Opção de contribuição e perfil de investimento. Maio/2016

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Opção de contribuição e perfil de investimento. Maio/2016"

Transcrição

1 Opção de contribuição e perfil de investimento Maio/2016

2 Introdução As contribuições mensais feitas para os Planos HP e Agilent administrados pela HP Prev são investidas de acordo com o perfil de investimento escolhido pelos participantes denominados: Super conservador Conservador Moderado Agressivo Para cada perfil é calculada uma cota mensal. A opção pelo perfil de investimento é feita conjuntamente com a primeira opção de contribuição.

3 Introdução A opção pelo perfil de investimento pode ser alterada semestralmente nos meses de junho e dezembro. A contribuição mensal compra um certo número de quotas de acordo com o valor mensal da quota da carteira escolhida. Ex.: Contribuição mensal / quota do perfil = saldo em quotas R$ 1.000,00 / 6, = 150, A alteração do perfil por parte do participante acarreta a venda das quotas acumuladas pelo valor da cota do mês do perfil atual e a compra de quotas do outro perfil pelo valor da cota do mês daquele perfil. Portanto, no mês em que o participante muda de perfil há alteração no saldo acumulado de quotas mas não no saldo acumulado em Reais. Ex.: Saldo em quotas * quota do perfil = Saldo em R$ 150, * 6, = R$ 1.000,00 Saldo em R$ / quota do novo perfil = novo saldo em quotas R$ 1.000,00 / 7, = 131,

4 Estes são os Perfis de Investimento e sua composição Perfil de Investimento Renda Fixa Renda Variável Ponto médio Investimento Benchmark RV e Local Exterior Estruturado Estruturado Renda Fixa RV Local Super Conservador Conservador Moderado 100% 85% a 100% 65% a 85% N/A 0% a 15% 15% a 30% N/A 0% a 3,5% 0% a 5% 0% 0% 0% N/A 7,50% 25% 60% IMA-S 40% IMA-B5 10% IMA-S 45% IMA-B 45% IRF-M 10% IMA-S 45% IMA-B N/A IBrX-100 IBrX-100 Agressivo 35% a 65% 35% a 55% 0% a 10% 5% 50% 45% IRF-M 10% IMA-S 45% IMA-B 45% IRF-M IBrX-100 IMA Índice de Mercado Anbima: mede a rentabilidade de uma carteira teórica de títulos públicos federais. (1)IMA-B: composto por títulos do tipo NTN-B. (2)IRF-M: composto por títulos pre xados (LTN e NTN-F). (3)IMA-S: composto por títulos atrelados à Selic (LFT).

5 Qual o seu perfil de investidor? Você é Super Conservador Conservador Moderado ou Agressivo?

6 Características gerais de um investidor Superconservador Baixa tolerância ao risco. Busca a manutenção de seu patrimônio. Pouco tolerante a oscilações. Abre mão de rentabilidade em troca de tranquilidade. Está muito próximo da aposentadoria. Conservador Pouco tolerante ao risco. Sente-se desconfortável com oscilações bruscas de preços. Não suporta ver seu patrimônio diminuir significativamente. Aceita um pequeno risco em troca de um pouco mais de rentabilidade. Está próximo da aposentadoria.

7 Características gerais de um investidor Moderado Tolera um certo grau de risco. Aceita flutuação de preços, em troca de ganho compensador. Não se expõe a grandes riscos. Tem razoável conhecimento do mercado, usando mais a razão nas decisões. É o participante que gosta da Renda Fixa, mas também quer participar da rentabilidade da Renda Variável. Um risco médio é aceitável. Já percorreu mais da metade do tempo até a aposentadoria. Agressivo É aquele participante que busca a boa rentabilidade que a Renda Variável pode oferecer no longo prazo. Tem disposição para suportar os riscos na busca de resultados melhores. Tem conhecimento do mercado e acesso a informações. Acompanha ativamente seus investimentos, é ágil e racional na sua administração. Tem um longo caminho até a aposentadoria.

8 Lembre-se sempre que Seu investimento é de LONGO PRAZO, e será a complementação de SUA aposentadoria; Logo, não pense no curto prazo. Será que um ano é um período suficiente para se chegar a alguma conclusão? Lembre também que rentabilidade passada não é garantia nem promessa de rentabilidade futura.

9 Riscos Antes de olhar os resultados de cada Carteira de Investimento lembre-se... Cada Carteira de Investimento é composta por diversos títulos de renda fixa e renda variável que sofrem variações no decorrer do ano; E os percentuais de renda fixa e renda variável também são diferentes entre as Carteiras de Investimento;

10 Mercado Veja como foi a performance dos índices mais comuns de mercado: IBOVESPA (índice da Bolsa de Valores de São Paulo) - Renda Variável CDI (Certificado de Depósito Interbancário) - Renda Fixa Poupança Observe a variação conforme o período analisado nos gráficos à seguir.

11 Rentabilidade de 1994 a 2016 (Deflacionada pelo IGP-di) 550% 500% 450% 400% Ibov: 92% CDI: 510% Poupança: 55% 350% 300% 250% 200% 150% 100% 50% Crise financeira sub-prime Agravamento da crise financeira Europeia 0% -50% Crise cambial W TC Tensão pré Lula Retração Global e Crise Economica/Política Brasileira -100% jun/15 jun/14 jun/13 jun/12 jun/11 jun/10 jun/09 jun/08 jun/07 jun/06 jun/05 jun/04 jun/03 jun/02 jun/01 jun/00 jun/99 jun/98 jun/97 jun/96 jun/95 jun/94

12 dez/96 dez/97 dez/98 dez/99 dez/00 dez/01 dez/02 dez/03 dez/04 dez/05 dez/06 dez/07 dez/08 dez/09 dez/10 dez/11 dez/12 dez/13 dez/14 dez/15 Rentabilidade de 1997 a 2016 (Deflacionada pelo IGP-di) Início da HP Prev 300% 250% Ibov: 45% CDI: 256% Poupança: 11% 200% 150% 100% 50% Crise financeira sub-prime Agravamento da crise financeira Europeia 0% -50% Crise cambial W TC Tensão pré Lula Retração Global e Crise Economica/Política Brasileira

13 dez/01 dez/02 dez/03 dez/04 dez/05 dez/06 dez/07 dez/08 dez/09 dez/10 dez/11 dez/12 dez/13 dez/14 dez/15 Rentabilidade de 2002 a 2016 (Deflacionada pelo IGP-di) 250% 200% Ibov: 20% CDI: 105% Poupança: 0% 150% 100% 50% 0% Crise financeira sub-prime Agravamento da crise financeira Europeia -50% Retração Global e Crise Economica/Política Brasileira -100% Tensão pré Lula

14 dez/04 dez/05 dez/06 dez/07 dez/08 dez/09 dez/10 dez/11 dez/12 dez/13 dez/14 dez/15 Rentabilidade de 2005 a 2016 (Deflacionada pelo IGP-di) 140% 120% 100% Ibov: -5% CDI: 84% Poupança: 16% 80% 60% 40% 20% 0% Agravamento da crise financeira Europeia -20% -40% Crise financeira sub-prime Retração Global e Crise Economica/Política Brasileira

15 dez/06 dez/07 dez/08 dez/09 dez/10 dez/11 dez/12 dez/13 dez/14 dez/15 Rentabilidade de 2007 a 2016 (Deflacionada pelo IGP-di) 60% 40% Ibov: -41% CDI: 42% Poupança: 4% 20% 0% -20% -40% -60% Crise financeira sub-prime Agravamento da crise financeira Europeia Retração Global e Crise Economica/Política Brasileira

16 Comentário sobre os gráficos anteriores No período de 1994 a 2016 o CDI acumulado foi superior ao IBOVESPA; No período de 1997 (constituição da HP Prev) a 2016 o CDI acumulado foi superior ao IBOVESPA na maior parte do período encontrando-se acima atualmente. No período de 2002 a 2016 o IBOVESPA superou o CDI na maior parte do período mas atualmente encontra-se abaixo. No período de 2004 a 2007 o IBOVESPA superou o CDI, após a Crise Financeira de 2008, teve uma queda acentuada, voltou a superar o CDI de 2009 a 2010 e a partir de 2011 está em queda. Por fim, no período de 2007 a 2016 o CDI performou melhor que o IBOVESPA.

17 Simulação Vamos supor que os perfis de investimento da HP Prev existissem nesses períodos anteriores. Para simular qual teria sido o resultado de cada perfil vamos utilizar o retorno do CDI para a renda fixa e do IBOVESPA para a renda variável, e ponderar pelo ponto médio de alocação em RF e RV de cada perfil. Incluímos um quarto perfil denominado Operador do qual falaremos adiante. Por se tratar de uma simulação esses resultados não refletem a realidade. (*) No período de jan/2000 a dez/2009 os pontos médios para as carteiras Moderada e Agressiva eram 20% e 40% respectivamente. A partir de jan/2010 passaram para 25% e 50% respectivamente. Para a carteira Conservadora permanece em 7,5%.

18 jun/94 jun/95 jun/96 jun/97 jun/98 jun/99 jun/00 jun/01 jun/02 jun/03 jun/04 jun/05 jun/06 jun/07 jun/08 jun/09 jun/10 jun/11 jun/12 jun/13 jun/14 Retorno Acumulado Simulação de Resultado 1994 a 2016 (Ponto médio de alocação de RF e RV / acima do IGP-di) 595% 495% 395% Superconservador: 510% Conservador: 501% Moderado: 446% Agressivo: 348% Operador: 263% Simulação meramente ilustrativa. Não reflete a realidade. Não utilize isoladamente para tomada de decisão. 295% 195% Crise financeira sub-prime Agravamento da crise financeira Europeia 95% Crise cambial W TC Tensão pré Lula Retração Global e Crise Economica/Política Brasileira -5%

19 dez/96 dez/97 dez/98 dez/99 dez/00 dez/01 dez/02 dez/03 dez/04 dez/05 dez/06 dez/07 dez/08 dez/09 dez/10 dez/11 dez/12 dez/13 dez/14 dez/15 Retorno Acumulado Simulação de Resultado 1997 a 2016 (Ponto médio de alocação de RF e RV / acima do IGP-di) 300% 250% 200% Superconservador: 256% Conservador: 254% Moderado: 228% Agressivo: 180% Operador: 116% Simulação meramente ilustrativa. Não reflete a realidade. Não utilize isoladamente para tomada de decisão. 150% 100% Agravamento da crise financeira Europeia Crise financeira sub-prime 50% 0% W TC Tensão pré Lula Retração Global e Crise Economica/Política Brasileira

20 dez/01 dez/02 dez/03 dez/04 dez/05 dez/06 dez/07 dez/08 dez/09 dez/10 dez/11 dez/12 dez/13 dez/14 dez/15 Retorno Acumulado Rentabilidade de 2002 a 2016 (Ponto médio de alocação de RF e RV / acima do IGP-di) 140% 120% 100% 80% Superconservador: 105% Conservador: 103% Moderado: 88% Agressivo: 66% Operador: 57% Simulação meramente ilustrativa. Não reflete a realidade. Não utilize isoladamente para tomada de decisão. 60% 40% 20% Crise financeira sub-prime Agravamento da crise financeira Europeia 0% -20% Retração Global e Crise Economica/Política Brasileira Tensão pré Lula -40%

21 dez/04 dez/05 dez/06 dez/07 dez/08 dez/09 dez/10 dez/11 dez/12 dez/13 dez/14 dez/15 Retorno Acumulado Rentabilidade de 2005 a 2016 (Ponto médio de alocação de RF e RV / acima do IGP-di) 115% 95% 75% Superconservador: 84% Conservador: 79% Moderado: 61% Agressivo: 38% Operador: 47% Simulação meramente ilustrativa. Não reflete a realidade. Não utilize isoladamente para tomada de decisão. 55% 35% Agravamento da crise financeira Europeia 15% Crise financeira sub-prime Retração Global e Crise Economica/Política Brasileira -5%

22 dez/06 dez/07 dez/08 dez/09 dez/10 dez/11 dez/12 dez/13 dez/14 dez/15 Retorno Acumulado Rentabilidade de 2007 a 2016 (Ponto médio de alocação de RF e RV / acima do IGP-di) 50% 40% 30% Superconservador: 42% Conservador: 35% Moderado: 18% Agressivo: -4% Operador: 11% Simulação meramente ilustrativa. Não reflete a realidade. Não utilize isoladamente para tomada de decisão. 20% 10% 0% -10% -20% Crise financeira sub-prime Agravamento da crise financeira Europeia Retração Global e Crise Economica/Política Brasileira

23 Comentário sobre os gráficos de simulação No período acumulado de 1994 a 2016, os perfis Superconservador, Conservador performariam de forma semelhante, já e Moderado e o Agressivo teriam ficado abaixo dos demais; No período acumulado de 1994 a 2016, os perfis Superconservador, Conservador performariam de forma semelhante, já e Moderado e o Agressivo teriam ficado abaixo dos demais; No período de 2002 a 2016 o perfil agressivo obteria o melhor resultado acumulado, de 2004 a 2008, com queda significativa em 2008 devido a Crise Financeira de 2008, recuperando-se entre 2009 e 2001 e ingressando numa trajetória descendente a partir de então; No período acumulado de 2005 a 2015 os perfis com menos bolsa teriam performado melhor; No período de 2007 a 2015 os perfis com menos bolsa teriam performado melhor; Mais uma vez o horizonte de tempo foi importante para os resultados alcançados. Note que o resultado do perfil Operador foi divergente nos diferentes períodos.

24 O Perfil Operador O INVESTIDOR OPERADOR comporta-se da seguinte forma: toma a performance passada como base para seus futuros investimentos, ou seja, muda de perfil semestralmente com base no resultado do semestre anterior; dirige olhando pelo retrovisor; tem a tendência de abraçar investimentos da moda; decide seu perfil de acordo com a maioria; e esquece que a variação de preço dos ativos e, portanto, a rentabilidade depende de eventos futuros; Na simulação o operador muda entre o superconservador e o agressivo com base no resultado do CDI e da Bovespa no semestre anterior.

25 Os perigos de ser Operador Nas simulações, o perfil operador mostra desempenho inferior ou financeiramente ineficiente no longo prazo, assumindo mais risco que o necessário. Em alguns períodos analisados o perfil Operador foi o de pior desempenho. Ao operar os perfis de investimento, o participante pode perpetuar perdas e/ou errar sistematicamente.

26 Como escolher o perfil adequado a você? A decisão do perfil é do Participante. Essa decisão é de longo prazo e depende de características pessoais: idade, número de dependentes, aversão a perdas, tempo restante até a data da aposentadoria etc. Assim, você só deve mudar de perfil quando essas características mudarem. A decisão da composição tática da carteira de cada perfil é do Gestor. Essa decisão depende da conjuntura econômica e de oportunidades de investimento identificadas pelos analistas.

27 Um Investidor disciplinado Pensa no longo prazo; Escolhe uma Carteira, e não se preocupa com o dia-a-dia; Mantêm-se nela no longo prazo;

28 Um exemplo mais próximo do real Com base em dados reais plotamos no gráfico dois participantes, com o mesmo nível de contribuição, que escolheram cada um uma carteira de investimento diferente em jan.2000 não fazendo nenhuma mudança até Ou seja, foram investidores disciplinados. Utilizamos as regras de contribuição previstas no Regulamento do Plano HP e o resultado real da cota de cada perfil Fizemos uma relação entre valor de quota e poupança acumulada que está demonstrada no gráfico a seguir.

29 Relação entre quotas e poupança AG/SC 1,50 1,40 1,30 1,20 1,10 1,00 0,90 0,80 Relação entre Poupanças (Agressivo/Superconservador) Relação entre Quotas (Agressivo/Superconservador) 0,70 dez/99 dez/00 dez/01 dez/02 dez/03 dez/04 dez/05 dez/06 dez/07 dez/08 dez/09 dez/10 dez/11 dez/12 dez/13 dez/14 dez/15

30 Lendo o gráfico A linha vermelha mostra a relação entre quotas. Quando a linha está acima de 1 a quota da Carteira Agressiva está maior que a da Carteira Super Conservadora. Quando está abaixo de 1 está menor. A linha verde mostra a relação entre poupança acumulada. Quando a linha está acima de 1 a poupança da Carteira Agressiva está maior que a da Carteira Super Conservadora. Quando está abaixo de 1 está menor.

31 Resultados obtido pelos participantes mai/16 Super Conservador Agressivo Diferença AG-SC Variação AG/SC Valor da quota 13, , n/a -9% Saldo em quotas , , , % Saldo em Reais R$ ,61 R$ ,26 R$ (35.778,34) -7% Vlr. benef. inicial pago em 5 anos 7.765, ,00 (550,44) -7%

32 Comentários do resultado Ao final do período analisado: O valor da quota da Carteira Agressiva estava inferior ao valor da quota da Carteira Super Conservadora. O saldo em Quotas do participante da Carteira Agressiva era maior que o saldo do participante da Carteira Super Conservadora em 2%. O saldo em Reais do participante da Carteira Agressiva era menor que o saldo do participante da Carteira Super Conservadora em 7%. No caso de uma aposentadoria pelo prazo de 5 anos o benefício inicial seria R$ 550,44 maior para o participante do perfil Superconservador com relação ao do Agressivo.

33 Portanto... O investimento dos recursos de previdência deve ser encarado como investimento de longo prazo; Escolha um perfil de risco e, se possível, mantenha-se nele por um longo período; O gestor irá buscar as melhores alternativas, com o menor risco possível para cada perfil;

34 Parâmetros para a escolha da Carteira mais adequada Horizonte de tempo Tempo restante até a aposentadoria Finalidade ou grau de dependência dessa aposentadoria Riqueza atual Herança Sobrevivência x Supérfluos Características pessoais ritmo do seu coração aversão a risco não tolera volatilidade na rentabilidade

35 Enfim, lembre-se Das restrições do plano quanto à idade e as Carteiras permitidas Somente para Plano Agilent tem restrição de idade Da sua aversão ao risco... ações Do tempo que falta para você se aposentar;

36 Restrições para escolha do perfil somente para Plano HP Período Perfil permitido Acumulação de recursos Super conservador Conservador Moderado Agressivo A partir da concessão do benefício Super conservador Conservador

37 Restrições para escolha do perfil somente para Plano Agilent Idade do participante Até 50 anos Após 50 anos Perfil permitido Super conservador Conservador Moderado Agressivo Super conservador Conservador Moderado A partir da concessão do benefício Super conservador Conservador

38 Como fazer minha opção pelo perfil de investimento? Acesse o endereço na internet: Siga todos os passos e ao final você receberá um de confirmação. Caso não o receba entre em contato com Sua nova opção será processada no mês subsequente ao do término do período de opção.

39 Como alterar minha opção pelo perfil de investimento? Participante ativo, diferido e autopatrocinado: Acesse o endereço na internet nos meses de junho e dezembro: Siga todos os passos e ao final você receberá um de confirmação. Caso não o receba entre em contato com Participante assistido de renda financeira: Entre em contato com para formalizar a alteração. A alteração de perfil de investimento será efetuada nos meses de janeiro e julho subsequente à alteração.

40 Alameda Rio Negro, 750, 2º andar, sala 21, Barueri, SP, CEP Tel

Palestras semestrais. Dez/2016. João Carlos Ferreira

Palestras semestrais. Dez/2016. João Carlos Ferreira Palestras semestrais Dez/2016 João Carlos Ferreira O que vamos abordar Elegibilidade aos benefícios e institutos. Quando terei acesso ao meu plano de previdência? Contribuição voluntária. Como obter o

Leia mais

ALTERAÇÃO DE PERFIL E % DE CONTRIBUIÇÃO Dezembro/2015

ALTERAÇÃO DE PERFIL E % DE CONTRIBUIÇÃO Dezembro/2015 ALTERAÇÃO DE PERFIL E % DE CONTRIBUIÇÃO Dezembro/2015 PORQUE TER UM PLANO DE APOSENTADORIA PRIVADA? TETO ATUAL DO INSS ATUALIZADO SOMENTE PELO INPC: R$ 4.663,00 INDEPENDENTE DO SEU SALÁRIO NA ATIVA, O

Leia mais

Adesão ao Plano de Benefícios HP

Adesão ao Plano de Benefícios HP Adesão ao Plano de Benefícios HP OBJETIVO DA HP PREV Proporcionar aos seus participantes a oportunidade de contribuir para a HP Prev e, juntamente com as contribuições da patrocinadora, formar uma renda

Leia mais

Investimentos na Duprev

Investimentos na Duprev Investimentos na Duprev Plano de Aposentadoria Duprev CD Contribuições Participantes + = aposentadoria Contribuições da empresa Saldo para Patrimônio Investido Perfis de Investimento Alternativas de aplicação

Leia mais

Visão Mais Perto 2015 Perfil Investimentos 2015

Visão Mais Perto 2015 Perfil Investimentos 2015 Visão Mais Perto 2015 Perfil Investimentos 2015 Gestão Visão Prev Bradesco Custódia e Administração VP Finanças Telefonica-Vivo Conselho Deliberativo Comitê Investimentos Conselho Fiscal Diretoria Executiva

Leia mais

No Brasil. No Mundo. BB DTVM: Líder do Mercado. O Brasil subiu para 6º lugar no ranking mundial. Fonte: ANBIMA- Agosto/10 e ICI - Mar/10 EUA 48,69%

No Brasil. No Mundo. BB DTVM: Líder do Mercado. O Brasil subiu para 6º lugar no ranking mundial. Fonte: ANBIMA- Agosto/10 e ICI - Mar/10 EUA 48,69% Ranking Mundial de Fundos No Mundo O Brasil subiu para 6º lugar no ranking mundial. No Brasil BB DTVM: Líder do Mercado EUA 48,69% BB DTVM 21,43% Luxemburgo 10,09% ITAÚ-UNIBANCO 17,11% França 7,51% BRADESCO

Leia mais

PLANO PORTOPREV II MATERIAL EXPLICATIVO

PLANO PORTOPREV II MATERIAL EXPLICATIVO Perfis de Investimento Diversificados PLANO PORTOPREV II MATERIAL EXPLICATIVO quem está seguro, tem futuro. Perfis de Investimento Diversificados www.portoprev.org.br Introdução Este Material Explicativo

Leia mais

Perfis de Investimento

Perfis de Investimento Perfis de Investimento OBJETIVO O presente documento apresenta como principal objetivo a defi nição de uma estrutura de Perfis de Investimento para os Participantes do Plano de Aposentadoria PREVIPLAN.

Leia mais

PREVI Futuro. Conheça o desempenho de Janeiro a Julho/2017. Resultado - =

PREVI Futuro. Conheça o desempenho de Janeiro a Julho/2017. Resultado - = Resultado PREVI Futuro Conheça o desempenho de Janeiro a Julho/ - = Balanço Patrimonial Ativo Onde estão aplicados todos os recursos do PREVI Futuro Passivo Renda Variável Investimentos em ações 29,39%

Leia mais

INFORMATIVO MENSAL DE INVESTIMENTOS MAIO/2017 POLÍTICA DE INVESTIMENTOS

INFORMATIVO MENSAL DE INVESTIMENTOS MAIO/2017 POLÍTICA DE INVESTIMENTOS OBJETIVO Os investimentos dos Planos Básico e Suplementar, modalidade contribuição definida, tem por objetivo proporcionar rentabilidade no longo prazo através das oportunidades oferecidas pelos mercados

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL RESUMO

RELATÓRIO ANUAL RESUMO 2016 RELATÓRIO ANUAL RESUMO 2 MENSAGEM DA DIRETORIA Há quem diga que 2016 ficará para a história. De fato, foi um ano marcado por reviravoltas nos âmbitos político e econômico no cenário nacional e internacional.

Leia mais

Adesão ao Plano de Benefícios HP

Adesão ao Plano de Benefícios HP Adesão ao Plano de Benefícios HP 1 Objetivo da HP Prev Proporcionar aos seus participantes a oportunidade de contribuir para a HP Prev e, juntamente com as contribuições da patrocinadora, formar uma renda

Leia mais

Asset Allocation em Renda Fixa

Asset Allocation em Renda Fixa Asset Allocation em Renda Fixa TAXAS DE MERCADO Dez/2005 Jul/2008 Dez/2008 Dez/2012 Jun/2013 Cupom NTN-B 9,05% (2045) 6,85% (2045) 7,39% (2045) 3,94% (2045) 5,44% (2045) NTN-F 15,61% (2012) 13,74% (2017)

Leia mais

Relatório. Anual. Resumo 2015

Relatório. Anual. Resumo 2015 Relatório Anual Resumo 2015 2 Mensagem da Diretoria O ano de 2015 foi marcado por um cenário volátil e conturbado com inflação alta, PIB negativo, escândalos políticos, rebaixamento de grau de investimento

Leia mais

Regulamento. Perfis de Investimento

Regulamento. Perfis de Investimento Regulamento Perfis de Investimento 2017 ÍNDICE CAPÍTULO I - DA FINALIDADE....3 CAPÍTULO II - DOS PARTICIPANTES ELEGÍVEIS...3 CAPÍTULO III - DOS PERFIS...3 CAPÍTULO IV - DO PRAZO DE ESCOLHA DO PERFIL DE

Leia mais

Somos únicos. A previdência é um investimento

Somos únicos. A previdência é um investimento Somos únicos Ninguém é igual a ninguém. Por mais que existam algumas semelhanças entre um grupo de pessoas, sempre seremos diferentes uns dos outros, seja pelos anseios, sonhos, habilidades e objetivos

Leia mais

Visão Mais Perto Visão Prev

Visão Mais Perto Visão Prev Visão Mais Perto 2015 Visão Prev 2016 Perfil de Investimentos Estrutura Gestão Visão Prev Entendendo Conceitos Renda Fixa Os investimentos em renda fixa podem ser feitos em títulos públicos ou títulos

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DE DESEMPENHO DO BNP PARIBAS NOVA YORK FI MULTIMERCADO PREVIDENCIÁRIO. CNPJ/MF: / Informações referentes a 2016

DEMONSTRAÇÃO DE DESEMPENHO DO BNP PARIBAS NOVA YORK FI MULTIMERCADO PREVIDENCIÁRIO. CNPJ/MF: / Informações referentes a 2016 DEMONSTRAÇÃO DE DESEMPENHO DO CNPJ/MF: Informações referentes a 2016 1. Denominação completa do fundo conforme o cadastro na CVM: BNP PARIBAS NOVA YORK FI MULTIMERCADO PREVIDENCIÁRIO 2. Rentabilidade 2.1

Leia mais

PERFIL DE INVESTIMENTOS PERFIL DE INVESTIMENTO

PERFIL DE INVESTIMENTOS PERFIL DE INVESTIMENTO PERFIL DE INVESTIMENTOS O QUE É? É a opção dada ao participante para que indique os percentuais de seu saldo que devem ser alocados em Renda Fixa e em Renda Variável (ações), de acordo com a sua aptidão

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DE DESEMPENHO DO MULTIPREV CARTEIRA 14 FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO

DEMONSTRAÇÃO DE DESEMPENHO DO MULTIPREV CARTEIRA 14 FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO DEMONSTRAÇÃO DE DESEMPENHO DO CNPJ/MF: Informações referentes a 2016 1. Denominação completa do fundo conforme o cadastro na CVM: MULTIPREV CARTEIRA 14 FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO

Leia mais

Renda Fixa: 88%[(78% [CDI+0,5%]+17% IMAB + 5%IMAB5)+12%(103%CDI)] Renda Variável Ativa = 100%(IBrx+6%) Inv. estruturados = IFM Inv. no exterior = BDRX

Renda Fixa: 88%[(78% [CDI+0,5%]+17% IMAB + 5%IMAB5)+12%(103%CDI)] Renda Variável Ativa = 100%(IBrx+6%) Inv. estruturados = IFM Inv. no exterior = BDRX Objetivo Os investimentos dos Planos Básico e Suplementar, modalidade contribuição definida, tem por objetivo proporcionar rentabilidade no longo prazo através das oportunidades oferecidas pelos mercados

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDENCIA SOCIAL DE ALVINÓPOLIS

INSTITUTO DE PREVIDENCIA SOCIAL DE ALVINÓPOLIS INSTITUTO DE PREVIDENCIA SOCIAL DE ALVINÓPOLIS MÊS REFERENCIA: OUTUBRO 2014 VISAO GERAL GRAFICO RENTABILIDADE CAPITAL PROTEGIDO ENQUADRAMENTO COMENTÁRIO RATING BALANCEAMENTO POLITICA INVESTIMENTO DAIR

Leia mais

Perfis de Investimento Flexibilidade para você

Perfis de Investimento Flexibilidade para você Perfis de Investimento Flexibilidade para você ESCOLHA SEU PERFIL O Plano Odeprev está mais moderno e flexível. Agora você também pode escolher como o seu patrimônio para o póscarreira será investido.

Leia mais

Informativo Mensal Investimentos

Informativo Mensal Investimentos Objetivo Os investimentos dos Planos Básico e Suplementar, modalidade contribuição definida, tem por objetivo proporcionar rentabilidade no longo prazo através das oportunidades oferecidas pelos mercados

Leia mais

PROGRAMA DE PERFIS DE INVESTIMENTO REGULAMENTO

PROGRAMA DE PERFIS DE INVESTIMENTO REGULAMENTO PROGRAMA DE PERFIS DE INVESTIMENTO REGULAMENTO 1. FINALIDADE 1.1. Este regulamento define as regras gerais do Programa de Perfis de Investimento da Odebrecht Previdência (ENTIDADE), disciplinando as modalidades

Leia mais

Renda Fixa: 88%[(78% [CDI+0,5%]+17% IMAB + 5%IMAB5)+12%(103%CDI)] Renda Variável Ativa = 100%(IBrx+6%) Inv. estruturados = IFM Inv. no exterior = BDRX

Renda Fixa: 88%[(78% [CDI+0,5%]+17% IMAB + 5%IMAB5)+12%(103%CDI)] Renda Variável Ativa = 100%(IBrx+6%) Inv. estruturados = IFM Inv. no exterior = BDRX Objetivo Os investimentos dos Planos Básico e Suplementar, modalidade contribuição definida, tem por objetivo proporcionar rentabilidade no longo prazo através das oportunidades oferecidas pelos mercados

Leia mais

SIMULAÇÃO DE RENTABILIDADE POR PERÍODO (%)

SIMULAÇÃO DE RENTABILIDADE POR PERÍODO (%) Carteira: CARTEIRA MODELO - CONSERVADORA Patrimônio: R$300.000,00 Índice de comparação: Extrato Carteira CDI Data Início: 30/08/2013 (melhor data) Data Referência: 29/09/2016 SIMULAÇÃO DE RENTABILIDADE

Leia mais

PREVI futuro - Out / = Resultado

PREVI futuro - Out / = Resultado PREVI futuro - Out / 2017 - = Resultado Balanço Patrimonial Ativo Passivo Onde estão aplicados todos os recursos do Plano PREVI Futuro Estes são distribuídos em uma Carteira de Investimentos Distribuição

Leia mais

SIMULAÇÃO DE RENTABILIDADE POR PERÍODO (%)

SIMULAÇÃO DE RENTABILIDADE POR PERÍODO (%) Carteira: CARTEIRA MODELO - MODERADA Patrimônio: R$300.000,00 Índice de comparação: Extrato Carteira CDI Data Início: 31/10/2013 (melhor data) Data Referência: 11/11/2016 SIMULAÇÃO DE RENTABILIDADE POR

Leia mais

Perfis de Investimento

Perfis de Investimento 1 Perfis de Investimento Material Explicativo www.previsiemens.com.br 2 3 ESCOLHA O SEU LUGAR AO SOL Tem gente que gosta muito de sol. Afinal, ele trás certos benefícios à nossa saúde, nos deixa mais animados,

Leia mais

Posição e Desempenho da Carteira - Resumo HSBC INSTITUIDOR FUNDO MULTIPLO - CONSERVADORA FIX

Posição e Desempenho da Carteira - Resumo HSBC INSTITUIDOR FUNDO MULTIPLO - CONSERVADORA FIX BENCHMARK 100.00%CDI Relatório Gerencial Consolidado - Período de 02/12/2013 Posição e Desempenho da Carteira - Resumo a 31/12/2013 pg. 1 Posição Sintética dos Ativos em 31/12/2013 Financeiro % PL FUNDOS

Leia mais

93,60% Renda Variável ,09. 5,02% Investimento Imobiliário ,56. 0,00% Empréstimos e Financiamentos 0,00

93,60% Renda Variável ,09. 5,02% Investimento Imobiliário ,56. 0,00% Empréstimos e Financiamentos 0,00 Resumo do DI - VISÃO PREV SOCIEDADE DE PREV COMPLEMENTAR Demonstrativo de Investimentos - DI Ano de 2015 (Posição dos Investimentos: 31/12/2015) Com objetivo de atender a legislação vigente, informamos

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL. Resumo. Acesse este relatório na versão tela cheia para aproveitar todos os recursos de visualização

RELATÓRIO ANUAL. Resumo. Acesse este relatório na versão tela cheia para aproveitar todos os recursos de visualização RELATÓRIO ANUAL 2014 Resumo Acesse este relatório na versão tela cheia para aproveitar todos os recursos de visualização 2 Mensagem DA DIRETORIA Prezado Participante, Mais um ano de parceria e confiança

Leia mais

Alocação Estratégica em Planos CD Benchmark de Longo Prazo

Alocação Estratégica em Planos CD Benchmark de Longo Prazo Alocação Estratégica em Planos CD Benchmark de Longo Prazo Funpresp Seminário Perfis de Investimentos Novembro, 2016 Arthur Lencastre 2016 Willis Towers Watson. Todos os direitos reservados. Que fatores

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ALFA PRIVATE DI - FIC FI RENDA FIXA REFERENCIADO LP CNPJ: /

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ALFA PRIVATE DI - FIC FI RENDA FIXA REFERENCIADO LP CNPJ: / LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O Informações referentes à Julho de 2017 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o ALFA PRIVATE DI - FIC FI RENDA FIXA REFERENCIADO LP, administrado

Leia mais

SIMULAÇÃO DE RENTABILIDADE POR PERÍODO (%)

SIMULAÇÃO DE RENTABILIDADE POR PERÍODO (%) Carteira: CARTEIRA MODELO - AGRESSIVA Patrimônio: R$300.000,00 Índice de comparação: Extrato Carteira CDI Data Início: 30/08/2013 (melhor data) Data Referência: 28/09/2016 SIMULAÇÃO DE RENTABILIDADE POR

Leia mais

Estratégias de Fundos de Investimentos João Alberto Cabral 02/09/04

Estratégias de Fundos de Investimentos João Alberto Cabral 02/09/04 Estratégias de Fundos de Investimentos João Alberto Cabral 02/09/04 Agenda Fundos de Investimentos Em que Fundo devo investir? Tipos de Fundos Fundos de Renda Fixa Fundos Multimercados Opinião do Gestor

Leia mais

Informativo Mensal Investimentos

Informativo Mensal Investimentos Objetivo Os investimentos dos Planos Básico e Suplementar, modalidade contribuição definida, tem por objetivo proporcionar rentabilidade no longo prazo através das oportunidades oferecidas pelos mercados

Leia mais

PROGRAMA DE PERFIS DE INVESTIMENTO REGULAMENTO

PROGRAMA DE PERFIS DE INVESTIMENTO REGULAMENTO PROGRAMA DE PERFIS DE INVESTIMENTO REGULAMENTO 1. FINALIDADE 1.1. Este regulamento define as regras gerais do Programa de Perfis de Investimento da Odebrecht Previdência (ENTIDADE), disciplinando as modalidades

Leia mais

A presente Instituição aderiu ao Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para os Fundos de Investimento. CARACTERÍSTICAS HG Verde Fundo de Investimento Multimercado FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS

Leia mais

BOLETIM. Fundos de Investimento. Indústria registra captação líquida de R$ 97,6 bi no ano. Destaque do Mês. Indústria de Fundos em Números - Dez/12

BOLETIM. Fundos de Investimento. Indústria registra captação líquida de R$ 97,6 bi no ano. Destaque do Mês. Indústria de Fundos em Números - Dez/12 Fundos de Investimento BOLETIM Ano VIII Nº 81 Janeiro/2013 Indústria registra captação líquida de R$ 97,6 bi no ano Indústria de Fundos em Números - Dez/12 MERCADO DOMÉSTICO R$ 2.189,0 bi de PL 0,2% Variação

Leia mais

Restrições de Investimento:.

Restrições de Investimento:. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SPARTA CICLICO FIM 07.552.643/0001-97 Informações referentes a 06/2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o SPARTA CÍCLICO FUNDO DE INVESTIMENTO

Leia mais

Fluxo de Recebimentos de Juros e Vencimentos

Fluxo de Recebimentos de Juros e Vencimentos PERFIL SUPER CONSERVADOR - 31/07/2017 2017 375.828,68 0,00 335.766.543,74 336.142.372,42 2018 901.988,83 0,00 49.752.876,09 50.654.864,92 2019 901.988,83 0,00 8.289.486,51 9.191.475,33 2020 901.988,83

Leia mais

INFORMAR PERFIS DE INVESTIMENTO AJUSTADOS AO MOMENTO DO PARTICIPANTE MANUAL DE DEFINIÇÃO

INFORMAR PERFIS DE INVESTIMENTO AJUSTADOS AO MOMENTO DO PARTICIPANTE MANUAL DE DEFINIÇÃO INFORMAR PERFIS DE INVESTIMENTO AJUSTADOS AO MOMENTO DO PARTICIPANTE MANUAL DE DEFINIÇÃO Índice Introdução... 3 O que é Ciclo de Vida?... 4 Objetivo do Ciclo de Vida... 5 Estudos realizados... 6 Composição

Leia mais

Lâmina de Informações Essenciais do. Título Fundo de Investimento Multimercado Longo Prazo (Título FIM-LP) CNPJ/MF:

Lâmina de Informações Essenciais do. Título Fundo de Investimento Multimercado Longo Prazo (Título FIM-LP) CNPJ/MF: Lâmina de Informações Essenciais do Informações referentes à Janeiro de 2017 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o TÍTULO FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO - LONGO PRAZO (Título

Leia mais

Demonstrativo de Investimentos - DI

Demonstrativo de Investimentos - DI Demonstrativo de Investimentos - DI Ano de 2014 (Posição dos Investimentos: 31/12/2014) Com objetivo de atender a legislação vigente, informamos ao participante o relatório resumo do DI e os custos dos

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ALFA EMPRESA FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CNPJ: /

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ALFA EMPRESA FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CNPJ: / LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O Informações referentes à Outubro de 2017 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o ALFA EMPRESA FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA, administrado

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P M A I O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 28 de junho de 2016 Em maio, crédito imobiliário somou R$ 3,9 bilhões Poupança

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ALFA MIX - FI RENDA FIXA LONGO PRAZO CNPJ: / Informações referentes à Janeiro de 2017

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ALFA MIX - FI RENDA FIXA LONGO PRAZO CNPJ: / Informações referentes à Janeiro de 2017 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O Informações referentes à Janeiro de 2017 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o, administrado e gerido por Banco Alfa de Investimento S.A..

Leia mais

RELATÓRIO DA CARTEIRA DE INVESTIMENTOS MARÇO DE 2016

RELATÓRIO DA CARTEIRA DE INVESTIMENTOS MARÇO DE 2016 RELATÓRIO DA CARTEIRA DE INVESTIMENTOS MARÇO DE 2016 Os recursos do CaraguaPrev são aplicados respeitando os princípios de segurança, legalidade, liquidez e eficiência. Neste mês a carteira de investimentos

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O FI RF CP LP TITULOS PRIVADOS / Informações referentes a Abril de 2013

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O FI RF CP LP TITULOS PRIVADOS / Informações referentes a Abril de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o HSBC FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CREDITO PRIVADO LONGO PRAZO. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas no Prospecto

Leia mais

Maio/2016 RADAR F8A 8ª MAIOR QUEDA DO ÍNDICE BOVESPA NOS ÚLTIMOS 12,5 ANOS RISCOS E OPORTUNIDADES

Maio/2016 RADAR F8A 8ª MAIOR QUEDA DO ÍNDICE BOVESPA NOS ÚLTIMOS 12,5 ANOS RISCOS E OPORTUNIDADES Maio/2016 RADAR F8A 8ª MAIOR QUEDA DO ÍNDICE BOVESPA NOS ÚLTIMOS 12,5 ANOS RISCOS E OPORTUNIDADES 2 Introdução Comentamos no Radar de março que os indicadores de referência para os mercados de renda fixa

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ALFA AÇÕES PREMIUM - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ: /

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ALFA AÇÕES PREMIUM - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ: / LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ALFA AÇÕES PREMIUM - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES Informações referentes à Dezembro de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o ALFA

Leia mais

JANEIRO de

JANEIRO de JANEIRO de 2015 1 ÍNDICE 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 4 2 RESUMO DO REGULAMENTO DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO... 5 2.1 FUNDOS DE INVESTIMENTO DO BANCO DO BRASIL... 5 2.1.1 BB PREVIDENCIÁRIO RENDA FIXA IMA

Leia mais

Lamina de Informações Essenciais

Lamina de Informações Essenciais Lamina de Informações Essenciais SUL AMÉRICA EXCELLENCE FI RENDA FIXA CP CNPJ nº 04.899.128/0001-90 Informações referentes a Julho de 2014 Rating : bra+f * Standard&Poor's Esta lâmina contém um resumo

Leia mais

Lamina de Informações Essenciais

Lamina de Informações Essenciais Lamina de Informações Essenciais SulAmérica Inflatie FI RF Longo Prazo CNPJ nº 09.326.708/0001-01 Informações referentes a Março de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o

Leia mais

Agosto/2015 RADAR F8A RISCOS, OPORTUNIDADES E CONSIDERAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE POLÍTICAS DE INVESTIMENTOS

Agosto/2015 RADAR F8A RISCOS, OPORTUNIDADES E CONSIDERAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE POLÍTICAS DE INVESTIMENTOS Agosto/2015 RADAR F8A RISCOS, OPORTUNIDADES E CONSIDERAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE POLÍTICAS DE INVESTIMENTOS 2 Introdução O mês de Agosto/2015 foi caracterizado pela elevação significativa da aversão ao risco

Leia mais

GESTÃO ECONÔMICA E FINANCEIRA RPPS PONTÃO MARÇO

GESTÃO ECONÔMICA E FINANCEIRA RPPS PONTÃO MARÇO 2015 RELATÓRIO DE GESTÃO ECONÔMICA E FINANCEIRA MARÇO BANCO CENTRAL DO BRASIL. Focus Relatório de Mercado de 6 de março de 2015. Disponível em: http://www.bcb.gov.br/pec/gci/port/readout/r20150306.pdf.

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ALFAMAIS - FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ:

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ALFAMAIS - FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ: LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ALFAMAIS - FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES Informações referentes à Dezembro de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações

Leia mais

Janeiro/2016 RADAR F8A INFLAÇÃO ACUMULADA É A MAIOR DESDE NOVEMBRO DE 2003

Janeiro/2016 RADAR F8A INFLAÇÃO ACUMULADA É A MAIOR DESDE NOVEMBRO DE 2003 Janeiro/2016 RADAR F8A INFLAÇÃO ACUMULADA É A MAIOR DESDE NOVEMBRO DE 2003 2 Introdução Com a divulgação do IPCA de janeiro, a inflação acumulada nos últimos 12 meses (10,71%) é a maior desde novembro/2003

Leia mais

REGULAMENTO PERFIL DE INVESTIMENTOS CARGILLPREV

REGULAMENTO PERFIL DE INVESTIMENTOS CARGILLPREV REGULAMENTO PERFIL DE INVESTIMENTOS CARGILLPREV 1) Do Objeto Este documento estabelece as normas gerais aplicáveis ao Programa de Perfil de Investimentos (Multiportfólio) da CargillPrev. O programa constitui-se

Leia mais

Síntese dos Resultados dos Investimentos do Plano ALEPEPREV

Síntese dos Resultados dos Investimentos do Plano ALEPEPREV Síntese dos Resultados dos Investimentos do Plano ALEPEPREV O ALEPEPREV obteve em 2016 resultados bastante positivos, e acima do benchmark definido pela Política de Investimentos. Vale destacar que o desempenho

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O CNPJ: Informações referentes a Outubro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o As informações completas sobre esse fundo podem ser

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SAMBA DT FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO / Informações referentes a 03/2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SAMBA DT FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO / Informações referentes a 03/2016 Exibir Competência: Nome do Fundo: SAMBA DT FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ: 23.631.532/0001-22 Tipo: FDOS DE INVESTIMENTO Cód. CVM: 250856 Administrador: CM CAPITAL MARKETS DTVM LTDA CNPJ: 02.671.743/0001-19

Leia mais

PRINCIPAIS PRODUTOS E PERFIL DO INVESTIDOR

PRINCIPAIS PRODUTOS E PERFIL DO INVESTIDOR PRINCIPAIS PRODUTOS E PERFIL DO INVESTIDOR CARACTERÍSTICAS DOS PRODUTOS DE RENDA FIXA OS PRINCIPAIS PRODUTOS DE RENDA FIXA PERFIL DE RISCO DO INVESTIDOR Quais são as diferenças básicas entre Renda Fixa

Leia mais

Plano Futuro Inteligente é transferido para a Fundação Itaú Unibanco

Plano Futuro Inteligente é transferido para a Fundação Itaú Unibanco w w w. u b b p r e v. c o m. b r Informativo bimestral da UBB PREV Previdência Complementar julho/agosto2012 ano4 nº20 Plano Futuro Inteligente é transferido para a Fundação Itaú Unibanco Aprovada pela

Leia mais

Banco de Tokyo-Mitsubishi UFJ Brasil S/A

Banco de Tokyo-Mitsubishi UFJ Brasil S/A Lâmina de informações essenciais sobre o Tokyo-Mitsubishi UFJ Leader FI Referenciado DI CNPJ Nº 00.875.318/0001-16 Informações referentes à Janeiro de 2014 Esta lâmina contém um resumo das informações

Leia mais

Estratégias para a elaboração da Política de Investimentos

Estratégias para a elaboração da Política de Investimentos Estratégias para a elaboração da Política de Investimentos 33º Encontro Regional APEPREM Marília - SP Política de Investimento Os RPPS possuem obrigação legal de elaborar anualmente sua política de investimentos;

Leia mais

Extrato de Fundos de Investimento

Extrato de Fundos de Investimento São Paulo, 01 de Junho de 2011 Prezado(a) FUNDO DE PENSAO MULTIPATR OAB 02/05/2011 a 31/05/2011 Panorama Mês de Maio de 2011 O Mês de Maio foi marcado por um aumento da aversão ao risco. Voltou se a discutir

Leia mais

Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo

Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo Informações referentes a Agosto de 2016. Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o SUMITOMO MITSUI PLATINUM PLUS FIC DE FI RENDA FIXA

Leia mais

259,30 1,14 1,02 0,96 1,12 1,00 1,09 1,15 1,10 1,19 1,08 1,03 1,01 13,39 13,67 41,72 1,0%

259,30 1,14 1,02 0,96 1,12 1,00 1,09 1,15 1,10 1,19 1,08 1,03 1,01 13,39 13,67 41,72 1,0% Fundos Renda Fixa PL Médio 12 meses Rentabilidade Acumulada % (já descontada a taxa de administração) No ano# Dez/15 Jan/16 Fev/16 Mar/16 Abr/16 Mai/16 Jun/16 Jul/16 Ago/16 Set/16 Out/16 Nov/16 Cond. 12

Leia mais

Produtos e Serviços Financeiros

Produtos e Serviços Financeiros 1 APRESENTAÇÃO DE APOIO Produtos e Serviços Financeiros 3º Encontro Pós-Graduação em Finanças, Investimentos e Banking 2 por Leandro Rassier Complementação + Aplicações práticas METODOLOGIA PARA COMPREENSÃO

Leia mais

Educação Financeira e Previdenciária 03 INVESTIMENTOS

Educação Financeira e Previdenciária 03 INVESTIMENTOS Educação Financeira e Previdenciária 03 INVESTIMENTOS Novembro de 2015 Educação Financeira e Previdenciária Saiba o que considerar HORA DE INVESTIR? Além de poupar para a realização dos seus sonhos, sejam

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O FI MM LP GOA MASTER LS / Informações referentes a Março de 2013

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O FI MM LP GOA MASTER LS / Informações referentes a Março de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o HSBC FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO LONGO PRAZO GOA MASTER LONG AND SHORT. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas

Leia mais

Restrições de Investimento: Não aplicável.

Restrições de Investimento: Não aplicável. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O TOTAL MIX FIC DE FIA 15.182.416/0001-45 Informações referentes a 04/2017 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o TOTAL MIX FI EM COTAS DE

Leia mais

RELATÓRIO DE INVESTIMENTOS

RELATÓRIO DE INVESTIMENTOS RELATÓRIO DE INVESTIMENTOS 1 Trimestre RESULTADOS OBTIDOS Saldos Financeiros Saldos Segregados por Planos (em R$ mil) PGA PB TOTAL CC FI DI/RF FI IRFM1 FI IMAB5 SUBTOTAL CC FI DI/RF FI IRFM1 FI IMAB5 SUBTOTAL

Leia mais

Mensagem da Diretoria

Mensagem da Diretoria PLANO ITAUBANCO CD Mensagem da Diretoria Solidez na administração do seu plano de previdência Cuidamos dos recursos para aposentadoria de mais de 55 mil participantes e assistidos, distribuídos entre 19

Leia mais

Consulta Pública de Lâmina de Fundo

Consulta Pública de Lâmina de Fundo Página 1 de 20 Consulta Pública de Lâmina de Fundo Atenção: Estas informações tem por base os documentos enviados à CVM pelas Instituições Administradoras dos Fundos de Investimento e são de exclusiva

Leia mais

Folheto explicativo PLANO A

Folheto explicativo PLANO A Folheto explicativo PLANO A Como está o seu planejamento para a aposentadoria? Você já parou para pensar que a vida está passando rápido demais? A gente sabe que ao longo dos anos muitas prioridades surgem

Leia mais

Consulta Pública de Lâmina de Fundo

Consulta Pública de Lâmina de Fundo Consulta Pública de Lâmina de Fundo Atenção: Estas informações tem por base os documentos enviados à CVM pelas Instituições Administradoras dos Fundos de Investimento e são de exclusiva responsabilidade

Leia mais

Ano I Número 2 Novembro/2011

Ano I Número 2 Novembro/2011 Ano I Número 2 Novembro/2011 Prevalece cenário de menor nível de crescimento e de inflação» Agravamento da crise na Europa a partir de agosto permite convergência dos cenários do mercado com o do Banco

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE NANUQUE Fevereiro/2014 RELATÓRIO DE DESEMPENHO MENSAL Em atendimento a Resolução CMN 3.922/10 de acordo com os artigos: Art. 4º. Os responsáveis

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ALFA ORBIS DI - FI RENDA FIXA REFERENCIADO LP CNPJ: /

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ALFA ORBIS DI - FI RENDA FIXA REFERENCIADO LP CNPJ: / LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O Informações referentes à Agosto de 2017 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o, administrado e gerido por Banco Alfa de Investimento S.A..

Leia mais

Folheto explicativo PLANO D

Folheto explicativo PLANO D Folheto explicativo PLANO D Como está o seu planejamento para a aposentadoria? Plano D Previ Novartis Veja algumas vantagens do plano: 1 2 Flexibilidade para planejar o seu futuro; Contrapartida da empresa

Leia mais

Restrições de Investimento: Não aplicável.

Restrições de Investimento: Não aplicável. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O MAREJO AZUL FIM 21.581.510/0001-70 Informações referentes a 12/2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o MAREJO AZUL FUNDO DE INVESTIMENTO

Leia mais

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA 1/5 Plano de Benefícios CD-02 Cuidar do seu futuro é o nosso negócio! 2/5 1 Por que foi criado o Plano CD-02? O Plano CD-02 foi desenhado no modelo de Contribuição Definida, um plano totalmente individual,

Leia mais

Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo. Sumitomo Mitsui Platinum Plus FIC de FI Ref. DI Crédito Privado Longo Prazo CNPJ:

Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo. Sumitomo Mitsui Platinum Plus FIC de FI Ref. DI Crédito Privado Longo Prazo CNPJ: Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo Informações referentes a abril de 2016. Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o SUMITOMO MITSUI PLATINUM PLUS FIC DE FI REF DI CREDITO

Leia mais

Relatório Mensal. Rio Bravo Crédito Imobiliário II - FII

Relatório Mensal. Rio Bravo Crédito Imobiliário II - FII Relatório Mensal Rio Bravo Crédito Imobiliário II - FII Dezembro 2015 Rio Bravo Crédito Imobiliário II Fundo de Investimento Imobiliário FII O fundo Rio Bravo Crédito Imobiliário II FII iniciou suas atividades

Leia mais

Consulta Pública de Lâmina de Fundo

Consulta Pública de Lâmina de Fundo Page 1 of 7 Consulta Pública de Lâmina de Fundo Atenção: Estas informações tem por base os documentos enviados à CVM pelas Instituições Administradoras dos Fundos de Investimento e são de exclusiva responsabilidade

Leia mais

Julho/2015 RADAR F8A MELHORES ESTRATÉGIAS DE INVESTIMENTOS TAXA BÁSICA DE JUROS SELIC EM DE 14,25% A.A.

Julho/2015 RADAR F8A MELHORES ESTRATÉGIAS DE INVESTIMENTOS TAXA BÁSICA DE JUROS SELIC EM DE 14,25% A.A. Julho/2015 RADAR F8A MELHORES ESTRATÉGIAS DE INVESTIMENTOS TAXA BÁSICA DE JUROS SELIC EM DE 14,25% A.A. 2 Introdução Vivemos um 2015 repleto de ajustes, com impactos significativos no lado real da economia

Leia mais

Alocação Atual x Limite Legal

Alocação Atual x Limite Legal Relatório de Avaliação da Política de Investimento Relatório Semestral 2º semestre de 2010 Relatório de Avaliação da Política de Investimento 2º semestre de 2010 O presente relatório tem por objetivo avaliar

Leia mais

Antes de investir, compare o fundo com outros da mesma classificação.

Antes de investir, compare o fundo com outros da mesma classificação. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC FI INTELIGENTE RENDA FIXA CURTO PRAZO 02.908.347/0001-62 Informações referentes a Agosto de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

Não há restrições de investimento.

Não há restrições de investimento. LÂMINA DO FUNDO BM&FBOVESPA MARGEM GARANTIA REFERENCIADO DI FIC FI CNPJ: 08.627.607/0001-08 Informações referentes a 01/2017 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o BM&FBOVESPA

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O FI MM LP CP NANKING INSTITUC / Informações referentes a Março de 2013

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O FI MM LP CP NANKING INSTITUC / Informações referentes a Março de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o HSBC FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO LONGO PRAZO CREDITO PRIVADO IONAL. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas no

Leia mais

REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DO MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA MT IPREAF

REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DO MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA MT IPREAF REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DO MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA MT IPREAF 29 janeiro, 2016 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 2 2 RESUMO DO REGULAMENTO DOS INVESTIMENTOS... 3 3 MOVIMENTAÇÃO FINANCEIRA DOS INVESTIMENTOS...

Leia mais

Restrições de Investimento: Não aplicável.

Restrições de Investimento: Não aplicável. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O MULTINVEST FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CREDITO PRIVADO 09.601.197/0001-99 Informações referentes a 09/2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

Consulta Pública de Lâmina de Fundo

Consulta Pública de Lâmina de Fundo Consulta Pública de Lâmina de Fundo Atenção: Estas informações tem por base os documentos enviados à CVM pelas Instituições Administradoras dos Fundos de Investimento e são de exclusiva responsabilidade

Leia mais

DUAS DEFINIÇÕES IMPORTANTES

DUAS DEFINIÇÕES IMPORTANTES Você está trabalhando, construindo sua vida e de sua família. Tudo vai bem. Mas... Você já começou a pensar na sua aposentadoria? Quando se aposentar, você receberá o benefício do INSS, mas ele será suficiente?

Leia mais

Restrições de Investimento: -.

Restrições de Investimento: -. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO LONG SHORT 07.187.565/0001-79 Informações referentes a 08/2017 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

RELATÓRIO DE INVESTIMENTOS. Março de 2016

RELATÓRIO DE INVESTIMENTOS. Março de 2016 RELATÓRIO DE INVESTIMENTOS Março de 2016 1 RESULTADOS DOS INVESTIMENTOS 1.1. Saldos Financeiros Saldos Segregados por Planos (em R$ mil) PGA CC DI/RF IRFM1 IMAB5 SUBTOTAL 31/dez/2013 26.103,99 26.103,99

Leia mais