipo II têm espelhado incidentes de obesidade, e a maioria da comunidade médica concorda que há uma ligação clara à obesidade e ao desenvolvimento desta doença. Pessoas com diabetes tipo II não produzem a insulina suficiente para quebrar a glicose no seu sistema e fazer com que seus rins a trabalhar horas extras para se livrar dos resíduos. Enquanto algumas pessoas com diabetes tipo II são prescritos insulina, a maioria são iniciados em um regimento de medicação oral. Médicos geralmente esperam que, ao tomar a medicação conforme prescrito, fazer exercícios, comer os alimentos certos e controlar os seus níveis de glicose no sangue, eles podem evitar o uso de insulina. Em muitos casos, os pacientes são muito bem-sucedidos em manter bons níveis de açúcar no sangue, modificando sua dieta, exercício e perda de peso. Outros que não são bemsucedidos geralmente acabam tomando insulina. Tal como acontece com ambos os tipos I e diabetes do tipo II, existem complicações. Estas complicações, como doenças cardíacas, lesões nervosas, doenças renais e doenças de pele podem ser evitadas se os pacientes respeitarem as instruções de seu médico, aprender sobre sua doença e fazer todo o possível para gerenciá-lo. Diabetes está longe de ser uma sentença de morte. Com a manutenção adequada, aqueles com tipo I e diabetes tipo II pode viver vidas longas e felizes Sidney Carmo. Todos os direitos Reservados 11

12 Pode uma boa dieta manter o diabetes controlado? Após ter sido diagnosticado com diabetes, os pacientes devem ter um bom controle sobre sua. A maioria dos médicos concorda que uma boa dieta, baixa em carboidratos e açúcares pode ajudar uma pessoa com diabetes a evitar muitas das complicações que muitas vezes acompanham a doença. Enquanto uma boa dieta não pode curar a doença, necessariamente, uma boa dieta pode manter o diabetes sob controle. As pessoas que têm diabetes têm dificuldade ou não conseguem processar alguns alimentos, tais como açúcares e amidos. Em vez de ocorrer processamento normalmente através de seu sistema, eles permanecem no sistema e acabam aumentando a glicose na corrente sanguínea. Quando isto ocorre, é chamado de glicemia - que é muito açúcar no sangue. As pessoas com diabetes do Tipo I e do Tipo II sofrem de excesso de glicose no sangue. À medida que a glicose não é digerida normalmente, ela pode causar problemas nos rins, no fígado, na acuidade visual, no coração e na circulação de sangue, em geral. Dependendo do tipo e estágio do diabetes, um médico irá prescrever uma medicação oral ou insulina. Ambos ajudam o corpo a processar os açúcares no sangue, para quebrá-los e permitir que corpo do paciente os use para energia, mantendo o nível de glicemia normal. No entanto, a insulina e medicamentos não são nenhum substituto para uma dieta saudável. Só porque uma pessoa está a tomar medicação ou insulina não lhes dá carta-branca para consumir todo o açúcar e carboidratos que podem ter em suas mãos. É essencial que uma pessoa com diabetes não só tomar a medicação ou insulina conforme as instruções, mas também aderir a uma dieta para diabéticos. Isto significa que se familiarizar com os alimentos que devem ser evitados e que alimentos podem ser consumidos com moderação. O índice glicêmico foi criado em 1981 para avaliar o que os carboidratos são o pior para aqueles com diabetes. Os hidratos de carbono que estão no topo da lista, como pão branco devem ser evitados. Os hidratos de carbono que têm notas baixas, tais como arroz integral, podem ser consumidos com moderação. É muito difícil para qualquer um evitar carboidratos completamente, razão pela qual a familiarizar-se com o índice glicêmico é tão importante no tratamento de diabetes. Depressão e diabetes Muitas pessoas que são diagnosticadas com diabetes estão sobrecarregadas com um ataque de novas informações, medicamentos, consultas médicas e uma sensação de impotência. Diabetes pode ser assustador, especialmente para quem não está familiarizado com a doença. Tem que aprender sobre complicações, insulina e medicamentos, e acabam se sentindo inútil, pois se sentem incapazes de gerir o problema Sidney Carmo. Todos os direitos Reservados 12

13 Muitos diabéticos experimentam um período de negação quando são diagnosticados pela primeira vez com diabetes. Eles se recusam a acreditar que há qualquer coisa de errado com eles. Enquanto eles permanecem em negação, o quadro se agrava. Este muitas vezes pode conduzir a depressão. Depressão e diabetes muitas vezes andam de mãos dadas. De acordo com a Associação Americana de Diabetes, as pessoas com diabetes têm um risco maior de desenvolver depressão do que outros indivíduos. O estresse de gestão da diabetes pode se tomar um peso para o indivíduo. Existem novos medicamentos a tomar, o açúcar no sangue devem ser monitorado frequentemente e um registro mantido por seu médico. Há consultas médicas frequentes e pode haver várias combinações de medicamentos diferentes necessários antes de seu açúcar no sangue se equilibrar e estar sob controle. Além disso, as pessoas que têm diabetes são frequentemente confrontados com mudanças de estilo de vida repentinas. Os alimentos que eles apreciaram uma vez agora são tabus. Um regime de exercício é muitas vezes recomendado, o que pode ser bom para a depressão, mas as pessoas com depressão muitas vezes têm pouca energia para começar um regime de exercícios. Como a depressão continua, as pessoas muitas vezes perdem o interesse em monitorar seus níveis de açúcar no sangue e pode até pular a medicação. Os sintomas da depressão incluem uma perda de prazer nas atividades diárias que você usou para desfrutar, assim como uma mudança no apetite. Você pode ter dificuldade para se concentrar e ter problemas para dormir. Ou você pode até dormir demais. Muitas pessoas sofrem de depressão, mas para um diabético, pode ser fatal. Depressão e diabetes é uma combinação perigosa. As pessoas que são diagnosticadas com diabetes podem capacitar-se por aprender tanto sobre a doença quanto possível desde o início. Isso pode aliviar a sensação de impotência que muitas vezes acompanha os diagnósticos. Faça as suas perguntas ao seu médico. Faça uma pesquisa. Descubra como você pode ajudar a gerenciar a doença. Se você acha que está sofrendo de alguns dos sinais de depressão, pergunte ao seu médico para recomendar um terapeuta que está familiarizado em lidar com pessoas com doenças crônicas. A terapia pode ser crucial para um paciente diabético que se sente isolado por causa de todo o trabalho extra envolvido no tratamento de sua doença. Não tenha medo de discutir a sua doença com a família e amigos. Diabetes não é causa de vergonha, é uma doença que afeta milhões de pessoas. Se possível, participar de algum grupo de apoio que também têm outras pessoas com diabetes. Neste grupo, você não só irá sentir que não está só, pois encontrará várias pessoas que estão enfrentando os mesmos problemas que você, mas também pode aprender novas informações. Sempre que alguém é diagnosticado com uma doença crônica, pode ocorrer o risco de depressão. Seu mundo mudou e já não se sente seguro. Pior de tudo, eles se sentem fora de controle. Se você é diagnosticado com diabetes, retomar Sidney Carmo. Todos os direitos Reservados 13

14 o controle e aprender a gerir a sua doença é fundamental. Ao capacitar-se, você não só será capaz de gerir eficazmente a sua diabetes, você irá eliminar a depressão. As complicações oculares causadas pelo Diabetes Diabéticos não processam açúcares e amidos em seus sistemas como outros indivíduos. Estas substâncias ficam dentro de seu sistema e entram na corrente sanguínea. As quantidades elevadas de açúcares no sangue, também chamados de glicose, são chamadas de glicemia. A glicemia é uma condição quando alguém tem uma quantidade elevada de glicose no sangue. Isso é muitas vezes determinado por um exame de sangue. Pessoas com diabetes têm monitores e é suposto testar os seus níveis de glicose no sangue periodicamente durante todo o dia para monitorar a glicemia. A glicemia pode causar muitas complicações no corpo de uma pessoa com diabetes. Algumas das complicações incluem o coração, circulação, vasos sanguíneos, rins e até mesmo a visão. Devido aos elevados níveis de glicemia, uma pessoa com diabetes corre o risco de ter problemas com a sua visão. Complicações oculares da diabetes incluem os que afetam a retina, o vítreo, o cristalino e o nervo ótico. Complicações oculares de diabetes levam algum tempo para se desenvolver. O primeiro estágio é geralmente danos na retina. Minúsculos vasos sanguíneos formam a retina e a glicose elevada no sangue pode causar inchaço nestes vasos. Eles gradualmente começam a enfraquecer e a pessoa começa a experimentar problemas de visão. Por esta razão, uma pessoa com diabetes devem fazer um exame ocular, uma vez por ano. Durante o exame, os olhos devem ser dilatados para ver a condição. Este exame é popularmente chamado de fundo de olho. O nome de complicações oculares da diabetes é conhecido como retinopatia diabética. Uma pessoa com diabetes deve contar com um oftalmologista qualificado que esteja familiarizado com esta condição. Alguns dos sinais de danos da retina do diabetes incluem visão embaçada, luzes piscando, manchas escuras na frente dos olhos, dor nos olhos, ou a pressão e problemas com a visão periférica. Se você tiver sido diagnosticado com diabetes e estão tendo algum destes problemas, consulte o seu oftalmologista para um exame oftalmológico completo. Existem cirurgias disponíveis que podem permitir aos diabéticos ser capaz de recuperar a visão em seus olhos e certos tratamentos podem prevenir danos maiores. Uma maneira que a pessoa com diabetes pode evitar complicações oculares da diabetes é familiarizar-se com o índice glicêmico que as taxas de diferentes alimentos que não devem ser incluídos em uma dieta para diabéticos. O exercício Sidney Carmo. Todos os direitos Reservados 14

15 também é útil no controle do diabetes como é a eliminação de álcool e tabagismo. Manter um peso desejável é crucial para gerir a sua diabetes. Outras complicações oculares da diabetes incluem catarata e glaucoma. Enquanto cataratas são relativamente fáceis de curar, o glaucoma é um precursor para cegueira e necessita ser tratado. É por isso que é tão importante que alguém com diabetes gere a sua doença com a ajuda de um oftalmologista qualificado. Muitas complicações oculares da diabetes podem ser evitadas, se uma pessoa com a condição mantém um estilo de vida saudável e compatível no seu tratamento da diabetes. Manter o seu peso. Exercício. Comer uma dieta adequada que elimina carboidratos e açúcares e se familiarizar com o índice glicêmico. Evite álcool e não fumar. Tome os medicamentos prescritos como indicado pelo seu médico e consulte o seu médico em intervalos sugeridos por ele ou ela. Monitore seu nível de glicose no sangue tão frequentemente como prescrito. Assim você pode evitar complicações oculares da diabetes, bem como outras mais complicações fatais da doença. As complicações do pé Diabético Sempre que pensamos sobre as pessoas com diabetes, muitas vezes pensamos neles como tendo problemas com seus pés. Esta é uma das complicações mais comuns do diabetes. O paciente com diabetes, mais do que ninguém, precisa ter certeza de que deve resolver quaisquer problemas com os pés no início, evitando assim piores estágios. Complicações do pé diabético são causadas por neuropatia. A neuropatia é causada por elevados níveis de glicose no sangue, o que acaba o sistema nervoso central após um período de tempo, e também afeta os nervos em diferentes partes do seu corpo. Na maioria das vezes a ocorrência é nos nervos dos pés. A dificuldade inicial é a não perceção do problema, já que as pessoas com diabetes que têm danos nos nervos, muitas vezes não sentem dor ou frio ou até mesmo calor. Pessoas com diabetes descontrolado, muitas vezes podem ferir os seus pés sem sentir. A lesão pode resultar em uma bolha ou ferida que demora a curar, e algumas vezes torna-se infetado e as complicações do pé de diabético começam. Além de não ter as sensações nervosas adequadas em seus pés, as pessoas com diabetes frequentemente desenvolvem pés muito secos porque os nervos que secretam óleo nos pés não funcionam mais. Seus pés podem descascar e rachar, o que torna ainda mais provável para eles terem feridas em seus pés Sidney Carmo. Todos os direitos Reservados 15

16 Como os níveis de glicose no sangue tornam difícil para afastar infeção, um diabético com uma ferida no seu pé deve ser tratado de forma diferente do que uma pessoa sem diabetes. A ferida pode ser muito lento para curar, e se tiver infeção conjuntamente, pode conduzir a gangrena e, em alguns casos, amputação. Complicações do pé diabético funcionam assim. Uma pessoa que tem diabetes e que não consegue manter seu nível de glicose no sangue sob controle recebe uma lesão no seu dedo do pé. Ela começa a sangrar e rachar. Em seguida, faz-se curativo, esperando que ele vai curar. Se não curar, logo a ferida infeciona. Então, deve-se ir ao médico para começar o tratamento com antibióticos. Às vezes isso funciona, às vezes não. Quando a ferida não cicatriza e que a infeção começa a se espalhar, a gangrena pode acontecer. A gangrena pode matar uma pessoa. Assim, a pessoa com diabetes tem uma escolha, eles podem perder o seu dedo do pé ou sua vida. Em alguns casos, no entanto, a gangrena já se espalhou para o pé. Além disso, a amputação arrisca mais infeção. Em muitos casos, não só a pessoa perder o seu dedo do pé, mas todo o seu pé. Isso pode continuar até que eles perdem a sua perna. Esta informação não é para assustar ninguém com diabetes. É só para fazer uma pessoa perceber como é vital para qualquer pessoa com essa condição estar ciente das complicações dos pés diabéticos. Ninguém tem que perder um dedo do pé ou um pé ou uma perna. Eles simplesmente precisam gerenciar sua doença, para que possam manter um nível de glicose no sangue saudável que lhes permitirá lutar contra qualquer infeção que pode surgir. Ao manter um nível de glicose saudável e evitar a altas glicemias, uma pessoa com diabetes pode levar uma vida plena. Evite alimentos que são ricos em amido e açúcares. O índice glicêmico é uma excelente ferramenta que pode informar um diabético sobre quais os alimentos que devem ser evitados. Manter o seu peso e exercitar regularmente. Isso também irá impulsionar o seu sistema imunológico. Não deixe de visitar o seu médico regularmente e monitorar o seu nível de glicose no sangue. Mantenha um registro dos níveis de apresentar o seu médico para que ele ou ela pode ajustar sua insulina ou medicação, se necessário. Diabetes não tem de ser um assassino. A glicemia alta é fatal, mas pode ser controlada. Se você ou um ente querido tem essa condição, consulte o médico regularmente e siga os planos para controlar a doença Sidney Carmo. Todos os direitos Reservados 16

17 Diabetes gestacional De acordo com a American Diabetes Association, cerca de quatro por cento das mulheres grávidas desenvolvem diabetes gestacional. A diabetes gestacional é uma condição em que uma mulher que nunca teve diabetes desenvolve elevados níveis de glicemia durante a gravidez, geralmente dentro do prazo depois da gravidez. Estima-se que existam cerca de 135 mil casos de diabetes gestacional a cada ano só nos Estados Unidos. Na maior parte dos casos, mulheres que desenvolvem diabetes gestacional não irão desenvolver diabetes de Tipo II. Esta é uma condição afetada pela gravidez e a incapacidade da mãe usar a insulina desenvolvido naturalmente no seu corpo. É causada por hormonas desencadeadas pela gravidez e faz com que a matriz para se tornar resistente à insulina. Aos poucos, a mãe desenvolve elevados níveis de glicemia, referidos como hiperglicemia. Normalmente, uma mulher com diabetes gestacional será tratada para a doença durante a gravidez. Embora não existam defeitos congênitos associados a este tipo de doença, não há geralmente um grande motivo para alarme para a criança. No entanto, se a condição não for tratada, pode machucar o bebê. Porque se a mãe não se cuidar e tiver sua glicose no sangue excessiva, a criança está recebendo mais do que a sua quota de energia e gordura. Isso muitas vezes resulta em macrossomia. Macrossomia é simplesmente o nome clínico para um bebê com maior índice de gordura que o normal. Enquanto algumas pessoas pensam que um bebê obeso é o sinal de um bebê saudável, uma criança nascida muito gorda pode ter um problema de adaptação de pelo canal do parto. Isto pode causar danos no ombro e pode necessitar de uma secção cesariana. Além disso, bebês que nascem obesos podem desenvolver problemas respiratórios e, se permanecerem obesos, pode-se desenvolver diabetes tipo II. Felizmente, existe tratamento para a diabetes gestacional. As injeções de insulina são geralmente dadas para a mãe para manter os níveis de glicose no sangue intacto. Uma mulher que está pensando em engravidar, no entanto, pode evitar a complicação de desenvolver diabetes gestacional antes de engravidar. Algumas das maneiras que uma mulher pode fazer isso é perder peso, se ela já está acima do peso antes de engravidar, desenvolver uma rotina de exercícios saudáveis e seguir algumas orientações alimentares. O índice glicêmico é uma ferramenta ideal para uma mulher que está pensando em engravidar a usar para determinar quais os alimentos a evitar. O índice glicêmico foi desenvolvido para diabéticos para categorizar carboidratos para aqueles com diabetes. Quando você fica grávida, siga os conselhos do seu médico sobre a dieta e exercício, bem como quaisquer dietas de carboidratos. Antes de engravidar, discuta quaisquer preocupações que você tem sobre peso ou diabetes com seu médico, e ele ou ela provavelmente pode lhe dar alguns conselhos sobre como evitar esta complicação da gravidez Sidney Carmo. Todos os direitos Reservados 17

18 Mesmo se você for diagnosticado com diabetes gestacional, as chances são que você não vai desenvolver diabetes do tipo II. A diabetes gestacional não é um motivo para pânico. Há uma abundância de cuidado disponível para mulheres com esta condição. Só não se esqueça de seguir todas as instruções dadas pelo seu médico Sidney Carmo. Todos os direitos Reservados 18

19 Obrigado Conhecer sobre os problemas que vivemos é fator primordial para podermos vencê-los. O diabetes é uma doença que afeta milhões de pessoas, mas infelizmente muitas não dão muita atenção em conhecer mais sobre a mesma, e por isso, podem acabar a ter sérias complicações. Saiba que conhecer mais sobre o diabetes vai te levar a ter um melhor controle sobre seu problema e viver com melhor qualidade de vida. Com certeza vai te levar a ter uma vida mais saudável e feliz. Este é meu desejo para você e para as pessoas que ama. Fiquem com Deus. Se tiver qualquer dúvida ou pergunta, por favor me contate pelo Sidney Carmo. Todos os direitos Reservados 19

Tome uma injeção de informação. Diabetes

Tome uma injeção de informação. Diabetes Tome uma injeção de informação. Diabetes DIABETES O diabetes é uma doença crônica, em que o pâncreas não produz insulina em quantidade suficiente, ou o organismo não a utiliza da forma adequada. Tipos

Leia mais

0800 30 30 03 www.unimedbh.com.br

0800 30 30 03 www.unimedbh.com.br ANS - Nº 34.388-9 0800 30 30 03 www.unimedbh.com.br Março 2007 Programa de Atenção ao Diabetes O que é diabetes? AUnimed-BH preocupa-se com a saúde e o bem-estar dos seus clientes, por isso investe em

Leia mais

Convivendo bem com a doença renal. Guia de Nutrição e Diabetes Você é capaz, alimente-se bem!

Convivendo bem com a doença renal. Guia de Nutrição e Diabetes Você é capaz, alimente-se bem! Convivendo bem com a doença renal Guia de Nutrição e Diabetes Você é capaz, alimente-se bem! Nutrição e dieta para diabéticos: Introdução Mesmo sendo um paciente diabético em diálise, a sua dieta ainda

Leia mais

Saiba quais são os diferentes tipos de diabetes

Saiba quais são os diferentes tipos de diabetes Saiba quais são os diferentes tipos de diabetes Diabetes é uma doença ocasionada pela total falta de produção de insulina pelo pâncreas ou pela quantidade insuficiente da substância no corpo. A insulina

Leia mais

A PESSOA COM DIABETES

A PESSOA COM DIABETES A PESSOA COM DIABETES A diabetes mellitus é uma doença crónica com elevados custos humanos, sociais e económicos, em rápida expansão por todo o mundo. Calcula-se que Portugal terá, na segunda década deste

Leia mais

Diabetes. Introdução. Sintomas

Diabetes. Introdução. Sintomas Diabetes Introdução A diabetes desenvolve-se quando o organismo não consegue controlar a quantidade de glicose (açúcar) no sangue. Isto pode acontecer se o corpo não produzir quantidades suficientes da

Leia mais

D I R E T O R I A D E S A Ú D E

D I R E T O R I A D E S A Ú D E Saúde In Forma Junho/2013 Dia 26 de Junho Dia Nacional do Diabetes Diabetes é uma doença metabólica caracterizada por um aumento anormal da glicose ou açúcar no sangue. A glicose é a principal fonte de

Leia mais

Conheça mais sobre. Diabetes

Conheça mais sobre. Diabetes Conheça mais sobre Diabetes O diabetes é caracterizado pelo alto nível de glicose no sangue (açúcar no sangue). A insulina, hormônio produzido pelo pâncreas, é responsável por fazer a glicose entrar para

Leia mais

Agora que tenho diabetes... O que posso fazer para permanecer no controle?

Agora que tenho diabetes... O que posso fazer para permanecer no controle? Agora que tenho diabetes... O que posso fazer para permanecer no controle? Tenho diabetes: o que isso significa, afinal? Agora que você recebeu o diagnóstico de diabetes, você começará a pensar em muitas

Leia mais

INTRODUÇÃO. Diabetes & você

INTRODUÇÃO. Diabetes & você INTRODUÇÃO Diabetes & você Uma das coisas mais importantes na vida de uma pessoa com diabetes é a educação sobre a doença. Conhecer e saber lidar diariamente com o diabetes é fundamental para levar uma

Leia mais

Alterações Metabolismo Carboidratos DIABETES

Alterações Metabolismo Carboidratos DIABETES 5.5.2009 Alterações Metabolismo Carboidratos DIABETES Introdução Diabetes Mellitus é uma doença metabólica, causada pelo aumento da quantidade de glicose sanguínea A glicose é a principal fonte de energia

Leia mais

Diabetes Gestacional

Diabetes Gestacional Diabetes Gestacional Introdução O diabetes é uma doença que faz com que o organismo tenha dificuldade para controlar o açúcar no sangue. O diabetes que se desenvolve durante a gestação é chamado de diabetes

Leia mais

Que tipos de Diabetes existem?

Que tipos de Diabetes existem? Que tipos de Diabetes existem? -Diabetes Tipo 1 -também conhecida como Diabetes Insulinodependente -Diabetes Tipo 2 - Diabetes Gestacional -Outros tipos de Diabetes Organismo Saudável As células utilizam

Leia mais

PROJETO PROMOÇÃO DA SAÚDE E EDUCAÇÃO SEXUAL EM MEIO ESCOLAR

PROJETO PROMOÇÃO DA SAÚDE E EDUCAÇÃO SEXUAL EM MEIO ESCOLAR PROJETO PROMOÇÃO DA SAÚDE E EDUCAÇÃO SEXUAL EM MEIO ESCOLAR A Diabetes afeta cerca de 366 milhões de pessoas em todo o mundo e cerca de 1 milhão de Portugueses. A cada 7 segundos morre no Planeta Terra

Leia mais

EXERCÍCIO E DIABETES

EXERCÍCIO E DIABETES EXERCÍCIO E DIABETES Todos os dias ouvimos falar dos benefícios que os exercícios físicos proporcionam, de um modo geral, à nossa saúde. Pois bem, aproveitando a oportunidade, hoje falaremos sobre a Diabetes,

Leia mais

Veículo: Jornal da Comunidade Data: 24 a 30/07/2010 Seção: Comunidade Vip Pág.: 4 Assunto: Diabetes

Veículo: Jornal da Comunidade Data: 24 a 30/07/2010 Seção: Comunidade Vip Pág.: 4 Assunto: Diabetes Veículo: Jornal da Comunidade Data: 24 a 30/07/2010 Seção: Comunidade Vip Pág.: 4 Assunto: Diabetes Uma vida normal com diabetes Obesidade, histórico familiar e sedentarismo são alguns dos principais fatores

Leia mais

Trabalho elaborado por: 5/29/2007 USF Valongo. Enf. Anabela Queirós

Trabalho elaborado por: 5/29/2007 USF Valongo. Enf. Anabela Queirós Trabalho elaborado por: Enf. Anabela Queirós O que é a diabetes? Uma doença que dura toda vida Provocada pela ausência ou perda de eficácia da insulina; Provoca a subida de açúcar no sangue A diabetes

Leia mais

Cartilha de Prevenção. ANS - nº31763-2. Diabetes. Fevereiro/2015

Cartilha de Prevenção. ANS - nº31763-2. Diabetes. Fevereiro/2015 Cartilha de Prevenção 1 ANS - nº31763-2 Diabetes Fevereiro/2015 Apresentação Uma das missões da Amafresp é prezar pela qualidade de vida de seus filiados e pela prevenção através da informação, pois esta

Leia mais

Como surge o diabetes? Como surge o diabetes?

Como surge o diabetes? Como surge o diabetes? Como surge o diabetes? Como surge o diabetes? Com a queda da produção de insulina, hormônio importante para o funcionamento do organismo, resultando no aumento da quantidade de açúcar. Áreas afetadas pelo

Leia mais

Programa Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) Campanha de Prevenção e Controle de Hipertensão e Diabetes

Programa Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) Campanha de Prevenção e Controle de Hipertensão e Diabetes Programa Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) Campanha de Prevenção e Controle de Hipertensão e Diabetes Objetivos: - Desenvolver uma visão biopsicossocial integrada ao ambiente de trabalho, considerando

Leia mais

APOSTILA AULA 2 ENTENDENDO OS SINTOMAS DO DIABETES

APOSTILA AULA 2 ENTENDENDO OS SINTOMAS DO DIABETES APOSTILA AULA 2 ENTENDENDO OS SINTOMAS DO DIABETES 1 Copyright 2014 por Publicado por: Diabetes & Você Autora: Primeira edição: Maio de 2014 Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta apostila pode

Leia mais

à diabetes? As complicações resultam da de açúcar no sangue. São frequentes e graves podendo (hiperglicemia).

à diabetes? As complicações resultam da de açúcar no sangue. São frequentes e graves podendo (hiperglicemia). diabetes Quando Acidente a glicemia vascular (glicose cerebral no sangue) (tromboses), sobe, o pâncreas uma das principais O que Quais é a diabetes? as complicações associadas à diabetes? produz causas

Leia mais

SENADO FEDERAL PRESSÃO CONTROLADA SENADOR CLÉSIO ANDRADE

SENADO FEDERAL PRESSÃO CONTROLADA SENADOR CLÉSIO ANDRADE SENADO FEDERAL PRESSÃO CONTROLADA SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Pressão controlada apresentação Chamada popularmente de pressão alta, a hipertensão é grave por dois motivos: não apresenta sintomas, ou seja,

Leia mais

Oficina CN/EM 2012. Alimentos e nutrientes (web aula) H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo humano.

Oficina CN/EM 2012. Alimentos e nutrientes (web aula) H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo humano. Oficina CN/EM 2012 Alimentos e nutrientes (web aula) Caro Monitor, Ao final da oficina, o aluno terá desenvolvido as habilidade: H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo

Leia mais

estimação tem diabetes?

estimação tem diabetes? Será que o seu animal de estimação tem diabetes? Informação acerca dos sinais mais comuns e dos factores de risco. O que é a diabetes? Diabetes mellitus, o termo médico para a diabetes, é uma doença causada

Leia mais

Tipos de Diabetes. Diabetes Gestacional

Tipos de Diabetes. Diabetes Gestacional Tipos de Diabetes Diabetes Gestacional Na gravidez, duas situações envolvendo o diabetes podem acontecer: a mulher que já tinha diabetes e engravida e o diabetes gestacional. O diabetes gestacional é a

Leia mais

DIABETES MELLITUS ( DM ) Autor: Dr. Mauro Antonio Czepielewski www.abcdasaude.com.br/artigo.php?127

DIABETES MELLITUS ( DM ) Autor: Dr. Mauro Antonio Czepielewski www.abcdasaude.com.br/artigo.php?127 DIABETES MELLITUS ( DM ) Autor: Dr. Mauro Antonio Czepielewski www.abcdasaude.com.br/artigo.php?127 Sinônimos: Diabetes, hiperglicemia Nomes populares: Açúcar no sangue, aumento de açúcar. O que é? Doença

Leia mais

conhecer e prevenir DIABETES MELLITUS

conhecer e prevenir DIABETES MELLITUS conhecer e prevenir DIABETES MELLITUS 2013 Diretoria Executiva Diretor-Presidente: Cassimiro Pinheiro Borges Diretor Financeiro: Eduardo Inácio da Silva Diretor de Administração: André Luiz de Araújo Crespo

Leia mais

Glaucoma. O que é glaucoma? Como acontece?

Glaucoma. O que é glaucoma? Como acontece? Glaucoma O que é glaucoma? Glaucoma é uma doença crônica do olho (que dura toda a vida), que ocorre quando há elevação da pressão intra-ocular (PIO), que provoca lesões no nervo ótico e, como conseqüência,

Leia mais

Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira DIABETES

Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira DIABETES Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira DIABETES Introdução Geralmente, as pessoas descobrem estar diabéticas quando observam que, apesar

Leia mais

Como viver bem com diabetes

Como viver bem com diabetes Como viver bem com diabetes Sumário 3 5 7 8 10 12 14 15 16 17 19 O que é diabetes? Como saber se tenho diabetes? Por que controlar bem o diabetes? Alimentação Por que fazer exercícios físicos? Tratamento

Leia mais

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE PÉ DIABÉTICO

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE PÉ DIABÉTICO O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE PÉ DIABÉTICO PROBLEMAS CAUSADOS PELO DIABETES MELLITUS CORAÇÃO: Doença arterial coronariana e risco de infarto do miocárdio RINS: Nefropatia CÉREBRO: Acidente vascular cerebral

Leia mais

Proteger nosso. Futuro

Proteger nosso. Futuro Proteger nosso Futuro A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) é uma entidade sem fins lucrativos criada em 1943, tendo como objetivo unir a classe médica especializada em cardiologia para o planejamento

Leia mais

Diabetes pós-transplante: O que cada paciente precisa saber

Diabetes pós-transplante: O que cada paciente precisa saber Diabetes pós-transplante: O que cada paciente precisa saber O que é o Diabetes? O diabetes é uma doença que afeta a maneira como o seu corpo produz e use um hormônio que se chama insulina. A insulina é

Leia mais

Parabéns!! Você está grávida!

Parabéns!! Você está grávida! Parabéns!! Você está grávida! Você está grávida e mudanças acontecerão no seu corpo e nas suas emoções. É um caminho, um tempo e uma experiência ímpar, que você não perceberá, mas fará de você uma nova

Leia mais

47 Por que preciso de insulina?

47 Por que preciso de insulina? A U A UL LA Por que preciso de insulina? A Medicina e a Biologia conseguiram decifrar muitos dos processos químicos dos seres vivos. As descobertas que se referem ao corpo humano chamam mais a atenção

Leia mais

13 BENEFÍCIOS PARA VOCÊ FAZER UMA DESINTOXICAÇÃO

13 BENEFÍCIOS PARA VOCÊ FAZER UMA DESINTOXICAÇÃO 13 BENEFÍCIOS PARA VOCÊ FAZER UMA DESINTOXICAÇÃO Sobre a Super Dieta Detox Sobre o Autor Este e-book foi escrito por Edu Sampa Home & Office - Super Dieta Detox São Caetano do Sul - SP - Brasil www.superdietadetox.com.br

Leia mais

Tipos de Diabetes e 10 Super Alimentos Para Controlar a Diabetes

Tipos de Diabetes e 10 Super Alimentos Para Controlar a Diabetes Esse Ebook Tem O Objetivo de Ajudar Diabéticos, a Levar Uma Vida Normal Lembrando Que A Diabetes E Uma doença Silenciosa, e Muito Perigosa se Você Ignora-la. Um Outro Ponto Importante e Que A forma de

Leia mais

CLÍNICA UPTIME TRATAMENTO DA DOR E PROBLEMAS EMOCIONAIS OBESIDADE A ESCOLHA DE ALIMENTOS COMO MANTER O CORPO. (segunda parte) A ESCOLHA

CLÍNICA UPTIME TRATAMENTO DA DOR E PROBLEMAS EMOCIONAIS OBESIDADE A ESCOLHA DE ALIMENTOS COMO MANTER O CORPO. (segunda parte) A ESCOLHA OBESIDADE A ESCOLHA DE ALIMENTOS COMO MANTER O CORPO (segunda parte) A ESCOLHA Responda à seguinte pergunta: Você gosta de carro? Se você gosta, vamos em frente. Escolha o carro de seus sonhos: Mercedes,

Leia mais

DIABETES MELLITUS. Ricardo Rodrigues Cardoso Educação Física e Ciências do DesportoPUC-RS

DIABETES MELLITUS. Ricardo Rodrigues Cardoso Educação Física e Ciências do DesportoPUC-RS DIABETES MELLITUS Ricardo Rodrigues Cardoso Educação Física e Ciências do DesportoPUC-RS Segundo a Organização Mundial da Saúde, existem atualmente cerca de 171 milhões de indivíduos diabéticos no mundo.

Leia mais

CEGUEIRA E CATARATA. Perguntas e respostas

CEGUEIRA E CATARATA. Perguntas e respostas CEGUEIRA E CATARATA Perguntas e respostas Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira 14. O que torna a pessoa cega? Somado aos acidentes e defeitos

Leia mais

Índice. 11 Introdução

Índice. 11 Introdução Índice 11 Introdução 15 CAPÍTULO 1: Perguntas e respostas sobre a diabetes tipo 2 15 O que é a diabetes? 16 O que é a insulina? 16 O que é a resistência à insulina? 17 O que significa ter pré diabetes?

Leia mais

DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL

DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL As doenças do coração são muito freqüentes em pacientes com insuficiência renal. Assim, um cuidado especial deve ser tomado, principalmente, na prevenção e no controle

Leia mais

Tornado a Visão uma Prioridade de Saúde Guia do Orador

Tornado a Visão uma Prioridade de Saúde Guia do Orador Tornado a Visão uma Prioridade de Saúde Guia do Orador SLIDE 1 Introdução do orador. O propósito desta apresentação é oferecer informações sobre alterações na visão que podem ocorrer devido à idade, e

Leia mais

www.receitasganharmassamuscular.com

www.receitasganharmassamuscular.com Esse e-book é oferecido como bônus na compra do e- book Receitas Anabólicas no site: www.receitasganharmassamuscular.com INTRODUÇÃO Nesse e-book você vai aprender a montar uma dieta para musculação personalizada,

Leia mais

Retinopatia diabética. A retinopatia diabética é uma das causas mais comuns de cegueira no Reino Unido. A causa principal desta doença é a diabetes.

Retinopatia diabética. A retinopatia diabética é uma das causas mais comuns de cegueira no Reino Unido. A causa principal desta doença é a diabetes. Retinopatia diabética Introdução A retinopatia diabética é uma das causas mais comuns de cegueira no Reino Unido. A causa principal desta doença é a diabetes. A retinopatia é a lesão dos pequenos vasos

Leia mais

XlII ÍNDICE GLICÊMICO E CARGA GLICÊMICA ÍNDICE GLICÊMICO

XlII ÍNDICE GLICÊMICO E CARGA GLICÊMICA ÍNDICE GLICÊMICO XlII ÍNDICE GLICÊMICO E CARGA GLICÊMICA ÍNDICE GLICÊMICO O índice glicêmico dos alimentos é hoje reconhecidamente o fator mais importante na elaboração de qualquer dieta que vise perda e manutenção de

Leia mais

OS 5 PASSOS QUE MELHORAM ATÉ 80% OS RESULTADOS NO CONTROLE DO DIABETES. Mônica Amaral Lenzi Farmacêutica Educadora em Diabetes

OS 5 PASSOS QUE MELHORAM ATÉ 80% OS RESULTADOS NO CONTROLE DO DIABETES. Mônica Amaral Lenzi Farmacêutica Educadora em Diabetes OS 5 PASSOS QUE MELHORAM ATÉ 80% OS RESULTADOS NO CONTROLE DO DIABETES Mônica Amaral Lenzi Farmacêutica Educadora em Diabetes TER DIABETES NÃO É O FIM... É o início de uma vida mais saudável, com alimentação

Leia mais

Guia para o doente Informação de segurança sobre o seu tratamento com Xalkori (crizotinib)

Guia para o doente Informação de segurança sobre o seu tratamento com Xalkori (crizotinib) Este medicamento está sujeito a monitorização adicional. Guia para o doente Informação de segurança sobre o seu tratamento com Xalkori (crizotinib) Este guia destina-se a doentes a quem tenha sido receitado

Leia mais

O que são varizes? IX Semana Estadual de Saúde Vascular

O que são varizes? IX Semana Estadual de Saúde Vascular O que são varizes? Varizes são veias que se tornaram dilatadas e tortuosas ao longo das pernas. Algumas varizes são calibrosas e evidentes na pele. Outras, de menor calibre, chamadas de microvarizes ou

Leia mais

Diabetes e Insuficiência Renal Crônica

Diabetes e Insuficiência Renal Crônica Diabetes e Insuficiência Renal Crônica O que é a diabetes? A diabetes mellitus, normalmente conhecida por diabetes (e em alguns países por sugar açúcar) é uma condição que ocorre quando o corpo não fabrica

Leia mais

O diabetes ocorre em qualquer idade e se caracteriza por um excesso de açúcar no sangue (hiperglicemia). Os principais sintomas são emagrecimento,

O diabetes ocorre em qualquer idade e se caracteriza por um excesso de açúcar no sangue (hiperglicemia). Os principais sintomas são emagrecimento, O diabetes ocorre em qualquer idade e se caracteriza por um excesso de açúcar no sangue (hiperglicemia). Os principais sintomas são emagrecimento, fome e sede constantes, vontade de urinar diversas vezes,

Leia mais

NUTRIÇÃO NA GESTAÇÃO. Profª Vivian Pupo de Oliveira Machado

NUTRIÇÃO NA GESTAÇÃO. Profª Vivian Pupo de Oliveira Machado NUTRIÇÃO NA GESTAÇÃO Profª Vivian Pupo de Oliveira Machado PROBLEMAS DURANTE A GESTAÇÃO Mal estar matinal (náuseas e vômitos) Azia Obstipação e hemorróidas Diarréia Pré-eclâmpsia e eclâmpsia Diabetes gestacional

Leia mais

Guia para o tratamento com Lucentis (ranibizumab) Para a perda de visão devida a Edema Macular Diabético (EMD) Informação importante para o doente

Guia para o tratamento com Lucentis (ranibizumab) Para a perda de visão devida a Edema Macular Diabético (EMD) Informação importante para o doente Guia para o tratamento com Lucentis (ranibizumab) Para a perda de visão devida a Edema Macular Diabético (EMD) Informação importante para o doente Secção 1 Sobre o Lucentis Este caderno de informação foi

Leia mais

A Dieta Atkins promete não somente redução de peso, mas também uma melhoria no seu sistema cardíaco e funções da memória, dentre outros benefícios.

A Dieta Atkins promete não somente redução de peso, mas também uma melhoria no seu sistema cardíaco e funções da memória, dentre outros benefícios. DIETA DE BA IXO ÍNDICE DE GL IC E M IA (LOW CARB DIET ) A dieta de baixo índice de glicemia ou baixa em hidratos de carbono é indicada para tal por ser mais equilibrada e até é indicada para diabéticos

Leia mais

ATIVIDADE FÍSICA E DIABETES. Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior

ATIVIDADE FÍSICA E DIABETES. Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior ATIVIDADE FÍSICA E DIABETES Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior O QUE É DIABETES? Trata-se de uma doença crônica que ocorre quando o pâncreas não produz insulina ou quando o corpo não consegue utilizar

Leia mais

VIVER BEM OS RINS DO SEU FABRÍCIO AGENOR DOENÇAS RENAIS

VIVER BEM OS RINS DO SEU FABRÍCIO AGENOR DOENÇAS RENAIS VIVER BEM OS RINS DO SEU FABRÍCIO AGENOR DOENÇAS RENAIS Leia o código e assista a história de seu Fabrício Agenor. Este é o seu Fabrício Agenor. Ele sempre gostou de comidas pesadas e com muito tempero

Leia mais

DIABETES EM PESSOAS COM SÍNDROME DE DOWN O QUE É O DIABETES?

DIABETES EM PESSOAS COM SÍNDROME DE DOWN O QUE É O DIABETES? Nesta cartilha, vamos esclarecer a relação entre a síndrome de Down e o diabetes, descrever as diferenças entre os tipos 1 e 2 da doença e ainda oferecer informações sobre os possíveis sintomas e tratamentos.

Leia mais

Mesomorfo, Ectomorfo ou Endomorfo? Qual o seu tipo físico?

Mesomorfo, Ectomorfo ou Endomorfo? Qual o seu tipo físico? Mesomorfo, Ectomorfo ou Endomorfo? Qual o seu tipo físico? Você provavelmente já notou que seu corpo não é o mesmo que o de seus amigos ou colegas de trabalho. Algumas pessoas tendem a ser mais magras

Leia mais

Vencendo a Diabetes. Hoje compartilharemos algumas boas novas sobre como prevenir e fazer retroceder a diabetes.

Vencendo a Diabetes. Hoje compartilharemos algumas boas novas sobre como prevenir e fazer retroceder a diabetes. Hoje compartilharemos algumas boas novas sobre como prevenir e fazer retroceder a diabetes. Comstock #12974; Corbis #MED0015; Photo Alto #PAA061000021 Corbis #MED0015 Durante o último meio século, a incidência

Leia mais

Prevenção. Introdução. Passo 1. Tenha uma alimentação saudável. Passo 2. Não fique parado, movimente-se! Passo 3. Livre-se do cigarro

Prevenção. Introdução. Passo 1. Tenha uma alimentação saudável. Passo 2. Não fique parado, movimente-se! Passo 3. Livre-se do cigarro www.cardiol.br Introdução As doenças cardiovasculares (DCV) afetam anualmente, no Brasil, cerca de 17,1 milhões de vidas. Registramos no país mais de 300 mil mortes por ano decorrentes dessas doenças,

Leia mais

Quais são os sintomas? O sucesso no controle do diabetes depende de quais fatores? O que é monitorização da glicemia? O que é diabetes?

Quais são os sintomas? O sucesso no controle do diabetes depende de quais fatores? O que é monitorização da glicemia? O que é diabetes? Quais são os sintomas? Muita sede, muita fome, muita urina, desânimo e perda de peso. Esses sintomas podem ser observados antes do diagnóstico ou quando o controle glicêmico está inadequado. O aluno com

Leia mais

O QUE SÃO OS TRIGLICERÍDEOS?

O QUE SÃO OS TRIGLICERÍDEOS? O QUE SÃO OS TRIGLICERÍDEOS? Franklim A. Moura Fernandes http://www.melhorsaude.org Introdução Os triglicerídeos, também chamados de triglicéridos, são as principais gorduras do nosso organismo e compõem

Leia mais

Guia para o tratamento com Lucentis (ranibizumab)

Guia para o tratamento com Lucentis (ranibizumab) Guia para o tratamento com Lucentis (ranibizumab) Para a perda de visão devida a neovascularização coroideia (NVC) secundária a miopia patológica Informação importante para o doente Secção 1 Sobre o Lucentis

Leia mais

E-book Como Diminuir Diabetes em 30 dias

E-book Como Diminuir Diabetes em 30 dias E-book Como Diminuir Diabetes em 30 dias Dicas e Informações sobre Diabetes Nesse e-book você vai aprender um pouco mais sobre diabetes e também vai descobrir algumas dicas para diminuir o seu nível de

Leia mais

azul NOVEMBRO azul Saúde também é coisa de homem. Doenças Cardiovasculares (DCV)

azul NOVEMBRO azul Saúde também é coisa de homem. Doenças Cardiovasculares (DCV) Doenças Cardiovasculares (DCV) O que são as Doenças Cardiovasculares? De um modo geral, são o conjunto de doenças que afetam o aparelho cardiovascular, designadamente o coração e os vasos sanguíneos. Quais

Leia mais

DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA Sex, 28 de Agosto de 2009 19:57 - Última atualização Sáb, 21 de Agosto de 2010 19:16

DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA Sex, 28 de Agosto de 2009 19:57 - Última atualização Sáb, 21 de Agosto de 2010 19:16 DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA A tensão do dia a dia é a causa mais freqüente das dores de cabeça mas, elas poderem aparecer por diversas causas e não escolhem idade e sexo. Fique sabendo, lendo este artigo,

Leia mais

AVISO IMPORTANTE ESTA CARTILHA ESTÁ SENDO DISTRIBUÍDA PARA TODOS OS PROFESSORES DO BLOG: http://www.sosprofessor.com.br/blog

AVISO IMPORTANTE ESTA CARTILHA ESTÁ SENDO DISTRIBUÍDA PARA TODOS OS PROFESSORES DO BLOG: http://www.sosprofessor.com.br/blog AVISO IMPORTANTE ESTA CARTILHA ESTÁ SENDO DISTRIBUÍDA PARA TODOS OS PROFESSORES DO BLOG: http://www.sosprofessor.com.br/blog DICAS PARA UTILIZAÇÃO DESTA CARTILHA 1. Você pode distribuí-la para todos os

Leia mais

Manual com Diretrizes para Professores de Crianças com Diabetes

Manual com Diretrizes para Professores de Crianças com Diabetes Manual com Diretrizes para Professores de Crianças com Diabetes Índice Página 1. Aprendendo a conviver com o diabetes. 3 2. O que é diabetes? 4-5 3. Hiperglicemia e Cetoacidose. 6 4. Planeje com antecedência.

Leia mais

Iremos apresentar alguns conselhos para o ajudar a prevenir estes factores de risco e portanto a evitar as doenças

Iremos apresentar alguns conselhos para o ajudar a prevenir estes factores de risco e portanto a evitar as doenças FACTORES DE RISCO Factores de risco de doença cardiovascular são condições cuja presença num dado indivíduo aumentam a possibilidade do seu aparecimento. Os mais importantes são o tabaco, a hipertensão

Leia mais

ENVELHECER COM SABEDORIA Alimente-se melhor para Manter a sua Saúde e Independência

ENVELHECER COM SABEDORIA Alimente-se melhor para Manter a sua Saúde e Independência ENVELHECER COM SABEDORIA Alimente-se melhor para Manter a sua Saúde e Independência 1. ALIMENTE-SE MELHOR Prevê-se que em 2025 1, só na Europa, o grupo etário mais idoso (acima dos 80 anos), passe de 21,4

Leia mais

Confira a lista dos 25 melhores alimentos para emagrecer:

Confira a lista dos 25 melhores alimentos para emagrecer: Emagrecer nem sempre é uma das tarefas mais simples. A fórmula parece simples (dieta + exercício + descanso) porém diferentes pessoas precisam de diferentes soluções. Uma coisa é certa: qualquer ajuda

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL Último Encontro: Vila Velha 1 Escolha dos temas a serem trabalhados. Tema de hoje: Oficina sobre alimentação saudável 1) Alimentos Alimentos construtores: fornecem proteínas

Leia mais

25 Dicas Para Viver Com Menos Açúcar

25 Dicas Para Viver Com Menos Açúcar 25 Dicas Para Viver Com Menos Açúcar O açúcar pode ser ótimo para o nosso humor, mas é péssimo para a nossa saúde. O excesso dele conduz à obesidade, diabetes, ao câncer, entre outros. Às vezes, muitos

Leia mais

DIABETES MELLITUS. Prof. Claudia Witzel

DIABETES MELLITUS. Prof. Claudia Witzel DIABETES MELLITUS Diabetes mellitus Definição Aumento dos níveis de glicose no sangue, e diminuição da capacidade corpórea em responder à insulina e ou uma diminuição ou ausência de insulina produzida

Leia mais

COLESTEROL E TRIGLICÉRIDES

COLESTEROL E TRIGLICÉRIDES COLESTEROL E TRIGLICÉRIDES Muitas pessoas já ouviram falar deles. Algumas podem até imagine que colesterol e triglicérides sejam sinônimos de doença. Para desfazer a imagem de vilões que essas duas substâncias

Leia mais

Questionário: Risco de ter diabetes

Questionário: Risco de ter diabetes Questionário: Risco de ter diabetes ATENÇÃO! Este questionário não deve ser aplicado a gestantes e pessoas menores de 18 anos. Preencha o formulário abaixo. Idade: anos Sexo: ( ) Masculino ( ) Feminino

Leia mais

O desafio de deixar de fumar

O desafio de deixar de fumar O desafio de deixar de fumar O uso do cigarro tem como objetivo a busca por efeitos prazerosos desencadeados pela nicotina, melhora ime - diata do raciocínio e do humor, diminuição da ansiedade e ajuda

Leia mais

Colesterol 3. Que tipos de colesterol existem? 3. Que factores afectam os níveis de colesterol? 4. Quando está o colesterol demasiado elevado?

Colesterol 3. Que tipos de colesterol existem? 3. Que factores afectam os níveis de colesterol? 4. Quando está o colesterol demasiado elevado? Colesterol Colesterol 3 Que tipos de colesterol existem? 3 Que factores afectam os níveis de colesterol? 4 Quando está o colesterol demasiado elevado? 4 Como reduzir o colesterol e o risco de doença cardiovascular?

Leia mais

Valtrian (losartana potássica) Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Comprimido revestido 50 mg e 100 mg

Valtrian (losartana potássica) Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Comprimido revestido 50 mg e 100 mg Valtrian (losartana potássica) Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Comprimido revestido 50 mg e 100 mg VALTRIAN losartana potássica APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos de 50 mg: embalagem com 30 comprimidos.

Leia mais

RECOMENDAÇÕES ALIMENTARES PARA ALUNOS COM DIABETES, HIPERTENSÃO, DOENÇA CELÍACA, E INTOLERÂNCIA Á LACTOSE.

RECOMENDAÇÕES ALIMENTARES PARA ALUNOS COM DIABETES, HIPERTENSÃO, DOENÇA CELÍACA, E INTOLERÂNCIA Á LACTOSE. RECOMENDAÇÕES ALIMENTARES PARA ALUNOS COM DIABETES, HIPERTENSÃO, DOENÇA CELÍACA, E INTOLERÂNCIA Á LACTOSE. 1. DOENÇA CELIACA É uma doença que causa inflamações nas camadas da parede do intestino delgado,

Leia mais

24 motivos. academia. para entrar na

24 motivos. academia. para entrar na para entrar na academia Mais um ano se inicia e com ele chegam novas perspectivas e objetivos. Uma das principais promessas feitas é deixar o sedentarismo de lado e entrar na academia! Nesta época é comum

Leia mais

CUIDANDO DO SEU CORAÇÃO Controle e Prevenção da Doença Aterosclerótica Coronariana

CUIDANDO DO SEU CORAÇÃO Controle e Prevenção da Doença Aterosclerótica Coronariana HOSPITAL DAS CLÍNICAS - UFMG Programa de Reabilitação Cardiovascular e Metabólica Residência Multiprofissional em Saúde Cardiovascular CUIDANDO DO SEU CORAÇÃO Controle e Prevenção da Doença Aterosclerótica

Leia mais

... que o nervo do dente é chamado Polpa e é responsável pela nutrição e sensibilidade dental?

... que o nervo do dente é chamado Polpa e é responsável pela nutrição e sensibilidade dental? ... que o nervo do dente é chamado Polpa e é responsável pela nutrição e sensibilidade dental?... que os alimentos duros ajudam a limpar os dentes? Eles estimulam o fluxo salivar dificultando a queda de

Leia mais

Como nosso corpo está organizado

Como nosso corpo está organizado Como nosso corpo está organizado Iodo Faz parte dos hormônios da tireoide, que controlam a produção de energia e o crescimentodocorpo.aleiobrigaaadiçãodeiodoaosaldecozinha. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO

Leia mais

Pesquisa revela que um em cada 11 adultos no mundo tem diabetes

Pesquisa revela que um em cada 11 adultos no mundo tem diabetes Pesquisa revela que um em cada 11 adultos no mundo tem diabetes O Dia Mundial da Saúde é celebrado todo 7 de abril, e neste ano, o tema escolhido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para conscientização

Leia mais

O QUE SABE SOBRE A DIABETES?

O QUE SABE SOBRE A DIABETES? O QUE SABE SOBRE A DIABETES? 11 A 26 DE NOVEMBRO DE 2008 EXPOSIÇÃO PROMOVIDA PELO SERVIÇO DE MEDICINA INTERNA DO HOSPITAL DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO, EPE DIABETES MELLITUS É uma doença grave? Estou em

Leia mais

Principais propriedades físicas da água.

Principais propriedades físicas da água. BIOQUÍMICA CELULAR Principais propriedades físicas da água. Muitas substâncias se dissolvem na água e ela é comumente chamada "solvente universal". Por isso, a água na natureza e em uso raramente é pura,

Leia mais

atitudeé prevenir-se Moradores da Mooca:

atitudeé prevenir-se Moradores da Mooca: atitudeé prevenir-se Moradores da Mooca: Nós temos atitude, e você? O Câncer do Intestino pode ser prevenido com um teste simples e indolor que pode ser realizado em sua casa. O teste é GRATUITO oferecido

Leia mais

Dependendo dos motivos, o diabetes pode ser de dois tipos:

Dependendo dos motivos, o diabetes pode ser de dois tipos: DIABETES O diabetes já é tratado como uma epidemia nos EUA. O Brasil é o quinto país no mundo em número de diabéticos, com 7,6 milhões de casos em 2007 ele estava na oitava posição, dos quais 50% não sabem

Leia mais

Idade, ela pesa 07/07/ 2015. Minhavida.com.br

Idade, ela pesa 07/07/ 2015. Minhavida.com.br Todo mundo quer viver muitos anos, não é mesmo? Mas você já se questionou se está somando mais pontos contra do que a favor na busca pela longevidade? Por isso mesmo, um estudo da Universidade da Califórnia,

Leia mais

Entendendo a lipodistrofia

Entendendo a lipodistrofia dicas POSITHIVAS Entendendo a lipodistrofia O que é a lipodistrofia? Lipodistrofia é quando o corpo passa a absorver e a distribuir as gorduras de maneira diferente. Diminui a gordura nas pernas, braços,

Leia mais

O fígado e a deficiência de alfa-1. antitripsina (Alfa-1) 1 ALPHA-1 FOUNDATION

O fígado e a deficiência de alfa-1. antitripsina (Alfa-1) 1 ALPHA-1 FOUNDATION O fígado e a deficiência de alfa-1 antitripsina (Alfa-1) 1 ALPHA-1 FOUNDATION O que é deficiência de alfa-1 antitripsina? Alfa-1 é uma condição que pode resultar em graves doenças pulmonares em adultos

Leia mais

O TAMANHO DO PROBLEMA

O TAMANHO DO PROBLEMA FÍSICA MÉDICA O TAMANHO DO PROBLEMA Quantos hipertensos existem no Brasil? Estimativa de Prevalência de Hipertensão Arterial (1998) 13 milhões se considerar cifras de PA > 160 e/ou 95 mmhg 30 milhões

Leia mais

CORAÇÃO. Na Saúde combata...os inimigos silenciosos! Trabalho Elaborado por: Ana Cristina Pinheiro Mário Quintaneiro

CORAÇÃO. Na Saúde combata...os inimigos silenciosos! Trabalho Elaborado por: Ana Cristina Pinheiro Mário Quintaneiro Trabalho Elaborado por: Na Saúde combata...os inimigos silenciosos! Ana Cristina Pinheiro Mário Quintaneiro CORAÇÃO Olá! Eu sou o seu coração, trabalho dia e noite sem parar, sem descanso semanal ou férias.

Leia mais

maleato de timolol Solução oftálmica 0,5% Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. MODELO DE BULA PARA O PACIENTE

maleato de timolol Solução oftálmica 0,5% Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. MODELO DE BULA PARA O PACIENTE maleato de timolol Solução oftálmica 0,5% Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. MODELO DE BULA PARA O PACIENTE 1 IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO maleato de timolol 0,5% Medicamento genérico Lei nº 9.787 de 1999

Leia mais

O que é diabetes mellitus tipo 2?

O que é diabetes mellitus tipo 2? O que é diabetes mellitus tipo 2? Todas as células do nosso corpo precisam de combustível para funcionar. O principal combustível chama-se glicose, que é um tipo de açúcar. Para que a glicose consiga entrar

Leia mais

DIABETES ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA OS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE

DIABETES ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA OS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE DIABETES ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA OS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE Governo do Estado da Bahia Jacques Wagner Secretário de Saúde do Estado da Bahia Jorge José Santos Pereira Solla Superintendência de Atenção

Leia mais

II OFICINA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE TUTORES EM EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA O AUTOCUIDADO EM DIABETES. Entendendo o Diabetes Mellitus

II OFICINA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE TUTORES EM EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA O AUTOCUIDADO EM DIABETES. Entendendo o Diabetes Mellitus II OFICINA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE TUTORES EM EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA O AUTOCUIDADO EM DIABETES Entendendo o Diabetes Mellitus Dra. Jeane Sales Macedo Dra. Iraci Oliveira Objetivos Capacitar profissionais

Leia mais

01. O texto, caracterizado como gênero Campanha de prevenção contra a hipertensão, tem como objetivo:

01. O texto, caracterizado como gênero Campanha de prevenção contra a hipertensão, tem como objetivo: PROCESSO SELETIVO 2006/2 UNIFAL O 2 DIA GABARITO 1 LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA QUESTÕES DE 01 A 30 As questões de 01 a 07 referem-se ao Texto 1: Texto 1 Dar mais atenção a você é uma prioridade do Ministério

Leia mais