A Importância da Gestão de Marcas para as Empresas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A Importância da Gestão de Marcas para as Empresas"

Transcrição

1 A Importância da Gestão de Marcas para as Empresas Cristian Carlos Vicari Rua Engenharia, 450 Jd. Universitário -Cascavel Paraná CEP (45) / Ivano Ribeiro Rua Tiradentes, 2345 apto 32-B Country - Cascavel Paraná CEP (45) / Resumo: Uma marca constitui um ícone que representa importantes atributos da empresa, pelos quais deve ser reconhecida e lembrada em momentos de decisão de compra por parte dos consumidores. Uma marca pode remetê-los à historia da empresa, lembrar características essenciais de produtos e empresas e até estimular sensações e emoções. A identidade da marca representa também a visão da empresa a respeito de si mesma e manifesta os seus principais aspectos, ou seja, sua personalidade. O conceito de branding ou gerência de marcas visa construir e administrar uma marca, o que representa um grande desafio nos dias atuais, e requer grandes esforços e investimentos das empresas que pretendem disputar um espaço na preferência dos consumidores no mercado altamente competitivo do contexto atual. Os modernos recursos de mídia disponíveis, que proporcionam um intenso fluxo de informações publicitárias, acabam por dificultar as estratégias orientadas à gestão de marcas. As grandes marcas já são também consideradas valiosos ativos e têm seu valor mensurado através de modernos métodos e critérios, de forma que já se pode enquadrá-las contabilmente entre os demais ativos das empresas. Palavras-chave: marcas, branding, marketing, diferenciação e competitividade. 1. Introdução A marca é um recurso competitivo essencial em inúmeras situações de negócios, que tem estado no centro da publicidade e das vendas, tendo sua importância reconhecida, desde os primeiros estudos em marketing, como fator de sucesso das empresas no mercado. Porém, só recentemente foram iniciados estudos científicos em busca de aprofundar os conhecimentos acerca das marcas. A marca é um fator crítico de sucesso para as organizações, não só para empresas comerciais e profissionais, como também para instituições de qualquer natureza, sejam elas filantrópicas, partidos políticos, entre outros. As marcas também são ativos financeiros e estratégicos das organizações. (NUNES e HAIGH, 2003) Uma marca, segundo Kotler e Gertner (2004), pode ser considerada uma das principais ferramentas do profissional de marketing para criar a diferenciação entre produtos oferecidos no mercado, uma vez que as características destes costumam ser facilmente copiadas ou difíceis de serem comparadas pelo consumidor. Schultz e Barnes (2003) complementam que as marcas ocupam hoje uma posição singular no comércio, pois podem ser compradas e vendidas, franqueadas e alugadas. São também protegidas nacional e internacionalmente. A gerência de marcas deixou de ser apenas uma ferramenta e tem-se desenvolvido como um importante segmento do marketing. Ela vem aprofundando o conceito cada vez mais através de modernas práticas, com objetivos de consolidação das marcas frente ao atual mercado global extremamente competitivo, disputado por empresas que surgem de vários pontos do planeta e apresentam suas marcas como cartão de visitas.

2 2. Conceito Central de Marcas Em sua essência, uma marca representa a promessa de o vendedor entregar um conjunto específico de características, benefícios e serviços aos compradores. Para Kotler (1998), as melhores marcas trazem uma garantia de qualidade. Perante os consumidores, a marca é um importante fator de decisão no ato da compra de um produto ou da contratação de um serviço. Esta é responsável também pela importante tarefa de representar os principais atributos das empresas. A marca pode contar a história da empresa, expressar valores e ressaltar os benefícios que a empresa, produto ou serviço proporcionam, pode também estimular emoções e sentimentos, orientar comportamentos. Segundo Gade (1998), a identidade da marca expressa também a visão da empresa a respeito da mesma, pois manifesta nos seus aspectos físicos a sua personalidade. A AMA American Marketing Association apud Kotler (1998:393) define marca sob o seguinte conceito: Marca é um nome, termo, sinal símbolo ou combinação dos mesmos, que tem o propósito de identificar bens de um vendedor ou grupo de vendedores e de diferenciá-los de concorrentes. A gestão de empresas, segundo Nunes e Haigh (2003), está cada vez mais desejosa de saber sobre a contribuição das marcas para a o sucesso de seus negócios, e assim o desenvolvimento de marca passa a ter posição de grande importância no planejamento estratégico das empresas. Desta forma surge o conceito de gestão de marcas ou branding. Aaker e Joachimsthaler (2002) explicam que o conceito branding está cada vez mais inserido nas premissas estratégicas das empresas, de maneira que as linhas de ação estejam devidamente alinhadas e integradas à gestão e ao desenvolvimento das marcas. 3. Segmentação de Mercado A segmentação de um mercado consiste basicamente em dividi-lo em subgrupos distintos de compradores, agrupados por características semelhantes. Estes grupos constituem os nichos de mercado, ou mercado-alvo, de acordo com a inclinação estratégica da empresa. Monte (1998) explica que as dificuldades enfrentadas pelas empresas em elaborar seu planejamento estratégico orientado para um mercado extremamente competitivo, em uma sociedade supercomunicativa, fizeram com que surgisse o conceito de posicionamento e a necessidade da segmentação dos mercados. Coughlan et al. (2002) complementam que as marcas devem ter seu alvo em um mercado-nicho; ou seja, um grupo bem definido de compradores, de forma a maximizar a probabilidade de estes clientes serem encontrados. Estas linhas de ação baseiam-se em critérios de classificação, que podem ser de ordem geográfica, demográfica, com base no ciclo de vida, sexo, renda, psicográfica, comportamental, entre outros. A segmentação permite às empresas direcionarem mais eficazmente as ações de marketing, de forma que estas ações otimizadas surtam maior efeito com menos esforços e investimentos. Desta forma, atuar em um mercado segmentado orienta mais precisamente as ações da gerência de marcas; pois, ao tomar por base as expectativas de seu mercado-alvo, torna-as extremamente eficazes, quando comparadas à complexidade de se gerenciar marcas voltadas aos mercados de massa. Dentro de um segmento de mercado, as empresas disputam a preferência dos consumidores buscando o nível mais alto de consciência de marca, que vem a constituir o posicionamento de marca. 4. O Conceito de Posicionamento Estratégico de Marcas O conceito de posicionamento da marca constitui uma forma de escala de preferência do consumidor. As empresas disputam a melhor colocação nesta escala através do marketing, o que

3 significa obter a preferência em momentos de decisão de compra, quando o consumidor realiza um processo comparativo das marcas. Gade (1998) explica que, durante o processo comparativo entre as opções de marcas, um consumidor manipula seus conceitos e símbolos, que atuam como substitutos de experiências anteriores, usando imagens que constituem abstrações e construções baseadas em informações armazenadas na memória, ao longo de sua experiência de vida. A autora explica também que neste processo comparativo na mente do consumidor, a posição relativa do produto ou da marca vem a constituir o posicionamento dos mesmos. Keller, apud Clancy e Krieg (2002) complementam que a distinção de uma marca de suas concorrentes dá-se através da percepção e dos sentimentos dos consumidores sobre as características e o desempenho do produto, experiências com o produto, e a marca, em sua última análise, reside nas mentes de seus consumidores. Segundo Vinic (2004), pesquisas revelam que 85% das decisões de compra por consumidores são tomadas no ponto de venda, e que estas decisões em sua grande maioria optam por marcas líderes com o objetivo de sempre acertar na escolha da categoria em questão. A pesquisa top of mind é uma importante ferramenta de avaliação de posicionamento das marcas e consiste em entrevistar consumidores potenciais de determinada categoria de produtos, questionando sobre a primeira marca que lhe vem a mente, e a marca que for citada no impulso da resposta representa a marca melhor posicionada. Nunes e Haigh (2003) complementam ainda que o posicionamento da marca é uma forma de comunicar mais eficientemente sua promessa de valor ao mercado-alvo e, desta forma, estabelecer uma considerável diferenciação dos seus concorrentes diretos. Um estudo de Kotler, apud Byrne (2004), baseado em um grupo de grandes marcas, apontou um conjunto composto por cinco importantes características comuns às empresas analisadas, no que tange as promessas de valor das marcas, que as tornaram mais competitivas. São elas: - vantagem competitiva implícita: expressar claramente a essência do negócio e seus diferenciais, com base na missão, objetivos e valores; - slogan: estar adequado ao produto e seu público, de forma a facilitar a fixação da marca; - cor: identificação visual; - símbolo ou logotipo: representar com clareza a identidade visual da empresa; - conjunto de relatos associados: ex.: história, imagem institucional, ética e responsabilidade social, entre outros. Atualmente muitas empresas estão redefinindo suas marcas de forma a expor estes valores, moldando sua imagem institucional em busca de reconhecimento e diferenciação como empresas sólidas por parte de seus clientes, colaboradores e investidores. A marca deve expressar que a empresa tem objetivos bem definidos e estratégias orientadas não somente à disputa por mercados, mas também baseadas em valores éticos, preocupadas com a preservação do meio ambiente e socialmente responsáveis. 5. Responsabilidade Social, Marcas e Reflexos no Comportamento de Consumo Nos últimos anos, as políticas sociais, ambientais e de ética têm-se tornado critério decisivo na aceitação ou rejeição de marcas, produtos e empresas por parte do mercado. Estas exigências são decorrentes de diversos escândalos de repercussão mundial como: crimes e acidentes ambientais, emprego de mão-de-obra infantil em países extremamente pobres, fraudes contábeis, entre outros. Essas ações fizeram com que as pessoas, representadas por várias facções da

4 sociedade, que vai de consumidores de produtos, ONG s a investidores, passassem a observar as empresas de outra forma, considerando primeiramente seus valores éticos, de onde conseqüentemente resultam suas políticas éticas, sociais e ambientais. A partir daí, a imagem institucional passou a ser critério de confiabilidade na constituição de uma marca ou empresa verdadeiramente sólidas junto ao mercado. Uma pesquisa realizada pelo Instituto Ethos de Responsabilidade Social apud Melo Neto e Brennand (2004) sobre a percepção do consumidor brasileiro em relação à responsabilidade social revelou que este aspecto interfere nas atitudes e comportamentos de compra dos consumidores. O resultado da pesquisa apresentou que 16% dos entrevistados prestigiam empresas socialmente responsáveis, adquirindo seus produtos, e 14% afirmaram rejeitar os produtos de empresas que não agem de forma socialmente responsável como meio de puni-las. Ainda segundo Melo Neto e Brennand (2004), com base nos dados da pesquisa do instituto Ethos de Responsabilidade Social, constata-se claramente que a projeção de uma imagem institucional de empresa ética e socialmente responsável é um importante fator de obtenção de vantagem competitiva, no mercado atual. Para os autores, a imagem institucional de uma empresa ética e socialmente responsável é decorrente de diversos fatores e ações como: - adoção de compromissos éticos; - elaboração de princípios éticos; - adoção de práticas éticas de gestão; - investimentos em projetos sociais; - respeito às leis; - respeito ao meio ambiente; - transparência total nos processos de gestão; - alinhamento estratégico com os interesses dos funcionários e colaboradores, comunidades, parceiros, acionistas e investidores. Os benefícios obtidos por uma empresa ética e socialmente responsável são inúmeros e complexos ao serem mensurados. Ao constituir uma imagem institucional concreta e confiável, a credibilidade obtida junto aos investidores resulta em valorização da empresa e ações no mercado. As políticas sociais resultam em satisfação dos funcionários e colaboradores, o que representa ganhos e produtividade, redução de custos, entre outros. O reconhecimento por parte dos clientes reduz os gastos em propaganda e publicidade, garante aumento de fidelidade e consciência de marca. 6. Critérios Essenciais ao Processo de Criação de uma Marca A marca é a designação única de uma empresa que distingue sua oferta dos outros produtos da mesma categoria. Segundo Shimp (2003), muitos executivos de marketing consideram a criação do nome e da marca como sendo um dos aspectos mais importantes do gerenciamento desta área. Byrne (2004) relaciona alguns dos principais aspectos que devem ser observados para o estabelecimento de uma marca para um produto, empresa ou empreendimento: a) criação do nome: Segundo o autor, o nome da marca pode ser algo abstrato, informativo, descritivo ou sugestivo, e também, pode-se criar um termo novo que expresse a idéia da marca, que também deve expressar a especialidade da empresa, o valor da empresa/negócio oferecido e a exclusividade proporcionada. Portanto é essencial que a criação da marca esteja diretamente alinhada à missão, valores e objetivos ditados pelo planejamento estratégico da empresa. Desta forma a marca deve transmitir o negócio em sua essência. Shimp (2003) sugere também que a marca tenha identificação única, para que seja um fator de clara distinção entre as marcas

5 congêneres, sem que haja riscos de confusão com outras marcas por parte dos consumidores em momentos de decisão de compra. b) criação da logomarca ou logotipo: A logomarca é um item de design de elevada importância, pois representará graficamente a empresa em inúmeros meios de comunicação visual, pois estará presente em todos os impressos, canais de mídia, websites, etc. E também tem a função de informar, ainda que de forma subjetiva, a essência do negócio e o perfil da empresa, pois, segundo Shimp (2003), os consumidores conhecem o logotipo, facilmente reconhecem a marca à qual está associado. Na criação de uma logomarca é importante também observar as cores utilizadas; pois; estas, por si só, já expressam sentimentos e reações. Então, as cores devem estar também relacionadas às idéias que a logomarca deve transmitir. Portanto, a logomarca constitui a identidade visual da empresa. 7. O Valor Patrimonial das Marcas As marcas podem variar em termos de poder e valor que possuem no mercado. Bedbury (2002) considera a marca o mais importante ativo de uma organização. Em um outro extremo, as marcas são conhecidas pela maioria dos compradores. Assim, há aquelas para quais os compradores devotam alto grau de consciência de marca, em que a maioria dos consumidores não resiste em comprá-las. O valor patrimonial de uma marca está altamente relacionado ao número de consumidores, ao grau de reconhecimento, à qualidade percebida, às fortes associações mentais e emocionais e a outros componentes como: patentes, marcas registradas e canais de relacionamento. (KOTLER, 1998) A pesquisa anual conduzida pela consultoria especializada em marcas Interbrand, publicada na revista Forbes Businessweek (2004), aponta as cem marcas mais valiosas do planeta. Nesta pesquisa, valor das marcas é calculado a partir do valor presente líquido dos ganhos que a marca proporciona e dos ganhos estimados que deverão ser auferidos no futuro. As cem marcas mundiais mais valiosas são selecionadas com base em dois principais critérios: a marca deve ser global e tem que ter os dados financeiros e de marketing disponíveis para avaliação. Empresas familiares não participam. A tabela que segue lista as vinte primeiras das cem colocações do ranking das maiores marcas globais. Tabela 01 As 20 marcas mais valiosas no ano de 2004: Posição Empresa/Marca/Produto Valor da Marca (U$ Bi) 1 Coca-Cola Microsoft IBM GE Intel Disney McDonalds Nokia Toyota Marlboro Mercedes Hewlett-Packard

6 13 Citibank American Express Gillette Cisco BMW Honda Ford Sony Fonte: Adaptado da Revista Forbes/Businessweek Abril, Considerações Finais Uma marca consolidada no mercado é um ativo de valor inestimável. As marcas desempenham diversas funções para as empresas que as detém. Um importante papel de ordem econômica é permitir à empresa obter economias de escala ao distribuir uma marca em massa para diversos mercados. Outra vantagem competitiva inestimável é o de que uma marca consolidada cria barreiras contra a entrada de novos concorrentes que possam querer lançar novas marcas. As marcas desempenham outro papel estratégico importante ao fornecer os principais meios para diferenciar das marcas concorrentes a oferta de uma empresa. Uma empresa que detém marca forte possui também domínio sobre todos seus canais de marketing e vendas, reduzindo o poder de negociação de intermediários. E, sob a ótica do consumidor, as marcas mais desenvolvidas oferecem a garantia de um desempenho consistente e fornecem benefícios como status ou prestígio que o consumidor busca ao adquirir determinados produtos de marcas mais elevadas. A importância do gerenciamento de marcas ou branding por parte dos executivos de marketing tem-se destacado como importante fator de diferenciação, frente à concorrência extremamente agressiva dos mercados em todos os setores, visto que qualidade já não mais difere produtos e empresas, pois tornou-se característica básica e obrigatória para qualquer produto. O conceito de gerência de marcas a cada dia desenvolve-se como prática buscando subsídios em diversas áreas das ciências humanas, de forma a compreender o comportamento do consumidor, aprimorar técnicas de vendas e também conhecer mais profundamente as expectativas e interesses do mercado, de forma a posicionar a marca na preferência deste, a fim de conquistar a fidelidade às marcas por parte dos consumidores. Várias práticas e aplicabilidades das técnicas têm sido desenvolvidas dentro do conceito de gerência de marcas, a exemplo da marca-país, que sugere o marketing estratégico para lugares, proposto por KOTLER e GERTNER, (2004). Em grandes empresas, freqüentemente surgem novos cargos e subdepartamentos de marketing específicos relativos à gerência de marca. O histórico de sucesso das grandes empresas que ostentam grandes marcas e investem no desenvolvimento destas, por si só, já justificam o crescimento das tendências do marketing que tem como foco a gerência estratégica de marcas. 9. Referências Bibliográficas AAKER, David A. e JOACHIMSTHALER, Erich Como construir marcas líderes. 2.ed., São Paulo: Futura, BEDBURY, Scott O novo mundo das marcas. Rio de Janeiro : Campus, BYRNE, Greg A marca e os novos negócios Revista HSM Management, nro. 43, 2004.

7 CLANCY, Kevin J. e KRIEG, C. Peter Marketing contra-intuitivo. Rio de Janeiro : Campus, COUGHLAN, Anne, T. et al. Canais de marketing e distribuição. 6.ed., São Paulo : Bookman, GADE, Christiane Psicologia do consumidor e da propaganda. São Paulo : EPU, KOTLER, Philip e GERTNER, David O marketing estratégico de lugares. São Paulo : Revista HSM Management, nro.44, ano 8, vol.3, KOTLER, Philip Administração de marketing: análise, planejamento, implementação e controle. 5.ed., São Paulo : Atlas, MELO NETO, Francisco P. e BRENNAND, Jorgiana M. Empresas socialmente sustentáveis. Rio de Janeiro : Qualtimark, MONTE, Edmar F. Posicionamento: da propaganda ao nível estratégico. São Paulo: Caderno de pesquisas em administração FEA/USP vol.1, nro. 7, NUNES, Gilson e HAIGH, David Marca: valor do intangível. São Paulo : Atlas, REVISTA FORBES BusinessWeek Reports Interbrand's Annual Ranking of the 100 Top Global Brands. disponível em: SCHULTZ, Don E. e BARNES E. Beth Campanhas estratégicas de comunicação de marcas São Paulo : Qualitymark, SCHIMP, Terence A. Propaganda e promoção: aspectos complementares da comunicação integrada de marketing. 5.ed., Porto Alegre : Bookman, VINIC, Richard Todo o poder do consumidor Resvista HSM Management Update, nro. 14, Setembro/Outubro de 2004.

Questões abordadas - Brand

Questões abordadas - Brand AULA 9 Marketing Questões abordadas - Brand O que é uma marca e como funciona o branding? O que é brand equity? Como o brand equity é construído, avaliado e gerenciado? Quais são as decisões mais importantes

Leia mais

A Logística de Cargas Fracionadas e Novas Configurações do Mercado de Varejo.

A Logística de Cargas Fracionadas e Novas Configurações do Mercado de Varejo. A Logística de Cargas Fracionadas e Novas Configurações do Mercado de Varejo. Cristian Carlos Vicari (UNIOESTE) viccari@certto.com.br Rua Engenharia, 450 Jd. Universitário C.E.P. 85.819-190 Cascavel Paraná

Leia mais

AULA 4 Marketing de Serviços

AULA 4 Marketing de Serviços AULA 4 Marketing de Serviços Mercado Conjunto de todos os compradores reais e potenciais de um produto ou serviço. Trata-se de um sistema amplo e complexo, que envolve: FORNECEDORES CONCORRENTES CLIENTES

Leia mais

Conceitos e tarefas da administração de marketing DESENVOLVIMENTO DE ESTRATEGIAS E PLANOS DE MARKETING

Conceitos e tarefas da administração de marketing DESENVOLVIMENTO DE ESTRATEGIAS E PLANOS DE MARKETING Sumário Parte um Conceitos e tarefas da administração de marketing CAPITULO I MARKETING PARA 0 SÉCULO XXI A importância do marketing O escopo do marketing 0 que é marketing? Troca e transações A que se

Leia mais

REVISTA ACADÊMICA DA FACULDADE FERNÃO DIAS

REVISTA ACADÊMICA DA FACULDADE FERNÃO DIAS A INFLUÊNCIA DA SEGMENTAÇÃO DE MERCADO NO POSICIONAMENTO E NO BRAND EQUITY DE MARCAS E PRODUTOS Rubens Gomes Gonçalves (FAFE/USCS) * Resumo Muitos autores têm se dedicado a escrever artigos sobre uma das

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 1. Comercial e Marketing 1.1 Neurovendas Objetivo: Entender

Leia mais

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais.

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais. Unidade de Projetos de Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais Branding Agosto de 2009 Elaborado em: 3/8/2009 Elaborado por: Apex-Brasil Versão: 09 Pág: 1 / 8 LÍDER DO GRUPO

Leia mais

com níveis ótimos de Brand Equity, os interesses organizacionais são compatíveis com as expectativas dos consumidores.

com níveis ótimos de Brand Equity, os interesses organizacionais são compatíveis com as expectativas dos consumidores. Brand Equity O conceito de Brand Equity surgiu na década de 1980. Este conceito contribuiu muito para o aumento da importância da marca na estratégia de marketing das empresas, embora devemos ressaltar

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE A MARCA COMO SINALIZADORA DOS VALORES E MISSÃO NA COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL Por Teresa Cristina de Azevedo Tang Orientador:

Leia mais

MARKETING CARE NEWSLETTER

MARKETING CARE NEWSLETTER MARKETING CARE NEWSLETTER Destaques desta Edição Por José Maria de Carvalho C o n t e Ú d o Conhecimento MARKETING DIGITAL O que é Marketing Digital? Quais as aplicações na área da Saúde? BRANDING & MARCA

Leia mais

Aula 2: O conceito de branding: o significado da marca, sua imagem e patrimônio (emocional e financeiro).

Aula 2: O conceito de branding: o significado da marca, sua imagem e patrimônio (emocional e financeiro). Aula 2: O conceito de branding: o significado da marca, sua imagem e patrimônio (emocional e financeiro). A importância da publicidade na construção e gestão das marcas. Definição dos grupos de trabalho.

Leia mais

1- O que é um Plano de Marketing?

1- O que é um Plano de Marketing? 1- O que é um Plano de Marketing? 2.1-1ª etapa: Planejamento Um Plano de Marketing é um documento que detalha as ações necessárias para atingir um ou mais objetivos de marketing, adaptando-se a mudanças

Leia mais

MARKETING EMPRESARIAL MARCO ANTONIO LIMA GESTÃO EMPRESARIAL E SUSTENTABILIDADE

MARKETING EMPRESARIAL MARCO ANTONIO LIMA GESTÃO EMPRESARIAL E SUSTENTABILIDADE MARCO ANTONIO LIMA GESTÃO E SUSTENTABILIDADE Marketing: uma introdução Introdução ao Marketing O que é Marketing Marketing é a área do conhecimento que engloba todas as atividades concernentes às relações

Leia mais

Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques

Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques Nada é mais perigoso do que uma idéia, quando ela é a única que temos. (Alain Emile Chartier) Neste módulo, faremos, a partir

Leia mais

A importância do branding

A importância do branding A importância do branding Reflexões para o gerenciamento de marcas em instituições de ensino Profª Ligia Rizzo Branding? Branding não é marca Não é propaganda Mas é sentimento E quantos sentimentos carregamos

Leia mais

Gestão de Negócios. Unidade III FUNDAMENTOS DE MARKETING

Gestão de Negócios. Unidade III FUNDAMENTOS DE MARKETING Gestão de Negócios Unidade III FUNDAMENTOS DE MARKETING 3.1- CONCEITOS DE MARKETING Para a American Marketing Association: Marketing é uma função organizacional e um Marketing é uma função organizacional

Leia mais

Marcas: a criação das identidades visuais

Marcas: a criação das identidades visuais Marcas: a criação das identidades visuais marca A natureza das marcas e o papel que desempenham atualmente nas organizações comerciais podem ser melhor compreendidos pela análise das suas origens. origem

Leia mais

O fato é que todas as marcas existentes nos mercados se degladiam com os mesmos objetivos:

O fato é que todas as marcas existentes nos mercados se degladiam com os mesmos objetivos: 96 4. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE MARCAS E PATENTES 4.1. A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE MARCAS Muitas marcas, institucionais ou não, são pensadas, desenvolvidas e projetadas para fazerem

Leia mais

RECURSOS HUMANOS PRODUÇÃO

RECURSOS HUMANOS PRODUÇÃO RECURSOS HUMANOS FINANCEIRO VENDAS PRODUÇÃO DEPARTAMENTO MERCADOLÓGICO Introduzir no mercado os produtos ou serviços finais de uma organização, para que sejam adquiridos por outras organizações ou por

Leia mais

Marketing Empresarial MARCO ANTONIO LIMA GESTÃO EMPRESARIAL E SUSTENTABILIDADE

Marketing Empresarial MARCO ANTONIO LIMA GESTÃO EMPRESARIAL E SUSTENTABILIDADE Marketing Empresarial Capítulo 1 Marketing: uma introdução Introdução ao Marketing O que é Marketing Marketing é a área do conhecimento que engloba todas as atividades concernentes às relações de troca,

Leia mais

Unidade IV. Marketing. Profª. Daniela Menezes

Unidade IV. Marketing. Profª. Daniela Menezes Unidade IV Marketing Profª. Daniela Menezes Comunicação (Promoção) Mais do que ter uma ideia e desenvolver um produto com qualidade superior é preciso comunicar a seus clientes que o produto e/ ou serviço

Leia mais

REVISANDO O CONCEITO E A EVOLUÇÃO DO MARKETING

REVISANDO O CONCEITO E A EVOLUÇÃO DO MARKETING PROGRAMA PRIMEIRA EMPRESA INOVADORA PRIME GESTÃO MERCADOLÓGICA 2009 REVISANDO O CONCEITO E A EVOLUÇÃO DO MARKETING Todo comprador poderá adquirir o seu automóvel da cor que desejar, desde que seja preto.

Leia mais

Design Gráfico e valor da marca Graphic design and Brand Equity

Design Gráfico e valor da marca Graphic design and Brand Equity Design Gráfico e valor da marca Graphic design and Brand Equity PONTES, Natacha. Mestranda em Design e Expressão Gráfica Universidade Federal de Santa Catarina UFSC. POLO, Claudia. Mestranda em Design

Leia mais

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex...

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... (/artigos /carreira/comopermanecercalmosob-pressao /89522/) Carreira Como permanecer calmo sob pressão (/artigos/carreira/como-permanecer-calmosob-pressao/89522/)

Leia mais

O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO

O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO Josiane Corrêa 1 Resumo O mundo dos negócios apresenta-se intensamente competitivo e acirrado. Em diversos setores da economia, observa-se a forte

Leia mais

EMPREENDEDORISMO Marketing

EMPREENDEDORISMO Marketing Gerenciando o Marketing EMPREENDEDORISMO Marketing De nada adianta fabricar um bom produto ou prestar um bom serviço. É preciso saber colocálo no mercado e conseguir convencer as pessoas a comprá-lo. O

Leia mais

Marketing. Aula 06. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho

Marketing. Aula 06. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Marketing Aula 06 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos multimídia e

Leia mais

AS DECISÕES REFERENTES AOS CANAIS DE MARKETING ESTÃO ENTRE AS MAIS CRÍTICAS COM QUE AS GERÊNCIAS PRECISAM LIDAR

AS DECISÕES REFERENTES AOS CANAIS DE MARKETING ESTÃO ENTRE AS MAIS CRÍTICAS COM QUE AS GERÊNCIAS PRECISAM LIDAR KOTLER, 2006 AS DECISÕES REFERENTES AOS CANAIS DE MARKETING ESTÃO ENTRE AS MAIS CRÍTICAS COM QUE AS GERÊNCIAS PRECISAM LIDAR. OS CANAIS AFETAM TODAS AS OUTRAS DECISÕES DE MARKETING Desenhando a estratégia

Leia mais

Unidade IV. Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas. Prof a. Daniela Menezes

Unidade IV. Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas. Prof a. Daniela Menezes Unidade IV Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas Prof a. Daniela Menezes Tipos de Mercado Os mercados podem ser divididos em mercado de consumo e mercado organizacional. Mercado de consumo: o consumidor

Leia mais

o valor do design Uma breve pesquisa sobre a relação entre design e ganhos financeiros. maisinterface.com.br

o valor do design Uma breve pesquisa sobre a relação entre design e ganhos financeiros. maisinterface.com.br o valor do design Uma breve pesquisa sobre a relação entre design e ganhos financeiros. maisinterface.com.br POR QUE INVESTIR EM DESIGN? Um pesquisa feita pelo Design Council (UK) indica que o design pode

Leia mais

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning Curso e- Learning Planejamento Estratégico através do Balanced Scorecard Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa

Leia mais

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CÓDIGO DE CONDUTA

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CÓDIGO DE CONDUTA NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CÓDIGO DE CONDUTA APRESENTAÇÃO Este é o Código de Conduta da Net Serviços de Comunicação S.A. e de suas controladas ( NET ). A NET instituiu este Código de Conduta norteado

Leia mais

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS 1. Sumário Executivo Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso 2. Sumário da Empresa 2.1 Composição da Sociedade Perfil Individual dos sócios, experiência, formação, responsabilidades

Leia mais

Desenvolvimento de Marcas Fortes. Criação de Brand Equity

Desenvolvimento de Marcas Fortes. Criação de Brand Equity Desenvolvimento de Marcas Fortes Criação de Brand Equity 1. O que é brand equity? Equity significa valor/patrimônio. Brand equity = valor da marca/patrimônio de marca. A American Marketing Association

Leia mais

PRINCIPAIS FERRAMENTAS DE GESTÃO APLICADAS NA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DO SUL DE MINAS - FACESM

PRINCIPAIS FERRAMENTAS DE GESTÃO APLICADAS NA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DO SUL DE MINAS - FACESM PRINCIPAIS FERRAMENTAS DE GESTÃO APLICADAS NA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DO SUL DE MINAS - FACESM CRISTIANE MORATTO FÉLIX DE FREITAS Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas do Sul de Minas

Leia mais

MARKETING AMBIENTAL: MAIS UMA ESTRATÉGIA DAS EMPRESAS PARA OBTEREM VANTAGEM COMPETITIVA? Luciana de Góis Aquino Teixeira 1 Marcos de Moraes Sousa 2

MARKETING AMBIENTAL: MAIS UMA ESTRATÉGIA DAS EMPRESAS PARA OBTEREM VANTAGEM COMPETITIVA? Luciana de Góis Aquino Teixeira 1 Marcos de Moraes Sousa 2 MARKETING AMBIENTAL: MAIS UMA ESTRATÉGIA DAS EMPRESAS PARA OBTEREM VANTAGEM COMPETITIVA? Luciana de Góis Aquino Teixeira 1 Marcos de Moraes Sousa 2 RESUMO O marketing é uma função da administração que

Leia mais

Ponto de Venda para Vender FERRAMENTAS DE MARKETING - DIREITOS RESERVADOS

Ponto de Venda para Vender FERRAMENTAS DE MARKETING - DIREITOS RESERVADOS Ponto de Venda para Vender FERRAMENTAS DE MARKETING - DIREITOS RESERVADOS Como marca, fachada e merchandising podem se ajudar O DESAFIO Competindo com Competência Todos sabem que a competitividade do mercado

Leia mais

MARKETING ESTRATÉGICO

MARKETING ESTRATÉGICO MARKETING ESTRATÉGICO O conceito de marketing é uma abordagem do negócio. HOOLEY; SAUNDERS, 1996 Esta afirmação lembra que todos na organização devem se ocupar do marketing. O conceito de marketing não

Leia mais

FACULDADE ATENEU FATE CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE MARKETING O BRANDING COMO FERRAMENTA DE MARKETING E CONSOLIDAÇÃO DE MARCA

FACULDADE ATENEU FATE CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE MARKETING O BRANDING COMO FERRAMENTA DE MARKETING E CONSOLIDAÇÃO DE MARCA FACULDADE ATENEU FATE CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE MARKETING O BRANDING COMO FERRAMENTA DE MARKETING E CONSOLIDAÇÃO DE MARCA LEVY TELES DE MENESES FORTALEZA-CE 2015 FACULDADE ATENEU

Leia mais

MODA SUSTENTÁVEL E CONSUMIDORES OSKLEN 1. Lílian Gonring CASOTTI 2 Vanessa Melo TORRES 3 Faculdades Integradas de São Pedro, Vitória, ES

MODA SUSTENTÁVEL E CONSUMIDORES OSKLEN 1. Lílian Gonring CASOTTI 2 Vanessa Melo TORRES 3 Faculdades Integradas de São Pedro, Vitória, ES MODA SUSTENTÁVEL E CONSUMIDORES OSKLEN 1 Lílian Gonring CASOTTI 2 Vanessa Melo TORRES 3 Faculdades Integradas de São Pedro, Vitória, ES RESUMO Falar de sustentabilidade se tornou comum em tempos que o

Leia mais

NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES

NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES Por cerca de 50 anos, a série Boletim Verde descreve como a John Deere conduz os negócios e coloca seus valores em prática. Os boletins eram guias para os julgamentos e as

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL TRABALHO DE AVALIAÇÃO MARKETING PARA A QUALIDADE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL TRABALHO DE AVALIAÇÃO MARKETING PARA A QUALIDADE UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL TRABALHO DE AVALIAÇÃO MARKETING PARA A QUALIDADE CURITIBA ABRIL - 2000 ODILIO SEPULCRI TRABALHO DE AVALIAÇÃO MARKETING PARA

Leia mais

Plano de Aula - Empreendedorismo - cód. 5286 48 Horas/Aula

Plano de Aula - Empreendedorismo - cód. 5286 48 Horas/Aula Aula 1 Capítulo 1 - O Empreendedorismo Aula 2 Continuação do Capítulo 1 - O Empreendedorismo Aula 3 Capítulo 2 - O Modelo de Negócios Aula 4 Aula 5 Aula 6 Aula 7 Plano de Aula - Empreendedorismo - cód.

Leia mais

GESTÃO NO DESIGN DE INTERIORES: O Designer, Métodos e Práticas Interdisciplinares I. Professora: Bárbara Ribeiro

GESTÃO NO DESIGN DE INTERIORES: O Designer, Métodos e Práticas Interdisciplinares I. Professora: Bárbara Ribeiro GESTÃO NO DESIGN DE INTERIORES: O Designer, Métodos e Práticas Interdisciplinares I Professora: Bárbara Ribeiro B-RIBEIRO.COM Aula 02: 25-Maio NECESSIDADE. Estado de privação Fonte: Kotler DESEJO. A forma

Leia mais

Introdução...3. O que é marca?...4. Marcas x produtos...4. Kotler apresenta cinco níveis para um produto:...5

Introdução...3. O que é marca?...4. Marcas x produtos...4. Kotler apresenta cinco níveis para um produto:...5 Marcas Marcas Introdução...3 O que é marca?...4 Marcas x produtos...4 Kotler apresenta cinco níveis para um produto:...5 Exemplo de diferentes níveis de produto...6 Desafios do branding...8 Conceito de

Leia mais

Estratégias em Propaganda e Comunicação

Estratégias em Propaganda e Comunicação Ferramentas Gráficas I Estratégias em Propaganda e Comunicação Tenho meu Briefing. E agora? Planejamento de Campanha Publicitária O QUE VOCÊ DEVE SABER NO INÍCIO O profissional responsável pelo planejamento

Leia mais

Considerando que a pesquisa mercadológica é uma ferramenta de orientação para as decisões das empresas, assinale a opção correta.

Considerando que a pesquisa mercadológica é uma ferramenta de orientação para as decisões das empresas, assinale a opção correta. ESPE/Un SERE plicação: 2014 Nas questões a seguir, marque, para cada uma, a única opção correta, de acordo com o respectivo comando. Para as devidas marcações, use a Folha de Respostas, único documento

Leia mais

FAZER ESTES ITENS NO FINAL, QUANDO O TRABALHO ESTIVER PRONTO

FAZER ESTES ITENS NO FINAL, QUANDO O TRABALHO ESTIVER PRONTO 1. CAPA 2. SUMÁRIO 3. INTRODUÇÃO FAZER ESTES ITENS NO FINAL, QUANDO O TRABALHO ESTIVER PRONTO 4. DESCRIÇÃO DA EMPRESA E DO SERVIÇO 4.1 Descrever sua Visão, VISÃO DA EMPRESA COMO VOCÊS IMAGINAM A EMPRESA

Leia mais

Problema ou Oportunidade. Processo de Decisão

Problema ou Oportunidade. Processo de Decisão Prof. Dr. ANDERSON SONCINI PELISSARI Processo de Decisão INFLUÊNCIA DO AMBIENTE Cultura Classes Sociais Valores Étnicos Família Situação DIFERÊNÇAS INDIVIDUAIS Recursos do cliente Auto conceito Problema

Leia mais

BRANDING GESTÃO DE MARCAS

BRANDING GESTÃO DE MARCAS BRANDING GESTÃO DE MARCAS MBA Gestão em Marketing Alice Selles Fevereiro de 2014 Como será o módulo: Conteúdo programático: Branding; Como se constroem marcas; Fatores formadores do brand equity; Marca

Leia mais

- Propaganda. Desenvolver um programa integrado de Marketing que proporcione valor superior. - Conceber produtos, serviços e marcas

- Propaganda. Desenvolver um programa integrado de Marketing que proporcione valor superior. - Conceber produtos, serviços e marcas Introdução e Noções de Mercados Compreendendo o processo de Marketing ADMINISTRAÇÃO - Produtos - Serviços - Mercados - Processos MARKETING COMUNICAÇÃO - Propaganda Marketing é uma filosofia de negócio

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA PROPAGANDA NOS NEGÓCIOS ATUAIS TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO 1 ECONOMIA PSICOLOGIA

A IMPORTÂNCIA DA PROPAGANDA NOS NEGÓCIOS ATUAIS TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO 1 ECONOMIA PSICOLOGIA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Programa de Graduação em Administração A IMPORTÂNCIA DA PROPAGANDA NOS NEGÓCIOS ATUAIS TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO 1 ECONOMIA PSICOLOGIA ANA CAROLINA LEÃO EDUARDO

Leia mais

I - Marketing social e societal

I - Marketing social e societal I - Marketing social e societal Professor Reginaldo Braga LUCAS 2 SEMESTRE 2010 Definições de marketing social Marketing social é a modalidade de ação mercadológica institucional que tem como objetivo

Leia mais

MARKETING DESENVOLVIMENTO HUMANO

MARKETING DESENVOLVIMENTO HUMANO MRKETING DESENVOLVIMENTO HUMNO MRKETING rte de conquistar e manter clientes. DESENVOLVIMENTO HUMNO É a ciência e a arte de conquistar e manter clientes e desenvolver relacionamentos lucrativos entre eles.

Leia mais

1 Briefing de Criação

1 Briefing de Criação 1 Briefing de Criação Antecedentes do processo de criação Para se criar uma campanha ou mesmo uma única peça é imprescindível que antes seja feito um briefing para orientar o trabalho do planejamento,

Leia mais

Aspectos Visuais e de Representação de um Slogan 1. Luciana da Silva Souza REINO 2 Universidade Federal do Maranhão, Imperatriz, MA

Aspectos Visuais e de Representação de um Slogan 1. Luciana da Silva Souza REINO 2 Universidade Federal do Maranhão, Imperatriz, MA RESUMO Aspectos Visuais e de Representação de um Slogan 1 Luciana da Silva Souza REINO 2 Universidade Federal do Maranhão, Imperatriz, MA O objetivo deste trabalho foi fazer uma análise dos aspectos visuais

Leia mais

Missão, Visão e Valores

Missão, Visão e Valores , Visão e Valores Disciplina: Planejamento Estratégico Página: 1 Aula: 12 Introdução Página: 2 A primeira etapa no Planejamento Estratégico é estabelecer missão, visão e valores para a Organização; As

Leia mais

QUALIDADE NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO: UM ESTUDO DE CASO EM UM ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE NO MUNICÍPIO DE TRÊS LAGOAS/MS

QUALIDADE NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO: UM ESTUDO DE CASO EM UM ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE NO MUNICÍPIO DE TRÊS LAGOAS/MS 1 QUALIDADE NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO: UM ESTUDO DE CASO EM UM ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE NO MUNICÍPIO DE TRÊS LAGOAS/MS ADEMIR HENRIQUE Discente do Curso de Administração das

Leia mais

O CRM e a TI como diferencial competitivo

O CRM e a TI como diferencial competitivo O CRM e a TI como diferencial competitivo Nelson Malta Callegari (UTFPR) nelson.estudo@gmail.com Profº Dr. João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefetpr.br Profº Dr. Luciano Scandelari (UTFPR) luciano@cefetpr.br

Leia mais

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Luís Rodolfo Vantagens e desvantagens de uma rede para a organização Maior agilidade com o uso intenso de redes de computadores; Grandes interações

Leia mais

Teoria Básica da Administração. Introdução à pesquisa em Marketing. Professor: Roberto César

Teoria Básica da Administração. Introdução à pesquisa em Marketing. Professor: Roberto César Teoria Básica da Administração Introdução à pesquisa em Marketing Professor: Roberto César Pesquisa de marketing no Brasil e no mundo A pesquisa de marketing, apesar de ser um negócio crescente no Brasil,

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE A INFLUÊNCIA DA MARCA NA DECISÃO DE COMPRA Por: Wagner Robson Rodrigues Antunes Orientador Prof. MSc.Aleksandra Sliwowska Bartsch

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS - SP Área de conhecimento: GESTÃO E NEGÓCIOS Componente Curricular: MARKETING INSTITUCIONAL Série:

Leia mais

Política de Comunicação Integrada

Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada agosto 2009 Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada 5 1. Objetivos Promover a comunicação integrada entre as empresas Eletrobras e dessas

Leia mais

Política de Comunicação Integrada

Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada agosto 2009 Política de Comunicação Integrada 4 1 Objetivos Promover a comunicação integrada entre as empresas Eletrobras e dessas com os seus públicos de relacionamento,

Leia mais

GRADUAÇÃO FTS ADM. EMPRESAS

GRADUAÇÃO FTS ADM. EMPRESAS ADMINISTRAÇÃO MERCADOLOGICA I GRADUAÇÃO FTS ADM. EMPRESAS ADMINISTRAÇÃO MERCADOLOGICA I MARKETING MIX 1. James Culliton (dec. 1940 EUA) que chamava os executivos de liquidificadores (mixers) - materializarem

Leia mais

A Importância do Marketing nos Serviços da. Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente

A Importância do Marketing nos Serviços da. Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente A Importância do Marketing nos Serviços da Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente Hellen Souza¹ Universidade do Vale do Rio dos Sinos UNISINOS RESUMO Este artigo aborda a importância

Leia mais

Gestão da Marca. Construção de valores

Gestão da Marca. Construção de valores Gestão da Marca Construção de valores Design é mais do que o veículo pelo qual as marcas se expressam e se conectam com seus clientes... o design é um reflexo do ecossistema humano Marc Gobé Especialista

Leia mais

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro.

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. PLANO DE MARKETING Andréa Monticelli Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. 1. CONCEITO Marketing é

Leia mais

Marketing. - Fatos históricos.

Marketing. - Fatos históricos. Marketing - Fatos históricos. Escambo. Produção e consumo baixos. Crescimento do consumo. Crescimento da produção = paridade. Explosão da produção. Marketing é o desempenho das atividades de negócios que

Leia mais

Developing Corporate Image in Higher Education Sector A case study of University of East Anglia Norwich United Kingdom

Developing Corporate Image in Higher Education Sector A case study of University of East Anglia Norwich United Kingdom Muhammad Amjad, Muhammad Moazam Fraz Developing Corporate Image in Higher Education Sector A case study of University of East Anglia Norwich United Kingdom LAP LAMBERT Academic Publishing, 2012 (72 páginas)

Leia mais

Nascemos na era digital. Mas somos muito mais que isso.

Nascemos na era digital. Mas somos muito mais que isso. Nascemos na era digital. Mas somos muito mais que isso. Uma agência digital? Sim, porém vamos além, formamos uma equipe que aplica experiência e inteligência em todos os nossos trabalhos. Com conhecimento

Leia mais

Resumo Executivo. Modelo de Planejamento. Resumo Executivo. Resumo Executivo. O Produto ou Serviço. O Produto ou Serviço 28/04/2011

Resumo Executivo. Modelo de Planejamento. Resumo Executivo. Resumo Executivo. O Produto ou Serviço. O Produto ou Serviço 28/04/2011 Resumo Executivo Modelo de Planejamento O Resumo Executivo é comumente apontada como a principal seção do planejamento, pois através dele é que se perceberá o conteúdo a seguir o que interessa ou não e,

Leia mais

Capítulo 7. As Informações e o Processo de Tomada de Decisão do Gestor Público

Capítulo 7. As Informações e o Processo de Tomada de Decisão do Gestor Público Capítulo 7 As Informações e o Processo de Tomada de Decisão do Gestor Público Pós Graduação Gestão Pública Administração de Marketing Conteúdo - Capítulo 7 Imagem e conhecimento do mercado: A imagem da

Leia mais

2. Origem e Evolução do Branding

2. Origem e Evolução do Branding Branding: Gestão do Patrimônio da Marca como Diferencial Competitivo Ricardo Rosa Dutra Professor Curso Ciências Contábeis UNIFEMM ricardodutra2004@ig.com.br 1. Introdução A American Marketing Association

Leia mais

Análise de Mercado. Análise da Indústria/Setor. Descrição do Segmento de Mercado. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado. josedornelas.com.

Análise de Mercado. Análise da Indústria/Setor. Descrição do Segmento de Mercado. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado. josedornelas.com. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado Análise de Mercado A análise de mercado é um dos componentes do plano de negócios que está relacionado ao marketing da organização. Ela apresenta o entendimento

Leia mais

Programa de Capacitação em Gestão da Responsabilidade Social Empresarial e Desenvolvimento PETROBRÁS

Programa de Capacitação em Gestão da Responsabilidade Social Empresarial e Desenvolvimento PETROBRÁS Programa de Capacitação em Gestão da Responsabilidade Social Empresarial e Desenvolvimento PETROBRÁS OFICINA 2 Professora: Izabel Portela izabel@institutoiris.org.br Novembro - 2007 1 M A R K E T I N G

Leia mais

Passo 1 - Faça um diagnóstico da comunicação

Passo 1 - Faça um diagnóstico da comunicação Manual Como elaborar uma estratégia de comunicação Índice Introdução Passo 1 - Faça um diagnóstico da comunicação. Passo 2 - Defina os alvos da comunicação Passo 3 - Estabeleça os objetivos da comunicação

Leia mais

Planejamento de Campanha Publicitária

Planejamento de Campanha Publicitária Planejamento de Campanha Publicitária Prof. André Wander UCAM O briefing chegou. E agora? O profissional responsável pelo planejamento de campanha em uma agência de propaganda recebe o briefing, analisa

Leia mais

Branding e Estratégia de Marca. Prof. Msc. Cárbio Almeida Waqued

Branding e Estratégia de Marca. Prof. Msc. Cárbio Almeida Waqued Branding e Estratégia de Marca Prof. Msc. Cárbio Almeida Waqued BRANDING TERAPIA DAS MARCAS Eu até queria falar de Marca com eles, mas eles só falam de comunicação... Comentário real de um CEO, sobre uma

Leia mais

Propaganda. Agência DIS Propaganda Apresentação / Portfólio

Propaganda. Agência DIS Propaganda Apresentação / Portfólio Agência DIS Propaganda Apresentação / Portfólio A DIS Propaganda é uma agência de propaganda e marketing que há mais de 28 anos em atividade vem construindo as marcas de seus clientes. Propaganda O nosso

Leia mais

Responsabilidade social empresarial na região de Campinas, Estado de São Paulo: características e expectativas

Responsabilidade social empresarial na região de Campinas, Estado de São Paulo: características e expectativas Responsabilidade social empresarial na região de Campinas, Estado de São Paulo: características e expectativas Cândido Ferreira da Silva Filho (UNISAL) candido.silva@am.unisal.br Gideon Carvalho de Benedicto

Leia mais

Módulo 6. O Produto. 6.1. Conceito de produto

Módulo 6. O Produto. 6.1. Conceito de produto Módulo 6. O Produto Para os consumidores a existência de uma multiplicidade de produtos expostos no mercado, cheio de características e adicionais, é de encher os olhos. A livre concorrência possibilita

Leia mais

CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI)

CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) Nelson Malta Callegari (UTFPR) nelson.estudo@gmail.com Profº Dr. João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefetpr,br Profº Dr. Luciano

Leia mais

ANEXO 1: Formato Recomendado de Planos de Negócios - Deve ter entre 30 e 50 páginas

ANEXO 1: Formato Recomendado de Planos de Negócios - Deve ter entre 30 e 50 páginas ANEXO 1: Formato Recomendado de Planos de Negócios - Deve ter entre 30 e 50 páginas 1) Resumo Executivo Descrição dos negócios e da empresa Qual é a ideia de negócio e como a empresa se chamará? Segmento

Leia mais

COLETA DE INFORMAÇÕES E PREVISÃO DE DEMANDA

COLETA DE INFORMAÇÕES E PREVISÃO DE DEMANDA COLETA DE INFORMAÇÕES E PREVISÃO DE DEMANDA 1) Quais são os componentes de um moderno sistema de informações de marketing? 2) Como as empresas podem coletar informações de marketing? 3) O que constitui

Leia mais

Segmentação de Mercado

Segmentação de Mercado Segmentação de Mercado Profª. Ma. Máris de Cássia Ribeiro Vendrame Segmentação de Mercado Processo de se identificar grupos de consumidores, com necessidades homogêneas, para os quais a empresa poderá

Leia mais

Metodologia de Comunicação Integrada de Marketing o caso Orium

Metodologia de Comunicação Integrada de Marketing o caso Orium Metodologia de Comunicação Integrada de Marketing o caso Orium Luciano Mattana (UNIFRA) lucianomattana@unifra.br Greice de Bem Noro (UNIFRA) greice@unifra.br Milena Marinho Mottini (UNIFRA) milleninhamm@hotmail.com

Leia mais

INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing Internacional

INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing Internacional INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing CURSO: Administração DISCIPLINA: Comércio FONTE: DIAS, Reinaldo. RODRIGUES, Waldemar. Comércio Exterior Teoria e Gestão. Atlas. São Paulo: 2004 2.4d_ização de

Leia mais

ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO.

ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO. 1 ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO. Juliana da Silva RIBEIRO 1 RESUMO: O presente trabalho enfoca as estratégias das operadoras de telefonia móvel TIM,VIVO e CLARO

Leia mais

Check list. Plano estratégico de marketing no agronegócio Criando um plano de marketing

Check list. Plano estratégico de marketing no agronegócio Criando um plano de marketing Check list Plano estratégico de marketing no agronegócio Criando um plano de marketing Check list Plano estratégico de marketing no agronegócio Criando um plano de marketing Você ficaria surpreso se soubesse

Leia mais

A importância de personalizar a sua loja virtual

A importância de personalizar a sua loja virtual A importância de personalizar a sua loja virtual Ter uma loja virtual de sucesso é o sonho de muitos empresários que avançam por esse nicho econômico. Porém, como as lojas virtuais são mais baratas e mais

Leia mais

ESTUDO DE CASO NEXTEL RESUMO INTRODUÇÃO O PROJETO NEXTEL

ESTUDO DE CASO NEXTEL RESUMO INTRODUÇÃO O PROJETO NEXTEL ESTUDO DE CASO NEXTEL RESUMO A necessidade de reflexão para propostas de geração de valor, através da presença digital da marca Nextel, deu início ao processo apresentado neste caso, desenvolvido entre

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA DE MARKETING

GESTÃO ESTRATÉGICA DE MARKETING GESTÃO ESTRATÉGICA DE MARKETING PÓS-GRADUAÇÃO / FIB-2009 Prof. Paulo Neto O QUE É MARKETING? Marketing: palavra em inglês derivada de market que significa: mercado. Entende-se que a empresa que pratica

Leia mais

Uma empresa só poderá vender seus bens/serviços aos consumidores se dois requisitos básicos forem preenchidos:

Uma empresa só poderá vender seus bens/serviços aos consumidores se dois requisitos básicos forem preenchidos: Módulo 4. O Mercado O profissional de marketing deverá pensar sempre em uma forma de atuar no mercado para alcançar os objetivos da empresa. Teoricamente parece uma tarefa relativamente fácil, mas na realidade

Leia mais

Gerenciamento de Riscos

Gerenciamento de Riscos Gerenciamento de Riscos o Processo sistemático o Análise e resposta aos riscos do projeto o Minimizar as consequências dos eventos negativos o Aumento dos eventos positivos Gerenciamento de Riscos o Principais

Leia mais

INTRODUÇÃO AO TRADE MARKETING Fazendo a diferença no Ponto de Venda. www.pdvativo.com.br

INTRODUÇÃO AO TRADE MARKETING Fazendo a diferença no Ponto de Venda. www.pdvativo.com.br Fazendo a diferença no Ponto de Venda EBOOK Sumário Revisão O que é Trade Marketing? Entenda o Comportamento de Compra do Consumidor O que é Merchandising? Revisão Para entender sobre Trade Marketing devemos

Leia mais

Logística e Distribuição

Logística e Distribuição Logística e Distribuição 02 Disciplina: LOGÍSTICA E DISTRIBUIÇÃO Plano de curso PLANO DE CURSO Objetivos Proporcionar aos alunos os conhecimentos básicos sobre logística e distribuição como elemento essencial

Leia mais

Exemplos de Marketing Global. Coca-Cola, Philip Morris, DaimlerChrysler. McDonald s, Toyota, Ford, Cisco Systems

Exemplos de Marketing Global. Coca-Cola, Philip Morris, DaimlerChrysler. McDonald s, Toyota, Ford, Cisco Systems Fundamentos de Marketing Global Parte 01 O significado de Marketing Global Uma empresa global bem-sucedida deve ser capaz de pensar globalmente e agir localmente. Marketing global pode incluir uma combinação

Leia mais