INDUÇÃO MAGNÉTICA. Indução Magnética

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INDUÇÃO MAGNÉTICA. Indução Magnética"

Transcrição

1 INDUÇÃO MAGNÉTIA Prof. ergio Turano de ouza Lei de Faraday Força eletromotriz Lei de Lenz Origem da força magnética e a conservação de energia.. 1

2 Uma corrente produz campo magnético Um campo magnético pode gerar um campo elétrico capaz de produzir corrente. Lei de Indução de Faraday (1831) 1. EXPERIÊNIA 01 A corrente aparece se existe movimento entre a espira e o ímã. Mais rápido o movimento, maior a corrente. Direção: Aproxima N corrente sentido horário Afasta N corrente sentido anti-horário Aproxima corrente sentido anti-horário Afasta corrente sentido horário hamamos essa corrente produzida de ORRENTE INDUZIDA (i) FORÇA ELETROMOTRIZ INDUZIDA (ε) É o trabalho executado por unidade de carga para produzir essa corrente (colocar os elétrons em movimento). ε = R. i 2

3 2. EXPERIÊNIA 02 O amperímetro registra corrente por um instante quando liga e desliga a chave Há corrente induzida quando a corrente no circuito com a fonte varia (aumentando ou diminuindo). Lei de Indução de Faraday Uma força eletromotriz é induzida na espira quando o número de linhas de campo magnético que atravessam a espira varia. Ou seja, quando há uma taxa de variação do campo magnético. 3

4 3. FLUXO MAGNÉTIO (φ ) φ = d A e é perpendicular ao plano da espira e é uniforme φ =. da. cos θ φ =. A Para perpendicular à área e é uniforme. Unidade: Tesla.metro 2 = Weber (Wb) 1 Weber = 1 Wb = 1 T.m 2 LEI DE GAU PARA O MAGNETIMO Em uma região onde existe um campo magnético, se uma superfície é fechada. Os vetores associados aos elementos de superfície tem sentidos que apontam de dentro para fora da superfície. O fluxo é dado pelo número de linhas que atravessam a superfície. O fluxo magnético através de uma superfície fechada qualquer é sempre nulo Lei de Gauss para o Magnetismo 4

5 LEI DE FARADY (Reescrita) O módulo da força eletromotriz ε induzida em uma espira condutora é igual à taxa de variação com o tempo do fluxo magnético φ que atravessa a espira. ε = dφ dt Lei de Faraday O sinal negativo indica que ε se opõe à variação de fluxo. Para o caso de uma bobina de N espiras. ε = N dφ dt LEI DE LENZ A corrente induzida em uma espira tem um sentido tal que o campo magnético produzido pela corrente se opõe ao campo magnético que induz a corrente. Quando o ímã se aproxima da espira, uma corrente é induzida na espira. A corrente produz um outro campo magnético, orientado de tal forma que se opõe ao movimento do ímã. 5

6 ON ETUDO Prof. Dr. ergio Turano de ouza 6

7 EXERÍIO 1) Qual o fluxo magnético em uma bobina de raio 3,0 cm e 12 espiras se faz um ângulo de 15 0 com um campo magnético de 3 x 10 3 Gauss? Resp: 9,83 x 10-3 Wb 2) Um campo magnético varia de 0,0 T até 2,5 T em 0,5 s quando uma força eletromotriz de -5,2 V é induzida perpendicularmente em uma bobina de 12 voltas. e a bonina é circular, determine seu raio. Resp: 0,166 m 3) Um campo magnético uniforme e perpendicular ao plano das voltas de uma bobina varia 1,0 T para 9,0 T em 0,4 s. A bobina contém 12 voltas em forma de quadrado de lado 60 mm e a corrente induzida é de 3,0 A. Determine a resistência da bobina. Resp: 0,288 Ω 4) Na Figura 1 o fluxo de campo magnético na espira aumenta de acordo com a equação = 6,0t 2 + 7,0t onde φ está em miliwebers e t em segundos. (a) Qual é o módulo da força eletromotriz induzida na espira no instante t = 2,0 s? (b) O sentido da corrente no resistor R é para a direita ou para a esquerda? Figura 1 6) Um campo magnético é perpendicular ao plano de uma espira circular com 10 cm de diâmetro, formado por um fio com resistência 1,1 mω. Qual deve ser a taxa de variação de para que uma corrente de 10 A seja induzida na espira? Resp: - 1,4 T/s 7) Na Figura 2, uma bobina retangular tem N = 80 voltas e a cada volta a = 20,0 cm e o comprimento b = 30,0 cm. Metade da bonina está localizada em uma região com um campo magnético de intensidade = 0,800 T dirigida para dentro da página. A resistência R da bobina é 30,0 Ω. Determine a intensidade e o sentido da corrente induzida se a bobina se move a 2,00 m/s: (a) para a direita, (b) para cima da página, e (c) para baixo na página. Resp: 0; 0,853 A (anti horário); 0,853 A (horário) 8) onsidere um capacitor de placas paralelas circulares de raio 6,0 cm e separadas em 1,2 mm. A corrente de deslocamento gera um campo elétrico que varia com uma taxa de 3,0 x 10 8 V/m.s. Ache a corrente. Resp: 3,0 x 10 5 A Figura 2 7

8 EQUAÇÕE DE MAXWELL Prof. ergio Turano de ouza EQUAÇÕE DE MAXWELL PARA O ELETROMAGNETIMO direção de propagação E 8

9 Introdução Estudamos, até o presente momento, vários fenômenos físicos que envolveram eletricidade e magnetismo; oube ao físico escocês James lerk Maxwell em 1865 unificar do ponto de vista físico-matemático tais fenômenos eletromagnetismo; As hoje conhecidas equações de Maxwell sintetizam quaisquer fenômenos eletromagnéticos na natureza; Além disso, a partir dessas equações é possível mostrar que as ondas eletromagnéticas se propagam no vácuo à velocidade da luz. (c = ,5 km/s); Em 1887, Heinrich Rudolf Hertz confirma as previsões de Maxwell, gerando e produzindo ondas eletromagnéticas em laboratório pela primeira vez na história. Partimos da Lei de Indução de Faraday: E ds = dφ dt Esta equação afirma que um campo elétrico (lado esquerdo) é produzido por um campo magnético variável (lado direito). A equação simétrica correspondente, poderia ser escrita: (incorreta) Esta equação está incorreta pelo sinal e por análise dimensional. 9

10 Assim, a forma correta simétrica, que chamamos de lei da indução de Maxwell, é: E ds = +μ 0 ε 0 dφ E dt Vimos que um campo magnético também pode ser produzido por uma corrente em um fio. Descrevemos, quantitativamente, este fato pela lei da Ampere: ds = μ 0 i (lei de Ampere - incompleta) Onde i é a corrente que atravessa a curva amperiana ao longo da qual a integral de linha é calculada. Reconhecemos agora que esta equação está incompleta. ombinando as equações obtemos a lei em sua forma completa: ds = μ 0 i + μ 0 ε 0 dφ E dt (lei de Ampere - Maxwell) 10

11 na forma integral As equações de Maxwell expressas em termos de integrais são: E da Q 0 da 0 E ds t ds I t E (Lei de Gauss) (Lei de Gauss para o magnetismo) (Lei de Faraday) (Lei de Amperè) onde 0 é a permissividade elétrica do vácuo, 0 é a permeabilidade magnética do vácuo, e os fluxos de campo elétrico e magnéticos dados por: E da e da E 23 Lei de Gauss: Q E da 0 Lei de Gauss para o magnetismo: da 0 ou 0 Lei de Faraday: E ds t Lei de Amperè: ds I t E ou ou ou E 0 E t J E t 24 11

12 No vácuo ( = 0, I = 0), as equações anteriores ficam na forma: Lei de Gauss: E da 0 Lei de Gauss para o magnetismo: da 0 ou 0 Lei de Faraday: E ds t Lei de Amperè: ds 0 0 t E ou E 0 ou ou E t E 0 0 t 25 Interpretação física da Lei de Gauss: Q E da ou 0 E 0 Na forma integral: o fluxo de campo elétrico atravessando uma superfície fechada é proporcional à carga total interna a esta superfície. Na forma diferencial: na presença de uma distribuição de cargas num certo volume, é gerado linhas de campo elétrico. Estas divergem ( E > 0) se a distribuição de cargas for positiva e convergem ( E < 0) se ela for negativa

13 Interpretação física da Lei de Gauss para o magnetismo: da 0 ou 0 Na forma integral: o fluxo de campo magnético atravessando uma superfície fechada é sempre nulo pois não há na natureza monopolos magnéticos ( cargas magnéticas ). Na forma diferencial: As linhas de campo magnético jamais convergem ou divergem a partir de um ponto pois não há monopolos magnéticos na natureza ( = 0). 23 Interpretação física da Lei de Faraday: E ds ou t E t Na forma integral: campo elétrico é induzido ao longo de um caminho fechado quando há variação temporal do fluxo magnético envolvido por este caminho. Na forma diferencial: a variação temporal do campo magnético gera campo elétrico

14 Interpretação física da Lei de Amperè: E ds 0I 0 0 ou t J E t Na forma integral: campo magnético é induzido ao longo de um caminho fechado quando há corrente elétrica e/ou variação temporal do fluxo elétrico envolvido por este caminho. Na forma diferencial: a presença de densidade de corrente elétrica e/ou de variação temporal do campo elétrico gera campo magnético. 25 O caráter ondulatório da radiação eletromagnética 2 E E t Algumas observações importantes: t ou As duas equações diferenciais têm como solução funções que representam as oscilações dos campos elétrico e magnético no tempo e espaço (3D): ONDA ELETROMAGNÉTIA; Velocidade de propagação da onda eletromagnética no vácuo: c VELOIDADE DA LUZ NO VÁUO 30 14

Campo Magnético - Lei de Lenz

Campo Magnético - Lei de Lenz Campo Magnético - Lei de Lenz Evandro Bastos dos Santos 22 de Maio de 2017 1 Introdução Na aula passada vimos como uma variação do fluxo de campo magnético é capaz de provocar uma fem induzida. Hoje continuamos

Leia mais

I ind. Indução eletromagnética. Lei de Lenz. Fatos (Michael Faraday em 1831): 2 solenóides

I ind. Indução eletromagnética. Lei de Lenz. Fatos (Michael Faraday em 1831): 2 solenóides Lei de Lenz Fatos (Michael Faraday em 1831): solenóides A I ind A I ind ao se ligar a chave, aparece corrente induzida na outra espira I di > 0 ao se desligar a chave, também aparece corrente induzida

Leia mais

Sétima Lista - Lei de Faraday

Sétima Lista - Lei de Faraday Sétima Lista - Lei de Faraday FGE211 - Física III Sumário O fluxo magnético através de uma superfície S é definido como Φ B = B da A Lei da Indução de Faraday afirma que a força eletromotriz (fem) induzida

Leia mais

Física 3. Fórmulas e Exercícios P3

Física 3. Fórmulas e Exercícios P3 Física 3 Fórmulas e Exercícios P3 Fórmulas úteis para a P3 A prova de física 3 traz consigo um formulário contendo várias das fórmulas importantes para a resolução da prova. Aqui eu reproduzo algumas que

Leia mais

Eletromagnetismo. Motor Eletroimã Eletroimã. Fechadura eletromagnética Motor elétrico Ressonância Magnética

Eletromagnetismo. Motor Eletroimã Eletroimã. Fechadura eletromagnética Motor elétrico Ressonância Magnética Eletromagnetismo Motor Eletroimã Eletroimã Fechadura eletromagnética Motor elétrico Ressonância Magnética Representação de um vetor perpendicular a um plano 1 Campo Eletromagnético Regra da mão direita:

Leia mais

Ismael Rodrigues Silva Física-Matemática - UFSC. cel: (48)

Ismael Rodrigues Silva Física-Matemática - UFSC. cel: (48) Ismael Rodrigues Silva Física-Matemática - UFSC cel: (48)9668 3767 Maxwell formulou um conjunto de 4 equações (equações de Maxwell) que desempenham no eletromagnetismo o mesmo papel que as leis de Newton

Leia mais

EFEITO MAGNÉTICO DA CORRENTE ELÉTRICA

EFEITO MAGNÉTICO DA CORRENTE ELÉTRICA EFEITO MAGNÉTICO DA CORRENTE ELÉTRICA Em 1819, Oersted ao aproximar uma bússola de um fio percorrido por corrente, observou que a agulha se movia, até se posicionar num plano perpendicular ao fio. Esta

Leia mais

Electromagnetismo Aula Teórica nº 22

Electromagnetismo Aula Teórica nº 22 Electromagnetismo Aula Teórica nº 22 Departamento de Engenharia Física Faculdade de Engenharia Universidade do Porto PJVG, LMM 1 Breve revisão da última aula O motor de corrente contínua Inductâncias A

Leia mais

2-ELETROMAGNETISMO (Página 24 a 115 da apostila Fundamentos do Eletromagnetismo, do professor Fernando Luiz Rosa Mussoi) (Slides da apresentação

2-ELETROMAGNETISMO (Página 24 a 115 da apostila Fundamentos do Eletromagnetismo, do professor Fernando Luiz Rosa Mussoi) (Slides da apresentação 2-ELETROMAGNETISMO (Página 24 a 115 da apostila Fundamentos do Eletromagnetismo, do professor Fernando Luiz Rosa Mussoi) (Slides da apresentação ão: Geração de Corrente Alternada do professor Clóvis Antônio

Leia mais

Indução Eletromagnética

Indução Eletromagnética Indução Eletromagnética 1 Aprendemos que uma força eletromotriz (fem) é necessária para produzir uma corrente em um circuito. Até aqui, quase sempre tomamos uma bateria como a fonte de fem. Contudo, para

Leia mais

Indução eletromagnética: produção de uma força eletromotriz (fem) induzida quando um campo magnético varia com o tempo.

Indução eletromagnética: produção de uma força eletromotriz (fem) induzida quando um campo magnético varia com o tempo. Universidade Federal do Paraná Setor de Ciências Exatas Departamento de Física Física III Prof. Dr. Ricardo Luiz Viana Referências bibliográficas: H. 32-2, 32-3, 32-4, 32-5 S. 30-2, 30-3, 30-4, 30-5 T.

Leia mais

PUC-RIO CB-CTC. P2 DE ELETROMAGNETISMO quarta-feira. Nome : Assinatura: Matrícula: Turma:

PUC-RIO CB-CTC. P2 DE ELETROMAGNETISMO quarta-feira. Nome : Assinatura: Matrícula: Turma: PUC-RIO CB-CTC P DE ELETROMAGNETISMO 3.10.13 quarta-feira Nome : Assinatura: Matrícula: Turma: NÃO SERÃO ACEITAS RESPOSTAS SEM JUSTIFICATIVAS E CÁLCULOS EXPLÍCITOS. Não é permitido destacar folhas da prova

Leia mais

φ = B A cosθ, em que θ é o ângulo formado entre a normal ao plano da

φ = B A cosθ, em que θ é o ângulo formado entre a normal ao plano da 01 As afirmativas: I) Falsa, pois o ângulo formado entre a normal ao plano da espira é de 60, assim o fluxo eletromagnético é: φ = B A cosθ, em que θ é o ângulo formado entre a normal ao plano da espira

Leia mais

f = B. A. cos a Weber

f = B. A. cos a Weber FLUXO MAGNÉTICO (f) Tesla T f = B. A. cos a Weber Wb metros quadrados m onde a ângulo formado entre n e B UEPG 1 PERGUNTA gera Se vimos que i B, será que o contrário é gera verdadeiro? Isto é, B i? EXPERIÊNCIAS

Leia mais

INDUÇÃO ELETROMAGNÉTICA

INDUÇÃO ELETROMAGNÉTICA INDUÇÃO ELETROMAGNÉTICA 1. (ITA 2009) Uma haste metálica com 5,0 kg de massa e resistência de 2,0 Ω desliza sem atrito sobre duas barras paralelas separadas de 1,0 m, interligadas por um condutor de resistência

Leia mais

11/11/2016. Materiais Magnéticos. FÍSICA (ELETRICIDADE e ELETROMAGNETISMO) Prof. Dr. Sérgio Turano de Souza

11/11/2016. Materiais Magnéticos. FÍSICA (ELETRICIDADE e ELETROMAGNETISMO) Prof. Dr. Sérgio Turano de Souza FÍSICA (ELETRICIDADE e ELETROMAGNETISMO) Materiais Magnéticos Sinal Alternado Equações de Maxwell Prof. Dr. Sérgio Turano de Souza Materiais Magnéticos 1 Imãs naturais Tipos de imãs Encontrados na natureza

Leia mais

a) (1.0) Calcule o vetor força resultante sobre a carga +Q e desenhe-o no gráfico (deixe o resultado em função da constante k).

a) (1.0) Calcule o vetor força resultante sobre a carga +Q e desenhe-o no gráfico (deixe o resultado em função da constante k). P4 03//0 a Questão (.5) Três cargas puntiformes +q, -q e +Q, são mantidas fixas como representado na figura. As cargas +q e q estão localizadas sobre o eixo Y enquanto a carga de prova +Q encontra-se sobre

Leia mais

EXERCÍCIOS FÍSICA 3ª SÉRIE

EXERCÍCIOS FÍSICA 3ª SÉRIE 3ª SÉRIE PROF. HILTON EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES ELETROMAGNETISMO INDUÇÃO ELETROMAGNÉTICA QUESTÕES OBJETIVAS Indução eletromagnética. Fluxo de indução magnética 1) (UFMG) A figura mostra um circuito composto

Leia mais

1. Na Figura, o fluxo de campo magnético na espira aumenta de acordo com a equação

1. Na Figura, o fluxo de campo magnético na espira aumenta de acordo com a equação Lista de exercícios 9 - Indução e Indutância 1. Na Figura, o fluxo de campo magnético na espira aumenta de acordo com a equação φ B = 6,0t2 + 7,0t, onde φb está em miliwebers e t em segundos. (a) Qual

Leia mais

EL EL ETR ETR OMA OMAGN GNETISMO ETISMO

EL EL ETR ETR OMA OMAGN GNETISMO ETISMO ELETROMAGNETISMO AULA 10 FORÇA DE LORENTZ Até agora falamos a respeito da eletricidade. Vimos o conceito de carga elétrica, corrente elétrica, circuitos... Mas acontece que esse é um curso de eletromagnetismo

Leia mais

FIS1053 Projeto de Apoio Eletromagnetismo 09-Setembro Lista de Problemas 15 ant Revisão G4. Temas: Toda Matéria.

FIS1053 Projeto de Apoio Eletromagnetismo 09-Setembro Lista de Problemas 15 ant Revisão G4. Temas: Toda Matéria. FIS153 Projeto de Apoio Eletromagnetismo 9-Setembro-11. Lista de Problemas 15 ant Revisão G4. Temas: Toda Matéria. 1ª Questão (,): A superfície fechada mostrada na figura é constituída por uma casca esférica

Leia mais

EM - ELETROMAGNETISMO. Prof. Eduardo Calsan Depto. de Elétrica EN/TN/MC/AI

EM - ELETROMAGNETISMO. Prof. Eduardo Calsan Depto. de Elétrica EN/TN/MC/AI EM - ELETROMAGNETISMO Prof. Eduardo Calsan Depto. de Elétrica EN/TN/MC/AI Força eletromotriz induzida (f.e.m.i.): analisando um condutor retilíneo em movimento no interior de um campo magnético uniforme,

Leia mais

Questão 04- A diferença de potencial entre as placas de um capacitor de placas paralelas de 40μF carregado é de 40V.

Questão 04- A diferença de potencial entre as placas de um capacitor de placas paralelas de 40μF carregado é de 40V. COLÉGIO SHALOM Trabalho de recuperação Ensino Médio 3º Ano Profº: Wesley da Silva Mota Física Entrega na data da prova Aluno (a) :. No. 01-(Ufrrj-RJ) A figura a seguir mostra um atleta de ginástica olímpica

Leia mais

Física III Escola Politécnica GABARITO DA P3 16 de junho de 2011

Física III Escola Politécnica GABARITO DA P3 16 de junho de 2011 Física III - 4320301 Escola Politécnica - 2011 GABARITO DA P3 16 de junho de 2011 Questão 1 Um solenóide longo de comprimento h e raio R (R

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO Centro das Ciências Exatas e Tecnologia Faculdades de Engenharia, Matemática, Física e Tecnologia

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO Centro das Ciências Exatas e Tecnologia Faculdades de Engenharia, Matemática, Física e Tecnologia EXPERIÊNCIA - TORÓIDE FLUXÔMETRO A FLUXÔMETRO Instrumento por meio do qual pode ser executada a exploração de um campo magnético, podendo ser determinada a intensidade dos fluxos locais de indução magnética.

Leia mais

Eletromagnetismo - Instituto de Pesquisas Científicas

Eletromagnetismo - Instituto de Pesquisas Científicas ELETROMAGNETISMO Vamos analisar uma corrente elétrica passando por um fio, como na imagem abaixo: Podemos calcular o campo magnético através de Biot-Savart, de modo a obter: B = μ 0I 2πr Note que se analisarmos

Leia mais

Lista de Exercícios. Campo Magnético e Força Magnética

Lista de Exercícios. Campo Magnético e Força Magnética Lista de Exercícios Campo Magnético e Força Magnética 1. Um fio retilíneo e longo é percorrido por uma corrente contínua i = 2 A, no sentido indicado pela figura. Determine os campos magnéticos B P e B

Leia mais

Eletricidade Aula 8. Componentes Reativos

Eletricidade Aula 8. Componentes Reativos Eletricidade Aula 8 Componentes Reativos Campo Elétrico Consideremos uma diferença de potencial V entre duas chapas condutoras. Em todo ponto entre essas duas chapas, passa uma linha invisível chamada

Leia mais

Indução Eletromagnética. Geração de Energia

Indução Eletromagnética. Geração de Energia Eletricidade e Magnetismo IGC Indução Eletromagnética Oliveira Ed. Basilio Jafet sala 202 crislpo@if.usp.br Geração de Energia Todos os equipamentos e dispositivos modernos utilizam circuitos elétricos

Leia mais

Fontes do Campo magnético

Fontes do Campo magnético Fontes do Campo magnético Lei de Biot-Savart Jean-Baptiste Biot (1774 1862) e Félix Savart (1791 1841) Realizaram estudos sobre as influências de um corrente elétrica sobre o campo magnético. Desenvolveram

Leia mais

FÍSICA MÓDULO 11 INDUÇÃO ELETROMAGNÉTICA. Professor Sérgio Gouveia

FÍSICA MÓDULO 11 INDUÇÃO ELETROMAGNÉTICA. Professor Sérgio Gouveia FÍSICA Professor Sérgio Gouveia MÓDULO 11 INDUÇÃO ELETROMAGNÉTICA 1. INTRODUÇÃO Faraday e Lenz desenvolveram, a partir de 1831, o estudo do fenômeno da indução eletromagnética. Vamos descrever o fenômeno

Leia mais

COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD PISM III- TRIÊNIO PROVA DE FÍSICA

COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD PISM III- TRIÊNIO PROVA DE FÍSICA PISM III- TRIÊNIO 008-00 Na solução da prova, use quando necessário: Aceleração da gravidade g = 0 m / s 8 ;Velocidade da luz no vácuo c = 3,0 0 m/s Permeabilidade magnética do vácuo = 7 µ T m A 0 4π 0

Leia mais

ELETRICIDADE GERAL E APLICADA. Armando Alves Hosken Neto

ELETRICIDADE GERAL E APLICADA. Armando Alves Hosken Neto ELETRICIDADE GERAL E APLICADA Armando Alves Hosken Neto MAGNETISMO IMÃS: ATRAÇÃO DE CERTOS MATERIAIS (FERRO) MAGNETISMO IMÃ: Dispositivo capaz de atrair Fe, Co, Ni, Aço (ferromagnéticos) MAGNETISMO TIPOS

Leia mais

Eletromagnetismo II. Prof. Daniel Orquiza. Prof. Daniel Orquiza de Carvalho

Eletromagnetismo II. Prof. Daniel Orquiza. Prof. Daniel Orquiza de Carvalho Eletromagnetismo II Prof. Daniel Orquiza Eletromagnetismo II Prof. Daniel Orquiza de Carvalho (Capítulo 9 Páginas 277a 284) Lei de Faraday. Lei de Lenz. Eletromagnetismo I 1 Prof. Daniel Orquiza Campos

Leia mais

Física. Leo Gomes (Vitor Logullo) Eletromagnetismo

Física. Leo Gomes (Vitor Logullo) Eletromagnetismo Eletromagnetismo Eletromagnetismo 1. Um imã preso a um carrinho desloca-se com velocidade constante ao longo de um trilho horizontal. Envolvendo o trilho há uma espira metálica, como mostra a figura. Pode-se

Leia mais

ELETROTÉCNICA CAT124 O INDUTOR E OS CIRCUITOS MAGNÉTICOS Adrielle C. Santana

ELETROTÉCNICA CAT124 O INDUTOR E OS CIRCUITOS MAGNÉTICOS Adrielle C. Santana ELETROTÉCNICA CAT124 O INDUTOR E OS CIRCUITOS MAGNÉTICOS Adrielle C. Santana Força Magnetizante A força magnetomotriz por unidade de comprimento é chamada de força magnetizante (H). = F (Ae/m) ou = Força

Leia mais

Leis da Eletricidade e do Magnetismo

Leis da Eletricidade e do Magnetismo Leis da Eletricidade e do Magnetismo Centro de Ensino Médio Setor Leste Apostila de Física Terceiro ano Segundo Bimestre Prof. Flávio Ambrósio Nesta apostila encontram-se algumas leis e relações matemáticas

Leia mais

COLÉGIO SHALOM Ensino Médio 3 Ano Prof.º: Wesley Disciplina Física Aluno (a):. No.

COLÉGIO SHALOM Ensino Médio 3 Ano Prof.º: Wesley Disciplina Física Aluno (a):. No. COLÉGIO SHALOM Ensino Médio 3 Ano Prof.º: Wesley Disciplina Física Aluno (a):. No. Trabalho de Recuperação Data: /12/2016 Valor: Orientações: -Responder manuscrito; -Cópias de colegas, entrega com atraso,

Leia mais

Eletromagnetismo II. Prof. Daniel Orquiza. Prof. Daniel Orquiza de Carvalho

Eletromagnetismo II. Prof. Daniel Orquiza. Prof. Daniel Orquiza de Carvalho Eletromagnetismo II Prof. Daniel Orquiza Eletromagnetismo II Prof. Daniel Orquiza de Carvalho Eletromagnetismo II - Eletrostática Fluxo Magnético e LGM (Capítulo 7 Páginas 207a 209) Princípio da Superposição

Leia mais

Revisão: Ondas Eletromagnéticas (EM) Capítulo 2 do Battan.

Revisão: Ondas Eletromagnéticas (EM) Capítulo 2 do Battan. Revisão: Ondas Eletromagnéticas (EM) Capítulo 2 do Battan. Campo Elétrico - E O campo elétrico E - é um conceito definido pela força que uma carga (usualmente uma carga de teste) experimentaria se fosse

Leia mais

Verificação Suplementar 1º. semestre de /07/2017 ALUNO ATENÇÃO LEIA ANTES DE FAZER A PROVA

Verificação Suplementar 1º. semestre de /07/2017 ALUNO ATENÇÃO LEIA ANTES DE FAZER A PROVA Física Teórica II Verificação Suplementar 1º. semestre de 2017 15/07/2017 ALUNO NOTA DA TURMA PROF. PROVA 1 Assine a prova antes de começar. ATENÇÃO LEIA ANTES DE FAZER A PROVA 2 Os professores não poderão

Leia mais

Física 3 - EMB5031. Prof. Diego Duarte. (lista 10) 12 de junho de 2017

Física 3 - EMB5031. Prof. Diego Duarte. (lista 10) 12 de junho de 2017 Física 3 - EMB5031 Prof. Diego Duarte Indução e Indutância (lista 10) 12 de junho de 2017 1. Na figura 1, uma semicircunferência de fio de raio a = 2,00 cm gira com uma velocidade angular constante de

Leia mais

Projeto de Elementos Magnéticos Revisão de Eletromagnetismo

Projeto de Elementos Magnéticos Revisão de Eletromagnetismo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina! Departamento Acadêmico de Eletrônica! Eletrônica de Potência! Projeto de Elementos Magnéticos Revisão de Eletromagnetismo Prof. Clovis

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Disciplina: Física Eletricidade Ótica Carga Horária: 80h Período: 3º. Ementa

PLANO DE ENSINO. Disciplina: Física Eletricidade Ótica Carga Horária: 80h Período: 3º. Ementa Disciplina: Física Eletricidade Ótica Carga Horária: 80h Período: 3º Ementa PLANO DE ENSINO Processos de eletrização, carga elétricas, força elétrica, campo elétrico, Lei de Gauss, potencial elétrico,

Leia mais

INDUÇÃO MAGNÉTICA (2)

INDUÇÃO MAGNÉTICA (2) INDUÇÃO MAGNÉTICA Material Utilizado: - uma bobina de campo (l = 750 mm, n = 485 espiras / mm) (PHYWE 11006.00) - um conjunto de bobinas de indução com número de espiras N e diâmetro D diversos (N = 300

Leia mais

Física III Escola Politécnica GABARITO DA P3 6 de julho de 2017

Física III Escola Politécnica GABARITO DA P3 6 de julho de 2017 Física III - 43303 Escola Politécnica - 017 GABARITO DA P3 6 de julho de 017 Questão 1 Um circuito com resistência R, contido no plano xy, é constituído por dois arcos de circunferência com raios r 1 e

Leia mais

Escola Politécnica FGE GABARITO DA P3 29 de junho de 2006

Escola Politécnica FGE GABARITO DA P3 29 de junho de 2006 P3 Física III Escola Politécnica - 006 FGE 03 - GABARITO DA P3 9 de junho de 006 Questão 1 Um espira retangular com lados a e b e um fio muito longo passando pelo centro da espira, ambos co-planares, foram

Leia mais

Campo Magnético produzido por correntes elétricas

Campo Magnético produzido por correntes elétricas Campo Magnético produzido por correntes elétricas Prof. Fábio de Oliveira Borges Curso de Física II Instituto de Física, Universidade Federal Fluminense Niterói, Rio de Janeiro, Brasil http://cursos.if.uff.br/fisica2-2015/

Leia mais

O eletromagnetismo e a energia

O eletromagnetismo e a energia O eletromagnetismo e a energia Nesta aula veremos finalmente o que levou a unificação dos campos de estudos elétricos e magnéticos, o que foi uma das maiores revoluções científicas do século XIX A lei

Leia mais

Revisão de Eletromagnetismo

Revisão de Eletromagnetismo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina Departamento Acadêmico de Eletrônica Eletrônica de Potência Revisão de Eletromagnetismo Prof. Clóvis Antônio Petry. Florianópolis,

Leia mais

PUC-RIO CB-CTC. P4 DE ELETROMAGNETISMO sexta-feira. Nome : Assinatura: Matrícula: Turma:

PUC-RIO CB-CTC. P4 DE ELETROMAGNETISMO sexta-feira. Nome : Assinatura: Matrícula: Turma: PUC-RIO CB-CTC P4 DE ELETROMAGNETISMO 28.06.13 sexta-feira Nome : Assinatura: Matrícula: Turma: NÃO SERÃO ACEITAS RESPOSTAS SEM JUSTIFICATIVAS E CÁLCULOS EXPLÍCITOS. Não é permitido destacar folhas da

Leia mais

Capacitores e Indutores (Aula 7) Prof. Daniel Dotta

Capacitores e Indutores (Aula 7) Prof. Daniel Dotta Capacitores e Indutores (Aula 7) Prof. Daniel Dotta 1 Sumário Capacitor Indutor 2 Capacitor Componente passivo de circuito. Consiste de duas superfícies condutoras separadas por um material não condutor

Leia mais

Respostas Caderno de Exercícios 4

Respostas Caderno de Exercícios 4 4 Unidade 9 Eletrodinâmica Parte II capítulo 1 Associação de dispositivos elétricos em circuitos residenciais. D 3. C 4. A 5. D 6. A 7. A 8. D 9. C 10. D 11. D 1. a) i total 5 A b) R$ 7,9 14. D 15. B 16.

Leia mais

Magnetismo e Eletromagnetismo. Odailson Cavalcante de Oliveira

Magnetismo e Eletromagnetismo. Odailson Cavalcante de Oliveira Magnetismo e Eletromagnetismo Odailson Cavalcante de Oliveira Ímãs Naturais O imã é capaz de atrair substâncias magnéticas como certos metais. Imãs Naturais são encontrados na natureza, compostos por minério

Leia mais

Leis de Biot-Savart e de Ampère

Leis de Biot-Savart e de Ampère Leis de Biot-Savart e de Ampère 1 Vimos que uma carga elétrica cria um campo elétrico e que este campo exerce força sobre uma outra carga. Também vimos que um campo magnético exerce força sobre uma carga

Leia mais

Física Teórica II Lei de Faraday-Lenz e aplicações

Física Teórica II Lei de Faraday-Lenz e aplicações Física Teórica II Lei de Faraday-Lenz e aplicações 6ª Lista 2º semestre de 2015 ALUNO TURMA PROF. NOTA: 1) Uma haste de 1,2 kg que tem um comprimento de 1,0 m e uma resistência de 5,0 Ω, desce por um par

Leia mais

Aula 14: Magnetismo da Matéria e Equações de Maxwell

Aula 14: Magnetismo da Matéria e Equações de Maxwell Aula 14: Magnetismo da Matéria e Equações de Maxwell Curso de Física Geral III F-38 1 o semestre, 14 F38 1S14 1 Ímãs Polos e dipolos Introdução As propriedades magnéticas dos materiais podem ser compreendidas

Leia mais

Eletricidade e Magnetismo I

Eletricidade e Magnetismo I Eletricidade e Magnetismo I Magnetismo Victor O. Rivelles Instituto de Física da Universidade de São Paulo Edifício Principal, Ala Central, sala 314 e-mail: Victor@fma.if.usp.br http://www.fma.if.usp.br/~rivelles

Leia mais

Campos Magnéticos Produzidos por Correntes

Campos Magnéticos Produzidos por Correntes Cap. 29 Campos Magnéticos Produzidos por Correntes Prof. Oscar Rodrigues dos Santos oscarsantos@utfpr.edu.br Campos Magnéticos Produzidos por Correntes 1 Campos Magnéticos Produzidos por Correntes Campos

Leia mais

Aula 10: Indução e Indutância

Aula 10: Indução e Indutância Aula 10: Indução e Indutância Curso de Física Geral III F-38 1 o semestre, 014 F38 1S014 1 Indução Aprendemos que: Uma espira condutora percorrida por uma corrente i na presença de um campo magnético sofre

Leia mais

Eletricidade e Magnetismo

Eletricidade e Magnetismo Eletricidade e Magnetismo De Gilbert à Faraday e Maxwell Victor O. Rivelles Instituto de Física da Universidade de São Paulo e-mail: rivelles@fma.if.usp.br http://www.fma.if.usp.br/~rivelles Convite à

Leia mais

Lei de Gauss. Quem foi Gauss? Um dos maiores matemáticos de todos os tempos. Ignez Caracelli 11/17/2016

Lei de Gauss. Quem foi Gauss? Um dos maiores matemáticos de todos os tempos. Ignez Caracelli 11/17/2016 Lei de Gauss Ignez Caracelli ignez@ufscar.br Quem foi Gauss? Um dos maiores matemáticos de todos os tempos Um professor mandou ue somassem todos os números de um a cem. Para sua surpresa, em poucos instantes

Leia mais

Microfone e altifalante. Conversão de um sinal sonoro num sinal elétrico. sinal elétrico num sinal sonoro.

Microfone e altifalante. Conversão de um sinal sonoro num sinal elétrico. sinal elétrico num sinal sonoro. Microfone e altifalante Conversão de um sinal sonoro num sinal elétrico. Conversão de um sinal elétrico num sinal sonoro. 1 O funcionamento dos microfones e dos altifalantes baseia-se na: - acústica; -

Leia mais

Capítulo 7. Fontes de Campo Magnético. 7.1 Lei de Gauss no Magnetismo

Capítulo 7. Fontes de Campo Magnético. 7.1 Lei de Gauss no Magnetismo Capítulo 7 Fontes de Campo Magnético Nesse capítulo, exploraremos a origem do campo magnético - cargas em movimento. Apresentaremos a Lei de Gauss do Magnetismo, a Lei de Biot-Savart, a Lei de Ampère e

Leia mais

Lei de Ampere. 7.1 Lei de Biot-Savart

Lei de Ampere. 7.1 Lei de Biot-Savart Capítulo 7 Lei de Ampere No capítulo anterior, estudamos como cargas em movimento (correntes elétricas) sofrem forças magnéticas, quando na presença de campos magnéticos. Neste capítulo, consideramos como

Leia mais

CURSO E COLÉGIO OBJETIVO TREINO PARA A PROVA DE FÍSICA F.3 PROF. Peixinho 3 o Ano E.M. 2 o Bimestre-2010

CURSO E COLÉGIO OBJETIVO TREINO PARA A PROVA DE FÍSICA F.3 PROF. Peixinho 3 o Ano E.M. 2 o Bimestre-2010 EXERCÍCIOS PARA ESTUDO 1. (Fuvest) O circuito a seguir mostra uma bateria de 6V e resistência interna desprezível, alimentando quatro resistências, em paralelo duas a duas. Cada uma das resistências vale

Leia mais

Condensador equivalente de uma associação em série

Condensador equivalente de uma associação em série Eletricidade Condensadores São componente constituído por dois condutores separados por um isolador: os condutores são chamados armaduras (ou placas) do condensador e o isolante é o dielétrico do condensador.

Leia mais

Capítulo 29. Objetivos do Aprendizado

Capítulo 29. Objetivos do Aprendizado Capítulo 29 Objetivos do Aprendizado OA 29.1.0 Resolver problemas relacionados a campos magnéticos produzidos por correntes. OA 29.1.1 Desenhar um elemento de corrente em um fio e indicar a orientação

Leia mais

INDUÇÃO ELETROMAGNÉTICA 3 1. INTRODUÇÃO 3 2. LEI DE FARADAY LENZ

INDUÇÃO ELETROMAGNÉTICA 3 1. INTRODUÇÃO 3 2. LEI DE FARADAY LENZ SUMÁRIO INDUÇÃO ELETROMAGNÉTICA 3 1. INTRODUÇÃO 3 2. LEI DE FARADAY LENZ 5 2.1. FLUXO MAGNÉTICO 5 2.2. A LEI DE FARADAY 6 2.3. A LEI DE LENS 7 2.4. A LEI DE FARADAY-LENZ 9 EXERCÍCIOS DE COMBATE 16 2 INDUÇÃO

Leia mais

Lei de indução de Faraday. Prof. Fábio de Oliveira Borges

Lei de indução de Faraday. Prof. Fábio de Oliveira Borges Lei de indução de Faraday Prof. Fábio de Oliveira Borges Curso de Física II Instituto de Física, Universidade Federal Fluminense Niterói, Rio de Janeiro, Brasil https://cursos.if.uff.br/!fisica2-0117/doku.php

Leia mais

4) Quais são os elementos químicos que apresentam efeito ferromagnético? 5) Explique detalhadamente o processo de magnetização.

4) Quais são os elementos químicos que apresentam efeito ferromagnético? 5) Explique detalhadamente o processo de magnetização. 1) Como são chamados os pequenos volumes magnéticos formados em materiais ferromagnéticos? 2) Em um átomo de elemento ferromagnético de onde provém o campo magnético? Represente um modelo simplificado

Leia mais

- Carga elétrica - Força elétrica -Campo elétrico - Potencial elétrico - Corrente elétrica - Campo magnético -Força magnetica

- Carga elétrica - Força elétrica -Campo elétrico - Potencial elétrico - Corrente elétrica - Campo magnético -Força magnetica GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSOR: Jonas Tavares DISCIPLINA: Física SÉRIE: 3º ALUNO(a): Trabalho Recuperação 1º semestre No Anhanguera você é + Enem RELAÇÃO DE CONTEÚDOS PARA RECUPERAÇÃO - Carga elétrica - Força

Leia mais

Eletromagnetismo. Histórico

Eletromagnetismo. Histórico Eletromagnetismo Histórico Desde a antiguidade quando os fenômenos elétricos e magnéticos foram descobertos, se acreditava que o magnetismo e a eletricidade eram fenômenos distintos sem nenhuma relação

Leia mais

Considere os seguintes dados nas questões de nº 01 a 04. Determine a grandeza que falta (F m,v,b)

Considere os seguintes dados nas questões de nº 01 a 04. Determine a grandeza que falta (F m,v,b) Considere os seguintes dados nas questões de nº 01 a 04. Determine a grandeza que falta (F m,v,b) 01. 02. 03. 04. 05. A figura representa um fio condutor reto de comprimento 10cm, percorrido por corrente

Leia mais

Conteúdo Eletromagnetismo: Campo Magnético gerado por um fio e por um solenoide.

Conteúdo Eletromagnetismo: Campo Magnético gerado por um fio e por um solenoide. AULA 16.1 Conteúdo Eletromagnetismo: Campo Magnético gerado por um fio e por um solenoide. Habilidades: Compreender os princípios físicos envolvidos no magnetismo e eletromagnetismo para relacionar fenômenos

Leia mais

d) calcule o potencial elétrico em qualquer ponto da superfície e do interior da esfera.

d) calcule o potencial elétrico em qualquer ponto da superfície e do interior da esfera. Na solução da prova, use quando necessário: 8 Velocidade da luz no vácuo c = 3, 1 m/s 7 Permeabilidade magnética do vácuo µ =4π 1 T m / A 9 2 2 Constante eletrostática no vácuo K=9 1 N m / C Questão 1

Leia mais

CF360 - Resumo Experimentos Prova 2

CF360 - Resumo Experimentos Prova 2 CF360 - Resumo Experimentos Prova 2 Fabio Iareke 19 de dezembro de 2011 1 Força Magnética sobre Condutores de Corrente 1.1 Roteiro de Estudos 1. Qual é a expressão para o campo magnético

Leia mais

Apresentar as experiências de Faraday e Henry que viabilizaram o surgimento de fem induzidas a partir de campos magnéticos variáveis.

Apresentar as experiências de Faraday e Henry que viabilizaram o surgimento de fem induzidas a partir de campos magnéticos variáveis. INDUÇÃO ELETROMAGNÉTICA Aula 9 META Apresentar as experiências de Faraday e Henry que viabilizaram o surgimento de fem induzidas a partir de campos magnéticos variáveis. Estudar as correntes de Foucault

Leia mais

Máquinas Elétricas. Odailson Cavalcante de Oliveira

Máquinas Elétricas. Odailson Cavalcante de Oliveira Máquinas Elétricas Odailson Cavalcante de Oliveira Campo Magnético Fluxo magnético Permeabilidade Magnética Relutância Experiência de Oersted Densidade do Campo Magnético Solenoide Vetor Força Magnetizante

Leia mais

Lecture notes. Prof. Cristiano. Fonte de Campo Magnético. Prof. Cristiano Oliveira Ed. Basilio Jafet sala 202

Lecture notes. Prof. Cristiano. Fonte de Campo Magnético. Prof. Cristiano Oliveira Ed. Basilio Jafet sala 202 Eletricidade e Magnetismo IGC Fontes de Campo Magnético Oliveira Ed. Basilio Jafet sala 202 crislpo@if.usp.br Fonte de Campo Magnético Imã ImãemC Fio de corrente Espira de corrente Solenóide de corrente

Leia mais

Fluxo Magnético. Onde: B

Fluxo Magnético. Onde: B FÍSICA Fluxo Magnético Φ B.A.cos θ n Onde: θ B A O fluxo magnético é a medida da quantidade de linhas de indução que atravessam uma superfície em função do tempo. É dado pelo produto entre o campo magnético,

Leia mais

Aulas de Eletromagnetismo

Aulas de Eletromagnetismo Centro Federal de Educação Tecnológica de Santa Catarina Gerência Educacional de Eletrônica Fundamentos de Eletricidade Aulas de Clóvis Antônio Petry, professor. Florianópolis, novembro de 2006. Bibliografia

Leia mais

A Carga em Campos Elétricos e Magnéticos ATIVIDADES

A Carga em Campos Elétricos e Magnéticos ATIVIDADES SIMULAÇÕES - BUPHYSLETS EJS - Easy Java Simulations I - A Charge in Electric and Magnetic Fields A Carga em Campos Elétricos e Magnéticos Nesta simulação, você pode investigar uma partícula carregada,

Leia mais

8/5/2015. Física Geral III. Aula Teórica 18 (Cap. 32 parte 1/2): 1) Lei da indução de Faraday 2) Fluxo de campo magnético 3) Lei de Lenz

8/5/2015. Física Geral III. Aula Teórica 18 (Cap. 32 parte 1/2): 1) Lei da indução de Faraday 2) Fluxo de campo magnético 3) Lei de Lenz Física Geral III Aula Teórica 18 (Cap. 32 parte 1/2): 1) Lei da indução de Faraday 2) Fluxo de campo magnético 3) Lei de Lenz Prof. Marcio R. Loos Correntes criam campo magnético B devidoa um fio retilíneo

Leia mais

Duração do exame: 2:30h Leia o enunciado com atenção. Justifique todas as respostas. Identifique e numere todas as folhas da prova.

Duração do exame: 2:30h Leia o enunciado com atenção. Justifique todas as respostas. Identifique e numere todas as folhas da prova. Duração do exame: :3h Leia o enunciado com atenção. Justifique todas as respostas. Identifique e numere todas as folhas da prova. Problema Licenciatura em Engenharia e Arquitetura Naval Mestrado Integrado

Leia mais

Engenharia Elétrica Prof. Dr. Giuliano Pierre Estevam

Engenharia Elétrica Prof. Dr. Giuliano Pierre Estevam CONVERSÃO DE ENERGIA Engenharia Elétrica Prof. Dr. Giuliano Pierre Estevam Programa de ensino (Conteúdo programático) -I N T R O D U Ç Ã O A O S I S T E M A E L E T R O M E C Â N I C O ; -P R I N C Í P

Leia mais

Expressa a inexistência de cargas magnéticas, também chamadas monopolos magnéticos.

Expressa a inexistência de cargas magnéticas, também chamadas monopolos magnéticos. Capítulo 10 Equações de Maxwell 10.1 Fluxo Magnético Lei de Gauss: relaciona fluxo elétrico com carga elétrica. O equivalente para campos magnéticos também é uma equação fundamental do eletromagnetismo:

Leia mais

RESOLUÇÃO DO TC DO CLICK PROFESSOR

RESOLUÇÃO DO TC DO CLICK PROFESSOR Resposta da questão 1: Podemos garantir apenas que o feixe de radiação gama (sem carga) não é desviado pelo campo magnético, atingindo o ponto 3. Usando as regras práticas do eletromagnetismo para determinação

Leia mais

Electromagnetismo Aula Teórica nº 21

Electromagnetismo Aula Teórica nº 21 Electromagnetismo Aula Teórica nº 21 Departamento de Engenharia Física Faculdade de Engenharia Universidade do Porto PJVG, LMM 1 Breve revisão da última aula Rotacional Rotacional Teorema de Stokes Forma

Leia mais

Curso Técnico em Mecatrônica. Exemplos de Máquinas Elétricas. Introdução à Máquinas Elétricas. Magnetismo. Máquinas Elétricas Plano de Ensino

Curso Técnico em Mecatrônica. Exemplos de Máquinas Elétricas. Introdução à Máquinas Elétricas. Magnetismo. Máquinas Elétricas Plano de Ensino Curso Técnico em Mecatrônica Máquinas Elétricas Plano de Ensino 4º Módulo 2017/2 Professor: Thiago Mombach thiago.mombach@ifsc.edu.br Introdução à Máquinas Elétricas Máquinas Elétricas são equipamentos

Leia mais

EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARALELA 4º BIMESTRE

EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARALELA 4º BIMESTRE EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARALELA 4º BIMESTRE NOME Nº SÉRIE : 3º EM DATA : / / BIMESTRE 4º PROFESSOR: Renato DISCIPLINA: Física 1 VISTO COORDENAÇÃO ORIENTAÇÕES: 1. O trabalho deverá ser feito em papel

Leia mais

Física Unidade VI Série 2

Física Unidade VI Série 2 01 A força magnética F é perpendicular, simultaneamente, ao campo indução B e a velocidade v. No entanto v e B não são, necessariamente, perpendiculares entre si. Resposta: B 1 02 Como a velocidade é paralelo

Leia mais

Tópicos de eletromagnetismo 2/2010 Prova 1 Soluções

Tópicos de eletromagnetismo 2/2010 Prova 1 Soluções Tópicos de eletromagnetismo 2/2010 Prova 1 Soluções A C Tort 16 de Outubro de 2010 Problema 1 Lei de Gauss Um dodecaedro regular é um poliedro com doze iguais faces perfazendo uma área total área total

Leia mais

Prof. Fábio de Oliveira Borges

Prof. Fábio de Oliveira Borges Exercícios Prof. Fábio de Oliveira Borges Curso de Física II Instituto de Física, Universidade Federal Fluminense Niterói, Rio de Janeiro, Brasil http://cursos.if.uff.br/fisica2-2015/ Exercício 01 01)

Leia mais

Plano de Estudos Independentes de Recuperação ( No período de férias escolares)

Plano de Estudos Independentes de Recuperação ( No período de férias escolares) Plano de Estudos Independentes de Recuperação ( No período de férias escolares) 3ºANO Física (Prof. Ronaldo) Carga Elétrica Processos de Eletrização. Lei de Coulomb. Campo e Potencial Elétrico. Trabalho

Leia mais

Magnetismo e Eletromagnetismo. Adrielle de Carvalho Santana

Magnetismo e Eletromagnetismo. Adrielle de Carvalho Santana Magnetismo e Eletromagnetismo Adrielle de Carvalho Santana Denomina-se imã, um corpo que possui a propriedade de atrair materiais ferromagnéticos. Magnetismo: Propriedade em virtude da qual esta atração

Leia mais

Eletromagnetismo - Instituto de Pesquisas Científicas

Eletromagnetismo - Instituto de Pesquisas Científicas ELETROMAGNETISMO Preciso avisar que muitas imagens dessa lição são tortas e nada profissionais. O fato é que foi eu quem as desenhei e por motivos de tempo (e preguiça) resolvi coloca-las aqui. Esse não

Leia mais

EXPERIMENTO 10: MEDIDAS DA COMPONENTE HORIZONTAL DO CAMPO MAGNÉTICO TERRESTRE

EXPERIMENTO 10: MEDIDAS DA COMPONENTE HORIZONTAL DO CAMPO MAGNÉTICO TERRESTRE EXPERIMENTO 10: MEDIDAS DA COMPONENTE HORIZONTAL DO CAMPO MAGNÉTICO TERRESTRE 10.1 OBJETIVOS Determinar o valor da componente horizontal da indução magnética terrestre local. 10.2 INTRODUÇÃO Num dado lugar

Leia mais

EMENTA: Carga e matéria. Campo elétrico. Lei de Gauss. Potencial elétrico. Capacitores

EMENTA: Carga e matéria. Campo elétrico. Lei de Gauss. Potencial elétrico. Capacitores DISCIPLINA: FÍSICA III CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA: 60 h/a OBJETIVOS: Identificar fenômenos naturais em termos de regularidade e quantificação, bem como interpretar princípios fundamentais que generalizam

Leia mais

LISTA 3 - Prof. Jason Gallas, DF UFPB 10 de Junho de 2013, às 17:43. Jason Alfredo Carlson Gallas, professor titular de física teórica,

LISTA 3 - Prof. Jason Gallas, DF UFPB 10 de Junho de 2013, às 17:43. Jason Alfredo Carlson Gallas, professor titular de física teórica, Exercícios Resolvidos de Física Básica Jason Alfredo Carlson Gallas, professor titular de física teórica, Doutor em Física pela Universidade Ludwig Maximilian de Munique, Alemanha Universidade Federal

Leia mais