MANUAL LCS PLUS (LAMBDA CONTROL SISTEM PLUS) MÓDULOS VERSÕES 0016, 0017, 0018 OU SUPERIORES SOFTWARE VERSÃO LCS PLUS 3.2

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL LCS PLUS (LAMBDA CONTROL SISTEM PLUS) MÓDULOS VERSÕES 0016, 0017, 0018 OU SUPERIORES SOFTWARE VERSÃO LCS PLUS 3.2"

Transcrição

1 MANUAL LCS PLUS (LAMBDA CONTROL SISTEM PLUS) MÓDULOS VERSÕES 0016, 0017, 0018 OU SUPERIORES SOFTWARE VERSÃO LCS PLUS 3.2

2 LCS PLUS 1-Diagrama Elétrico do LCS PLUS COMUTADORA Azul-Azul Preto-Preto Branco-Branco Vermelho-Vermelho (Pós-chave) 1

3 Fios e Ligações: Fio azul/amarelo conectar ao sinal de TPS. Fio amarelo ligar ao pino de controle de tempo do emulador de bico. Fio violeta entrada do sinal da sonda lambda. Fio cinza saída do sinal de sonda lambda. Fio vermelho ligar em ponto de pós-chave e utilizar fusível de 7,5 A. Fio marrom conectar ao ponto de sinal de rotação. Não deve ser enrolado no cabo de vela sob risco de danificar o gerenciador. Fio vermelho/preto ligar em ponto de alimentação constante (positivo da bateria) e utilizar fusível de 7,5A. Fio preto conectar ao negativo da bateria. Fio azul ligar no positivo da(s) eletroválvula(s) do redutor. Fio branco conectar ao sensor de pressão do redutor. Fio laranja conectar ao sensor de temperatura de água do motor. (NÃO UTILIZADO). 2

4 2 Interfaces Estão disponíveis 4 modelos de interfaces para interconexão entre o gerenciador e o dispositivo de programação, que podem ser utilizadas de acordo com a necessidade do usuário: Interface serial: cabo para conexão serial RS232 convencional entre o gerenciador e PC. Interface USB: cabo para conexão via porta USB do PC com o gerenciador. O uso deste cabo requer a instalação prévia de um driver no PC. Interface RF: este é um modelo de cabo que permite a conexão sem fio entre o PC e o gerenciador. São necessários dois equipamentos um dos quais ficará ligado ao gerenciador e o outro ao PC via porta USB. Antes do uso desta modalidade de conexão, um driver deverá ser instalado no PC. Esta interface é indicada para conexão com a assistência técnica através da internet no caso de soluções de problemas à distância. Interface Infravermelho: Destina-se a conexão do gerenciador e um PC com porta infravermelho ou a um PALM padrão IrDa. E necessário apen as um cabo ligado ao gerenciador. No caso do uso de um PALM, um programa especial deverá ser instalado e poderá ser obtido gratuitamente com a assistência técnica. 3

5 COMUTADORA COM INDICADOR DE NÍVEL DE GNV C D B D - Led Verde Aceso - funcionamento a GNV. - Intermitência rápida - partida a gasolina com passagem automática para GNV. B - Led Amarelo Aceso - funcionamento a gasolina C - Indicador de nível de GNV - 5 Leds verdes acesos: Cilindro cheio. - 4 Leds verdes acesos: 4/5 do cilindro. - 3 Leds verdes acesos: 3/5 do cilindro. - 2 Leds verdes acesos: 2/5 do cilindro. - 1 Led verde aceso: 1/5 do cilindro. - 1 Led verde piscando: Reserva. PARTIDA DE EMERGÊNCIA A GNV C 1º D B 2º B 3º - Girar a chave de ignição até acender o painel de instrumentos - Pressionar o botão até que somente o led amarelo fique aceso. - Pressionar novamente, mantendo pressionado até que o led amarelo Bse apague e fique somente o led verde D piscando. 4º - Efetuar a partida e o motor partirá diretamente a GNV. 4

6 PROGRAMAÇÃO LCS PLUS Assim que se abre o programa LCS PLUS no computador, antes de conectar a interface e escolher a porta de comunicação correta, se encontrará a seguinte tela: Com a chave de ignição DESLIGADA, conectando-se a interface e escolhendo em COMUNICAÇÃO a porta de comunicação correta (COM 1,COM 2, COM 3,...). Na parte inferior esquerda da tela, o círculo terá que estar verde, indicando que a comunicação está OK, se não estiver OK (FALHA), selecione outra porta de comunicação ou verifique as conexões da interface. A tela de programação se abrirá, porém necessitamos INICIALIZAR OS PARÂMETROS BÁSICOS conforme procedimento descrito a seguir. 5

7 Sempre que for instalado a primeira vez ou for feita uma reinstalação, os parâmetros básicos do gerenciador devem ser inicializados. Para isso, carregue o arquivo PARÂMETROS BÁSICOS no gerenciador através da guia (parte superior esquerda da tela) Arquivo, depois Carregar então, abrirá uma tela como esta abaixo: Clique em Parâmetros básicos 2, depois em Abrir e aparecerá uma tela como esta abaixo: Clique em OK, clique novamente em Arquivo, depois em Enviar Tudo. Aparecerá uma barra de carregamento como esta abaixo que, deverá completar até os 100%. A mensagem, no canto superior esquerdo da tela, DADOS NÃO SINCRONIZADOS, desaparecerá indicando que já foi feito o sincronismo das informações e que já estará pronto para iniciar a AJUSTE DOS PARÂMETROS E TAMBÉM A CALIBRAÇÃO DO SISTEMA. 6

8 AJUSTANDO OS PARÂMETROS IMPORTANTE: Sempre que modificar parâmetros com números, clicar em ENTER para que o novo valor seja enviado para o módulo LCS PLUS. 1 Tipo de Motor / Tipo de Ignição Selecione o número de cilindros e o tipo de ignição de acordo com o local onde foi conectado o FIO MARROM. MUITO IMPORTANTE: Após selecionar o TIPO de MOTOR e o TIPO DE IGNIÇÂO, verificar se a rotação lida no conta giros do programa está compatível com a ROTAÇÃO REAL do motor. Enquanto não estiver compatível, NÃO continuar até resolver o problema. OBS: Se o fio marrom foi ligado no sinal do Tacômetro, tem que ser selecionado o nº de cilindros e sempre Distribuidor, independente do veículo não possuir o distribuidor. 2 Tipo de Sensor TPS Selecione o tipo de TPS de acordo com a variação do valor do TPS em aceleração: 0-5V : Variação de 0 a 5 Volts durante a aceleração. 5-0 V : Variação de 5 a 0 Volts durante a aceleração. MUITO IMPORTANTE: EM VEÍCULOS COM ACELERADOR ELETRÔNICO, O SINAL DE TPS, FIO AZUL/AMRELO, TEM QUE SER CONECTADO NO SENSOR DO PEDAL DE ACELERADOR, NUNCA NO CORPO DE BORBOLETA. 3 - Tipo de Sensor de Sonda Lambda Selecione o tipo de sinal do sensor Sonda Lambda. NORMALMENTE DE 0-1V (de 0 a 1 Volt). 7

9 4 Tipo de transferência de combustível Selecione se a transferência ocorrerá na aceleração ou desaceleração, o valor de referencia em RPM para troca, o tempo de sobreposição dos dois combustíveis (apenas válido se o fio amarelo estiver ligado no emulador de bico) e o tempo de espera. O tempo de espera representa o tempo que será contado a partir da solicitação da troca do combustível original para o gás natural, o indicador de comutação ficará piscando, mas não ocorrerá mudança para o gás. Depois de decorrido o tempo de espera, o combustível poderá ser mudado quando ocorrer aceleração ou desaceleração de acordo com a regra marcada (opção somente usada em testes em Laboratórios de Emissões). 5 Simulação de sonda Selecione o tipo de simulação de sonda. No caso de onda quadrada, é necessário ainda informar os tempos de alto e baixo da onda simulada. OBS: Em função da diferença de frequência de simulação, para se manter a mesma simulação usada no Landi Renzo LCS1, deve-se sempre usar a tabela em Excel de conversão para os tempos de alto e de baixo que serão usados no LCS PLUS. A Tabela está no CD LCS PLUS. Clique com o botão direito do mouse e selecione a opção EXPLORAR. Clique com o botão direito do mouse no Arquivo em Excel (Tabela de conversão) e ENVIAR PARA - ÁREA DE TRABALHO. No lado direito (celulas amarelas), coloque os valores de tempo de alto e de tempo de baixo usados no sistema LCS A1 V05-E e nas celulas verdes, a planilha em excel calculará o valor correspondente para o LCS PLUS, os quais deverão ser colocados no tempo de alto e no tempo de baixo na tela de programação da onda quadrada do LCS PLUS. 8

10 7 - Limite do Motor de Passo Parâmetro relacionado a posição mínima e máxima que o motor de passo vai trabalhar. Só usado quando se tem problema de perda de leitura do sensor sonda lambda. Ex: Alguns veículos FLEX com injeção DELPHI. OBS: Nestes veículos FLEX com injeção DELPHI, só se vai modificar o limite MÁXIMO para 5 a 10 passos acima do DEFAULT RPM. Nunca modificar o limite MÍNIMO, sempre deverá ser 25 passos. 8 Cut-Off Se estiver habilitado, o PASSO MIN (passo mínimo) representa a posição de recuo onde o motor de passo vai parar, quando for detectado um CUT-OFF (borboleta em posição de repouso e motor em desaceleração). A saída do cut-off ocerrerá quando a rotação cair abaixo do valor preestabelecido em RPM SAÍDA ou se ocorrer uma aceleração novamente. OBS: Em veículos dotados de acelerador eletrônico (sem cabo de acelerador ou drive by wire) é sempre recomendável HABILITAR O CUT-OFF deixando o PASSO MIN com valor entre o default 3500 a 4500 e o default de lenta e com RPM SAÍDA com 1300 RPM. (LEMBRANDO SEMPRE QUE, EM VEÍCULOS COM ACELERADOR ELETRÔNICO, O SINAL DE TPS, FIO AZUL/AMRELO,, TEM QUE SER CONECTADO NO SENSOR DO PEDAL DE ACELERADOR, NUNCA NO CORPO DE BORBOLETA). 9 Plena carga Utilize este recurso para indicar que, acima desta rotação, o motor voltará a operar com o combustível original, onde existe a estratégia de limite máximo de rotação. No gás, como estamos sempre com os injetores desligados, não há limite máximo de rotação. 9

11 IDENTIFICANDO A VERSÃO DO MÓDULO LCS PLUS Assim que se conecta a interface ao módulo LCS PLUS e ao computador, abrirá a tela principal (considerando que a comunicação está OK). Clique na barra guia superior em Resumo e aparecerá: Logo abaixo da barra guia superior, você encontrará : # Serial ECU e 10 sequências de 4 dígitos, onde a segunda sequência de 4 dígitos indica a versão do módulo LCS PLUS. IMPORTANTÍSSIMO: O PROCEDIMENTO DE CALIBRAÇÃO A SEGUIR SÓ É VALIDO PARA MÓDULOS LCS PLUS VERSÕES 0016, 0017, 0018 OU SUPERIORES 10

12 CALIBRANDO O SISTEMA ( VÁLIDO SOMENTE PARA MÓDULOS LCS PLUS VERSÕES 0016, 0017, 0018 OU SUPERIORES) Após os passos 1 a 9 terem sido executados, ligue o motor no combustível original e deixe aquecer e enquanto isso verifique principalmente: -Se a rotação lida na tela está compatível com a rotação do motor. -Se o sinal de TPS está compatível com a variação em aceleração. -Se o sinal de sonda lambda, está sempre ciclando de verde(pobre) a vermelho(rico). OBS: Se qualquer um dos três sinais acima não estiver correto, verifique e acerte antes de entrar no procedimento de CALIBRAÇÃO. PRÉ-REGULAGEM DA MARCHA LENTA Com o motor já aquecido, ANTES DE ENTRAR NA CALIBRAÇÃO, passe para o GNV, dê três aceleradas leves e deixe o motor cair lentamente na marcha lenta. Neste momento, verifique se o sinal de sonda lambda está travado em rico, travado em pobre ou se está ciclando verde(pobre) e vermelho(rico). 1-) SE ESTIVER CICLANDO, visualize a barra de posição do atuador (motor de passo) e com pequenos toques na regulagem de marcha lenta do redutor, abrindo ou fechando, faça com que o atuador trabalhe passando para cima e para baixo de 55 passos então: Se o atuador estiver variando acima de 55 passos, dê um leve toque abrindo a visualize se está passando acima e abaixo de 55 passos. Se o atuador estiver variando abaixo de 55 passos, dê um leve toque fechando a visualize se está passando acima e abaixo de 55 passos. 2-) SE ESTIVER TRAVADO EM POBRE, abra um pouco a regulagem de marcha lenta do redutor até que a sonda comece a trabalhar rico/pobre então: Se o atuador estiver variando acima de 55 passos, dê um leve toque abrindo a visualize se está passando acima e abaixo de 55 passos. Se o atuador estiver variando abaixo de 55 passos, dê um leve toque fechando a visualize se está passando acima e abaixo de 55 passos. 3-) SE ESTIVER TRAVADO EM RICO, feche um pouco a regulagem de marcha lenta do redutor até que a sonda comece a trabalhar rico/pobre então: Se o atuador estiver variando acima de 55 passos, dê um leve toque abrindo a visualize se está passando acima e abaixo de 55 passos. Se o atuador estiver variando abaixo de 55 passos, dê um leve toque fechando a visualize se está passando acima e abaixo de 55 passos. 11

13 CALIBRAÇÃO (PROCEDIMENTO VÁLIDO SOMENTE PARA MÓDULOS SERIAL 0016, 0017, 0018 OU SUPERIORES) Com o motor já aquecido e já executada a PRÉ-REGULAGEM DE MARCHA LENTA, clique na guia superior em CALIBRAÇÃO, depois INÍCIO, selecione o tipo de motor mais próximo do motor que está sendo calibrado, clique em Selecionar no canto direito inferior e espere o quadro PARÂMETROS ser todo preenchido de VERMELHO para VERDE. Acelere o motor e mantenha fixo entre 3500 e 4500 RPM aguardando o quadro de CONFIGURAÇÃO RPM ser todo preenchido de VERMELHO para VERDE. OBS 1: Esta etapa só será concluída se o sinal de sonda lambda estiver CICLANDO de vermelho (rico) a verde (pobre). Caso esteja travado em rico ou pobre, verifique o misturador. OBS 2: Existe uma faixa recomendada (70 a 100 PASSOS) de default RPM, que através de inúmeros testes em dinamômetro, se mostrou ideal para um excelente desempenho/consumo. Procure ajustar seu misturador para que sempre esteja dentro ou o mais próximo possível desta faixa. Após a conclusão da calibração RPM, a barra de default, se estiver dentro da faixa 70 a 100 PASSOS, ficará verde. Se o default encontrado estiver acima de 100 PASSOS, a barra de default ficará vermelha e aparecerá uma mensagem abaixo pedindo para que diminua o diâmetro do misturador e repita a calibração. Se o default encontrado estiver abaixo de 70 PASSOS, a barra de default ficará vermelha e aparecerá uma mensagem abaixo pedindo para que aumente o diâmetro do misturador e repita a calibração. OBS 3: As etapas de calibração poderão ser canceladas a qualquer momento clicando em FIM, mas lembre-se que a calibração só será válida se for completada integralmente. Não é possível apenas calibrar a alta rotação ( RPM) ou a marcha lenta individualmente. 12

14 Na etapa seguinte, o sistema calibrará a marcha lenta. Se o procedimento de PRÉ- REGULAGEM DE MARCHA LENTA foi executado conforme as instruções, a calibração de marcha lenta será concluída muito rapidamente. Deixe o motor entrar em regime de marcha lenta, quando solicitado pelo programa, isto é, assim que finalizar a CONFIGURAÇÃO RPM (QUADRO TODO VERDE). Aguarde até que o quadro CONFIGURAÇÃO DE MARCHA LENTA fique completamente verde. IMPORTANTE 1: Durante o procedimento de calibração de marcha lenta, o motor de passo só irá trabalhar dentro do intervalo de 25 a 85 PASSOS. OBS 1: Se a Pré-Regulagem de Marcha Lenta foi bem feita, a calibração se concluirá de forma muito rápida e o DEFAULT DE LENTA encontrado será entre 50 e 65 PASSOS, que é o ideal. OBS 2: Se durante a calibração de lenta, o sinal de sonda TRAVAR EM RICO (vermelho) OU TRAVAR EM POBRE (verde), isto é, o motor de passo estará no limite mínimo de 25 PASSOS(RICO) ou no limite máximo de 85 PASSOS(POBRE) aparecerão dois tipos de mensagem, na parte inferior da tela, como estas: Pedindo para fechar(rico) ou abrir (POBRE) a regulagem de marcha lenta do redutor levemente e aguardar para ver se o sinal de sonda volta a CICLAR. Assim que volte a CICLAR, desde que não encoste nem em 25 PASSOS, nem em 85 PASSOS (pode trabalhar de 26 a 84 passos), o quadro CONFIGURAÇÃO DE MARCHA LENTA começará a ficar verde e o default de marcha lenta começará a ser calculado abaixo da barra de marcha lenta. Se o valor calculado do default de marcha lenta for menor ou maior que o intervalo de 50 a 65 PASSOS, dê pequenos toques na regulagem de marcha lenta do redutor, abrindo ou fechando, faça com que o atuador trabalhe passando para cima e para baixo de 55 passos então: Se o atuador estiver variando acima de 55 passos, dê um leve toque abrindo a visualize se esta passando acima e abaixo de 55 passos. Se o atuador estiver variando abaixo de 55 passos, dê um leve toque fechando a visualize se esta passando acima e abaixo de 55 passos. IMPORTANTÍSSIMO: SEMPRE QUE HOUVER A NECESSIDADE DE MOVER A REGULAGEM DE MARCHA LENTA DO REDUTOR DURANTE A CALIBRAÇÃO LENTA, AGUARDE A FINALIZAÇÃO DA CALIBRAÇÃO DE LENTA CLIQUE EM FIM E FAÇA UMA CALIBRAÇÃO COMPLETA NOVAMENTE. 13

15 EXEMPLO DE UMA CALIBRAÇÃO PERFEITA Veículo utilizado: GM Zafira 2.0 Flex Power 1- Barra de Default verde com valor 98 dentro da faixa de 70 a 100 passos. 2- Barra de Default de marcha lenta verde com valor 51 dentro da faixa de 50 a 65 passos. 3- Tanto com ar condicionado ligado ou desligado o sinal de sonda sempre ciclando. RESUMO RÁPIDO DO PROCEDIMENTO DE CALIBRAÇÃO 1 -Conectar a interface ao computador e ao módulo LCS PLUS. 2 -Verificar se a comunicação está OK, senão TROQUE a porta em COMUNICAÇÃO. 3 -Entrar Resumo e verificar a VERSÃO DO MÓDULO(0016, 0017, 0018 ou superior). 4 -Clicar em Arquivo - Carregar - Parâmetros básicos 2 - Abrir. 5 -Clicar em Arquivo - Enviar Tudo e agauardar a barra chegar aos 100%. 6 -Ajustar os parâmetros de acordo com o motor do veículo instalado. 7 -Passar para o GNV e executar a PRÉ-REGULAGEM DE MARCHA LENTA. 8 -Entrar em Calibração - INICIO -selecionar o tipo de motor mais próximo. 9 -Manter o motor entre 3500 e 4500 RPM e verificar se o default está dentro da faixa. 10-Deixar cair em marcha lenta e verificar se o default está dentro da faixa 50 a 65 passos. 11-Habilitar e calibrar o cut-off principalmente em veículos com aceleradores eletrônicos. 12-Testar o veículo parado e em movimento para sentir o comportamento. 14

Gerenciador de fluxo de gás

Gerenciador de fluxo de gás APRESENTAÇÃO E CARACTERÍSTICAS O T2000 foi desenvolvido para todos os veículos com injeção eletrônica convertidos para o GNV. O produto possui o gerenciador eletrônico de fluxo de GNV, que garante nas

Leia mais

Obs: Siga atentamente as dicas e recomendações de instalação, configuração e programação.

Obs: Siga atentamente as dicas e recomendações de instalação, configuração e programação. APReSenTAÇÃO e CARACTeRÍSTiCAS O Sistema gerenciador de gás T3000 é um módulo eletrônico desenvolvido para todos os veículos com injeção eletrônica convertidos para o GNV. O produto possui o gerenciador

Leia mais

Conversor flex para 4 injetores + sistema de partida a frio

Conversor flex para 4 injetores + sistema de partida a frio Tflex4 APRESENTAÇÃO E CARACTERÍSTICAS Os Conversores Flex TFLEX4full, TFLEX4full + e TFLEX4full ++ são módulos eletrônicos desenvolvidos para serem aplicados em veículos com injeção eletrônica de combustível

Leia mais

BOSCH MOTRONIC M2.8-16V

BOSCH MOTRONIC M2.8-16V CAPITULO 56 BOSCH MOTRONIC M2.8-16V APLICATIVOS GM VECTRA GSI CALIBRA 2.0 16V COMO FUNCIONA O SISTEMA MOTRONIC 2.8 DO VECTRA GSI 2.0 E CALIBRA 2.0 16V Como funciona injeção eletrónica de combustível MOTRONIC

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SCANNER DE INJEÇÃO ELETRÔNICA LINHA HONDA E YAMAHA

MANUAL DO USUÁRIO SCANNER DE INJEÇÃO ELETRÔNICA LINHA HONDA E YAMAHA MANUAL DO USUÁRIO SCANNER DE INJEÇÃO ELETRÔNICA LINHA HONDA E YAMAHA MANUAL DE INSTRUÇÕES SCANNER DE INJEÇÃO ELETRÔNICA LINHA HONDA E YAMAHA O EQUIPAMENTO Com a entrada da Injeção Eletrônica de Combustível

Leia mais

Instalação: MANUAL DE INSTALAÇÃO MOBMIX. Pino 1 = Negativo da bateria;

Instalação: MANUAL DE INSTALAÇÃO MOBMIX. Pino 1 = Negativo da bateria; MANUAL DE INSTALAÇÃO MOBMIX. 1. Instalação: Pino 1 = Negativo da bateria; Pino 1 Negativo da bateria; Pino 2 Entrada do sinal da sonda; Pino 3 Seleção do mapa de injeção (modelo 1) ou alimentação auxilar

Leia mais

Guia de Dicas e Informações

Guia de Dicas e Informações Guia de Dicas e Informações DICAS PARA A CONFEÇÃO DE CHICOTES Aterramento Os fios negativos dos chicotes são chamados de Terras. Os equipamentos FuelTech tem dois tipos de terras, um deles é o fio preto,

Leia mais

MOBMIX MANUAL DE INSTALAÇA O

MOBMIX MANUAL DE INSTALAÇA O MOBMIX MANUAL DE INSTALAÇA O DIAGRAMA DE INSTALAÇÃO Ferramentas e materiais necessários: Obrigatórias: -Chave de boca ou estriada (estrela) N.10; -Alicate de corte ou estilete -Agulha comum de costura;

Leia mais

MOBPROG. Manual rápido de utilização

MOBPROG. Manual rápido de utilização MOBPROG Manual rápido de utilização Tempo de injeção e tempo morto.(r) Linha superior: medição do tempo de injeção lido da centralina do carro. Linha inferior: indicação do tempo morto do bico injetor

Leia mais

IRISPen Air 7. Guia Rápido. (Windows & Mac OS X)

IRISPen Air 7. Guia Rápido. (Windows & Mac OS X) IRISPen Air 7 Guia Rápido (Windows & Mac OS X) Este Guia Rápido do Usuário ajuda você a começar a usar o IRISPen Air TM 7. Leia este guia antes de utilizar o scanner e o respectivo software.todas as informações

Leia mais

BOSCH MOTRONIC 1.5.1 E 1.5.2

BOSCH MOTRONIC 1.5.1 E 1.5.2 CAPÍTULO 52 BOSCH MOTRONIC 1.5.1 E 1.5.2 APLICATIVO DA GM OMEGA 2.0 SUPREMA 2.0 OMEGA 3.0 SUPREMA 3.0 VECTRA 2.0 COMO FUNCIONA O SISTEMA MOTRONIC 1.5 Omega 2.0 e 3.0 Vectra 2.0 Como funciona injeção eletrónica

Leia mais

APLICATIVOS GM BOSCH MOTRONIC M1.5.4 P

APLICATIVOS GM BOSCH MOTRONIC M1.5.4 P CAPITULO 64 APLICATIVOS GM BOSCH MOTRONIC M1.5.4 P VECTRA 2.0-8V - 97 VECTRA 2.0-16V - 97 KADETT 2.0-97 S10 2.2 VECTRA 2.2 COMO FUNCIONA O SISTEMA. Este sistema de injeção eletrônica é um sistema digital

Leia mais

Microcontrolador Modelix 3.6

Microcontrolador Modelix 3.6 Curso de Robótica 1 Curso de Robótica Introdução à robótica O desenvolvimento da robótica surgiu da necessidade de se aperfeiçoar processos de fabricação, no sentido de melhorar a qualidade dos produtos.

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO VARIADOR ELETRÔNICO DE PONTO DE IGNIÇÃO STAP 56 B L A N D IR E N Z O. lpg and ngv systems

MANUAL DE INSTALAÇÃO VARIADOR ELETRÔNICO DE PONTO DE IGNIÇÃO STAP 56 B L A N D IR E N Z O. lpg and ngv systems MANUAL DE INSTALAÇÃO VARIADOR ELETRÔNICO DE PONTO DE IGNIÇÃO STAP 56 B L A N D IR E N Z O lpg and ngv systems R Land Renzo Brazil Rua Holdercim quadra 5 Lote 11 CIVIT II Serra ES CEP 29166-060 1 - DESCRIÇÃO

Leia mais

Leia todo o manual antes de iniciar a instalação

Leia todo o manual antes de iniciar a instalação Leia todo o manual antes de iniciar a instalação Precauções 1. Certifique-se que o veículo esteja em perfeitas condições de funcionamento, Injeção, Ignição e motor. 2. Encontre um local protegido da umidade,

Leia mais

INTRODUÇÃO. Parabéns pela sua escolha.

INTRODUÇÃO. Parabéns pela sua escolha. WWW.POWERCAR.COM.BR INTRODUÇÃO Parabéns pela sua escolha. O Módulo Power Flex é um sofisticado conversor de combustível micro processado para veículos. Ele foi desenvolvido especialmente para oferecer

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO INTRODUÇÃO. DIGIPULSE ELETRÔNICA LTDA. (11) 4534-2665 Rua João Albino Gonçalves, 183 Jd. De Lucca Itatiba SP - CEP 13255-191

MANUAL DO USUÁRIO INTRODUÇÃO. DIGIPULSE ELETRÔNICA LTDA. (11) 4534-2665 Rua João Albino Gonçalves, 183 Jd. De Lucca Itatiba SP - CEP 13255-191 MANUAL DO USUÁRIO DIGIPULSE ELETRÔNICA LTDA. (11) 454-2665 Rua João Albino Gonçalves, 18 Jd. De Lucca Itatiba SP - CEP 1255-191 INTRODUÇÃO O DIGIPULSE é um gerenciador de bico suplementar. A estratégia

Leia mais

Conversor flex para 1 injetor

Conversor flex para 1 injetor APRESENTAÇÃO E CARACTERÍSTICAS O Conversor Flex TFLEX1 é um módulo eletrônico desenvolvido para ser aplicado em veículos com injeção eletrônica de combustível e originalmente movidos à gasolina. Esse modelo

Leia mais

TopPendrive Manual de Instruções TopPendrive - MP07301-01 Rev 06-03/05/2010 PG - 1 -

TopPendrive Manual de Instruções TopPendrive - MP07301-01 Rev 06-03/05/2010 PG - 1 - TopPendrive Manual de Instruções TopPendrive - MP07301-01 Rev 06-03/05/2010 PG - 1 - Índice Manual de Instruções TopPendrive - MP07301-01 Rev 06-03/05/2010 PG - 2 - ÍNDICE 1 APRESENTAÇÃO... 3 1.1 ACESSÓRIOS

Leia mais

Programa Especial Injeção Eletrônica 2

Programa Especial Injeção Eletrônica 2 Programa Especial Injeção Eletrônica 2 21/10/2008 às 20h00 Apresentação: Augusto Passadore Introdução A monoinjeção de combustível IAW-G6/G7 é um sistema de injeção intermitente de combustível tipo single

Leia mais

MANUAL Piggyback Fuel Controller 50.111.40. Instalação e Utilização

MANUAL Piggyback Fuel Controller 50.111.40. Instalação e Utilização MANUAL Piggyback Fuel Controller 50.111.40 Instalação e Utilização INFORME IMPORTANTE LEITURA OBRIGATÓRIA Estes produtos não estão homologados para o uso em estradas e vias públicas. Seu uso é de inteira

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO MAGNETI MARELLI EXTRA

BOLETIM TÉCNICO MAGNETI MARELLI EXTRA ASSUNTO: Equipamentos de Sistemas Eletrônicos Tester Flex. OBJETIVO: Informar procedimento para atualização de Scanners. DESTINO: Usuários de Equipamentos de diagnóstico Magneti Marelli Extra. Introdução

Leia mais

CAPRI II. Funções do Produto:

CAPRI II. Funções do Produto: MANUAL CAPRI II CAPRI II Funções do Produto: Medidor de tempo de injeção parado e pulsando. Indicador do tipo de tempo de injeção medido. Memória do tempo máximo de Injeção medido. Indicador do funcionamento

Leia mais

Teste de Sensores e Atuadores do sistema de Injeção Eletrônica de Motocicletas

Teste de Sensores e Atuadores do sistema de Injeção Eletrônica de Motocicletas Teste de Sensores e Atuadores do sistema de Injeção Eletrônica de Motocicletas 2 - Índice: - Introdução. 3 - Acessórios Utilizados. 4 - Funções: - Teste de Polaridade. 5 - Teste de Tensão Contínua: 1,5v

Leia mais

- + ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. Introdução... 2. Configuração das Entradas de RPM e Velocidade... 5 1.1 ENTRADA AUXILIAR 1/RPM

- + ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. Introdução... 2. Configuração das Entradas de RPM e Velocidade... 5 1.1 ENTRADA AUXILIAR 1/RPM 1 ÍNDICE Introdução... 2 Configuração das Entradas de RPM e Velocidade... 5 1 INTRODUÇÃO 1.1 ENTRADA AUXILIAR 1/RPM O produto Rastrear Light possui uma entrada digital positiva para uso genérico. Essa

Leia mais

Manual. Controle de motores via Bluetooth. William Trevine

Manual. Controle de motores via Bluetooth. William Trevine A Manual Controle de motores via Bluetooth 1 William Trevine Sumário 1 Introdução... 4 2 Características... 5 3 Instalação... 6 3.1 Alimentação... 7 3.2 Motores... 8 3.3 Liga e desliga... 9 3.4 Saídas

Leia mais

Manual Equipamento ST10 Flasher Rev. 1

Manual Equipamento ST10 Flasher Rev. 1 Maio de 2014 2 Sumário Introdução:... 3 Acessórios utilizados:... 4 Instalação:... 5 Abrindo e Conhecendo o Software:... 10 SET PORT... 11 RELOAD MONITOR... 13 BlankCheck... 14 ERASE FLASH... 14 DUMP...

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas......8 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas...9 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 Moto é um rastreador exclusivo para Motos desenvolvido com os mais rígidos

Leia mais

Fuelbox F100. Injeção eletrônica programável

Fuelbox F100. Injeção eletrônica programável Fuelbox F100 Injeção eletrônica programável Descrição A Fuelbox F100 é uma unidade de gerenciamento eletrônico de motores com até 12 cilindros, indicada para veículos de alto desempenho, veículos de competição,

Leia mais

W40./W41. _(N) (Tacômetro)

W40./W41. _(N) (Tacômetro) Fio Vermelho Fio Azul Fio Vermelho 40./41. _(N) (Tacômetro) É um instrumento que trabalha tanto em veículos com injeção eletrônica ou carburado com finalidade de marcar as rotações do motor. Seu funcionamento

Leia mais

: (19) 3526-9900 Suporte técnico: ID*: 96*75079 www.lookout.com.br

: (19) 3526-9900 Suporte técnico: ID*: 96*75079 www.lookout.com.br : (19) 3526-9900 Suporte técnico: ID*: 96*75079 www.lookout.com.br ÍNDICE Composição do sistema de alarme...1 Operações básicas do alarme...1 Recursos e configurações do alarme...2 Auto-trava...2 Localização

Leia mais

Manual de Instruções. Touchlight Smart

Manual de Instruções. Touchlight Smart Manual de Instruções Touchlight Smart Touchlight Smart é uma central de automação sem fio para controlar a casa pelo celular. Compatível com uma grande variedade de equipamentos, você pode controlar áudio,

Leia mais

CONTROLE DE ACESSO Modelo PP-360/N

CONTROLE DE ACESSO Modelo PP-360/N CONTROLE DE ACESSO Modelo PP-360/N Imagem Ilustrativa Características: 1. Leitura de 125 khz do cartão de proximidade com o EM chip acoplado internamente para o modelo padrão. 2. Os parâmetros do sistema

Leia mais

Inteligência Embarcada Módulo de Inteligência Embarcada

Inteligência Embarcada Módulo de Inteligência Embarcada Inteligência Embarcada Módulo de Inteligência Embarcada - Para acessar o módulo deve-se ir ao menu FERRAMENTAS, sub-menu INTELIGÊNCIA EMBARCADA. O menu, ilustrado abaixo, contém as seguintes opções: Configurando

Leia mais

Manual Do Usuário. Monogás Tester. MonoGás Nº. PLANATC Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda Certificado de Garantia.

Manual Do Usuário. Monogás Tester. MonoGás Nº. PLANATC Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda Certificado de Garantia. Certificado de Garantia. Modelo Controle MonoGás Nº A Planatc Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda garante o equipamento adquirido contra possíveis defeitos de fabricação pelo período de 6 meses, a partir

Leia mais

- Manual do instalador -

- Manual do instalador - M.T.M. s.r.l. Via La Morra, 1 12062 - Cherasco (Cn) - Italy Tel. +39 0172 48681 Fax +39 0172 488237 - Manual do instalador - TA01Z026P del 06.07.2006 2 INDICE 1. APRESENTAÇÃO 1.1. CARACTERÍSTICAS GERAIS

Leia mais

GX - USB MANUAL DO USARIO V1.1

GX - USB MANUAL DO USARIO V1.1 GX - USB MANUAL DO USARIO V1.1 NEVEX Tecnologia Ltda Copyright 2012 - Todos os direitos Reservados IMPORTANTE Máquinas de controle numérico são potencialmente perigosas. A Nevex Tecnologia Ltda. não se

Leia mais

- + ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. Introdução... 2. Configuração da Função Antifurto... 4 1.1 FUNÇÃO ANTIFURTO

- + ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. Introdução... 2. Configuração da Função Antifurto... 4 1.1 FUNÇÃO ANTIFURTO 1 ÍNDICE Introdução... 2 Configuração da Função Antifurto... 4 1 INTRODUÇÃO 1.1 FUNÇÃO ANTIFURTO O produto Rastrear Light tem uma funcionalidade que avisa caso ocorra um acesso não autorizado ao veículo

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas...8 2 APRESENTAÇÃO: O SS300 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS MOTO V2. N de Homologação: 1702-09-2791. Versão 1.00

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS MOTO V2. N de Homologação: 1702-09-2791. Versão 1.00 MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS MOTO V2 N de Homologação: 1702-09-2791 Versão 1.00 Manual de Instalação TETROS MOTO V2 2 Índice 1. Introdução... 3 2. Especificações técnicas... 3 3. Conhecendo o equipamento...

Leia mais

Verifique se todos os itens descritos no Kit de Rastreamento estão presentes na embalagem do produto.

Verifique se todos os itens descritos no Kit de Rastreamento estão presentes na embalagem do produto. APRESENTAÇÃO DO PRODUTO Com o intuito de fornecer ao mercado um dispositivo de rastreamento seguro e confiável, com base na mais alta tecnologia de rastreamento de veículos, seguindo rígidos padrões de

Leia mais

ANALISADOR DE MISTURA PARA AUTOMOVEIS KA-063.C

ANALISADOR DE MISTURA PARA AUTOMOVEIS KA-063.C ANALISADOR DE MISTURA PARA AUTOMOVEIS KA-063.C Kitest equipamentos automotivos Ltda. KA-063.C ANALISADOR DE MISTURA INTRODUÇÃO O KA-063.C foi desenvolvido para auxiliar o reparador automotivo a verificar

Leia mais

PLANATC. Manual de Instalação. Scanner SC-7000

PLANATC. Manual de Instalação. Scanner SC-7000 Manual de Instalação Scanner SC-7000 1 Sistema de comunicação e análise da injeção eletrônica - Scanner SC-7000. O Scanner SC-7000 é um equipamento de fácil utilização para profissionais em injeção eletrônica

Leia mais

BLOCKGAS. Sistema de Monitoração e Alarme de vazamento de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás SB330.

BLOCKGAS. Sistema de Monitoração e Alarme de vazamento de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás. É composto por um circuito inteligente (microcontrolado) que recebe o sinal gerado por um sensor eletrônico de gás, processa sua calibração

Leia mais

Leitor MaxProx-Lista-PC

Leitor MaxProx-Lista-PC Leitor MaxProx-Lista-PC O leitor de cartões de proximidade MaxProx-Lista-PC é destinado aos Integradores de Controle de Acesso. Ele foi especialmente projetado para controle de acesso, para ser usado Stand

Leia mais

Manual do Usuário. Exsto Tecnologia Ltda.

Manual do Usuário. Exsto Tecnologia Ltda. Manual do Usuário Ltda. R. Vereador José Eduardo da Costa, 169 Santa Rita do Sapucaí MG CEP: 37540 000 +55 35 3471 6898 www.exsto.com.br 2 1 Introdução Parabéns! Você acaba de adquirir um produto de alta

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE DIAGNÓSTICO DE INJEÇÃO ELETRÔNICA

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE DIAGNÓSTICO DE INJEÇÃO ELETRÔNICA MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE DIAGNÓSTICO DE INJEÇÃO ELETRÔNICA ÍNDICE PÁG. 1 Apresentação. Visão geral 02 Requisitos de sistema 02 Interface de comunicação 03 Conectores 03 HARD LOCK (Protetor) 04 2 Instalação

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO N de Homologação: 1703-09-2791 Versão 1.00 Manual de Instalação TETROS AUTO 2 Índice Página 1. Introdução... 3 2. Especificações técnicas... 4 3. Conhecendo o equipamento...

Leia mais

Manual do Usuário Android Neocontrol

Manual do Usuário Android Neocontrol Manual do Usuário Android Neocontrol Sumário 1.Licença e Direitos Autorais...3 2.Sobre o produto...4 3. Instalando, Atualizando e executando o Android Neocontrol em seu aparelho...5 3.1. Instalando o aplicativo...5

Leia mais

INTRODUÇÃO ITENS DE SERIE QUE COMPÕEM

INTRODUÇÃO ITENS DE SERIE QUE COMPÕEM INTRODUÇÃO O Injector Test Advanced 4 foi desenvolvido para auxiliar o reparador em diagnosticar com agilidade e precisão possíveis falhas nos sistema de bicos injetores, atuadores de marcha lenta, corpo

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 26 de agosto de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Notas de Aplicação. Utilizando o servidor de comunicação SCP Server. HI Tecnologia. Documento de acesso público

Notas de Aplicação. Utilizando o servidor de comunicação SCP Server. HI Tecnologia. Documento de acesso público Notas de Aplicação Utilizando o servidor de comunicação SCP Server HI Tecnologia Documento de acesso público ENA.00024 Versão 1.02 dezembro-2006 HI Tecnologia Utilizando o servidor de comunicação SCP Server

Leia mais

Manual do Usuário. TVA Digital

Manual do Usuário. TVA Digital Manual do Usuário TVA Digital AF_Manual_TV_SD_8.indd 1 AF_Manual_TV_SD_8.indd 2 Parabéns por escolher a TVA Digital! Além de optar por uma excelente programação, você terá uma série de recursos e interatividade.

Leia mais

Características... 3. Identificando a placa... 3. Esquema de ligação... 3. Parâmetros programados no painel de alarme... 4

Características... 3. Identificando a placa... 3. Esquema de ligação... 3. Parâmetros programados no painel de alarme... 4 P18640 - Rev. 0 Índice Características... 3 Identificando a placa... 3 Esquema de ligação... 3 Parâmetros programados no painel de alarme... 4 Instalação do software programador... 4 Instalação do cabo

Leia mais

PLANATC Manual de Instalação. Scanner SC-9000. www.planatc.com.br

PLANATC Manual de Instalação. Scanner SC-9000. www.planatc.com.br Manual de Instalação Scanner SC-9000 1 O Scanner SC-9000 é acompanhado por: - Modulo eletrônico com interface USB ou Serial (SC-9000); - Cabo de 10 metros; - CD com software de instalação; - Kit 07 cabos

Leia mais

MODEM USB 3G+ WM31. Manual do Usuário

MODEM USB 3G+ WM31. Manual do Usuário MODEM USB 3G+ WM31 Manual do Usuário 2 Tabela de Conteúdo 1 Introdução... 3 2. Instalação... 5 3. Descrição da interface do cliente... 6 4. Conexão... 10 5.SMS... 11 6.Contatos... 14 7.Estatística... 18

Leia mais

Manual de instalação. Competition instruments

Manual de instalação. Competition instruments Manual de instalação Competition instruments ÍNDICE 1. Descrição do produto...1 2. Apresentação...2 3. Instalação...3 4. Operação e programação...4 5. Manutenção...7 6. Ligação...8 7. Exemplos de instalação,

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO QTA-GMG

MANUAL DE INSTALAÇÃO QTA-GMG MANUAL DE INSTALAÇÃO QTA-GMG 1º verificar o nível de água do radiador, e ligue os cabos da bateria. 2º verificar o nível do óleo do motor 3º Ligação da rede ao painel.. Dentro do painel, na parte superior

Leia mais

Instruções para download e instalação da atualização de Mapa GPS (v3)

Instruções para download e instalação da atualização de Mapa GPS (v3) Instruções para download e instalação da atualização de Mapa GPS (v3) Antes de iniciar o processo, você precisará um pen drive USB com uma capacidade de 2 GB ou maior. Em caso de dúvida ou dificuldade

Leia mais

GUIA DE CONSULTA RÁPIDA O Guia de Consulta Rápida foi desenvolvido para auxiliar você a familiarizar-se com seu novo Honda e fornecer instruções básicas sobre alguns dos itens tecnológicos. Indicador de

Leia mais

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Seguidor de Linha. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 2.0 REVISÃO 1211.19. www.robouno.com.br

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Seguidor de Linha. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 2.0 REVISÃO 1211.19. www.robouno.com.br R O B Ó T I C A Sensor Smart Seguidor de Linha Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 2.0 REVISÃO 1211.19 Sensor Smart Seguidor de Linha 1. Introdução Os sensores seguidores de linha são sensores que detectam

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO SOFTWARE DE CONFIGURAÇÃO S501 CONNECT Versão 1.0.1 / Revisão 1 MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO CONTEMP IND. COM. E SERVIÇOS LTDA. Al. Araguaia, 204 - CEP 09560-580 S. Caetano do Sul - SP - Brasil Fone:

Leia mais

GX - ULT MANUAL DO USARIO V1.1. NEVEX Tecnologia Ltda Copyright 2012-2015 - Todos os direitos Reservados

GX - ULT MANUAL DO USARIO V1.1. NEVEX Tecnologia Ltda Copyright 2012-2015 - Todos os direitos Reservados GX - ULT MANUAL DO USARIO V1.1 NEVEX Tecnologia Ltda Copyright 2012-2015 - Todos os direitos Reservados IMPORTANTE Máquinas de controle numérico são potencialmente perigosas. A Nevex Tecnologia Ltda não

Leia mais

Seu manual do usuário YAMAHA UX16 http://pt.yourpdfguides.com/dref/512336

Seu manual do usuário YAMAHA UX16 http://pt.yourpdfguides.com/dref/512336 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual do usuário (informação,

Leia mais

Manual Do Usuário TSI-1000 TSI-1000 Nº. PLANATC Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda

Manual Do Usuário TSI-1000 TSI-1000 Nº. PLANATC Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda Certificado de Garantia. Modelo Controle TSI-1000 Nº A Planatc Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda garante o equipamento adquirido contra possíveis defeitos de fabricação pelo período de 12 meses, a

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 18 de fevereiro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é

Leia mais

IRISPen Air 7. Guia Rápido. (ios)

IRISPen Air 7. Guia Rápido. (ios) IRISPen Air 7 Guia Rápido (ios) Este Guia Rápido do Usuário ajuda você a começar a usar o IRISPen TM Air 7. Leia este guia antes de utilizar o scanner e o respectivo software. Todas as informações estão

Leia mais

Manual de Instalação, Configuração e Uso

Manual de Instalação, Configuração e Uso Manual de Instalação, Configuração e Uso KEYPAD MACRO Para controle de cenas ou canais de qualquer módulo da rede Scenario-net Índice 1. Manual de Utilização... 2 1.1. Apresentação e identificação das

Leia mais

Condicionador para Sensor Lambda Banda Larga (Wide Band) Manual de Instalação e Operação

Condicionador para Sensor Lambda Banda Larga (Wide Band) Manual de Instalação e Operação Condicionador para Sensor Lambda Banda Larga (Wide Band) Manual de Instalação e Operação Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Características... 4 2. Aviso Termo de Garantia... 5 3. Sonda Lambda de Banda Larga...

Leia mais

Manual Operacional SAT TS-1000

Manual Operacional SAT TS-1000 Manual Operacional SAT TS-1000 APRESENTAÇÃO O TS-1000 é o equipamento SAT da Tanca destinado a emissão de Cupons Fiscais Eletrônicos. Equipado com o que há de mais moderno em Tecnologia de Processamento

Leia mais

Attack 1.35. Software de controle e Monitoração de amplificadores

Attack 1.35. Software de controle e Monitoração de amplificadores Attack 1.35 Software de controle e Monitoração de amplificadores 1 Índice 1 Hardware necessário:... 3 1.1 Requisitos do computador:... 3 1.2 Cabos e conectores:... 3 1.3 Adaptadores RS-232 USB:... 4 1.4

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO WCV EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS ALAMEDA DOS ANAPURUS,1939 MOEMA SÃO PAULO BRASIL

MANUAL DE OPERAÇÃO WCV EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS ALAMEDA DOS ANAPURUS,1939 MOEMA SÃO PAULO BRASIL MANUAL DE OPERAÇÃO WCV EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS ALAMEDA DOS ANAPURUS,1939 MOEMA SÃO PAULO BRASIL TEL/FAX: (11) 535-7200 / 531-5945 / 531-8784 wcvtools@uol.com.br INDÍCE PRÓLOGO 4 REQUERIMENTO DO SISTEMA

Leia mais

:: MANUAL DE INSTALAÇÃO versão PRÓ :: RASTREADOR BLOQUEADOR AUTO BRASIL 24H

:: MANUAL DE INSTALAÇÃO versão PRÓ :: RASTREADOR BLOQUEADOR AUTO BRASIL 24H :: MANUAL DE INSTALAÇÃO versão PRÓ :: RASTREADOR BLOQUEADOR AUTO BRASIL 24H FUNÇÕES Obrigado por adquirir o Rastreador e Bloqueador Auto Brasil 24h, um produto de alta tecnologia de fabricação brasileira.

Leia mais

MÓDULO UNIVERSAL GPRS GVU10

MÓDULO UNIVERSAL GPRS GVU10 1 Apresentação. MÓDULO UNIVERSAL GPRS GVU10 1.1 Características. - Compatível com todos os softwares de monitoramento do mercado; - Programação simplificada inteiramente por USB via pendrive; - Comunica

Leia mais

Manual EasyGas. Bosch. www.bosch.com.br

Manual EasyGas. Bosch. www.bosch.com.br Manual EasyGas www.bosch.com.br Revisado em Março/2008 Página 1/15 Índice 1. EasyGas...3 2. Tela de Principal...3 2.1 Configurar ou F12...3 3. Cadastro de Clientes...4 3.1. Adicionar um Novo Cliente ou

Leia mais

MANUAL Piggyback Fuel Controller 50.111.35 e 50.111.40

MANUAL Piggyback Fuel Controller 50.111.35 e 50.111.40 MANUAL Piggyback Fuel Controller 50.111.35 e 50.111.40 Julho de 2010 Revisão 09@ - Versão Internet Código: 20.80.60 1/19 INFORME IMPORTANTE LEITURA OBRIGATÓRIA Estes produtos não estão homologados para

Leia mais

Acessando a Porta Paralela com o Delphi. Vitor Amadeu Souza. vitor@cerne-tec.com.br

Acessando a Porta Paralela com o Delphi. Vitor Amadeu Souza. vitor@cerne-tec.com.br Acessando a Porta Paralela com o Delphi Vitor Amadeu Souza vitor@cerne-tec.com.br Introdução A Porta Paralela pode ser usada de forma a permitir a interface do computador com o mundo externo para acionamento

Leia mais

Controle do regulador de volume de combustível - faixa/funcionamento do circuito

Controle do regulador de volume de combustível - faixa/funcionamento do circuito Todos os códigos EOBD que começam por P seguidos de zero possuem um significado padrão independentemente da marca ou modelo de veículo. Para obter o significado dos códigos EOBD que não começam por P seguidos

Leia mais

Manual do Usuário Sistema Viva-Voz Bluetooth

Manual do Usuário Sistema Viva-Voz Bluetooth Este equipamento opera em caráter secundário, isto é, não tem direito a proteção contra interferência prejudicial, mesmo de estações do mesmo tipo e não pode causar interferência a sistemas operando em

Leia mais

Connect-i Manual do Usuário - Português

Connect-i Manual do Usuário - Português Connect-i Manual do Usuário - Português Connect-i Manual do Usuário Contronics Automação Ltda. Rua Tenente Silveira, 225 Ed. Hércules - 10 andar Centro - Florianópolis - SC, 88010-300 Brasil Fone: (48)

Leia mais

Manual de instalação

Manual de instalação Manual de instalação Índice Condições do motor...2 Retirada do chicote original...2 Colocação do chicote novo...2 Identificação do chicote novo...3 Ligação do chicote na parte do motor...4 Fixação dos

Leia mais

Instalação de Impressora

Instalação de Impressora 1 Instalação de Impressora Daruma (Modelo DR700M) Windows 7 Você vai precisar de: Procedimentos: 1. Impressora Térmica Daruma (DR700M); 2. Fonte de alimentação (obs.: se as tomadas disponíveis no local

Leia mais

Sistema de Gerenciamento do Motor EA111 1.6 GOLF 1.6 2009

Sistema de Gerenciamento do Motor EA111 1.6 GOLF 1.6 2009 Sistema de Gerenciamento do Motor EA111 1.6 GOLF 1.6 2009 Golf 1.6-2009 Apresentador Professor SCOPINO Técnico e Administrador da Auto Mecânica Scopino. Professor do Universo do Mecânico (UMEC). Consultor

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 09 de novembro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

com tecnologia Bluetooth

com tecnologia Bluetooth com tecnologia Bluetooth MANUAL DO USUÁRIO DESCRIÇÃO O JFA Smart Control permite controlar à distância as funções básicas do player como mudança de música e pasta, volume, pause, play e power. Esse controle

Leia mais

Manual do Usuário TLP-2844

Manual do Usuário TLP-2844 Manual do Usuário TLP-2844 Índice Introdução... 3 Documentação/Acessórios... 4 Instalando o ribbon... 5 Instalando a etiqueta... 12 Utilização do Zebra Designer... 17 2 Introdução: Parabéns por ter adquirido

Leia mais

Compacta e de fácil programação possuindo:

Compacta e de fácil programação possuindo: '(6&5,d (6*(5$,66/$; Sua central de alarme 6/ ± $;, é microcontrolada, com quatro setores independentes, com fios ou sem fios (dependendo dos opcionais instalados), controle remoto e discador telefônico,

Leia mais

Comutador USB KVM Comutador USB KVM com áudio, 2 portas Comutador USB KVM com áudio, 4 portas Manual

Comutador USB KVM Comutador USB KVM com áudio, 2 portas Comutador USB KVM com áudio, 4 portas Manual Comutador USB KVM Comutador USB KVM com áudio, 2 portas Comutador USB KVM com áudio, 4 portas Manual DS-11403 (2 portas) DS-12402 (4 portas) NOTA Este equipamento foi testado e está em conformidade com

Leia mais

GUIA RÁPIDO Monitor Cardíaco NEXCOR Modelo NX3L

GUIA RÁPIDO Monitor Cardíaco NEXCOR Modelo NX3L GUIA RÁPIDO Monitor Cardíaco NEXCOR Modelo NX3L Lista de símbolos... 02 Precauções... 03 Restrições... 04 Possíveis problemas de funcionamento e soluções... 06 Bateria... 07 Indicação de carga de bateria...

Leia mais

GerSAT Manual de Usuário

GerSAT Manual de Usuário GerSAT Manual de Usuário Manual do Usuário Ver. 1.1 Junho 2015 Informações importantes Antes de utilizar o equipamento, pedimos para que leia e siga todas as instruções descritas neste manual, pois a utilização

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO RADAR DUO N de Homologação: 0723-12-2791

MANUAL DE INSTALAÇÃO RADAR DUO N de Homologação: 0723-12-2791 MANUAL DE INSTALAÇÃO RADAR DUO N de Homologação: 0723-12-2791 Versão 1.00 Manual de Instalação RADAR DUO 2 Índice 1. Introdução... 3 2. Especificações técnicas... 3 3. Conhecendo o equipamento... 4 3.1

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO ST240

MANUAL DE INSTALAÇÃO ST240 MANUAL DE INSTALAÇÃO ST240 SUMÁRIO Descrição do Rastreador ST-240... 03 Descrição das entradas e saídas... 03 Led indicador GPS - Vermelho... 04 Led indicador GPRS - Azul... 04 Dicas de instalação... 05

Leia mais

GUIA RÁPIDO de INSTALAÇÃO e CONFIGURAÇÃO

GUIA RÁPIDO de INSTALAÇÃO e CONFIGURAÇÃO GUIA RÁPIDO de INSTALAÇÃO e CONFIGURAÇÃO ROTEADORES WIRELESS 802.11G Modelos s: TL-WR541G/ TL- -WR542G/ TL- -WR641G/ TL- -WR642G 1. 2. 3. 4. 5. As 1. 2. 3. 4. 5. As 1. 2. 3. 4. 5. As As As s s ções ções

Leia mais

Rastreador RST-VT. Manual de Instalação RST - VT. Versão 1.4 RST-VT

Rastreador RST-VT. Manual de Instalação RST - VT. Versão 1.4 RST-VT Rastreador Manual de Instalação RST - VT Versão 1.4 Rastreador Emissão: Revisão 1.5 Data: 18/09/2013 Número de Páginas 23 Histórico de Revisões DATA VERSÃO DESCRIÇÃO AUTORES 18/09/2013 1.5 16/12/2012 1.4

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Gerenciamento. Controlador de Fator de Potência. Self Control

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Gerenciamento. Controlador de Fator de Potência. Self Control MANUAL DO USUÁRIO Software de Gerenciamento Controlador de Fator de Potência Self Control ÍNDICE 1.0 INTRODUÇÃO 4 1.1 Aplicações 4 2.0 CARACTERÍSTICAS 4 2.1 Compatibilidade 4 3.0 INSTALAÇÃO 4 4.0 INICIALIZAÇÃO

Leia mais

Leia isto primeiro Computador de mão Palm Tungsten C

Leia isto primeiro Computador de mão Palm Tungsten C TM Leia isto primeiro Computador de mão Palm Tungsten C INICIAR AQUI Estas são as tarefas a serem executadas: Carregar e configurar o computador de mão Palm Tungsten C. Instalar o software Palm Desktop.

Leia mais

CONTATTO MANUAL DE INSTRUÇÕES

CONTATTO MANUAL DE INSTRUÇÕES 0800 550 250 www.ppa.com.br CONTATTO MANUAL DE INSTRUÇÕES MOTOPPAR INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE AUTOMATIZADORES LTDA. Av. Dr. Labieno da Costa Machado, 3526 - Distrito Industrial CEP 17400-000 - Garça - SP

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO Modem 4G

GUIA DE INSTALAÇÃO Modem 4G GUIA DE INSTALAÇÃO Modem 4G INSTALANDO O MODEM 4G SKY 1 Coloque o modem em uma superfície plana. 2 Conecte o cabo do alimentador de energia ao modem. WPS RESET SIM 3 Ligue a fonte de alimentação de energia

Leia mais

O acelerador eletrônico

O acelerador eletrônico O acelerador eletrônico Os sistemas drive by wire ("guiado/controlado por fio") vão tomando espaço de mecanismos e sistemas hidráulicos complexos. Com o lançamento do motor fire 1.3 16 V, a fiat esbanja

Leia mais