EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU"

Transcrição

1 EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU - Indissolubilidade do casamento - O divórcio

2 INDISSOLUBILIDADE DO CASAMENTO Lei do Homem Mutável As leis humanas transformam-se de acordo com o tempo, com os lugares e com o progresso da inteligência. Lei de Deus Imutável As leis da natureza são as mesmas em todos os tempos e em todos os países.

3 INDISSOLUBILIDADE DO CASAMENTO Lei do Homem A lei civil regulamenta o interesse das famílias na sociedade. Ela não é a mesma em todos os países e está sujeita às mudanças impostas pelo tempo e pelos locais onde é aplicada. Lei de Deus A união dos sexos para permitir a renovação dos seres que morrem, oferecendo a um espírito errante a possibilidade de reencarnar na terra para seu progresso moral, é da ordem divina.

4 INDISSOLUBILIDADE DO CASAMENTO Mesmo com todas as leis humanas que regulamentam o casamento, existe uma lei, que é de ordem divina e comum a todos os seres vivos, que sustenta a união do casal. Ela é imutável e exclusivamente moral. A LEI DO AMOR O que é a Lei do Amor? Essência divina caridade respeito compaixão tolerância paciência cuidado lealdade confiança humildade amizade prudência bondade fé

5 INDISSOLUBILIDADE DO CASAMENTO Deus quis que os seres se unissem não só pelos laços da carne, mas também pelos da alma, a fim de que a afeição mútua dos esposos se transmitissem aos filhos, e que fossem dois, ao invés de um, a amá-los, a cuidar deles e fazê-los progredir. Fonte: O Evangelho Segundo o Espiritismo. 233p. Nas condições normais do casamento, a LEI DO AMOR foi sempre levada em conta?

6 INDISSOLUBILIDADE DO CASAMENTO Nem a lei civil e os compromissos que ela determina podem suprir a lei de amor, se essa lei divina não for a responsável por unir os casais. Portanto, o que se uniu à força se separa por si mesmo. Essa infelicidade poderia ser evitada se o casal não se esquecesse da única lei que o torna legítima a união aos olhos de Deus: LEI DO AMOR

7 O DIVÓRCIO Lei do Homem Ela tem como objetivo separar legalmente o que, de fato, já está separado. Lei de Deus O divórcio não contraria a Lei de Deus, uma vez que corrige o que os homens fizeram e se aplica apenas aos casos em que foi desconsiderada a lei divina, pela LEI DO AMOR.

8 O DIVÓRCIO Nem mesmo Jesus consagrou a indissolubilidade absoluta do casamento, quando disse aos fariseus, no Evangelho de Mateus (19:3 a 9): É devido à dureza de vossos corações que Moisés vos permitiu repudiar vossas mulheres; E continuou: mas isso não aconteceu desde o início. Isso é, no início da humanidade, quando os homens não estavam pervertidos pelo egoísmo e pelo orgulho e viviam segundo as leis de Deus. As uniões baseadas na simpatia, e não na vaidade e na ambição, não davam motivo ao repúdio.

9 O DIVÓRCIO Jesus vai mais longe e explica o caso em que o repúdio pode ocorrer: o de adultério. Mas, na união onde há a lei do amor e existe afeição mútua e sincera, não há adultério. Antigamente as mulheres que cometiam adultério eram apedrejadas e, vendo a necessidade de abolir esse costume bárbaro da época, Jesus substituiu essa punição pela proibição do casamento com a adúltera, considerando-o desonroso. Mas, como qualquer lei civil, essa também sofreu a prova do tempo.

10 O DIVÓRCIO O casal ignora o período do namoro e do noivado, época para os companheiros conhecerem as qualidades e defeitos uns dos outros. Após a união ser oficializada, eles se descobrem e adotam uma postura de indiferença e irresponsabilidade pelos rumos da união. Muitos saem feridos no orgulho e vaidade, contrariados e melindrados diante da expressão infeliz do outro. Dessa forma, interrompem o casamento sem tentar reatar a união por meio do diálogo fraterno ou ação conciliatória.

11 No lar, o homem e a mulher devem vivenciar o amor da forma como Jesus Cristo ensinou e exemplificou. No lar, célula-mãe do progresso moral da humanidade, berço da evolução espiritual do ser, devem ser desenvolvidos os belos atributos do espírito, que já se encontram semeados na intimidade da criatura. Instituição divina por excelência, o lar deve ser construído sobre os alicerces sagrados do amor, do companheirismo, da fidelidade aos princípios cristãos, da renúncia e do sacrifício. Corolário das benesses do Pai, aí devem reinar a gratidão e a alegria pela oportunidade de trabalhar o desenvolvimento moral para ascender a planos melhores. Fonte: Estudando o Evangelho com Bezerra de Menezes. 264p.

12 BIBLIOGRAFIA Kardec, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo. São Paulo: Petit, p. Menezes, Bezerra de (Espírito). Estudando o Evangelho Segundo o Espiritismo. Belo Horizonte: Centro Espírita Manoel Felipe Santiago, p.

13 Assim como o equilíbrio do lar se reflete no equilíbrio da sociedade, também a paz do mundo começa nos recôncavos sagrados do lar. Fonte: Estudando o Evangelho com Bezerra de Menezes. 264p. Que todos nós possamos aplicar a lei do amor em nossos relacionamentos! Muito obrigada!

AUTA DE SOUZA CURSO S N OÇÕES

AUTA DE SOUZA CURSO S N OÇÕES CURSO NOÇÕES BÁSICAS DOUTRINA ESPÍRITA EDITORA 1 / 10 2 / 10 A Melhor Escola Qual a melhor escola de preparação das almas reencarnadas, na terra? A MELHOR ESCOLA AINDA É O LAR, ON A CRIATURA VE RECEBER

Leia mais

Evangelho. As Bem- Aventuranças Mateus: 5:1-12

Evangelho. As Bem- Aventuranças Mateus: 5:1-12 Evangelho As Bem- Aventuranças Mateus: 5:1-12 12 As Bem Aventuranças 1. Bem Aventurados os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos Céus. 2. Bem Aventurados os que choram, porque eles serão consolados.

Leia mais

Explicar o que caracteriza amor a Deus e amor ao próximo. Apresentar ações que favoreçam o seu desenvolvimento.

Explicar o que caracteriza amor a Deus e amor ao próximo. Apresentar ações que favoreçam o seu desenvolvimento. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade regenerada Roteiro 2 Explicar o que caracteriza amor

Leia mais

Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro

Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro LEI NATURAL Necessidade da vida social e da vida em família Deus fez o homem para viver em sociedade. Os laços sociais são necessários

Leia mais

ão de Família Escola do Coração

ão de Família Escola do Coração HONRAI A VOSSO PAI E A VOSSA O QUE É HONRAR PAI E MÃE? MÃE O mandamento: Honrai a vosso pai e a vossa mãe é um corolário da lei geral de caridade e de amor ao próximo, visto que não pode amar o seu próximo

Leia mais

«E os dois serão uma só carne»

«E os dois serão uma só carne» Perdão Senhor «E os dois serão uma só carne» Leitura do Livro do Génesis Gen 2, 18-24 Disse o Senhor Deus: «Não é bom que o homem esteja só: vou dar-lhe uma auxiliar semelhante a ele». Então o Senhor Deus,

Leia mais

ORAÇÃO UNIVERSAL. Os modelos I VII são retirados do Ritual do Matrimónio da Conferência Episcopal Portuguesa. MODELO I

ORAÇÃO UNIVERSAL. Os modelos I VII são retirados do Ritual do Matrimónio da Conferência Episcopal Portuguesa. MODELO I ORAÇÃO UNIVERSAL Os modelos I VII são retirados do Ritual do Matrimónio da Conferência Episcopal Portuguesa. MODELO I Celebrando o especial dom da graça e da caridade, com que Deus Se dignou consagrar

Leia mais

Capítulo 15 de "O Evangelho Segundo o Esiritismo, de Allan Kardec" - Fora da caridade não há salvação, itens 4 e 5, O MAIOR MANDAMENTO.

Capítulo 15 de O Evangelho Segundo o Esiritismo, de Allan Kardec - Fora da caridade não há salvação, itens 4 e 5, O MAIOR MANDAMENTO. Autor: André Martinez REFLEXÕES ESPÍRITAS: O Maior Mandamento Capítulo 15 de "O Evangelho Segundo o Esiritismo, de Allan Kardec" - Fora da caridade não há salvação, itens 4 e 5, O MAIOR MANDAMENTO. Este

Leia mais

AME - Aliança Municipal Espírita de Uberlândia Núcleo de Educação Espírita Departamento de Família

AME - Aliança Municipal Espírita de Uberlândia Núcleo de Educação Espírita Departamento de Família AME - Núcleo de Educação Espírita Departamento de Família Sendo os primeiros médicos da alma dos filhos, deveriam (os pais) ser instruídos não só de seus deveres, mas dos meios de cumprí-los. AlIan Kardec

Leia mais

NOSSO PRINCÍPIO: O PLANO ORIGINAL DE DEUS PARA O CORPO E A SEXUALIDADE.

NOSSO PRINCÍPIO: O PLANO ORIGINAL DE DEUS PARA O CORPO E A SEXUALIDADE. NOSSO PRINCÍPIO: O PLANO ORIGINAL DE DEUS PARA O CORPO E A SEXUALIDADE. CRISTO NOS REMETE AO PRINCÍPIO Cristo revela o homem a si mesmo e descobrelhe a sua vocação sublime (Gaudium et Spes 22). MATEUS

Leia mais

Família Conduta no. Lar

Família Conduta no. Lar DIÁLOGO NA FAMÍLIA Escola Evangelização NECESSIDA DO DIÁLOGO NO LAR Entendimento na equipe familiar Destaca-se na atualida terrestre a conveniência por instrumento harmonia nas relações humanas. Por que

Leia mais

Evangelho. O maior mandamento Mateus 22:34

Evangelho. O maior mandamento Mateus 22:34 Evangelho O maior mandamento Mateus 22:34 :34-40 40 Mateus 22 34 Sabendo os fariseus que Jesus reduzira ao silêncio os saduceus, reuniram-se 35 e um deles, doutor da lei, fez-lhe esta pergunta para pô-lo

Leia mais

O Reestudo das Assertivas que Kardec usou para compor o ESE.

O Reestudo das Assertivas que Kardec usou para compor o ESE. O Reestudo das Assertivas que Kardec usou para compor o ESE. Vigésima primeira assertiva: Mateus, 5;31 & 32- *329 (*) Os asteriscos indicam que tais versículos têm relação com o assunto tratado pelo Autor,

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE

CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE AULA 5: O CRISTÃO E O DIVÓRCIO Baseado em Jeremias 9: 24, a Igreja Pentecostal Deus é Amor oferece a você, obreiro, a oportunidade aprofundar seu conhecimento na palavra

Leia mais

7 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA

7 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo II Ensinos Diretos de Jesus Roteiro 7 Objetivo Interpretar, à luz da Doutrina

Leia mais

VINDE A MIM TODOS VÓS QUE ESTAIS FATIGADOS, QUE EU VOS ALIVIAREI

VINDE A MIM TODOS VÓS QUE ESTAIS FATIGADOS, QUE EU VOS ALIVIAREI O CRISTO CONSOLADOR O JUGO DO CRISTO Vinde a mim todos os que estais cansados sob o peso do vosso fardo e vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de

Leia mais

A Missão de Jesus. guia e modelo da Humanidade. Roteiro 4

A Missão de Jesus. guia e modelo da Humanidade. Roteiro 4 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo II O Cristianismo Roteiro 4 A Missão de Jesus guia e modelo da Humanidade Objetivos Explicar

Leia mais

Federação Espírita Catarinense 14ª União Regional Espírita Departamento de Estudo e Divulgação Doutrinária PROJETO O CONSOLADOR

Federação Espírita Catarinense 14ª União Regional Espírita Departamento de Estudo e Divulgação Doutrinária PROJETO O CONSOLADOR PROJETO O CONSOLADOR TEMÁRIO PARA PALESTRAS DO TRIMESTRE OUTUBRO, NOVEMBRO e DEZEMBRO/2016 no HOSPITAL REGIONAL DE SÃO JOSÉ MÊS DE OUTUBRO/2016 Dia 03/10/16 ALLAN KARDEC E O ESPIRITISMO 1) O Que é o Espiritismo.

Leia mais

Capítulo 17 de O Evangelho Segundo o Espiritismo de Allan Kardec - Sede Perfeitos Itens 1 e 2 Caracteres da perfeição.

Capítulo 17 de O Evangelho Segundo o Espiritismo de Allan Kardec - Sede Perfeitos Itens 1 e 2 Caracteres da perfeição. Autor: André Martinez REFLEXÕES ESPÍRITAS: Caracteres da perfeição - Capítulo 17 de O Evangelho Segundo o Espiritismo de Allan Kardec - Sede Perfeitos Itens 1 e 2 Caracteres da perfeição. Esta reflexão

Leia mais

Divaldo Pereira Franco. Pelo Espírito Bezerra de Menezes. Em nome. do Amor. A mediunidade com Jesus

Divaldo Pereira Franco. Pelo Espírito Bezerra de Menezes. Em nome. do Amor. A mediunidade com Jesus Divaldo Pereira Franco Pelo Espírito Bezerra de Menezes Em nome do Amor A mediunidade com Jesus Organização: Antônio Cesar Perri de Carvalho Marta Antunes de Oliveira Geraldo Campetti Sobrinho SUMÁRIO

Leia mais

O Cristo consolador. Roteiro 1

O Cristo consolador. Roteiro 1 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, O Consolador Prometido por Jesus Módulo I Esperanças e Consolações Roteiro 1 O Cristo consolador Objetivo Explicar

Leia mais

O QUE É O ESPIRITISMO 1

O QUE É O ESPIRITISMO 1 O QUE É O ESPIRITISMO 1 Facilitadores Alex Olegário e Roberto Camilo 17/18-Janeiro-2016 OBJETIVO Conhecer sobre: O Conceito do Espiritismo O Codificador Se me amais, guardai os meus mandamentos; e eu rogarei

Leia mais

"Eu odeio..., diz o SENHOR, o Deus de Israel, "e também odeio homem... Que o SENHOR lance fora das tendas de Jacó o homem que faz isso, Introdução

Eu odeio..., diz o SENHOR, o Deus de Israel, e também odeio homem... Que o SENHOR lance fora das tendas de Jacó o homem que faz isso, Introdução Mensagem 06 de 14 Data: 17/10/2010 ABOMINAÇÃO NA FAMÍLIA Introdução Reprovação divina Judá tem sido infiel. Uma coisa repugnante foi cometida em Israel e em Jerusalém; Ml 2.11 Que o SENHOR lance fora das

Leia mais

A evangelização é uma parte importante e fundamental da fé e vida cristã.

A evangelização é uma parte importante e fundamental da fé e vida cristã. A evangelização é uma parte importante e fundamental da fé e vida cristã. Uma missão irrenunciável da igreja como um todo e do cristão particularmente. O QUE É INDISPENSÁVEL PARA A EVANGELIZAÇÃO? Conversão

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo I Aprendendo com as

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo I Aprendendo com as FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo I Aprendendo com as Profecias Objetivos Explicar a sentença do Cristo de que

Leia mais

O FRUTO DO ESPÍRITO O PODER DE UMA VIDA ORIENTADA PELO ESPÍRITO SANTO

O FRUTO DO ESPÍRITO O PODER DE UMA VIDA ORIENTADA PELO ESPÍRITO SANTO O FRUTO DO ESPÍRITO O PODER DE UMA VIDA ORIENTADA PELO ESPÍRITO SANTO O Fruto do Espírito é a metáfora utilizada pelo apóstolo Paulo para descrever os efeitos da vinda do Espírito Santo de Deus a nós,

Leia mais

PARA O MATRIMÓNIO. R. Ouvi-nos, Senhor. Ou: Abençoai, Senhor, o vosso povo.

PARA O MATRIMÓNIO. R. Ouvi-nos, Senhor. Ou: Abençoai, Senhor, o vosso povo. MATRMÓNO 321 rmãos e irmãs: Celebrando o especial dom da graça e da caridade, com que Deus Se dignou consagrar o amor dos nossos irmãos N. e N., confiemo-los ao Senhor, dizendo (ou: cantando): Ou: Abençoai,

Leia mais

Mas o fruto do Espírito é amor (Gálatas 5:22)

Mas o fruto do Espírito é amor (Gálatas 5:22) Lição 7 para 18 de fevereiro de 2017 Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador. Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto. (João 15:1-2)

Leia mais

C RS R O S NO N ÇÕ Ç ES

C RS R O S NO N ÇÕ Ç ES CURSO NOÇÕES BÁSICAS DOUTRINA ESPÍRITA de Si Mesmo EDITORA 1 / 9 Iluminação Interior Como iniciar o trabalho de iluminação de nossa própria alma? Deve-se começar com o autodomínio. Disciplina de sentimentos

Leia mais

Reencarnação e os laços de família. Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro

Reencarnação e os laços de família. Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro + Reencarnação e os laços de família Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro + A Melhor Escola n Qual a melhor escola de preparação das almas reencarnadas, na Terra? n A melhor

Leia mais

Um Problema Emergente!

Um Problema Emergente! Um Problema Emergente! I. O crescente número de divórcios. Se não der certo.... Individualismo Hedonista Jesus respondeu: Moisés permitiu que vocês se divorciassem de suas mulheres por causa da dureza

Leia mais

Fraternidade Espírita Lar de Luz - FELLUZ

Fraternidade Espírita Lar de Luz - FELLUZ PROGRAMAÇÃO JANEIRO 2013 () 07 Jan 20:15 21:15 O CULTO CRISTÃO DO EVANGELHO NO LAR 14 Jan 21 Jan 28 Jan 20:15 21:15 FÉ CEGA X FÉ RACIOCINADA 20:15 21:15 O ESPIRITISMO EM NOSSAS VIDAS 20:15 21:15 BEM-AVENTURADOS

Leia mais

O que é amizade? O que caracteriza uma boa amizade?

O que é amizade? O que caracteriza uma boa amizade? Márcio Malerbi O que é amizade? O que caracteriza uma boa amizade? Sentimento fiel de afeição, simpatia, estima ou ternura entre as pessoas que geralmente não são ligadas por laços de família ou por atração

Leia mais

EVANGELIZAÇÃO É AMOR E LUZ É JESUS NO CORAÇÃO

EVANGELIZAÇÃO É AMOR E LUZ É JESUS NO CORAÇÃO EVANGELIZAÇÃO É AMOR E LUZ É JESUS NO CORAÇÃO Lenildo Solano EVANGELIZAÇÃO EM MÚSICA - Sequência Musical: 01- Aula de Evangelização 02- Deus 03- Jesus 04- Anjos da Guarda 05- Oração 06- Espiritismo 07-

Leia mais

FEB - EADE - Livro III - Módulo I - Roteiro 3 - A pedra angular

FEB - EADE - Livro III - Módulo I - Roteiro 3 - A pedra angular Esclarecer, à luz do Espiritismo, por que o Cristianismo é considerado pedra angular. Realizar análise espírita destas palavras do Cristo: O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo I Antecedentes do Cristianismo

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo I Antecedentes do Cristianismo FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo I Antecedentes do Cristianismo Roteiro 1 Elaborar uma linha histórica da evolução da ideia

Leia mais

Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015

Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015 Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015 Durante os meus estudos, fiquei me perguntando, o que trazer de muito especial para compartilhar com os irmãos,

Leia mais

O Homem de bem. Roteiro 7

O Homem de bem. Roteiro 7 O Homem de bem Roteiro 7 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade regenerada Objetivos Relacionar

Leia mais

A PRIMEIRA INSTITUIÇÃO DIVINA _A FAMILIA_

A PRIMEIRA INSTITUIÇÃO DIVINA _A FAMILIA_ A PRIMEIRA INSTITUIÇÃO DIVINA _A FAMILIA_ Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e se unir-se-á a sua mulher, e serão os dois uma só carne. De modo que já não são mais dois, mas uma só carne.

Leia mais

SUMÁRIO O PRIMEIRO LIVRO: ADMOESTAÇÕES ÚTEIS PARA UMA VIDA ESPIRITUAL

SUMÁRIO O PRIMEIRO LIVRO: ADMOESTAÇÕES ÚTEIS PARA UMA VIDA ESPIRITUAL SUMÁRIO O PRIMEIRO LIVRO: ADMOESTAÇÕES ÚTEIS PARA UMA VIDA ESPIRITUAL 1. Desprezo de Todas as Vaidades do Mundo... 17 2. Conceito Humilde de Nós Mesmos... 18 3. Doutrina da Verdade... 19 4. Pensar Primeiro

Leia mais

CENTRO ESPÍRITA ILDEFONSO CORREIA. Programa de Estudos FAMÍLIA Baseado no livro: Vereda Familiar, de Thereza de Brito. BIBLIOGRAFIA 1º semestre

CENTRO ESPÍRITA ILDEFONSO CORREIA. Programa de Estudos FAMÍLIA Baseado no livro: Vereda Familiar, de Thereza de Brito. BIBLIOGRAFIA 1º semestre CENTRO ESPÍRITA ILDEFONSO CORREIA Programa de Estudos FAMÍLIA Baseado no livro: Vereda Familiar, de Thereza de Brito BIBLIOGRAFIA 1º semestre 1. As folias de Momo. Observar algumas características do carnaval;

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo III Ensino por Parábolas A CANDEIA

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo III Ensino por Parábolas A CANDEIA FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo III Ensino por Parábolas A CANDEIA Roteiro 5 Objetivo Interpretar a parábola da candeia

Leia mais

MEDIUNIDADE E SUA PRÁTICA

MEDIUNIDADE E SUA PRÁTICA UNIDADE 1 MEDIUNIDADE E SUA PRÁTICA AULA 3 Classificação da mediunidade 1 22 A mediunidade é classificada de acordo com os seus efeitos e o tipo de fenômeno que produz 3 MEDIUNIDADE DE EFEITOS FÍSICOS

Leia mais

19. O que pensar das pessoas que, sofrendo ingratidão por benefícios prestados, não querem mais fazer o bem, com medo de encontrar ingratos?

19. O que pensar das pessoas que, sofrendo ingratidão por benefícios prestados, não querem mais fazer o bem, com medo de encontrar ingratos? 19. O que pensar das pessoas que, sofrendo ingratidão por benefícios prestados, não querem mais fazer o bem, com medo de encontrar ingratos? GUIA PROTECTOR Sens, 1862 Essas pessoas têm mais egoísmo do

Leia mais

A importância da família

A importância da família 1436 A importância da família < الربتغايلة > Por: Sheikh Aminuddin Mohamad أمني ادلين حممد مراجعة: الشيخ/محمد إبراهيم فقير 1 A importância da família O Isslam tem a sua forma única e equilibrada para a

Leia mais

VI Domingo Tempo Comum - ANO A

VI Domingo Tempo Comum - ANO A não vim revogar, mas completar..» Ambiente: Terminado o preâmbulo do sermão da montanha entramos no corpo do discurso. Recordamos aquilo que dissemos nos domingos anteriores: o discurso de Jesus no cimo

Leia mais

Audiência às Equipes Nossa Senhora

Audiência às Equipes Nossa Senhora SECRETARIADO DO ESTADO Audiência às Equipes Nossa Senhora 10 Setembro 2015 DISCURSO DO SANTO-PADRE Discurso do Papa: (Roma, 10 de setembro de 2015) Estou muito feliz por vos acolher, caros responsáveis

Leia mais

Quando para-se para refletir sobre o significado da palavra MARIA na vida dos cristãos, por diversas formas pode-se entendê-la: seja como a Mãe do

Quando para-se para refletir sobre o significado da palavra MARIA na vida dos cristãos, por diversas formas pode-se entendê-la: seja como a Mãe do Quando para-se para refletir sobre o significado da palavra MARIA na vida dos cristãos, por diversas formas pode-se entendê-la: seja como a Mãe do Deus feito Homem Jesus Cristo, Mãe da Igreja ou ainda

Leia mais

1º REVEZAMENTO TEMÁTICO NA E.B.Q. JANEIRO E FEVEREIRO DE 2013 TEMA: ORIENTAÇÃO FAMILIAR

1º REVEZAMENTO TEMÁTICO NA E.B.Q. JANEIRO E FEVEREIRO DE 2013 TEMA: ORIENTAÇÃO FAMILIAR 1º REVEZAMENTO TEMÁTICO NA E.B.Q. JANEIRO E FEVEREIRO DE 2013 TEMA: ORIENTAÇÃO FAMILIAR PROFESSORES: Davi Mendes e Cristiane Marinho FAMÍLIA ¹Família 1. Conjunto de pessoas do mesmo sangue. 2. Conjunto

Leia mais

Evangelho. O bem em resposta ao mal / Amor ao próximo Mateus: 5:38-48

Evangelho. O bem em resposta ao mal / Amor ao próximo Mateus: 5:38-48 Evangelho O bem em resposta ao mal / Amor ao próximo Mateus: 5:38-48 Mateus 5 38 Ouvistes que foi dito: Olho por olho, e dente por dente. 39 Eu, porém, vos digo que não resistais ao mal; mas, se qualquer

Leia mais

Federação Espírita Catarinense 14ª União Regional Espírita Departamento de Estudo e Divulgação Doutrinária PROJETO O CONSOLADOR

Federação Espírita Catarinense 14ª União Regional Espírita Departamento de Estudo e Divulgação Doutrinária PROJETO O CONSOLADOR PROJETO O CONSOLADOR TEMÁRIO PARA PALESTRAS DO TRIMESTRE JANEIRO, FEVEREIRO e MARÇO/2015 no HOSPITAL REGIONAL DE SÃO JOSÉ MÊS DE JANEIRO/2015 Dia 05/01/15 ANTE O DIVINO SEMEADOR 1) O Evangelho Segundo

Leia mais

Família Conduta no. Lar

Família Conduta no. Lar CULTO DO EVANGELHO NO LAR Escola Evangelização O QUE É CULTO DO EVANGELHO NO LAR? Trata-se do estudo do Evangelho Jesus em reunião familiar. (USEERJ, Culto do Evangelho no lar, 8.ed., p.4). O culto doméstico

Leia mais

LUZ PARA A HUMANIDADE E-BOOK C.E.S.

LUZ PARA A HUMANIDADE E-BOOK C.E.S. LUZ PARA A HUMANIDADE LUZ PARA A HUMANIDADE E-BOOK C.E.S. JOVEM ESTUDOS E DISSERTAÇÕES EM TORNO DOS LIVROS BÁSICOS DA DOUTRINA DOS ESPÍRITOS C.E.S. DEDICATÓRIA DEDICAMOS ESTA OBRA, AQUELE QUE É O NORTE

Leia mais

CASAMENTO, DIVÓRCIO E NOVO CASAMENTO. Pr Luciano R. Peterlevitz Igreja Batista Novo Coração, EBD

CASAMENTO, DIVÓRCIO E NOVO CASAMENTO. Pr Luciano R. Peterlevitz Igreja Batista Novo Coração, EBD CASAMENTO, DIVÓRCIO E NOVO CASAMENTO Pr Luciano R. Peterlevitz Igreja Batista Novo Coração, EBD 17.01.2016 CASAMENTO Gênesis 2.24: Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os

Leia mais

O Ano da Acolhida Acolha, abrace, perdoe!

O Ano da Acolhida Acolha, abrace, perdoe! AVISOS Lembrar a célula da importância de participar das Missas dominicais e do Grupo Parusia, principalmente da Grande Célula todos os primeiros sábados do mês. Convidar para ajudar a liderança na limpeza

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade regenerada *Analisar os conceitos espíritas e não espíritas

Leia mais

Fraternidade Espírita Lar de Luz - FELLUZ

Fraternidade Espírita Lar de Luz - FELLUZ PROGRAMAÇÃO JANEIRO 2008 07 10 14 17 21 24 28 31 20:30 21:30 ANO NOVO: COMPROMISSOS E IDEALIZAÇÕES PARA O ANO QUE SE INICIA Salim 20:30 21:30 MEDIUNIDADE COM JESUS Regina Bedeschi 20:30 21:30 O HOMEM NO

Leia mais

Centro Espírita Ismênia de Jesus. Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 2º Ciclo (9 a 11anos) Título: Amor aos pais.

Centro Espírita Ismênia de Jesus. Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 2º Ciclo (9 a 11anos) Título: Amor aos pais. Plano de Aula 11 Centro Espírita Ismênia de Jesus Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 2º Ciclo (9 a 11anos) Educadora: Cida e Rita Dia 25/04/2016 Título: Amor aos pais. Horário: 20 às

Leia mais

A CAMINHO DE EMAÚS ROTEIRO 5

A CAMINHO DE EMAÚS ROTEIRO 5 A CAMINHO DE EMAÚS ROTEIRO 5 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo V Aprendendo com Fatos Cotidianos Objetivo Analisar os ensinamentos

Leia mais

TÓPICOS. 9. Evangelho no Lar Exceções 10. Mensagem de André Luiz

TÓPICOS. 9. Evangelho no Lar Exceções 10. Mensagem de André Luiz REUNIÕES MEDIÚNICAS TÓPICOS 1.Conceito de Reunião Mediúnica 2.Características 3.Responsabilidade do Médium 4.Condições para a realização de uma reunião mediúnica 5.Objetivo e natureza das reuniões 6.Necessidades

Leia mais

Rodolfo Calligaris AS LEIS MORAIS. segundo a filosofia espírita. As leis morais 2014.indd 3 03/04/ :07:16

Rodolfo Calligaris AS LEIS MORAIS. segundo a filosofia espírita. As leis morais 2014.indd 3 03/04/ :07:16 Rodolfo Calligaris AS LEIS MORAIS segundo a filosofia espírita As leis morais 2014.indd 3 03/04/2014 15:07:16 Sumário Kardec...9 1 As Leis divinas...11 2 O conhecimento da lei natural...15 3 A progressividade

Leia mais

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS MÓDULO 2 O SIGNIFICADO DAS LEIS DIVINAS EM NOSSAS VIDAS AS LEIS DIVINAS E O TRABALHO VOLUNTÁRIO 2º. ENCONTRO AS LEIS DIVINAS

Leia mais

Grupo Espírita Samaritano

Grupo Espírita Samaritano Grupo Espírita Samaritano Biênio: 2017-2018 ESPÍRITAS, AMAI-VOS, EIS O PRIMEIRO ENSINAMENTO; E INSTRUÍ-VOS, EIS O SEGUNDO! Espírito da Verdade - cap. VI - item 5 - Evangelho Segundo o Espiritismo Mês Março

Leia mais

SEMINÁRIO SEGURANÇA MEDIÚNICA E ENERGIA DOS CHAKRAS

SEMINÁRIO SEGURANÇA MEDIÚNICA E ENERGIA DOS CHAKRAS SEMINÁRIO SEGURANÇA MEDIÚNICA E ENERGIA DOS CHAKRAS MÓDULO 6 O CHAKRA DO AMOR O QUARTO CHAKRA CONCEITOS O QUARTO CHAKRA CONCEITOS O quarto chakra, cardíaco, responsável pelo amor. Localização: área do

Leia mais

Agradando adeus. Medite: De longe, o pior hábito é ser constantemente ocupado em vez de produtivo. (Charles Duhigg)

Agradando adeus. Medite: De longe, o pior hábito é ser constantemente ocupado em vez de produtivo. (Charles Duhigg) Agradando adeus Às vezes, procuramos agradar somente as pessoas e nos esquecemos de que devemos manter uma boa comunhão com Deus, confessando os nossos pecados, buscando arrependimento quando erramos,

Leia mais

Não tenho maior alegria que esta, a de ouvir que os filhos amam a verdade. 3 João 4

Não tenho maior alegria que esta, a de ouvir que os filhos amam a verdade. 3 João 4 Não tenho maior alegria que esta, a de ouvir que os filhos amam a verdade. 3 João 4 Ser motivado na vida de um dos discípulos de Jesus, que como nós, possuía defeitos, mas que, como é possível a nós, foi

Leia mais

PROGRAMA DO CURSO DE DOUTRINA INTRODUTÓRIO

PROGRAMA DO CURSO DE DOUTRINA INTRODUTÓRIO LIVRO DE PREPARO: Sinal Verde André Luiz/Chico Xavier Aula 1 Integração: Promover o acolhimento e a integração dos alunos Apresentar do Programa Aula 2 O que é o Centro Espírita Apresentar o Centro Espírita

Leia mais

Doutrina Espírita ESDE

Doutrina Espírita ESDE Federação Espírita Brasileira Orientação ao Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita ESDE Organização e Coordenação: Carlos Campetti Colaboradores: Iracema Fernandes, Maria do Socorro Sousa Rodrigues,

Leia mais

LIÇÃO 9 - CONFLITOS FAMILIARES. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 9 - CONFLITOS FAMILIARES. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 9 - CONFLITOS FAMILIARES Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO ORIGEM DOS CONFLITOS FAMILIARES TRANSFERÊNCIA DE CULPA OBJETIVA A GLÓRIA É DE DEUS I O GRANDE PROBLEMA OS MALES DOS ÚLTIMOS

Leia mais

Às filhas da Terra. Ela conhece as lágrimas penosas E recebe a oração da alma insegura, Inundando de amor e de ternura As feridas cruéis e dolorosas.

Às filhas da Terra. Ela conhece as lágrimas penosas E recebe a oração da alma insegura, Inundando de amor e de ternura As feridas cruéis e dolorosas. Maria: mãe! Às filhas da Terra Do seu trono de luzes e de rosas, A Rainha dos Anjos, meiga e pura Estende os braços para a desventura, Que campeia nas sendas espinhosas. Ela conhece as lágrimas penosas

Leia mais

Escrito por Prof. Roberto Sáb, 24 de Abril de :28 - Última atualização Seg, 06 de Junho de :56

Escrito por Prof. Roberto Sáb, 24 de Abril de :28 - Última atualização Seg, 06 de Junho de :56 PERGUNTAS E RESPOSTAS - REUNIÃO DE ROCHDALE REALIZADA EM 11.04.2010 1) Idade NP Sexo NP Estado Civil NP Gostaria de saber como vai ser o meu lado profissional e afetivo, quero ser muito feliz com a mulher

Leia mais

Da Religiosidade para Cristo Do Ceticismo para a Fé Do Materialismo para a Generosidade

Da Religiosidade para Cristo Do Ceticismo para a Fé Do Materialismo para a Generosidade Recapitulando: Saulo Tomé Zaqueu Da Religiosidade para Cristo Do Ceticismo para a Fé Do Materialismo para a Generosidade Hoje: Do Individualismo para a Vida em Comunidade http://www.youtube.com/watch?v=x7kc-olchoc

Leia mais

PARA A PRIMEIRA PROFISSÃO DE UM RELIGIOSO

PARA A PRIMEIRA PROFISSÃO DE UM RELIGIOSO PRMERA PROFSSÃO DE UM RELGOSO 333 PARA A PRMERA PROFSSÃO DE UM RELGOSO rmãos e irmãs: A nossa família espiritual está hoje em festa por este(s) servo(s) de Deus, que se consagra(consagram) ao serviço de

Leia mais

A família foi pensada e criada no coração de Deus!

A família foi pensada e criada no coração de Deus! A família foi pensada e criada no coração de Deus! Não foi uma iniciativa humana, mas o próprio Deus a desejou e a constituiu. Quando o homem foi criado, em seu coração foi colocada uma solidão que o fez

Leia mais

Impositivo da Renovação

Impositivo da Renovação FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo II Ensinos Diretos de Jesus Impositivo da Renovação Roteiro 5 Objetivo Explicar,

Leia mais

CONVITE AO AUTOACOLIMENTO AMOROSO.

CONVITE AO AUTOACOLIMENTO AMOROSO. CONVITE AO AUTOACOLIMENTO AMOROSO O Evangelho de Jesus é profundamente terapêutico. Nele, encontramos vários convites à autotransformação. Não são convites quaisquer, especialmente aqueles que começam

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo Tema: A Visão Espírita do Divórcio

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo  Tema: A Visão Espírita do Divórcio Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: A Visão Espírita do Divórcio Palestrante: Regina De Agostini Rio de Janeiro 25/02/2000 Organizadores da palestra: Moderador: "Brab"

Leia mais

SEE 3 de Outubro. 15/mar/15

SEE 3 de Outubro. 15/mar/15 SEE 3 de Outubro 15/mar/15 O fortalecimento dos laços de família em defesa da vida Marco Milani Quem ficou procurando diferentes configurações familiares na imagem anterior? A época, o local, os costumes,

Leia mais

PLANEJAMENTO DAS AULAS CURSO DE DOUTRINA ESPÍRITA PRIMEIRO ANO

PLANEJAMENTO DAS AULAS CURSO DE DOUTRINA ESPÍRITA PRIMEIRO ANO PLANEJAMENTO DAS AULAS CURSO DE DOUTRINA ESPÍRITA PRIMEIRO ANO Aula Conteúdo da Aula Referências 1 TEMA: O CURSO DE DOUTRINA ESPÍRITA - Integração Ficha do aluno - preencher e entregar o programa - Objetivos,

Leia mais

EM QUE SE FUNDAMENTA O ATENDIMENTO ESPIRITUAL NO CENTRO ESPÍRITA

EM QUE SE FUNDAMENTA O ATENDIMENTO ESPIRITUAL NO CENTRO ESPÍRITA CURSO A PRÁTICA DA FRATERNIDADE NOS CENTROS ESPÍRITAS EM QUE SE FUNDAMENTA O ATENDIMENTO ESPIRITUAL NO CENTRO ESPÍRITA ATENDIMENTO ESPIRITUAL NO CENTRO ESPÍRITA Segundo o Livro Orientação ao Centro Espírita

Leia mais

SALVANDO O CASAMENTO: SERMÃO

SALVANDO O CASAMENTO: SERMÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO CONTINUADA - DEDUC RECONHECIMENTO MEC DOC. 356 DE 31/01/2006 PUBLICADO EM 01/02/2006 NO DESPACHO 196/2006 SESU SALVANDO O CASAMENTO: SERMÃO Cachoeira 2006 SALVANDO O CASAMENTO:

Leia mais

ESPIRITUALISMO = ESPIRITISMO?

ESPIRITUALISMO = ESPIRITISMO? 1 ESPIRITUALISMO = ESPIRITISMO? ESPIRITUALISMO Oposto do materialismo Quem quer que acredite haver em si alguma coisa mais do que matéria é espiritualista. ESPIRITISMO ou DOUTRINA ESPÍRITA Termo criado

Leia mais

Roteiro 8 Os discípulos de Jesus

Roteiro 8 Os discípulos de Jesus FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro 1 Cristianismo e Espiritismo Módulo II O Cristianismo Roteiro 8 Os discípulos de Jesus Objetivos Identificar as características

Leia mais

Misericordiosos como o Pai Sede misericordiosos, como também o vosso Pai é misericordioso Lc 6,36

Misericordiosos como o Pai Sede misericordiosos, como também o vosso Pai é misericordioso Lc 6,36 Misericordiosos como o Pai Sede misericordiosos, como também o vosso Pai é misericordioso Lc 6,36 Vídeo: Parcialmente nublado Só mesmo com Deus! A bondade é uma qualidade do caracter, a misericórdia é

Leia mais

Catequese Adolescência Paróquia S. Salvador de Carregosa 8º ano/ º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos Estratégias

Catequese Adolescência Paróquia S. Salvador de Carregosa 8º ano/ º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos Estratégias Finalidade: Descobrir-se Cristão Objectivos: Participar na eucaristia Concretizar projecto comunitário (partilha fraterna) Tema do Período Em Diálogo 1 1º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos

Leia mais

ENEGRIA DOS CHAKRAS E O PODER TERAPÊUTICO DA. GRATIDÃO

ENEGRIA DOS CHAKRAS E O PODER TERAPÊUTICO DA.  GRATIDÃO ENEGRIA DOS CHAKRAS E O PODER TERAPÊUTICO DA GRATIDÃO ENERGIA DOS CHAKRAS E O PODER TERAPÊUTICO DA GRATIDÃO CAPÍTULOS 1. EXISTEM CHAKRAS? 2. OS CHAKRAS E AS SUAS FUNÇÕES PSÍQUICAS E ESPIRITUAIS 3. A GRATIDÃO

Leia mais

Sei que estou sendo até pretensioso com este trabalho, mas quero que saibam que estou apenas escrevendo o que está em meu coração quando estou a

Sei que estou sendo até pretensioso com este trabalho, mas quero que saibam que estou apenas escrevendo o que está em meu coração quando estou a Sei que estou sendo até pretensioso com este trabalho, mas quero que saibam que estou apenas escrevendo o que está em meu coração quando estou a meditar sobre a Bíblia Sagrada, com Fé, Esperança e Caridade

Leia mais

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós. Coração Imaculado de Maria, sede a nossa salvação.

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós. Coração Imaculado de Maria, sede a nossa salvação. Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós. Coração Imaculado de Maria, sede a nossa salvação. 5 Introdução A devoção ao Imaculado Coração de Maria é uma das mais belas manifestações

Leia mais

PROGRAMA GRUPO DE ESTUDOS A FAMÍLIA SIMONE, OSMAR E NELZITA

PROGRAMA GRUPO DE ESTUDOS A FAMÍLIA SIMONE, OSMAR E NELZITA PROGRAMA GRUPO DE ESTUDOS A FAMÍLIA- 2016 SIMONE, OSMAR E NELZITA 1. Família: onde tudo começa 01.KARDEC, Allan. Lei de justiça, amor e caridade. In:. O livro dos espíritos. 40. ed. São Paulo:LAKE, 1980.

Leia mais

Treinamento de Instrutores Bíblicos. Princípios de Testemunho Pessoal

Treinamento de Instrutores Bíblicos. Princípios de Testemunho Pessoal North American Division Portuguese Ministry Treinamento de Instrutores Bíblicos Princípios de Testemunho Pessoal Princípios de Testemunho Pessoal CRESCIMENTO DA IGREJA NO NOVO TESTAMENTO - Atos 1:15 -

Leia mais

Grupo Espírita Guillon Ribeiro. Escola de Evangelização de Pacientes

Grupo Espírita Guillon Ribeiro. Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro Escola de Evangelização de Pacientes A morte existe? Oferecei-vos a Deus, como vivos, salvos da morte, para que os vossos membros sejam instrumentos do bem ao seu serviço.

Leia mais

Planejamento Geral para Crianças,Jovens e Idosos com Deficiência 2016 LDC OFICINA VALORES UNIVERSAIS

Planejamento Geral para Crianças,Jovens e Idosos com Deficiência 2016 LDC OFICINA VALORES UNIVERSAIS LAR DE DANIEL CRISTÓVÃO Serviço de Proteção Social Especial de Média Complexidade para Pessoas com Deficiência, Idosas e suas Famílias Planejamento Geral para Crianças,Jovens e Idosos com Deficiência 2016

Leia mais

Direitos reservados Domingos Sávio Rodrigues Alves Uso gratuito, permitido sob a licença Creative Commons 1

Direitos reservados Domingos Sávio Rodrigues Alves Uso gratuito, permitido sob a licença Creative Commons 1 1 O caminho da harmonia. Colossenses 3 e 4 Col 3:1-3 Introdução: Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo, procurem as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus. Mantenham

Leia mais

Seminário: Atendimento Fraterno

Seminário: Atendimento Fraterno 1 Atividade Integrativa Aprenda a ouvir. Escutar para socorrer é arte valiosa. Favoreça o narrador com a expressão do seu interesse... Acompanhe a exposição, participando com emoção. Você não poderá solucionar

Leia mais

Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o

Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o futuro com esperança. Como o testemunho de vida da

Leia mais

Vivendo a Vida Santa

Vivendo a Vida Santa Livrinho 2 Pàgina 35 Lição Cinco Vivendo a Vida Santa Pode você descrever numa só palavra a qualidade de vida que procura levar? Muitas e variadas respostas são dadas a essa pergunta. Mas, da perspectiva

Leia mais

XXVII DOMINGO DO TEMPO COMUM - Ano B

XXVII DOMINGO DO TEMPO COMUM - Ano B XXVII DOMINGO DO TEMPO COMUM - Ano B Não separe o homem o que Deus uniu 4 de Outubro de 2015 Admonição Inicial - Cântico Inicial - Deus está aqui Refrão Deus está aqui. Deus está aqui. Deus está. Deus

Leia mais

COMO NOS LIBERTARMOS??

COMO NOS LIBERTARMOS?? COMO NOS LIBERTARMOS?? 1 / 9 O Espiritismo veio ensinar o processo de libertação. O modo de se libertar de todas as servidões inferiores. Suely Caldas Schubert - /Desobsessão Eu sou a porta. A verdade

Leia mais

A FAMÍLIA Vivência Espiritual na Família 17/09/2015. Allan Kardec, no primeiro capítulo de O Evangelho Segundo o Espiritismo nos diz:

A FAMÍLIA Vivência Espiritual na Família 17/09/2015. Allan Kardec, no primeiro capítulo de O Evangelho Segundo o Espiritismo nos diz: Instituição Beneficente A Luz Divina Palestras em comemoração aos 59 anos de fundação A FAMÍLIA Vivência Espiritual na Família 17/09/2015 Allan Kardec, no primeiro capítulo de O Evangelho Segundo o Espiritismo

Leia mais