TCC em Re vista FERREIRA, Marília Alves 17. Palavras-chave: dente molar; coroa dentária; dentição permanente; dentição decídua.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TCC em Re vista FERREIRA, Marília Alves 17. Palavras-chave: dente molar; coroa dentária; dentição permanente; dentição decídua."

Transcrição

1

2

3 TCC em Re vista FERREIRA, Marília Alves 17. Presença e morfologia do tubérculo molar de acordo com a dentição, hemiarco e sexo f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Odontologia) Franca-SP. Orientador: Prof. a Dr. a Ticiana Sidorenko de Oliveira Capote. Coordenadores: Prof. a Dr. a Marcela de Almeida Gonçalves, Prof. a Juliana Álvares Duarte Bonini Campos objetivo deste estudo foi avaliar a presença e grau de expressão do tubérculo molar de O acordo com o sexo, dentição e hemiarcos. Foram avaliados modelos de estudo de 126 pacientes que estavam sob tratamento ortodôntico na, de ambos os sexos, de 4 a 13 anos de idade. Os segundos molares superiores decíduos e primeiros molares superiores permanentes, de ambos os lados, foram avaliados quanto a presença e grau de expressão do tubérculo molar. Para estudo de associação, utilizou-se o teste de qui-quadrado. A concordância da presença ou ausência do tubérculo molar segundo dentição, hemiarco e sexo foi estimada pela Estatística Kappa. Observou-se dimorfismo sexual quanto à presença/ ausência do tubérculo molar (p=0,009), porém não houve associação significativa entre o grau de expressão do tubérculo e o sexo (p=0,791). O tubérculo molar foi mais frequentemente observado no sexo masculino, em segundos molares decíduos e na forma de depressão. Verificou-se concordância significativa e moderada entre os lados direito e esquerdo na dentição decídua (k=0,596), boa na dentição permanente (k=0,708) e concordância fraca e significativa entre a presença do tubérculo molar e o tipo de dentição (k=0,207). Palavras-chave: dente molar; coroa dentária; dentição permanente; dentição decídua. ALVARENGA, Maria Gabriela de Figueiredo Pereira. Respiração bucal f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Odontologia) Franca-SP. Orientador: Prof. M. e Joacir Ferreira Rodrigues. partir de uma revisão da literatura, demonstrou-se a importância do cirurgião-dentista A dominar os conceitos e aprofundar-se no estudo da síndrome do respirador bucal. O padrão respiratório e o crescimento craniofacial e corporal como um todo despertam inte- 17. FERREIRA, Marília Alves. Presença e morfologia do tubérculo molar de acordo com a dentição, hemiarco e sexo. Indicado como o melhor trabalho no curso de Odontologia, no ano letivo de Recebeu o Prêmio Dr. Clovis Eduardo Pinto Ludovice, instituído pela Resolução CONSUV n.º 02/2000, o que possibilitou a continuidade dos estudos no curso de pós-graduação desta Universidade.

4 110 TCC em Re vista 2009 resse científico não somente pelas relações biológicas e funcionais, mas também pela ampla incidência em consultórios médicos e odontológicos e áreas afins, como fonoaudiólogos, fisioterapeutas, psicólogos, incluindo membros da área da educação. Antigamente, apenas a Otorrinolaringologia estudava a respiração bucal, mas cada vez mais os aspectos etiológicos, preventivos e terapêuticos clamam pela obrigatoriedade e necessidade da atuação multidisciplinar e interdisciplinar em busca de uma melhor qualidade de vida para os respiradores bucais. Assim, espera-se, com este estudo, obterem-se informações teóricas sobre esta síndrome, suas características, fatores etiológicos, métodos de diagnóstico, tratamento e sua atuação na odontologia. Palavras-chave: respiração bucal; desenvolvimento craniofacial. MIRANDA, Henrique Dias. Efeito cariogênico dos medicamentos pediátricos f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Odontologia) Franca-SP. Orientador: Prof. a Dr. a Marcela de Almeida Gonçalves. cárie dentária é uma doença infecciosa e multifatorial com incidência fortemente relacionada com a ingestão de dieta rica em carboidrato. Além da dieta, outra fonte de A carboidrato são os medicamentos pediátricos. Esta revisão da literatura tem como objetivo correlacionar o uso de medicamentos pediátricos com a doença cárie, ressaltando também a importância da conscientização de pais e/ou responsáveis dessas crianças quanto aos cuidados preventivos. De acordo com as informações obtidas, observou-se que o uso contínuo de medicamentos pediátricos mostrou relação positiva com a doença cárie e que as crianças que apresentam problemas crônicos de saúde e sofrem internações com frequência são mais suscetíveis à manifestação da doença cárie. Dessa forma, é de grande importância da realização de meios de conscientização dos pediatras, pais e responsáveis por crianças quanto ao risco à cárie que estes medicamentos oferecem, quanto à correta higiene bucal da criança após administração do medicamento e quanto ao horário mais apropriado para administração do medicamento. Palavras-chave: cárie dental; medicamentos; odontopediatria.

5 TCC em Re vista FERREIRA, Fernanda Malheiros. Correlação entre a presença de micronúcleos e o teste de azul de toluidina em lesões bucais f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Odontologia) Universidade de Franca Franca-SP. Orientador: Prof. a Dr. a Alessandra Aparecida Campos. cloreto de tolônio é um corante metacromático do grupo das tiazinas, que pode ser O utilizado para evidenciar lesões pré-malignas e malignas bucais, devido a sua afinidade para o DNA, que podem ser encontrados em grandes quantidades nestas lesões. É utilizado como corante superficial de células da mucosa bucal para a seleção de áreas a serem biopsiadas, sendo que a sensibilidade deste teste pode variar entre 84% e 100%, e a especificidade entre 44% e 100% para as lesões com potencial de malignização. O objetivo deste trabalho foi verificar se a frequência de micronúcleos em células esfoliadas da mucosa bucal correlaciona-se com os resultados encontrados no teste de azul de toluidina em lesões prémalignas da cavidade bucal, realizados durante o exame físico do paciente como medida de controle das lesões. A amostra desse trabalho contou com 16 pacientes atendidos no CAEDO da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto USP. Foram coletadas amostras de células da boca com a utilização de um swab, e realizado o teste com o azul de toluidina nas lesões pré-malignas. Os resultados foram submetidos ao teste de t de Student, com p<0,05. Foi constatado que em 25% dos pacientes o teste do azul de toluidina foi positivo. E para o teste de micronúcleo, não foi verificada significância estatística entre os grupos positivo e negativo do azul de toluidina. Desta forma concluiu-se que não existe correlação entre os dois tipos de testes estudados, embora exista justificativa para o uso de cada um deles isoladamente. Palavras-chave: micronúcleos; lesões pré-malignas; azul de toluidina; câncer bucal. SILVA, Raphael Ramos da. Anatomia do seio maxilar e comunicação buco-sinusal: uma revisão de literatura f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Odontologia) Franca-SP. Orientador: Prof. a Dr. a Ticiana Sidorenko de Oliveira Capote. O seio maxilar está localizado na maxila, na região entre as cavidades orbital e nasal, apresentando-se como o maior dos seios paranasais. Devido à grande proximidade do seio maxilar com a cavidade oral, existe a possibilidade de penetração de corpos estranhos na cavidade sinusal por acidentes ou iatrogenias. Verificou-se que a técnica de Caldwell-Luc

6 112 TCC em Re vista 2009 para a remoção de corpos estranhos do seio maxilar é uma técnica segura e de simples execução e as radiografias periapicais ajudam a minimizar o risco de perfuração do seio maxilar. O cirurgião-dentista deve apresentar um conhecimento anatômico e técnico para realização de cirurgias próximas ao seio maxilar, devendo encaminhar o paciente a um profissional habilitado, caso seja inábil para realização do procedimento. Palavras-chave: seio maxilar; fístula bucoantral; cirurgia bucal.

TCC em Re-vista SOUZA, Talita Telles de. 19. Palavras-chave: escova dental; contaminação; microrganismos. PIMENTA, Bruna Medeiros.

TCC em Re-vista SOUZA, Talita Telles de. 19. Palavras-chave: escova dental; contaminação; microrganismos. PIMENTA, Bruna Medeiros. Odontologia TCC em Re-vista 2011 103 SOUZA, Talita Telles de. 19 Avaliação da ação de uma nova escova dental com propriedades antimicrobianas. 2011. 19 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em

Leia mais

Atualmente, os conceitos de prevenção e de preservação das estruturas dentais sadias

Atualmente, os conceitos de prevenção e de preservação das estruturas dentais sadias Odontologia TCC em Re-vista 2010 107 FIOD JÚNIOR, João Alexandre 15. Avaliação da temperatura e da capacidade de corte da ponta diamantada CVDENTUS, aplicada com diferentes potências de ultrassom, após

Leia mais

Carie dentaria entre crianças de creches publicas na faixa etária de 0 a 5 anos

Carie dentaria entre crianças de creches publicas na faixa etária de 0 a 5 anos 0 Junia Cláudia de Lima Carie dentaria entre crianças de creches publicas na faixa etária de 0 a 5 anos Monografia apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Odontologia da Universidade Federal de Minas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO EM SAÚDE BUCAL. Ficha da Subfunção/Componente Curricular

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO EM SAÚDE BUCAL. Ficha da Subfunção/Componente Curricular UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO EM SAÚDE BUCAL Ficha da Subfunção/Componente Curricular FUNÇÃO: Proteção e Prevenção SUBFUNÇÃO OU COMPONENTE CURRICULAR : Prevenção

Leia mais

INTERPRETAÇÃO RADIOGRÁFICA POR ACADÊMICO DE ENFERMAGEM: PERSPECTIVAS DE DESENVOLVIMENTO DE TÉCNICAS DE PROCESSAMENTO DIGITAL

INTERPRETAÇÃO RADIOGRÁFICA POR ACADÊMICO DE ENFERMAGEM: PERSPECTIVAS DE DESENVOLVIMENTO DE TÉCNICAS DE PROCESSAMENTO DIGITAL INTERPRETAÇÃO RADIOGRÁFICA POR ACADÊMICO DE ENFERMAGEM: PERSPECTIVAS DE DESENVOLVIMENTO DE TÉCNICAS DE PROCESSAMENTO DIGITAL Davide Carlos Joaquim 1, Ana Caroline Rocha Melo de Leite 2, Ciro Benevides

Leia mais

Banca: Prof. Dr. Wilson Galhego Garcia- Orientador - (FOA/Unesp) Profa. Dra. Nemre Adas Saliba - Orientadora - FOA/Unesp)

Banca: Prof. Dr. Wilson Galhego Garcia- Orientador - (FOA/Unesp) Profa. Dra. Nemre Adas Saliba - Orientadora - FOA/Unesp) Nome: LUIZA NAKAMA Nível: Doutorado defesa em 12/08/1999 Orientador: Wilson Galhego Garcia Banca: Prof. Dr. Wilson Galhego Garcia- Orientador - (FOA/Unesp) Profa. Dra. Nemre Adas Saliba - Orientadora -

Leia mais

TCC em Re-vista ROSA, Maristela de Andrade; ROSSINI, Vanessa Francisco 14.

TCC em Re-vista ROSA, Maristela de Andrade; ROSSINI, Vanessa Francisco 14. Fonoaudiologia TCC em Re-vista 2010 87 ROSA, Maristela de Andrade; ROSSINI, Vanessa Francisco 14. Verificação das respostas do potencial evocado auditivo de longa latência (P300) em sujeitos ouvintes

Leia mais

O presente estudo remete-nos para as causas de extração e perda dentária na dentição permanente, durante um período de 12 meses. Neste estudo foram incluídos todos os pacientes atendidos na clínica de

Leia mais

ODONTOLOGIA PREVENTIVA. Saúde Bucal. Dores na mandíbula e na face.

ODONTOLOGIA PREVENTIVA. Saúde Bucal. Dores na mandíbula e na face. ODONTOLOGIA PREVENTIVA Saúde Bucal Dores na mandíbula e na face. O que é ATM? ATM significa articulação temporomandibular, que é a articulação entre a mandíbula e o crânio. Portanto, temos duas ATM, cada

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO EM SAÚDE BUCAL. Ficha da Subfunção/Componente Curricular

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO EM SAÚDE BUCAL. Ficha da Subfunção/Componente Curricular UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO EM SAÚDE BUCAL Ficha da Subfunção/Componente Curricular FUNÇÃO: Proteção e Prevenção SUBFUNÇÃO OU COMPONENTE CURRICULAR : Prevenção

Leia mais

Leia estas instruções:

Leia estas instruções: Leia estas instruções: 1 2 3 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Caso se identifique em qualquer outro local deste

Leia mais

TÍTULO: AVALIAÇÃO DO EFEITO DO FUMO DE MASCAR NAS CARACTERÍSTICAS SALIVARES E CONDIÇÃO PERIODONTAL

TÍTULO: AVALIAÇÃO DO EFEITO DO FUMO DE MASCAR NAS CARACTERÍSTICAS SALIVARES E CONDIÇÃO PERIODONTAL Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: AVALIAÇÃO DO EFEITO DO FUMO DE MASCAR NAS CARACTERÍSTICAS SALIVARES E CONDIÇÃO PERIODONTAL CATEGORIA:

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA - INNOVARE

ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA - INNOVARE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA - INNOVARE DISCIPLINAS DO CURSO, CARGA HORÁRIA E PROFESSOR RESPONSÁVEL 1º SEMESTRE: Total = 348h Disciplina Carga Horária Créditos Docente Responsável Ortodontia Básica 48h

Leia mais

82 TCC em Re-vista 2012

82 TCC em Re-vista 2012 82 TCC em Re-vista 2012 MARTINS, Juleide Lopes de Miranda 1. Reflexões sobre a medicalização do transtorno de déficit de atenção e hiperatividade. 2012. 20 f. Trabalho de Conclusão de Curso (graduação

Leia mais

Curso: ODONTOLOGIA Curriculo: 0004-B DISCIPLINAS EM OFERTA 1º Semestre de NOT

Curso: ODONTOLOGIA Curriculo: 0004-B DISCIPLINAS EM OFERTA 1º Semestre de NOT Curriculo: 0004-B GR01918 GR02151 GR01905 GR01921 GR01909 SEMESTRE 1 Carga Horária Docentes Anatomia Humana 72.00 Cíntia Bovi Binotti / Marcelo Cesar Zanesco Atividade Pró-ativa - Clínica Odontológica

Leia mais

Editorial. Maria Isabel de C. de Souza Ricardo G. Fischer German Villoria

Editorial. Maria Isabel de C. de Souza Ricardo G. Fischer German Villoria Editorial A Odontologia é uma área da saúde que durante muito tempo esteve voltada basicamente para os procedimentos técnicos das suas diversas especialidades, deixando de lado sua visão biológica e sua

Leia mais

Módulo Opcional de Aprendizagem

Módulo Opcional de Aprendizagem Anexo 09 FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA 1. Identificação Módulo Opcional

Leia mais

DECRETO Nº. 075 / 2016 DE 04 DE JULHO DE 2016

DECRETO Nº. 075 / 2016 DE 04 DE JULHO DE 2016 DECRETO Nº. 075 / 2016 DE 04 DE JULHO DE 2016 ALTERA DECRETO Nº 004/2016, DE 04 DE JANEIRO DE 2016, QUE REGULAMENTA O ART. 8º, 1º, DA LEI MUNICIPAL Nº 955, DE 13 DE DEZEMBRO DE 1989. O Prefeito Municipal

Leia mais

Engenharia Química e do Meio Ambiente

Engenharia Química e do Meio Ambiente Engenharia Química e do Meio Ambiente TCC em Re-vista 2010 59 SILVA, Marcelo Henrique da 10. Modelagem e simulação do escoamento em ciclone pelo uso da mecânica dos fluidos computacional. 2010. 56 f.

Leia mais

CURSO DE ATUALIZAÇÃO CLÍNICA EM ODONTOPEDIATRIA

CURSO DE ATUALIZAÇÃO CLÍNICA EM ODONTOPEDIATRIA CURSO DE ATUALIZAÇÃO CLÍNICA EM ODONTOPEDIATRIA PLANO DE ENSINO Curso Teórico Laboratorial de Odontopediatria Ano 2016 Curso Mensal em 6 módulos Sexta-feira: 8:00hrs às 12:00hrs e 14:00hrs às 18:00hrs

Leia mais

Plano Odontológico SKILL Manual do Beneficiário Versão Dez-2011

Plano Odontológico SKILL Manual do Beneficiário Versão Dez-2011 1. Apresentação 2. A Odontologia na OMINT 3. Coberturas dos Planos Odontológicos 3.1. Especialidades Odontológicas cobertas em todos os Planos 3.2. Ortodontia e Ortopedia Funcional dos Maxilares 3.3. Prótese

Leia mais

ECOLOGIA BACTERIANA DA BOCA. Weyne, S.C.

ECOLOGIA BACTERIANA DA BOCA. Weyne, S.C. ECOLOGIA BACTERIANA DA BOCA Weyne, S.C. Doenças Bucais de Maior Prevalência: Doença Cárie, Doença Periodontal e Halitose Desequilíbrios no Ecossistema dos Biofilmes O processo de colonização: aderência

Leia mais

TABELAS DE ODONTOLOGIA

TABELAS DE ODONTOLOGIA TABELAS DE ODONTOLOGIA 710001- Clínico Geral. 01 70110000 Consulta Inicial 178,57 15,00 35,00 50,00 02 70115000 Profilaxia + Raspagem Coronária 90,85 7,63 17,81 25,44 03 73910000 Rest. de Amálgama 1 face

Leia mais

Arquitetura e Urbanismo

Arquitetura e Urbanismo Arquitetura e Urbanismo TCC em Re vista 2009 9 MARTINS, Ricardo Enge Silva 1. Centro de treinamento de basquetebol. 2009. 98 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Arquitetura e Urbanismo) Universidade

Leia mais

CURSO DE ODOONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14

CURSO DE ODOONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 CURSO DE ODOONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: Microbiologia Oral Código: ODO-018 Pré-requisito: Microbiologia

Leia mais

UNIODONTO PORTO ALEGRE

UNIODONTO PORTO ALEGRE UNIODONTO PORTO ALEGRE CÓDIGO PROCEDIMENTO U.S. Flex 30% GRUPO Valor da US 0,32 Coeficiente 0,30 87000032 CONDICIONAMENTO EM ODONTOLOGIA PARA PACIENTES COM NECESSIDADES ESPECIAIS 72,00 R$ 6,91 CONSULTAS

Leia mais

Prótese parcial fixa em metalo cerâmica. Prótese parcial fixa em metalo plástica. Paciente com grande perda de estrutura dentária.

Prótese parcial fixa em metalo cerâmica. Prótese parcial fixa em metalo plástica. Paciente com grande perda de estrutura dentária. Resumo de especialidades: Plano PLUS, Prótese parcial fixa em metalo cerâmica As coroas e próteses em metalocerâmica são uma opção para pessoas que perderam um ou mais dentes. Prótese parcial fixa em metalo

Leia mais

TABELAS DE ODONTOLOGIA

TABELAS DE ODONTOLOGIA TABELAS DE ODONTOLOGIA 710001- Clínico Geral COD PROCEDIMENTO CHO V. PREV. V. IPASGO V. TOTAL 01 70110000 Consulta Inicial 142,85 15,00 35,00 50,00 02 70115000 Profilaxia + Raspagem Coronária 72,00 5,87

Leia mais

Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont.

Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont. Tabela A. 1. Amostra composta por 45 indivíduos adultos da necrópole Largo Cândido dos Reis com os respetivos números de enterramentos e contentores. Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont.

Leia mais

(22) Data do Depósito: 25/02/2015. (43) Data da Publicação: 20/09/2016

(22) Data do Depósito: 25/02/2015. (43) Data da Publicação: 20/09/2016 INPI (21) BR 102015003982-4 A2 (22) Data do Depósito: 25/02/2015 *BR102015003982A República Federativa do Brasil Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços Instituto Nacional da Propriedade

Leia mais

Engenharia de Produção

Engenharia de Produção Engenharia de Produção TCC em Re vista 2009 67 BRAZÃO, Renan Ribeiro 9. Fatores críticos de sucesso no processo de desenvolvimento de produtos: estudo de caso em uma empresa médico-hospitalar de Ribeirão

Leia mais

Índice de massa corporal e prevalência de doenças crônicas não transmissíveis em idosos institucionalizados

Índice de massa corporal e prevalência de doenças crônicas não transmissíveis em idosos institucionalizados Índice de massa corporal e prevalência de doenças crônicas não transmissíveis em idosos institucionalizados Cadimiel Gomes¹; Raíla Dornelas Toledo²; Rosimar Regina da Silva Araujo³ ¹ Acadêmico do Curso

Leia mais

ALMEIDA, Vanilda de Fátima Oliveira 1.

ALMEIDA, Vanilda de Fátima Oliveira 1. TCC em Re-vista 2012 71 ALMEIDA, Vanilda de Fátima Oliveira 1. Avaliação do comportamento alimentar e do estado nutricional em pacientes com transtornos alimentares que frequentam o grupo de orientação

Leia mais

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág. CURSO DE ODONOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: Anatomia Humana II: Cabeça e Pescoço Código: - Ch: 60h Pré-requisito:

Leia mais

Departamento Ciências Morfológicas. TEÓRICO/ 4ª 13:30 às 16:00

Departamento Ciências Morfológicas. TEÓRICO/ 4ª 13:30 às 16:00 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE ODONTOLOGIA COORDENADORIA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA Campus Prof. João David Ferreira Lima CEP 88040-900 Trindade

Leia mais

LOCAL. Europarque DATA. 23 a 25 de Novembro de 2000

LOCAL. Europarque DATA. 23 a 25 de Novembro de 2000 LOCAL Europarque DATA 23 a 25 de Novembro de 2000 63 Presidente do Congresso Manuel Fontes de Carvalho Secretário Geral Carlos Silva Comissão Científica Presidente: António Felino Vice-Presidente: João

Leia mais

PROMOÇÃO DE SAÚDE BUCAL EM ESCOLARES DE 6 A 10 ANOS DE UMA CIDADE SEM FLUORETAÇÃO NA ÁGUA DE ABASTECIMENTO PÚBLICO

PROMOÇÃO DE SAÚDE BUCAL EM ESCOLARES DE 6 A 10 ANOS DE UMA CIDADE SEM FLUORETAÇÃO NA ÁGUA DE ABASTECIMENTO PÚBLICO 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 PROMOÇÃO DE SAÚDE BUCAL EM ESCOLARES DE 6 A 10 ANOS DE UMA CIDADE SEM FLUORETAÇÃO NA ÁGUA DE ABASTECIMENTO PÚBLICO Paula Marino Costa 1, Danúbia Calgaro

Leia mais

3 - O que faço se o dentista demorar a marcar o início do meu tratamento?

3 - O que faço se o dentista demorar a marcar o início do meu tratamento? 1 - Como faço para utilizar o meu Plano Odontológico? Escolha na Rede Credenciada um dentista de fácil acesso para você, ligue e marque uma hora para ser atendido. Não se esqueça de levar sua carteirinha

Leia mais

ANEXO II TABELA DO IAMESC. Valor do CHO em reais- R$0,32 CLÍNICO GERAL

ANEXO II TABELA DO IAMESC. Valor do CHO em reais- R$0,32 CLÍNICO GERAL ANEXO II TABELA DO IAMESC Valor do CHO em reais- R$0,32 CLÍNICO GERAL COD PROCEDIMENTOS CHO Valor seg. Valor inst. Valor total 01 70110000 Consulta Inicial 157 15,07 35,16 50,24 02 70115000 Profilaxia

Leia mais

Arquitetura e Urbanismo

Arquitetura e Urbanismo Arquitetura e Urbanismo TCC em Re-vista 2010 9 SILVA, Wederson Eurípedes da 1. Conceitos da arquitetura corbusiana aplicados à habitação coletiva brasileira. 2010. 89 f. Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

X Encontro de Extensão

X Encontro de Extensão 6CCSDCOSOUT05 UTILIZAÇÃO DA EXTENSÃO NA PROMOÇÃO DE SAÚDE BUCAL NA CLÍNICA DE DENTÍSTICA/UFPB Amanda Maria Medeiros de Araujo (2); Maria Regina Macedo Costa (2); Maria Germana Galvão Correia Lima (3);

Leia mais

PREFEITURA DE JUIZ DE FORA

PREFEITURA DE JUIZ DE FORA PREFEITURA DE JUIZ DE FORA A N E X O I - D O S R E Q U I S I T O S E A T R I B U I Ç Õ E S D O S C A R G O S E D I T A L D E C O N C U R S O P Ú B L I C O N º 0 1 / 2 0 1 6 R E T I F I C A D O CARGO 101:

Leia mais

Inalde Marília Fernandes Barp PISTAS DIRETAS PLANAS: INDICAÇÕES NA CORREÇÃO DA MORDIDA CRUZADA POSTERIOR E OUTRAS ALTERAÇÕES FUNCIONAIS NA 1ª DENTIÇÃO

Inalde Marília Fernandes Barp PISTAS DIRETAS PLANAS: INDICAÇÕES NA CORREÇÃO DA MORDIDA CRUZADA POSTERIOR E OUTRAS ALTERAÇÕES FUNCIONAIS NA 1ª DENTIÇÃO Inalde Marília Fernandes Barp PISTAS DIRETAS PLANAS: INDICAÇÕES NA CORREÇÃO DA MORDIDA CRUZADA POSTERIOR E OUTRAS ALTERAÇÕES FUNCIONAIS NA 1ª DENTIÇÃO CEO Santo Amaro - Prefeitura Municipal de São Paulo

Leia mais

Í ndice. Surge Uma Nova Era J. Schmidseder Envelhecer: permanecer jovem Aspectos da odontologia estética Entre no caminho do futuro!

Í ndice. Surge Uma Nova Era J. Schmidseder Envelhecer: permanecer jovem Aspectos da odontologia estética Entre no caminho do futuro! Í ndice Surge Uma Nova Era J. Schmidseder Envelhecer: permanecer jovem Aspectos da odontologia estética Entre no caminho do futuro! Conceito de Beleza Beleza: essência de perfeição Bases da Odontologia

Leia mais

A PREVALÊNCIA DE CÁRIE DENTÁRIA EM 1 MOLAR DE CRIANÇAS DE 6 A 12 ANOS: uma abordagem no Novo Jockey, Campos dos Goytacazes, RJ

A PREVALÊNCIA DE CÁRIE DENTÁRIA EM 1 MOLAR DE CRIANÇAS DE 6 A 12 ANOS: uma abordagem no Novo Jockey, Campos dos Goytacazes, RJ 1 A PREVALÊNCIA DE CÁRIE DENTÁRIA EM 1 MOLAR DE CRIANÇAS DE 6 A 12 ANOS: uma abordagem no Novo Jockey, Campos dos Goytacazes, RJ Luciano Bárbara dos Santos 1 1 Cirurgião-dentista, aluno do curso de pós-graduação

Leia mais

ANEXO I-B DO EDITAL N o 079/ PRORH LISTA DE PONTOS E AVALIAÇÃO DA PROVA PRÁTICA CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO ANATOMIA

ANEXO I-B DO EDITAL N o 079/ PRORH LISTA DE PONTOS E AVALIAÇÃO DA PROVA PRÁTICA CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO ANATOMIA Fls. 34 CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO ANATOMIA ÁREA/SUBÁREA: ANATOMIA/ANATOMIA ANIMAL 01 APARELHO LOCOMOTOR EM ANIMAIS DOMÉSTICOS. 02 APARELHO UROGENITAL EM ANIMAIS DOMÉSTICOS. 03 SISTEMA

Leia mais

ANSIEDADE FRENTE AO TRATAMENTO ODONTOLÓGICO EM PSFS DO MUNICÍPIO DE PONTE NOVA 1

ANSIEDADE FRENTE AO TRATAMENTO ODONTOLÓGICO EM PSFS DO MUNICÍPIO DE PONTE NOVA 1 177 ANSIEDADE FRENTE AO TRATAMENTO ODONTOLÓGICO EM PSFS DO MUNICÍPIO DE PONTE NOVA 1 Guilherme Saporetti Filho 2, Bernardo Sollar Godoi 2, Daniel Silvério da Silva 2, Augusto Provensani de Almeida da Cunha

Leia mais

Curso: ODONTOLOGIA Curriculo: 0004-B DISCIPLINAS EM OFERTA 2º Semestre de NOT

Curso: ODONTOLOGIA Curriculo: 0004-B DISCIPLINAS EM OFERTA 2º Semestre de NOT GR01918 GR02151 GR01905 GR01921 GR01909 SEMESTRE 1 Carga Horária Docentes Anatomia Humana 72.00 - Atividade Pró-ativa - Clínica Odontológica 72.00 - Epidemiologia 72.00 - Histologia Humana 72.00 - Saúde

Leia mais

WALABONSO BENJAMIN GONÇALVES FERREIRA NETO FRATURA DA CABEÇA DA MANDÍBULA. CARACTERÍSTICAS, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO.

WALABONSO BENJAMIN GONÇALVES FERREIRA NETO FRATURA DA CABEÇA DA MANDÍBULA. CARACTERÍSTICAS, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO. WALABONSO BENJAMIN GONÇALVES FERREIRA NETO FRATURA DA CABEÇA DA MANDÍBULA. CARACTERÍSTICAS, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO. Monografia apresentada à Fundação para o Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico da

Leia mais

Material desenvolvido com conteúdo fornecido pelas unidades acadêmicas responsáveis pelas disciplinas.

Material desenvolvido com conteúdo fornecido pelas unidades acadêmicas responsáveis pelas disciplinas. 2 Material desenvolvido com conteúdo fornecido pelas unidades acadêmicas responsáveis pelas disciplinas. Organização Projeto Visual COMEP Paulo Roberto Bueno Pereira Michela Peanho Harumi Toda Watzel CCOM

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM ODONTOPEDIATRIA COM ÊNFASE EM ORTODONTIA PREVENTIVA E ORTOPEDIA AO PACIENTE INFANTIL

ESPECIALIZAÇÃO EM ODONTOPEDIATRIA COM ÊNFASE EM ORTODONTIA PREVENTIVA E ORTOPEDIA AO PACIENTE INFANTIL ESPECIALIZAÇÃO EM ODONTOPEDIATRIA COM ÊNFASE EM ORTODONTIA PREVENTIVA E ORTOPEDIA AO PACIENTE INFANTIL APRESENTAÇÃO Este curso objetiva formar especialistas em Odontopediatria com capacitação para reconhecer,

Leia mais

Departamento MIP. Horário Turma C: LAb MIP III. Turma D: LAb MIP IV

Departamento MIP. Horário Turma C: LAb MIP III. Turma D: LAb MIP IV CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA Plano de Ensino DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Nome da disciplina MIP 7103 aplicada a Odontologia Professores da disciplina Departamento

Leia mais

Variações cefalométricas e sua correlação com o vedamento labial Interface Fonoaudiologia e Ortodontia

Variações cefalométricas e sua correlação com o vedamento labial Interface Fonoaudiologia e Ortodontia Variações cefalométricas e sua correlação com o vedamento labial Interface Fonoaudiologia e Ortodontia Palavras chave: Pesquisa interdisciplinar, Cefalometria, Sistema Estomatognático. INTRODUÇÃO A Fonoaudiologia

Leia mais

Relatório de versão curricular

Relatório de versão curricular UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Configuração Curricular Relatório de versão curricular Curso: 19001 - ODONTOLOGIA Versão curricular: D-20132 Situação: Liberada Carga horária mínima para mudança de

Leia mais

CONSIDERANDO os pronunciamentos contidos no Processo nº 24740, de 22/08/2007;

CONSIDERANDO os pronunciamentos contidos no Processo nº 24740, de 22/08/2007; DELIBERAÇÃO - CÂMARA DE GRADUAÇÃO Nº002/2008 Estabelece adequações curriculares para o curso de graduação em Odontologia, a vigorar a partir do ano letivo de 2008. CONSIDERANDO os pronunciamentos contidos

Leia mais

C A D E R N O D E P R O V A S

C A D E R N O D E P R O V A S CONCURSO PÚBLICO ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MINAS GERAIS C A D E R N O D E P R O V A S CADERNO 6 ESPECIALIDADE: DENTISTA PROVA: CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS - DISCURSIVA LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES

Leia mais

O LEVANTAMENTO DE NECESSIDADES EM SAÚDE BUCAL DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE BELO HORIZONTE

O LEVANTAMENTO DE NECESSIDADES EM SAÚDE BUCAL DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE BELO HORIZONTE O LEVANTAMENTO DE NECESSIDADES EM SAÚDE BUCAL DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE BELO HORIZONTE O levantamento de necessidades é um instrumento de vigilância epidemiológica que mensura as necessidades

Leia mais

REMOÇÃO CIRÚRGICA DE RAÍZES DO TERCEIRO MOLAR SUPERIOR DESLOCADAS PARA O INTERIOR DO SEIO MAXILAR RELATO DE CASO

REMOÇÃO CIRÚRGICA DE RAÍZES DO TERCEIRO MOLAR SUPERIOR DESLOCADAS PARA O INTERIOR DO SEIO MAXILAR RELATO DE CASO REMOÇÃO CIRÚRGICA DE RAÍZES DO TERCEIRO MOLAR SUPERIOR DESLOCADAS PARA O INTERIOR DO SEIO MAXILAR RELATO DE CASO Siqueira MFR, Lopes MAM, Picosse LR, Nicolau RA Universidade do Vale do Paraíba (Univap),

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTO EM METODOLOGIA CIENTÍFICA E INTERPRETAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO NÍVEL MESTRADO PROVA A. Candidato:

PROVA DE CONHECIMENTO EM METODOLOGIA CIENTÍFICA E INTERPRETAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO NÍVEL MESTRADO PROVA A. Candidato: UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE MEDICINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIENCIAS DA SAÚDE - Processo seletivo 2017 PROVA DE CONHECIMENTO EM METODOLOGIA CIENTÍFICA E INTERPRETAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO

Leia mais

TÍTULO: EFEITO DA TERAPIA PERIODONTAL NÃO CIRÚRGICA SOBRE O CONTROLE GLICÊMICO EM INDIVÍDUOS COM DIABETES TIPO2 E PERIODONTITE CRÔNICA: ENSAIO CLÍNICO

TÍTULO: EFEITO DA TERAPIA PERIODONTAL NÃO CIRÚRGICA SOBRE O CONTROLE GLICÊMICO EM INDIVÍDUOS COM DIABETES TIPO2 E PERIODONTITE CRÔNICA: ENSAIO CLÍNICO 16 TÍTULO: EFEITO DA TERAPIA PERIODONTAL NÃO CIRÚRGICA SOBRE O CONTROLE GLICÊMICO EM INDIVÍDUOS COM DIABETES TIPO2 E PERIODONTITE CRÔNICA: ENSAIO CLÍNICO CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

Leia mais

Cobertura RN 338 Lei 9656/98:

Cobertura RN 338 Lei 9656/98: Cobertura RN 338 Lei 9656/98: CÓDIGO PROCEDIMENTO GRUPO 87000032 CONDICIONAMENTO EM ODONTOLOGIA PARA PACIENTES COM NECESSIDADES ESPECIAIS CONSULTAS 81000030 CONSULTA ODONTOLÓGICA CONSULTAS 81000073 CONSULTA

Leia mais

C U R S O O D O N T O L O G I A Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: RADIOLOGIA Código: ODO-014 Pré-requisito: ANATOMIA

Leia mais

DISFUNÇÃO TÊMPORO MANDIBULAR E DOR OROFACIAL

DISFUNÇÃO TÊMPORO MANDIBULAR E DOR OROFACIAL Plano Básico DIAGNÓSTICO Consulta odontológica inicial Consulta odontológica para avaliação técnica de auditoria Diagnóstico anatomopatológico em citologia esfoliativa na região BMF Diagnóstico anatomopatológico

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA. Curso: Odontologia Período de oferta da disciplina: 2 o P.

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA. Curso: Odontologia Período de oferta da disciplina: 2 o P. UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: HISTOLOGIA BUCO DENTAL Código da Disciplina: ODO110 Curso: Odontologia Período de oferta da disciplina: 2 o P. Faculdade

Leia mais

Sorria, mostre o que você tem de melhor!

Sorria, mostre o que você tem de melhor! Sorria, mostre o que você tem de melhor! Caro(a) beneficiário(a), a Interodonto apresenta a você algumas orientações sobre saúde bucal, higiene oral e prevenção de doenças bucais. Este guia tem caráter

Leia mais

Procedimentos Cirúrgicos de Interesse Protético/Restaurador - Aumento de Coroa Clínica - Prof. Luiz Augusto Wentz

Procedimentos Cirúrgicos de Interesse Protético/Restaurador - Aumento de Coroa Clínica - Prof. Luiz Augusto Wentz 1 2 3 Procedimentos Cirúrgicos de Interesse Protético/Restaurador - Aumento de Coroa Clínica - Prof. Luiz Augusto Wentz Aumento de Coroa Clínica Qualquer procedimento (cirúrgico ou não-cirúrgico) que vise

Leia mais

GRADE CURRICULAR DE ODONTOLOGIA INTEGRAL

GRADE CURRICULAR DE ODONTOLOGIA INTEGRAL SIGLA MULTIVIX GRADE CURRICULAR DE ODONTOLOGIA INTEGRAL 2016-1 CÓDIGO DISCIPLINAS Primeiro Período CARGA HORÁRIA SEMESTRAL ODO0002 EDUCAÇÃO EM SAÚDE 40 ODO0003 PSICOLOGIA APLICADA A SAÚDE 40 ODO0020 COMUNICAÇÃO

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ODONTOLOGIA 402590 Atividades Complementares Ementa: construção ampla e geral do conhecimento da Odontologia, em prática discente livre, no que se incluem

Leia mais

BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS

BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS TABELA DE PREÇOS PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TABELA DESCONTO CLÍNICA GERAL Pinto de Almeida PEDIATRIA Filipa Nunes OTORRINOLARINGOLOGIA Carlos Ribeiro Gomes AUDIOLOGIA INFANTIL Audiograma tonal infantil Audiograma

Leia mais

Curso: ODONTOLOGIA Curriculo: 0004-B DISCIPLINAS EM OFERTA 1º Semestre de DIU

Curso: ODONTOLOGIA Curriculo: 0004-B DISCIPLINAS EM OFERTA 1º Semestre de DIU 1º Semestre de 2017 - DIU GR01918 GR02151 GR01905 GR01921 GR01909 SEMESTRE 1 Carga Horária Docentes Anatomia Humana 72.00 Cíntia Bovi Binotti / Marcelo Cesar Zanesco Atividade Pró-ativa - Clínica Odontológica

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Sistemas de Informação TCC em Re-vista 2010 127 GARCIA, Luiz Humberto 18. Sistema integrado de gerenciamento de delegacia seccional de polícia (SIG-DSP). 2010. 72 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação

Leia mais

EPIDERMÓLISE BOLHOSA

EPIDERMÓLISE BOLHOSA EPIDERMÓLISE BOLHOSA Crianças Borboletas As pessoas com EB (Epidermólise Bolhosa) são conhecidas como Crianças Borboletas, pois a pele se assemelha às asas de uma borboleta em função de sua fragilidade.

Leia mais

A INFLUÊNCIA DA MÍDIA NA CONCEPÇÃO DO USO DE SUPLEMENTOS ESPORTIVOS ENTRE ALUNOS DE ESCOLA PÚBLICA EM NATAL/RN

A INFLUÊNCIA DA MÍDIA NA CONCEPÇÃO DO USO DE SUPLEMENTOS ESPORTIVOS ENTRE ALUNOS DE ESCOLA PÚBLICA EM NATAL/RN A INFLUÊNCIA DA MÍDIA NA CONCEPÇÃO DO USO DE SUPLEMENTOS ESPORTIVOS ENTRE ALUNOS DE ESCOLA PÚBLICA EM NATAL/RN Victor Henrique dos Santos Silva 1 ; Adriana Moura de Lima 2 Resumo: Perante a abordagem da

Leia mais

TCC em Re-vista CANGUÇU, Juliana Figueiredo; PERES, Mariana Machado; ROBIM, Sabrina Martins. 12

TCC em Re-vista CANGUÇU, Juliana Figueiredo; PERES, Mariana Machado; ROBIM, Sabrina Martins. 12 Enfermagem TCC em Re-vista 2011 65 CANGUÇU, Juliana Figueiredo; PERES, Mariana Machado; ROBIM, Sabrina Martins. 12 Diarreia infantil e atuação da enfermagem. 2011. 17 f. Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

CONCURSO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO

CONCURSO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO CONCURSO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO ÁREA: ODONTOLOGIA SUB-ÁREA: ODONTOPEDIATRIA REGIME: 40HS TITULAÇÃO MÍNIMA PARA O CONCURSO: Graduação em Odontologia, Mestrado em Odontologia (áreas de concentração Clínica

Leia mais

Plano Odontológico OMINT Premium Manual do Beneficiário

Plano Odontológico OMINT Premium Manual do Beneficiário 1. Apresentação Plano Odontológico OMINT Premium Manual do Beneficiário 2. A Odontologia na OMINT 3. Coberturas dos Planos Odontológicos 3.1. Especialidades Odontológicas cobertas em todos os Planos 3.2.

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO SIMPLIFICADO/2.013 ANEXO III CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO SIMPLIFICADO/2.013 ANEXO III CONTEÚDO PROGRAMÁTICO PROCESSO SELETIVO PÚBLICO SIMPLIFICADO/2.013 ANEXO III CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CÓDIGO FUNÇÃO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 001 TNS ENFERMEIRO DO PSF EM SAÚDE PÚBLICA: 1. Organização dos Serviços de Saúde no Brasil

Leia mais

Efeitos dos Aparelhos Ortopédicos Funcionais dos Maxilares nos Distúrbios Relacionados ao Sono: Ronco e Bruxismo

Efeitos dos Aparelhos Ortopédicos Funcionais dos Maxilares nos Distúrbios Relacionados ao Sono: Ronco e Bruxismo Efeitos dos Aparelhos Ortopédicos Funcionais dos Maxilares nos Distúrbios Relacionados ao Sono: Ronco e Bruxismo Denise Fernandes Barbosa - Cirurgiã Dentista Juliano ML; Carvalho LBC; Prado LBF; MAC Machado;

Leia mais

OdontoPrev. Sorria: você está sendo bem cuidado.

OdontoPrev. Sorria: você está sendo bem cuidado. OdontoPrev Sorria: você está sendo bem cuidado. Dicas OdontoPrev para um sorriso perfeito INTRODUÇÃO Por um sorriso mais saudável e bonito! É A OdontoPrev quer ver você saindo por aí com um sorrisão estampado

Leia mais

FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA Instituição Adventista Nordeste Brasileira de Educação e Assistência Social CURSO DE ODONTOLOGIA

FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA Instituição Adventista Nordeste Brasileira de Educação e Assistência Social CURSO DE ODONTOLOGIA 3º período 2º período 1º período MATRIZ CURRICULAR - FADBA Período Núcleos Componente curricular Créditos Básica Anatomia geral 4 36 36 72 Bioquímica Citologia, Histologia e Embriologia Humanas 5 72 18

Leia mais

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução ODONTOLOGIA CANINA Juliana Kowalesky Médica Veterinária Mestre pela FMVZ -USP Pós graduada em Odontologia Veterinária - ANCLIVEPA SP Sócia Fundadora da Associação Brasileira de Odontologia Veterinária

Leia mais

ODONTOLOGIA-522 Nível:Graduação Início: Fim: Legislação: RECONHECIMENTO: PORTARIA MINISTERIAL Nº 348 DE 03/03/94 D.O.U. 07/03/94 Currículo

ODONTOLOGIA-522 Nível:Graduação Início: Fim: Legislação: RECONHECIMENTO: PORTARIA MINISTERIAL Nº 348 DE 03/03/94 D.O.U. 07/03/94 Currículo 1 de 5 Nível:Graduação Início: 19861 01 - - - Biologia Molecular - Ativa desde: - E.I. II - Anatomia, Histologia e Embriologia - Teórica 90 BIO428 - Bioquímica - Ativa desde: 20/09/2011 CHF823 - E.I. I

Leia mais

POR QUE CRIANÇA PREMATURA DEVE TER ACOMPANHAMENTO ODONTOLÓGICO?*

POR QUE CRIANÇA PREMATURA DEVE TER ACOMPANHAMENTO ODONTOLÓGICO?* POR QUE CRIANÇA PREMATURA DEVE TER ACOMPANHAMENTO ODONTOLÓGICO?* CORTINES, Andréa Araujo de Oliveira 1 ; ANABUKI, Anna Alice 2 ; MUNDIM, Ana Paula 3 ; NOGUEIRA, Elaine Batista 4 ; MORAES, Letícia Sousa

Leia mais

TABELA CABESP DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS

TABELA CABESP DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS TABELA CABESP DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS VIGÊNCIA: PARA GUIAS ABERTAS À PARTIR DE 04 DE MARÇO DE 2013 Fluxo do Atendimento Odontológico Passo a Passo Siga os passos a seguir: 1. Após o exame clínico

Leia mais

aula 12: estudos de coorte estudos de caso-controle

aula 12: estudos de coorte estudos de caso-controle ACH-1043 Epidemiologia e Microbiologia aula 12: estudos de coorte estudos de caso-controle Helene Mariko Ueno papoula@usp.br Estudo epidemiológico observacional experimental dados agregados dados individuais

Leia mais

Sumário. O que Você encontrará neste e-book? Por quais motivos os nossos dentes escurecem? Tipos de Clareamentos Dentais.

Sumário. O que Você encontrará neste e-book? Por quais motivos os nossos dentes escurecem? Tipos de Clareamentos Dentais. 1 Sumário 3 O que Você encontrará neste e-book? 5 Por quais motivos os nossos dentes escurecem? 7 Tipos de Clareamentos Dentais 9 Recomendações 11 Quem pode realizar o tratamento? 13 Indicações finais

Leia mais

&CONDIÇÕES DE HIGIENE BUCAL E HÁBITOS

&CONDIÇÕES DE HIGIENE BUCAL E HÁBITOS R e s u m o E x p a n d i d o &CONDIÇÕES DE HIGIENE BUCAL E HÁBITOS EM PACIENTES COM FISSURA LABIOPALATINA Marcos Roberto Tovani Palone 1 Thaieny Ribeiro da Silva 2 Cristiane Denise da Silva Moralejo 3

Leia mais

Lesões e Condições Pré-neoplásicas da Cavidade Oral

Lesões e Condições Pré-neoplásicas da Cavidade Oral Disciplina: Semiologia Lesões e Condições Pré-neoplásicas da Cavidade Oral PARTE Parte 12 http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 2012 LESÕES E CONDIÇÕES CANCERIZÁVEIS DA

Leia mais

CATÁLOGO DO CURSO DE ODONTOLOGIA

CATÁLOGO DO CURSO DE ODONTOLOGIA CATÁLOGO DO CURSO DE ODONTOLOGIA ATOS LEGAIS DO CURSO: Nome do Curso: Odontologia Nome da Mantida: Centro Universitário de Rio Preto Endereço de Funcionamento do Curso: Rua Yvette Gabriel Atique, 45 Bairro

Leia mais

Aspectos posturais e morfológicos do sistema estomatognático de crianças respiradoras nasais e orais: abordagem antroposcópica

Aspectos posturais e morfológicos do sistema estomatognático de crianças respiradoras nasais e orais: abordagem antroposcópica 1 Aspectos posturais e morfológicos do sistema estomatognático de crianças respiradoras nasais e orais: abordagem antroposcópica Palavras chave: Face, Criança, Respiração bucal Objetivo: comparar os aspectos

Leia mais

INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Na imagem radiográfica de um dente íntegro todas as partes são facilmente identificáveis, pois já conhecemos a escala de radiopacidade. Agora começamos

Leia mais

As infecções hospitalares, ou nosocomiais, se dão pela interação do agente infeccioso com

As infecções hospitalares, ou nosocomiais, se dão pela interação do agente infeccioso com TCC em Re vista 2009 55 GARCIA, Caroline David; MORENO, Laís Facioli Rosa; NAHUZ, Maíra Coutinho 11. Adesão dos profissionais de saúde ao sistema de precauções e isolamento da Fundação Santa Casa de Misericórdia

Leia mais

CURSOS ICMDS Biomecânica e Diagnóstico em Ortodontia I

CURSOS ICMDS Biomecânica e Diagnóstico em Ortodontia I CURSOS ICMDS Biomecânica e Diagnóstico em Ortodontia I OBJECTIVOS Gerais: Proporcionar ao Ortodontista meios para tratar casos complexos de maneira simples, objectiva e racional; Aplicar esta filosofia

Leia mais

Cobertura Odontológica

Cobertura Odontológica Uso consciente do plano de saúde AMS Papo de hoje: Cobertura Odontológica A Assistência Médica Supletiva (AMS) contempla plano médico, hospitalar, odontológico e de farmácia, de autogestão criado pela

Leia mais

GARGOJUICE BELFAR LTDA. Pastilha. 3 mg/pastilha

GARGOJUICE BELFAR LTDA. Pastilha. 3 mg/pastilha GARGOJUICE BELFAR LTDA Pastilha 3 mg/pastilha GARGOJUICE cloridrato de benzidamina APRESENTAÇÕES Pastilhas, caixa com 12 unidades USO ORAL USO ADULTO E USO PEDIÁTRICO ACIMA DE 6 ANOS. COMPOSIÇÃO Cada pastilha

Leia mais

Cirurgia x Endodontia em Odontopediatria

Cirurgia x Endodontia em Odontopediatria FACULDADE DE ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DISCIPLINA DE CLÍNICA INFANTIL - GRADUAÇÃO NOTURNO Cirurgia x Endodontia em Odontopediatria Relato de Caso Clínico Nome dos Autores: Ana Carolina Ugarte

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS, TECNOLOGIA E SAÚDE CURSO DE ODONTOLOGIA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS, TECNOLOGIA E SAÚDE CURSO DE ODONTOLOGIA UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS, TECNOLOGIA E SAÚDE CURSO DE ODONTOLOGIA PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR POR PRAZO DETERMINADO EDITAL N 8/06 O Diretor do Centro de Ciências,

Leia mais

ODONTOLOGIA PREVENTIVA. Saúde Bucal. Diga adeus ao mau hálito!

ODONTOLOGIA PREVENTIVA. Saúde Bucal. Diga adeus ao mau hálito! ODONTOLOGIA PREVENTIVA Saúde Bucal Diga adeus ao mau hálito! HALITOSE A halitose ou mau hálito é uma condição anormal do hálito que se altera de forma desagradável. A palavra halitose se origina do latim

Leia mais

2004 Política Nacional de Saúde Bucal. Ações de promoção, prevenção, recuperação e manutenção da saúde bucal dos brasileiros

2004 Política Nacional de Saúde Bucal. Ações de promoção, prevenção, recuperação e manutenção da saúde bucal dos brasileiros 2004 Política Nacional de Saúde Bucal Ações de promoção, prevenção, recuperação e manutenção da saúde bucal dos brasileiros AS POLITICAS PÚBLICAS condicionam Os determinantes sociais da saúde Inclusão

Leia mais

Universidade Federal do Rio de Janeiro Faculdade de Odontologia Departamento de Odontopediatria e Ortodontia Disciplina de Odontopediatria EDITAL

Universidade Federal do Rio de Janeiro Faculdade de Odontologia Departamento de Odontopediatria e Ortodontia Disciplina de Odontopediatria EDITAL EDITAL PROGRAMA DE MESTRADO EM ODONTOPEDIATRIA Turma 2006 Coordenador (a): Profª. Dra. Laura S. S. Guimarães Primo Número de vagas disponíveis: 06 (seis) Período de Inscrição: 27 de junho de 2005 a 06

Leia mais