LIVRO DE RESUMOS CONGRESSO DE ORNITOLOGIA DA SPEA CONGRESSO IBÉRICO DE ORNITOLOGIA. Elvas 5-8 Dezembro 09

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LIVRO DE RESUMOS CONGRESSO DE ORNITOLOGIA DA SPEA CONGRESSO IBÉRICO DE ORNITOLOGIA. Elvas 5-8 Dezembro 09"

Transcrição

1 LIVRO DE RESUMOS Elvas 5-8 Dezembro 09 CONGRESSO DE ORNITOLOGIA DA SPEA CONGRESSO IBÉRICO DE ORNITOLOGIA

2 Trabalhar para o estudo e conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras. A SPEA Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves é uma organização não governamental de ambiente que trabalha para a conservação das aves e dos seus habitats em Portugal. Como associação sem fins lucrativos, depende do apoio dos sócios e de diversas entidades para concretizar as suas acções. Faz parte de uma rede mundial de organizações de ambiente, a BirdLife International, que actua em mais de 100 países e tem como objectivo a preservação da diversidade biológica através da conservação das aves, dos seus habitats e da promoção do uso sustentável dos recursos naturais. Desde 1954, SEO/BirdLife trabaja por la conservación de las aves y de la naturaleza. Es la primera ONG de carácter conservacionista que se creó en España. Más de once mil socios respaldan nuestra labor y colaboran desde diversos ámbitos. SEO/BirdLife representa en España a BirdLife International, federación que agrupa a asociaciones conservacionistas de todo el mundo. Las principales líneas de actuación de SEO/BirdLife se centran en la investigación de las poblaciones de aves; la conservación de las aves y de sus hábitats; el fomento de la educación ambiental; la denuncia de atentados contra el medio natural; la creación de reservas naturales y la organización de actividades sociales. FICHA TÉCNICA» Comissão Organizadora: Vanessa Oliveira (Coordenação - SPEA); Alexandra Lopes (SPEA); Joana Domingues (SPEA); Susana Costa (SPEA); Sílvia Chambel (SPEA); Begoña Vilas (SPEA); Noelia Carrillo (SPEA); Ramón Marti (SEO/BirdLife); Marcelino Cardalliaguet (SEO/BirdLife)» Comissão Editorial: Inês Catry; Ívan Ramírez; Jaime Ramos; Luís Costa; Paulo A. M. Marques; Ricardo Jorge Lopes; Florentino de Lope Rebollo» Citação recomendada: SPEA Livro de resumos. VI Congresso de Ornitologia & III Congresso Ibérico de Ornitologia. Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, Lisboa. 2_VI Congresso de Ornitologia da SPEA IV Congresso Ibérico de Ornitologia

3 EXPOSITORES NA I FEIRA NATUREZA CONVIDA: Associação A ROCHA; Associação ALDEIA; PATO; Associação Portuguesa de Anilhadores de Aves; CEAI - Centro de Estudos da Avifauna Ibérica; Diterra Comércio Agro-Industrial, Lda.; Doçaria Santa Maria da Feira; Evasões Naturais; Feiticeiro dos Sabores Produtos Regionais Unipessoal Lda.; LPN - Liga para a Protecção da Natureza; Natura Algarve; Parque Biológico de Gaia; Quercus A.N.C.N; SEO; SPEA; Turismo de Extremadura. ILUSTRAÇÃO: João Tiago Tavares; Marco Correia; Marcos Oliveira; Paulo Alves. FOTOGRAFIA: Faísca; Júlio Caldas; Tina Chaves AGRADECIMENTOS: A todos os colegas do staff e órgãos sociais da SPEA e SEO, patrocinadores e media partners, expositores na feira e nas exposições, e ainda aos colaboradores voluntários Lourenço N. Marques, Ana Silva, Elsa Oliveira, Ieva Berke, Joana Nogueira, João Paulo Silva, Luís Venâncio, Luísa Bessa, Orlando Correia, Patrícia Ribeiro, Patrícia Ventura, Paula Bento a todos os outros que de alguma forma colaboraram na organização deste evento. Um grande obrigado para todos!

4 Índice Comunicações especiais 1. Important Areas for the Conservation of Seabirds (marine IBAs): the first inventory in Spain O Estado de Conservação das Áreas Importantes para as Aves em Portugal Conservación de aves estepárias: la aproximación de SEO/BirdLife Efectos del cambio climático sobre un migrador de larga distancia Effects of climate change on a long-distance migrant bird Tendências em migração: análise preliminar dos resultados do projecto Chegadas Impacte da Iluminação Pública sobre as Aves Marinhas, no arquipélago da Madeira The Impact of climate change on Bird Biodiversity Apresentação do Projecto Arenaria Distribuição e abundância de aves nas praias e costas de Portugal Projecto IberAves, formação em turismo ornitológico Censo de Aves Comuns e a criação de um indicador de biodiversidade em Portugal El papel de las zonas húmedas antropogénicas en la conservación de aves acuáticas migradoras de largas distancias Ecología trófica de las palomas endémicas de Canarias: aproximación molecular y microhistológica A erradicação e controlo de espécies de vertebrados introduzidos com carácter invasivo em ambientes insulares: o caso de estudo das ilhas do Arquipélago da Madeira Principais Ameaças e Desafios no Estudo das Aves Marinhas GTAN Grupo de Trabalho de Aves Nocturnas da SPEA - Avaliação de metodologias para um programa de monitorização das aves nocturnas em Portugal Uma perspectiva internacional sobre as prioridades de conservação da avifauna portuguesa Priolo - Uma ave, Uma floresta, um Futuro. Um projecto para a conservação da floresta de laurissilva na Serra da Tronqueira e das turfeiras do Planalto dos Graminhais, em São Miguel, Açores _VI Congresso de Ornitologia da SPEA IV Congresso Ibérico de Ornitologia

5 Comunicações Orais 1. Ecologia alimentar da Cagarra Calonectris diomedea nas ilhas Selvagens Energetic tradeoffs of wintering at different locations in a migratory shorebird Qual o verdadeiro impacte dos parques eólicos e linhas eléctricas na avifauna? Avaliação das metodologias em uso e propostas para o seu aperfeiçoamento Padrão regional de migração de aves planadoras na Costa Sudoeste Mediterranean Gulls Larus melanocephalus wintering in Spain and Portugal: one population or several? Os Açores em defesa da sua avifauna campanha SOS Cagarro Effectiveness of nest-site provisioning and future management implications for the Portuguese endangered Lesser kestrel Falco naumanni population Wader populations at the Tagus estuary: are birds facing an unruffled or a restless future? Vulnerabilidade das ilhas-barreira da Ria Formosa e sua implicação na ornitofauna que utiliza as ilhas-barreira como habitat natural Comunidades de aves dos arrozais do vale do Tejo The role of fallow in habitat use by the Lesser kestrel Falco naumanni during the post-fledging period: potential conservation implications of the abolition of obligatory set-aside Observação de aves nos Açores Patrones de movimiento estacional del Sisón común Tetrax tetrax en la Península Ibérica Between-year variations ( ) in breeding male little bustard Tetrax tetrax densities along an agricultural intensification gradient Para onde vão as cagarras Calonectris diomedea das Selvagens e da Berlenga durante o Inverno? Mortalidade de aves selvagens por envenenamento em Portugal. Análise de pontos negros e áreas de risco Padrões de utilização do habitat por fêmeas de Sisão Tetrax tetrax: influência do tamanho da parcela, da estrutura da vegetação e da presença de machos To graze or not to graze? Improving breeding habitats for the Little bustard Tetrax tetrax _5

6 19. Emergência de estirpes de Escherichia coli multi-resistentes aos antimicrobianos em aves selvagens Localización de un importante núcleo reproductor de urogallo cantábrico Tetrao urogallus cantabricus en melojares de la región mediterránea Monitorização de Aves Aquáticas e Estepárias na Envolvente das Albufeiras de Alqueva e Pedrógão entre 1999 e Evaluation of restoration effectiveness: community response to the removal of alien plants in the Azores Presas-dominantes e vulnerabilidade face à contaminação: comparação de Cegonha-branca Ciconia ciconia e Lontra Lutra lutra como caso de estudo População reprodutora de Águia-sapeira Circus aeruginosus no Bloco Agrícola do Baixo Vouga Lagunar Ria de Aveiro Habitat selection by agricultural steppe birds in Baixo Alentejo and the Castro Verde SPA Passagem migratória do Maçarico-de-bico-direito Limosa limosa limosa em arrozais portugueses: dieta, selecção de habitat, fenologia e importância internacional Selecção do local de nidificação e disponibilidade de zonas de alimentação da Andorinha-das-rochas Hirundo rupestris em zonas urbanas Os beija-flores (Aves, Trochilidae) e suas flores em três áreas da Chapada Diamantina, Bahia, Brasil Amostragem por distâncias: principios básicos e exemplo de aplicação com aves de São Tomé Selecção de habitat de nidificação pela população arborícola de Cegonha-preta Ciconia nigra na Extremadura (Espanha) Haematozoa infections in a Great Tit Parus major population from Central Portugal: relationship with breeding effort and health state variables Contributo para a conservação do Fura-bucho do Atlântico Puffinus puffinus, uma espécie ameaçada na ilha da Madeira Migración diurna visible de pequeñas aves migratorias en el Estrecho de Gibraltar Foraging along a marine productivity gradient: The plasticity of a pelagic seabird species, the Cory s shearwater Calonectris diomedea Distribuição e situação populacional de Aquila fasciata a Sul do Tejo e Estremadura _VI Congresso de Ornitologia da SPEA IV Congresso Ibérico de Ornitologia

7 36. Medidas compensatórias e o papel que desempenham na conservação de espécies: A Gestão de Habitat e Monitorização de Ecossistemas Decorrentes da DIA do Projecto Ramal entre a linha Mogadouro-Valeira e a Subestação de Olmos (Macedo de Cavaleiros), a 220kV Caracterización morfológica y genética de las codornices comunes Coturnix coturnix de Menorca Eficácia da utilização de radar vs. observadores visuais em estudos de migração de rapinas: uma goleada das antigas Utilização de uma Metodologia Estocástico-Dinâmica (StDM) para a previsão de impactes causados por estruturas lineares sobre as populações reprodutoras de Sisão Tetrax tetrax: implicações na conservação da espécie Consumo e dispersão de esporos: ligações fortes entre o Priolo Pyrrhula murina e os fetos na ilha de São Miguel, Açores Distance to edges, edge contrast and landscape fragmentation: interactions affecting farmland birds around forest plantations in southern Portugal Efeitos da rede viária na Coruja-das-torres Tyto alba: distribuição, áreas vitais, disponibilidade alimentar e mortalidade Compatibilizar a actividade agrícola com a nidificação das aves estepárias investigação aplicada ao caso da Abetarda Otis tarda no Campo Branco São Tomé birds response to agricultural intensification As rotas migratórias dos Anatídeos invernantes no Centro e Norte Oeste da Península Ibérica Comparative Phylogeography of the most widespread Azorean Passerines Situação actual da população nidificante de Narceja Gallinago gallinago em Portugal continental Attraction of petrels to artificial lights in the Canary Islands Terão as aves aquáticas estuarinas recursos alimentares limitados? Uma abordagem experimental sobre uma presa partilhada por aves, peixes e invertebrados estuarinos Comportamento espacial de uma população arborícola de Águia de Bonelli Aquila fasciatus no Sudoeste de Portugal Recuperação das comunidades de aves florestais mediterrânicas após limpeza mecânica do subcoberto: um estudo retrospectivo Gaivotas como reservatório e vector de determinantes ESBL emergentes _7

8 53. Diversidade e dinâmica dos passeriformes no caniçal do Paul do Taipal Projecto de Estações de Esforço Constante (PEEC) Resultados de 2002 a Impacto de um parque eólico em plena rota migratória de aves de rapina: muito, pouco ou nada? Projecto Bico vermelho: Resultados da Monitorização Regular dos Núcleos de Gralha-de-bico-vermelho Pyrrhocorax pyrrhocorax à Escala Nacional Posters 1. Conectividade entre as colónias e a população não reprodutora de Flamingos Phoenicopterus roseus em Portugal Distribución y prevalencia de hematozoarios en la región interior Norte y Centro de Portugal en Ciconiiformes, Falconiformes y Strigiformes Contributo para a conservação das Aves ex-situ no Jardim Zoológico de Lisboa Caracterização da População de Guarda-rios Alcedo atthis na ZPE do Paul do Taipal O primeiro atlas das aves do Arquipélago da Madeira Superposición en la dieta de ungulados silvestres y urogallo cantábrico Tetrao urogallus cantabricus Os Açores em defesa da sua avifauna um compromisso Eggshell thickness variation in endangered falcon taxa: the effect of developmental stage Increase in membrane thickness during development compensates for eggshell thinning due to calcium uptake by the embryo in falcons Censo do Rolieiro Coracias garrulus 2009 em ZPEs/IBAs estepárias Interacção da avifauna marinha com o Farol da Ponta do Arnel, na ilha de São Miguel: resultados da anilhagem científica e salvamento de aves acidentadas Estimativa populacional de Peneireiro Falco tinnunculus em três parques eólicos localizados no Sítio de Rede Natura 2000 Serras de Aire e Candeeiros Monitorização da Avifauna na Envolvente do Sistema Alqueva- Pedrógão no Inverno de 2007/ Intelligent Corvids: Future Planning in the Western Scrub-Jay Aphelocoma californica _VI Congresso de Ornitologia da SPEA IV Congresso Ibérico de Ornitologia

9 15. Influência do descortiçamento na comunidade de aves do montado de sobro Distribuição e fenologia do Maçarico-de-bico-direito Limosa limosa em Portugal Continental Migratory behaviour and differential resource allocation between wing and tail feathers in a passerine bird 'e-gulls' RED IBÉRICA DE LECTURA DE ANILLAS The effect of appropriate solid waste management in the diet of chick Yellow Legged Gull Larus michahellis atlantis on Madeira island Caracterização de uma população de Tartaranhão-caçador Circus pygargus do Nordeste Transmontano (Alijó Portugal) Reabilitação de linhas de água As Aves como bioindicadores Determinantes de la abundancia de ácaros de las plumas en currucas capirotadas Sylvia atricapilla invernantes en el sur de España Population status and habitat associations of the Madeira Buzzard Buteo buteo harterti Fragmentos de galerias ripícolas e olivais têm um efeito positivo na comunidade de aves no montado de sobro Nidificação de espécies de avifauna aquática nos lagos do campo de golfe de San Lorenzo Situação da população reprodutora de Águia-sapeira Circus aeruginosus na ZPE da Ria de Aveiro Black-winged-stilt Himantopus himantopus breeding ecology within two major artisanal saltpans systems (Mondego Estuary and Aveiro Lagoon) Ameaças à conservação de aves aquáticas e riscos para a navegação aérea na zona do Campo de Tiro de Alcochete potencial local para a instalação do Novo Aeroporto de Lisboa As comunidades de aves em áreas prioritárias para a conservação no semi-árido da Bahia, Brasil Migration patterns in Lesser black-backed Gull Larus fuscus spp inter and intra population differences Em busca de um território e de uma nova parceira? Movimentos dispersivos de um macho adulto de Águia-perdigueira Hieraaetus fasciatus após a constituição de casal reprodutor Hemoparasitas detectados em Aves Silvestres em Portugal A avifauna da Mata Nacional do Bussaco _9

10 34. Monitorização da avifauna de um parque eólico em Rede Natura Gestão Ecológica das Salinas de Castro Marim Does reproductive effort influence brood sex ratios? Low frequency of extra-pair paternity in Savi s Warblers Locustella luscinioides Flight dynamics of a pelagic seabird foraging in a coastal environment: The Cory s Shearwater Calonectris diomedea case How Cory s shearwaters Calonectris diomedea Area Restricted Search changes across a marine productivity gradient Biodiversity Tracking System. Uma ferramenta de acompanhamento da biodiversidade Seguimiento de los pasos migratorios e invernada de la Grulla común Grus grus en la Laguna de Gallocanta (Aragón, España) Sistema de vigilância para captação de imagens de um dormitório de Gralha-de-bico-vermelho Pyrrhocorax pyrrhocorax em tempo real Registos arqueozoológicos de Torda-grande Pinguinus impennis e de Alcatraz Morus bassanus na Península Ibérica Variação sazonal da selecção de habitat de alimentação do Francelho Falco naumanni, no sul de Espanha Protecção dos ninhos de Borrelho-de-coleira-interrompida Charadrius alexandrinus Seguimento por GPS das viagens de alimentação do Alcatraz-pardo Sula leucogaster em Cabo Verde Monitorização da Codorniz Coturnix c. conturbans na ilha de São Miguel (Açores): comparação de métodos de censo Recenseamentos da população invernante de Cegonha-branca Ciconia ciconia em Portugal ( ) Reproducción de aves marinas de tres pequeñas islas del Pacifico Central Mexicano Actualización de las poblaciones de anátidas (Anatidae) invernantes asociadas a los humedales antrópicos de la cuenca del Guadiana en Extremadura: una evaluación preliminar Double-strand Breakage in the assessment of genotoxicity in chicks Distribuição e efectivos reprodutores das colónias de Ardeídeos nos pauis do Baixo Mondego Atlas da Fauna do Vale do Côa _VI Congresso de Ornitologia da SPEA IV Congresso Ibérico de Ornitologia

11 54. Proveniência dos adultos, êxito reprodutor e programa de marcação do Tagaz Sterna nilotica na colónia da Albufeira do Caia (épocas de 2008 e 2009) Resultados de 10 anos de monitorização de 3 espécies coloniais ameaçadas na Albufeira do Caia: Chilreta Sterna albifrons, Tagaz Sterna nilotica e Perdiz-do-mar Glareola pratincola Avian malaria prevalences in Portuguese reedbed passerines Posters Estudante 1. Influência da coloração UV versus Carotenóides da plumagem dos machos na escolha de par por parte das fêmeas de Milheirinha Serinus serinus Variación estacional de la dieta del Rabilargo Ibérico Cyanopica cooki en una dehesa del Sureste de la Península Ibérica A importância de centros de recuperação de fauna selvagem e do mapeamento dos seus ingressos para a protecção de espécies ameaçadas Predação de vertebrados por aves de rapina (Falconiformes) numa zona húmida interior de Portugal continental Selecção do local de nidificação por Abutre-preto Aegypius monachus (Linnaeus, 1766), no Tejo Internacional Comunidade de aves de rapina nocturnas em habitats humanizados, no concelho de Gouveia Combining morphometric, stable isotope and genetic analyses to resolve taxonomic uncertainties in shearwaters Molecular sex differentiation in Common quail Coturnix coturnix and Japanese quail Coturnix japonica Caracterização do núcleo de Gralha-de-bico-vermelho Pyrrhocorax pyrrhocorax do Parque Natural do Alvão Nidificação do Pernilongo Himantopus himantopus L., 1758 em zonas húmidas de interior. O exemplo das Lagoas dos Patos e do Peneireiro, no Monte dos Patos, Alvito Genetic diversity of Mediterranean populations of Purple Swamphen or Purple Gallinule Porphyrio porphyrio after recent human-mediated range expansions El precio de nacer en día de fiesta: Efectos posteriores sobre el fenotipo de los volanderos en el Herrerillo Común Cyanistes caeruleus Gone with the wind: a methodological essay for bird census improvement on windfarms _11

12 14. Avaliação do sucesso de medidas de gestão de habitat na recuperação de populações de perdiz-vermelha Alectoris rufa L., no vale do Rio Sabor Ocupação de caixas ninho por Parídeos em diferentes habitats florestais _VI Congresso de Ornitologia da SPEA IV Congresso Ibérico de Ornitologia

13

14 Important Areas for the Conservation of Seabirds (marine IBAs): the first inventory in Spain Pep (J.M.) Arcos 1, Juan Bécares 1, Beneharo Rodríguez 1 & Asunción Ruiz SEO/BirdLife, Delegació de Catalunya, C/Múrcia 2-8, local 13, E Barcelona, Spain SEO/BirdLife, C/Melquiades Biencinto 34, E Madrid, Spain Protected area networks have a key role in conservation strategies across the globe. This approach has been for long implemented on land, but the marine environment has been lagged behind, particularly regarding the offshore areas. This applies to the BirdLife Important Bird Area (IBA) Programme, which is well implemented in land but still in its preliminary steps at sea. Within this frame, SEO/BirdLife and SPEA took on the challenge, in 2004, of identifying the marine IBAs of Spain and Portugal, respectively, by means of two sister Life Projects. These also sought to develop a standard methodology to address the identification of marine IBAs elsewhere. The reasons for this initiative were: (1) the increasing level of threat that is facing the marine environment as a whole, and seabirds in particular; (2) the availability of new technologies and logistical facilities that allow to get reliable information on seabird distribution patterns at sea (mostly remote tracking, boat surveys and modelling tools); and (3) the current political willingness, at he EU level, of extending the Natura 2000 network to the marine environment. Both projects were successful at attaining their objectives. In Spain, the marine IBA inventory consists of 42 sites, encompassing km2, almost 5% of the Spanish waters. Another four areas stand as potential IBAs, with over 15,000 km2, and could be added to the official marine IBA inventory in the near future. Finally, four areas of interest were identified beyond the Spanish jurisdictional waters, totalling around 25,000 km 2. The inventory includes areas of high intensity use at sea (primarily foraging areas, both coastal and pelagic), seaward extensions to breeding colonies and migration hotspots, all of them well distributed within the Spanish marine territory. The marine IBA inventory has been welcomed by the Spanish authorities, and is intended to be the reference to designate the Natura 2000 network regarding seabirds (marine Special Protection Areas, SPAs). Additional work is needed to gain protection for the key areas identified beyond Spanish waters, through international agreements. In both cases, further studies are required to study the identified sites in detail and develop adequate management plans that ensure the preservation of their values, a task already started by SEO/BirdLife along with other institutions through a new Life+ Project, Indemares. Beyond Spain (and Portugal), the project provides a methodological framework that will allow addressing the identification of marine IBAs worldwide and, within the European Union, also of SPAs. 14_VI Congresso de Ornitologia da SPEA IV Congresso Ibérico de Ornitologia

15 O Estado de Conservação das Áreas Importantes para as Aves em Portugal Luís Costa Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, Avenida da Liberdade 105-2º Esq, Lisboa, Portugal As Áreas Importantes para as Aves são a referência da BirdLife International em termos de conservação dos sítios mais importantes para as aves, e são baseados em critérios técnicos e científicos reconhecidos a nível internacional. Basicamente, estes critérios definem que se estas áreas forem bem conservadas então todas as aves com estatuto de conservação desfavorável estariam salvaguardadas. Em Portugal existem 93 IBA em meio terrestre e costeiro, conforme o último inventário publicado pela SPEA (www.spea.pt/iba), às quais se juntaram mais 17 sítios no meio marinho, designados por um projecto pioneiro de identificação de IBAs no mar em Açores, Madeira e Continente têm assim um inventário de referência que permite à SPEA e às autoridades nacionais e regionais informação para a conservação das aves. Estas áreas constituem apoximadamente 3 milhões de hectares no total (terrestre ha; marinha ha), cerca de 16% da superfície terrestre do país e 1% da superfície da Zona Económica Exclusiva marinha portuguesa. Mas estarão todas estas áreas, e consequentemente as espécies ameaçadas que aí ocorrem, salvaguardadas e devidamente protegidas? Definitivamente, ainda não, e muito há por fazer. Na maioria dos países que têm aderido à União Europeia, a rede de IBA é praticamente designada como Zona de Protecção Especial ao abrigo da Directiva Aves e protegida legalmente. Mas em Portugal, muitas destas áreas não têm ainda nenhum estatuto legal de conservação, muito poucas têm um plano de gestão que identifique claramente os objectivos de conservação a alcançar, os responsáveis pela sua gestão ou os financiamentos acessíveis para a sua gestão. Muitas ameaças estão identificadas: redes de transporte e energia, intensificação agrícola, espécies exóticas invasoras, urbanização e especulação e perturbação humana contam-se entre as principais. As situações são distintas no Continente e nas Regiões Autónomas, mas no geral, a SPEA tem procurado direccionar os seus projectos de conservação para as principais IBAs, algumas das quais com poucos meios e com um grau de voluntarismo fora do comum por parte de sócios. Os casos do Pico da Vara nos Açores, da Barragem do Caia e da Lagoa dos Salgados são apresentados como símbolos do se pode fazer em IBAs em termos de gestão e dos problemas que encontramos. _15

16 Conservación de aves estepárias: la aproximación de SEO/BirdLife Eduardo de Juana SEO/BirdLife, C/Melquiades Biencinto 34, E Madrid, Spain El conjunto de las aves que dependen de agrosistemas extensivos, principalmente campiñas de cereal de secano, constituye una de las principales responsabilidades internacionales en materia de conservación para los países ibéricos de España y Portugal. Las fuertes disminuciones observadas en las poblaciones de la mayoría de las especies exigen, además, la máxima urgencia posible en la acción conservacionista. En esta presentación efectuamos un repaso a la estrategia que desarrolla SEO/BirdLife en este sentido, tratando de explicar el modo en que las diferentes acciones que lleva a cabo se complementan entre sí en busca de la mayor coherencia y efectividad posibles. Las principales de dichas acciones son las siguientes: 1. El seguimiento de las poblaciones en el tiempo, por medio de programas generales de monitoreo (programas SACRE y Atlas de aves reproductoras e invernantes) y de censos específicos en el caso de determinadas especies (Circus pygargus, Tetrax tetrax, Pterocles alchata, Pterocles orientalis...). 2. La determinación de prioridades, tanto a escala nacional como internacional (libros rojos). 3. La investigación de los factores causantes de las regresiones observadas (análisis de las evidencias científicas disponibles sobre el impacto de la intensificación agrícola y ganadera, las repoblaciones forestales, las urbanizaciones, las infraestructuras, los parques eólicos, etc.). 4. El diseño de estrategias para abordar los problemas detectados, con particular atención a las oportunidades de influir en la ordenación del territorio (por ejemplo a través del desarrollo de la Red Natura 2000) y en las grandes políticas sectoriales, particularmente la agraria (a través de los procesos de reforma de la Política Agraria Común). 5. La aplicación en la práctica de los esfuerzos de conservación (breve presentación de una serie de ejemplos seleccionados). 6. La evaluación periódica de los resultados obtenidos, de cara a introducir, si es necesario, modificaciones en la estrategia seguida. 16_VI Congresso de Ornitologia da SPEA IV Congresso Ibérico de Ornitologia

17 Efectos del cambio climático sobre un migrador de larga distancia Florentino de Lope Rebollo Facultad de Ciencias (Biológicas) de la Universidad de Extremadura, Depto. A. BC. y Zoología. Avda. Elvas s/n Badajoz, Espanha Los cambios en las condiciones climáticas afectan a los organismos. Las aves son muy sensibles a estos cambios debido a su elevado metabolismo y han sido los indicadores pioneros relacionados con el calentamiento global. Se ha detectado que bastantes especies han alterado su fecha reproductora, provocando un adelanto. Esta circunstancia puede provocar cambios en su eficacia biológica. Tratamos de exponer cómo afectan estos cambios en un Passeriforme migrador de larga distancia, la golondrina común (Hirundo rustica), que es un excelente modelo debido a su alimentación exclusiva a base insectos aéreos, cuya presencia está directamente relacionada con las condiciones climáticas. A diferencia de otros estudios, la particularidad de este es que se trata de un trabajo realizado a largo plazo (17 años), en una localidad muy determinada (Badajoz) con unos registros muy precisos. Otra diferencia fundamental es que hemos utilizado análisis con valores individuales con correlación cruzada y valores medios poblacionales, en vez de valores extremos de procedencia heterogénea. Relacionamos la fenología del ave con los fenómenos climáticos a gran escala: Oscilación del Atlántico Norte (NAO) y el Índice de Oscilación del Sur (SOI) y también con el Índice de Vegetación Diferencial Normalizada (NDVI). Comprobamos como existió una respuesta homogénea de la totalidad de los individuos, con un adelanto total de 21.4 días desde el comienzo del estudio (1.337 días/año), que únicamente estuvo correlacionado con el NDVI en el Norte de África y no en el Oeste, su cuartel de invernada. Por otra parte sugerimos que este adelanto fue debido con mayor predisposición hacia la plasticidad fenotípica que a la microevolución, que parece ser menos activa. _17

18 Effects of climate change on a long-distance migrant bird Changes in climatic conditions affect to organisms. Birds are particularly susceptible to these changes because their higher metabolism rate and they have been normally used as global warming indexes. In this sense, some studies have shown that several avian species advance their breeding as a consequence of climate changes, provoking differences in their fitness. We reported a long-term study data (17 years) of these effects on barn swallows, a long distance passeriform in Badajoz, southwest of Iberian Peninsula. Hirundines are an excellent model of study because they only feed aerial insects. The presence and abundance of these insects is directly related to weather conditions. For analyses we used both individual values and median values from populations instead extreme values from heterogenic origins. Avian phenology was related to large-scale climate phenomena such the North Atlantic Oscillation (NAO) or the El Niño Southern Oscillation index (SOI) and analyses of remotely sensed vegetation indices like the normalized difference vegetation index (NDVI). We found a homogenic response in all individuals, with and advance in breeding of 21.4 days from the start of study (1.337 days/year). This response was correlated to NDVI in North Africa, but not to the NDVI in the winter quarters of West Africa. We suggest this advance is prone to phenotypic plasticity rather than microevolution, which look like to be less active. 18_VI Congresso de Ornitologia da SPEA IV Congresso Ibérico de Ornitologia

19 Tendências em migração: análise preliminar dos resultados do projecto Chegadas Henk Feith 4, Luís Reino ¹,3, Joana Santana ²,3, Alexandre Leitão 4, Gonçalo Elias 4 ¹ Centro de Estudos Florestais (ISA); ² ERENA; 3 CIBIO - Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos; 4 SPEA, Avenida da Liberdade, 105, 2º Esq, Lisboa. A relação entre as alterações climáticas e a fenologia de aves é cada vez mais evidente, sendo a migração das aves um dos aspectos influenciados por estas alterações. A avaliação dos factores ambientais que relacionam alterações climáticas com possíveis alterações nos padrões fenológicos de aves migradoras é complexa e difícil de estabelecer. Neste contexto, projectos de monitorização de longa duração podem produzir evidências de tendências fenológicas, constituindo contributos importantes para o conhecimento das alterações que estão a decorrer. O projecto Chegadas tem vindo a recolher de forma sistemática, desde 2003, dados sobre as datas de chegada de várias espécies migradoras estivais em Portugal. A lista das espécies registadas, foi modificada ao longo dos anos, tal como os critérios do armazenamento dos registos recebidos, conduzindo ao crescimento do projecto de 5 espécies com 65 registos em 2003, para 70 espécies com 1600 registos em Os registos foram recentemente complementados com outras fontes, como dados de campo do Altas de Aves Nidificantes em Portugal e de outros projectos da SPEA, como Censo de Aves Comuns e SpringAlive. As tendências da data de chegada de onze espécies estritamente estivais e de ocorrência regular ao longo do período ( ) foram estudadas com recurso a Modelos Aditivos Generalizados (GAMs). Para cada espécie, foram seleccionados apenas os primeiros vinte registos do ano, excluindo registos demasiado precoces ou invernantes, de modo a constituir conjuntos de dados comparáveis para os diferentes anos sob análise. A maioria das espécies estudadas revelaram tendências significativas de antecipação da data de chegada desde 2003, nomeadamente, o Abelharuco, o Milhafre-preto, o Cucocomum, o Andorinhão-preto, a Andorinha-das-barreiras, a Andorinha-dáurica, o Picançobarreteiro e o Rouxinol-comum, embora com algumas diferenças em termos da forma da curva estimada pelos modelos. Apenas a Rola-brava e o Papa-figos revelaram a tendência contrária, sendo a sua data de chegada tendencialmente mais tardia. Por fim, a Felosapoliglota parece manter a data de chegada inalterada ao longo dos anos. Futuramente, as respostas obtidas a partir dos diversos modelos serão analisados como tendências que podem estar associadas às alterações climáticas em curso, não sendo todavia postas de parte outras associações, por exemplo, alterações nos métodos de recolha de registos e diferente níveis de aderência de observadores ao longo dos anos do projecto. _19

20 Impacte da Iluminação Pública sobre as Aves Marinhas, no arquipélago da Madeira Gouveia, Cátia & Ana Isabel Fagundes Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves. Travessa das Torres, 2 A 1º Funchal A poluição luminosa é amplamente reconhecida como uma grande ameaça para as aves marinhas, causando alterações na sua ecologia comportamental e populacional. Atendendo à importância de minimizar os efeitos da poluição luminosa em áreas costeiras do arquipélago da Madeira, surgiu o Projecto Diagnóstico e Minimização do Impacte da Iluminação Pública sobre as Aves Marinhas, em parceria com a Empresa de Electricidade da Madeira. Os principais objectivos deste projecto visam a identificação dos pontos na rede de iluminação pública das áreas costeiras do arquipélago, com incidência problemática de aves marinhas encandeadas, apresentando posteriormente, estratégias e medidas de mitigação para o problema de encandeamento, assim como possíveis alterações na instalação da iluminação pública. Na fase inicial do projecto, além de identificadas e fotografadas as principais fontes de poluição luminosa de 22 localidades no arquipélago da Madeira, foram igualmente realizados censos para apurar a presença das diversas espécies de aves, em cada um dos locais de estudo. Com o apoio de diversas entidades, procedeu-se, de igual forma, à criação de uma base de dados onde constam os registos das aves marinhas vítimas de encadeamento. Apesar do arquipélago da Madeira possuir uma densidade populacional superior à média do país (cerca de 300 hab./km²), cerca de 45% da população concentra-se no concelho do Funchal e, à semelhança do que ocorre um pouco por toda a costa sul, a capital constitui a principal fonte de emissão de poluição luminosa da região, tendo obtido a maior taxa de incidentes com aves marinhas encadeadas (48,4%). De um modo geral, verifica-se que a problemática da poluição luminosa é comum em todos os concelhos do arquipélago, pelo que, a implementação de medidas correctivas na iluminação pública, através da remoção de candeeiros esféricos e corredores de luz paralelos, reposicionamento de focos de luz e instalação de escudos eficazes na retenção de luz, assume uma elevada importância na conservação das aves marinhas. Estas acções não só beneficiarão as aves marinhas, mas também outras aves nocturnas, morcegos, insectos, répteis, assim como, o próprio ser humano. 20_VI Congresso de Ornitologia da SPEA IV Congresso Ibérico de Ornitologia

Temas para estágios e teses - 2015

Temas para estágios e teses - 2015 governamental A SPEA Sociedade com uma Portuguesa vocação científica para o e missão Estudo dirigida das Aves à conservação é uma organização das aves não dos Temas para estágios e teses 2015 seus da conservação

Leia mais

A LPN face à conservação da Biodiversidade em Portugal

A LPN face à conservação da Biodiversidade em Portugal A LPN face à conservação da Biodiversidade em Portugal 26 de Setembro, 2007 Seminário Sociedade civil, Empresas e Biodiversidade Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa Índice 1) A LPN 2) Programas e Projectos

Leia mais

Aves em Portugal Ferramentas para a sua monitorização

Aves em Portugal Ferramentas para a sua monitorização Aves em Portugal Ferramentas para a sua monitorização CEMPA Centro de Estudos de Migrações e Proteção de Aves Estação Ornitológica Nacional Vitor Encarnação Lisboa, Maio de 2013 As aves em Portugal e no

Leia mais

RELATÓRIO FINAL. Data de apresentação do relatório 1 de Setembro de 2009

RELATÓRIO FINAL. Data de apresentação do relatório 1 de Setembro de 2009 Terceira Convocatória RELATÓRIO FINAL 1. Identificacão do projecto Código do projecto Acrónimo Subprograma FAUNATRANS II/ SP4.E16 FAUNATRANS II 4. Extremadura Alentejo - Centro 2. Ámbito temporal do relatório

Leia mais

OS MOVIMENTOS DAS AVES

OS MOVIMENTOS DAS AVES OS MOVIMENTOS DAS AVES RESERVA NATURAL DO ESTUÁRIO DO TEJO Observatório Português de Zonas Húmidas Vitor Encarnação DGAC-ZH/CEMPA-Central Nacional de Anilhagem Lisboa, Abril de 2011 As aves em Portugal

Leia mais

Posição da SPEA sobre a Energia Eólica em Portugal. Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves

Posição da SPEA sobre a Energia Eólica em Portugal. Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves Posição da SPEA sobre a Energia Eólica em Portugal Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves 1. Introdução A energia eólica é a fonte de energia que regista maior crescimento em todo o mundo. A percentagem

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Artur Manuel Chambel Silvério MORADA :

CURRICULUM VITAE. Artur Manuel Chambel Silvério MORADA : CURRICULUM VITAE A. DADOS PESSOAIS NOME : Artur Manuel Chambel Silvério MORADA : Rua Manuel Almeida Vasconcelos. Lt. 34 Sb/Cv. Esq. 2775-713 Carcavelos TELEF. 918113117 ou 214549050 E-MAIL: artursilverio@naturiberica.pt

Leia mais

Turismo de Portugal aposta no Birdwatching

Turismo de Portugal aposta no Birdwatching Tróia, 14 e 15 de Novembro Turismo de Portugal aposta no Birdwatching O potencial turístico da observação de aves Birdwatching, vai estar em foco no workshop internacional promovido pelo Turismo de Portugal,

Leia mais

Assunto: Consulta Pública do Processo de Avaliação de Impacte Ambiental Parque Eólico de Alto da Coutada

Assunto: Consulta Pública do Processo de Avaliação de Impacte Ambiental Parque Eólico de Alto da Coutada Ex.mo Senhor Presidente do Instituto do Ambiente Rua da Murgueira 9/9ª Zambujal Apartado 7585- Alfragide 2721-865 Amadora Lisboa, 25 de Janeiro de 2008 Assunto: Consulta Pública do Processo de Avaliação

Leia mais

1. Acções de sensibilização

1. Acções de sensibilização PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL / 2013-2014 As atividades propostas compreendem diferentes momentos de reflexão, discussão e ação, dirigindo-se a toda a comunidade educativa que contempla diferentes níveis

Leia mais

AUMENTO DA DISPONIBILIDADE ALIMENTAR ATRAVÉS DE ALIMENTADORES ARTIFICIAIS

AUMENTO DA DISPONIBILIDADE ALIMENTAR ATRAVÉS DE ALIMENTADORES ARTIFICIAIS AUMENTO DA DISPONIBILIDADE ALIMENTAR ATRAVÉS DE ALIMENTADORES ARTIFICIAIS RELATÓRIO DA ACÇÃO C3 DO PROJECTO LIFE-PRIOLO Pedro Monteiro SOCIEDADE PORTUGUESA PARA O ESTUDO DAS AVES Maio 2006 Trabalhar para

Leia mais

Organização: Financiamento: Apoio: PROJETO TURISMO EM ÁREAS RURAIS: IDENTIFICAÇÃO, PROMOÇÃO E DISSEMINAÇÃO DE BOAS PRÁTICAS

Organização: Financiamento: Apoio: PROJETO TURISMO EM ÁREAS RURAIS: IDENTIFICAÇÃO, PROMOÇÃO E DISSEMINAÇÃO DE BOAS PRÁTICAS Organização: Financiamento: Apoio: PROJETO TURISMO EM ÁREAS RURAIS: IDENTIFICAÇÃO, PROMOÇÃO E DISSEMINAÇÃO DE BOAS PRÁTICAS OBJETIVOS DO PROJETO: Com o projeto pretende-se divulgar e sistematizar um conjunto

Leia mais

M A N U A L D E I D E N T I F I C A Ç Ã O D A S A N D O R I N H A S D E P O R T U G A L

M A N U A L D E I D E N T I F I C A Ç Ã O D A S A N D O R I N H A S D E P O R T U G A L M A N U A L D E I D E N T I F I C A Ç Ã O D A S A N D O R I N H A S D E P O R T U G A L Andorinha-das-chaminés Andorinha-dos-beirais Andorinha-das-barreiras Andorinha-dáurica Andorinha-das-rochas INTRODUÇÃO

Leia mais

Relatório Final Projecto de Avaliação da Interacção entre a Avifauna e a Rede de Transporte e Distribuição de Energia Eléctrica dos Açores

Relatório Final Projecto de Avaliação da Interacção entre a Avifauna e a Rede de Transporte e Distribuição de Energia Eléctrica dos Açores Relatório Final Projecto de Avaliação da Interacção entre a Avifauna e a Rede de Transporte e Distribuição de Energia Eléctrica dos Açores Ponta Delgada, Março, 2009 Relatório Intercalar Localização e

Leia mais

Fotografias PauloHSilva//siaram. Saber Mais... Ambiente Açores

Fotografias PauloHSilva//siaram. Saber Mais... Ambiente Açores Fotografias PauloHSilva//siaram Saber Mais... Ambiente Açores Convenção Diversidade Biológica O que é a Convenção da Diversidade Biológica? A Convenção da Diversidade Biológica é um acordo assinado entre

Leia mais

Curriculum vitae. 1. Dados pessoais. 4510-537 Fânzeres Portugal. 2. Formação académica

Curriculum vitae. 1. Dados pessoais. 4510-537 Fânzeres Portugal. 2. Formação académica Curriculum vitae 1. Dados pessoais Nome completo José Carlos Lopes de Carvalho Local e data de Porto, 02-07-1973 Nascimento Morada Rua dos Cravos, 180 4510-537 Fânzeres Portugal Telefone (351) 926029573

Leia mais

Prioridades para o financiamento da Rede Natura 2000 para o período 2014-2020

Prioridades para o financiamento da Rede Natura 2000 para o período 2014-2020 Prioridades para o financiamento da Rede Natura 2000 para o período 2014-2020 1. Prioridades para a Rede Natura 2000 terrestre: Todos os Sitios da RN2000 devem possuir planos de gestão participados; Desenvolvimento

Leia mais

Estrategia de Educação Ambiental para os Habitats Prioritários.

Estrategia de Educação Ambiental para os Habitats Prioritários. Estrategia de Educação Ambiental para os Habitats Prioritários. São Miguel, Agosto, 2010 Estratégia de Educação Ambiental sobre os Habitats Prioritários São Miguel, Agosto, 2010 O Projecto LIFE/Laurissilva

Leia mais

Lagoa de Óbidos. Bases para a classificação da Lagoa de Óbidos como Área de Paisagem Protegida de Âmbito Regional. -Componente Vertebrados Terrestres

Lagoa de Óbidos. Bases para a classificação da Lagoa de Óbidos como Área de Paisagem Protegida de Âmbito Regional. -Componente Vertebrados Terrestres Lagoa de Óbidos Bases para a classificação da Lagoa de Óbidos como Área de Paisagem Protegida de Âmbito Regional -Componente Vertebrados Terrestres Trabalho realizado em 2005 por Raquel Ribeiro Orientadores

Leia mais

LPN - SEDE NACIONAL Estrada do Calhariz de Benfica, 187 1500-124 Lisboa T. +351 217 780 097 F. +351 217 783 208 lpn.natureza@lpn.

LPN - SEDE NACIONAL Estrada do Calhariz de Benfica, 187 1500-124 Lisboa T. +351 217 780 097 F. +351 217 783 208 lpn.natureza@lpn. Índice 1. O mais pequeno dos Peneireiros... 1 2. Principais factores de ameaça... 3 3. Como identificar... 4 4. Uma espécie migradora... 5 5. Os montes abandonados... 6 6. Onde preferem habitar?... 8 7.

Leia mais

Observações recentes recebidas pelo Noticiário SPEA.

Observações recentes recebidas pelo Noticiário SPEA. 1 de 5 08-09-2011 12:40 Observações recentes recebidas pelo Noticiário SPEA. Caro(a) Subscritor(a), De modo a simplificar o envio do Noticiário Ornitológico e garantir que lhe prestamos um serviço cada

Leia mais

N. o 153 1 de Julho de 2004 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B 4033

N. o 153 1 de Julho de 2004 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B 4033 N. o 153 1 de Julho de 2004 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B 4033 Foi ouvida a Associação de Municípios da Região Autónoma dos Açores. Assim, considerando o disposto no artigo 6. o eno n. o 2 do artigo 26.

Leia mais

da delegação oficial do turismo espanhol, Isabel barata, da direcção regional de turismo dos açores e rita

da delegação oficial do turismo espanhol, Isabel barata, da direcção regional de turismo dos açores e rita great plans grandes planos GRANDEs PLANOs Paloma notario Bodelon, da delegação oficial do turismo espanhol, Isabel barata, da direcção regional de turismo dos açores e rita alves machado, dos Hotéis Tivoli

Leia mais

A Sustentabilidade no Espaço Público Isabel Martinho da Silva e Maria José Curado CIBIO_UP A SUSTENTABILIDADE DO ESPAÇO PÚBLICO

A Sustentabilidade no Espaço Público Isabel Martinho da Silva e Maria José Curado CIBIO_UP A SUSTENTABILIDADE DO ESPAÇO PÚBLICO A Sustentabilidade no Espaço Público Isabel Martinho da Silva e Maria José Curado CIBIO_UP Rede de Parques Metropolitanos da Grande Área Metropolitana do Porto Rede de Parques Metropolitanos da Grande

Leia mais

Pedro Castro Henriques - DID. As áreas protegidas a seguir apresentados dividem-se entre:

Pedro Castro Henriques - DID. As áreas protegidas a seguir apresentados dividem-se entre: áreas protegidas de portugal continental estatutos de conservação (áreas protegidas citadas de norte para sul; legislação essencial por ordem cronológica; dados referentes a março 2006) Pedro Castro Henriques

Leia mais

ASSOCIAÇÃO TRANSUMÂNCIA E NATUREZA. apoie esta campanha em www.ppl.com.pt

ASSOCIAÇÃO TRANSUMÂNCIA E NATUREZA. apoie esta campanha em www.ppl.com.pt ASSOCIAÇÃO TRANSUMÂNCIA E NATUREZA apoie esta campanha em www.ppl.com.pt A Pombal do Coto Fernando Romão A Faia Brava é a primeira área protegida privada do país, no coração do vale do Côa, no Nordeste

Leia mais

RELATÓRIO DA DISCUSSÃO PUBLICA ESTRATÉGIA NACIONAL DE CONSERVAÇÃO DA NATUREZA E DA BIODIVERSIDADE

RELATÓRIO DA DISCUSSÃO PUBLICA ESTRATÉGIA NACIONAL DE CONSERVAÇÃO DA NATUREZA E DA BIODIVERSIDADE RELATÓRIO DA DISCUSSÃO PUBLICA ESTRATÉGIA NACIONAL DE CONSERVAÇÃO DA NATUREZA E DA BIODIVERSIDADE SECRETARIA DE ESTADO DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E DA CONSERVAÇÃO DA NATUREZA AGOSTO DE 2001 ESTRATÉGIA

Leia mais

Prioridades para o Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020 e outros mecanismos de sustentabilidade ambiental da PAC em Portugal

Prioridades para o Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020 e outros mecanismos de sustentabilidade ambiental da PAC em Portugal Prioridades para o Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020 e outros mecanismos de sustentabilidade ambiental da PAC em Portugal Posição da SPEA Outubro 2013 Coordenação: Dr. Domingos Leitão Introdução

Leia mais

MONITORIZAÇÃO DA POPULAÇÃO DE PRIOLO RELATÓRIO DA ACÇÃO F6 DO PROJECTO LIFE-PRIOLO

MONITORIZAÇÃO DA POPULAÇÃO DE PRIOLO RELATÓRIO DA ACÇÃO F6 DO PROJECTO LIFE-PRIOLO MONITORIZAÇÃO DA POPULAÇÃO DE PRIOLO RELATÓRIO DA ACÇÃO F6 DO PROJECTO LIFE-PRIOLO SOCIEDADE PORTUGUESA PARA O ESTUDO DAS AVES Outubro 2008 Trabalhar para o estudo e conservação das aves e seus habitats,

Leia mais

Sociedade Portuguesa para o Estudo das aves:

Sociedade Portuguesa para o Estudo das aves: Domingos Leitão, Julieta Costa & Paula Lopes Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves Sociedade Portuguesa para o Estudo das aves: ONGA que se dedica ao estudo e conservação das aves em Portugal. Criada

Leia mais

INFORMAÇÃO PESSOAL JOANA POMBO SOUSA TAVARES RUA NOVA DA LOMBA, 14 9580-502 VILA DO PORTO, PORTUGAL. joanapombo@gmail.com

INFORMAÇÃO PESSOAL JOANA POMBO SOUSA TAVARES RUA NOVA DA LOMBA, 14 9580-502 VILA DO PORTO, PORTUGAL. joanapombo@gmail.com C U R R I C U L U M V I T A E INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Morada Número de Identidade Civil (Cartão do Cidadão) JOANA POMBO SOUSA TAVARES RUA NOVA DA LOMBA, 14 9580-502 VILA DO PORTO, PORTUGAL Telefone 965668527-913033274

Leia mais

C.P 115 Praia Cabo Verde Tel.: 2618984/2617511 Fax: 2617511 E-mail: dga@cvtelecom.cv

C.P 115 Praia Cabo Verde Tel.: 2618984/2617511 Fax: 2617511 E-mail: dga@cvtelecom.cv Ministério do Ambiente, Desenvolvimento Rural e Recursos Marinhos Direcção Geral do Ambiente C.P 115 Praia Cabo Verde Tel.: 2618984/2617511 Fax: 2617511 E-mail: dga@cvtelecom.cv RELATÓRIO DA CAMPANHA NACIONAL

Leia mais

Plano de Acção Brigadas Salvamento [SALVE UM CAGARRO]

Plano de Acção Brigadas Salvamento [SALVE UM CAGARRO] Plano de Acção Brigadas Salvamento [SALVE UM CAGARRO] Introdução O cagarro é a ave marinha mais abundante nos Açores, que se desloca ao Arquipélago para acasalar e nidificar. Os Açores são considerados

Leia mais

ALDEIA ATN APFNT PALOMBAR ERVAPRATA - AEPGA - ICNB

ALDEIA ATN APFNT PALOMBAR ERVAPRATA - AEPGA - ICNB Plano de Emergência de Aves Rupícolas Descrição geral ALDEIA ATN APFNT PALOMBAR ERVAPRATA - AEPGA - ICNB Problemas de conservação do património natural no PNDI As prioridades de conservação do PNDI (a

Leia mais

Projeto Conservação Recifal (PCR) Conservação, Pesquisa e Ordenamento do num sistema recifal do Nordeste brasileiro

Projeto Conservação Recifal (PCR) Conservação, Pesquisa e Ordenamento do num sistema recifal do Nordeste brasileiro Projeto Conservação Recifal (PCR) Conservação, Pesquisa e Ordenamento do num sistema recifal do Nordeste brasileiro Pereira, P.H.C 1.; Pedrosa, M 1.; Lima, R 1.; Silva, R 1.;Lippi, D. L. 1 ;Leal, I. 1

Leia mais

Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios

Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE LETRAS DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios Sandra Sofia Brito da Silva Dissertação

Leia mais

Nuno José da Silva Grade

Nuno José da Silva Grade INFORMAÇÃO PESSOAL Nuno José da Silva Grade Morada: Urb. das Gambelas, Rua Sidónio d'almeida Lt. 75, 8005-294 Faro (Portugal) 00351 963 002 360 nuno.grade@icnf.pt EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO 01/10/2005 30/09/2006

Leia mais

Contribuição do CCR Sul relativamente à consulta da CE sobre a revisão do regime de acesso à pesca de alto mar

Contribuição do CCR Sul relativamente à consulta da CE sobre a revisão do regime de acesso à pesca de alto mar Amarelo: Questão? Azul: inserção Contribuição do CCR Sul relativamente à consulta da CE sobre a revisão do regime de acesso à pesca de alto mar * O CCR Sul agradece à Comissão Europeia a oportunidade que

Leia mais

Berlengensis. LIFE + project proposal

Berlengensis. LIFE + project proposal Berlengensis LIFE + project proposal Berlengensis LIFE + Project Proposal Berlengas 2010: Conservação e Gestão para Implementação da Rede Natura Marinha 2000 (PTCON0006) Centro de Ciências do Mar O LIFE

Leia mais

SESSÃO SOBRE O NOVO AEROPORTO DE LISBOA LISBOA 2017 : UM AEROPORTO COM FUTURO

SESSÃO SOBRE O NOVO AEROPORTO DE LISBOA LISBOA 2017 : UM AEROPORTO COM FUTURO SESSÃO SOBRE O NOVO AEROPORTO DE LISBOA LISBOA 2017 : UM AEROPORTO COM FUTURO Estudos Preliminares de Impacte Ambiental Avaliação de Impacte Ambiental Fernando Santana Departamento de Ciências e Engenharia

Leia mais

BIRDWATCHING NO ALGARVE

BIRDWATCHING NO ALGARVE BIRDWATCHING NO ALGARVE Propostas de Estruturação e Promoção Coordenação: João S. Ministro (Almargem) Alexandra Lopes (SPEA) Duarte Padinha (ERTA) Susana Miguel (ERTA) Equipa Técnica: George Schrirer (Ornitologia)

Leia mais

Testes de Diagnóstico

Testes de Diagnóstico INOVAÇÃO E TECNOLOGIA NA FORMAÇÃO AGRÍCOLA agrinov.ajap.pt Coordenação Técnica: Associação dos Jovens Agricultores de Portugal Coordenação Científica: Miguel de Castro Neto Instituto Superior de Estatística

Leia mais

Renato Vaz Luis Neves

Renato Vaz Luis Neves Renato Vaz Luis Neves Identificação Pessoal - Nascido a 31 de Janeiro de 1958 - Ornitologista no CEMPA, Divisão de Habitats e Ecossistemas do Instituto da Conservação da Natureza entre 1978 e 1 Outubro

Leia mais

Nome científico: Nome Popular: Classe: Ordem: Família: Subfamília: Género: Espécie: Características:

Nome científico: Nome Popular: Classe: Ordem: Família: Subfamília: Género: Espécie: Características: Nome científico: Lutra lutra Nome Popular: Lontra europeia, lontra-comum Classe: Mammalia Ordem: Carnívora Família: Mustelidae Subfamília: Lutrinae Género: Lutra Espécie: Lutra lutra Características: A

Leia mais

Portugal destino turístico de Birdwatching

Portugal destino turístico de Birdwatching Portugal destino turístico de Birdwatching 1 O Birdwatching e o potencial turístico de Portugal O Birdwatching é uma actividade de lazer baseada na observação das aves no seu meio natural. Além da observação

Leia mais

Universidade de Aveiro Projeto BRIGHT

Universidade de Aveiro Projeto BRIGHT Universidade de Aveiro Projeto BRIGHT Universidade de Aveiro Projeto BRIGHT ACÇÃO E.2 Monitorização e Avaliação de Resultados do Projeto Objetivos UA -Monitorização e Avaliação de Resultados do Projeto:

Leia mais

A APLICAÇÃO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA NA MONITORIZAÇÃO DOS ADULTOS DE CERATITIS CAPITATA (DIPTERA: TEPHRITIDAE) NA ILHA TERCEIRA (AÇORES)

A APLICAÇÃO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA NA MONITORIZAÇÃO DOS ADULTOS DE CERATITIS CAPITATA (DIPTERA: TEPHRITIDAE) NA ILHA TERCEIRA (AÇORES) A APLICAÇÃO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA NA MONITORIZAÇÃO DOS ADULTOS DE CERATITIS CAPITATA (DIPTERA: TEPHRITIDAE) NA ILHA TERCEIRA (AÇORES) L. V. L. NUNES 1, R. M. COSTA 1, S. ÁZERA 2 & D. J. H.

Leia mais

CONGRESSO INTERNACIONAL PAISAGEM E COMUNIDADE:

CONGRESSO INTERNACIONAL PAISAGEM E COMUNIDADE: de 2012 Universidad o ç r a M e do Algar v e 8e9 d e, Faro CONGRESSO INTERNACIONAL PAISAGEM E COMUNIDADE: Desenho, Gestão e Participação Pública O primeiro grande encontro entre a Sociedade e a Paisagem

Leia mais

As Respostas da Sociedade: DQEM, OSPAR, ONGs, Entidades Públicas. Foto: IMAG-DRAM

As Respostas da Sociedade: DQEM, OSPAR, ONGs, Entidades Públicas. Foto: IMAG-DRAM As Respostas da Sociedade: DQEM, OSPAR, ONGs, Entidades Públicas Foto: IMAG-DRAM Diretiva-Quadro Estratégia Marinha (DQEM) Procura atingir o BOM ESTADO AMBIENTAL aplicando uma abordagem ecossistémica.

Leia mais

Departamento de Botânica. Faculdade de Ciências da Universidade do Porto

Departamento de Botânica. Faculdade de Ciências da Universidade do Porto Departamento de Botânica Faculdade de Ciências da Universidade do Porto ASSOCIAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA UNIVERSIDADE DO PORTO âmbito do projecto Projecto de divulgação científica

Leia mais

Monitorizar a Biodiversidade Antes (muito antes) do RECAPE?

Monitorizar a Biodiversidade Antes (muito antes) do RECAPE? 3ª CONFERÊNCIA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DE IMPACTES 22 a 24 de Outubro 2008 BEJA Pós-Avaliação: Mito ou Realidade? Monitorizar a Biodiversidade Antes (muito antes) do RECAPE? Fernando Leão & Miguel Coutinho

Leia mais

Por la Comisión Organizadora Local: Lorenzo J. Blanco Nieto (Coordinador General) Ricardo Luengo González (Coordinador de Actas)

Por la Comisión Organizadora Local: Lorenzo J. Blanco Nieto (Coordinador General) Ricardo Luengo González (Coordinador de Actas) INTRODUCCIÓN En el XI Simposio de la Sociedad Española de Educación Matemática, celebrado en la Universidad de La Laguna en Septiembre de 2007, se acordó la celebración en Badajoz del XII SEIEM. Su ubicación

Leia mais

PortugalAves Introdução online de dados de Monitorização de Aves Marinhas e RAM

PortugalAves Introdução online de dados de Monitorização de Aves Marinhas e RAM PortugalAves Introdução online de dados de Monitorização de Aves Marinhas e RAM 05.07.2012 Introdução O PortugalAves é uma base de dados espacial na Internet sobre a ocorrência e distribuição de aves em

Leia mais

Marca Priolo Balanço do desenvolvimento e implementação (2013-2014)

Marca Priolo Balanço do desenvolvimento e implementação (2013-2014) 2015 Marca Priolo Balanço do desenvolvimento e implementação (2013-2014) Azucena de la Cruz Martin Gabinete CETS Terra do Priolo 01-01-2015 Marca Priolo Balanço do desenvolvimento e implementação (2013-2014)

Leia mais

Encontro Ibérico de pirilampos Encuentro Ibérico de luciérnagas Parque Biológico de Gaia, Portugal 14 06 2014

Encontro Ibérico de pirilampos Encuentro Ibérico de luciérnagas Parque Biológico de Gaia, Portugal 14 06 2014 Encontro Ibérico de pirilampos Encuentro Ibérico de luciérnagas Parque Biológico de Gaia, Portugal 14 06 2014 Organisation www.gusanosdeluz.es www.parquebiologico.pt INFORMATIONS ABOUT THE MEETING AND

Leia mais

PARQUE EÓLICO DA SERRA DA ALVOAÇA VOLUME 1 SUMÁRIO EXECUTIVO

PARQUE EÓLICO DA SERRA DA ALVOAÇA VOLUME 1 SUMÁRIO EXECUTIVO PARQUE EÓLICO DA SERRA DA ALVOAÇA PROJECTO DE EXECUÇÃO RELATÓRIO DE CONFORMIDADE AMBIENTAL DO PROJECTO DE EXECUÇÃO (RECAPE) VOLUME 1 SUMÁRIO EXECUTIVO ÍNDICE DE PORMENOR 1. INTRODUÇÃO...1 2. PROCESSO DE

Leia mais

Plano de Atividades 2014. www.andonicanela.com

Plano de Atividades 2014. www.andonicanela.com Plano de Atividades 2014 (Revisão) www.andonicanela.com PROGRAMA DE ACTIVIDADES 2014 REVISTO INTRODUÇÃO e VERTENTE ESTRATÉGICA A LPN como a mais antiga e mais consistente organização não governamental

Leia mais

FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL

FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL UN SELLO DE CALIDAD EN LAS RELACIONES BILATERALES FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL UM SELO DE QUALIDADE NAS RELAÇÕES BILATERAIS FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL diseño

Leia mais

Secção Regional do Porto da Ordem dos Farmacêuticos. 1as Jornadas Atlânticas (Norte de Portugal-Galiza) de Cuidados Farmacêuticos

Secção Regional do Porto da Ordem dos Farmacêuticos. 1as Jornadas Atlânticas (Norte de Portugal-Galiza) de Cuidados Farmacêuticos SPCFar Secção Regional do Porto da Ordem dos Farmacêuticos 1as Jornadas Atlânticas (Norte de Portugal-Galiza) de Cuidados Farmacêuticos I Jornadas Atlânticas (Galicia-Norte de Portugal) de Atención Farmaceutica

Leia mais

INFRAQUINTA. Afirmação de uma Cultura Ambiental. "Modelos de Gestão no Sector do Turismo. Albufeira, 22 Abril 2009

INFRAQUINTA. Afirmação de uma Cultura Ambiental. Modelos de Gestão no Sector do Turismo. Albufeira, 22 Abril 2009 INFRAQUINTA Afirmação de uma Cultura Ambiental "Modelos de Gestão no Sector do Turismo Albufeira, 22 Abril 2009 AGENDA 1. A INFRAQUINTA Génese Estrutura Accionista Organograma Missão Competências 2. O

Leia mais

Universidade de Aveiro Projeto BRIGHT (Bussaco s Recovery from Invasions Generating Habitat Threats)

Universidade de Aveiro Projeto BRIGHT (Bussaco s Recovery from Invasions Generating Habitat Threats) Universidade de Aveiro Projeto BRIGHT (Bussaco s Recovery from Invasions Generating Habitat Threats) Universidade de Aveiro Projeto BRIGHT AÇÃO E.2 Monitorização e Avaliação de Resultados do Projeto Objetivos

Leia mais

Empreender em Ecoturismo

Empreender em Ecoturismo Empreender em Ecoturismo Ricardo Barradas Olhão, 11 de Novembro de 2010 Empreender em Ecoturismo Ricardo Barradas Olhão, 11 de Novembro de 2010 1. Animação turística contextualização 2. Ecoturismo números

Leia mais

PortugalAves/eBird Introdução online de dados do Atlas

PortugalAves/eBird Introdução online de dados do Atlas PortugalAves/eBird Introdução online de dados do Atlas Versão 24.05.2015 Introdução O PortugalAves/eBird é uma base de dados espacial na Internet sobre a ocorrência e distribuição de aves em Portugal.

Leia mais

Planejamento estratégico

Planejamento estratégico espaço ibero-americano espacio iberoamericano Planejamento estratégico Quem somos, onde queremos ir e como chegaremos lá são indagações necessárias em todas as escolas Como qualquer empresa, instituições

Leia mais

PRACTICE Acções de Recuperação e Prevenção para Combater a Desertificação. Uma Avaliação Integrada

PRACTICE Acções de Recuperação e Prevenção para Combater a Desertificação. Uma Avaliação Integrada PRACTICE Acções de Recuperação e Prevenção para Combater a Desertificação. Uma Avaliação Integrada Zona de Protecção Especial de Castro Verde: local de estudo em Portugal Projecto PRACTICE Prevention and

Leia mais

The Indigenous Population of Brazil 1991 Population Census

The Indigenous Population of Brazil 1991 Population Census The Indigenous Population of Brazil 1991 Population Census Authors: Nilza Oliveira Martins Pereira (principal author), Tereza Cristina Nascimento Araujo, Valéria Beiriz, Antonio Florido- IBGE The definition

Leia mais

TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS

TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE PSICOLOGIA E DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS SANDRA MARIA MORAIS VALENTE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO Área de

Leia mais

Domínio Prioritário Natureza e Biodiversidade

Domínio Prioritário Natureza e Biodiversidade Domínio Prioritário Natureza e Biodiversidade Projectos contribuem para: aplicação, desenvolvimento, avaliação e seguimento da política e legislação da UE na área da natureza e da biodiversidade, incluindo

Leia mais

Turismo de Natureza - Birdwatching

Turismo de Natureza - Birdwatching Turismo de Natureza - Birdwatching Organização e promoção da Oferta / Balanço da atividade Departamento de Desenvolvimento e Inovação 2013 Birdwatching O Birdwatching é uma atividade de lazer baseada na

Leia mais

RESUMO 05 1. NOTA INTRODUTÓRIA 06 2. METODOLOGIA 07 3. RESULTADOS 08. 3.1 Santa Maria 08 3.2 Graciosa 11 3.3 Faial 13 4. CONSIDERAÇÕES FINAIS 15

RESUMO 05 1. NOTA INTRODUTÓRIA 06 2. METODOLOGIA 07 3. RESULTADOS 08. 3.1 Santa Maria 08 3.2 Graciosa 11 3.3 Faial 13 4. CONSIDERAÇÕES FINAIS 15 Relatório Final Localização e mapeamento dos troços da rede de transporte e distribuição de energia eléctrica dos Açores mais utilizados pelo estorninho-malhado como dormitório Povoação, Maio 2012 Trabalhar

Leia mais

Introdução. A teoria. Avaliação de Impacte Ambiental: O Património Arqueológico no Alentejo Central

Introdução. A teoria. Avaliação de Impacte Ambiental: O Património Arqueológico no Alentejo Central Gertrudes Branco, Leonor Rocha (CIEBA Francisco de Holanda) Avaliação de Impacte Ambiental: O Património Arqueológico no Alentejo Central Introdução Esta comunicação constitui um breve resumo do projecto

Leia mais

MÉTODO DE ANÁLISE DA VULNERABILIDADE COSTEIRA À EROSÃO

MÉTODO DE ANÁLISE DA VULNERABILIDADE COSTEIRA À EROSÃO MÉTODO DE ANÁLISE DA VULNERABILIDADE COSTEIRA À EROSÃO João Thadeu de Menezes; Antonio Henrique da Fontoura Klein. Laboratório de Oceanografia Geológica.- Centro de Ciências Tecnológicas da Terra e do

Leia mais

NOTAS DE PREENCHIMENTO DE APOIO AO QUESTIONÁRIO COASTWATCH

NOTAS DE PREENCHIMENTO DE APOIO AO QUESTIONÁRIO COASTWATCH NOTAS DE PREENCHIMENTO DE APOIO AO QUESTIONÁRIO COASTWATCH A INFORMAÇÃO SOBRE LOCAL E SOBRE QUEM PREENCHE O QUESTIONÁRIO 1 Informação sobre o local O código do país é o 12 e já está assinalado no questionário

Leia mais

Plataformas Associativas, Património Rural e Conservação da Fauna Selvagem Casos práticos do Nordeste Transmontano

Plataformas Associativas, Património Rural e Conservação da Fauna Selvagem Casos práticos do Nordeste Transmontano Plataformas Associativas, Património Rural e Conservação da Fauna Selvagem Casos práticos do Nordeste Transmontano Ricardo M. L. Brandão ALDEIA Apartado 71 5210-909 Miranda do Douro E-mail: aldeiamail@gmail.com

Leia mais

CONVENÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE DIVERSIDADE BIOLÓGICA

CONVENÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE DIVERSIDADE BIOLÓGICA CONVENÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE DIVERSIDADE BIOLÓGICA António Gonçalves Henriques CONVENÇÃO SOBRE DIVERSIDADE BIOLÓGICA CONCEITOS DE BASE Biodiversidade ou Diversidade Biológica é o conjunto das diferentes

Leia mais

Manual da Marca Priolo

Manual da Marca Priolo 2015 Manual da Marca Priolo Carta Europeia de Turismo Sustentável Terras do Priolo ÍNDICE RESUMO 01 1. NOTA INTRODUTÓRIA 02 1.1 Justificação da necessidade de criação da Marca Priolo 02 2. PROCEDIMENTO

Leia mais

PEGADA HÍDRICA EM PORTUGAL

PEGADA HÍDRICA EM PORTUGAL Resumo do relatório Water Footprint in Portugal WWF Mediterrâneo, 2010 O Problema: uma pegada demasiado elevada O Relatório Planeta Vivo 2008 da WWF demonstra que o uso insustentável da água é um problema

Leia mais

Mestrado (2º ciclo) em Ecologia Ambiente e Território

Mestrado (2º ciclo) em Ecologia Ambiente e Território Mestrado (2º ciclo) em Ecologia Ambiente e Território RELATÓRIO DA CONCRETIZAÇÃO DOS OBJECTIVOS DO PROCESSO DE BOLONHA Ano Lectivo 2008/2009 Porto, Dezembro 2009 1 Índice 1. O curso de 2º ciclo em Ecologia,

Leia mais

Formação dos dirigentes e quadros superiores da Administração Pública para as energias renováveis oceânicas

Formação dos dirigentes e quadros superiores da Administração Pública para as energias renováveis oceânicas Formação dos dirigentes e quadros superiores da Administração Pública para as energias renováveis oceânicas Tópico: Análise do quadro normativo em Portugal e comparação com outros países da Europa Tema

Leia mais

PRIMEIROS PASSOS DA AAE EM PORTUGAL APLICAÇÃO À ESTRATÉGIA DE INVESTIMENTO DO PARQUE ALQUEVA

PRIMEIROS PASSOS DA AAE EM PORTUGAL APLICAÇÃO À ESTRATÉGIA DE INVESTIMENTO DO PARQUE ALQUEVA PRIMEIROS PASSOS DA AAE EM PORTUGAL APLICAÇÃO À ESTRATÉGIA DE INVESTIMENTO DO PARQUE ALQUEVA Maria do Rosário Partidário, Sofia Antunes, Júlio de Jesus e Marta Garcia LOCALIZAÇÃO Localizado no Concelho

Leia mais

Unidades biofísicas y Vegetación potencial en OTALEX C

Unidades biofísicas y Vegetación potencial en OTALEX C SEMINARIO FINAL DEL PROYECTO SEMINÁRIO FINAL DO Unidades biofísicas y Vegetación potencial en OTALEX C 4 de junio de / 4 de junho de Palacio de Congresos y Exposiciones de Mérida Dirección General de Transportes,

Leia mais

29-11-2013 Faro - 1 ind. na Ria Formosa, junto à Praia de Faro, visto 2 dias depois no mesmo local por outro observador Marcelo Dias, Lina Campos

29-11-2013 Faro - 1 ind. na Ria Formosa, junto à Praia de Faro, visto 2 dias depois no mesmo local por outro observador Marcelo Dias, Lina Campos 1 de 11 24-01-2014 15:47 Observações recentes recebidas pelo Noticiário SPEA. Milhafre-real Envie-nos as suas observações No âmbito do censo de milhafre-real, procuramos informações sobre dormitórios de

Leia mais

A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores

A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores Tese de Mestrado em Gestão Integrada de Qualidade, Ambiente e Segurança Carlos Fernando Lopes Gomes INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS Fevereiro

Leia mais

ÍNDICE RESUMO/SUMMARY 05 1. O PRIOLO VAI A TUA ESCOLA 06 2. A TUA ESCOLA VISITA O PRIOLO 07 3. DESCOBRE COM O PRIOLO 08

ÍNDICE RESUMO/SUMMARY 05 1. O PRIOLO VAI A TUA ESCOLA 06 2. A TUA ESCOLA VISITA O PRIOLO 07 3. DESCOBRE COM O PRIOLO 08 Trabalhar para o estudo e conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras. A SPEA Sociedade Portuguesa

Leia mais

CNAI 10. Visita Técnica

CNAI 10. Visita Técnica CNAI 10 Visita Técnica Baixo Sabor, 21de Outubro de 2010 INVESTIMENTOS HÍDRICOS DO GRUPO EDP Amarante 01 de Julho 2010 PGAI Plano de Gestão Ambiental Integrado do Vale do Sabor e Região Circundante Medidas

Leia mais

8 anos de Planos de Promoção do Desempenho Ambiental (PPDA)

8 anos de Planos de Promoção do Desempenho Ambiental (PPDA) 8 anos de Planos de Promoção do Desempenho Ambiental (PPDA) PPDA CONCRETIZAÇÃO DAS OBRIGAÇÕES ESTATUTÁRIAS DA ERSE Estatutos Ferramentas Contribuir para melhorar o desempenho ambiental das empresas que

Leia mais

O Concelho de Beja. Localização

O Concelho de Beja. Localização O Concelho de Beja Localização Beja, capital de distrito, situa-se na região do Baixo Alentejo, no coração da vasta planície alentejana. É sede de um dos maiores concelhos de Portugal, com cerca de 1150

Leia mais

Plano de Actividades 2010

Plano de Actividades 2010 Plano de Actividades Amigos dos Açores Associação Ecológica Dezembro de 2009 Plano de Actividades 2010 Título Amigos dos Açores Associação Ecológica Autoria Avenida da Paz, 14, 9600-053 Pico da Pedra +351

Leia mais

Painel II As Portas e a evolução do seus modelos de organização

Painel II As Portas e a evolução do seus modelos de organização Painel II As Portas e a evolução do seus modelos de organização João Carlos Farinha Chefe de Divisão de Valorização de Áreas Classificadas do ICNF, I.P 25 áreas protegidas de âmbito nacional 7,6% de Portugal

Leia mais

Recursos Naturais do Alentejo Litoral A RESERVA NATURAL DAS LAGOAS DE SANTO ANDRÉ E DA SANCHA

Recursos Naturais do Alentejo Litoral A RESERVA NATURAL DAS LAGOAS DE SANTO ANDRÉ E DA SANCHA Recursos Naturais do Alentejo Litoral A RESERVA NATURAL DAS LAGOAS DE SANTO ANDRÉ E DA SANCHA Rouxinol-pequeno-dos-caniços Acrocephalus scirpaceus ENCONTRO 2BPARKS Actividades económicas sustentáveis no

Leia mais

GRUPO LOBO PLANO DE ACTIVIDADES Triénio 2011-2014

GRUPO LOBO PLANO DE ACTIVIDADES Triénio 2011-2014 GRUPO LOBO PLANO DE ACTIVIDADES Triénio 2011-2014 Índice Informação da Opinião Pública / Divulgação Ambiental 2 Centro de Recuperação do Lobo Ibérico 3 Actividade Científica 6 Administração e Gestão Associativa

Leia mais

11 de Dezembro de 2012. Técnico Lisboa

11 de Dezembro de 2012. Técnico Lisboa 11 de Dezembro de 2012 Técnico Lisboa O programa LIFE comemora o seu 20 º aniversário ao longo de 2012. Para assinalar este importante marco na história do instrumento financeiro da União Europeia para

Leia mais

Planos de Promoção do

Planos de Promoção do Planos de Promoção do Desempenho Ambiental Sector eléctrico Balanço de 5 anos e novas regras 20 de Maio de 2008 Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos 1 Enquadramento 4 A tem as seguintes responsabilidades

Leia mais

Projecto HidroValor. Avaliação dos Impactos Económicos, Sociais e Ambientais de Novos Médios e Grandes Aproveitamentos Hídricos na Região Centro

Projecto HidroValor. Avaliação dos Impactos Económicos, Sociais e Ambientais de Novos Médios e Grandes Aproveitamentos Hídricos na Região Centro Projecto HidroValor Avaliação dos Impactos Económicos, Sociais e Ambientais de Novos Médios e Grandes Aproveitamentos Hídricos na Região Centro 11 Agradecimentos Os autores do presente estudo, querem

Leia mais

Actividades Estação Biológica do Garducho. Maio Junho de 2009

Actividades Estação Biológica do Garducho. Maio Junho de 2009 Actividades Estação Biológica do Garducho Maio Junho de 2009 Inserir texto / índice Indíce Quem Somos Onde estamos Objectivos Principais projectos Actividades na Estação Biológica do Garducho Calendarização

Leia mais

Trabalho realizado por: João Rabaça. 11º Ano do Curso Técnico de gestão de Equipamentos Informáticos

Trabalho realizado por: João Rabaça. 11º Ano do Curso Técnico de gestão de Equipamentos Informáticos Trabalho realizado por: João Rabaça 11º Ano do Curso Técnico de gestão de Equipamentos Informáticos Introdução Animais em vias de extinção - O que são? - O que é a extinção? -O cachalote -O Lince Ibérico

Leia mais

Enquadramento Turismo Rural

Enquadramento Turismo Rural Enquadramento Turismo Rural Portugal é um País onde os meios rurais apresentam elevada atratividade quer pelas paisagens agrícolas, quer pela biodiversidade quer pelo património histórico construído o

Leia mais

AGENDA VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO

AGENDA VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO Novas Oportunidades para o Financiamento de Investimento Público e Empresarial no âmbito do QREN --- Sines 11 de Março de 2008 A Agenda Operacional para a Valorização do Território é uma estratégia de

Leia mais

MONITORIZAÇÃO E MINIMIZAÇÃO DOS IMPACTES DAS LINHAS ELÉCTRICAS AÉREAS DE ALTA E MÉDIA TENSÃO E A AVIFAUNA

MONITORIZAÇÃO E MINIMIZAÇÃO DOS IMPACTES DAS LINHAS ELÉCTRICAS AÉREAS DE ALTA E MÉDIA TENSÃO E A AVIFAUNA MONITORIZAÇÃO E MINIMIZAÇÃO DOS IMPACTES DAS LINHAS ELÉCTRICAS AÉREAS DE ALTA E MÉDIA TENSÃO E A AVIFAUNA 2º RELATÓRIO TÉCNICO INTERCALAR PROTOCOLO AVIFAUNA II SPEA Sociedade Portuguesa para o Estudo das

Leia mais

PRESS RELEASE. Mecanismos fiscais aos Business Angels sucedem-se um pouco por todo o mundo

PRESS RELEASE. Mecanismos fiscais aos Business Angels sucedem-se um pouco por todo o mundo PRESS RELEASE 8 de Dezembro de 2009 Mecanismos fiscais aos Business Angels sucedem-se um pouco por todo o mundo FNABA representou Portugal, em Pequim (China), na First Global Conference da World Business

Leia mais