MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS DA UNEB MODALIDADE: MONOGRAFIA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS DA UNEB MODALIDADE: MONOGRAFIA"

Transcrição

1 MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS DA UNEB MODALIDADE: MONOGRAFIA 1 APRESENTAÇÃO A UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB, através do componente curricular Trabalho de Conclusão de Curso, apresenta aos alunos do Curso de Administração, o manual para elaboração de monografia, visando à normalização e padronização dos trabalhos acadêmicos para o ano de As regras aqui apresentadas são obrigatórias para o semestre em curso pelas quais devem ser seguidas indistintamente por todos os graduandos do curso de Administração, a fim de criar uma unidade e padrão entre todos os trabalho, assim como não destoar uns dos outros. Relevante lembrar que a monografia apresenta o trabalho final para a conclusão do curso de graduação, pela qual credencia o graduando ao titulo de Bacharel em Administração. A sua utilização foi fundamentada em um modelo na normalização estabelecida pela Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT e seguida por algumas instituições de ensino superior público e privado da Bahia. É importante ressaltar que cada IES tem a autonomia para montar o seu próprio manual, fixando normas e regulamentos que melhor lhe convier. Assim sendo, procuramos elaborar um manual coerente com a ABNT e utilizado por boa parte das universidades e faculdades da Bahia, principalmente em Vitoria da Conquista, quando tivemos a oportunidade de elaborar e revisar alguns manuais. Desejamos a todo(a)s sucesso na execução do trabalho científico assim como na defesa perante a Banca examinadora. Temos a absoluta certeza de que este será apenas o primeiro entre inúmeras outras publicações que virão, sejam elas através de artigos científicos, dissertações de mestrado ou tese de doutorado.). Eu e todos os meus colegas da Uneb - Curso de Administração - nos empenhamos para que este momento acontecesse. Desejamos Sucesso na profissão e pleno êxito na nova carreira que estão prestes a seguir. Atenciosamente, M. Sc. Carlos Fernando F. Leite Rogério S. Marques Professor de TCC Coordenador do Col. de Administração

2 2 ESTRUTURA DE UM TRABALHO ACADÊMICO Um trabalho acadêmico é composto de elementos pré-textuais, elementos textuais e elementos pós-textuais. A Norma ABNT NBR 14724:2005 especifica que a disposição de elementos apresenta a seguinte estrutura: Estrutura Elementos Pré-textuais Elementos Textuais Elementos Pós-textuais Elemento EM ORDEM SEQUENCIAL Capa (obrigatório) Lombada (opcional) Folha de rosto (obrigatório) Ficha Catalografica (obrigatório verso folha rosto) Errata (opcional) Folha de aprovação (obrigatório) Dedicatória(s) (opcional) Agradecimentos (opcional) Epígrafe (opcional) Resumo na língua vernácula (obrigatório) Resumo na língua estrangeira-ingles/abstract (obrigatório) Lista de ilustrações (Pode ser ou não necessário) Lista de tabelas (Pode ser ou não necessário) Lista de quatros (Pode ser ou não necessário) Lista de abreviaturas e siglas (Pode ser ou não necessário) Sumário (obrigatório) 1.Introdução Desenvolvimento Composto por: 2.Revisão de literatura/fundamentação Teórica; 3.Metodologia e 4.Analise dos Resultados 5.Considerações Finais Referências (obrigatório) Glossário (opcional) Apêndice(s) (Pode ser ou não necessário) Anexo(s) (Pode ser ou não necessário) Índice(s) (opcional) Folha em Branco (obrigatório) Obs.: devido a um problema de formatação em meu computador, algumas palavras estão sem os acentos ortográficos. 2.1 PARTES QUE COMPÕEM UM TRABALHO ACADÊMICO Elementos pré-textuais - Capa: Elemento obrigatório nos trabalhos acadêmicos. Recomenda-se utilizar: a) Nome e brasão da instituição (maiúsculo, negrito e centralizado na fonte 16);

3 b) Nome do curso (maiúsculo, negrito e centralizado na fonte 14); c) Nome do(s) autor(es) (maiúsculo, negrito e centralizado na fonte 14); d) Título do trabalho (maiúsculo, negrito e centralizado na fonte 14); e) Subtítulo maiúsculo, negrito, seguido de dois pontos (se houver, fonte 12) f) Local (Guanambi-Ba, maiúsculo, negrito e centralizado na fonte 12) g) Ano de depósito (maiúsculo, negrito e centralizado na fonte 12) (ultima linha da pagina - modelo vide Apêndices) Folha de rosto: devem figurar as seguintes informações: a) Nome do(s) autor(es)/alunos; b) Título principal e subtítulo (se houver subtítulo); c) Natureza (Monografia apresentada ao Curso de Administração da Universidade do Estado da Bahia Campus XII, como requisito parcial para obtenção do titulo de Bacharel em Administração); d) Nome do orientador seguido da sigla do titulo; e) Nome do professor de TCC seguido da sigla do titulo; e) Local (cidade); f) Ano de depósito O tamanho das fontes das informações da folha de rosto é igual à indicada na capa do trabalho. - Verso da folha de rosto: contém a ficha catalográfica, segundo o Código de Catalogação Anglo-Americano, em vigência (Vide minha Dissertação de Mestrado) - Folha de aprovação do trabalho. - Dedicatória: elemento opcional. - Agradecimento(s): elemento opcional. - Epígrafe (elemento opcional). - Resumo na língua vernácula: elemento obrigatório, composto pela indicação do objetivo do trabalho, metodologia e resultados obtidos. Para monografias, a quantidade de palavras devera conter entre 250 e 500 palavras. Deve ser formatado em um só parágrafo em espaçamento simples e na fonte 12. O resumo apresentará os pontos relevantes do texto, de forma rápida e objetiva do conteúdo do trabalho, metodologia utilizada e resultados alcançados, conforme o que preconiza a ABNT BR Resumo na língua estrangeira: elemento obrigatório e deve ser feito em inglês.quem não possui o domínio da língua, terceirizar este serviço (não deve ser feito pelo Google tradutor).

4 - Palavras-chave na língua do texto: mínimo de três e Maximo de cinco. Devem figurar logo abaixo do resumo, antecedidas da expressão Palavras-chave, separadas entre si por ponto e vírgula, em ordem alfabética e finalizadas por ponto. - As listas de ilustrações, quadros, tabelas e símbolos: são elementos que podem ou não aparecer, desde que superior a três. Devem ser elaboradas de acordo com a ordem apresentada no texto. - A lista de abreviaturas e siglas: consiste na relação alfabética das abreviaturas e siglas usadas no texto. Idem tópico anterior. - Sumário: é constituído dos títulos e subtítulos do trabalho. Não deve ser confundido com índice, que se refere às partes, geralmente figura no final de obras. Tudo em negrito e na fonte 12, sendo as paginas capitulares em maiúsculo, os tópicos em minúsculo e os subtopicos em minúsculo itálico. A partir dos subtopicos, utilizar os marcadores de numeração. Elementos textuais - Corpo do trabalho: é composto de: - Introdução que anuncia de maneira sucinta o tema, esclarece o assunto delimitando a extensão e profundidade que se deseja dar ao trabalho, apresenta a ideia de maneira sintética o que se deseja fazer apontando a problemática de pesquisa, os objetivos, as hipóteses e evidenciando a relevância do assunto em forma de justificativa; - Desenvolvimento, a parte nuclear do trabalho onde se expõe as ideias, argumenta-se a validade delas de modo a confirmar ou refutar os argumentos apresentados. Composto por: Revisão de literatura/fundamentação Teórica; Metodologia e Analise dos Resultados -Considerações Finais - consiste na síntese interpretativa dos argumentos ou elementos contidos no desenvolvimento. Elementos pós-textuais - Referências: elemento obrigatório. Consiste na listagem de todas as fontes consultadas para a realização do trabalho. Deve se apresentada em ordem alfabética dos sobrenomes dos autores e cronologicamente. Elaborado conforme ABNT NBR Todas as citações que aparecerem no texto devem aparecer nas referencias. - Apêndice(s): elemento opcional. Os apêndices são identificados por letras maiúsculas (APENDICE A, APENDICE B, APENDICE C e etc.) consecutivas, travessão e pelos respectivos títulos. O referido elemento é de autoria de quem redigiu o trabalho (entrevistas, questionários, fotografias, ilustrações, etc.). - Anexo(s): elemento opcional. Os anexos são identificados por letras maiúsculas consecutivas, travessão e pelos respectivos títulos (mesmo exemplo de apêndice). O referido elemento não é de autoria do autor do trabalho (estatutos, leis, etc.)

5 . - Índice(s): elemento opcional, elaborado conforme a ABNT NBR FORMATAÇÃO DO TRABALHO Quanto à formatação dos trabalhos de acadêmicos, a ABNT NBR estabelece que: - Texto: apresentados em papel branco, digitados no anverso das folhas, com exceção da folha de rosto cujo verso deve conter a ficha catalográfica. - Tamanho das folhas e numeração - Papel A4 (21 cm x 29,7 cm). Somente o anverso da folha deverá ser utilizado. Todas as folhas devem ser numeradas no canto superior direto, começando a contagem pela folha de rosto, muito embora ela não apresente a numeração. - Margens e espaços - Superior e esquerda 3 cm, direita e inferior 2 cm. Apresenta-se a escrita em espaço 1,5. - Recuo de 1,25. Também poderá ser utilizado o modelo de bloco americano (sem recuo) desde que amplie a distancia entre um parágrafo e outro. As citações de mais de três linhas, notas de rodapé, referências, legendas das ilustrações e das tabelas, ficha catalográfica, natureza do trabalho devem ser digitados em espaço simples; Os títulos e os subtítulos são separados em dois espaços de 1,5. Da mesma forma, os subtítulos devem ser separados do texto que os precede e que os sucede por dois espaços de 1,5. - A fonte - Recomenda-se utilizar a fonte times new Roman ou Arial com o tamanho 12 e a cor preta. - Títulos e subtítulos - Embora trabalhos curtos dispensem o destaque dos títulos e subtítulos, outros mais extensos, como dissertações, monografias ou relatórios de pesquisa, exigem a ordenação do conteúdo que deve ser dividido em títulos e subtítulos, podendo ser digitados em itálico, negrito ou grifo e redondo. A numeração dos tópicos dependerá da extensão do trabalho. Os números de títulos e subtítulos constantes no trabalho deverão ser mencionados no sumário - Indicativo de seção: precede seu título, alinhado à esquerda, separado por um espaço de caractere. - Título sem indicativo numérico: errata, agradecimentos, lista de ilustrações, lista de abreviaturas e siglas, lista de símbolos, resumos, sumários, referências, glossário, apêndice(s), anexo(s) e índice(s) devem ser centralizados, conforme ABNT NBR Elementos sem título e sem indicativo numérico: a folha de aprovação, a dedicatória e a epígrafe.

6 - Paginação (numeração) - Os números devem ser arábicos e localizam-se na margem superior direita, a 2 cm da borda superior, ficando o último algarismo a 2 cm da borda direita da folha. - Numeração progressiva: Podem-se destacar os títulos das seções, utilizando-se os recursos de negrito, itálico ou grifo e redondo, caixa alta ou versal, e outro, conforme ABNT NBR 6024, no sumário e de forma idêntica, no texto. - Siglas: indicar com um hífen. Exemplo: UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA - UNEB - A escrita - Deve-se digitar o trabalho atentando para a correção dos erros e rasuras. Recomenda-se fazer a revisão ortográfica antes da impressão final. Devem-se observar os seguintes critérios para a realização da redação: - Linguagem culta - Vocabulário específico da área do estudo - Correção gramatical absoluta - Formalidade - Lógica na organização textual - Aprofundamento teórico e explicativo - Uniformidade estética - Tradução de estrangeirismos: nota de rodapé ou glossário - Conceituação de termos técnicos: nota de rodapé ou glossário - Itálico em estrangeirismos

7 CAPA DO TRABALHO 3 cm (margem superior) UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB (fonte 16, negrito,maiúsculo e centralizado) CURSO DE ADMINISTRAÇÃO (fonte 14, negrito,maiúsculo e centralizado) (2 espaços duplos) NOMES DOS ALUNOS (fonte 14, negrito,maiúsculo e centralizado) (2 espaços) TÍTULO DO TRABALHO (fonte 14, em negrito, maiúsculo e centralizado) SUBTITULO FONTE 12 3 cm (margem esquerda) 2 cm(margem direita) \ GUANAMBI BA ANO 2 cm (margem inferior)

8 FOLHA DE ROSTO 3 cm (margem superior) NOME DO ALUNO 3 cm (margem esquerda) 2 cm (margem direita) TÍTULO DO TRABALHO (6 cm) Monografia apresentada Universidade do Estado da Bahia - UNEB, Curso de Administração, como pré-requisito parcial para a obtenção do grau de Bacharel em Administração.(fonte 12) (2 cm de distancia) NOME DO ORIENTADOR com o título. (fonte 12) PROFESSOR DE TCC: M.Sc. Carlos Fernando Faria Leite (fonte 12) O TAMANHO DAS FONTES OBEDECE Ao MESMO DA CAPA. GUANAMBI BA cm (margem inferior)

9 - VERSO DA FOLHA DE ROSTO: contém a ficha catalográfica, segundo o Código de Catalogação Anglo-Americano, em vigência ESPAÇO PARA FICHA CATALOGRÁFICA (A ficha catalográfica deverá ser feita sob orientação da bibliotecária da UNEB). Vide minha dissertação de Mestrado

10 FOLHA DE APROVAÇÃO 3 cm NOME DOS ALUNOS ( fonte 14) TÍTULO DO TRABALHO (fonte 14, em negrito) Monografia apresentada ao Curso de Administração da Universidade do Estado da Bahia Uneb, Campus XII como requisito parcial para a obtenção do titulo de Bacharel em Administração. Aprovada em / / (fonte 12) 3 cm 2 cm BANCA EXAMINADORA / COMISSÃO AVALIADORA (fonte 12 e espaço de 1,5 entre linhas) Nome do 1º. Componente: orientador(a) do trabalho Nome da Instituição em que obteve o maior título Nome do 2º. Componente Nome da Instituição em que obteve o maior título Nome do 3º. Componente Nome da Instituição em que obteve o maior título

11 - DEDICATÓRIA, AGRADECIMENTOS E EPÍGRAFE (CADA UMA EM UMA PÁGINA) Pode fazer de um aluno e depois do outro (ordem alfabética) DEDICATÓRIA (elemento opcional. Não deixar o nome dedicatória) (fonte 12 e espaço de 1,5) AGRADECIMENTOS (elemento opcional e pode constar o nome AGRADECIMENTOS) (fonte 12 e espaço d e 1,5) EPÍGRAFE (elemento opcional. Não deixar o nome epígrafe) (fonte 12 e espaço de 1,5) Obs.:Todos os títulos dos ELEMENTOS PRE-TEXTUAIS E POS-TEXTUAIS DEVEM FICAR CENTRALIZADOS, EM MAIUSCULO E EM NEGRITO OS ELEMENTOS TEXTUAIS DEVER SER JUSTIFICADOS A ESQUERDA E EM NEGRITO

12 RESUMO (fonte 12) Texto (fonte 12 e espaço simples ENTRE 250 A 500 PALAVRAS) Palavras-chave: indicar entre três e cinco palavras. Em ordem alfabética, separadas por ponto. Na folha seguinte fazer a tradução do resumo (ABSTRACT) e indicar as key words:

13 1 INTRODUÇÃO (fonte 12, alinhado á esquerda e caixa alta) Texto( fonte 12 e espaço de 1,5 entre linhas) Deve existir o parágrafo ou o bloco americano - Iniciar texto a 1,25 cm de recuo ou ampliar a distancia entre parágrafos. 2 DESENVOLVIMENTO O capítulo número 2 deverá iniciar com o TÍTULO DO CAPÍTULO (exemplo: 2 GESTÃO ESTRATÉGICA DA PRODUÇÃO) ao invés de FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA OU REVISÃO DE LITERATURA. Havendo mais de um capítulo teórico, a prioridade será pela relevância do capítulo ou pela amplitude do assunto (negociar com o professor orientador). Para METODOLOGIA, ANÁLISE DOS RESULTADOS e CONSIDERACOES FINAIS, seguem os mesmos entendimentos.

14 REFERÊNCIAS (fonte 12, em negrito) NBR 6023 As referências são separadas entre si por espaços entre 1,5 cm. Todavia, deve-se utilizar espaçamento simples em cada referência e alinhamento somente á esquerda. A ordem deve ser alfabética e cronológica. Esta norma fixa a ordem dos elementos das referências e estabelece convenções para transcrição e apresentação originadas do documento e/ou outras fontes de informação. Destinam-se também a orientar a preparação e compilação de referência de material utilizado para a produção de documentos e para a inclusão em bibliografias, resumos, resenhas, recensões e outros. As referências podem aparecer no rodapé, no fim do texto ou capítulo, em listas de referências e, listando resumos, resenhas e recensões. Os elementos essenciais da referência são: autor(es), título e subtítulo (se houver), edição, local, editora e ano de publicação. a) Autor(es) - inicia-se pelo sobrenome e em seguida os prenomes, separados do sobrenome por vírgula. No caso de obras com até três autores, seus nomes são separados por ponto e vírgula. b) Título deve ser mencionado em destaque gráfico: negrito, itálico ou sublinhado. Quando a obra apresentar subtítulo, este não deve levar destaque gráfico. c) Edição deve-se indicar em número abreviado seguido também da abreviatura de edição (ed.). A primeira edição de uma obra não deve ser mencionada. d) Local de publicação - indica a cidade onde a obra foi publicada, no caso de a obra ter sido publicada em mais de uma cidade, menciona-se o primeiro ou o mais destacado. Quando não aparecer no documento, mas pode ser identificada, indica-se entre colchetes. Não sendo possível identificar o local, usa-se a expressão sine loco (S. l.). e) Editora o nome da editora deve ser indicado tal como figura no documento, abreviando prenomes e suprimindo palavra que indicam a natureza jurídica ou comercial, desde que sejam dispensáveis para a identificação. Quando houver duas editoras, indicam-se ambas, com seus respectivos locais (cidades). Se as editoras forem três ou mais, indica-se a primeira e a que estiver em destaque. Se não puder se identificada, deve-se indicar a expressão sine nonime abreviada [s. n.]. f) Ano de publicação: deve ser obrigatoriamente mencionada a data de publicação. Se não puder ser determinada, registra-se a data aproximada entre colchetes, conforme o indicado: Obras em meio eletrônico, segue a mesma ordem, no entanto com o acréscimo do endereço eletrônico entre <> brackets, precedidos da expressão Disponível em: e a data de acesso ao documento, precedida da expressão: Acesso em: JORNAL DO CFO. Rio de Janeiro, ano IX, n. 43, mar./abr Disponível em: < cfo.org.br>. Acesso em: 18 jun

15 A respeito da elaboração da monografia em seus vários aspectos: Estimado (a) formando(a), Ciente de nossas limitações, não questionaremos o conteúdo do trabalho, com vistas a não ferir a autonomia e linha de raciocínio do professor orientador. Contudo, levantaremos algumas indagações durante as orientações e correções para reflexão. Também recomendaremos algumas correções das normas técnicas, formato, tríade epistemológica e coerência do trabalho. A quantidade ideal do número de páginas, para uma monografia varia de acordo o perfil do aluno e da linha de pesquisa, bem como da profundidade e capacidade de compactar conteúdos. Contudo, o mínimo gira em torno de 40 (quarenta) páginas e no máximo 70 (setenta), incluindo os elementos pré-textuais e pós-textuais,(considerando a fonte 12, arial, ou times new Roman, espaço 1,5). Entretanto, fiquem à vontade para negociar com o professor orientador de acordo a natureza e discussão do seu trabalho. Lembramos que, o seu trabalho final somente será depositado mediante a autorização do professor orientador, cujo Termo de Autorização ou ficha de permissão para submissão do trabalho para a banca examinadora se encontra em outro anexo. Ratificamos da importância de trabalharem pro ativamente na execução deste estudo, visto que, a pesquisa em si, juntamente com os capítulos da análise dos dados e considerações finais são exaustivos e requerem muita dedicação. Para tanto, torna-se imprescindível que os digníssimos formandos agendem o mais urgente possível os encontros com o professor orientador (registrem no formulário em anexo), com vista a ajustar o trabalho. A data limite para depósito dos trabalhos será definida posteriormente. No momento em que relembramos da fundamental importância na construção da sequencia lógica do trabalho (fio condutor e sequencia lógica dos assuntos ao invés de cocha de retalhos), ratificamos da importância em ter um trabalho ortograficamente corrigido. Quanto aos capítulos teóricos, recomendamos que tenha um ou dois no máximo (negociar com o prof. Orientador, de acordo a pertinência e conteúdo), incluindo aqui alguns tópicos de status notório ao trabalho. A Caracterização e Perfil do Lócus da Pesquisa deverá ser um tópico elaborado à partir do diagnóstico do seminário de pesquisa, transferindo as informações em forma de texto para o capítulo Aspectos Metodológicos da Pesquisa ou simplesmente, Método ou Metodologia.

16 DICAS NA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA: SÍNTESE 1. Fazer uma leitura detalhada do trabalho, corrigir e ampliar a fundamentação teórica; 2. Em nosso próximo encontro, levar a última versão corrigida juntamente com a mais atualizada e FINAL, isso é imprescindível; 3. Certifique-se de que todos os autores citados no corpo do texto estejam nas referências; 4. No início de cada capítulo apresente-o no primeiro parágrafo. O último parágrafo de cada seção ou capítulo é destinado ao fechamento com algo conclusivo e reflexivo sobre a importância deste para a sua pesquisa; 5. Não perca o fio condutor nem a sequencia lógica do texto. Muito cuidado com as colchas de retalho, o famoso copia e cola. Não se aproprie de nenhuma ideia que não seja sua (isso seria um plágio). Dê sempre os créditos aos autores, destacando o ano (citação indireta) e página (citação direta curta ou longa). O que for censo comum ou domínio publico, não precisa de autoria. 6. Definir URGENTEMENTE com o orientador o(s) instrumento(s) de pesquisa e o método a ser utilizado para conhecer o ambiente empírico; Caso já tenha feito, fazer uma revisão final do trabalho em sua integra; 7. Tudo o que aparecer na monografia precisa ser compatível e pertinente com a pesquisa; 8. Sua monografia TEM QUE TER o foco na ADMINISTRAÇÃO. Contudo, poderá conter interfaces com as outra áreas (meio ambiente, contabilidade, informática, direito, sociologia etc.). 9. Cuidado com as pesquisas na Internet e não plagie as monografias da ANPAD. ESTRUTURA DA MONOGRAFIA ELEMENTOS ESSENCIAIS (Obrigatórios, podendo constar ou não e opcionais) conforme descrito no inicio do trabalho. 1 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS CAPA LOMBADA (opcional) FOLHA DE ROSTO ERRATA (Opcional) FOLHA DE APROVAÇÃO DEDICATÓRIA(s) (Opcional) Folha onde o autor presta homenagem ou dedica seu trabalho. AGRADECIMENTO(s) (Opcional) Folha onde o autor faz agradecimentos dirigidos àqueles que contribuíram de maneira relevante à elaboração do trabalho. EPÍGRAFE (Opcional) Folha onde o autor apresenta uma citação, seguida de indicação de autoria, relacionada com a matéria tratada no corpo do trabalho. RESUMO Sequencia de frases concisas e objetivas e não de uma simples enumeração dos tópicos, não ultrapassando 450 palavras, seguido, logo abaixo, das palavras representativas do conteúdo do trabalho, isto é, palavras-chave. ABSTRACT (Tradução do resumo, em inglês) LISTA DE ILUSTRAÇÕES (Opcional) LISTA DE TABELAS (Opcional) LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS (Opcional)

17 LISTA DE SÍMBOLOS (Opcional) SUMÁRIO 2 ELEMENTOS TEXTUAIS INTRODUÇÃO (Os tópicos são: 1.1 Problemática; 1.2 Objetivos; 1.3 Hipóteses (se houver) e 1.4 Justificativa). Problematização Apresentação do tema Justificativa Objetivo Geral Objetivos Específicos Hipóteses se houver Justificativa contendo: Relevância do tema; viabilidade;motivação de estudo e originalidade; Apresentação da estrutura dos capítulos da monografia. A introdução apresenta-se em texto corrido (acrescentando os tópicos acima), ou seja, sem subdivisão. Normalmente, corresponde a, aproximadamente, 7 a 10% da monografia. DESENVOLVIMENTO Parte principal do texto, que contém a exposição ordenada e pormenorizada do assunto. Divide-se em tópicos e subtopicos, que variam em função da abordagem do tema e do método. Não há regras, porém deve conter: Aspectos históricos; Conceitos Aspectos técnicos; Aspectos teóricos; Metodologia de pesquisa; Análise crítica dos resultados da pesquisa. CONSIDERACOES FINAIS Parte final do texto, na qual se apresentam conclusões correspondentes aos objetivos ou hipóteses. No final, da conclusão é importante oferecer uma sugestão de sequencia do estudo realizado. Normalmente, é a menor parte do trabalho: 5% da monografia. Inicia-se com os objetivos do trabalho, logo em seguida apresente os maiores e melhores achados (compatíveis com os objetivos geral e específicos (caso haja hipóteses, fazer o confronto em nível de confirma, refuta ou confirma parcialmente). Por fim, apresente as limitações da pesquisa e sugestões de pesquisas futuras.

18 Referências Glossário (opcional) Apêndice(s) (opcional) Anexo(s) (opcional) Índice (opcional) 3 ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS Resumo da Formatação da Monografia ITEM CARACTERÍSTICAS\FORMATAÇÃO TÍTULO O título deve ser centralizado e em negrito, em caixa ALTA OU MAIÚSCULO, fonte 14. O título e subtítulo (se houver FONTE 12 também em maiúsculo) devem figurar na página de abertura da monografia, logo, é a primeira frase que aparece na monografia, diferenciados tipograficamente ou separados por dois-pontos (:) e na língua do texto. FORMATAÇÃO 1. Tipo de fonte ARIAL OU TIMES NEW ROMAN. 2. Papel formato A4: 210mm X 297mm. 3. Margens: 3.1 Superior - 3cm; 3.2 Inferior - 2cm; 3.3 Esquerda - 3cm; 3.4 Direita - 2cm. 4. Espacejamento: entre linhas e entre parágrafos é 1,5; 5. Parágrafos: justificados - iniciar o parágrafo com tabulação de 1,25 cm ou no modelo de bloco americano, sem recuo e com espaçamento entre parágrafos; 6. Numeração de páginas: no canto superior direito iniciando na 2ª pg. (f10); 7. Quantidade de páginas: No mínimo, 40 páginas e no máximo 70: negociar com o prof. Orientador). 8. Tamanho das fontes: 8.1 No título da monografia (em letras maiúsculas) = 14; 8.2 No nome do(s) autor(es) = 14; 8.3 Na titulação (nota de rodapé) 10; 8.4 No resumo = 12; 8.5 Nas palavras-chave = 12; 8.6 Na redação do texto (introdução, desenvolvimento e conclusão) = 12; 8.7 Nas citações longas = Nas referências = No conteúdo das tabelas e quadros (se muito extenso 10, caso contrario, poderá ser a fonte 12) Nos títulos de quadros, tabelas e figuras = Fonte 12. FONTE Arial ou Times New Roman - ABNT NBR 6022:1994 Antiga NB 61. RESUMO A palavra Resumo, em letra maiúscula, na fonte 12, deve ser CENTALIZADO e em negrito. O resumo deve ser apresentado a partir da linha seguinte, em um único parágrafo, sem recuo, todo justificado, contendo, no entre 250 a 500 palavras, em Arial ou times 12. (NBR-6028). No resumo devem apresentar o objetivo da monografia, objeto da pesquisa, a metodologia utilizada e os resultados da pesquisa. É a cara do trabalho empírico e apesar de aparecer primeiro, é a última coisa a ser feita. Vide explicação no inicio deste manual.

19 PALAVRAS-CHAVE INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO OUTRAS INFORMAÇÕES RELEVANTES DESENVOLVIMENTO SUBTÓPICOS CITAÇÕES E NOTAS BIBLIOGRÁFICAS Imediatamente após o Resumo, apresentar entre três e cinco palavras-chave. Estas deverão estar em ordem alfabética e separadas entre si por ponto e finalizada também por ponto. Parte inicial da monografia, onde devem constar a definição do assunto trabalho, sendo que o primeiro parágrafo deve falar sobre algo contemporâneo e sobre a evolução, mudanças e transformações no âmbito do campo do conhecimento, os objetivos da pesquisa e outros elementos necessários a situar o tema da monografia. Sugiro que na introdução, o pesquisador apresente o objeto do estudo (5 w), tema, a problemática, os objetivos, as hipóteses, a justificativa da pesquisa, a metodologia e a estrutura do monografia (sendo a formatação, o último parágrafo). Em forma de tópicos deverá constar a problemática, os objetivos, hipóteses e justificativa, conforme dito antes. Devem ser evitadas retrospectivas históricas demasiadamente longas e apresentação dos resultados, bem como a revisão bibliográfica contida não necessita ser exaustiva, devendo apenas conter o necessário para o embasamento dos pressupostos do trabalho. Deve conter a justificativa (no conteúdo do texto ou em forma de seção). No último parágrafo devem ser apresentados a formatação do estudo: Páginas capitulares ou capítulos e seções/tópicos. Situa o projeto no contexto do tema escolhido, devendo permitir um nivelamento dos conhecimentos, possibilitando a compreensão do que vai ser apresentado ao longo do projeto. Pode conter um BREVE HISTÓRICO sobre o tema a ser abordado. A parte introdutória abre o trabalho propriamente dito, anunciando o assunto e propõe/supõe a compreensão do mesmo (CERVO, 2002, p.135). O que será feito. O que o leitor encontrará pela frente. Deve dar uma ideia clara e concisa do assunto, expor as razões (sempre na 3ª pessoa do singular ou 1ª do plural) que levaram o pesquisador a fazer o trabalho em questão. Mencionar o estado da questão ou seja, outros estudos, pesquisas e conclusões relacionadas com o assunto tratado. Parte principal da monografia, que contém a exposição ordenada e pormenorizada do assunto tratado. Divide-se em seções e subseções, conforme a NBR 6024, que variam em função da abordagem do tema e do método. Contem fundamentação teórica, método e considerações finais. Subdivisões internas do texto, quando absolutamente necessárias, deverão ser alinhadas à esquerda em minúsculo, em negrito e com a mesma fonte utilizada no corpo do trabalho. Utilizar espaçamento duplo entre os grandes itens da monografia, ou seja, entre capítulos. Alinhamento justificado. Sempre que possível deve-se evitar o uso de notas explicativas. Caso necessário, o apêndice e o anexo devem figurar logo depois das Referências Bibliográficas. As transcrições no texto devem aparecer sem itálico, com aspas. As citações que excederem três linhas devem ser destacadas em fonte 10, com recuo de 4 cm. As Notas Bibliográficas deverão ser especificadas pelo sistema autor data, no corpo do texto, de acordo com a NBR Ex: (BARBOSA, 1990). Segundo Morais (2006), quando for necessário especificar no texto a(s) página(s) ou seções da fonte consultada, esta(s) deverá(ão) seguir a data, separa(s) por

20 TABELAS, QUADROS E FIGURAS CONSIDERACOES FINAIS REFERÊNCIAS REFERÊNCIAS Continuação ELEMENTOS PÓS- TEXTUAIS vírgula e precedida(s) pelo designativo que a(s) caracteriza(m). Ex.: (MUNFORD, 2003, p. 513) e Segundo Oliveira e Leonardo (2007, p. 513). As tabelas, quadros e gráficos e figuras, em preto e branco ou colorido devem ser enumeradas sequencialmente. Os títulos devem ser digitados em minúsculo e espaço simples. As tabelas, quadros e gráficos devem ser feitos por meio de recursos do Word ou Excel, ou ainda, software superior, sendo cada valor digitado em células distintas e centralizado. A primeira palavra das colunas deve aparecer em maiúscula. As abreviações devem ser descritas adequadamente no título ou em notas de rodapé da mesma. As notas devem ser referenciadas por números sobrescritos (1, 2, 3... etc.). Colocar unidades de medidas nos cabeçalhos das colunas. Parte final da monografia, na qual se apresentam as conclusões correspondentes aos objetivos e hipóteses. Aqui também aparecem os principais achados, assim como as limitações da pesquisa e sugestões de pesquisas futuras. Nas Referências, elaboradas de acordo com a NBR 6023, devem figurar somente os textos citados nas Notas Bibliográficas. Elas devem aparecer no final do texto ordenadas alfabeticamente pelo(s) sobrenome(s) do(s) autor(es), sem recuos ou deslocamentos. Indica-se o autor com entrada pelo último sobrenome seguido do(s) prenome(s) abreviado(s), exceto para nomes de origem espanhola, em que entram os dois últimos sobrenomes. Para obras com até três autores mencionam-se os três separados por ponto e vírgula. Obras de responsabilidade de uma entidade coletiva: a entidade é tida como autora. São elementos essenciais da referência bibliográfica: autor(es), título, subtítulo (se houver), edição, local, editora e data de publicação. Para monografias de periódicos, dissertações, teses, partes de livros, e material obtido em Internet, consultar a NBR Obs.: Na citação de material bibliográfico obtido via Internet, é função do autor decidir quais fontes têm realmente credibilidade e confiabilidade. Em qualquer citação o(s) autor(es) deverá(ão) manter uma cópia impressa do material referenciado. A exatidão dos dados das referências trazidas no corpo da monografia, nas Notas Explicativas e nas Referências Bibliográficas é de responsabilidade do autor. Glossário Elemento opcional, elaborado em ordem alfabética. Apêndice(s) Elemento opcional. São identificados por letras maiúsculas consecutivas, travessão e pelos respectivos títulos. Os apêndices são produzidos pelo pesquisador. Anexo(s) Elemento opcional. São identificados por letras maiúsculas consecutivas, travessão e pelos respectivos títulos. Os anexos são obtidos de terceiros. O PRESENTE MANUAL FOI ELABORADO PELO PROFESSOR M.Sc. Carlos Fernando Faria Leite (Professor de TCC) visto ainda não existir nenhum manual no curso de Administração. Este documento poderá conter falhas, visto que desde a sua primeira edição, ainda não foi revisado pela comissão designada pelo Colegiado de Administração.

- TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto de 2008)

- TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto de 2008) Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre Curso de Sistemas de Informação Trabalho de Conclusão de Curso Prof. Dr. Luís Fernando Garcia - TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA ANEXO da Norma 004/2008 CCQ Rev 1, 28/09/2009 UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE QUÍMICA CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA Salvador 2009 2 1 Objetivo Estabelecer parâmetros para a apresentação gráfica

Leia mais

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA A elaboração da monografia deve ter como referência a ABNT NBR 14724/ 2006, a qual destaca que um trabalho acadêmico compreende elementos pré-textuais,

Leia mais

Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011. São Carlos

Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011. São Carlos Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011 São Carlos Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico As orientações abaixo estão de acordo com NBR 14724/2011 da Associação

Leia mais

NBR 14724/2011 ABNT NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 19/10/2011. Objetivo

NBR 14724/2011 ABNT NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 19/10/2011. Objetivo Objetivo ABNT Normas para elaboração de trabalhos científicos Esta Norma especifica os princípios gerais para a elaboração de trabalhos acadêmicos, visando sua apresentação à instituição Estrutura Parte

Leia mais

MONOGRAFIA ESTRUTURA DE MONOGRAFIAS

MONOGRAFIA ESTRUTURA DE MONOGRAFIAS MONOGRAFIA Trata-se de uma construção intelectual do aluno-autor que revela sua leitura, reflexão e interpretação sobre o tema da realidade. Tem como base a escolha de uma unidade ou elemento social, sob

Leia mais

REGRAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO FORMAL DE TRABALHOS

REGRAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO FORMAL DE TRABALHOS F A C UL DA DE DE P R E S I DE N T E V E N C E S L A U REGRAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO FORMAL DE TRABALHOS APRESENTAÇÃO GRÁFICA - CONFIGURAÇÃO DAS MARGENS Ir ao menu Arquivo, escolher a opção Configurar

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE DISSERTAÇÃO (FORMATO

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE INGRESSO E VITALICIAMENTO DOS NOVOS MEMBROS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO CEARÁ

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE INGRESSO E VITALICIAMENTO DOS NOVOS MEMBROS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO CEARÁ GESTÃO2010/2012 ESCOLASUPERIORDOMINISTÉRIOPÚBLICO(Art.1ºdaLei11.592/89) Credenciada pelo Parecer 559/2008, de 10/12/08, do CEC (Art. 10, IV da Lei Federal n.º 9.394, de 26/12/1996 - LDB) NORMAS PARA ELABORAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III

UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III Projeto Integrado Multidisciplinar Cursos Superiores Tecnológicos G. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Trabalho

Leia mais

INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS PONTA GROSSA 2011 LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

Leia mais

Trabalhos Científicos Usuais: Caracterização e Estrutura

Trabalhos Científicos Usuais: Caracterização e Estrutura Trabalhos Científicos Usuais: Caracterização e Estrutura Iniciação à Pesquisa em Informática Profª MSc. Thelma E. C. Lopes e-mail: thelma@din.uem.br 2 Texto Científico: o que é? A elaboração do texto científico

Leia mais

Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos

Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos Padrão FEAD de normalização Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos Objetivo Visando padronizar os trabalhos científicos elaborados por alunos de nossa instituição Elaboramos este manual

Leia mais

CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA

CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA 1 Prezado(a) aluno(a), Este roteiro foi preparado para auxiliá-lo na elaboração de sua monografia (TCC). Ele o apoiará na estruturação das etapas do seu trabalho de maneira

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 002/2009/PEQ-UFS ANEXO I NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 002/2009/PEQ-UFS ANEXO I NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA N 002/2009/PEQ-UFS ANEXO I NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO 1. INTRODUÇÃO A Dissertação é a apresentação escrita do trabalho de pesquisa desenvolvido no âmbito do Programa de

Leia mais

NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL) Apresentação Gráfica

NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL) Apresentação Gráfica UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Faculdade de Educação UAB/UnB Curso de Especialização em Educação na Diversidade e Cidadania, com Ênfase em EJA Parceria MEC/SECAD NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL)

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA Normas para elaboração de Dissertações do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais MODELO

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - UFSJ

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - UFSJ UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO-OESTE DONA LINDU CCO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA

Leia mais

REGRAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO

REGRAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO 1 REGRAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO Os seguintes padrões atendem às exigências da FTC Feira de Santana, em conformidade com a NBR 14724:2002/2005 da Associação Brasileira de Normas Técnicas

Leia mais

5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5.

5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5. 5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5.2 Capa... 48 5.3 Folha de rosto... 51 5.4 Errata... 53

Leia mais

DISCIPLINA: PRÁTICA PROFISSIONAL E ESTÁGIO SUPERVISIONADO I, II E III CIÊNCIAS CONTÁBEIS ACADÊMICOS

DISCIPLINA: PRÁTICA PROFISSIONAL E ESTÁGIO SUPERVISIONADO I, II E III CIÊNCIAS CONTÁBEIS ACADÊMICOS DISCIPLINA: PRÁTICA PROFISSIONAL E ESTÁGIO SUPERVISIONADO I, II E III CIÊNCIAS CONTÁBEIS APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS PROF. DR. MARCOS FRANCISCO R. SOUSA PROF. Me. CELSO LUCAS COTRIM APRESENTAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC. Título

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC. Título UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC CENTRO DE CIÊNCIAS NATURAIS E HUMANAS Programa de Pós-Graduação em Biotecnociência Título Santo André dd/mm/aaaa Normas para Dissertações Mestrado em Biotecnociência - UFABC.

Leia mais

PIM I. Projeto Integrado Multidisciplinar

PIM I. Projeto Integrado Multidisciplinar PIM I Projeto Integrado Multidisciplinar PIM I - PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Descrição e Análise de Práticas de Gestão Organizacional em uma Empresa. OBJETIVOS: Favorecer aos alunos ingressantes

Leia mais

NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT TRABALHOS ACADÊMICOS:

NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT TRABALHOS ACADÊMICOS: MANUAL PARA TCC www.etecmonteaprazivel.com.br Estrada do Bacuri s/n Caixa Postal 145 Monte Aprazível SP CEP 15150-000 Tel.: (17) 3275.1522 Fax: (17) 3275.1841 NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA Regulamento do TCC

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA Regulamento do TCC ANEXO A TERMO DE COMPROMISSO DE ORIENTAÇÃO DO TRABALHO DE Nome do Aluno: Matricula: Título do TCC CONCLUSAO DE CURSO (TCC) Solicito que seja designado como meu Orientador do Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

Checklist da Estrutura de Monografia, Tese ou Dissertação na MDT UFSM 2010

Checklist da Estrutura de Monografia, Tese ou Dissertação na MDT UFSM 2010 1 Checklist da Estrutura de Monografia, Tese ou Dissertação na MDT UFSM 2010 Pré-textuais Textuais Pós-textuais Estrutura Elemento OK Capa (obrigatório) Anexo A (2.1.1) Lombada (obrigatório) Anexo H Folha

Leia mais

PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ. Prof. Marat Guedes Barreiros

PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ. Prof. Marat Guedes Barreiros PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ Prof. Marat Guedes Barreiros GUARUJÁ 2º semestre de 2013 PROJETO MULDISCIPLINAR Curso superior de BACHAREL em

Leia mais

Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos

Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos Maria Bernardete Martins Alves Marili I. Lopes Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos Módulo 3 Apresentação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado MANUAL DE DEFESA Exame de Qualificação: banca examinadora

Leia mais

Os trabalhos acadêmicos devem ser divididos em: elementos pré-textuais, textuais e

Os trabalhos acadêmicos devem ser divididos em: elementos pré-textuais, textuais e NORMAS PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA O projeto gráfico é de responsabilidade do autor

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ - UESC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA - PPGBOT. ANEXO 1 Normas de editoração e estruturação de dissertações

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ - UESC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA - PPGBOT. ANEXO 1 Normas de editoração e estruturação de dissertações UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ - UESC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA - PPGBOT ANEXO 1 Normas de editoração e estruturação de dissertações 1ª edição Ilhéus BA 2012 SUMÁRIO SUMÁRIO... 2 APRESENTAÇÃO...

Leia mais

Curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda NORMAS PARA ELABORAÇÃO / APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

Curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda NORMAS PARA ELABORAÇÃO / APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda NORMAS PARA ELABORAÇÃO / APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS 1 ESTRUTURA A estrutura e a disposição dos elementos de um trabalho acadêmico são as

Leia mais

SISTEMA DE BIBLIOTECAS FMU/FIAM-FAAM/FISP NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA

SISTEMA DE BIBLIOTECAS FMU/FIAM-FAAM/FISP NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA SISTEMA DE BIBLIOTECAS FMU/FIAM-FAAM/FISP NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA São Paulo 2014 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 1 ELEMENTOS EXTERNOS 1.1 CAPA 1.2 LOMBADA 2 ELEMENTOS INTERNOS PRÉ-TEXTUAIS

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO O trabalho deve ser digitado e impresso em papel formato A4. O texto deve ser digitado, no anverso das folhas, em espaço 1,5, letra do tipo

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS ARACAJU 2012 2 PREFÁCIO A apresentação dos trabalhos acadêmicos

Leia mais

DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA TCC2

DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA TCC2 UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA COORDENAÇÃO ADJUNTA DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

GESTÃO HOSPITALAR. PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar

GESTÃO HOSPITALAR. PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO HOSPITALAR PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Elaborar um estudo acerca Estrutura e Funcionamento do Sistema de Saúde Pública e Privada no Brasil.

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS 0 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS MANUAL PARA FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS DA UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS PIRENÓPOLIS 2012 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA UFSJ

GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA UFSJ UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO OESTE DONA LINDU GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA UFSJ DIVINÓPOLIS MG 2009 O Trabalho de

Leia mais

OBRIGATÓRIO= + OPCIONAL= *

OBRIGATÓRIO= + OPCIONAL= * Lombada* UFRGS FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS BIBLIOTECA GLÁDIS W. DO AMARAL ORIENTAÇÃO SOBRE A ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO Elementos póstextuais INDICES * PARTE INTERNA ANEXOS * APENDICES * GLOSSARIO

Leia mais

BIBLIOTECA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS. NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS CIENTÍFICOS: TRABALHOS ACADÊMICOS Aula 1

BIBLIOTECA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS. NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS CIENTÍFICOS: TRABALHOS ACADÊMICOS Aula 1 BIBLIOTECA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS CIENTÍFICOS: TRABALHOS ACADÊMICOS Aula 1 Paula Carina de Araújo paulacarina@ufpr.br 2014 Pesquisa Pesquisa Atividade básica da ciência

Leia mais

2- DETALHES SOBRE A ESTRUTURA DO RELATÓRIO A seguir estão orientações sobre como formatar as diversas partes que compõem o relatório.

2- DETALHES SOBRE A ESTRUTURA DO RELATÓRIO A seguir estão orientações sobre como formatar as diversas partes que compõem o relatório. 1 - ESTRUTURA DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO O relatório do Estágio Supervisionado de todos os cursos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Minas Gerais Campus Formiga - irá mostrar

Leia mais

universia.com.br/materia/img/tutoriais/ /01.jsp 1/1

universia.com.br/materia/img/tutoriais/ /01.jsp 1/1 5/12/2008 Monografias - Apresentação Fazer um trabalho acadêmico exige muito de qualquer pesquisador ou estudante. Além de todo esforço em torno do tema do trabalho, é fundamental ainda, adequá-lo às normas

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA (UESB) DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS (DCE) CURSO DE MATÉMATICA VANÊIDE ROCHA DIAS RIBEIRO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA (UESB) DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS (DCE) CURSO DE MATÉMATICA VANÊIDE ROCHA DIAS RIBEIRO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA (UESB) DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS (DCE) CURSO DE MATÉMATICA VANÊIDE ROCHA DIAS RIBEIRO FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (FTA) VITÓRIA DA CONQUISTA BA 2009

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO 1 ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO 1 APRESENTAÇÃO Tanto o artigo quanto a monografia são trabalhos monográficos, ou seja, trabalhos que apresentam resultados de pesquisa sobre um

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA (ABNT - NBR 15287- válida a partir de 30.01.2006) 1 COMPONENTES DE UM PROJETO DE PESQUISA (itens em negrito são obrigatórios) ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS Capa

Leia mais

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO MATERIAL DIDÁTICO DA ABNT

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO MATERIAL DIDÁTICO DA ABNT METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO MATERIAL DIDÁTICO DA ABNT www.abnt.org.br Objetivos da normalização Comunicação Simplificação Níveis de normalização Menos exigente (Genérica) INTERNACIONAL REGIONAL

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA FORMATAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

INSTRUÇÕES PARA FORMATAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE 1 INSTRUÇÕES PARA FORMATAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE INSTRUÇÕES GERAIS: papel branco A4, fonte Arial tamanho 12, com espaçamento de 1,5 cm entre as linhas,

Leia mais

Manual TCC Administração

Manual TCC Administração 1 Manual TCC Administração 2013 2 Faculdade Marista Diretor Geral Ir. Ailton dos Santos Arruda Diretora Administrativo-Financeiro Sra. Rafaella Nóbrega Coordenador do Curso de Administração e Gestão de

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1. APRESENTAÇÃO É essencial o uso de normas técnicas para uma boa apresentação e compreensão da leitura de um trabalho acadêmico-científico.

Leia mais

ABNT NBR 14724 [terceira edição atualizada em 2011]

ABNT NBR 14724 [terceira edição atualizada em 2011] ABNT NBR 14724 [terceira edição atualizada em 2011] Professora Alcione Mazur 25/07/11 Cancela e substitui a edição anterior. ABNT NBR 14724: 2005 Não houve alterações na estrutura do trabalho, mas em uma

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA MANUAL DE NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA FORMOSA/GO

Leia mais

Normas para Redação da Dissertação/Tese

Normas para Redação da Dissertação/Tese Normas para Redação da Dissertação/Tese Estrutura A estrutura de uma dissertação, tese ou monografia compreende três partes fundamentais, de acordo com a ABNT (NBR 14724): elementos prétextuais, elementos

Leia mais

Normas para Apresentação de Monografias

Normas para Apresentação de Monografias UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E COMPUTAÇÃO COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Normas para Apresentação de Monografias Campina Grande, dezembro 2010

Leia mais

Apresentação de Trabalhos Acadêmicos ABNT

Apresentação de Trabalhos Acadêmicos ABNT Apresentação de Trabalhos Acadêmicos ABNT Editoração do Trabalho Acadêmico 1 Formato 1.1. Os trabalhos devem ser digitados em papel A-4 (210 X297 mm) apenas no anverso (frente) da folha. 2 Tipo e tamanho

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003)

PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003) PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003) Maio de 2012. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Biblioteca Universitária. Programa de capacitação. 2 NORMAS

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO 1 Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA APRESENTADA NO FINAL DO CURSO

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA APRESENTADA NO FINAL DO CURSO U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E O U R O P R E T O - U F O P ESCOLA DE MINAS EM C O L E G I A D O C U R S O E N G E N H A R I A D E C O N T R O L E E A U T O M A Ç Ã O ( C E C A U ) NORMAS PARA

Leia mais

DIRETRIZES PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOENGENHARIA

DIRETRIZES PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOENGENHARIA 1 DIRETRIZES PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOENGENHARIA O projeto gráfico é de responsabilidade do autor do trabalho, ou seja, o que não consta no texto destas

Leia mais

NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (ABNT/NBR-14724, AGOSTO 2002)

NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (ABNT/NBR-14724, AGOSTO 2002) NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (ABNT/NBR-14724, AGOSTO 2002) DIRETOR: Profº. Daniel Jorge dos Santos Branco Borges COORDENADORA PEDAGÓGICA: Profª. Paloma Martinez Veiga Branco COORDENADORA

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: de acordo com as normas da ABNT

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: de acordo com as normas da ABNT ESCOLA E FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI ANTÔNIO ADOLPHO LOBBE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: de acordo com as normas da ABNT SÃO CARLOS 2010 MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS:

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

FACULDADE DOM BOSCO. Credenciada através da Portaria nº 2.387, D.O.U. em 12/08/2004 Cornélio Procópio/Paraná MANUAL DE TRABALHO DE CURSO

FACULDADE DOM BOSCO. Credenciada através da Portaria nº 2.387, D.O.U. em 12/08/2004 Cornélio Procópio/Paraná MANUAL DE TRABALHO DE CURSO FACULDADE DOM BOSCO Credenciada através da Portaria nº 2.387, D.O.U. em 12/08/2004 Cornélio Procópio/Paraná MANUAL DE TRABALHO DE CURSO CORNÉLIO PROCÓPIO 2012 Como elaborar um TC 1 Introdução Objetiva-se

Leia mais

PIM III. Projeto Integrado Multidisciplinar

PIM III. Projeto Integrado Multidisciplinar PIM III Projeto Integrado Multidisciplinar PIM III - PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Descrição e análise de práticas de gestão em empresas hospitalares de médio porte. OBS: O Projeto deverá ser

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIAS BÁSICAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MICROBIOLOGIA AGRÍCOLA E DO AMBIENTE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIAS BÁSICAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MICROBIOLOGIA AGRÍCOLA E DO AMBIENTE UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIAS BÁSICAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MICROBIOLOGIA AGRÍCOLA E DO AMBIENTE Comissão Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (1)

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (1) 1 COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (1) SOBRENOME, Nome Aluno 1 Graduando em Administração de Empresas Decision/FGV SOBRENOME, Nome Aluno 2 Graduando em Administração de Empresas Decision/FGV RESUMO Este

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO ESCOLA DE MINAS COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO ESCOLA DE MINAS COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO ESCOLA DE MINAS COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE GRADUAÇÃO A SER APRESENTADO AO FINAL DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL

Leia mais

4 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO

4 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO 4 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO Este capítulo visa a orientar a elaboração de artigos científicos para os cursos de graduação e de pós-graduação da FSG. Conforme a NBR 6022 (2003, p. 2),

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS 2013

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS 2013 NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS 2013 Jaciara-MT COMPOSIÇÃO DA MONOGRAFIA MONOGRAFIA Recebe nº página CAPA FOLHA DE ROSTO FOLHA DE APROVAÇÃO DEDICATÓRIA (OPCIONAL) AGRADECIMENTO (OPCIONAL) EPIGRAFE

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA APRESENTAÇÃO NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS O trabalho deve ser digitado e impresso em papel

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DO TCC ARUJÁ SP

CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DO TCC ARUJÁ SP CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DO TCC ARUJÁ SP 2011 ESTRUTURA 1 ELEMENTOS DE PRÉ-TEXTO 1.1 Capa 1.2 Lombada descendente 1.3 Folha de rosto 1.4 Folha de aprovação 1.5 Dedicatória 1.6 Agradecimentos 1.7 Epígrafe

Leia mais

REGRAS GERAIS PARA APRESENTAÇÃO/FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS. Prof. Dr. Luiz Carlos dos Santos

REGRAS GERAIS PARA APRESENTAÇÃO/FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS. Prof. Dr. Luiz Carlos dos Santos REGRAS GERAIS PARA APRESENTAÇÃO/FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Todo trabalho acadêmico deve ser elaborado segundo parâmetros determinados pela Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT. Assim,

Leia mais

FACULDADE PAN AMAZÔNICA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA. MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I

FACULDADE PAN AMAZÔNICA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA. MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I FACULDADE PAN AMAZÔNICA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I Este manual atende todos os cursos de gestão 1º semestre, turmas ingressantes em fevereiro

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1,5 espaçamento entre as linhas CURSO xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Nome do Estagiário 2 espaços 1,5 Fonte 14 Fonte 14 RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Fonte 16 COLOCADO NO CENTRO DA FOLHA LOCAL ANO Fonte

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL

NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL AQUIDAUANA MS 2009 1. PAPEL E PROCESSO DE MULTIPLICAÇÃO O papel

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE AGUDOS - FAAG BIBLIOTECA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS PARA O PERIÓDICO. REVISTA DiCA!

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE AGUDOS - FAAG BIBLIOTECA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS PARA O PERIÓDICO. REVISTA DiCA! CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE AGUDOS - FAAG BIBLIOTECA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS PARA O PERIÓDICO REVISTA DiCA! Biblioteca - FAAG Tel. (14) 3262-9400 Ramal: 417 Email: biblioteca@faag.com.br http://www.faag.com.br/faculdade/biblioteca.php

Leia mais

Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação

Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação AGO 2002 NBR 14724 ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação Sede: Rio de Janeiro Av. Treze de Maio, 13 2º andar CEP 20003-900 Caixa Postal

Leia mais

MANUAL DE NORMATIZAÇÃO PARA ARTIGOS CIENTÍFICOS

MANUAL DE NORMATIZAÇÃO PARA ARTIGOS CIENTÍFICOS CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DOS CAMPOS GERAIS - CESCAGE FACULDADES INTEGRADAS DOS CAMPOS GERAIS COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL DE NORMATIZAÇÃO PARA ARTIGOS CIENTÍFICOS PONTA GROSSA 2010 2 SUMÁRIO 1

Leia mais

NORMAS DE REDAÇÃO PARA QUALIFICAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES

NORMAS DE REDAÇÃO PARA QUALIFICAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES 1 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/ DE 30 DE MAIO DE 2011/ PRODEMA-UFS DE Estas normas de redação foram definidas como diretrizes básicas pelo Colegiado do Núcleo de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Propor a aplicação dos conhecimentos adquiridos nas disciplinas do semestre na estratégia

Leia mais

ROTEIRO PARA CRIAÇÃO DE UM ARTIGO CIENTÍFICO

ROTEIRO PARA CRIAÇÃO DE UM ARTIGO CIENTÍFICO ROTEIRO PARA CRIAÇÃO DE UM ARTIGO CIENTÍFICO Finalidade de um Artigo Científico Comunicar os resultados de pesquisas, idéias e debates de uma maneira clara, concisa e fidedigna. Servir de medida da produtividade

Leia mais

Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica:

Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica: Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica: Conforme NBR 6022:2003 Seção de atendimento ao usuário - SISBI Outubro 2013 Normas técnicas Norma técnica é um documento estabelecido

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1,5 espacejamento entre as linhas CURSO xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 2 espaços 1,5 Fonte 14 Nome do Estagiário Fonte 14 RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Fonte 16 COLOCADO NO CENTRO DA FOLHA BAMBUÍ ANO Fonte

Leia mais

PADRÃO PARA FORMATAÇÃO DE TRABALHOS

PADRÃO PARA FORMATAÇÃO DE TRABALHOS 1. ESTRUTURA DA MONOGRAFIA PADRÃO PARA FORMATAÇÃO DE TRABALHOS A estrutura de uma monografia compreende as seguintes partes: a) elementos pré-textuais; b) elementos textuais; c) elementos pós-textuais.

Leia mais

TRABALHO ACADÊMICO: Guia fácil para diagramação: formato A5. Formatação do Texto

TRABALHO ACADÊMICO: Guia fácil para diagramação: formato A5. Formatação do Texto TRABALHO ACADÊMICO: Guia fácil para diagramação: formato A5 Antes de iniciar a digitação de seu trabalho acadêmico configure seu documento com as especificações a seguir, facilitando a visualização e sua

Leia mais

MODELO DE PROJETO DE PESQUISA DA ADJETIVO CETEP

MODELO DE PROJETO DE PESQUISA DA ADJETIVO CETEP MODELO DE PROJETO DE PESQUISA DA ADJETIVO CETEP REPRESENTAÇÕES GRÁFICAS DOS TRABALHOS Formato: A4 Cor preta Espaçamento entre linhas: 1,5cm Fonte texto: Times New Roman, 12 ou Arial, 11 Margem superior

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus de Belo Horizonte Faculdade de Educação ORIENTAÇÕES GERAIS PARA NORMALIZAÇÃO DA MONOGRAFIA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus de Belo Horizonte Faculdade de Educação ORIENTAÇÕES GERAIS PARA NORMALIZAÇÃO DA MONOGRAFIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus de Belo Horizonte Faculdade de Educação ORIENTAÇÕES GERAIS PARA NORMALIZAÇÃO DA MONOGRAFIA 2014 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus de Belo Horizonte

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS DO CET/UnB

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS DO CET/UnB UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Centro de Excelência em Turismo MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS DO CET/UnB Por: Jakeline V. de Pádua APRESENTAÇÃO As páginas que se seguem especificam os princípios gerais

Leia mais

Universidade Federal de São Paulo Instituto Saúde e Sociedade Programa de Pós-Graduação Alimentos, Nutrição e Saúde

Universidade Federal de São Paulo Instituto Saúde e Sociedade Programa de Pós-Graduação Alimentos, Nutrição e Saúde Universidade Federal de São Paulo Instituto Saúde e Sociedade Programa de Pós-Graduação Alimentos, Nutrição e Saúde ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE DOCUMENTO DE QUALIFICAÇÃO E DISSERTAÇÃO PARA O PROGRAMA

Leia mais

Normas técnicas para a monografia de graduação da Faculdade de Letras

Normas técnicas para a monografia de graduação da Faculdade de Letras UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO FACULDADE DE LETRAS DIREÇÃO ADJUNTA DE GRADUAÇÃO SEÇÃO DE ENSINO Normas técnicas para a monografia de graduação da Faculdade de Letras 2 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO...

Leia mais

FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM CLAUDIANE SANTANA MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS CIENTÍFICOS

FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM CLAUDIANE SANTANA MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS CIENTÍFICOS FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM CLAUDIANE SANTANA MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS CIENTÍFICOS Baseado nas obras de Júnia Lessa França e Ana Cristina de Vasconcellos; Rosy Mara Oliveira. Atualizado

Leia mais

GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) Mestrado Profissional em Metrologia e Qualidade Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial 2010 APRESENTAÇÃO

Leia mais

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PIM V. Projeto Integrado Multidisciplinar

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PIM V. Projeto Integrado Multidisciplinar ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PIM V Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Propor a aplicação dos conhecimentos adquiridos nas disciplinas do semestre

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DE PONTA PORÃ NOME DO(S) AUTOR (ES) EM ORDEM ALFABÉTICA TÍTULO DO TRABALHO: SUBTÍTULO DO TRABALHO

FACULDADES INTEGRADAS DE PONTA PORÃ NOME DO(S) AUTOR (ES) EM ORDEM ALFABÉTICA TÍTULO DO TRABALHO: SUBTÍTULO DO TRABALHO FACULDADES INTEGRADAS DE PONTA PORÃ NOME DO(S) AUTOR (ES) EM ORDEM ALFABÉTICA TÍTULO DO TRABALHO: SUBTÍTULO DO TRABALHO Cidade Ano NOME DO(S) AUTOR (ES) EM ORDEM ALFABÉTICA TÍTULO DO TRABALHO: SUBTÍTULO

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS CENTRAL NATAL DIRETORIA DE ENSINO E TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO CIVIL

INSTITUTO FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS CENTRAL NATAL DIRETORIA DE ENSINO E TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO CIVIL INSTITUTO FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS CENTRAL NATAL DIRETORIA DE ENSINO E TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO CIVIL NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE UM RELATÓRIO TÉCNICO Eurípedes de Medeiros Junior 1 Mara Matos

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (1) HOW TO ELABORATE A SCIENTIFIC ARTICLE

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (1) HOW TO ELABORATE A SCIENTIFIC ARTICLE 1 COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (1) HOW TO ELABORATE A SCIENTIFIC ARTICLE SOBRENOME, Nome Aluno 1 Graduando em Educação Artística Unifadra / Dracena SOBRENOME, Nome Aluno 2 Graduando em Educação Artística

Leia mais

Escola de Administração Biblioteca. Normas para elaboração do TCC

Escola de Administração Biblioteca. Normas para elaboração do TCC Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Administração Biblioteca Normas para elaboração do TCC O que é um Trabalho de Conclusão de Curso? O TCC, é um trabalho acadêmico feito sob a coordenação

Leia mais

Manual para Elaboração Trabalhos Acadêmicos Conforme a NBR 14724:2005

Manual para Elaboração Trabalhos Acadêmicos Conforme a NBR 14724:2005 Manual para Elaboração Trabalhos Acadêmicos Conforme a NBR 14724:2005 Produzido pelos bibliotecários da Rede de Bibliotecas do Senac/RS com a finalidade de orientar os usuários na elaboração de seus trabalhos

Leia mais

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE POUSO ALEGRE MANUAL DE RELATÓRIO CIENTÍFICO (MRC) (GRADUAÇÃO)

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE POUSO ALEGRE MANUAL DE RELATÓRIO CIENTÍFICO (MRC) (GRADUAÇÃO) INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE POUSO ALEGRE MANUAL DE RELATÓRIO CIENTÍFICO (MRC) (GRADUAÇÃO) O RELATÓRIO CIENTÍFICO 1. CONCEITO DE RELATÓRIO Exposição escrita na qual se descrevem fatos verificados

Leia mais

Uma instituição qualificando a ação profissional

Uma instituição qualificando a ação profissional Uma instituição qualificando a ação profissional SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...03 2. FORMAÇÃO GERAL...05 2.1 TIPO DE PAPEL...05 2.2 MARGEM...05 2.3 ESPAÇAMENTO...05 2.4 TIPO E TAMANHO DA FONTE...06 2.5 PAGINAÇÃO...06

Leia mais