MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS"

Transcrição

1 2012 MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

2 Uma publicação da FACULDADE CATÓLICA DO TOCANTINS Unidade Sede ACSU - SE 140 Av. Teotônio Segurado, Lote 01 Centro (QD 1402 Sul) CEP: Palmas - TO Tel: (63) Unidade II Rodovia TO-050 Loteamento Coqueirinho, Lote 7 CEP: Palmas - TO Tel: (63) DIRETORA GERAL Ma. Clarete de Itoz VICE-DIRETORA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Ma. Maria Rosa Arante Pavel VICE-DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO Rudinei Spada VICE-DIRETOR DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO Me. Galileu Marcos Guarenghi Execução NADIME - NÚCLEO DE APOIO DIDÁTICO METODOLÓGICO R294 Manual para apresentação de trabalhos acadêmicos da Universidade Católica de Brasília / Maria Paixão F. Souza,- R a c h e l B e r n a r d e s d e L i m a, F a c u l d a d e Católica do Tocantins, Nadime. Palmas, To : [s.n.], p. : il. 1. Ciência - Metodologia. 2. Normalização Manuais, guias, etc. 3. Monografias. I. Lima, Rachel Bernardes II. Souza, Maria Paixão Ferreira III. Faculdade Católica do Tocantins. III. Título. CDU (035) Ficha Catalográfica elaborada pela Bibliotecária da Faculdade Católica do Tocantins Maria Paixão Souza - CRB-2/720

3 Sumário 1 INTRODUÇÃO 2 PROJETO DE PESQUISA 3 ESTRUTURA E FORMATAÇÃO DE MONOGRAFIAS 3.1 REGRAS GERAIS Margens e parágrafos Formato Espaçamento Notas de rodapé Numeração de títulos e seções Paginação Citações Siglas Ilustrações, tabelas, quadros e equações 3.2 PARTE EXTERNA Capa Lombada 3.3 PARTE INTERNA Elementos pré textuais Elementos Textuais Elementos pós textuais 4 ESTRUTURA E FORMATAÇÃO DE ARTIGO NORMAS PARA CITAÇÕES 4.1 Quanto à estrutura de apresentação Elementos pré-textuais Elementos textuais Elementos pós-textuais 5 REFERENCIAS

4 Apresentação As primeiras oportunidades de adentrar-se pelo mundo acadêmico estão nas realizações dos trabalhos acadêmicos na graduação. Iniciar de forma correta garante ao principiante menos enfrentamentos quando no futuro se apresentar como um pesquisador da área. Além disso, cumprir o recomendado pelas normas é marca de um pesquisador dedicado e comprometido com a academia. Este manual foi criado com intuito de auxiliar nossos acadêmicos, seja na realização de um simples trabalho acadêmico, como registrar a referencia da bibliografia em um fichamento de livro, como em trabalhos mais complexos, como o trabalho de conclusão de curso. Iniciamos pesquisando e reunindo informações e aos poucos nosso manual ia criando corpo. No dia 25 de agosto de 2012, reunimos com alguns professores da Faculdade Católica do Tocantins para socializar o que já tínhamos construído. Estes fizeram a análise, teceram suas considerações e sugestões, sempre fundamentados nas vivencias como orientadores de trabalhos acadêmicos. Portanto, este trabalho é resultado da soma de esforços e valiosas contribuições do corpo docente desta Faculdade. Que este manual lhe seja muito útil! Núcleo de Apoio Didático Metodológico

5 1 Introdução Este manual para apresentação de trabalhos acadêmicos da Faculdade Católica do Tocantins aplica-se a todos os tipos de trabalhos acadêmicos, elaborados no âmbito dos cursos de graduação da Instituição. O material está dividido em quatro partes. 1 Introdução A primeira é composta por esta Introdução, que também objetiva garantir padronização no uso de algumas terminologias, doravante mais utilizadas. 2 Projeto de Pesquisa Na segunda parte, você encontrará informações básicas sobre o Projeto de Pesquisa. 3 Monografia A terceira parte tratará da estruturação e formatação de um trabalho acadêmico - monografia, destacando aspectos da elaboração e padronização dos elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais, conforme preconiza a ABNT NBR 14724: Artigo Científico A quarta parte tratará da estruturação e formatação de artigo científico, segundo o padrão adotado pela Revista de Integralização Universitária (RIU), a Revista online da Faculdade Católica do Tocantins. Importante lembrar que as normas podem sofrer alterações, no entanto, não mudam suas numerações, apenas o ano que costuma ser indicado logo em seguida ao número da norma. Por isso, verifique sempre se aquela norma não sofreu nenhuma alteração depois da data nela registrada. Introdução 5

6 1.1 DEFINIÇÕES Artigo Científico Documento com autoria declarada, que apresenta e discute ideias, métodos, técnicas, processos e resultados de estudo realizado em uma determinada área do conhecimento. Monografia Trabalho que apresenta o resultado de estudo, devendo expressar conhecimento do assunto escolhido, e originado de curso de graduação ou pós-graduação lato sensu. É elaborado sob a supervisão de um orientador para obtenção do título de bacharel ou licenciado (graduação) e especialista (pós-graduação lato sensu). Norma Uma norma é uma forma acordada de se fazer algo. É uma orientação técnica que foi desenvolvida para ser utilizada consistentemente como uma regra, diretriz, ou definição. Ela simplifica um fazer e dá mais confiabilidade e a efetividade naquilo que foi produzido. No Brasil, a maioria dos cursos adota as normas da ABNT em sua totalidade para apresentação dos trabalhos acadêmicos, mas há exceções. Um exemplo disto é que mundialmente o curso de Psicologia vem adotando a APA Citation Style, como sua norma para referências bibliográficas. Projeto de Pesquisa Documento onde consta o planejamento da pesquisa, antes que ela seja executada. Visa informar o que se pretende estudar, as hipóteses básicas que deverão orientar a investigação, a metodologia escolhida, a natureza das informações a serem coletadas, as fontes de consulta disponíveis ou pesquisa de campo que terão de ser desenvolvidas, as pessoas que participaram do trabalho, o cronograma de execução previsto e a estimativa de recursos necessários. (MUNHOZ, 1989, p. 66) Trabalho de Conclusão de Curso Muito conhecido por sua sigla, o TCC é um trabalho no qual o acadêmico apresenta os resultados de sua pesquisa. Esta apresentação poderá ser em formato de Artigo Cientifico ou Monografia. 1.2 IDIOMA Todo o trabalho acadêmico deve ser redigido em Português, idioma oficial do país, definido na Constituição Brasileira. O abstract é apenas uma tradução do resumo, assim como o Keywords das palavras chaves. O autor deve se esmerar em fazer o seu melhor, no que se refere ao uso de um Português culto, recorrendo a um revisor quando necessário, haja vista que depois de depositado, é o seu trabalho que o representará na Instituição. 6 Introdução Definições e Idioma

7 2 Projeto de Pesquisa A pesquisa científica deve ser planejada, antes de ser executada. Isso se faz através de uma elaboração que se denomina projeto de pesquisa. O qual é o estudo dos diversos aspectos do problema, já apresentando detalhamento, rigor e precisão. Estrutura do Projeto REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO HIPÓTESE JUSTIFICATIVAS OBJETIVOS INTRODUÇÃO FACULDADE CURSO TÍTULO DO PROJETO DE PESQUISA: Subtítulo do Projeto ALUNO(A) CIDADE ANO METODOLOGIA REFERENCIAL TEÓRICO CAPA (APRESENTAÇÃO) - Entidade - Lombada - Título - Autor - Local e Data INTRODUÇÃO OBJETIVOS - Objetivo Geral - Objetivos Específicos JUSTIFICATIVAS HIPÓTESE REFERENCIAL TEÓRICO (Revisão bibliográfica) METODOLOGIA (Material e Métodos) CRONOGRAMA E EXECUÇÃO REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Apresentação A apresentação do projeto de pesquisa inicia-se com a capa, onde são indicados os elementos essenciais à compreensão do estudo que se pretende realizar. O título de uma pesquisa não corresponde ao tema, nem à delimitação do tema, mas emana aos objetivos gerais e específicos, quase como uma síntese dos mesmos. Apresentação de Objetivos Toda pesquisa deve ter um objetivo determinado para saber o que vai se procurar e o que se pretende alcançar. Deve partir de um objetivo limitado e claramente definido, sejam estudos formulativos, descritivos ou de verificação de hipóteses. Os objetivos podem definir a natureza do trabalho, o tipo do problema, o material a coletar. A especificação do objetivo de uma pesquisa responde às questões para quê? E para quem? Apresenta: Objetivo geral Está ligada a uma visão global e abrangente do tema. Relaciona-se com o conteúdo intrínseco quer dos fenômenos e dos eventos, quer das ideias estuda-das. Vincula-se diretamente à própria significação da tese proposta pelo projeto. Objetivos específicos Apresentam caráter mais concreto. Têm função intermediária a instrumental, permitindo de um lado, atingir o objetivo geral e, de outro, aplicar este a situa-ções particulares. Projeto de Pesquisa Estrutura, Apresentação e Objetivos 7

8 Justificativa É o elemento que contribui mais diretamente na aceitação da pesquisa. Consiste numa exposição sucinta, porém completa, das razões de ordem teórica e dos motivos de ordem prática que tornam importante a realização da pesquisa. Construção de hipóteses Hipótese é uma proposição que se faz numa tentativa de verificar a validade de resposta existente para um problema. É uma suposição que antecede a consta-tação dos fatos e tem como característica uma formulação provisória: deve ser testada para determinar sua validade. A função da hipótese, na pesquisa científica, é propor explicações para certos fatos e ao mesmo tempo orientar a busca de outras informações. A clareza da definição dos termos da hipótese é condição fundamental para o desenvolvimento da pesquisa. No entanto, em alguns casos é impossível defini-la. Por esta razão você deve conferir com seu orientador a possibilidade de excluí-la de seu projeto. Os resultados finais da pesquisa poderão comprovar ou rejeitar as hipóteses: neste caso, se forem reformuladas, outros testes terão de ser realizados para sua comprovação. Delimitação da Pesquisa Delimitar a pesquisa é estabelecer limites para a investigação. A pesquisa pode ser limitada em relação: ao assunto e à extensão. ao assunto: selecionando um tópico, a fim de impedir que se torne ou muito extenso ou muito complexo. à extensão: porque nem sempre se pode abranger todo o âmbito onde o fato se desenrola. Uma série de fatores: meios humanos, econômicos e de exiguidade de prazo que podem restringir o seu campo de ação. Metodologia Nesse item, devem ser especificados quais serão os métodos e técnicas utilizados para a execução da pesquisa. Existem várias formas de classificar as pesquisas. Do ponto de vista da natureza, do problema, dos objetivos e dos procedimentos técnicos. Logo abaixo você verá um quadro esquemático que o auxiliará nesta tarefa. Quanto ao método 8 Projeto de Pesquisa Justificativa, Hipótese, Delimitação e Metodologia

9 Quanto a Técnica Referencial Teórico Em uma pesquisa é de fundamental importância que seja realizado um estudo a respeito do assunto que será abordado no trabalho. Este pode ser baseado em livros, jornais, revistas, artigos, dissertações, teses, entre outros. Cronograma Desde que se tenha tomado a decisão de realizar uma pesquisa, deve-se pensar na elaboração de um esquema que poderá ser ou não modificado e que facilite sua viabilidade. O esquema auxilia o pesquisador a conseguir uma abordagem mais objetiva, imprimindo uma ordem lógica do trabalho. Para que as fases da pesquisa se processem normalmente, tudo deve ser bem estudado e planejado, inclusive a obtenção de recursos materiais, humanos e de tempo. Deve ser elaborado um cronograma, determinando as etapas da pesquisa e o tempo necessário para cada uma delas. Referências Aqui deverá ser listado todo o material citado na elaboração do trabalho, seguindo a norma ABNTNBR 6023:2002 Para formatação do Projeto de Pesquisa, orienta-se que utilize as mesmas do item 3 - ESTRUTURA E FORMATAÇÃO DE MONOGRAFIAS (Página 10). Projeto de Pesquisa Referencial Teórico, Cronograma e Referências 9

10 3 Monografia Estrutura e Formação de Monografias Embora este manual não tenha por objetivo orientar na elaboração de dissertações e teses, todas as normas aqui apresentadas também podem ser utilizadas nestes trabalhos acadêmicos, uma vez que estão fundamentadas na ABNT NBR 14724:2011 Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação. Segundo esta norma, a estrutura de trabalhos acadêmicos compreende duas partes fundamentais: a parte externa (capa e lombada) e a parte interna (elementos prétextuais, elementos textuais e elementos pós-textuais). A seguir você verá o Padrão da Faculdade Católica do Tocantins. PARTE EXTERNA (APRESENTAÇÃO) CAPA LOMBADA PARTE INTERNA PRÉ-TEXTUAIS FOLHA DE ROSTO ERRATA (OPCIONAL) FOLHA DE APROVAÇÃO DEDICATÓRIA (OPCIONAL) AGRADECIMENTOS (OPCIONAL) EPÍGRAFE (OPCIONAL) RESUMO DA LÍNGUA VERNÁCULA RESUMO EM LÍNGUA ESTRANGEIRA LISTA DE ILUSTRAÇÕES (SE NECESSÁRIO) LISTA DE TABELAS (SE NECESSÁRIO) LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS (SE NECESSÁRIO) LISTA DE SÍMBOLOS (SE NECESSÁRIO) SUMÁRIO TEXTUAIS INTRODUÇÃO DESENVOLVIMENTO CONCLUSÃO PÓS-TEXTUAIS REFERÊNCIAS GLOSSÁRIO (SE NECESSÁRIO) APÊNDICE (SE NECESSÁRIO) ANEXO (SE NECESSÁRIO) ÍNDICE (OPCIONAL) A seguir você encontrará indicações básicas de como formatar seu trabalho acadêmico. Detalhamentos você encontrará nas normas que são indicadas em cada um dos tópicos. 3.1 REGRAS GERAIS O Trabalho de Conclusão de Curso devem ser apresentado em papel branco ou reciclado, de boa qualidade, tamanho A4 (21 cm x 29,7 cm), digitado na cor preta; exceto ilustrações, que podem ser coloridas. 10 Monografia Regras Gerais

11 No verso da folha de rosto, deve-se digitar a ficha catalográfica. Usar como fonte Times New Roman ou Arial. Usar tamanho 12 para: Texto, inclusive Capa Referências Usar tamanho menor (10) para: Citações longas Notas de rodapé Paginação Legendas das ilustrações e tabelas. Usar itálico: Em palavras ou expressões em outro idioma. Você, autor, tem liberdade para escolher entre Times New Roman ou Arial, mas deverá usar somente uma fonte em todo trabalho. A apresentação de trabalhos acadêmicos deve ser elaborada observando formato, espaçamento, paginação, numeração progressiva e outros aspectos, os quais seguem detalhadamente, conforme norma ABNT NBR 14724: Margens e Parágrafos As margens devem ser: Para o anverso: superior e esquerda devem ser de 3,0 cm e inferior e direita de 2,0 cm; Para o verso: superior e direita devem ser de 3,0 cm e inferior e esquerda de 2,0 cm. O parágrafo tradicional possui um recuo de seis toques a partir da margem esquerda. No entanto, recomenda-se o que modernamente vem sendo adotado pelas Instituições de Ensino Superior, o parágrafo não recuado ou parágrafo americano. Você deverá formatar os espaçamentos em parágrafo da seguinte forma: Espaçamento: antes e depois = automático entre linhas = 1,5 linhas Formato Os elementos pré-textuais devem iniciar no anverso da folha, com exceção dos dados internacionais de catalogação na publicação (ficha catalográfica) que devem vir no verso da folha de rosto. Os elementos textuais e pós-textuais deverão ser digitados no anverso e verso das folhas, pois a escolha por uso racional de papel é uma opção ecologicamente correta. As margens devem ser: para o anverso, esquerda e superior de 3 cm e direita e inferior de 2 cm; para o verso, direita e superior de 3 cm e esquerda e inferior de 2 cm. A fonte deve ser tamanho 12 para todo o trabalho, inclusive capa, excetuando-se citações com mais de três linhas, notas de rodapé, paginação, dados internacionais de catalogação na publicação, legendas e fontes das ilustrações e das tabelas, que devem ser em tamanho menor e uniforme, aqui já recomendado ser tamanho 10. Monografia Regras Gerais Margens e Parágrafos e Formatação 11

12 3.1.3 Espaçamento Como regra geral a ABNT NBR 14724:2011; ABNT NBR 6023:2002, indicam: a) No texto, deve-se usar o espaçamento 1,5; b) Nas citações longas, nas notas de rodapé, nas referências, nas legendas das ilustrações e tabelas, na ficha catalográfica, devem ser digitadas em espaço simples; c) Na folha de rosto, na folha de aprovação, na natureza do trabalho, no objetivo, no nome da instituição e na área de concentração, devem ser digitados também em espaço simples; d) As referências, ao final do trabalho, devem ser digitadas em espaço simples e separadas entre si por espaço simples em branco, sendo alinhadas somente à margem esquerda do texto Notas de Rodapé Segundo a Norma NBR 10520:2002, as notas de rodapé são as considerações, observações ou esclarecimentos, ao texto, feitos pelo autor, tradutor ou editor, que não devem ser incluídos no texto para não interromper a sequência lógica da leitura. Deve-se utilizar o sistema (AUTOR, ano) para citações no texto e o numérico para notas explicativas. As notas de rodapé devem ser alinhadas, a partir da segunda linha da mesma nota, abaixo da primeira letra da primeira palavra, de forma a destacar o expoente, com espaço simples entre elas e com fonte tamanho 10. Usa-se espaço duplo para separá-las entre si Numeração de Títulos e Seções Segundo a ABNT NBR 6024:2012, os títulos sem indicativo numérico (ERRATA, AGRADECIMENTOS, LISTA DE ILUSTRAÇÕES, LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS, LISTA DE SÍMBOLOS, SUMÁRIO, RESUMO, REFERÊNCIAS, GLOSSÁRIO, APÊNDICE, ANEXO E ÍNDICE), devem ser centralizados digitados em negrito e em letras maiúsculas. O indicativo numérico de uma seção precede seu título com alinhamento esquerdo, separado por um espaço de caractere. Os títulos das seções devem ser separados do texto que os sucede por um espaço entre as linhas de 1,5. Da mesma forma, os títulos das subseções. O número do capítulo (seção) e do subcapítulo (subseção) deve preceder o título, separado por um espaçamento (equivalente a um caractere, sem ponto final e sem dois pontos) e estar alinhado à margem esquerda. Os subcapítulos terciários, quaternários e quinários devem ser digitados com a primeira letra maiúscula, seguindo a regra da língua portuguesa, alinhado a margem esquerda, como mostra o quadro de numeração progressiva de seções, logo abaixo. Títulos com indicação numérica, que ocupem mais de uma linha, devem ser a partir da segunda linha, alinhados abaixo da primeira letra da primeira palavra do título. 12 Monografia Espaçamentos, Notas de Rodapé, Numeração de Títulos e Seções

13 Os títulos das seções devem ser destacados tipograficamente, de forma hierárquica, da primária a quinária. Podem ser utilizados os recursos gráficos de maiúscula, negrito, itálico, sublinhado e outros Paginação Todas as folhas do trabalho, a partir da folha de rosto, devem ser contadas, mas não numeradas. Numera-se a partir da parte textual, ou seja, da parte introdutória do trabalho, em algarismos arábicos, no canto superior direito. Como o trabalho será digitado em anverso e verso, a numeração das páginas deve ser colocada no anverso da folha, no canto superior direito; e no verso, no canto superior esquerdo. Nas referências, nos apêndices e nos anexos seguem a numeração. Atenção! A capa não é contada nem numerada. PARTE EXTERNA (APRESENTAÇÃO) CAPA LOMBADA PARTE INTERNA PRÉ-TEXTUAIS FOLHA DE ROSTO ERRATA (OPCIONAL) FOLHA DE APROVAÇÃO DEDICATÓRIA (OPCIONAL) AGRADECIMENTOS (OPCIONAL) EPÍGRAFE (OPCIONAL) RESUMO DA LÍNGUA VERNÁCULA RESUMO EM LÍNGUA ESTRANGEIRA LISTA DE ILUSTRAÇÕES (SE NECESSÁRIO) LISTA DE TABELAS (SE NECESSÁRIO) LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS (SE NECESSÁRIO) LISTA DE SÍMBOLOS (SE NECESSÁRIO) SUMÁRIO TEXTUAIS INTRODUÇÃO DESENVOLVIMENTO CONCLUSÃO PÓS-TEXTUAIS REFERÊNCIAS GLOSSÁRIO (SE NECESSÁRIO) APÊNDICE (SE NECESSÁRIO) ANEXO (SE NECESSÁRIO) ÍNDICE (OPCIONAL) Monografia Paginação 13

14 3.1.7 Citações Segundo a ABNT NBR 10520:2002, citação é a menção no texto, de informações extraídas de outra fonte. Ela pode ser escrita ou oral, reproduzida textualmente, sintetizada ou traduzida. A citação pode ser utilizada para esclarecer, ilustrar ou sustentar um determinado assunto. Ela garante respeito ao autor da ideia e ao leitor e pode estar localizada no texto ou em notas de rodapé. Quando o autor da citação estiver inserido no texto, este deverá ser grafado em letras minúsculas (caixa baixa) e, quando estiver entre parênteses, em letras maiúsculas (CAIXA ALTA). Exemplo quando o autor está no próprio texto: Bobbio (1995, p. 30) com muita propriedade nos lembra, ao comentar esta situação, que... Exemplo quando o autor não faz parte do texto: A chamada pandectística havia sido a forma particular pela qual o direito romano fora integrado no século XIX na Alemanha em particular. (LOPES, 2000, p. 225). As citações de textos em outros idiomas devem ser traduzidas pelo autor do trabalho, colocando-se ao final da citação, a expressão (tradução nossa). Exemplo: Ao fazê-lo pode estar envolto em culpa, perversão, ódio de si mesmo [...] pode julgar-se pecador e identificar-se com seu pecado. (RAHNER, 1962, v. 4, p. 463, tradução nossa) Tipo de Citações As citações podem ser: Citação de citação: citação direta ou indireta de um texto em que não se teve acesso ao original; Citação direta: transcrição textual de parte da obra do autor consultado (cópia fiel do autor consultado). Citação indireta: texto baseado na obra (ideia) do autor consultado Sistema de Chamadas Você poderá encontrar na ABNT NBR 10520:2002 detalhamento sobre o sistema de chamada. Mas em que consiste o sistema de chamada? É a forma de indicar uma citação no texto. Elas podem ser indicadas pelo o sistema numérico ou pelo sistema autordata. Qualquer que seja o método adotado por você, lembre-se de utilizá-lo consistentemente ao longo de todo o trabalho, permitindo sua correlação na lista de referências ou em notas de rodapé. 14 Monografia Citações, Tipos e Sistema de Chamadas

15 Sistema Numérico Este sistema indica que a fonte deve ser citada por uma numeração única e consecutiva, em algarismos arábicos, remetendo à lista de referências ao final do trabalho. A ordem destes algarismos deve ser a mesma ordem em que aparecem no texto. Nunca inicie a numeração das citações por página! A norma recomenda que ao utilizar notas de rodapé, não se deve utilizar o sistema numérico. Sua formatação: a indicação da numeração pode ser feita entre parênteses, alinhada ao texto, ou situada pouco acima da linha do texto em expoente à linha do mesmo, após a pontuação que fecha a citação. Exemplos: Diz Rui Barbosa: "Tudo é viver, previvendo. (15) 15 Diz Rui Barbosa: "Tudo é viver, previvendo Sistema Auto-Data Ao optar por este sistema, você indicará a fonte de sua pesquisa assim: a) pelo sobrenome de cada autor ou pelo nome de cada entidade responsável até o primeiro sinal de pontuação, seguido(s) da data de publicação do documento e da(s) página(s) da citação, no caso de citação direta, separados por vírgula e entre parênteses. Exemplos No texto: A chamada pandectística havia sido a forma particular pela qual o direito romano fora integrado no século XIX na Alemanha em particular. (LOPES, 2000, p. 225). Na lista de referências, ao final do trabalho: LOPES, José Reinaldo de Lima. O Direito na História. São Paulo: Max Limonad, No texto: Bobbio (1995, p. 30) com muita propriedade nos lembra, ao comentar esta situação, que os juristas medievais justificaram formalmente a validade do direito romano ponderando que este era o direito do Império Romano que tinha sido reconstituído por Carlos Magno com o nome de Sacro Império Romano. Considerando que a Faculdade Católica do Tocantins já possui vários cursos em diversas áreas do conhecimento, você deve conferir com seu orientador que sistema de chamada deverá utilizar em seu trabalho. Monografia Sistemas de Chamadas Sistema Numérico e Auto-Data 15

16 3.1.8 Siglas A sigla, quando mencionada pela primeira vez no texto, deve ser indicada entre parênteses, precedida do nome completo. Exemplo: Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) Ilustrações, Tabelas, Quadros e Equações Ilustrações A ilustração e seu título devem ser centralizados. A letra da legenda e do título deve ser em tamanho 10, sem negrito, apenas com a inicial maiúscula. O título não deve ultrapassar os limites da figura e esta deverá ser antecedida e precedida de um espaçamento de 1, Tabelas As tabelas devem apresentar informações claras, simples e concisas de modo que se entenda o seu conteúdo. A sua apresentação deve reger-se pela norma tabular (1993), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As datas da tabela deverão obedecer à norma da ABNT NBR 5892: Quadros Os quadros diferem das tabelas por conter, predominantemente, texto e dados que não foram tratados estatisticamente. Pode ter suas laterais fechadas e linhas que delimitam suas colunas, caso possua mais de uma Equações As equações e fórmulas devem ser destacadas do texto para facilitar a leitura e, se necessário, poderão ser numeradas com algarismos arábicos entre parênteses. Se necessário, é possível a utilização de entrelinha maior para possibilitar que a equação ou a fórmula comporte todos os seus elementos (expoentes, índices, dentre outros). 16 Monografia Siglas Ilustrações, Tabelas, Quadros e Equações Capa

17 3.2 PARTE EXTERNA Capa A capa é um elemento obrigatório e suas informações devem ser apresentadas na seguinte ordem: Logomarca Figura A - Capa de Trabalhos Acadêmicos Nome do Autor Título do Trabalho Deve ser claro e preciso, identificando o seu conteúdo e possibilitando a indexação e recuperação da informação. Subtítulo Se houver, deve ser precedido de dois pontos, evidenciando a sua subordinação ao título; BRUNA BARROS SANTOS DA SILVA O USO DO COMPUTADOR NA ESCOLA: Software para desenvolvimento do raciocínio nas crianças Cidade e Estado Local da instituição onde deve ser apresentado; no caso de cidades homônimas recomenda-se o acréscimo da sigla da unidade da federação. (Palmas-TO) Ano de Deposito (da entrega) PALMAS-TO 2012 Número do volume Se houver mais de um, deve constar em cada capa a especificação do Sua formatação: a capa deve ser digitada em fonte tamanho 12, com espaçamento 1,5. Todo o texto deve ser centralizado e distribuído na página conforme figura A. Monografia Parte Externa Capa 17

18 ATENÇÃO! Na Faculdade Católica do Tocantins cada curso possui uma cor especifica para capa dura. Azul Turquesa: Administração, Agronomia, Ciências Contábeis, Engenharias, Gestão Ambiental e Zootecnia; Vermelho: Direito; Preto: Sistemas de Informação Lombada A lombada é opcional, segundo a ABNT NBR 12225:2004, mas não se pode deixar de registrar que quando utilizada seu trabalho ficará mais evidente na Biblioteca, e todos terão mais facilidade em encontrá-lo. Por isso você deve fazer uso deste recurso. Procure a biblioteca da Instituição que eles poderão auxiliá-lo. Deve-se deixar um espaço de 3 cm na parte inferior da lombada sem impressão, para a colocação da etiqueta de identificação da obra, pela biblioteca. 3.3 PARTE INTERNA Elementos Pré-Textuais Folha de Rosto Este é o único elemento da parte pré-textual onde é permitida a escrita no anverso e verso da folha. No anverso da folha de rosto encontram-se quase todos os elementos da capa. Por isto, recomenda-se copiar a capa e deletar o nome da Instituição e acrescentar a natureza do trabalho. Veja então o que se espera encontrar nesta folha (seguindo esta ordem): a) nome do autor; b) título; c) subtítulo, se houver; d) número do volume, se houver mais de um, deve constar em cada folha de rosto a especificação do respectivo volume; e) natureza: tipo do trabalho (trabalho de conclusão de curso) e objetivo (aprovação em disciplina, grau pretendido e outros); nome da instituição a que é submetido; área de concentração; f) nome do orientador e, se houver, do co-orientador, com sua titulação; g) local (cidade) da instituição onde deve ser apresentado; h) ano de depósito (da entrega). No verso desta folha deverão ser apresentados os dados de catalogação da publicação (ficha catalográfica), conforme o Código de Catalogação Anglo-Americano vigente. Mais uma vez indica-se que procure a equipe da biblioteca para auxiliá-lo nesta tarefa. Sua formatação: a folha de rosto deve ser digitada em fonte tamanho 12, com espaçamento 1,5; exceto o campo destinado à natureza do trabalho; ou seja, o tipo do trabalho, o objetivo, o nome da instituição e a área de concentração. O texto referente à natureza do trabalho deve ser alinhado do meio da página para a margem direita, com espaçamento simples, em tamanho Monografia Lombada e Parte Interna - Folha de Rosto

19 Figura C - Folha de Rosto de Trabalhos Acadêmicos Nome do Autor Título do Trabalho Deve ser claro e preciso, identificando o seu conteúdo e possibilitando a indexação e recuperação da informação. Subtítulo Se houver, deve ser precedido de dois pontos, evidenciando a sua subordinação ao título; Luciane Covre Eugênio Natureza do Trabalho AS INFRAÇÕES ÉTICO-DISCIPLINARES DOS ADVOGADOS E A SISTEMÁTICA DE SANCIONAMENTO Nome do Orientador Cidade e Estado Local da instituição onde deve ser apresentado; no caso de cidades homônimas recomenda-se o acréscimo da sigla da unidade da federação. Monografia apresentada ao Curso de Direito, da Faculdade Católica do Tocantins, como requisito para obtenção do título de Bacharel em Direito. Orientador: MsC. Fábio Borges Ano de Deposito (da entrega) PALMAS - TO Errata A errata é um elemento opcional, que só deve ser utilizado quando não há mais condições para fazer a correção no próprio trabalho. Havendo possibilidades providencie para que esta folha também seja encartada no trabalho. Não sendo mais possível, ela ficará avulsa. A errata é constituída pela referência do trabalho e pelo texto da errata. Exemplo: SILVA, M. R. de. Ciências Contábeis f. Trabalho de Conclusão (Bacharelado em Ciências Contábeis) Faculdade Católica do Tocantins, 2011.* Folha Linha Onde se lê Leia-se Pressupostos Pressupondo se Sua formatação: o título do item (ERRATA) deve ser centralizado digitado em negrito e em letras maiúsculas. Todo o texto deve ser digitado com fonte 12, espaçamento 1,5. Monografia Parte Interna Folha de Rosto e Errata 19

Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011. São Carlos

Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011. São Carlos Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011 São Carlos Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico As orientações abaixo estão de acordo com NBR 14724/2011 da Associação

Leia mais

MONOGRAFIA ESTRUTURA DE MONOGRAFIAS

MONOGRAFIA ESTRUTURA DE MONOGRAFIAS MONOGRAFIA Trata-se de uma construção intelectual do aluno-autor que revela sua leitura, reflexão e interpretação sobre o tema da realidade. Tem como base a escolha de uma unidade ou elemento social, sob

Leia mais

NBR 14724/2011 ABNT NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 19/10/2011. Objetivo

NBR 14724/2011 ABNT NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 19/10/2011. Objetivo Objetivo ABNT Normas para elaboração de trabalhos científicos Esta Norma especifica os princípios gerais para a elaboração de trabalhos acadêmicos, visando sua apresentação à instituição Estrutura Parte

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA ANEXO da Norma 004/2008 CCQ Rev 1, 28/09/2009 UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE QUÍMICA CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA Salvador 2009 2 1 Objetivo Estabelecer parâmetros para a apresentação gráfica

Leia mais

INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS PONTA GROSSA 2011 LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

Leia mais

- TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto de 2008)

- TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto de 2008) Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre Curso de Sistemas de Informação Trabalho de Conclusão de Curso Prof. Dr. Luís Fernando Garcia - TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III

UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III Projeto Integrado Multidisciplinar Cursos Superiores Tecnológicos G. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Trabalho

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ - UESC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA - PPGBOT. ANEXO 1 Normas de editoração e estruturação de dissertações

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ - UESC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA - PPGBOT. ANEXO 1 Normas de editoração e estruturação de dissertações UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ - UESC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA - PPGBOT ANEXO 1 Normas de editoração e estruturação de dissertações 1ª edição Ilhéus BA 2012 SUMÁRIO SUMÁRIO... 2 APRESENTAÇÃO...

Leia mais

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO MATERIAL DIDÁTICO DA ABNT

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO MATERIAL DIDÁTICO DA ABNT METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO MATERIAL DIDÁTICO DA ABNT www.abnt.org.br Objetivos da normalização Comunicação Simplificação Níveis de normalização Menos exigente (Genérica) INTERNACIONAL REGIONAL

Leia mais

Os trabalhos acadêmicos devem ser divididos em: elementos pré-textuais, textuais e

Os trabalhos acadêmicos devem ser divididos em: elementos pré-textuais, textuais e NORMAS PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA O projeto gráfico é de responsabilidade do autor

Leia mais

SISTEMA DE BIBLIOTECAS FMU/FIAM-FAAM/FISP NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA

SISTEMA DE BIBLIOTECAS FMU/FIAM-FAAM/FISP NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA SISTEMA DE BIBLIOTECAS FMU/FIAM-FAAM/FISP NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA São Paulo 2014 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 1 ELEMENTOS EXTERNOS 1.1 CAPA 1.2 LOMBADA 2 ELEMENTOS INTERNOS PRÉ-TEXTUAIS

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE DISSERTAÇÃO (FORMATO

Leia mais

DISCIPLINA: PRÁTICA PROFISSIONAL E ESTÁGIO SUPERVISIONADO I, II E III CIÊNCIAS CONTÁBEIS ACADÊMICOS

DISCIPLINA: PRÁTICA PROFISSIONAL E ESTÁGIO SUPERVISIONADO I, II E III CIÊNCIAS CONTÁBEIS ACADÊMICOS DISCIPLINA: PRÁTICA PROFISSIONAL E ESTÁGIO SUPERVISIONADO I, II E III CIÊNCIAS CONTÁBEIS APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS PROF. DR. MARCOS FRANCISCO R. SOUSA PROF. Me. CELSO LUCAS COTRIM APRESENTAÇÃO

Leia mais

Curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda NORMAS PARA ELABORAÇÃO / APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

Curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda NORMAS PARA ELABORAÇÃO / APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda NORMAS PARA ELABORAÇÃO / APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS 1 ESTRUTURA A estrutura e a disposição dos elementos de um trabalho acadêmico são as

Leia mais

5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5.

5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5. 5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5.2 Capa... 48 5.3 Folha de rosto... 51 5.4 Errata... 53

Leia mais

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA A elaboração da monografia deve ter como referência a ABNT NBR 14724/ 2006, a qual destaca que um trabalho acadêmico compreende elementos pré-textuais,

Leia mais

NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL) Apresentação Gráfica

NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL) Apresentação Gráfica UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Faculdade de Educação UAB/UnB Curso de Especialização em Educação na Diversidade e Cidadania, com Ênfase em EJA Parceria MEC/SECAD NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL)

Leia mais

NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT TRABALHOS ACADÊMICOS:

NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT TRABALHOS ACADÊMICOS: MANUAL PARA TCC www.etecmonteaprazivel.com.br Estrada do Bacuri s/n Caixa Postal 145 Monte Aprazível SP CEP 15150-000 Tel.: (17) 3275.1522 Fax: (17) 3275.1841 NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT

Leia mais

OBRIGATÓRIO= + OPCIONAL= *

OBRIGATÓRIO= + OPCIONAL= * Lombada* UFRGS FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS BIBLIOTECA GLÁDIS W. DO AMARAL ORIENTAÇÃO SOBRE A ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO Elementos póstextuais INDICES * PARTE INTERNA ANEXOS * APENDICES * GLOSSARIO

Leia mais

PIM I. Projeto Integrado Multidisciplinar

PIM I. Projeto Integrado Multidisciplinar PIM I Projeto Integrado Multidisciplinar PIM I - PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Descrição e Análise de Práticas de Gestão Organizacional em uma Empresa. OBJETIVOS: Favorecer aos alunos ingressantes

Leia mais

Trabalhos Científicos Usuais: Caracterização e Estrutura

Trabalhos Científicos Usuais: Caracterização e Estrutura Trabalhos Científicos Usuais: Caracterização e Estrutura Iniciação à Pesquisa em Informática Profª MSc. Thelma E. C. Lopes e-mail: thelma@din.uem.br 2 Texto Científico: o que é? A elaboração do texto científico

Leia mais

ABNT NBR 14724 [terceira edição atualizada em 2011]

ABNT NBR 14724 [terceira edição atualizada em 2011] ABNT NBR 14724 [terceira edição atualizada em 2011] Professora Alcione Mazur 25/07/11 Cancela e substitui a edição anterior. ABNT NBR 14724: 2005 Não houve alterações na estrutura do trabalho, mas em uma

Leia mais

CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA

CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA 1 Prezado(a) aluno(a), Este roteiro foi preparado para auxiliá-lo na elaboração de sua monografia (TCC). Ele o apoiará na estruturação das etapas do seu trabalho de maneira

Leia mais

Checklist da Estrutura de Monografia, Tese ou Dissertação na MDT UFSM 2010

Checklist da Estrutura de Monografia, Tese ou Dissertação na MDT UFSM 2010 1 Checklist da Estrutura de Monografia, Tese ou Dissertação na MDT UFSM 2010 Pré-textuais Textuais Pós-textuais Estrutura Elemento OK Capa (obrigatório) Anexo A (2.1.1) Lombada (obrigatório) Anexo H Folha

Leia mais

Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos

Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos Maria Bernardete Martins Alves Marili I. Lopes Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos Módulo 3 Apresentação

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO O trabalho deve ser digitado e impresso em papel formato A4. O texto deve ser digitado, no anverso das folhas, em espaço 1,5, letra do tipo

Leia mais

Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos

Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos Padrão FEAD de normalização Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos Objetivo Visando padronizar os trabalhos científicos elaborados por alunos de nossa instituição Elaboramos este manual

Leia mais

Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação

Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação AGO 2002 NBR 14724 ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação Sede: Rio de Janeiro Av. Treze de Maio, 13 2º andar CEP 20003-900 Caixa Postal

Leia mais

BIBLIOTECA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS. NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS CIENTÍFICOS: TRABALHOS ACADÊMICOS Aula 1

BIBLIOTECA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS. NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS CIENTÍFICOS: TRABALHOS ACADÊMICOS Aula 1 BIBLIOTECA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS CIENTÍFICOS: TRABALHOS ACADÊMICOS Aula 1 Paula Carina de Araújo paulacarina@ufpr.br 2014 Pesquisa Pesquisa Atividade básica da ciência

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 002/2009/PEQ-UFS ANEXO I NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 002/2009/PEQ-UFS ANEXO I NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA N 002/2009/PEQ-UFS ANEXO I NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO 1. INTRODUÇÃO A Dissertação é a apresentação escrita do trabalho de pesquisa desenvolvido no âmbito do Programa de

Leia mais

DIRETRIZES PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOENGENHARIA

DIRETRIZES PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOENGENHARIA 1 DIRETRIZES PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOENGENHARIA O projeto gráfico é de responsabilidade do autor do trabalho, ou seja, o que não consta no texto destas

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE INGRESSO E VITALICIAMENTO DOS NOVOS MEMBROS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO CEARÁ

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE INGRESSO E VITALICIAMENTO DOS NOVOS MEMBROS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO CEARÁ GESTÃO2010/2012 ESCOLASUPERIORDOMINISTÉRIOPÚBLICO(Art.1ºdaLei11.592/89) Credenciada pelo Parecer 559/2008, de 10/12/08, do CEC (Art. 10, IV da Lei Federal n.º 9.394, de 26/12/1996 - LDB) NORMAS PARA ELABORAÇÃO

Leia mais

ABNT NBR 15287 NORMA BRASILEIRA. Informação e documentação Projeto de pesquisa Apresentação

ABNT NBR 15287 NORMA BRASILEIRA. Informação e documentação Projeto de pesquisa Apresentação NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 15287 Primeira edição 30.12.2005 Válida a partir de 30.01.2006 Informação e documentação Projeto de pesquisa Apresentação Information and documentation Research project Presentation

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS 0 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS MANUAL PARA FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS DA UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS PIRENÓPOLIS 2012 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1

Leia mais

NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (ABNT/NBR-14724, AGOSTO 2002)

NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (ABNT/NBR-14724, AGOSTO 2002) NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (ABNT/NBR-14724, AGOSTO 2002) DIRETOR: Profº. Daniel Jorge dos Santos Branco Borges COORDENADORA PEDAGÓGICA: Profª. Paloma Martinez Veiga Branco COORDENADORA

Leia mais

PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ. Prof. Marat Guedes Barreiros

PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ. Prof. Marat Guedes Barreiros PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ Prof. Marat Guedes Barreiros GUARUJÁ 2º semestre de 2013 PROJETO MULDISCIPLINAR Curso superior de BACHAREL em

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA MANUAL DE NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA FORMOSA/GO

Leia mais

universia.com.br/materia/img/tutoriais/ /01.jsp 1/1

universia.com.br/materia/img/tutoriais/ /01.jsp 1/1 5/12/2008 Monografias - Apresentação Fazer um trabalho acadêmico exige muito de qualquer pesquisador ou estudante. Além de todo esforço em torno do tema do trabalho, é fundamental ainda, adequá-lo às normas

Leia mais

GESTÃO HOSPITALAR. PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar

GESTÃO HOSPITALAR. PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO HOSPITALAR PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Elaborar um estudo acerca Estrutura e Funcionamento do Sistema de Saúde Pública e Privada no Brasil.

Leia mais

Normas para Redação da Dissertação/Tese

Normas para Redação da Dissertação/Tese Normas para Redação da Dissertação/Tese Estrutura A estrutura de uma dissertação, tese ou monografia compreende três partes fundamentais, de acordo com a ABNT (NBR 14724): elementos prétextuais, elementos

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA (ABNT - NBR 15287- válida a partir de 30.01.2006) 1 COMPONENTES DE UM PROJETO DE PESQUISA (itens em negrito são obrigatórios) ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS Capa

Leia mais

(Publicações da Biblioteca; 4) ORGANIZAÇÃO. Weber Vasconcellos Gomes Maria Consuelene Marques Maurinete dos Santos

(Publicações da Biblioteca; 4) ORGANIZAÇÃO. Weber Vasconcellos Gomes Maria Consuelene Marques Maurinete dos Santos (Publicações da Biblioteca; 4) ORGANIZAÇÃO Weber Vasconcellos Gomes Maria Consuelene Marques Maurinete dos Santos Revisto e atualizado de acordo com a NBR 15287/2011 Brasília 2011 1 APRESENTAÇÃO De acordo

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA APRESENTAÇÃO NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS O trabalho deve ser digitado e impresso em papel

Leia mais

DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA TCC2

DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA TCC2 UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA COORDENAÇÃO ADJUNTA DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

REGRAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO

REGRAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO 1 REGRAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO Os seguintes padrões atendem às exigências da FTC Feira de Santana, em conformidade com a NBR 14724:2002/2005 da Associação Brasileira de Normas Técnicas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado MANUAL DE DEFESA Exame de Qualificação: banca examinadora

Leia mais

FACULDADE PAN AMAZÔNICA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA. MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I

FACULDADE PAN AMAZÔNICA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA. MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I FACULDADE PAN AMAZÔNICA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I Este manual atende todos os cursos de gestão 1º semestre, turmas ingressantes em fevereiro

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA Regulamento do TCC

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA Regulamento do TCC ANEXO A TERMO DE COMPROMISSO DE ORIENTAÇÃO DO TRABALHO DE Nome do Aluno: Matricula: Título do TCC CONCLUSAO DE CURSO (TCC) Solicito que seja designado como meu Orientador do Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

PIM III. Projeto Integrado Multidisciplinar

PIM III. Projeto Integrado Multidisciplinar PIM III Projeto Integrado Multidisciplinar PIM III - PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Descrição e análise de práticas de gestão em empresas hospitalares de médio porte. OBS: O Projeto deverá ser

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS DO CET/UnB

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS DO CET/UnB UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Centro de Excelência em Turismo MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS DO CET/UnB Por: Jakeline V. de Pádua APRESENTAÇÃO As páginas que se seguem especificam os princípios gerais

Leia mais

4 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO

4 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO 4 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO Este capítulo visa a orientar a elaboração de artigos científicos para os cursos de graduação e de pós-graduação da FSG. Conforme a NBR 6022 (2003, p. 2),

Leia mais

Escola de Administração Biblioteca. Normas para elaboração do TCC

Escola de Administração Biblioteca. Normas para elaboração do TCC Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Administração Biblioteca Normas para elaboração do TCC O que é um Trabalho de Conclusão de Curso? O TCC, é um trabalho acadêmico feito sob a coordenação

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO 1 ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO 1 APRESENTAÇÃO Tanto o artigo quanto a monografia são trabalhos monográficos, ou seja, trabalhos que apresentam resultados de pesquisa sobre um

Leia mais

Normas para Apresentação de Monografias

Normas para Apresentação de Monografias UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E COMPUTAÇÃO COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Normas para Apresentação de Monografias Campina Grande, dezembro 2010

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS ARACAJU 2012 2 PREFÁCIO A apresentação dos trabalhos acadêmicos

Leia mais

2- DETALHES SOBRE A ESTRUTURA DO RELATÓRIO A seguir estão orientações sobre como formatar as diversas partes que compõem o relatório.

2- DETALHES SOBRE A ESTRUTURA DO RELATÓRIO A seguir estão orientações sobre como formatar as diversas partes que compõem o relatório. 1 - ESTRUTURA DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO O relatório do Estágio Supervisionado de todos os cursos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Minas Gerais Campus Formiga - irá mostrar

Leia mais

MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISAS (PADRÃO UDF)

MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISAS (PADRÃO UDF) (Publicações da Biblioteca; 4) ORGANIZAÇÃO Weber Vasconcellos Gomes Maria Consuelene Marques Maurinete dos Santos MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISAS (PADRÃO UDF) 3ª edição Revisto e atualizado

Leia mais

FKB Biblioteca Padre Lambert Prins Tutorial de formatação MS-Word Agary Veiga Graf CRB/8-3809

FKB Biblioteca Padre Lambert Prins Tutorial de formatação MS-Word Agary Veiga Graf CRB/8-3809 1 INTRODUÇÃO Tutorial é um programa ou texto, contendo ou não imagens, que ensina passo a passo, didaticamente, como um aplicativo funciona. Regra geral a maioria dos educandos já conhece o Microsoft Office

Leia mais

Manual TCC Administração

Manual TCC Administração 1 Manual TCC Administração 2013 2 Faculdade Marista Diretor Geral Ir. Ailton dos Santos Arruda Diretora Administrativo-Financeiro Sra. Rafaella Nóbrega Coordenador do Curso de Administração e Gestão de

Leia mais

TRABALHO ACADÊMICO. Apresentação gráfica

TRABALHO ACADÊMICO. Apresentação gráfica 2012 2 Núcleo de Apoio à Pesquisa na Graduação- NAP/UNIMAR Projeto de Pesquisa; Apresentação gráfica TRABALHO ACADÊMICO Apresentação gráfica Segundo normas estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA (UESB) DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS (DCE) CURSO DE MATÉMATICA VANÊIDE ROCHA DIAS RIBEIRO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA (UESB) DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS (DCE) CURSO DE MATÉMATICA VANÊIDE ROCHA DIAS RIBEIRO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA (UESB) DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS (DCE) CURSO DE MATÉMATICA VANÊIDE ROCHA DIAS RIBEIRO FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (FTA) VITÓRIA DA CONQUISTA BA 2009

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO -TCC

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO -TCC UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE QUÍMICA NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO -TCC 1 APRESENTAÇÃO As recomendações a seguir resumem os princípios para a elaboração

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE AGUDOS - FAAG BIBLIOTECA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS PARA O PERIÓDICO. REVISTA DiCA!

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE AGUDOS - FAAG BIBLIOTECA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS PARA O PERIÓDICO. REVISTA DiCA! CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE AGUDOS - FAAG BIBLIOTECA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS PARA O PERIÓDICO REVISTA DiCA! Biblioteca - FAAG Tel. (14) 3262-9400 Ramal: 417 Email: biblioteca@faag.com.br http://www.faag.com.br/faculdade/biblioteca.php

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - UFSJ

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - UFSJ UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO-OESTE DONA LINDU CCO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA

Leia mais

MODELO DE PROJETO DE PESQUISA DA ADJETIVO CETEP

MODELO DE PROJETO DE PESQUISA DA ADJETIVO CETEP MODELO DE PROJETO DE PESQUISA DA ADJETIVO CETEP REPRESENTAÇÕES GRÁFICAS DOS TRABALHOS Formato: A4 Cor preta Espaçamento entre linhas: 1,5cm Fonte texto: Times New Roman, 12 ou Arial, 11 Margem superior

Leia mais

Manual para Elaboração Trabalhos Acadêmicos Conforme a NBR 14724:2005

Manual para Elaboração Trabalhos Acadêmicos Conforme a NBR 14724:2005 Manual para Elaboração Trabalhos Acadêmicos Conforme a NBR 14724:2005 Produzido pelos bibliotecários da Rede de Bibliotecas do Senac/RS com a finalidade de orientar os usuários na elaboração de seus trabalhos

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1. APRESENTAÇÃO É essencial o uso de normas técnicas para uma boa apresentação e compreensão da leitura de um trabalho acadêmico-científico.

Leia mais

Apresentação de Trabalhos Acadêmicos ABNT

Apresentação de Trabalhos Acadêmicos ABNT Apresentação de Trabalhos Acadêmicos ABNT Editoração do Trabalho Acadêmico 1 Formato 1.1. Os trabalhos devem ser digitados em papel A-4 (210 X297 mm) apenas no anverso (frente) da folha. 2 Tipo e tamanho

Leia mais

GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) Mestrado Profissional em Metrologia e Qualidade Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial 2010 APRESENTAÇÃO

Leia mais

NORMAS DE REDAÇÃO PARA QUALIFICAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES

NORMAS DE REDAÇÃO PARA QUALIFICAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES 1 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/ DE 30 DE MAIO DE 2011/ PRODEMA-UFS DE Estas normas de redação foram definidas como diretrizes básicas pelo Colegiado do Núcleo de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Leia mais

Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica:

Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica: Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica: Conforme NBR 6022:2003 Seção de atendimento ao usuário - SISBI Outubro 2013 Normas técnicas Norma técnica é um documento estabelecido

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003)

PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003) PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003) Maio de 2012. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Biblioteca Universitária. Programa de capacitação. 2 NORMAS

Leia mais

TRABALHO ACADÊMICO: Guia fácil para diagramação: formato A5. Formatação do Texto

TRABALHO ACADÊMICO: Guia fácil para diagramação: formato A5. Formatação do Texto TRABALHO ACADÊMICO: Guia fácil para diagramação: formato A5 Antes de iniciar a digitação de seu trabalho acadêmico configure seu documento com as especificações a seguir, facilitando a visualização e sua

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA FORMATAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

INSTRUÇÕES PARA FORMATAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE 1 INSTRUÇÕES PARA FORMATAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE INSTRUÇÕES GERAIS: papel branco A4, fonte Arial tamanho 12, com espaçamento de 1,5 cm entre as linhas,

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL

NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL AQUIDAUANA MS 2009 1. PAPEL E PROCESSO DE MULTIPLICAÇÃO O papel

Leia mais

Universidade Federal de Pernambuco Centro de Ciências da Saúde Programa de Pós-Graduação em Gerontologia

Universidade Federal de Pernambuco Centro de Ciências da Saúde Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Universidade Federal de Pernambuco Centro de Ciências da Saúde Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Av. Av. Prof. Moraes Rego s/n - Cidade Universitária - CEP: 50739-970 Recife PE Fone: (81)21268538

Leia mais

ABNT NBR 14724 NORMA BRASILEIRA. Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação

ABNT NBR 14724 NORMA BRASILEIRA. Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 14724 Segunda edição 30.12.2005 Válida a partir de 30.01.2006 Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação Information and documentation Presentation of academic

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA. Apresentação gráfica

PROJETO DE PESQUISA. Apresentação gráfica 2012 PROJETO DE PESQUISA Apresentação gráfica Revisto e atualizado segundo alterações ABNT: NBR 15287:2011 Projeto de Pesquisa; NBR 14724:2011 Trabalhos Acadêmicos. Profa. Dra. Wakiria Martinez Heinrich

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS APLICADAS BIBLIOTECA PROF. DR. ALFONSO TRUJILLO FERRARI

INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS APLICADAS BIBLIOTECA PROF. DR. ALFONSO TRUJILLO FERRARI INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS APLICADAS BIBLIOTECA PROF. DR. ALFONSO TRUJILLO FERRARI GUIA PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: diretrizes para normalização Rosemeire Zambini Bibliotecária CRB5018

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: de acordo com as normas da ABNT

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: de acordo com as normas da ABNT ESCOLA E FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI ANTÔNIO ADOLPHO LOBBE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: de acordo com as normas da ABNT SÃO CARLOS 2010 MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS:

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DO TCC ARUJÁ SP

CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DO TCC ARUJÁ SP CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DO TCC ARUJÁ SP 2011 ESTRUTURA 1 ELEMENTOS DE PRÉ-TEXTO 1.1 Capa 1.2 Lombada descendente 1.3 Folha de rosto 1.4 Folha de aprovação 1.5 Dedicatória 1.6 Agradecimentos 1.7 Epígrafe

Leia mais

REGRAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO FORMAL DE TRABALHOS

REGRAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO FORMAL DE TRABALHOS F A C UL DA DE DE P R E S I DE N T E V E N C E S L A U REGRAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO FORMAL DE TRABALHOS APRESENTAÇÃO GRÁFICA - CONFIGURAÇÃO DAS MARGENS Ir ao menu Arquivo, escolher a opção Configurar

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA OU DO TRABALHO CIENTIFICO

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA OU DO TRABALHO CIENTIFICO 39 INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA OU DO TRABALHO CIENTIFICO 1. MONOGRAFIA Monografias são exposições de um problema ou assunto específico, investigado cientificamente, assim, não exige originalidade,

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA UFSJ

GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA UFSJ UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO OESTE DONA LINDU GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA UFSJ DIVINÓPOLIS MG 2009 O Trabalho de

Leia mais

MANUAL DE NORMATIZAÇÃO PARA ARTIGOS CIENTÍFICOS

MANUAL DE NORMATIZAÇÃO PARA ARTIGOS CIENTÍFICOS CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DOS CAMPOS GERAIS - CESCAGE FACULDADES INTEGRADAS DOS CAMPOS GERAIS COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL DE NORMATIZAÇÃO PARA ARTIGOS CIENTÍFICOS PONTA GROSSA 2010 2 SUMÁRIO 1

Leia mais

MANUAL DE ELABORAÇÃO PARA APRESENTAÇÃO DO PROJETO DE QUALIFICAÇÃO E TESE

MANUAL DE ELABORAÇÃO PARA APRESENTAÇÃO DO PROJETO DE QUALIFICAÇÃO E TESE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO E MEIO AMBIENTE MANUAL DE ELABORAÇÃO PARA APRESENTAÇÃO DO PROJETO DE QUALIFICAÇÃO E

Leia mais

MARIA BERNADETE MIRANDA

MARIA BERNADETE MIRANDA MARIA BERNADETE MIRANDA Trabalhos Acadêmicos segundo a ABNT-NBR 14724:2002 NORMALIZAÇÃO DOCUMENTÁRIA! Referências! Citações em documentos! Trabalhos Acadêmicos ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS!

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PRÉ-PROJETOS DE MONOGRAFIA DO CURSO DE DIREITO/FAJ

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PRÉ-PROJETOS DE MONOGRAFIA DO CURSO DE DIREITO/FAJ Faculdade de Jussara FAJ Curso de Direito Coordenação de Trabalho de Conclusão de Curso MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PRÉ-PROJETOS DE MONOGRAFIA DO CURSO DE DIREITO/FAJ Jussara 2013 APRESENTAÇÃO Este manual

Leia mais

Biblioteca Central Dr. Christiano Altenfelder Silva

Biblioteca Central Dr. Christiano Altenfelder Silva FUNDAÇÃO DE ENSINO EURÍPIDES SOARES DA ROCHA MANTENEDORA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO EURÍPIDES DE MARÍLIA UNIVEM Biblioteca Dr. Christiano Altenfelder Silva AV. HYGINO MUZZI FILHO, 529 MARÍLIA SP CEP 17525-901

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FLORIANO/ 2013 É importante enfatizar que as regras constantes neste manual para a apresentação do projeto de TCC e para a apresentação do próprio

Leia mais

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA APRESENTADA NO FINAL DO CURSO

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA APRESENTADA NO FINAL DO CURSO U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E O U R O P R E T O - U F O P ESCOLA DE MINAS EM C O L E G I A D O C U R S O E N G E N H A R I A D E C O N T R O L E E A U T O M A Ç Ã O ( C E C A U ) NORMAS PARA

Leia mais

ABNT NBR 15287 NORMA BRASILEIRA. Informação e documentação Projeto de pesquisa Apresentação

ABNT NBR 15287 NORMA BRASILEIRA. Informação e documentação Projeto de pesquisa Apresentação NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 15287 Segunda edição 17.03.2011 Válida a partir de 17.04.2011 Informação e documentação Projeto de pesquisa Apresentação Information and documentation Research project Presentation

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO 1 Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

PIM II. Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO FINANCEIRA DA EMPPRESA

PIM II. Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO FINANCEIRA DA EMPPRESA PIM II Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO FINANCEIRA DA EMPPRESA 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: O aluno deverá escolher uma empresa de qualquer porte ou segmento e, com base no cenário

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá. Pró-Reitoria de Pós-Graduação Curso de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá. Pró-Reitoria de Pós-Graduação Curso de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pós-Graduação Curso de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA Segundo a NBR 15287:2011

Leia mais

FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM CLAUDIANE SANTANA MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS CIENTÍFICOS

FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM CLAUDIANE SANTANA MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS CIENTÍFICOS FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM CLAUDIANE SANTANA MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS CIENTÍFICOS Baseado nas obras de Júnia Lessa França e Ana Cristina de Vasconcellos; Rosy Mara Oliveira. Atualizado

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC. Título

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC. Título UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC CENTRO DE CIÊNCIAS NATURAIS E HUMANAS Programa de Pós-Graduação em Biotecnociência Título Santo André dd/mm/aaaa Normas para Dissertações Mestrado em Biotecnociência - UFABC.

Leia mais

FACULDADE DOM BOSCO. Credenciada através da Portaria nº 2.387, D.O.U. em 12/08/2004 Cornélio Procópio/Paraná MANUAL DE TRABALHO DE CURSO

FACULDADE DOM BOSCO. Credenciada através da Portaria nº 2.387, D.O.U. em 12/08/2004 Cornélio Procópio/Paraná MANUAL DE TRABALHO DE CURSO FACULDADE DOM BOSCO Credenciada através da Portaria nº 2.387, D.O.U. em 12/08/2004 Cornélio Procópio/Paraná MANUAL DE TRABALHO DE CURSO CORNÉLIO PROCÓPIO 2012 Como elaborar um TC 1 Introdução Objetiva-se

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA Normas para elaboração de Dissertações do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais MODELO

Leia mais