Bibliografia para o Processo Seletivo 01/2015 DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Bibliografia para o Processo Seletivo 01/2015 DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA"

Transcrição

1 Bibliografia para o Processo Seletivo 01/2015 DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA DISCIPLINA: Cálculo 1.Limites, continuidade, Derivadas e Integrais. 2.Integração múltipla. Integrais curvilíneas. Aplicações. 3.Integrais em coordenadas polares, cilíndricas e esféricas 4.Sequências e Séries. 5.Equações diferenciais e suas aplicações ANTON, H., Cálculo: Um Novo Horizonte. Vol. 1 e 2, 6ª ed., Porto Alegre: Bookmann, HOFFMANN, L. D.; BRADLEY, G. L. Cálculo: um Curso Moderno e suas Aplicações. 7ª ed., Rio de Janeiro: LTC, LEITHOLD, L. O Cálculo com Geometria Analítica. Vol.1 e 2, 3ª ed., São Paulo: Harbra, ZILL, Dennis G.; CULLEN, Michael R. Equações diferenciais. 3. ed. São Paulo: Makron Books, BOYCE, W.E.; DIPRIMA, R.; IÓRIO, V. de M. Equações Diferenciais Elementares e Problemas de Valores de Contorno. 9ª ed., Rio de Janeiro: LTC, DISCIPLINA: Química Geral e Experimental 1. ESTRUTURA ATÔMICA 2.CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA DOS ELEMENTOS 3.CONCEITOS BÁSICOS DE LIGAÇÃO QUÍMICA 4. SÓLIDOS, LÍQUIDOS E GASES 5. EQUILÍBRIO QUÍMICO BRADY, J.E. Química Geral. 2. ed. Rio de Janeiro: LTC, v. KOTZ, J. C.; TREICHEL, P. M.; WEAVER, G.C. Química Geral e Reações Químicas. 6 ed. São Paulo: Cengage Learning, v. RUSSEL, J. B.; GUEKEZAIN, M.; BROTTO, M. E. Química Geral. 2. ed. São Paulo: Makron Books, v. DISCIPLINA: Química Orgânica 1.Substituição nucleofílica em carbono saturado 2.Reação de eliminação 3.Adição nucleofílica ao grupo carbonila 4.Reações de condensação 5.Reações de adição eletrofílica

2 6.Adição à sistemas conjugados 7.Reações de substituição aromáticas 8.Reações de oxidação e redução SOLOMONS, T. E. G.Química Orgânica. 8 a ed. São Paulo: Livros Técnicos e Científicos. Vols 1 e 2, ALLINGER, N. L. et al..química Orgânica. 2. ed., Rio de Janeiro: Guanabara Dois, VOLLHARDT, Neil E. Química Orgânica Estrutura e Função. 4ª ed. Artmed, CAREY, F. A. and Sundberg, R. J. Advanced Organic chemistry. Part A and B. 4ª ed. New York: Plenum Press, 2000 DISCIPLINA: Física 1. Campo elétrico 2. Potencial elétrico 3. Capacitância 4. Corrente e resistência 5. Circuito 6. O campo magnético 7. Indutância 8. O magnetismo e a matéria. HALLIDAY, D., RESNICH, R., WALKER,J., Fundamentos de Física - Eletromagnetismo, Vol 3, 4 Ed. LTC, RJ, 1996 TIPLER, P., Física - Eletromagnetismo, Vol 3, 3 Ed. LTC, RJ, 1995 NUSSENZVEIG, H. M. Curso de Física Básica. 1ª 3ª ed. São Paulo: Editora Edgard Blücher Ltda, vol. 3. DISCIPLINA: Processos Catalíticos 1.Catálise Homogênea. 2.Grandezas de reação. 3.Principais classes de processos de catálise homogênea. 4.Catálise heterogênea. 5.Fenômenos de adsorção. 6.Suportes sólidos. 7.Principais classes de processos de catálise heterogênea. SHREVE, R. Norris; BRINK JR., Joseph A. Indústrias de processos químicos. 4. ed Rio de Janeiro: Guanabara, 1977 R. B. Anderson e D. T. Dawson, Experimental Methods in Catalytic Research, vol. 1 a 3, Academic Press, Londres, G. W. Parshall e S. D. Ittel, Homogeneous catalysis, Wiley, Nova Iorque, Martin Schmal, Catálise Heterogênea. Synergia, Rio de Janeiro, 2011.

3 DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DISCIPLINA: Bioquímica - Introdução à Bioquímica, Biomoléculas, Composição química da matéria viva. - Aminoácidos - Peptídeos e Proteínas - Enzimas; - Carboidratos - Vitaminas, coenzimas e nucleotídeos; - Princípios da bioenergética; - Introdução ao metabolismo; - Química de lipídios; - Ciclo e fixação do nitrogênio. ALBERTS, B. et al. Biologia Molecular da célula. 5 ed. Porto Alegre: ArtMed, CHAMPE, P.; HARVEY, R.; FERRIER, D. R. Bioquímica ilustrada. Porto Alegre: ArtMed, LEHNINGER, A. L. Princípios de Bioquímica. São Paulo: Edgard Blucher, VOET, D. et al. Fundamentos de Bioquímica: a vida em nível molecular. 2 ed. Porto Alegre: Atheneu, DISCIPLINA: Ecologia - Histórico da Biogeografia - Distribuição das comunidades no tempo e no espaço - Biogeografia sistemática - Ecobiogeografia - Biogeografia de ilhas. - Paleobiogeografia - Estudos biogeográficos no Brasil - Dispersão como evento biogeográfico histórico - Endemismo providencialismo e disjunção. BARRY, C. C.; MOORE, P. D. Biogeografia: Uma Abordagem Ecológica e Evolucionária. 7.ed. LTC, BROWN, J. H.; LOMOLINO, M. V. Biogeografia. 2. ed. Ribeirão Preto: Funpec, TROPPMAIR, H. Biogeografia e meio ambiente. 8. ed. Rio Claro: Divisa, 2008.

4 DEPARTAMENTO DE ENGENHARIAS E CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO DISCIPLINA: Ensino-Apreendizagem em Ciências e Tecnologia - Competências do professor de ciências e tecnologias no século XXI; - Importância da alfabetização científica para a formação da cidadania; - Formação de professores de ciências e tecnologia na contemporaneidade; - A contribuição das TIC para o ensino-aprendizagem de ciências e suas tecnologias; - Formação continuada de professores de ciências e tecnologias; - Metodologia centrada na aprendizagem: contribuições das tecnologias. CARVALHO, Fábio Câmara Araújo de; IVANOFF, Gregório Bittar. Tecnologias que educam: ensinar e aprender com as tecnologias de informação e comunicação. São Paulo: Pearson Prentice Hall, CHASSOT, Attico. Alfabetização científica: questões e desafios para a educação. 4. ed. Ijuí: UNIJUÍ, PAIS, L. C. Educação Escolar e as Tecnologias da Informática. Belo Horizonte: Autentica, PERRENOUD,P. THURLER, M.G. Competências para ensinar no século XXI: A formação dos professores e o desafio da avaliação. Porto Alegre: Artmed, TARDIF, M. Saberes docentes e Formação Profissional. 14. ed. Petrópolis: Vozes, DISCIPLINA: Ciência dos Materiais 1. Introdução e classificação dos materiais; 2. Estrutura atômica; 3. Estrutura Cristalina; 4. Imperfeições no arranjo cristalino; 5. Diagrama de fases; 6. Propriedades dos materiais. CALLISTER JUNIOR, William D.. Fundamentos da ciência e engenharia de materiais: Uma abordagem integrada. 2.ed. Rio de Janeiro: LTC, VAN VLACK, Laurence H. Princípios de ciências dos materiais. São Paulo: Edgard Blücher, ASKELAND, Donald. The science and engineering of materials. Estados Unidos: Thomson, DISCIPLINA: Máquinas Térmicas 1 Motores de Combustão Interna alternativos. 2 Turbina a Gás. 3 Turbina a Vapor. 4 Geração e Distribuição de vapor.

5 5 Refrigeração Industrial 6 - Ar condicionado. 1 - Moran, M. J., Shapiro, H. N., 2013; Princípios de Termodinâmica para Engenharia, 5ta Ed., LTC Editora, Rio de Janeiro, Brasil. 2 - SONNTAG, Richard E.; BORGNAKKE, Claus.; VAN WYLEN, Gordon J. Fundamentos da Termodinâmica. 6.ed. São Paulo: Edgard Blucher, ÇENGEL, Y.; BOLES, M. Termodinâmica. 5 ed. McGraw-Hill, DISCIPLINA: Algoritmos Estruturados e Introdução a Programação Bases Numéricas, tipos e conversões Noções e Conceitos de Sistemas Operacionais Noções de Algoritmos Editoração de Textos, Planilhas e Apresentações Noções de Redes de Computadores Noções e Tipos de Banco de Dados BROOKSHEAR, J. Glenn. Ciência da Computação: Uma Visão Abrangente. 7ª ed. Porto Alegre: Bookman, 2005 CAPRON, H.L., e JOHNSON, J.A., Introdução à Informática, 8ª Edição. São Paulo: Pearson Prentice Hall, p. VELLOSO, Fernando. Informática. Conceitos Básicos. Elsevier Acadêmico; Edição: 9ª, DISCIPLINA: Estradas de Rodagem - Pavimentação 1 MISTURAS ASFALTICAS A QUENTE. 2 - DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS FLEXIVEIS 3- MÉTODO DE AVALIAÇÃO ESTRUTURAL DE PAVIMENTOS ASFALTICOS 4- CONSERVAÇÃO DE PAVIMENTOS 5- PAVIMENTOS INTERTRAVADOS, EM BLOCOS DE CONCRETO. 6- PAVIMENTO RIGIDO ( CONCRETO: DOSAGEM, CRONCRETAGEM E JUNTAS DE DILATAÇÃO. 1 -: Manual de Técnicas de Pavimentação. Wlastermiler de Senço editora PINI Vol. I e II Pavimentação asfaltica \formação básica para engenheiros. Lied i Bariani Bernucci et All, Petrobras, ABEDA Construção de Pavimentos de Concreto Simples. Estudo Técnico 81. ABCP DISCIPLINA: Processamento de Energia 1 Fundamentos de SEP modelagem de componentes

6 2 Cálculo por unidade (pu) 3. Métodos de Cálculo de Fluxo de Potência 4 Cálculo de Parâmetros de modelos de linhas de transmissão. 5 Sistema Elétrico Brasileiro: histórico, os agentes e suas funções, mercado de energia Análise em regime permanente: regulação de tensão, carregamento, perdas, FP. 1 - MONTICELLI, A.G., Introdução a sistemas de energia elétrica, 1ª Ed., Editora Unicamp, CONEJO, A.J., A. GOMEZ-EXPOSITO, C. CAÑIZARES, Sistemas de Energia Elétrica - Análise e Operação, LTC, ZANETTA JR., L.C., Fundamentos de sistemas elétricos de potência, 1ª Ed., SãoPaulo: Livraria da Física, DISCIPLINA: Sistemas de Energia - Estrutura e operação dos sistemas de energia. - Representação dos componentes em regime permanente. - Componentes simétricos. - Curto circuito. - Análise de fluxo de carga. OLLEL. Introdução à Teoria de Sistemas de Energia Elétrica. São Paulo: McGraw-Hill. STEVENSON Jr., W.D. "Elementos de Análise de Sistemas de Potência"- McGraw-Hill do Brasil, 2 º Ed., ELGERD, O.L. "Electric Energy Systems Theory" McGraw Hill Book Company, 1986 DISCIPLINA: Mecânica Geral - 1 SISTEMA DE FORÇAS Escalares e Vetores - Lei dos Senos, Lei dos Cossenos e Regra do Paralelogramo. Adição e Subtração de Vetores Cartesianos. Equilíbrio de um ponto material. Sistemas equivalentes de forças. Força resultante. Equilíbrio de corpos rígidos em 2 dimensões. - 2 TRELIÇAS Treliças: definição, estaticidade e estabilidade. Tipos de Treliças: simples e composta. Análise de treliças: Método dos nós e Método das seções. - 3 VIGAS ISOSTÁTICAS I Cargas distribuídas sobre vigas. Vigas simples. Vigas engastadas e livres. Vigas bi apoiadas com balanços. - 4 VIGAS ISOSTÁTICAS II Reações de apoio. Diagrama de corpo livre. Diagrama de esforço cortante e momento fletor. - 5 BARICENTRO, CENTRÓIDE E MOMENTO DE INÉRCIA Baricentros e centroides. Determinação do centroide. Momento de inércia. Determinação do momento de inércia.

7 BEER, F. P.; EISENBERG, E. R.; JOHNSTON JR., E. R. Mecânica Vetorial para Engenheiros: Estática. 9. ed. New York: McGraw Hill, HIBBELER, R. C. Estática: Mecânica para a Engenharia. 12. ed. Rio de Janeiro: Prentice Hall Brasil, MATSUMURA, A. Z.; FRANCA, L. N. F. Mecânica Geral: com introdução a mecânica analítica e exercícios validos. 3. ed. São Paulo: Edgard Blücher, DISCIPLINA: Mecânica dos Solos - 1 ROCHAS Conceito Composição Formas de ocorrência Classificação Principais grupos de rochas e suas características Magmatismo, Sedimentação e Metamorfismo Descrição e classificação petrográfica, estrutura, textura e classificação das rochas. Principais rochas ígneas, sedimentares e metamórficas - 2 ROCHAS COMO MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO Desmonte de rochas, extração mineral Propriedades físicas e propriedades mecânicas A utilização de rochas na construção civil Pedra de cantaria, revestimento e calçamento Agregados e blocos de rochas - 3 ESTRUTURAS GEOLÓGICAS Descontinuidades Dobras, Diaclases Falhas, juntas, discordância Instruções e lavas - 4 REGIÕES GEOLÓGICAS DO RIO GRANDE DO SUL E MAPAS GEOLÓGICOS E GEOTÉCNICOS Escudo Depressão Periférica Planalto Planície Costeira Mapas Geológicos Unidades Estratigráficas Mapas Geotécnicos Cartas geotécnicas - 5 SOLOS Conceitos e composição Tipos Propriedades físicas Classificação pedológica e geotécnica Solos do Rio Grande do Sul - 6 ÁGUAS SUPERFICIAIS E SUBTERRÂNEAS Cursos de água Ciclo hidrológico Origem e estados de água nos solos e rochas Rede de fluxo e rebaixamento do Lençol freático Aquíferos e fluxo de água em maciços rochosos Exploração da água subterrânea

8 - 7 CONDICIONANTES GEOLÓGICOS DAS FUNDAÇÕES E SEUS TRATAMENTOS Movimentos do solo Investigação geotécnica para fundações Tipos de terrenos e problemas de fundações - 8 BARRAGENS E CONDICIONANTES GEOLÓGICOS Deformação da fundação Permeabilidade da fundação Erosão por extravasamento Erosão do paramento de montante das ondas Sismicidade induzida CAPUTO, H.P. Mecânica dos Solos e suas aplicações.. Fundamentos Exercício e problemas resolvidos. 6. ed. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, I, II e III v. CRAIG, R.F. Mecânica dos Solos. 7. ed. Rio de Janeiro: LTC, PINTO, C.S. Curso Básico de Mecânica dos Solos. 3. ed. São Paulo: Oficina de Textos, DISCIPLINA: Superestruturas de Estradas - 1 LIGANTES ASFÁLTICOS, - 2 USINAS DE ASFALTO, SOLO E BRITA - 3 TIPOS DE REVESTIMENTOS ASFÁLTICOS - 4 PROPRIEDADES MECÂNICAS DAS MISTURAS ASFÁLTICAS - 5 MATERIAIS E ESTRUTURAS DE PAVIMENTOS ASFÁLTICOS - 6 TÉCNICAS EXECUTIVAS DE REVESTIMENTOS ASFÁLTICOS - 7 DIAGNÓSTICO DE DEFEITOS E AVALIAÇÃO FUNCIONAL - 8 RESTAURAÇÃO ASFÁLTICA - 9 DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS FLEXÍVEIS - 10 DIMENSIONAMENTO E EXECUÇÃO DE PAVIMENTOS RÍGIDOS BALBO, J. T. Pavimentação Asfáltica: Materiais, Projeto e Restauração. 1. ed. São Paulo: Oficina de Textos, BERNUCCI, L. B.; et al. Pavimentação Asfáltica: Formação Básica para Engenheiros. Rio de Janeiro: PETROBRAS, SENÇO, W. de. Manual de Técnicas de Pavimentação. São Paulo: Pini, v DISCIPLINA: Materiais de Construção - 1 AGREGADOS Agregados miúdos e graúdos Ensaios de laboratório - 2 AGLOMERANTES Cimento Cal Gesso Ensaios de laboratório - 3 ADITIVOS E ADIÇÕES

9 Tipos, propriedades e utilizações Processos de fabricação Ensaios de laboratório - 4 ARGAMASSAS Propriedade das argamassas Traços Preparo Dosagem Ensaios de laboratório - 5 MATERIAIS CERÂMICOS Propriedades dos materiais cerâmicos Processos de fabricação Tipos e ensaios de laboratório BAUER, F. L. A. Materiais de Construção. 5. ed. Revisada. Rio de Janeiro: LTC, v. e 2. v. BERTOLINI, L. Materiais de Construção: Patologia, Reabilitação, Prevenção. 1. ed. São Paulo: Oficina de Textos, ISAÍA, G. C. Materiais de Construção Civil e Princípios de Ciência e Engenharia de Materiais. São Paulo: Ibracon, v. e 2. v. DISCIPLINA: Sistemas Estruturais Cálculo das reações de apoio de vigas hiperestáticas pelo Método de Cross e Determinação do grau de estaticidade das estruturas. Cálculo de vigas isostáticas e hipestáticas. 1- Cálculo das reações em uma viga isostática. Diagramas do esforço cortante e momento fletor. 2- Métodos para determinação das reações de apoio em vigas hiperestáticas: Kani e Cross. 3- Aplicação do processo de Cross no cálculo de reações em vigas hiperestáticas. 4- Reações, diagramas de esforços cortantes e momentos fletor em vigas hiperestáticas. 5- Processo de Cross: cálculo de reações e diagramas de esforço cortante e momento fletor. BOTELHO, C. H. M. Concreto armado eu te amo. Edgard Blucher, PFEIL, Walter. Concreto Armado. Rio de Janeiro: LTC,1989. ROCHA, Anderson Moreira da. Concreto Armado. São Paulo: Nobel,1999. RAMALHO, Márcio Antônio; CORRÊA, Márcio Roberto Silva Projeto de Edifícios de Alvenaria Estrutural. Projeto de Divulgação Tecnológica: ABCP e Senai, SHORT, Andrew. Concreto Ligero: cálculo, fabricación, diseño y aplicaciones. México. Editorial: Limusa-Wiley, PETRUCCI, Eládio G. R. Concreto de Cimento Portland. Porto Alegre: Rio de Janeiro:

10 Globo,1998. MELLO, Eldon Londe. Concreto Armado. Brasília: UNB:FINATEC, DURABILIDADE DOS CONCRETOS DE CIMENTO PORTLAND. São Paulo DISCIPLINA: Programação Orientada Objetos 1.Conceitos Chaves da Orientação a Objetos Abstração Encapsulamento e ocultação de dados Polimorfismo Modularidade Herança Tipificação 2. Mecanismos da Orientação a Objetos Objeto Classe Membros de Classe Atributos Métodos Membros Estáticos e de Instância Herança Construção e Destruição de Objetos Mensagens 3. Relacionamentos entre Objetos Generalização e Especialização Agregação e Composição Implementação Dependência e Uso 4. Programação Orientada a objetos Classes Herança Polimorfismo Métodos Interfaces, Classes e Métodos Abstratos 5. Tratamento de Exceções Visão geral do tratamento de exceções Disparo e captura de exceções Projeto de exceções 6. Manipulação de Eventos Conceito de Evento Manipuladores de Evento Captura e Disparo de Eventos DEITEL, Harvey M. Java: como programar. 6. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005

11 HORSTMANN, Cay. Big Java. Porto Alegre: Bookman, KOLLING, Michael; BARNES, David J. Programação Orientada a Objetos com Java. São Paulo: Prentice-Hall, DISCIPLINA: Tecnologia de Controle Numérico 1. INTRODUÇÃO À TEORIA DA USINAGEM DOS MATERIAIS 2. GEOMETRIA DA FERRAMENTA DE CORTE 3. FORMAÇÃO DE CAVACOS 4. FORÇA E POTÊNCIA DE USINAGEM 5 TECNOLOGIA DOS EQUIPAMENTOS CNC 6 PROGRAMAÇÃO DE TORNO CNC (2 EIXOS) 7 PROGRAMAÇÃO DE FRESADORA CNC (3 EIXOS) 1-MACHADO, Álisson Rocha. COELHO, Reginaldo Teixeira. Teoria da Usinagem dos Materiais. São Paulo: Editora Blucher, DINIZ, Anselmo Eduardo; MARCONDES, Francisco Carlos; COPPINI, Nivaldo Lemos. Tecnologia da usinagem dos materiais. 6. ed. São Paulo: Artliber, RELVAS, Carlos. Controlo Numérico Computadorizado: Conceitos Fundamentais. 3ª ed. Porto: Publindústria, DISCIPLINA: Desenho Técnico 1. TRAÇADO DE RETAS E DE CURVAS; 2. PROJEÇÕES ORTOGONAIS; 3. PERSPECTIVAS; 4. VISTAS E CORTES ORTOGONAIS DE PEÇAS 5. DESENHO ARQUITETÔNICO 1 - FRENCH, T. E.. Desenho técnico e tecnologia gráfica. 8.ed. São Paulo: Globo, LEAKE, J. M.; BORGERSON, J. Manual de desenho técnico para engenharia: desenho, modelagem e visualização. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, SILVA, A.; RIBEIRO, C. T.; DIAS, J. Desenho técnico moderno. 5.ed., Rio de Janeiro: LTC, SPECK, H. Jo.; PEIXOTO, V. V. Manual básico de desenho técnico. 6.ed. Florianópolis: EdUFSC, BALDAM, R. de L.; COSTA, L. AutoCAD 2011: utilizando totalmente. São Paulo: Érica, DISCIPLINA: Pesquisa Operacional Básica 1. PROGRAMAÇÃO MATEMÁTICA 2. DECISÃO MULTICRITERIAL 3. PROCESSOS ESTOCÁSTICOS 4. SIMULAÇÃO

12 5. TEORIA DA DECISÃO E TEORIA DOS JOGOS E FILAS 6. ANÁLISE DE DEMANDAS POR PRODUTOS 1-ANDRADE, Eduardo Leopoldino. Introdução à pesquisa operacional: métodos e modelos para análise de decisões. 4 ed. Rio de Janeiro: LTC, CAIXETA-FILHO, José Vicente. Pesquisa Operacional: Técnicas de otimização aplicadas a sistemas agroindustriais. 2 ed. São Paulo: Atlas, LACHTERMACHER, Gerson. Pesquisa operacional na tomada de decisões. 4. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, CORRAR, Luiz J.; THEÓPHILO, Carlos Renato (Org.). Pesquisa operacional: para decisão em contabilidade e administração : contabilometria. 2. ed. São Paulo: Atlas, DORNIER, Philippe-Pierre; ERNST, Ricardo; FENDER, Michel; KOUVELIS, Panos. Logística e operações globais: textos e casos. São Paulo: Atlas, DISCIPLINA: Transferência de Calor e Massa 1. TRANSFERÊNCIA DE CALOR POR CONDUÇÃO 2. TRANSFERÊNCIA DE CALOR POR CONVECÇÃO LIVRE E FORÇADA 3. TRANSFERÊNCIA DE CALOR POR RADIAÇÃO 4. TRANSFERÊNCIA DE MASSA POR DIFUSÃO 5. TRANSFERÊNCIA DE MASSA POR CONVECÇÃO 6. ANALOGIA ENTRE TRANSFERÊNCIA DE CALOR E MASSA 1-INCROPERA, Frank P. et al. Fundamentos de transferência de calor e de massa. 6. ed. Rio de Janeiro: LTC, xix, 643 p. 2-FOX, Robert W.; MCDONALD, Alan T.; PRITCHARD, Philip J. Introdução à mecânica dos fluidos. 7. ed. Rio de Janeiro: LTC, xiv, 710 p. 3-CANEDO, E. L. Fenômenos de transporte, Rio de Janeiro: LTC, WELTY, J. R. Fundamentals of momentum, heat, and mass transfer, 4th ed New York: John Wiley & Sons, BIRD, R. B.; STEWART, W. E; LIGHTFOOT, E. N. Transport phenomena, New York (USA): John Wiley & Sons, DISCIPLINA: Engenharia Econômica e Administração 1 - JUROS: CONCEITOS E MODALIDADES; 2 - MÉTODOS DE ANÁLISE DE INVESTIMENTOS; 3 - INTRODUÇÃO A ANÁLISE DE RISCOS; 4 - APLICAÇÕES EM SUBSTITUIÇÕES DE EQUIPAMENTOS; 5 - ANÁLISE DE FLUXO DE CAIXA; 6 - ANÁLISE DE INVESTIMENTOS. 1 - CASAROTTO FILHO, N.; KOPITTKE, B. H. Análise de investimentos: matemática financeira, engenharia econômica, tomada de decisão, estratégia empresarial. 10. ed., São Paulo: Atlas, CHIAVENATO, I. Introdução à teoria geral da administração. 7ª ed., Rio de Janeiro: Campus, 2004.

13 3 - MOTTA, R. R.; CALÔBA, G. M. Análise de investimentos: tomada de decisão em projetos industriais. São Paulo: Atlas, EHRLICH, P. J. Engenharia Econômica: avaliação e seleção de projetos de investimento. 6. ed., São Paulo: Atlas, HESS, G. Engenharia econômica. 19.ed., São Paulo: DIFEL, DISCIPLINA: Engenharia de Segurança 1- RISCOS EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS DE ELETRICIDADE; 2- MEDIDAS DE CONTROLE DO RISCO ELÉTRICO (EQUIPOTENCIALIZAÇÃO, BLOQUEIOS FÍSICOS, DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO, ETC.); 3 - REGULAMENTAÇÃO DO MTE A RESPEITO DE SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS DE ELETRICIDADE (NR10 E OUTRAS); 4 - EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO COLETIVA E INDIVIDUAL; 5 - ROTINAS DE TRABALHO (PROCEDIMENTOS); 6 - DANOS FÍSICOS E PRIMEIROS SOCORROS EM ACIDENTES COM ELETRICIDADE. 1 - KINDERMAN, G. Choque Elétrico 2ª Ed. Rio de Janeiro: LTC, PAOLESCHI, B. CIPA Guia Prático de Segurança do Trabalho, São Paulo: Editora Érica, DE SOUZA, J. J. B., PEREIRA, J. G. NR-10 Comentada Manual de Auxilio na Interpretação e Aplicação da Nova NR 10, São Paulo: LTR, DE SOUSA, L. M. M., Primeiros Socorros- Condutas Técnicas, São Paulo: Érica, FERREIRA, A. B. H., Segurança em Eletricidade Trabalhar com Segurança é Fundamental, São Paulo: LTR, DISCIPLINA: Análise de Sinais 1 - DEFINIÇÃO, PROPRIEDADES E CLASSIFICAÇÃO DOS SIS CONTÍNUOS E DISCRETOS. 2 - SIS LINEARES E INVARIANTES NO TEMPO. 3 - CONVOLUÇÃO. 4 - FUNÇÃO DE TRANSFERÊNCIA. 5 - SÉRIES DE FOURIER. 6 - TRANSFORMADA DE FOURIER. 7 - AMOSTRAGEM DE SINAIS ANALÓGICOS. 8 - MODELAGEM E ANÁLISE DE SIS DISCRETOS. 1 - OPPENHEIM, A. V.; SCHAFER, R W. Discrete-time signal processing, 3rd. ed., Prentice-Hall, INGLE, V. K.; PROAKIS, J. G. Digital signal processing using Matlab, Thomson, OPPENHEIM, A.V.; WILLSKY, A. S. Sinais e Sistemas, 2a edição, Pearson, HSU, H. P. Teoria e Problemas de Sinais e Sistemas - Coleção Schaum, Porto Alegre: Bookman, 2004, 431 p. 5 - HAYKIN, S. e VEEN, B. V. Sinais e Sistemas, Porto Alegre: Bookman, 2001.

14 DISCIPLINA: Topografia 1) SIS DE COORDENADAS. GRANDEZAS MEDIDAS EM UM LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO. 2) MÉTODOS DE LEVANTAMENTO PLANIMÉTRICO. INSTRUMENTOS DE AQUISIÇÃO E IMPLANTAÇÃO DE DADOS. 3) PROCESSAMENTO DOS DADOS PARA O CÁLCULO ANALÍTICO DE POLIGONAIS. DESENHO TOPOGRÁFICO E ESCALA. 4) NÍVEIS TOPOGRÁFICOS. REFERÊNCIA DE NÍVEL (RN): COTA/ALTITUDE. 5) TIPOS DE NIVELAMENTO. CONSTRUÇÃO DE PERFIS. 6) DETERMINAÇÃO DA DECLIVIDADE ENTRE PONTOS. MÉTODOS DE GERAÇÃO DAS CURVAS DE NÍVEL. 1 - BORGES, A. C. Topografia aplicada à Engenharia Civil. 3ª reimpressão. São Paulo: E. Blücher, v. 1 e v CASACA, J. M.; MATOS, J. L.; DIAS, J. M. B. Topografia Geral. 4. ed. LTC, COMASTRI, J. A.; TULER, J. C. Topografia: altimetria. 3. ed. Viçosa: Universidade Federal de Viçosa, ESPARTEL, L. Curso de Topografia. Porto Alegre: Globo, GONÇALVES, J. A.; MADEIRA, S.; SOUSA, J. J. Topografia: conceitos e aplicações. Lisboa: Lidel, LOCH, C.; CORDINI, J. Topografia Contemporânea: planimetria. Florianópolis: UFSC, DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DISCIPLINA: Enfermagem em Saúde Mental 1- Saúde Mental: conceito e princípios. 2- Enfermagem Psiquiátrica: conceito e princípios. História da Psiquiatria - conceitos e princípios Assistência em Enfermagem Psiquiátrica. 3- Comunicação: situação enfermeiro x cliente; formas e classificação. 4- Mecanismo de Defesa do Ego: conceito, princípios, características, mecanismos de defesa, classificação das defesas, sublimação, defesas patológicas, negação, projeção, introspecção, repressão, formação reativa, anulação, isolamento, regressão, defesa contra afetos, bloqueios de afetos, equivalente de afetos, formação reativa contra afetos. 5- Reforma Psiquiátrica: histórico, conceito, modelos, princípios da Reforma Psiquiátrica Italiana, diferenças entre desinstitucionalização e desospitalização. Reforma Psiquiátrica no Brasil: situação atual, avanços, avaliação. 6- Políticas em Saúde Mental: Portaria 224 de 29/01/ Política Estadual de Saúde Mental - Lei nº 9.716, Política Nacional de Saúde Mental - Lei nº 3.657, Declaração de Caracas. 7- Reabilitação Psicossocial: conceitos, modelos, apresentação e discussão do vídeo do Centro Comunitário de Saúde Mental de São Lourenço do Sul. 8- Processo de Enfermagem em Psiquiatria ou Saúde Mental: processo de Enfermagem de Irving - principais conceitos da Reforma Psiquiátrica:

15 desinstitucionalização, atenção integral, reabilitação psicossocial. 9- Prevenção em Saúde Mental - primária, secundária e terciária: objetivos, conceitos e classificação. 10- Influências de fatores culturais sobre a saúde e a doença mental: conceitos de: cultura, normas culturais, desvio, grupo étnico, estereótipo cultural, choque cultural, perspectiva histórica, aspectos culturais da doença mental, saúde mental x desvio, sensibilidade e estereótipo cultural, etnia, sexo, situação sócio econômica. AMARANTE, Paulo. Saúde Mental e Atenção Psicossocial. Rio de Janeiro: Fundação Oswaldo Cruz, BARLOW, David H. Manual Clínico dos transtornos psicológicos: Tratamento passo a passo. Porto Alegre: Artmed, KAPLAN, Harold I.; SADOCK, Benjamin J.; GREBB, Jack. Compêndio de Psiquiatria: ciências do comportamento e psiquiatria clínica. 7.ed. Porto Alegre: Artes Médicas, TOWNSEND, Mary C; MUNDIM, Fernando Diniz (Trad.). Enfermagem psiquiátrica: conceitos e cuidados. 3. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, DALMOLIN, Bernardete Maria. Esperança Equilibrista: Cartografias de sujeitos em sofrimento psíquico. Rio de Janeiro: FIOCRUZ, DISCIPLINA: Fisioterapia Neuropediátrica 1- Crescimento e desenvolvimento infantil: desenvolvimento neuromotor típico e atípico. 2- Alterações do Desenvolvimento Motor: avaliação fisioterapêutica, princípios e objetivos terapêuticos. 3- Infecções congênitas e perinatais. 4- Prematuridade e aspectos neuromotores. 5- Patologias e Acometimentos associados aos transtornos neurológicos e do desenvolvimento na Infância. LEVITT, Sophie; VEZZÁ, Flora Maria Gomide; NASCIMENTO, Fernando Gomes do (Trad.). O tratamento da paralisia cerebral e do retardo motor. 3. ed. São Paulo: Manole, LIMA, César Luiz Ferreira de Andrade; FONSECA, Luis Fernando. Paralisia cerebral: neurologia, ortopedia e reabilitação. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, MOURA, Elcinete Wentz de; SILVA, Priscilla do Amaral Campos e (Coord.). Fisioterapia: aspectos práticos e clínicos da reabilitação. São Paulo: Artes Médicas, SHEPHERD, Roberta B. Fisioterapia em pediatria. 3. ed. São Paulo: Santos, TECKLIN, Jan Stephen. Fisioterapia pediátrica. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, DISCIPLINA: Fisioterapia em Ginecologia e Obstetrícia 1- Fisioterapia na assistência à saúde feminina em distúrbios urológicos, ginecológicos e sexuais. 2- Fisioterapia na assistência à saúde masculina em distúrbios urológicos e sexuais. 3- Fisioterapia na gravidez, durante o parto e no pós-parto: avaliação, objetivos, planejamento do tratamento e da educação para a saúde.

16 4- Assistência fisioterapêutica na gravidez normal e de alto risco, no parto e no pósparto. 5- Técnicas de intervenção fisioterapêutica nos estados uroginecológicos (cinesioterapia, biofeedback, eletroestimulação, terapia comportamental). AMARO, João Luiz (Coord.). Reabilitação do assoalho pélvico: nas disfunções urinárias e anorretais. São Paulo: Segmento, BARACHO, Elza. Fisioterapia aplicada à obstetrícia, uroginecologia e aspectos de mastologia. 4 ed., rev. e ampl. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, BENT, Alfred E; ARAÚJO, Cláudia Lúcia Caetano de (Trad.). Ostergard, uroginecologia e disfunções do assoalho pélvico. 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, ETIENNE, Mara de Abreu; WAITMAN, Michelle Cristina. Disfunções sexuais femininas: a fisioterapia como recurso terapêutico São Paulo: Livraria Médica Paulista Editora, TRUZZI; BRUSCHINI, H.; SROUGI, M. Distúrbios Urológicos na Gravidez. São Paulo: Manole, DISCIPLINA: Dentística Dentística: conceito, finalidade e relação com disciplinas afins. Nomenclatura e classificação das cavidades. Instrumentos utilizados em Dentística. Princípios gerais e modernos do preparo cavitário. Isolamento do campo operatório: relativo e absoluto. Acabamento e polimento das restaurações de amálgama, de cimento de ionômero de vidro e de resina composta. GARONE NETTO, Narciso (et al.). Dentística restauradora: restaurações diretas, técnicas, indicações, recursos. São Paulo: Santos, GARONE NETTO, Narciso (et al.). Introdução à dentística restauradora. São Paulo: Santos, MONDELLI, José. Fundamentos de Dentística Operatória. 1. ed. São Paulo: Santos, HIRATA, Ronaldo. Tips: dicas em Odontologia estética. São Paulo: Artmed, MONDELLI, José. Dentística operatória. São Paulo: Sarvier, 1977, DISCIPLINA: Química Farmacêutica 1 - Estruturas químicas, Relação estrutura-atividade, obtenção dos principais exemplares, ações desejadas e principais efeitos indesejados, características químicas dos hipnóticos e sedativos. 2- Estruturas químicas, Relação estrutura-atividade, obtenção dos principais exemplares, ações desejadas e principais efeitos indesejados, características químicas dos anticonvulsivantes. 3- Estruturas químicas, Relação estrutura-atividade, obtenção dos principais exemplares, ações desejadas e principais efeitos indesejados, características químicas do mecanismo de ação dos anti-inflamatórios esteroidais e não esteroidais.

17 4- Estruturas químicas, Relação estrutura-atividade, obtenção dos principais exemplares, ações desejadas e principais efeitos indesejados, características químicas dos agentes psicotrópicos e estimulantes do sistema nervoso central. 5 - Estruturas químicas, Relação estrutura-atividade, obtenção dos principais exemplares, ações desejadas e principais efeitos indesejados, características químicas do mecanismo de ação dos colinérgicos e anticolinérgicos, estimulantes adrenérgicos e bloqueadores adrenérgicos. 6 - Estruturas químicas, Relação estrutura-atividade, obtenção dos principais exemplares, ações desejadas e principais efeitos indesejados, características químicas do mecanismo de ação da histamina e agentes anti-histamínicos. BARREIRO, Eliezer J.; FRAGA, Carlos Alberto Manssour. Química medicinal: as bases moleculares da ação dos fármacos. Porto Alegre ArtMed, p GOODMAN, Louis S; HARDMAN, Joel G.; LIMBIRD, Lee E. (Editor). As bases farmacológicas da terapêutica. 10.ed. Rio de Janeiro: Mc Graw-Hill, p. KOROLKOVAS, Andrejus; BURCKHALTER, Joseph H. Química farmacêutica. Rio de Janeiro:Guanabara Koogan, p DISCIPLINA: Terapias Alternativas e Complementares em Nutrição 1- Filosofia e conceitos da alimentação não convencional. 2- Origem das dietas alternativas no contexto ecológico. 3- Tipos de alimentação vegetariana: filosofia, conceitos e correntes. 4- A alimentação macrobiótica. 5- Outras linhas de alimentação não Convencional. 6- Princípios básicos comuns às dietas não convencionais. 7- Restrições ao consumo de carnes vermelhas (razões). EVANGELISTA, José. Alimentos: um estudo abrangente. São Paulo: Atheneu, MAHAN, L. Kathleen; ESCOTT-STUMP, Sylvia. Krause: Alimentos, nutrição e dietoterapia. 6. ed. 12. ed. São Paulo, SP: Roca, 2005/2010. BORSOI, Maria Angela. Nutrição e Dietética: noções básicas. 12. ed. São Paulo, SP: SENAC Nacional, DISCIPLINA: Enfermagem em Saúde Coletiva 1- Administração em Saúde Pública. 2- Diagnósticos coletivos de saúde. 3- Elaboração de projetos e programas coletivos de saúde 4- Planejamento técnico e planejamento participativo em saúde. 5- Aplicação prática de conhecimentos nas diversas instâncias da organização dos serviços públicos de saúde existentes, no Município e Região. 6- Controle e avaliação de programas de saúde. MINAYO, Maria Cecilia de Souza; CARVALHO, Yara Maria de; CAMPOS, Gastão Wagner de Sousa; DRUMOND Júnior, Marcos; Akerman. Tratado de Saúde Coletiva. 2. ed. Marco Editora. CAMPOS. Gastão W. de Souza. Saúde Paideia. São Paulo: Hucitec, 2007.

18 IBANEZ, Nelson et al. Política e Gestão Pública em saúde. São Paulo: Hucitec, SANTOS. Álvaro da Silva et all. A enfermagem na gestão em atenção primária à saúde. São Paulo: Manole, CAMPOS. Gastão W. de Souza. Um método para análise e cogestão de coletivos. São Paulo: Hucitec, DISCIPLINA: Medicina Legal 1- Introdução à Medicina Legal 2- Lesões corporais de natureza penal e cível 3- Traumatologia médico-legal 4- Infortunística 5- Tanatologia 6- Balística ALMEIDA JÚNIOR, A.; COSTA JÚNIOR, J. B. de O. e. Lições de Medicina Legal. 22 ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, CROCE, Delton; CROCE JÚNIOR, Delton. Manual de Medicina Legal. 8 ed. São Paulo: Saraiva, FRANÇA, Genival Veloso de. Direito Médico. 10 ed. Rio de Janeiro: Forense, DISCIPLINA: Fisioterapia nos Distúrbios Vasculares Periféricos 1- Avaliação Fisioterapêutica nos distúrbios vasculares periféricos. 2- Fisiopatologia dos distúrbios vasculares periféricos dos MMII, MMSS e tronco. 3- Atuação Fisioterapêutica nos distúrbios vasculares periféricos de MMII, MMSS e tronco. 4- Tipos e níveis de amputações de MMII e MMSS e tipos, modelos e diferentes componentes das próteses. 5- Reabilitação funcional do amputados pré e pós protetização. CARVALHO, José André. Amputações de membros inferiores: em busca da plena reabilitação. 2. ed., ver. e ampl. Barueri: Manole, FERNANDES, Jean-Claude; THEYS, Serge; BOUCHET, Jean-Yves. Reeducação vascular nos edemas dos membros inferiores: concepção, realização e transcrição em prática liberal e hospitalar. Barueri: Manole, MAFFEI, Francisco Humberto de Abreu et al. Doenças vasculares periféricas. 3. ed. São Paulo: Medsi, KOTTKE, Frederic J; LEHMANN, Justus F. Tratado de medicina física e reabilitação de Krusen. 4. ed. São Paulo: Manole, KUHN, Peter. As amputações do membro inferior e suas próteses. São Paulo: Lemos, DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DISCIPLINA: Biodinâmica, Manejo e Conservação do Solo

19 - Introdução ao uso, manejo e conservação do solo; - Erosão do solo; - Mobilização do solo; - Instrumentos e implementos utilizados na conservação do solo; - Práticas conservacionistas; - Sistemas de cultivos; - Levantamento e planejamento conservacionista. MEURER, Egon José. Fundamentos de Química do Solo. 4. ed. Editora Evangraf, KLEIN, Vilson Antônio. Física do solo. Passo Fundo: UPF, PRIMAVESI, Ana. Manejo ecológico solo: a agricultura em regiões tropicais. São Paulo: Nobel, BERTONI, José; LOMBARDI NETO, Francisco. Conservação do solo. 4. ed. São Paulo: Icone, BRASILEIRA DE CIÊNCIA DO SOLO. Comissão de Química e Fertilidade do Solo. Manual de adubação e de calagem: para os estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. 10. ed. Porto Alegre: Núcleo Regional Sul/Sc-Soc. Brasileira de Ciência do Solo, DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADA DISCIPLINA: Administração da Produção e Operações 1 Introdução a Administração da Produção 1.1 Conceito 1.2 Evolução 1.3 Funções gerenciais da produção 1.4 O sistema de produção: tipos de sistema de produção 1.5 Relacionamento sistêmico da produção com as demais áreas da empresa 1.6 Planejamento estratégico da produção 1.7 O processo de tomada de decisão em administração da produção 1.8 Tendências atuais do gerenciamento de produção 2 Planejamento da Capacidade 2.1 Aspectos gerais 2.2 Importância das decisões sobre capacidade 2.3 Medida da capacitação 2.2 Expansão da capacidade 2.3 Avaliação econômica de alternativas de capacidade 2.4 Planejamento de equipamentos e de mão-de-obra 2.5 Utilização estratégica da capacidade da empresa 3 Projeto do Produto e Planejamento e Análise de Processos 3.1 O ciclo de vida de um produto 3.2 Planejamento de bens e serviços 3.3 Desenvolvimento do projeto do produto 3.4 Atividade de Planejamento de processo 3.5 Adaptação do produto ao processo

20 3.6 Confiabilidade de produtos 3.7 Projeto de serviços 4 Arranjo Físico 4.1 Aspectos gerais 4.2 Princípios de arranjo físico 4.3 Tipos básicos de arranjo físico 4.4 O estudo e a implantação do arranjo físico 4.5 Fatores que influenciam no arranjo físico 4.6 Planejamento do arranjo físico 4.7 Métodos de realização do arranjo físico 4.8 Utilização estratégica do arranjo físico 5 Projeto e Medida do Trabalho 5.1 Aspectos gerais 5.2 Histórico 5.3 Estratégia de utilização da mão-de-obra 5.4 Projeto de trabalho e satisfação de trabalhos 5.5 Análise de métodos de trabalho 5.6 Medida do trabalho CHIAVENATO, I. Iniciação à Administração da Produção. São Paulo: Makron, McGRaw-Hill, DAVIS, M. M. et. all. Fundamentos da Administração da Produção. 3º ed. Porto Alegre: Bookmam, FITZSIMMONS, J. A. Administração de Serviços: operações, estratégicas e tecnologia de informação. 2º ed. Porto Alegre: Bookman, GAITHER, N.; FRAIZIER, G. Administração da Produção e Operações. São Paulo: Pioneira, 2001 DISCIPLINA: Teoria Geral da Administração 1. Abordagem Humanística da Administração Experiência de Hawthorne Teoria das Relações Humanas 2. Abordagem Neoclássica da Administração Centralização X Descentralização Departamentalização 3. Abordagem Estruturalista da Administração Teoria da Burocracia Teoria Estruturalista 4. Abordagem Comportamental da Administração Estilos de administração Sistemas de administração Processo decisorial 5. Teoria do Desenvolvimento Organizacional As mudanças e a organização Modelos de D. O. ARAUJO, Luis César G. de; GARCIA, Adriana Amadeu. Teoria geral da administração: orientação para escolha de um caminho profissional. São Paulo: Atlas, CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração. 3.ed.- Ed. compacta São Paulo: Mcgraw Hill, 2004.

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS PONTOS PARA CONCURSO PÚBLICO DE DOCENTES DO ENSINO SUPERIOR EDITAL 001/2009 Matéria/Área do Conhecimento: MATEMÁTICA 1. Transformações Lineares e Teorema do Núcleo

Leia mais

RELAÇÃO DESCRITIVA DO ACERVO INDICADO NO PPC Campus Formosa

RELAÇÃO DESCRITIVA DO ACERVO INDICADO NO PPC Campus Formosa RELAÇÃO DESCRITIVA DO ACERVO INDICADO NO PPC Campus Formosa Bacharelado em Engenharia Civil bibliografia complementar ALMEIDA, Márcio de Souza S. Aterros sobre solos moles: projeto e desempenho. 1. reimpr.

Leia mais

CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS - CCT

CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS - CCT CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS - CCT Área de Conhecimento Ementa/Bibliografia Acionamentos Elétricos Conversão Eletromecânica de Energia: Circuitos magnéticos. Sistemas e dispositivos magnetelétricos.

Leia mais

TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES

TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1. Aplicação de softwares na confecção de textos, planilhas, e projetos. 2. Interpretação e desenvolvimento de desenhos técnicos e de projetos arquitetônicos

Leia mais

HORÁRIO DE PROVAS 3º BIMESTRE

HORÁRIO DE PROVAS 3º BIMESTRE CURSO DE PEDAGOGIA Gestão Escolar e Organização do Trabalho Pedagógico I 23.09.13 19horas Fundamentos da Língua Portuguesa: Leitura e Produção de 23.09.13 21horas Textos Psicologia da Educação I 24.09.13

Leia mais

DISCIPLINA: EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO

DISCIPLINA: EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO PROCESSO SELETIVO DE MONITORIA - EDITAL Nº08/2013.2 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO PARA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA: EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO Conteúdo Programático: UNIDADE I: O Universo Organizacional

Leia mais

CARGA CURSO DISCIPLINA

CARGA CURSO DISCIPLINA CARGA CURSO DISCIPLINA HORARIA Administração AD ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS II 40 AD CONTABILIDADE E CUSTOS II 40 AD CONTABILIDADE GERENCIAL 40 AD ECONOMIA INDUSTRIAL 40 AD ESTATÍSTICA

Leia mais

X (X-X): Total de Créditos (Carga Teórica semanal-carga Prática semanal)

X (X-X): Total de Créditos (Carga Teórica semanal-carga Prática semanal) Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Curso: Engenharia Agrícola e Ambiental Matriz Curricular 1 Período IB 157 Introdução à Biologia 4 (2-2) IT 103 Técnicas Computacionais em Engenharia 4 (2-2)

Leia mais

BIBLIOGRAFIA BÁSICA PARA AS DISCIPLINAS DA ÁREA DE ENGENHARIA

BIBLIOGRAFIA BÁSICA PARA AS DISCIPLINAS DA ÁREA DE ENGENHARIA BIBLIOGRAFIA BÁSICA PARA AS DISCIPLINAS DA ÁREA DE ENGENHARIA 1. ALGEBRA LINEAR ANTON, H.; RORRES, C. Álgebra linear com aplicações. 10 ed. Rio de Janeiro: Bookman, 2012. 786p. BOLDRINI, J.L.; COSTA, S.I.R.,

Leia mais

Curso de Administração Informações da Disciplina: Comunicação

Curso de Administração Informações da Disciplina: Comunicação Comunicação Cristiane Hengler Corrêa Bernardo Propiciar ao estudante de administração condições para compreender o processo de comunicação empresarial enquanto instrumental para a orientação dos fluxos

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Matemática I CURSO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º PERÍODO Matrizes e sistemas lineares. Funções: lineares, afins quadráticas, exponenciais

Leia mais

ANEXO I QUADRO DAS ÁREAS DE ESTUDO. Lotação 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ

ANEXO I QUADRO DAS ÁREAS DE ESTUDO. Lotação 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ Código/Área de Estudo. Desenho Técnico, Desenho Assistido por Computador (CAD), Informática 02. Materiais para Construção Mecânica, Corrosão e Tribologia 03. Termodinâmica, Refrigeração, Transferência

Leia mais

CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO / DIURNO PROGRAMA DE DISCIPLINA

CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO / DIURNO PROGRAMA DE DISCIPLINA CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO / DIURNO PROGRAMA DE DISCIPLINA DISCIPLINA: CARTOGRAFIA E TOPOGRAFIA CÓDIGO: CRT003 CLASSIFICAÇÃO: Obrigatória PRÉ-REQUISITO: não tem CARGA HORÁRIA: TÉORICA : 30 horas

Leia mais

UNP - Universidade Potiguar EDITAL DE OFERTA DE DISCIPLINAS EM TURMA ESPECIAL - 2015 JULHO A DEZEMBRO ANEXO ÚNICO: DISCIPLINAS EM OFERTA

UNP - Universidade Potiguar EDITAL DE OFERTA DE DISCIPLINAS EM TURMA ESPECIAL - 2015 JULHO A DEZEMBRO ANEXO ÚNICO: DISCIPLINAS EM OFERTA UNP - Universidade Potiguar EDITAL DE OFERTA DE DISCIPLINAS EM TURMA ESPECIAL - 2015 JULHO A DEZEMBRO ANEXO ÚNICO: DISCIPLINAS EM OFERTA A - CURSOS DE GRADUAÇÃO (PRESENCIAL E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA) Curso

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO COLEGIADO CES

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO COLEGIADO CES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Conselho Nacional de Educação / Câmara de Educação Superior ASSUNTO: Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Engenharia RELATOR(A):

Leia mais

9788522114252,00 CARREIRA: Planejamento e Gestão 9788522114665,00 Gestão Estratégica de Negócios - 2ª ed. revista e ampliada 9788522112289,00 ADM*

9788522114252,00 CARREIRA: Planejamento e Gestão 9788522114665,00 Gestão Estratégica de Negócios - 2ª ed. revista e ampliada 9788522112289,00 ADM* ISBN 9788522114252,00 CARREIRA: Planejamento e Gestão Título 9788522114665,00 Gestão Estratégica de Negócios - 2ª ed. revista e ampliada 9788522112289,00 ADM* 9788522122691,00 Administração de Recursos

Leia mais

RELAÇÃO DESCRITIVA DO ACERVO INDICADO NO PPC Campus Formosa

RELAÇÃO DESCRITIVA DO ACERVO INDICADO NO PPC Campus Formosa RELAÇÃO DESCRITIVA DO ACERVO INDICADO NO PPC Campus Formosa Bacharelado em Engenharia Civil Bibliografia básica ÁLGEBRA linear. 3. ed., Revista e ampliada. São Paulo: HARBRA, 1986. 411 p., il. Inclui bibliografia.

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR - 2012/1º semestre (Aprovada pela Resolução nº 01 CONSEPE, de 09/02/2012). 1º PERÍODO 2º PERÍODO

ESTRUTURA CURRICULAR - 2012/1º semestre (Aprovada pela Resolução nº 01 CONSEPE, de 09/02/2012). 1º PERÍODO 2º PERÍODO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI INSTITUTO DE CIÊNCIA, ENGENHARIA E TECNOLOGIA - TEÓFILO OTONI CURSO DE GRADUAÇÃO - ENGENHARIA CIVIL ESTRUTURA CURRICULAR

Leia mais

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: ECONOMIA PLANO DE CURSO

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: ECONOMIA PLANO DE CURSO COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: ECONOMIA Código: DIR-141 Pré-requisito: ---- Período Letivo: 2015.2 Professor: Edilene de

Leia mais

Segue abaixo temas da prova didática a serem sorteados.

Segue abaixo temas da prova didática a serem sorteados. Segue abaixo temas da prova didática a serem sorteados. ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR E GESTÃO EM SAÚDE: 1. Marketing dos serviços de saúde. 2. Gestão de Recursos Humanos em hospitais. 3. Organização e administração

Leia mais

EMENTÁRIO E BIBLIOGRAFIA BÁSICA

EMENTÁRIO E BIBLIOGRAFIA BÁSICA EMENTÁRIO E BIBLIOGRAFIA BÁSICA 2º ANO Nome da disciplina: Física Geral II Carga horária: 90h Acústica e Ondas. Óptica Física e Geométrica. Lei de Coulomb; Campo Elétrico. Lei de Gauss. Potencial. Capacitância.

Leia mais

FESURV-UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CONCURSO PÚBLICO PARA CARGOS DE PROFESSOR (NÍVEL ADJUNTO I) - EDITAL N. 001/2014

FESURV-UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CONCURSO PÚBLICO PARA CARGOS DE PROFESSOR (NÍVEL ADJUNTO I) - EDITAL N. 001/2014 FESURV-UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CONCURSO PÚBLICO PARA CARGOS DE PROFESSOR (NÍVEL ADJUNTO I) - EDITAL N. 0/24 ANEXO I QUADRO GERAL DE S E 1. Faculdade de Administração 1.1 Administração Administração ou

Leia mais

LISTAGEM DAS UNIDADES DE ENSINO OFERTADAS PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM 2015/2 * EM REGIME DE DEPENDÊNCIA/ADAPTAÇÃO

LISTAGEM DAS UNIDADES DE ENSINO OFERTADAS PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM 2015/2 * EM REGIME DE DEPENDÊNCIA/ADAPTAÇÃO Administração de Adm. em Serviços de Enfermagem Hospitalar Enfermagem Administração Mercadológica I / Marketing / Administração Mercadológica II Algoritmos e Técnicas de Programação Análise Ambiental Biomedicina

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: MARKETING Políticas de supply chain management e logística reversa Planejamento estratégico de marketing Marketing de serviço Pesquisa de marketing Marketing

Leia mais

EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL

EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL EDA 1601 - INGLÊS INSTRUMENTAL I (2.0.0)2 English for Specific Purposes": introdução. Leitura e compreensão de texto: estratégias de leitura. Organização e partes

Leia mais

DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA - 2008. Disciplinas Teórica Prática Estágio Total. 1º Período

DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA - 2008. Disciplinas Teórica Prática Estágio Total. 1º Período MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas. UNIFAL-MG Rua Gabriel Monteiro da Silva, 700. Alfenas/MG. CEP 37130-000 Fone: (35) 3299-1000. Fax: (35) 3299-1063 DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01. Código: CTB - 140 CH Total: 60 Pré-requisito:

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01. Código: CTB - 140 CH Total: 60 Pré-requisito: Componente Curricular: Economia CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Código: CTB - 140 CH Total: 60 Pré-requisito: Período Letivo: 2015.2 Professor:

Leia mais

UNIDADE ACADÊMICO-ADMINISTRATIVA DE ARTES E ARQUITETURA RESULTADO DA PROVA PRÁTICA. Próxima Etapa: ANÁLISE DO CURRÍCULO LATTES

UNIDADE ACADÊMICO-ADMINISTRATIVA DE ARTES E ARQUITETURA RESULTADO DA PROVA PRÁTICA. Próxima Etapa: ANÁLISE DO CURRÍCULO LATTES Av. Universitária, 069 l Setor Universitário Caixa Postal 86 l CEP 74605-00 Fone: (62) 3946.308 ou 3089 l Fax: (62) 3946.3080 EDITAL N 62/ 203 PROGRAD UNIDADE ACADÊMICO-ADMINISTRATIVA DE ARTES E ARQUITETURA

Leia mais

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 1º SEMESTRE 7ECO003 ECONOMIA DE EMPRESAS I Organização econômica e problemas econômicos. Demanda, oferta e elasticidade. Teoria do consumidor. Teoria da produção e da firma, estruturas e regulamento de

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE EXAME DE PROFICIÊNCIA 2013-2

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE EXAME DE PROFICIÊNCIA 2013-2 EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE EXAME DE PROFICIÊNCIA 2013-2 A Coordenação do Curso de Administração da Universidade do Estado de Mato Grosso UNEMAT - Campus Universitário de Sinop, torna público que de acordo

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO

CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO DISCIPLINA: Metodologia Científica H111900 Finalidade da metodologia científica. Importância da metodologia no âmbito das ciências. Metodologia de estudos. O

Leia mais

Estrutura Curricular do Curso de Administração

Estrutura Curricular do Curso de Administração Estrutura Curricular do Curso de Administração Administração - Bacharelado Duração : 8 semestres 1º semestre Comportamento Organizacional 60 Negociação 60 Comunicação Empresarial 60 Ética, Política e Sociedade

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

LISTAGEM DAS UNIDADES DE ENSINO OFERTADAS PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM 2015/1 * EM REGIME DE DEPENDÊNCIA/ADAPTAÇÃO

LISTAGEM DAS UNIDADES DE ENSINO OFERTADAS PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM 2015/1 * EM REGIME DE DEPENDÊNCIA/ADAPTAÇÃO Administração da Enfermagem na Atenção Primária a Saúde Enfermagem Administração de Produção Administração Administração de Produção II Administração Administração de Sistemas de Informação Administração/

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

5º ANO Disciplina: Automação Industrial Ementa: Medição, atuação e controle. Estabilidade e desempenho de sistemas realimentados. Controle de sistemas a eventos discretos. Hierarquia em sistemas automatizados.

Leia mais

BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO

BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO Administração de Produção I Administração de Recursos Humanos I Administração de Recursos Materiais Administração de Sistemas de Informação Administração Financeira e Orçamentária

Leia mais

VAGAS NO CAMPUS MARCO ZERO, EM MACAPÁ-AP

VAGAS NO CAMPUS MARCO ZERO, EM MACAPÁ-AP UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ GABINETE DA REITORIA EDITAL Nº 12/2012 CONCURSO PÚBLICO PARA PROFESSOR EFETIVO ANEXO I VAGAS POR ÁREA DE CONHECIMENTO VAGAS NO CAMPUS MARCO ZERO, EM MACAPÁ-AP 1) Área de Conhecimento:

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2010.2 A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INFORMÁTICA APLICADA À... 4 02 MATEMÁTICA APLICADA À I... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 04 PSICOLOGIA... 5 05

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓREITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Fase Cód. Disciplina I II III IV V VI Matriz Curricular do curso de Engenharia Civil PréReq.

Leia mais

CORPO DOCENTE DO CURSO SUPERIOR DE ENGENHARIA CIVIL

CORPO DOCENTE DO CURSO SUPERIOR DE ENGENHARIA CIVIL CORPO DOCENTE DO CURSO SUPERIOR DE ENGENHARIA CIVIL Alcyr de Morisson Faria Neto (Especialista) Regime de Trabalho: Horista Área de conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas Qualificação profissional: Arquitetura

Leia mais

CAMPUS CRUZ DAS ALMAS Edital 01/2010. Área de Conhecimento

CAMPUS CRUZ DAS ALMAS Edital 01/2010. Área de Conhecimento CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTE DO MAGISTÉRIO SUPERIOR CAMPUS CRUZ DAS ALMAS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS - CETEC Área de Conhecimento Materiais, Estrutura e Sistemas Eletromecânicos PONTOS DO

Leia mais

CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO ESPORTE CEFID

CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO ESPORTE CEFID CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO ESPORTE CEFID Área de Conhecimento Ementa/Bibliografia Fisiologia do Exercício e Treinamento Esportivo Fisioterapia em Uroginecologia e Obstetrícia na Saúde do Adulto e

Leia mais

FACULDADE DO SUL DA BAHIA 1º SEMESTRE DE 2014. PROVA FINAL PERÍODO DE APLICAÇÃO 07/07 segunda-feira 09/07 quarta-feira 10/07 quinta-feira

FACULDADE DO SUL DA BAHIA 1º SEMESTRE DE 2014. PROVA FINAL PERÍODO DE APLICAÇÃO 07/07 segunda-feira 09/07 quarta-feira 10/07 quinta-feira FACULDADE DO SUL DA BAHIA SEMESTRE DE 2014 PROVA FINAL PERÍODO DE APLICAÇÃO segunda-feira quarta-feira quinta-feira Horário 1ª AULA 18:50 às 20:30 2ª AULA 20:50 às 22:30 OBS.: NÃO HÁ SEGUNDA CHAMADA DE

Leia mais

EMENTÁRIO DE COMPONENTES CURRICULARES

EMENTÁRIO DE COMPONENTES CURRICULARES Disciplinas obrigatórias: ICIA39 Administração de Unidades de Básica EMENTA: Conceitos de informação e gestão de organizações. Qualidade e competitividade (noções). Estudo de serviços de informação em

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Matemática I 1º PERÍODO Matrizes e sistemas lineares. Funções: lineares, afins quadráticas,

Leia mais

Faculdade da Alta Paulista

Faculdade da Alta Paulista CURSO DE ENFERMAGEM PLANO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Área: Estágio de Enfermagem em Saúde do Adulto I e II Campo de Atuação: Santa Casa de Tupã; Instituto de Psiquiatria de Tupã e Hospital São

Leia mais

BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO

BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO Administração de Produção Administração Financeira Administração Mercadológica II Análise das Demonstrações Financeiras Auditoria Comércio Exterior e Economia Internacional

Leia mais

LISTA DE PONTOS CAMPO DAS HUMANIDADES: SABERES E PRÁTICAS

LISTA DE PONTOS CAMPO DAS HUMANIDADES: SABERES E PRÁTICAS LISTA DE PONTOS CAMPO DAS HUMANIDADES: SABERES E PRÁTICAS 1. As humanidades e suas repercussões sobre o pluralismo cultural 2. Humanidades e ciências: o debate transcultural em contextos plurais 3. Pedagogias

Leia mais

DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL

DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL EMENTA DAS DISCIPLINAS 1º Período GADM 7712-TGA - TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO (4.0.0) 4 Introdução; Antecedentes Históricos;

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Habilitação: Regime: Duração: PEDAGOGIA LICENCIATURA FORMAÇÃO PARA O MAGISTÉRIO EM EDUCAÇÃO INFANTIL SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização:

Leia mais

Conselho Universitário - Consuni

Conselho Universitário - Consuni PROCESSO nº. 039/10 Procedência: PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO. ASSUNTO: SOLICITAÇÃO DE ALTERAÇÃO NO EMENTÁRIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO. PARECER nº. 035/10 DATA: 30/06/10 1 HISTÓRICO A

Leia mais

RELAÇÃO DE CURSOS WPÓS

RELAÇÃO DE CURSOS WPÓS RELAÇÃO DE CURSOS WPÓS Cursos de Pós-Graduação a Distância em Administração Pública - EAD Administração de Casas Legislativas Administração de RH no Setor Público Administração Patrimonial em Organizações

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: AMPE - ADM DE MICRO E PEQ EMPRESAS Código: ADM 253 Pré-requisito: ------ Período Letivo: 2013.2

Leia mais

INSERÇÃO PROFISSIONAL DO PSICÓLOGO EM ORGANIZAÇÕES E NO TRABALHO 30h/a

INSERÇÃO PROFISSIONAL DO PSICÓLOGO EM ORGANIZAÇÕES E NO TRABALHO 30h/a PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO EMENTAS E BIBLIOGRAFIAS INSERÇÃO PROFISSIONAL DO PSICÓLOGO EM ORGANIZAÇÕES E NO TRABALHO 30h/a EMENTA: Visão clássica da psicologia organizacional: história e desdobramentos.

Leia mais

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. Economia II ADM 051. 72h 3º EMENTA

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. Economia II ADM 051. 72h 3º EMENTA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014.

Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014. Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014. O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep),

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1)

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1) Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 24/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1) Fase

Leia mais

RELAÇÃO DE LINHAS DE PESQUISA, EMENTAS E TEMAS PARA ORIENTAÇÃO DE TCC PEDAGOGIA

RELAÇÃO DE LINHAS DE PESQUISA, EMENTAS E TEMAS PARA ORIENTAÇÃO DE TCC PEDAGOGIA RELAÇÃO DE LINHAS DE, S E PARA METODOLOGIAS DO ENSINO E DA APRENDIZAGEM GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DOS PROCESSOS EDUCATIVOS Constituição histórica das metodologias do ensino e as diferentes concepções de ensino

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ingressantes 2008 Semestre 1 Semestre 2

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ingressantes 2008 Semestre 1 Semestre 2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ingressantes 2008 Cálculo I 40 Cálculo II 40 Princípios Desenvolvimento de Algoritmos I 80 Princípios Desenvolvimento de Algoritmos II 80 Matemática 40 Lógica Matemática 40 Probabilidade

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013 MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS - MÁXIMO

Leia mais

Curso de Administração Informações da Disciplina: Administração de Recursos Humanos II

Curso de Administração Informações da Disciplina: Administração de Recursos Humanos II Administração de Recursos Humanos II Renato Dias Baptista Capacitar o aluno a compreender e aplicar técnicas e ferramentas, a partir de uma visão crítica e sistêmica, relativas aos subsistemas de recursos

Leia mais

FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE EMENTAS. Engenharia de Métodos e Organização do Trabalho CARGA HORÁRIA: Engenharia de Operações e Manufatura I

FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE EMENTAS. Engenharia de Métodos e Organização do Trabalho CARGA HORÁRIA: Engenharia de Operações e Manufatura I FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE EMENTAS CURSO: Engenharia de Produção MATRIZ(ES) CURRICULAR(ES): 2012.1 ALTERAÇÕES PASSAM A VIGORAR A PARTIR DO SEMESTRE: 2015.1 Engenharia de Métodos e Organização do Trabalho

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR 1.ª SÉRIE DE OFERTA 99-8791-04 DIDÁTICA 160 0 160 99-8792-04

MATRIZ CURRICULAR 1.ª SÉRIE DE OFERTA 99-8791-04 DIDÁTICA 160 0 160 99-8792-04 Curso: Graduação: Regime: Duração: PEDAGOGIA LICENCIATURA PLENA MATRIZ CURRICULAR SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS - MÁXIMO

Leia mais

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72 Matriz Curricular do Curso de Administração 2015.1 1ª Fase CÓDIGO DISCIPLINAS PRÉ- REQUISITOS CRED ADM001 Interpretação e Produção de Textos - ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

Abordar assuntos voltados à Economia, seu objetivo e problemas econômicos básicos;

Abordar assuntos voltados à Economia, seu objetivo e problemas econômicos básicos; 1. IDENTIFICAÇÃO PERÍODO: 2º CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 NOME DA DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À ECONOMIA NOME DO CURSO: ECONOMIA 2. EMENTA Conceituação básica. Evolução

Leia mais

Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito

Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito Instituto de Ensino Superior de Goiás Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito PLANO DE ENSINO 1. IDENTIFICAÇÃO: CURSO: Direito TURMA: 1º Semestre DISCIPLINA: Antropologia e Sociologia

Leia mais

BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO

BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO Administração de Produção I Administração de Produção II Administração de Recursos Humanos I Administração de Recursos Materiais Administração Financeira e Orçamentária I Administração

Leia mais

Curso de Administração Informações da Disciplina: Administração da Produção I

Curso de Administração Informações da Disciplina: Administração da Produção I Administração da Produção I Apresentar aos alunos do curso de Administração de Empresas os fundamentos da Administração da Produção e Operações, fornecendo-lhes uma visão geral do conteúdo desta disciplina,

Leia mais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Curso 09/05/2011 15:06

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Curso 09/05/2011 15:06 Curso: 9 DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Centro de Ciências da Educação Pedagogia (Noturno) Ano/Semestre: 0/ 09/0/0 :06 s por Curso Magistério: Educação Infantil e Anos Iniciais do Ens. Fundamental CNA.0.00.00-8

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico Unidade Universitária: Centro de Ciências Sociais e Aplicadas Curso: Administração Disciplina: Criação de Negócios Inovadores Carga horária: 4 horas Ementa: ( X ) Teórica ( ) Prática Núcleo Temático: Formação

Leia mais

Universidade Federal de São Paulo Campus São José dos Campos LISTA DE DISCIPLINAS DA GRADUAÇÃO

Universidade Federal de São Paulo Campus São José dos Campos LISTA DE DISCIPLINAS DA GRADUAÇÃO A B C Álgebra Linear Álgebra Linear Computacional Álgebra Linear II Algoritmos e Estrutura de Dados I Algoritmos e Estrutura de Dados II Algoritmos em Bioinformática Alteridade e Diversidade no Brasil

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO Código: ADM 150 Pré-Requisito: ------ Período Letivo: 2013.1 Professor:

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ENGENHARIA ELÉTRICA MISSÃO DO CURSO O Curso de Engenharia Elétrica tem por missão a graduação de Engenheiros Eletricistas com sólida formação técnica que

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS

ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS DATA DA APLICAÇÃO: 12.12.2015 GABARITOS MULTIDISCIPLINAR 2015.2 HUMANAS E EXATAS ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO A E D D E C A E A B ADMINISTRAÇÃO DE CUSTOS E PREÇOS ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2004.1. Disciplinas do Núcleo Comum 01 ANTROPOLOGIA CULTURAL

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2004.1. Disciplinas do Núcleo Comum 01 ANTROPOLOGIA CULTURAL Disciplinas do Núcleo Comum 01 ANTROPOLOGIA CULTURAL Fase: 1ª Carga Horária: 30 h/a Prática: 10 h/a Créditos: 2 : A Antropologia enquanto ciência e seus principais ramos. Metodologia da pesquisa em Antropologia

Leia mais

013/2013 Câmpus Juiz de Fora. 1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES. 1.1. Sobre a vaga para o cargo de PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO e TECNOLÓGICO

013/2013 Câmpus Juiz de Fora. 1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES. 1.1. Sobre a vaga para o cargo de PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO e TECNOLÓGICO 013/2013 Câmpus Juiz de Fora O Reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais, no uso de suas atribuições legais, conferidas pelo decreto presidencial de 24.04.2013,

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS NÚCLEO DE SELEÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS NÚCLEO DE SELEÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS NÚCLEO DE SELEÇÃO Concurso Público para provimento de vagas no cargo de Docente de Ensino Superior da Universidade Estadual de Goiás UEG Retificação n. 1 do Edital de Abertura

Leia mais

CH semanal. Titulação Mínima. Terça-feira de 9h35 às 11h15 e Quinta-feira de 9h15 às 11h15. Segunda-feira de 19h às 21h45 e de 21h55 às 22h35

CH semanal. Titulação Mínima. Terça-feira de 9h35 às 11h15 e Quinta-feira de 9h15 às 11h15. Segunda-feira de 19h às 21h45 e de 21h55 às 22h35 Planilha atualizada em 21/01/2015 Vaga Curso Disciplina Ementa Horário CH semanal Titulação Mínima Pré-requisito Indispensável Consultor Responável Prazo para envio de currículos Campus 1 Administração

Leia mais

PONTOS PARA AS PROVAS ESCRITAS E DIDÁTICAS

PONTOS PARA AS PROVAS ESCRITAS E DIDÁTICAS PONTOS PARA AS PROVAS ESCRITAS E DIDÁTICAS DISCIPLINAS: Mecânica Geral I; Estruturas de Aço; Estrutura de Concreto Armado I; Estrutura de Concreto Armado II. 1. Equilíbrio dos Corpos Rígidos em 2D e 3D;

Leia mais

Disciplina: Leituras Cartográficas e Interpretações Estatísticas II Carga Horária total 75H

Disciplina: Leituras Cartográficas e Interpretações Estatísticas II Carga Horária total 75H Disciplina: Leituras Cartográficas e Interpretações Estatísticas II Carga Horária total 75H PLANO DE CURSO I - EMENTA Gráficos e diagramas; Cartogramas; Nivelamento topográfico; Interpretação de imagens;

Leia mais

EDITAL EXAME DE PROFICIÊNCIA 2015.2 ANEXO 2 - DISCIPLINAS: ORDEM POR ESCOLA E CURSO ESCOLA CURSO ESTRUTURA SÉRIE DISCIPLINA

EDITAL EXAME DE PROFICIÊNCIA 2015.2 ANEXO 2 - DISCIPLINAS: ORDEM POR ESCOLA E CURSO ESCOLA CURSO ESTRUTURA SÉRIE DISCIPLINA ESCOLA CURSO ESTRUTURA SÉRIE DISCIPLINA CH CÓDIGO TIPO DE AVALIAÇÃO LOCAL TEÓRICA PRÁTICA COMUNICAÇÃO COS - HAB. PUBLICIDADE E PROPAGANDA 2012.1 6ª NOVAS ARENAS E MÍDIAS DIGITAIS 140 20451 - X NATAL COMUNICAÇÃO

Leia mais

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2008.1A

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2008.1A 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL Fase: 1ª Prática: 15 h/a Carga Horária: 60 h/a Créditos: 4 A biologia educacional e os fundamentos da educação. As bases biológicas do crescimento e desenvolvimento humano. A dimensão

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE EDITAL Nº 067/2011 CAMPUS SAPUCAIA DO SUL

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE EDITAL Nº 067/2011 CAMPUS SAPUCAIA DO SUL SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE EDITAL Nº 067/2011 CAMPUS SAPUCAIA DO SUL ANEXO 2 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ÁREA: 25 EIXO TECNOLÓGICO: PRODUÇÃO

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

PORTARIA Nº 9, DE 29 DE JUNHO DE 2006

PORTARIA Nº 9, DE 29 DE JUNHO DE 2006 PORTARIA Nº 9, DE 29 DE JUNHO DE 2006 O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de sua competência e em conformidade com o estabelecido no 1o- do art 10, da Lei no- 11.091, de 12 de janeiro de 2005, resolve:

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR

ESTRUTURA CURRICULAR ESTRUTURA CURRICULAR O currículo proposto busca atender além do perfil do formando, também competências e habilidades necessárias ao profissional para garantir uma boa formação tanto teórica quanto prática

Leia mais

SOLICITA EDITAL 001/2015 DIRETORIA ACADÊMICA

SOLICITA EDITAL 001/2015 DIRETORIA ACADÊMICA EDITAL 001/2015 DIRETORIA ACADÊMICA Dispõe de Processo Seletivo Docente para contratação de professores e formação de cadastro de reserva para os cursos de graduação da UNDB. A Diretoria Acadêmica da Unidade

Leia mais

ERRATA Nº 01. Art. 1 - Retifica-se, na página 02, o item 4 do Cronograma do Concurso, o qual passa a vigorar com a data de 20/04/2012.

ERRATA Nº 01. Art. 1 - Retifica-se, na página 02, o item 4 do Cronograma do Concurso, o qual passa a vigorar com a data de 20/04/2012. ERRATA Nº 01 Art. 1 - Retifica-se, na página 02, o item 4 do Cronograma do Concurso, o qual passa a vigorar com a data de 20/04/2012. Art. 2º - Retifica-se o item 5.3.4, que passa a vigorar com a seguinte

Leia mais

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Coordenador: Duração: Carga Horária: LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Victor Emanuel Corrêa Lima 6 semestres 2800 horas Situação Legal: Reconhecido pela Portaria MEC nº 503 de 15/02/2006 MATRIZ CURRICULAR Primeiro

Leia mais

Portfólio Easy to Learn SERVIÇO SOCIAL

Portfólio Easy to Learn SERVIÇO SOCIAL Portfólio Easy to Learn SERVIÇO SOCIAL ÍNDICE Pensamento Social...2 Movimentos Sociais e Serviço Social...2 Fundamentos do Serviço Social I...2 Leitura e Interpretação de Textos...3 Metodologia Científica...3

Leia mais

Anexo II Resolução nº 133/2003 CEPE

Anexo II Resolução nº 133/2003 CEPE 1 Anexo II Resolução nº 133/2003 CEPE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ REITORIA DE PESQUISA E PÓS GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO PERÍODO LETIVO/ANO 2006 Programa: Área de Concentração: Mestrado

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Matriz Curricular válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2014/1 Fase Cod Disciplina Pré-Req.

Leia mais

EMENTÁRIO E REFERÊNCIAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA BACHARELADO 1º PERÍODO

EMENTÁRIO E REFERÊNCIAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA BACHARELADO 1º PERÍODO EMENTÁRIO E REFERÊNCIAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA BACHARELADO 1º PERÍODO ANATOMIA HUMANA I Estuda a organização estrutural do corpo humano considerando-o do ponto de vista da morfologia

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO 1) IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Disciplina LEGISLAÇÃO PARA ENGENHARIA

Leia mais

LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTOS 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 A D E C A A D C A B INFORMÁTICA 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 A C C C D A A E E D

LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTOS 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 A D E C A A D C A B INFORMÁTICA 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 A C C C D A A E E D ADMINISTRAÇÃO/ CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1º SEMESTRE - MATUTINO LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTOS A D E C A A D C A B INFORMÁTICA A C C C D A A E E D FILOSOFIA E ÉTICA E D A C A B D E B A MATEMÁTICA D B E E A C C

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA

PROGRAMA DA DISCIPLINA UPE Campus Petrolina PROGRAMA DA DISCIPLINA Curso: Curso de graduação em Pedagogia - Licenciatura Disciplina: Conteúdo e Metodologia em Matemática Carga Horária: 60 Teórica: 60 Prática: Semestre: 2013.2

Leia mais

AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE MÓDULO MÓDULO III

AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE MÓDULO MÓDULO III AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE ESTÉTICA I Técnicas de Secretariado 80 Anatomia Sistêmica 80 Anatomia Sistêmica 80 Planejamento e Organização 80 Patologia 80 I Biossegurança em Saúde 80 Biossegurança, Microbiologia

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE PSICOLOGIA Ementário/abordagem temática/bibliografia básica (3) e complementar (5) Morfofisiologia e Comportamento Humano Ementa: Estudo anátomo funcional

Leia mais