Marketing Internacional: um estudo de caso da empresa McDonald s e seu marketing. mix 1. Leonardo Donizeti Marques 2

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Marketing Internacional: um estudo de caso da empresa McDonald s e seu marketing. mix 1. Leonardo Donizeti Marques 2"

Transcrição

1 Marketing Internacional: um estudo de caso da empresa McDonald s e seu marketing mix 1 Leonardo Donizeti Marques 2 Resumo Este presente artigo tem como objetivo apresentar a pesquisa realizada sobre o Marketing Internacional, no qual consiste a ideia de mostrar os motivos no qual o investimento de inserir uma empresa em outros países, levando em consideração suas culturas e tradições, se torna viável. Levando também em consideração que a globalização e a internet levaram as organizações a se preocuparem ainda mais com seus concorrentes em todo o mundo e como a ferramenta do marketing mix pode se tornar um grande auxilio. Para melhor visualizarmos, realizaremos um estudo de caso da empresa de fast-food McDonald s, no qual possui restaurantes em mais de 119 países e tem seu cardápio alterado especificamente para cada tipo de cultura e tradição visando se adaptar e agradar os povos de todos os países. Assim, é possível que visualizemos melhor não só o conceito do marketing internacional e marketing mix, como também sua aplicação. Palavras-chaves: Marketing Internacional. Marketing mix. Nova Cultura. Conceito. McDonald s. Abstract This present article aims to present the research conducted on International Marketing, which is the idea to show the grounds on which the investment insert a company in other countries, taking into account their cultures and traditions, becomes feasible. Also taking into account that globalization and the internet have led organizations to further concerned about their competitors around the world and how the marketing mix tool can become a great help. To better visualize, hold a case study of fast food McDonald's company, which has restaurants in more than Este artículo es producto de investigación hecha para la asignatura Seminario de investigación. Facultad de Administración de Empresas. Universidad CES Medellín. Calle 10 A # Sede El Poblado. Loma Cola del Zorro. Medellín, Colombia. 2 Estudiante de Intercambio en la Facultad de Ciencias Económicas y Administrativas Universidade CES Medellín- Ant-Colombia. Graduado de 4 año de Administración IMESB-VC (Brasil). Dirección en Medellín: Calle 3, #25-399, Edificio Calle 3, Apartamento 1701, El Poblado. Teléfono:

2 countries and has its menu specifically modified for each type of culture and tradition in order to adapt and please the people of all countries. Thus, it is possible that better visualize not only the concept of international marketing and marketing mix, as well as its application. Keywords: International Marketing. Marketing mix. New Culture. Concept. Mc Donalds. Resumen El presente artículo tiene como objetivo presentar el estudio en Marketing Internacional, mostrar los motivos por los cuales invertir en la apertura de una empresa en otros país, teniendo en cuenta su cultura y sus tradiciones, se vuelve factible. Teniendo también en cuenta que la globalización e el Internet han abierto fronteras en todo o mundo, las empresas deben preocuparse más por sus competidores y deben aprovechar la herramienta de marketing mix, la cual puede ser de gran ayuda. Para visualizar mejor la situación, se tendrá como base el estudio de caso de la empresa de comida rápida McDonalds, que cuenta con restaurantes en más de 119 países y tiene un menú modificado para cada cultura y tradiciones, con el fin de adaptarse y satisfacer a la gente en cada país en que se encuentra ubicado. Por medio de este ejemplo, es posible visualizar de una manera más fácil el concepto de marketing mix y marketing internacional, así como su aplicación. Palabras claves: Marketing Internacional. Marketing mix. Nueva Cultura. Concept. Mc Donalds. 2

3 Introdução Mais do que vender um produto, é necessário conhecer muito bem seu cliente para poder satisfazê-lo e atender suas expectativas. Para isso, os administradores possuem a ferramenta do Marketing. Segundo AMA (Associação Americana de Marketing), (2007), marketing é: a atividade de um conjunto de instituições e processos para criar, comunicar, distribuir a troca de bens que possuem valor para o consumidor, clientes, parceiros e para a sociedade como um todo. Em outras palavras, é o marketing que tem a função de conhecer, decifrar e fazer tudo aquilo que o cliente deseja se tornar real. Usando também do Marketing, podemos levar nossas empresas a qualquer lugar do mundo. Adaptando-nos para sua cultura e levando nossa marca para onde for viável. A isto se denomina Marketing Internacional. Com os avanços da tecnologia, empresários e investidores tiveram que tomar novas decisões perante a globalização. A concorrência não estava mais somente no seu país de origem, mas também em qualquer parte do mundo. A internet trouxe a oportunidade dos consumidores de poder possuir o que deseja, de qualquer lugar, em sua casa. Com isso, se vê necessário uma aproximação mais forte destes clientes. O marketing internacional, até então pouco utilizado, passa a ser visto com outros olhos e começa a ter importância dentro das novas politicas das organizações. As empresas querem conquistar essa nova faixa de clientes e possuir produtos personalizados para cada tipo de pessoa ou cultura. Ano após ano, a internet vem conquistando mais espaço. Tecnologias mais avançadas fazem com que o consumidor tenha mais conhecimento de produtos internacionais, como explica Fernández del Hoyo (2006) : La evolución de las tecnologías va a permitir un mayor conocimiento de los consumidores internacionales, así como una mayor interacción con los mismos que hasta ahora resultaba mucho más dificultosa que a nivel nacional. Portanto, a empresa que melhor souber encontrar o melhor mercado onde possua bons provedores de matéria prima, insumos, montadoras e outras estruturas favoráveis se destacará. A globalização é um caminho sem volta. Portanto, devemos saber como podemos extrair o que há de melhor. Tendo em vista os fatores citados a cima, se torna cada vez mais essencial que a organização esteja ainda mais próxima de seus clientes. Sendo que a concorrência já não esta mais do outro 3

4 lado da rua e sim em qualquer parte do mundo, investir no marketing internacional faz com que a empresa se personalize de acordo com a cultura do local em que esta se inserindo e assim crie uma proximidade mais forte com seu cliente e torne sua marca mais fixada em sua memória. Conforme Kotabe e Helsen (2000): Os Mercados estão a tornar-se verdadeiramente globais. Se você ficar limitado ao seu mercado doméstico, provavelmente será atropelado por concorrentes espalhados pelo mundo. A guerra do mercado passa a ser cada vez mais acirrada e exige da organização seu diferencial. O presente artigo será dividido em três capitulo que se completam entre si. No primeiro capitulo apresentamos o referencial teórico, a diferença de globalização e internacionalização, o marketing internacional e o que é o marketing mix. No segundo capitulo apresentamos a historia da empresa McDonald s, alguns dados mundiais e as diferenças da empresa no Brasil e Colômbia. No último capitulo entrelaçamos os capítulos anteriores e mostramos como a empresa utiliza e se comporta dentro do marketing mix. 4

5 1 Referencial Teórico 1.1 Globalização e Internacionalização Com a evolução, o homem se torna cada vez mais exigente. O sistema, criado para o bom convívio e uma boa qualidade de vida, teve que se adaptar as exigências que se alteram com extrema agilidade. Assim, aquilo que esta em seu alcance não é mais suficiente e passa a buscar o que deseja em outras culturas. Com isso, cresce o fenômeno que se chama Globalização. O cenário mundial se transforma após o término da Segunda Guerra Mundial. Segundo Stelzer (2007), diversas áreas sofreram alterações em todos os países do mundo e uma reorganização do espaço mundial foi realizada. Aspectos culturais, sociais, políticos, jurídicos e econômicos passam a se adaptar em busca de algumas parcerias e acordos entre diversas nações. Com os avanços tecnológicos nasce um terceiro mercado, o mercado eletrônico. A aproximação cada vez maior das nações mundiais faz com que o termo globalização acabe ganhando diversos significados e traduções para diferentes autores. Em resumo, explicita um mundo sem fronteiras, diretamente ligada à expansão do capitalismo no mundo e dando maior abertura a mercados internos já saturados. Leva uma elevada carga cultural e de valores de um povo. Uma alteração no modo de ser, agir e pensar (Souza, 2011). Com tudo isso, os laços vão se estreitando e passamos cada vez mais a termos costumes próximos. Para Czinkota e Ronkainen (1993, citado por Gomes, 2005) o conceito se torna cada vez mais ligado à ideia de vivermos em um mundo homogêneo, a um ponto em que as diferenças de mercado se tornaram mínimas ou até mesmo nulas deixando de lado estratégias adotadas e se baseando a apenas única para todos os países, constituindo, assim, um único mercado. Em uma linha paralela, esta a internacionalização. Este termo é utilizado quando uma empresa se internacionaliza, ou seja, vai além da exportação e adota algumas adaptações mais complexas focando na satisfação de clientes em outras partes do planeta (BUCLEY & CASSON, 1976). Esse processo, segundo Borini, Ribeiro, Coelho e Proença (2006) pode se dividir e ser analisado 5

6 em duas partes: as teorias econômicas, no qual se analisam o estado econômico do país a ser inserida a empresa; e as comportamentais, em que se analisa o comportamento do consumidor daquela região. Portanto, se tratando de marketing, a globalização e a internacionalização de uma empresa também se tornam distintas. Conforme Vignali (2001), a primeira envolve estratégias de marketing para a venda de um produto e campanhas padronizadas para qualquer parte do mundo. Um bom exemplo é a empresa Coca-Cola, que mantém sua composição em todos os lugares em que é comercializada. Já a internacionalização envolve estratégias de marketing para adaptação da marca e do produto de acordo com as diferenças culturais do seu mercado-alvo. Usando como exemplo a empresa McDonald s, que falaremos mais adiante neste artigo, possui um cardápio variado dependendo da cultura do país em que está. 1.2 Marketing Internacional Compreendendo as diferenças dos termos utilizados e como se aplicam suas distintas teorias, a organização que deseja expandir seus negócios para outros cantos do mundo deve investir em sua área de marketing para evitar futuros contratempos. Em primeiro momento, analisar seu marketing nacional para assim chegar a uma conclusão melhor detalhada e escolher em qual país poderia se inserir de forma mais eficiente e eficaz. São poucas as diferença do marketing internacional para o nacional. Segundo Cateora e Graham (2001, p. 8): La única diferencia em las definiciones del marketing nacional y el internacional es que las atividades de marketing ocurren em más de um país. Entretanto, o que pode parecer uma pequena diferença, se torna muito mais trabalhoso e complexo para o profissional que receber a missão. Para uma organização se inserir em outro país, é necessário realizar um minucioso estudo de mercado em longo prazo, levando em consideração diversos fatores, como a situação em que se encontra a nação, sua cultura, seu nível de tecnologia, sua politica, entre outros. Por isso, é possível dividir estes elementos em duas categorias: controláveis e incontroláveis, onde o 6

7 primeiro se refere os fatores em que a empresa pode adaptar a seu gosto e o segundo são os que a organização irá precisar se adaptar ao que for imposto (Cateora & Graham, 2001). 1.3 Marketing Mix Para auxiliar os administradores na difícil tarefa de satisfazer as necessidades e desejos do seu mercado-alvo, McCarthy (1981) formulou o conceito dos 4Ps: produto, preço, praça e promoção. Em outras palavras, para conquistar o publico, a organização deve pensar muito bem no produto ou serviço que irá realizar, o quanto irá vender, os melhores locais de venda e como será realizada a propaganda do mesmo. Anos mais tarde, Fifield e Gilligan (1996) acrescentaram mais três variáveis importantes neste momento de decisões: pessoas, se tratando dos funcionários e a qualidade do trabalho; processo, como será a fabricação; e espaço físico, limpeza, decoração, o ambiente da organização. Através dos 7Ps, se torna mais fácil para o profissional em marketing definir as estratégias que a organização irá utilizar para atender seu publico alvo. Seja em campo nacional ou internacionalmente. Prova disso, é a empresa McDonald s, na qual desempenha todos esses elementos durante todos os anos em que esta no mercado. Poderemos analisar melhor como a empresa realiza este trabalho no capitulo três deste artigo. 2 McDonald s 2.1 Histórico da Empresa Antes de podermos analisar as estratégias, os números apresentados durante os anos e como a empresa McDonald s pode se tornar um exemplo a ser seguido, precisamos conhecer um pouco da sua história e como a empresa conseguiu mudar a visão de fast-food em todo o mundo. Para isso, devemos voltar em meados dos anos 1940, onde os irmãos Richard "Dick" J. McDonald e Maurice "Mac" McDonald decidiram investir em algo popular, entretanto, pouco explorado. Após várias tentativas de negócios frustradas, os Dick e Mac decidiram investir em uma ideia que estava funcionando muito bem na época. Segundo Love (Love, 1998) em 1937 os automóveis já eram indispensáveis na vida dos californianos. Com isso, varias empresas de alimentação começaram a investir na ideia de drive-ins, ou seja, estabelecimentos com amplos 7

8 estacionamentos onde as pessoas entram com seus automóveis e são servidos por garçonetes com patins, sem a necessidade de que saiam de dentro do veículo. Baseados nisto, os irmãos abriram seu primeiro restaurante em Pasadena onde serviam lanches e vitaminas. Em 1940, devido ao grande êxito em que obtiverem, se mudam para San Bernardino, onde possuiria um espaço um pouco maior. O restaurante foi construído em um formato octogonal, deixando a cozinha toda exposta ao publico. Para a empresa, esta característica é de extrema importância, tanto que ainda é levada em consideração até os dias atuais. No cardápio, 25 opções de prato eram servidas, entre sanduiches e costelas assadas. Quase dez anos depois, os McDonald acumulavam uma riqueza jamais sonhada em suas vidas. Entretanto, apesar do enorme sucesso, notaram que o processo que os mesmos criaram sofria de algumas falhas. Devido os drive-in serem reconhecidos como fontes de comidas baratas, o custo acabava se tornando alto e necessitava uma alta mão-de-obra. Após analisarem varias saídas para resolver estes e outros problemas, optaram por um caminho um tanto quanto arriscado. Fecharam suas portas, despediram seus funcionários e começaram a analisar suas vendas, afim de uma reestruturação da marca. Três meses depois, as portas foram reabertas. O foco agora seria rapidez, preços baixos e alto volume de vendas. Por isso, o cardápio foi reduzido para apenas nove opções, todas com hambúrguer. Os copos de louça foram trocados para copos de papel. O tamanho do sanduiche também foi diminuído, entretanto, seu preço também passou a ser 15 centavos, valor que nenhum outro possuía na época. Os temperos seriam o mesmo para todos, alterando apenas alguns ingredientes. Com isso, foi criada uma espécie de linha de produção facilitando na montagem dos lanches e dando a possibilidade de deixar alguns ingredientes já preparados. O novo McDonald s não agradou o publico logo em sua reabertura. Foram necessários seis meses e muita paciência para que os lucros começassem a voltar ao normal. Um público mais familiar começou a frequentar o local. Brindes foram acrescentados para presentear as crianças. Os irmãos criaram novos utensílios de cozinha afim e facilitar e agilizar ainda mais seu processo. 8

9 Nascia ali uma nova forma de produzir comidas rápidas. Pessoas de diversas partes dos EUA iam até o local a fim de conhecer o método implantado pelos irmãos e agregar em suas empresas. A primeira filial foi inaugurada na cidade de Phoenix, em Decididos a expandir o negocio, os irmãos venderam os direitos a Neil Fox, um empresário de gasolina da época. Entregaram-lhe um plano de como deveria ser o edifício, lhe deram uma explicação básica de como funcionava o sistema da empresa e um rápido treinamento. A partir dali, era responsabilidade de Fox as contas financeiras e operacionais. Os irmãos não recebiam nenhum pagamento referente a isto. Outras licenças foram vendidas nos anos que se seguiram. Entretanto, o pouco conhecimento de Dick e Mac nesse sentido, fez com que perdessem a oportunidade de lucrar ainda mais com a marca que haviam criado. Além disso, após a venda da licença, não havia mais nenhuma conferencia. Ou seja, o proprietário do estabelecimento poderia alterar da maneira que quisesse o sistema e as regras do estabelecimento. Poderia, até mesmo, mudar o nome. A venda de licenciamento para o uso da marca começou a se alterar com o aparecimento do vendedor Ray Kroc. Vendedor das maquinas de milk-shake para o restaurante e, pensando em tentar um novo rumo em sua carreira, buscava uma empresa do ramo alimentício para investir algumas de suas ideias. Notando que o pedido das maquinas cada vez era maior para os McDonald e já tendo conhecimento do enorme sucesso da empresa, durante uma visita, ficou maravilhado com aquilo em que os empresários tinham criado e tentou de todo modo fazer parte da organização. Em 02 de março de 1955 foi inaugurada a empresa McDonald s System, Inc. Comandada por Kroc em uma espécie de sociedade com Dick e Mac. A ideia era organizar e definir preços e novas regras para licenças da marca a serem vendidas e também investir na abertura de novas sedes. Um ano depois, já podia se encontrar 20 McDonald s espalhados por todo o território americano. Com os negócios indo cada vez melhor, e com a ajuda de um investidor, após sete anos de parceria, Kroc compra a parte dos irmãos McDonald pelo valor de US$ 2,7 milhões e passa a ser o único dono de toda a empresa. 9

10 Atendendo em mais de 1000 restaurantes nos Estados Unidos, o novo dono decidiu dar um passo adiante e arriscar algo pouco realizado para a época. Após muito tempo pensando em como expandir os negócios, decidiu que era hora de levar a marca para outros países do mundo. A tarefa não seria fácil, já que o modelo drive-in e comidas rápidas era algo muito típico dos americanos. Portanto, seria necessária uma adaptação da cultura em qualquer parte em que se inserisse. Em 1967, inaugura-se uma filial em Canadá e pouco tempo depois em Porto Rico. Era apenas o começo da internacionalização da organização. 2.2 DOS ESTADOS UNIDOS PARA O MUNDO Excluindo a Antártida, é fácil encontrar um McDonald s em qualquer parte do mundo. Segundo o site oficial do restaurante (About McDonald's), são mais de franquias espalhadas em 94 países do mundo (três países da América do Norte, 24 da América do Sul, 14 no Oriente Médio e África, 16 na Ásia e 37 na Europa). Calcula-se que um novo McDonald s é aberto a cada seis horas em algum lugar do planeta. Um a cada oito estadunidenses já trabalhou para a empresa. Em 1986, o dicionário de Oxford adicionou o termo Mc-job para se referir a trabalhos de pouca habilidade e baixo salario. Um milhão de contratos são feitos durante o ano. Mais de 69 milhões de pessoas são atendidas todos os dias, ou seja, aproximadamente 1% da população mundial. 550 milhões de sanduiches Big Mac são vendidos por dia. O hambúrguer mais famoso da franquia acabou se tornando o símbolo do capitalismo para a revista The Economist. Desde 1986 a publicação utiliza o como indicador do poder de compra de cada país. Para esta analise, compara os preços do Big Mac de cada um, convertendo-os para dólar. Foi escolhido por estar presente em quase todos os países do mundo e ser fabricado de forma padrão. 10

11 Em (Big Mac Index) 2.2 BRASIL X COLOMBIA Em 1979, no Bairro de Copacabana no Rio de Janeiro inaugura a primeira loja da rede no Brasil e na América Latina, se tornando o 25º país a receber o restaurante. 36 anos depois, o país conta com mais de 800 unidades espalhados em 192 cidades. A filial situada no Shopping Center Norte em São Paulo se tornou a que mais vende na América Latina no último ano. 50 mil pessoas trabalham para a organização no país e estima-se que cinco milhões de Big Macs são vendidos por mês, 180 mil por dia e 6,6 mil por hora. Na Colômbia surgiu apenas em 1995, no Centro Comercial Andino, em Bogotá e alterou a forma de pensar dos colombianos sobre comidas rápidas. Hoje, conta com mais de 60 unidades espalhadas entre Bogotá, Medellín, Cali, Barraquilla, Cartagena, Santa Marta, Cúcuta, Pereira e Bucaramanga. Mais de 14 mil pessoas já trabalharam para a empresa no país. Com a forte tradição em consumir frango frito, os restaurantes são os quartos do mundo a incluírem esta opção em seu menu. Em relação ao cardápio, as diferenças são poucas. No Brasil são oferecidas 48 opções diferentes de escolha, enquanto na Colômbia são apresentadas 45. No primeiro estão 10 opções de hambúrgueres, seis contendo frango ou peixe, cinco acompanhamentos, sete bebidas, sete 11

12 sobremesas, duas saladas e 11 opções diferentes no cardápio exclusivo para o café da manhã. Já no segundo país, 10 hambúrgueres, cinco contendo frango, três acompanhamentos, três bebidas, nove sobremesas, duas saladas e 13 no cardápio para café da manhã. 12

13 3 Teoria Aplicada Ano após ano, a franquia aumenta ainda mais seu numero de unidades espalhadas pelo mundo. Em cada lugar, mantem-se fiel os pontos principais que a levaram ao sucesso, ao mesmo tempo em que se adaptam a cultura daquele país. Portanto, podemos dizer que o termo mais correto para classificar a empresa seja o glocal (Vignali, 2001), ou seja, possui características fortes e sempre presentes em qualquer unidade da franquia, o que faz se tornar globalizada como vimos anteriormente; entretanto sofre algumas alterações dependendo do local em que esta inserida, que podemos chamar também de processo de internacionalização. A fim de facilitar o compreendimento do marketing internacional e como podemos utilizar o marketing mix, analisemos a empresa dentro dos 7Ps apresentados por Fifield e Gilligan (1996) e como ela se encaixa em cada uma variáveis essenciais além de outras características com que fizeram da franquia um exemplo a ser seguido durante vários anos em que está no mercado. 3.1 Produto Comida rápida e com preços baixos foi à ideia que moveu os irmãos McDonald a mudarem seu cardápio poucos anos após entrarem no ramo. Este pensamento acabou sendo a chave do sucesso e se manteve na organização até os dias atuais. Basicamente, o cardápio esta limitado a algumas opções de lanches, acompanhamento, bebidas e sobremesas, tendo alguns ingredientes chaves como queijo, alface, tomate, hambúrguer, entre outros sempre presentes em qualquer parte em que se encontra. Entretanto, buscando manter o forte nome da marca e agradar a todos os povos, antes de se inserir em um novo país, os profissionais do marketing buscam entender a cultura e os gostos daquele local. Com isso, algumas opções do cardápio se mantêm, outras são excluídas e algumas novas aparecem buscando a satisfação dos clientes. No Brasil, o Pão de Queijo, comida típica do país, é servido em uma das opções de café da manhã. Na índia, onde os hindus, cerca de 80% da população, consideram a vaca um animal sagrado, os hambúrgueres são vegetarianos ou de frango. Em países como Alemanha, Áustria, 13

14 Espanha, França, Itália e Suíça, além de sucos, águas ou refrigerantes, você também pode escolher cerveja como opção de bebida. No Oriente Médio, a empresa serve o McArabia, um sanduiche com frango ou raspas de carne, alface, tomate, cebola, molho tahini em um pão sírio. Entre muitos outros. Mesmo que o carro chefe seja o lanche Big Mac, essa facilidade em variações, mantendo o rápido atendimento e bons preços faz com que a organização esteja sempre próxima de seus clientes. Criando novos hábitos alimentares e se aproximando dos que já existem, é possível fidelizar o cliente de uma forma que busque a marca independente do local em que esteja. 3.2 Preço A definição do preço do produto de uma organização é a parte do marketing mix que deve ser trabalhada com máxima cautela, pois interfere no futuro da empresa em diversos pontos, como o lucro a ser obtido e o valor que o cliente esta disposto a pagar. Kotler (1998:435) comprova isto quando diz que o preço é o único elemento do composto de marketing que produz receita; os outros elementos geram custos. Fatores como a economia do país, o custo de matéria prima e o preço dos concorrentes devem ser levados em extrema consideração. Por isso, o McDonald s utiliza de um minucioso processo e uma equipe especializada para definir o preço de seus lanches. Segundo Vigali (2001), o processo esta dividido em seis etapas: define-se o preço objetivo, aquele em que seria o ideal; após, determinam a demanda estimada de venda, calcula-se os custos, analisam os custos e preços dos competidores, selecionam o principal método a ser utilizado e escolhem o preço final. Existem também algumas táticas de preço que são utilizadas focadas em fidelização. Conforme classificam Filho, Borges, Cabral e Arakaki (2003), a empresa também utiliza de cinco outras técnicas para trabalhar com preço após a abertura de suas filiais. São elas: o preço altobaixo, quando uma promoção é lançada e determinados produtos oferecem um desconto em determinado período; o preço único, o mesmo preço para todos os consumidores, sem possibilidade de desconto; preço costumeiro onde se mantém o mesmo patamar por um longo período de tempo; o preço de pacote, no caso de o cliente pagar um preço diferenciado com 14

15 desconto caso adquira uma série de itens de produtos; e por fim o preço da marca própria, que transcreve a relação beneficio x custo oferecido aos clientes tendo o valor da marca. 3.3 Praça Para se tornar um franquiado é tarefa simples e pode ser realizado através da internet. Entretanto, para manter o padrão em que a empresa criou e mantem durante os anos, algumas características são minuciosamente observadas. É o caso da localização desta nova unidade. O ideal é que o local possua no mínimo metros quadrados. Se for localizado em uma esquina, melhor. Deve possuir um amplo espaço para estacionamento. No interior, deve cumprir com algumas regras rigorosas de espaço para alimentos, armazenamento e lazer dos clientes a fim de atender toda a demanda que também deve ser calculada. Obviamente, estas restrições se alteram em caso de shoppings, aeroportos ou locais no centro da cidade. Em: About McDonald s 15

16 3.4 Promoção No começo, o sucesso da empresa se deu através do boca a boca. Entretanto, investiu pesado em propaganda ao longo dos anos. Assim, garantiu o sucesso de sua logomarca, vários slogans, campanhas publicitarias e de seu mascote. Buscando sempre uma maior proximidade com os clientes de todas as idades. O arquiteto Stanley Meston, quando desenhada a nova sede de Phoenix, inaugurada em 1953, desenhou dois arcos na estrutura (Love, 1998). Quando vistos de longe, os arcos entrelaçados formavam a letra M. Inspirado nisso, nasceu o logo mais conhecido da rede. Algumas alterações foram realizadas durante os anos até chegar a uma versão mais limpa e minimalista. O logotipo é facilmente reconhecido onde quer que esteja inserido. Segundo pesquisas realizadas, 88% das pessoas do mundo são capazes de identificar o M dourado, entretanto, apenas 54% reconhecem a cruz que representa a igreja católica. Uma estratégia muito utilizada é de atrair o publico infantil fazendo com criem o gosto pelos sanduiches desde criança. Criado em 1963, o palhaço Ronald McDonald aparecia durante as apresentações do programa do palhaço Bozo. Sua roupa era formada por vários elementos da rede: um chapéu em formato de bandeira com um lanche um copo e batatas, um nariz em formato de copo de refrigerante e na cintura outra bandeira com os produtos, além de um macacão nas cores vermelho e amarelo. O sucesso foi enorme e elevou as vendas em 30%. Com isso, o palhaço foi escolhido como mascote da empresa sofrendo apenas algumas durações durante os anos para sempre se manter atual. Outro elemento criado para incentivar o consumo dos produtos desde pequenos são os brindes oferecidos em combos especiais. Chamado de Happy Mealt nos EUA, Cajita Feliz na Colômbia ou McLanche Feliz no Brasil, a ideia é a mesma em qualquer parte do mundo. Uma embalagem confeccionada especialmente para o publico infantil, um lanche menor do que os padrões, batatas fritas e um copo de suco ou água (alteração realizada recentemente após McDonald s ser condenado a induzir a obesidade). A cada mês, diferentes brindes também acompanham o combo fazendo a alegria das crianças. Parcerias com grandes estúdios de animações como Disney e 16

17 Dreamworks garantem o sucesso dos presentes. A organização também é a maior que distribui brinquedos no mundo devido a esta estratégia. Também com o passar dos anos a empresa passou a criar propagandas que atingissem todo o mundo. Alguns comerciais e slogans se tornaram inesquecíveis. O slogan I m Love It recebeu várias versões em todo o mundo, como me encanta em espanhol e amo muito tudo isso em português. Tão conhecida, a frase acabou sendo aderida ao vocabulário em várias culturas. Outra estratégia é a de ligar o nome McDonald s a grandes eventos esportivos. A empresa, apesar de grandes criticas, é patrocinadora oficial da Copa do Mundo e também dos Jogos Olímpicos de Verão e de Inverno. A ideia da marca é levar aos participantes deste evento uma comida que já conheçam e, assim, possam se adaptar mais facilmente em qualquer local em que se encontram. 3.5 Processo Dic e Mac revolucionaram o sistema de fast-food dos EUA e consequentemente de todo o mundo. As noites em claro planejando como são os movimentos dentro de uma cozinha serviram para criar um processo padronizado para a fabricação de todos os lanches e devem ser seguidos rigorosamente. Com isso, qualquer funcionário pode trabalhar em qualquer unidade da franquia que será possível seu bom desempenho. Algo extremamente parecido com a linha de montagem criada por Taylor e aperfeiçoada por Ford. Os funcionários passam por rigorosos treinamentos a fim do aperfeiçoamento, buscando um padrão em nível mesmo da mecânica movimentos, gestos, atitude, rapidez: poder infinitesimal sobre o corpo ativo (FOUCAULT, 2000, citado por RIEGEL, 2010:45). O tempo de cada ação é calculado pelos gerentes que sempre estão ao lado acompanhando todo o processo e incentivos são oferecidos aos funcionários que cumprirem com as regras estabelecidas pela organização. As mesas com os ingredientes são feitas especialmente para a empresa e no lugar de palavras possui vários desenhos indicando o que cada parte comporta. Por tanto, mesmo que existam diversos tipos de lanches em diferentes países, ainda sim é possível manter o processo de 17

18 fabricação de uma maneira rápida e eficiente conservando o lema da empresa, que é qualidade e rapidez. Em: (Sobre: estrategias de distribuição de instalações) 3.6 Pessoas Segundo o site da empresa (Sobre a Empresa: McDonald's), mais de 1,9 milhões de pessoas trabalham para o McDonald s e seus franquiados e mais de 30 países reconhecem que a empresa é um ótimo lugar para se trabalhar. Todos os funcionários passam por diversos cursos quando são admitidos e conhecem todas as áreas disponíveis dentro da organização até definir seu local de trabalho. Existem oito funções em um restaurante McDonald s, subdivididas em dois níveis distintos: a equipe de funcionários, composta por funcionários e treinadores; e a equipe de gestão, composta, em sentido ascendente, pelo Coordenador de Equipe, Assistente de Gerência, Sub-Gerente e o Gerente. A empresa incentiva o crescimento na hierarquia dos funcionários e se orgulha por ter mais de 90% dos seus gerentes tendo começado suas carreiras como funcionários nos restaurantes. Alguns programas de incentivos a funcionários são implementados em algumas partes do mundo. No Brasil, o Destaque do Mês, funcionário homenageado de cada turno, eleito por todos os colegas e que mais se destacou durante um determinado período, recebe um bônus de 18

19 25% do salário médio da função. Já na Austrália, o restaurante possui o compromisso de oferecer ao funcionário que mais se destacar um intercambio internacional durante um ano. Em 1961 a empresa criou a McDonald s University. Seu objetivo é disseminar conhecimento e difundir a cultura organizacional do McDonald s para os mais diversos stakeholders, além de ter transformar conhecimento em resultados para o negocio e desenvolvimento pessoal (Sobre a empresa: McDonald's University). Em sua cede na América Latina, situada no Brasil, a Universidade do Hambúrguer, como também é chamada, oferece três distintos cursos: escola de excelência operacional, escola de liderança e escola de negócios. Mais de pessoas já participaram de cursos e atividades nesta unidade desde que foi fundada em Layout ou espaço físico Como dito anteriormente, a cozinha segue um layout planejado, a fim de auxiliar na agilidade da produção dos hambúrgueres. A área onde as pessoas irão comer também é dividida em setores. Existe uma zona de estar, onde se oferecem mesas e cadeiras para adultos e jovens se sentarem acomodadamente; outra zona chamada comer e partir, com mesas e cadeiras altas típicas de bares para as pessoas que irão ao restaurante rapidamente; e a zona flexível, onde toda a decoração e moveis são voltadas para as crianças (Sobre: estrategias de distribuição de instalações). Além disso, preza a limpeza de todas as suas franquiadas, possuindo uma rigorosa fiscalização neste sentido. A ideia é que os clientes possam ter uma boa experiência não somente com as diferentes opções oferecidas em seu cardápio. Mas que possam passar alguns minutos ou horas agradáveis em um local limpo e que ofereça conforto e comodidade para todas as idades. 19

20 Conclusão O McDonald s cresceu aos poucos e ainda não para de aumentar seus números. Isso se deve a facilidade em se alterar sempre buscando a satisfação do cliente ao mesmo tempo em que mantem seus ideais. Prova disso são as recentes alterações em busca de pratos saudáveis e menos calóricos, visto ao cenário em que vivemos em que as pessoas procuram uma melhor qualidade de vida. Entretanto, mantendo a ideia de servir pratos rápidos e baratos, além de manterem sua marca e terem suas propagandas conhecidas em todo o mundo. Com isso, podemos dizer que se faz necessário à realização de pesquisas de mercados quando uma nova organização deseja se lançar em um país desconhecido, buscando um préconhecimento do melhor local a inserir sua marca. As ferramentas do marketing mix servem de grande auxilio neste momento para se definir regras e estratégias que podem ser utilizadas durante esta etapa. Sendo provável um enorme gasto de tempo e muito esforço, entretanto, evitando futuros contratempos que possam aparecer. Em outras palavras, o marketing internacional se resume em que a empresa esteja disponível a realizar alterações, buscando uma maior proximidade da marca com a cultura, mercado e valores de uma nação. Nestas alterações, algumas poderão se tornar padrões e outras adaptáveis. A empresa deve estar sempre buscando se renovar e atenta aos fatores citados à cima, para que possa satisfazer as necessidades e desejos de seus consumidores. Se inserir no mercado mundial não é tarefa fácil e deve ser um trabalho realizado com cautela e precisão. Cada passo em falso pode se tonar um grande prejuízo de maneira irreversível. Conquistar e agradar povos de outras culturas pode ser perigoso e prejudicial à marca e histórico de uma empresa. Entretanto, histórias de sucesso como da empresa McDonald s nos mostra que este passo dentro de uma organização é possível de ser realizada se for bem feita. 20

Este Plano de Negócios foi elaborado em Junho de 2014

Este Plano de Negócios foi elaborado em Junho de 2014 ESPETO VACA LOUCA Pc TUBAL VILELA Nº 0 CENTRO- UBERLANDIA MG (34) 9876-5432 contato@vacalouca.com Ademir Gonçalves Filho Diretor Administrativo Gustavo Rodovalho Oliveira - Diretor de Marketing Jhonata

Leia mais

big x picanha Uma revolução no mercado de fast food Abra você também sua franquia do Big X Picanha! Loja Henrique Schaumann, o ponto de partida.

big x picanha Uma revolução no mercado de fast food Abra você também sua franquia do Big X Picanha! Loja Henrique Schaumann, o ponto de partida. big x picanha Uma revolução no mercado de fast food Loja Henrique Schaumann, o ponto de partida. No ano de 2000 o mercado de comida rápida estava saturado em São Paulo. Nada de diferente surgia, o que

Leia mais

SPETACOLLO RESTAURANTE & BOTEQUIM

SPETACOLLO RESTAURANTE & BOTEQUIM SPETACOLLO RESTAURANTE & BOTEQUIM SUA IDEIA SEU SUCESSO SOBRE O SPETACOLLO Rentabilidade, confiança e credibilidade aliadas a uma maneira inovadora de servir e atender com qualidade e agilidade; ampla

Leia mais

Central de Cases CASA DO PÃO DE QUEIJO: estudo sobre franquias. www.espm.br/centraldecases

Central de Cases CASA DO PÃO DE QUEIJO: estudo sobre franquias. www.espm.br/centraldecases Central de Cases CASA DO PÃO DE QUEIJO: estudo sobre franquias www.espm.br/centraldecases Central de Cases CASA DO PÃO DE QUEIJO: estudo sobre franquias Preparado pelo Professor Alexandre Gracioso, da

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DE UBERLÂNDIA

FACULDADE PITÁGORAS DE UBERLÂNDIA FACULDADE PITÁGORAS DE UBERLÂNDIA Arthur Jones Bruno Henrique Cristiano Castro Jeverson Oliveira Jose Antônio Marconi Dornelas Rhamon Dias Plano de Negócios Careca s Lanches Capa Introdução Desenvolvimento

Leia mais

Trabalho realizado por: Filipa Bandeira Margarida Caupers Maria João Bule Ricardo Santos Sérgio Monteiro

Trabalho realizado por: Filipa Bandeira Margarida Caupers Maria João Bule Ricardo Santos Sérgio Monteiro Instituto Superior de Agronomia Introdução à Engenharia Alimentar Trabalho realizado por: Filipa Bandeira Margarida Caupers Maria João Bule Ricardo Santos Sérgio Monteiro Sumário Definição de Fast-food;

Leia mais

Lanches ser hoje uma referência gastronômica em Londrina.

Lanches ser hoje uma referência gastronômica em Londrina. EntreVISTA Fotos: Divulgação/Shutterstock O grande empreendedor encara os desafios Entre esperar o livro pronto e escrevê-lo, o comerciante Arnaldo Tsuruda preferiu seguir pela segunda opção. A história

Leia mais

anos anos Histórico Saúde 1990 - Nasce a Empresa Nutrisaude, atuando no ramo de refeições coletivas na cidade de Avaí/SP

anos anos Histórico Saúde 1990 - Nasce a Empresa Nutrisaude, atuando no ramo de refeições coletivas na cidade de Avaí/SP Nossa Empresa A Nutrisaude é uma empresa jovem e dinâmica buscando sempre o encantamento de seus clientes, garantindo uma parceria focada em agilidade, qualidade e custo benefício. Em 1990 na cidade de

Leia mais

CASA DO PÃO DE QUEIJO

CASA DO PÃO DE QUEIJO CASA DO PÃO DE QUEIJO Estudo sobre franquias Case elaborado pelo Professor Alexandre Gracioso Destinado exclusivamente ao estudo e discussão em classe, sendo proibida a sua utilização ou reprodução em

Leia mais

Panorama Mundial (2013)

Panorama Mundial (2013) Panorama Mundial (2013) Produção mundial alcançou US$ 444 bilhões em 2013; Mesmo com os efeitos da crise internacional, registra 85% de crescimento desde 2004, a uma taxa média de 7% ao ano; 54% da produção

Leia mais

Artigo 16 Como montar uma Cafeteira

Artigo 16 Como montar uma Cafeteira Artigo 16 Como montar uma Cafeteira O consumo de café é um hábito entre os brasileiros, seja em casa, no trabalho ou na rua. Esse hábito vem crescendo e se modificando também. O interesse pelos cafés finos

Leia mais

Case Schutz Maurício Bastos

Case Schutz Maurício Bastos LIVRO DE CASES CASE 1 CASES Case Schutz Maurício Bastos Ano de fundação: 1995 Segmento: Varejo Calçados Localização: São Paulo Crescimento Ecommerce: 400% ao ano Funcionários: 900 Loja Online: loja.schutz.com.br

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão I

Sistema Integrado de Gestão I Sistema Binário Faculdades Integradas Campos Salles Sistema Integrado de Gestão I Aulas 3 e 4 Administração da Empresa Digital Parte I Carlos Antonio José Oliviero São Paulo - 2012 Objetivos Qual é o papel

Leia mais

A Vivenda do Camarão é a maior rede de restaurantes de frutos do mar do país, presente em 20 estados brasileiros e 1 unidade no Paraguay.

A Vivenda do Camarão é a maior rede de restaurantes de frutos do mar do país, presente em 20 estados brasileiros e 1 unidade no Paraguay. A Vivenda do Camarão é a maior rede de restaurantes de frutos do mar do país, presente em 20 estados brasileiros e 1 unidade no Paraguay. O cardápio Vivenda oferece Produtos Congelados, In Natura, e em

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DE UBERLÂNDIA

FACULDADE PITÁGORAS DE UBERLÂNDIA FACULDADE PITÁGORAS DE UBERLÂNDIA Álvaro do Carmo Carneiro Cássio Muriel Borges Eder Rodrigues Silva Murilo Martins Tavares William Fernandes Araujo Plano de Negócio Crepes Mania UBERLÂNDIA - MG 2014 Sumario

Leia mais

Pesquisa Mercadológica 1. Laíse PEDROSO 2 Tatyanna BRAGA 3 Centro Universitário de Brasília, Brasília, DF

Pesquisa Mercadológica 1. Laíse PEDROSO 2 Tatyanna BRAGA 3 Centro Universitário de Brasília, Brasília, DF Pesquisa Mercadológica 1 Laíse PEDROSO 2 Tatyanna BRAGA 3 Centro Universitário de Brasília, Brasília, DF RESUMO Os restaurantes Houston e The Plates são famosos na capital por seu diferencial temático.

Leia mais

RELATÓRIO MISSÃO À CHINA BAKERY CHINA

RELATÓRIO MISSÃO À CHINA BAKERY CHINA RELATÓRIO MISSÃO À CHINA BAKERY CHINA Panificação na China A panificação chinesa tem aspectos peculiares, não é um país de tradição no consumo de panificados, mas tem desenvolvido sua indústria a partir

Leia mais

Varejo: será que o foco está mesmo no cliente?

Varejo: será que o foco está mesmo no cliente? Revista da ESPM -101 Varejo: será que o foco está mesmo no cliente? FÁTIMA MOTTA Graduada em Administração de Empresas (FMU) e Comunicação (ECA/USP) Pós -Graduada em Administração de Empresas (PUC/SP)

Leia mais

E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing

E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing Questão 01: (ENADE 2009): Um fabricante de sapatos pode usar a mesma marca em duas ou mais linhas de produtos com o objetivo de reduzir os custos de

Leia mais

Exemplos de Marketing Global. Coca-Cola, Philip Morris, DaimlerChrysler. McDonald s, Toyota, Ford, Cisco Systems

Exemplos de Marketing Global. Coca-Cola, Philip Morris, DaimlerChrysler. McDonald s, Toyota, Ford, Cisco Systems Fundamentos de Marketing Global Parte 01 O significado de Marketing Global Uma empresa global bem-sucedida deve ser capaz de pensar globalmente e agir localmente. Marketing global pode incluir uma combinação

Leia mais

GRADUAÇÃO FTS ADM. EMPRESAS

GRADUAÇÃO FTS ADM. EMPRESAS ADMINISTRAÇÃO MERCADOLOGICA I GRADUAÇÃO FTS ADM. EMPRESAS ADMINISTRAÇÃO MERCADOLOGICA I MARKETING MIX 1. James Culliton (dec. 1940 EUA) que chamava os executivos de liquidificadores (mixers) - materializarem

Leia mais

Estratégias para aumentar a rentabilidade. Indicadores importantes. Controle a produção. Reduza filas. Trabalhe com promoções.

Estratégias para aumentar a rentabilidade. Indicadores importantes. Controle a produção. Reduza filas. Trabalhe com promoções. Uma publicação: Estratégias para aumentar a rentabilidade 04 Indicadores importantes 06 Controle a produção 08 Reduza filas 09 Trabalhe com promoções 10 Conclusões 11 Introdução Dinheiro em caixa. Em qualquer

Leia mais

Rentabilidade em Food Service

Rentabilidade em Food Service Rentabilidade 6 passos para tornar sua franquia mais lucrativa Seja bem-vindo ao e-book da Linx. Aqui estão reunidos os principais caminhos para o aumento da rentabilidade em operações de fast food. São

Leia mais

COMÉRCIO E DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS.

COMÉRCIO E DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS. COMÉRCIO E DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS. A Rio Quality existe com o objetivo de proporcionar a total satisfação dos clientes e contribuir para o sucesso de todos. Essa integração se dá através do investimento

Leia mais

Missão Empresarial EUA Flórida. 21 a 26 de Março 2015

Missão Empresarial EUA Flórida. 21 a 26 de Março 2015 Missão Empresarial EUA Flórida 21 a 26 de Março 2015 Apoiamos empresas a ter sucesso nos mercados internacionais Sobre nós Na Market Access prestamos serviços de apoio à exportação e internacionalização.

Leia mais

Módulo 5. Composto de Marketing (Marketing Mix)

Módulo 5. Composto de Marketing (Marketing Mix) Módulo 5. Composto de Marketing (Marketing Mix) Dentro do processo de administração de marketing foi enfatizado como os profissionais dessa área identificam e definem os mercados alvo e planejam as estratégias

Leia mais

O dentista que virou dono de restaurante chinês 1

O dentista que virou dono de restaurante chinês 1 O dentista que virou dono de restaurante chinês 1 O cirurgião dentista Robinson Shiba, proprietário da rede China In Box, em 1992 deixava de exercer sua profissão como dentista para inaugurar a primeira

Leia mais

Lavanderia Primavera: um estudo de caso de uma marca de sucesso 1

Lavanderia Primavera: um estudo de caso de uma marca de sucesso 1 Lavanderia Primavera: um estudo de caso de uma marca de sucesso 1 Diego Pereira de MELO 2 Flávio Mendes FEITOSA 3 Gustavo dos Santos FERNANDES 4 Faculdade de Ciências Educacionais e Empresariais de Natal

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

Plano de Negócios. Fast Break

Plano de Negócios. Fast Break Plano de Negócios Fast Break Aislan Amadio 1 José Marcio Alves Thomé 2 Valéria Figueiredo 3 Vagner Roberto da Costa 4 Maria Eliza Zandarim 5 Resumo O presente estudo tem como objetivo demonstrar e de estruturar

Leia mais

sucesso Outubro de 2003. Ares espanhóis Aposta de perfil Supermercados Villarreal

sucesso Outubro de 2003. Ares espanhóis Aposta de perfil Supermercados Villarreal arquivo Supermercado com cara e conceito de mercadão é nostálgico e inovador ao mesmo tempo Aposta de sucesso Com apenas cinco anos de funcionamento, a marca Villarreal comemora alta de mais de 50% em

Leia mais

Módulo 1. Introdução à Disciplina

Módulo 1. Introdução à Disciplina Módulo 1. Introdução à Disciplina Você conhece o Marketing ele está à sua volta em todos os locais. Você vê os resultados do Marketing na grande quantidade de produtos disponíveis no shopping center, nos

Leia mais

O CUSTO DE A&B EM UM EVENTO

O CUSTO DE A&B EM UM EVENTO O CUSTO DE A&B EM UM EVENTO Objetivo Conhecer os principais cuidados a serem tomados com a organização de um evento, tendo em vista a manutenção dos custos do evento; Conhecer as formas de cobrança das

Leia mais

Etapas do Plano de Negócios

Etapas do Plano de Negócios Etapas do Plano de Negócios Etapa 3. O negócio 4. Produtos e serviços Detalhes Identificação Definição Equipe Motivação e oportunidades Tecnologia e processos Benefícios e vantagens competitivas Preço

Leia mais

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO Odilio Sepulcri odilio@emater.pr.gov.br www.odiliosepulcri.com.br www.emater.pr.gov.br Telefone: (41) 3250-2252 ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO 1. Perfil para empreender

Leia mais

CONSULTOR CARLOS MARTINS AÇAO EM MARKETING

CONSULTOR CARLOS MARTINS AÇAO EM MARKETING CONSULTOR CARLOS MARTINS CRIA - AÇAO EM MARKETING SUA EMPRESA Copyright Consultor Carlos Martins - Todos os direitos reservados wwwcarlosmartinscombr - consultor@carlosmartinscombr Como conquistar Clientes

Leia mais

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce...

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce... Sumário Bleez Agência Digital... 3 Quem sou eu... 4 Introdução... 5 Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7 Quem está comprando no ecommerce... 10 Por que os brasileiros estão comprando mais... 12 O

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV MANUAL DA QUALIDADE Manual da Qualidade - MQ Página 1 de 15 ÍNDICE MANUAL DA QUALIDADE 1 INTRODUÇÃO...3 1.1 EMPRESA...3 1.2 HISTÓRICO...3 1.3 MISSÃO...4 1.4 VISÃO...4 1.5 FILOSOFIA...4 1.6 VALORES...5

Leia mais

2. As Empresas. Conteúdo

2. As Empresas. Conteúdo 2. As Empresas Conteúdo 1. Empresas 2. Características das Empresas 3. Rápida História das Organizações 4. Categoria de Empresas 5. Empresas Como Sistema Abertos 6. O Alinhamento Organizacional 7. Os Recursos

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014 #5 EMPREENDEDORISMO Outubro de 2014 ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição 3. Empreendedorismo: necessidade ou oportunidade? 4. Características do comportamento empreendedor 5. Cenário brasileiro para o empreendedorismo

Leia mais

ESTUDO DE CASO: BRAHMA: NOVA LATA VERMELHA

ESTUDO DE CASO: BRAHMA: NOVA LATA VERMELHA ESTUDO DE CASO: BRAHMA: NOVA LATA VERMELHA Carlos Eduardo Carvalho Cruz Eduardo Borges Ferreira Rudiney Cordeiro Cardoso 1 Resumo: O presente trabalho trata de um estudo de caso com foco na campanha da

Leia mais

MUSEU ATELIER: UM ESTUDO SOBRE UM PATRIMÔNIO CULTURAL DE SANTA VITÓRIA DO PALMAR/RS, BRASIL

MUSEU ATELIER: UM ESTUDO SOBRE UM PATRIMÔNIO CULTURAL DE SANTA VITÓRIA DO PALMAR/RS, BRASIL MUSEU ATELIER: UM ESTUDO SOBRE UM PATRIMÔNIO CULTURAL DE SANTA VITÓRIA DO PALMAR/RS, BRASIL Angela Teberga de Paula Daviane de Souza Carvalho Josiara Schwartz Galvão Shana Klein Van Ommerem Viviane Rocha

Leia mais

LAVANDERIA UMA NOVA ABORDAGEM PARA INVESTIMENTO. Assuma o controle do seu futuro com a lavanderia operada com moedas.

LAVANDERIA UMA NOVA ABORDAGEM PARA INVESTIMENTO. Assuma o controle do seu futuro com a lavanderia operada com moedas. LAVANDERIA UMA NOVA ABORDAGEM PARA INVESTIMENTO Assuma o controle do seu futuro com a lavanderia operada com moedas. CONHECIMENTO ONDE A SUA PAIXÃO POR NEGÓCIOS ENCONTRA A NOSSA PAIXÃO POR LAVANDERIA.

Leia mais

Introdução ao Marketing. História do Conceito

Introdução ao Marketing. História do Conceito História do Conceito O termo marketing, de acordo com Cobra (1988, p. 34) é uma expressão anglo-saxônica derivada da palavra mercari, do latim, que significa comércio, ou ato de mercar, comercializar ou

Leia mais

A PEDAGOGIA EMPRESARIAL E A GESTÃO ESTRATÉGICA NA EMPRESA

A PEDAGOGIA EMPRESARIAL E A GESTÃO ESTRATÉGICA NA EMPRESA A PEDAGOGIA EMPRESARIAL E A GESTÃO ESTRATÉGICA NA EMPRESA Luciano Matos Nobre1 Autor Universidade Tiradentes nobre_matos_luciano@yahoo.com.br Marisa Marchi Uchôa Espindola2 Co-autora Universidade Tiradentes

Leia mais

www.institutosiegen.com.br Aula 2 Qual é o limite de uma indústria? Quais produtos ela pode produzir?

www.institutosiegen.com.br Aula 2 Qual é o limite de uma indústria? Quais produtos ela pode produzir? Aula 2 1. O cenário competitivo do século XXI O cenário competitivo do século XXI Qual é o limite de uma indústria? Quais produtos ela pode produzir? O que uma farmácia moderna pode vender? Qual a diferença

Leia mais

(HOOLEY, SAUNDERS, PIERCY, 2005) (HOOLEY, SAUNDERS, PIERCY, 2005) Integração entre segmentos, ocupações e comportamentos de consumo

(HOOLEY, SAUNDERS, PIERCY, 2005) (HOOLEY, SAUNDERS, PIERCY, 2005) Integração entre segmentos, ocupações e comportamentos de consumo Segmentação de Parte 02 Exemplo de estratificação de classes sociais Plano de classificação socioeconômica (Reino Unido) Sociedade de Pesquisa de Reino Unido A B C1 C2 D E GRUPOS POR TIPO DE OCUPAÇÃO -

Leia mais

PROCESSOS E ESTRATÉGIAS DE INTERNACIONALIZAÇÃO DE REDES DE FRANQUIAS. Rio de Janeiro, 16 de Novembro de 2015

PROCESSOS E ESTRATÉGIAS DE INTERNACIONALIZAÇÃO DE REDES DE FRANQUIAS. Rio de Janeiro, 16 de Novembro de 2015 PROCESSOS E ESTRATÉGIAS DE INTERNACIONALIZAÇÃO DE REDES DE FRANQUIAS Rio de Janeiro, 16 de Novembro de 2015 36% das unidades das 200 maiores franqueadoras americanas são no exterior 80% das Top 200 operam

Leia mais

ESTUDAR MEDICINA NA ARGENTINA

ESTUDAR MEDICINA NA ARGENTINA ESTUDAR MEDICINA NA ARGENTINA S MEDICINA NA ARGENTINA INSCRIÇOES ABERTAS 2014 INICIO EM AGOSTO UNIVERSIDAD DE BUENOS AIRES - UBA INICIO EM SETEMBRO FUNDACIÓN HECTOR BARCELÓ INICIO EM OUTUBRO UNIVERSIDAD

Leia mais

Computação em nuvem. Mudança da função e da importância das equipes de TI O PONTO DE VISTA DOS EXECUTIVOS SOBRE A NUVEM.

Computação em nuvem. Mudança da função e da importância das equipes de TI O PONTO DE VISTA DOS EXECUTIVOS SOBRE A NUVEM. O PONTO DE VISTA DOS EXECUTIVOS SOBRE A NUVEM O ponto de vista dos executivos sobre a nuvem Janeiro de 2015 Computação em nuvem Mudança da função e da importância das equipes de TI Janeiro de 2015 1 Capacitação

Leia mais

Macroambiente: Análise ambiental ou SWOT: PROFESSORA Paula Nogueira Bartkiw. Especialista (MBA em Gestão Empresarial) Graduação em Marketing.

Macroambiente: Análise ambiental ou SWOT: PROFESSORA Paula Nogueira Bartkiw. Especialista (MBA em Gestão Empresarial) Graduação em Marketing. PROFESSORA Paula Nogueira Bartkiw Especialista (MBA em Gestão Empresarial) Graduação em Marketing Aula 8 Disciplina Inovação - Refrigerante customizado, Máquina Freestyle EUA. Seleciona 104 sabores. Design:

Leia mais

Considerando que a pesquisa mercadológica é uma ferramenta de orientação para as decisões das empresas, assinale a opção correta.

Considerando que a pesquisa mercadológica é uma ferramenta de orientação para as decisões das empresas, assinale a opção correta. ESPE/Un SERE plicação: 2014 Nas questões a seguir, marque, para cada uma, a única opção correta, de acordo com o respectivo comando. Para as devidas marcações, use a Folha de Respostas, único documento

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS E PLANEJAMENTO: SUA IMPORTÂNCIA PARA O EMPREENDIMENTO

PLANO DE NEGÓCIOS E PLANEJAMENTO: SUA IMPORTÂNCIA PARA O EMPREENDIMENTO PLANO DE NEGÓCIOS E PLANEJAMENTO: SUA IMPORTÂNCIA PARA O EMPREENDIMENTO Bruna Carolina da Cruz Graduando em administração Unisalesiano Lins bruna-estella@hotmail.com Rafael Victor Ostetti da Silva Graduando

Leia mais

CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes

CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes Mais que implantação, o desafio é mudar a cultura da empresa para documentar todas as interações com o cliente e transformar essas informações em

Leia mais

Unidade II MARKETING DE VAREJO E. Profa. Cláudia Palladino

Unidade II MARKETING DE VAREJO E. Profa. Cláudia Palladino Unidade II MARKETING DE VAREJO E NEGOCIAÇÃO Profa. Cláudia Palladino Preço em varejo Preço Uma das variáveis mais impactantes em: Competitividade; Volume de vendas; Margens e Lucro; Muitas vezes é o mote

Leia mais

Estratégias de recursos humanos para serviços de alimentação Profº Dr. Raul Amaral

Estratégias de recursos humanos para serviços de alimentação Profº Dr. Raul Amaral Estratégias de recursos humanos para serviços de alimentação Profº Dr. Raul Amaral Estratégias de recursos humanos para serviços de alimentação. 1. Formação e manutenção da equipe de trabalho. 2. Pesquisa

Leia mais

Valorização e Globalização da Marca Brasil Plano Aquarela, Megaeventos e Marketing Turístico Internacional

Valorização e Globalização da Marca Brasil Plano Aquarela, Megaeventos e Marketing Turístico Internacional Valorização e Globalização da Marca Brasil Plano Aquarela, Megaeventos e Marketing Turístico Internacional Tribunal de Contas da União, 17 de agosto de 2011 Plano Aquarela Desde 2005 é a base metodológica

Leia mais

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice 2 Índice Introdução... 3 Passo 1 Entender o que é Venda Online e E-commerce... 4 Passo 2 Entender o Mercado de Comércio Eletrônico... 5 Passo 3 Canais de Venda... 6 Passo 4 Como identificar uma Boa Plataforma

Leia mais

FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL

FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL UN SELLO DE CALIDAD EN LAS RELACIONES BILATERALES FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL UM SELO DE QUALIDADE NAS RELAÇÕES BILATERAIS FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL diseño

Leia mais

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS 1. Sumário Executivo Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso 2. Sumário da Empresa 2.1 Composição da Sociedade Perfil Individual dos sócios, experiência, formação, responsabilidades

Leia mais

CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS

CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS Cesar Aparecido Silva 1 Patrícia Santos Fonseca 1 Samira Gama Silva 2 RESUMO O presente artigo trata da importância do capital

Leia mais

O MERCADO E PERSPECTIVAS

O MERCADO E PERSPECTIVAS Sell Book O MERCADO E PERSPECTIVAS MERCADO E PERSPECTIVA BRASIL VAREJO FRANQUIAS PIB: projeção de 3% para 2013; Desemprego em baixa (inferior a 6% em 2013); Crescimento do consumo da classe média; Aumento

Leia mais

ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014

ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014 ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014 REPÚBLICA DA COLÔMBIA POPULAÇÃO 48 Milhões SUPERFÍCIE 1.141.748 Km2 CAPITAL Bogotá 7,3 milhões PRINCIPAIS CIDADES

Leia mais

ESTUDO DE CASO HABIB S

ESTUDO DE CASO HABIB S ESTUDO DE CASO HABIB S Orientação: Prezada equipe, o estudo de caso do Habib s tem como objetivo perceber a relação do estabelecimento do empreendedorismo com a estratégia empresarial no seu contexto prático

Leia mais

INVISTA EM SAÚDE. MYFIT FRANCHISING

INVISTA EM SAÚDE. MYFIT FRANCHISING INVISTA EM SAÚDE. MYFIT FRANCHISING Amigos Clientes, Parceiros e Colegas, A Marca MYFIT, lançada em 2014 no Brasil, nasceu para aproximar os praticantes e profissionais de atividades físicas dos mais inovadores

Leia mais

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio Plano de Negócios Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa Modelo de Planejamento prévio Fraiburgo, 2015 Plano de Negócios Um plano de negócios é uma descrição do negócio

Leia mais

MASTER HOUSE FRANCHISING Apresentação e Estratégia

MASTER HOUSE FRANCHISING Apresentação e Estratégia MASTER HOUSE FRANCHISING Apresentação e Estratégia Master House Franquia de Sucesso ocumento protegido pelos termos da lei. ualquer replicação deste material não é autorizada. Especial 10.A/2015 Parabéns

Leia mais

VEÍCULO: PORTAL UOL SEÇÃO: ECONOMIA DATA: 17.02.2011

VEÍCULO: PORTAL UOL SEÇÃO: ECONOMIA DATA: 17.02.2011 VEÍCULO: PORTAL UOL SEÇÃO: ECONOMIA VEÍCULO: REVISTA ALGO MAIS SEÇÃO: ECONOMIA DATA: 16.02.2011 Algomais - PE 16/02/2011-17:43 Mercado de executivos em alta Com várias empresas chegando para se instalar

Leia mais

O CRM e a TI como diferencial competitivo

O CRM e a TI como diferencial competitivo O CRM e a TI como diferencial competitivo Nelson Malta Callegari (UTFPR) nelson.estudo@gmail.com Profº Dr. João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefetpr.br Profº Dr. Luciano Scandelari (UTFPR) luciano@cefetpr.br

Leia mais

- GUIA DO EMPRESÁRIO - Lucros Bons e Lucros Ruins

- GUIA DO EMPRESÁRIO - Lucros Bons e Lucros Ruins - GUIA DO EMPRESÁRIO - Lucros Bons e Lucros Ruins Planeta Contábil 2008 Todos os Direitos Reservados (www.planetacontabil.com.br) 1/5 Lucros Bons e Lucros Ruins Podemos pensar que lucrar é sempre bom,

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO. Questão nº 1. Padrão de Resposta Esperado:

ADMINISTRAÇÃO. Questão nº 1. Padrão de Resposta Esperado: Questão nº 1 Produto Para fazer frente ao problema de prazo de entrega do produto, a Megabooks poderia compensá-lo com uma agregação de valor ao produto. Poderia, por exemplo, utilizar uma sobrecapa personalizada

Leia mais

R EDE DE MULTINE G Ó C I O S PA RA C R I A N Ç A S D O M U N D O

R EDE DE MULTINE G Ó C I O S PA RA C R I A N Ç A S D O M U N D O A ÚNICA R EDE DE MULTINE G Ó C I O S PA RA C R I A N Ç A S D O M U N D O ENTRE OUTRAS Nosso time de gestores vai fazer um trabalho único para você. Além de buscar e localizar o melhor ponto comercial

Leia mais

INVENÇÃO E INOVAÇÃO INTRODUÇÃO. Desenvolvimento de Novos Produtos: Aspectos Conceituais e Critérios rios de Planejamento. Definição de Produto

INVENÇÃO E INOVAÇÃO INTRODUÇÃO. Desenvolvimento de Novos Produtos: Aspectos Conceituais e Critérios rios de Planejamento. Definição de Produto INTRODUÇÃO Cenário político e econômico da Globalização Desenvolvimento de Novos Produtos: Aspectos Conceituais e Critérios rios de Planejamento Viçosa Novembro de 2012 Ceres Mattos Della Lucia ceresnut@yahoo.com.br

Leia mais

CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI)

CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) Nelson Malta Callegari (UTFPR) nelson.estudo@gmail.com Profº Dr. João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefetpr,br Profº Dr. Luciano

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (AULA 04)

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (AULA 04) Prof. Breno Leonardo Gomes de Menezes Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (AULA 04) 1 CRM Sistema de Relacionamento com clientes, também

Leia mais

FEMSA gerencia mais de 80 mil tickets mensais de TI, Finanças e RH com CA Service Desk Manager

FEMSA gerencia mais de 80 mil tickets mensais de TI, Finanças e RH com CA Service Desk Manager CUSTOMER SUCCESS STORY FEMSA gerencia mais de 80 mil tickets mensais de TI, Finanças e RH com CA Service Desk Manager PERFIL DO CLIENTE Indústria: Bebidas Companhia: FEMSA Funcionários: +177 mil (global)

Leia mais

Entrevista Inovação em dose dupla

Entrevista Inovação em dose dupla Entrevista Inovação em dose dupla Por Juçara Pivaro Foto: L. R.Delphim Uma importante aquisição no setor de empresas fornecedoras de ingredientes ocorreu em 2012, unindo duas grandes forças desse mercado,

Leia mais

FTAD -Formação técnica em Administração de Empresas Módulo de Planejamento Empreendedorismo Prof. Carolina Lindbergh Competências a serem Trabalhadas CONHECER O SUMÁRIO EXECUTIVO DE UM PLANO DE NEGÓCIOS

Leia mais

Curso e- Learning Sistema de Gestão da Qualidade NBR ISO 9001:2008

Curso e- Learning Sistema de Gestão da Qualidade NBR ISO 9001:2008 Curso e- Learning Sistema de Gestão da Qualidade NBR ISO 9001:2008 Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa do

Leia mais

COMUNICADO DE IMPRENSA

COMUNICADO DE IMPRENSA Grupo PTV em expansão internacional - também na América do Sul PTV inaugura sua própria filial no Brasil Karlsruhe/São Paulo, 15/10/2015. Os especialistas em transportes do Grupo PTV estão expandindo ainda

Leia mais

Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques

Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques Nada é mais perigoso do que uma idéia, quando ela é a única que temos. (Alain Emile Chartier) Neste módulo, faremos, a partir

Leia mais

PROJETO INTERNACIONAL

PROJETO INTERNACIONAL PROJETO INTERNACIONAL EM 10 PASSOS Ubirajara Marques Direitos: Todos os direitos reservados para Center Group International Duração: 1 hora Apresentação: Linguagem simples, para micros e médios empresários

Leia mais

Guia Definitivo de Ferramentas para Micro Empreendedores Individuais

Guia Definitivo de Ferramentas para Micro Empreendedores Individuais Guia Definitivo de Ferramentas para Micro Empreendedores Individuais Introdução O Brasil já tem 4,7 milhões de microempreendedores individuais, segundo dados de janeiro de 2015 da Receita Federal. O incentivo

Leia mais

Marketing Prof. Raimundo Donizete de Camargo. Marketing de Serviços. Marketing de Serviços. Marketing de Serviços

Marketing Prof. Raimundo Donizete de Camargo. Marketing de Serviços. Marketing de Serviços. Marketing de Serviços Marketing Prof. Raimundo Donizete de Camargo Objetivos Definir ; Conhecer as diferenças básicas entre Produtos (Bens e Serviços); Analisar uma visão geral do Setor de Serviços; Conhecer o processo de Prestação

Leia mais

Plano de Negócio. MATERIAL PARA TREINAMENTO (Dados e informações poderão ser alterados)

Plano de Negócio. MATERIAL PARA TREINAMENTO (Dados e informações poderão ser alterados) Plano de Negócio MATERIAL PARA TREINAMENTO (Dados e informações poderão ser alterados) O Projeto 04 Cenário Econômico A Demanda Concorrência Estratégia Comercial Operação Rentabilidade O Empreendedor 06

Leia mais

O que significa Gestão de Operações?

O que significa Gestão de Operações? O que significa Gestão de Operações? Introdução à Gestão de Operações QUESTÕES BÁSICAS Quais são as similaridades entre todas as operações produtivas? Como as operações produtivas diferem umas das outras?

Leia mais

A importância de personalizar a sua loja virtual

A importância de personalizar a sua loja virtual A importância de personalizar a sua loja virtual Ter uma loja virtual de sucesso é o sonho de muitos empresários que avançam por esse nicho econômico. Porém, como as lojas virtuais são mais baratas e mais

Leia mais

8 Formulação de Objetivos

8 Formulação de Objetivos 8 Formulação de Objetivos Objetivos de aprendizagem Após estudar este capítulo, você deverá estar capacitado para: Definir e identificar a missão organizacional. Definir a visão das organizações. Descrever

Leia mais

Índice. A ideia. Parceiros. Localização. Diferencial. Serviços. Dinâmica e funcionamento. Ações de marketing. Imagens ilustrativas de referência

Índice. A ideia. Parceiros. Localização. Diferencial. Serviços. Dinâmica e funcionamento. Ações de marketing. Imagens ilustrativas de referência E M P Ó R I O E R I S T O R E M P o R I O E R I S T O R A N T E E M P o R I O E R I S T O R Índice A ideia Parceiros Localização Diferencial Serviços Dinâmica e funcionamento Ações de marketing Imagens

Leia mais

2. Gerenciamento de projetos

2. Gerenciamento de projetos 2. Gerenciamento de projetos Este capítulo contém conceitos e definições gerais sobre gerenciamento de projetos, assim como as principais características e funções relevantes reconhecidas como úteis em

Leia mais

Menores, mas com potencial de gigantes

Menores, mas com potencial de gigantes Menores, mas com potencial de gigantes 12 KPMG Business Magazine Empresas do mercado empreendedor ganham força com a expansão do consumo nos países emergentes O ano de 2008 foi um marco na história econômica

Leia mais

MARKETING. É o conjunto de ações que objetivam captar e manter clientes através da satisfação das suas necessidades e expectativas.

MARKETING. É o conjunto de ações que objetivam captar e manter clientes através da satisfação das suas necessidades e expectativas. MARKETING É um processo social e administrativo pelo qual indivíduos e grupos obtêm as necessidades e o que desejam através da criação e troca de produtos e valor com outras pessoas. Philip Kotler Tornar

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL (SIG) Conjunto integrado de pessoas, procedimentos, banco de dados e dispositivos que suprem os gerentes e os tomadores

Leia mais

ANIVERARIO 100% FUTEBOL

ANIVERARIO 100% FUTEBOL ANIVERARIO 100% FUTEBOL institucional O Só 5 é o melhor espaço infantil com quadras de futebol para a festa do seu filho! Original e com bom gosto, oferecemos a oportunidade de seu filho brincar de verdade

Leia mais

Informações Financeiras. Sistema de Franquias

Informações Financeiras. Sistema de Franquias Informações Financeiras Sistema de Franquias Sistema de Franquias Somos uma loja que nasceu em Porto Alegre, somos especialista em moda masculina, e, em satisfazer e encantar os clientes. Com nosso sistema

Leia mais

INTRODUÇÃO À GESTÃO DE PESSOAS Comparativo entre idéias

INTRODUÇÃO À GESTÃO DE PESSOAS Comparativo entre idéias FACULDADE GOVERNADOR OZANAM COELHO PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE PESSOAS INTRODUÇÃO À GESTÃO DE PESSOAS Comparativo entre idéias ALINE GUIDUCCI UBÁ MINAS GERAIS 2009 ALINE GUIDUCCI INTRODUÇÃO À GESTÃO DE

Leia mais

Ser percebida como empresa referência em ações de marketing de atendimento.

Ser percebida como empresa referência em ações de marketing de atendimento. MAIS MARKETING Uma empresa voltada para pesquisa de avaliação do atendimento e relacionamento com cliente. Nossa filosofia é oferecer ferramentas de gestão focadas na qualidade do atendimento, apresentando

Leia mais

Fiorella Del Bianco. 3º estágio: maturidade. Tema: Estágios de maturidade e declínio do ciclo de vida do produto.

Fiorella Del Bianco. 3º estágio: maturidade. Tema: Estágios de maturidade e declínio do ciclo de vida do produto. Fiorella Del Bianco Tema: Estágios de maturidade e declínio do ciclo de vida do produto. Objetivo: Nessa aula o aluno conhecerá em detalhes os estágios de maturidade e declínio do ciclo de vida do produto

Leia mais

O Evento CAMPE. Histórico do Evento

O Evento CAMPE. Histórico do Evento O Evento A Semana Empresarial, evento realizado pela CAMPE Consultoria Jr., acontecerá nos dias 22, 23 e 24 de agosto de 2013, na cidade de Juiz de Fora, Minas Gerais. A Semana Empresarial se configura

Leia mais