KEMP LLP PT-GRUNDTVIG-GMP. Módulo 5. e-business

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "KEMP 134681-LLP-1-2007-1-PT-GRUNDTVIG-GMP. Módulo 5. e-business"

Transcrição

1 Módulo 5

2 Objectivo Geral do Módulo: Introduzir o tema e motivar para a sua prática aproveitando as vantagens proporcionadas por este

3 Objectivos do Módulo Introdução do conceito de Perceber os diferentes tipos de negócio Conhecer os diferentes modelos usados no e-business Identificar e perceber algumas vantagens do e-business para utilizadores e empresas Ter conhecimento de algumas questões de segurança relacionadas com os computadores e com o e-commerce Aprender como efectuar compras por dois tipos de e- business: e-shops e e-auctions

4 Module s Contents Lição 1 O que é o? Lição 2 Tipos e modelos de e-business e e-commerce Lição 3 Porquê comprar pela Internet? Lição 4 Recomendações de segurança para comprar pela Internet Lição 5 e-shops e e-auctions Exercícios: 1) Adquirir um livro na Amazon.com 2) Comprar um material de formação na Apple Store 3) Comprar uma passagem aérea na Ryanair 4) Obter um vídeo projecto no Ebay Caso prático: 1) Adquirir uma máquina fotográfica na Pixmania 2) Programar uma férias usando a Ryanair e o BOOKING.COM

5 Síntese dos conteúdos da Lição LIÇÃO 1: O que é o? O E-Business é um conceito que está a entrar no nosso dia a dia sobre o qual temos uma ideia do que é, embora não tendo bem a certeza, no entanto, existem dificuldades em perceber a diferença entre o conceito de e conceitos relacionados como e-commerce, e-marketplace e outros conceitos O conceito de foi inicialmente usado pela IBM em 1997, numa campanha de marketing acerca das tecnologias de informação e a WWW/Internet

6 LIÇÃO 1: O que é o? (cont.) No website da IBM é possível encontrar um glossário com a seguinte definição de : n. Either (a) the transaction of business over an electronic medium such as the Internet or (b) any organization (for example, commercial, industrial, nonprofit, educational, or governmental) that transacts its business over an electronic medium such as the Internet. An combines the resources of traditional information systems with the vast reach of an electronic medium such as the Internet (including the World Wide Web, intranets, and extranets); it connects critical business systems directly to critical business constituencies customers, employees, and suppliers. The key to becoming an is building a transaction-based Web site in which all core business processes (especially all processes that require a dynamic and interactive flow of information) are put online to improve service, cut costs and sell products.

7 LIÇÃO 1: O que é o? (cont.) Outra definição útil, mais concisa que a definição da IBM, foi realizada por Luís Borges Gouveia (2006): Negócio electrónico () Desenvolvimento e coordenação de processos de negócio fundamentais através da utilização intensiva de tecnologias de informação e comunicação e de informação digital.

8 LIÇÃO 1: O que é o? (cont.) O representa mais do que a ideia que a maior parte das pessoas tem, isto é, que o negócio electrónico é simplesmente comprar e vender online (e-commerce). O abrange o comércio electrónico (e-commerce) e a reestruturação de processos empresarias para optimizar o recurso ao digital e tirar partido das tecnologias de informação e comunicação, maximizando assim o valor acrescentado que a organização consegue oferecer ao utilizador/cliente (Gouveia, 2006). As empresas por simplesmente promoverem os seus produtos na Internet não pode ser considerado, mas sim e- commerce. As empresas estão a utilizar o conceito de quando mudam e preparam os seus processos para estarem preparadas para responder às necessidades colocadas pelas exigências do e-commerce.

9 LIÇÃO 2: Tipos e modelos de e e-commerce O e-business e o e-commerce têm diferentes tipos de negócio de acordo com o tipo cliente que pretendem satisfazer as necessidades. Alguns exemplos destes tipos de negócio são: Business-to-employee (B2E) Empresa para o empregado. Um exemplo poderá ser o e-learning, onde os colaboradores de uma organização poderão ter formação através de um meio electrónico. Consumer-to-consumer (C2C) Consumidor para consumidor. Um exemplo são os leilões electrónicos (e-shops) onde os consumidores poderão comprar/vender itens usados. Government-to-citizen (G2C) Governo para o cidadão. Um exemplo pode ser o pagamento de impostos ou obter subsídios através do preenchimento de formulários electrónicos. Outros tipos poderão ser: Business-to-business (B2B) Empresa para empresa Business-to-consumer (B2C) Empresa para consumidor Business-to-government (B2G) Empresa para governo

10 LIÇÃO 2: Tipos e modelos de e e-commerce (cont.) O trouxe novos tipos de modelos e reinventou alguns tradicionais. Michael Rappa (2008) indicou 9 modelos usados no e- Business: Corretagem este modelo media as transacções entre compradores e vendedores. Um Corretor geralmente cobra uma percentagem ou comissão por cada transacção despoletada Ex.: PayPal (http://www.paypal.com) Publicidade comunicação através de websites de uma marca, produto ou serviço. Ex.: Google (http://www.google.com) que quando se efectua uma pesquisa disponibiliza um conjunto de links patrocinados relacionados com a pesquisa efectuada. Mediação de informação venda de informação (informação relevante é muito valiosa nos dias de hoje) a compradores e/ou vendedores. Ex.: empresas que angariam informação sobre utilizadores de internet, usando a estratégia pay to surf ou paid-toclick vendendo posteriormente essa informação.

11 LIÇÃO 2: Tipos e modelos de e e-commerce (cont.) Mercado Este é o modelo de negócio que mais comummente associamos ao, sendo caracterizado por vendedores e retalhistas tentarem vender os seus produtos na Internet.Ex.: Apple itunes Music Store (http://www.apple.com/itunes/whatson) que vende faixas ou albuns de música completos. Também no itunes pode adquirir os podcasts referidos nódulo 3. Manufactura (Directo) similar ao anterior no entanto diferencia-se pela abolição do canal de distribuição, onde os produtores contactam directamente os seus consumidores para a venda dos seus produtosex.: Dell Computer (http://www.dell.com) Afiliado troca de benefícios entre websites, no qual um website recompensa um ou mais websites (afiliados) por cada visitante ou consumidor que este atraia ao seu website. É uma situação de win win porque se um afiliado não gera vendas não existiram encargos para o vendedor (modelo pay-for-performance). Ex.: Amazon.com (http://www.amazon.com)

12 LIÇÃO 2: Tipos e modelos de e e-commerce (cont.) Comunidades é um modelo em crescimento baseado na lealdade do utilizador, onde o lucro pode ser alcançado através da venda de produtos complementares, publicidade ou outros. Ex.: hi5 (http://hi5.com) Subscrição - cobrança de uma taxa periódica para os assinantes, que lhes permitirá aceder a informação (texto, áudio, vídeo), produtos ou serviços. Ex.: Netflix (http:// Outro exemplo que segue este modelo e foi referido no módulo 3 é o Kelbytraining.com onde se pode inscrever para formação on-line por um período de tempo. Utility Utilidades. Diferem do anterior, na medida em que apenas é cobrado o que se usa (pode ser medido por tempo ou por cliques de internet número de webpages visitadas). Ex.: Slashdot (http://slashdot.org)

13 LIÇÃO 2: Tipos e modelos de e-business e e-commerce (cont.) Estes modelos podem ser combinados e implementados numa variedade de formas. Algumas empresas adoptam apenas um modelo de, enquanto outras integram mais do que um, como por exemplo a Amazon.com. Produtos para compra Publicidade do cartão Visa Figura 1 Website da Amazon Figura 2 Link para um produto da Amazon para ser colocado em websites

14 LIÇÃO 3: Porquê comprar pela Internet? O está cada vez a ganhar uma importância maior devido às vantagens que proporciona aos consumidores e empresas. Sumariando, algumas das vantagens proporcionadas pelo a utilizadores que permitem às empresas satisfazer da melhor forma a necessidade dos seus clientes são as seguintes: Preços baixos A internet é um mercado global, onde as empresas necessitam de competir entre elas, e onde não incorrem em determinados custos (salários, aluguer de loja, ). Internet nunca está fechada Qualquer pessoa pode aceder à Internet quando quiser, podendo comprar produtos e serviços a qualquer altura do dia.

15 LIÇÃO 3: Porquê comprar pela Internet? (Cont.) Algumas das vantagens proporcionadas pelo aos utilizadores são (cont.): Comercializa qualquer tipo de produtos A internet é um mercado global, logo pode ser adquirido qualquer produto, mesmo que esse produto não esteja no país do comprador. Anonimato Uma vantagem que alguns compradores focam é na possibilidade de adquirirem produtos através deste meio sem serem incomodados por empregados insistentes que querem vender a qualquer custo. Customização da compra Alguns websites dão a oportunidade ao cliente de customizar o produto/serviço que pretende.

16 LIÇÃO 3: Porquê comprar pela Internet? (cont.) Por outro lado, algumas das vantagens para as empresas são: Novas fontes de rendimento As empresas utilizando alguns dos modelos referenciados na lição anterior podem obter novas fontes de rendimento, alcançando novos potenciais clientes e melhorando o seu relacionamento com os clientes actuais. Redução de custos As empresas conseguem reduzir os custos que têm nos seus produtos/serviços uma vez que conseguem eliminar intermediários (venda directa sem pagarem comissões de venda). Por outro lado, existem empresas que necessitam de adquirir as suas matérias-primas e outros serviços sendo que a Internet lhes possibilita estes a um menor custo, reduzindo assim os custos que incorrem na produção de produtos ou na prestação dos seus serviços.

17 LIÇÃO 3: Porquê comprar pela Internet? (cont.) Algumas das vantagens para as empresas são (cont.): Melhoria dos processos internos Como referido na lição 1 as empresas necessitam de repensar como o seu negócio terá de ser alterado para ser capaz de acomodar a filosofia de, existindo assim uma optimização dos seus processos de negócio.

18 LIÇÃO 4: Recomendações de segurança para comprar pela Internet Hoje em dia, a segurança tornou-se uma questão cada vez mais importante. Na utilização do devemos ter em mente questões de segurança, tal como temos para a segurança da nossa casa. Assim, existem dois tipos de segurança que devemos ter em atenção: Segurança geral do computador: Instalar um antivirus. O AVG (http://free.avg.com) é um exemplo de um antivirus gratuito. Instalar uma firewall. A ZoneAlarm (http://www.zonealarm.com) é um exemplo de uma firewall gratuita. Estar atento a actualizações de segurança dos programas. O exemplo mais conhecido é o Windows updates. Ter a certeza do link da webpage que se pretende aceder. Nunca abrir s sem assegurar a identidade da pessoa que enviou e confirmar o assunto.

19 LIÇÃO 4: Recomendações de segurança para comprar pela Internet (cont.) Nunca envie a sua informação pessoal ou confidencial por ou outro canal. Nos websites, antes de enviar a sua informação, assegure-se que está num ambiente seguro, através da confirmação que o url do website inicia com https:// seguido pelo endereço do website pretendido e que o explorador da internet tem um cadeado amarelo na sua barra de estado (figura seguinte). Figura 3 Cadeado amarelo que aparece no explorador da internet

20 LIÇÃO 4: Recomendações de segurança para comprar pela Internet (cont.) Segurança para comprar pela internet: Comparação do preço e das características do produto/serviço - Comprar pela internet nem sempre é sinónimo do melhor negócio. Adicionalmente, deve estar alertado para que o preço apresentado muitas vezes não é o final (em algumas situações ao preço apresentado tem-se de adicionar as despesas de transporte, despesas de câmbio e taxas alfandegárias, entre outros) Identifique o fornecedor É muito importante saber mais alguma informação sobre o fornecedor (outras formas de contacto para além da internet, nome da empresa, endereço da sede e número fiscal) Leia as condições gerais de compra do website Proteja os seus dados pessoais

21 LIÇÃO 4: Recomendações de segurança para comprar pela Internet (cont.) Segurança para comprar pela internet (cont.): Tenha cuidado com o método de pagamento que utiliza Geralmente pode pagar as suas compras online através de transferência bancária ou cartões de crédito e débito. Nalguns websites eles permitem que faça o pagamento através do PayPal, contra-pagamento ou por Multibanco. O PayPal é um sistema intermediário que permite efectuar pagamentos sem partilhar as suas informações financeiras com os vendedores, fazendo deste sistema um dos mais seguros para realizar pagamentos online.

22 LIÇÃO 5: e-shops e e-auctions Esta lição tem uma intenção muito prática, tendo como objectivo demonstrar como efectuar compras por dois tipos diferentes de e- business: e-shops e e-auctions (leilões electrónicos). A grande diferença entre estes dois tipos de é o preço, sendo que nas e-shops sabe-se exactamente o preço de um determinado produto que se pretende adquirir, enquanto que nos e- auctions se a pessoa deseja um produto terá de efectuar ofertas monetárias por este e só o irá adquirir caso no final tenha sido o interessado a oferecer a maior oferta monetária. Embora os leilões da internet sejam tentadores devido à enorme quantidade de produtos que disponibilizam a preços relativamente baixos, à que ter em atenção que geralmente os consumidores têm menos direitos que nas e-shops, sendo que uma das razões para esse facto é estar a efectuar-se um negócio com uma pessoa privada.

23 LIÇÃO 5: e-shops e e-auctions (cont.) Exercício 1 Uma das e-shops mais conhecidas é a Amazon.com que tem vários websites, sendo o o mais conhecido e tendo uma variedade maior de produtos. No entanto, para os cidadãos europeus é geralmente mais vantajoso adquirir em (website Britânico), (website Alemão), (website Francês), devido a não terem de pagar taxas alfandegárias e taxas de câmbio. Assim, imagine que está à procura de um livro acerca de e- Business (depois deste curso quer obter mais conhecimentos sobre este assunto) e procure-o em

24 LIÇÃO 5: e-shops e e-auctions (cont.) Exercício 2 A loja online da Apple (http://store.apple.com) é outro exemplo do e- shop. Nesta loja de internet pode adquirir hardware e software da Apple e acessórios de outros fornecedores. Destacam-se como produtos mais conhecidos desta empresa os computadores Macintosh, o ipod e o iphone que podem ser adquiridos nesta loja online. No entanto, neste exercício o objectivo é adquirir materiais de formação os materiais de formação referidos no módulo 3 (por exemplo podcasts). Assim, imagine que pretende aprender a tocar guitarra (nunca saberemos quando não será o próximo Eric Clapton ). Nesse sentido, terá de procurar este tipo de material de formação e umas das opções para pesquisa é na loja online da Apple (esta pesquisa também poderia ser efectuada no website da Amazon referido anteriormente).

25 LIÇÃO 5: e-shops e e-auctions (cont.) Exercício 3 Outro exemplo de e-shop é a Ryanair. A Ryanair foi a primeira companhia área europeia de baixo custo e continua a ser a maior companhia área europeia de baixo custo. Imaginemos que estava à procura de uma viagem para frequentar um curso de formação no Porto.

26 LIÇÃO 5: e-shops e e-auctions (cont.) Exercício 4 Depois de ter experienciado o que são e-shops é tempo de experimentar um e-auction. Para experimentar um e-auction terá de aceder a um website de leilões electrónico, como por exemplo o Ebay, denominado como o maior mercado online mundial. O Ebay tem diferentes websites, sendo o o mais conhecido e tendo mais produtos. No entanto, para os cidadãos europeus geralmente é melhor comprar em (website Britânico), (website Espanhol), (website Polaco), (website Holandês), (website Italiano), (website Irlandês), (website Alemão), (website Francês), (website Belga), (website Austríaco) devido a não terem de pagar taxas alfandegárias e taxas de câmbio. No entanto, em alguns leilões compensa pagar estas taxas.

27 LIÇÃO 5: e-shops e e-auctions (cont.) Exercício 4 (cont.) No Ebay pode comprar e vender itens. No entanto, neste exercício irá apenas tentar comprar um produto. Imagine que é um formador e que necessita de comprar um vídeo projector usado barato para as suas sessões de formação. Assim, o melhor sítios para começar a pesquisar é o Ebay.

28 LIÇÃO 5: e-shops e e-auctions (cont.) Caso prático 1 Irá tentar encontrar e comprar uma câmara fotográfica digital (pode adquirir caso pretenda se não deverá efectuar o processo até ao ponto em que são questionados os seus dados pessoais). Um website Europeu onde pode adquirir produtos de fotografia, vídeo e som é a Pixmania.com.

29 LIÇÃO 5: e-shops e e-auctions (cont.) Caso prático 2 Outro exemplo que está a ter muita adesão por parte de várias pessoas que estão a aderir ao é a situação de planear e comprar as suas férias pela Internet. Assim, irá tentar encontrar um voo para um destino que pretenda e reservar um hotel para a sua estadia (à semelhança do caso prático anterior pode adquirir caso pretenda se não deverá efectuar o processo até ao ponto em que são questionados os seus dados pessoais). Neste momento já conhece um website onde poderá adquirir um passagem aérea (Ryanair) e para reservar um hotel pode usar o website BOOKING.COM

30 KEMP webadress SPI Portugal Edifício Les Palaces Rua Júlio Dinis, no. 242, Porto, PORTUGAL Tel: Fax: ENTER - Austria TEMPO - Czech Republic Elisabethstrasse, 3 Nad Porubkou, Graz, AUSTRIA Ostrava Svinov CZECH REPUBLIC Tel: Fax: Tel: Fax: ReFIT - Germany Ernst-Haeckel-Platz, 5/ Jena GERMANY Tel: +49 / Fax: +49 / IFI Spain C/ Alcalá Nº 21, 3º Dcha Madrid, SPAIN Tel: Fax: Tk Formazione Italy Viale Gramsci, Firenze, ITALY Tel: Fax: WSHE Poland Ul. Rewolucji 1905 r Lódź, POLAND Tel: Fax:

KEMP 134681-LLP-1-2007-1-PT-GRUNDTVIG-GMP. Módulo 4. e-banking

KEMP 134681-LLP-1-2007-1-PT-GRUNDTVIG-GMP. Módulo 4. e-banking Módulo 4 e-banking Objectivos do Módulo Perceber as origens do e-banking Informação sobre as origens do e-banking. Visão geral sobre as diferentes tipologias de e-banking. Perceber os diferentes conceitos

Leia mais

KEMP 134681-LLP-1-2007-1-PT-GRUNDTVIG-GMP. Módulo 3. e-learning

KEMP 134681-LLP-1-2007-1-PT-GRUNDTVIG-GMP. Módulo 3. e-learning Módulo 3 e-learning Objectivos do Módulo Perceber o que é o e-learning e o b-learning Os formandos receberão informação sobre as bases e princípios associados à formação assente nas novas tecnologias Conhecer

Leia mais

e-government KEMP 134681-LLP-1-2007-1-PT-GRUNDTVIG-GMP

e-government KEMP 134681-LLP-1-2007-1-PT-GRUNDTVIG-GMP Objectivos do Módulo Perceber o que é o e-government informação básica sobre e-government. O que é o e-government? Para que serve? Qual o seu principal objectivo/função? Conhecer as vantagens inerentes

Leia mais

KEMP 134681-LLP-1-2007-1-PT-GRUNDTVIG-GMP. Módulo 1. Orientação Vocacional

KEMP 134681-LLP-1-2007-1-PT-GRUNDTVIG-GMP. Módulo 1. Orientação Vocacional Módulo 1 Orientação Vocacional Objectivos do Módulo Compreender o enquadramento e os objectivos do Projecto KEMP Obter informação geral sobre a importância de Mantenha o Emprego Desenvolvendo as E-Competências.

Leia mais

INFORMÁTICA PARA GESTÃO I Curso Superior de Gestão de Marketing

INFORMÁTICA PARA GESTÃO I Curso Superior de Gestão de Marketing INFORMÁTICA PARA GESTÃO I Curso Superior de Gestão de Marketing Docente (Teóricas): E-mail: vmnf@yahoo.com Web: http://www.vmnf.net/ipam Aula 13 Sumário A Internet: Modelos de Negócio, Publicidade e Meios

Leia mais

GESTÃO. Gestão dos Processos e Operações Gestão de Sistemas e Tecnologias de Informação (dentro do capítulo 6) CLF

GESTÃO. Gestão dos Processos e Operações Gestão de Sistemas e Tecnologias de Informação (dentro do capítulo 6) CLF GESTÃO Gestão dos Processos e Operações Gestão de Sistemas e Tecnologias de Informação (dentro do capítulo 6) Informação e Decisões Gerir envolve tomar muitas e frequentes decisões Para decidir com eficácia

Leia mais

Capítulo. Sistemas de comércio electrónico

Capítulo. Sistemas de comércio electrónico Capítulo 9 Sistemas de comércio electrónico 1 2 Objectivos de aprendizagem Identificar as principais categorias e tendências das aplicações de comércio electrónico (e-commerce). Identificar os processos

Leia mais

II. Visão Geral do e-business

II. Visão Geral do e-business II. Visão Geral do e-business 1. e-commerce X e-business 2. Vantagens do e-business 3.Problemas na Internet 4. Tipos de e-business 5. Categorias de e-business 6. Ferramentas de Comércio Eletrônico 7. Dimensões

Leia mais

E-BUSINESS AGENDA. Profª. Kelly Hannel

E-BUSINESS AGENDA. Profª. Kelly Hannel E-BUSINESS Profª. Kelly Hannel AGENDA Evolução da internet nos negócios Conceitos de E-BUSINESS e COMÉRCIO ELETRÔNICO Identificando tendências do E-BUSINESS Quadro das interações possíveis no meio eletrônico

Leia mais

Tópicos de Ambiente Web Internet: negócios eletrônicos, novas tendencias e tecnologias

Tópicos de Ambiente Web Internet: negócios eletrônicos, novas tendencias e tecnologias Tópicos de Ambiente Web Internet: negócios eletrônicos, novas tendencias e tecnologias Professora: Sheila Cáceres Uma mensagem enviada em internet é dividida em pacotes de tamanho uniforme. Cada pacote

Leia mais

NORMALIZAÇÃO Comércio Electrónico e a sua Importância na Cadeia de Distribuição 14 de Dezembro 2010 Nuno Miranda

NORMALIZAÇÃO Comércio Electrónico e a sua Importância na Cadeia de Distribuição 14 de Dezembro 2010 Nuno Miranda NORMALIZAÇÃO Comércio Electrónico e a sua Importância na Cadeia de Distribuição 14 de Dezembro 2010 Nuno Miranda The global language of business O que é ecommerce? Da perspectiva de processo de negócio,

Leia mais

Estrutura do Curso e Conteúdos

Estrutura do Curso e Conteúdos Estrutura do Curso e Conteúdos KEMP 134681-LLP-1-2007 1 - PT-GRUNDTVIG-GMP Junho, 2008 1 Parceiros: Sociedade Portuguesa de Inovação Pedro Costa e-mail: pedrocosta@spi.pt URL: http://www.spi.pt E.N.T.E.R

Leia mais

SEO LINKEDIN FACEBOOK GOOGLE REDES SOCIAS E-COMMERCE TWITTER UNICRE PAY PAL 6.0 PLATAFORMA INTEGRADA DE NEGÓCIO E COMUNICAÇÃO ONLINE

SEO LINKEDIN FACEBOOK GOOGLE REDES SOCIAS E-COMMERCE TWITTER UNICRE PAY PAL 6.0 PLATAFORMA INTEGRADA DE NEGÓCIO E COMUNICAÇÃO ONLINE LINKEDIN FACEBOOK TWITTER GOOGLE REDES SOCIAS E-COMMERCE PAY PAL SEO UNICRE 6.0 PLATAFORMA INTEGRADA DE NEGÓCIO E COMUNICAÇÃO ONLINE ACTUALIZE O SEU SITE VENDAS ONLINE MARKETING ONLINE A PLATAFORMA GCM

Leia mais

Modelos de Negócio e Internet internet, intranet e extranet

Modelos de Negócio e Internet internet, intranet e extranet Modelos de Negócio e Internet internet, intranet e extranet Luis Manuel Borges Gouveia lmbg@ufp.pt Abril de 2001 Modelos de negócio e internet valor oferecido aos consumidores segmentação dos consumidores

Leia mais

Marketing. Objectivos. Alterações ocorridas no mercado. O Marketing na Nova Economia

Marketing. Objectivos. Alterações ocorridas no mercado. O Marketing na Nova Economia Marketing O Marketing na Nova Economia Prof. José M. Veríssimo 1 Objectivos Explorar a forma como a internet mudou a a utilização de bases de dados de clientes. Compreender como os marketers exercem a

Leia mais

Comércio Eletrônico. Comércio Eletrônico. Grau de digitalização. Caracteriza-se Comércio eletrônico pelo grau de digitalização:

Comércio Eletrônico. Comércio Eletrônico. Grau de digitalização. Caracteriza-se Comércio eletrônico pelo grau de digitalização: Comércio Eletrônico FTS Faculdade Taboão da Serra Curso de Administração de Sistemas de Informações Disciplina: Comércio Eletrônico Comércio Eletrônico Caracteriza-se Comércio eletrônico pelo grau de digitalização:

Leia mais

Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico.

Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico. Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico. TENDÊNCIAS NO COMÉRCIO ELETRÔNICO Atualmente, muitos negócios são realizados de forma eletrônica não sendo necessário sair de casa para fazer compras

Leia mais

Sistemas para internet e software livre

Sistemas para internet e software livre Sistemas para internet e software livre Aula 3 - Modelos de Negócios na Web Image: FreeDigitalPhotos.net Modelo de negócios Definição clássica "É um método de fazer negócios por meio do qual uma empresa

Leia mais

Comércio Electrónico :: Aumentar as vendas online

Comércio Electrónico :: Aumentar as vendas online Comércio Electrónico :: Aumentar as vendas online e-commerce. now plug & play. Alfragide, 16 de Maio de 2007 Agenda 9h30-9h45: Boas vindas 9h45-10h15 Marketplaces 10h15-10h30 Anúncios online Google Adwords

Leia mais

A empresa digital: comércio e negócios eletrônicos

A empresa digital: comércio e negócios eletrônicos Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 06 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

O que é comércio eletrônico?

O que é comércio eletrônico? COMÉRCIO ELETRÔNICO O que é comércio eletrônico? O comércio eletrônico ou e-commerce é a compra e venda de mercadorias ou serviços por meio da Internet, onde as chamadas Lojas Virtuais oferecem seus produtos

Leia mais

We Do. You Sell. A sua loja online (A You Sell Iniciative) Solução de Parceria Lojas Online

We Do. You Sell. A sua loja online (A You Sell Iniciative) Solução de Parceria Lojas Online Largo da Codiceira 74, 1º Tr. We Do. You Sell. A sua loja online (A You Sell Iniciative) Solução de Parceria Lojas Online // VALORVISUAL_SOLUÇÕES GLOBAIS DE COMUNICAÇÃO WE DO, YOU SELL. A SUA LOJA ONLINE

Leia mais

COMÉRCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) Disciplina: DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO Prof. Afonso Celso M. Madeira 8º semestre

COMÉRCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) Disciplina: DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO Prof. Afonso Celso M. Madeira 8º semestre COMÉRCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) Disciplina: DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO Prof. Afonso Celso M. Madeira 8º semestre E-COMMERCE x E-BUSINESS E-COMMERCE processos pelos quais consumidores, fornecedores e

Leia mais

FACULDADE UNIÃO COMÉRCIO ELETRÔNICO PROFESSOR LUCIANO ROCHA

FACULDADE UNIÃO COMÉRCIO ELETRÔNICO PROFESSOR LUCIANO ROCHA 1 Conteúdo Evolução da Comunicação Entre Computadores... 2 Evolução do Processamento e Transferência Eletrônica de Informações... 2 INTERNET E COMÉRCIO ELETRÔNICO ASPECTOS... 3 PESQUISAS SOBRE O MERCADO

Leia mais

Alexandre Pontes Nº 27340 Wilson Roque Nº 27636

Alexandre Pontes Nº 27340 Wilson Roque Nº 27636 Alexandre Pontes Nº 27340 Wilson Roque Nº 27636 As últimas décadas permitiram ligar o mundo e dinamizar os mercados, intensificando a competitividade existente. A Internet tornou o mundo mais pequeno e

Leia mais

Luís Magalhães Presidente, UMIC - Agência para a Sociedade do Conhecimento

Luís Magalhães Presidente, UMIC - Agência para a Sociedade do Conhecimento A Internet,os computadores, os telefones móveis, a TV digital estão a transformar profundamente a maneira como as pessoas vivem - como aprendem, trabalham, ocupam os tempos livres e interagem, tanto nas

Leia mais

Como vender na Internet

Como vender na Internet Como vender na Internet Ideias-base para uma iniciação à venda via Internet Gonçalo Carvalhinhos Secretário-Geral Associação do Comércio Electrónico em Portugal goncalo.carvalhinhos@portugalacep.org ACEP

Leia mais

e-business (Negócio Eletrônico): Conceitos e Estratégia

e-business (Negócio Eletrônico): Conceitos e Estratégia e-business (Negócio Eletrônico): Conceitos e Estratégia DAS5316 Integração de Sistemas Corporativos DAS Departamento de Automação e Sistemas UFSC Universidade Federal de Santa Catarina SUMÁRIO Conceitos

Leia mais

Muito ALÉM de uma simples LOJA VIRTUAL. Vanessa Kupczik

Muito ALÉM de uma simples LOJA VIRTUAL. Vanessa Kupczik Muito ALÉM de uma simples LOJA VIRTUAL. Vanessa Kupczik Mestre em Design (UFPR). MBA e pós-graduação em Marketing (UFPR). Pós-graduada em Web Design (PUCPR). Graduação em Desenho Industrial (UFPR). Técnico

Leia mais

Índice. 1.1 - Proteja o seu PC pág. 3. 1.2 Proteja o seu tablet ou smartphone pág. 4. 3. Compras online com Segurança pág. 8

Índice. 1.1 - Proteja o seu PC pág. 3. 1.2 Proteja o seu tablet ou smartphone pág. 4. 3. Compras online com Segurança pág. 8 1 Índice 2 1. Proteja os equipamentos de acesso à internet pág. 3 1.1 - Proteja o seu PC pág. 3 1.2 Proteja o seu tablet ou smartphone pág. 4 2. Phishing pág. 6 3. Compras online com Segurança pág. 8 4.

Leia mais

AULA 1 SOLUÇÕES EM NEGÓCIO ELETRÔNICOS. Prof. Adm. Paulo Adriano da Silva Carvalho

AULA 1 SOLUÇÕES EM NEGÓCIO ELETRÔNICOS. Prof. Adm. Paulo Adriano da Silva Carvalho AULA 1 SOLUÇÕES EM NEGÓCIO ELETRÔNICOS Prof. Adm. Paulo Adriano da Silva Carvalho Adm. Paulo Adriano da S. Carvalho Formado em Administração; MBA em Gestão Empresarial; Formado em Ciências da Computação;

Leia mais

A segurança da sua informação e do computador é fundamental e depende muito de si.

A segurança da sua informação e do computador é fundamental e depende muito de si. Proteja o seu PC A segurança da sua informação e do computador é fundamental e depende muito de si. O que deve fazer? Manter o antivírus actualizado Não manter o antivírus actualizado é quase o mesmo que

Leia mais

Tecnologia e Sistemas de Informações Empresa Digital

Tecnologia e Sistemas de Informações Empresa Digital Universidade Federal do Vale do São Francisco Tecnologia e Sistemas de Informações Empresa Digital Prof. Ricardo Argenton Ramos Aula 7 Desafios para a Administração Comercio eletrônico e negócios eletrônicos

Leia mais

10. Defina Sistemas Distribuídos: Um conjunto de computadores independentes que se apresenta a seus usuários como um sistema único e coerente

10. Defina Sistemas Distribuídos: Um conjunto de computadores independentes que se apresenta a seus usuários como um sistema único e coerente 1. Quais os componentes de um sistema cliente-servidor? Clientes e servidores 2. Na visão do hardware, defina o que é cliente e o que é servidor: Clientes. Qualquer computador conectado ao sistema via

Leia mais

Tecnologia da Informação. Prof. Odilon Zappe Jr

Tecnologia da Informação. Prof. Odilon Zappe Jr Tecnologia da Informação Prof. Odilon Zappe Jr Vantagens e Desvantagens do Comércio Eletrônico Vantagens Aumento do número de contatos da empresa com fornecedores e com outras empresas do mesmo ramo, e

Leia mais

E-commerce Fundamentos

E-commerce Fundamentos E-commerce Fundamentos Flávio Augusto Martins Wanderley Professor flavio@mwan.com.br 1 / 65 Conteúdo desta aula Conceitos. Evolução do comércio eletrônico. Modalidades. O que vem no futuro. 2 / 65 Conceito

Leia mais

Prof. Cláudio Conceitos e-commerce PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Prof. Cláudio Conceitos e-commerce PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Cláudio Conceitos e-commerce PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Intranet e Extranet Rede privada baseada na mesma tecnologia utilizada na internet, sendo sua única diferença o objetivo por trás

Leia mais

A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E ELETRÔNICOS

A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E ELETRÔNICOS Capítulo 4 A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E NEGÓCIOS ELETRÔNICOS 4.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS Como a tecnologia de Internet mudou propostas de valor e modelos de negócios? O que é comércio eletrônico?

Leia mais

O comércio eletrônico (CE) é, basicamente, a realização de transações empresariais vida rede de telecomunicações, especialmente a Internet.

O comércio eletrônico (CE) é, basicamente, a realização de transações empresariais vida rede de telecomunicações, especialmente a Internet. E-commerce Prof Marcus Regenold Disciplina Negócios pela Internet O comércio eletrônico (CE) é, basicamente, a realização de transações empresariais vida rede de telecomunicações, especialmente a Internet.

Leia mais

Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce).

Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce). Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce). A natureza global da tecnologia, a oportunidade de atingir

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Comercial. Vendas, Loja Virtual e Gestão de Comissões

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Comercial. Vendas, Loja Virtual e Gestão de Comissões Bloco Comercial Vendas, Loja Virtual e Gestão de Comissões Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre os Módulos Vendas, Loja Virtual e Gestão de Comissões, que se encontram no Bloco

Leia mais

Open source como estratégia

Open source como estratégia Open source como estratégia Introdução Objectivo Discussão do Open Source como estratégia no mundo empresarial; Diferentes abordagens; Exemplos; Introdução Introdução O que entendem sobre o uso de Open

Leia mais

Fundamentos do Comércio Eletrônico

Fundamentos do Comércio Eletrônico Administração e Finanças Uniban Notas de Aula Comércio (e-commerce) Prof. Amorim Fundamentos do Comércio Comércio Mais do que a mera compra e venda de produtos on-line. Engloba o processo on-line inteiro:

Leia mais

Os novos usos da tecnologia da informação na empresa

Os novos usos da tecnologia da informação na empresa Os novos usos da tecnologia da informação na empresa Internet promoveu: Transformação Novos padrões de funcionamento Novas formas de comercialização. O maior exemplo desta transformação é o E- Business

Leia mais

De forma a cumprir o prazo de 25 de Maio, tenha em atenção as principais etapas e expectativas:

De forma a cumprir o prazo de 25 de Maio, tenha em atenção as principais etapas e expectativas: Caro Fornecedor, A GSK está a mudar para a Facturação Electrónica Como parte da política de melhoria contínua da GSK quanto à eficiência dos serviços tanto para clientes como para fornecedores, estamos

Leia mais

Anderson L. S. Moreira

Anderson L. S. Moreira Tecnologia da Informação Aula 13 E-commerce Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@ifpe.edu.br Instituto Federal de Pernambuco Recife PE Esta apresentação está sob licença Creative Commons 15 de Outubro

Leia mais

ACEPI/Netsonda Barómetro Trimestral do Comércio Electrónico em Portugal 2º Trimestre 2012. Página 1

ACEPI/Netsonda Barómetro Trimestral do Comércio Electrónico em Portugal 2º Trimestre 2012. Página 1 Página 1 Sobre a ACEPI A ACEPI - Associação de Comércio Electrónico e Publicidade Interactiva, é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo

Leia mais

Comércio Eletrônico FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE

Comércio Eletrônico FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE Comércio Eletrônico FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE Definição Toda atividade de compra e venda realizada com recursos eletrônicos; Uso de mecanismos eletrônicos para a

Leia mais

A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E NEGÓCIOS ELETRÔNICOS

A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E NEGÓCIOS ELETRÔNICOS A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E NEGÓCIOS ELETRÔNICOS 1 OBJETIVOS 1. Como a tecnologia de Internet mudou propostas de valor e modelos de negócios? 2. O que é comércio eletrônico?? Como esse tipo de comércio

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES

PERGUNTAS FREQUENTES PERGUNTAS FREQUENTES Porque devemos utilizar a empresa Tungsten-Network para enviar as nossas facturas? Para além das vantagens indicadas anteriormente, a facturação electrónica é o método preferido pela

Leia mais

Produzido para. Criação, edição e maquetização de. Com o patrocínio de

Produzido para. Criação, edição e maquetização de. Com o patrocínio de Produzido para Criação, edição e maquetização de Com o patrocínio de Pensar Digital A pergunta que qualquer empreendedor ou gestor se coloca ao olhar para a Internet já não é se vale a pena começar um

Leia mais

2ª Conferência. Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender. 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI

2ª Conferência. Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender. 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI 2ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI Patrocinador Principal Patrocinadores Globais APDSI Internet, Negócio e Redes Sociais

Leia mais

Informática. Aula 9. A Internet e seu Uso nas Organizações

Informática. Aula 9. A Internet e seu Uso nas Organizações Informática Aula 9 A Internet e seu Uso nas Organizações Curso de Comunicação Empresarial 2º Ano O Que é a Internet? A Internet permite a comunicação entre milhões de computadores ligados através do mundo

Leia mais

Fornecedores. Apresentação. www.grupoquantica.com. Nosso desafio é o seu sucesso!

Fornecedores. Apresentação. www.grupoquantica.com. Nosso desafio é o seu sucesso! Fornecedores www.grupoquantica.com Apresentação 2010 A idéia Fundado e idealizado por Cleber Ferreira, Consultor de Marketing e Vendas, autor do livro Desperte o Vendedor Interior com Técnicas de Vendas

Leia mais

Comércio Eletrônico e-commerce Aula 5. Prof. Msc. Ubirajara Junior biraifba@gmail.com

Comércio Eletrônico e-commerce Aula 5. Prof. Msc. Ubirajara Junior biraifba@gmail.com Comércio Eletrônico e-commerce Aula 5 Prof. Msc. Ubirajara Junior biraifba@gmail.com Introdução Mudança no ambiente empresarial; Ligação com o desenvolvimento de tecnologia da informação. Características

Leia mais

ACEPI/Netsonda Barómetro Trimestral do Comércio Electrónico em Portugal 1º Trimestre 2012. Página 1

ACEPI/Netsonda Barómetro Trimestral do Comércio Electrónico em Portugal 1º Trimestre 2012. Página 1 Página 1 Sobre a ACEPI A ACEPI - Associação de Comércio Electrónico e Publicidade Interactiva, é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo

Leia mais

Capítulo 3 Sistemas de E-Commerce

Capítulo 3 Sistemas de E-Commerce Capítulo 3 Sistemas de E-Commerce 3.1 Fundamentos do Comércio Eletrônico Introdução O comércio eletrônico é mais do que a mera compra e venda de produtos online. Em lugar disso, ele engloba o processo

Leia mais

CONFIANÇA NA ECONOMIA DIGITAL

CONFIANÇA NA ECONOMIA DIGITAL CONFIANÇA NA ECONOMIA DIGITAL AMADEU PAIVA 12 Outubro 2010 Forum para a Sociedade de Informação ECONOMIA DIGITAL AGENDA Desconfiança Cross border Portugal Unicre Segurança AGENDA Desconfiança Cross border

Leia mais

Estratégia e Regras do Negócio: E-Commerce. O que é e-commerce?

Estratégia e Regras do Negócio: E-Commerce. O que é e-commerce? E-Commerce O que é e-commerce? Comércio electrónico ou e-commerce é um conceito aplicável a qualquer tipo de negócio ou transação comercial que implique a transferência de informação através da Internet.

Leia mais

Manual de Navegação. Para conhecer melhor a estrutura do novo site. www.millenniubim.co.mz V02

Manual de Navegação. Para conhecer melhor a estrutura do novo site. www.millenniubim.co.mz V02 Manual de Navegação Para conhecer melhor a estrutura do novo site www.millenniubim.co.mz V02 Índice 1 Nova Estrutura do Site 03 1.1 Informacional 03 1.2 Transaccional 2 Área Informacional 04 2.1 Homepage

Leia mais

Departamento de Engenharia Informática Universidade de Coimbra 3030 Coimbra, Portugal ralberto@student.dei.uc.pt

Departamento de Engenharia Informática Universidade de Coimbra 3030 Coimbra, Portugal ralberto@student.dei.uc.pt &RPpUFLRHOHFWUyQLFRSULQFLSDLVTXHVW}HVHVXDGLYXOJDomRHP 3RUWXJDO SRU 5RGULJR$OEHUWR$OPHLGD%DSWLVWD Departamento de Engenharia Informática Universidade de Coimbra 3030 Coimbra, Portugal ralberto@student.dei.uc.pt

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação. Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web

Estratégias em Tecnologia da Informação. Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 09 Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina

Leia mais

Gestão do conhecimento

Gestão do conhecimento 1 Gestão do conhecimento Inteligência empresarial Aproveitar o saber-fazer organizacional Apoio ao desempenho Interacção com as bases de dados operacionais Construção de redes periciais Criação, partilha

Leia mais

A versão básica disponibiliza a informação criada no Microsoft Navision em unidades de informação

A versão básica disponibiliza a informação criada no Microsoft Navision em unidades de informação O Business Analytics for Microsoft Business Solutions Navision ajuda-o a ter maior controlo do seu negócio, tomar rapidamente melhores decisões e equipar os seus funcionários para que estes possam contribuir

Leia mais

SISTEMAS PARA INTERNET

SISTEMAS PARA INTERNET Unidade II SISTEMAS PARA INTERNET E SOFTWARE LIVRE Prof. Emanuel Matos Sumário Unidade II Comércio Eletrônico Tecnologia de Comércio Eletrônico Categorias do Comércio Eletrônico M-commerce Comércio eletrônico

Leia mais

BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE 2013 RELATÓRIO DE RESULTADOS

BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE 2013 RELATÓRIO DE RESULTADOS BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE 2013 RELATÓRIO DE RESULTADOS Índice Introdução 03 Ficha Técnica 05 Sumário Executivo 06 Relatório de Resultados 08 Entidades Inquiridas

Leia mais

Informática. Aula 7. Redes e Telecomunicações

Informática. Aula 7. Redes e Telecomunicações Informática Aula 7 Redes e Telecomunicações Comunicação Empresarial 2º Ano Ano lectivo 2003-2004 Introdução Para as empresas modernas funcionarem eficazmente, são vitais as ligações que conectam as suas

Leia mais

IDC Portugal aumenta produtividade e reduz custos operacionais com Microsoft Dynamics CRM em modelo hosted

IDC Portugal aumenta produtividade e reduz custos operacionais com Microsoft Dynamics CRM em modelo hosted Microsoft Dynamics CRM Online Customer Solution Case Study IDC Portugal IDC Portugal aumenta produtividade e reduz custos operacionais com Microsoft Dynamics CRM em modelo hosted Sumário País Portugal

Leia mais

NAVEGAR EM SEGURANÇA NA INTERNET DIREITOS E DEVERES

NAVEGAR EM SEGURANÇA NA INTERNET DIREITOS E DEVERES ESCOLA SECUNDÁRIA DE AROUCA CURSO OPERADOR DE INFORMÁTICA (2) Educação e Formação de Adultos NAVEGAR EM SEGURANÇA NA INTERNET DIREITOS E DEVERES 1º PERÍODO Sara Matias ICORLI 2008/2009 Sumário Fraudes

Leia mais

SIBS PROCESSOS cria solução de factura electrónica com tecnologias Microsoft

SIBS PROCESSOS cria solução de factura electrónica com tecnologias Microsoft SIBS PROCESSOS cria solução de factura electrónica com tecnologias Microsoft A solução MB DOX oferece uma vantagem competitiva às empresas, com a redução do custo de operação, e dá um impulso à factura

Leia mais

Consortia e-market da Fileira Moda. para o Mercado Externo

Consortia e-market da Fileira Moda. para o Mercado Externo Consortia e-market da Fileira Moda para o Mercado Externo O que é? Consórcio entre empresas da Fileira Moda e a Exponor Digital destinado a criar e explorar uma ou mais lojas online, orientada(s) para

Leia mais

BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE DE 2014 RELATÓRIO DE RESULTADOS

BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE DE 2014 RELATÓRIO DE RESULTADOS BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE DE 2014 RELATÓRIO DE RESULTADOS Índice Introdução 03 Ficha Técnica 05 Sumário Executivo 06 Relatório de Resultados 07 Entidades Inquiridas

Leia mais

Declaração de privacidade Configurador Web de Instalações

Declaração de privacidade Configurador Web de Instalações Declaração de privacidade Configurador Web de Instalações A sua privacidade é importante para nós, Lexmark International Serviços de Assistência e Marketing, Unipessoal, Lda. Reconhecemos a sua necessidade

Leia mais

Serviços de Ecommerce

Serviços de Ecommerce Amen ecommerce 1 Serviços de Ecommerce Ideal para iniciar o seu negócio on-line; ou Complementar as vendas da sua loja física; Os Serviços Ecommerce são soluções poderosas fáceis e acessíveis para criar

Leia mais

1. Dados de acesso à Internet

1. Dados de acesso à Internet Ao efectuar o presente registo está a afirmar ter conhecimento e a manifestar a sua aceitação da nossa Política de Privacidade (A Clínica Dr Eduardo Merino- Lda., adiante designada por Eduardo Merino Terapias

Leia mais

Tutorial sobre Phishing

Tutorial sobre Phishing Tutorial sobre Phishing Data: 2006-08-15 O que é o Phishing? Phishing é um tipo de fraude electrónica que tem se desenvolvido muito nos últimos anos, visto que a Internet a cada dia que passa tem mais

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO

CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO Classificação dos Tipos de CE Consumidor Empresa Governo Consumidor Empresa Governo CLASSIFICAÇÃO DO CE Business-to-business (empresa-empresa - B2B): Modelo de CE

Leia mais

www.ebase.pt Mudança da Moeda Local de Escudo para Euro

www.ebase.pt Mudança da Moeda Local de Escudo para Euro www.ebase.pt Mudança da Moeda Local de Escudo para Euro Índice Requisitos... 3 Preparação... 3 A Fazer... 3 Ficheiro de Moedas... 3 Configuração Modo de funcionamento... 4 Notas finais...5 Informação Geral...

Leia mais

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP 1. Sobre a ACEP A ACEP - Associação de Comércio Electrónico em Portugal é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo e a implementação das diversas

Leia mais

Intranet. Aplicação de novas tecnologias e serviços Internet, num ambiente restrito, controlado ou fechado pertencente a uma empresa

Intranet. Aplicação de novas tecnologias e serviços Internet, num ambiente restrito, controlado ou fechado pertencente a uma empresa Intranet Aplicação de novas tecnologias e serviços Internet, num ambiente restrito, controlado ou fechado pertencente a uma empresa Utilização de toda ou parte das tecnologias ou das infra-estruturas da

Leia mais

Manual Planeamento de Campanha de E-Marketing

Manual Planeamento de Campanha de E-Marketing Manual Planeamento de Campanha de E-Marketing Planeamento de Campanha de E-Marketing Cada variável, a nível de marketing tem normas próprias, em função dos meios de comunicação através dos quais se veiculam

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO

CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO Classificação dos Tipos de CE Consumidor Empresa Governo Consumidor Empresa Governo CLASSIFICAÇÃO DO CE Business-to-business (empresa-empresa - B2B): Modelo de CE

Leia mais

A Internet nas nossas vidas

A Internet nas nossas vidas Economia Digital A Internet nas nossas vidas Nos últimos anos a internet revolucionou a forma como trabalhamos, comunicamos e até escolhemos produtos e serviços Economia Digital Consumidores e a Internet

Leia mais

Daciane de Oliveira Silva www.daciane.wordpress.com

Daciane de Oliveira Silva www.daciane.wordpress.com Daciane de Oliveira Silva www.daciane.wordpress.com Marketing direto e mediação eletrônica Como a internet criou novos meios de intermediação entre as pessoas e as organizações? O que é marketing direto?

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES

PERGUNTAS FREQUENTES PERGUNTAS FREQUENTES SERVIÇO MB WAY O que é o MB WAY? O MB WAY é a primeira solução interbancária que permite fazer compras e transferências imediatas através de smartphone ou tablet. Basta aderir ao serviço

Leia mais

Comércio eletrônico 05/05/15. Objetivos de estudo. Qual o papel do e- commerce nos negócios e quais as aplicações mais importantes?

Comércio eletrônico 05/05/15. Objetivos de estudo. Qual o papel do e- commerce nos negócios e quais as aplicações mais importantes? Escola Superior de Gestão e Tecnologia Comércio eletrônico Mercados digitais, mercadorias digitais Prof. Marcelo Mar3ns da Silva Objetivos de estudo Qual o papel do e- commerce nos negócios e quais as

Leia mais

Qualidade e Excelência na Sociedade da Informação

Qualidade e Excelência na Sociedade da Informação Qualidade e Excelência na Sociedade da Informação Objectivos O Mundo do E-Business QWeb Objectivo e Propósito QWeb Vantagens QWeb - Rede IQNet QWeb Processo de Certificação QWeb - em Portugal Exemplos

Leia mais

Implementando Lojas Virtuais com oscommerce

Implementando Lojas Virtuais com oscommerce Implementando Lojas Virtuais com oscommerce Cristiane Schmitt, Francisco Assis do Nascimento FIT- Faculdade de Informática de Taquara Av. Oscar Martins Rangel 4500 (RS115)-95600-000 Taquara-RS cristiane,assis@nidus.org.br

Leia mais

VISÃO GERAL DO CAPÍTULO

VISÃO GERAL DO CAPÍTULO CAPÍTULO 8.I Sistemas de e-commerce VISÃO GERAL DO CAPÍTULO O propósito deste capítulo é descrever e apresentar os componentes básicos do processo de sistemas de e-commerce, e explicar importantes tendências,

Leia mais

Objectivos de aprendizagem

Objectivos de aprendizagem Capítulo 6 1 Telecomunicações e redes 2 Objectivos de aprendizagem ƒ Identificar as principais tendências e os grandes desenvolvimentos nas empresas, nas tecnologias e nas aplicações de negócio, das telecomunicações

Leia mais

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Outras conclusões: Recrutamento na área de Marketing Digital registou crescimento de 15%. Área de E- commerce cresceu 6% Remuneração dos profissionais

Leia mais

OCEL001 Comércio Eletrônico Módulo 03: Modelos

OCEL001 Comércio Eletrônico Módulo 03: Modelos OCEL001 Comércio Eletrônico Módulo 03: Modelos Prof. Charles Christian Miers e-mail: charles.miers@udesc.br As dimensões do comércio eletrônico Á r e a s d e c o m é r c i o e l e t r ô n i c o A e s s

Leia mais

Agenda: Tecnologias de Informação. 6 - Comércio Electrónico. ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão/ FMH - Instituto de Motricidade Humana

Agenda: Tecnologias de Informação. 6 - Comércio Electrónico. ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão/ FMH - Instituto de Motricidade Humana ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão/ FMH - Instituto de Motricidade Humana Tecnologias de Informação 6 - Comércio Electrónico CE VI - 1 Agenda: Uma Perspectiva do CE Definições e Âmbito Modelos

Leia mais

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 4.1

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 4.1 Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 4.1 4 OBJETIVOS OBJETIVOS A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E NEGÓCIOS ELETRÔNICOS Como a tecnologia de Internet mudou propostas de valor e modelos de negócios

Leia mais

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr Tecnologia da Informação Prof Odilon Zappe Jr Comércio Eletrônico Um breve histórico Comércio compra, venda, troca de produtos e serviços; Incrementado pelos Fenícios, Árabes, Assírios e Babilônios uso

Leia mais

O que é um Afiliado EaDPLUS? Por que ser Afiliado EaDPLUS? Quais cursos o Afiliado EaDPLUS pode divulgar?

O que é um Afiliado EaDPLUS? Por que ser Afiliado EaDPLUS? Quais cursos o Afiliado EaDPLUS pode divulgar? ManuaL O que é um Afiliado EaDPLUS? Um Afiliado EaDPLUS é alguém que deseja receber comissões por indicar/promover os cursos do Portal EaDPLUS. Você pode se cadastrar como afiliado gratuitamente e começar

Leia mais

Realize compras on-line com segurança

Realize compras on-line com segurança Realize compras on-line com segurança Índice Introdução 3 Benefícios e desvantagens de comprar on-line Benefícios Desvantagens 5 6 Dicas para comprar on-line com segurança Antes de comprar Ao comprar Depois

Leia mais

Faculdade de Tecnologia Senac Goiás. Alunos: Erik de Oliveira Douglas Ferreira, Raphael Beghelli, João Victor Alves. Professor : Diogo Ananias

Faculdade de Tecnologia Senac Goiás. Alunos: Erik de Oliveira Douglas Ferreira, Raphael Beghelli, João Victor Alves. Professor : Diogo Ananias Faculdade de Tecnologia Senac Goiás. Alunos: Erik de Oliveira Douglas Ferreira, Raphael Beghelli, João Victor Alves. Professor : Diogo Ananias CONSULTORIA COMÉRCIO ELETRÔNICO CONSULTORIA PARA IMPLANTAÇÃO

Leia mais

BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS

BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS Produtos e serviços CGD para profissionais liberais e jovens advogados: CONTAS À ORDEM Conta Extracto A informação onde preferir. Com esta conta recebe um extracto com toda a informação da sua conta, na

Leia mais