de FROTAS Gestão Como poupar na gestão dos veículos da sua empresa PUB Valentin Flauraud/Bloomberg

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "de FROTAS Gestão Como poupar na gestão dos veículos da sua empresa PUB Valentin Flauraud/Bloomberg"

Transcrição

1 ESTE SUPLEMENTO FAZ PARTE INTEGRANTE DO DIÁRIO ECONÓMICO Nº 6138 DE 25 DE MARÇO DE 2015 E NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE Gestão de FROTAS Valentin Flauraud/Bloomberg Como poupar na gestão dos veículos da sua empresa PUB

2 II Diário Económico Quarta-feira 25 Março 2015 GESTÃO DE FROTAS Daniel Acker/Bloomberg Como as empresas poupam nas suas frotas A McDonald s aproveita os seus óleos usados como combustível para mais de 450 mil quilómetros por ano. O que destacam as gestoras As gestoras de frotas contactadas pelo Diário Económico confirmam os pontos apontados pelas empresas. Nuno Jacinto, director comercial da ALD Automotive, afirma que a preferência por viaturas de preço mais baixo ou com níveis de emissões inferiores para obter poupanças fiscais fazem parte do leque de preocupações. Há também procura de apoio na tomada de decisões e um interesse na redução de custos. Por outro lado, a preocupação em aliar esta redução à melhor forma de mobilidade é tendência crescente. Pedro Pessoa, director comercial da Leaseplan, diz haver procura crescente por ferramentas digitais e sistemas de controlo à distância, que garantem conectividade e maximizam a mobilidade dos condutores. Os serviços especializados de consultoria e as soluções que permitam obter maior liquidez, optimizar a gestão do parque automóvel e ter um controlo técnico são também bastante procurados pelas empresas. José Madeira Rodrigues, director Comercial da Arval, concorda e garante existir uma procura crescente por poupanças que resultem da externalização dos serviços e do aconselhamento especializado. RAQUEL CARVALHO As empresas estão a reduzir custos com as suas frotas. Escolhem marcas e modelos mais económicos, sem descurar factores como a segurança, o conforto do condutor, a capacidade de resposta e a qualidade do serviço. Mas o que têm as empresas feito para conjugar poupança com qualidade de serviço? Isto: McDonald s reutiliza óleos A McDonald s, na sua frota de distribuição, reutiliza óleos usados dos restaurantes para fazer combustível, o que permite percorrer 450 mil quilómetros por ano, informa fonte da empresa, que destaca estar a ser equacionado o recurso a carros híbridos. Mas não só. Nos últimos anos, prolongou os contratos de renting até 54 meses ou 180 mil quilómetros e aumentou a mudança de pneus de 40 mil quilómetros para 60 mil. Vodafone com carros mais baratos A operadora móvel optou este ano por adquirir viaturas de custo mais reduzido, levando a uma redução no investimento e no valor dos impostos, seguro e manutenção, conta Amorim Ferreira, director de património da Vodafone. Além disso, diminuiu os consumos e os custos com os combustíveis e reduziu os valores das rendas no Aluguer Operacional de Viaturas. Escolher o melhor parceiro na gestão da frota permitiu poupanças nos processos administrativos, no processo de facturação e um maior controlo dos custos de operações e manutenção das viaturas. Esegur poupa 5% com AOV No caso da Esegur o preço de aquisição é o factor mais importante quando se escolhe a frota, composta por mais de 250 veículos. Luís Miguel Madeira, director do departamento financeiro, menciona queamarcaeomodelovêmaseguirno topo das prioridades e, logo depois uma análise criteriosa dos custos totais de utilização. Em cima da mesa estão ainda os impostos a pagar e a renda e preço dos combustíveis. A redução de custos, conta, é conseguida com uma cadeia interna de gestão, através de controlo electrónico. Nas viaturas blindadas, a Esegur opta pelo leasing e nas viaturas de serviço/função pelo renting com um prazo de contratação entre os 36 e os 48 meses, o que permite uma redução média de custos até 5%. EP poupa dois milhões de euros No momento de escolher a frota, a Estradas de Portugal (EP) toma as decisões tendo por base critérios de eficiência e sustentabilidade, garante fonte da empresa pública que fez a última renovação de frota entre 2013 e 2014, tendo como estratégia uma política de downgrade de segmentos e motorizações, e de downsizing transversal a toda a frota. Hoje, a EP tem uma frota de 350 viaturas, quando no final de 2007 eram 921. Com as medidas implementadas, a EP obteve para os próximos quatro anos uma poupança em locação operacional de dois milhões de euros. A preocupação ambiental esteve implícita na escolha, permitindo-nos reduzir substancialmente as emissões de CO2, garante a mesma fonte. A escolha da gestora da sua frota é feita pelas soluções full service de aluguer operacional com serviço de manutenção, pneus, impostos, seguro e viatura de substituição. Externalizar os serviços de frotas tem permitido eficiência no back-office, que se traduz numa redução de meios afectos à gestão, no tempo despendido em assuntos administrativos, numa previsibilidade dos custos durante a duração do contrato e na partilha do risco com a locadora. CML aposta em carros eléctricos Na Câmara Municipal de Lisboa tem-se privilegiado os veículos mais amigos do ambiente, com motorizações híbridas, eléctricas e a gás natural, promovendo a diminuição das emissões de gases com efeitos de estufa e de poluentes, bem como a redução do ruído, refere fonte da autarquia. A preocupação pelos aspectos financeiros inerentes à renovação da frota e possibilidade de redução de determinados segmentos, substituindo- -os por outros mecanismos de mobilidade é outro dos pontos referidos. A edilidade tenta ainda reduzir custos com seguros, assistência técnica, consumíveis e peças, entre outros, e aposta no AOV ( renting ) de viaturas ligeiras. Na área da remoção dos resíduos sólidos urbanos a autarquia utiliza sistemas de gestão de frota e optimização de rotas e circuitos. Cushman & Wakefield monitoriza gastos A frota da Cushman & Wakefield é gerida já há uns anos pela mesma gestora de frotas e nos diversos contratos de leasing e AOV está contratada a componente de manutenção de forma a que os custos sejam estáveis e previsíveis, diz André Cid, associate e COO da consultora imobiliária. O responsável explica que as mudanças mais relevantes estão relacionadas com as transições entre os tipos de contratos de leasing e AOV. Quanto aos custos com combustíveis, a consultora monitoriza-os internamente numa base regular. Remax optimiza utilização A imobiliária tem um acordo com uma petrolífera para ter descontos na hora de abastecer. Beatriz Rubio, CEO da Remax, fala em poupanças por gerir a frota com uma locadora. O facto de se fazerem relatórios trimestrais do uso das viaturas, permitiu reduzir para metade o valor das prestações, com uma optimização da utilização das viaturas, diz.

3 PUB

4 IV Diário Económico Quarta-feira 25 Março 2015 GESTÃO DE FROTAS ArndWiegmann / Reuters Vale a pena comprar carros amigos do ambiente? Fiscalidade verde positiva, mas vantagens dependem de segmento. IRINA MARCELINO Poupanças >> Os veículos eléctricos, em média, têm uma redução de 12% do TCO, potenciado pela reduçãodos custos do IVA, dedutíveis em 100%. >> Os veículos híbridos plug-in, em média, têm redução de 24% do TCO devido à possibilidade de dedução de 100% do IVA e da introdução de taxas de Tributação Autónoma reduzidas. >> Os veículos movidos agpltêm redução de 6% do TCO, decorrente da dedução de IVA em 50% e de taxas de Tributação Autónoma reduzidas. A reforma da Fiscalidade Verde veio trazer competitividade aos veículos amigos do ambiente. Há mudanças positivas no IVA, no IRC, no ISV ou na tributação autónoma. E no IRS desagravou-se a carga fiscal nas situações em que o veículo pode ser considerado rendimento em espécie do colaborador. Mas será que é vantajoso para as empresas mudarem as suas frotas por causa destas alterações? A Leaseplan analisou os factores de risco e as vantagens, num estudo sobre as oportunidades que a fiscalidade verde pode trazer para as frotas das empresas. Entre os riscos a gestora enumera o facto da oferta de veículos eléctricos, híbridos plug-in e GPL ainda ser escassa, não conseguindo satisfazer todos os segmentos. Por outro lado, dever-se-á ter em conta o tipo de utilização dos veículos. A autonomia das baterias dos veículos 100% eléctricos, por exemplo, é de apenas 120 quilómetros. O terceiro risco é o fim dos benefícios fiscais. A Leaseplan fez, então, uma análise segmento a segmento. E chegou às seguintes conclusões: 1. Utilitários: Neste segmento os modelos equipados com motores diesel continuam a ser a melhor opção. 2. Familiar pequeno: Os veículos 100% eléctricos são uma opção, sendo possível alcançar um TCO equiparável ao diesel. As medidas da Fiscalidade Verde, na forma de dedução do IVA em 100%, foram efectivas. Recomendam, por isso, a opção por motorizações eléctricas apenas a partir de 30 mil quilómetros por ano. 3. Familiar pequeno premium: Também aqui os veículos 100% eléctricos são uma opção a ter em conta. Optar por um veículo eléctrico, caso o perfil de utilização o permita. 4. Familiar médio: A opção por um veículo movido a GPL pode levar a uma poupança de 22% no TCO face a um veículo de motorização a Diesel. Há no entanto que ter em conta que não há oferta de veículos movidos a GPL em todos os segmentos e que nem todos os postos de abastecimento disponibilizam GPL. 5. Familiar médio premium: Os veículos híbridos plug-in são uma opção a ter em conta, sendo possível alcançar poupanças de 7% no TCO face ao diesel. A escolha ganhará ainda mais força caso a empresa tenha em conta a Responsabilidade Social Corporativa. 6. Comerciais ligeiros: Neste segmento as motorizações a Diesel mantêm-se como as mais competitivas, já que beneficiam da isenção de Tributação Autónoma e da dedutibilidade do IVA em 100%. com R.C. Do racional verde para o vermelho da emoção Diz-se mais vale tarde do que nunca, contudo, também se diz que quem espera desespera. A escolha da melhor destas frases para descrever a Fiscalidade Verde deverá indicar que expectativaequevisãodocopoéque se tem. Está ele meio cheio ou meio vazio? O caminho que a nova legislação aponta persegue princípios que na Toyota sempre defendemos e que efetivamente construímos. Esse caminho da mobilidade verde foi durante muito tempo desbravado como se de uma utopia se tratasse. O mundo aplaudia a ideia, mas a maior parte da indústria resistia, até que a preferência dos já mais de sete milhões de condutores de híbridos Toyota e Lexus no mundo fez com outras marcas se juntassem. E ainda bem. Finalmente! Apósolançamentodoprimeiro híbrido em 1997, com o ícone Prius, a Toyota alargou a oferta ao Yaris e Auris, até ao Prius+, assimcomoatodaagamada AToyota rapidamente entendeu que as vantagens racionais não se sobrepõem a uma utilização fácil, sem concessões ecomoprazer da condução que se espera de um automóvel. OPINIÃO FILIPE SOUSA CAMPOS Divisão Marketing e Vendas Toyota Caetano Portugal sua marca premium Lexus. Neste percurso, os engenheiros da Toyota merecem o seu reconhecimento pela dedicação a esta (hoje) certeza que muitos questionavam. A validação deste empenho seria feita junto dos condutores. Foi por isso que, em 2010, a Toyota lançou um teste com 500 Prius Plug-in para percorrer em três anos milhares de quilómetros pela mão de condutores reais. À parte da fiabilidade da tecnologia, foi sobre o comportamento do condutor que a Toyota mais incidiu o teste. Portugal foi, aliás, pioneiro a acolher esta iniciativa, em parceria com a Galp Energia e a LeasePlan. A Toyota rapidamente entendeu que as vantagens racionais não se sobrepõem a uma utilização fácil, sem concessões e com o prazer de condução que se espera de um automóvel. Foi esta conclusão que a fez investir e ganhar com um híbrido na prova de endurance WEC demonstrando como a eficiência pode conviver com emoção e adrenalina. Assim, aplaudimos as iniciativas que vêm reforçar a urgência da mudança de paradigma, em particular, das empresas. Mas somos da opinião que o copo ainda está meio cheio e que não deva ser apenas o verde o principal argumento, mas antes a escolha do utilizador por um carro que lhe traga emoção ao mesmo tempo que poupa nos impactos ambientais e custos de utilização. O autorescreve ao abrigo do Acordo Ortográfico

5 PUB

6 VI Diário Económico Quarta-feira 25 Março 2015 GESTÃO DE FROTAS OPINIÃO NUNO CASTEL-BRANCO COX Automotive BETT Region Managing Director Brazil, Portugal, Spain, Italy, Turkiye and Thailand Choose and Touch O modelo de venda de viaturas marketing digital, qualidade fo- usadas pelas Gestoras de fro- tográfica e inspeção direciona- ta, sofreu uma transformação da para o público, tal como todo mais profunda nos últimos cin- o processo de lead manage- co anos do que em toda a dé- ment e pós-venda. cada anterior. Um dos fatores mais críticos de 216 carros eléctricos vendidos em 2014 Vendas de automóveis subiram 34,8% no ano passado. Renault é a marca de ligeiros mais vendida no país. No início, o foco era quase exclusivo no leilão físico, enquanto atualmente existe uma preponderância dos canais online próprios de venda ao comércio, como é o caso da LeasePlan CarNext, ALD CarMarket e Arval MotorTrade. Nos próximos anos vamos assistir a um cada sucesso será a experiência física na entrega das viaturas em centros especializados ao atendimento do cliente final, que terão de corresponder ao nível da seleção de viaturas de qualidade e crescente melhoria da experiência online. É neste sentido que acredita- Fabrice Dimier/Bloomberg Quanto vendeu o quê? CARROS ELÉCTRICOS em 2013 tinham sido vendidas 196 unidades VENDAS 216 unidades LIGEIROS PASSAGEIROS As vendas cresceram 34,8% em 2014 VENDAS unidades As vendas de carros eléctricos em Portugal ainda são reduzidas, mas são cada vez mais as empresas que estão a recorrer a estes carros para compor as suas frotas. Em 2014 venderam-se 216 carros eléctricos, contra os 193 vendidos em 2013, de acordo com dados da Associação Portuguesa do Veículo Eléctrico (APVE). E 2015 pode ser ano de recorde de vendas destes carros. Segundo fonte da APVE, as perspectivas para 2015 são optimistas, seja ao nível particular ou empresarial, claramente apoiado pelas novas regras da Fiscalidade Verde que vêm favorecer os veículos eléctricos, referiu. Medidas como o incentivo ao abateeaisençãodeiucsão positivas e que importa contemplar, refere ainda a associação, que lembra a importância de, na utilização ao nível de frotas, cada empresa dever ter em conta os percursos usados e estudar a viabilidade de utilizar um veículo eléctrivo em vez de um veículo convencional foi, até agora, o ano em que mais carros eléctricos de venderam vem logo a seguir, com 208 unidades. O crescimento entre 2010 e 2011 foi, aliás, exponencial, já que em 2010 se tinham vendido 81 unidades. Mas não foram só as vendas de veículos eléctricos a aumentar destacou-se por um aumento médio das vendas de veículos ligeiros de passageiros em 34,8%. No total foram vendidas unidades, segundo dados da Associação Automóvel de Portugal. Valor superado pelas vendas de comerciais ligeiros, mais 43,9% para unidades; e de pesados de passageiros (mais 36,8%, 238 unidades vendidas). Ao todo, comercializaram-se veículos, um aumento de 36,1% face a A Renault está destacada no topo, com uma quota de mercado de 20,51% e vendas de veículos ligeiros. Já a Mercedes lidera as vendas de pesados de mercadorias, que atingiram as unidades, mais 30,7%. R.C. e I.M. COMERCIAIS LIGEIROS As vendas destes veículos aumentaram 43,9%. VENDAS unidades vez maior direcionamento para o cliente final. Comesteobjetivoemmente, as competências de venda das Gestoras de frota vão mudar, talcomoadasempresasprofissionais de remarketing, reajustando-se às necessidades dos clientes finais. Para vender ao cliente final passaaserimportanteacapacidade de aceitar retomas, sendo a ferramenta de pricing C2B e B2C, um elemento chave, financiamento das viaturas, O modelo de venda das gestoras de frotas irá convergir com a evolução que assistimos nos Estados Unidos e no Norte da Europa, onde a selecção da viatura é feita online e a entrega fisicamente. mos que o modelo de venda dasgestorasdefrotairáconvergir para a evolução que assistimos nos Estados Unidos da América e Norte da Europa, denominado Choose & Touch, onde a seleção da viatura é feita online e a entrega feita fisicamente, de uma forma profissional e considerando todas as vertentes do retalho automóvel. A COX Automotive, com esta visão integrada criou o mais forte portfólio de produtos e serviços do setor automóvel a nível mundial para servir os seus clientes, nomeadamente as Gestoras, onde se destacam a Manheim nos leilões profissionais, NextGear nos serviços financeiros, vauto como ferramenta de pricing, Kelly Blue Book como Guia de Preços e AutoTrader como o website de referência para compra online de viaturas. O autor escreve ao abrigo do Acordo Ortográfico

7 PUB

8 VIII Diário Económico Quarta-feira 25 Março 2015 GESTÃO DE FROTAS OPINIÃO PEDRO PESSOA Diretor Comercial da LeasePlan Leaseplan analisa medidas de Fiscalidade Verde nas frotas empresariais Infografia: Mário Malhão A Reforma de Fiscalidade Verde veio redefinir o sistema de tributação ambiental e energética de forma a promover a competitividade económica, a sustentabilidade ambiental e a eficiente utilização dos recursos, com a introdução de benefícios fiscais para veículos sustentáveis, através da redução das taxas de tributação autónoma, do aumento dos limites de dedução de gastos com depreciações e a possibilidade de dedução do IVA. A LeasePlan acaba de lançar o estudo A Fiscalidade Verde e as oportunidades para as frotas empresariais, que analisa o impacto das medidas desta legislação nas frotas empresariais. O estudo releva que, em algumas situações, do ponto de vista do custo, alguns modelos de veículos elétricos, híbridos plug-in e movidos a GPL ou GNV (Gás Natural Veicular) tornaram-se mais competitivos em relação No momento da compra, os empresários devem considerar o tipo de utilização dos veículos da sua frota de forma a evitar dificuldades operacionais, nomeadamente na autonomia das baterias dos veículos 100% eléctricos. aos motores tradicionais alimentados exclusivamente a gasóleo ou gasolina. Face a 2014, os híbridos plug- -in podem custar menos 24% (com a dedução do IVA e de taxas de tributação autónoma reduzidas), os veículos elétricos menos 12% (decorrente da redução de custos com IVA) e os veículos a GPL menos 6% (com dedução de IVA em 50% e introdução de taxas de tributação autónoma reduzidas). Porém, a oferta de veículos elétricos, híbridos plug-in e GPL é ainda escassa, não conseguindo satisfazer todos os segmentos, especialmente no caso dos veículos híbridos plug-in, com menos de uma dezena de modelos disponíveis no nosso mercado. Por outro lado, no momento da compra, os empresários devem também considerar o tipo de utilização dos veículos da sua frota, de forma a evitar dificuldades operacionais, nomeadamente no que respeita à autonomia das baterias dos veículos 100% elétricos, cujo alcance real é de cerca de 120 quilómetros. Em último lugar, o Governo deveria garantir que qualquer alteração futura à legislação apenas produzisse efeito para compras novas, para efetivamente garantir as vantagens competitivas dos veículos elétricos e híbridos plug-in a médio e longo prazo. O autor escreve ao abrigo do Acordo Ortográfico

9 PUB

10 X Diário Económico Quarta-feira 25 Março 2015 GESTÃO DE FROTAS Gasolineiras com cartões de frotas que dão descontos A procura é cada vez maior. Petrolíferas estão atentas e lançam novos produtos e serviços com frequência. OPINIÃO JOAQUIM GONÇALVES Diretor Comercial Norte da Finlog Finlog vai gerir mais de 600 veículos da frota dos CTT Daniel Acker/Bloomberg BP Plus com clientes Cartão é aceite em 344 postos portugueses e em mais de 17 mil na Europa Com acesso a uma rede de 344 postos em Portugal e mais de 17 mil em toda a Europa, o cartão de frotas BP Plus é já utilizado por mais de clientes de vários sectores, com um aumento de 11% de novos clientes em E se antes o cartão era uma mera ferramenta simples para pagar combustível, agora o BP Plus permite também pagar serviços profissionais para apoio à gestão eficaz das frotas, pagar portagens, lavagens e serviços de assistência em viagens. Em 2014, foi lançado o serviço de recuperação de IVA nos abastecimentos internacionais, o VAT Refund. Houve ainda um reforço da cobertura internacional. Foi na década de 90 que surgiu o primeiro cartão Galp Frota, um cartão de crédito destinado ao abastecimento de combustíveis e outros produtos e serviços, dirigido a empresas com frotas de veículos motorizados, com um consumo superior a nove mil litros por ano. Agora, a gama de cartões é vasta. O mais recente é o Galp Frota Business Taxi. É único no mercado e pretende responder às necessidades exclusivas deste segmento, explica fonte da petrolífera. Em 2014, foram lançados o Galp Frota Business Agrícola, e o Galp Frota Business Açores e Madeira, uma extensão do Cartão Frota Business que tinha sido lançado em 2012, e que De salientar que através da plataforma on-line e da ferramenta de gestão BP FleetReporter, é possível seleccionar previamente que produtos e serviços adquirir e seleccionar dias e horas das transacções. É ainda possível gerir quase a 100% os cartões em tempo real, personalizar os serviços de acordo com as necessidades de cada operador, solicitar ou cancelar cartões e enviar alertas para prevenir fraudes. A BP disponibiliza ainda serviços ORS - serviços de apoio em rota, que asseguram que as frotas estão sempre protegidas quando circulam fora de Portugal. R.C. Galp aposta em segmentos Petrolífera renova de forma constante a oferta de cartões não tinha apenas a vertente de cartão de crédito. Em 2009, a gasolineira tinha criado dois cartões para segmentos específicos: o Galp Frota Corporate e o Galp Frota Profissional. As características são comuns: acesso a uma variadagamadeprodutoseserviços.nos postos de abastecimento, servem para pagar combustíveis, lubrificantes e gás. Podem ainda ser utilizados para pagar serviços e acessórios auto, portagens em Portugal e Espanha e parques de estacionamento. Sempre com descontos. De frisar que os cartões têm associados um PIN e que os movimentos podem ser controlados electronicamente. R.C. Aproposta da Finlog venceu um disputado concurso que envolveu diferentes operadores nacionais. A Finlog é hoje uma das mais relevantes empresas de gestão de frotas do país, que disponibiliza aos seus clientes um serviço global automóvel com qualidade e flexibilidade. Inicialmente constituída em 1993 para gerir a frota Sonae, cedo ultrapassou a razão da sua existência, tendo sido adquirida no ano de 2000 a 50 % pelo Grupo Salvador Caetano, que imprimiu à Finlog a sua visão e estratégia de líder no setor automóvel - logo nesse ano, recebeu a sua primeira certificação de qualidade ISO9001. Mais tarde, em 2008, a Sonae cedeu a sua participação à seguradora Mapfre, sócio de referência da Salvador Caetano no mercado ibérico. Uma parceria de sucesso que permite à Finlog competir atualmente em Portugal lado a lado com as grandes multinacionais de Renting automóvel. É nesse caminho de sucesso que a Finlog acaba de garantir um importante negócio para a sua afirmação nacional - a gestão de mais 600 unidades da frota dos CTT Correios de Portugal. A proposta da Finlog venceu um disputado concurso que envolveu diferentes operadores nacionais e provou ser a mais adaptada às necessidades dos CTT. Esta proposta reúne assim maiores vantagens competitivas, permitindo aos CTT a renovação das suas viaturas mais antigas de uma forma mais sustentável, designadamente em termos de custos operacionais, não esquecendo também as preocupações ambientais. Por ano, a frota dos CTT percorre 66 milhões de quilómetros por todasasestradaseruasdopaís. Esta é uma parceria de enorme relevância no contexto automóvel português, em volume e em valor financeiro. A maioria dos veículos envolvidos são de produção nacional. O ano de 2014 revelou-se um ano de consolidação, não só da quota de mercado mas também do volume de negócios da Finlog. A empresa atingiu as viaturas em gestão, e para 2015 prevê um substancial crescimento. O ano de 2015 está a ser encarado com alguma tranquilidade, uma vez que a flexibilidade, proximidade com os clientes e a capacidade adaptativa da Finlog são trunfos preciosos para encarar o futuro próximo. O autor escreve ao abrigo do Acordo Ortográfico

11 PUB

12 XII Diário Económico Quarta-feira 25 Março 2015 GESTÃO DE FROTAS CartõesRepsolem54milpostos Solred Clássico para Portugal e Espanha e Solred DKY para 42 países na Europa A Repsol disponibiliza dois cartões de frotas. O cartão SOLRED Clássico é um meio de pagamento para profissionais e empresas com frota própria e com necessidades de abastecimento de âmbito ibérico. Já o SOLRED DKV é uma ferramenta destinada a profissionais de transporte que pode ser utilizado numa rede de estações de serviço com mais de 54 mil pontos em 42 países na Europa e Norte de África. Ambos servem de meio de pagamento de acessórios auto, em oficinas, assistência em viagem e portagens e, entre os vários benefícios, destaca-se uma maior comodidade por não ser necessário guardar os recibos das transacções, uma vez que essa informação Pioneiro no mercado Jumbo tem primeiro cartão low cost está disponível de forma detalhada na factura mensal, ou na Internet. O utilizador pode pré-definir os vários tipos de transacções que pretende que o cartão efectue e ter um único cartão para todo o tipo de compras que autorizar, com total controlo das transacções efectuadas. É ainda possível definir limites de crédito e de utilização por cartão e receber por informação de facturação para cruzar com informação interna da sua empresa. Além de pagar combustíveis com desconto, os cartões permitem fazer a recuperação do IVA nas transacções efectuadas no estrangeiro. R.C. Já está no mercado o primeiro cartão de frotas low cost na distribuição. É o Cartão Jumbo Frotas e foi criado para ser o cartão de frota mais competitivo do mercado e um precioso auxiliar na racionalização dos custos de combustíveis nas empresas, salientou fonte da empresa. Ao preço do combustível nas 26 gasolineiras da marca, que já por si é baixo, este cartão dá um desconto adicional de um cêntimo por litro. Ou seja, entre os 11 e os 16 cêntimos por litro de desconto. O Grupo Auchan, detentor da marca Jumbo, explicou ao Diário Económico que o cartão é inteiramente gratuito e não obriga a consumos mínimos obrigatórios. E que, por questões de segurança, obriga à utilização de um código PIN, que facilita uma melhor gestão individual dos custos da frota. Qualquer empresa, independentemente do número de viaturas que tenha, pode aderir e beneficiar das condições do cartão, sendo que cada viatura tem alocado um cartão. Os abastecimentos são pagos quinzenalmente, com o titular do cartão a receber no final de cada quinzena uma listagem das facturas relativas aos abastecimentos efectuados. R.C. EDP aposta em mobilidade eléctrica para empresas A EDP está a acompanhar a tendência de crescimento da mobilidade eléctrica e disponibilizou em 2014 ofertas para particulares e para empresas. Para particulares, a EDP lançou a energy2move, solução chave-na-mão para o segmento residencial, em parceria com as principais marcas que disponibilizam veículos deste tipo em Portugal. Inclui posto de carregamento dos veículos eléctricos, tarifários de energia com descontos especiais que se adequam ao perfil e um ano de electricidade grátis para os primeiros 500 clientes dos parceiros automóveis que adquiram um veículo em Para as empresas, a EDP tem uma opção que inclui postos de carregamento, possibilidade de fornecimento de energia verde, aconselhamento e apoio - incluindo projecto, análise de viabilidade, contactos com as marcas automóveis parceiras, entre outros. Inclui ainda um sistema de Gestão de Consumos, que permite às empresas controlar de forma integrada e em detalhe os seus consumos energéticos, incluindo os consumos dos seus postos de carregamento eléctricos. Para a empresa, a mobilidade eléctrica além de ser mais eficiente em termos energéticos e de eliminar as emissões de gases poluentes dos veículos, pode também ser vantajosa em termos económicos para os clientes. Isto porque o preço de aquisição dos veículos eléctricos tem diminuído o enquadramento regulatório existente é positivo e custo de utilização do veículo eléctrico implica menor consumo de energia e menores encargos com manutenção, o que faz com que o encargo total com um veículo eléctrico face a um comparável a combustão interna, já possa ser inferior para uma empresa, disse fonte oficial da empresa ao Diário Económico. I.M. OPINIÃO MARTIM GOMES E MAURÍCIO GOMES Direcção de Marketing da Locarent Renting : uma solução de mobilidade Numa altura em que o mercado automóvel regista uma evolução contínua de tendência positiva, o Renting tem-se afirmado como a opção mais racional de solução de financiamento automóvel. O Renting não é somente uma solução de financiamento. É uma solução de mobilidade. A proposta do Renting não se resume a satisfazer as necessidades de obtenção de uma frota.vaiparaalémdisso.satisfaz as necessidades de gestão da mesma: na esfera da manutenção, dos sinistros, da documentação, do tratamento fiscal, entre outros. E sendo essas necessidades cada vez mais flexíveis e especializadas, o Renting é um produto flexível e moldável aos interesses de cada Cliente, a cada momento e em cada situação. A acrescer, a solução Renting apresenta vantagem contabilística quer no balanço, quer na demonstração de resultados (redução de custos e menos valias potenciais), com impacto positivo na capacidade de financiamento da empresa, uma vez O renting satisfaz as necessidades de gestão da mesma: na esfera da manutenção, dos sinistros, da documentação, do tratamento fiscal, entre outros. que a viatura não é contabilizada no seu imobilizado. O Renting oferece ainda uma proximidade constante ao Cliente durante todo o ciclo de vida do contrato, através de um gestor e uma equipa dedicada, visando encontrar as soluções que melhor se adaptam às necessidades referidas. Com cerca de pontos de contacto e mais de gestores especializados, que acompanham e aconselham os clientes sobre quais as melhores opções para criarem e gerirem as suas frotas automóveis, a Locarent posiciona-se como uma empresa sólida que mais próximo está do tecido empresarial Português, designadamente das pequenas e médias empresas. A capacidade da sua rede de distribuição nacional, suportada nos bancos acionistas (Caixa GeraldeDepósitoseNovoBanco), a qualidade dos seus parceiros de negócio na constituição e manutenção de um produto e serviço complexos e a excelência de uma equipa de profissionais que investem a sua competência e atitude para a consecução dos objetivos da empresa alinhados com as necessidades dos seus clientes, contribuem para a Locarent ser hoje um dos principais players no sector e líder destacado na comercialização deste serviço via distribuição bancária. O autor escreve ao abrigo do Acordo Ortográfico

AUMENTE A POUPANÇA E RENTABILIDADE NO SEU CONTRATO DE RENTING

AUMENTE A POUPANÇA E RENTABILIDADE NO SEU CONTRATO DE RENTING AUMENTE A POUPANÇA E RENTABILIDADE NO SEU CONTRATO DE RENTING 7 dicas para otimizar o Aluguer Operacional de Veículos www.gestao-frotas.com AUMENTE A POUPANÇA E RENTABILIDADE NO SEU CONTRATO DE RENTING

Leia mais

Índice Apresentação Vantagens Cartão Galp Frota Cartão Galp Frota Cartão Galp Frota Profissional Funcionalidades Cartão Galp Frota Galp Frota Online

Índice Apresentação Vantagens Cartão Galp Frota Cartão Galp Frota Cartão Galp Frota Profissional Funcionalidades Cartão Galp Frota Galp Frota Online Índice Índice Apresentação Vantagens Cartão Galp Frota Cartão Galp Frota Cartão Galp Frota Profissional Funcionalidades Cartão Galp Frota Galp Frota Online Informação de Gestão Elementos de Personalização

Leia mais

RESUMO FISCALIDADE AUTOMÓVEL 2015

RESUMO FISCALIDADE AUTOMÓVEL 2015 RESUMO FISCALIDADE AUTOMÓVEL 2015 1 1 ISV tabelas A, B e C Aumento de 3%. 2 2 ISV redução nos veículos importados usados A tabela D mantém-se inalterada, apesar de ter existido uma proposta de alteração

Leia mais

RAQUEL CARVALHO. raquel.carvalho@economico.pt

RAQUEL CARVALHO. raquel.carvalho@economico.pt ESTE SUPLEMENTO FAZ PARTE INTEGRANTE DO DIÁRIO ECONÓMICO Nº 6034 DE 22 DE OUTUBRO DE 2014 E NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE Gestão de FROTAS Chris Ratcliffe / Bloomberg RENTING O financiamento via renting

Leia mais

Bluefleet. Bem vindo a um futuro mais azul! Veículos eléctricos!

Bluefleet. Bem vindo a um futuro mais azul! Veículos eléctricos! Bem vindo a um futuro mais azul! Veículos eléctricos! ALD Automotive Mobilidade sustentável As Nações Unidas prevêm que em 2050 dois terços da população viverá nas cidades, ou seja cerca de 6 biliões de

Leia mais

GESTÃO DE FROTAS. Amobilidade está a tornar-se cada vez

GESTÃO DE FROTAS. Amobilidade está a tornar-se cada vez especial ID: 58204143 01-03-2015 Pág: 16 Área: 21,53 x 25,90 cm² Corte: 1 de 5 GESTÃO DE FROTAS photo: Arsel - Fotolia.com Partilha de veículos chega às empresas. Partilha e flexibilidade. Estas são as

Leia mais

ESTE SUPLEMENTO FAZ PARTE INTEGRANTE DO DIÁRIO ECONÓMICO Nº 6279 DE 13 DE OUTUBRO DE 2015 E NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE.

ESTE SUPLEMENTO FAZ PARTE INTEGRANTE DO DIÁRIO ECONÓMICO Nº 6279 DE 13 DE OUTUBRO DE 2015 E NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE. ESTE SUPLEMENTO FAZ PARTE INTEGRANTE DO DIÁRIO ECONÓMICO Nº 6279 DE 13 DE OUTUBRO DE 2015 E NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE Gestão de FROTAS Como poupar no ambiente e nas despesas Thomas Peter / Reuters

Leia mais

A ALD Automotive no mundo

A ALD Automotive no mundo DOSSIER DE IMPRENSA A ALD Automotive no mundo A ALD Automotive é uma empresa de Aluguer Operacional e Gestão de Frotas que integra o Grupo Société Générale, um dos grupos líderes em serviços financeiros

Leia mais

ÍNDICE. 1. Introdução. 2. Principais Vantagens do Aluguer Operacional. Guia Contabilístico e Fiscal do Renting

ÍNDICE. 1. Introdução. 2. Principais Vantagens do Aluguer Operacional. Guia Contabilístico e Fiscal do Renting ÍNDICE 1. Introdução 2. Principais Vantagens do Aluguer Operacional 3. Normas Contabilísticas e de Relato Financeiro 9 (NCRF 9) 4. Regime Contabilístico Locatário 5. Regime Fiscal - Locatário 6. Quadro

Leia mais

Inovação TECNOLÓGICA DAS MOTORIZAÇÕES

Inovação TECNOLÓGICA DAS MOTORIZAÇÕES Inovação EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA DAS MOTORIZAÇÕES DOSSIER 13 JORGE LIZARDO NEVES O futuro é sem dúvida eléctrico Vem aí a Era de motores menos poluentes e mais eficientes. Quem o diz é o Jorge Lizardo Neves,

Leia mais

Aluguer Operacional e Gestão de Frotas

Aluguer Operacional e Gestão de Frotas the world leading fleet and vehicle management company LeasePlan Portugal Lagoas Park - Edifício 6-2740-244 Porto Salvo Ed. Cristal Douro - R. do Campo Alegre, nº 830 - sala 35-4150-171 Porto Tel.: 707

Leia mais

Senhor Presidente do Instituto da Mobilidade e dos. Senhor Vereador da Câmara Municipal de Lisboa. Senhor Vereador da Câmara Municipal do Porto

Senhor Presidente do Instituto da Mobilidade e dos. Senhor Vereador da Câmara Municipal de Lisboa. Senhor Vereador da Câmara Municipal do Porto Senhor Presidente do Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres Senhor Vereador da Câmara Municipal de Lisboa Senhor Vereador da Câmara Municipal do Porto Senhores representantes das associações

Leia mais

A ALD Automotive no mundo. 917.000 Veículos

A ALD Automotive no mundo. 917.000 Veículos DOSSIER DE IMPRENSA 2012 A ALD Automotive no mundo A ALD Automotive é uma empresa de Aluguer Operacional e Gestão de Frotas que integra o Grupo Société Générale, um dos grupos líderes em serviços financeiros

Leia mais

ALD SHARING. HÁ NOVAS FORMAS DE MOBILIDADE NAS CIDADES CHEGOU O ALD SHARING! O primeiro sistema de partilha de veículos e mobilidade para empresas

ALD SHARING. HÁ NOVAS FORMAS DE MOBILIDADE NAS CIDADES CHEGOU O ALD SHARING! O primeiro sistema de partilha de veículos e mobilidade para empresas ALD SHARING HÁ NOVAS FORMAS DE MOBILIDADE NAS CIDADES CHEGOU O ALD SHARING! O primeiro sistema de partilha de veículos e mobilidade para empresas SOLUCÕES INOVADORAS Uma das grandes prioridades para a

Leia mais

Gestão de Frota. Engº Luís Prazeres Brisa Auto-estradas de Portugal

Gestão de Frota. Engº Luís Prazeres Brisa Auto-estradas de Portugal Gestão de Frota Engº Luís Prazeres Brisa Auto-estradas de Portugal Frota Grupo Brisa Índice 1 2 3 Diferentes modelos de gestão segundo a dimensão e diversidade da frota. Politica de combustiveis aplicada

Leia mais

Congresso da Associação Ibérica de Gás Natural para a Mobilidade. Barcelona, 20 de outubro de 2015 Carlos Almeida Diretor-Geral da DGEG

Congresso da Associação Ibérica de Gás Natural para a Mobilidade. Barcelona, 20 de outubro de 2015 Carlos Almeida Diretor-Geral da DGEG Congresso da Associação Ibérica de Gás Natural para a Mobilidade A DIRETIVA EUROPEIA SOBRE INFRAESTRUTURAS DE COMBUSTÍVEIS ALTERNATIVOS Barcelona, 20 de outubro de 2015 Carlos Almeida Diretor-Geral da

Leia mais

Cartão Galp Frota Business. Apresentação e condições comerciais

Cartão Galp Frota Business. Apresentação e condições comerciais Cartão Galp Frota Business Apresentação e condições comerciais A Galp Energia acaba de lançar o mais recente elemento da família de cartões de combustível Galp Frota, o Galp Frota Business Cartão Galp

Leia mais

Santander Totta. Santander Totta. Especializado no Negócio de PME

Santander Totta. Santander Totta. Especializado no Negócio de PME Santander Totta Santander Totta Especializado no Negócio de PME O Banco Santander Totta está integrado num dos maiores Grupos Financeiros a nível Mundial. Distingue-se pela sua capacidade de oferecer as

Leia mais

NEWSLETTER N.º 4 PORTUGAL FEVEREIRO 2015

NEWSLETTER N.º 4 PORTUGAL FEVEREIRO 2015 NEWSLETTER N.º 4 PORTUGAL FEVEREIRO 2015 FISCALIDADE VERDE Foi aprovado no passado dia 31 de Dezembro, a Lei n.º 82-D/2014 que promove reforma da tributação ambiental, regulamentando assim a Fiscalidade

Leia mais

Impostos sobre Veículos

Impostos sobre Veículos Impostos sobre Veículos Além dos encargos com a sua aquisição, os proprietários de veículos motores, sejam pessoas singulares ou coletivas, têm obrigações fiscais a cumprir anualmente. A aquisição de veículos

Leia mais

O controlo sobre os custos e utilizadores da frota

O controlo sobre os custos e utilizadores da frota PHC Frota CS O controlo sobre os custos e utilizadores da frota A solução para o controlo total sobre os custos e utilizadores da frota, a sua manutenção e o seu estado. BUSINESS AT SPEED Visite www.phc.pt

Leia mais

TTULO. Seminário sobre Financiamento

TTULO. Seminário sobre Financiamento TTULO bjectivo / Compromisso: Dar a conhecer o Renting e a sua importância na gestão de Empresas aos associados da 2 Definição / Âmbito Diferenciação Impactos e Vantagens Processo de Negócio TODAS AS VANTAGENS

Leia mais

Empresas apostam em carros de menor valor

Empresas apostam em carros de menor valor ESTE SUPLEMENTO FAZ PARTE INTEGRANTE DO DIÁRIO ECONÓMICO Nº 5880 DE 12 DE MARÇO DE 2014 E NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE Gestão de FROTAS Carros eléctricos não serão atingidos pela nova tributação

Leia mais

FROTAS. Gestão de. AOV ou ALD? Escolha a melhor opção para a sua empresa

FROTAS. Gestão de. AOV ou ALD? Escolha a melhor opção para a sua empresa ESTE SUPLEMENTO FAZ PARTE INTEGRANTE DO DIÁRIO ECONÓMICO Nº 5795 DE 6 DE NOVEMBRO DE 2013 E NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE Gestão de FROTAS O imposto extra que os carros a gasóleo terão de pagar em

Leia mais

Programa de Demostração de Mobilidade Elétrica no MAOTE Relatório de Monitorização II 1 setembro 2014 31 outubro

Programa de Demostração de Mobilidade Elétrica no MAOTE Relatório de Monitorização II 1 setembro 2014 31 outubro Programa de Demostração de Mobilidade Elétrica no MAOTE Relatório de Monitorização II 1 setembro 2014 31 outubro Indice Enquadramento Principais trabalhos no período Análise de resultados Indicadores de

Leia mais

Controle todos os custos e utilizadores da frota

Controle todos os custos e utilizadores da frota PHC Frota CS DESCRITIVO O módulo PHC Frota CS contém ferramentas para o controlo total sobre os custos da frota, manutenção e estado da mesma. PHC Frota CS Controle todos os custos e utilizadores da frota

Leia mais

Gás Natural Veicular alternativa para uma mobilidade mais inteligente. 9º Encontro Transportes em Revista Lisboa, 25 Junho 2015

Gás Natural Veicular alternativa para uma mobilidade mais inteligente. 9º Encontro Transportes em Revista Lisboa, 25 Junho 2015 Gás Natural Veicular alternativa para uma mobilidade mais inteligente 9º Encontro Transportes em Revista Lisboa, 25 Junho 2015 Índice 1. Grupo Dourogás 2. O Gás Natural 3. UE: mobilidade sustentável 4.

Leia mais

MOBILIDADE SUSTENTÁVEL

MOBILIDADE SUSTENTÁVEL MOBILIDADE SUSTENTÁVEL Quem somos TIS A TIS tem como missão a geração de valor na área da mobilidade e transportes para os seus clientes e acionistas, baseado em soluções sustentáveis do ponto de vista

Leia mais

2ª Reunião do National Supporting Group (NSG) - Projecto Ele.C.Tra. Lisboa, 13 de Junho de 2015

2ª Reunião do National Supporting Group (NSG) - Projecto Ele.C.Tra. Lisboa, 13 de Junho de 2015 2ª Reunião do National Supporting Group (NSG) - Projecto Ele.C.Tra Lisboa, 13 de Junho de 2015 EMEL EMEL Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa, E.M. S.A., tem como objecto a gestão

Leia mais

Cidade sem Carros & Fiscalidade Verde Novembro 2014

Cidade sem Carros & Fiscalidade Verde Novembro 2014 Oradores: Cidade sem Carros & Fiscalidade Verde Novembro 2014 - Sousa Campos, diretor da divisão de marketing e vendas da Toyota Caetano Portugal - Mafalda Sousa, da associação ambientalista Quercus -

Leia mais

MOB CARSHARING PROTOCOLOS

MOB CARSHARING PROTOCOLOS O QUE É O MOB CARSHARING A QUEM SE DESTINA VANTAGENS ECONÓMICAS VANTAGENS AMBIENTAIS MOB CARSHARING PARTICULARES MOB CARSHARING EMPRESAS MOB CARSHARING PROTOCOLOS COMO FUNCIONA A FROTA CONTACTOS 01 02

Leia mais

Taxa reduzida em serviços de reparação de velocípedes

Taxa reduzida em serviços de reparação de velocípedes IVA Dedução em Viaturas de turismo Passa a ser possível a dedução integral do IVA em despesas relativas à aquisição, fabrico, importação, locação e transformação em viaturas ligeiras de passageiros ou

Leia mais

Car Policy Benchmark

Car Policy Benchmark Car Policy Benchmark LeasePlan Consultancy Services André Freire 30 de Setembro 2015 LeasePlan Consultancy Services Serviços de Consultoria Em Portugal a LeasePlan iniciou a sua aposta nos serviços de

Leia mais

Programa de Demostração de Mobilidade Elétrica no MAOTE Relatório de Monitorização III 1 novembro 31 dezembro 2014

Programa de Demostração de Mobilidade Elétrica no MAOTE Relatório de Monitorização III 1 novembro 31 dezembro 2014 Programa de Demostração de Mobilidade Elétrica no MAOTE Relatório de Monitorização III 1 novembro 31 dezembro 2014 Índice Enquadramento Principais trabalhos no período Análise de resultados Indicadores

Leia mais

DE PRONTIDÃO 1. Tenho sempre a viatura disponível? 2. Como proceder para requerer a viatura de substituição?

DE PRONTIDÃO 1. Tenho sempre a viatura disponível? 2. Como proceder para requerer a viatura de substituição? Perguntas e Respostas F.A.Q. s GENÉRICO 1. O que é o Renting/AOV? 2. Qual a diferença entre um Renting/AOV e os outros tipos de financiamento? 3. O que é necessário para obter uma operação em Renting/AOV?

Leia mais

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Outras conclusões: Recrutamento na área de Marketing Digital registou crescimento de 15%. Área de E- commerce cresceu 6% Remuneração dos profissionais

Leia mais

ALD PROFLEET2 SOLUÇÕES AVANÇADAS DE TELEMÁTICA

ALD PROFLEET2 SOLUÇÕES AVANÇADAS DE TELEMÁTICA ALD PROFLEET2 SOLUÇÕES AVANÇADAS DE TELEMÁTICA O que é o ALD ProFleet2? É um serviço de dados que utiliza um sistema telemático avançado de gestão de frotas e que lhe permite administrar, localizar em

Leia mais

Reforma da Fiscalidade Verde. 16 de outubro 2014

Reforma da Fiscalidade Verde. 16 de outubro 2014 Reforma da Fiscalidade Verde 16 de outubro 2014 OBJETIVOS: Reduzir a dependência energética do exterior Induzir padrões de produção e de consumo mais sustentáveis, reforçando a liberdade e responsabilidade

Leia mais

Programa de Demostração de Mobilidade Elétrica no MAOTE Relatório de Monitorização I 16 Junho - 31 Agosto 2014

Programa de Demostração de Mobilidade Elétrica no MAOTE Relatório de Monitorização I 16 Junho - 31 Agosto 2014 Programa de Demostração de Mobilidade Elétrica no MAOTE Relatório de Monitorização I 16 Junho - 31 Agosto 2014 Indice Enquadramento Principais trabalhos no período Análise de resultados Indicadores de

Leia mais

PARCEIROS Modelo de Negócio

PARCEIROS Modelo de Negócio PARCEIROS Modelo de Negócio YouBIZ Telecom O YouBIZ Telecom é um negócio da empresa YouBIZ, parceira da. Somos uma empresa líder no canal de Marketing de Rede, com uma quota de mercado superior a 85%.

Leia mais

Eficiência Energética e Mercados de Carbono Sector dos Transportes

Eficiência Energética e Mercados de Carbono Sector dos Transportes Eficiência Energética e Mercados de Carbono Sector dos Transportes Lisboa, 20 de Novembro 2009 Cláudio Casimiro claudio.casimiro@ceeeta.pt tel. +351 213 103 510 fax +351 213 104 411 Rua Dr. António Cândido,

Leia mais

O que devo exigir do meu contabilista? O que devo analisar no Balancete, Balanço e Demonstração de Resultados? Devo renunciar à isenção do IVA?

O que devo exigir do meu contabilista? O que devo analisar no Balancete, Balanço e Demonstração de Resultados? Devo renunciar à isenção do IVA? 18 de junho de 2014 O que devo exigir do meu contabilista? O que devo analisar no Balancete, Balanço e Demonstração de Resultados? Devo renunciar à isenção do IVA? IVA como gasto ou crédito fiscal? Afinal

Leia mais

FAQ s GENÉRICO. 1. O que é o Renting/AOV?

FAQ s GENÉRICO. 1. O que é o Renting/AOV? FAQ s GENÉRICO 1. O que é o Renting/AOV? "Renting" é uma palavra de origem inglesa que significa "Aluguer a Longo Prazo". O Renting ou Aluguer Operacional de Viaturas (AOV) é uma solução de financiamento

Leia mais

BARÓMETRO 2005-2015. Evolução da gestão de frotas nos últimos 10 anos

BARÓMETRO 2005-2015. Evolução da gestão de frotas nos últimos 10 anos BARÓMETRO 2005-2015. Evolução da gestão de frotas nos últimos 10 anos O Corporate Vehicle Observatory (CVO) tem por missão a produção e divulgação de informação relevante e neutra sobre as tendências da

Leia mais

Reforma da Fiscalidade Verde Uma análise em que pode confiar. Especial Tax News Flash 24 Outubro 2014

Reforma da Fiscalidade Verde Uma análise em que pode confiar. Especial Tax News Flash 24 Outubro 2014 Reforma da Fiscalidade Verde Uma análise em que pode confiar Especial Tax News Flash 24 Outubro 2014 Proposta de Lei de Reforma da Fiscalidade Verde No dia 23 de Outubro de 2014, foi apresentada pelo Governo,

Leia mais

Reforma da Fiscalidade Ambiental Principais medidas

Reforma da Fiscalidade Ambiental Principais medidas N.º 02 09 de Janeiro 2015 Reforma da Fiscalidade Ambiental Principais medidas No quadro de uma reforma da fiscalidade ambiental, foi publicada, em 31 de Dezembro, para vigorar já em 2015, uma lei que procede

Leia mais

A experiência da EMEL na adopção de veículos eléctricos

A experiência da EMEL na adopção de veículos eléctricos A experiência da EMEL na adopção de veículos eléctricos EMEL EMEL Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa, E.M. S.A., tem como objecto a gestão do estacionamento público no Município

Leia mais

LeasePlan Consultancy Services ORÇAMENTO DE ESTADO PARA 2014 E OS IMPOSTOS SOBRE VEÍCULOS EMPRESARIAIS. Com o apoio:

LeasePlan Consultancy Services ORÇAMENTO DE ESTADO PARA 2014 E OS IMPOSTOS SOBRE VEÍCULOS EMPRESARIAIS. Com o apoio: LeasePlan Consultancy Services ORÇAMENTO DE ESTADO PARA 2014 E OS IMPOSTOS SOBRE VEÍCULOS EMPRESARIAIS Com o apoio: ORÇAMENTO DE ESTADO PARA 2014 E OS IMPOSTOS SOBRE VEÍCULOS EMPRESARIAIS Index 1. Introdução

Leia mais

mais PAIXÃO mais ACÇÃO mais ENERGIA mais VANTAGENS mais ACP

mais PAIXÃO mais ACÇÃO mais ENERGIA mais VANTAGENS mais ACP PAIXÃO mais ACÇÃO mais ENERGIA mais VANTAGENS mais ACP VOTE CARLOS BARBOSA 2011/2015 ÓRGÃOS SOCIAIS DIRECÇÃO PRESIDENTE Carlos de Alpoim Vieira Barbosa, sócio 14294 Miguel António Igrejas Horta e Costa

Leia mais

Automóvel Club de Portugal Uma grande causa, muitos benefícios.

Automóvel Club de Portugal Uma grande causa, muitos benefícios. Automóvel Club de Portugal Uma grande causa, muitos benefícios. Bem vindo ao maior clube de Portugal Existimos para melhorar a sua experiência de mobilidade e de vida. Juntos, podemos fazer de Portugal

Leia mais

GAMA FIAT GPL BI-FUEL: PROJECTADA, FABRICADA E GARANTIDA PELA FIAT

GAMA FIAT GPL BI-FUEL: PROJECTADA, FABRICADA E GARANTIDA PELA FIAT GAMA FIAT GPL BI-FUEL: PROJECTADA, FABRICADA E GARANTIDA PELA FIAT GPL Euro 5 da Fiat Segurança Economia Tecnologia Ecologia A Gama Fiat GPL Bi-Fuel 1 GPL Euro 5 da Fiat A nova oferta GPL Euro 5 da Fiat

Leia mais

CONHEÇA OS INCENTIVOS DA LEI DA FISCALIDADE VERDE

CONHEÇA OS INCENTIVOS DA LEI DA FISCALIDADE VERDE Pág: 14 EM CARGA INCENTIVOS PARA VE S Corte: 1 de 8 100% 1000 DEDUÇÃO DE IVA PARA EMPRESAS DESCONTO NA AQUISIÇÃO DE QUADRICICLO PESADO CONHEÇA OS INCENTIVOS DA LEI DA FISCALIDADE VERDE O Orçamento de Estado

Leia mais

Gestores mais otimistas porém cautelosos. Redução de custos lidera prioridades

Gestores mais otimistas porém cautelosos. Redução de custos lidera prioridades 24 quinta-feira 22 de outubro de 2015 www.oje.pt EDITADO POR SÓNIA BEXIGA BARÓMETRO CORPORATE VEHICLE OBSERVATORY 2015 Gestores mais otimistas porém cautelosos. Redução de custos lidera prioridades Numa

Leia mais

LeasePlan Consultancy Services ORÇAMENTO DE ESTADO PARA 2014 E OS IMPOSTOS SOBRE VEÍCULOS EMPRESARIAIS. Com o apoio:

LeasePlan Consultancy Services ORÇAMENTO DE ESTADO PARA 2014 E OS IMPOSTOS SOBRE VEÍCULOS EMPRESARIAIS. Com o apoio: LeasePlan Consultancy Services ORÇAMENTO DE ESTADO PARA 2014 E OS IMPOSTOS SOBRE VEÍCULOS EMPRESARIAIS Com o apoio: ORÇAMENTO DE ESTADO PARA 2014 E OS IMPOSTOS SOBRE VEÍCULOS EMPRESARIAIS INDEX 1. Introdução

Leia mais

PHC Frota CS. Controle todos os custos e utilizadores da frota

PHC Frota CS. Controle todos os custos e utilizadores da frota PHCFrota CS DESCRITIVO O módulo PHC Frota contém ferramentas para o controlo total sobre os custos da frota, manutenção e estado da mesma. PHC Frota CS Controle todos os custos e utilizadores da frota

Leia mais

VERSÃO PUBLICA. AC I Ccent. 24/2008 Salvador Caetano-Auto/ Choice Car. Decisão de Não Oposição Da Autoridade da Concorrência

VERSÃO PUBLICA. AC I Ccent. 24/2008 Salvador Caetano-Auto/ Choice Car. Decisão de Não Oposição Da Autoridade da Concorrência VERSÃO PUBLICA AC I Ccent. 24/2008 Salvador Caetano-Auto/ Choice Car Decisão de Não Oposição Da Autoridade da Concorrência (alínea b) do n.º 1 do artigo 35.º da Lei n.º 18/2003, de 11 de Junho) 05/06/2008

Leia mais

Na minha opinião como estão as empresas a atravessar a crise?

Na minha opinião como estão as empresas a atravessar a crise? Na minha opinião como estão as empresas a atravessar a crise? O sector empresarial sente a crise como está a sentir a restante sociedade. A elevada taxa de desemprego de 12,3% traduz bem o drama social

Leia mais

REFORMA DA FISCALIDADE AUTOMÓVEL Auditório da ACAP 6 de Junho 2007

REFORMA DA FISCALIDADE AUTOMÓVEL Auditório da ACAP 6 de Junho 2007 REFORMA DA FISCALIDADE AUTOMÓVEL Auditório da ACAP 6 de Junho 2007 lano Geral da Exposição 1. Aspectos estruturantes da reforma (Gonçalo Falcão) 2. Novo regime de tributação automóvel (Gonçalo Falcão)

Leia mais

VATWorld - Consultores Fiscais, S.A. Av. António Augusto de Aguiar, 130. 5º 1050-020 Lisboa. Portugal T. (+351) 213 104 040 F. (+351) 213 104 045 portugal@vatcompany.com vatcompany.com ESPECIALISTAS EM

Leia mais

GUIA DE GESTÃO DE FROTAS SUSTENTÁVEIS

GUIA DE GESTÃO DE FROTAS SUSTENTÁVEIS GUIA DE GESTÃO DE FROTAS SUSTENTÁVEIS 1 INTRODUÇÃO Existe um consenso científico segundo o qual a mudança climática é impulsionada por aumentos das emissões de gases de efeito estufa causadas pelo homem,

Leia mais

A MOBILIDADE ELÉCTRICA

A MOBILIDADE ELÉCTRICA A MOBILIDADE ELÉCTRICA Contextualização As significativas alterações climáticas e o aumento do preço dos combustíveis sustentam um dos maiores desafios do século XXI - fiabilidade, segurança e sustentabilidade

Leia mais

O controlo sobre os custos e utilizadores da frota

O controlo sobre os custos e utilizadores da frota PHC Frota CS O controlo sobre os custos e utilizadores da frota A solução para o controlo total sobre os custos e utilizadores da frota, a sua manutenção e o seu estado. BUSINESS AT SPEED Visite www.phc.pt

Leia mais

Os pneus de qualidade Premium são um melhor investimento a longo-prazo do que os Low-Budget

Os pneus de qualidade Premium são um melhor investimento a longo-prazo do que os Low-Budget Comunicado de imprensa Os pneus de qualidade Premium são um melhor investimento a longo-prazo do que os Low-Budget Hannover, Junho de 2008. Relatório do Utilizador A WLS Spedition, sedeada em Steinhagen,

Leia mais

Neste artigo iremos dedicar especial atenção às novas regras do. IRS, introduzidas pela Reforma levada a cabo pelo Governo no final

Neste artigo iremos dedicar especial atenção às novas regras do. IRS, introduzidas pela Reforma levada a cabo pelo Governo no final TENDÊNCIAS NOS NEGÓCIOS PARA 2015 Neste artigo iremos dedicar especial atenção às novas regras do IRS, introduzidas pela Reforma levada a cabo pelo Governo no final de 2014. Não deixe de estar por dentro

Leia mais

Estratégias Regionais (PMP) no âmbito dos Transportes Terrestres vs Linhas de Orientação do Plano Nacional de Reformas (PNR)

Estratégias Regionais (PMP) no âmbito dos Transportes Terrestres vs Linhas de Orientação do Plano Nacional de Reformas (PNR) Estratégias Regionais (PMP) no âmbito dos Transportes Terrestres vs Linhas de Orientação do Plano Nacional de Reformas (PNR) Estratégias Regionais (PMP) no âmbito dos Transportes Terrestres Objectivos

Leia mais

Desafios e Oportunidades na Mobilidade Eléctrica. Ipark Seminar Albufeira Rui Filipe Marques

Desafios e Oportunidades na Mobilidade Eléctrica. Ipark Seminar Albufeira Rui Filipe Marques Desafios e Oportunidades na Mobilidade Eléctrica Ipark Seminar Albufeira Rui Filipe Marques Tópicos O paradigma da Mobilidade Eléctrica Vs Veículos a combustão Infra-estrutura de carregamento Enquadramento

Leia mais

CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS E COLABORADORES TRABALHADORES POR CONTA DE OUTREM. Conta Ordenado Triplus

CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS E COLABORADORES TRABALHADORES POR CONTA DE OUTREM. Conta Ordenado Triplus PROTOCOLO CONSELHO DISTRITAL DE LISBOA CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS E COLABORADORES TRABALHADORES POR CONTA DE OUTREM Para aderir a este Protocolo e beneficiar das respectivas condições, abra a sua Conta

Leia mais

GESTÃO. de Frotas PUB. Valentin Flauraud / Bloomberg

GESTÃO. de Frotas PUB. Valentin Flauraud / Bloomberg ESTE SUPLEMENTO FAZ PARTE INTEGRANTE DO DIÁRIO ECONÓMICO Nº 5637 DE 21 DE MARÇO DE 2013 E NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE GESTÃO de Frotas Valentin Flauraud / Bloomberg Conheça as melhores soluções

Leia mais

CONTALIVRE CONTABILIDADE, AUDITORIA E GESTÃO DE EMPRESAS,LDA CIRCULAR Nº 1/2014 IRS

CONTALIVRE CONTABILIDADE, AUDITORIA E GESTÃO DE EMPRESAS,LDA CIRCULAR Nº 1/2014 IRS CIRCULAR Nº 1/2014 Com a aprovação do orçamento do estado para o ano de 2014 publicado pela lei nº 83-C/2013 de 31/12, o governo introduziu várias alterações legislativas significativas em matérias fiscais

Leia mais

Tabelas de Publicidade REVISTA DOS PNEUS. Diretor Comercial: Mário Carmo mario.carmo@apcomunicacao.com Tel.: 219 288 052 Tlm.

Tabelas de Publicidade REVISTA DOS PNEUS. Diretor Comercial: Mário Carmo mario.carmo@apcomunicacao.com Tel.: 219 288 052 Tlm. Tabelas de Publicidade 2014 REVISTA DOS PNEUS Diretor Comercial: Mário Carmo mario.carmo@apcomunicacao.com Tel.: 219 288 052 Tlm.: 966 434 616 Pág. 70 Pág. 84 Pág. 6 O primeiro jornal 100% dedicado à oficina

Leia mais

BES AS APOIO FINANCEIRO BES AS FINANCEIR ÕES ÀS EMPRESAS FINANCEIR ÕES UÇ SOL

BES AS APOIO FINANCEIRO BES AS FINANCEIR ÕES ÀS EMPRESAS FINANCEIR ÕES UÇ SOL 38 PME Líder SOLUÇÕES FINANCEIRAS BES Helen King/CORBIS APOIO FINANCEIRO ÀS EMPRESAS O BES disponibiliza uma vasta oferta de produtos financeiros e serviços, posicionando-se como o verdadeiro parceiro

Leia mais

OS BENEFÍCIOS DO RENTING NAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO.

OS BENEFÍCIOS DO RENTING NAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO. OS BENEFÍCIOS DO RENTING NAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO. ÍNDICE INTRODUÇÃO OS BENEFÍCIOS DO RENTING VANTAGENS FISCAIS O RENTING REDUZ CUSTOS PERMITE MANTER A LIQUIDEZ E AS LINHAS DE CRÉDITO INTACTAS FINANCIAMENTO

Leia mais

ESTUDO DA PEGADA CARBÓNICA NO SECTOR FINANCEIRO EM PORTUGAL

ESTUDO DA PEGADA CARBÓNICA NO SECTOR FINANCEIRO EM PORTUGAL ESTUDO DA PEGADA CARBÓNICA NO SECTOR FINANCEIRO EM PORTUGAL Agosto de 2010 ÍNDICE ÍNDICE... 2 ENQUADRAMENTO... 3 O IMPACTE DO SECTOR FINANCEIRO NAS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS... 4 PEGADA CARBÓNICA DO SECTOR

Leia mais

QUAL O NOSSO OBJECTIVO ESSENCIAL? O

QUAL O NOSSO OBJECTIVO ESSENCIAL? O QUEM SOMOS NÓS?! Somos Portugueses que, no passado, viveram no estrangeiro, como Emigrantes. Hoje, alguns de nós, ainda possuem familiares nessas condições... Ao longo dos anos sentimos grandes dificuldades,

Leia mais

Programa de Demonstração de Mobilidade Elétrica no MAOTE Relatório final. Julho 2015

Programa de Demonstração de Mobilidade Elétrica no MAOTE Relatório final. Julho 2015 Programa de Demonstração de Mobilidade Elétrica no MAOTE Relatório final Julho 2015 Índice 1. Sobre a iniciativa 2. Apresentação dos resultados Índice 1. Sobre a iniciativa 2. Apresentação dos resultados

Leia mais

carregamento por cada carro ainda só foram vendidos 231 E23

carregamento por cada carro ainda só foram vendidos 231 E23 CARROS ELÉTRICOS: PREÇOS COMEÇAM A CAIRO Renault Twizy vai ser posto à venda em Portugal já em abril por 6990. Atualmente há 4,5 postos de carregamento por cada carro ainda só foram vendidos 231 E23 Tantas

Leia mais

Em início de nova fase, forumb2b.com alarga a oferta

Em início de nova fase, forumb2b.com alarga a oferta Em início de nova fase, alarga a oferta Com o objectivo de ajudar as empresas a controlar e reduzir custos relacionados com transacções de bens e serviços, o adicionou à sua oferta um conjunto de aplicações

Leia mais

Grupo Pestana. suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O Cliente

Grupo Pestana. suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O Cliente Grupo Pestana suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O trabalho de consolidação de informação permitiu desde logo abrir novas possibilidades de segmentação, com base num melhor conhecimento

Leia mais

Mobilidade Urbana e Competidores do Motor de Combustão Interna: o desafio da eficiência versus o custo. Paulo R. Feldmann- FEA USP

Mobilidade Urbana e Competidores do Motor de Combustão Interna: o desafio da eficiência versus o custo. Paulo R. Feldmann- FEA USP Mobilidade Urbana e Competidores do Motor de Combustão Interna: o desafio da eficiência versus o custo Paulo R. Feldmann- FEA USP Nossa experiência no IEE A recarga da bateria de 1 V.E. requer 24 kwh equivalente

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO REMOTA DE EQUIPAMENTOS

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO REMOTA DE EQUIPAMENTOS SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO REMOTA DE EQUIPAMENTOS Sobre a SOL-S e SOLSUNI Fundada em 1992; Integrador de Soluções, com vasta experiência de Tecnologias de Informação, disponibiliza um completo portfolio

Leia mais

DOSSIER FRANCHISING 3iNFOR

DOSSIER FRANCHISING 3iNFOR DOSSIER FRANCHISING 3iNFOR Rua Henrique Bravo, 6929 e 6967 4465-167 S. Mamede de Infesta Portugal 1 Filosofia/Historial A 3infor é uma empresa especializada em software profissional, com um produto inovador

Leia mais

RENTING DE QUIOSQUES MULTIMÉDIA

RENTING DE QUIOSQUES MULTIMÉDIA RENTING DE QUIOSQUES MULTIMÉDIA Uma decisão inteligente Grupo Partteam Rua Artur Cupertino Miranda, Nº 51, Loja 4 4760-124 VN Famalicão tel: +351 252 378 589 fax: + 351 252 378 591 www.quiosques.com www.partteam.pt

Leia mais

Soluções CA para a Agricultura, Agro-Indústria Floresta e Mar

Soluções CA para a Agricultura, Agro-Indústria Floresta e Mar Soluções CA para a Agricultura, Agro-Indústria Floresta e Mar Quem somos O Grupo Crédito Agrícola é um Grupo Financeiro de âmbito nacional, integrado por um vasto número de bancos locais Caixas Agrícolas

Leia mais

ANORECA Associação dos Industriais do Ensino de Condução Automóvel de Portugal e Banif Banco Internacional do Funchal EM PARCERIA

ANORECA Associação dos Industriais do Ensino de Condução Automóvel de Portugal e Banif Banco Internacional do Funchal EM PARCERIA ANORECA Associação dos Industriais do Ensino de Condução Automóvel de Portugal e Banif Banco Internacional do Funchal EM PARCERIA O Banif Banco Internacional do Funchal Com cerca de 400 pontos de venda

Leia mais

A Gestão de Frotas em 2015 Previsões sobre o futuro da Gestão de Frotas

A Gestão de Frotas em 2015 Previsões sobre o futuro da Gestão de Frotas P 1 A Gestão de Frotas em 2015 Estudo da Leasedrive Velo Vehicle Management P 1 Índice A Gestão de Frotas em 2015... 2 Empresas de gestão de frotas... 3 Frotas verdes... 3 Produtos e serviços AOV, ALD,

Leia mais

PRESS info. Ecolution by Scania. Produtos e serviços para um melhor resultado económico

PRESS info. Ecolution by Scania. Produtos e serviços para um melhor resultado económico PRESS info 22/10/2013 Ecolution by Scania Produtos e serviços para um melhor resultado económico Ecolution by Scania é um novo modelo de negócio para as empresas de transporte preocupadas com os custos

Leia mais

Factura Electrónica by Carlos Costa Tavares Executive Manager da Score Innovation

Factura Electrónica by Carlos Costa Tavares Executive Manager da Score Innovation Factura Electrónica by Carlos Costa Tavares Executive Manager da Score Innovation Desafios da Facturação Electrónica A facturação electrónica (e-invoicing) poderá fazer parte das iniciativas emblemáticas

Leia mais

SOLUÇÕES SANTANDER TURISMO

SOLUÇÕES SANTANDER TURISMO SOLUÇÕES SANTANDER TURISMO Atendendo a que o turismo é um sector estratégico na economia nacional e considerando que a APAVT tem tido um papel fundamental no desenvolvimento do turismo nacional, o acordo

Leia mais

Plano de Acção para a Energia Sustentável (PAES) Município do Barreiro. Nota complementar e explicativa

Plano de Acção para a Energia Sustentável (PAES) Município do Barreiro. Nota complementar e explicativa Plano de Acção para a Energia Sustentável (PAES) Município do Barreiro Nota complementar e explicativa Setembro de 2012 IDENTIFICAÇÃO Título: Plano de Acção para a Energia Sustentável (PAES) - Município

Leia mais

PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º 347/XI/2ª (PSD)

PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º 347/XI/2ª (PSD) PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º 347/XI/2ª (PSD) Recomenda ao Governo que utilize sistemas de teleconferência e videoconferência em substituição de reuniões presenciais I - Exposição de motivos A proposta de

Leia mais

CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS - PROFISSIONAIS LIBERAIS E ENIs

CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS - PROFISSIONAIS LIBERAIS E ENIs PROTOCOLO ORDENS PROFISSIONAIS CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS - PROFISSIONAIS LIBERAIS E ENIs Para aderir a este Protocolo e beneficiar das respectivas condições, abra a sua Conta Gestão Tesouraria ou Conta

Leia mais

Impostos com relevância ambiental em 2013 representaram 7,7% do total das receitas de impostos e contribuições sociais

Impostos com relevância ambiental em 2013 representaram 7,7% do total das receitas de impostos e contribuições sociais Impostos e taxas com relevância ambiental 2013 31 de outubro de 2014 Impostos com relevância ambiental em 2013 representaram 7,7% do total das receitas de impostos e contribuições sociais O valor dos Impostos

Leia mais

Diagnóstico de Competências para a Exportação

Diagnóstico de Competências para a Exportação Diagnóstico de Competências para a Exportação em Pequenas e Médias Empresas (PME) Guia de Utilização DIRECÇÃO DE ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL Departamento de Promoção de Competências Empresariais Índice ENQUADRAMENTO...

Leia mais

PORTUGAL PRECISA DE DESENVOLVER UMA ESTRATÉGIA PARA O HIDROGÉNIO

PORTUGAL PRECISA DE DESENVOLVER UMA ESTRATÉGIA PARA O HIDROGÉNIO Pág: 9 Área: 22,57 x 29,17 cm² Corte: 1 de 5 PORTUGAL PRECISA DE DESENVOLVER UMA ESTRATÉGIA PARA O HIDROGÉNIO Em Portugal, os especialistas consideram que o hidrogénio poderá ser uma solução para a mobilidade

Leia mais

Aplicação de filtros de partículas em veículos pesados

Aplicação de filtros de partículas em veículos pesados Resultados dos testes realizados Francisco Ferreira, Hugo Tente, Pedro Gomes FCT-UNL Luísa Nogueira CCDR-LVT Carlos Borrego, Ana Isabel Miranda, Jorge H. Amorim, Pedro Cascão, Anabela Carvalho UAVR-CESAM

Leia mais

Dossier de imprensa - Cloogy

Dossier de imprensa - Cloogy Dossier de imprensa - Cloogy Revista de Imprensa 05-12-2012 1. (PT) - Diário Económico, 05122012, ISA e EDP negoceiam solução de poupança energética para famílias 1 2. (PT) - Jornal de Negócios, 05122012,

Leia mais

Criamos. valor à sua empresa

Criamos. valor à sua empresa Criamos valor à sua empresa ORGANIZAÇÃO Somos o que fazemos repetidamente. Então, a excelência não é um acto isolado, mas sim um hábito. Aristóteles Compromisso A FISCOSEGUR é uma organização que presta

Leia mais